Sample records for influenza
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Gripe aviária no Brasil: uma análise econômica de equilíbrio geral

Fachinello, Arlei Luiz; Ferreira Filho, Joaquim Bento de Souza
2010-09-01

Resumo em português O vírus da influenza aviária H5N1 tem se disseminado rapidamente por diversos países e continentes nos últimos anos, podendo também chegar ao Brasil. A ausência e a necessidade de estimativas dos efeitos econômicos que surtos da doença podem provocar sobre o setor avícola brasileiro motivaram a presente pesquisa. Foram simulados três cenários utilizando-se de um modelo aplicado de equilíbrio geral inter-regional, denominado TERM-BR. Os resultados sinalizam imp (mais) actos negativos de maior dimensão sobre o segmento avícola na região Sul, refletindo em dados ruins no conjunto da economia local. Já regiões produtoras de bens substitutos, ao terem a demanda aumentada nesse contexto, acabam por apresentar crescimento de renda, como é o caso do Centro-Oeste. Destaca-se a importância das reações do consumidor doméstico sobre o comportamento da produção avícola. Resumo em inglês The H5N1 avian influenza virus has been spreading fast over countries and continents in the last years, with a real possibility of reaching Brazil. The scope of this paper is to analyze the impacts of three different scenarios of a possible bird flu outbreak in commercial poultry production in Brazil, with the aid of a Brazilian inter-regional general equilibrium model. Results point to a greater negative impact over the production in the Southern region, with the corresp (mais) ondent negative impact in the broad regional economies. Regions producing substitute goods, on the other hand, would be benefited, due to consumer's substitution towards other meats. Actually, the substitution effect caused by the change in consumer's preferences, both domestically and abroad, is found to be the key driver of the regional income and employment changes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Gripe aviária: a ameaça do século XXI/ Avian influenza: the threat of the 21st century

Andrade, Cláudia Ribeiro de; Ibiapina, Cássio da Cunha; Champs, Natália Silva; Toledo Junior, Antonio Carlos Castro de; Picinin, Isabela Furtado de Mendonça
2009-05-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo fazer uma revisão da literatura a respeito da infecção pelo vírus influenza A subtipo H5N1, levando em conta a possibilidade de as crianças serem um dos grupos etários mais acometidos caso ocorra uma pandemia. A revisão bibliográfica foi realizada nos seguintes bancos de dados, restrita aos últimos 10 anos: Medline, MD Consult, HighWire e Medscape. As crianças e os adultos jovens representam uma fração importante da população s (mais) usceptível. Mais da metade dos indivíduos infectados apresentavam menos de 20 anos de idade, e um quarto era menor do que 10 anos. O período de incubação variou de 2 a 5 dias. As manifestações clínicas iniciais são não específicas, o que dificulta o diagnóstico. A maioria dos casos apresentou um quadro de pneumonia grave, que evoluiu para insuficiência respiratória em 4 dias em média. A radiografia de tórax pode mostrar infiltrado intersticial difuso ou multifocal ou consolidação lobar ou segmentar com broncograma aéreo. A infecção tem alta patogenicidade, com 63% de letalidade, o que indica que o vírus pandêmico também pode apresentar alta patogenicidade com mortalidade elevada. O conhecimento sobre os riscos da pandemia e sobre as medidas que podem ser tomadas em casos suspeitos é um importante passo para o controle de uma possível pandemia. Resumo em inglês This study aimed to review the literature on infection with the H5N1 subtype of avian influenza A virus, taking into consideration the fact that, in the event of a pandemic, children might become a major risk group. Searches were limited to the past ten years and were carried out using the following electronic databases: Medline, MD Consult, HighWire and Medscape. Children and young adults account for a significant proportion of the susceptible population. We found that m (mais) ore than half of the individuals infected were under 20 years of age and that one quarter was under the age of 10. The incubation period ranged from 2 to 5 days. Initial clinical manifestations are nonspecific, which hinders the diagnosis. Most of the infected individuals presented severe pneumonia, which evolved to respiratory insufficiency within an average of 4 days. Chest X-rays can reveal diffuse multifocal/ interstitial infiltrates or segmental/lobar consolidation with air bronchogram. The pathogenic potential is high, with mortality rates up to 63%, indicating that the pandemic virus might present high pathogenicity and high mortality. Knowledge of the risk of a pandemic and of the measures to be taken in suspect cases constitutes an important step toward controlling a potential pandemic.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Vacina inativada contra gripe trivalente: estudo comparativo da resposta imunitária pelos métodos de inibição de hemaglutinação e da hemólise radial simples/ Inactivated vaccine against trivalent influenza: a comparative study of antigenicity by haemagglutination inhibition and simple radial haemolysis

Mancini, Dalva A. Portari; Nascimento, Elvira M. Mendes do; Tavares, Valéria Rosa; Lucchiari, Maria Auxiliadora; Prado, José Amaral; Soares, Murillo A.
1985-10-01

Resumo em português A vacina inativada contra gripe, trivalente, preparada no Instituto Butantan, contendo 200 unidades hemaglutinantes de cada uma das cepas de virus Influenza A/SP/1/80 (H3N2), A/SP/1/78 (H1N1) e B/England/847/73, foi administrada em 110 voluntários humanos adultos, sendo que 62 receberam uma dose de vacina e 48 duas doses, com intervalo de 21 dias. A resposta de anticorpos específicos para influenza foi analisada comparativamente pelos testes de Inibição da Hemaglutina (mais) ção (IH) e Hemólise Radial Simples (HRS). Ocorreu aumento significativo do teor de anticorpos nos indivíduos vacinados, correspondente a um aumento de 4 vezes ou mais nos títulos obtidos pelo teste IH e a um aumento de 3,0 mm ou maior no diâmetro das zonas de hemólise pelo teste HRS. Os métodos demonstraram correlação satisfatória entre si. Resumo em inglês The inactivated vaccine anti-influenza virus, prepared at the Butantan Institute, containing 200 U.H. from each one these virus strains, Influenza A/SP/1/80 (H3N2), A/SP/1/78 (H1N1), B/England/847/73, was administered to 110 human volunteers in one and two doses to 62 and 48 persons respectively, with an interval of 21 days between these doses. The response to specific antibodies to influenza was analysed comparatively by the methods of Haemagglutination-Inhibition (HI) a (mais) nd Single-Radial-Haemolysis (SRH). These methods demonstrated a correlation between themselves, with a percentual correspondence in the negative HI titres, 1:640, corresponded to hemolysis zones > 7.5 mm in diameter. Soroconversion rate occurred those vaccinated, which corresponded to an increase of 4 times or more in the antibody titres obtained from the HI test and an increase of 3.0 mm or more in the haemolysis zone diameter.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Vacina inativada contra gripe trivalente: estudo comparativo da resposta imunitária pelos métodos de inibição de hemaglutinação e da hemólise radial simples/ Inactivated vaccine against trivalent influenza: a comparative study of antigenicity by haemagglutination inhibition and simple radial haemolysis

Mancini, Dalva A. Portari; Nascimento, Elvira M. Mendes do; Tavares, Valéria Rosa; Lucchiari, Maria Auxiliadora; Prado, José Amaral; Soares, Murillo A.
1985-10-01

Resumo em português A vacina inativada contra gripe, trivalente, preparada no Instituto Butantan, contendo 200 unidades hemaglutinantes de cada uma das cepas de virus Influenza A/SP/1/80 (H3N2), A/SP/1/78 (H1N1) e B/England/847/73, foi administrada em 110 voluntários humanos adultos, sendo que 62 receberam uma dose de vacina e 48 duas doses, com intervalo de 21 dias. A resposta de anticorpos específicos para influenza foi analisada comparativamente pelos testes de Inibição da Hemaglutina (mais) ção (IH) e Hemólise Radial Simples (HRS). Ocorreu aumento significativo do teor de anticorpos nos indivíduos vacinados, correspondente a um aumento de 4 vezes ou mais nos títulos obtidos pelo teste IH e a um aumento de 3,0 mm ou maior no diâmetro das zonas de hemólise pelo teste HRS. Os métodos demonstraram correlação satisfatória entre si. Resumo em inglês The inactivated vaccine anti-influenza virus, prepared at the Butantan Institute, containing 200 U.H. from each one these virus strains, Influenza A/SP/1/80 (H3N2), A/SP/1/78 (H1N1), B/England/847/73, was administered to 110 human volunteers in one and two doses to 62 and 48 persons respectively, with an interval of 21 days between these doses. The response to specific antibodies to influenza was analysed comparatively by the methods of Haemagglutination-Inhibition (HI) a (mais) nd Single-Radial-Haemolysis (SRH). These methods demonstrated a correlation between themselves, with a percentual correspondence in the negative HI titres, 1:640, corresponded to hemolysis zones > 7.5 mm in diameter. Soroconversion rate occurred those vaccinated, which corresponded to an increase of 4 times or more in the antibody titres obtained from the HI test and an increase of 3.0 mm or more in the haemolysis zone diameter.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

La dansarina: a gripe espanhola e o cotidiano na cidade do Rio de Janeiro/ La dansarina: the influenza epidemic and the quotidian report of Rio de Janeiro city

Brito, Nara Azevedo de
1997-06-01

Resumo em português Este artigo tem como objetivo analisar a impacto psicológico a social da epidemic de gripe espanhola sabre a cidade do Rio de Janeiro em 1918 a partir do registro dos acontecimentos na imprensa carioca, ponto de vista privilegiado para a reconstrução histórica dessa experiência. A epidemia de gripe e tratada coma um fenômeno cultural a social relacionado as atitudes a representações coletivas sabre a doença e a morte. Resumo em inglês The article analyzes the psychological and social impacts that the 1918 influenza epidemic had within Rio de, Janeiro, as registered in the city'spress - a choice perspective from which to reconstruct the history of this experience. The epidemic is explored as a cultural and social phenomenon having to do with collective attitudes and representations regarding disease and death.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Revisitando a espanhola: a gripe pandêmica de 1918 no Rio de Janeiro/ Revisiting the Spanish flu: the 1918 influenza pandemic in Rio de Janeiro

Goulart, Adriana da Costa
2005-04-01

Resumo em português Esse artigo tem como objetivo analisar os impactos políticos e sociais da epidemia de gripe espanhola em 1918, sobre a cidade do Rio de Janeiro, então capital federal da República. A partir da análise dos registros na imprensa carioca e de conjuntos documentais que incluem anais, relatórios e boletins de um ministério, da Prefeitura da cidade e da Câmara dos Deputados, bem como estudos da Academia Nacional de Medicina e teses da Faculdade de Medicina, analisamos a (mais) utilização da epidemia como mecanismo de engenharia política. Buscaremos focalizar os seus impactos sobre a representação de alguns atores políticos e sociais do período, bem como sobre a reafirmação de um grupo de higienistas como intelligentzia, com vocação para a liderança política e peça fundamental no processo de modernização da sociedade brasileira. Resumo em inglês The article analyzes the political and social impacts of the 1918 Spanish flu epidemic in the city of Rio de Janeiro, then Brazil's federal capital. Based on an analysis of Rio de Janeiro press reports and of other documentation (including annals, reports, and bulletins from a federal ministry, the Mayor's Office, and the Chamber of Deputies, along with studies from the Brazilian National Academy of Medicine and dissertations from Rio de Janeiro's Faculdade de Medicina), (mais) we explore use of the epidemic as a means of political engineering. Our focus is on how the epidemic impacted not only the representation of certain political and social actors but also the reaffirmation of a group of sanitarians as an intelligentsia with a vocation for political leadership who played a key role in the process of modernizing Brazilian society.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Fatores associados à vacinação contra gripe em idosos na região metropolitana de Belo Horizonte/ Factors associated with influenza vaccination among elderly in a metropolitan area in Southeastern Brazil

