Sample records for legionella pneumophila
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

Legionella pneumophila associada a insuficiência respiratória aguda: primeiro isolamento no Brasil/ Legionella pneumophila associated to acute respiratory insufficiency: first isolation in Brazil

Gomes, João Carlos Pereira; Mazieri, Neusa Augusta de Oliveira; Godoy, Cid Vieira Franco de; Rocha, Antonino dos Santos
1989-12-01

Resumo em português Relatam os autores isolamento de Legionella pneumophila sorogrupo 1, acompanhado de evidências sorológicas de infecção atual, em homem de 40 anos com infecção respiratória grave que evoluiu para insuficiência respiratória aguda. Esta foi caracterizada por hipoxemia severa refratária a altas concentrações de oxigênio e radiograficamente por infiltrados difusos em ambos pulmões. Com introdução de clindamicina, amicacina, ceftriaxone e ventilação à volume (mais) com Pressão Expiratória Positiva Final (PEEP) de 14 cm de H(2)0, houve estabilização do quadro e gradual recuperação. Suspeitando-se de legionelose, foi colhido sangue e secreção traqueal para exames específicos. A secreção traqueal foi semeada em meio BCYE com isolamento de bacilo gram-negativo, identificado como Legionella pneumophila sorogrupo 1 por características culturais, bioquímicas e reações de imunofluorescência direta e de aglutinação em lâmina. O estudo sorológico revelou títulos de anticorpos 128, 1024, 4096 e 8192 para amostras coletadas na 1ª, 3ª, 4ª e 6ª semanas após o início do quadro. Os resultados definitivos foram obtidos com o paciente em recuperação. É realçada a comprovação da presença de Legionella sp. como agente patológico em nosso meio; a importância das medidas de suporte na evolução do paciente; a necessidade de se pensar neste agente no diagnóstico diferencial de pneumonias e de se pesquisar mais esta etiologia com metodologia laboratorial específica. Resumo em inglês Isolation of Legionella pneumophila sero group 1 with serological evidence of present infection is reported from a 40 year-old male with serious respiratory infection which developed into acute respiratory failure. It was characterized by severe hypoxemia resistant to high inspired oxygen concentrations and radiographycally by diffuse infiltrates in both lungs suggesting the clinical aspect of ARDS. Following the introduction of clindamycin, amikacin, ceftriaxone, volume- (mais) cycled ventilator and positive end expiratory pressure (PEEP) of 14 cm H(2)0, stabilization of clinical conditions and gradual recovery were achieved. Suspecting of legionellosis, blood and tracheal secretions specimens were collected for specific laboratory research. From tracheal se cretion cultivated in BCYE medium, gram-negative bacilli were isolated and identified as Le gionella pneumophila serogroup 1 through cul tural and biochemical characteristics and direct immunofluorescence and slide agglutination tests. Serology (IFA) with blood samples collecting during the 1st, 3rd, 4th and 6th weeks of illness demonstrated antibody titers to the isolated microorganism of 128, 1024, 4096 and 8192, respectively. Definitive results were obtained during the patient's recovery. The authors emphasize: a) the demonstration of the presence of Legionella sp. as a patho genie agent in Brazil; b) the importance of supportive care in the clinical outcome; c) the need of remembering this pathogen while making differential diagnosis of pneumonias and of continuing to pursue this etiology with specific laboratory methodology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Legionelose associada a pneumopatias em São Paulo: estudo da comprovação etiológica por isolamento e sorologia/ Legionellosis associated to pneumopaties in São Paulo: etiological confirmation by means of isolations and sorology

