Sample records for manganese 54
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 7 shown.



1

Exigências de manganês para frangos de corte nas fases de crescimento e terminação/ Manganese requeriments for broilers in the growing and finishing phases

Cupertino, Edwiney Sebastião; Gomes, Paulo Cezar; Albino, Luiz Fernando Teixeira; Rostagno, Horacio Santiago; Cecon, Paulo Roberto; Schimidt, Marlene
2005-12-01

Resumo em português Com os objetivos de determinar a exigência de manganês nas fases de crescimento (22 a 42 dias) e terminação (43 a 54 dias), foram realizados dois experimentos utilizando-se 480 frangos de corte, distribuídos em um esquema fatorial 6 x 2 (seis níveis de manganês e dois sexos - macho e fêmea), em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. Utilizaram-se seis e quatro aves por unidade experimental, no primeiro e segundo experimentos, respectivamen (mais) te. Em ambos os ensaios, os tratamentos consistiram de uma dieta basal deficiente em manganês (6,5 ppm) ou suplementada com 0, 30, 60, 90, 120 e 150 ppm de manganês, proveniente do sulfato de manganês comercial. As variáveis avaliadas foram ganho de peso, consumo de ração, conversão alimentar, comprimento de tíbia, resistência do osso à quebra e concentração de manganês no fígado e nos ossos. Os níveis de manganês, na fase de crescimento, influenciaram as concentrações de manganês no fígado e no osso e, na fase de terminação, alteraram a concentração de manganês no fígado. As exigências de manganês foram estimadas pelos modelos de regressão polinomial e LRP (Linear Response Plateau). A exigência de manganês para frangos de corte, machos e fêmeas, na fase de crescimento é de 90 ppm. Na fase de terminação, os níveis de 30 a 40 ppm de manganês, normalmente presentes em dietas práticas à base de milho e farelo de soja, são suficientes para o desenvolvimento das aves. Resumo em inglês Four hundred and eighty broilers were assigned to a completely randomized design with a 6x2 arrangement (six levels of manganese and 2 sexes - male and female) and four replicates to determine the manganese requirements in the growing (22 to 42 days) and finishing (43 to 54 days) phases. Six and four birds per experimental unit, respectively, were used in the first and second trials. In both trials, the treatments consisted of a basal diet deficient in manganese (6.5 ppm) (mais) or supplemented with manganese (0, 30, 60, 90, 120, and 150 ppm) from the commercial sulfate. The following variables were analyzed: weight gain, feed intake, feed conversion, tibia length, resistance of bone to breaking, and manganese concentration in the liver and bone. The levels of manganese influenced the manganese concentration in the liver and bone in the growing phase and the manganese concentration in the liver in the finishing phase. The manganese requirements were estimated by the polynomial regression models and LRP (Linear Response Plaeau). The manganese requirement was estimated in 90 ppm for male and female broilers in the growing phase. In the finishing phase, the levels from 30 to 40 ppm of manganese is recommended to obtain good results of performance for birds fed corn and soybean meal-based diets.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Disponibilidade de cobre, ferro, manganês e zinco em solos sob pastagens na Região do Cerrado/ Availability of copper, iron, manganese and zinc in soils under pastures in the Brazilian Cerrado

Vendrame, Pedro Rodolfo Siqueira; Brito, Osmar Rodrigues; Quantin, Cécile; Becquer, Thierry
2007-06-01

