Sample records for iodine 131
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Radioiodoterapia do carcinoma diferenciado da tireoide: impacto radiológico da liberação hospitalar de pacientes com atividades entre 100 e 150 mCi de iodo-131/ Radioiodine therapy of differentiated thyroid cancer: radiologic impact of out-patient treatment with 100 to 150 mCi Iodine-131 activities

Sapienza, Marcelo Tatit; Willegaignon, José; Ono, Carla Rachel; Watanabe, Tomoco; Guimarães, Maria Inês Calil Cury; Gutterres, Ricardo Fraga; Maréchal, Maria Helena da Hora; Buchpiguel, Carlos Alberto
2009-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar exposições decorrentes da radioiodoterapia ambulatorial do carcinoma diferenciado da tireoide (CDT) sobre os familiares dos pacientes e o meio ambiente. MÉTODOS: Administraram-se 100 a 150 mCi de (131I)NaI para tratamento ambulatorial de 20 pacientes com CDT. Monitorizaram-se com dosímetros termoluminescentes as doses de radiação recebidas por familiares (n = 27) e potenciais de dose nas residências. Também foram monitorizadas contaminação d (mais) e superfície e rejeitos radioativos. RESULTADOS: Registraram-se doses Resumo em inglês PURPOSE:To evaluate exposure and dosimetry to family members and environment due to outpatient radioiodine therapy of differentiated thyroid carcinoma. METHODS: Twenty patients were treated with 100-150mCi of iodine-131 on an out-patient basis. Family members dosimetry (n = 27) and potential doses inside the house were measured with thermoluminescent dosimeters. Surface contamination and radioactive wastes were also monitored. RESULTS: Less than 1.0 mSv doses were found i (mais) n 26 co-habitants and 2.8 mSv in a single case (inferior to the acceptable value of 5.0 mSv/procedure). Potential doses in the houses were inferior to 0.25 mSv, excluding the patients bedroom (mean value = 0.69 mSv). Surface contamination (mean = 4.2 Bq.cm-2) were below clearance levels. Radioactive wastes generated had a volume of 2.5 liters and a total activity estimated in 90 µCi, with a calculated exposure close to the background radiation levels. CONCLUSIONS: No radiological impact was detected after iodine therapy with 100-150 mCi on an out-patient basis followed by experienced professionals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Tratamento do carcinoma diferenciado da tireóide com iodo-131: intervenções para aumentar a dose absorvida de radiação/ Radioiodine therapy for differentiated thyroid carcinoma: methods used to increase the radiation absorbed dose

Sapienza, Marcelo Tatit; Endo, Irene Shimura; Campos Neto, Guilherme C.; Tavares, Marcia G.M.; Marone, Marília M.S.
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar medidas tomadas para aumentar a dose de radiação absorvida (DOSE) durante o tratamento do carcinoma diferenciado da tireóide (CDT) com iodo-131. MÉTODOS: As abordagens para aumentar a DOSE na radioiodoterapia são: redução da competição com iodo não-radioativo, estímulo da captação/retenção celular e aumento da atividade administrada. Revisaram-se os fundamentos e resultados de cada um destes métodos. RESULTADOS: Apesar de ser difícil co (mais) nfirmar aumento de sobrevida, existe relação direta entre a DOSE e a resposta no CDT. Diferentes abordagens permitem o aumento da DOSE nos tecidos, inferindo-se uma possível melhora na resposta dos tumores ao tratamento com iodo-131. Apesar do prognóstico relativamente benigno da doença, a melhoria da resposta é importante nos casos de alto risco, em que as alternativas de tratamento são limitadas. CONCLUSÕES: As intervenções descritas permitem aumentar a DOSE durante o tratamento do CDT, podendo ser empregadas para casos de alto risco. Resumo em inglês OBJECTIVES: Our aim was to analyze measures taken to increase the radiation absorbed dose (DOSE) during treatment of well-differentiated thyroid cancer (DTC) with iodine-131. METHODS: An increase in DOSE is achieved by: avoiding competition with non-radioactive iodine, stimulating cellular uptake/retention, increasing the administered activity. Basis and results of each one of these methods were reviewed. RESULTS: Although it is difficult to demonstrate an increase in sur (mais) vival, there is a direct relation between DOSE and tumoral response in DTC. Different approaches can be used aiming an increase in DOSE, with a possible improvement in tumoral response for treatment with iodine-131. Although DTC is a relatively benign disease, a better response to treatment is highly desirable in high-risk patients, who have few other options of therapy. CONCLUSIONS: An increase in DOSE during treatment of DTC can be achieved using the described interventions, which should be used in high-risk cases of DTC.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Proposta de metodologia para tratamento individualizado com iodo-131 em pacientes portadores de hipertireoidismo da doença de Graves/ Proposal of a methodology for individualized iodine-131 therapy for Graves' disease in patients with hyperthyroidism

Araujo, Francisco de; Melo, Rossana Corbo de; Rebelo, Ana Maria de Oliveira; Dantas, Bernardo Maranhão; Dantas, Ana Letícia A.; Lucena, Eder Augusto de
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Diferentes métodos são usados para determinar atividade do radioiodo para tratamento de hipertireoidismo (doença de Graves). Alguns não consideram a dose absorvida pela tireóide ou os parâmetros necessários para este cálculo. A relação entre dose absorvida e atividade administrada depende da meia-vida efetiva, da captação do iodo e da massa da tireóide de cada paciente. O objetivo deste trabalho é propor uma metodologia para tratamento individualiz (mais) ado com 131I em pacientes portadores de hipertireoidismo da doença de Graves. MATERIAIS E MÉTODOS: Usou-se um simulador de tireóide-pescoço desenvolvido no Instituto de Radioproteção e Dosimetria contendo solução de 131I, para calibração da gama-câmara e sonda cintilométrica do Serviço de Medicina Nuclear do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro. RESULTADOS: O campo de visão colimador-detector apresentou valores compatíveis com o tamanho da glândula para as distâncias de 25 cm (sonda de captação) e 45,8 cm (gama-câmara). Os fatores de calibração (cpm/kBq) foram 39,3 ± 0,78 e 4,3 ± 0,17, respectivamente. O intervalo entre 14 e 30 horas da curva de retenção permite o cálculo de atividade entre dois pontos, para determinação da meia-vida efetiva do iodo na tireóide. CONCLUSÃO: A utilização de equipamentos usualmente disponíveis em serviços de medicina nuclear é viável, tornando esta metodologia simples, eficaz e de baixo custo. Resumo em inglês OBJECTIVE: Several methods are utilized for determining the radioiodine activity in the treatment of Graves' disease (hyperthyroidism). Some of this methods do not take into consideration the thyroid absorbed dose or the necessary parameters for this estimation. The association between absorbed dose and administered activity depends on effective half-life, iodine uptake and thyroid mass of each patient. The present study was aimed at developing a methodology for individua (mais) lized 131I therapy for Graves' disease in patients with hyperthyroidism of the Graves' disease. MATERIALS AND METHODS: A neck-thyroid phantom developed at Instituto de Radioproteção e Dosimetria, containing a standard solution of 131I, was utilized for calibrating the scintillation gamma camera and uptake probe installed in the Department of Nuclear Medicine of the Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro. RESULTS: The view angle of the collimator/detector assembly presented values compatible with the thyroid gland size for distances of 25 cm (uptake probe) and 45.8 cm (scintillation gamma camera). Calibration factors were 39.3 ± 0.78 and 4.3 ± 0.17 cpm/kBq, respectively. The 14-30-hour interval in the retention curve allows the estimation of activity between two points for determining the effective iodine half-life in the thyroid. CONCLUSION: The utilization of equipment usually available in nuclear medicine clinics is feasible, so this is a simple, effective and low cost methodology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Inquérito sobre o uso do Iodo-131 no Brasil

Albino, Cláudio Cordeiro; Takahashi, Mirian Hideko; Senhorini Júnior, Sidney; Graf, Hans
2001-12-01