Lima-Costa, Maria Fernanda
2008-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a cobertura e determinar os fatores associados à vacinação contra a gripe em idosos residentes na comunidade. MÉTODOS: O estudo foi conduzido na região metropolitana de Belo Horizonte em amostra probabilística de 1.786 residentes com>60 anos de idade. A variável dependente foi o relato de vacinação contra a gripe nos 12 meses precedentes. As variáveis independentes incluíram características sociodemográficas, estilos de vida relacionados à (mais) saúde; condições de saúde auto-referidas e uso de serviços de saúde. RESULTADOS: A cobertura da vacinação foi de 66,3%. As variáveis que apresentaram associações positivas e independentes com a vacinação foram faixa etária (70-79 e>80 anos; razões de prevalência ajustadas [RP] =1,20 e 1,18, respectivamente), exercícios físicos 6-7 dias por semana nos últimos 90 dias (RP=1,16); ter tido a pressão arterial aferida nos últimos dois anos (RP=2,37) e ter consultado um médico no último ano (1 e >2 consultas; RP=1,28 e 1,32, respectivamente). Associação negativa foi encontrada para ser solteiro (RP=0,82). CONCLUSÕES: Os resultados mostraram que a cobertura da vacinação na população estudada estava próxima à meta de 70% estabelecida pelo Ministério da Saúde. Os fatores associados à vacinação apresentaram estrutura multidimensional, que incluiu características demográficas, hábitos saudáveis e uso de serviços de saúde. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the prevalence and factors associated to influenza vaccine in community-dwelling older adults. METHODS: The study was conducted in Belo Horizonte metropolitan area (4.4 million inhabitants), Brazil, in a probabilistic sample of 1,786 community-dwelling subjects aged>60 years. The dependent variable was self-reported influenza vaccination in the previous 12 months. Independent variables included sociodemographic characteristics, lifestyle, self-reporte (mais) d health status and utilization of health services. RESULTS: Vaccination coverage was 66.3%. The following variables were independently associated with vaccination: age group (70-79 e>80 years; adjusted prevalence ratios [PR] = 1.20 and 1.18, respectively), physical activity 6-7 days a week in the past 90 days (PR= 1.16); blood pressure measurements in the last 2 years (PR=2.37) and medical visits in the previous 12 months (1 and>2 visits; PR=1.28 e 1.32, respectively). A negative association was found for being single (PR=0.82). CONCLUSIONS: The study results showed that vaccination coverage was close to that recommended (70%) by the Brazilian Ministry of Health. They also showed a multidimensional structure of factors associated with vaccination including demographic characteristics, healthy lifestyle and utilization of health services.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Fatores associados à vacinação contra gripe em idosos na região metropolitana de Belo Horizonte/ Factors associated with influenza vaccination among elderly in a metropolitan area in Southeastern Brazil

Lima-Costa, Maria Fernanda
2008-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a cobertura e determinar os fatores associados à vacinação contra a gripe em idosos residentes na comunidade. MÉTODOS: O estudo foi conduzido na região metropolitana de Belo Horizonte em amostra probabilística de 1.786 residentes com>60 anos de idade. A variável dependente foi o relato de vacinação contra a gripe nos 12 meses precedentes. As variáveis independentes incluíram características sociodemográficas, estilos de vida relacionados à (mais) saúde; condições de saúde auto-referidas e uso de serviços de saúde. RESULTADOS: A cobertura da vacinação foi de 66,3%. As variáveis que apresentaram associações positivas e independentes com a vacinação foram faixa etária (70-79 e>80 anos; razões de prevalência ajustadas [RP] =1,20 e 1,18, respectivamente), exercícios físicos 6-7 dias por semana nos últimos 90 dias (RP=1,16); ter tido a pressão arterial aferida nos últimos dois anos (RP=2,37) e ter consultado um médico no último ano (1 e >2 consultas; RP=1,28 e 1,32, respectivamente). Associação negativa foi encontrada para ser solteiro (RP=0,82). CONCLUSÕES: Os resultados mostraram que a cobertura da vacinação na população estudada estava próxima à meta de 70% estabelecida pelo Ministério da Saúde. Os fatores associados à vacinação apresentaram estrutura multidimensional, que incluiu características demográficas, hábitos saudáveis e uso de serviços de saúde. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the prevalence and factors associated to influenza vaccine in community-dwelling older adults. METHODS: The study was conducted in Belo Horizonte metropolitan area (4.4 million inhabitants), Brazil, in a probabilistic sample of 1,786 community-dwelling subjects aged>60 years. The dependent variable was self-reported influenza vaccination in the previous 12 months. Independent variables included sociodemographic characteristics, lifestyle, self-reporte (mais) d health status and utilization of health services. RESULTS: Vaccination coverage was 66.3%. The following variables were independently associated with vaccination: age group (70-79 e>80 years; adjusted prevalence ratios [PR] = 1.20 and 1.18, respectively), physical activity 6-7 days a week in the past 90 days (PR= 1.16); blood pressure measurements in the last 2 years (PR=2.37) and medical visits in the previous 12 months (1 and>2 visits; PR=1.28 e 1.32, respectively). A negative association was found for being single (PR=0.82). CONCLUSIONS: The study results showed that vaccination coverage was close to that recommended (70%) by the Brazilian Ministry of Health. They also showed a multidimensional structure of factors associated with vaccination including demographic characteristics, healthy lifestyle and utilization of health services.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Poluição atmosférica e atendimentos por pneumonia e gripe em São Paulo, Brasil/ Air pollution and emergency room visits due to pneumonia and influenza in São Paulo, Brazil

Martins, Lourdes Conceição; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira; Cardoso, Maria Regina Alves; Gonçalves, Fábio Luiz Teixeira; Saldiva, Paulo Hilário Nascimento; Braga, Alfésio Luís Ferreira
2002-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar os efeitos causados pela poluição atmosférica na morbidade por pneumonia e por gripe em idosos entre 1996 e 1998. MÉTODOS: Foram obtidos dados diários de atendimentos por pneumonia e gripe para idosos em pronto-socorro médico de um hospital-escola de referência no Município de São Paulo, SP, Brasil. Os níveis diários de CO, O3, SO2, NO2 e PM10 foram obtidos na Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, e os dados diários de temperatu (mais) ra e umidade relativa do ar foram obtidos no Instituto Astronômico e Geofísico da USP. Para verificar a relação existente entre pneumonia e gripe e poluição atmosférica, utilizou-se o modelo aditivo generalizado de regressão de Poisson, tendo como variável dependente o número diário de atendimentos por pneumonia e gripe e como variáveis independentes as concentrações médias diárias dos poluentes atmosféricos. A análise foi ajustada para sazonalidade de longa duração (número de dias transcorridos), sazonalidade de curta duração (dias da semana), temperatura mínima, umidade média, períodos de rodízio e os atendimentos por doenças não-respiratórias em idosos. RESULTADOS: O3 e SO2 estão diretamente associados à pneumonia e à gripe, independentemente das variáveis de controle. Porém, na análise conjunta, eles perdem sua significância estatística. Pôde-se observar que um aumento interquartil (25%-75%) para o O3 (38,80 mig/m³) e SO2 (15,05 mig/m³) levaram a um acréscimo de 8,07% e 14,51%, respectivamente, no número de atendimentos por pneumonia e gripe em idosos. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que a poluição atmosférica promove efeitos adversos para a saúde de idosos. Resumo em inglês OBJECTIVE: A time series was developed to investigate the effect of air pollution levels on morbidity due to respiratory diseases such as pneumonia and influenza among elderly people from 1996 to 1998. METHODS: Daily data on emergency room visits was collected at the university clinics hospital in São Paulo, Brazil. Daily levels of CO, NO2, O3, SO2 and PM10 were obtained from the State Environmental Agency. Daily measures of temperature and relative humidity were obtaine (mais) d from the Institute of Astronomy and Geophysics of the University of São Paulo. Generalized additive Poisson regression models were used to assess the relationship between pneumonia and influenza and air pollution, using the number of emergency room visits as dependent variable and the average daily levels of each pollutant as independent variables. The models were estimated and adjusted by seasonality (non-parametric function), weather, weekdays, motor vehicle circulation curbs periods and daily numbers of non-respiratory hospital admissions. RESULTS: The pollutants O3 and SO2 showed a statistical association with pneumonia and influenza. These associations remained robust when control variables were included. An interquartile range for O3 (38.80 mug/m³) and SO2 (15.05 mu g/m³) increased in 8.07% and 14.5%, respectively, the number of emergency room visits due to pneumonia and influenza. CONCLUSION: The study results suggest that air pollution in the city of São Paulo may promote adverse health effects in elderly people.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Poluição atmosférica e atendimentos por pneumonia e gripe em São Paulo, Brasil/ Air pollution and emergency room visits due to pneumonia and influenza in São Paulo, Brazil