Resumo em português Este trabalho teve como objetivo descrever os teores totais e disponíveis de cobre, ferro, manganês e zinco e suas relações com a acidez, fertilidade, textura e mineralogia de latossolos sob pastagens na Região do Cerrado. Os solos estudados foram amostrados em três regiões: às margens das rodovias GO-060 e BR-154, entre os municípios de Goiânia, GO, e Barra do Garças, MT; no Distrito Federal, e nos municípios de Unaí e Paracatu, noroeste de Minas Gerais. Col (mais) etaram-se 54 amostras na camada de 0-20 cm. Relacionaram-se as quantidades disponíveis de Cu, Fe, Mn e Zn (extraídos com DTPA) com seus teores totais, textura, mineralogia e variáveis químicas dos solos, por meio da análise de componentes principais. Os teores totais e disponíveis desses elementos foram extremamente variáveis. A disponibilidade de Fe, Cu e Mn se relacionou principalmente com os teores de ferro cristalino e com o pH em água. A disponibilidade de Zn se relacionou principalmente com a capacidade de troca catiônica do solo. O Zn é, entre os micronutrientes avaliados, o mais freqüentemente limitante ao desenvolvimento das pastagens na Região do Cerrado. Resumo em inglês The objective of this work was to describe the total and available Cu, Fe, Mn and Zn contents, and their relation with the oxisols acidity, fertility, texture and mineralogy under Cerrado pastures. The soil samples were taken from three regions: along the highways GO-060 and BR-154, between the towns of Goiânia, GO, and Barra do Garças, MT; in the northeast of the State of Minas Gerais, in the towns of Unaí and Paracatu, MG; and in the Federal District. Fifty-four soil (mais) samples were collected from the 0-20 cm layer. Available quantities of Cu, Fe, Mn and Zn (DTPA extracted) were related to: total contents, chemical variables, soils texture and mineralogy, through the analysis of the principal components. The available and total Cu, Fe, Mn and Zn content varied greatly. The availability of Fe, Cu and Mn related mainly to the crystalline iron and pH in water. The availability of Zn was mainly related to the soil exchange capacity. Zn was considered the most frequent limiting micronutrient for Cerrado pasture development.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Níveis de cálcio em rações de frangos de corte na fase inicial suplementadas com fitase/ Levels of calcium in broiler diets supplemented with phytase in the initial phase

Schoulten, Neudi Artemio; Teixeira, Antônio Soares; Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de; Bertechini, Antônio Gilberto; Conte, Ademir José; Silva, Hunaldo Oliveira
2003-10-01

Resumo em português Com o objetivo de avaliar níveis de cálcio em rações suplementados com enzima fitase para frangos de 1 a 21 dias de idade, foi conduzido um experimento com 600 pintos de um dia da linhagem Hubbard-MPK. As aves foram distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado, arranjo fatorial cinco x dois (níveis de cálcio x sexos), com três repetições e 20 aves por parcela. A ração basal, com 0,54% de fósforo total e 600 unidades de fitase/kg, foi balanceada pa (mais) ra atender às exigências nutricionais das aves conforme o NRC (1994), exceto para o cálcio, cujos níveis foram 0,46; 0,67; 0,88; 1,09 e 1,30%. Aos 14 dias, duas aves de cada tratamento foram transferidas para gaiolas de metabolismo para coleta total das excretas e aos 21 dias, duas aves de cada tratamento foram abatidas para retirada da tíbia esquerda para análises posteriores. Os machos apresentaram maior consumo e ganho de peso, sendo que este apresentou redução linear conforme o nível de cálcio foi elevado. Os níveis de 0,67 e 0,71% resultaram em melhor digestibilidade da matéria seca e maior retenção de nitrogênio, respectivamente. As fêmeas apresentaram teores de cinzas e cálcio, na tíbia, superiores aos dos machos (1,68 e 2,34%, respectivamente). O nível de 0,55% de cálcio proporcionou a máxima deposição de cinzas (51,5%), enquanto o nível de 0,59%, a máxima calcificação (17,8%). A deposição de fósforo apresentou efeito quadrático, em função dos níveis de cálcio, sendo que o nível de 0,75% proporcionou a maior deposição (10,8%), e a deposição de manganês foi reduzida linearmente com a elevação do nível de cálcio na ração. Conclui-se que níveis elevados de cálcio em rações suplementadas com fitase afetaram negativamente o ganho de peso, a deposição de fósforo e manganês na tíbia e que os baixos níveis prejudicaram a digestibilidade da matéria seca e a retenção de nitrogênio. Resumo em inglês With the objective of evaluating increasing levels of calcium in diets supplemented with the enzyme phytase for chickens from 1 to 21 days of age, an experiment was conducted using 600 1-d old Hubbard-MPK strain chicks. The broilers were allotted to a completely randomized design, factorial arrangement five x two (levels of calcium x sexes), three replicates and 20 birds per plot. The basal ration with 0.54% total phosphorus and 600 units of phytase/kg, was formulated to (mais) meet the nutritional requirements of the broilers, according to NRC (1994), except for calcium, whose levels were 0.46; 0.67; 0.88; 1.09 and 1.30%. At 14 days, two chicks of each treatment were transferred to metabolism cages for total collection of the excreta during four consecutive days. At 21 days of age, two broilers from each treatment were slaughtered for removal of the left tibia for subsequent analyses. The males presented higher fed intake and weight gain, and shown a linear reduction as the level of calcium was increased. The levels of 0.67 and 0.71% presented better digestibility of dry matter and higher nitrogen retention, respectively. The females presented content of ashes and calcium in the tibia higher than those of males (1.68 and 2.34% respectively). The level of 0.55% of calcium in the diets provided the maximum deposition of ashes (51.5%) while the level of 0.59% was enabled to reach the maximum calcification (17.8%). Phosphorus deposition showed quadratic effect in relation to increasing levels of calcium in the diets, and 0.75% of calcium provided to reach the largest deposition (10.8%), while deposition of manganese was reduced linearly with the increasing levels of calcium in the diets. It was concluded that high levels of calcium in the diets supplemented with phytase decreased weight gain and shown negative effect on the phosphorus and manganese deposition in the broilers tibia from one to 21 days of age. Low levels of calcium impaired the digestibility of dry matter and nitrogen retention of diets of broilers one to 21 day old broilers.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Avaliação da disponibilidade de manganês e ferro em solos pelo uso do método modificado da resina de troca iônica/ Evaluation of manganese and iron availability in soils by a modified ion exchange resin method