Resumo em português O iodo radioativo (RI) é uma forma de terapia efetiva e largamente aceita para a doença de Graves (DG) e o carcinoma diferenciado da tireóide (CDT), mas ainda há controvérsias sobre os critérios para seu uso. Para estabelecer a presente tendência na indicação do RI nós enviamos um questionário para os membros da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Sociedade Latino-Americana de Tireóide, com 3 casos-índices: DG, bócio nodular tóxico (BNT) e CDT. Para ca (mais) da caso havia questões sobre os procedimentos diagnósticos e terapia e algumas variantes clínicas que poderiam modificar a escolha terapêutica apresentada. Foram encaminhados cerca de 2.000 questionários, e obtivemos apenas 82 respostas (3,4%) que foram analisadas. A maioria dos respondedores definiu-se como endocrinologistas gerais (85%), trabalhando na região sul e sudeste do Brasil (80%) com mais de 20 anos de atendimento profissional e tendo os hospitais universitários como o principal local de trabalho (40%). No caso índex 1 (DG), 95% dos profissionais usaram as medidas de T3, T4 e TSH para o diagnóstico e 25% adicionaram o TRAb e a cintilografia tireoideana. As drogas anti-tireoideanas (DAT) foram a primeira escolha terapêutica em 72%, seguida pelo RI e cirurgia (26 e 1,3%). Nenhuma das variantes clínicas, como oftalmopatia severa, idade avançada ou volume do bócio modificou a escolha terapêutica. No caso 2 (BMT), o RI foi a primeira escolha terapêutica em 84% dos profissionais e a presença de sintomas compressivos foi a única variante que mudou essa tendência, quando a cirurgia foi a escolha principal. No caso 3 (CDT), quase todos os profissionais indicaram a tireoidectomia total. RI para os restos tireoideanos foi proposto por 45% dos respondedores, indiferente da captação residual, enquanto o restante o fez dependendo de diferentes valores de captação, indicando de 30 a 100mci. Esses dados demonstram que o uso do RI está aumentando no hipertireoidismo, mas ainda em menor grau que em outros países e que não temos uma uniformidade para o tratamento do CDT. Resumo em inglês Radioactive iodine is an effective and widely accepted therapy for Graves disease (GD) and differentiated thyroid carcinoma (DTC), but there still are some controversies about the criteria for its use. To establish the present tendency for radioiodine indication, we have sent questionnaires for members of The Brazilian Society of Endocrinology and Latin American Thyroid Society, with 3 index cases: GD, toxic nodular goiter (TNG) and DTC. For each case, questions were prop (mais) osed about diagnostic procedures and therapy with some clinical variants, which could modify the therapeutic choice. From the almost 2000 questionnaires sent only 82 replies (3.4%) were analyzed. Most of respondents defined themselves as general endocrinologists (85%), working in South and Southeast regions of Brazil (80%), with more than 20 years of professional activity and working mainly at University Hospitals (40%). In case index 1 (GD), 95% of the respondents used arrays of T3, T4 and TSH for the diagnosis and 25% added TRAb and thyroid scan. Antithyroid drugs (ATD) were the first choice for 72%, followed by radioiodine and surgery (26% and 1.3% respectively). None of clinical variants such as severe exophtalmos, older age or goiter size modified the therapy. In case 2 (TNG), radioiodine was the first therapy for 84% of professionals and the presence of compressive symptoms was the only variant that changed this tendency, when surgery was the main option. In case 3 (DTC), almost all indicated total thyroidectomy. Radioiodine for thyroid remnants was proposed by 45% of respondents, independent of residual uptake, while the remaining did so depending of different values of uptake, giving 30 to 100mCI. These data show that radioiodine use is increasing for hyperthyroidism, but still less than observed in other countries and that we do not have uniformity for treatment of DTC.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Efeito do propiltiouracil sobre a eficácia da dose terapêutica de iodo radioativo (I-131) no hipertiroidismo por doença de graves/ The effect of propylthiouracil on the efficacy of radioiodine (I-131) therapy in graves’ hyperthyroidism

Souza, Marcus V.L. de; Buescu, Alexandru; Vaisman, Mario; Souza, Honomar F. de; Luiz, Ronir Raggio
2006-12-01

Resumo em português Com objetivo de avaliar a influência das drogas antitiroidianas (AT) sobre a eficácia da dose terapêutica de iodo radioativo (DT), avaliamos retrospectivamente 226 prontuários de pacientes portadores de doença de Graves submetidos à DT no período entre 1990 e 2001: 58 pacientes sem antitiroidiano (AT), 119 em uso de propiltiouracil (PTU) e 49 em uso de metimazol (MMI). O estado funcional tiroidiano 9-12 meses pós-DT dividia os pacientes entre curados e não curado (mais) s. Níveis elevados de T4 livre, captação de 131I em 24 h tiveram influência negativa sobre a taxa de cura, assim como menor dose de iodo administrada e maior volume do bócio (p 4 ng/dl, maior volume do bócio, dose terapêutica Resumo em inglês Aiming at evaluating the effect of antithyroid drugs on the efficacy of radioiodine treatment (RAI) we retrospectively analyzed 226 patients with Graves’ disease hyperthyroidism submitted to RAI between 1990 and 2001: 58 patients without any antithyroid drug (ATD) prior to RAI, 119 patients using propylthiouracil (PTU) and 49 patients using methimazole (MMI) prior to RAI. Clinical and laboratory parameters 1 year after RAI defined their clinical status (cured or not cure (mais) d). High serum free T4 and 131-iodine uptake were negatively related with cure as well as lower RAI doses (mCi) and larger goiters (p 4 ng/dl, large goiter, RAI dose

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Avaliação experimental do atordoamento da tireóide em camundongos/ Experimental assessment of thyroid stunning in mice

Sapienza, Marcelo Tatit; Coelho, Bernardo Pedreira; Okamoto, Miriam R.Y.; Marques, Fábio L.N.; Watanabe, Tomoco; Ono, Carla Rachel; Costa, Paulo Aguirre; Hironaka, Fausto; Buchpiguel, Carlos Alberto
2001-12-01

Resumo em português OBJETIVO: O atordoamento do tecido tireoidiano após doses diagnósticas de iodo-131 é descrito como causa de baixa captação e resposta insatisfatória a doses terapêuticas subseqüentes. O objetivo do presente trabalho foi desenvolver um modelo experimental do atordoamento tireoidiano pós-actínico. MATERIAIS E MÉTODOS: Um total de 63 camundongos recebeu dose equivalente de 45 Sv na tireóide, mediante irradiação com iodo-123. Esta dose é similar à estimada par (mais) a os remanescentes tireoidianos após administração de 185 MBq (5 mCi) de iodo-131 para pesquisa de corpo inteiro. As medidas de captação tireoidiana de uma dose traçadora de iodo-131 foram efetuadas em subgrupos de nove animais, 2, 3, 5, 7, 12 e 26 dias após a irradiação. A captação nestes subgrupos foi correlacionada à de um grupo controle de nove animais não irradiados. RESULTADOS: A captação de iodo no grupo controle foi de 9,26%. Não foi observada variação significativa do valor médio de captação no período de tempo estudado. Houve aumento da variância das medidas efetuadas cinco dias após a irradiação, quando quatro dos nove animais apresentaram captação menor que 60% da média do grupo controle. CONCLUSÃO: Não houve queda sistemática da captação nos animais submetidos à dose de 45 Sv, notando-se, entretanto, tendência a maior flutuação na captação cinco dias após a irradiação. Estes achados podem ser decorrentes de diferenças interespécies ou podem indicar que o atordoamento com doses nesta faixa dependa de características individuais ou anormalidades funcionais prévias, que se somam ao efeito da radiação. Resumo em inglês OBJECTIVE: Thyroid tissue stunning after iodine-131 doses is a known cause of low uptake and unsatisfactory response to subsequent therapeutic doses. The objective of this study was to develop an experimental model of postactinic thyroid stunning. METHODS: A total of 63 mice received an equivalent dose of 45 Sv on the thyroid, by iodine-123 irradiation. This dose is similar to the estimated dose for the thyroidal remnants after administration of 185 MBq (5 mCi) of iodine- (mais) 131 for whole body scans. The thyroid uptake of iodine-131 tracer doses were measured in subgroups of 9 animals, 2, 3, 5, 7, 12 and 26 days after irradiation and compared to a control group. RESULTS: The iodine uptake in the control group was 9.26%. The mean uptake value variation during the studied period was not significant. There was an increase in variance of the measures performed 5 days after irradiation, when 4 of 9 animals presented uptake 60% lower than the control group mean. CONCLUSION: There was not a systematic uptake fall in the animals submitted to the 45 Sv dose, although there was a trend for higher fluctuation in the uptake 5 days after irradiation. These findings may be due to interspecies differences or may indicate that the stunning with such doses may depend on individual characteristics or previous functional thyroid abnormalities, in addition to the radiation effect.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Padronização do índice de captação do 123iodo em voluntários eutireóideos residentes em Porto Alegre

Marroni, Belmonte J.; Cembrani, Luciano; Butzke, Luana M.W.; Canani, Luís Henrique S.
2001-06-01

