Sample records for kyoto protocol
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 9 shown.



1

Protocolo de Quioto e as possibilidades de inserção do Brasil no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo por meio de projetos em energia limpa/ The Kyoto Protocol and the possibilities for the insertion of Brazil at the Clean Development Mechanism through projects in clean energy

Moreira, Helena Margarido; Giometti, Analúcia Bueno dos Reis
2008-04-01

Resumo em português Este artigo pretende estudar a inserção do Brasil no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) do Protocolo de Quioto, por meio de projetos em energia limpa, enfatizando a cooperação entre países desenvolvidos e em desenvolvimento e visando as ações práticas que esse mecanismo permite desenvolver para se alcançar o desenvolvimento sustentável e para conter o aquecimento global. Para isto, realizou-se extensa revisão bibliográfica dos acordos internacionais refe (mais) rentes às mudanças climáticas e de livros e artigos sobre a inserção brasileira no Protocolo de Quioto e no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. O Protocolo de Quioto é um acordo internacional que prevê a redução das emissões de gases de efeito estufa por intermédio de mecanismos flexibilizadores. O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo é o único que permite a participação de países em desenvolvimento, para que eles reduzam emissões por meio de projetos que busquem o desenvolvimento sustentável. Neste contexto, o Brasil surge como um país atrativo para o recebimento destes projetos, por sua vocação para desenvolver fontes alternativas de energia e pela sua liderança no processo negociador do Protocolo. O MDL configura-se, portanto, em uma grande oportunidade para o Brasil, visto que esses projetos representam uma fonte de recursos financeiros para que o país busque o desenvolvimento sustentável, além de incentivarem um maior conhecimento científico e a adoção de novas tecnologias. Resumo em inglês This article intends to study the insertion of Brazil at the Clean Development Mechanism (CDM) of the Kyoto Protocol, through clean energy projects, emphasizing the cooperation between developed and developing countries, and aiming the practical actions that this mechanism allows to build up in order to reach the sustainable development and to stop the global warming. To achieve this, an intense bibliographic review of the international agreements concerning climate chang (mais) e, and books and articles about the Brazilian insertion on the Kyoto Protocol and on the Clean Development Mechanism was done. The Kyoto Protocol is an international agreement, which predicts the reduction of the greenhouse gases emissions through flexibly mechanisms. The Clean Development Mechanism is the only one that allows the participation of developing countries, for them to reduce emissions through projects that look for sustainable development. In this context, Brazil emerges as an attractive country to receive these projects, due to its vocation to develop alternative sources of energy and for its leadership on the Protocol's negotiation process. The CDM is therefore a great opportunity to Brazil, since these projects represent a source for financial resources for the country to seek the sustainable development, besides encouraging a greater scientific knowledge and the adoption of new and clean technologies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Comércio e meio ambiente: políticas ambientais e competitividade no âmbito da ALCA

Feijó, Flavio Tosi; Azevedo, André Filipe Zago de
2006-12-01

Resumo em português Este artigo avalia de forma integrada os efeitos da ALCA e das reduções de emissões de CO2, tratadas pelo Protocolo de Quioto, a fim de se fazer uma comparação dos benefícios (ou perdas), tanto econômicos quanto ambientais. O instrumento utilizado para as simulações - GTAP-E (energia) - é uma versão modificada do GTAP (Global Trade Analysis Project) desenvolvido pela Universidade de Purdue e foi projetado para ana-lisar assuntos relacionados ao uso de energia e (mais) de políticas que provoquem mudanças climáticas. Os resultados obtidos apontam que a política ambiental de redução de emissões, apesar de contribuir para a diminuição de CO2 na atmosfera, de forma geral, afeta negativamente o bem-estar econômico nos países que contraem tais emissões. Este resultado sugere que um determinado país que adotasse um comportamento free rider na hipótese de consolidação da ALCA, não reduzindo suas emissões, seria beneficiado em relação aos demais países que adotassem outra postura. Resumo em inglês This paper analyses the effects of both the FTAA and the reduction of CO2 emissions, established by the Kyoto Protocol, in order to compare the gains (or losses) on economic and environmental grounds. The instrument employed to perform the simulations are based on GTAP-E (energy), a modified version of GTAP (Global Trade Analysis Project) developed by the Purdue University, which aims to assess the issues related to the use of energy and the impacts of policies that gener (mais) ate climate changes. The results show that environment policies that reduce CO2 emissions despite contributing to cut CO2 on the atmosphere, in general affect negatively the economic welfare on countries that contract such emissions. This result suggests that if a country adopts a free rider behavior towards the FTAA, not reducing its emissions, it would be benefited in relation to other countries that do not adopt this position.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Tendências Passadas do Clima em Trás-os-Montes na Predição de Impactos Futuros na Fixação de Carbono de Povoamentos Mistos de Quercus pyrenaica e Pinus pinaster/ Past Climate Trends in Trás-os-Montes in the Prediction of Future Impacts in Carbon Fixation of Mixed Stands of Quercus pyrenaica and Pinus pinaster/ L'Évolution Historique du Climat à Trás-os-Montes dans la Prédiction de l'Impact Futur sur la Séquestration du Carbone Dans les Peuplements Mixtes de Quercus pyrenaica et Pinus pinaster