Abreu, C. A.; van Raij, B.; Abreu, M. F.; Paz Gonzalez, A.
2004-06-01

Resumo em português A avaliação do método modificado da resina de troca de íons para extração de Mn e Fe dos solos foi o objetivo desta pesquisa. Foram utilizadas 44 amostras de solo, cujos teores de Mn variaram de baixos a altos e de Fe de médios a altos. Como plantas-teste, utilizaram-se o milho e a soja, cultivadas em casa de vegetação. O Fe e o Mn do solo foram determinados, usando o método modificado da resina de troca de íons, DTPA, AB-DTPA, Mehlich-1 e Mehlich-3. Os coefici (mais) entes de correlação entre Mn no solo e Mn acumulado na parte aérea da soja foram: resina (0,62*), DTPA (0,58*), Mehlich-3 (0,54*), Mehlich-1 (0,51*) e AB-DTPA (0,26NS). Para o milho, houve correlação entre Mn-solo e Mn-planta somente nas amostras de solo com baixos teores desse elemento, para todos os extratores, exceto para AB-DTPA. Concluiu-se que a resina foi tão eficiente quanto os extratores DTPA, M-1 e M-3 em avaliar a disponibilidade de Mn para a soja, e que nenhum extrator foi eficiente em avaliar a disponibilidade de Fe para as plantas de milho e soja, com 53 dias de idade, cultivadas em casa de vegetação. Resumo em inglês The objective of this research was to evaluate a modified ion exchange resin method for Mn and Fe extraction from soils. Forty-four soil samples presenting low, medium, and high Mn and medium to high Fe concentrations were used. Maize and soybeans plants were grown as test plants in a pot experiment in a greenhouse. Soil samples were analyzed for Mn and Fe using the modified ion exchange resin, DTPA, AB-DTPA, Mehlich-1, and Mehlich-3 methods. The correlation coefficients (mais) between soil Mn and Mn accumulated in the soybean shoot were: ion exchange resin (0.62*), DTPA (0.57*), Mehlich-3 (0.54*), Mehlich-1 (0.51*), and AB-DTPA (0.26). For maize, significant correlation coefficients between soil Mn and plant-Mn were obtained only when low-initial Mn soil samples were considered for all extractants, except for AB-DTPA. For soybeans, the modified ion exchange resin method was as efficient as DTPA, Mehlich-1 and Mehlich-3 for the evaluation of soil Mn availability. None of the methods was efficient for evaluating the soil Fe availability for the 53 day-old maize and soybean plants grown in greenhouse.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Caracterização e avaliação do potencial agronômico e nutricional de etnovariedades de cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) da Amazônia/ Characterization and evaluation of the agronomic and nutritional potential of ethnovarieties of cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) in Amazonia

