Sample records for magnesium compounds
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 8 shown.



1

Repartição de nutrientes nas flores, folhas e ramos da laranjeira cultivar Natal/ Repartition of nutrients in citrus flowers, leaves and branches

Malavolta, Eurípedes; Leão, Helton Carlos de; Oliveira, Simone Cristina de; Lavres Junior, José; Moraes, Milton Ferreira de; Cabral, Cleusa Pereira; Malavolta, Marcelo
2006-12-01

Resumo em português As plantas cítricas produzem elevado número de flores, porém pequena porcentagem chega a fruto maduro. A fixação é influenciada por diversos fatores, com destaque para os nutricionais orgânicos e minerais. O objetivo do trabalho foi verificar a repartição de macro e micronutrientes nas flores, folhas e ramos de laranjeira e a contribuição nutricional das flores para os demais órgãos. Plantas de Citrus sinensis L., cultivar Natal sobre porta-enxerto de limoeir (mais) o cravo de 10 anos de idade, provenientes de pomar comercial, foram amostradas por ocasião do fluxo primaveril e separadas em flores, folhas e ramos. As flores representam dreno tanto para compostos orgânicos quanto para macro e micronutrientes. Sua massa seca na antese se iguala às das folhas e é maior que a dos ramos. A maior proporção de Ca, Mg e de Ni das três partes encontram-se nas flores de onde, possivelmente, passam em parte para o fruto em desenvolvimento. Sugere-se que aplicações foliares de cálcio, magnésio e níquel, em condições de deficiência, poderiam aumentar a produção através do seu efeito no florescimento. Resumo em inglês Citrus plants produce a number of flowers, but just a few of them however, become mature fruits. Many factors, as well as organic and inorganic nutrients, influence prebloom and flowers setting. The objective of this work was to evaluate the repartition of macro and micronutrients in citrus flowers, leaves and branches. Branches of "Natal" sweet orange (Citrus sinensis L.) grafted on Rangpur lime rootstock were collected and separated in flowers, leaves and wood during an (mais) thesis. Orange flowers represent a drain for organic compounds and macro and micronutrients as well. Their dry matter on anthesis is equal to that of leaves and higher than that of the branches. The highest proportion of Ca, Mg and Ni of the three parts is found in the flowers where possibly migrate in part, into the developing fruits. It is thought that leaf sprays of calcium, magnesium and nickel could raise yield under conditions of deficiency due to their effect on flowering.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Hidratação do óxido de magnésio em presença de alumina hidratável/ Magnesium oxide hydration in presence of hydratable alumina

Salomão, R.; Villas-Bôas, M. C. O.; Pandolfelli, V. C.
2010-07-01

Resumo em português Aluminas hidratáveis são compostos obtidos a partir da calcinação incompleta da gibsita Al(OH)3, que podem reagir com água e possuem ação ligante em suspensões cerâmicas. A substituição do cimento de aluminato de cálcio pelas aluminas hidratáveis em concretos refratários contendo óxido de magnésio (MgO) pode gerar diversos benefícios em relação às propriedades termomecânicas e refratariedade. No entanto, os efeitos da combinação desses materiais e s (mais) uas conseqüências para a hidratação do MgO ainda não foram investigados sistemicamente. Neste trabalho, quatro fontes de MgO e aluminas hidratáveis foram combinadas em diferentes proporções e hidratados simultaneamente. Após investigações utilizando difração de raios X, termogravimetria e expansão volumétrica aparente, verificou-se que a relação MgO/Al2O3 e as diferenças de reatividade de cada matéria prima podem afetar significativamente o processo de hidratação. Além disso, foi observado que essa combinação pode ser utilizada como uma interessante técnica anti-hidratação para o MgO. Resumo em inglês The substitution of calcium aluminate cement by hydratable aluminas in MgO-containing refractory castables can afford several benefits for these materials mechanical properties and refractoriness. Nevertheless, the way that hydratable aluminas affects MgO hydration and its consequences were not yet systemically explored. In the present work, four sources of magnesia and alumina were combined at different ratios and hydrated simultaneously. They were investigated by X-ray (mais) diffraction, thermogravimetry and apparent volumetric expansion measurements. It was found that the magnesia/alumina ratio and the differences of reactivity of each raw material can greatly affect both hydration processes, generating different hydrated compounds. It was also verified that this combination can be suitably used as powerful MgO anti-hydration technique.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Contaminação salivar da extrusa em novilhos alimentados com diferentes volumosos, com e sem suplementação/ Saliva contamination in the extrusa in steers fed with different forages, supplemented or not

