Sample records for iron 59
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Avaliação do estado nutricional de ferro e anemia em crianças menores de 5 anos de creches públicas/ Nutritional assessment of iron status and anemia in children under 5 years old at public daycare centers

Vieira, Ana Cláudia F.; Diniz, Alcides S.; Cabral, Poliana C.; Oliveira, Rejane S.; Lóla, Margarida M. F.; Silva, Solange M. M.; Kolsteren, Patrick
2007-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de ferro e a prevalência de anemia em crianças menores de 5 anos de creches públicas da cidade do Recife (PE). MÉTODOS: Estudo transversal, com amostra aleatória sistemática de 162 crianças, de 6 a 59 meses. O estado nutricional de ferro foi avaliado em termos de reservas corporais (ferritina sérica), transferrinemia (ferro sérico, capacidade total de ligação do ferro e % de saturação da transferrina), eritropoiese (prot (mais) oporfirina eritrocitária livre) e hemoglobinogênese (hemoglobina). RESULTADOS: A prevalência de anemia (hemoglobina 40 µmol/mol heme) em 69,6% (IC95% 61,0-77,1) das crianças. Os parâmetros de ferro não apresentaram correlação com o gênero (p > 0,05). No entanto, crianças 24 meses. A significante correlação observada entre reserva, transferrinemia e eritropoiese representa achado compatível com o esperado ciclo de vida do ferro no organismo. CONCLUSÕES: A deficiência de ferro e a anemia parecem ser um importante problema de saúde pública entre as crianças menores de 5 anos de creches públicas do Recife. Logo, ações efetivas direcionadas à prevenção e ao controle dessa deficiência são fortemente recomendadas nesse contexto ecológico. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess nutritional iron status and anemia prevalence in children less than 5 years old at public daycare centers in the city of Recife, PE, Brazil. METHODS: A cross-sectional study, with a systematic random sampling of 162 children aged 6 to 59 months. Nutritional iron status was assessed in terms of body iron reserves (serum ferritin), transferrinemia (serum iron, total iron binding capacity, and transferrin saturation %), erythropoiesis (free erythrocyte p (mais) rotoporphyrin) and hemoglobin production (hemoglobin). RESULTS: The prevalence of anemia (hemoglobin 40 µmol/mol heme) in 69.6% (95%CI 61.0-77.1) of the children. Iron parameters were not correlated with sex (p > 0.05). However, children 24 months. The significant correlation observed between reserves, transferrinemia and erythropoiesis is a finding that is compatible with the expected lifecycle of iron in the body. CONCLUSIONS: Iron deficiency and anemia appear to be an important public health problem among children less than 5 years old at public daycare centers in Recife. Therefore, effective actions aimed at the prevention and control of this deficiency are strongly recommended in this ecological context.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Jardinópolis sem anemia, primeira fase: avaliação antropométrica e do estado nutricional de ferro/ Jardinópolis without anemia, first stage: anthropometric and iron nutrition status evaluation

Almeida, Carlos Alberto N.; Ramos, Adriana Pelegrino P.; João, Camila Aparecida; João, Carolina Regina; Ricco, Rubens Garcia; Dutra-de-Oliveira, José Eduardo
2007-09-01

Resumo em português OBJETIVOS: Com a finalidade de preparar um programa municipal de fortificação da água de beber com ferro, foi realizado levantamento antropométrico e do estado nutricional de ferro das crianças institucionalizadas nas cinco creches de período integral da cidade de Jardinópolis, São Paulo. MÉTODOS: Em estudo transversal, foram avaliadas 184 crianças com idades entre 12 e 59,9 meses, no período entre 1º e 31 de agosto de 2006. De cada criança, foram obtidos dad (mais) os pessoais, peso, estatura e colhida amostra de sangue para dosagem de hemoglobina, volume corpuscular médio (VCM), índice de saturação da transferrina (IST) e o red cell distribution width (RDW). RESULTADOS: A prevalência global de anemia foi de 29,3% e a média de hemoglobina de 11,5g/dL. Deficiência de ferro foi observada em 75% das crianças. As prevalências de deficit (escore Z 2) foi de 2,2%. CONCLUSÕES: Apesar de inferior a outros estudos brasileiros, a prevalência de anemia mostrou-se elevada. A antropometria mostrou que a oferta de macronutrientes está bastante próxima do ideal, mas a elevada prevalência de crianças deficientes em ferro indica a necessidade da adoção de medidas para aprimorar a oferta de ferro. Resumo em inglês OBJECTIVE: The aim of this study was to get basic information about the nutritional status of institutionalized preschool children who attend full time day-care centers in the city of Jardinópolis, São Paulo, Brazil, with the purpose of preparing a fortification trial. METHODS: This cross-sectional study enrolled 184 children, aged 12 to 59.9 months, between August 1st to 31st, 2006. Personal data on each child along with weight, height, hemoglobin, mean corpuscular vol (mais) ume (MCV), transferrin saturation and the red cell distribution width (RDW) were obtained. RESULTS: Anemia was present in 29.3% of the children and the mean hemoglobin value for the whole group was 11.5g/dL. Iron deficiency was observed in 75% of all children. Deficit prevalence (Z score 2) was 2.2%. CONCLUSIONS: Although less than noted in other Brazilian studies, the prevalence of anemia was high. The anthropometry showed that macronutrients offer is next to the ideal, but the high prevalence of iron deficient children indicates the need to adopt strategies to improve iron supply.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Políticas públicas para o controle da anemia ferropriva/ Public policies to control iron deficiency in Brazil

Szarfarc, Sophia C.
2010-06-01

Resumo em português A anemia por deficiência de ferro configura um problema epidemiológico da maior relevância atuando nos gastos públicos de saúde, nas consequências sociais do aumento de riscos no período gestacional, na redução da produtividade e, ainda, nas consequências, em longo prazo, do desenvolvimento mental. Algumas datas marcam o envolvimento do governo brasileiro em busca de alternativas de controle da deficiência marcial: 1977 - 1ª Reunião do Ministério da Saúde ( (mais) INAN), com especialistas nacionais e internacionais, para discutir perspectivas e intervenções para o controle da anemia; 1982/83 - distribuição de suplemento de ferro para a clientela do Programa de Atenção à Gestante e dosagem de hemoglobina na 1ª consulta; 1992 - assinatura de compromisso brasileiro de reduzir em 1/3 a prevalência de anemia em gestantes; 1994 - implantação do Programa de Leite Vivaleite, no estado de São Paulo, fornecendo leite fortificado com ferro a famílias com crianças até 6 anos e renda inferior a dois salários mínimos; 2002/junho 2004 - fortificação das farinhas de trigo e de milho com ferro; 2005 - programa de suplementação de ferro a lactentes; 2009/março - divulgação do resultado do levantamento de prevalência de anemia em mulheres (15-49 anos) e crianças (6 - 59 meses) no Brasil; 2009/agosto - foi reeditada a Portaria no 1793/GM/agosto/2009 do Ministério da Saúde, instituindo a Comissão Interinstitucional para implementação, acompanhamento e monitorização das ações de fortificação das farinhas de trigo e milho e seus subprodutos. Resumo em inglês Iron deficiency anemia is a vast epidemiologic problem evidenced by health public spending, the social consequences of increased risk in pregnancy, low production, and also by long term consequences of cognitive development. Some points in time highlight the involvement of the Brazilian government: 1977 - 1st Health Minister Meeting (INAN), with international and national specialists to discuss perspectives and interventions to control anemia; 1982/83 - distribution of ir (mais) on supplement to Pregnancy Programs and 1st consultation to measure hemoglobin concentration; 1992 - Brazilian government commitment to reduce the prevalence of anemia in pregnant women by 1/3; 1994 - Implementation of the "Vivaleite" Program to provide iron fortified milk to families with under 6-year-old children and incomes of up to 2 minimum wages; June 2002-2004 - wheat and corn flour fortification with iron; 2005 - Iron supplementation program to breastfeeding women; March 2009 - Reports published on the prevalence of anemia in women (15 to 49 years old) and children (6 to 59 months) in Brazil. August 2009 - the 1st Inter-institutional Commission Meeting for the Implementation, accompaniment and monitoring of fortification policies of wheat and corn flour and their "subproducts" was established by the Health Minister.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Consumo de nutrientes em adultos e idosos em estudo de base populacional: Projeto Bambuí/ Nutrient consumption by adults and seniors in a population-based study: the Bambuí Project

Lopes, Aline Cristine Souza; Caiaffa, Waleska Teixeira; Sichieri, Rosely; Mingoti, Sueli Aparecida; Lima-Costa, Maria Fernanda
2005-08-01

Resumo em português Inquérito alimentar populacional em amostra aleatória de 550 indivíduos > ou = 18 anos, realizado em Bambuí, Minas Gerais, Brasil, utilizando o Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar e recordatório 24 horas calibrados pela técnica de regressão linear. A análise constou de comparação de médias, teste de qui-quadrado e razão de adequação do nutriente (RAN-adequada: 90,0-110,0%). Foi baixo o percentual da população que apresentou RAN de ac (mais) ordo com o recomendado para consumo de carboidratos (2,4%), proteínas (17,6%), vitaminas (0,0-5,1%) e minerais (0-21,1%). Diferenças de acordo com sexo e idade foram encontradas: 90,2% e 91,8% de mulheres apresentaram baixo consumo de ferro e vitamina B6, respectivamente. Ao contrário, 87,7% dos homens relataram consumo excessivo de ferro, 80,3% de fósforo e 11,9% de colesterol. Quanto à idade, 64,3% de idosos (> 60 anos) relataram baixa ingestão protéica e 39,3% apresentavam inadequação das frações lipídicas; sendo que 35,7% informaram consumo excessivo de ácidos graxos saturados. Dos adultos (18-59 anos), 67,8% relataram excessivo consumo protéico e 53,4% ingestão insuficiente de ferro. Alto e inadequado consumo de lipídios e baixa ingestão de fibras, vitaminas e minerais, constituem problema importante de saúde pública por possivelmente contribuir para o aumento das doenças crônicas não transmissíveis. Resumo em inglês A nutritional survey was performed in a random sample of 550 individuals ( > or = 18 years) in Bambuí, Minas Gerais State, Brazil, using the Semi-Quantitative Food Frequency Questionnaire calibrated with 24-hour recall. Comparisons used means, proportions, and the nutrient adequacy ratio (NAR: 90.0-110.0%). Adequate intake was reported in only 2.4% of the individuals for carbohydrate, 17.6% for protein, 0.0 to 5.1% for vitamins, and 0.0 to 21.1% for minerals. NAR was in (mais) fluenced by gender and age: 90.2% and 91.8% of women presented low iron and B6 vitamin intake, respectively. Meanwhile, 87.7% of men reported excess iron, 80.3% phosphorous, and 11.9% cholesterol. Regarding aging, 64.3% of elderly (> 60 years old) reported low protein intake and 39.3% inadequate lipid fraction balance (P/S); 35.7% reported high unsaturated fatty acid intake. For adults (18-59 years), 67.8% reported excess protein and 53.4% deficient iron intake. In this population, high lipid consumption and low intake of fiber, vitamins, and minerals pose an important public health problem and may contribute to an increase in chronic non-communicable diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Consumo de nutrientes em adultos e idosos em estudo de base populacional: Projeto Bambuí/ Nutrient consumption by adults and seniors in a population-based study: the Bambuí Project

Lopes, Aline Cristine Souza; Caiaffa, Waleska Teixeira; Sichieri, Rosely; Mingoti, Sueli Aparecida; Lima-Costa, Maria Fernanda
2005-08-01

Resumo em português Inquérito alimentar populacional em amostra aleatória de 550 indivíduos > ou = 18 anos, realizado em Bambuí, Minas Gerais, Brasil, utilizando o Questionário Semiquantitativo de Freqüência Alimentar e recordatório 24 horas calibrados pela técnica de regressão linear. A análise constou de comparação de médias, teste de qui-quadrado e razão de adequação do nutriente (RAN-adequada: 90,0-110,0%). Foi baixo o percentual da população que apresentou RAN de ac (mais) ordo com o recomendado para consumo de carboidratos (2,4%), proteínas (17,6%), vitaminas (0,0-5,1%) e minerais (0-21,1%). Diferenças de acordo com sexo e idade foram encontradas: 90,2% e 91,8% de mulheres apresentaram baixo consumo de ferro e vitamina B6, respectivamente. Ao contrário, 87,7% dos homens relataram consumo excessivo de ferro, 80,3% de fósforo e 11,9% de colesterol. Quanto à idade, 64,3% de idosos (> 60 anos) relataram baixa ingestão protéica e 39,3% apresentavam inadequação das frações lipídicas; sendo que 35,7% informaram consumo excessivo de ácidos graxos saturados. Dos adultos (18-59 anos), 67,8% relataram excessivo consumo protéico e 53,4% ingestão insuficiente de ferro. Alto e inadequado consumo de lipídios e baixa ingestão de fibras, vitaminas e minerais, constituem problema importante de saúde pública por possivelmente contribuir para o aumento das doenças crônicas não transmissíveis. Resumo em inglês A nutritional survey was performed in a random sample of 550 individuals ( > or = 18 years) in Bambuí, Minas Gerais State, Brazil, using the Semi-Quantitative Food Frequency Questionnaire calibrated with 24-hour recall. Comparisons used means, proportions, and the nutrient adequacy ratio (NAR: 90.0-110.0%). Adequate intake was reported in only 2.4% of the individuals for carbohydrate, 17.6% for protein, 0.0 to 5.1% for vitamins, and 0.0 to 21.1% for minerals. NAR was in (mais) fluenced by gender and age: 90.2% and 91.8% of women presented low iron and B6 vitamin intake, respectively. Meanwhile, 87.7% of men reported excess iron, 80.3% phosphorous, and 11.9% cholesterol. Regarding aging, 64.3% of elderly (> 60 years old) reported low protein intake and 39.3% inadequate lipid fraction balance (P/S); 35.7% reported high unsaturated fatty acid intake. For adults (18-59 years), 67.8% reported excess protein and 53.4% deficient iron intake. In this population, high lipid consumption and low intake of fiber, vitamins, and minerals pose an important public health problem and may contribute to an increase in chronic non-communicable diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Valor nutricional de produtos de ervilha em comparação com a ervilha fresca/ Nutritional value of pea products in comparison to fresh peas