Silva Filho, Danilo Fernandes da; Yuyama, Lucia Kiyoko Ozaki; Aguiar, Jaime Paiva Lopes; Oliveira, Maslova Carmo; Martins, Lúcia Helena Pinheiro
2005-12-01

Resumo em português O cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal) é um importante recurso genético para o povo da Amazônia, porque produz frutos tradicionalmente utilizados como alimento, medicamento e cosméticos. Por se tratar de um excelente produto para o agro-negócio, aprofundar o conhecimento sobre a espécie, será uma contribuição de grande valia para a sociedade da região. Este trabalho teve o objetivo de caracterizar e avaliar o potencial de diferentes etnovariedades (ETNs) por meio (mais) de descritores agronômicos e minerais dos seus frutos. O Experimento foi conduzido na Estação Experimental de Hortaliças do INPA, em Manaus, em solo Podzólico vermelho-amarelo, álico, textura arenosa e de baixa fertilidade. Adotou-se um delineamento experimental de blocos ao acaso, com 28 tratamentos (as ETNs) em quatro repetições. Os seguintes descritores agronômicos e minerais dos frutos foram avaliados: forma dos frutos, número de frutos, comprimento do fruto, largura do fruto, peso médio do fruto, espessura da polpa, potássio, zinco, manganês, sódio, ferro, magnésio e cálcio. As análises de variância detectaram diferenças significativas entre as etnovariedades para todos os caracteres. As 28 ETNs puderam ser classificadas em nove formatos diferentes de frutos. As plantas produziram em média 4 a 89 frutos, variando em peso de 18,5 a 301 g. Entre os micro-elementos analisados a concentração de ferro variou de 97,3 a 352,7 mg em 100g da polpa in natura. Destacou-se em conteúdo deste elemento, a ETN3, originária de Barcelos (AM). Entre os macro-elementos, o potássio (variando entre 54,6 a 563,5 mg em 100g da polpa in natura) apresentou maior concentração nas 28 ETNs avaliadas. A ETN9, originária de Lábrea (AM), foi a que produziu os frutos mais ricos nesse elemento. De maneira geral, as ETNs estudadas apresentam variabilidade genética ampla para ser explorada em programa de melhoramento do cubiu. Resumo em inglês Cubiu (Solanum sessiliflorum Dunal), is an important genetic resource for the Amazonian people, because its fruit is traditionally usede for food, medicine and cosmetics. As na excellent product for agribusiness, it is important to study the species to contribuite to regional development. The agronomic and nutritional potential of different cubiu ethnovarietes (ETNs) was characterized and evaluated., in an experiment at INPA's Horticulture Experimental Station, Manaus, Am (mais) azonas, Brazil, on a sandy textured, low fertility, alic, red-yellow Podzol, in an experimental design of randomized blocks, with 28 treatments (the ETNs) and four repetitions, the following fruit agronomic and chemical composition characteristics were evaluated: fruit number, shape, length, diameter, weight, pulp thickness, potassium, zinc, manganese, sodium, iron, magnesium and calcium. There were significant differences among the ETNs for all characteristics. The 28 ETNs were could be classified into nine different fruit shape. Fruit number/plant varied from 4 to 89, and mean fruit weight from 18.5 to 301g. Among the macroelents, potassium had the highest concentration in all 28 ETNs (varying from 54.6 to 563.5 mg in 100 g fresh pulp). The ETN from Lábrea (AM) produced the fruits with highest concentrations of this element. Among the microelements, iron varied from 97.3 to 352 mcg and the ETN from Barcelos (AM) had the highest concentration. In general, the ETNs presented ample genetic variability to be exploited in a cubiu improvement program.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Efeito do pH do solo rizosférico e não rizosférico de plantas de soja inoculadas com Bradyrhizobium japonicum na absorção de boro, cobre, ferro, manganês e zinco/ Effect of pH of rhizospheric and non-rhizospheric soil on boron, copper, iron, manganese, and zinc uptake by soybean plants inoculated with Bradyrhizobium japonicum

