Sample records for leptin
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Leptina: o diálogo entre adipócitos e neurônios

Negrão, André B.; Licinio, Julio
2000-06-01

Resumo em português A descoberta da leptina trouxe consigo um interesse renovado sobre o estudo do controle homeostático da energia. Sabe-se agora que o tecido adiposo branco é o maior sítio de produção da leptina. Uma vez na circulação sangüínea ela se liga a receptores específicos no cérebro, levando ao sistema nervoso central um sinal de saciedade que reflete a quantidade existente de energia em forma de gordura no organismo. Agindo por intermédio de receptores que fazem uso d (mais) a via JAK/SAT de transdução do sinal intracelular, a leptina modifica a expressão e a atividade de inúmeros peptídeos hipotalâmicos que regulam o apetite e o gasto de energia. Além disso, a leptina sinaliza o estado nutricional do organismo a outros sistemas fisiológicos, modulando a função de várias glândulas alvo. Mais recentemente, a leptina recombinante foi administrada com sucesso numa paciente obesa com deficiência do hormônio devido a uma mutação do gene ob. Por outro lado, os efeitos da leptina recombinante no único estudo em pacientes com obesidade e concentrações elevadas de leptina foram menos impressionantes. Nesta revisão, discutiremos a complexidade das ações da leptina com ênfase no seu papel integrativo de sinalizadora do estado nutricional para o organismo. Resumo em inglês The discovery of leptin led to a renewed interest in the study of enegy homeostasis. It is now recognized that white adipose tissue is the major site of leptin synthesis. After it is secreted into the bloodstream leptin binds itself to specific receptors in the brain, providing the central nervous system with a satiety signal that reflects the amount of energy stored as fat. Acting through receptors that transduce a signal by the JAK/STAT pathway, leptin modifies the expr (mais) ession and activity of hypothalamic peptides that regulate appetite and energy expenditure. In addition, leptin signals nutritional status to other physiological systems and modulates the function of several target glands. More recently, recombinant leptin was successfully given to an obese patient with leptin deficiency due to a mutation in the ob gene. On the other hand, the effects of recombinant leptin in the only study with obese patients and increased levels of circulating leptin were less impressive. Here we review the complexity of leptin actions with a focus on its integrative role as a signal of nutritional status for the organism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Leptina, ghrelina e exercício físico/ Leptin, ghrelin, and physical exercise

Mota, Gustavo R. da; Zanesco, Angelina
2007-02-01

Resumo em português A obesidade é atualmente um problema de saúde pública que provoca sérias conseqüências sociais, físicas e psicológicas. A etiologia da obesidade não é de fácil identificação, uma vez que a mesma é caracterizada como doença multifatorial de complexa interação entre fatores comportamentais, culturais, genéticos, fisiológicos e psicológicos. Recentes avanços na área de endocrinologia e metabolismo mostram que, diferentemente do que se acreditava há alg (mais) uns anos, o adipócito sintetiza e libera diversas substâncias, não sendo apenas uma célula armazenadora de energia. Entre as substâncias liberadas pelo adipócito incluem-se a adiponectina, o fator de necrose tumoral-alfa, a interleucina-6 e a leptina. Especificamente, a leptina desempenha importante papel no controle da ingestão alimentar e no controle do peso corporal em mamíferos. Além disso, o hormônio ghrelina, recentemente descoberto, também parece influenciar o metabolismo energético e a obesidade. As alterações que o exercício físico provoca na fisiologia endócrino-metabólica podem contribuir sobremaneira para a prática clínica. Assim, essa revisão abordará os conhecimentos mais recentes sobre a leptina, a ghrelina e o papel dos diferentes tipos de exercício físico sobre estes hormônios. Os trabalhos mostram que a relação entre o exercício físico e a concentração plasmática desses peptídeos ainda não está clara. As razões para isso poderiam ser devidas aos diferentes protocolos de treinamento físico empregados nos estudos. Além disso, diferenças genéticas também podem explicar as discrepâncias entre os resultados obtidos em seres humanos, pois a existência de polimorfismo em alguns genes pode acarretar respostas celulares diferentes frente ao exercício físico. Resumo em inglês Obesity is a major public health problem in the Western world resulting in serious social, physical and psychological damages. The genesis of obesity is complex involving a variety of factors such as genetic, psychological, metabolic and environmental factors. Progress in endocrinology and metabolism show that adipocyte is considered now as an endocrine tissue producing several substance including adiponectin, tumor necrosis factor-alpha, interleukin-6 and leptin. Specifi (mais) cally, leptin is the main peptide produced by the adipocyte and its serum concentration represents an important peripheral signal in the regulation of food intake and energy expenditure in mammals. In addition to leptin, a new peptide was discovered recently named ghrelin. Ghrelin, a peptide hormone identified in the stomach, is directly involved with the regulation of energy balance and obesity. Physical exercise has been used as a non-pharmacological tool in management of body weight and the effect of physical activity on weight control is an important issue for clinical studies in endocrinology field. Thus, this review will attempt to update the knowledge of leptin and ghrelin on the body weight regulation and the effect of exercise training on these peptide concentrations. It can be concluded that the relationship between physical exercise and the plasma concentration of these peptides is not clear. The reasons for that could be related to the differences in duration, intensity and frequency of the training program employed in each study. Indeed, most of the studies have not analyzed the intensity of training program by either plasma lactate concentration or maximum oxygen consumption. On the other hand, genetic basis could also explain the discrepancies found in some studies, since it has been shown that polymorphism for a variety of genes might be an important factor to determine the differences of cellular response to physical training.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Leptina, hipertensão arterial e obesidade: importância das ações de enfermagem/ Leptin, obesity and hypertension: importance of nursing actions/ Leptina, hipertensión arterial y obesidad: importancia de las acciones de enfermería

Marchi-Alves, Leila Maria; Nogueira, Maria Suely; Mendes, Isabel Amélia Costa; Godoy, Simone de
2010-04-01

Resumo em português O objetivo desta revisão sistemática foi o levantamento de tópicos de relevância sobre as implicações da leptina na modulação da pressão arterial e na gênese, prevenção e tratamento da hipertensão arterial associada à obesidade. Considerando o hormônio como um elo comum entre as duas condições patológicas, foram identificadas as ações para a redução da leptinemia, propostas e discutidas na literatura. Constatou-se que a enfermagem carece de produçã (mais) o de conhecimento que subsidie a assistência ao hipertenso obeso com alterações nos níveis séricos de leptina. Foram descritos os sinais e sintomas multifatoriais que se interrelacionam de maneira dinâmica e paradoxal na manifestação do quadro clínico estudado, com ordenação de intervenções eficazes no cuidado a esses clientes. Resumo em espanhol El objetivo de esta revisión sistemática fue el levantamiento de tópicos de relevancia sobre las implicaciones de la leptina en la modulación de la presión arterial y en la génesis, prevención y tratamiento de la hipertensión arterial asociada a la obesidad. Considerando a la hormona como un eslabón común entre las dos condiciones patológicas, fueron identificadas las acciones para la reducción de la leptinemia, propuestas y discutidas en la literatura. Se con (mais) stató que la enfermería carece de producción de conocimiento que subsidie la asistencia al hipertenso obeso con alteraciones en los niveles séricos de leptina. Fueron descritas las señales y síntomas multifactoriales que se interrelacionan de manera dinámica y paradojal en la manifestación del cuadro clínico estudiado, con ordenación de intervenciones eficaces en el cuidado a esos clientes. Resumo em inglês The objective of this systematic review was to retrieve topics of relevance to the implications of leptin in modulating blood pressure and in the genesis, prevention and treatment of hypertension associated with obesity. Considering the hormone as a common link between the two pathological conditions, were identified actions to reduce the leptinemia, proposed and discussed in the literature. It was found that nursing lacks production of knowledge to subsidize the assistan (mais) ce to hypertensive obesity that present alterations in serum leptin. Were described signs and multifactorials symptoms dynamically interrelated and paradoxical in the manifestation of the clinical case studied, with effective management interventions in caring for those clients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Leptina como marcadora do dimorfismo sexual em recém-nascidos/ Leptin as a marker of sexual dimorphism in newborn infants

Pardo, Inês M. C. G.; Geloneze, Bruno; Tambascia, Marcos A.; Pereira, José L.; Barros Filho, Antonio A.
2004-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar os níveis de leptina do cordão umbilical em recém-nascidos adequados para a idade gestacional conforme sexo, peso, comprimento e índice ponderal de nascimento. MÉTODO: Estudo tipo transversal, envolvendo 132 recém-nascidos adequados para idade gestacional (68 do sexo feminino, 64 do sexo masculino), com idade gestacional de 35-42 semanas. Os dados foram obtidos mediante entrevista com as mães na maternidade, pelo estudo antropométrico dos recém- (mais) nascidos e pela dosagem de leptina, estradiol e testosterona no cordão umbilical por meio da coleta imediata após o parto. RESULTADOS: Os recém-nascidos do sexo feminino apresentaram níveis de leptina significativamente maiores que os do sexo masculino (8,34±0,65 ng/ml versus 6,06±0,71 ng/ml; p = 0,000). Os níveis de estradiol e testosterona não variaram conforme o sexo. A leptina se correlacionou positivamente com idade gestacional (r = 0,394, p Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine cord blood leptin levels in newborns appropriate for gestational age, according to gender, birth weight, birth height and ponderal index. METHODS: A cross-sectional study was carried out with 132 term newborns appropriate for gestational age (68 females, 64 males), gestational age between 35-42 weeks. Data were collected through interviews with the mothers at the maternity, anthropometrycal study of the newborns, and cord blood estradiol, testoster (mais) one and leptin assays obtained immediately after birth. RESULTS: The levels of leptin were significantly higher in females than in males (8.34±0.65 ng/ml versus 6.06±0.71 ng/ml; p = 0.000). The concentrations of estradiol and testosterone did not differ between males and females. Leptin levels were positively correlated with gestational age (r = 0.394, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Leptina, Elo Adicional na Fisiopatologia da Pré-eclâmpsia?/ Leptin, Additional Link to the Pathophysiology of Preeclampsia?

Duarte, Angela Vargas Borges; Barroso, Sérgio Girão; Francischetti, Emílio Antônio; Abreu, Virgínia Genelhu de
2001-06-01

Resumo em português Objetivo: avaliar o comportamento dos níveis séricos de leptina durante a evolução da gestação de adolescentes primigestas normotensas e pré-eclâmpticas. Métodos: estudo prospectivo e longitudinal, realizado em 15 pacientes normotensas e 5 pré-eclâmpticas. Os níveis séricos de leptina (ng/ml) foram determinados por radioimunoensaio e a pressão arterial foi aferida pelo DINAMAP 1846. Foram feitas avaliações em dois períodos gestacionais distintos: entre a (mais) 21ª e a 30ª semana e entre a 31ª e a 40ª semana. Utilizou-se a razão leptina/índice de massa corporal (IMC) para corrigir a variação do IMC ao longo da gravidez. Considerou-se como pré-eclâmpticas as gestantes com pressão arterial > ou = 140/90 mmHg, proteinúria >300 mg/24 h e espasmo arteriolar pelo exame de fundo de olho. Resultados: quando se comparou o período entre a 21ª e a 30ª semana com o período entre a 31ª e a 40ª semana, houve tendência de aumento da leptina sérica no último período nos dois grupos estudados, mais acentuadamente nas pré-eclâmpticas que nas grávidas normotensas: de 11,9±1,59 para 17,6±4,55 ng/ml e de 11,9±1,20 para 13,9±2,33 ng/mL, respectivamente. O IMC de gestantes normotensas não se alterou nos dois períodos analisados: 24,9±1,5 kg/m² vs 25,2±1,0 kg/m². Entretanto, o IMC aumentou significativamente nas pré-eclâmpticas no final da gravidez: 21,5±0,8 vs 27,4±1,7 kg/m²,p Resumo em inglês Purpose: to study in primigravid adolescents the behavior of serum leptin levels during the evolution of normal pregnancy, comparing the results with those obtained from preeclamptics. Methods: prospective, longitudinal study conducted in 15 normotensive pregnant adolescents and 5 preeclamptic adolescents. Serum leptin levels (ng/mL) were determined by radioimmunoassay. Blood pressure was measured by the oscilometric method by using DINAMAP 1846. Patients were evaluated i (mais) n two different gestational periods: between the 21st and 30th week and between the 31st and 40th week. The ratio leptin/body mass index (BMI) was used to correct changes observed in BMI throughout gestation. Preeclamptic pregnant patients were diagnosed when the blood pressure was > or = 140/90 mmHg, proteinuria >300 mg/24 h and when arteriolar spasm was present in the optic fundi. Results: there was a trend towards an elevation of serum leptin at the end of pregnancy in both groups although more pronounced in preeclamptic patients. In pregnant normotensive patients serum leptin increased from 11.9±1.20 (21stto 30th week) to 13.9±2.23 ng/mL (31st to 40th week), and in preeclamptic from 11.9±1.20 to 17.6±4.565 ng/mL. In preeclamptic patients the BMI increased significantly in the period from the 21st to 30th week when compared to the period between the 31st and 40thweek: 21.5±0.8 vs 27.4±1.7 kg/m², p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Leptina e sua influência na patofisiologia de distúrbios alimentares/ Leptin and its influence in the pathophysiology of eating disorders

Hermsdorff, Helen Hermana Miranda; Vieira, Maria Aparecida de Queiroga Milagres; Monteiro, Josefina Bressan Resende
2006-06-01

Resumo em português A leptina é uma proteína secretada pelos adipócitos com papel regulador em vários sistemas do organismo, como sistema imune, respiratório e reprodutivo, bem como no balanço energético via ação hipotalâmica. Sua ação primária ocorre no núcleo hipotalâmico arqueado, no qual inicia uma cascata de eventos para inibição da ingestão energética e aumento do gasto energético. As concentrações de leptina são influenciadas pela adiposidade, fatores hormonais (mais) e nutricionais. A restrição e os episódios de compulsão alimentar, presentes na anorexia nervosa e bulimia, respectivamente, são considerados, na literatura científica, fatores determinantes na leptinemia. Seus níveis também alterados no tratamento desses distúrbios alimentares sugerem uma relação entre as alterações neuroendócrinas e conseqüentes modificações nos sinais de fome e saciedade, com a patogenia ou manutenção dos quadros clínicos. Trabalhos têm encontrado impacto dessas alterações na saúde dos pacientes, em curto e longo prazos. Esta revisão tem como objetivo esclarecer quais são as funções da leptina nos tecidos nervoso e periférico, quais os mecanismos que interferem na sua concentração nos distúrbios alimentares e como isso reflete na saúde do paciente anoréxico ou bulímico. Resumo em inglês Leptin, a protein secreted by adipocytes, has a regulatory function in several organism systems such as the immune, respiratory, and reproductive systems and in the energy balance via hypothalamic action. Its primary action occurs in the arcuate hypothalamic nucleus, where it begins a cascade of events that inhibits energy intake and enhances energy consumption. The concentration of leptin is influenced by adiposity and hormonal and nutritional factors. The scientific lit (mais) erature considers food restriction and binge episodes of anorexia nervosa and bulimia, respectively, as determining factors of leptin circulation. Leptin levels are also altered during the treatment of these food disturbances, which indicates a relation between neuroendocrine alterations and eventual modifications in hunger and satiety signals and pathogenesis or clinical state of patients. Studies have reported on the short and long-term impact of these alterations on health. Therefore, this review aims to explain the function of leptin in the central and peripheral nervous systems, the mechanisms that interfere with its concentrations in food disturbances, and how this reflects on the health of anorectic and bulimic patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Leptina e exercício físico aeróbio: implicações da adiposidade corporal e insulina/ Leptin and endurance exercise: implications of adiposity and insulin

Benatti, Fabiana Braga; Lancha Junior, Antonio H.
2007-08-01

Resumo em português Atualmente, a obesidade pode ser classificada como uma pandemia e suas conseqüências vão desde o diabetes mellitus até a doença cardíaca. Tanto fatores genéticos como ambientais contribuem para isso, porém, em humanos, o componente genético ainda é pouco definido. Com a clonagem do gene ob de ratos e do seu receptor, foi descoberta a leptina, o "hormônio da saciedade". A leptina é secretada, principalmente, pelo tecido adiposo e reflete a quantidade de gordura (mais) depositada no tecido adiposo de um indivíduo. Entretanto, diversos fatores influenciam sua expressão e síntese, tais como jejum, atividade simpática, exercício físico e alterações no balanço energético. Os efeitos da atividade física aeróbia sobre esse hormônio ainda não estão muito claros, visto que existem muitas contradições na literatura sobre sua possível ação na regulação da leptina. Estudos transversais sugerem que as concentrações plasmáticas de leptina não são alteradas após uma sessão de exercício aeróbio. Entretanto, se o esforço físico for extremo, como em uma ultramaratona, na qual há um balanço energético negativo, induzido pela atividade física extenuante, ocorre diminuição dessas concentrações. Além disso, exercícios de longa duração (> 60 min) parecem estar associados à diminuição tardia das concentrações de leptina, aproximadamente 48h após a atividade, provavelmente em função de um possível desequilíbrio energético. Em relação aos estudos longitudinais, após o treinamento aeróbio, alguns autores não observam alterações na leptina plasmática, outros encontram alterações em função apenas das alterações da adiposidade e, por fim, alguns estudos observam diminuição da concentração plasmática e/ou expressão de leptina, independentemente de alterações da massa gorda. Tal fato sugere que haja outro, ou outros, fatores, além do conteúdo de gordura corporal, que modulam a diminuição das concentrações plasmáticas de leptina após o treinamento aeróbio, sendo a insulina a principal candidata a tal modulação. Dessa forma, esta revisão aborda os principais aspectos do hormônio leptina, sua ação, função e regulação, associação com a insulina, além dos efeitos do exercício físico agudo e crônico na síntese e secreção da leptina, e possíveis implicações da insulina e adiposidade em função desse estímulo. Resumo em inglês Obesity currently is qualified as a worldwide health epidemic and its consequences include diabetes mellitus as far as cardiac disease. Genetic and environmental factors contribute to obesity, although the genetic component is still poorly understood in humans. With the cloning of mouse ob gene and its receptor, leptin was discovered, the "satiety hormone". Leptin is expressed and secreted primarily by adipose tissue and is highly correlated to body fat mass. Nevertheless (mais) , many factors can regulate leptin synthesis and expression, such as fasting, sympathetic activity, insulin, exercise and changes in energy balance. Aerobic physical activity effects on leptin are still not very clear, seeing that there are contradictory studies about its effects on leptin regulation. Transversal studies suggest that leptin concentrations are not acutely affected after an exercise bout. However, reductions in leptin concentrations are observed following extreme bouts of exercise such as ultramarathons, where the extenuating physical activity induces a deficit in energy balance. Also, long-term (> 60 min) exercise seems to be associated with a delayed reduction in leptin concentrations 48 hr after the exercise bout, possibly due to an energy imbalance. Some longitudinal studies show that aerobic exercise training does not affect leptin levels, others that any changes in leptin levels are due to possible changes in body fat, and, lastly, some studies show a reduction in leptin levels and/or expression independently of any changes in adiposity. That suggests there may be other factors besides adiposity that regulate the reduction in leptin levels after exercise training, being insulin the main candidate for such role. Therefore, this review analyses the main aspects of leptin, its action, function and regulation, its association with insulin, and also the effects of acute and chronic endurance exercise on leptin synthesis and secretion and possible implications of insulin and adiposity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Leptina: aspectos sobre o balanço energético, exercício físico e amenorréia do esforço/ Leptin: aspects on energetic balance, physical exercise and athletic amenorhea