Gomes, S.P.; Leão, M.I.; Valadares Filho, S.C.; Paulino, M.F.
2006-12-01

Resumo em português Determinaram-se as alterações nos teores de proteína bruta (PB), compostos nitrogenados não protéicos (NNP), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA), lignina (LIG), cinzas, cálcio (Ca), fósforo (P), magnésio (Mg), potássio (K) e sódio (Na) de alimentos usados para novilhos, provocadas pela contaminação da extrusa pela saliva. Foram utilizados cinco novilhos fistulados no rúmen e esôfago, cinco dietas e cinco períodos experimentais (mais) . Os tratamentos foram: capim-elefante picado (CE), capim-elefante obtido em pastejo simulado (CES), capim-braquiária obtido em pastejo simulado (CBS), pré-secado de capim-tifton 85 (PS), feno de capim-braquiária (FB1), feno de capim-tifton 85 (FT), feno de capim-braquiária e concentrado a 0,5% PV (FB2) e feno de capim-braquiária e concentrado 1,0% PV (FB3). A presença de saliva na extrusa não alterou (P>0,05) o teor de proteína bruta dos alimentos. Os teores de NNP foram superestimados (P Resumo em inglês Alterations on the levels of crude protein (CP), non-protein nitrogen compounds (NNP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF), lignin (LIG), ash, calcium (Ca), phosphorus (P), magnesium (Mg), potassium (K) and sodium (Na) of feeds used for steers, caused by the saliva contamination in the extrusa, were evaluated. Five steers, fistulated in the rumen and esophagus were fed five diets, in five experimental periods. The treatments were: chopped elephantgra (mais) ss (CE), elephantgrass obtained by hand-plucked (CES), Brachiaria decumbens obtained by hand-plucked (CBS), Tifton-85 bermudagrass haylage (PS), Brachiaria decumbens hay (FB1), Brachiaria decumbens hay and concentrate at 0.5% LW (FB2), and Brachiaria decumbens hay and concentrate at 1.0% LW (FB3). The extrusa CP content was not affected (P>0.05) by saliva contamination. The NNP levels were overestimated (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Efeitos da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune de crianças com desnutrição grave/ Effects of copper, zinc and magnesium deficiency on the immune system of severely malnourished children