Souza, Luiz Humberto; Novais, Roberto Ferreira; Alvarez V., Víctor Hugo; Villani, Ecila Mercês de Albuquerque
2010-10-01

Resumo em português Alterações no pH da rizosfera de plantas fixadoras de N2 parecem exercer papel fundamental na absorção de micronutrientes que têm sua disponibilidade dependente de alterações da acidez do solo. Estudaram-se variações na absorção de B, Cu, Fe, Mn e Zn durante o ciclo de crescimento e desenvolvimento da soja, induzidas pela fixação biológica de N2 e pelo pH inicial de amostras de dois solos (um LV argiloso e outro arenoso), em um ensaio conduzido em casa de ve (mais) getação. Essas amostras foram incubadas com doses de CaCO3 + MgCO3 (4:1) para elevar o pH (H2O) a valores de 5,2, 5,6, 6,2 e 6,6 no solo argiloso e 5,3, 5,6, 5,9 e 6,3 no solo arenoso. Após 60 dias de incubação, essas amostras receberam 450 mg dm-3 de P e 120 mg dm-3 de K no solo. Sementes de soja (Glycine max (L) Merrill), variedade Paranaíba, inoculadas com Bradyrhizobium japonicum, estirpes SEMIA 587 e SEMIA 5019, foram colocadas para germinar. Foram cultivadas quatro plantas por vaso (2,2 dm³) e colhidas aos 16, 20, 24, 28, 32, 36, 40, 46 e 54 dias após a emergência. Determinaram-se o pH da rizosfera (pHr), o pH do solo entre raízes - não rizosférico (pHnr), os teores de B, Cu, Fe, Mn e de Zn na parte aérea e raiz, o N apenas na parte aérea, o número de nódulos e o peso da matéria seca de parte aérea, raiz e nódulos. Observou-se que as mudanças ocorridas no pHr e pHnr foram dependentes do pH inicial dos solos (pHs) e da fixação biológica de N2. O acúmulo de B e de Fe na parte aérea não foi alterado pelos valores de pHr, modificados em função do pHs, exceto para o Fe no solo argiloso. Todavia, aumentos significativos no acúmulo destes nutrientes na parte aérea ocorreram com o aparecimento dos nódulos, a partir de 24 dias após a emergência. Para Cu, Mn e Zn, as diferenças apareceram sobretudo quanto ao pHs. O conteúdo de micronutrientes na planta revelou-se sensível a mudanças no pH rizosférico, principalmente após a nodulação. Resumo em inglês Changes in the pH of the rhizosphere of N2-fixing plants seem to play a key role in the uptake of micronutrient whose availability depends on changes in soil acidity. Variations in the B, Cu, Fe, Mn, and Zn uptake were studied during soybean development and growth cycle under the influence of biological N2 fixation and the initial pH of two soils samples (a clayey and a sandy Yellow Latosol; Oxisols), in a greenhouse experiment. These samples were incubated with rates of (mais) CaCO3 + MgCO3 (4:1) to raise the pH (H2O) to 5.2, 5.6, 6.2, and 6.6 in the clay soil and to 5.3, 5.6, 5.9, and 6.3, respectively, in the sandy soil. After 60 days of incubation, the soil samples were fertilized with 450 mg dm-3 P and 120 mg dm-3 K. Soybean (Glycine max (L) Merrill) seeds of the variety Paranaíba, inoculated with the strains SEMIA 587 and SEMIA 5019 of Bradyrhizobium japonicum were germinated. Four plants per pot (2.2 dm³) were grown and harvested 16, 20, 24, 28, 32, 36, 40, 46, and 54 days after emergence. The following variables were measured: pH of the rhizosphere (pHr), the non-rhizospheric soil pH (between roots) (pHnr), the B, Cu, Fe, Mn and Zn contents in shoots and roots, N in the shoot, number of nodules, and the shoot, root and nodule dry matter. It was observed that changes in pHr and pHnr depended on the initial soil pH (pHs) and on biological N2 fixation. The accumulation of B and Fe in the shoots was not influenced by the pHr values modified depending on the pH, except for Fe in the clay soil. However, nodules appeared 24 days after emergence and nutrient accumulation was significantly increased from then on. For Cu, Mn and Zn uptake seemed to be affected mainly by pHr. The micronutrient content in the plants proved to be sensitive to changes in the rhizospheric pH, particularly after nodulation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Formas químicas, disponibilidade de manganês e produtividade de soja em solos sob semeadura direta/ Chemical forms in soils and bioavailability of manganese to soybean under no-tillage