Martins, Lourdes Conceição; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira; Cardoso, Maria Regina Alves; Gonçalves, Fábio Luiz Teixeira; Saldiva, Paulo Hilário Nascimento; Braga, Alfésio Luís Ferreira
2002-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar os efeitos causados pela poluição atmosférica na morbidade por pneumonia e por gripe em idosos entre 1996 e 1998. MÉTODOS: Foram obtidos dados diários de atendimentos por pneumonia e gripe para idosos em pronto-socorro médico de um hospital-escola de referência no Município de São Paulo, SP, Brasil. Os níveis diários de CO, O3, SO2, NO2 e PM10 foram obtidos na Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental, e os dados diários de temperatu (mais) ra e umidade relativa do ar foram obtidos no Instituto Astronômico e Geofísico da USP. Para verificar a relação existente entre pneumonia e gripe e poluição atmosférica, utilizou-se o modelo aditivo generalizado de regressão de Poisson, tendo como variável dependente o número diário de atendimentos por pneumonia e gripe e como variáveis independentes as concentrações médias diárias dos poluentes atmosféricos. A análise foi ajustada para sazonalidade de longa duração (número de dias transcorridos), sazonalidade de curta duração (dias da semana), temperatura mínima, umidade média, períodos de rodízio e os atendimentos por doenças não-respiratórias em idosos. RESULTADOS: O3 e SO2 estão diretamente associados à pneumonia e à gripe, independentemente das variáveis de controle. Porém, na análise conjunta, eles perdem sua significância estatística. Pôde-se observar que um aumento interquartil (25%-75%) para o O3 (38,80 mig/m³) e SO2 (15,05 mig/m³) levaram a um acréscimo de 8,07% e 14,51%, respectivamente, no número de atendimentos por pneumonia e gripe em idosos. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem que a poluição atmosférica promove efeitos adversos para a saúde de idosos. Resumo em inglês OBJECTIVE: A time series was developed to investigate the effect of air pollution levels on morbidity due to respiratory diseases such as pneumonia and influenza among elderly people from 1996 to 1998. METHODS: Daily data on emergency room visits was collected at the university clinics hospital in São Paulo, Brazil. Daily levels of CO, NO2, O3, SO2 and PM10 were obtained from the State Environmental Agency. Daily measures of temperature and relative humidity were obtaine (mais) d from the Institute of Astronomy and Geophysics of the University of São Paulo. Generalized additive Poisson regression models were used to assess the relationship between pneumonia and influenza and air pollution, using the number of emergency room visits as dependent variable and the average daily levels of each pollutant as independent variables. The models were estimated and adjusted by seasonality (non-parametric function), weather, weekdays, motor vehicle circulation curbs periods and daily numbers of non-respiratory hospital admissions. RESULTS: The pollutants O3 and SO2 showed a statistical association with pneumonia and influenza. These associations remained robust when control variables were included. An interquartile range for O3 (38.80 mug/m³) and SO2 (15.05 mu g/m³) increased in 8.07% and 14.5%, respectively, the number of emergency room visits due to pneumonia and influenza. CONCLUSION: The study results suggest that air pollution in the city of São Paulo may promote adverse health effects in elderly people.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Influenza A aviária (H5N1): a gripe do frango/ Avian influenza A (H5N1): the bird flu

Ibiapina, Cássio da Cunha; Costa, Gabriela Araújo; Faria, Alessandra Coutinho
2005-10-01

Resumo em português Este estudo tem como objetivo rever a literatura sobre o vírus influenza A aviária (H5N1). O levantamento bibliográfico foi realizado nos bancos de dados eletrônicos Medline, MD Consult, HighWire, Medscape e Literatura Latinoamericana y del Caribe en Ciencias de la Salud (LILACS, Literatura Latinoamericana e do Caribe em Ciências da Saúde), e por pesquisa direta, referentes aos últimos dez anos. Foram selecionados 32 artigos originais abordando os surtos recentes d (mais) e infecção por um subtipo de vírus influenza A aviária, o H5N1, em criações de aves domésticas na Ásia, que resultaram em importantes prejuízos econômicos e repercussões em saúde pública, além de casos de infecção humana de alta letalidade. A maioria dos casos está associada com a exposição direta a aves infectadas ou superfícies contaminadas com excrementos dessas aves, porém foi confirmada a transmissão entre humanos. O período de incubação foi de dois a quatro dias. As manifestações clínicas variaram de infecção assintomática e doença leve do trato respiratório superior a pneumonia grave e falência múltipla de órgãos. A radiografia de tórax pode apresentar infiltrado intersticial bilateral, colapso lobar, consolidação focal e broncograma aéreo sem derrame pleural. A presença de linfopenia indica pior prognóstico. O tratamento de suporte parece ser o único tratamento aceitável. Os fatores de risco para mau prognóstico incluem idade avançada, demora na hospitalização, envolvimento do trato respiratório inferior, baixa contagem de leucócitos totais e linfopenia à admissão. Controlar os surtos em aves domésticas e o contato entre seres humanos e tais aves deve ser a prioridade no manejo da doença em nível de saúde pública, e medidas e conhecimentos acerca da doença devem ser amplamente divulgados. Resumo em inglês The objective of this study was to review the literature related to avian influenza A (H5N1). The bibliographic research was conducted using the Medline, MD Consult, HighWire, Medscape and Literatura Latinoamericana y del Caribe en Ciencias de la Salud (LILACS, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature) databases, as well as through direct research, limiting the scope to articles published within the past 10 years. We selected 31 original articles addressing (mais) the recent outbreaks of infection with the H5N1 subtype of avian influenza A in domesticated birds in Asia, which have resulted in significant economic losses and repercussions for public health, as well as some cases of human infection presenting high lethality. In most cases, infection has been associated with direct exposure to infected birds or contact with surfaces infected with bird excrement. However, cases of human-to-human transmission have been confirmed. In those cases, the incubation period varied from 2 to 4 days. The clinical manifestations range from asymptomatic infection to mild upper airway disease, pneumonia and multiple organ failure. Chest X-rays may reveal bilateral interstitial infiltrate, lobar collapse, focal consolidation and air bronchogram without pleural effusion. Lymphopenia is indicative of a poor prognosis. Supportive care appears to be the only acceptable treatment. Risk factors for poor prognosis include advanced age, delayed hospitalization, lower airway involvement, low white blood cell count or lymphopenia upon admission. Controlling outbreaks in domestic fowl and limiting contact between humans and infected birds must be the priorities in the management of this disease at the public health level. In addition, techniques and knowledge regarding the disease should be widely disseminated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Prevalência de distúrbios respiratórios e avaliação de vacinação contra a gripe entre trabalhadores/ Prevalence of respiratory diseases and evaluation of the influenza vaccination program for workers

Faria, Neice Müller Xavier; Gianisella Filho, João
2002-08-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Apesar de a vacina contra a gripe ser considerada eficiente na prevenção da gripe e de suas complicações, ainda existem controvérsias sobre as vantagens de sua utilização em adultos sadios. Esta pesquisa foi desenvolvida para caracterizar a ocorrência de problemas respiratórios comuns, particularmente a gripe, e avaliar um programa de imunização contra a influenza entre trabalhadores. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo de delineamento transversa (mais) l entre trabalhadores da indústria. Foram coletados dados sobre características sociodemográficas e sobre problemas respiratórios. Foram caracterizadas as gripes ocorridas no último ano e avaliado o desempenho da vacina. RESULTADOS: Entre os 446 entrevistados, 18,3% apresentaram quadros intensos de gripes e a 11,7% foi concedido afastamento do trabalho devido a gripe. No geral, 70% dos funcionários avaliaram que no seu caso pessoal houve melhora na ocorrência de gripes após a vacinação. CONCLUSÕES: A avaliação positiva da vacina feita pelos funcionários e a baixa ocorrência de efeitos colaterais apoiam a manutenção do atual programa contra a influenza. Mas persistem várias dúvidas sobre as vantagens econômicas da vacina, indicando a necessidade de mais estudos sobre este tema. Resumo em inglês INTRODUCTION: The vaccine against influenza is an efficient way to prevent flu episodes and its complications; however, its economical advantages for healthy workers are still controversial. This study was developed to characterize the occurrence of common respiratory problems, especially influenza, and evaluate an influenza vaccination program for workers. METHODOLOGY: A cross sectional study was developed among factory workers. Data on socio-demographic characteristics (mais) and respiratory diseases were collected. Flu episodes during the past year were characterized and vaccination was evaluated. RESULTS: Among 446 interviewed workers, 18.3% presented influenza-like episodes and 11.7% were absent because of flu. In general, 70% of workers evaluated the vaccination positively. CONCLUSION: The positive evaluation by workers and the low occurrence of side effects support the maintenance of the current vaccination program against influenza. However, the economic advantages of this vaccination program are still unclear, indicating the need for further studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Prevalência de distúrbios respiratórios e avaliação de vacinação contra a gripe entre trabalhadores/ Prevalence of respiratory diseases and evaluation of the influenza vaccination program for workers

Faria, Neice Müller Xavier; Gianisella Filho, João
2002-08-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Apesar de a vacina contra a gripe ser considerada eficiente na prevenção da gripe e de suas complicações, ainda existem controvérsias sobre as vantagens de sua utilização em adultos sadios. Esta pesquisa foi desenvolvida para caracterizar a ocorrência de problemas respiratórios comuns, particularmente a gripe, e avaliar um programa de imunização contra a influenza entre trabalhadores. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo de delineamento transversa (mais) l entre trabalhadores da indústria. Foram coletados dados sobre características sociodemográficas e sobre problemas respiratórios. Foram caracterizadas as gripes ocorridas no último ano e avaliado o desempenho da vacina. RESULTADOS: Entre os 446 entrevistados, 18,3% apresentaram quadros intensos de gripes e a 11,7% foi concedido afastamento do trabalho devido a gripe. No geral, 70% dos funcionários avaliaram que no seu caso pessoal houve melhora na ocorrência de gripes após a vacinação. CONCLUSÕES: A avaliação positiva da vacina feita pelos funcionários e a baixa ocorrência de efeitos colaterais apoiam a manutenção do atual programa contra a influenza. Mas persistem várias dúvidas sobre as vantagens econômicas da vacina, indicando a necessidade de mais estudos sobre este tema. Resumo em inglês INTRODUCTION: The vaccine against influenza is an efficient way to prevent flu episodes and its complications; however, its economical advantages for healthy workers are still controversial. This study was developed to characterize the occurrence of common respiratory problems, especially influenza, and evaluate an influenza vaccination program for workers. METHODOLOGY: A cross sectional study was developed among factory workers. Data on socio-demographic characteristics (mais) and respiratory diseases were collected. Flu episodes during the past year were characterized and vaccination was evaluated. RESULTS: Among 446 interviewed workers, 18.3% presented influenza-like episodes and 11.7% were absent because of flu. In general, 70% of workers evaluated the vaccination positively. CONCLUSION: The positive evaluation by workers and the low occurrence of side effects support the maintenance of the current vaccination program against influenza. However, the economic advantages of this vaccination program are still unclear, indicating the need for further studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Vacina contra influenza: conhecimentos, atitudes e práticas de idosos em Teresina/ Vaccine influenza: knowledge, attitudes and practices of elderly in Teresina/ Vacuna contra gripe: conocimiento, actitudes y práctica de ancianos en Teresina

Araújo, Telma Maria Evangelista de; Lino, Fabíola Santos; Nascimento, Dayse Joanne Coutinho do; Costa, Francisca Sora Rodrigues da
2007-08-01

