Sample records for lead 195
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

Medidas dos níveis de pressão do balonete em unidade de terapia intensiva: considerações sobre os benefícios do treinamento/ Measurement of tube cuff pressure levels in intensive care unit: considerations on the benefits of training

Juliano, Silvia Renata Rezek; Juliano, Maria Cecília Rezek; Cividanes, Jose Paulo; Houly, João Geraldo Simões; Gebara, Otavio Celso Eluf; Cividanes, Gil Vicente L.; Catão, Elaine C.
2007-09-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A pressão do balonete transmitida diretamente na parede da traquéia de forma irregular pode ocasionar lesões e levar a broncoaspiração. O objetivo deste estudo foi demonstrar que ao implantar uma rotina de mensuração da pressão do balonete, obtém-se controle fidedigno para manter as medidas dentro dos parâmetros considerados seguros, evitando assim, as complicações descritas. MÉTODO: Foram avaliadas 3195 medidas de pressão de balon (mais) ete em 1194 pacientes dos sexos masculino e feminino, internados nas unidades de terapia intensiva (UTI) e coronariana (UC), que estavam sob ventilação mecânica com uso de prótese endotraqueal e cânula de traqueostomia, nos períodos matutino e vespertino. RESULTADOS: Durante o período de março a agosto de 2005 foi realizado acompanhamento das medidas colhidas pelos profissionais de fisioterapia e observou-se que as medidas foram irregulares, em média, em 80% dos casos. Diante desse fato foi elaborado um programa de treinamento, com foco nas Equipes de Enfermagem das UTI e UC, que consistiu na orientação dos procedimentos adequados realizados à beira do leito (treinamento em loco). Os treinamentos foram realizados em dois períodos (matutino e vespertino) para abranger toda a equipe. CONCLUSÕES: Sugere-se a necessidade da vigilância das pressões do balonete através da implantação de uma rotina de mensurações matutina, vespertina e noturna, como meio profilático, para prevenir as possíveis complicações da pressão de balão da prótese traqueal. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: The tube cuff pressure directly transmitted on the tracheal wall in an irregular form can cause injuries and lead to bronchoaspiration. The aim of this study was to demonstrate that the implementation of routine tube cuff pressure measurements result in a reliable control to maintain the measurements within the parameters considered safe, thus preventing the described complications. METHODS: A total of 3,195 tube cuff measurements were obtained (mais) from 1,194 male and female patients admitted at the Intensive Care Unit (ICU) and Coronary Unit (CU), who were undergoing mechanical ventilation with endotracheal prosthesis and tracheotomy cannula, during the morning and afternoon periods. RESULTS: From March to August 2005 the follow-up of the measurements obtained by the physical therapy professionals was carried out and it was observed that the measurements were irregular, on average, in 80% of the cases. Thus, a training program was established, which was focused on the Nursing Teams of the ICU and CU, consisting in providing directions for the adequate procedures performed at the bedside (in loco training). The training procedures were carried out at two different periods (morning and afternoon) in order to include the whole team. CONCLUSIONS: It is suggested that it is necessary to monitor tube cuff pressure through the implementation of routine measurements in the morning, afternoon and evening periods as a prophylactic measure, in order to prevent the possible complications of tracheal prosthesis balloon pressure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Estudo comparativo de quatro critérios de classificação para artrite psoriásica/ Comparative study of four classification criteria for psoriatic arthritis

Marques, Cláudia Diniz Lopes; Cantagrel, Alain; Cavalcanti, Fernando; Duarte, Ângela Luzia Branco Pinto
2006-06-01