Ribeiro, Sandra Maria Lima; Santos, Zirlene Adriana dos; Silva, Renata Juliana da; Louzada, Eliana; Donato Junior, José; Tirapegui, Julio
2007-02-01

Resumo em português O presente manuscrito teve por objetivo realizar uma revisão bibliográfica acerca do papel da leptina no balanço energético, no exercício físico e na incidência da amenorréia do esforço. A leptina é um hormônio secretado pelo tecido adiposo, reconhecido principalmente por sua ação adipostática sobre o sistema nervoso central. Esse hormônio sinaliza o hipotálamo a respeito das reservas energéticas, modulando o funcionamento dos eixos hormonais que envolvam (mais) o hipotálamo e a hipófise. A leptina tem ainda ações periféricas importantes, incluindo seu papel sobre o tecido ovariano. Os mecanismos de sinalização intracelular desse hormônio foram identificados no hipotálamo, porém em tecidos periféricos há necessidade de maiores investigações. Existe certo consenso de que quando o exercício e a ingestão alimentar são capazes de promover um balanço energético negativo, as concentrações plasmáticas de leptina diminuem, alterando conseqüentemente: a liberação hipotalâmica de GnRH (fator hipotalâmico de liberação de gonadotrofinas); a liberação hipofisária de LH (hormônio luteinizante) e FSH (hormônio folículo-estimulante). Como resultado, há menor liberação de estrógenos ovarianos. Esse processo pode iniciar a chamada amenorréia hipotalâmica funcional, com repercussões na saúde da mulher. Nessa perspectiva, a avaliação do gasto energético e a elaboração de um plano alimentar adequado em atletas são fundamentais. Resumo em inglês The aim of this manuscript was to review the knowledge about leptin, detailing its relationship with energetic intake and physical activity. Leptin is an adipocyte hormone, recognized mainly for its putative role in control of energy expenditure, food intake, body weight and reproductive function. Leptin has still important peripheral actions, including its role on the ovarian tissue. The intracellular signaling mechanisms are recognized in hypothalamus, but in peripheral (mais) tissue are not fully understood. The exercise, when practiced by women, if not appropriately planned according to food intake, can modify the leptin release. When energy imbalances induced by exercise and/or deficient food ingestion occurs, low leptin levels are observed, leading to a reduction in GnRH (gonadotropin-release hormone), in LH (luteinizing hormone) and FSH (follicle-stimulating hormone) in pituitary, and consequently a minor release of ovarian estrogens. This process is named hypothalamic amenorrhea, and has repercussions in the woman's health. In this perspective, it is important to emphasize the need to evaluate the energy expenditure from exercise and to formulate adequate alimentary plans to these individuals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Aspectos da leptina na anorexia nervosa: possíveis efeitos benéficos no tratamento da hiperatividade/ Aspects of leptin in anorexia nervosa: possible beneficial effects on the treatment of hyperactivity

Frassetto, Silvana Soriano; Bitencourt, Graziela Oliveira de
2009-10-01

Resumo em português Pesquisas recentes demonstram a relação direta da leptina na regulação do balanço energético e como um dos fatores envolvidos em transtornos alimentares. Com ação no sistema nervoso central, a leptina interfere na ingestão alimentar, no metabolismo da glicose, no peso corporal, na produção de hormônios sexuais e na atividade física. As pesquisas realizadas tanto em seres humanos como em animais demonstram que a queda nos níveis de leptina está relacionada a (mais) os sintomas apresentados na anorexia nervosa: a baixa ingestão alimentar, a perda excessiva de peso corporal, a amenorréia e a hiperatividade. Assim, o grau de hipoleptinemia não é apenas uma forte indicação de baixa reserva de tecido adiposo, mas também de severa desordem, sendo que os níveis de leptina podem ser utilizados para avaliar melhor a gravidade da doença. Pesquisas estão sendo realizadas com o objetivo de discutir a possibilidade de utilização da leptina como coadjuvante no tratamento de pacientes com anorexia nervosa para a diminuição da hiperatividade. Acredita-se que o tratamento com leptina associado à medicação e à psicoterapia, poderia ser benéfico em pacientes anoréxicas extremamente ativas, deixando-as mais suscetíveis ao tratamento adicional. Uma realimentação suficiente, a medicação, a psicoterapia e um ambiente acolhedor durante o tratamento com leptina devem ser assegurados. Assim, este artigo tem como objetivo discorrer sobre a leptina e aspectos relacionados à anorexia, e discutir como esta informação pode ser importante na avaliação clínica de pacientes com este transtorno alimentar. Resumo em inglês Recent studies have demonstrated a direct relationship between leptin and the regulation of energy balance, and as a factor involved in eating disorders. Acting on the central nervous system, leptin affects food intake, glucose metabolism, body weight, the production of sexual hormones, and physical activity. Studies with humans and animals indicate that low leptin levels are related to symptoms of anorexia nervosa: low food intake, excessive loss of body weight, amenorrh (mais) ea and hyperactivity. Thus, the degree of hypoleptinemia is not only a strong indication of low reserves of adipose tissue, but also of a severe disorder, and leptin levels can be used to better evaluate the seriousness of the disease. Research has aimed to study the use of leptin in the treatment of patients with AN, and positive results have been obtained in the reduction of hyperactivity. It is possible that leptin treatment associated with medication and psychotherapy can be beneficial for extremely active anorexia nervosa patients, making them more susceptible to further treatment. Adequate food intake, medication, psychotherapy, and a comfortable environment during leptin treatment should be ensured. Thus, this article aims to describe leptin and aspects related to anorexia, and discuss how this information can be important in the clinical evaluation of patients with this eating disorder.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Plaqueta e leptina em adolescentes com obesidade/ Platelet and leptin in obese adolescents

Foschini, Denis; Santos, Ronaldo V. T. dos; Prado, Wagner L.; Piano, Aline de; Lofrano, Mara C.; Martins, Aniela C.; Carnier, June; Caranti, Danielle A.; Sanches, Priscila de L.; Tock, Lian; Mello, Marco T. de; Tufik, Sérgio; Dâmaso, Ana R.
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVOS: Analisar a influência de obesidade na contagem de células imunológicas e na concentração dos hormônios cortisol e leptina, a fim de estabelecer uma relação entre as variáveis analisadas. MÉTODOS: Foram recrutados 27 adolescentes obesos [índice de massa corporal (IMC) ≥ percentil 95[ e 21 não-obesos (IMC ≤ percentil 75), de ambos os sexos, com idade entre 15 e 19 anos, na fase pós-púbere. O IMC foi calculado através da divisão do peso (mais) pela altura ao quadrado e a composição corporal foi estimada por pletismografia no sistema Bod PodTM. Amostras de sangue foram colhidas para análise de leucócitos, neutrófilos, linfócitos, monócitos, plaquetas, cortisol e leptina. O teste de Kolmogorov-Smirnov foi utilizado, seguido pelo teste t de Student independente supondo distribuição normal. O nível de significância estabelecido foi p Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the influence of obesity status on immune cell count and concentration of the hormones cortisol and leptin, in order to establish a relationship among the variables analyzed. METHODS: We recruited 27 obese [body mass index (BMI) ≥ 95th percentile[ and 21 non-obese (BMI ≤ 75th percentile) adolescent boys and girls, aged 15-19 years at the post-pubertal stage. BMI was calculated as body weight divided by height squared, and body composition (mais) was estimated by plethysmography in the Bod PodTM system. Blood samples were collected to analyze leukocytes, neutrophils, lymphocytes, monocytes, platelets, cortisol, and leptin. The Kolmogorov-Smirnov test was performed, followed by the independent Student t test in case of normal distribution. Significance values were set at p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Relações entre leptina, puberdade e exercício no sexo feminino/ Correlations among leptin, puberty and exercise in females

Meira, Tatiana de Barros; Moraes, Fernanda Lopes de; Böhme, Maria Tereza Silveira
2009-08-01

Resumo em português O processo de puberdade feminina envolve vários fenômenos anatômico-fisiológicos, sendo o acontecimento da menarca o indicador da maturidade sexual feminina. A idade média de menarca gira em torno de 12 anos. Para meninas atletas, a menarca pode ocorrer mais tarde, e dependendo do estresse causado pelo exercício, pode resultar em um quadro de amenorreia hipotalâmica. O hormônio leptina, além de apresentar relação com a obesidade, também tem relação com o sis (mais) tema reprodutor. Os estudos mais recentes em humanos demonstram existir relações importantes entre as concentrações de leptina plasmática e o processo de puberdade feminino. Este estudo teve por objetivo verificar a influência da leptina no processo pubertário feminino relacionado com exercício, do ponto de vista fisiológico, por meio de uma pesquisa de revisão bibliográfica. Os resultados das pesquisas apresentadas demonstram que o aumento de leptina sanguínea foi relatado como tendo correlação inversamente proporcional à idade de menarca. Além disso, verificou-se que a leptina tem correlação inversa com o exercício físico; as baixas concentrações de leptina plasmática estão diretamente ligadas à desregulação do sistema reprodutor em mulheres atletas. Conclui-se que a leptina relaciona-se com o sistema reprodutor feminino, fato que fica evidente durante o processo de puberdade. Já em meninas e mulheres atletas, as concentrações de leptina encontradas foram inferiores às daquelas não-atletas, demonstrando a relação tecido adiposo/leptina/sistema reprodutor/exercício. Resumo em inglês The female puberty process involves many anatomic-physiological phenomena from which menarche is the indicator of sexual maturity. Mean age of menarche is around 12 years. Girl athletes may reach menarche later, and depending on the stress caused by exercise, it may result in hypothalamic amenorrhea. The leptin hormone, besides presenting relation with obesity, has also a relationship with the reproductive system. More recent studies with humans demonstrate important rela (mais) tionships between plasma leptin concentrations and the female puberty process. This study had the aim to verify leptin influence in the female puberty process concerned with exercise from the physiological point of view, through a bibliographic review research. The results of the presented research demonstrate that increase of blood leptin was reported as having a proportionally reverse correlation with menarche age. Moreover, it was verified that leptin has an inverse correlation with physical exercise; low concentrations of plasma leptin are directly linked to deregulation of the reproductive system in women athletes. As a conclusion, leptin is related with the female reproductive system, a fact which becomes evident during the puberty process. In girl and women athletes though, the leptin concentrations found were lower than those found for non-athletes, demonstrating hence the adipose tissue/leptin/reproductive system/exercise relationship.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Níveis séricos de leptina e densidade mineral óssea em mulheres na pós-menopausa/ Serum leptin levels and bone mineral density in postmenopausal women

Azevedo, George Dantas de; Carvalho, Márcia Neves de; Azevedo, Juliana; Fortunato, Giovana da Gama; Ferriani, Rui Alberto; Sá, Marcos Felipe Silva de
2004-07-01

Resumo em português OBJETIVO: correlacionar os níveis de leptina com a densidade mineral óssea (DMO) em mulheres na pós-menopausa. MÉTODOS: neste estudo de corte transversal foram incluídas 22 mulheres na pós-menopausa, sendo avaliadas a DMO na coluna lombar (CL) e colo do fêmur (CF) por densitometria óssea de dupla emissão e a concentração sérica de leptina por radioimunoensaio. Análise estatística foi realizada utilizando análise de variância e teste de Dunn (intergrupos) e (mais) teste de correlação de Pearson, sendo adotado nível de significância de 5%. RESULTADOS: os valores médios da DMO foram 0,898 ± 0,14 g/cm² na CL e, 0,760 ± 0,15 g/cm² no CF. A concentração média de leptina na amostra total foi de 17,2 ± 9,4 ng/ml, não havendo diferenças significativas entre as pacientes com DMO normal, osteopenia e osteoporose (18,6 ± 7,8, 18,9 ± 9,9 e 15,6 ± 10,6, respectivamente; p > 0,05). Não foram observadas correlações significativas entre o nível de leptina e a DMO, tanto em relação à amostra total, quanto em relação aos grupos com osteoporose e/ou osteopenia. Houve correlação positiva entre os níveis de leptina e o índice de massa corporal (IMC) (r = 0,66; p = 0,0044). CONCLUSÕES: não houve correlação direta entre os níveis de leptina e DMO em mulheres na pós-menopausa, porém houve correlação positiva significativa entre a leptina e o IMC, sugerindo que um possível efeito indireto desse hormônio sobre a massa óssea. Resumo em inglês OBJECTIVE: to correlate serum leptin concentration with bone mineral density (BMD) in postmenopausal women. METHODS: twenty-two healthy postmenopausal women were included in the present study. BMD was measured by dual energy X-ray absorptiometry at the lumbar spine and femoral neck. Serum leptin concentrations were determined using an immunoradiometric assay. Statistical analysis was performed by ANOVA and Dunn and Pearson's correlation tests. RESULTS: mean BMD values wer (mais) e 0.898 ± 0.140 g/cm² at the lumbar spine and 0.760 ± 0.152 g/cm² at the femoral neck. Mean serum leptin concentration was 17.2 ± 9.4 ng/ml and no significant differences were observed among women with normal BMD, osteopenia and osteoporosis (18.6 ± 7.8, 18.9 ± 9.9 and 15.6 ± 10.6, respectively; p > 0.05). No significant correlations were observed between serum leptin levels and BMD measurements at the lumbar spine and femoral neck, when the whole sample was considered and when patients were divided into groups with osteoporosis and/or osteopenia and a control group. We observed a positive significant correlation between serum leptin levels and body mass index (BMI) (r = 0.66; p = 0.0044). CONCLUSIONS: there was no direct correlation between leptin and BMD in postmenopausal women, although we observed positive significant correlation between leptin and BMI. This fact indicates a possible indirect effect of leptin on bone metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Tratamento multidisciplinar reduz o tecido adiposo visceral, leptina, grelina e a prevalência de esteatose hepática não alcoólica (NAFLD) em adolescentes obesos/ Multidisciplinary treatment reduces visceral adiposity tissue, leptin, ghrelin and the prevalence of non-alcoholic fat liver disease (NAFLD) in obese adolescents/ Tratamiento multidisciplinar reduce el tejido adiposo visceral, leptina, grelina y la prevalencia de esteatosis hepática no alcohólica (NAFLD) en adolescentes obesos

Dâmaso, Ana R.; Tock, Lian; Tufik, Sérgio; Prado, Wagner L.; Stella, Sérgio G.; Fisberg, Mauro; Cintra, Isa P.; Caranti, Danielle A.; Siqueira, Kãli O.; Nascimento, Cláudia M.; Oyama, Lila M.; Lederman, Henrique M.; Cristofalo, Dejaldo; Antunes, Hanna K.; Comparoni, Aniella; Santos, Luana C.; Mello, Marco T.
2006-10-01

Resumo em português O objetivo do presente estudo foi avaliar as alterações promovidas, por intervenção multidisciplinar, nas concentrações plasmáticas de grelina e leptina, adiposidade visceral e prevalência de esteatose hepática não alcoólica (NAFLD), em adolescentes obesos. Foram avaliados 28 adolescentes obesos, 16 meninas (IMC 34,58 ± 3,86kg/m²) e 12 meninos (IMC 37,08 ± 3,17kg/m²), com idade entre 15 e 19 anos, quanto à concentração de leptina, grelina, in (mais) sulina, assim como a adiposidade visceral e o diagnóstico de NAFLD pelo método de ultra-sonografia. Os resultados demonstraram redução significante na concentração circulante de grelina e leptina e na adiposidade visceral (p Resumo em espanhol El objetivo del presente trabajo ha sido evaluar las alteraciones promovidas por la intervención multidisciplinar, en las concentra- ciones plasmáticas de grelina y leptina, adiposidad visceral y prevalencia de esteatosis hepática no alcohólica - NAFLD, en adolescentes obesos. 28 adolescentes obesos, 16 chicas (IMC 34,58 ± 3,86 kg/m²) y 12 chicos (IMC 37,08 ± 3,17 kg/m²), con edades entre 15 y 19 años, fueron evaluados respecto a la concentración de (mais) leptina, grelina, insulina, así como a la adiposidad visceral y el diagnóstico de NAFLD por el método de ultrasonografía. Los resultados demostraron una reducción significante en la concentra- ción circulante de grelina y leptina y en la adiposidad visceral (p Resumo em inglês The aim of this study was to assess the changes promoted by a multidisciplinary therapy in ghrelin and leptin concentrations, visceral adiposity and non-alcoholic fat liver disease-NAFLD, in obese adolescents. A total of 28 obese adolescents, 16 girls (BMI 34.58 ± 3,86 wt/ht²) and 12 boys (BMI 37.08 ± 3.17 wt/ht²), aged between 15 and 19 years old, was evaluated to leptin, ghrelin and insulin concentrations, visceral adiposity and NAFLD through ultrasonogr (mais) aphy. The results showed a significant decrease in ghrelin, leptin concentrations and visceral adiposity (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

O papel dos hormônios leptina e grelina na gênese da obesidade/ The role of leptin and ghrelin on the genesis of obesity