Resumo em português Recentemente disponível para uso comercial no Brasil, o iodo 123 (123I) apresenta várias vantagens em relação ao iodo 131 (131I) para estudos tireoideanos. O objetivo deste estudo foi a padronização de valores de referência para o índice de captação do 123I em 6 e 24 horas em uma amostra de indivíduos procedentes de Porto Alegre, RS. Uma equação sugerida para estimar a captação do radioiodo em 24 horas a partir dos valores de 6 horas também foi avaliada. T (mais) rinta e nove voluntários (29 mulheres, 10 homens, idade média 34 anos) eutireoideanos, foram submetidos ao teste de captação do 123I como descrito a seguir: 123I (CNEN - IEN, Rio de Janeiro) 0,037MBq foram administrados por via oral e a atividade na tireóide foi determinada 6 e 24 horas após, através da contagem na região cervical por 60 segundos. A captação foi expressa como percentual da dose administrada [Captação % = (contagens cervicais - contagens da coxa) / ( contagens do padrão - contagens do ambiente). A estimativa da captação em 24 horas foi feita através da equação: Captação 24 h % = 73,2 x Log10 (% captação em 6 horas) - 55,7. O valor médio da captação em 6 horas foi de 15,8 % ± 3,3 (I.C. 95% 9,4-22,2 %) e em 24 horas 24,6 % ± 6,4 (I.C. 95 % 12,7 - 36,1%). Uma correlação significativa entre os valores estimados e medidos em 24 horas foi encontrada (r = 0,55, p Resumo em inglês Recently 123 Iodine (123I) has become available for commercial use in Brazil. It has several advantages over the commonly used 131 Iodine (131I) for thyroidal studies. The aim of this study was to establish the reference values for thyroid 123I uptake at 6 and 24h in a sample of healthy individuals from Porto Alegre, RS. An equation for estimation of iodine uptake at 24h using the values of 6h was also evaluated. Thirty nine healthy volunteers (29 females, 10 males; mean (mais) age 34 years) without previous thyroid disease and normal thyroid function tests were submitted to thyroid 123I uptake test as follows: 123I (CNEN - IEN, Rio de Janeiro) 0.037MBq was administered orally and the activity in the thyroid gland was determined after 6 and 24h by counting over the neck during 60 seconds. The uptake was expressed as a percentage of administered dose corrected for extrathyroid (thigh) activity. The 24h 123I uptake was estimated from the equation: 24h % Uptake = 73.2 x Log10 (% Uptake 6h) - 55.7. The mean value at 6h was 15.8% ± 3.3 (95 % C.I 9.4-22.2 %) and at 24h was 24.6 % ± 6.4 (95 % C.I. 12.7 - 36.1 %). Significant correlation between estimated and measured values at 24h was found (r = 0.55, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

TSH recombinante no tratamento e seguimento de pacientes com carcinoma diferenciado de tireóide: uso na prática clínica/ Recombinant TSH in ablative therapy and follow-up of patients with differentiated thyroid carcinoma

Rosário, Pedro Weslley S. do; Fagundes, Tales Alvarenga; Purisch, Saulo; Padrão, Eduardo Lanza; Rezende, Leonardo Lamego; Barroso, Álvaro Luís
2005-06-01

Resumo em português Os estudos que avaliaram a eficácia e segurança do TSH recombinante no preparo dos pacientes com carcinoma diferenciado de tireóide (CDT) para o tratamento ablativo e no seguimento com tireoglobulina sérica (Tg) e varredura de corpo inteiro com iodo-131 foram revisados neste artigo. No acompanhamento após a terapia inicial, o TSH recombinante é eficaz na geração da Tg e para realização da varredura de corpo inteiro com radioiodo e apresenta vantagens sobre o hip (mais) otireoidismo iatrogênico, poupando os pacientes dos sintomas de hipotireoidismo e da piora da qualidade de vida induzida pela suspensão da levotiroxina, resultando em menor exposição a um TSH elevado, e reduzindo o período de afastamento das atividades. TSH recombinante é a forma de preparo indicada para o diagnóstico de metástases, tanto em pacientes de baixo (Tg após TSH recombinante), quanto de moderado ou alto risco (Tg e varredura com iodo-131 após TSH recombinante). Para terapia ablativa, os resultados são promissores com a dose de 100mCi na ablação de remanescentes, mas o hipotireoidismo ainda é preferível, exceto em pacientes que não alcançam a elevação desejada do TSH após a retirada da levotiroxina, com doenças de base que são agravadas pelo hipotireoidismo agudo e severo (cardiopatia e doença pulmonar graves, coronariopatia, função renal comprometida, passado de psicose por mixedema), indivíduos debilitados por doença avançada e idosos. Os estudos também mostram que a administração do TSH recombinante é segura, com poucos efeitos adversos leves ou moderados. Resumo em inglês The studies evaluating the efficacy and safety of recombinant TSH in the ablative therapy and follow-up of patients with differentiated thyroid carcinoma by serum thyroglobulin (Tg) measurement and iodine scanning were reviewed in this article. Recombinant TSH is comparable to hypothyroidism in the generation of Tg and in the execution of iodine-131 whole-body scanning, with the advantage of sparing patients from the symptoms of hypothyroidism and from impaired quality of (mais) life induced by levothyroxine withdrawal, in addition to a reduced exposure to elevated TSH and shorter absence from work, with recombinant TSH being the preparation indicated for the diagnosis of metastases in both low risk (Tg after recombinant TSH) and moderate or high risk patients (Tg and iodine-131 scanning after recombinant TSH). In the case of ablative therapy, the results are promising when using a dose of 100mCi for remnant ablation, but hypothyroidism is still preferred, except for patients in whom the desired TSH elevation after levothyroxine withdrawal is not achieved, patients with base diseases that are aggravated by acute and severe hypothyroidism (severe heart and lung disease, coronary disease, compromised renal function, history of psychosis due to myxedema), patients debilitated by advanced disease, and elderly individuals. The studies also show that the administration of recombinant TSH is safe, with few mild or moderate adverse effects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Efeitos agudos laringológicos e vocais da radioiodoterapia em pacientes com hipertireoidismo por doença de Basedow Graves/ Acute effects of radioiodine therapy on the voice and larynx of Basedow-Graves patients

Isolan-Cury, Roberta Werlang; Monte, Osmar; Cury, Adriano Namo; Andrada e Silva, Marta Assumpção de; Duprat, André; Marone, Marília; Almeida, Renata de; Iglesias, Alexandre
2008-04-01

Resumo em português A Doença de Graves constitui a forma mais comum de hipertireoidismo e três abordagens terapêuticas são atualmente utilizadas: uso de medicamentos antitireoideanos, cirurgia e iodo radioativo (I 131). Os efeitos do o I 131 e a indução precoce de hipotireoidismo são conseqüências da destruição induzida do I131 sobre o parênquima tireoideano. São poucos relatos encontrados na literatura acerca dos efeitos da radioioterapia sobre a laringe e conseqüentemente na (mais) produção vocal. OBJETIVO: Avaliar os efeitos agudos sobre a voz da radioiodoterapia em pacientes com hipertireoidismo por Doença de Basedow Graves. MATERIAL E MÉTODO: Estudo de corte contemporâneo longitudinal, prospectivo. Procedimentos: Investigação vocal, mensuração do tempo máximo fonatório de /a/ e relação s/z, análise freqüência fundamental (Software Praat), laringoscopia e análise perceptivo-auditiva em três momentos: pré-dose, 4 dias e 20 dias pós dose. Momentos baseados no perfil inflamatório do tecido tireoideano. RESULTADOS: Não houve mudanças estatisticamente significantes nos aspectos vocais e laringológicos nos três momentos avaliados. CONCLUSÃO: A radioiodoterapia não afeta a qualidade vocal. Resumo em inglês Graves's disease is the most common cause of hyperthyroidism. There are three current therapeutic options: anti-thyroid medication, surgery, and radioactive iodine (I 131). There are few data in the literature regarding the effects of radioiodine therapy on the larynx and voice. The aim and the AIM: os this study was: to assess the effect of radioiodine therapy on the voice of Basedow-Graves patients. MATERIAL AND METHOD: A prospective study was done. Following the diagno (mais) sis of Grave's disease, patients underwent investigation of their voice, measurement of maximum phonatory time (/a/) and the s/z ratio, fundamental frequency analysis (Praat software), laringoscopy and (perceptive-auditory) analysis in three different conditions: pre-treatment, 4 days, and 20 days post-radioiodine therapy. Conditions are based on the inflammatory pattern of thyroid tissue (Jones et al. 1999). RESULTS: No statistically significant differences were found in voice characteristics in these three conditions. CONCLUSION: Radioiodine therapy does not affect voice quality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Avaliação etiológica da hipertirotropinemia em crianças com síndrome de Down/ Etiological assessment of hyperthyrotropinemia in children with Down's syndrome