Canniatti-Brazaca, Solange Guidolin
2006-12-01

Resumo em português O trabalho teve por objetivos avaliar a composição centesimal e os teores de minerais, taninos e a disponibilidade de ferro e digestibilidade de proteínas em produtos de ervilha comercializados em Piracicaba/SP, em comparação com a ervilha fresca. Ocorreram alterações na composição centesimal, especialmente nas fibras, que se apresentaram em maiores quantidades na ervilha fresca. Os teores de taninos foram baixos. O teor de ferro foi maior na ervilha fresca (27,1 (mais) 6 mg/Kg) como também sua disponibilidade (28,5%), em conjunto com a sopa liofilizada (27,08%). O menor valor foi apresentado pela ervilha enlatada (14,04%), seguida pela sopa creme congelada (17,81%). Para a digestibilidade, a variação foi de 64,59 a 79,33%, sendo a proteína da sopa liofilizada a de menor digestibilidade. Foi concluído que o consumo de ervilha fresca seria o mais recomendado do ponto de vista nutricional, considerando os parâmetros analisados. Resumo em inglês The aim of this research was to evaluate the composition, amount of minerals and tannin, and iron availability in pea products sold in the city of Piracicaba, São Paulo state, and compare them with fresh peas. Alterations occurred in the components of compositions, especially in fibers which presented a high quantity of fresh peas. Tannin was very low and iron was the highest in fresh peas (27.16 mg/Kg) also the availability (28.5%), such as freeze drying soup (27.08%). (mais) The lowest value was for canned peas (14.04%), in sequence freezing soup (17.81%). The digestibility range from 64.59 to 79.33%, freeze drying soup presented the lowest digestibility. It was concluded that the consumption of fresh peas was the most recommended from a nutritional point of view, when the analysed parameters were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Avaliação da anemia em crianças da cidade de Campina Grande, Paraíba, Brasil/ Evaluation of anemia in children from the city of Campina Grande, Paraíba, Brazil

Pinheiro, Fabíola G. M. B.; Santos, Silene L. D. X.; Cagliari, Mayara P. P.; Paiva, Adriana A.; Queiroz, Maria do Socorro R.; Cunha, Maria Auxiliadora L.; Janebro, Daniele I.
2008-12-01

Resumo em português A anemia é uma condição definida como a redução da concentração de hemoglobina circulante a um valor inferior ao considerado pela Organização Mundial da Saúde em13 g/dl, 12 g/dl e 11 g/dl para homens, mulheres e crianças, respectivamente. É considerada a principal consequência da deficiência de ferro - um nutriente que atua principalmente na síntese das células vermelhas do sangue e no transporte de oxigênio para as demais células do corpo. Este trabalho (mais) , realizado nos meses de março e abril de 2007, teve como objetivo avaliar as alterações hematológicas e os níveis de ferro sérico em crianças de 6 a 59 meses de idade na cidade de Campina Grande-PB. A prevalência de anemia observada foi de 31,73%, e, dentre as crianças anêmicas, 91% apresentaram quadro de anemia leve (Hb 9,0 g/dl). A faixa etária predominante em que se observou a menor concentração de hemoglobina foi de 6 a 12 meses (10,26 ± 1,27 g/dl). Considerando-se os vários parâmetros do hemograma para avaliar a etiologia ferropriva entre os anêmicos, o RDW (amplitude de distribuição dos eritrócitos) foi o que mais apresentou especificidade no diagnóstico laboratorial da anemia por deficiência de ferro. Dessa forma, a investigação laboratorial é essencial para o diagnóstico precoce e para o acompanhamento terapêutico eficiente da anemia ferropriva em crianças. Resumo em inglês Anemia is a condition that is defined as a concentration of circulating hemoglobin at a level lower than that considered adequate by the World Health Organization (13 g/dL, 12 g/dL and 11 g/dL for men, women and children, respectively). It is considered the main consequence of iron deficiency - a nutrient that mainly acts in the synthesis of red blood cells and in the transportation of oxygen to other cells of the body. This study, which was performed in March and April 2 (mais) 007, aimed at evaluating hematologic alterations and serum iron levels in 6 to 59-month-old children in the city of Campina Grande. The prevalence of anemia was 31.73% and among the anemic patients, 91% had mild anemia (Hb 9.0 g/dL). The lowest concentration of hemoglobin was predominantly observed in the 6 to 12-month age group. Considering different parameters of the hemogram in order to evaluate the etiology of iron deficiency among anemic patients, the RDW (Red Cell Distribution Width) showed the greatest sensitivity in laboratory diagnoses of iron deficiency anemia. Therefore, laboratory investigation is essential for early diagnosis and efficient therapy of iron deficiency anemia in children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Fortificação do leite fluido na prevenção e tratamento da anemia carencial ferropriva em crianças menores de 4 anos/ Fortification of fluid milk for the prevention and treatment of iron defficiency anemia in children under 4 years of age

Torres, Marco A. A.; Lobo, Neil F.; Sato, Kazue; Queiroz, Suzana de Souza
1996-08-01

Resumo em português Observou-se a eficácia da fortificação do leite fluido com 3 mg de ferro aminoácido quelato no combate à carência de ferro em crianças menores de quatro anos. Foram acompanhadas 269 crianças que receberam, durante 12 meses, um litro de leite fortificado por dia, e que foram avaliadas a cada 6 meses de acompanhamento. Antes de se iniciar a intervenção, a anemia estava presente em 62,3% das crianças. Após 6 meses, este percentual reduziu-se a 41,8% e, ao final d (mais) e um ano, a 26,4%. As maiores reduções foram detectadas nas faixas etárias de 12 a 23 meses e em menores de um ano. Das crianças que apresentavam hemoglobinas iniciais inferiores a 9,5 g/dl, 59,3% recuperaram-se da anemia ao final de um ano de acompanhamento. Naquelas com hemoglobinas iniciais entre 9,5 e 10,9 g/dl, o percentual de recuperação da anemia foi de 66,7%. Encontrou-se, ainda, melhores evoluções hematológicas em crianças que ingeriam quantidades superiores a 750 ml/dia de leite fortificado, pertencentes a famílias que não dividiam o suplemento recebido com outros membros e naquelas com apenas uma criança com menos de 5 anos no núcleo familiar. Concluiu-se pela viabilidade e eficácia da fortificação do leite fluido como medida de intervenção no combate à carência de ferro em pré-escolares. Resumo em inglês The effectiveness of the use of chelate aminoacid iron fortified fluid milk in the treatment of iron deficiency in children under four years of age was studied. The 269 children included in this trial received 1 liter/day of fluid milk fortified with 3 mg of chelate aminoacid iron and were evaluated at six monthly intervals. At the beginning of the study 62.3% of the children presented anemia. After 6 months, this percentage had decreased to 41.8% and at the end of one ye (mais) ar to 26.4%. The greatest decreases occurred in the groups comprising the subjects who were of 12 to 23 months of age and those under one year of age. Among the children who presented initial hemoglobin levels under 9.5 g/dl, 59.3% were free of anemia after one year of follow-up. Of those presenting initial hemoglobin levels between 9.5 and 10.9 g/dl, 66.7% recovered from their anemia. There was also greater hematological improvement in the children that ingested over 750 ml/day of fortified milk in those families that did not share the supply of supplement among their other members and in those families that had only one child under five years of age. These findings led to the conclusion that the fortification of fluid milk is a viable and effective method for the treatment of iron deficiency in pre-school children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Fortificação do leite fluido na prevenção e tratamento da anemia carencial ferropriva em crianças menores de 4 anos/ Fortification of fluid milk for the prevention and treatment of iron defficiency anemia in children under 4 years of age

Torres, Marco A. A.; Lobo, Neil F.; Sato, Kazue; Queiroz, Suzana de Souza
1996-08-01

Resumo em português Observou-se a eficácia da fortificação do leite fluido com 3 mg de ferro aminoácido quelato no combate à carência de ferro em crianças menores de quatro anos. Foram acompanhadas 269 crianças que receberam, durante 12 meses, um litro de leite fortificado por dia, e que foram avaliadas a cada 6 meses de acompanhamento. Antes de se iniciar a intervenção, a anemia estava presente em 62,3% das crianças. Após 6 meses, este percentual reduziu-se a 41,8% e, ao final d (mais) e um ano, a 26,4%. As maiores reduções foram detectadas nas faixas etárias de 12 a 23 meses e em menores de um ano. Das crianças que apresentavam hemoglobinas iniciais inferiores a 9,5 g/dl, 59,3% recuperaram-se da anemia ao final de um ano de acompanhamento. Naquelas com hemoglobinas iniciais entre 9,5 e 10,9 g/dl, o percentual de recuperação da anemia foi de 66,7%. Encontrou-se, ainda, melhores evoluções hematológicas em crianças que ingeriam quantidades superiores a 750 ml/dia de leite fortificado, pertencentes a famílias que não dividiam o suplemento recebido com outros membros e naquelas com apenas uma criança com menos de 5 anos no núcleo familiar. Concluiu-se pela viabilidade e eficácia da fortificação do leite fluido como medida de intervenção no combate à carência de ferro em pré-escolares. Resumo em inglês The effectiveness of the use of chelate aminoacid iron fortified fluid milk in the treatment of iron deficiency in children under four years of age was studied. The 269 children included in this trial received 1 liter/day of fluid milk fortified with 3 mg of chelate aminoacid iron and were evaluated at six monthly intervals. At the beginning of the study 62.3% of the children presented anemia. After 6 months, this percentage had decreased to 41.8% and at the end of one ye (mais) ar to 26.4%. The greatest decreases occurred in the groups comprising the subjects who were of 12 to 23 months of age and those under one year of age. Among the children who presented initial hemoglobin levels under 9.5 g/dl, 59.3% were free of anemia after one year of follow-up. Of those presenting initial hemoglobin levels between 9.5 and 10.9 g/dl, 66.7% recovered from their anemia. There was also greater hematological improvement in the children that ingested over 750 ml/day of fortified milk in those families that did not share the supply of supplement among their other members and in those families that had only one child under five years of age. These findings led to the conclusion that the fortification of fluid milk is a viable and effective method for the treatment of iron deficiency in pre-school children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Efeito da suplementação de zinco a crianças de 1 a 5 anos de idade/ Effects of zinc supplementation on 1- to 5-year old children

Silva, Adriana P. R.; Vitolo, Márcia Regina; Zara, Luis Fabrício; Castro, Carlos Frederico S.
2006-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o impacto da suplementação com zinco sobre os parâmetros nutricionais e bioquímicos entre crianças de 12 a 59 meses de idade. MÉTODOS: Foi realizado um estudo clínico randomizado unicego com 58 crianças entre 12 e 59 meses participantes do Programa Governamental de Combate a Carências Nutricionais, que fornecia mensalmente 2 kg de leite fortificado com ferro. O grupo intervenção (n = 28) foi suplementado com 10 mg/dia de sulfato de zinco por 4 (mais) meses, e o grupo controle (n = 30) recebeu solução placebo. Para avaliação do estado nutricional, utilizaram-se os indicadores peso por estatura e estatura por idade, expressos em escores z, do padrão de referência NCHS (National Center for Health Statistics), parâmetros bioquímicos de ferro e zinco séricos e concentração de hemoglobina e hematócrito. RESULTADOS: A suplementação com zinco não interferiu significativamente sobre as condições antropométricas das crianças. Ambos os grupos apresentavam concentrações iniciais baixas de zinco sérico. Após o término do período de intervenção, a variação nos níveis médios de hemoglobina (p = 0,002) e as concentrações de hematócrito (p = 0,001), zinco (p = 0,023) e ferro séricos (p = 0,013) foram significativamente mais elevadas no grupo suplementado. CONCLUSÃO: A suplementação com zinco promoveu melhora na resposta hemoglobínica e normalizou a concentração sérica de zinco. Os resultados mostram a importância de se estabelecer políticas de combate a carências nutricionais que também possam dar atenção à carência de zinco. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the impact of zinc supplementation on nutritional and biochemical parameters among children aged 12 to 59 months. METHODS: A blinded randomized clinical trial was carried out with 58 children aged 12 to 59 months included in the National Child Nutritional Program, which provided them with 2 kg of iron-fortified milk. The supplementation group (n = 28) received 10 mg/day of zinc sulfate for four months, and the control group (n = 30) received placebo. (mais) The following parameters were used to assess the nutritional status: weight-for-height and height-for-age expressed as z scores, according to National Center for Health Statistics (NCHS) standards, biochemical measurements of serum iron and serum zinc, and hemoglobin and hematocrit levels. RESULTS: Zinc supplementation did not have a remarkable influence on anthropometric parameters. Baseline serum zinc levels were low in both groups. After supplementation, variations in mean hemoglobin (p = 0.002), hematocrit (p = 0.001), serum zinc (p = 0.023), and serum iron (p = 0.013) levels significantly increased in the zinc supplementation group. CONCLUSION: Zinc supplementation improved hemoglobin response and normalized serum zinc concentration. The results show the importance of establishing policies for nutritional care that can tackle zinc deficiency as well.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Fatores socioeconômicos e dietéticos de risco para a anemia em crianças de 6 a 59 meses de idade/ Socioeconomic and dietary risk factors for anemia in children aged 6 to 59 months