Rodrigues, Mónica Alexandra; Lopes, Domingos Manuel; Leite, Solange Mendonça
2010-12-01

Resumo em português A produtividade primária líquida (PPL) é uma variável importante que permite a monitorização da fixação de carbono atmosférico pelos ecossistemas florestais. Esta monitorização reveste-se de crescente importância face aos pressupostos estipulados pelo Protocolo de Quioto. Uma das formas possíveis para estimar uma variável consiste em recorrer a modelos ecofisiológicos tais como o Forest-BGC, modelo a que se recorreu neste estudo. Numa primeira fase, é feit (mais) a a análise climática da região de Trás-os-Montes durante as últimas décadas. Numa segunda fase, estas tendências foram usadas para avaliar cenários de impacto da mudança do clima na produtividade primária líquida dos ecossistemas florestais na área em estudo. Para a parametrização e validação do modelo Forest-BGC, este estudo baseou-se na selecção de algumas parcelas, cada uma delas com 500 m². Estas parcelas estão integradas no Inventário Florestal Nacional de 2006, localizadas em vários Concelhos do distrito de Vila Real: Montalegre, Chaves, Valpaços, Boticas, Vila Pouca de Aguiar, Murça, Mondim de Basto, Alijó, Sabrosa e Vila Real. Para as avaliações de biomassa, utilizámos, 46 parcelas de amostragem (19 de Pinus pinaster, 17 de Quercus pyrenaica e 10 de Quercus pyrenaica com Pinus pinaster). Estas conclusões verificaram-se para ambas as espécies em análise (Pinus pinaster e Quercus pyrenaica). Esta análise das espécies seleccionadas permitiu constatar que, enquanto para a PPL da copa e da raiz, e em termos quase genéricos, não se verificam diferenças significativas, o mesmo não se passa para o tronco. Assim, no caso da PPL do tronco, um aumento da temperatura conduz a um aumento na capacidade de fixação do povoamento. Das espécies em estudo, a Pinus pinaster, é a que apresenta maiores valores de PPL e portanto, é a espécie que fixa maior quantidade de carbono. Resumo em inglês Net primary production (NPP) is an important variable that allows forestry ecosystems fixation of atmospheric Carbon. The importance of monitoring the sequestered carbon is related to the binding commitments established by the Kyoto Protocol. There are ecophysiologic models, as Forest-BGC that allow for estimating NPP. In a first stage, this study aims to analyze the climate evolution at the Vila Real administrative district during the last decades. In a next stage these (mais) tendencies will be used to infer the impact of these change scenarios on the net primary production of the forest ecosystems from this study area. For a parameterization and validation of the Forest-BGC, this study was carried on based on 500m² sampling plots from the National Forest Inventory 2006, and are located in several municipalities of the district of Vila Real (Montalegre, Chaves, Valpaços, Boticas, Vila Pouca de Aguiar, Murça, Mondim de Basto, Alijó, Sabrosa and Vila Real). In order to quantify biomass dynamics, we have selected 46 sampling plots (19 from Pinus pinaster stands, 17 from Quercus pyrenaica and 10 from mixed Quercus pyrenaica with Pinus pinaster). This analysis of selected species found that, while for the crown and root NPP showed in general no significant differences, the same is not true for the trunk. Thus, in case of the trunk's NPP, a temperature increase leads to an increase in the binding capacity of the stand. From the studied species, Pinus pinaster shows higher values of NPP, therefore being the species laying larger amount of carbon.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Alterações climáticas na Europa: efeito nas doenças parasitárias humanas/ Climate Change in Europe: Impact on human parasitic diseases

