Sample records for light guides
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 7 shown.



1

Teoria funcionalista dos valores humanos: aplicações para organizações/ Functional theory of human values: applications to organizations

Gouveia, Valdiney V.; Milfont, Taciano L.; Fischer, Ronald; Coelho, Jorge Artur Peçanha de Miranda
2009-06-01

Resumo em português Este artigo descreve a teoria funcionalista dos valores humanos e a relaciona com variáveis importantes para as organizações. A teoria identifica duas funções consensuais dos valores: os valores guiam as ações e dão expressão às necessidades humanas. A primeira função diferencia três tipos de orientações valorativas (social, central e pessoal), enquanto a segunda função classifica os valores como humanitários ou materialistas. A união dessas duas funç� (mais) �es origina seis subfunções de valores (experimentação, realização, existência, suprapessoal, interacional e normativa). Três estudos empíricos são apresentados, examinando a influência das subfunções no comprometimento organizacional de funcionários de uma empresa privada (Estudo 1), no bem-estar afetivo de funcionários de uma prefeitura (Estudo 2) e na fadiga e burnout de enfermeiros, médicos e psicólogos (Estudo 3). Os resultados demonstram a influência dos valores nessas variáveis e são discutidos de acordo com a teoria funcionalista dos valores. Resumo em inglês This paper describes a functional theory of human values and links the theory to important organizational variables. The theory identifies two consensual value functions: values as guides of human actions, and values as expressions of human needs. The first function differentiates three types of value orientations (social, central, and personal), while the second function classifies values as either humanitarian or materialistic. A combination of these two functions yield (mais) s six sub-functions of values (excitement, promotion, existence, suprapersonal, interactive, and normative). Three empirical studies are described that examines the influence of these sub-functions of values on the organizational commitment of employees in a private organization (Study 1), job-related affective well-being of public servants (Study 2), and fatigue and burnout of nurses, psychologists and physicians (Study 3). Results support the influence of values on these variables, and are discussed in light of the functional theory of values.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Relações econômicas internacionais, isomorfismo institucional e democracia na América Latina: explicando as convergências (inesperadas?) entre Uruguai, Brasil e Honduras/ International economic relations. Institutional isomorphism and democracy in Latin America: explaining the (unexpected?) convergences between Uruguay, Brazil and Honduras/ Relations économiques internationales, isomorphisme institutionnel et démocratie en Amérique Latine: explication des convergences (inattendues?) entre l'Uruguay, le Brésil et Honduras

Lopes, Dawisson Belém
2007-01-01

Resumo em inglês Along this article, we sought to apprehend the logic underlying the triangular relation between international economic powers, structural reforms of the State, and democracy in Latin America. The study is based on the findings expressed in the Report on "A Democracia na América Latina: Rumo a uma Democracia de Cidadãs e Cidadãos" ["Democracy in Latin America: towards a Democracy of Female and Male Citizens"] (PNUD, 2004). The data subject to scrutiny refer to three Sta (mais) tes - Uruguay, Brazil and Honduras. Two hypotheses have been tested: (1) structural reforms of the State in Latin America have been conditioned by the dynamics of the international economy; and (2) the democracy that is possible in Latin America is a formalist democracy, and it does not inhibit the rational choice of market oriented economic agents. The conclusions of this work are discussed in the light of political theories and international relations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Re-assentamento, saúde e insegurança em Itaparica: um modelo de vulnerabilidade em projetos de desenvolvimento/ Resettlement, health and insecurity in Itaparica: a model of vulnerability in development projects