Oliveira, Maria A. A.; Osório, Mônica M.; Raposo, Maria C. F.
2007-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Este estudo tem como objetivo identificar, utilizando modelagem estatística, os fatores de risco da anemia em crianças de 6 a 59 meses de idade no estado de Pernambuco, contemplando aspectos socioeconômicos e da dieta. MÉTODOS: A amostra constou de 746 crianças de 6 a 59 meses do estado de Pernambuco, nas quais foram realizados dosagem de hemoglobina e inquérito dietético recordatório de 24 horas. Foi analisado o risco de anemia em relação às variáve (mais) is socioeconômicas e de consumo alimentar, utilizando modelos de análise multivariada. RESULTADOS: Os fatores de risco para a anemia foram: alta proporção de calorias do leite de vaca, baixa densidade de ferro não-heme, baixa idade e baixa escolaridade materna, destacando-se que as crianças com menos de 24 meses apresentaram risco 3,61 vezes maior de serem anêmicas em relação às demais. CONCLUSÕES: O presente estudo reforça a importância de se conhecer o consumo alimentar das crianças no país para melhor estabelecer a sua associação com a ocorrência da anemia. Os resultados revelaram que os fatores que mais explicaram o risco de anemia foram, com relação à dieta, a maior proporção de calorias do leite de vaca e menor densidade de ferro não-heme, além de idade menor de 24 meses e baixa escolaridade materna. Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective of this study was to use statistical modeling to identify risk factors for anemia in children aged 6 to 59 months in the state of Pernambuco, covering socioeconomic and dietary aspects. METHODS: The sample comprised 746 children aged between 6 and 59 months from the state of Pernambuco. Their hemoglobin was assayed and a 24-hour dietary recall performed. Risk of anemia was analyzed with relation to socioeconomic variables and to dietary intakes, u (mais) sing multivariate analysis models. RESULTS: The risk factors for anemia were: a high proportion of calories from cow's milk, low density of nonheme iron, low age and low maternal educational level; age was the most prominent factor, with children under 24 months exhibiting 3.61 times greater risk of being anemic than the older children. CONCLUSIONS: This study confirms the need for a clear picture of the dietary intake of children in Brazil, in order that associations with anemia can be better understood. Our results revealed that the dietary factors which were most responsible for risk of anemia were a greater proportion of calories from cow's milk and lower density of nonheme iron, in addition to age below 24 months and low maternal educational level.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Concentração de hemoglobina e anemia em crianças no Estado de Pernambuco, Brasil: fatores sócio-econômicos e de consumo alimentar associados/ Hemoglobin level and anemia in children in the State of Pernambuco, Brazil: association with socioeconomic and food consumption factors

Oliveira, Maria Alice Araújo; Osório, Mônica Maria; Raposo, Maria Cristina Falcão
2006-10-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo avaliar a associação entre a concentração de hemoglobina e prevalência de anemia com variáveis sócio-econômicas e de consumo alimentar. O estudo seccional, realizado em Pernambuco, Brasil, no ano 1997, utilizou a amostragem em três estágios. A amostra compreendeu 746 crianças de 6-59 meses, nas quais foram realizados dosagem de hemoglobina e inquérito dietético recordatório de 24 horas. A prevalência de anemia foi de 40,6%, se (mais) ndo maior no Interior Rural e diminuindo com o aumento da idade, da renda e da escolaridade materna. A maioria das crianças (88,9%) consumia leite de vaca. A anemia apresentou tendência de aumento com a elevação da proporção de calorias do leite e de redução com o aumento da densidade de ferro (total, heme e não-heme). A idade da criança, a área geográfica, a renda familiar per capita, a escolaridade materna, a densidade de ferro e a proporção de calorias do leite de vaca na dieta são fatores determinantes da anemia no grupo estudado. Resumo em inglês This study aimed to assess hemoglobin level and anemia prevalence and their association with food-consumption and socioeconomic variables. A cross-sectional survey was conducted in the State of Pernambuco, Brazil, in 1997, using three-stage sampling which included 746 6-to-59-month-old children. Hemoglobin testing and a 24-hour food recall interview were performed. The anemia rate was 40.6% and was higher in the rural area and inversely proportional to age, income, and ma (mais) ternal schooling. Most children (88.9%) consumed cow's milk. Anemia was associated directly with the proportion of calories from cow's milk and indirectly with the iron level. Child's age, geographic area, per capita family income, maternal schooling, iron density (total, heme, and non-heme), and the proportion of calories from cow's milk in the diet were determinants for anemia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Concentração de hemoglobina e anemia em crianças no Estado de Pernambuco, Brasil: fatores sócio-econômicos e de consumo alimentar associados/ Hemoglobin level and anemia in children in the State of Pernambuco, Brazil: association with socioeconomic and food consumption factors

Oliveira, Maria Alice Araújo; Osório, Mônica Maria; Raposo, Maria Cristina Falcão
2006-10-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo avaliar a associação entre a concentração de hemoglobina e prevalência de anemia com variáveis sócio-econômicas e de consumo alimentar. O estudo seccional, realizado em Pernambuco, Brasil, no ano 1997, utilizou a amostragem em três estágios. A amostra compreendeu 746 crianças de 6-59 meses, nas quais foram realizados dosagem de hemoglobina e inquérito dietético recordatório de 24 horas. A prevalência de anemia foi de 40,6%, se (mais) ndo maior no Interior Rural e diminuindo com o aumento da idade, da renda e da escolaridade materna. A maioria das crianças (88,9%) consumia leite de vaca. A anemia apresentou tendência de aumento com a elevação da proporção de calorias do leite e de redução com o aumento da densidade de ferro (total, heme e não-heme). A idade da criança, a área geográfica, a renda familiar per capita, a escolaridade materna, a densidade de ferro e a proporção de calorias do leite de vaca na dieta são fatores determinantes da anemia no grupo estudado. Resumo em inglês This study aimed to assess hemoglobin level and anemia prevalence and their association with food-consumption and socioeconomic variables. A cross-sectional survey was conducted in the State of Pernambuco, Brazil, in 1997, using three-stage sampling which included 746 6-to-59-month-old children. Hemoglobin testing and a 24-hour food recall interview were performed. The anemia rate was 40.6% and was higher in the rural area and inversely proportional to age, income, and ma (mais) ternal schooling. Most children (88.9%) consumed cow's milk. Anemia was associated directly with the proportion of calories from cow's milk and indirectly with the iron level. Child's age, geographic area, per capita family income, maternal schooling, iron density (total, heme, and non-heme), and the proportion of calories from cow's milk in the diet were determinants for anemia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Pirâmide alimentar para crianças de 2 a 3 anos/ Food guide pyramid for young children 2 to 3 years old

Philippi, Sonia Tucunduva; Cruz, Ana Teresa Rodrigues; Colucci, Ana Carolina Almada
2003-01-01

Resumo em português Com a finalidade de promover orientação nutricional e hábitos alimentares saudáveis para crianças de 2 a 3 anos de idade, fez-se a adaptação da Pirâmide Alimentar. A pirâmide foi baseada em dieta padrão (1300kcal) com seis refeições, calculada de acordo com as recomendações para a idade. As porções e os equivalentes foram estabelecidos de acordo com o total de energia de cada alimento utilizando-se o software Virtual Nutri. Foi avaliada a distribuição pe (mais) rcentual dos macronutrientes em relação ao valor energético total, obtendo-se 15% para proteínas, 59% para carboidratos e 26% para lipídios. Foram calculados ainda os valores para ferro total e ferro biodisponível. Os alimentos estão organizados em oito grupos: arroz, pão, massa, batata, mandioca (5 porções), verduras e legumes (3 porções), frutas (3 porções), carnes e ovos (2 porções), leite, queijo e iogurte (3 porções), feijões (1 porção), óleos e gorduras (1 porção) e açúcares e doces (1 porção). A pirâmide alimentar apresenta-se como um instrumento importante para orientação nutricional, servindo como guia para o planejamento de uma alimentação saudável para crianças de 2 a 3 anos de idade. Resumo em inglês The objective of this paper was to develop a Food Guide Pyramid for young children 2 to 3 years old, aiming to promote nutritional orientation and healthful food habits. The Food Guide Pyramid was based on a standard diet (1300kcal) with six meals, which was calculated in accordance with the recommendations for this age group. The portions and food equivalents were established according to the total amount of energy of each food, using the "Virtual Nutri" software. The di (mais) stribution of macronutrients in relation to the total caloric value was evaluated and the following results were found: 15% for proteins, 59% for carbohydrates and 26% for lipids. The values of total iron and bioavailable iron were also calculated. The foods are distributed in eight groups: rice, bread, pasta, potato, cassava (5 portions), vegetables (3 portions), fruits (3 portions), meat and eggs (2 portions), milk, cheese and yogurt (3 portions), beans (1 portion), oils and fats (1 portion) and sugar and sweets (1 portion). The Food Guide Pyramid is an important instrument for nutritional orientation, serving as a guide to establish a healthful diet for children 2 to 3 years old.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Associação entre concentrações séricas de minerais, índices antropométricos e ocorrência de diarréia entre crianças de baixa renda da região metropolitana do Rio de Janeiro/ Association among serum concentration of minerals, anthropometric indices and diarrhea in low-income children in the metropolitan region of Rio de Janeiro, Brazil

Borges, Cássia Viviane Dantas; Veiga, Ana Paula Black; Barroso, Gabriela dos Santos; Jesus, Edgar Francisco Oliveira de; Serpa, Renata Faria Barbosa; Moreira, Silvana; Salles-Costa, Rosana
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVOS: Avaliar a associação entre concentrações séricas de ferro, zinco e cobre, perfil nutricional e ocorrência de diarréia entre crianças residentes em uma comunidade de baixa renda no município de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, Brasil. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, que avaliou 104 crianças, na faixa etária de 1 a 5 anos, selecionadas entre os meses de abril a dezembro de 2004, pelo projeto Vila Rosário. Avaliou-se o perfil socioeconômi (mais) co das famílias e de saúde das crianças, incluindo a ocorrência de diarréia. A avaliação nutricional incluiu peso, estatura/comprimento, índices peso-para-idade e estatura-para-idade, expressos em escores-Z e classificação do estado nutricional segundo estes índices. As concentrações séricas de zinco, ferro e cobre foram determinados em uma sub-amostra (n=59) a partir da técnica de florescência de raios x por reflexão total com radiação síncroton. RESULTADOS: As crianças residiam em domicílios caracterizados por condições sanitárias insatisfatórias, com famílias numerosas e com baixo poder aquisitivo. A prevalência de diarréia no último mês foi de 55,7%. Cerca de 28,4% das crianças apresentaram déficit ponderal e 4,9% delas déficit estatural. A deficiência de ferro, zinco e cobre encontrada na amostra foi de, respectivamente, 13%, 7,5% e 8,9%. Não foi observada associação significante entre os indicadores do perfil nutricional e os valores séricos dos minerais. As crianças com relato de diarréia apresentaram valores séricos médios de minerais inferiores aos daquelas sem relato, sendo significante para os valores de zinco. CONCLUSÃO: As crianças com episódios de diarréia podem apresentar comprometimento das concentrações séricas de zinco. Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective of this study was to evaluate the association among blood serum concentrations of iron, zinc, copper, nutritional status and occurrence of diarrhea in children from a low-income community in Duque de Caxias, Rio de Janeiro. METHODS: This is a cross-sectional study that evaluated 104 children aging from 1 to 5 years, selected in the months of April and December 2004, by the project Vila Rosário. The socioeconomic profile of the families and health (mais) of the children were assessed, including the occurrence of diarrhea. Nutritional assessment included weight, height/length, weight-for-age and height-for-age indices expressed in Z-scores and classification of the nutritional status based on these indices. Serum concentrations of zinc, iron and copper were determined in a sub-sample (n=59) by synchrotron total reflection x-ray fluorescence. RESULTS: The children lived in crowded households with unsatisfactory sanitary conditions and were from low-income families. The prevalence of diarrhea in the last moth was 55.7%; 28.4% of the children were underweight and 4.9% were stunted. Iron, zinc and copper deficiencies in the sample were 13.0%, 7.5% and 8.9% respectively. There was no significant association between nutritional indicators and serum concentration of the minerals. Blood serum levels of zinc in children without diarrhea were significantly higher than among those with diarrhea. CONCLUSION: Episodes of diarrhea can compromise blood serum levels of zinc in children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Composição química das folhas e dimensões das fibras lenhosas em rami/ Chemical composition of leaves and wood fiber dimension in ramie stalk

Spoladore, Dayse Soave; Benatti Júnior, Romeu; Teixeira, João Paulo Feijão; Zullo, Marco Antonio Teixeira; Azzini, Anisio
1984-01-01

Resumo em português Objetivando avaliar o potencial de aproveitamento das plantas de rami (Boehmeria nivea Gaud.), após a extração das fibras liberianas (têxteis), determinou-se a composição química das folhas, visando a seu aproveitamento na alimentação animal, e as dimensões das fibras lenhosas do caule, como matéria-prima celulósica. As folhas apresentaram na matéria seca 19,59% de proteína bruta, 12,98% de fibras, 43,10% de carboidratos, 5,23% de extrato etéreo, 19,10% de (mais) cinzas, 0,17% de fósforo, 0,038% de ferro, 6,24% de cálcio e 0,59% de magnésio. Esses dados qualificam as folhas para use na alimentação animal como parte de rações balanceadas. As fibras lenhosas do caule apresentaram comprimento de 0,57mm, diâmetro do lúmen de 11,85µm, espessura da parede celular de 5,92µm e largura de 23,7µm. São fibras extremamente curtas, com baixo potencial de utilização para produção de matéria-prima celulósica, podendo ser empregadas em mistura com fibras mais longas ou na produção de raiom, onde essas dimensões não são importantes. Resumo em inglês The main purpose of this paper was to evaluate the potential uses of the ramie plants (Boehmeria nivea Gaud.) after the bast fiber extraction (textile fiber). The chemical composition of leaves and woody fiber dimensions of ramie stalk were determined. The results showed that the ramie leaf dry matter presented the following average composition: crude protein 19.59%, crude fiber 12.98%, carbohydrates 43.10%, ash 19.10%, calcium 6.24%, ether extract 5.23% phospurus 0.17%, (mais) magnesium 0.59%, and iron 0.038%. These data compared to the alfafa composition, indicate that ramie leaves can be used for animal feed. The average values for fiber length, fiber width, lumen and cellwall thickness were, respectively 0.57mm, 23.7µm, 11.85µm and 5.92 µm. The fiber length value can be considered extremely short, in comparison with Eucaliptus and Pinus fiber.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Caracterização química da carne de cabrito da raça Moxotó e de cruzas Pardo Alpina x Moxotó/ Chemical characterization of kid meat from Moxotó goat and Pardo Alpina x Moxotó Crossbreeds

Beserra, Frederico José; Monte, Antonia Lucivânia de Sousa; Bezerra, Luciana Cristina Nogueira de Moraes; Nassu, Renata Tieko
2000-01-01