Abrantes, Patrícia; Silveira, Henrique
2009-07-01

Resumo em português O clima da Terra não é constante e a sua variação natural obedece a ciclos relativamente bem definidos. O aumento anormal da temperatura que tem sido observado recentemente tem excedido largamente as variações climáticas naturais dos últimos 1000 anos. Segundo os estudos mais recentes, a origem do aquecimento global tem estado associada ao aumento da emissão de gases com efeito de estufa resultantes da actividade antropogénica. Para a Europa, estima-se que os pr (mais) incipais impactes das alterações no sistema climático global sejam a continuação do aumento da temperatura, o aumento do nível do mar e o aumento da intensidade e frequência de fenómenos meteorológicos extremos, tais como tempestades, ondas de calor, cheias e secas. A compreensão dos principais impactes das alterações climáticas nos diversos sectores da sociedade, a médio e longo prazo, é fundamental para o desenvolvimento de medidas de adaptação que permitam ao Homem precaver-se e minimizar esses impactes. Dada a importância do tema para o sector da saúde humana, o presente trabalho teve como principal objectivo fazer uma revisão da literatura científica, com vista a determinar quais os impactes da mudança global do clima nas doenças parasitárias humanas na Europa. Ao nível da saúde, estima-se que os principais impactes resultem do aumento da ocorrência de fenómenos extremos com consequências na taxa da mortalidade, do aumento da poluição atmosférica e consequente aumento de doenças cardio-respiratórias e do aumento da incidência de doenças infecciosas, principalmente de doenças transmitidas pela água e por vectores. O presente trabalho concentrou-se nestas duas últimas, analisando em particular as doenças parasitárias que se estima que venham a sofrer um impacte climático mais significativo: Criptosporidiose, Malária e Leishmaniose. Na sequência de episódios de pluviosidade intensa e de cheias prevê-se que o risco de doenças transmitidas pela água aumente, principalmente por surtos de Criptosporidiose. Na Europa, no entanto, as boas condições de saneamento básico e de abastecimento público actuais indicam que este risco se mantenha reduzido. Estima-se, igualmente, que o risco de doenças transmitidas por vectores venha a aumentar na sequência quer da alteração da distribuição geográfica dos vectores, quer da extensão do período de época de transmissão. As maiores preocupações para a Europa estão focadas na potencial reintrodução de Malária na Europa de Leste, na introdução do vector do Dengue no Sul da Europa, nomeadamente em Portugal, no aumento do risco de infecções por Leishmania e no aumento do risco de infecções transmitidas por carraças, como a Encefalite e Doença de Lyme. A Malária, pela sua história de endemismo recente na Europa e pela sua reintrodução em alguns países da Europa de Leste, tem sido motivo de preocupação. Com as alterações climáticas, estima-se que aumente o risco de transmissão de Malária na Europa de Leste e os casos de Malária de «aeroporto» na Europa Ocidental. A Leishmaniose Visceral, por ser endémica em alguns países da bacia mediterrânica, e face ao aumento da temperatura global, corre o risco de vir a estender os limites actuais da distribuição do vector e da doença para o Norte da Europa. Para além destes factores, a situação pode ser agravada pelo facto da Leishmaniose ser uma infecção oportunista importante em doentes infectados pelo VIH. Relativamente ao impacte das alterações climáticas nas doenças parasitárias em Portugal, a literatura existente aponta para que, nos casos em que as doenças são endémicas, o principal factor de risco seja a temperatura e, para aquelas que não o são, seja a introdução de vectores infectados. O risco actual de ocorrer transmissão de Malária em Portugal é muito baixo, estimando-se que no futuro, a não ser que haja introdução focal de vectores infectados, o risco se mantenha baixo. No caso da Leishmaniose, o risco actual de ocorrer transmissão em Portugal é médio, prevendo-se, no futuro, que se torne elevado devido ao aumento do número de dias com condições favoráveis à sobrevivência dos seus vectores e à possível expansão da distribuição geográfica dos mesmos no país. Apesar dos avanços conseguidos com o protocolo de Quioto, em termos de redução das emissões de gases com efeito de estufa este será pouco eficaz em evitar o aumento da temperatura nos próximos 50 anos, e como tal, torna-se crucial que as populações procurem adaptar-se a fim de minimizar os efeitos negativos que daí possam advir para a saúde e sociedade. Resumo em inglês The Earth’s climate is not constant and its natural changes obey to relatively well defined cycles. The abnormal increase that has recently been observed in temperature largely exceeds the natural climate changes from the last 1000 years. The most recent studies state that the causes of global warming are associated with the increase of anthropogenic emissions of greenhouse gases to the atmosphere. Future climate change scenarios indicate that the major impacts on Europe (mais) will be the increase of temperature, sea-level rise and higher frequency and intensity of extreme events, such as storms, heat waves, floods and droughts. In order to develop adaptation policies that allow an adequate prevention and minimize major climate change impacts it is fundamental to understand their impact on different sectors of society. Having in mind the importance to the human health sector, the aim of the present work was to review scientific literature in order to assess the impacts of climate change on human parasitic diseases in Europe. The main climate change impacts expected on health are associated with the occurrence of meteorological extreme events probably causing an increase of mortality, the intensification of air pollution with consequences on cardiorespiratory diseases, and the increase of infection diseases, especially water and vector-borne diseases. On the present work we focused on parasitic diseases that are estimated to suffer a more significant climate impact: Cryptosporidiosis, Malaria and Leishmaniasis. Following intense rainfall events and floods the risk of waterborne disease is estimated to increase mainly by Cryptosporidiosis outbreaks. Nevertheless, the good current sewage and public water supply conditions in Europe are expected to remain waterborne diseases at low risk. The risk of vectorborne diseases is also expected to increase due to vector geographic distribution changes and longer transmission seasons. The major concerns in Europe are focused on the potential re-introduction of Malaria on Eastern Europe, the introduction of Dengue vector on South of Europe, namely on Portugal, the increase of infection by Leishmania and on the increase of tick-borne diseases, like European Encephalite and Lyme disease. Due to a history of endemism and recent re-introduction in some Eastern Europe countries, Malaria is becoming a concern in Europe. It is expected that the Malaria risk of transmission increases on Eastern Europe and that «airport» Malaria cases increase on Western Europe. Due to current endemism situation of Visceral Leishmaniasis in the Mediterranean Region and global warming, the current limits of vector distribution and of the disease are expected to extend to North of Europe. Furthermore, this might be aggravated by the fact that Leishmaniasis is an opportunist infection among HIV patients. In Portugal it is estimated that air temperature will be the major determinant of endemic parasitic diseases whereas of non-endemic ones it will be the introduction of infected vectors. The current risk of Malaria transmission in Portugal is very low, and it is not expected to change in the near future, unless there would be a focal introduction of infected vectors. Leishmaniasis current risk of transmission in Portugal is medium. As both significant increase in days with favorable temperatures to vector survival and possible expansion of vector distribution in Portugal are expected, the risk of contracting Leishmaniasis may become higher in the country. Although the advances on reducing greenhouse gases emission achieved with Kyoto Protocol, this protocol will have low efficiency in avoiding the temperature increase of the next 50 years. Thus the development of adaptation policies to attenuate the negative impacts of climate change on human health is a major demand.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