Romero, Carla Eduarda Machado; Zanesco, Angelina
2006-02-01

Resumo em português A prevalência da obesidade está aumentando e estudos prospectivos mostram que, em 2025, o Brasil será o quinto país do mundo a apresentar problemas de obesidade em sua população. A etiologia da obesidade não é de fácil identificação, uma vez que a mesma é caracterizada como uma doença multifatorial, ou seja, diversos fatores estão envolvidos em sua gênese, incluindo fatores genéticos, psicológicos, metabólicos e ambientais. Pesquisas recentes na área de (mais) metabolismo mostram que o adipócito é capaz de sintetizar várias substâncias e, diferentemente do que se supunha anteriormente, o tecido adiposo não é apenas um sítio de armazenamento de triglicérides, é hoje considerado um órgão endócrino. Dentre as diversas substâncias sintetizadas pelo adipócito, destacam-se a adiponectina, a angiotensina e a leptina. A leptina é um petídeo que desempenha importante papel na regulação da ingestão alimentar e no gasto energético, gerando um aumento na queima de energia e diminuindo a ingestão alimentar. Além dos avanços no estudo da célula adiposa, um novo hormôrnio relacionado ao metabolismo foi descoberto recentemente, a grelina. A grelina é um peptídeo produzido nas células do estômago, e está diretamente envolvida na regulação do balanço energético a curto prazo. Assim, este artigo abordará o papel da leptina e da grelina no controle do peso corporal e as limitações que ainda existem para tratar a obesidade em humanos. Resumo em inglês The prevalence of obesity is rising around the world and prospective studies show that in 2025, Brazil will be the fifth country in the world to have obesity problems. Multifactorial factors are involved in the genesis of obesity including genetic, psychological, metabolic and environmental factors. Recently, adipocytes have been considered an endocrine tissue capable of producing several substances, including adiponectin, angiotensin and leptin. Leptin is the main peptid (mais) e produced by adipocytes and its serum concentration represents an important peripheral signal in the regulation of food intake and energy expenditure. In addition to leptin, a new peptide called ghrelin has been recently discovered. Ghrelin, a gastrointestinal peptide hormone identified in the stomach, is directly involved with short-term regulation of energy balance. Thus, this review will focus on the role of both leptin and ghrelin in controlling body weight and the ongoing limitations in treating obesity in human beings.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Associação entre a antropometria e a leptina circulante nos compartimentos materno, fetal e placentário, na gravidez normal/ Association between anthropometry and circulating leptin in maternal, fetal and placental compartments, in healthy pregnancy

Castro, Flávia Cipriano; Leite, Henrique Vitor; Pereira, Alamanda Kfoury; Reis, Zilma Silveira Nogueira; Cabral, Antônio Carlos Vieira
2004-10-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a importância da leptina materna e fetal circulantes na gestação saudável por meio da avaliação de sua associação com variáveis antropométricas materna, placentária e fetal ao nascimento e as relações entre os compartimentos avaliados. MÉTODOS: em estudo transversal foi incluída amostra de 33 gestações únicas, a termo, com fetos saudáveis. As variáveis avaliadas foram idade materna, peso materno, índice de massa corporal, peso do rec (mais) ém-nascido, peso placentário e índice placentário. Amostras de sangue materno foram obtidas imediatamente antes do parto e em sangue do cordão umbilical ao nascimento. A dosagem da leptina sérica foi realizada por meio de radioimunoensaio convencional. As relações entre as concentrações de leptina sérica materna e da artéria e veia umbilicais com as variáveis de estudo foram verificadas através da regressão linear. RESULTADOS: a leptina foi detectada no sangue de todas as 33 gestantes e seus respectivos recém-nascidos, sendo a concentração no sangue materno (17,1±1,77 ng/ml) superior à dos vasos umbilicais (veia 9,0±1,16 ng/mL; artéria 8,2±1,02 ng/mL), p Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the importance of circulating maternal and fetal leptin in the healthy gestation, using its association with maternal, placental and fetal anthropometric variables, obtained at birth, and the relationship between the evaluated compartments. METHODS: in a transversal study a population of 33 single, healthy and term gestations was studied. The evaluated variables were maternal age, maternal weight, body mass index (BMF), weight of the newborn, placenta (mais) l weight, and placental index. Samples of maternal blood were immediately obtained before birth and from fetal umbilical cord blood at birth. Determination of serum leptin was performed using conventional radioimmunoassay. The relationships between serum leptin concentrations in maternal blood, umbilical artery and vein and the studied variables were assessed through linear regression. RESULTS: leptin levels were detected in the blood of all 33 pregnant women and their respective newborns, with maternal blood concentration (17.1±1.77 ng/mL) higher than that of umbilical vessels (vein: 9.0±1.16 ng/mL; artery: 8.23±1.02 ng/mL), p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Avaliação dos Níveis Séricos de Leptina em Mulheres Portadoras da Síndrome dos Ovários Policísticos/ Leptin Levels in Women with Polycystic Ovary Syndrome

Melo, Marco Antônio Barreto de; Sabino, Sandro Magnavita; Sampaio, Marcos Aurélio Coelho; Geber, Selmo
2001-09-01

Resumo em português Objetivos: verificar os níveis de leptina em pacientes com síndrome dos ovários policísticos (SOP) e suas relações com a testosterona, o estradiol, o FSH e a insulina. Métodos: estudo transversal realizado com 40 pacientes portadoras de SOP, divididas em dois grupos, de acordo com o seu índice de massa corporal (IMC): Grupo I (n = 20): pacientes obesas (IMC >28 kg/m²) e Grupo II (n = 20): pacientes não-obesas (IMC (mais) a significativa na relação glicemia/insulina entre os dois grupos (p=0,043). Os níveis de leptina se mostraram fortemente correlacionados com o IMC (p Resumo em inglês Purpose: to investigate leptin levels in patients with polycystic ovary syndrome (PCOS), and relationships with testosterone, estradiol, follicle-stimulating hormone (FSH) and insulin levels. Methods: transversal study on 40 patients with PCOS divided into two groups: Group I (n = 20)- obese women (body mass index - BMI > or = 28 kg/m²), and Group II (n = 20) - non obese women (BMI (mais) leptin concentrations were significantly correlated with BMI (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Efeitos do exercício crônico sobre a concentração circulante da leptina e grelina em ratos com obesidade induzida por dieta/ Effects of the chronic exercise on the circulating concentration of leptin and ghrelin in rats With diet-induced obesity

Eguchi, Ricardo; Cheik, Nadia Carla; Oyama, Lila Missae; Nascimento, Claudia Maria Oller do; Mello, Marco Túlio de; Tufik, Sergio; Dâmaso, Ana
2008-06-01

Resumo em português A obesidade vem se tornando uma das maiores epidemias mundiais, dessa forma, conhecer sua etiologia e mecanismos que regulam seu desenvolvimento é de grande relevância para o seu Tratamento. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos da obesidade exógena induzida pela dieta de cafeteria e da atividade física crônica em ratos, sobre a adiposidade e a concentração sérica dos hormônios reguladores do balanço energético (leptina e grelina). Fora (mais) m utilizados 32 ratos Wistar machos, divididos em quatro grupos: Sedentário alimentado com dieta padrão (SN), sedentário alimentado com dieta de cafeteria (SC), treinado alimentado com dieta padrão (TN) e treinado alimentado com dieta de cafeteria (TC). A dieta de cafeteria aumentou significativamente a adiposidade central (RET) e visceral (EPI) (p Resumo em inglês Obesity is becoming one of the biggest worldwide epidemics. Therefore, knowing its etiology and mechanisms that regulate its development is of great relevance for its treatment. Thus, the aim of the present study was to evaluate the effects of obesity induced by the palatable hyperlipidic diet and of the chronic physical activity in rats, on the adiposity and the serum concentration of regulating hormones of the energy balance (leptin and ghrelin). 32 male Wistar rats wer (mais) e divided in four groups: Sedentary fed with chow diet (SN), sedentary fed with cafeteria diet (SC), trained fed with chow diet (TN) and trained fed with cafeteria diet (TC). The cafeteria diet led to a significant increase of central (RET) and visceral (EPI) adiposity (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Avaliação dos efeitos do estradiol e do FSH nos níveis de leptina em mulheres com supressão da função hipofisária/ Effects of estradiol and FSH on leptin levels in women with pituitary suppression

Geber, Selmo; Sampaio, Marcos
2005-04-01

Resumo em português OBJETIVO: identificar a correlação entre os níveis séricos de leptina e os níveis de estradiol e do hormônio folículo-estimulante (FSH) em mulheres com supressão da função hipofisária, e suas possíveis interferências no eixo reprodutivo. MÉTODOS: estudamos prospectivamente 64 pacientes submetidas à hiperestimulação ovariana controlada com FSH recombinante para tratamento pela técnica de reprodução assistida, devido a fator masculino ou tubário, e 20 p (mais) acientes em uso de valerato de estradiol, para preparo endometrial, em tratamento de doação de óvulos, por falha de resposta ovariana em ciclo prévio. Todas as pacientes utilizaram análogo de GnRH no início do tratamento, de forma a obter a supressão da função hipofisária. Para a análise estatística dos resultados, foram utilizados os testes chi2, t de Student e correlação de Pearson, quando adequado. Os resultados foram considerados significativos quando p Resumo em inglês PURPOSE: to identify the relationship between serum levels of leptin and the levels of estradiol and follicle-stimulating hormone (FSH) in women with pituitary suppression and to evaluate its possible interference on the reproductive axis. METHODS: a total of 64 patients submitted to controlled ovarian hyperstimulation with recombinant FSH for assisted reproduction, due to a male or tubal factor, and 20 patients using estradiol valerate, for endometrial preparation in ord (mais) er to be submitted to oocyte donation treatment were studied. All patients used GnRH analogues before starting treatment in order to avoid premature LH surge. Data were analyzed statistically by the chi2 test, Student's t-test and the Pearson correlation test, when appropriate, with the level of significance set at p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Aspectos atuais da regulação do peso corporal: ação da leptina no desequilíbrio energético/ Recent aspects of body weight regulation: leptin's action on the energetic misbalance

Donato Júnior, José; Pedrosa, Rogerio Graça; Tirapegui, Julio
2004-09-01

Resumo em português A obesidade já é considerada epidemia global, com taxas de insucesso em seu tratamento a longo prazo de mais de 90%. A descoberta da leptina, um peptídeo sintetizado principalmente pelos adipócitos, abriu novas fronteiras no estudo do tratamento da obesidade. Constatou-se que a leptina, por meio do controle de sua concentração na circulação, poderia ser um sinalizador do estado energético e do tamanho das reservas de gordura, ao atuar em um circuito de retroalime (mais) ntação, cuja função é de manter o peso corporal estável, independentemente de variações diárias no consumo de energia. Porém, esse circuito apresenta falhas na maioria dos indivíduos que se tornam obesos (baixa responsividade pela alta concentração de leptina que esses indivíduos apresentam), o que levou à hipótese da "resistência à leptina". Entretanto, essa revisão sugere que a função fisiológica da leptina é a de um hormônio que "impede" a perda de peso, pois, as repercussões fisiológicas da redução da concentração de leptina são muito mais intensas comparadas ao seu aumento, pelo menos em seres humanos. Dessa forma, o que se convencionou chamar de resistência à leptina expressa apenas o fato, inerente aos seres humanos, de que a elevada concentração de leptina produz somente pequena ação fisiológica. Resumo em inglês Nowadays obesity can be considered a global epidemic illness, though it shows a long-term treatment failure index higher than 90%. Research work on leptin, which is a peptide mainly produced by fat cells, lead to a breakthrough for medical obesity treatment. It has been found out that leptin - through control of its concentration, could be a marker of the energetic status and depot of fat amounts in cells as well. This occurs by acting in a feedback circuit which function (mais) is to maintain body weight stable - this independently of food intake variations. Hence, if this circuit presents failures, as i.e. low response to high leptin concentration, patients may become obese. This phenomenon is very common and lead to the "leptin resistance thesis". The aim of this review is to explain leptin's physiological function as an hormone that "prevents" weight loss because physiological repercussion of leptin concentration reduction seems to be more intense than when it increases - at least in human beings. Therefore what has been called - by definition - leptin resistance - seems to be just the result of a concentration which causes a limited physiological action.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Relação entre o perfil metabólico e níveis de leptina em indivíduos obesos/ Metabolic profile according to leptin levels in obese patients

Feitosa, Alina C.R.; Mancini, Márcio C.; Cercato, Cíntia; Villares, Sandra M.; Halpern, Alfredo
2007-02-01

Resumo em português O aumento do índice de massa corpórea e circunferência abdominal relacionam-se com fatores de risco cardiovascular. A leptina é um hormônio secretado pelos adipócitos, que exerce funções na regulação do peso corporal e tem relação direta com a gordura. Para avaliar a relação entre leptina e perfil metabólico em indivíduos obesos, estudamos 119 pacientes. Dados antropométricos, laboratoriais, distribuição da composição corpórea pela bioimpedância e c (mais) o-morbidades foram coletados. Devido ao predomínio feminino (86,6%), optamos pela análise apenas das mulheres: idade média de 42 ± 13 anos, hipertensão, diabetes tipo 2 e obesidade grau III em 61,9; 20,2 e 58,3% da população. Leptinemia correlacionou-se positivamente com resistência à insulina (RI) e HOMA-IR, com anormalidades metabólicas características de RI. Não observamos diferenças no perfil lipídico, glicemia e composição corpórea entre os tercis de leptinemia corrigida por quilo de gordura. O segundo tercil de leptinemia apresentou HOMA-IR menor que o terceiro tercil. [3,4 (2,8­4,1) vs. 5,3 (4,1­6,5), p= 0,011]. Concluímos que leptina corrigida por quilo de gordura não influenciou o perfil lipídico e a glicemia em mulheres com obesidade moderada a grave com semelhante percentual de gordura. A leptina não deve ser considerada como fator que atue de forma independente no metabolismo lipídico. Resumo em inglês Increased body mass index and waist circumference are related to cardiovascular risk factors. Leptin is an adipocyte-produced hormone and regulates body weight. Leptin is directly related to body fat. To evaluate the relationship between leptin and metabolic profile in obese subjects, we studied 119 patients. Anthropometric, laboratory, body composition (by bioelectrical impedance) and co-morbidity data were collected. The analysis was performed in the female population ( (mais) 86.6%): average age: 42 ± 13 years; hypertension, type 2 diabetes and grade III obesity were present in 61.9%, 20.2% and 58.3%, respectively. Leptin levels were positively related to insulin resistance (IR). HOMA-IR was related to metabolic abnormalities of IR. No differences were demonstrated between lipid profile, glycemia, body composition and tertiles of leptin corrected by fat weight. A significant difference in HOMA-IR was present when the 2nd and 3rd tertiles of leptin corrected by fat weight [3.4 (2.8­4.1) vs. 5.3 (4.1­6.5), p= 0.011] were compared. In conclusion, leptin corrected by fat weight did not influence lipid profile and glycemia in moderate to severe obese women with similar percent body fat. Leptin should not be considered an independent factor affecting lipid metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Insuficiência renal crônica e hormônio de crescimento: efeitos no eixo GH-IGF e na leptina/ Chronic renal failure and growth hormone: effects on GH-IGF axis and leptin

Oliveira, Josenilson C. de; Machado Neto, Francisco de A.; Morcillo, André Moreno; Oliveira, Laurione C. de; Belangero, Vera Maria S.; Geloneze Neto, Bruno; Tambascia, Marcos Antonio; Guerra-Júnior, Gil
2005-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar as alterações de IGF-1, IGFBP-3, leptina e insulina após o uso de doses de reposição de hormônio de crescimento recombinante humano (rhGH) em crianças baixas pré-púberes com insuficiência renal crônica (IRC). CASUÍSTICA E MÉTODOS: Em 11 crianças (3F:8M), com idade média de 9,6 anos, em uso de rhGH (0,23mg/Kg/semana) por 12 meses, foram dosados (antes, 6 e 12 meses após o início do tratamento com rhGH) leptina, insulina, glicemia, IGF-1 e (mais) IGFBP-3. RESULTADOS: As concentrações séricas de leptina, insulina e glicemia não variaram significativamente no decorrer do uso do rhGH, sendo observado o padrão de leptina e glicemia normais, com hiperinsulinemia. Houve aumento significativo da IGF-1 e IGFBP-3 durante o uso do rhGH. CONCLUSÕES: O uso de doses de reposição de rhGH durante 12 meses em um grupo selecionado de crianças com IRC propiciou aumento significativo da concentração sérica de IGF-1 e IGFBP-3, com leptinemia normal e resistência insulínica. Resumo em inglês AIM: To analyze the changes in IGF-1, IGFBP-3, leptin and insulin after replacement doses of recombinant human growth hormone (rhGH) in short prepubertal children with chronic renal failure (CRF). PATIENTS AND METHODS: Eleven children (3F:8M), with mean age of 9.6 years, were treated with rhGH (0.23 mg/Kg weekly for 12 months). Serum leptin, insulin, glucose, IGF-1 and IGFBP-3 were measured before, 6 and 12 months after beginning rhGH treatment. RESULTS: The serum levels (mais) of leptin, insulin and glucose did not vary during the treatment; normal leptin and glucose levels and high insulin were observed. There was a significant increment of IGF-1 and IGFBP-3 during the use of rhGH. CONCLUSIONS: The replacement doses of rhGH during 12 months in a selected group of CRF children determined an increment in IGF-1 and IGFBP-3, associated to normal serum leptin and insulin resistance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Efeito do perfil de macronutrientes da dieta na leptinemia/ Effect of diet macronutrients profile on leptin concentration

Hermsdorff, Helen H.M.; Volp, Ana Carolina P.; Santos, Rosana G.C.; Viana, Mirelle L.; Bressan, Josefina
2006-10-01

Resumo em português O presente estudo teve como objetivo investigar o efeito da ingestão de dietas ricas em sacarose (DRS) e em lipídio (DRL) nas concentrações de glicose e leptina plasmáticas. Foram selecionadas 20 mulheres hígidas, 13 com peso normal (G1) e 7 com sobrepeso (G2). As dietas testes DRS (23,0% de sacarose) e DRL (45,0% de lipídio) foram calculadas para consumo em condições de vida livre, por 14 dias. Foram realizadas determinações de antropometria, de composição c (mais) orporal, de glicose e leptina plasmáticas. Os valores de leptina plasmática de jejum e pós-prandiais foram maiores em G2 (p Resumo em inglês The aim of this study was to investigate the effect of ingesting high-sucrose (HSD) and high-lipid diets (HLD) on the concentrations of plasma glucose and leptin in lean and overweight women. Twenty healthy women were selected: 13 lean (G1) and 7 overweight (G2). The test diets HSD (23% sucrose) and HLD (45% lipid) were calculated for intake under non-restrictive conditions during 14 days. Anthropometry, body composition, plasma glucose and leptin determinations were carr (mais) ied out. The fasting and postprandial plasma leptin values were higher in G2 (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Perfil nutricional e cardiovascular de ratos normotensos e hipertensos sob dieta hiperlipídica/ Nutritional and cardiovascular profiles of normotensive and hypertensive rats kept on a high fat diet/ Perfil nutricional y cardiovascular de ratas normotensas e hipertensos bajo dieta hiperlipídica