Resumo em português O objetivo da pesquisa foi avaliar a composição química da carne de cabrito-mamão (idade média de 72 dias), da raça Moxotó (MOX), grupos genéticos ¾ Pardo Alpina x ¼ Moxotó (3/4 PAMOX) e ½ Pardo Alpina x ½ Moxotó (1/2 PAMOX). A análise apresentou valores médios entre 77,80% a 80,25% de umidade; 15,90% a 19,08% de proteína; 1,12% a 1,21% de gordura, e 1,29% a 2,03% de cinzas. Quanto à composição mineral, os valores médios variaram de 5,62 mg/100 g a 8, (mais) 21 mg/100 g de cálcio; 156,97 mg/100 g a 196,25 mg/100 g de fósforo; 0,26 mg/100 g a 0,48 mg/100 g de ferro; 16,25 mg/100 g a 23,72 mg/100 g de magnésio; 59,20 mg/100 g a 78,79 mg/100 g de sódio, e de 259,69 mg/100 g a 292,24 mg/100 g de potássio. Foram encontradas diferenças significativas a 5% de probabilidade entre os grupos genéticos no que diz respeito à composição de umidade, proteína e cinzas e mineral quanto a elementos estudados. Não houve diferenças entre os valores de gordura dos grupos genéticos. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate chemical composition of kid meat of Moxotó (MOX), ¾ Pardo Alpina x ¼ Moxotó (3/4 PAMOX) and ½ Moxotó x ½ Pardo Alpina (1/2 PAMOX) crossbreed goats. Average age of kids at slaughter was 72 days. Kids were fed with cow milk and a protein supplement. Meat analysis showed average values ranging from 77.80% to 80.25% for moisture; from 15.90% to 19.08% for protein; from 1.12% to 1.21% for fat and from 1.29% to 2.03% for ash. F (mais) or mineral composition, average values ranged from 5.62 mg/100 g to 8.21 mg/100 g for calcium; from 156.97 mg/100 g to 196.25 mg/100 g for phosphorus; from 0.26 mg/100 g to 0.48 mg/100 g for iron; from 16.25 mg/100 g to 23.72 mg/100 g for magnesium; from 59.20 mg/100 g to 78.79 mg/100 g for sodium and from 259.69 mg/100 g to 292.24 mg/100 g for potassium. Genetic groups showed significative differences for composition of moisture, protein and ash values and for mineral composition, in all measured elements. Fat content values did not show statistical differences between goat genetic groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Trauma ocular ocupacional por corpo estranho superficial/ Work-related eye trauma due to superficial foreign body

Leal, Fernando Antônio de Macedo; Silva e Filho, Arthur Pereira da; Neiva, Daniela Martins; Learth, Josilene Carvalho Soares; Silveira, Durwagner Barros da
2003-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar a ocorrência de trauma ocular provocado por corpos estranhos superficiais durante a realização de atividades ocupacionais. MÉTODOS: Estudo prospectivo de pacientes portadores de trauma ocular ocupacional atendidos no serviço de urgência do Hospital Getúlio Vargas (HGV) / Universidade Federal do Piauí (UFPI), no período de outubro de 1997 a março de 1999. Os seguintes dados foram coletados: idade, sexo, profissão, olho afetado, atividade realiz (mais) ada durante o trauma, natureza do corpo estranho, localização do mesmo e doença ocorrida. RESULTADOS: Foram estudados 713 pacientes, sendo 686 (96,21%) do sexo masculino e 27 (3,79%) do sexo feminino. Os pacientes foram acometidos principalmente na terceira década de vida, correspondendo a um total de 312 pacientes (43,75%). Com relação à atividade desenvolvida durante o trauma, 158 pacientes (22,16%) eram metalúrgicos, 153 (21,46%) serralheiros e 126 (17,67%) mecânicos. No tocante ao corpo estranho, 489 (68,58%) eram ferro e 47 (6,59%) outros metais. Referente a localização, 587 corpos estranhos (81,64%) estavam localizados na córnea, 75 (10,43%) na conjuntiva tarsal e 49 (6,81%) na conjuntiva bulbar. Além dos corpos estranhos 361 (48,39%) dos pacientes apresentaram abrasão córneo-conjuntival. CONCLUSÃO: O corpo estranho superficial é importante causa de trauma ocular ocupacional. A atividade desenvolvida principalmente por indivíduos do sexo masculino na metalurgia, serralheria e mecânica foi a principal causa do trauma, sendo o ferro e outros metais os mais freqüentes corpos estranhos encontrados. Resumo em inglês PURPOSE: To study the prevalence of superficial ocular trauma due to foreign bodies in patients during occupational activities. METHODS: Prospective study of patients with occupational ocular trauma diagnosed at the Hospital Getúlio Vargas (HGV) / Universidade Federal do Piauí (UFPI), from October 1997 to March 1999. The following data were obtained: age, gender, occupation, affected eye, activity performed at the time of the trauma, nature and localization of the forei (mais) gn body and posterior complications. RESULTS: 713 patients were studied, of whom 686 (96.21%) were males and 27 (3.79%) were females. The patients were affected mainly in the third decade of life, corresponding to 312 patients (43.75%). In relation to the activity performed during the trauma, 158 patients (22.16%) were metallurgists, 153 (21.46%) locksmiths and 126 (17.67%) mechanics. Concerning the foreign body, 489 (68.58%) were iron and 47 (6.59%) were other metals. Regarding localization, 587 foreign bodies (81.64%) were in the cornea, 75 (10.43%) in the tarsal conjunctiva, 49 (6.81%) in the bulbar conjunctiva. In addition to the foreign bodies 361 (48.38%) patients presented corneo-conjunctival abrasion. CONCLUSION: The superficial foreign body is an important cause of occupational ocular trauma. The most frequent component was iron, and the patients were mainly metallurgists, locksmiths and mechanics, males in their thirties.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Distribuição do urânio nas várias fases-suporte em solos da área mineira da Cunha Baixa (Portugal)/ Uranium distribution in the solid phases of soils from Cunha Baixa mining site (Portugal)

Neves, O.; Abreu, M.M.; Matias, M.J.
2009-01-01

Resumo em português A extracção de elementos radioactivos, como o urânio, a partir das suas mineralizações leva à dispersão de contaminantes químicos e radiológicos para a água superficial/subterrânea e para o solo das áreas envolventes. Para avaliar a distribuição do urânio por diferentes fases orgânicas e inorgânicas, em solos da área mineira de Cunha Baixa submeteram-se várias amostras a extracção química parcial, em modo paralelo, com o objectivo de conhecer o risco (mais) ambiental que representam. No horizonte superficial dos solos estudados, o urânio com concentrações totais entre 9,8362 mg/kg, encontra-se preferencialmente ligado aos óxidos de ferro não cristalinos (17-59% do total de U), que é uma das fases que representa menor risco ambiental. Para além da água de rega contaminada (>100 µg U/L), o complexo de troca dos solos mais ácidos (pH Resumo em inglês The present study concerns the application of partial chemical extraction, in a parallel procedure, to evaluate the uranium distribution in different solid phases constituents of the soils in the vicinity of Cunha Baixa mining area in order to assess its environmental risk. In the surface horizon of the soils, uranium that reached total concentrations between 9.8 to 362 mg/kg was preferential bound to non-crystalline iron oxides. These phases represent a small environment (mais) al risk. The contaminated irrigation water (>100 µg U/L) and the exchangeable complex of the acidic soils (pH

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

A prescrição semanal de sulfato ferroso pode ser altamente efetiva para reduzir níveis endêmicos de anemia na infância/ Long-term preventive mass prescription of weekly doses of iron sulfate may be highly effective to reduce endemic child anemia

Monteiro, Carlos Augusto; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Brunken, Gisela Soares; Gross, Rainer; Conde, Wolney Lisboa
2002-04-01

Resumo em português A anemia por deficiência de ferro em crianças é um dos maiores problemas nutricionais enfrentados pelos países em desenvolvimento. Estudos controlados indicam que doses intermitentes de sais de ferro podem ter eficácia semelhante à obtida com o esquema tradicional diário. O objetivo desse estudo é avaliar, em uma população onde a anemia na infância é endêmica, a efetividade da prescrição preventiva de doses semanais de sulfato ferroso a todas as crianças e (mais) ntre seis e 59 meses de idade por um período de seis meses. Crianças dos grupos controle e intervenção foram selecionadas a partir de uma amostra aleatória da população de crianças da cidade de São Paulo. Os pais das crianças do grupo intervenção receberam orientação nutricional e frascos de solução de sulfato ferroso com a instrução de ofertá-la aos filhos uma vez por semana até a próxima visita da equipe de pesquisa, que ocorreria em aproximadamente seis meses. Os pais das crianças do grupo controle receberam somente orientação nutricional. O efeito da intervenção foi avaliado por mudanças na concentração da hemoglobina e na prevalência de anemia. As comparações entre os dois grupos foram baseadas na "intenção-de-tratar" e todas as estimativas foram ajustadas para concentração inicial de hemoglobina, idade inicial, duração do seguimento e renda familiar. O ganho médio de hemoglobina devido à intervenção foi de 4,0 g/l e a queda na prevalência de anemia foi de mais de 50%. A intervenção foi particularmente eficiente em prevenir o declínio da concentração de hemoglobina durante os dois primeiros anos de vida. Esse estudo demonstra que, em condições similares àquelas que poderiam facilmente ser reproduzidas por programas regulares de saúde pública, a prescrição universal de doses semanais de sulfato ferroso reduz significativamente o risco de anemia na infância. Resumo em inglês Iron-deficiency anemia in children remains one of the most important nutritional problems faced by developing countries. Well-controlled efficacy studies show that intermittent iron supplementation can improve children's iron status as well as the traditional daily schedule. This gives new impetus to controlling child anemia by weekly preventive iron supplementation. The objective of this study is to evaluate the effectiveness of long-term preventive provision of weekly d (mais) oses of iron sulfate to all children from 6 to 59 months of age, in a child population in which anemia is highly prevalent. Children from both the intervention and control groups were selected from a random cross-sectional sample of the child population of the city of São Paulo, Brazil. Parents in the intervention group were visited in their homes and received nutrition education plus a solution of iron sulfate with the request to give it to their children once a week until a follow-up visit occurred in approximately six months. Parents in the control group received only nutrition education. The effect of the intervention was assessed by changes in hemoglobin concentration and the prevalence of anemia. Comparisons between the two groups were made based on an intention-to-treat approach, and all estimates were adjusted for initial hemoglobin concentration, initial age, total duration of follow-up and family income. The average hemoglobin gain due to the intervention was 4.0 g/l, with a fall of more than 50% in the prevalence of anemia among the children. The intervention was particularly effective in preventing declines in hemoglobin concentration during the first two years of life. This study demonstrates that long-term preventive weekly iron supplementation for preschool children significantly reduces the risk of anemia under conditions similar to those possible in routine public health programs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

A prescrição semanal de sulfato ferroso pode ser altamente efetiva para reduzir níveis endêmicos de anemia na infância/ Long-term preventive mass prescription of weekly doses of iron sulfate may be highly effective to reduce endemic child anemia

Monteiro, Carlos Augusto; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Brunken, Gisela Soares; Gross, Rainer; Conde, Wolney Lisboa
2002-04-01

Resumo em português A anemia por deficiência de ferro em crianças é um dos maiores problemas nutricionais enfrentados pelos países em desenvolvimento. Estudos controlados indicam que doses intermitentes de sais de ferro podem ter eficácia semelhante à obtida com o esquema tradicional diário. O objetivo desse estudo é avaliar, em uma população onde a anemia na infância é endêmica, a efetividade da prescrição preventiva de doses semanais de sulfato ferroso a todas as crianças e (mais) ntre seis e 59 meses de idade por um período de seis meses. Crianças dos grupos controle e intervenção foram selecionadas a partir de uma amostra aleatória da população de crianças da cidade de São Paulo. Os pais das crianças do grupo intervenção receberam orientação nutricional e frascos de solução de sulfato ferroso com a instrução de ofertá-la aos filhos uma vez por semana até a próxima visita da equipe de pesquisa, que ocorreria em aproximadamente seis meses. Os pais das crianças do grupo controle receberam somente orientação nutricional. O efeito da intervenção foi avaliado por mudanças na concentração da hemoglobina e na prevalência de anemia. As comparações entre os dois grupos foram baseadas na "intenção-de-tratar" e todas as estimativas foram ajustadas para concentração inicial de hemoglobina, idade inicial, duração do seguimento e renda familiar. O ganho médio de hemoglobina devido à intervenção foi de 4,0 g/l e a queda na prevalência de anemia foi de mais de 50%. A intervenção foi particularmente eficiente em prevenir o declínio da concentração de hemoglobina durante os dois primeiros anos de vida. Esse estudo demonstra que, em condições similares àquelas que poderiam facilmente ser reproduzidas por programas regulares de saúde pública, a prescrição universal de doses semanais de sulfato ferroso reduz significativamente o risco de anemia na infância. Resumo em inglês Iron-deficiency anemia in children remains one of the most important nutritional problems faced by developing countries. Well-controlled efficacy studies show that intermittent iron supplementation can improve children's iron status as well as the traditional daily schedule. This gives new impetus to controlling child anemia by weekly preventive iron supplementation. The objective of this study is to evaluate the effectiveness of long-term preventive provision of weekly d (mais) oses of iron sulfate to all children from 6 to 59 months of age, in a child population in which anemia is highly prevalent. Children from both the intervention and control groups were selected from a random cross-sectional sample of the child population of the city of São Paulo, Brazil. Parents in the intervention group were visited in their homes and received nutrition education plus a solution of iron sulfate with the request to give it to their children once a week until a follow-up visit occurred in approximately six months. Parents in the control group received only nutrition education. The effect of the intervention was assessed by changes in hemoglobin concentration and the prevalence of anemia. Comparisons between the two groups were made based on an intention-to-treat approach, and all estimates were adjusted for initial hemoglobin concentration, initial age, total duration of follow-up and family income. The average hemoglobin gain due to the intervention was 4.0 g/l, with a fall of more than 50% in the prevalence of anemia among the children. The intervention was particularly effective in preventing declines in hemoglobin concentration during the first two years of life. This study demonstrates that long-term preventive weekly iron supplementation for preschool children significantly reduces the risk of anemia under conditions similar to those possible in routine public health programs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Efeito do aleitamento artificial à base de soro de queijo de leite cabra sobre as características da carcaça e da carne de cabritos "mamão" do tipo genético three cross/ Influence of the replacement of cow milk by goat milk cheese whey on meat composition carcass characteristics of three cross suckling kids

Beserra, Frederico José; Bezerra, Luciana Cristina Nogueira de Moraes; Silva, Elisabeth Mary Cunha da; Silva, Cláudio Ernani Mendes da
2003-10-01