Resumo em português Este estudo objetiva levantar os conhecimentos, atitudes e práticas dos idosos de uma área do Programa de Saúde da Família (PSF) sobre a vacina contra influenza e identificar os motivos que levaram alguns a não se vacinarem. Consiste em um inquérito domiciliar, em uma área do PSF de Teresina, com 74 idosos a partir de 60 anos. Os resultados evidenciaram que não obstante 85,3% tenham conhecimento inadequado sobre a vacina, 89,1% são favoráveis. Os motivos mais fr (mais) eqüentes para a não vacinação foram doença e temor dos eventos adversos. Conclui-se que a atitude favorável a respeito da vacinação pode modificar a prática frente a ela, instaurando comportamento de autoproteção e maior adesão. Resumo em espanhol Este estudio objetivo para levantar el conocimiento, práctico y actitudes envejecidos de un área del programa de la salud de Familia (PSF) en la vacuna cuenta gripe e identificar las razones que habían tomado alguno para no ser vaccined. Consiste en una investigación domiciliaria, un área del PSF de Teresina, con 74 envejeció unos a partir de 60 años. El resultado había evidenciado que sin embargo 85.3% tienen conocimiento inadecuado en la vacuna, 89.1% es favorab (mais) le. Las razones más frecuentes para la vacunación no habían sido enfermedad y miedo de los acontecimientos adversos. Se concluye que la actitud favorable con respecto a la vacunación puede modificar el frente práctico él, restaurando el comportamiento de la uno mismo-protección y de la mayor adherencia. Resumo em inglês This objective study to raise the knowledge, practical and attitudes of the aged ones of an area of the Program of Health of Família (PSF) on the vaccine it counts influenza and to identify the reasons that had taken some not to be vaccined. It consists of a domiciliary inquiry, an area of the PSF of Teresina, with 74 aged ones from 60 years. The result had evidenced that even so 85.3% have inadequate knowledge on the vaccine, 89.1% is favorable. The reasons most frequen (mais) t for the vaccination had not been illness and fear of the adverse events. It is concluded that the favorable attitude regarding the vaccination can modify the practical front it, restoring behavior of self-protection and greater adhesion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Ácidos siálicos: da compreensão do seu envolvimento em processos biológicos ao desenvolvimento de fármacos contra o agente etiológico da gripe/ Sialic acids: from the comprehension of their involvement in biological processes to antiinfluenza drug design

Fátima, Ângelo de; Baptistella, Lúcia Helena Brito; Pilli, Ronaldo Aloise; Modolo, Luzia Valentina
2005-03-01

Resumo em inglês Sialic acids are nine-carbon carbohydrates that occur widely in nature and occupy the terminal portions of some glycoproteins and glycolipids of cell membranes. These carbohydrates are closely involved in cell-cell interactions and in processes such as microbial infection, inflammation, etc. Studies on the participation of sialic acids in biological processes have provided comprehension about their role in the infection by the influenza virus, the causal agent of flu. In (mais) this article, we present an overview of the importance of sialic acids in the influenza virus infection and how the knowledge of their involvement in this process has allowed the development of selective and efficient drugs against the virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Vacina contra o vírus da influenza e mortalidade por doenças cardiovasculares na cidade de São Paulo/ Vaccination against the influenza virus and mortality due to cardiovascular diseases in the city of Sao Paulo/ Vacuna contra el virus de la Influenza y mortalidad por enfermedades cardiovasculares en la Ciudad de São Paulo

Mansur, Antonio de Padua; Favarato, Desidério; Ramires, José Antonio F.
2009-10-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A influência da vacinação contra o vírus da gripe na mortalidade por doenças cardiovasculares (DCV) é controversa. OBJETIVO: Analisar a mortalidade por DCV antes e depois do início da vacinação contra a gripe na cidade de São Paulo. MÉTODOS: Analisou-se a mortalidade por doenças isquêmicas do coração (DIC), doenças cerebrovasculares (DCbV) e por causas externas (CE) na população da região metropolitana de São Paulo com idade > 60 anos, ante (mais) s e depois do programa de vacinação contra a gripe. As estimativas da população e os dados de mortalidade foram, respectivamente, obtidos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE; www.ibge.gov.br) e do Ministério da Saúde (www.datasus.gov.br) para o período entre 1980 e 2006. O risco de morte foi ajustado pelo método direto, em que se utilizou a população padrão (mundial) referente a 1960. RESULTADOS: As comparações entre as inclinações das linhas de regressão foram semelhantes para as DCbV (p = 0,931) e CE (p = 0,941), porém, para as DIC (p = 0,022), observou-se significativa redução da linha do período pós-vacina quando comparada com a linha do período pré-vacina. Mudança na tendência da mortalidade após 1996 foi significativa somente para as DIC (p = 0,022), permanecendo inalterada para as DCbV (p = 0,931) e CE (p = 0,941). CONCLUSÃO: A vacinação contra a gripe associou-se a significativa redução da mortalidade por DIC. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: La influencia de la vacunación contra el virus de la gripe en la mortalidad por enfermedades cardiovasculares (ECV) es controvertida. OBJETIVO: Analizar la mortalidad por ECV antes y después del inicio de la vacunación contra la gripe en la ciudad de São Paulo. MÉTODOS: Se analizó la mortalidad por enfermedades isquémicas del corazón (EIC), enfermedades cerebrovasculares (ECbV) y por causas externas (CE) en la población de la región metropolitana de (mais) São Paulo con edad > 60 años, antes y después del programa de vacunación contra la gripe. Las estimativas de la población y los datos de mortalidad fueron, respectivamente, obtenidos del Instituto Brasileño de Geografía y Estadística (IBGE; www.ibge.gov.br) y del Ministerio de la Salud (www.datasus.gov.br) para el período entre el 1980 y 2006. Se estimó el riesgo de muerte por el método directo de ajuste, en el que se utilizó la población estándar (mundial) referente al 1960. RESULTADOS: Las comparaciones entre las inclinaciones de las líneas de regresión resultaron semejantes para las ECbV (p = 0,931) y CE (p = 0,941), sin embargo, para las EIC (p = 0,022), se observó significativa reducción de la línea del período postvacuna cuando comparada con la línea del período prevacuna. El cambio en la tendencia de la mortalidad tras el 1996 fue significativo sólo para las EIC (p = 0,022), permaneciendo inalterada para las ECbV (p = 0,931) y EE (p = 0,941). CONCLUSIÓN: La vacunación contra la gripe se asoció a la significativa reducción de la mortalidad por EIC. Resumo em inglês BACKGROUND: The effect of vaccination against the influenza virus on the mortality due to cardiovascular diseases (CVD) remains controversial. OBJECTIVE: To analyze the mortality by CVD before and after the start of the vaccination against the Influenza virus in the city of Sao Paulo, Brazil. METHODS: We analyzed the mortality due to ischemic heart diseases (IHD), cerebrovascular diseases (CbVD) and external causes (EC) in the population of the metropolitan region of the (mais) city of Sao Paulo, Brazil, aged > 60 years, before and after the start of the vaccination program against Influenza. The population estimates and mortality data were obtained, respectively, from the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE; www.ibge.gov.br) and from the Brazilian Ministry of Health (www.datasus.gov.br) for the period between 1980 and 2006. The risk of death was adjusted by the direct method, using the 1960 world standard population. RESULTS: The comparisons between the inclinations of the regression lines were similar for CbVD (p = 0.931) and EC (p = 0.941); however, for IHD (p = 0.022), a significant decrease was observed in the regression line of the post-vaccination period, when compared to the pre-vaccination period. A change in the tendency towards mortality after 1996 was significant only for the IHD (p=0.022), remaining unaltered for the CbVD (p=0.931) and EC (p=0.941). CONCLUSION: The vaccination against the Influenza virus was associated with a significant decrease in the mortality due to IHD.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Entre doutores e para os leigos: fragmentos do discurso médico na influenza de 1918/ Among doctors and for the lay: fragments of the medical discourse during the 1918 flu epidemic

Bertucci-Martins, Liane Maria
2005-04-01

Resumo em português Notícias vindas da Europa sobre uma nova epidemia, a gripe espanhola ou influenza espanhola, apareceram nos jornais da cidade de São Paulo em junho de 1918. No dia 15 de outubro, o Serviço Sanitário do Estado confirmava os primeiros casos da doença na cidade. Em meio às discussões sobre a natureza da moléstia e às várias propostas terapêuticas que marcaram o período epidêmico, destaco duas indicações para o tratamento dos doentes: as prescrições aprovadas (mais) pela Academia Paulista de Medicina e a 'mercurialização'. Buscando ordenar saberes sobre a gripe espanhola e, indiretamente, instruir a população, as apresentações e os debates sobre os tratamentos explicitavam tanto a forma como o discurso médico-científico era elaborado quanto o seu crescente hermetismo para o entendimento popular. Resumo em inglês News from Europe of a new epidemic, called the Spanish influenza or Spanish flu, began appearing in São Paulo city newspapers in June 1918. On 15 October, the State Sanitation Service confirmed the occurrence of the first cases in the city. From among the discussions on the nature of the disease and the various treatment proposals then brought forward, I highlight two suggested treatments: the recommendations approved by the São Paulo Academy of Medicine, and "mercurial (mais) ization." In this effort to organize knowledge about the Spanish flu and, indirectly, to instruct the population at large, proposals and debates surrounding forms of treatment demonstrated both how medical-scientific discourse was developed and how it was growing ever more arcane to the general population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

A medicina e a influenza espanhola de 1918/ Medicine and the 1918 Spanish influenza/ La médecine et l'influenza espagnole de 1918

Silveira, Anny Jackeline Torres
2005-12-01

Resumo em português No início do século XX, a pandemia de gripe espanhola suscitou uma ampla discussão em meio à comunidade cientifica internacional a respeito da sua natureza e do seu agente causal. Através deste artigo, buscamos apresentar algumas das controvérsias que marcaram os debates médicos em torno desta manifestação da influenza, abordando as teorias pré-bacterianas e a noção bacteriana da doença, destacando a proposição de Pfeiffer e a suposição da ação de agentes invisíveis, então chamados vírus filtráveis. Resumo em inglês In the beginning of the 20th century, the Spanish Flu pandemics led to a wide discussion among the international scientific community about the nature and the causal agent of the disease. This paper intends to discuss some of the controversies that characterized the medical discourse about this manifestation of the flu, looking at the pre-bacterial theories and the bacterial notion of the disease, in particular Pfeiffer's proposition, and the supposition of the action of invisible agents, so called filterable viruses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Infecção pelo vírus Influenza A (H1N1) de origem suína: como reconhecer, diagnosticar e prevenir/ How to prevent, recognize and diagnose infection with the swine-origin Influenza A (H1N1) virus in humans

Machado, Alcyone Artioli
2009-05-01

Resumo em português Em março de 2009, houve o início de uma epidemia de gripe no México que, em pouco tempo, levou ao surgimento de casos semelhantes em outros países, alertando as autoridades sanitárias para o risco de uma pandemia. Neste artigo, descrevemos os principais sinais e sintomas da infecção pelo vírus Influenza A (H1N1) de origem suína, as medidas a serem tomadas para os casos suspeitos ou confirmados e como proceder em relação aos contactantes. Comentamos também quais drogas são utilizadas para o tratamento e profilaxia. Resumo em inglês In March of 2009, a flu epidemic began in Mexico. Shortly thereafter, similar cases appeared in other countries, alerting authorities to the risk of a pandemic. This article details the principal signs and symptoms of infection with the swine-origin Influenza A (H1N1) virus. In addition, the measures to be taken in suspected or confirmed cases are addressed, as are the procedures to follow in relation to contacts. Furthermore, the drugs used in the prophylaxis against and the treatment of infection with the H1N1 virus are described.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Fatores associados à vacinação contra a influenza em idosos/ Factors associated with vaccination against influenza in the elderly