Dias, Vera M. A.; Nunes, Júlio C. R.; Araújo, Sabrina S.; Goulart, Eugênio M. A.
2005-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar a prevalência de hipertirotropinemia e estudar sua possível etiologia em crianças com síndrome de Down atendidas na Policlínica Municipal Antônio Cândido, em Belo Horizonte. MÉTODOS: Foram utilizados os dados dos prontuários de todas as crianças com síndrome de Down atendidas na policlínica para o cálculo da prevalência da alteração do hormônio estimulante da tireóide (TSH). As crianças que tiveram TSH elevado (maior que 5 µUI/ml) em (mais) pelo menos um exame foram convocadas para novas dosagens de TSH, T4livre, T4total e auto-anticorpo antiperoxidase (ATPO), realização de ultra-som da tireóide, tireograma com iodo-131 e teste de descarga do perclorato. As alterações encontradas nos exames das crianças que permaneceram com TSH elevado foram comparadas com as das que normalizaram os valores de TSH. RESULTADOS: Foram encontradas, em 169 crianças com síndrome de Down, 86 (50,8%) masculinas, idade entre 1-6 anos (mediana de 4 anos), 67 (39,6%) com TSH aumentado, as quais foram convocadas para novas avaliações, comparecendo 46. Nesses pacientes, o TSH se normalizou em 31 (67,4%); em 11 (23,9%) permaneceu entre 5-10µUI/ml; em três (6,5%) ficou acima de 10 µUI/mL; e em uma (2,2%) constatou-se hipertireoidismo. Os diagnósticos realizados nos pacientes com propedêutica completa (n = 34) foram: bócio (14,7%), hipoplasia (8,8%), tireoidite de Hashimoto (5,9%), defeito na organogênese de iodo (2,9%). Não se evidenciou relação entre as amplitudes dos valores de TSH e a persistência da hipertirotropinemia. Crianças com ATPO positivo estavam associadas a TSH elevado (p = 0,02). CONCLUSÕES: Na síndrome de Down, são freqüentes valores de TSH discretamente elevados e instáveis, sendo suas etiologias variáveis. A presença de ATPO mostrou-se importante no seguimento dessas crianças pelo risco potencial de evolução para doença tireoidiana manifesta. Resumo em inglês OBJECTIVE: To study the prevalence of increased TSH level and its probable cause in children with Down's syndrome treated at Policlínica Antônio Cândido. METHODS: The data were colleted using medical records of 169 patients. Of these, 46 patients, whose TSH increased at some time during their follow-up, were re-evaluated. In these patients, TSH, free T4, total T4 and thyroid peroxidase autoantibody (anti-TPO) levels were measured. Thyroid ultrasound, iodine-131 scintig (mais) raphy, and a perchlorate discharge test were performed. RESULTS: In 169 children, 86 (50.8%) of whom were male, aged between 1-16 years (median 4 years), 67 (39.6%) presented increased TSH levels. Out of these 67 patients, 46 were prospectively studied. In 31(67.4%) of them serum TSH returned to normal levels; in 11, TSH remained between 5 and 10 µU/ml, three (6.5%) had a TSH level over 10 µU/ml and one (2.2%) had hyperthyroidism. The diagnoses in 34 patients who were fully studied were: goiter in five (14.7%); Hashimoto's thyroiditis in four (5.9%); hypoplasia in three (6.5%) and iodide organification defect in one (2.9%). The increased TSH levels had a statistically positive relationship with anti-TPO (p = 0.02), but not with gender, abnormal ultrasound or scintigraphy findings. TSH levels did not have any relationship with persistent hyperthyrotropinemia. CONCLUSIONS: In patients with Down's syndrome, slightly elevated and transient TSH levels are frequently detected. Positive anti-TPO antibody test is a key factor in the follow-up of these patients because of its potential risk of progression to manifest thyroid disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Análise dosimétrica de acompanhantes de pacientes de medicina nuclear internados em quarto terapêutico/ Dosimetric analysis of persons accompanying nuclear medicine patients in the therapeutic room

Oliveira, Jetro Pereira de; Lopes, Márcia Maria dos Santos; Rosa, Luiz Antonio Ribeiro da; Fonseca, Léa Mirian Barbosa da; Corbo, Rossana
2008-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Este trabalho avaliou doses recebidas por acompanhantes que compartilharam o mesmo quarto terapêutico com pacientes tratados com câncer de tireóide ingerindo iodo-131 (131I) e comparou os resultados obtidos aos limites determinados pelas normas brasileiras de radioproteção. MATERIAIS E MÉTODOS: Avaliaram-se seis grupos de pessoas. Cada grupo foi formado por um acompanhante e um paciente, que compartilharam o mesmo quarto terapêutico. Realizaram-se, també (mais) m, 23 outros experimentos, sendo que nestes um simulador foi usado em substituição à segunda pessoa no quarto terapêutico. As atividades de 131I administradas aos pacientes foram de 3.700 MBq ou 5.550 MBq. Dosímetros termoluminescentes na forma de pó, fluoreto de lítio dopado com magnésio, titânio e sódio foram usados para a avaliação das doses. RESULTADOS: Os resultados mostraram que uma pessoa que compartilha o mesmo quarto terapêutico, durante dois dias, com um paciente tratado com 3.700 MBq ou 5.550 MBq de 131I, seguindo as orientações de radioproteção fornecidas pela equipe médica, é exposta a uma dose média de (0,51 ± 0,02) mSv, para um nível de confiança de 99%. CONCLUSÃO: De acordo com as normas brasileiras, do ponto de vista da radioproteção, não há impedimento acompanhar um paciente de medicina nuclear durante esse tratamento. Resumo em inglês OBJECTIVE: The present study evaluated the doses received by companions who had shared therapeutic rooms with patients undergoing treatment with 131-iodine (131I). The results were compared with the limits established by the Brazilian radiation protection regulatory standard. MATERIALS AND METHODS: Six pairs of persons (a patient and a companion sharing a same therapeutic room) were evaluated. Still, other 23 experiments were accomplished with a phantom replacing the comp (mais) anion. The therapeutic 131I activities given to the patients corresponded to 3700 MBq or 5550 MBq. Powdered lithium fluoride thermoluminescent dosimeters doped with magnesium, titanium and sodium were utilized for evaluating the doses. RESULTS: The results demonstrate that a person sharing a same therapeutic room, for two days, with a patient who had been given 3700 MBq or 5550 MBq of 131I, according to radioprotection recommendations, is exposed to a mean dose of (0.51 ± 0.02) mSv for a 99% confidence level. CONCLUSION: According to the Brazilian radiation protection standards there is no impediment for a person to accompany a nuclear medicine patient who has been given 3700 MBq or 5550 MBq of 131I during the patient stay in the therapeutic room.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Análise retrospectiva do resultado do tratamento com iodo radioativo em 120 pacientes tirotóxicos por doença de Basedow-graves

Di Ninno, Fernanda B.; Esteres, Roberto Z.; Marone, Marília M.S.; Silva, Magnus R.D.; Matsumura, Luiza K.; Hidal, Jairo T.; Furlanetto, Reinaldo P.; Maciel, Rui M.B.
1999-03-01