Macêdo, Érika Michelle C. de; Amorim, Marco Antônio F.; Silva, Alyne Cristine S. da; Castro, Célia Maria M. B. de
2010-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Esclarecer as repercussões da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune de crianças desnutridas graves. FONTES DE DADOS: Foi realizada revisão bibliográfica mediante consulta às bases de dados Pubmed Medline, Lilacs e SciELO, selecionando-se publicações científicas recentes, da última década, e representativas do tema por meio dos descritores: desnutrição infantil, cobre, zinco, magnésio e sistema imune. SÍNTESE DE DADOS: Os mi (mais) cronutrientes são compostos orgânicos essenciais. Além de sua função regulatória, atuam de maneira decisiva na modulação da resposta imune. Sua deficiência pode ocorrer devido à ingestão inadequada ou associada a doenças específicas. Quando associada à desnutrição, a multideficiência de minerais pode acarretar disfunções imunológicas e aumento na suscetibilidade a infecções, afetando gravemente a eficácia de intervenções terapêuticas. Cobre, zinco e magnésio atuam como cofatores de enzimas responsáveis tanto por diversas atividades metabólicas como na resposta imune inata e adquirida, além do papel importante na maturação dos tecidos e células linfoides. Sua deficiência acarreta neutropenia e linfopenia, comprometendo a imunocompetência. CONCLUSÕES: As alterações ocasionadas pelos déficits séricos dos minerais cobre, zinco e magnésio comprometem o funcionamento do sistema imune, levando à imunossupressão. A reposição desses elementos no manejo da desnutrição grave, como preconizada pela Organização Mundial da Saúde, é essencial, uma vez que tais alterações podem ser reversíveis. Resumo em inglês OBJECTIVE: To report the effects of the deficiency of copper, zinc and magnesium on the immune system of severely malnourished children. DATA SOURCE: A literature review was performed by consulting the databases Pubmed Medline, Lilacs and SciELO, using the descriptors: child malnutrition, copper, zinc, magnesium and immune system. Representative studies published during the last decade were chosen. DATA SYNTHESIS: Micronutrients are essential organic compounds. Besides th (mais) eir regulatory function, the minerals act on the modulation of the immune response. Their deficiency may be due to inadequate intake or associated with specific diseases. When combined with malnutrition, a multimineral deficiency can cause immune dysfunction and increased susceptibility to infections, altering the effectiveness of therapeutic interventions. Copper, zinc and magnesium act as co-factors of both enzymes responsible for several metabolic activities and associated to the innate and acquired immune response. These minerals also play an important role in the maturation of lymphoid tissues and cells. Their deficiency causes neutropenia and lymphopenia, decreasing the immunocompetence. CONCLUSIONS: Deficits of serum copper, zinc and magnesium affect the function of the immune system, leading to immunosuppression. The replacement of these elements in the management of severe malnutrition, as recommended by the World Health Organization, is essential, since such changes may be reversible.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Valor nutricional da polpa de açaí (Euterpe oleracea Mart) liofilizada/ Lyophilized açaí pulp (Euterpe oleracea, Mart.) nutritional value

Menezes, Ellen Mayra da Silva; Torres, Amanda Thiele; Sabaa Srur, Armando Ubirajara
2008-01-01

Resumo em português O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador da bebida açaí produzida a partir dos frutos do açaizeiro. Esta bebida ou a polpa de açaí são normalmente comercializadas a temperatura ambiente ou na forma congelada, levando à perdas nutricionais importantes. Este trabalho objetivou analisar alguns nutrientes da polpa de açaí liofilizada. Os resultados de determinações analíticas mostraram que esse produto na forma de pó é um alimento altamente calóric (mais) o, 489,39 Kcal/100 g de polpa liofilizada principalmente em função dos altos conteúdos de lipídeos (40,75%), dos quais 52,70% representado pelo ácido oléico (C18:1) e 25,56% pelo palmítico (C16:0). O teor de carboidratos totais foi de 42,53% ± 3,56 e o de proteínas foi de 8,13 g ± 0,63 por 100 g de açaí liofilizado. Na avaliação do perfil de minerais foi demonstrado que o potássio (900 mg/100 g de polpa de açaí liofilizado) e o cálcio (330 mg/100 g de polpa de açaí liofilizada) foram os minerais observados em maior abundância. O magnésio também apresentou concentrações importantes (124,4 mg em 100 g de polpa liofilizada), diferente do ferro (4,5 mg em 100 g de polpa liofilizada). Diante dos resultados obtidos na avaliação da composição nutricional da polpa de açaí liofilizada, é possível concluir que esse processo pode ser considerado como uma excelente alternativa de conservação dessa polpa devido a presença de importantes componentes nutricionais encontrados na mesma. Resumo em inglês Brazil is the biggest producer, consumer and exporter of açaí drink, made from the açaí palm's fruit. This drink or açaí pulp is usually commercialized under room temperature or in a frozen way resulting in important nutritional losses. This study aimed to evaluate some nutrients from the lyophilized açaí pulp. Humidity, total solids, ash and total lipids values were analyzed using the AOAC method. Carbohydrates including fibers were calculated by difference and t (mais) he total nitrogen values were investigated by AACC method. Mineral concentration was analyzed in a mass spectrophotometer and fats by methyl esters preparation identified in a gas chromatography. Results from analytical determinations showed that the powder product is a very caloric food, 489.39 Kcal/ 100 g lyophilized pulp, specially due to the high lipid contents (40.75%), from which 52.70% are represented by oleic acid (C18:1) and 25.56% by the palmitic (C16:0). Total carbohydrate content was 42.53% ± 3.56 and the protein's was 8.13 g ± 0.63/100 g. Mineral profile evaluation demonstrated that the potassium (900 mg/100 g lyophilized açaí) and the calcium (330 mg/100 g lyophilized açaí) were the minerals observed in abundance. Magnesium has also shown important concentrations (124.4 mg/100 g lyophilized açaí), different from the iron (4.5 mg/100 g lyophilized açaí). Based on the results obtained on the nutritional composition evaluation of the lyophilized açaí pulp, it is possible to conclude that this process can be considered as an excellent alternative for preserving this pulp due to the important nutritional compounds found in it.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Resíduos de plantas de cobertura e mobilidade dos produtos da dissolução do calcário aplicado na superfície do solo/ Cover plant residues and mobility of dissolution products of surface applied lime