Resumo em português Avaliou-se a influência da substituição parcial na etapa de alimentação líquida do leite de vaca por soro de queijo de cabra (SLC) sobre alguns aspectos qualitativos da carne e quantitativos da carcaça de cabritos "mamão" Three cross (½ Anglonubiana x ¼ Pardo-Alpina x ¼ Moxotó), em quatro níveis: 0% (Tratamento1); 20% (Tratamento2); 40% (Tratamento3) 60% (Tratamento 4). Os pesos vivos ao abate (84 dias) mostraram-se homogêneos (10,88 a 13,42kg), assim como o (mais) rendimento de carcaça (44,62 a 47,86%) e a área do Longíssimus dorsi (9,55 a 10,80cm²). 0 Tratamento 2 apresentou os maiores teores de tecido muscular (48,37%). A composição centesimal mostrou valores médios entre 76,78 a 77,62% de umidade; 20,39 a 21,43% de proteína; 4,86 a 6,59% de gordura e 1,06 a 1,14% de cinza. Para os minerais estudados, os valores médios variaram de 16,77 a 35,68mg/100g para o cálcio; 110,33 a 153,90mg/100g para o fósforo; 1,29 a 2,17mg/100g para o ferro; 0,72 a 1,30mg/100g para magnésio; 128,86 a 165,94mg/100g para o sódio e 404,88 a 504,73mg/100g para o potássio. Concluiu-se que os níveis de soro de leite de cabra utilizados, de uma maneira geral, não tendo influenciado de forma significativa (P Resumo em inglês In this study, the influence of the replacement of cow milk by goat cheese whey on some quality aspects of meat and on some aspects of carcass composition of suckling kids Three cross (½ Anglonubiana x ¼ Pardo-Alpina x ¼ Moxotó) was evaluated. The replacements goat cheese whey levels were: 0% (treatment 1); 20% (treatment 2); 40% (treatment 3); 60% (treatment 4). The values of live weight for all were statistically similar (10.88 to 13.42kg); the same happened to the (mais) carcass yield which ranged from 44.62 to 47.86% and to the Longissimus dorsi area (9.55 to 10.80cm²). The treatment 2 showed the highest contents of muscular tissue (48.37%). Proximal composition of the meat showed mean values ranging from 76.78 to 77.62% for moisture; 20.39 to 21.43% for protein; 4.86 to 6.59% for fat and 1.06 to 1.14% for ash. There was no significant difference among treatments. For mineral composition mean values ranged from 16.77 to 35.68mg/100g for calcium; 110.33 to 153.90mg/100g for phosphorus; 1.29 to 2.17mg/100g for iron; 0.72 to 1.30mg/100g for magnesium; 128.86 to 165.94mg/100g for sodium and 404.88 to 504.73mg/100g for potassium. It was concluded that the whey levels used in this study, did not influence in the parameters analyzed (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Aleitamento materno e uso de medicamentos durante a lactação/ Breastfeeding and use of medications during lactation

Del Ciampo, Luiz Antonio; Ferraz, Ivan Savioli; Daneluzzi, Julio Cesar; Ricco, Rubens Garcia; Martinelli Junior, Carlos Eduardo
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Conhecer aspectos da utilização de medicamentos durante o período de aleitamento materno entre mães de crianças com idades iguais ou menores que seis meses. MÉTODOS: Estudo transversal descritivo, com entrevistas a todas as mães de crianças com idades iguais ou menores que seis meses, atendidas em serviço de atenção básica à saúde durante um período de seis meses, e que, por questionário estruturado, informaram sobre o consumo de medicamentos dur (mais) ante a lactação. RESULTADOS: Foram entrevistadas 502 mães, das quais 341 (68%) referiram ter utilizado um ou mais medicamentos. Destas, 316 (93%) seguiram prescrição de receitas médicas e 25 (7%) o fizeram por conta própria. Os medicamentos mais utilizados foram sais de ferro e vitaminas (59%), analgésicos/antitérmicos/antiinflamatórios (15%), hormônios (12%), antibióticos (7%), antieméticos (2%). Apenas três (1%) pacientes interromperam o aleitamento materno devido à necessidade da utilização de carbonato de lítio. CONCLUSÕES: Considerando-se que grande parte das lactantes utiliza algum medicamento durante o período de lactação, destaca-se a importância da divulgação de conhecimentos sobre fisiologia humana, bioquímica e das propriedades farmacológicas dos medicamentos, visto que o uso inadequado de fármacos e o desconhecimento de suas relações com o leite humano podem levar a prejuízos, tanto pela passagem do medicamento através do leite para o lactente, como pela interrupção precipitada do aleitamento materno. Resumo em inglês OBJECTIVE: Study the profile of medicines used by breastfeeding mothers of infants during the first six months of life. METHODS: This cross-sectional descriptive study enrolled all breastfeeding mothers of infants aged birth to six months, assisted at health care centers during a period of six months. A structured questionnaire regarding medicines used during theses 6-month breastfeeding period was answered by the mothers. RESULTS: 502 mothers were interviewed and 341 (68 (mais) %) of them informed the use of one or more medicines during the first six months of life of their breastfed infants. Of these, 316 (93%) followed medical prescriptions and 25 (7%) reported over-the-counter use. The most consumed medicines were iron preparations and vitamins (59%), followed by analgesic/antipyretic/anti-inflammatory drugs (15%), hormones (12%), antibiotics (7%) and medication for nausea (2%). Only three (1%) mothers had interrupted breastfeeding due to lithium carbonate treatment. CONCLUSIONS: considering that great part of lactating mothers uses some medicine during breastfeeding, it is important to improve the knowledge of health professionals regarding the relationships between lactation and medicines of common use, in order to reduce damages of inappropriate and inadvertent administration of medications through human milk, as well as to decrease inappropriate and early cessation of breastfeeding.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Tendência secular da anemia na infância na cidade de São Paulo (1984-1996)/ Secular trends in child anemia in S. Paulo city, Brazil (1984-1996)

Monteiro, Carlos Augusto; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Mondini, Lenise
2000-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência e a distribuição social da anemia na infância, estabelecer a tendência secular dessa enfermidade e analisar sua determinação, com base em dados coletados por dois inquéritos domiciliares realizados na cidade de São Paulo, SP, em 1984/85 e em 1995/96. MÉTODOS: Os inquéritos estudaram amostras probabilísticas da população residente na cidade com idade entre zero e 59 meses (1.016 em 1984/85 e 1.280 em 1995/96). Amostras de sangu (mais) e capilar obtidas por punctura digital foram coletadas nos dois inquéritos e analisadas com relação à concentração de hemoglobina. O diagnóstico da anemia correspondeu a concentrações inferiores a 11 g/dL. O estudo da distribuição social da anemia levou em conta tercis da renda familiar per capita em cada um dos inquéritos. A estratégia analítica para estudar os determinantes da evolução da prevalência da anemia na população empregou modelos hierárquicos de causalidade, análises multivariadas de regressão e procedimentos análogos aos utilizados para calcular riscos atribuíveis populacionais. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Houve entre os inquéritos redução significativa na concentração média de hemoglobina (de 11,6 g/dL para 11,0 g/dL) e aumento significativo na prevalência de anemia (de 35,6% para 46,9%). Essa evolução desfavorável foi observada em ambos os sexos, em todas as faixas etárias e em todos os estratos econômicos da população. A evolução tendeu a ser ainda mais desfavorável para o terço mais pobre das crianças da cidade, o que determinou o agravamento das desvantagens desse estrato frente aos demais. Determinantes distais (renda familiar e escolaridade materna) e proximais (tipo de aleitamento) da anemia evoluíram favoravelmente entre os inquéritos e, assim, não puderam explicar o aumento da enfermidade. A estabilidade apurada quanto à densidade de ferro na dieta, em valores inferiores às necessidades, justifica a elevada prevalência da enfermidade, mas não explica seu aumento. Resumo em inglês OBJECTIVE: Data from two consecutive households surveys undertaken in mid-80s and mid-90s allow to characterize and analyse secular trends in infant and child anaemia in the city of S. Paulo, Brazil. METHODS: The two surveys included random population samples aged from zero to 59 months (1,016 in the period of 1984-85 and 1,280 in 1995-96). Capillary blood samples, collected by digital puncture in the two surveys, were analysed regarding their haemoglobin concentration. T (mais) he anaemic status was determined when haemoglobin concentration was below 11 g/dL. For each survey, the study of the social distribution of child anaemia took into account tertiles of the per capita family income. For the study of the determinants of secular trends, hierarchical causal models, multivariate regression analyses and calculations analogous to the ones used to assess population attributable risks were applied. RESULTS/CONCLUSIONS: In the time span from the first to the second survey, there was a significant reduction in the average haemoglobin concentration (from 11.6 g/dl to 11.0 g/dl), as well as a considerable increase in anaemia prevalence (from 35.6% to 46.9%). Unfavourable trends were observed in both sexes, all age groups and all income strata. Trends were still less favourable among the poorest families, aggravating the social burden related to child anaemia. Changes in distal (family income and maternal schooling) and proximal determinants (breast or bottle-feeding) of child anaemia were positive in the study period and therefore they cannot explain the increase in the disease. A low iron diet could explain the high prevalence of anaemia in both surveys but could not explain its further increase.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Tendência secular da anemia na infância na cidade de São Paulo (1984-1996)/ Secular trends in child anemia in S. Paulo city, Brazil (1984-1996)

Monteiro, Carlos Augusto; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Mondini, Lenise
2000-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência e a distribuição social da anemia na infância, estabelecer a tendência secular dessa enfermidade e analisar sua determinação, com base em dados coletados por dois inquéritos domiciliares realizados na cidade de São Paulo, SP, em 1984/85 e em 1995/96. MÉTODOS: Os inquéritos estudaram amostras probabilísticas da população residente na cidade com idade entre zero e 59 meses (1.016 em 1984/85 e 1.280 em 1995/96). Amostras de sangu (mais) e capilar obtidas por punctura digital foram coletadas nos dois inquéritos e analisadas com relação à concentração de hemoglobina. O diagnóstico da anemia correspondeu a concentrações inferiores a 11 g/dL. O estudo da distribuição social da anemia levou em conta tercis da renda familiar per capita em cada um dos inquéritos. A estratégia analítica para estudar os determinantes da evolução da prevalência da anemia na população empregou modelos hierárquicos de causalidade, análises multivariadas de regressão e procedimentos análogos aos utilizados para calcular riscos atribuíveis populacionais. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Houve entre os inquéritos redução significativa na concentração média de hemoglobina (de 11,6 g/dL para 11,0 g/dL) e aumento significativo na prevalência de anemia (de 35,6% para 46,9%). Essa evolução desfavorável foi observada em ambos os sexos, em todas as faixas etárias e em todos os estratos econômicos da população. A evolução tendeu a ser ainda mais desfavorável para o terço mais pobre das crianças da cidade, o que determinou o agravamento das desvantagens desse estrato frente aos demais. Determinantes distais (renda familiar e escolaridade materna) e proximais (tipo de aleitamento) da anemia evoluíram favoravelmente entre os inquéritos e, assim, não puderam explicar o aumento da enfermidade. A estabilidade apurada quanto à densidade de ferro na dieta, em valores inferiores às necessidades, justifica a elevada prevalência da enfermidade, mas não explica seu aumento. Resumo em inglês OBJECTIVE: Data from two consecutive households surveys undertaken in mid-80s and mid-90s allow to characterize and analyse secular trends in infant and child anaemia in the city of S. Paulo, Brazil. METHODS: The two surveys included random population samples aged from zero to 59 months (1,016 in the period of 1984-85 and 1,280 in 1995-96). Capillary blood samples, collected by digital puncture in the two surveys, were analysed regarding their haemoglobin concentration. T (mais) he anaemic status was determined when haemoglobin concentration was below 11 g/dL. For each survey, the study of the social distribution of child anaemia took into account tertiles of the per capita family income. For the study of the determinants of secular trends, hierarchical causal models, multivariate regression analyses and calculations analogous to the ones used to assess population attributable risks were applied. RESULTS/CONCLUSIONS: In the time span from the first to the second survey, there was a significant reduction in the average haemoglobin concentration (from 11.6 g/dl to 11.0 g/dl), as well as a considerable increase in anaemia prevalence (from 35.6% to 46.9%). Unfavourable trends were observed in both sexes, all age groups and all income strata. Trends were still less favourable among the poorest families, aggravating the social burden related to child anaemia. Changes in distal (family income and maternal schooling) and proximal determinants (breast or bottle-feeding) of child anaemia were positive in the study period and therefore they cannot explain the increase in the disease. A low iron diet could explain the high prevalence of anaemia in both surveys but could not explain its further increase.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Avaliação nutricional de pacientes com cirrose pelo vírus da hepatite C: a aplicação da calorimetria indireta/ Nutritional assessment in patients with cirrhosis: the use of indirect calorimetry

Gottschall, Catarina Bertaso Andreatta; Álvares-da-Silva, Mário Reis; Camargo, Ana Cristina Riehs; Burtett, Renata Medeiros; Silveira, Themis Reverbel da
2004-12-01