Resumo em português Estudamos retrospectivamente 120 pacientes (96 F/ 24 M) portadores de tirotoxicose por doença de Basedow-Graves submetidos à terapia com iodo radioativo (131I), que receberam inicialmente, para compensação da moléstia, drogas anti-tiroidianas (DAT). A indicação terapêutica posterior de radioiodo deveu-se a uma das seguintes condições clínicas: recidiva após compensação com DAT, falta de compensação devida à baixa aderência às DAT, bócios maiores que 60 (mais) g, idade avançada ou doença grave associada. As DAT foram suspensas uma semana antes da administração da dose de 131I, calculada pela fórmula: volume glandular (em g) X radiação efetiva (80 mCi/g de tecido) ¸ captação tiroideana de 24hs. Reavaliamos os pacientes por até 48 meses após a radioiodoterapia. As medianas iniciais de idade, bócio e captação tiroideana de 24hs dos 120 pacientes foram, respectivamente, 34 anos (17-69), 54,5g (20-210) e 73% (21-99). A evolução para hipotiroidismo foi gradual, com 15% dos pacientes a cada 6m até o 18º mês, seguidos de 2 a 5% dos pacientes a cada 6m até o 48º mês. O número de pacientes em tirotoxicose decresceu continuamente, representando 52,2% do total inicial após 6m, 25% após 18m e 6,7% após 48m. Ao final, 8 pacientes continuaram em tirotoxicose. O número de pacientes sem tirotoxicose após o tratamento com 131I, ou seja a soma daqueles em eutiroidismo com aqueles em hipotiroidismo com reposição com T4 (denominada por nós de "cura da tirotoxicose"), alcançou 46,8% dos pacientes em óm, 63,3% em 12m, 81,7% em 24m, 87,5% em 36m e 93,3% em 48m. O número de pacientes que apresentaram hipotiroidismo transitório, ou seja, elevação do TSH acima de 4,5 mU/L até 12m após a dose de 131I, com normalização posterior, foi 7,5%. Correlacionaram-se positivamente: a) valores iniciais de T3 e ausência de evolução para a cura da tirotoxicose (p=0,02); b) doses totais de 131I administradas, únicas ou múltiplas, em relação ao tempo de cura da tirotoxicose (p=0,01); c) dose de 131 l/volume glandular em relação ao tempo de cura da tirotoxicose (p=0,02). Os efeitos adversos incluíram exacerbação da tirotoxicose em 3 pacientes e dor na região cervical anterior em um, com reversão dos quadros em todos. Outras duas pacientes engravidaram após o dose terapêutica de 131I para a tirotoxicose e tiveram gestações sem intercorrência e recém-nascidos normais. Resumo em inglês We studied retrospectively the outcome of radioactive iodine therapy (RAI) in 120 thyrotoxic patients with Graves' disease (96 F/ 24 M) who were primarily treated with anti-thyroid drugs (ATD). The decision to use RAI was due either to relapse after ATD-induced remission, lack of compliance on ATD, goiter larger than 60g, old age or association with severe diseases. ATD were discontinued one week before RAI administration, calculated by the formula: glandular volume (g) v (mais) s. effective radiation (80 mCi/g of tissue) divided by 24h thyroid uptake (%). We reexamined the patients for 48 months after RAI. Medians of age, goiter size and 24h thyroid uptake were 34y (17-69), 54.5g (20-210) and 73% (21-99), respectively. After RAI, patients became gradually hypothyroid on a rate of 15%/ 6mo until the first 18mo, followed by a rate of 2-5%/ 6mo until the end of 48mo. The number of patients in thyrotoxicosis decreased continuously, being 52.2% 6mo after RAI, 25% after 18mo and 6.7% after 48mo; at the end of the study 8 patients were still thyrotoxic. The total of patients without thyrotoxicosis at the end of observation, that is, the sum of those in euthyroidism and hypothyroidism on T4 therapy ("cure of thyrotoxicosis") reached 46.8% in 6mo, 63.3% in 12mo, 81.7% in 24mo, 87.5% in 36mo and 93.3% in 48mo. Transient hypothyroidism, that is, elevation of TSH higher than 4.5 mU/L until 12mo after RAI, followed by normalization of TSH was found in 7.5% of patients. The following correlations were found in this study: a) initial T3 values and absence of cure of thyroxicosis (p=0.2); b) total RAI doses in relation to time for cure of thyrotoxicosis (p=0.01); c) dose of 131l/thyroid volume in relation to time for cure of thyrotoxicosis (p=0.02). Adverse effects included exarcebation of thyrotoxicosis in 3 patients and pain in the anterior cervical area in one, all reversible and of short duration. Two patients became pregnant after RAI but both gestations and their outcomes were normal.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Variante oncocítica do carcinoma medular: relato de caso/ Oncocytic variant of medullary thyroid carcinoma: case report

Dedivitis, Rogério A.; Di Giovanni, José Henrique; Silva, Grace F.C. da; Marinho, Larissa C.; Guimarães, André V.
2004-04-01

Resumo em português Tumores oncocíticos do sistema endócrino são um grupo de entidades raras descritas em diversos órgãos, incluindo a glândula tireóidea. O carcinoma medular pode excepcionalmente mostrar predomínio de células com alteração oncocítica, mas a imunorreatividade positiva para calcitonina costuma ser útil para o correto diagnóstico. Descrevemos o caso de paciente do sexo feminino, de 71 anos, com nódulo tireoidiano notado há 2 meses, de 5 cm, endurecido e sem ad' (mais) enopatia palpável significativa. A dosagem dos hormônios tireoidianos estava normal. A vascularização do nódulo, ao ultra-som com Doppler, era predominantemente central. O exame citopatológico revelou suspeita de neoplasia folicular com predomínio de células com alteração oncocítica. Foi realizada hemitireoidectomia. O exame histopatológico de congelação mostrou tratar-se de neoplasia folicular e a avaliação histopatológica do material incluído em parafina e imunoistoquímica concluíram tratar-se de carcinoma medular, variante oncocítica. A tireoidectomia foi totalizada em segundo tempo e a paciente recebeu dose terapêutica de 131I adjuvante, estando sem evidência de recidiva após 40 meses. O carcinoma medular deve ser considerado como diagnóstico diferencial nos casos incomuns de carcinoma tireoidiano com predomínio de células com alteração oxifílicas. Resumo em inglês Oncocytic tumors of the endocrine system are a group of rare entities described in several organs, including the thyroid gland. Medullary carcinoma can seldom show the predominance of cells with oncocytic changes but the positive immunostaining for calcitonin should be helpful for the correct diagnosis. We describe the case of a 71 year-old female Caucasian patient, with a hard 5 cm thyroid nodule for 2 months. There was no significant cervical adenopathy. Thyroid hormone (mais) levels were normal. The US-Doppler examination showed a centrally vascularized nodule. Cytopathology analyses was suspicious for follicular neoplasm with predominance of oncocytic cells, and a hemithyroidectomy was performed. Frozen section examination confirmed a follicular neoplasm and the definitive histopathological and immunohistochemical analyses was conclusive for a medullary carcinoma, oncytic variant. A total thyroidectomy was then performed, followed by adjuvant 131Iodine therapy. After a 40-month follow-up the patient is alive with no evidence of disease. Medullary carcinoma should be considered in the differential diagnosis of unusual thyroid carcinomas with predominance of cells with oncocytic changes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Valor da varredura com iodo antes da terapia ablativa em pacientes com carcinoma de tireóide/ Usefulness of iodine scanning before ablative therapy in patients with thyroid carcinoma

Rosário, Pedro Weslley Souza do; Cardoso, Ludmilla David; Fagundes, Tales Alvarenga; Barroso, Álvaro Luís; Rezende, Leonardo Lamego; Padrão, Eduardo Lanza; Purisch, Saulo
2005-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a relevância clínica da varredura pré-dose ablativa em pacientes com carcinoma diferenciado de tireóide. MATERIAIS E MÉTODOS: Analisamos a varredura com 131I e a tireoglobulina (Tg) sérica em hipotireoidismo antes da primeira terapia ablativa em 100 pacientes submetidos a tireoidectomia total, considerando a varredura clinicamente importante quando revelou metástases ressecáveis ou que foram tratadas com doses maiores que a inicialmente proposta (mais) (100 mCi de 131I), além dos casos sem captação e com Tg 10 ng/ml a varredura influenciou a conduta em 41% dos casos pela presença de metástases, e naqueles com Tg 10 ng/ml, sendo indicada nesta condição. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the clinical benefit of pre-ablation scanning in patients with differentiated thyroid carcinoma. MATERIALS AND METHODS: We assessed scannings and serum thyroglobulin (Tg) measurements before the first ablative therapy in 100 patients with hypothyroidism submitted to total thyroidectomy. Scanning was considered clinically significant when it showed resectable metastases or which were treated with higher doses than the initially proposed one (100 mCi (mais) of 131I), in addition to cases with no uptake and Tg levels 10 ng/ml, scanning influenced therapeutic management in 41% of the cases due to detection of metastases, while in patients with Tg 10 ng/ml and, therefore, should be used in these cases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Utilização do 131I no tratamento da doença de Basedow-Graves na infância e adolescência/ Radioactive iodine therapy for Graves' disease in childhood and adolescence

Monte, Osmar; Calliari, Luis Eduardo P.; Longui, Carlos A.
2004-02-01

Resumo em português Embora o diagnóstico da Doença de Graves (DG) na infância e adolescência seja relativamente fácil, seu tratamento ainda é controverso. Pode-se utilizar fármacos anti-tireoideanos (MMZ ou PTU), porém a incidência de efeitos adversos nessa faixa etária é maior que nos adultos e a taxa de remissão é baixa, mesmo com o uso prolongado. A cirurgia é pouco indicada como tratamento inicial, sendo realizada mais freqüentemente após recidiva do tratamento medicament (mais) oso e/ou devido aos seus efeitos adversos. A utilização da radioiodoterapia na infância e adolescência vem crescendo. Com doses adequadas, ocorre o desenvolvimento de hipotireoidismo em cerca de 90% dos casos num período de 3 a 6 meses. Os dados iniciais sugerem que o tratamento em crianças acima de 5 anos não parece estar associado a maior risco de carcinoma de tireóide. A prevalência de efeitos adversos é menor que na cirurgia. Pacientes que apresentam fatores clínicos ou laboratoriais de pior prognóstico evolutivo podem ter seu tratamento medicamentoso encurtado, sendo a indicação da radioiodoterapia realizada mais precocemente. Resumo em inglês While the diagnosis of Graves' disease in childhood and adolescence is relatively straightforward, its treatment remains controversial. The first choice therapy is the use of anti-thyroid drugs, although side effects are more frequent than in adults and remission is low. Surgery is not usually indicated as initial treatment. Instead, it is generally recommended after recidive of the disease or due to side effects of medical treatment. The use of radioiodine therapy is inc (mais) reasing in this age group, especially in North America, and control of the hyperthyroidism is achieved in 3 to 6 months in 90% of the cases. There is no evidence that radioiodine therapy is associated with a higher risk of thyroid cancer, and the occurrence of side effects is lower than surgery. Based on the positive results obtained with this therapy, patients with poor responsiveness to medical treatment should be considered for early radioiodine therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Tratamento do hipertireoidismo na infância e adolescência