Oliveira Júnior, Silvio A.; Okoshi, Katashi; Lima-Leopoldo, Ana Paula; Leopoldo, André S.; Campos, Dijon H.S.; Martinez, Paula F.; Okoshi, Marina P.; Padovani, Carlos R.; Pai-Silva, Maeli Dal; Cicogna, Antonio C.
2009-11-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Embora dietas hiperlipídicas (DH) promovam distúrbios nutricionais e cardíacos, poucos estudos avaliaram sua influência em ratos normotensos Wistar-Kyoto (WKY) e espontaneamente hipertensos (SHR). OBJETIVO: Avaliar e comparar o perfil nutricional e cardiovascular de WKY e SHR tratados com DH. MÉTODOS: 20 WKY e 20 SHR foram distribuídos em quatro grupos: WKY-controle (WKY-C), WKY-DH, SHR-controle (SHR- C) e SHR-DH. Os grupos C e DH receberam, respectivame (mais) nte, dieta normocalórica e DH durante 20 semanas. Foram avaliados: peso corporal (PC), adiposidade, glicemia, lípides séricos, com dosagens de colesterol total e triacilglicerol, insulina e leptina. O estudo cardiovascular contemplou a pressão arterial sistólica (PAS), avaliação cardiopulmonar anatômica, ecocardiograma e histologia cardíaca. RESULTADOS: Os SHRs apresentaram menor PC, adiposidade, glicose, colesterol, triacilglicerol, leptina e insulina, quando comparados aos WKYs. Nos SHR, a ingestão calórica aumentou com a DH. Já nos WKYs, a DH elevou a eficiência energética, a adiposidade e a leptina e reduziu a glicemia. Na avaliação cardiovascular, os SHR apresentaram maior PAS, umidade pulmonar, hipertrofia e fibrose intersticial miocárdica em relação aos WKYs (p Resumo em espanhol FUNDAMENTO: Embora dietas hiperlipídicas (DH) promovam distúrbios nutricionais e cardíacos, poucos estudos avaliaram sua influência em ratos normotensos Wistar-Kyoto (WKY) e espontaneamente hipertensos (SHR). OBJETIVO: Evaluar y comparar el perfil nutricional y cardiovascular de WKY y SHR tratadas con DH. MÉTODOS: Un total de 20 WKY y 20 SHR se distribuyó en cuatro grupos: WKY-control (WKY-C), WKY-DH, SHR-control (SHR-C) y SHR-DH. Los grupos C y DH recibieron, respe (mais) ctivamente, dieta normocalórica y DH durante 20 semanas. Se evaluaron: peso corporal (PC), adiposidad, glucemia, lípidos séricos, con dosificaciones de colesterol total y triacilglicerol, insulina y leptina. El estudio cardiovascular contempló la presión arterial sistólica (PAS), evaluación cardiopulmonar anatómica, ecocardiograma e histología cardiaca. RESULTADOS: Las SHRs presentaron menor PC, adiposidad, glucosa, colesterol, triacilglicerol, leptina e insulina, cuando comparadas a las WKYs. En las SHR, la ingestión calórica aumentó con la DH. Sin embargo en las WKYs, la DH elevó la eficiencia energética, la adiposidad y la leptina y reduzco la glucemia. En la evaluación cardiovascular, las SHR presentaron mayor PAS, humedad pulmonar, hipertrofia y fibrosis intersticial miocárdica en cuanto a las WKYs (p Resumo em inglês BACKGROUND: Although a high fat diet (HFD) promotes nutritional and heart disorders, few studies have assessed its influence in normotensive Wistar-Kyoto rats (WKY) and spontaneously hypertensive rats (SHR). OBJECTIVE: To evaluate and compare the nutritional and cardiovascular profiles of WKY and SHR on a high fat diet. METHODS: 20 WKY and 20 SHR were divided into four groups: Control-WKY (C-WKY), HFD-WKY, Control-SHR (C-SHR) and HFD-SHR. The C and HFD groups received, re (mais) spectively, a normocaloric diet and a HFD for 20 weeks. The following features were evaluated: body weight (BW), adiposity, blood glucose, serum lipids, with measurements of total cholesterol and triacylglycerol levels, insulin and leptin. The cardiovascular study included the systolic blood pressure (SBP), a cardiopulmonary anatomical evaluation, an echocardiography and heart histology. RESULTS: The SHR had BW, adiposity, glucose, cholesterol, triacylglycerol, leptin and insulin levels lower than the WKY. In SHR, the caloric intake increased with HFD. In WKY, the HFD increased energy efficiency, adiposity and blood leptin, and reduced glucose. In the cardiovascular assessment, the SHR had SBP, pulmonary moisture, myocardial hypertrophy and interstitial fibrosis higher than the WKY (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Adipocitocinas: uma nova visão do tecido adiposo/ Adipokines: a new view of adipose tissue

Guimarães, Daniella Esteves Duque; Sardinha, Fátima Lúcia de Carvalho; Mizurini, Daniella de Moraes; Carmo, Maria das Graças Tavares do
2007-10-01

Resumo em português A identificação da leptina, hormônio secretado pelos adipócitos, cujo efeito sobre o sistema nervoso simpático e a função endócrina confere participação ativa no controle do dispêndio energético, bem como do apetite, acrescentou às funções do tecido adiposo no organismo humano o papel de órgão multifuncional, produtor e secretor de inúmeros peptídeos e proteínas bioativas, denominadas adipocitocinas. Alterações na quantidade de tecido adiposo, como o (mais) correm na obesidade, afetam a produção da maioria desses fatores secretados pelos adipócitos. Ainda que essas alterações estejam freqüentemente associadas às inúmeras disfunções metabólicas e ao aumento do risco de doenças cardiovasculares, permanece sob investigação o envolvimento do tecido adiposo no desenvolvimento dessas complicações, considerada a sua função endócrina. As concentrações de várias adipocitocinas elevam-se na obesidade e têm sido relacionadas à hipertensão (angiotensinogênio), ao prejuízo da fibrinólise (inibidor do ativador de plasminogênio-1) e à resistência à insulina (proteína estimuladora de acilação, fator de necrose tumoral-alfa, interleucina-6 e resistina). De outro modo, leptina e adiponectina têm efeitos sobre a sensibilidade à insulina. Na obesidade, a resistência insulínica também está relacionada à resistência à leptina e aos teores plasmáticos reduzidos de adiponectina. Leptina e adiponectina ainda exercem efeitos orgânicos adicionais distintos: frente à participação da leptina no controle da ingestão alimentar, a adiponectina apresenta potente ação anti-aterogênica. Algumas drogas utilizadas no controle do diabetes elevam a produção endógena de adiponectina, em roedores e humanos, indicando que o desenvolvimento de novos medicamentos com alvo nas adipocitocinas pode representar uma alternativa terapêutica de prevenção da resistência insulínica e da aterosclerose em indivíduos obesos. Resumo em inglês Leptin is a hormone secreted by adipocytes whose effect on the sympathetic nervous system and endocrine function confers active participation in the control of energy expenditure and appetite. Its identification added to the fat tissues in the human body the role of a multifunctional organ that produces and secretes a number of bioactive peptides and proteins, called adipocytokines. Changes in the amount of fat tissue, such as the ones that occur in obesity, affect the pr (mais) oduction of most of these factors secreted by adipocytes. Even if these changes are frequently associated with many metabolic disorders and increased risk for cardiovascular diseases, the role of fat tissue in the development of these complications, considered its endocrine function, continue to be investigated. The concentration of various adipocytokines increase in obesity and have been associated with hypertension (angiotensinogen), fibrinolysis impairment (plasminogen activator inhibitor-1) and insulin resistance (protein that stimulates acylation, tumor necrosis factor-alpha, interleukine-6 and resistin). On the other hand, leptin and adiponectin affect insulin sensitivity. In obesity, insulin resistance is also associated with leptin resistance and reduced plasma levels of adiponectin. Leptin and adiponectin still have complementary and distinct organic functions: adiponectin has potent antiatherogenic activity while leptin participates in the control of food intake. Some medications used to control diabetes increase adiponectin production in rodents and humans, suggesting that the development of new medications that target the adipocytokines can represent a new therapeutic alternative to prevent insulin resistance and atherosclerosis in obese individuals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Tecido adiposo como glândula endócrina

Wajchenberg, Bernardo Léo
2000-02-01

Resumo em português O conceito de que os adipócitos são células secretórias surgiu nos últimos anos. Os adipócitos sintetizam e liberam uma variedade de peptídeos e não-peptídeos, bem com expressam outros fatores além de sua capacidade de depositar e mobilizar triglicerídios, retinóides e colesterol. Estas propriedades permitem uma interação do tecido adiposo como outros órgãos, bem como outras células adiposas. A observação importante de que adipócitos secretam leptina c (mais) omo o produto do gene ob estabeleceu o tecido adiposo como um órgão endócrino que se comunica com o sistema nervoso central. Resumo em inglês The author has studied the hormonal secretion by the adipose tissue, related to fat metabolism, blood coagulation, steroids and energetic balance, such as leptin and adiponectin, and autocrine-paracrine relationships.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Síndrome de Berardinelli-Seip: descrição genética e metabólica de cinco pacientes/ Genetic and metabolic description of five patients with Berardinelli-Seip syndrome

Barra, Cristiane B.; Savoldelli, Roberta D.; Manna, Thais D.; Kim, Chong A.; Magre, Jocelyn; Porta, Gilda; Setian, Nuvarte; Damiani, Durval
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever o perfil genético e metabólico de portadores da síndrome de Berardinelli-Seip (BSCL) acompanhados no Instituto da Criança do HC-FMUSP. SUJEITOS E MÉTODOS: Pacientes com as características clínicas da BSCL (n = 5), todas do sexo feminino, foram avaliadas com dosagens de glicose e insulina, lípides, leptina, enzimas hepáticas, análise de DNA, ultrassonografia abdominal. RESULTADOS: A deficiência de leptina e a hipertrigliceridemia foram consta (mais) tadas nas cinco pacientes. Três evoluíram para diabetes melito (DM). Quatro tiveram mutação no gene AGPAT2 e uma no gene CAV1. CONCLUSÃO: As alterações metabólicas mais precoces foram a hipertrigliceridemia e a resistência insulínica, culminando no surgimento do DM à época da puberdade, sendo as mutações no gene AGPAT2 as mais frequentes em nossa casuística. Resumo em inglês OBJECTIVE: To report the genetic and metabolic profile of patients with Berardinelli-Seip syndrome (BSCL) followed at Instituto da Criança, HC-FMUSP. SUBJECTS AND METHODS: Patients with clinical features of BSCL (n = 5), all female, were evaluated through serum levels of glucose, insulin, lipids, leptin, and liver enzymes. Abdominal sonography and DNA analysis were also performed. RESULTS: Leptin deficiency and hypertriglyceridemia were found in all the patients. Three p (mais) rogressed to diabetes mellitus. Four patients have mutations in AGPAT2 gene and one have a mutation in CAV1 gene. CONCLUSION: The earliest metabolic abnormalities were hypertriglyceridemia and insulin resistance, culminating in the onset of diabetes at the time of puberty. Mutations in the AGPAT2 gene were the most frequent in our patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

O impacto da obesidade sobre os componentes da síndrome metabólica e as adipocitoquinas em crianças pré-púberes/ Impact of obesity on metabolic syndrome components and adipokines in prepubertal children

Madeira, Isabel R.; Carvalho, Cecilia N. M.; Gazolla, Fernanda M.; Pinto, Liana W.; Borges, Marcos A.; Bordallo, Maria Alice N.
2009-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar o impacto da obesidade sobre os componentes da síndrome metabólica e sobre os níveis de adipocitoquinas em crianças pré-púberes. MÉTODOS: Estudo transversal comparando 30 crianças obesas, 31 com sobrepeso e 33 eutróficas, oriundas do ambulatório de pediatria geral de um hospital universitário, quanto às médias de glicose, lipídios séricos, insulina, HOMA-IR (homeostasis model assessment-insulin resistance), relação glicose/insulina, ad (mais) iponectina e leptina. Compararam-se as frequências de acantose nigricans e das alterações de cintura, pressão arterial, glicose, lipídios séricos e insulina. Avaliou-se a correlação entre escore z de índice de massa corporal (IMC) e adipocitoquinas. RESULTADOS: Houve diferença nas médias dos obesos, quanto a HDL-colesterol e adiponectina, e nas dos eutróficos, quanto a insulina, HOMA-IR, relação glicose/insulina e leptina (p Resumo em inglês OBJECTIVE: To verify the impact of obesity on metabolic syndrome components and adipokine levels in prepubertal children. METHODS: This cross-sectional study compared 30 obese, 31 overweight and 33 eutrophic children attending a university hospital-based outpatient pediatric clinic. Parameters assessed included glucose, serum lipids, insulin, homeostasis model assessment-insulin resistance (HOMA-IR), glucose/insulin relation, adiponectin, and leptin. We compared the frequ (mais) ency of acanthosis nigricans and changes in waist, blood pressure, glucose, serum lipids, and insulin. The correlation between body mass index (BMI) z score and adipokines was evaluated. RESULTS: Among obese children, there was a difference in the mean values of HDL cholesterol and adiponectin, whereas among the eutrophic children, there was a difference in the mean values of insulin, HOMA-IR, glucose/insulin relation, and leptin (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Controle neuroendócrino da massa óssea: mito ou verdade?/ Neuroendocrine control of bone mass: myth or reality?

Borba, Victória Z.C.; Kulak, Carolina A.Moreira; Lazaretti-Castro, Marise
2003-08-01

Resumo em português O remodelamento ósseo é um processo fisiológico e altamente regulado pela interação entre as células ósseas e uma variedade de hormônios sistêmicos, citoquinas, fatores de crescimento e mediadores inflamatórios. O sistema nervoso está sendo proposto como um novo elemento regulador, que, agindo através da liberação de mensageiros neuronais, promoveria a ligação entre este sistema e o esqueleto. Existe, na literatura, evidência do controle neuroendócrino d (mais) a massa óssea, tanto a nível clínico como experimental, com várias substâncias tendo sido relacionadas a este controle, incluindo neuropeptídeos, neurotransmissores, leptina e outros. As evidências clínicas para o controle neuroendócrino do metabolismo ósseo provêm das disfunções hipotálamo-hipofisárias que levam a perda óssea. Mais recentemente, os estados de deficiência de leptina e de leptino-resistência também se mostraram envolvidos com o metabolismo ósseo. Novos estudos são ainda necessários para melhorar o entendimento da integração destes dois importantes sistemas e, principalmente, estabelecer se a participação neuroendócrina no metabolismo ósseo é apenas local ou sistêmica. Resumo em inglês Bone remodeling is a physiologic process regulated by the interaction between the bone cells and a variety of hormones, cytokines, growth factors and inflammatory mediators. The central nervous system (CNS) has been proposed as a new regulatory element, acting through the release of neuronal messengers, which create a link between CNS and skeleton. There have been experimental and clinical evidence of neuroendocrine control of bone mass, with several factors implicated in (mais) this mechanism, including neuropeptides, neurotransmitters, leptin and others. Clinically, participation of neuroendocrine mechanisms comes from observation of bone loss in hypothalamic-pituitary disorders. More recently, leptin deficiency and leptin resistance have also been involved with bone metabolism. New studies are necessary to improve our knowledge on the relationships between these two important systems, and to establish if there is a local or systemic participation of the neuroendocrine system in bone metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

O controle hipotalâmico da fome e da termogênese: implicações no desenvolvimento da obesidade/ The hypothalamic control of feeding and thermogenesis: implications on the development of obesity

Velloso, Lício A.
2006-04-01

Resumo em português O aumento da prevalência de obesidade em várias regiões do planeta vem se revelando como um dos mais importantes fenômenos clínico-epidemiológicos da atualidade. Fatores como a mudança do hábito alimentar e o estilo de vida sedentário, aliados a determinantes genéticos ainda pouco conhecidos, desempenham um papel relevante na patogênese desta doença. Nos últimos dez anos, desde o descobrimento do hormônio leptina, avanços consideráveis foram obtidos na car (mais) acterização dos mecanismos hipotalâmicos do controle da ingestão alimentar e da termogênese. Tais avanços têm revelado as particularidades de um sistema complexo e integrado, e têm oferecido novas perspectivas para abordagens terapêuticas farmacológicas específicas. Esta revisão apresenta os mais recentes avanços nesta área, tendo como foco a ação hipotalâmica da leptina e da insulina e explorando a hipótese de que a resistência à ação central destes hormônios possa ser o elo entre a obesidade e as outras condições clínicas nas quais a resistência à insulina desempenha um papel patogenético proeminente. Resumo em inglês The worldwide increase in the prevalence of obesity is becoming one of the most important clinical-epidemiological phenomena of the present days. Environmental factors such as changes in life-style and feeding behavior associated with poorly characterized genetic determinants are though to play the most important roles in the pathogenesis of this disease. During the last ten years, since the discovery of leptin, great advances were obtained in the characterization of the (mais) hypothalamic mechanisms involved in the control of food intake and thermogenesis. Such advances are unveiling a complex and integrated system and are opening a wide perspective for the finding of novel therapeutic targets for the treatment of this harming condition. This review will present some of the most recent findings in this field. It will be focused on the actions of leptin and insulin in the hypothalamus and will explore the hypothesis that hypothalamic resistance to the action of these hormones may play a role in the development of obesity and may act as a molecular link between obesity, type 2 diabetes mellitus and other clinical conditions on which insulin resistance plays an important pathogenetic role.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Composição corpórea, alterações bioquímicas e clínicas de adolescentes com excesso de adiposidade/ Body composition, biochemical and clinical changes of adolescents with excessive adiposity/ Composición corporal, alteraciones bioquímicas y clínicas de adolescentes con exceso de adiposidad