O regime internacional de mudança climática e o Brasil/ The international regime on climate change and Brasil/ Le régime internatianal des changements climatiques et le Brésil

Viola, Eduardo
2002-10-01

Resumo em português Este artigo analisa o processo de formação do regime internacional de mudança climática desde as negociações e a assinatura da convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança Climática, no Rio de Janeiro (1992), passando pela negociação e assinatura do Protocolo de Kyoto (1997), até a conclusão dos pontos pendentes do protocolo na VII Conferência das Partes em Marrakesh (2001). Também são estudados as políticas públicas relacionadas às emissões de (mais) carbono no Brasil, na década de 1990, e o posicionamento brasileiro em relação ao regime de mudança climática. No Protocolo de Kyoto (1996-2001), o Brasil propôs o Fundo de Desenvolvimento Limpo e opôs-se a compromissos de redução da taxa de crescimento futuro das emissões de gás carbono por parte dos países emergentes, ao estabelecimento de mecanismos flexibilizadores de mercado e à inclusão das emissões derivadas de mudança do uso da terra. Finalmente, analisam-se as perspectivas futuras do Protocolo de Kyoto depois dos Acordos de Bonn e Marrakesh, particularmente em relação à sua viabilidade a longo prazo sem a presença dos Estados Unidos. Resumo em inglês This article has three parts. In the first one the author analyses the formation of the international regime on climate change since the negotiations and signing of the United Nations Framework Convention on Climate Change (Rio de Janeiro, 1992), passing through the negotiations and signing of the Kyoto Protocol (1997), till the conclusion of the Protocol pending issues in the 7th Conference of the Parts in Marrakech (2001). In the second part the author analyses the publ (mais) ic policies related to carbon emissions in Brazil during the 1990s and the Brazilian standing in the climate-changing regime. The Brazilian standing in the negotiations of the Kyoto Protocol (1996-2001) was a combination of leadership and defensive positions: the proposal of the Clean Development Fund, opposition to commitments for the reduction of future growth rates in carbon emissions for emerging countries, initial opposition to the inclusion of market mechanisms for emissions reduction, and opposition to the inclusion of emissions derived from land use changes in the Protocol. In the third part the author analyses the future perspectives of the Kyoto Protocol after the Agreements in Bonn and Marrakech, particularly in relation to its long-term viability without the re-entering of the United States.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