Sandrini, Romolo; França, Suzana Nesi; Lacerda, Luiz de; Graf, Hans
2001-02-01

Resumo em português A Doença de Graves (DG) é responsável por mais de 90% dos casos de hipertireoidismo em crianças. Na DG, o hipertireoidismo é causado por anticorpos estimuladores dirigidos contra o receptor do TSH, conhecidos como TRAb (TRAb, Thyrotropin Receptor Antibody), que mimetizam os efeitos do TSH. O hipertireoidismo pode, ainda, ser devido a mutações nos genes do receptor do TSH ou da sub-unidade alfa da proteína G e secreção inadequada de TSH, ao passo que tireotoxicos (mais) e pode ser causada por tireoidite de Hashimoto ou tireoidite sub-aguda. O tratamento inicial da DG é feito com drogas antitireoidianas (DAT) e o tratamento definitivo com DAT, tireoidectomia ou 131I. Nenhum oferece segurança, efetividade e eutireoidismo permanente. beta-bloqueadores podem ser usados para diminuir os sinais adrenérgicos. As DAT inibem a síntese de T3 e T4 e agem sobre o sistema imune; o propiltiouracil (PTU) diminui a conversão periférica de T4 a T3. Recomenda-se PTU, 5-10mg/kg/dia, em três tomadas; ou metimazol, 0,5-1mg/kg/dia, em tomada única. L-tiroxina (100µg/m²/dia) deve ser adicionada quando se obtém o eutireoidismo. A taxa de remissão é muito baixa. Efeitos adversos leves (rash cutâneo, náusea, cefaléia, artralgias) são mais freqüentes, enquanto os mais graves (hepatite, vasculite, purpura fulminans e agranulocitose) raros. A recidiva pode ser tratada com novo ciclo de DAT, tireoidectomia ou 131I. A taxa de mortalidade com a cirurgia é baixa (0,08%) e o índice de cura é de 80%. O 131I é seguro e econômico. Ultimamente tem sido utilizado com maior freqüência como primeira opção de terapia definitiva em vários países. Doses elevadas são utilizadas para se obter ablação total da glândula. Repete-se o 131I se necessário. O hipotireoidismo (pós-cirurgia ou 131I) deve ser adequadamente tratado com l-tiroxina. A cirurgia e o 131I são indicados nos hipertireoidismos por mutações nos genes do receptor do TSH ou da sub-unidade alfa da proteína G. A cirurgia é a melhor opção nos tumores produtores de TSH. Na síndrome de resistência ao hormônio tireoidiano, T3 ou ácido tri-iodotiroacético (TRIAC) têm sido empregados. Causas de tireotoxicose por ruptura folicular são manejadas apenas com beta-bloqueadores. Resumo em inglês Graves’ disease (GD) is responsible for more than 90% of all cases of hyperthyroidism in children. Hyperthyroidism in GD is due to stimulating antibodies directed to TSH receptors, known as TRAb (Thyrotropin Receptor Antibody), that mimic the effects of TSH. Infrequent causes of hyperthyroidism include activating mutations of genes related to TSH receptors and G protein alpha subunit and inadequate secretion of TSH seen in pituitary TSH secreting tumors and thyroid hormo (mais) ne resistance syndrome (THRS) while thyrotoxicosis is seen in Hashimoto’s and subacute thyroiditis. Initial treatment of GD is done with antithyroid drugs (ATD) while definitive treatment is accomplished with either ATD, radioactive iodine (131I) or subtotal thyroidectomy. None of these alternatives is totally safe, effective and able to afford a permanent euthyroid state. beta-blockers can be used in all forms of hyperthyroidism to attenuate sympathetic signs. ATD inhibit T3 and T4 synthesis and show immunosuppressive effect. Propylthiouracil (PTU) reduces the T4 to T3 conversion. PTU, 5-10mg/kg/d, or methymazole, 0.5-1.0mg/kg, once a day, are commonly used. l-thyroxine, 100µg/m2/day should be added once the child is euthyroid. Remission rate is low. Mild adverse effects (rash, nausea, headache, and arthralgia) are not infrequent, whereas severe side effects (hepatitis, vasculitis, purpura fulminans and agranulocytosis) are fortunately rare. Recurrences can be treated with a new cycle of ATD, 131I or thyroidectomy. Mortality rate in thyroidectomy is low (0.08%) and the cure rate is around 80%. 131I is safe and cheap. It’s use as first choice therapy is increasing in different countries. High enough doses of 131I that lead to a complete ablation of the gland are advocated. Hypothyroidism should be adequately treated with l-thyroxine. Surgery and 131I are indicated to patients with TSH receptor and G protein alpha subunit gene mutations. Surgery also is the best treatment for pituitary TSH secreting tumors. In patients with THRS, T3 or triiodothyroacetic acid (TRIAC) have been used. Thyrotoxicosis due to follicular disruption is managed with beta-blockers.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Sialoadenite após terapia ablativa com altas doses de radioiodo no tratamento do carcinoma diferenciado de tireóide/ Sialoadenitis post-ablative therapy with high dose of radioiodine for treatment of differentiated thyroid cancer

Rosário, Pedro W.S.; Maia, Frederico F.R.; Barroso, Álvaro; Padrão, Eduardo L.; Rezende, Leonardo; Purisch, Saulo
2004-04-01

Resumo em português Oitenta e três pacientes que receberam 3,7GBq (100mCi) ou 7,4GBq (200mCi) de I-131 após a tireoidectomia total para carcinoma de tireóide foram avaliados clínica e laboratorialmente (dosagem da amilase sérica), seguida da varredura pós-dose. A sialoadenite foi definida na presença de hiperamilasemia (> 200U/L). Onze (13,25%) pacientes referiram dor local espontânea ou à mastigação após o tratamento. Observou-se hiperamilasemia em 31 (37,3%) pacientes no segund (mais) o dia pós-tratamento. No sétimo dia, houve normalização da amilase em todos. A sialoadenite sintomática foi maior nos pacientes com captação cervical residual que receberam 7,4GBq (70%). A captação em topografia de glândulas salivares esteve presente em 93,5% dos casos de sialoadenite (p Resumo em inglês We analyzed eight-three patients who received 3.7GBq (100mCi) or 7.4GBq (200mCi) after total thyroidectomy for thyroid cancer. This study consisted in clinical and lab analysis (amylase serum level), followed by iodine whole body scan. The sialoadenitis was defined by hyperamylasemia (> 200U/L). Eleven (13.25%) patients referred spontaneous local pain or after mastication post I 131 ablative therapy. Hyperamylasemia was detected in 31 (37.3%) patients in the second day af (mais) ter treatment. After seven days, serum amylase levels were in normal values in all patients. The symptomatic sialoadenitis was detected more frequently in patients with residual cervical uptake who received I-131 7.4GBq (70%). The uptake in topography of salivary glands was present in 93.5% of sialoadenitis cases (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Leucemia Mielóide Aguda t(8;21) após tratamento de hipertiroidismo com iodo radioativo: Leucemia secundária?/ Acute Myeloid Leukemia t(8;21) after treatment for hyperthyroidism using radioactive iodine: Secondary Leukemia?

Bahia, Daniella M.M.; Chauffaille, Maria L.F.; Romeo, Maura S.; Dias-Silva, Magnus R.; Kerbauy, José
2002-04-01

Resumo em inglês Acute leukemia following treatment with Iodine131 is a rare event. The possible carcinogenic effect of Iodine131 is still not clear and a large series of cases did not show an increased incidence of cancer. A case of AML t(8;21), three years after Iodine131 treatment for hyperthyroidism, is reported. Secondary AML with t(8;21) is described following exposure to drugs that target topoisomerase II and radiotherapy. The controversial potential of Iodine131 as a leukemogenic (mais) agent and the fact that t(8;21) is also found in de-novo AML, emphasize the problem in establishing a relationship between these events although this potential can not be ruled out.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Feocromocitoma/ Pheochromocytoma