Moreira, Silvino Guimarães; Prochnow, Luis Ignácio; Kiehl, Jorge de Castro; Martin Neto, Ladislau; Pauletti, Volnei
2006-02-01

Resumo em português O trabalho foi desenvolvido com os objetivos de testar, dentre vários extratores de micronutrientes do solo, qual é o mais adequado para avaliar a disponibilidade de Mn em solos sob sistema de semeadura direta (SSD); estudar, com auxílio da ressonância paramagnética eletrônica (RPE), a interação do Mn com os ácidos húmicos (AH) de solos de locais com e sem constatações de deficiência desse nutriente, e avaliar em quais das frações do solo (trocável, orgân (mais) ica, óxido e residual) estava ligado o Mn, após sua aplicação no solo. Quatro locais foram selecionados para o estudo (Local I: Faz. Santa Rosa; II e III: Faz. Novo Horizonte e IV: Campo Experimental da Fundação ABC). Os Locais I, II e III situam-se em Tibagi, PR, e o Local IV, em Castro (PR). De modo geral, as doses de Mn aplicadas elevaram os teores de Mn nos solos, mas a concentração e a quantidade de Mn acumuladas pelas plantas de soja foram pouco influenciadas. Os teores de Mn nas frações trocável, orgânica e óxido das amostras do Local I aumentaram com as doses de Mn aplicadas no solo, tendo a maior elevação ocorrido na fração orgânica. Nessa fração, os teores aumentaram de 5,4 mg kg-1, na testemunha, para 35,1 mg kg-1, com a aplicação da maior dose. Os sinais de Mn não foram detectados por RPE nas amostras sólidas de AH (pH 3,0). A quantificação de Mn nessas amostras, após digestão nítrico-perclórica, juntamente com a observação de Mn por RPE, em amostras de AH em solução (pH 2,4), confirmou a hipótese de que o Mn presente nas amostras de AH estava na forma de ligações muito estáveis com os grupos funcionais (provavelmente carboxílicos) do AH. A ausência de efeito do Mn na produtividade da soja pode ser devida à complexação do nutriente pela MO. De forma geral, o DTPA-TEA foi o extrator mais adequado na avaliação da disponibilidade de Mn à soja. Resumo em inglês This field study had the following objectives: to determine the most appropriate micronutrient extractor to evaluate manganese bioavailability in soils under no-tillage; to evaluate the interaction of soil manganese with humic acids in soils under no-tillage with and without manganese deficiency through electronic paramagnetic resonance (EPR); and to evaluate manganese fractions (exchangeable, organic, oxides and residual) after manganese addition in soils under no-tillag (mais) e with and without previous manganese deficiency for soybean. Four sites (I to IV) were selected to study the response curve to manganese (0 to 48 kg ha-1) fertilization in soybean. Sites I to III were located in Tibagi, state of Paraná (PR), Brazil and site IV was in Castro (PR). Manganese rates affected the manganese concentrations in the soil, but not the manganese concentrations in leaves and the amount of manganese taken up by plants. Exchangeable, organic and oxide forms of manganese increased with the increasing rates applied at site I, with the largest increase being observed for the organic fraction (changed from 5.4 mg kg-1 manganese in the control to 35.1 mg kg-1 of manganese in the highest manganese dose). Manganese was not detected by EPR in the solid samples of humic acid - pH 3.0. Manganese quantification in the same samples after nitric-perchloric digestion, along clear signals of manganese detected by EPR in samples of humic acid - pH 2.4, indicated that manganese in the samples was strongly linked to the functional (probably carboxylic) groups of humic acid. The fact that there was no effect of manganese on soybean yield might be due to the complexation of the nutrient by soil organic matter. In general, DTPA-TEA was the most reliable manganese extractor to evaluate manganese availability to soybean under no-tillage.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)