O Protocolo de Kyoto e a geração de energia elétrica pela biomassa da cana-de-açúcar como mecanismo de desenvolvimento limpo/ The Kyoto Protocol and the electric power generation for sugar-cane biomass as clean development mechanism/ Le Protocole de Kyoto et l'engendrement de l'energie électrique pour la biomasse de la canne à sucre comment mécanisme de développement net/ El Protocolo de Kyoto y la generación de energía eléctrica por la biomasa del caña de azúcar como el mecanismo de desarrollo limpio

Meneguello, Luiz Augusto; Castro, Marcus Cesar Avezum Alves de
2007-03-01

Resumo em português Este artigo faz uma breve explanação sobre as causas do aquecimento global e suas conseqüências para o clima na Terra e apresenta as exigências necessárias às usinas de açúcar e álcool para a apresentação de projetos com vistas a sua classificação como Mecanismos de Desenvolvimento Limpo conforme estabelecido pelo protocolo de Kyoto. Também faz uma análise das possibilidades de aumento da mitigação dos gases do efeito estufa através da modernização dos processos de produção nas empresas do setor sucroalcooleiro. Resumo em espanhol Este artículo hace una explicación corta en las causas para el calintamiento global y sus consecuencias para el clima en la Tierra y presenta las demandas necesarias para la industria del azúcar y alcohol presentar sus proyectos a fin de obtener su clasificación como Mecanismos de Desarrollo Limpios establecidos por el Protocolo de Kyoto. También hace un análisis de las posibilidades de aumentar la mitigación de los gases de el efecto estufa por medio de la modernización de los procesos de producción en la industria del azúcar y alcohol. Resumo em inglês This article makes an short explanation on the causes for global heating and their consequences for the climate in the Earth and it presents the necessary demands to the sugar and alcohol mills for the presentation projects with views its classification as Clean Development Mechanisms accordingly established for Kyoto Protocol. It also makes an analysis of the possibilities to increase the mitigation of the greenhouse gases through the modernization of the production processes in the sugar and alcohol mills.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Modelo para redistribuição de cotas de emissão de gases do efeito estufa baseado em medidas de eficiência técnica/ Greenhouse gases emission quotas distribution model based on technical efficiency measurements

Macedo, Marco Aurélio; Mello, João Carlos Correia Baptista Soares de; Gomes, Eliane Gonçalves
2010-01-01

Resumo em português O Protocolo de Kyoto representa um importante compromisso ecológico assumido por diversos países, com destaque à questão das cotas de carbono permitidas a cada país emitir. Para decidir de maneira mais justa sobre esta divisão, recorreu-se aos modelos Data Envelopment Analysis - DEA. É aqui proposta uma variante do modelo DEA com Ganhos de Soma Zero (DEA-GSZ), que permite o comportamento híbrido dos retornos de escala na fronteira de eficiência. Este modelo foi u (mais) sado no estudo da redistribuição de cotas de CO2 entre países. Os resultados mostram-se mais adequados do que aqueles obtidos com o modelo DEA-GSZ clássico. Resumo em inglês The Kyoto Protocol is an important ecological compromise undertaken by many countries. One of its most important points is the carbon emission quota allowed to each country. In order to fairly allocate these quotas, we used the DEA models. The Zero Sum Gains Data Envelopment Analysis - DEA (ZSG-DEA) model with hybrid returns to scale was proposed to solve this problem. This model was used to reallocate the CO2 quotas among the countries. The results found were more adequate than those obtained by the classic ZSG-DEA models.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Influência dos créditos de carbono na viabilidade financeira de três projetos florestais/ Influence of carbon credits on the financial viability of three forest projects