Scott, Parry
2006-12-01

Resumo em português Da perspectiva de um Estado ambíguo, gerador de insegurança, elaborou-se, a partir de exemplos concretos do caso do re-assentamento rural de Itaparica, um quadro que pudesse facilitar a compreensão de processos de adoecimento, sofrimento e administração de saúde, como fases de grandes projetos de desenvolvimento. Nesses processos, o Estado é o mais presente de todos os atores, e a partir das intensificações e retrações da sua presença, uma série de fatores de (mais) geração de insegurança se torna muito mais transparente. No caso em pauta, no sub-médio Rio São Francisco, entre Bahia e Pernambuco, o ofício agrícola dos reassentados foi o eixo organizador. Caracterizaram-se quadros de geração de insegurança estrutural, relacionada à omissão do Estado perante os pobres; insegurança administrada, relacionada à intervenção e super-inclusão no projeto de desenvolvimento; e insegurança coletiva local, relacionada à formação cotidiana local das relações de poder. Foi possível acompanhar as quatro fases: preparação e divulgação, implantação, desenvolvimento, e emancipação com dados etnográficos sobre as relações entre os agricultores reassentados, o Pólo Sindical, a executora governamental (CHESF) e outros agentes, dos anos 1970 até hoje. As modificações na vulnerabilidade da população se associam às transformações nas articulações entre os diferentes quadros de inseguranças gerados pelo processo. Argumentou-se, com base nas vulnerabilidades mencionadas e no realinhamento das relações de poder, que a terceira fase, de desenvolvimento, de fato caracterizava-se como de retração, e que a presença do Estado marcava profundas e indeléveis transformações, que impossibilitavam pensar em as fases subseqüentes de emancipação. Resumo em inglês From the point of view of an ambiguous State which generates insecurity, a framework for the understanding of the relation between processes of illness, suffering and health administration and phases of large development projects is presented. In these processes the presence of the State overshadows that of the other actors. The intensification and retraction of this presence brings to light a series of factors related to the generation of insecurity. For the case of the (mais) sub-médio São Francisco River Basin between Bahia and Pernambuco, the organization of agriculture of the resettled farmers guides this discussion. Three categories of insecurity generation are characterized: structural insecurity, related to State omission in dealing with poor; administrated insecurity, related to its intervention and super-inclusion, and local collective insecurity, related to daily local formation of power relations. The four resettlement project phases of preparation and communication, implantation, development and emancipation are examined in light of ethnographic data on resettled farmers, the Syndical Pole, the governmental administrator of the project (CHESF) and other agents, for the period from the seventies up to present day. The study reveals how changes in the vulnerability of the population are associated with changes in the specific set of interrelations of insecurity generation frameworks throughout the resettlement process. On the basis of these vulnerabilities and the shifting power relations, it is argued that the third phase, called "development," in fact should be designated as of "retraction", and that the profound and indelible changes make it impossible to think of any following phase of "emancipation.".

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Perfil vocal do guia de turismo/ Vocal profile of tourism guide

Soares, Elisângela Barros; Brito, Carla Maria Cavalcanti Padilha de
2006-12-01

Resumo em português OBJETIVO: caracterizar o perfil vocal dos guias de turismo, bem como gênero e idade. MÉTODOS: participaram desse estudo 23 guias de turismo, de ambos os gêneros, com idade entre 25 a 64 anos, participantes do Sindicato de Guias de Turismo do Estado de Pernambuco, que compareceram às reuniões trimestrais no período da coleta. Trata-se de um estudo de caráter descritivo, observacional e transversal. Para coleta foi realizada avaliação perceptivo-auditiva GRBAS. RES (mais) ULTADOS: observou-se que a maioria dos guias apresentou loudness adequada, pitch normal e voz alterada. Além disso, as médias dos tempos máximos de fonação das vogais e das fricativas encontravam-se reduzidas e ataque vocal isocrônico. A ressonância, na maioria dos guias, estava equilibrada, mas houve uma incidência de ressonância laringo-faringea. A articulação foi precisa, com tipo e modo respiratório misto e nasal, respectivamente. Quanto à escala GRBAS as alterações apareceram de forma leve no G (grau de alteração vocal) em 68%. CONCLUSÃO: na amostra estudada, a maioria era do gênero feminino com média de idade de 46 anos, e perfil vocal caracterizado por tempo máximo de fonação reduzidos, relação s/z adequado, ataque vocal isocrônico, pitch normal, loudness adequado, qualidade vocal alterada, com presença de rouquidão, soprosidade, tensão. A ressonância da maioria estava equilibrada e a articulação precisa, com tipo e modo respiratório misto e nasal, respectivamente. Quanto à escala GRBAS, as alterações apareceram de forma leve no grau de alteração vocal (G) em 68% e tensão (S) em 78% dos sujeitos. Resumo em inglês PURPOSE: to characterize the vocal profile of tourism guides, as well as gender and age. METHODS: 23 guides took part in this study, of both genders, with age between 25 to 64 years, partakers of the Union of Tourism Guides of the State of Pernambuco, who appeared to the quarterly meetings in the period of the collection. It is a descriptive, observational and crossed-nature study. A perceptual-auditive analysis was carried out for the sampling RESULTS: we noted that the (mais) majority of the guides demonstrated adequate loudness, normal pitch and modified voice. Moreover, the averages of the maximum times of phonation of the vowels and the affricative and isocronic vocal attack were reduced. The resonance, in the majority of the guides, was balanced, but it had an incidence of laryngeal - pharyngeal resonance. Articulation was precise, with mixed and nasal respiratory mode and type, respectively. As for GRBAS scale, the alterations appeared in light form in G (degree of vocal alteration) in 68%. CONCLUSION: in the studied sample, the majority was of the feminine gender with average age of 46 years, and vocal profile characterized by reduced maximum phonation time, adequate s/z relation, adequate isocronic vocal attack, normal pitch, loudness, modified vocal quality, with presence of roughness, breathiness, tension. The resonance of the majority was balanced and articulation precise, with mixed and nasal respiratory mode and type, respectively. As for GRBAS scale, the alterations appeared in light form in G (degree of vocal alteration) in 68% and S (tension) in 78% of the subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Opiniões e atitudes em relação à sexualidade: pesquisa de âmbito nacional, Brasil 2005/ Opinions and attitudes regarding sexuality: Brazilian national research, 2005