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; César, Chester Luis Galvão; Carandina, Luana; Goldbaum, Moisés
2006-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar o perfil epidemiológico dos idosos que participam ou não de campanhas de vacinação contra a influenza e identificar as variáveis que poderiam influenciar a participação. MÉTODO: Estudo transversal de base populacional utilizando dados referentes à população com 60 anos ou mais residente nos municípios de São Paulo, Itapecerica da Serra, Embu, Taboão da Serra, Campinas e Botucatu no período de 2001 e 2002. Participaram do estudo 1 908 id (mais) osos selecionados a partir de amostragem probabilística, estratificada e selecionada por conglomerados, em dois estágios. A análise dos dados foi exploratória, incluindo análise bivariada e regressão logística múltipla. RESULTADOS: Sessenta e seis por cento dos idosos aderiram à vacinação contra a gripe. Os fatores associados ao auto-relato de vacinação, após a análise ajustada, foram: idade (OR = 1,47; IC95% = 1,09 a 1,99), hipertensão arterial auto-relatada (OR = 1,39; IC95% = 1,03 a 1,87) e escolaridade (OR = 0,64; IC95% = 0,41 a 0,98). A maior adesão à vacinação contra a gripe foi observada entre os indivíduos com idade igual ou superior a 70 anos e entre os hipertensos. Os idosos com 9 anos ou mais de estudo referiram menor adesão à vacinação. CONCLUSÕES: Os resultados sugerem a necessidade de campanhas para facilitar o acesso por parte dos idosos e profissionais de saúde à informação acerca dos benefícios da vacinação. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate the epidemiologic profile of elderly persons who do or do not participate in influenza vaccination campaigns and to identify the variables that bear an influence on participation. METHOD: A cross-sectional population-based study was performed using data on individuals aged 60 years or older who were living in the municipalities of São Paulo, Itapecerica da Serra, Embu, Taboão da Serra, Campinas and Botucatu, Brazil, in 2001 and 2002. A stratifi (mais) ed random sample of 1 908 elderly individuals was selected by means of two-stage cluster sampling. Exploratory data analysis was performed, including bivariate analysis and multiple logistic regression. RESULTS: Sixty-six percent of the elderly subjects reported having received vaccination against influenza. After adjustment, the following factors were found to be associated with having received vaccination, based on self-report: age (OR = 1.47; 95% CI = 1.09 to 1.99), self-reported hypertension (OR = 1.39; 95% CI = 1.03 to 1.87) and educational level (OR = 0.64; 95% CI = 0.41 to 0.98). The highest number of vaccinated individuals was observed in the group > 70 years of age and in the hypertension group. Individuals with 9 or more years of schooling reported less adherence to influenza vaccination. CONCLUSIONS: The results suggest the need for campaigns to make information on the benefits of influenza vaccination more easily accessible to the elderly and health professionals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Influenza/ Influenza

Forleo-Neto, Eduardo; Halker, Elisa; Santos, Verônica Jorge; Paiva, Terezinha Maria; Toniolo-Neto, João
2003-04-01

Resumo em português A influenza (gripe) é doença infecciosa aguda de origem viral que acomete o trato respiratório e a cada inverno atinge mais de 100 milhões de pessoas na Europa, Japão e Estados Unidos, causando anualmente a morte de cerca de 20 a 40 mil pessoas somente neste último país. O agente etiológico é o Myxovirus influenzae, ou vírus da gripe. Este subdivide-se nos tipos A, B e C, sendo que apenas os do tipo A e B apresentam relevância clínica em humanos. O vírus infl (mais) uenza apresenta altas taxas de mutação, o que resulta freqüentemente na inserção de novas variantes virais na comunidade, para as quais a população não apresenta imunidade. São poucas as opções disponíveis para o controle da influenza. Dentre essas, a vacinação constitui a forma mais eficaz para o controle da doença e de suas complicações. Em função das mutações que ocorrem naturalmente no vírus influenza, recomenda-se que a vacinação seja realizada anualmente. No Brasil, segundo dados obtidos pelo Projeto VigiGripe - ligado à Universidade Federal de São Paulo -, verifica-se que a influenza apresenta pico de atividade entre os meses de maio e setembro. Assim, a época mais indicada para a vacinação corresponde aos meses de março e abril. Para o tratamento específico da influenza estão disponíveis quatro medicamentos antivirais: os fármacos clássicos amantadina e rimantidina e os antivirais de segunda geração oseltamivir e zanamivir. Os últimos, acrescentam alternativas para o tratamento da influenza e ampliam as opções disponíveis para o seu controle. Resumo em inglês Influenza (flu) is an acute contagious viral infection characterized by inflammation of the respiratory tract that every winter affects more than 100 million people in Europe, Japan and the United States of America, also being responsible for several thousand of excess deaths (data from the United States reveal between 20,000 to 40,000 excess deaths annually). The Mixovirus influenzae is the agent that causes influenza, commonly called flu. There are 3 types of influenza (mais) virus: A, B, C, and only types A and B are perceived to be clinically relevant in humans. Due to the segmented nature of its genetic material, the influenza virus is highly mutagenic, causing frequent insertion of new antigenic strains into the community, against which the population presents no immunity. Presently, there are few options for the control of influenza and annual immunization is the most effective means to prevent disease and its complications. In Brazil, according to data collected by the VigiGripe's Project - linked to the Federal University of Sao Paulo -, circulation of the influenza virus also has a seasonal pattern, with peak activity occurring between May and September. Yearly vaccination is, therefore, best indicated on March and April. Currently, there are four medications available for the treatment of influenza viruses: amantadine and rimantadine, and two second generation pharmaceutical products, the neuraminidase inhibitors, oseltamivir and zanamivir. The latter two drugs have set the stage for a new approach to the management and control of influenza infections.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

A onipresença do medo na influenza de 1918/ Omnipotent fear along 1918 influenza

Bertucci, Liane Maria
2009-12-01

Resumo em português O medo é um sentimento de diversas faces que durante a vigência de uma grave epidemia torna-se onipresente, podendo motivar tanto a discriminação e a exclusão, quanto a procura desesperada, e muitas vezes solidária, pela cura da doençaMoléstia que desafiou o saber médico-científico, a epidemia de influenza espanhola fez aflorar entre os brasileiros o medo do contato com o outro, a indiferença das pessoas e o temor ancestral dos hospitaisMas, o medo da gripe de (mais) 1918 motivou também a solidariedade, expressa de maneira singular na divulgação de práticas caseiras de cura que, combinadas com esparsas informações médicas e com a fé, traduziram a generosidade de indivíduos que difundiam gratuitamente aquilo que, acreditavam, poderia acabar com a epidemia. Resumo em inglês Fear is a multiple faces feeling that along a hard epidemic becomes omnipresent, as well as it can motivate discrimination and exclusion together to desperate, and many times solidary, search for disease cureA disease that challenged medical-scientific knowledge, influenza epidemic brought up among Brazilians fear of personal contact, as well as people unconcerning and ancestral terror of hospitalsOn the other hand, 1918 influenza fear motivated solidarity, which had been (mais) expressed in a singular manner on domestic healing practices that, joint together few medical information and faith, revealed generosity of individuals who broadcast for free those information that, they believed, could put an end to the epidemic.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

"Conselhos ao povo": educação contra a influenza de 1918/ "Advice to the people": education against the 1918 influenza pandemic

Bertucci-Martins, Liane Maria
2003-04-01

Resumo em português Quando os primeiros casos de gripe espanhola começaram a vitimar os paulistanos em outubro de 1918, o Serviço Sanitário do Estado de São Paulo publicou uma série de prescrições com a intenção de esclarecer e instruir os moradores da capital do estado sobre a doença, suas características e algumas formas de combate de uma moléstia também chamada de influenza ou influenza espanhola. Resumidos e reeditados na imprensa, muitas vezes sob o título de "Conselhos ao (mais) Povo", os pareceres elaborados pela diretoria de saúde ganharam diferentes nuanças, mas algo permaneceu constante: o apelo à higiene pessoal e ao cuidado com os contatos sociais, como maneiras de se evitar a enfermidade e sua propagação. O objetivo deste texto é recuperar um pouco dessa história, em que as questões de higiene, educação e saúde se mesclavam. Resumo em inglês The first residents of São Paulo to catch the Spanish flu became ill in October, 1918. At that time, the Public Health Services of the state of São Paulo designed a series of prescriptions to inform the inhabitants of the state capital about the disease and its symptoms, and provide information about how to treat it and avoid contamination. Summarized, printed and reprinted by the press, usually under the title "Advice to the People", such information underwent variatio (mais) ns even though one thing remained the same: the recommendations to practice personal hygiene and avoid large social gatherings to prevent contamination and the spread of the disease. The present paper attempts to rescue some of this story, which incorporates issues of personal hygiene, education, and health in general.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Perante a Pneumônica: a epidemia e as respostas das autoridades de saúde pública e dos agentes políticos em Portugal (1918-1919)/ Tackling the Flu: the epidemic and the responses from the public health officers and the political agents in Portugal (1918-1919)

Sobral, José Manuel; Lima, Maria Luísa; Silveira e Sousa, Paulo; Castro, Paula
2009-12-01

Resumo em português A epidemia de gripe pneumónica ocorreu em Portugal num momento em que o país que enfrentava enormes dificuldades de natureza económica, política e sanitária. Chega a um país rural e pobre, envolvido na Grande Guerra de 1914-18, e que se debate com a carência de géneros e a carestia de vida, e com uma fortíssima crise social e política. Apesar de o país estar habituado a sucessivas epidemias, o carácter imprevisto e violento da pneumónica (estima-se que tenha (mais) provocado quase 140 mil mortos num país com cerca de 6 milhões de habitantes) fez com que a resposta dos agentes políticos e sanitários fosse marcada por factores ligados à conjuntura (crise económica, social e política) e de tipo estrutural (condições higiénicas e sanitárias deficientes, falta de meios em capital económico, de médicos e de medicamentos, impotência do conhecimento médico para debelar a epidemia). Resumo em inglês The Spanish influenza epidemic occurred in Portugal when this country faced enormous economic, political and sanitary problems. The country was poor, living mainly from agriculture and was involved in the First World War. There were food shortages, a high cost of living, as well as a strong social and political crisis. Although people were used to deal with successive epidemic diseases, the sudden and violent character of the Spanish influenza took everybody by surprise. (mais) According to some estimation it killed about 140 thousand in a 6 million person's countryThe answer of the political and sanitary agents was marked by contextual factors (the economic, social and political crisis) as well as by structural ones (very poor hygienic and sanitary conditions, lack of financial resources, of doctors and medicines, impotence of medical knowledge in dealing with the pandemic).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Plantas medicinais utilizadas pela população atendida no "Programa de Saúde da Família", Governador Valadares, MG, Brasil/ Medicinal plants used by the population assisted by the "Programa de Saúde da Família" (Family Health Program) in Governador Valadares County - MG, Brazil