Serrano, Hiara Miguel Stanciola; Carvalho, Gisele Queiroz; Pereira, Patrícia Feliciano; Peluzio, Maria do Carmo Gouveia; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro; Priore, Silvia Eloiza
2010-10-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Adolescentes com excesso de adiposidade e eutróficas apresentam as mesmas alterações metabólicas esperadas em indivíduos obesos. OBJETIVO: Avaliar a composição corpórea, alterações antropométricas, bioquímicas e clínicas de adolescentes do sexo feminino. MÉTODOS: Foram avaliadas 113 adolescentes de escolas públicas de Viçosa, MG, divididas em três grupos: grupo 1 - constituído por adolescentes eutróficas com excesso de gordura corpórea; gru (mais) po 2 - eutróficas com gordura corpórea dentro dos limites de normalidade; e grupo 3 - com excesso de peso e de gordura corpórea. Peso, estatura, circunferência da cintura e quadril, pressão arterial foram aferidos. O índice de massa corporal (IMC) e a relação cintura-quadril foram calculados. O porcentual de gordura corpórea foi obtido pela impedância bioelétrica horizontal, seguindo protocolo próprio para a referida avaliação. A avaliação do porcentual de gordura corpórea e bioquímica foi realizada após 12 horas de jejum, sendo analisados perfil lipídico, glicemia e insulina, homocisteína, leptina e Proteína C Reativa. A resistência à insulina foi calculada pelo índice HOMA. RESULTADOS: O grupo das adolescentes eutróficas, com elevada adiposidade, comportou-se, em relação à pressão arterial, fração HDL e glicemia, de modo semelhante às adolescentes com excesso de peso. Pode-se perceber que o índice HOMA, a insulina e a leptina aumentaram de acordo com o aumento da gordura corpórea. Mais da metade das adolescentes apresentava valores de colesterol total e PCR acima dos níveis recomendados. A alteração metabólica mais evidente relacionou-se ao perfil lipídico para os grupos estudados. CONCLUSÃO: O excesso de adiposidade em adolescentes eutróficas pode estar relacionado a alterações bioquímicas e clínicas semelhantes àquelas encontradas em adolescentes com excesso de peso. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: Adolescentes con exceso de adiposidad y eutróficas presentan las mismas alteraciones metabólicas esperadas en individuos obesos. OBJETIVO: Evaluar la composición corporal, alteraciones antropométricas, bioquímicas y clínicas de adolescentes del sexo femenino. MÉTODOS: Fueron evaluadas 113 adolescentes de escuelas públicas de Viçosa, MG, divididas en tres grupos: grupo 1 - constituido por adolescentes eutróficas con exceso de grasa corporal; grupo 2 - (mais) eutróficas con grasa corporal dentro de los limites de normalidad; y grupo 3 - con exceso de peso y de grasa corporal. Peso, estatura, circunferencia de la cintura y cadera, presión arterial fueron medidos. El índice de masa corporal (IMC) y la relación cintura-cadera fueron calculados. El porcentaje de grasa corporal fue obtenido por la impedancia bioeléctrica horizontal, siguiendo protocolo propio para la referida evaluación. La evaluación del porcentaje de grasa corporal y bioquímica fue realizada después de 12 horas de ayuno, siendo analizados perfil lipídico, glucemia y insulina, homocisteína, leptina y Proteína C Reactiva. La resistencia a la insulina fue calculada por el índice HOMA. RESULTADOS: El grupo de las adolescentes eutróficas, con elevada adiposidad, se comportó, en relación a la presión arterial, fracción HDL y glucemia, de modo semejante a las adolescentes con exceso de peso. Se pudo notar que el índice HOMA, la insulina y la leptina aumentaron de acuerdo con el aumento de la grasa corporal. Más de la mitad de las adolescentes presentaba valores de colesterol total y PCR encima de los niveles recomendados. La alteración metabólica más evidente se relacionó al perfil lipídico para los grupos estudiados. CONCLUSIÓN: El exceso de adiposidad en adolescentes eutróficas puede estar relacionado a alteraciones bioquímicas y clínicas semejantes a aquellas encontradas en adolescentes con exceso de peso. Resumo em inglês BACKGROUND: Adolescents with excess body fat and eutrophic had the same metabolic changes expected in obese individuals. OBJECTIVE: To evaluate body composition, anthropometric changes, biochemical and clinical characteristics of female adolescents. METHODS: A total of 113 adolescents from public schools in Viçosa, MG, divided into three groups: group 1 - consisting of eutrophic adolescents with excess body fat; group 2 - eutrophic with body fat within normal limits; and (mais) group 3 - with excess weight and body fat. Weight, height, waist and hip circumference, blood pressure were measured. The body mass index (BMI) and waist-hip ratio were calculated. The percentage of body fat was obtained by bioelectrical impedance horizontally, following its own protocol for this evaluation. The assessment of the percentage of body fat and biochemistry was performed after 12 hours of fasting, and analyzed the lipid profile, blood glucose and insulin, homocysteine, leptin and C-reactive protein. Insulin resistance was calculated by HOMA index. RESULTS: The group of eutrophic adolescents, with higher adiposity, behaved in relation to blood pressure, HDL and glucose levels, similarly to adolescents who are overweight. It can be seen that the HOMA index, insulin and leptin increased with increasing body fat. More than half of adolescents had total cholesterol and CRP levels above recommended levels. The most obvious metabolic disorder related to the lipid profile for both groups studied. CONCLUSION: Excess adiposity in normal weight adolescents may be related to clinical and biochemical changes similar to those found in adolescents who are overweight.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Eixos hormonais na obesidade: causa ou efeito?/ Hormonal axes in obesity: cause or effect?

Lordelo, Roberta A.; Mancini, Marcio C.; Cercato, Cíntia; Halpern, Alfredo
2007-02-01

Resumo em português Diversas alterações endócrinas são descritas na obesidade. O eixo corticotrófico encontra-se hiper-responsivo, com maior depuração dos hormônios e nível de cortisol normal. A caracterização do pseudo-Cushing é importante. A leptina parece ser um hormônio permissivo para o desencadeamento da puberdade. Em adultos, as gonadotrofinas são normais, hiperandrogenismo e hiperestrogenismo são encontrados. Nas mulheres, a resistência insulínica é central no desen (mais) volvimento da síndrome dos ovários policísticos (SOP), associada a hiperandrogenemia ovariana. Nos obesos, GH geralmente é baixo e IGF1 normal. A função tireoidiana é habitualmente normal nos obesos. Resumo em inglês Several endocrine changes have been described in the obesity state. The corticotropic axis is hyperresponsive and there is enhancement of hormonal clearance, but cortisol levels are within the normal range. It is important to characterize a pseudo-Cushing in obesity. Leptin seems to be a permissive hormone for the beginning of puberty. In adults, gonadotropines are normal, and hyperandrogenism and hyperestrogenism are found. In women, insulin resistance has a central role (mais) in polycystic ovarian syndrome (POS), which is associated to ovarian hyperandrogenemia. In obese subjects, growth hormone (GH) is generally low and IGF1 is normal. Thyroid function is commonly normal in obese subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Efeitos da redução de peso superior a 5% nos perfis hemodinâmico, metabólico e neuroendócrino de obesos grau I/ Effects of greater-than-5% weight reduction on hemodynamic, metabolic and neuroendocrine profiles of grade I obese subjects

Barbato, Kelly Biancardini Gomes; Martins, Rita de Cássia Vieira; Rodrigues, Maria de Lourdes Guimarães; Braga, José Ueleres; Francischetti, Emílio Antonio; Genelhu, Virginia
2006-07-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar os efeitos da redução de peso superior a 5% nos perfis hemodinâmico, metabólico e neuroendócrino de obesos grau I. MÉTODOS: Estudo observacional com 47 obesos grau I, média de idade de 33 anos, submetidos a orientação mensal quanto a dieta, exercício físico e comportamento alimentar, durante quatro meses. A pressão arterial, pelo método auscultatório, e a freqüência cardíaca, pelo método palpatório, foram avaliadas mensalmente, enquant (mais) o as seguintes variáveis (e respectivos métodos) foram medidas no início e final do estudo: colesterol total, triglicerídeos, HDL-colesterol (enzimático), LDL-colesterol (fórmula de Friedwald), glicemia (enzimático hexoquinase), leptina, adiponectina, renina, aldosterona, insulina (radioimunoensaio) e índice de resistência à insulina (HOMA). RESULTADOS: Observamos, após ajuste para outras variáveis, reduções significativas de 6 mmHg na pressão arterial diastólica, 7 pg/ml na renina, 13 mg/dl no colesterol total e 12 mg/dl no LDL-colesterol, no grupo com redução de peso superior a 5%. Notamos, também nesse grupo, tendência ao aumento de maior magnitude da adiponectina ao final do estudo, bem como diminuição três vezes maior dos níveis de glicemia, insulina e HOMA, e seis vezes maior da leptina. CONCLUSÃO: Medidas não-farmacológicas capazes de promover redução de peso superior a 5% produzem efeitos hemodinâmicos, metabólicos e neuroendócrinos que melhoram o risco cardiovascular de obesos. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the effects of a greater-than-5% weight reduction in hemodynamic, metabolic, and neuroendocrine profiles of grade I obese subjects. METHODS: Observational study with 47 grade I obese subjects, with mean age of 33 years who received monthly orientation regarding diet, physical exercises, and eating behavior for four months. Blood pressure using the auscultatory method and pulse rate were assessed monthly, whereas the following variables (and respecti (mais) ve methods) were measured at the beginning and at the end of the study: total cholesterol, triglycerides, HDL-cholesterol (enzymatic method), LDL-cholesterol (Friedewald formula), blood glucose (hexokinase method), leptin, adiponectin, renin, aldosterone, insulin (radioimmunoassay) and insulin-resistance index (HOMA). RESULTS: After adjustment for other variables, significant reductions of 6 mmHg in diastolic blood pressure, 7 pg/ml in renin, 13 mg/dl in total cholesterol and 12 mg/dl in LDL-cholesterol were observed in the greater-than-5% weight reduction group. Also, a tendency to a higher increase in adiponectin levels by the end of the study, as well as a three-fold higher reduction in blood glucose, insulin, and HOMA levels, and a six-fold higher reduction in leptin levels were observed in this group. CONCLUSION: Non-pharmacological measures that promote a greater-than-5% weight reduction produce hemodynamic, metabolic, and neuroendocrine effects that improve the cardiovascular risk of obese subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Controle sobre GnRH durante o anestro pós-parto em bovinos/ GnRH control during bovine postpartum anestrous

Oliveira, João Francisco Coelho de; Gonçalves, Paulo Bayard Dias; Ferreira, Rogério; Gasperin, Bernardo; Siqueira, Lucas Carvalho
2010-12-01

Resumo em português O pós-parto em bovinos é caracterizado como um momento em que as fêmeas bovinas não ovulam, principalmente devido a uma inadequada liberação de gonadotrofinas. Os conceitos e os mecanismos regulatórios do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH) têm sido descritos isoladamente. Esta revisão aborda a influência da nutrição e amamentação, com enfoque na regulação do GnRH, e fornece conceitos atuais do controle neuroendocrinológico da secreção de GnRH (mais) durante o pós-parto em bovinos. Conhecimentos atuais das funções do hormônio inibitório de gonadotrofinas (GnIH), da leptina, dos estrógenos, da kisspeptina e da adiponectina, bem como suas complexas inter-relações durante este período estão detalhados para melhor entendimento do assunto. Resumo em inglês The bovine postpartum period is characterized as a moment when the ovulation is suppressed, mainly in consequence of insufficient release of gonadotropins. Concepts and regulatory mechanisms of gonadotropin-releasing hormone (GnRH) had been described independently. This review covers the influence of nutrition and suckling with emphasis on GnRH regulation, and provides up to date concepts of neuroendocrine control of GnRH secretion during postpartum in cattle. Current kno (mais) wledge of gonadotropin-inhibitory hormone (GnIH), leptin, estrogens and kisspeptin during this period are presented in order to provide a better understanding of the subject.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Aspectos neuroendócrinos na síndrome dos ovários policísticos/ Neuroendocrine aspects of the polycystic ovaries syndrome

Nacul, Andrea; Comim, Fabio; Spritzer, Poli Mara
2003-08-01

Resumo em português A síndrome dos ovários policísticos (PCOS) é a endocrinopatia mais freqüente na mulher em idade reprodutiva. O quadro clínico é variável, mas em geral apresenta-se com hirsutismo, acne e/ou alopecia androgênica, anovulação crônica associada a distúrbio menstrual e infertilidade. A resistência insulínica pode estar presente em mais da metade dos casos, em especial nas pacientes obesas. A etiopatogenia ainda não foi totalmente esclarecida, mas mecanismos neu (mais) roendócrinos vêm sendo estudados nos últimos anos. Embora esteja bem estabelecida a presença de secreção inapropriada do eixo GnRH-LH em pacientes com PCOS, algumas delas, especialmente as obesas/hiperinsulinêmicas, exibem níveis normais de LH e uma atenuação de sua resposta aos testes de estímulo. Recentemente, descrevemos uma correlação negativa entre leptina e LH em pacientes com PCOS, sugerindo que a atenuação nos níveis de LH nestas pacientes possa estar relacionada a um estado de resistência à leptina. Por outro lado, evidências sugerem que o eixo somatotrófico participe também dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos na PCOS. Dados recentes do nosso grupo demonstram que pacientes de peso normal e normoinsulinêmicas apresentam uma maior resposta do GH à clonidina do que pacientes com hirsutismo idiopático. Um mecanismo possível seria uma ação co-gonadotrófica do GH, contribuindo para o hiperandrogenismo clínico e a anovulação. Outra possibilidade é que a elevação da secreção de GH seja somente um epifenômeno vinculado ao aumento de androgênios ovarianos e sua conversão periférica em estrogênios. Estudos futuros são necessários para esclarecer os mecanismos subjacentes associados às alterações descritas neste trabalho e sua relevância na etiopatogenia, diagnóstico e tratamento desta síndrome. Resumo em inglês Polycystic ovary syndrome (PCOS) is the most common endocrine disorder in women of reproductive age. PCOS is a heterogeneous clinical condition, characterized by hirsutism, acne and/or androgenetic alopecia, irregular menstrual cycles and infertility. Moreover, a considerable percentage of PCOS women present insulin resistance, in particular those with obesity. The pathogenesis of the syndrome is still unclear, but neuroendocrine mechanisms have been studied in the last y (mais) ears. Although an inappropriate GnRH/LH secretion is well established, some obese and hyperinsulinemic women with PCOS present an attenuation of these neuroendocrine abnormalities. Recently, we described a negative correlation between leptin and LH levels in PCOS patients, suggesting that the attenuation in basal or stimulated response of LH in obese PCOS patients might be related to a leptin-resistant state. On the other hand, there is some evidence that the somatotrophic axis plays a role in the pathogenesis of PCOS. Recent data from our group showed a higher clonidine-induced GH secretion in normal weight and normoinsulinemic PCOS patients than in patients with idiopathic hirsutism. Thus, GH could act as a co-gonadotropic factor stimulating androgen production by the ovary or, alternatively, these results may just represent an epiphenomenon related to the high androgen levels and subsequent conversion to estrogens. Further studies are needed to elucidate the mechanisms related to data described in the present work and their relevance on the etiopathogenesis, diagnosis and treatment of PCOS.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Relação entre sono e obesidade: uma revisão da literatura/ Relation between sleep and obesity: a literature review

Crispim, Cibele Aparecida; Zalcman, Ioná; Dáttilo, Murilo; Padilha, Heloisa Guarita; Tufik, Sérgio; Mello, Marco Túlio de
2007-10-01

Resumo em português A diminuição do tempo de sono tem se tornado uma condição endêmica na sociedade moderna, e a literatura atual tem encontrado importantes associações epidemiológicas entre o prejuízo no padrão habitual do sono e a obesidade. Com base nisso, a presente revisão analisou o papel do sono e da sua alteração no desencadeamento da obesidade. Diversos estudos indicam que os indivíduos que dormem menos têm uma maior possibilidade de se tornarem obesos, e que o encurt (mais) amento do sono aumenta a razão grelina/leptina, gerando o aumento do apetite e da fome. Isto pode estar associado à maior ingestão calórica e ao desencadeamento da obesidade. Dessa forma, um padrão adequado de sono torna-se fundamental para o controle da massa corporal, devendo ser incentivado pelos profissionais da saúde. Resumo em inglês Reduction in sleep time has become an endemic condition in modern society and current literature has found important epidemiological associations between damage in the habitual standard of sleep and obesity. On this basis, the present revision analyzed the role of sleep and its alteration in the promotion of obesity. Diverse studies indicate that subjects that sleep less have greater possibility of becoming obese, and the shortening of sleep increases the leptin/grelin re (mais) ason, generating increase of the appetite and hunger. This can be associated to the biggest caloric intake and promotion of obesity. An adequate standard of sleep becomes basic for the regulation of body mass and must be stimulated by health professionals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Circunferência da cintura como indicador de gordura corporal e alterações metabólicas em adolescentes: comparação entre quatro referências/ Waist circumference as indicator of body fat and metabolic alterations in teenagers: comparison among four references

Pereira, Patrícia Feliciano; Serrano, Hiara Miguel Stanciola; Carvalho, Gisele Queiroz; Lamounier, Joel Alves; Peluzio, Maria do Carmo Gouveia; Franceschini, Silvia do Carmo Castro; Priore, Silvia Eloiza
2010-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a validade diagnóstica de quatro tabelas de referência para circunferência da cintura em adolescentes do sexo feminino para detecção de alterações lipídicas, hiperinsulinemia, homeostasis model assessment (HOMA) elevado, hiperleptinemia e elevada adiposidade corporal. MÉTODOS: Avaliadas 113 adolescentes com idade entre 14 e 19 anos, provenientes de escolas públicas de Viçosa (MG). Em amostras de sangue foram dosados colesterol total, LDL, HDL, (mais) triglicerídeos, insulina e leptina. Determinado percentual de gordura corporal através de bioimpedância elétrica tetrapolar. Pela medida de menor diâmetro abdominal foi determinada a circunferência da cintura do abdômen e calculados valores de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo e negativo. Foram elaboradas tabelas de contingência de classificação de circunferência da cintura em adolescentes para quatro critérios: Freedman et al., 1999; Taylor et al., 2000; McCarthy et al., 2001; e Moreno et al., 2007. RESULTADOS: Valores de sensibilidade em geral foram baixos para as referências avaliadas, sendo os maiores obtidos para a de McCarthy et al. Ao contrário, as especificidades foram altas, principalmente para a tabela de Freedman et al. Os valores preditivos positivos foram mais relevantes para colesterol total e percentual de gordura corporal. CONCLUSÃO: Os pontos de corte para circunferência da cintura de McCarthy et al. demonstraram-se os mais adequados para avaliações populacionais. A proposta de Freedman et al. por apresentar maior especificidade, é útil para uso clínico e pode substituir a realização de exames de custo elevado que em muitos locais não se encontram ao alcance dos profissionais de saúde, como leptina e insulina. Resumo em inglês OBJECTIVE: Assess diagnostic validity of four reference tables for waist circumference in female teenagers in order to detect lipid alterations, hyperinsulin, elevated homeostasis model assessment (HOMA), hyperleptinemia and excess of body adiposity. METHODS: A total of 133 female subjects, ranging from 14 to 19 years opf age , were evaluated. All adolescents were recruited from public schools in Viçosa/MG. Blood samples were collected for determination of fasting plasma (mais) cholesterol total, LDL, HDL, triglycerides, insulin and leptin. Percentage of body fat was determined through tetrapolar electrical bioimpedance. Using the smallest abdominal measure it was possible to determine waist circumference and calculated values of sensibility, specificity, positive and negative predictive values. Waist circumference contingency tables were obtained using four criteria: Freedman et al., 1999; Taylor et al., 2000; McCarthy et al., 2001; e Moreno et al., 2007. RESULTS: In general, sensibility values were low for circumferences assessed and the highest values were obtained for the table of Mc Carthy et al., on the other hand, specificity values were high considering the table of Freedman et al. The positive predictive values were more relevant for total cholesterol and body fat percentage. CONCLUSION: Cutoffs for waist circumference used by Mc Carthy et al. were the most appropriate for populational assessments. Freedman's et al. proposal is appropriate for clinical use since it presents higher specificity. In addition, it can substitute high costs exams, out of the professionals' reach such as insulin and leptin.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Retinopatia hipertensiva: revisão/ Hypertensive retinopathy: review