Paiva, Vera; Aranha, Francisco; Bastos, Francisco I; Grupo de Estudos em População, Sexualidade e Aids
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever opiniões e atitudes sobre sexualidade da população urbana brasileira. MÉTODOS: Inquérito de base populacional realizado em 2005, em amostra representativa de 5.040 entrevistados. Realizou-se análise das atitudes diante da iniciação e educação sexual de adolescentes, considerando sexo, idade, escolaridade, renda, estado civil, religião, cor, região geográfica e opiniões sobre fidelidade, homossexualidade e masturbação. Os resultados fora (mais) m contrastados com pesquisa similar realizada em 1998, sempre que possível. RESULTADOS: A maioria dos entrevistados escolheu como significado para o sexo a alternativa: "sexo é uma prova de amor". Como em 1998, a maioria manifestou-se pela iniciação sexual dos jovens depois do casamento (63,9% para iniciação feminina vs. 52,4% para a masculina), com diferenças entre praticantes das diversas religiões. A educação escolar de adolescentes sobre o uso do preservativo foi apoiada por 97% dos entrevistados, de todos os grupos sociais. Foi elevada a proporção de brasileiros que concordaram com o acesso ao preservativo nos serviços de saúde (95%) e na escola (83,6%). A fidelidade permaneceu um valor quase unânime e aumentou, em 2005, a proporção dos favoráveis à iniciação sexual depois do casamento, assim como a aceitação da masturbação e da homossexualidade, em relação à pesquisa de 1998. As gerações mais novas tendem a ser mais tolerantes e igualitárias. CONCLUSÕES: Como observado em outros países, confirma-se a dificuldade de estabelecer uma dimensão única que explique a regulação da vida sexual ("liberal" vs "conservador"). Sugere-se que a normatividade relativa à atividade sexual deva ser compreendidas à luz da cultura e organização social da sexualidade ao nível local, auscultadas pelos programas de DST/Aids. A opinião favorável ao acesso livre ao preservativo na escola contrasta com resultados mais lentos no âmbito do combate ao estigma e à discriminação das minorias homossexuais. A formulação de políticas laicas dedicadas à sexualidade permitirá o diálogo entre diferentes perspectivas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe opinions and attitudes concerning sexuality of the Brazilian urban population. METHODS: A population survey was carried out in 2005 on a representative sample of 5,040 interviewees. An analysis of the attitudes regarding sexual initiation and sexual education of teenagers, considering gender, age, schooling, income, marital status, color, geographic region and opinion on fidelity, homosexuality, and masturbation. The results were contrasted with a s (mais) imilar survey carried out in 1998, when possible. RESULTS: Most interviewees selected the "sex is evidence of love" option when describing the meaning of sex. As in 1998, the majority was in favor of sexual initiation after marriage (63.9% for women vs. 52.4% for men initiation); results differed among religions. School teenage education on the use of condoms was supported by 97% of the interviewees across all social groups. The proportion of Brazilians who agreed with having access to condoms in health services (95%) and at school (83.6%) was high. Fidelity remained an almost unanimous value and there was an increase, in 2005, in the proportion of those in favor of sexual initiation after marriage, and in the rate of acceptance of masturbation and homosexuality compared to the 1998 survey. The younger generations tend to be more tolerant and equalitarian. CONCLUSIONS: As observed in other countries, this study confirms the difficulty in establishing a single dimension that guides sexual life ("liberal" vs "conservative"). The study suggests that the normativity concerning sexual activity should be understood in the light of the local culture and social organization of sexuality, considered by the STD/Aids programs. Opinions in favor of free access to preservatives at school clash with the slower results obtained in fighting the stigma and discriminating against homosexual minorities. The design of laical policies on sexuality allow for the dialog across different perspectives.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Opiniões e atitudes em relação à sexualidade: pesquisa de âmbito nacional, Brasil 2005/ Opinions and attitudes regarding sexuality: Brazilian national research, 2005