Brasileiro, Beatriz Gonçalves; Pizziolo, Virginia Ramos; Matos, Danilo Santos; Germano, Ana Maria; Jamal, Claudia Masrouah
2008-12-01

Resumo em português Este trabalho teve como objetivo realizar um estudo sobre a utilização de plantas medicinais pela população atendida no Programa de Saúde da Família em Governador Valadares, Estado de Minas Gerais, a fim de resgatar, preservar e utilizar este conhecimento em trabalhos com a comunidade. Foi usada a metodologia de questionários pré-estabelecidos, que foram aplicados pelos Agentes de Saúde da Família. O estudo foi feito em 27 bairros da cidade, sendo aplicados 2454 (mais) questionários, resultando em 232 plantas citadas como medicinais pela população entrevistada. As principais indicações de uso das plantas medicinais foram como calmante (10%), contra gripe (18%) e infecções (9%). A maioria das plantas utilizadas são preparadas na forma de chá (78%) e obtidas em cultivo próprio (57%), sendo que, em geral, o conhecimento sobre o uso e modo de preparo da plantas medicinais foi obtido dos familiares (67%). A maioria das espécies citadas e utilizadas popularmente possui atividade farmacológica já comprovada na literatura necessitando, entretanto, de orientação correta sobre seu cultivo e emprego terapêutico. Resumo em inglês This study was conducted to evaluate the use of medicinal plants by the population assisted by the "Programa de Saúde da Família" in Governador Valadares -MG, in order to rescue, preserve and use this knowledge in works carried out with the community. The preestablished questionnaire methodology was used. Those questionnaires were applied by the Family Health Agents. The study was accomplished in 27 residential quarters, as being applied 2454 questionnaires, and 232 pla (mais) nts were mentioned as medicinal ones by the interviewed population. The main indications for using the medicinal plants were: as sedative (10%), against influenza (18%) and infections (9%). Most plants under use are prepared as tea (78%) and are obtained in own cropping (57%). In general, the knowledge on the use and preparation of the medicinal plants proceeded from their relatives (67%). Most mentioned and popularly used species have pharmacological activity already proven in the literature. However, this population needs a correct orientation on their cropping and therapeutic use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Internações por doenças respiratórias em idosos e a intervenção vacinal contra influenza no Estado de São Paulo/ Respiratory disease hospitalization in the elderly in the state of São Paulo and the influenza vaccine intervention

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Lattorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2004-06-01

Resumo em português As doenças respiratórias, particularmente as pneumonias e gripes, são importante causa de internação e óbito entre os idosos. O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento da morbidade hospitalar por doenças respiratórias na população idosa do Estado de São Paulo, no período de 1995 a 2002, examinando-se a tendência das internações após a intervenção vacinal contra a influenza. Foram utilizadas as bases de dados de Autorizações de Internação Ho (mais) spitalar do Ministério da Saúde. Os indicadores de morbidade, referentes às causas respiratórias selecionadas, foram: taxa de internação hospitalar por 1000 habitantes; proporção de internações por tais causas entre o total de internações; e razão entre internações mensais e o número de leitos de clínica médica disponíveis mensalmente. No Estado de São Paulo, observou-se mudança nos indicadores de morbidade após a vacinação, em ambos os sexos, com diferentes padrões entre as faixas etárias, sugerindo impacto positivo na prevenção de internações em idosos. Resumo em inglês Respiratory diseases, specially pneumonia and flu-like syndromes are important causes of hospitalization and death in the population over 60 years old. The aim of this work is to evaluate nosocomial respiratory morbidity in the elderly in the state of São Paulo, from 1995 to 2002. Hospitalization trends were analyzed after the influenza vaccine intervention. The Health Ministry database on Hospitalization Authorizations (AIH) was used. Morbidity indicators for selected r (mais) espiratory causes were: nosocomial hospitalization rates per 1,000 inhabitants; proportion of hospitalizations in relation to total in-patients; proportion of these causes in relation to internal medicine beds available monthly. Data suggested that influenza vaccine campaigns have changed hospitalization patterns in both genders and in age groups in the state of São Paulo.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Internações por doenças respiratórias em idosos e a intervenção vacinal contra influenza no Estado de São Paulo/ Respiratory disease hospitalization in the elderly in the state of São Paulo and the influenza vaccine intervention

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Lattorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2004-06-01

Resumo em português As doenças respiratórias, particularmente as pneumonias e gripes, são importante causa de internação e óbito entre os idosos. O objetivo deste estudo foi avaliar o comportamento da morbidade hospitalar por doenças respiratórias na população idosa do Estado de São Paulo, no período de 1995 a 2002, examinando-se a tendência das internações após a intervenção vacinal contra a influenza. Foram utilizadas as bases de dados de Autorizações de Internação Ho (mais) spitalar do Ministério da Saúde. Os indicadores de morbidade, referentes às causas respiratórias selecionadas, foram: taxa de internação hospitalar por 1000 habitantes; proporção de internações por tais causas entre o total de internações; e razão entre internações mensais e o número de leitos de clínica médica disponíveis mensalmente. No Estado de São Paulo, observou-se mudança nos indicadores de morbidade após a vacinação, em ambos os sexos, com diferentes padrões entre as faixas etárias, sugerindo impacto positivo na prevenção de internações em idosos. Resumo em inglês Respiratory diseases, specially pneumonia and flu-like syndromes are important causes of hospitalization and death in the population over 60 years old. The aim of this work is to evaluate nosocomial respiratory morbidity in the elderly in the state of São Paulo, from 1995 to 2002. Hospitalization trends were analyzed after the influenza vaccine intervention. The Health Ministry database on Hospitalization Authorizations (AIH) was used. Morbidity indicators for selected r (mais) espiratory causes were: nosocomial hospitalization rates per 1,000 inhabitants; proportion of hospitalizations in relation to total in-patients; proportion of these causes in relation to internal medicine beds available monthly. Data suggested that influenza vaccine campaigns have changed hospitalization patterns in both genders and in age groups in the state of São Paulo.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Vigilância de oito vírus respiratórios em amostras clínicas de pacientes pediátricos no sudeste do Brasil/ Surveillance of eight respiratory viruses in clinical samples of pediatric patients in Southeast Brazil

Thomazelli, Luciano M.; Vieira, Sandra; Leal, Andrea L.; Sousa, Thereza S.; Oliveira, Daniele B. L.; Golono, Miguel A.; Gillio, Alfredo E.; Stwien, Klaus E.; Erdman, Dean D.; Durigon, Edison L.
2007-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Detecção de oito vírus respiratórios mais comuns: vírus respiratório sincicial humano (VRSH), vírus influenza tipo A e B (IA e IB), vírus da parainfluenza 1, 2 e 3 (VPIH1, 2 e 3), adenovírus (Ad) e metapneumovírus humano (MPVH), a fim de estabelecer a etiologia das infecções respiratórias agudas (IRA) e a epidemiologia desses vírus em crianças pequenas atendidas no Hospital Universitário da Universidade de São Paulo, em São Paulo, Brasil, duran (mais) te o ano de 2003. MÉTODOS: A vigilância epidemiológica foi realizada em todas as crianças menores de 5 anos hospitalizadas por causa de doenças do trato respiratório inferior (DTRI) entre 1º de janeiro de 2003 e 20 de dezembro de 2003, no hospital universitário. Amostras coletadas de nasofaringe foram analisadas quanto à presença de vírus respiratórios através da reação em cadeia da polimerase e detectadas pelo programa GeneScan. RESULTADOS: Das 336 amostras coletadas, 187 (55,6%) foram positivas para pelo menos um dos vírus respiratórios estudados. De todas as crianças, o VRSH foi identificado em 24,1%, o MPVH em 17,8%, o VPIH3 em 8,3%, o Ad em 6,8%, o IA em 5%, o VPIH1 em 0,6%, sendo que nenhum vírus foi detectado em 44,1%. Infecções virais duplas foram detectadas em 7,1% de todas as amostras (12,8% das amostras positivas). O VPIH2 e o IB não foram detectados no presente estudo. CONCLUSÕES: Este estudo confirma que as crianças menores de 5 anos, e especialmente aquelas menores de 1 ano, apresentam uma alta taxa de hospitalização devido aos seguintes vírus: VRSH, MPVH, VPIH, influenza e adenovírus. Foi possível determinar a etiologia e epidemiologia da maioria das IRAs e traçar o perfil de sazonalidade dos vírus respiratórios mais comuns entre as crianças pequenas. Resumo em inglês OBJECTIVE: Detection of the eight most common respiratory viruses: Human respiratory syncytial virus (HRSV), influenza virus A and B (IA and IB), parainfluenza viruses 1, 2 and 3 (HPIV1, 2 and 3), adenovirus (Ad) and human metapneumovirus (HMPV), in order to establish the etiology of acute respiratory infections (ARIs) and the epidemiology of these viruses in young children seen at Hospital Universitário, Universidade de São Paulo, in São Paulo, Brazil, during 2003. ME (mais) THODS: The epidemiological surveillance was conducted in all children younger than 5 years hospitalized at the Hospital for lower respiratory tract infections (LRTI) from January 1, 2003 to December 30, 2003. Nasal and throat samples were scanned for respiratory viruses by polymerase chain reaction and detected by the GeneScan assay. RESULTS: Of 336 samples collected from 336 patients, 187 (55.6%) were positive for at least one of the respiratory viruses studied. Of all the children, HRSV was identified in 24.1%, HMPV in 17.8%, HPIV3 in 8.3%, Ad in 6.8%, IA in 5%, HPIV1 in 0.6%, but no virus could be detected in 44.1%. Dual virus infections were detected in 7.1% of all samples (12.8% of positive samples). HPIV2 and IB were not detected in the present study. CONCLUSIONS: This study confirms that children younger than 5 years and particularly younger than 1 year have a high hospitalization rate due to HRSV, HMPV, HPIV, influenza and adenovirus. We were able to determine the etiology and epidemiology of most ARIs and trace the seasonal profile of the commonest respiratory viruses among young children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Vacinação de idosos contra a influenza em um centro de saúde escola do interior do estado de São Paulo/ Influenza vaccination for the elderly at a teaching health care unit in São Paulo, Brazil/ La vacunación de ancianos contra la influenza en un centro de salud escuela del interior del estado de São Paulo

Geronutti, Dileiny Antunes; Molina, Ana Claudia; Lima, Silvana Andréa Molina
2008-06-01