Silva, Aurélio Paulo Batista da; Silva, Andréa Vasconcellos Batista da; Herkenhoff, Fernando Luiz
2002-08-01

Resumo em português O presente estudo faz uma revisão do tema retinopatia hipertensiva. Para tanto propôs-se uma breve revisão dos dados históricos da retinopatia hipertensiva. Este estudo relata as alterações clássicas da retinopatia hipertensiva e suas classificações, bem como os achados mais recentes associados à hipertensão arterial sistêmica, os prováveis mecanismos fisiopatológicos e as alterações histológicas associadas à retinopatia hipertensiva. Abordamos, ainda, o (mais) s diversos métodos utilizados para a investigação, suas vantagens e desvantagens; uma visão crítica da interpretação dos sinais do envolvimento do bulbo ocular pela hipertensão arterial sistêmica; ainda, baseado na diversidade das metodologias de investigação da retinopatia, comenta-se a repercussão desta, na prevalência da retinopatia hipertensiva e suas implicações, como órgão-alvo da hipertensão arterial sistêmica, em um contexto atualizado da síndrome metabólica e de outros fatores associados à fisiopatologia da HAS, como a leptina e a endotelina. Resumo em inglês The present study carries out a review of the theme hypertensive retinopathy. Thus it presents a brief review of the historical data on hypertensive retinopathy. The study reports the classical alterations of hypertensive retinopathy and its classifications, as well as the most recent findings associated with systemic arterial hypertension, the likely patho-physiological mechanisms, and the several methods used for investigation, their advantages and disadvantages; a crit (mais) ical view of the interpretation of signs of the ocular bulb involvement by systemic arterial hypertension; furthermore, based on the diversity of methodologies used in the investigation of retinopathy, comments are made on its reverberation, in the prevalence of hypertensive retinopathy and its implications, as a target organ of systemic arterial hypertension, in an updated context of the metabolic syndrome and of other elements associated with systemic arterial hypertension, such as leptin and endothelin.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Obesidade e síndrome metabólica na infância e adolescência/ Obesity and metabolic syndrome in infancy and adolescence

Oliveira, Cecília Lacroix de; Mello, Marco Túlio de; Cintra, Isa de Pádua; Fisberg, Mauro
2004-06-01

Resumo em português Nas últimas décadas a prevalência da obesidade vem apresentando um aumento em vários países ao redor do mundo. Este fato é preocupante, já que o excesso de gordura corporal, principalmente a abdominal, está diretamente relacionado com alterações do perfil lipídico, com o aumento da pressão arterial e a hiperinsulinemia, considerados fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas, como o diabetes melito tipo 2 e as doenças cardiovasculares. Nív (mais) eis elevados de leptina e de ácido úrico e a alteração dos fatores fibrinolíticos também têm sido observados em indivíduos obesos. O conjunto destas alterações tem sido descrito como "síndrome metabólica" ou "síndrome da resistência à insulina", já que a hiperinsulinemia tem um papel importante no desenvolvimento dos outros componentes da síndrome metabólica. Entretanto, questiona-se se estas alterações já estão presentes em crianças e adolescentes obesos. Este artigo descreve a fisiopatologia dos componentes da síndrome metabólica e esclarece como este processo ocorre na faixa etária mais jovem. Resumo em inglês The prevalence of obesity is increasing all over the world in the last decades. This is a concerning fact since the excess of body fat, especially abdominal fat, is directly related to the lipidic profile that is altered, to the increase of arterial pressure and hyperinsulinemia. All of these are considered risk factors to the onset of chronic-degenerative diseases such as type 2 diabetes and cardiovascular disease. High levels of leptin and the alterations of fibrinolyti (mais) c factors have also been observed in obese individuals. These modifications are described as "metabolic syndrome" or "insulin resistance syndrome", since hyperinsulinemia has an important role in the development of other components of the metabolic syndrome. However, the question is if these alterations are already present in these children and adolescents. This paper describes the physiopathology of the metabolic syndrome components and aims at clarifying how this process takes place in youth.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Interação entre gene e nutriente e sua associação à obesidade e ao diabetes melito/ Gene-nutrient interaction and its association with obesity and diabetes mellitus

Steemburgo, Thais; Azevedo, Mirela J.de; Martínez, José Alfredo
2009-07-01

Resumo em português A genômica nutricional avalia o efeito da variação genética na interação entre dieta e doenças crônicas. O objetivo deste manuscrito foi revisar os principais polimorfismos associados à obesidade, ao diabetes melito e também aos fatores da dieta. As principais interações entre polimorfismos genéticos e dieta foram: para obesidade: interleucina-6 (IL-6) com consumo energético; receptor ativado por proliferador de peroxissoma gama 2 (PPAR-gama2) e fat mass and (mais) obesity associated (FTO) com consumo de gorduras; receptor β-adrenérgico 2 (ADRB2) e receptor da melanocortina-4 (MCR4) com consumo de carboidratos; para perda de peso: proteínas desacopladoras (UCPs) com restrição calórica; para leptinemia: receptor da leptina (LEPR) com restrição calórica; para diabetes melito: PPAR-gama2 com consumo de gordura; para hipertrigliceridemia: proteína transportadora de ácidos graxos 2 (FABP2) com consumo de gordura. Os dados apresentados sugerem que a genômica nutricional é importante ao desenvolvimento da obesidade e do diabetes melito. Resumo em inglês Nutritional genomics evaluates the effects of genetic variation in the interaction between diet and chronic diseases. The aim of this manuscript was to review the most important genetic polymorphisms associated with obesity, diabetes mellitus, and dietary factors. The main interactions among genetic polymorphisms and diet were: for obesity: interleukin-6 (IL-6) with daily intake; peroxisome proliferator-activated receptor gamma 2 (PPAR-gama2) and fat mass and obesity asso (mais) ciated (FTO) with fat intake; β-adrenergic receptor 2 (ADRB2) and melanocortin receptor 4 (MCR4) with carbohydrate intake; or reduction in body weight: uncoupling proteins (UCPs) with restriction of energy; for leptinemia: leptin receptor (LEPR) with restriction of energy; for diabetes mellitus: PPAR-gama2 with fat intake; for hypertriglyceridemia: fatty acid-binding protein 2 (FABP2) with fat intake. The data demonstrated suggest that nutritional genomics is important for the development of obesity and diabetes mellitus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Regulação da síntese e secreção de tireotrofina/ Regulation of thyrotropin synthesis and secretion

Moura, Egberto G. de; Moura, Carmen C. Pazos de
2004-02-01

Resumo em português A secreção de tireotrofina (TSH) é determinada pelo efeito estimulatório do hormônio hipotalâmico estimulador de tireotrofina (TRH) e pela retroalimentação negativa exercida pelos hormônios tireóideos (HT). Superpostos, atuam outros reguladores e aferências do sistema nervoso central. Somatostatina e dopamina inibem a secreção de TSH, já as vias alfa-adrenérgicas centrais são predominantemente estimuladoras e participariam no estímulo da secreção de TSH (mais) pelo frio. O estado nutricional modula o eixo através da leptina, por vias diretas e indiretas. O estresse induz redução da secreção de TSH, e discute-se a participação dos glicocorticóides, citocinas e opiáceos. Recentemente, evidenciou-se que fatores locais produzidos na adenohipófise podem atuar de forma autócrina/parácrina, modulando a secreção de TSH. Dentre estes, destacam-se a neuromedina B e o peptídeo liberador de gastrina, que atuam como inibidores locais da secreção de TSH. Discute-se ainda, as alterações do TSH decorrentes da programação neonatal, por hormônios ou desnutrição. Resumo em inglês The set point of thyrotropin (TSH) secretion is determined by the balance of a positive regulation of thyrotropin releasing hormone (TRH) and the strong negative regulation exerted by thyroid hormones. In addition, there are other regulators superimposed on this main axis such as somatostatin and dopamine, which act as inhibitors of TSH secretion, and central alpha-adrenergic pathways that are predominantly stimulatory and involved in the cold-induced thyroid activation. (mais) Nutritional status and leptin also regulate TSH by stimulating TRH neurons through direct and indirect mechanisms. Stress is also involved in lowering TRH/TSH secretion possibly through glucocorticoids, cytokines and opioids. Recently, a new regulatory pathway has been proposed, via peptides produced in pituitary, acting in an autocrine/paracrine manner. Among those, more consistent data are available on neuromedin B, gastrin-releasing peptide and pituitary leptin, which act as local inhibitors of TSH release. Neonatal programming of TSH secretion set point is also discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Oxintomodulina e obesidade/ Oxyntomodulin and obesity

Pimentel, Gustavo Duarte; Mota, João Felipe; Oyama, Lila Missae
2009-10-01

Resumo em português Desde o descobrimento da leptina, avanços consideráveis foram obtidos na caracterização dos mecanismos hipotalâmicos do controle da ingestão alimentar e, atualmente, a oxintomodulina é reconhecida como um regulador da homeostase energética. O presente artigo de revisão enfoca algumas das mais relevantes inter-relações do hormônio oxintomodulina com o apetite, a homeostase energética e aspectos de seu papel na bioquímica e fisiologia nutricional. A oxintomodu (mais) lina é um peptídeo intestinal anorexígeno produzido pelas células L do intestino. Recentes estudos têm demonstrado que em longo prazo a administração de oxintomodulina reduz a ingestão alimentar e o ganho de peso. Pesquisas em humanos têm verificado que o seu uso reduz o consumo energértico em 25%. Portanto, a oxintomodulina representa uma potente terapia anti-obesidade. Entretanto, o mecanismo de ação da oxintomodulina ainda é desconhecido. Atuais evidências sugerem que tem ação via receptor do peptídeo semelhante ao glucagon 1. Além disso, a literatura mostra que, juntamente com a adoção de hábitos saudáveis e a mudança do estilo de vida, a oxintomodulina pode proporcionar menor avanço da obesidade. Resumo em inglês Since the discovery of leptin, great advances occurred in the characterization of hypothalamic mechanisms involved in the control of food intake and oxyntomodulin is currently recognized as a homeostasis energy regulator. This review discusses the most important interrelationships between the hormone oxyntomodulin and appetite, energy homeostasis and aspects of its role in nutritional biochemistry and physiology. Oxyntomodulin is an anorexigenic peptide produced by the L (mais) cells of the small intestine. Recent studies have shown that long-term use of oxyntomodulin in rats leads to reduced food intake and weight gain. Studies in humans have demonstrated that its administration reduces food intake by 25%. Therefore, oxyntomodulin represents a potent anti-obesity therapy. However, its mechanism of action is unknown. Current evidence suggests that it acts via the peptide receptor similar to glucagon 1. Moreover, the literature shows that together with the adoption of healthy habits and lifestyle changes, oxyntomodulin can reduce weight gain.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Modelos experimentais de resistência à insulina e obesidade: lições aprendidas/ Experimental models of insulin resistance and obesity: lessons learned

Cesaretti, Mario Luís Ribeiro; Kohlmann Junior, Osvaldo
2006-04-01

Resumo em português Para melhor compreender o papel de cada um dos elementos envolvidos na fisiopatologia da obesidade e da resistência à insulina, pesquisadores utilizam-se de modelos experimentais, que podem determinar de maneira controlada o papel de cada um dos componentes da resistência à insulina e obesidade e, desta maneira, fornecer subsídios para a melhor compreensão da fisiopatolologia e tratamento da resistência à insulina e obesidade. A obesidade e a resistência à insul (mais) ina experimentais podem ser verificadas quando ocorre diminuição da resposta à leptina, seja por menor produção ou alteração no seu receptor, modificações no receptor de insulina, por deleção do receptor ou alteração da transdução dos seu sinal, exacerbação do efeito de peptídeos orexígenos e/ou menor ação de peptídeos anorexígenos no hipotálamo, ou ainda secundária à hipertensão arterial, como nos ratos espontaneamente hipertensos. O excesso de glicocorticóides, a adição de uma dieta rica em frutose, ou ainda uma dieta hipercalórica, além da lesão hipotalâmica induzida pela administração neonatal de monoglutamato de sódio, são exemplos de obesidade e resistência à insulina induzidos. Resumo em inglês For better understanding the role of each element involved in the physiopathology of obesity and insulin resistance, researchers can use experimental models, which may in controlled manner evaluate the participation of each element on the obesity and insulin resistance and provide information for better understanding the physiopathology and treatment of obesity and insulin resistance. Experimental obesity and insulin resistance can be due to a deficient response to leptin (mais) , secondary to hypoleptinemia and/or mutations on leptin receptor, by modifications on insulin receptor, deletion or diminished insulin signal transduction, enhancement of the effects of orexigen peptides and/or diminution of anorexigen peptides actions on hypothalamus, as well as secondary to arterial hypertension, as in the spontaneously hypertension. Obesity and insulin resistance can also be induced by glucocorticoid excess, frutose enriched and cafeteria diet and due to hypothalamus lesions induced by neonatal administration of monossodium glutamate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Novos polimorfismos no gene da obesidade em raças divergentes de suínos/ Polymorphisms in the leptin gene in divergent swine breeds

Soares, M.A.M.; Guimarães, S.E.F.; Euclydes, R.F.; Lopes, P.S.; Peixoto, J.O.; Guimarães, M.F.M.; Wenceslau, A.A.; Pires, A.V.; Benevenuto Júnior, A.A.
2006-06-01

Resumo em português Investigou-se a existência de polimorfismo no gene da leptina (gene da obesidade) entre varrões da raça nativa Piau (porco tipo banha) e matrizes mestiças de raças comerciais (Landrace/Large White e Landrace/Large White com Pietrain), selecionadas para peso e precocidade. Oito pares de primers foram desenhados a partir da seqüência disponível no GenBank (U66254), usada, neste trabalho, como seqüência de referência. Amostras de DNA foram extraídas de células s (mais) angüíneas brancas utilizando-se solução de fenol:clorofórmio, após tratamento com proteinase K. Os fragmentos gerados por amplificação da reação em cadeia da polimerase foram purificados e seqüenciados em seqüenciador automático. As seqüências de nucleotídeos, obtidas a partir do DNA das raças comerciais de suíno, apresentaram maior similaridade com a seqüência de referência, e as seqüências geradas a partir do DNA dos animais nativos divergiram de ambas em algumas posições. Dos 28 polimorfismos encontrados, oito foram observados em apenas uma das três seqüências geradas a partir do DNA das raças nativas. Doze estavam presentes em duas seqüências, e os oito polimorfismos restantes foram encontrados nos três animais nativos. Resumo em inglês Leptin gene (obese gene) polymorphism was investigated in Piau boars (a fat, native breed) and sows from commercial strains (Landrace/Large White and Landrace/Large White by Pietrain) chosen for rapid growth and early sexual maturity. Eight pairs of primers designed using the sequence available from GenBank (access nº U66254) were identified as the reference sequence in this project. DNA samples were extracted from white blood cells using phenol:chloroform solution, afte (mais) r treatment with proteinase K. Fragments generated by amplification of the Polymerase Chain Reaction were purified and sequenced in an automatic sequencer. Nucleotide sequences obtained from DNA of commercial swine breeds were similar to the reference sequence; whereas sequences generated from native breed DNA diverged from the reference sequence and from domestic breed DNA. Of the 28 polymorphisms found, eight were observed in only one of the three sequences generated from DNA of native breeds. Twelve polymorphisms were present in two sequences and the eight remaining polymorphisms were found in all three categories of DNA.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Análise estrutural e funcional carotídea em familiares de pacientes com diabete melito tipo 2/ Carotid artery structural and functional evaluation in relatives of type 2 diabetic patients/ Estudio estructural y funcional carotídeo en familiares de pacientes con diabetes mellitus tipo 2

Prado, Sônia Silva; Ribeiro, Mário Luiz; Cardoso, Gilberto Perez; Bousquet-Santos, Kelb; Velarde, Luis Guillermo Coca; Nóbrega, Antônio Cláudio Lucas da
2009-03-01