Resumo em português OBJETIVO: comparar o desempenho de quatro grupos de critérios propostos para definir artrite psoriásica (AP) em pacientes portadores de artropatia inflamatória: Moll e Wright, Bennet, Vasey e Espinoza e Fournié. MÉTODOS: foram analisados dados clínicos e laboratoriais de 195 pacientes divididos em dois grupos: 65 portadores de artrite psoriásica (grupo AP) e 130 portadores de artrite reumatóide (grupo AR). Os casos foram representados pelo grupo AP. Após definiç (mais) ão dos falsos positivos, verdadeiros negativos, verdadeiros positivos e falsos negativos foram calculadas a sensibilidade e a especificidade de cada critério. RESULTADOS: os critérios de Fournié foram os que apresentaram melhor desempenho, com sensibilidade de 93,84% e especificidade de 96,22%. Os de Bennet foram os que demonstraram sensibilidade mais baixa (26,15%), por outro lado, obtiveram especificidade de 100%. CONCLUSÃO: os critérios de Fournié parecem ser os mais efetivos em identificar as diversas formas da AP, inclusive nos casos da AP sem lesão cutânea ou nas formas entesopáticas difusas, permitindo que se faça diagnóstico mais precocemente e evitando as possíveis complicações que podem levar à incapacidade e deformidades permanentes. Resumo em inglês OBJECTIVE: to compare the sensitivity and specificity of the four classification criteria of psoriatic arthritis (PA) in patients with inflammatory arthropathy: the Moll's and Wright's criteria, Bennet criteria, Vasey and Espinoza's criteria and Fournié's criteria. METHODS: we analysed 195 patients distributed in two groups: 65 patients with psoriatic arthritis (PA group) and 130 patients with rheumatoid arthritis (RA group). After defining the true positives, true negat (mais) ives, false positives and false negatives, we calculated the sensitivity and specificity of each criteria. RESULTS: the Fournié's criteria were those with better performance, showing a sensitivity of 93.84% and specificity of 96.22%. The Bennet's criteria had a lower sensitivity (26.15%), but on the other hand, the high specificity (100%). CONCLUSION: the Fournié's criteria appears to be the most efficient to identify the various PA's forms, including the cases of PA without cutaneous psoriasis or in the group with diffuse enthesopathies, allowing an early diagnostic and avoiding the possible complications that can lead to permanent incapacity and deformity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Efeitos da fisioterapia respiratória na pressão intracraniana e pressão de perfusão cerebral no traumatismo cranioencefálico grave/ Effects of respiratory physiotherapy on intracranial pressure and cerebral perfusion pressure in severe traumatic brain injury patients

Toledo, Cassia; Garrido, Cinthia; Troncoso, Eliane; Lobo, Suzana Margareth
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVOS: Após um traumatismo cranioencefálico, a hipertensão intracraniana representa a maior causa de mortalidade, além da possibilidade de seqüelas funcionais, comportamentais e cognitivas. A escassez de estudos sobre os efeitos da fisioterapia respiratória nestes pacientes pode levar à condutas contraditórias. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de manobras usuais de fisioterapia respiratória sobre a pressão intracraniana e a pressão de perfusã (mais) o cerebral em pacientes com traumatismo cranioencefálico grave. MÉTODOS: Ensaio clínico, prospectivo, em pacientes com traumatismo cranioencefálico, ventilados mecanicamente e com medida contínua da pressão intracraniana. Foram avaliados os efeitos das manobras de vibrocompressão manual e aspiração intratraqueal sem e com instilação de soro fisiológico, sobre as medidas de pressão intracraniana e de pressão de perfusão cerebral, entre o primeiro e o terceiro dia após a lesão cerebral. RESULTADOS: Foram obtidos os dados de 11 pacientes com idade de 41anos (mediana) APACHE II de 19,5 ± 5. A manobra de vibrocompressão manual não determinou aumento da pressão intracraniana em nenhum dos dias avaliados. A pressão intracraniana aumentou significativamente após manobras de aspiração intratraqueal em relação à medida basal (dia 1, 9,5 ± 0,9 mm Hg vs 18,0 ± 3,2 mm Hg; dia 2, 10,6 ± 1,7 mm Hg vs 21,4 ± 3,8 mm Hg; dia 3, 14,4 ± 1,0 vs 24,9 ± 2,7 mm Hg; p Resumo em inglês OBJECTIVE: After brain injury intracranial hypertension is the major cause of mortality, in addition to the possibility of functional, behavioral and cognitive sequels. Scarcity of studies on the effects of respiratory physiotherapy on these patients may lead to contradictory performances. This study aimed to assess the effects of customary respiratory physiotherapy maneuvers on intracranial and cerebral perfusion pressures in patients with severe brain injury. METHODS: C (mais) linical, prospective trial with patients with severe traumatic brain injury, mechanically ventilated and with a continued measurement of intracranial pressure. The effects of manual vibrocompression maneuvers and intratracheal aspiration with or without saline infusion on the measurements of intracranial and cerebral perfusion pressures, between the first and third day after cerebral injury were evaluated. RESULTS: Data were collected from 11 patients, 41 years of age (median) and APACHE II of 19.5 ± 5. The manual vibrocompression maneuver did not cause an increase of intracranial pressure on any of the days assessed. Intracranial pressure significantly increased after intratracheal aspiration maneuvers in relation to the basal measurement (day1, 9.5 ± 0.9 mm Hg vs 18.0 ± 3.2 mm Hg; day 2, 10.6 ± 1.7 mm Hg vs 21.4 ± 3.8 mm Hg; day 3, 14.4 ± 1.0 vs 24.9 ± 2.7 mm Hg; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)