Resumo em português Este estudo objetivou descrever o perfil dos idosos e avaliar informações que eles possuem sobre a vacinação contra a influenza. A coleta de dados foi realizada através de questionário, aplicado a 162 idosos de um Centro de Saúde Escola do interior de São Paulo, no período de abril a junho de 2006. Através da análise estatística descritiva, verificou-se que a maioria dos idosos tinha idade entre 70-79 anos e prevaleceu o sexo feminino (66%). Em relação à va (mais) cinação, 83,8% dos entrevistados receberam a vacina e referiram não apresentar reação pós-vacinal. Os idosos obtiveram informação da vacinação por meio de rádio e televisão, e mencionaram que sua importância está relacionada com a prevenção. Concluiu-se que os idosos possuíam informações sobre a vacinação, porém ainda existe a necessidade de enfermeiros e outros profissionais da área, se responsabilizarem por uma orientação mais clara sobre a importância da vacinação contra influenza e suas complicações. Resumo em espanhol El objetivo de este estudio fue describir el perfil del anciano y evaluar su conocimiento acerca de la vacunación contra la influenza. La recolección de los datos fue realizada por medio de un cuestionario a 162 ancianos, de un Centro de Salud Escuela del interior de São Paulo, en el período de abril a junio de 2006. A través del análisis estadístico descriptivo, se verificó que la mayoría de los ancianos tenía entre 70 a 79 años de edad y prevalecía el sexo f (mais) emenino (66%). El 83,8% de los entrevistados fueron vacunados y relataron no presentar reacción postvacunal. Los ancianos obtuvieron conocimiento de la campaña de vacunación a través de la radio y la televisión, y mencionaron la importancia de la prevención. Se concluye que los ancianos tienen conocimiento sobre la vacunación, sin embargo, aún existe la necesidad de los enfermeros y otros profesionales del área responsabilizarse por darles una orientación más clara sobre la importancia de la vacunación contra influenza y sus complicaciones. Resumo em inglês This study aimed at describing the profile of elderly individuals and evaluating seniors' awareness regarding influenza immunization. Data was collected using a questionnaire answered by 162 elderly people assisted at a teaching health care unit in the state of São Paulo, Brazil from April to June, 2006. By means of descriptive statistical analysis, it was observed that most of the individuals were 70 to 79 years old and that females prevailed (66%). Regarding vaccinatio (mais) n, 83.8% of the respondents received the vaccination and reported no post-vaccination reactions. The elderly were informed about immunization by radio and television broadcasts and mentioned that its importance was related to disease prevention. It was concluded that the elderly are aware of immunization; however, nurses and other health care professionals must still take the responsibility for providing clearer orientation on the importance of vaccination against influenza and its complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Vacinação contra influenza em idosos por área de residência: prevalência e fatores associados/ Influenza vaccination among the elderly according to place of residence: prevalence and associated factors

Francisco, Priscila Maria S. Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Cesar, Chester Luis Galvão; Carandina, Luana; Goldbaum, Moisés
2006-06-01

Resumo em português A vacinação contra influenza é a principal forma de prevenir e reduzir a morbidade e mortalidade associadas à doença entre os idosos e grupos de risco. O objetivo deste estudo é determinar fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde associados à vacinação, entre idosos residentes em diferentes áreas do Estado de São Paulo, no período de 2001 a 2002. Trata-se de um delineamento transversal de base populacional que considerou os idosos r (mais) esidentes em duas áreas do Estado: uma composta pelo município de Campinas e distrito do Butantã, na cidade de São Paulo, e outra pelos municípios de Taboão da Serra, Embu e Itapecerica da Serra (região metropolitana do município de São Paulo). A amostra foi composta por 849 e 641 indivíduos com 60 anos ou mais, residentes em tais localidades, respectivamente. Na análise bruta foram utilizadas razões de prevalência e intervalos de confiança de 95% e a análise multivariada foi realizada pela regressão de Poisson. A prevalência de vacinação auto-referida foi de 66,9% entre os residentes em Campinas e no distrito do Butantã e 67,6% naqueles das demais localidades. Após análise ajustada, para os idosos de Campinas e Butantã, apenas menor escolaridade (RP = 1,25; IC 95%: 1,02-1,54) esteve associada à vacinação. Já na área composta pelos municípios menos populosos, idade mais avançada (RP = 1,15; IC 95%: 1,02-1,31), hipertensão arterial (RP = 1,21; IC 95%: 1,02-1,45), diabetes (RP = 1,16; IC 95%: 1,01-1,33) e doença crônica de pulmão (RP = 1,30; IC 95%: 1,03-1,64) referidas, estiveram também associadas. Apesar de a prevalência de vacinação contra influenza entre os idosos das diversas localidades ser praticamente a mesma, pôde-se observar diferenças no perfil do idoso quanto à referência desse procedimento preventivo. Resumo em inglês Influenza vaccination is the main means of preventing and reducing morbidity and mortality associated with this disease among the elderly population. The aim of the present study is to determine demographic, socioeconomic, behavioral, and health-related factors associated with vaccination among the elderly living in different areas of the State of Sao Paulo, in the 2001-2002 period. It is a cross-sectional population-based study including elderly subjects living in two ar (mais) eas of the State: one comprises the municipality of Campinas and the Butantã district in the City of São Paulo, and another comprises the municipalities of Taboão da Serra, Embu, and Itapecerica da Serra (metropolitan area of the City of Sao Paulo). The samples included 849 and 641 subjects, aged 60 years or older living in the two areas, respectively. Crude analysis was carried out using prevalence ratios and 95% confidence intervals. Multiple analysis was performed by Poisson regression. The prevalence of self-reported vaccination was 66.9% among residents of Campinas and in the Butantã district, and 67.6% among residents of the remaining cities. After adjusted analysis, among the subjects living in Campinas and in the Butantã district, only lesser schooling (PR = 1.25; 95%CI: 1.02-1.54) was associated with vaccination. In the group comprising the less densely populated municipalities, older age (PR = 1.15; 95%CI: 1.02-1.31), and reported hypertension (PR = 1.21; 95%CI: 1.02-1.45), diabetes (PR = 1.16; 95%CI: 1.01-1.33), and chronic pulmonary disease (PR = 1.30; 95%CI: 1.03-1.64) were also associated with the outcome. Despite the prevalence of influenza vaccination among the elderly populations in the different areas being practically identical, we found differences in the profile of elderly individuals with respect to reported vaccination.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Vacinação contra influenza em idosos por área de residência: prevalência e fatores associados/ Influenza vaccination among the elderly according to place of residence: prevalence and associated factors

Francisco, Priscila Maria S. Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Cesar, Chester Luis Galvão; Carandina, Luana; Goldbaum, Moisés
2006-06-01

Resumo em português A vacinação contra influenza é a principal forma de prevenir e reduzir a morbidade e mortalidade associadas à doença entre os idosos e grupos de risco. O objetivo deste estudo é determinar fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde associados à vacinação, entre idosos residentes em diferentes áreas do Estado de São Paulo, no período de 2001 a 2002. Trata-se de um delineamento transversal de base populacional que considerou os idosos r (mais) esidentes em duas áreas do Estado: uma composta pelo município de Campinas e distrito do Butantã, na cidade de São Paulo, e outra pelos municípios de Taboão da Serra, Embu e Itapecerica da Serra (região metropolitana do município de São Paulo). A amostra foi composta por 849 e 641 indivíduos com 60 anos ou mais, residentes em tais localidades, respectivamente. Na análise bruta foram utilizadas razões de prevalência e intervalos de confiança de 95% e a análise multivariada foi realizada pela regressão de Poisson. A prevalência de vacinação auto-referida foi de 66,9% entre os residentes em Campinas e no distrito do Butantã e 67,6% naqueles das demais localidades. Após análise ajustada, para os idosos de Campinas e Butantã, apenas menor escolaridade (RP = 1,25; IC 95%: 1,02-1,54) esteve associada à vacinação. Já na área composta pelos municípios menos populosos, idade mais avançada (RP = 1,15; IC 95%: 1,02-1,31), hipertensão arterial (RP = 1,21; IC 95%: 1,02-1,45), diabetes (RP = 1,16; IC 95%: 1,01-1,33) e doença crônica de pulmão (RP = 1,30; IC 95%: 1,03-1,64) referidas, estiveram também associadas. Apesar de a prevalência de vacinação contra influenza entre os idosos das diversas localidades ser praticamente a mesma, pôde-se observar diferenças no perfil do idoso quanto à referência desse procedimento preventivo. Resumo em inglês Influenza vaccination is the main means of preventing and reducing morbidity and mortality associated with this disease among the elderly population. The aim of the present study is to determine demographic, socioeconomic, behavioral, and health-related factors associated with vaccination among the elderly living in different areas of the State of Sao Paulo, in the 2001-2002 period. It is a cross-sectional population-based study including elderly subjects living in two ar (mais) eas of the State: one comprises the municipality of Campinas and the Butantã district in the City of São Paulo, and another comprises the municipalities of Taboão da Serra, Embu, and Itapecerica da Serra (metropolitan area of the City of Sao Paulo). The samples included 849 and 641 subjects, aged 60 years or older living in the two areas, respectively. Crude analysis was carried out using prevalence ratios and 95% confidence intervals. Multiple analysis was performed by Poisson regression. The prevalence of self-reported vaccination was 66.9% among residents of Campinas and in the Butantã district, and 67.6% among residents of the remaining cities. After adjusted analysis, among the subjects living in Campinas and in the Butantã district, only lesser schooling (PR = 1.25; 95%CI: 1.02-1.54) was associated with vaccination. In the group comprising the less densely populated municipalities, older age (PR = 1.15; 95%CI: 1.02-1.31), and reported hypertension (PR = 1.21; 95%CI: 1.02-1.45), diabetes (PR = 1.16; 95%CI: 1.01-1.33), and chronic pulmonary disease (PR = 1.30; 95%CI: 1.03-1.64) were also associated with the outcome. Despite the prevalence of influenza vaccination among the elderly populations in the different areas being practically identical, we found differences in the profile of elderly individuals with respect to reported vaccination.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Vacinação contra influenza em crianças infectadas pelo HIV: alterações imunológicas e na carga viral/ Influenza vaccination in HIV infected children: immunologic and viral load changes