Costa, Liane; Gomes, António Taveira
2008-01-01

Resumo em português O feocromocitoma é uma neoplasia rara, produtora de catecolaminas, cuja origem mais frequente é a medula su-pra-renal. Tem um amplo espectro de apresentações clínicas mas a tríade sintomática de cefaleias, palpitações e hipersudorese, acompanhada de hipertensão arterial é muito característica. As crises hipertensivas e os eventos cardiovasculares potencialmente fatais causados por esta neoplasia decorrem do efeito potente da estimulação adrenérgica e justi& (mais) #64257;cam a importância de um diagnóstico célere e de uma abordagem terapêutica eficaz no controlo sintomático e na prevenção de complicações. O diagnóstico de feocromocitoma é obtido por testes bioquímicos sanguíneos ou urinários em que se evidencie excesso de catecolaminas ou dos seus metabolitos. Estes devem ser realizados em todos os doentes com clínica sugestiva, nos indivíduos assintomáticos que apresentem um incidentaloma supra-renal ou naqueles em que exista predisposição genética conhecida (p.e. síndrome de neoplasias endócrinas múltiplas tipo 2, doença de von Hippel Lindau, neurofibromatose tipo 1, síndrome de paragangliomas familiares). A avaliação imagiológica de um feocromocitoma - através de TC (tomografia computorizada), RMN (ressonância magnética) ou estudos com ligandos funcionais, como a cintigrafia com MIBG-I131 (metaiodobenzilguanidina marcada com iodo radioactivo) - deve ser efectuada após confirmação diagnóstica e é muito útil na determinação da localização e dimensões tumorais. O tratamento definitivo de qualquer feocromocitoma, especialmente se funcionante e sintomático, é cirúrgico e, actualmente, consiste quase sempre na adrenalectomia total laparoscópica. O potencial de cura desta neoplasia, se diagnosticada e tratada atempadamente, é enorme mas, nos casos em que se constata invasão tumoral ou metastização, o prognóstico é bastante mais reservado. Resumo em inglês Pheochromocytoma is a rare, catecholamine-producing tumour, usually arising from the adrenal medulla. It has a highly variable clinical presentation but headaches, palpitations, sweating and arterial hypertension are very characteristic. The paroxysmal hypertensive crisis and the potentially fatal cardiovascular events that can occur are due to the powerful effect of the catecholamine stimulation. Therefore, a prompt diagnosis and therapeutical approach are strongly justi (mais) fied, in order to assure the rapid control of the symptoms and the prevention of complications. The diagnosis of pheochromocytoma lies in the biochemical identification of excessive production of catecholamines or their metabolites, either in blood or urine. These biochemical tests should be performed in every patient with suggestive signs or symptoms, in the asymptomatic patients with an adrenal incidentaloma and in those with recognized genetic syndromes which predispose to the disease (multiple endocrine neoplasia type 2, von Hippel-Lindau syndrome, neurofibromatosis type 1 syndrome, paraganglioma syndromes, etc.). The imaging techniques used to locate biochemically proven tumours are CT (computerized tomography), MRI (magnetic resonance imaging) and techniques with functional ligands, such as scintigraphy with MIBG - I131 (radioactive Iodine metaidobenzoguanidine). The definitive treatment for any pheochromocytoma, especially if it is functional and symptomatic, is surgical. Laparoscopic adrenalectomy is now the preferred surgical technique for the removal of pheochromocytoma. Pheochromocytoma has a great potential for cure, after early diagnosis and treatment, but it is much poorer when there is evidence of tumoral invasion or metastases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Dosimetria em folículos tireoidianos devido aos elétrons de baixa energia do iodo usando o método Monte Carlo/ Dosimetry in thyroid follicles due to low-energy electrons of iodine using the Monte Carlo method

Campos, Laélia; Silva, Frank da
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a dose absorvida em folículos tireoidianos devido aos elétrons de baixa energia, como os elétrons Auger e os de conversão interna, além das partículas beta, para os radioisótopos de iodo (131I, 132I, 133I, 134I e 135I) usando o método Monte Carlo. MATERIAIS E MÉTODOS: O cálculo da dose foi feito ao nível folicular, simulando elétrons Auger, conversão interna e partículas beta, com o código MCNP4C. Os folículos (colóide e células folicul (mais) ares) foram modelados como esferas, com diâmetros do colóide variando de 30 a 500 mm. A densidade considerada para os folículos foi a da água (1,0 g.cm-³). RESULTADOS: Considerando partículas de baixa energia, o percentual de contribuição do 131I na dose total absorvida pelo colóide é de aproximadamente 25%, enquanto os isótopos de meia-vida física curta apresentaram contribuição de 75%. Para as células foliculares, esse percentual é ainda maior, chegando a 87% para os iodos de meia-vida curta e 13% para o 131I. CONCLUSÃO: Com base nos resultados obtidos, pode-se mostrar a importância de se considerar partículas de baixa energia na contribuição para a dose total absorvida ao nível folicular (colóide e células foliculares) devido aos radioisótopos de iodo (131I, 132I, 133I, 134I e 135I). Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the absorbed dose in thyroid follicles due to low-energy electrons such as Auger and internal conversion electrons, besides beta particles, for iodine radioisotopes (131I, 132I, 133I, 134I and 135I) utilizing the Monte Carlo method. MATERIALS AND METHODS: The dose calculation was performed at follicular level, simulating Auger, internal conversion electrons and beta particles, with the MCNP4C code. The follicles (colloid and follicular cells) were m (mais) odeled as spheres with colloid diameter ranging from 30 to 500 mm, and with the same density of water (1.0 g.cm-³). RESULTS: Considering low-energy particles, the contribution of 131I for total absorbed dose to the colloid is about 25%, while the contribution due to short-lived isotopes is 75%. For follicular cells, this contribution is still higher achieving 87% due to short-lived iodine and 13% due to 131I. CONCLUSION: The results of the present study demonstrate the importance of considering low-energy particles in the contribution for the total absorbed dose at follicular level (colloid and follicular cells) due to iodine radioisotopes (131I, 132I, 133I, 134 I and 135I).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Doença nodular de tireóide/ Thyroid nodular disease

Graf, Hans
2004-02-01

Resumo em português A tireóide normal é uma estrutura homogênea na qual, com muita freqüência, observamos a formação de nódulos. Nódulos maiores que 1,0cm costumam ser detectados clinicamente pela palpação. Um exame cuidadoso pode demonstrar a presença de nódulos em, pelo menos, 4% da população. A etiologia da doença nodular de tireóide é multifatorial, compreendendo um espectro que vai do pequeno nódulo achado de forma incidental a um grande bócio multinodular intra-tor� (mais) �cico. Os principais aspectos com relação à avaliação diagnóstica estão relacionados à caracterização funcional e morfológica através do TSH sérico e algum tipo de imagem. Para afastar a malignidade, cuja incidência é praticamente a mesma em pacientes com nódulo solitário ou bócio multinodular (BMN), a punção aspirativa com agulha fina (PAAF) é o método de escolha. O nódulo único benigno de tireóide, frio ou quente à cintilografia, pode ser tratado com injeção percutânea de etanol ou cirurgia. O tratamento do BMN pode ser cirúrgico ou com radioiodo, se a captação de 131I for adequada. É provável que a introdução do TSH recombinante humano possa influenciar de forma importante o tratamento com 131I do BMN. O nódulo quente pode, ainda, ser tratado com 131I ou cirurgia. O tratamento supressivo com levotiroxina não é indicado no tratamento do nódulo benigno de tireóide. Resumo em inglês The thyroid gland is fairly homogeneous but nodules are frequent. Nodules greater than 1.0cm are usually palpable, but non-palpable nodules, smaller than 1.0cm are far more frequent. Thyroid nodular disease, the etiology of which is multifactorial, encompasses lesions, from the small incidentaloma to large multinodular intrathoracic goiter. The main diagnostic issues are related to the functional and morphological characterization using TSH measurements and image methods. (mais) Fine needle aspiration biopsy is the method of choice to rule out malignancy, the incidence of which is similar in single or multinodular goiter (MNG). MNG treatment can be surgical or radioactive iodine (131I) could be indicated if the 131I uptake is adequate. It is likely that the use of recombinant human TSH (rhTSH) will strongly change the application of 131I in MNG treatment. The benign single thyroid nodule, "cold" or "hot" at scintigraphy, can be treated with percutaneous ethanol injection. The "hot" nodule can also be treated by surgery or 131I.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Dietas com restrição de Iodo (DRI)