Amaral, A. S.; Anghinoni, I.; Deschamps, F. C.
2004-02-01

Resumo em português As plantas de cobertura têm recebido atenção adicional em função da liberação de ácidos orgânicos de baixo peso molecular capazes de formar complexos orgânicos com alumínio, cálcio e magnésio. Dessa forma, além de neutralizarem o alumínio tóxico, esses ácidos podem aumentar a mobilidade, no perfil do solo, dos produtos originados da dissolução do calcário aplicado na superfície. Os objetivos deste trabalho foram (a) identificar os ácidos orgânicos d (mais) e baixo peso molecular presentes nos resíduos de plantas de cobertura e na solução do solo; (b) avaliar o efeito desses resíduos, juntamente com a aplicação superficial de calcário, na correção da acidez das camadas subsuperficiais do solo no sistema plantio direto, e (c) verificar a relação dos ácidos orgânicos de baixo peso molecular, liberados na decomposição de resíduos vegetais, com os efeitos, na profundidade do solo, da aplicação superficial de calcário. O experimento foi realizado em casa de vegetação em colunas de PVC com amostras indeformadas de um Cambissolo Húmico Alumínico Léptico argiloso há cinco anos no sistema plantio direto. Os tratamentos constaram da aplicação de resíduos (10 Mg ha-1) de aveia preta (1), ervilhaca (2) e nabo forrageiro (3), calcário (13 Mg ha-1) (4), calcário mais resíduo de aveia preta (5), de ervilhaca (6) e de nabo forrageiro (7) calcário mais ácido cítrico (0,91 Mg ha-1) (8) e uma testemunha (9), dispostos em blocos ao acaso. O uso da cromatografia líquida permitiu identificar os ácidos orgânicos de baixo peso molecular nos resíduos vegetais utilizados. Na aveia preta, houve predomínio do ácido transaconítico, na ervilhaca predominou o ácido málico e no nabo forrageiro os ácidos cítrico e málico. Não foi possível detectar nenhum tipo de ácido orgânico de baixo peso molecular tanto na solução percolada como na solução do solo. Os resíduos vegetais não tiveram efeito na correção da acidez do solo em profundidade. Seus efeitos restringiram-se na camada de 0-2,5 cm, tanto isoladamente como junto com o calcário. Resumo em inglês Cover plants have received extra attention due to their release of low molecular weight organic acids that form organic complexes with aluminum, calcium and magnesium. Besides neutralizing toxic aluminum, such compounds can increase the mobility in the soil profile of the dissolution products of lime applied on the soil surface. Objectives of this research were (a) to identify the low molecular weight organic acids found in different cover plant species and in soil soluti (mais) on, (b) to evaluate the effects of the residues, alone or together with surface lime application, in relation to acidity neutralization of subsoil layers in no-tillage systems, and (c) to verify the relation between organic acids of low molecular weight, released during the decomposition of plant residues, with the effect on soil acidity properties in the soil profile due to surface lime application. The experiment was carried out in a greenhouse in undisturbed Inceptisol (Haplumbrept) soil samples in columns, collected in a field experiment under no-tillage for five years. Nine treatments were applied: residue (10 Mg ha-1) of black oat (1), common vetch (2), oil seed radish (3), lime (13 Mg ha-1) (4), lime plus residue of black oat (5), of common vetch (6), of oil seed radish (7), and lime plus citric acid (0.91 Mg ha-1), (8) and no treatment (9), arranged in randomized blocks. The liquid chromatography method (HPLC) allowed an identification of the main low molecular weight organic acids in the plant residues. Trans-aconitic acid was the most important in black oat, malic acid in common vetch, and citric and malic acids in oil seed radish. It was not possible to detect organic acids in the percolate or soil solution. Plant residues had no effect on acidity neutralization in the deeper soil since the effects, alone or with lime application on the soil surface, were restricted to the soil surface layer (0-2.5 cm).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Obtenção e caracterização de α-quitina e quitosanas de cascas de Macrobrachium rosembergii/ Preparation and characterization of α-chitin and chitosan from the shells of Macrobrachium rosembergii