Resumo em português RACIONAL: A desnutrição é freqüente em cirróticos, mas sua avaliação é difícil. A predição do gasto energético basal pela equação de Harris-Benedict não está validada neste grupo. A alternativa seria mensurá-la através da calorimetria indireta. OBJETIVOS: Realizar avaliação nutricional em cirróticos, aferir o gasto energético basal pela calorimetria indireta e compará-lo ao estimado pela equação de Harris-Benedict. MATERIAL E MÉTODOS: Estudaram-s (mais) e 34 adultos com cirrose pelo vírus da hepatite C, em acompanhamento ambulatorial, classificados de acordo com Child-Pugh e escore "model of end-stage liver disease". O gasto energético basal foi estimado pela equação de Harris-Benedict e medido pela calorimetria indireta. Avaliação nutricional foi realizada por antropometria, avaliação nutricional subjetiva global, dinamometria e inquérito recordatório. RESULTADOS: Em relação à classificação de Child-Pugh, 15 (44,2%) eram A, 12 (35,3%) B e 7 (20,6%) C e 33 (97,1%) apresentaram valores inferiores a 20 no escore "model of end-stage liver disease". O gasto energético basal estimado foi maior do que o medido (Harris-Benedict 1404,5 ± 150,3 kcal; calorimetria indireta 1059,9 ± 309,6 kcal). A prevalência de desnutrição variou entre os métodos (índice de massa corpórea, circunferência muscular do braço, avaliação nutricional subjetiva global, prega cutânea do tríceps e dinamometria: 0%; 5,9%; 17,6%; 35,3% e 79,4%, respectivamente). A ingestão calórica e protéica foi de 80% e 85% do recomendado, com inadequação na ingestão de cálcio, magnésio, ferro e zinco. CONCLUSÕES: A desnutrição foi freqüente. A dinamometria parece ser o melhor método para o diagnóstico. A ingestão foi inadequada. Considerando que o gasto energético basal estimado foi superior ao medido e a necessidade de maior aporte calórico, a utilização da equação de predição talvez possa substituir a calorimetria indireta. Resumo em inglês BACKGROUND: Malnutrition is frequent in cirrhotic patients, and its assessment is difficult. Functional assessment through a dynamometer is a simple method and could minimize these drawbacks. Harris-Benedict prediction formulae estimates the resting energy expenditure but has not been validated for this population. One alternative is the use of indirect calorimetry. AIM: To assess nutritional status in cirrhotic patients and estimates the resting energy expenditure throug (mais) h indirect calorimetry and compares it to Harris-Benedict. PATIENTS AND METHODS: Thirty four adult hepatitis C cirrhotic outpatients were studied, classified by Child-Pugh and model of end-stage liver disease score. The resting energy expenditure was predicted through Harris-Benedict and measured by indirect calorimetry. Nutritional assessment was done through anthropometry, subjective global assessment, hand-grip strength and a 3-day recall. RESULTS: Fifteen (44.2%) were Child-Pug A, 12 (35.3%) B and 7 (20.6%) C, and 33 (97.1%) had model of end-stage liver disease scores less than 20. The resting energy expenditure predicted was higher than the measured (Harris-Benedict 1404.5 ± 150.3 kcal; indirect calorimetry 1059.9 ± 309.6 kcal). The prevalence of malnutrition varied between methods (body mass index, muscle arm circumference, subjective global assessment, triceps skinfold thickness and hand-grip strength: 0; 5.9; 17.6; 35.3 and 79.4%, accordingly). Calories and proteins intake were 80% and 85% of recommended amounts and there was inadequate intake of calcium, magnesium, iron and zinc. CONCLUSION: Malnutrition was frequent and hand-grip strength seemed to be the most sensitive method for its diagnosis. Calories and protein intakes were inadequate. Considering that the predicted resting energy expenditure was higher than the measured one and the need to offer higher caloric intake, the use of the predicting equation may replace indirect calorimetry.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Mortes súbitas em bovinos associadas à carência de cobre/ Sudden deaths in cattle associated with copper deficiency

Marques, Ana Paula; Riet-Correa, Franklin; Soares, Mauro Pereira; Ortolani, Enrico Lippi; Giuliodori, Maurício Javier
2003-01-01

Resumo em português Foi estudado um surto de morte súbita em bovinos no sul do Rio Grande do Sul. Nos animais necropsiados não foram observadas lesões macroscópicas ou microscópicas significativas. Para testar se as mortes súbitas teriam sido causadas por plantas tóxicas, 13 espécies de plantas foram coletadas e administradas a coelhos num total de 440 a 600 g/ kg de peso vivo num período de 7 dias. Os resultados foram negativos. Os teores de cobre no fígado dos bovinos foram muito (mais) baixos (3,6±1,6 ppm-base seca) sugerindo que as mortes foram causadas por deficiência de cobre. Cinco amostras de pasto, coletadas no local do surto, apresentaram teores normais de Cu (8,4±0,8 ppm-bs) e S (0,2%±0,03%-bs), mas altos teores de Fe (522±122 ppm-bs). Um grupo de 10 novilhas foi suplementado com Cu subcutâneo. Este grupo e um grupo controle foram mantidos em área similar à da ocorrência do surto. Teores séricos de Cu, S, Fe, Mo e ceruloplasmina foram determinados bimensalmente durante um ano de experimento. Os teores médios de Cu (1,76±1,06 a 10,34±3,1 µmol/l no grupo controle e 3,86±1,53 a 10,61±1,34 µmol/l para o grupo suplementado) e ceruloplamina (6,59±3,93 a 18,61±4,14 mg/l para o grupo controle e 10,35±5,48 a 32,49±6,05 mg/l para o grupo suplementado) foram significativamente maiores no grupo suplementado (P=0,0046 para o Cu e P=0,0001 para a ceruloplasmina), mas a maioria das amostras tiveram teores abaixo do normal em ambos os grupos. Houve uma correlação entre os teores de Cu e os de ceruloplasmina (r=0,67, P=0,05). Em ambos os grupos os teores séricos de Fe (40,09±5,22 a 78,48±28,23 µmol/l) estiveram acima dos teores normais. Amostras de forragens foram coletadas bimensalmente em sete pontos do campo onde ocorreu o surto para determinação de Cu, Mo, S, Fe e proteína. Os teores de Cu (1,36±0,56 a 4,76±1,15 ppm-bs) estiveram abaixo dos requerimentos. Os teores de Mo (0,17±0,06 a 0,96±0,47 ppm-bs) estiveram dentro da normalidade. Valores de S (0,21±0,04% a 0,5±0,17%) e Fe (172,92±62,64 a 437,24±205,44 ppm-bs) alcançaram, ocasionalmente, níveis tóxicos. Teores de proteína variaram de 7,77±2,6% a 13,16±3,02%. Seis amostras de água e 6 amostras de pasto submerso foram coletadas no fim do experimento quando o campo estava inundado. Altos teores de Fe (169, 23±83,49 ppm) e S (0,06±0,03%) foram encontrados na água. Os teores de Fe e S no pasto submerso foram de 469,5±218,28 ppm e 0,19±0,05%, respectivamente. Os resultados obtidos sugerem que as mortes súbitas foram causadas por deficiência de Cu. Três fatores parecem ser responsáveis pela deficiência de Cu: 1) altos teores de Fe na pastagem e na água; 2) ocasionalmente baixos teores de Cu na pastagem; e 3) ingestão de S acima dos requerimentos, devido aos teores ocasionalmente altos na pastagem e na água. O surto descrito é similar a outros surtos de morte súbita em bovinos descritos no sul do Rio Grande do Sul durante o inverno, que foram, também, associados a baixos teores de cobre no fígado. As regiões onde ocorre a enfermidade são caracterizadas por solos arenosos e ácidos com inundações freqüentes durante o inverno. Em solos ácidos periodicamente inundáveis o ferro é solubilizado e absorvido pelas plantas, diminuindo o conteúdo de Cu na forragem e aumentando os teores de Fe. Esta parece ser a maior razão para a deficiência de cobre na região. Resumo em inglês An outbreak of sudden death was observed in cattle in southern Brazil. No significant gross or microscopic lesions were found in 10 cattle at post-mortem examination. To test if the sudden deaths were caused by a toxic plant, 13 weeds were collected and given to rabbits at a total of 440 to 600 g per kg body weight within 7 days. Results were negative. Mean copper levels of the liver in 10 cattle were very low (3.6±1.6 ppm-dry matter) suggesting Cu deficiency as the caus (mais) e of the disease. Five samples of pasture collected during the outbreak had normal levels of Cu (8.4±0.8 ppm-d.m.) and S (0.2%±0.03-d.m.), but high levels of Fe (522±122 ppm-d.m.). One group of 10 heifers was supplemented with Cu subcutaneously. This group and a similar control group were maintained in the same area where the outbreak occurred. Serum levels of Cu, S, Fe, Mo and ceruloplasmin were determined bimonthly in both groups during one year. Mean serum levels of Cu (1.76±1.06 to 10.34±3.1 µmol/l for the control group and 3.86±1.53 to 10.61±1.34 µmol/l for the treated group) and ceruloplasmin (6.59±3.93 to 18.61±4.14 mg/l for the control group and 10.31±5.48 to 32.49±6.05 mg/l for the treated group) were significantly higher in the supplemented group (P=0.0046 for Cu and P=0.0001 for ceruloplasmin), but they were below normal levels in most samples of both groups. Serum levels of Cu and ceruloplasmin were correlated (r=0.67; P=00.5). In both groups serum levels of Fe (40.09±5.25 to 78.48±28.23 µmol/l) were higher than normal levels. Samples of forage were collected bimonthly for determination of Cu, Mo, S, Fe and protein in 7 points of the paddock where the outbreak occurred. Levels of Cu (1.36±0.56 to 4.76±1.15 ppm-d.m.) were below the normal ranges. The concentration of Mo (0.17±0.06 to 0.96±0.47 ppm-d.m.) was within normal ranges. Levels of S (0.21±0.04% to 0.5±0.17%) and Fe (172.92±62.64 to 437.24±205.44 ppm-d.m.) were occasionally within toxic level. Levels of protein varied from 7.77±2.6% to 13.16±3.02%. Six samples of water and six of submersed pastures were collected at the end of the experiment when the paddock was flooded. High levels of iron (169.23±83.49 ppm-d.m. ) and S (0.06±0.03%) were found in the water. Levels of Fe and S in the submerse pasture were of 469.3±218.28 ppm and 0.19±0.05%, respectively. The results obtained suggest that the sudden deaths are due to Cu deficiency. Three factors seem to be responsible for the Cu deficiency: 1) high levels of iron in pastures and water; 2) occasionally low levels of copper in the pastures; and 3) the ingestion of S above the requirements due to the levels occasionally high in pastures and high in water. The outbreak reported is similar to other outbreaks of sudden deaths associated with low liver copper previously reported during winter in the same region of southern Brazil. This area is characterized by acid sandy soils with frequent flooding during this season. In periodically flooded acid soils iron is solubilized and absorbed by the plants, decreasing the Cu content and increasing the Fe content of forage. This seems to be the main reason for Cu deficiency in the region.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Subpopulações dos reticulócitos e fração de reticulócitos imaturos como indicadores de aumento da eritropoese em doentes com anemia por deficiência de ferro/ Reticulocyte subpopulations and immature reticulocyte fractions as indicators of increased erythropoiesi in patients with iron deficiency anaemia

João, Ana R.; Pinto, Sandra; Costa, Elísio
2008-01-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho é o de estudar as subpopulações dos reticulócitos e a fração de reticulócitos imaturos (IFR) enquanto indicadores de atividade eritropoética em pacientes com anemia por deficiência de ferro e determinar o seu grau de correlação com os marcadores tradicionais de deficiência de ferro. Estudamos um total de 96 indivíduos, com idades compreendidas entre os 20 e os 86 anos, divididos em dois grupos: indivíduos controle (n=30) e indivídu (mais) os com anemia por deficiência de ferro (n=66). A todos eles foi efetuado hemograma completo, incluindo contagem de reticulócitos e os seus índices de maturação, ferro, transferrina, ferritina e capacidade total de fixação do ferro. Os indivíduos com anemia por deficiência de ferro mostraram um aumento da proporção de IFR quando comparados com o grupo controle (15.02 ± 9.70% vs 6.43 ± 3.98%, p Resumo em inglês The aim of this work is to investigate reticulocyte subpopulations and immature reticulocyte fractions as indicators of bone marrow erythropoietic activity in patients with iron-deficiency anemia and their correlations with traditional hematological and biochemical markers of iron deficiency. A total of 96 individuals, aged 20 to 86 years old, were included in this study. These individuals were divided into two groups: healthy controls (n=30) and iron-deficiency anemia (n (mais) =66). Complete blood counts including reticulocytes and their subpopulations, iron, ferritin and transferrin and total binding capacity were determined in all individuals. Patients with iron-deficiency anemia had an increased proportion of immature reticulocyte fractions when compared with controls (15.02 ± 9.70% vs. 6.43 ± 3.98%, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Prevalência e fatores associados à deficiência de ferro em lactentes atendidos em um centro de saúde-escola em Belém, Pará, Brasil/ Prevalence and factors associated with iron deficiency in infants treated at a primary care center in Belém, Pará, Brazil

Neves, Márcia Bitar Portella; Silva, Edina Mariko Koga da; Morais, Mauro Batista de
2005-12-01

Resumo em português Determinar a prevalência de deficiência de ferro e fatores associados em lactentes. Neste estudo transversal, foram estudados 365 lactentes atendidos em um centro de saúde-escola, em Belém, Pará, Brasil. Anemia ferropriva (hemoglobina 11g/dl e ferritina 11g/dl e ferritina > (mais) 12µg/l), em 18,1%. Em 12,5% dos lactentes, não incluídos na avaliação dos fatores associados com a deficiência de ferro, encontraram-se hemoglobina 12µg/l. Os resultados do modelo de regressão logística mostraram associação entre deficiência de ferro (ferritina Resumo em inglês The objective was to verify the occurrence of iron deficiency and associated factors in infants. This cross-sectional study included 365 infants (defined here as 6-24 months of age) treated at a primary care center in Belém, Pará, Brazil. Iron-deficiency anemia (hemoglobin (mais) and ferritin

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Prevalência e fatores associados à deficiência de ferro em lactentes atendidos em um centro de saúde-escola em Belém, Pará, Brasil/ Prevalence and factors associated with iron deficiency in infants treated at a primary care center in Belém, Pará, Brazil

Neves, Márcia Bitar Portella; Silva, Edina Mariko Koga da; Morais, Mauro Batista de
2005-12-01

Resumo em português Determinar a prevalência de deficiência de ferro e fatores associados em lactentes. Neste estudo transversal, foram estudados 365 lactentes atendidos em um centro de saúde-escola, em Belém, Pará, Brasil. Anemia ferropriva (hemoglobina 11g/dl e ferritina 11g/dl e ferritina > (mais) 12µg/l), em 18,1%. Em 12,5% dos lactentes, não incluídos na avaliação dos fatores associados com a deficiência de ferro, encontraram-se hemoglobina 12µg/l. Os resultados do modelo de regressão logística mostraram associação entre deficiência de ferro (ferritina Resumo em inglês The objective was to verify the occurrence of iron deficiency and associated factors in infants. This cross-sectional study included 365 infants (defined here as 6-24 months of age) treated at a primary care center in Belém, Pará, Brazil. Iron-deficiency anemia (hemoglobin (mais) and ferritin

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Estudo comparativo da matéria orgânica de diferentes classes de solos de altitude do sul do Brasil por técnicas convencionais e espectroscópicas/ Comparative study of organic matter from different high-altitude soil classes in south Brazil by conventional and spectroscopic techniques

Dick, Deborah Pinheiro; Silva, Letícia Barros da; Inda, Alberto Vasconcellos; Knicker, Heike
2008-12-01