Paiva, Vera; Aranha, Francisco; Bastos, Francisco I; Grupo de Estudos em População, Sexualidade e Aids
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever opiniões e atitudes sobre sexualidade da população urbana brasileira. MÉTODOS: Inquérito de base populacional realizado em 2005, em amostra representativa de 5.040 entrevistados. Realizou-se análise das atitudes diante da iniciação e educação sexual de adolescentes, considerando sexo, idade, escolaridade, renda, estado civil, religião, cor, região geográfica e opiniões sobre fidelidade, homossexualidade e masturbação. Os resultados fora (mais) m contrastados com pesquisa similar realizada em 1998, sempre que possível. RESULTADOS: A maioria dos entrevistados escolheu como significado para o sexo a alternativa: "sexo é uma prova de amor". Como em 1998, a maioria manifestou-se pela iniciação sexual dos jovens depois do casamento (63,9% para iniciação feminina vs. 52,4% para a masculina), com diferenças entre praticantes das diversas religiões. A educação escolar de adolescentes sobre o uso do preservativo foi apoiada por 97% dos entrevistados, de todos os grupos sociais. Foi elevada a proporção de brasileiros que concordaram com o acesso ao preservativo nos serviços de saúde (95%) e na escola (83,6%). A fidelidade permaneceu um valor quase unânime e aumentou, em 2005, a proporção dos favoráveis à iniciação sexual depois do casamento, assim como a aceitação da masturbação e da homossexualidade, em relação à pesquisa de 1998. As gerações mais novas tendem a ser mais tolerantes e igualitárias. CONCLUSÕES: Como observado em outros países, confirma-se a dificuldade de estabelecer uma dimensão única que explique a regulação da vida sexual ("liberal" vs "conservador"). Sugere-se que a normatividade relativa à atividade sexual deva ser compreendidas à luz da cultura e organização social da sexualidade ao nível local, auscultadas pelos programas de DST/Aids. A opinião favorável ao acesso livre ao preservativo na escola contrasta com resultados mais lentos no âmbito do combate ao estigma e à discriminação das minorias homossexuais. A formulação de políticas laicas dedicadas à sexualidade permitirá o diálogo entre diferentes perspectivas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe opinions and attitudes concerning sexuality of the Brazilian urban population. METHODS: A population survey was carried out in 2005 on a representative sample of 5,040 interviewees. An analysis of the attitudes regarding sexual initiation and sexual education of teenagers, considering gender, age, schooling, income, marital status, color, geographic region and opinion on fidelity, homosexuality, and masturbation. The results were contrasted with a s (mais) imilar survey carried out in 1998, when possible. RESULTS: Most interviewees selected the "sex is evidence of love" option when describing the meaning of sex. As in 1998, the majority was in favor of sexual initiation after marriage (63.9% for women vs. 52.4% for men initiation); results differed among religions. School teenage education on the use of condoms was supported by 97% of the interviewees across all social groups. The proportion of Brazilians who agreed with having access to condoms in health services (95%) and at school (83.6%) was high. Fidelity remained an almost unanimous value and there was an increase, in 2005, in the proportion of those in favor of sexual initiation after marriage, and in the rate of acceptance of masturbation and homosexuality compared to the 1998 survey. The younger generations tend to be more tolerant and equalitarian. CONCLUSIONS: As observed in other countries, this study confirms the difficulty in establishing a single dimension that guides sexual life ("liberal" vs "conservative"). The study suggests that the normativity concerning sexual activity should be understood in the light of the local culture and social organization of sexuality, considered by the STD/Aids programs. Opinions in favor of free access to preservatives at school clash with the slower results obtained in fighting the stigma and discriminating against homosexual minorities. The design of laical policies on sexuality allow for the dialog across different perspectives.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Displasia no esôfago de Barrett - concordância intra e interobservador no diagnóstico histopatológico/ Dysplasia in Barrett's esophagus - intra- and interobserver variability in histopathological diagnosis