Battisti, Marcos Valério; Campana-Filho, Sergio P.
2008-01-01

Resumo em inglês The shells of Macrobrachium rosenbergii were submitted to deproteinization (Dp) and demineralization (Dm) aiming the extraction of α-chitin. The different parts of the shells were processed independently by carrying out sequence 1 (Dp/Dm) and sequence 2 (Dm/Dp). Both sequences allowed the extraction of chitins with low contents of calcium and magnesium, regardless of the part being processed. The sequence 1 lead to higher extraction yields while sequence 2 resulted i (mais) n lower contents of inorganic compounds. Extensively deacetylated chitosans (GA

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Cerâmicas porosas para aplicação em altas temperaturas/ Porous ceramics for high temperature applications

Villas Bôas, M. O. C.; Salomão, R.; Pandolfelli, V. C.
2007-12-01

Resumo em português Com o objetivo de reduzir o consumo energético, tem crescido o uso de cerâmicas refratárias porosas como isolantes térmicos para altas temperaturas. Entre as técnicas comumente empregadas na produção desses materiais (como a adição de surfactante e incorporação de orgânicos), destaca-se aquela baseada na geração de poros por meio de transformações de fase. Comparada às outras técnicas, esse processo se mostra bastante simples e sem geração de voláteis (mais) tóxicos. Neste trabalho, essa técnica foi utilizada para produzir porosos por meio da decomposição de hidróxidos de alumínio e alumínio-magnésio, e da posterior reação de espinelização, que os estabiliza e impede sua densificação acima de 1000 ºC. Verificou-se que o uso de hidróxidos complexos resulta em maior volume de poros, resistência mecânica e refratariedade que sua utilização isolada. Resumo em inglês In order to reduce the energy consumption, the use of porous refractory ceramics as high-temperature insulating materials has grown significantly. Among the techniques employed in the production of these materials, such as the addition of foam and organic compounds, the generation of pores by phase transformation presents great technological interest, due to its easy processing route and lack of toxic volatiles. In the present work, this technique was employed to produce (mais) porous ceramics by the decomposition of aluminum and aluminum-magnesium hydroxides. The in-situ spinelization reaction reduces the densification at high temperatures. It was verified that the use of complex hydroxides generates greater porosity, mechanical strength and refractoriness.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)