Resumo em português A região dos Campos de Cima da Serra, RS, apresenta solos com elevados teores de matéria orgânica (MOS), sendo freqüente teores altos de Al trocável. A proposta deste trabalho foi investigar a qualidade da MOS de amostras de camadas superficiais (0 a 10 cm) de oito solos representativos da região (dois Neossolos, dois Gleissolos, três Cambissolos e um Latossolo) sob pastagem nativa, com os seguintes objetivos: avaliar seu comportamento diante da desmineralização (mais) da amostra com solução de HF; determinar a sua composição química; e investigar a influência do Al trocável e dos óxidos de Fe na qualidade da MOS. A matéria orgânica foi concentrada com solução de HF 10 cL L-1 e posteriormente avaliada por análise elementar e espectroscopias de FTIR e de RMN 13C CP/MAS. A fração da massa recuperada (5,8 a 10 %) após tratamento com HF correlacionou-se com teor de C original do solo, enquanto a proporção de C recuperado (47 a 86 %) correlacionouse inversamente com o teor de óxidos de Fe. Esse resultado indica que parte da MOS encontra-se associada a esses minerais nesses ambientes. Os teores de estruturas C O-alquil totais (52 a 59 %) foram elevados e os valores de índice I1630/I2920(FTIR) foram baixos, evidenciando baixo grau de decomposição e de humificação da MOS desses solos. Resumo em inglês Soils in the region of Campos de Cima da Serra, RS, have high organic matter contents (SOM) and high levels of exchangeable Al. This study aimed to investigate the SOM quality of surface samples (0-10 cm) of eight representative soils from the region (two Neossols, two Gleissols, three Cambissols, one Latosol) under native pasture. The objectives were to evaluate the sample behaviour under demineralization with HF solution, to determine the chemical composition and the in (mais) fluence of exchangeable Al and iron oxides on it. The SOM was concentrated with 10 % (v/v) HF solution and then submitted to elemental analysis, FTIR and 13C NMR CP/MAS spectroscopy. The recovered mass after HF treatment (5.8 to 10 %) was correlated with the soil C content, while the recovered C (47 to 86 %) was inversely correlated with the Fe oxide content. This result indicates that part of the SOM in these soils is associated to these minerals. The proportion of total C O-alkyl groups was high (52 to 59 %) and the values for the I1630/I2920 index (FTIR) were low, evidencing a low humification and decomposition degree of SOM in these soils.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Efetividade de três esquemas com sulfato ferroso para tratamento de anemia em gestantes/ The effectiveness of three regimens using ferrous sulfate to treat anemia in pregnant women

Souza, Ariani Impieri de; Batista Filho, Malaquias; Ferreira, Luiz Oscar Cardoso; Figueirôa, José Natal
2004-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a efetividade de três esquemas de tratamento utilizando sulfato ferroso em gestantes anêmicas. MÉTODOS: O estudo foi desenvolvido no Centro de Atenção à Mulher do Instituto Materno Infantil de Pernambuco, em Recife, no período de maio de 2000 a dezembro de 2001. Realizou-se um ensaio clínico, aleatório e cego do ponto de vista laboratorial, utilizando comprimidos de 300 mg de sulfato ferroso para administração de 60 mg de ferro elementar. As g (mais) estantes foram alocadas em três grupos de tratamento, conforme a freqüência de administração do ferro: uma vez por semana (n =48); duas vezes por semana (n =53); e uma vez ao dia (n =49). Foram comparadas as concentrações de hemoglobina, volume corpuscular médio e ferritina. RESULTADOS: Antes da intervenção, os grupos eram homogêneos e apresentaram as seguintes médias e desvios-padrão nas concentrações de hemoglobina: 10,2 ± 0,5 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso uma vez por semana; 10,2 ± 0,6 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso duas vezes por semana; e 10,1 ± 0,6 g/dL para o grupo que recebeu sulfato ferroso uma vez ao dia. As médias de volume corpuscular médio foram, respectivamente: 88,5 ± 5,0; 87,6 ± 5,9; e 88,7 ± 5,1 fL. As medianas de ferritina foram 30,2; 37,1; e 52,9 ng/mL. Houve 27% de cura no esquema de uma vez por semana, 34% no grupo tratado duas vezes por semana e 47% no tratamento diário. Houve fracasso terapêutico (hemoglobina Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the effectiveness of three regimens employing ferrous sulfate to treat pregnant women with anemia. METHODS: The study was carried out at the Women's Health Center of the Pernambuco Institute of Maternal and Child Health in the city of Recife, Pernambuco, Brazil, from May 2000 to December 2001. A randomized clinical trial with blinded laboratory analysis was conducted. Iron (60 mg) was administered as 300-mg ferrous sulfate tablets. The women were al (mais) located to three treatment groups, according to the frequency of ingesting the tablets: once a week (48 women), twice a week (53 women), and once a day (49 women). The groups were compared for the values for hemoglobin (Hb) concentration, mean corpuscular volume, and ferritin before and after the treatment. RESULTS: Before the intervention, the groups were homogeneous. They had the following mean (± standard deviation) concentrations of hemoglobin: 10.2 ± 0.5 g/dL for the group receiving iron once a week, 10.2 ± 0.6 g/dL for the group receiving iron twice a week, and 10.1 ± 0.6 g/dL for the group receiving iron once a day. The means of corpuscular volume were, respectively: 88.5 ± 5.0 fL, 87.6 ± 5.9 fL, and 88.7 ± 5.1 fL. The respective medians for ferritin were 30.2 ng/mL, 37.1 ng/mL, and 52.9 ng/mL. The cure rate (Hb > 11 g/dL) was 27% in the patients treated once a week, 34% in those treated twice a week, and 47% in the women treated daily. Treatment failure (hemoglobin

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Efeito do pH do solo rizosférico e não rizosférico de plantas de soja inoculadas com Bradyrhizobium japonicum na absorção de boro, cobre, ferro, manganês e zinco/ Effect of pH of rhizospheric and non-rhizospheric soil on boron, copper, iron, manganese, and zinc uptake by soybean plants inoculated with Bradyrhizobium japonicum

Souza, Luiz Humberto; Novais, Roberto Ferreira; Alvarez V., Víctor Hugo; Villani, Ecila Mercês de Albuquerque
2010-10-01

Resumo em português Alterações no pH da rizosfera de plantas fixadoras de N2 parecem exercer papel fundamental na absorção de micronutrientes que têm sua disponibilidade dependente de alterações da acidez do solo. Estudaram-se variações na absorção de B, Cu, Fe, Mn e Zn durante o ciclo de crescimento e desenvolvimento da soja, induzidas pela fixação biológica de N2 e pelo pH inicial de amostras de dois solos (um LV argiloso e outro arenoso), em um ensaio conduzido em casa de ve (mais) getação. Essas amostras foram incubadas com doses de CaCO3 + MgCO3 (4:1) para elevar o pH (H2O) a valores de 5,2, 5,6, 6,2 e 6,6 no solo argiloso e 5,3, 5,6, 5,9 e 6,3 no solo arenoso. Após 60 dias de incubação, essas amostras receberam 450 mg dm-3 de P e 120 mg dm-3 de K no solo. Sementes de soja (Glycine max (L) Merrill), variedade Paranaíba, inoculadas com Bradyrhizobium japonicum, estirpes SEMIA 587 e SEMIA 5019, foram colocadas para germinar. Foram cultivadas quatro plantas por vaso (2,2 dm³) e colhidas aos 16, 20, 24, 28, 32, 36, 40, 46 e 54 dias após a emergência. Determinaram-se o pH da rizosfera (pHr), o pH do solo entre raízes - não rizosférico (pHnr), os teores de B, Cu, Fe, Mn e de Zn na parte aérea e raiz, o N apenas na parte aérea, o número de nódulos e o peso da matéria seca de parte aérea, raiz e nódulos. Observou-se que as mudanças ocorridas no pHr e pHnr foram dependentes do pH inicial dos solos (pHs) e da fixação biológica de N2. O acúmulo de B e de Fe na parte aérea não foi alterado pelos valores de pHr, modificados em função do pHs, exceto para o Fe no solo argiloso. Todavia, aumentos significativos no acúmulo destes nutrientes na parte aérea ocorreram com o aparecimento dos nódulos, a partir de 24 dias após a emergência. Para Cu, Mn e Zn, as diferenças apareceram sobretudo quanto ao pHs. O conteúdo de micronutrientes na planta revelou-se sensível a mudanças no pH rizosférico, principalmente após a nodulação. Resumo em inglês Changes in the pH of the rhizosphere of N2-fixing plants seem to play a key role in the uptake of micronutrient whose availability depends on changes in soil acidity. Variations in the B, Cu, Fe, Mn, and Zn uptake were studied during soybean development and growth cycle under the influence of biological N2 fixation and the initial pH of two soils samples (a clayey and a sandy Yellow Latosol; Oxisols), in a greenhouse experiment. These samples were incubated with rates of (mais) CaCO3 + MgCO3 (4:1) to raise the pH (H2O) to 5.2, 5.6, 6.2, and 6.6 in the clay soil and to 5.3, 5.6, 5.9, and 6.3, respectively, in the sandy soil. After 60 days of incubation, the soil samples were fertilized with 450 mg dm-3 P and 120 mg dm-3 K. Soybean (Glycine max (L) Merrill) seeds of the variety Paranaíba, inoculated with the strains SEMIA 587 and SEMIA 5019 of Bradyrhizobium japonicum were germinated. Four plants per pot (2.2 dm³) were grown and harvested 16, 20, 24, 28, 32, 36, 40, 46, and 54 days after emergence. The following variables were measured: pH of the rhizosphere (pHr), the non-rhizospheric soil pH (between roots) (pHnr), the B, Cu, Fe, Mn and Zn contents in shoots and roots, N in the shoot, number of nodules, and the shoot, root and nodule dry matter. It was observed that changes in pHr and pHnr depended on the initial soil pH (pHs) and on biological N2 fixation. The accumulation of B and Fe in the shoots was not influenced by the pHr values modified depending on the pH, except for Fe in the clay soil. However, nodules appeared 24 days after emergence and nutrient accumulation was significantly increased from then on. For Cu, Mn and Zn uptake seemed to be affected mainly by pHr. The micronutrient content in the plants proved to be sensitive to changes in the rhizospheric pH, particularly after nodulation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Diagnóstico de amebíase intestinal utilizando métodos coproscópicos e imunológicos em amostra da população da área metropolitana de Belém, Pará, Brasil/ Diagnosis of intestinal amebiasis using coproscopic and immunological methods in a population sample in Greater Metropolitan Belém, Pará, Brazil

Póvoa, Marinete Marins; Arruda, José Eduardo Gomes; Silva, Mônica Cristina de Moraes; Bichara, Cléa Nazaré Carneiro; Esteves, Paulo; Gabbay, Yvone Benchimol; Machado, Ricardo Luiz Dantas
2000-09-01

Resumo em português O artigo expõe a comparação de métodos de diagnóstico de Entamoeba histolytica em amostra da população de Belém do Pará. Foram analisadas amostras fecais de crianças e adultos (Grupo I), amostras fecais e soros de adultos (Grupo II) e material fecal de crianças (Grupo III). Nos grupos I e III foram empregados os métodos direto com lugol (MD), Faust e cols. (MFF) e ELISA (detecção de coproantígeno anti-GIAP de E. histolytica); no grupo II, MD, hematoxilina f (mais) érrica (HF), MFF, ELISA e reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para detecção de anticorpos IgG. A positividade encontrada foi de 10,50%, empregando (MD + MFF) e de 28,99% pelo ELISA. Não houve correlação entre positividade e grupo etário. No Grupo II (n = 87), a positividade encontrada foi de 4,59% pelos métodos coproscópicos (MD + MFF), 8,04% por HF, 4,59% pela RIFI e 21,83% pelo ELISA. O teste de ELISA foi o mais sensível para todos os grupos. Conclui-se que a RIFI ainda não é ferramenta útil para diagnóstico desta protozoose. O teste de ELISA, de fácil execução, foi feito em 1/3 do tempo usado para HF e RIFI, melhorando a qualidade do diagnóstico. Recomenda-se o ELISA como método de diagnóstico nos caso suspeitos de infecções com E. histolytica. Resumo em inglês We compare diagnostic methods for Entamoeba histolytica in fecal samples from the city of Belém, Pará, Brazil. We analyze stool samples from children and adults (Group I); stool and serum samples from adults (Group II); and stool samples from children (Group III). In groups I and III, we used direct examination with lugol (DM), Faust et al (FM), and ELISA (detection of E. histolytica anti-GIAP coproantigen) and in group II, DM, iron hematoxylin staining (IHS), FM, ELISA (mais) , and the indirect immunofluorescence test (IFAT) for detection of IgG antibodies. Positivity was 10.50% by DM plus FM and 28.99% by ELISA. There was no correlation between positivity and age group. In Group II (n = 87), the positive rate was 4.59% by DM plus FM, 8.04% by IHS, 4.59% by IFAT, and 21.83% by ELISA. The ELISA test was the most sensitive for all groups. IFAT alone is still not a useful tool for diagnosis of E. histolytica infection. The ELISA test is simple, performed in one-third of cases used for IHS and IFAT, and greatly improves quality of diagnosis. We recommend this as the method of choice for diagnosis of suspected E. histolytica infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Diagnóstico de amebíase intestinal utilizando métodos coproscópicos e imunológicos em amostra da população da área metropolitana de Belém, Pará, Brasil/ Diagnosis of intestinal amebiasis using coproscopic and immunological methods in a population sample in Greater Metropolitan Belém, Pará, Brazil

Póvoa, Marinete Marins; Arruda, José Eduardo Gomes; Silva, Mônica Cristina de Moraes; Bichara, Cléa Nazaré Carneiro; Esteves, Paulo; Gabbay, Yvone Benchimol; Machado, Ricardo Luiz Dantas
2000-09-01