Nishi, Marcos Hiroshi; Jacovine, Laércio Antônio Gonçalves; Silva, Márcio Lopes da; Valverde, Sebastião Renato; Nogueira, Haroldo de Paiva; Alvarenga, Antônio de Pádua
2005-04-01

Resumo em português O presente trabalho teve como objetivo estudar a influência dos créditos de carbono na viabilidade financeira de três projetos florestais. Os projetos analisados foram: heveicultura, eucalipto e pinus para produção de borracha, celulose e resina, respectivamente. O Valor Presente Líquido (VPL), a Taxa Interna de Retorno (TIR), o Valor Esperado da Terra (VET) e o Valor Anual Equivalente (VAE) foram os indicadores utilizados na avaliação financeira, a uma taxa de de (mais) sconto de 10% ao ano. Os resultados deste trabalho indicaram que, com esta taxa, os projetos de eucalipto e pinus foram viáveis sem os recursos adicionais dos CERs (Certificados de Emissões Reduzidas), ressaltando-se que a inclusão dos créditos de carbono propiciou aumento da viabilidade financeira destes. Já o projeto da heveicultura mostrou-se viável apenas com os Certificados de Carbono. A receita advinda da venda dos CERs aumentou consideravelmente a viabilidade financeira dos três projetos, mesmo considerando a tonelada de CO2 a US$3,00. Caso o Protocolo de Kyoto seja ratificado, haverá um incremento no preço pago pela tonelada de CO2, que ocasionará o aumento da contribuição dos CERs em projetos florestais. Resumo em inglês The objective of the present work was to study the influence of carbon credits on the financial viability of three forest projects. The analyzed projects were: heveiculture, eucalyptus and pinus for production of natural rubber, cellulose and resin, respectively. The Net Present Value (NPV), the Internal Return Rate (IRR), the Soil Expected Value (SEV) and the Equivalent Annual Value (EAV) were the indicators used in the financial evaluation, using a discount rate of 10% (mais) a year. The results of this work demonstrated that with this rate, the projects of eucalyptus and pinus were viable without additional resources from the CERs (Certificates of Emissions Reduced), and the inclusion of the carbon credits induced an increase in their financial viability. The heveiculture project was shown to be viable only with the Certificates of Carbon. The income coming from the sale of CERs increased the financial viability of the three projects considerably, even considering the CO2 ton at US$3,00. In case of ratification of the Kyoto Protocol, there will be an increment in the price paid for ton of CO2, which in turn will increase the contribution of CERs in forest projects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

A hipótese da curva de Kuznets ambiental global: uma perspectiva econométrico-espacial

Carvalho, Terciane Sabadini; Almeida, Eduardo
2010-09-01

Resumo em português Com o objetivo de averiguar a relação entre crescimento econômico e aquecimento global, este trabalho analisa uma curva de Kuznets ambiental por meio de uma abordagem econométrica espacial. Estimou-se uma CKA para emissões de CO2 per capita contra a renda per capita e seu termo ao quadrado, controlando, para exportações per capita, o consumo de energia per capita, uma dummy indicando os países que ratificaram o Protocolo de Kyoto. Os resultados sugerem que existem (mais) evidências de uma CKA na forma de "U" invertido, isto é, o crescimento reduz o impacto ambiental da atividade econômica. Porém, a incorporação do termo cúbico para a renda revela que as emissões eventualmente voltam a aumentar em níveis muito elevados de crescimento, fazendo que a CKA global estimada apresente o formato de "N". Outra descoberta foi a evidência de que os países que ratificaram o Protocolo reduziram significativamente suas emissões de CO2 per capita. Resumo em inglês With the aim of checking the relationship between income growth and global warming, the present study analyzes a global environmental Kuznets curve for a sample of 187 countries through a spatial econometric approach. An EKC for conventional per capita CO2 emissions was run on per capita income and its square value, controlling for per capita exports, per capita energy consumption, a dummy variable indicating the countries that ratified the Kyoto Protocol. The results sug (mais) gested that there is evidence of an inverted U shaped EKC, that is, growth reduces the environmental impact of economic activity. However, the incorporation of a cubic term for per capita income shows that emissions eventually return to increase at a very high level of growth, leading the estimated EKC has an N shape. Furthermore, another finding was that there are evidences that countries that ratified the Kyoto Protocol reduced significantly their per capita CO2 emissions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)