Lopes, César Vivian; Pereira-Lima, Júlio C.; Hartmann, Antônio Atalíbio; Tonelotto, Eunice; Salgado, Karina
2004-06-01

Resumo em português RACIONAL: O potencial maligno do esôfago de Barrett é bem reconhecido. A vigilância endoscópica e a abordagem terapêutica se baseiam na presença e graduação da displasia. Contudo, a validade do diagnóstico histopatológico pode ser questionada devido à precária reprodutibilidade tanto intra como interobservador. OBJETIVO: Avaliar a concordância intra e interobservador no diagnóstico de displasia no esôfago de Barrett. MATERIAL E MÉTODOS: O material foi cons (mais) tituído por 42 blocos de parafina contendo fragmentos de esôfago provenientes de biopsias endoscópicas de portadores de esôfago de Barrett. Cortes de 3 micrômetros foram corados pela hematoxilina-eosina e pelo PAS-alcian blue. A leitura das lâminas foi realizada de maneira cega, em microscópio óptico. A reprodutibilidade intra e interobservador utilizou o teste kappa. RESULTADOS: O número total de fragmentos foi de 229, com média de 5,45 (1 a 18) fragmentos por paciente. O diagnóstico de displasia de baixo grau firmado pelos diferentes patologistas variou de 21,4% a 52,4%. A concordância intra-observador para o diagnóstico de displasia de baixo grau foi fraca (kappa = 0,30). A concordância interobservador para o diagnóstico de displasia de baixo grau foi pobre, com escore kappa oscilando entre 0,05 e 0,16. O diagnóstico de displasia, firmado pela concordância entre todos os patologistas, foi de 14,3%. CONCLUSÕES: A concordância no diagnóstico histopatológico de displasia de baixo grau no esôfago de Barrett, tanto intra quanto interobservador, é ruim. Idealmente, à semelhança da displasia de alto grau, o diagnóstico de displasia de baixo grau no esôfago de Barrett também deveria ser confirmado por mais de um patologista. Resumo em inglês BACKGROUND: Barrett's esophagus is a well-known pre-malignant condition. Pathologic interpretation of biopsy specimens guides endoscopic surveillance as well as the therapeutic approach that will be carried out. However, the predictive value of histopathologic diagnosis can be questioned due to its poor intra- and interobserver reproducibility. AIMS: To assess intra- and interobserver variability in the diagnosis of Barrett's dysplasia. MATERIAL AND METHODS: Three-microme (mais) ter thick sections from biopsy specimens from 42 patients with Barrett's esophagus were stained with hematoxylin-eosin and PAS-alcian blue. The reading of the slides was carried out blindly in a light microscope. Intra and interobserver variability in the interpretation of the slides was determined by kappa statistics. RESULTS: The number of tissue specimens was 229, with average of 5.45 (1 to 18) fragments for patient. Low grade dysplasia was diagnosed by pathologists in 21.4% to 52.4% of the cases. The intra-observer agreement for the diagnosis of low grade dysplasia was slight (kappa = 0.30). The interobserver agreement for the diagnosis of low grade dysplasia was poor, with kappa scores between 0.05 and 0.16. The diagnosis of dysplasia, with agreement for all pathologists examining the same set of slides, was 14.3%. CONCLUSIONS: Pathologic interpretation of Barrett's dysplasia may be subject to marked intra- and interobserver variabiliaty. Interpretation of low grade dysplasia, as high grade dysplasia, should also be considered for review by two or more pathologists.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)