Mazieri, Neusa Augusta de Oliveira; Godoy, Cid Viera Franco de
1993-02-01

Resumo em português A presença de Legionella sp como patógeno atuante em nosso país não fora bem documentada, embora a literatura refira a importância deste agente em grande número de países. O presente trabalho teve como objetivo a detecção do microrganismo ou evidenciar sua resposta imunológica em pacientes portadores de pneumopatias infecciosas na cidade de São Paulo. Para tanto foi introduzida metodologia laboratorial específica para o cultivo e identificação do agente e ap (mais) licada reação sorológica para verificação de níveis de anticorpos correspondentes. Foram estudados pacientes de 2 centros universitários em São Paulo, correspondentes a 100 do Hospital Universitário U.S.P. com pneumopatias infecciosas em geral e 100 do Hospital das Clínicas F.M.U.S.P. com pneumopatias infecciosas previamente selecionados para afastar outras etíologias bacterianas e dentre estes 30 pertencentes a Unidade de Transplante Renal. O material biológico destinado ao cultivo de Legionella sp foi constituído por: escarro, secreção traqueal, líquido pleural, lavado brônquico ou biópsia de tecido pulmonar. As tentativas de isolamento do agente foram realizadas em meio de BCYE com e sem antibióticos, a identificação das colônias, foram realizadas através de provas de crescimento em placas de BCYE sem cisteína, provas bioquímicas, imunofluorescência direta e soroaglutinação em lâmina. A pesquisa do agente em material biológico foi realizado pelo método de imunofluorescência direta. A pesquisa de anticorpos específicos para Legionella pneumophila sorogrupo 1 foi efetuada pela reação de imunofluorescência indireta. Procedeu-se ainda a estudo sorológico) nos comunicantes de pacientes com legionelose para evidenciar possível transmissão do agente. Em 2 casos obteve-se isolamento em cultura e em 4 casos, somente reação de imunofluorescência direta positiva para L. pneumophila sorogrupo 1, à partir do material biológico, representando um total de 6% entre pacientes da comunidade e hospitalares, comprovando desta forma a existência do agente entre nós. A reação sorológica de imunofluorescência indireta permitiu estabelecer infecção atual ou pregressa por Legionella pneumophila sorogrupo 1, em 16 dos 100 pacientes estudados no Hospital das Clínicas e em apenas 1 dos 100 pertencentes ao Hospital Universitário. Pacientes considerados como grupo de risco do Hospital das Clínicas correspondentes a transplantados renais mostraram evidências sorológicas de legionelose atual ou pregressa em 10 dos 30 estudados, isto é 33%, ficando com 8,5% para pacientes da comunidade, 6 dos 70 estudados, sendo 3 destes debilitados por doença sistêmica severa (4,28%). Nos profissionais de saúde comunicantes dos pacientes com legionelose internados no Hospital das Clínicas, apenas 1 em 28 revelou sorologia compatível com infecção pregressa, confirmando dados da literatura de não ser usual a transmissão de pessoa a pessoa Resumo em inglês The role of Legionella sp as an important pathogen, although reported in many countries, had not been well documented in Brazil. The main objetive of the present study is to detect this organism or it's immunological response in patients with pulmonary infections in the city of São Paulo. For this purpose, specific laboratory methodology was introduced to cultivate the agent and demonstrate specific antibodies by serology. Patients from two University centers in São Pau (mais) lo were studied: 100 from the Hospital Universitario, University of São Paulo with general pulmonary infections and 100 from Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, University of São Paulo. The latter woe selected to exclude pulmonary infections of other bacterial aetiology, and 30 of these were selected from the Renal Transplant Unit. Clinical specimens for cultures included sputum tracheal secretion, pleural, fluid, bronchial washing or lung tissue biopsy. Isolation of Legionella sp was attempted in BCYE medium with and without antibiotics, presumptive diagnosis by biochemical methods and identification through direct immunofluorescence staining and slide agglutination test. Direct evidence of the organism in tissue was attempted by direct immunofluorescence staining. Specific antibodies for Legionella pneumophila serogroup 1 were tested by the indirect immunofluorescence assay. Serology was also carried out in specimens from human contacts with Legionnaires' Disease. Legionella pneumophila serogroup 1 was isolated from two patients, demonstrating the presence of the pathogen in this country. Serology was able to estabilish present or past infection with the agent in 16 of the 100 patients from Hospital das Clinicas and in only one from Hospital Universitário. In patients considered as high risk groups from Hospital das Clínicas with renal transplantation, serology for present or past Legionellosis was positive in 33% and in 8.5% for community acquired infections. Serology in specimens from Medical personnel in contact with patients of Legionnaires' disease was positive for past infection in one single subject, confirming information already published that direct transmission from person to person is unusual. The introduction of specific methods for laboratorial evidence of Legionella sp infections at the Hospital das Clínicas - Faculdade de Medicina USP community has permited diagnosis in able time to allow use of specific anti-microbial therapy, with good results