Resumo em português O artigo expõe a comparação de métodos de diagnóstico de Entamoeba histolytica em amostra da população de Belém do Pará. Foram analisadas amostras fecais de crianças e adultos (Grupo I), amostras fecais e soros de adultos (Grupo II) e material fecal de crianças (Grupo III). Nos grupos I e III foram empregados os métodos direto com lugol (MD), Faust e cols. (MFF) e ELISA (detecção de coproantígeno anti-GIAP de E. histolytica); no grupo II, MD, hematoxilina f (mais) érrica (HF), MFF, ELISA e reação de imunofluorescência indireta (RIFI) para detecção de anticorpos IgG. A positividade encontrada foi de 10,50%, empregando (MD + MFF) e de 28,99% pelo ELISA. Não houve correlação entre positividade e grupo etário. No Grupo II (n = 87), a positividade encontrada foi de 4,59% pelos métodos coproscópicos (MD + MFF), 8,04% por HF, 4,59% pela RIFI e 21,83% pelo ELISA. O teste de ELISA foi o mais sensível para todos os grupos. Conclui-se que a RIFI ainda não é ferramenta útil para diagnóstico desta protozoose. O teste de ELISA, de fácil execução, foi feito em 1/3 do tempo usado para HF e RIFI, melhorando a qualidade do diagnóstico. Recomenda-se o ELISA como método de diagnóstico nos caso suspeitos de infecções com E. histolytica. Resumo em inglês We compare diagnostic methods for Entamoeba histolytica in fecal samples from the city of Belém, Pará, Brazil. We analyze stool samples from children and adults (Group I); stool and serum samples from adults (Group II); and stool samples from children (Group III). In groups I and III, we used direct examination with lugol (DM), Faust et al (FM), and ELISA (detection of E. histolytica anti-GIAP coproantigen) and in group II, DM, iron hematoxylin staining (IHS), FM, ELISA (mais) , and the indirect immunofluorescence test (IFAT) for detection of IgG antibodies. Positivity was 10.50% by DM plus FM and 28.99% by ELISA. There was no correlation between positivity and age group. In Group II (n = 87), the positive rate was 4.59% by DM plus FM, 8.04% by IHS, 4.59% by IFAT, and 21.83% by ELISA. The ELISA test was the most sensitive for all groups. IFAT alone is still not a useful tool for diagnosis of E. histolytica infection. The ELISA test is simple, performed in one-third of cases used for IHS and IFAT, and greatly improves quality of diagnosis. We recommend this as the method of choice for diagnosis of suspected E. histolytica infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Caracterização e qualidade de frutos de umbu-cajá (Spondias tuberosa X S. mombin) provenientes do Recôncavo Sul da Bahia/ Characterization and quality of umbu-caja fruits (Spondias tuberosa X S. mombin) procceeding from the Southern Reconcavo in Bahia

Santos, Márcio Barros dos; Cardoso, Ricardo Luís; Fonseca, Antonio Augusto de Oliveira; Conceição, Milene do Nascimento
2010-12-01

Resumo em português O Recôncavo Sul da Bahia apresenta uma significativa riqueza de fruteiras nativas com grande potencial alimentício. Além de indicativos etnológicos sobre seus usos como alimento, pouco se conhece sobre elas, principalmente sobre sua composição bromatológica. A exemplos destas fruteiras, encontram-se os frutos do umbu-cajá (Spondias tuberosa X S. mombin) que são amplamente consumidos in natura ou na forma de produtos processados em quase todo o Brasil. Devido à c (mais) rescente aceitação de seus produtos e à incessante busca por novos sabores, as agroindústrias vêm despertando o interesse tanto para o mercado interno quanto para exportações. Entretanto, apesar do forte interesse comercial, poucos estudos foram efetuados na busca de respostas sobre a sua composição. Nesse sentido, este trabalho teve o objetivo de efetuar a caracterização física, físico-química e mineralógica dos frutos de umbu-cajá cultivados nas condições climáticas do Recôncavo Sul da Bahia. Foram realizadas análises de peso do fruto e da casca; tamanho e diâmetro; percentagem de casca, semente e polpa; pH; sólidos solúveis totais; acidez titulável; relação sólido solúveis/acidez (Ratio); índice tecnológico; açúcares (redutores, não redutores e totais); vitamina C; proteína; umidade; lipídios; fibra bruta; amido; e minerais (fósforo, ferro, cálcio, sódio e potássio). Os frutos apresentaram tamanho grande (23,18g) com rendimento considerável de polpa (69,70 %) e razoáveis valores de açucares (7,49 %), acidez (1,32 %), fibras (1,36 %), vitamina C (8 mg /100g) e minerais ( Na-40 mg /100g; K-44mg /100g; P-17,76mg /100g; Fé-0,59mg /100g; e Ca-12,25mg /100g), demonstrando ser uma alternativa para o mercado de frutas in natura, bem como para a agroindústria na região. Resumo em inglês The Southern Reconcavo in Bahia has a significant wealth of native plants with high nutritional potential. Besides ethnological indicative of their uses as food, little is known about them, especially on their chemical composition. As examples of these plants, it can be found fruits of (Spondias tuberosa X S. mombin) that are widely consumed fresh or as processed products all over Brazil. Due to the increasing pro acceptance of its products and the continuing search for n (mais) ew flavors, agro-industries have attracted the interest for both the domestic market and exportation. However, despite the strong commercial interest, few studies have been conducted in search for answers about its composition. Thus, this work aimed to make the physical, physical-chemical and mineralogical composition of unripe fruits of umbu-caja grown in the climatic conditions of the southern Recôncavo in Bahia. Analysis were performed of fruit and bark weight; size and diameter; percentage of bark, seeds and pulp; pH; soluble solids; acidity; soluble solid relationship acidity (ratio); the technology index; sugars (reducing and non reducing and total); vitamin C; protein; moisture; lipids; crude fiber; starch; and minerals (phosphorus, iron, calcium, sodium and potassium). The fruits have large size (23,18g), with considerable pulp yield (69,70 %), reasonable values of sugars (7,49 %), total acidity (1,32 %), fiber (1,36 %), vitamin C (8 mg /100g) and minerals ( Na-40 mg /100g; K-44mg /100g; P-17,76mg /100g; Fe-0,59mg /100g; and Ca-12,25mg /100g), proving to be an alternative to the market of fresh fruits and for agribusiness in the region.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Anemia ancilostomótica: estudo da fisiopatologia/ Ancylostomotic anemia: a contribution to the study of its physiopathology

Maspes, Victório; Tamigaki, Michiru
1981-12-01

Resumo em português Foram estudados 17 casos de ancilostomose e determinados alguns parâmetros hematológicos como: dosagem de hemoglobina, do ferro sérico e da transferrina, contagem de hemácias, hematócrito, volume corpuscular médio (VCM) e hemoglobina corpuscular média (HCM). O estudo incluiu também a obtenção de alguns dados eritrocinéticos, como a determinação da velocidade de decaimento do ferro plasmático (T1V2 do 59Fe) e da incorporação do ferro à hemoglobina. O estud (mais) o radioisotópico permitiu ainda determinar o volume de sangue e a quantidade de hemoglobina perdida nas fezes, bem como o teor de ferro reabsorvido dessa hemoglobina. Estabeleceram também o grau de infecção através da contagem de ovos e de vermes nas fezes. Os doentes não apresentaram evidente alteração nutricional. A carência de ferro foi o fator comum a todos os casos que exibiram anemia, constituindo a base fisiopatológica da anemia ancilostomótica. O verme fixado à mucosa duodenal suga o sangue do hospedeiro e esta espoliação de sangue a longo prazo provoca a anemia. O volume de sangue perdido é geralmente proporcional ao grau de infecção, mas a quantidade de hemoglobina perdida mostrou ser independente do volume de sangue espoliado. A reabsorção de grande parte do ferro da hemoglobina perdida na luz intestinal concorre para que a anemia se estabeleça mais tardiamente que em outras hemorragias como a vaginal. Os indivíduos anêmicos foram submetidos a transfusões de sangue e com isso apresentaram melhora clínica e laboratorial, imediata mas temporária. A cura clínica foi estabelecida somente após tratamento adequado com vermífugos. Resumo em inglês Seventeen ancylostomotic patients was studied and several hematological parameters: hemoglobin level, serum iron level and transferrin, erythrocyte count, hematocrit, mean corpuscular volume (VCM) and mean corpuscular hemoglobin (HCM) was established. This study also included the determination of several erythrokinetic data such as plasma iron turnover and red cell iron turnover. Radioisothopic assays also permitted the estimation of blood volume and hemoglobin lost throu (mais) gh feces, as well as the amount of iron absorbed from this hemoglobin. The authors also established the intensity of the patient's infection by egg and worm counts. The patients presented no evident nutritional abnormality. Iron deficiency was the common factor found among those who had anemia, and it constitutes the physiopathologic basis of ancylostomotic anemia. The worms fixed on the intestinal epithelium suck the host's blood and this long-term blood spoliation produces anemia. The volume of blood lost is generally proportional to the degree of infection, but the fall in the patient's hemoglobin level was found to be independent of the spoliated blood volume. The great amount of iron which is absorved from the hemoglobin shed into the feces contributes to the later establishment of anemia as compared to that of other hemorrhages, as for instance, vaginal hemorrhages. The anemic patients were submitted to blood transfusions and thereafter presented an immediate although temporary clinical and laboratorial improvement. A steady clinical improvement, however, was established only after adequate worm therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Anemia ancilostomótica: estudo da fisiopatologia/ Ancylostomotic anemia: a contribution to the study of its physiopathology

Maspes, Victório; Tamigaki, Michiru
1981-12-01

Resumo em português Foram estudados 17 casos de ancilostomose e determinados alguns parâmetros hematológicos como: dosagem de hemoglobina, do ferro sérico e da transferrina, contagem de hemácias, hematócrito, volume corpuscular médio (VCM) e hemoglobina corpuscular média (HCM). O estudo incluiu também a obtenção de alguns dados eritrocinéticos, como a determinação da velocidade de decaimento do ferro plasmático (T1V2 do 59Fe) e da incorporação do ferro à hemoglobina. O estud (mais) o radioisotópico permitiu ainda determinar o volume de sangue e a quantidade de hemoglobina perdida nas fezes, bem como o teor de ferro reabsorvido dessa hemoglobina. Estabeleceram também o grau de infecção através da contagem de ovos e de vermes nas fezes. Os doentes não apresentaram evidente alteração nutricional. A carência de ferro foi o fator comum a todos os casos que exibiram anemia, constituindo a base fisiopatológica da anemia ancilostomótica. O verme fixado à mucosa duodenal suga o sangue do hospedeiro e esta espoliação de sangue a longo prazo provoca a anemia. O volume de sangue perdido é geralmente proporcional ao grau de infecção, mas a quantidade de hemoglobina perdida mostrou ser independente do volume de sangue espoliado. A reabsorção de grande parte do ferro da hemoglobina perdida na luz intestinal concorre para que a anemia se estabeleça mais tardiamente que em outras hemorragias como a vaginal. Os indivíduos anêmicos foram submetidos a transfusões de sangue e com isso apresentaram melhora clínica e laboratorial, imediata mas temporária. A cura clínica foi estabelecida somente após tratamento adequado com vermífugos. Resumo em inglês Seventeen ancylostomotic patients was studied and several hematological parameters: hemoglobin level, serum iron level and transferrin, erythrocyte count, hematocrit, mean corpuscular volume (VCM) and mean corpuscular hemoglobin (HCM) was established. This study also included the determination of several erythrokinetic data such as plasma iron turnover and red cell iron turnover. Radioisothopic assays also permitted the estimation of blood volume and hemoglobin lost throu (mais) gh feces, as well as the amount of iron absorbed from this hemoglobin. The authors also established the intensity of the patient's infection by egg and worm counts. The patients presented no evident nutritional abnormality. Iron deficiency was the common factor found among those who had anemia, and it constitutes the physiopathologic basis of ancylostomotic anemia. The worms fixed on the intestinal epithelium suck the host's blood and this long-term blood spoliation produces anemia. The volume of blood lost is generally proportional to the degree of infection, but the fall in the patient's hemoglobin level was found to be independent of the spoliated blood volume. The great amount of iron which is absorved from the hemoglobin shed into the feces contributes to the later establishment of anemia as compared to that of other hemorrhages, as for instance, vaginal hemorrhages. The anemic patients were submitted to blood transfusions and thereafter presented an immediate although temporary clinical and laboratorial improvement. A steady clinical improvement, however, was established only after adequate worm therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Absorção do ferro da fórmula para lactentes e do leite de vaca fortificado: modelo experimental em ratos recém-desmamados/ Iron absorption from infant formula and iron-fortified cow's milk: experimental model in weanling rats

Costa, Mariana de L.; Freitas, Karine de C.; Amancio, Olga M. S.; Paes, Ângela T.; Silva, Sylvia M. A. da; Luz, Jacqueline; Morais, Mauro B. de
2009-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar a absorção do ferro da fórmula de partida e do leite de vaca integral fortificado. MÉTODOS: Foram utilizados 24 ratos machos Wistar recém-desmamados, mantidos em gaiolas metabólicas durante todo o período do experimento (10 dias). No primeiro dia, os animais foram distribuídos em três grupos semelhantes quanto ao peso, comprimento, hematócrito e hemoglobina: 1) fórmula de partida para lactentes; 2) leite de vaca integral em pó fortificado co (mais) m a mesma quantidade e tipo de sal de ferro da fórmula; e 3) controle - leite de vaca integral em pó não fortificado com ferro. Água e dieta foram oferecidas ad libitum com mensuração do volume consumido. Peso, hematócrito e hemoglobina foram mensurados no quinto e no 10º dia do experimento, quando foram analisados também comprimento, sangue oculto nas fezes e teor de ferro hepático. RESULTADOS: O grupo 1 ingeriu menor volume de dieta (450,5±26,50 mL) que os grupos 2 (658,8±53,73 mL) e controle (532,7±19,06 mL; p Resumo em inglês OBJECTIVE: To compare iron absorption from infant formula and iron-fortified cow's milk. METHODS: Twenty-four weanling Wistar rats were maintained in metabolic cages during the whole experiment (10 days). On the first day, the animals were divided into three similar groups according to their weight, length, hematocrit and hemoglobin levels: 1) infant formula; 2) powdered whole cow's milk fortified with iron in the same quantity and type as the formula; 3) control - powder (mais) ed whole cow's milk not fortified with iron. Deionized water and diet were offered ad libitum, and the volume consumed was measured. Weight, hematocrit, and hemoglobin levels were measured on the fifth and 10th days when length, fecal occult blood, and hepatic iron levels were also analyzed. RESULTS: Group 1 consumed less diet (450.5±26.50 mL) than group 2 (658.8±53.73 mL) and control group (532.7±19.06 mL, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)