Resumo em português FUNDAMENTO: O diabete melito tipo 2 (DM2) é a principal causa de morbidade e mortalidade nos países ocidentais, principalmente de origem cardiovascular. Com base na história familiar de diabete, mesmo em indivíduos não-diabéticos, como aumento de risco de doença cardíaca coronariana, faz-se necessária a utilização de reconhecidos marcadores substitutos de aterosclerose precoce, como as medidas ecográficas carotídeas. OBJETIVO:Comparar tanto características e (mais) struturais (espessura médio-intimal - EMI) quanto funcionais (medidas de distensibilidade) de artérias carotídeas dos indivíduos com história familiar (HF+) e dos não-parentes de portadores de DM2 (HF-), todos sem fatores de risco cardiovasculares reconhecidos. MÉTODOS:Trinta e dois indivíduos (19 HF+ e 13 HF-), com idade entre 21 e 47 anos, de ambos os sexos, foram submetidos a estudo ultra-sonográfico de alta resolução das carótidas (comuns e internas) bilateralmente. Os grupos apresentavam comparação (p > 0,05) no que tangia a idade, índice de massa corporal (IMC), pressão arterial, glicose e insulina de jejum, leptina e proteína C reativa (PCR). RESULTADOS:A espessura médio-intimal das artérias carótidas comuns esquerdas (ACCE) foi estatisticamente mais elevada (p = 0,029) nos HF+ (0,568 ± 0,107 mm) que nos HF- (0,477± 0,116 mm). A análise de regressão múltipla identificou como prognosticadores independentes da EMI de ACCE a idade, o IMC acima da normalidade, a PCR e o LDL-colesterol. CONCLUSÃO:Indivíduos com história familiar de DM2, mesmo sem desordens metabólicas laboratoriais detectadas, apresentaram maior espessamento médio-intimal em território carotídeo comum esquerdo que aqueles sem tal parentesco, no entanto não houve alteração funcional do vaso. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: La diabetes mellitus tipo 2 (DM2) es la principal causa de morbilidad y mortalidad en los países occidentales, principalmente de origen cardiovascular. Con base en la historia familiar de diabetes - aun en individuos no diabéticos -, ante el aumento de riesgo de enfermedad cardiaca coronaria, se hace necesaria la utilización de reconocidos marcadores sustitutos de aterosclerosis precoz, como las mediciones por ecografía carotídea. OBJETIVO: Comparar tanto (mais) características estructurales (espesor íntima-medio - EIM) como funcionales (medidas de distensibilidad) de arterias carotídeas de los individuos con historia familiar (HF+) y de los no parientes de portadores de DM2 (HF-), todos sin factores de riesgo cardiovasculares reconocidos. MÉTODOS: Un total de 32 individuos (19 HF+ y 13 HF-), con edad entre 21 y 47 años, de ambos sexos, fueron sometidos a estudio ultrasonográfico de alta resolución de las carótidas (comunes e internas) bilateralmente. Los grupos presentaban comparación (P > 0,05) de edad, índice de masa corporal (IMC), presión arterial, glucosa y insulina de ayuno, leptina y proteína C reactiva (PCR). RESULTADOS: El espesor íntima-medio de las arterias carótidas comunes izquierdas (ACCI) se mostró estadísticamente más elevado (P = 0,029) en los HF+ (0,568 ± 0,107 mm) que en los HF- (0,477± 0,116 mm). El análisis de regresión múltiple identificó como pronosticadores independientes de la EIM de ACCI la edad, el IMC superior al normal, la PCR y el LDL-colesterol. CONCLUSIÓN: Individuos con historia familiar de DM2, aun sin desórdenes metabólicas laboratoriales detectadas, presentaron mayor espesor íntima-medio en territorio carotídeo común izquierdo que pacientes sin tal parentesco. Sin embargo, no hubo alteración funcional de la arteria. Resumo em inglês In Western countries type 2 diabetes mellitus (DM2) is the leading cause of morbidity and mortality, particularly from cardiovascular causes. Since a family history of diabetes, even in non-diabetic subjects, is regarded as an increased risk of coronary heart disease, the use of approved surrogate markers of early atherosclerosis, specially of ultrasonic measurements of the carotid arteries, is of vital importance. OBJECTIVE: To analyze the structural properties (intima-m (mais) edia thickness) and functional properties (distensibility measurement) of the carotid arteries in subjects with (FH+) a family history of type 2 diabetes, in comparison to subjects without (FH-) a family history of type 2 diabetes, both groups with no known cardiovascular risk factors. METHODS: 32 individuals (male and female, age range, 21-47 years; 19 FH+, 13 FH-) had their right and left common and internal carotid arteries measured, using high-resolution B-mode ultrasonography. Both groups had similar (p>0.05) age, BMI, blood pressure, and fasting blood glucose and insulin, leptin, and C-reactive protein (CRP) levels. RESULTS: The intima-media thickness (IMT) of the left common carotid artery (LCCA) in the FH+ group (0.568±0.107mm) was statistically greater (p=0.029) than in the FH- group (0.477±0.116mm). Multiple regression analysis identified age, overweight and obesity (determined by BMI), CRP, and LDL-cholesterol levels as independent predictors of the IMT in the LCCA. CONCLUSION: FH+ individuals with no metabolic disorders presented greater IMT of the left common carotid artery (structural alteration) than FH- individuals, but normal vessel function. (Arq Bras Cardiol 2009;92(3): 186-192)

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Genética molecular do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal/ Molecular genetics of the hypothalamic-pituitary-gonadal axis

Costa, Elaine M. Frade; Domenice, Sorahia; Correa, Rafaela Vieira; Marui, Suemi; Latronico, Ana Claudia; Mendonça, Berenice B. de
2003-08-01

Resumo em português Nessa revisão, descrevemos os genes que codificam uma rede de fatores de transcrição, proteínas, hormônios, enzimas e receptores expressos nos diversos níveis do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal (HHG), e relatamos nossa experiência na identificação e caracterização das mutações identificadas em pacientes com alterações do eixo HHG, incluindo o hipogonadismo hipergonadotrófico e o hipogonadismo hipogonadotrófico isolado ou associado a outras deficiência (mais) s hormonais hipofisárias, e alterações do desenvolvimento puberal e sexual. Até o momento, foram identificados 15 genes que atuam no desenvolvimento e função do eixo HHG: KAL, SF1, DAX1, LEPTINA, PC1, GnRH, GnRHR, HESX1, LHX3, PROP1, FSHR, LHR, FSHb, LHb e FGFR1. A maioria das mutações identificadas em nossa casuística foi descrita pela primeira vez na literatura e freqüentemente esteve associada a novos aspectos clínicos e hormonais das doenças. As conseqüências dessas mutações, caracterizadas por estudos in vitro, contribuíram para um melhor entendimento da estrutura e função das proteínas codificadas por esses genes. A união do diagnóstico clínico, hormonal e molecular dos distúrbios do eixo HHG contribui significantemente para aprimorar o conhecimento e, conseqüentemente, o diagnóstico e a terapêutica destes pacientes. Resumo em inglês In this review, we described the genes that encode an array of transcription factors, matrix proteins, hormones, enzymes and receptors that are expressed at multiple levels of the hypothalamic-pituitary-gonadal axis (HPG). In addition, we reported our experience in the identification and characterization of naturally occurring mutations in patients affected by HPG disorders, including hypergonadotropic hypogonadism and hypogonadotropic hypogonadism, isolated or associated (mais) with others pituitary hormonal deficiencies, and abnormalities of pubertal and sexual development. To date, fifteen distinct genes implicated with HPG axis development and function were identified: KAL, SF1, DAX1, LEPTIN, PC1, GnRH, GnRHR, HESX1, LHX3, PROP1, FSHR, LHR, LHb, FSHb and FGFR1. Most mutations identified in our cohort were described for the first time in literature and they frequently were associated with new clinical and hormonal aspects of the diseases. Characterization of the consequences of these mutations in in vitro studies have provided increased understanding of the structure and function of the proteins encoded by these genes. The combined clinical, hormonal and molecular diagnosis of HPG disorders have helped significantly to improve the knowledge and, consequently, the diagnosis and treatment of these patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Obesidade e adipocinas inflamatórias: implicações práticas para a prescrição de exercício/ Obesity and inflammatory adipokines: practical implications for exercise prescription

Prado, Wagner Luiz do; Lofrano, Mara Cristina; Oyama, Lila Missae; Dâmaso, Ana Raimunda
2009-10-01

Resumo em português A obesidade é uma doença complexa de etiologia multifacetada, com sua própria fisiopatologia, comorbidades e capacidades desabilitantes. Aceitar a obesidade como uma doença é fundamental para o seu tratamento. Atualmente, o tecido adiposo é um dos principais focos das pesquisas em obesidade, devido a uma revolução no entendimento da função biológica desse tecido desde a última década. Já está muito claro que o tecido adiposo branco secreta múltiplos peptí (mais) deos bioativos, denominados adipocinas (proteínas sintetizadas e secretadas pelo tecido adiposo). Dessa forma, o objetivo deste trabalho de revisão foi investigar a relação entre obesidade e adipocinas inflamatórias, buscando discutir o papel do exercício físico no tratamento dessa patologia. Os resultados demonstram que uma das mais importantes descobertas das pesquisas recentes em obesidade é o conceito de que ela é caracterizada por uma inflamação crônica. Dentre todas as adipocinas, sem dúvida, a IL-6, o TNF-α, a leptina (pró-inflamatórias) e a adiponectina (anti-inflamatória) vêm recebendo atenção especial da literatura especializada. O aumento da concentração dessas adipocinas promove grande impacto em diversas funções corporais que estão fortemente correlacionadas com doenças cardiovasculares. Uma vez que a obesidade é considerada uma doença inflamatória e o exercício físico modula de forma direta tais processos, é essencial que tenhamos como um dos objetivos principais de nossos programas de exercícios físicos a melhora da resposta inflamatória de obesos. Resumo em inglês Obesity is a complex disease with a multifaceted etiology with its own physiopathology, co-morbidities and disabiliting capacities. It is crucial that obesity is acknowledged as a disease in order to treat it. Nowadays, the adipose tissue is the main focus of obesity research due to the improvement in the last decade on biological function of this tissue. It is now clear that white adipose tissue release a large amount of bioactive peptides called adipokines (which are pr (mais) oteins synthesized and released by adipose tissue). Thus, the aim of this review was to investigate the relationship between obesity and inflammatory adipokines, trying to discuss the role of physical exercise in the treatment of this pathology. The results have shown that one of the most important recent discoveries is the concept that obesity is characterized by a chronic inflammation state. Among all adipokines, IL-6, TNF- α, leptin (pro-inflammatory) and adiponectin (anti-inflammatory), have received special attention from the specialized literature. High concentration of these adipokines promotes impact in several body functions, which is strongly linked with cardiovascular diseases. Since obesity is considered an inflammatory disease, and exercise directly modulates this process, it is essential that one of the main aims of exercise therapies is the improvement of the inflammatory response of obese individuals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Tabagismo e variação ponderal: a fisiopatologia e genética podem explicar esta associação?/ Smoking and changes in body weight: can physiopathology and genetics explain this association?

Chatkin, Raquel; Chatkin, José Miguel
2007-12-01

Resumo em português O tabagismo é a principal causa de morte prevenível na maioria dos países, inclusive no Brasil. Parar de fumar é uma estratégia importante para reduzir a morbidade e mortalidade associada às doenças tabaco-relacionadas. Sabe-se da relação inversa entre uso de nicotina e peso corporal, onde o índice de massa corporal tende a ser menor em fumantes quando comparados aos não fumantes. Além disso, abstinência tabágica resulta em aumento de peso, sendo que ex-fuma (mais) ntes geralmente aumentam de 5 a 6 kg, mas cerca de 10% adquirem mais de 10 kg. O tratamento farmacológico para a cessação do tabagismo pode atenuar este ganho de peso. O aumento de peso na cessação do tabagismo como contributório à epidemia de obesidade é pouco estudado. Nos EUA, calcula-se que a fração do problema atribuível à cessação do tabagismo seja de 6% para homens e 3,2% para mulheres. Os mecanismos não são claros, mas há evidências mostrando que a dopamina e serotonina diminuem a ingestão alimentar. A administração de nicotina por qualquer via eleva agudamente os níveis destes neurotransmissores no cérebro, causando menor necessidade de ingestão energética e diminuindo o apetite. Além disso, a nicotina tem efeito direto no metabolismo do tecido adiposo, influenciando a taxa de ganho ponderal após a cessação do tabagismo. A leptina, grelina e neuropeptídio Y são peptídeos que podem contribuir para esta relação inversa entre nicotina e índice de massa corporal, em um papel ainda não determinado como conseqüente ou causador das variações ponderais. Resumo em inglês Tobacco use is the leading preventable cause of death in most countries, including Brazil. Smoking cessation is an important strategy for reducing the morbidity and mortality associated with tobacco-related diseases. An inverse relationship between nicotine use and body weight has been reported, in which body weight tends to be lower among smokers than among nonsmokers. Smoking abstinence results in an increase in body weight for both males and females. On average, sustai (mais) ned quitters gain from 5 to 6 kg, although approximately 10% gain more than 10 kg. Pharmacological treatment for smoking cessation attenuates weight gain. The importance of smoking cessation as a contributing cause of the current obesity epidemic has been little studied. In the USA, the rate of obesity attributable to smoking cessation has been estimated at approximately 6.0 and 3.2% for males and females, respectively. Although the mechanisms are unclear, there is evidence that dopamine and serotonin are appetite suppressants. The administration of nicotine, regardless of the delivery system, acutely raises the levels of these neurotransmitters in the brain, reducing the need for energy intake and consequently suppressing appetite. In addition, nicotine has a direct effect on adipose tissue metabolism, influencing the rate of weight gain following smoking cessation. Leptin, ghrelin and neuropeptide Y are substances that might constitute factors involved in the inverse relationship between nicotine and body mass index, although their roles as determinants or consequences of this relationship have yet to be determined.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Prevenção primária de doenças cardiovasculares na obesidade infantojuvenil: efeito anti-inflamatório do exercício físico/ Early prevention of cardiovascular diseases in juvenile obesity: the anti-inflammatory effect of physical exercise

Rossetti, Márcia Braz; Britto, Raquel Rodrigues; Norton, Rocksane de Carvalho
2009-12-01

Resumo em português A pandemia da obesidade juvenil e do sedentarismo está relacionada com o maior risco de doenças cardiovasculares no futuro. Ambas com fisiopatologia inflamatória, essas condições têm atraído significativa atenção científica. O início dos eventos que agridem o endotélio vascular pode ocorrer na infância, porém, sinais clínicos da aterosclerose geralmente só aparecem na fase adulta. O tecido adiposo é hoje reconhecido por seu papel ativo, induzindo a produ� (mais) �ão de citocinas pró e anti-inflamatórias, como o fator de necrose tumoral-alfa, as interleucinas 1, 6 e 10, a proteína C-reativa e outras. Há várias evidências de que os níveis sanguíneos dessas citocinas se encontram mais altos em indivíduos com excesso de peso, inclusive crianças e adolescentes. A prevenção precoce, desde a infância, apresenta-se como a melhor maneira de evitar os danos da obesidade na fase adulta, enquanto o potencial da prática regular de exercícios físicos tem se mostrado surpreendente. Sua ação anti-inflamatória se manifesta através de menores concentrações séricas de interleucina 6, de proteína C-reativa e leptina, além de aumentos na adiponectina. Observa-se escassez de estudos randomizados e controlados avaliando as relações entre obesidade, inflamação e exercícios para a população jovem. Com resultados às vezes controversos, a maioria das conclusões é procedentede estudos com adultos. O objetivo desta revisão é avaliar o papel anti-inflamatório, e assim cardioprotetor, da atividade física regular na obesidade infantojuvenil. Resumo em inglês Nowadays, juvenile obesity and physical inactivity are pandemic conditions which relate to a greater future risk of cardiovascular diseases. From an inflammatory point of view, they have attracted massive scientific attention. The beginning of the events related to atherosclerosis may occur in childhood, generating endothelial and metabolic dysfunction; however, the symptoms usually only appear later on, in adulthood. The fat tissue is recognized as being metabolically ac (mais) tive, stimulating the production of inflammatory cytokines, such as the tumoral necrosis factor, interleukines 1, 6 and 10, C-reactive protein, among others. There is plenty of evidence that the serum levels of these citokines are higher in overweight individuals, including children and adolescents. Early prevention as young as possible is the best way to avoid future consequences of obesity. In this context, the potential benefits of regular physical exercise have been surprising. Researchers have shown evidence of anti-inflammatory responses, including lower levels of interleukine 6, C-reactive protein, leptin, besides higher levels of adiponectins after engagement in regular physical activity. However, we still have few controlled randomized studies addressing the relations between obesity, inflammation and exercise for the pediatric population. There are controversial findings in this field, and many of them come from adult studies. Thus, the purpose of the present review is to evaluate the metabolic role of physical exercise in juvenile obesity, aiming at heart protection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Circunferência abdominal como indicador de parâmetros clínicos e laboratoriais ligados à obesidade infanto-juvenil: comparação entre duas referências/ Abdominal circumference as an indicator of clinical and laboratory parameters associated with obesity in children and adolescents: comparison between two reference tables

Almeida, Carlos A. N. de; Pinho, Adriana P.; Ricco, Rubens G.; Elias, Cecília P.
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar sensibilidade e especificidade de duas tabelas de referência para circunferência abdominal em crianças na detecção de valores elevados de índice de massa corporal, colesterol total, insulinemia de jejum, leptinemia de jejum e homeostasis model assessment. MÉTODOS: Foram avaliados 624 indivíduos, de ambos os sexos, com idades entre 7 e 18 anos, provenientes de duas escolas públicas, obtendo-se amostra de sangue venoso em jejum para dosagens de in (mais) sulina, glicemia, leptina e colesterol total. Peso, estatura e circunferência abdominal foram aferidos de acordo com recomendações internacionais. Foram montadas tabelas de contingência em que se compararam, de um lado, a presença ou ausência de aumento na circunferência abdominal segundo os pontos de corte propostos de Taylor et al. e Freedman et al. e, de outro, presença ou ausência de valores alterados dos parâmetros avaliados. RESULTADOS: Os valores de sensibilidade foram sempre superiores para a tabela de Taylor et al., ao contrário da especificidade, sempre mais elevada para a tabela de Freedman et al. Os valores preditivos positivos foram, em geral, bastante baixos, mostrando-se relevantes apenas para o indicador índice de massa corpórea. CONCLUSÕES: Os resultados obtidos apontam para que se considere a referência de Taylor et al. melhor do ponto de vista da triagem, selecionando indivíduos com maior probabilidade de apresentarem as alterações estudadas; por outro lado, a referência de Freedman et al. mostrou-se mais adequada para uso clínico, sendo possível a sua utilização para substituir dosagens que possam não estar ao alcance do profissional, como insulinemia e leptinemia. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the sensitivity and specificity of two pediatric abdominal circumference reference tables to detect abnormally high body mass index, total cholesterol, fasting blood insulin and leptin levels, and homeostasis model assessment values. METHODS: A total of 624 male and female subjects, with ages ranging from 7 to 18 years, were evaluated. All children were recruited from two public schools. Venous blood samples were collected for determination of fasti (mais) ng plasma insulin, glucose, leptin, and total cholesterol levels. Weight, height and abdominal circumference were assessed according to internationally accepted guidelines. Contingency tables were constructed, comparing the presence or absence of increased abdominal circumference, according to cutoff points established by Taylor et al. and Freedman et al., with the presence or absence of abnormal values in the laboratory tests. RESULTS: Sensitivity values were consistently higher for the table by Taylor et al., whereas the table by Freedman et al. showed greater specificity. Positive predictive values were quite low in general, and were only relevant for body mass index. CONCLUSIONS: Results indicate that the table by Taylor et al. is best for screening purposes, as it identifies individuals at higher risk of presenting abnormal test results. On the other hand, the reference table by Freedman et al. is more suitable for clinical practice, as it could be used to replace laboratory measurements, such as blood insulin or leptin levels, which may not be available at all sites.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

O tecido adiposo como órgão endócrino: da teoria à prática/ Adipose tissue as an endocrine organ: from theory to practice