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Pneumonia adquirida na comunidade em pacientes tratados ambulatorialmente: aspectos epidemiológicos, clínicos e radiológicos das pneumonias atípicas e não atípicas/ Community-acquired pneumonia in outpatients: epidemiological, clinical and radiographic features between atypical and non-atypical pneumonia

ROCHA, ROSALI TEIXEIRA; VITAL, ANNA CRISTINA; SILVA, CLYSTENES ODYR SANTOS; PEREIRA, CARLOS ALBERTO DE CASTRO; NAKATANI, JORGE
2000-02-01

Resumo em português Objetivo: Avaliar o percentual etiológico das pneumonias atípicas tratadas ambulatorialmente. Identificar os fatores epidemiológicos, clínicos e radiológicos que permitam diferenciar pneumonia atípica de não atípica. Métodos: Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica, radiológica, coleta de escarro para estudo pelo método de Gram e sangue para testes sorológicos, incluindo Legionella pneumophila, Chlamydia sp, Mycoplasma pneumoniae, vírus Influenza (mais) A e Influenza B, no primeiro dia e 21 dias após inclusão. As radiografias de tórax foram revistas por três observadores independentes que desconheciam o quadro clínico. Resultados: Avaliados inicialmente 129 pacientes durante 22 meses. A amostra final para estudo comparativo entre os grupos consistiu de 69 pacientes que tinham em média 37 anos, sendo 46 (67%) homens e 23 (33%) mulheres. O diagnóstico etiológico foi definido em 34 (50%) dos pacientes. Chlamydia sp foi o agente atípico mais freqüente, com 11 (16%) casos, seguido por M. pneumoniae com 7 (10%). Influenza A respondeu por 4 (6%) dos casos e Legionella em 4 (6%) pacientes. Infecções mistas foram evidenciadas, com associação de Chlamydia sp e M. pneumoniae em 5 (7%) casos, Chlamydia sp e Influenza B em um caso e M. pneumoniae e Influenza A em outro. A presença de sintomas respiratórios e achados gerais sugestivos de pneumonia atípica foram comparados entre os grupos e não foram observadas diferenças significantes. A avaliação radiológica realizada por três observadores independentes mostrou discordância entre eles para os tipos de pneumonia. O diagnóstico radiográfico de cada observador comparado com o diagnóstico clínico não mostrou associação significante. Conclusões: A pneumonia causada por agente atípico ocorre em 50% dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade em tratamento ambulatorial. Não é possível distinguir pacientes com pneumonia atípica de pneumonia não atípica. A apresentação clínica e a radiológica são similares nos dois grupos. Resumo em inglês Aim: To evaluated the etiologic percentage of the atypical pneumoniae in outpatients and to identify the epidemiologic, clinical and radiographic features that permit to distinguish between atypical and non-atypical pneumonia. Methods: All patients underwent clinical and radiographic evaluation. Serum and sputum samples were obtained to serological tests including Legionella sp, Chlamydia sp, M. pneumoniae, Influenza A and Influenza B virus, and Gram stain, respectively. (mais) These procedures were performed on the first and 21 days after inclusion. Three independent observers reviewed chest X-rays. Results: During 22 months, 129 patients were evaluated. The final population under study comprised 69 patients (46 men ¾ 23 women) with a mean age of 37 years. The etiologic diagnosis was defined in 34 (50%) of the patients. Etiologic agents included Chlamydia sp, 11 (16%) isolated cases; M. pneumoniae 7 (10%) cases. Influenza A was the third more frequent agent in 4 (6%) patients, and Legionella sp in 4 (6%). Mixed infections were observed with association of Chlamydia sp and M. pneumoniae in 5 (7.3%) cases, Chlamydia sp and Influenza B one (1.5%) case, and another of M. pneumoniae and Influenza A. The atypical pneumonia and non-atypical pneumonia groups were compared to respiratory symptoms and signs. There were no differences between them. The three independent observers' radiographic evaluation showed disagreement among them as to the type of pneumonia. Radiographic diagnoses of individual observers were compared to the clinical diagnoses, and no significant association was obtained for any observer. Conclusion: Pneumonia caused by "atypical" agents occurs in 50% of the outpatients with community acquired pneumonia. It is not possible to distinguish atypical pneumonia from non-atypical pneumonia. The clinical and radiographic presentations are similar in both groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)