Wolff, Henry
1998-12-01

Resumo em português No contexto do manuseio do câncer diferenciado de tireóide com 131I, faz-se histórico e descrição das dietas com restrição de iodo (DRI). Elabora-se DRI mais abrangente e auto-explícita. Expõem-se mecanismos de aumento de captação pelas DRI, baseados na expoliação de iodo. Comprova-se a eficacia das DRI em favorecer expoliação e rastreamento; o possível benefício quanto a dose ablativa; não ter-se demonstrado efeito em dose terapêutica, quiçá por insu (mais) ficiente pesquisa; a importância de obter iodúria inferior a 50ug/dia ou 50ug/g creatinina, para prevenir contaminação e avaliar a eficácia e adesão a DRI. Diante da excessiva ingestão de iodo nos EUA, Reino Unido e países asiáticos, com resultante queda na atividade iodocaptante, deplora-se a escassa adoção de DRI, em relatos de centros de pesquisa, cuja credibilidade só é sustentável, admitindo-se tácita prescrição de DRI informal, raramente constando em "Materiais e Métodos". Outrossim, condena-se o aumento de dose de 131I, na contaminação: a rápida expoliação de iodo por DRI é eficiente e inócua. Comenta-se a inexistência de DRI publicada no Brasil, duvidando-se de sua necessidade, face à deficiência endêmica de iodo, em algumas regiões. O desconhecimento de seu conteúdo, e de eventual excesso, em alguns alimentos, conduz o autor a elaborar algoritmo: 1. Avaliação de quota de iodo alimentar das populações, ou 2. Exclusão de contaminação, pela medida da iodúria, ou 3. Prescrição de DRI. O autor propõe o axioma: "A DRI pode às vezes não ser benéfica, a contaminação é sempre maléfica". Resumo em inglês In the context of differentiated thyroid cancer management with radioiodine, a gradual description of low iodine diets (LIDs) is undertaken. A more ample and autoexplicit one is reported, as well as the mechanisms of uptake increase, based on iodine depletion. The efficiency of LIDs in favoring iodine depletion and scanning, as potentially useful for 131I ablation, but unsettled for 131I treatment, is examined under the distress of wanting research on the subject. The use (mais) fulness of urinary iodine assay to avoid contamination, to appraise adherence to, and efficiency of LIDs, is stressed. In face of increased intake of iodine in the USA, UK and Pacific regions, it is to regret the scarce LID adoption in reports, whose credibility stands only on the belief of tacit informal LID prescription, rarely inserted in "Material and Methods". It is disapproved too the increase in 131I dose, in case of contamination, since quick depletion of iodine by LID is harmless and efficient. As there is an endemic deficiency of iodine in some regions, it is to doubt the need of LID in Brazil, where no one has been published. Nevertheless, as neither the iodine content of foods, nor the existence of fortuitous excess in some foods are known, the author dares to suggest the following algorithm: 1. To estimate populations food iodine content, or 2. To obviate contamination, by urinary iodine assay, or 3. To prescribe a LID. The author presents the axiom: "Maybe LIDs are sometimes unhelpful, contamination is always harmful."

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Cisto hepático benigno simulando metástase de carcinoma diferenciado de tireoide/ Benign hepatic cyst mimicking thyroid carcinoma metastasis

Gonçalves, Ana Paula Cançado; Jorge, Carolina Souza; Resende, Jader Pereira; Villela, José Ribamar Silva; Soares, Maria Marta Sarquis; Ramos, Adauto Versiani
2009-08-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Pesquisa de corpo inteiro após dose terapêutica de (131I) NaI (PCI) associada à tireoglobulina (Tg) sérica, anticorpo antitireoglobulina (anti-Tg) e ultrassom (US) cervical representam os métodos de referência para detecção de carcinoma diferenciado de tireoide (CDT) residual ou metastático. Algumas causas de PCI falsos-positivas, como processos inflamatórios, alguns tumores não tireoidianos e até mesmo cistos renais e sebáceos, são bem conheci (mais) das. MÉTODOS: Neste trabalho, descreveu-se um caso de cisto hepático benigno simulando metástase de carcinoma de tireoide em PCI após dose terapêutica de (131I) NaI. RESULTADOS: Ressalta-se a importância do reconhecimento dos cistos hepáticos benignos como fator complicador do seguimento dos pacientes com câncer de tireoide. CONCLUSÕES: Para minimizar erros de diagnóstico e, consequentemente, na condução dos casos de CDT, é necessário conhecer as possíveis causas de PCI falsos-negativas e positivas. Resumo em inglês INTRODUCTION: The follow-up of differentiated thyroid carcinoma (DTC) for detecting persistent or recurrent disease is based on iodine whole body scan (WBS), the evaluation of the tumor marker thyroglobulin (Tg), the anti-thyroglobulin antibody (anti-Tg) and neck ultrasonography (US). Well known false-positive causes of WBS include inflammatory processes, some non-thyroid tumors, kidney or even sebaceous cysts . METHODS: We reported a case of false-positive WBS, after the (mais) rapeutic dose of (131I) NaI. RESULTS: We enphasize the importance of recognizing benign liver cysts mimicking DTC metastasis. CONCLUSIONS: False-positive and negative results may occur with WBS and must be recognized to avoid mismanagement.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Carcinoma de tireóide pouco diferenciado: novas considerações terapêuticas/ Poorly differentiated thyroid carcinomas: new therapeutics considerations

Graf, Hans
2005-10-01

Resumo em português Para a maioria dos carcinomas diferenciados de tireóide, como o papilífero e o folicular, após a tireoidectomia total e 131I para ablação de remanescentes tireoideanos, o tratamento com hormônios tireoideanos para suprimir os níveis de TSH reduz o crescimento de qualquer célula cancerosa remanescente, e o tratamento com radiação específica para as células cancerosas cura ou controla muito bem a doença. Os carcinomas de tireóide são considerados pouco difere (mais) nciados quando começam a perder as funções de captação de iodo e a dependência do TSH para crescimento e produção de proteínas tireóide-específicas, como proteína NIS, tireoglobulina e desiodases. Um dos maiores desafios no manejo de pacientes com carcinoma de tireóide derivados das células foliculares é o tratamento de tumores que evoluem apesar da cirurgia, 131I e supressão do TSH com T4. Com o melhor conhecimento da sinalização molecular anormal nas células tireoideanas cancerosas, atualmente novas terapias dirigidas a alvos moleculares específicos envolvidos na transformação neoplásica têm sido utilizadas. Com a identificação das necessidades moleculares críticas para a iniciação, manutenção e progressão tumoral, terapias combinadas com agentes terapêuticos alvo-dirigidos, agindo em cada uma destas etapas, irão melhorar o tratamento do carcinoma pouco diferenciado de tireóide. Resumo em inglês For most differentiated thyroid carcinomas, as papillary and follicular carcinomas, following total thyroidectomy and 131I therapy for thyroid remnant ablation, treatment with thyroid hormones to suppress TSH levels will reduce the growth of any remaining thyroid cancer cells, and thyroid cell-specific radiation therapy will either cure or control the disease. Thyroid carcinomas are considered poorly differentiated when they start to lose such functions as iodine uptake a (mais) nd thyrotropin-dependence for growth and production of thyroid proteins like NIS, thyroglobulin and desiodases. One of the greatest challenges in the management of patients with follicular cell-derived thyroid cancer is the treatment of tumors that progressed despite surgery, 131I and T4 suppression of TSH. With the better knowledge of the abnormal molecular signaling in thyroid cancer cells, actually known targeted cancer therapies, directed against molecules involved in neoplastic transformation, are being used. As the critical molecular requirements for tumor initiation, maintenance and progression are identified, combination therapies with targeted agents acting on each of them will improve the treatment of poorly differentiated thyroid carcinoma.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Iodo radioativo no manejo do hipertireoidismo da doença de Graves/ Radioactive iodine therapy in Graves' hyperthyroidism

Andrade, Vânia A.; Gross, Jorge Luiz; Maia, Ana Luiza
2004-02-01

Resumo em português O hipertireoidismo da doença de Graves, a forma mais comum de hipertireoidismo, é diretamente causado por auto-anticorpos que ativam o receptor do TSH. A etiologia parece ser multifatorial, envolvendo fatores genéticos e não genéticos. As opções terapêuticas atualmente disponíveis são as drogas antitireoidianas (DAT), a cirurgia e o iodo radioativo (131I), sendo que nenhuma delas é considerada ideal, visto que não atuam diretamente na etiologia/patogênese da (mais) disfunção. O 131I tem sido cada vez mais utilizado como primeira escolha terapêutica por tratar-se de um tratamento definitivo, de fácil administração e seguro. A associação com DAT, fatores prognósticos de falência e o cálculo da dose administrada são alguns dos aspectos controversos na utilização do 131I, sendo este o principal foco desta revisão. As DAT ainda são utilizadas como primeira escolha nos casos de pacientes com bócios pequenos, crianças e adolescentes, e na gravidez. A tireoidectomia é, atualmente, quase um tratamento de exceção, com indicação restrita para casos em que as DAT ou o 131I sejam contra-indicados. Resumo em inglês Graves' disease is the most frequent cause of hyperthyroidism. Clinical thyrotoxicosis is directly caused by autoantibodies that activate the TSH receptor. The etiology is multifactorial, with genetic and nongenetic factors involveld. Current treatment options are antithyroid drugs (ATD), radioiodine (131I) and surgery. Radioactive iodine is increasingly being used as definitive therapy, because it long has proven to be a safe, nonexpensive and effective treatment. Recent (mais) publications have discussed the use of 131I associated with ATD as well as the identification of predictors of treatment failure, which are discussed in this review. Antityhyroid drugs are still the first choice therapy in patients with mild disease, small goiters, children, adolescents, and in pregnancy. Surgery is now rarely performed. It is indicated only in cases where ATD have not been effective and radioiodine is contraindicated or not acceptable by the patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)