Fonseca-Alaniz, Miriam Helena; Takada, Julie; Alonso-Vale, Maria Isabel Cardoso; Lima, Fabio Bessa
2007-11-01

Resumo em português OBJETIVOS Mostrar os avanços na pesquisa sobre o papel fisiológico do tecido adiposo branco, ressaltando o seu papel endócrino em processos inflamatórios, no comportamento alimentar, na sensibilização à insulina e na modulação do processo de aterogênese. Abordar o potencial papel do tecido adiposo como fonte de células-tronco para regeneração de tecidos, com especial ênfase para a adipogênese e suas conseqüências para a geração de obesidade. FONTES DE D (mais) ADOS: Informações importantes constantes da literatura científica foram compiladas de modo a que esta leitura contenha uma síntese esclarecedora dos aspectos mencionados acima. SÍNTESE DOS DADOS:O tecido adiposo possui, além das suas funções clássicas como principal estoque de energia metabólica, suprindo as necessidades energéticas em períodos de carência mediante a lipólise, a capacidade de sintetizar e secretar vários hormônios, as adipocinas. Estas agem em diversos processos, como o controle da ingestão alimentar (leptina) e o controle da sensibilidade à insulina e de processos inflamatórios (TNF-alfa, IL-6, resistina, visfatina, adiponectina). Além disso, como o tecido adiposo contém também células indiferenciadas, tem a habilidade de gerar novos adipócitos, regenerando o próprio tecido (adipogênese), bem como originar outras células (mioblastos, condroblastos, osteoblastos), fato este que tem grande potencial terapêutico em futuro não muito distante. CONCLUSÃO: Amplia-se o leque de possibilidades funcionais do tecido adiposo. A compreensão dessas potencialidades pode fazer deste tecido o grande aliado no combate de moléstias que atualmente vêm assumindo proporções epidêmicas (obesidade, diabetes melito, hipertensão arterial e arteriosclerose), nas quais o tecido adiposo ainda é tido como um grande vilão. Resumo em inglês OBJECTIVES: To describe the advances in research into the physiological role of white adipose tissue, with emphasis on its endocrinal role in inflammatory processes, feeding behavior, insulin sensitization and modulation of the atherogenetic process. To deal with the potential role of adipose tissue as a source of stem cells for regeneration of tissues, with special emphasis on adipogenesis and its consequences for development of obesity. SOURCES: Important information wa (mais) s compiled from the scientific literature in order that this analysis contains an explanatory synthesis of the aspects mentioned above. SUMMARY OF THE FINDINGS In addition to its classical functions as primary metabolic energy store, meeting energy requirements during periods of deprivation by means of lypolisis, adipose tissue also has the capacity to synthesize and secrete a variety of hormones - the adipokines. These are active in a range of processes, such as control of nutritional intake (leptin) and control of sensitivity to insulin and inflammatory processes (TNF-alpha, IL-6, resistin, visfatin, adiponectin). Furthermore, since adipose tissue also contains undifferentiated cells, it has the ability to generate new adipocytes, regenerating its own tissue (adipogenesis), and also the ability to give rise to other cells (myoblasts, chondroblasts, osteoblasts), which has great therapeutic potential in the not-too-distant future. CONCLUSIONS: The range of functional possibilities of adipose tissue has widened. An understanding of these potentials could make this tissue a great ally in the fight against conditions that are currently assuming epidemic proportions (obesity, diabetes mellitus, arterial hypertension and arteriosclerosis) and in which adipose tissue is still seen as the enemy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Impacto da perda de peso nas adipocitocinas, na proteína C-reativa e na sensibilidade à insulina em mulheres hipertensas com obesidade central/ Impact of weight loss on adipocytokines, C-reactive protein and insulin sensitivity in hypertensive women with central obesity

Borges, Rodolfo Leão; Ribeiro-Filho, Fernando Flexa; Carvalho, Kenia Mara Baiocchi; Zanella, Maria Teresa
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o impacto do tratamento da obesidade nas adipocitocinas, na proteína C-reativa (PCR) e na sensibilidade à insulina em pacientes hipertensas com obesidade central. MÉTODOS: O estudo foi realizado a partir do banco de dados e de amostras estocadas de soro de pacientes submetidas previamente a um estudo para tratamento de obesidade. Foram selecionadas 30 mulheres hipertensas, com idade entre 18 e 65 anos, índice de massa corpórea (IMC) > 27 kg/m², (mais) com distribuição central de gordura. As pacientes foram aleatoriamente submetidas a dieta hipocalórica e orlistat 120 mg três vezes por dia ou apenas a dieta hipocalórica, durante 16 semanas. As pacientes que apresentaram perda de peso superior a 5% (n = 24) foram avaliadas em relação a níveis pressóricos, valores antropométricos, gordura visceral, índices de resistência (HOMA-R - homeostasis model assessment of insulin resistance) e de sensibilidade à insulina (ISI - Insulin Sensitivity Index), perfil lipídico, e dosagens das adipocitocinas (adiponectina, leptina, IL-6 e TNF-a) e de PCR. RESULTADOS: Após redução do IMC de cerca de 8% em ambos os grupos, foi verificada diminuição de gordura visceral, glicemia de jejum, triglicérides e TNF-a. Apenas o grupo orlistat, que inicialmente era mais resistente à insulina, apresentou redução significativa da glicemia pós-sobrecarga oral de glicose e aumento da sensibilidade à insulina. CONCLUSÃO: Os achados deste estudo indicam que a perda de peso superior a 5% se associa à melhora do perfil inflamatório e à redução da resistência à insulina, a qual ocorreu de maneira independente das variações de adiponectina e de TNF-a. Os maiores benefícios na sensibilidade à insulina obtidos no grupo orlistat não puderam ser atribuídos ao uso do medicamento em virtude da maior concentração de indivíduos resistentes à insulina nesse grupo. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the impact of weight reduction on serum adipocytokines, C-reactive protein (CRP), and insulin sensitivity in hypertensive female patients with central obesity. METHODS: This study was performed using the database and stored serum samples of female patients who had participated in an intervention study focused on weight loss. Thirty hypertensive women aged 18 to 65, body mass index (BMI) > 27 kg/m², and central obesity were selected. They were ran (mais) domly assigned to receive either a low-calorie diet plus orlistat 120 mg three times daily or a low-calorie diet alone for 16 weeks. Patients who experienced weight loss greater than 5% (n = 24) were assessed for blood pressure, anthropometric parameters, visceral fat, insulin resistance (HOMA-R - homeostasis model assessment of insulin resistance) and sensitivity (ISI - Insulin Sensitivity Index) indices, plus serum lipids, adipocytokines (adiponectin, leptin, IL-6, and TNF-a) and CRP levels. RESULTS: After BMI had been reduced by approximately 5% in both groups, visceral fat, fasting glucose, triglycerides, and TNF-a decreased. Only the orlistat group, which was more insulin resistant at baseline, showed a significant reduction in blood glucose after oral glucose load, in addition to increased insulin sensitivity. CONCLUSION: This study's findings indicate that a weight loss greater than 5% is associated with improved inflammatory status and decreased insulin resistance, regardless of changes in adiponectin and TNF-a levels. The greatest improvements in insulin sensitivity experienced by the orlistat-treated patients could not be attributed to the use of this drug because of the higher number of insulin-resistant subjects in this group.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Terapia gênica, doping genético e esporte: fundamentação e implicações para o futuro/ Gene therapy, genetic doping and sport: fundaments and implications for the future

Artioli, Guilherme Giannini; Hirata, Rosário Dominguez Crespo; Lancha Junior, Antonio Herbert
2007-10-01

Resumo em português A busca pelo desempenho ótimo tem sido uma constante no esporte de alto rendimento. Para tanto, muitos atletas acabam utilizando drogas e métodos ilícitos, os quais podem ter importantes efeitos adversos. A terapia gênica é uma modalidade terapêutica bastante recente na medicina, cujos resultados têm, até o momento, indicado sua eficácia no tratamento de diversas doenças graves. O princípio da terapia gênica consiste na transferência vetorial de materiais gen (mais) éticos para células-alvo, com o objetivo de suprir os produtos de um gene estruturalmente anormal no genoma do paciente. Recentemente, o potencial para uso indevido da terapia gênica entre atletas tem despertado a atenção de cientistas e de órgãos reguladores de esporte. A transferência de genes que poderiam melhorar o desempenho esportivo por atletas saudáveis, método proibido em 2003, foi denominado de doping genético. Os genes candidatos mais importantes para doping genético são os que codificam para GH, IGF-1, bloqueadores da miostatina, VEGF, endorfinas e encefalinas, eritropoetina, leptina e PPAR-delta. Uma vez inserido no genoma do atleta, o gene se expressaria gerando um produto endógeno capaz de melhorar o desempenho atlético. Assim, os métodos atuais de detecção de doping não são sensíveis a esse tipo de manipulação, o que poderia estimular seu uso indevido entre atletas. Além disso, a terapia gênica ainda apresenta problemas conhecidos de aplicação, como resposta inflamatória e falta de controle da ativação do gene. Em pessoas saudáveis, é provável que tais problemas sejam ainda mais importantes, já que haveria excesso do produto do gene transferido. Há também outros riscos ainda não conhecidos, específicos para cada tipo de gene. Em vista disso, debates sobre o doping genético devem ser iniciados no meio acadêmico e esportivo, para que sejam estudadas medidas de prevenção, controle e detecção do doping genético, evitando assim futuros problemas de uso indevido dessa promissora modalidade terapêutica. Resumo em inglês Optimal performance has been constantly sought for in high level competitive sport. To achieve this goal, many athletes use illicit drugs and methods, which could have important side effects. Gene therapy is a very recent therapeutic modality, whose results have shown to be efficient in the treatment of severe diseases so far. The basis of gene therapy is a vectorial transfer of genetic materials to target-cells in order to supply the products of an abnormal gene in the p (mais) atient's genome. Recently, the potential for misuse of gene therapy among athletes has called attention of scientists and sports regulating organs. The transfer of genes that could improve athletic performance, a method prohibited by COI in 2003, was named gene doping. The most important candidate genes for gene doping are the ones which codify for the following proteins: GH, IGH-1, miostatin blockers, VEGF, endorfins and enkefalins, eritropoetin, leptin and PPAR-delta. Once inserted in the athlete genome, the gene would be expressed and produce an endogenous product capable of improving performance. Thus, current doping detection methods are not sensitive enough to detect gene doping, which in turn could stimulate its use among athletes. Moreover, gene therapy still presents known application problems, such as inflammatory response and lack of control of gene activation. It is probable that such problems would be even more important in healthy individuals, since there would be excessive product of the transferred gene. Moreover, other unknown risks specific for each gene are present. Therefore, debate on gene doping should be carried on in the academic as well as sports field, in order to study prevention, control and detection measures of gene doping, avoiding hence, future problems regarding the misuse of this promising therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Restrição protéica na prenhez: efeitos relacionados ao metabolismo materno/ Protein restriction in pregnancy: effects related to dam metabolism

Ballen, Marcia L. O.; Moretto, Vera L.; Santos, Maisa P. dos; Gonçalves, Talita S. S.; Kawashita, Nair H.; Stoppiglia, Luis F.; Martins, Maria Salete F.; Gomes-da-Silva, Maria Helena G.
2009-02-01

Resumo em português Foram avaliadas as alterações no metabolismo materno durante a prenhez em ratas Wistar, prenhes e não-prenhes, submetidas à restrição protéica, que receberam dietas isocalóricas (15,74 kJ/g), controle ou hipoprotéica (17% versus 6%), distribuídas em quatro grupos (n = 7), quais sejam: controle não-prenhe (CNP) e prenhe (CP) e hipoprotéico não-prenhe (HNP) e prenhe (HP), do 1º ao 18º dia de prenhez. Parâmetros bioquímicos, hormonais e relacionados à sínt (mais) ese de lipídios foram considerados. Utilizou-se ANOVA a duas vias seguido de teste Tukey-HSD e teste t de Student, significância de p Resumo em inglês Metabolism alterations were evaluated in female Wistar rats (dams) during pregnancy. Pregnant and non-pregnant dams submitted to protein restriction, were fed isocaloric (15.74 kJ/g), control or hypoproteic (17% vs. 6%) diets, and distributed in four Groups (n=7) as follows: non-pregnant control (NPC), pregnant control (PC), non-pregnant hypoproteic (NPH), and pregnant hypoproteic (PH); from Day 1 to Day 18 of pregnancy. Biochemical, hormonal and metabolic parameters rela (mais) ted to lipid synthesis were assessed. The two-way ANOVA, followed by Tukey-HSD and Student-t tests were used, with a significance of p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Obesidade abdominal, resistência à insulina e hipertensão: impacto sobre a massa e a função do ventrículo esquerdo em mulheres/ Abdominal obesity, insulin resistance and hypertension: impact on left ventricular mass and function in women

Silva, Eliana A.; Flexa, Fernando; Zanella, Maria Teresa
2007-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a relação da obesidade central, hiperinsulinemia e hipertensão arterial (HA) com a massa e a geometria do ventrículo esquerdo em mulheres. MÉTODOS: Foram avaliadas 70 mulheres (35 a 68 anos), divididas em quatro grupos de acordo com a presença de obesidade central e hipertensão arterial. Determinou-se a área de gordura visceral. A glicose e insulina plasmáticas foram determinadas antes e 2 h após uma sobrecarga oral de 75 g de glicose. Realizad (mais) a avaliação cardiológica. RESULTADOS: Comparado ao grupo NT-OB, o grupo HT-OB apresentou insulinemia mais elevada no TOTG de 2 h (127,5 ± 73,0 vs 86,8 ± 42,7 µU/ml; p = 0,05) e menor relação onda E/A (0,8 ± 0,1 vs 1.2 ± 0,3; p Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the relationship between central obesity, hyperinsulinemia and arterial hypertension with left ventricular mass and geometry in women. METHODS: This study included 70 women (35-68 years), divided into four groups according to the presence of central obesity and hypertension. Visceral fat area was determined. Blood glucose and plasma insulin were determined before and two hours after an oral 75g glucose load and the patients were submitted to cardilo (mais) gical evaluation. RESULTS: Compared to NT-OB, HT-OB presented higher levels of plasma insulin at 2h-OGTT (127.5 ± 73.0 vs 86.8 ± 42.7 µU/ml; p = 0.05), and reduced E wave/A wave ratio (E/A) (0.8 ± 0.1 vs 1.2 ± 0.3; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Metanálise da relação entre espessura de toicinho e variáveis corporais e reprodutivas de porcas gestantes e lactantes/ Meta-analysis of relation among backfat thickness, body and reproductive variables of gestating and lactating sows

Rossi, Carlos Augusto Rigon; Lovatto, Paulo Alberto; Weschenfelder, Volnei Antônio; Lehnen, Cheila Roberta
2008-02-01

Resumo em português Um estudo de metanálise avaliou a relação entre a espessura de toicinho e as variáveis de condição corporal de porcas gestantes e lactantes. A base de dados contemplou 14 artigos publicados de 2000 a 2006 em revistas indexadas. A metanálise foi realizada através de análises gráfica, de correlação e de variância. A correlação da espessura de toicinho (ET) com o peso vivo foi de 0,16 (P(mais) eptina de 0,88 (P Resumo em inglês A meta-analysis was carried out to evaluate the association between backfat thickness and sow body condition in gestation and lactation. The database assembled 14 publications from 2000 to 2006. The meta-analysis was accomplished by graphical analysis, correlation, and analysis of variance. The correlation between backfat thickness (BT) and body weight was 0.16 (P(mais) n the backfat variation during and in lactation (VBTl) and body weight was -0.21 (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Citocinas, disfunção endotelial e resistência à insulina/ Cytokines, endothelial dysfunction, and insulin resistance

Carvalho, Maria Helena C. de; Colaço, André Luiz; Fortes, Zuleica Bruno
2006-04-01

Resumo em português A disfunção endotelial está associada a diversas alterações vasculares, como a aterosclerose, hipertensão arterial, hiperlipidemia e diabetes mellitus, que têm em comum a resistência à insulina (RI). Citocinas são proteínas de baixo peso molecular, com diversas funções metabólicas e endócrinas, que participam da inflamação e resposta do sistema imune. Várias dessas citocinas são consideradas como fatores de risco independentes para doenças da artéria (mais) coronária e cerebrovascular. As principais fontes de citocinas (adipocinas) são os tecidos adiposos subcutâneo e visceral. Assim, aumento da massa de tecido adiposo está associado com alterações da produção de adipocina com aumento da expressão de fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), interleucina 6 (IL-6), inibidor do fator ativador de plasminogênio 1 (PAI-1), e diminuição da expressão de adiponectina no tecido adiposo. A condição pró-inflamatória associada a essas alterações sugere ligação entre RI e disfunção endotelial no estágio inicial do processo de aterosclerose, em indivíduos obesos e em pacientes diabéticos tipo 2. A redução da massa de tecido adiposo, por redução de peso associada a exercício físico, reduz TNF-alfa, IL-6 e PAI-1, aumenta adiponectina, e melhora tanto a sensibilidade à insulina quanto a função endotelial. A interação entre adipocinas e insulina no controle da função endotelial será discutida, bem como o conceito de que a alteração da secreção de adiponectinas na RI e/ou obesidade piora a função endotelial, além de diminuir ainda mais a sensibilidade à insulina. Resumo em inglês Endothelial dysfunction is associated with several vascular conditions as atherosclerosis, hypertension, hyperlipidemia and diabetes mellitus. In all these conditions insulin resistance (IR) is present. Cytokines are low molecular weight proteins with several endocrine and metabolic functions that participate of inflammation and immune response. Several of these cytokines are independent risk factors for cerebrovascular and coronary artery disease. The major sources of cy (mais) tokines (adipokines) are the visceral and subcutaneous adipose tissues. Thus, increased adipose tissue mass is associated with alteration in adipokine production as over expression of tumor necrosis factor alpha, interleukin 6, plasminogen activator inhibitor 1, and under expression of adiponectin in adipocite tissue. The pro-inflammatory status associated with these changes provides a potential link between IR and endothelial dysfunction, the early stage in the atherosclerotic process, in obese individuals, and type 2 diabetic patients. Reduction of adipose tissue mass through weight reduction in association with exercise reduces TNF-alpha, IL-6, and PAI-1, increases adiponectin, and is associated with improved insulin sensitivity and endothelial function. This review will focus on the evidence for regulation of endothelial function by insulin and the adypokines such as adyponectin, leptin, resistin, IL-6 and TNF-alpha. Interaction between insulin signaling and adypokines will be discussed, as well as the concept that aberrant adypokine secretion in IR and/or obesity impairs endothelial function and contributes further to reduce insulin sensitivity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)