Carvalho, Aroldo P. de; Dutra, Luiz Carlos; Tonelli, Edward
2003-02-01

Resumo em português Objetivo: verificar se a vacinação contra influenza em crianças infectadas pelo HIV aumentaria a carga viral e reduziria os linfócitos T CD4+, conseqüentes à ativação da imunidade com antígenos dependentes do linfócito T. Métodos: estudo prospectivo descritivo, com 51 crianças infectadas pelo HIV, vacinadas contra influenza em 1999, em Florianópolis, Brasil. Coletaram-se amostras de sangue no dia da vacinação, 14 a 20 e 60 a 90 dias após, para determinaç� (mais) �o dos níveis da carga viral do HIV e de linfócitos T CD4+. A análise estatística constou dos testes ANOVA de Friedman, t de Student para amostras dependentes, Correção de Bonferroni e Wilcoxon. Resultados: a média de idade foi de 6,08 anos (1 a 12,9 anos). A mediana da contagem de linfócitos T CD4+ no dia da vacinação e nos dois momentos subseqüentes foi de 789, 645 e 768 células/mm³ (p = 0,002, teste ANOVA de Friedman). Observou-se redução significativa na contagem de linfócitos T CD4+ entre a primeira e a segunda determinação (p = 0,0001, teste de Wilcoxon), o mesmo não ocorrendo entre a primeira e a terceira (p = 0,16, teste de Wilcoxon). Não houve diferença significativa nas porcentagens de linfócitos T CD4+ entre a primeira aferição (média = 26,5%) e a segunda (média = 25,5%) (p = 0,22, teste t de Student com Correção de Bonferroni). A mediana da carga viral em log10 cópias/ml foi de 4,38, 4,30 e 4,25, nos três momentos, respectivamente (p = 0,98, teste ANOVA de Friedman). Oito de 44 pacientes (18,2%) evidenciaram elevação > 0,5 log10 cópias/ml na carga viral entre a primeira e segunda aferição, quatro dos quais retornaram aos níveis basais na terceira. Conclusões: não se observou alteração significativa na porcentagem de linfócitos T CD4+, apesar de ocorrer elevação da carga viral do HIV, de forma transitória, após vacinação contra influenza. Recomenda-se uma certa prudência na aplicação da vacina contra influenza para as crianças com condição clínica e imunológica não estável, principalmente se essas não estiverem sob terapêutica anti-retroviral eficaz. Resumo em inglês Objective: to identify whether influenza immunization in HIV infected children could increase HIV viral load and decrease CD4+ lymphocytes count as a consequence of the response induced by a T cell-dependent antigen. Methods: prospective, descriptive study, with 51 HIV infected children, vaccinated against influenza in 1999, in Florianópolis, Brazil. Blood samples were collected at three different moments: on the immunization day; between 14 and 20 days later; between 60 (mais) and 90 days later. Plasma levels of HIV viral load and CD4+ lymphocytes count were determined. Friedman ANOVA test, Student t-test for dependent samples, Bonferroni correction, and Wilcoxon matched test were performed for statistic analysis. Results: children's mean age was 6.08 years (1 to 12.9 years). The medians of CD4+ lymphocyte count on vaccination day and at the other two moments were 789, 645 and 768 cells/mm³, respectively. A significant reduction was observed in the CD4+ lymphocyte count between the first and the second analyses, but the same did not happen between the first and the third analyses. There was no significant difference of CD4+ lymphocyte percentage between the first and the second analyses. The median of HIV viral load values in log10 copies/ml was 4.38, 4.30 and 4.25, at the three moments respectively. Eight out of 44 patients (18.2%) showed increase > 0.5 log10 copies/ml in HIV viral load between the first and the second analyses and among these, four returned to levels close to their base levels in the third analysis. Conclusion: there was no significant change in the CD4+ lymphocyte percentage, in spite of a transitory increase in HIV viral load after influenza vaccination. Caution should be used when administering vaccine against flu to children with no stable clinical and immunological conditions, mainly if they are not under effective anti-retroviral therapeutics.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Vacinação contra influenza e pneumococo na insuficiência cardíaca: uma recomendação pouco aplicada/ Influenza and pneumococcal vaccination in heart failure: a little applied recommendation

Martins, Wolney de Andrade; Ribeiro, Margarete Domingues; Oliveira, Lucia Brandão de; Barros, Luciana da Silva Nogueira de; Jorge, Ana Cristina da Silva Moreira; Santos, Camila Mirante dos; Almeida, Daniella de Paiva; Cabral, Isaías Fiuza; Souza, Renata Tavares de; Furquim, Thyago Antônio Biagioni
2011-01-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A insuficiência cardíaca (IC) cursa com frequentes descompensações e admissões ao serviço de emergência. Vacinação contra Influenza (INF) e Pneumococo (PNM) são recomendadas nas diretrizes, entretanto, as infecções respiratórias são a terceira causa de hospitalização na IC. OBJETIVO: Avaliar a frequência da vacinação contra INF e PNM em pacientes com IC na rede pública. MÉTODOS: Em estudo observacional realizado em Teresópolis, região se (mais) rrana fluminense, foram utilizadas três estratégias: (I) estudo das requisições para vacina contra INF e/ou PNM na Secretaria Municipal de Saúde, entre 2004 e 2006; (II) inquérito direto a 61 pacientes com IC atendidos na atenção básica sobre sua situação vacinal contra INF e PNM; (III) inquérito direto sobre situação vacinal contra INF e PNM a 81 pacientes com IC crônica descompensada atendidos na única emergência aberta à rede pública. RESULTADOS: Na estratégia I, a vacinação contra INF e/ou PNM foi de 15,3% daqueles com indicações por doenças cardiovasculares e respiratórias. A mediana do tempo entre a indicação e a vacinação foi de 32 dias. Na estratégia II, o percentual de vacinados contra INF, com idade > 60 anos, foi de 23,1%, e de 24,6% contra PMN em todas as idades. Na estratégia III, o percentual de pacientes vacinados contra INF foi de 35,8% e contra PNM foi de 2,5%. CONCLUSÃO: A taxa de vacinação contra INF e PNM em pacientes com IC é muito baixa e ainda menor naqueles descompensados atendidos em serviço de emergência. Resumo em inglês BACKGROUND: Heart failure (HF) is associated with frequent decompensation and admissions to the emergency service. Influenza (INF) and Pneumococcal (pneumonia) vaccinations are recommended in the guidelines, however, respiratory infections are the third leading cause of hospitalization in heart failure. OBJECTIVE: To assess the frequency of vaccination against INF and PNM in patients with HF in government healthcare units. METHODS: An observational study carried out in Te (mais) resópolis, a mountain region in Rio de Janeiro, employed three strategies: (I) study of requests for vaccine against INF and/or PNM in the Health Department of Teresópolis between 2004 and 2006; (II) direct inquiry to 61 patients with heart failure treated in primary care about their vaccination status against INF and PNM; (III) direct inquiry about their vaccination status against INF and PNM to 81 patients with decompensated chronic heart failure treated in the only emergency service open to the public. RESULTS: In strategy I, INF and/or PNM vaccination was 15.3% of those with indications for cardiovascular and respiratory diseases. The median time between indication and vaccination was 32 days. In strategy II, the percentage of patients vaccinated against INF, aged > 60, was 23.1% and 24.6% against PMN at all ages. In strategy III, the percentage of patients vaccinated against INF was 35.8% and against PNM was 2.5%. CONCLUSION: The rate of vaccination against INF and PNM in patients with HF is very low and even lower in those with decompensated HF treated in emergency services.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Vacinas e o trato respiratório: o que devemos saber?/ Vaccination and the respiratory tract: what should we know?

Farhat, Calil Kairalla; Cintra, Augusto Leite; Tregnaghi, Miguel W.
2002-12-01

Resumo em português Objetivos: o presente artigo tem por objetivo apresentar uma revisão acerca das principais vacinas utilizadas na população pediátrica, com impacto direto na prevenção dos processos infecciosos infantis do trato respiratório. Fontes dos dados: foram analisadas informações de artigos publicados em revistas científicas nacionais e internacionais, selecionados por busca direta ou por pesquisa nas bases de dados Lilacs e Medline. Síntese dos dados: o artigo foi estr (mais) uturado em tópicos, apresentando questões relativas à imunização contra os patógenos freqüentes do trato respiratório em humanos, como: Haemophilus influenza, vírus influenza, vírus respiratório sincicial e Streptococcus pneumoniae. Conclusões: a prevenção de doenças respiratórias, através de imunização, constitui-se numa das principais medidas para controle das infecções respiratórias. O acesso da população a estas novas vacinas, principalmente contra Haemophilus influenza, o que já ocorre há alguns anos com reconhecida eficácia, e agora contra o Streptococcus pneumoniae (vacina heptavalente) apontam para uma nova perspectiva, direcionada para o manejo da doença respiratória infantil. Em populações de risco, o controle da doença de etiologia viral através da imunização de forma ativa contra o vírus influenza, e de forma passiva para o vírus respiratório sincicial, também constituem medidas eficazes na redução da doença respiratória. Resumo em inglês Objective: this article aims at presenting a review of the main vaccines used in the pediatric population with direct impact on the prevention of infectious processes of the respiratory tract in children. Sources: data from articles published in national and international scientific journals. The data were selected by means of direct search or search in the Lilacs and Medline databases. Summary of the findings: this article was structured in topics, presenting issues rela (mais) ted to immunization against frequent pathogens of the respiratory tract in human beings: Haemophilus influenza, influenza virus, respiratory syncytial virus and Streptococcus pneumoniae. Conclusions: the prevention of respiratory diseases through immunization is one of the main measures for the control of respiratory infection. These new vaccines, especially against Haemophilus influenza, have been available for some years with acknowledged efficacy. Now, the vaccine against Streptococcus pneumoniae (heptavalent vaccine) leads to a new perspective towards the management of respiratory diseases in children. In risk populations, the control of viral diseases through immunization, actively against the influenza virus and passively against the syncytial respiratory virus, is also an efficient measure to reduce respiratory disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Tendência da mortalidade por doenças respiratórias em idosos antes e depois das campanhas de vacinação contra influenza no Estado de São Paulo - 1980 a 2004/ Respiratory mortality trend in the elderly before and after influenza vaccination campaigns, State of São Paulo - 1980 to 2004

Donalisio, Maria Rita; Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2006-03-01

Resumo em português Trata-se de estudo ecológico de série temporal onde foi analisada a tendência das taxas de mortalidade por doença respiratória padronizadas de 1980 a 2004, examinando-se o período antes e depois das campanhas de vacinação do idoso contra influenza. As taxas de mortalidade mostram queda nos dois anos posteriores às campanhas vacinais, 2000 e 2001, seguida de recuperação a níveis similares aos anteriores a 1999. Observou-se tendência de aumento após 2002 para (mais) ambos os sexos, embora a magnitude das taxas médias de mortalidade entre homens seja maior que nas mulheres. Esse aumento é mais evidente entre os maiores de 75 anos. As coberturas vacinais foram crescentes no período, porém não se disponha de dados sobre homogeneidade e coberturas específicas por faixa etária. Foram aventadas hipóteses para explicar a inversão da tendência, entre elas a circulação de outros vírus de tropismo respiratório (sincicial respiratório, parainfluenza, adenovírus) após 2002, a precocidade da circulação do vírus influenza A em 2004 (semana 17), a influência de fatores ambientais (poluição e baixas temperaturas), não analisados neste trabalho. Reforça-se a vigilância etiológica das síndromes gripais na comunidade, além da incorporação sistemática pela vigilância epidemiológica de indicadores ambientais e de cobertura vacinal mais detalhados. Resumo em inglês This is a time-trend ecological study to analyze respiratory disease mortality rates from 1980 to 2004. The periods before and after influenza vaccination campaigns for the elderly were examined. In the two years after the campaigns (2000 and 2001), mortality rates decreased, followed by a recovery to levels similar to 1999. This trend is observed for both genders after 2002, although the magnitude of average mortality rates in men is higher than in women. This increase i (mais) s more evident in individuals over 75 years. Vaccination coverage grew after 2002, even though there are no age-specific vaccine coverage data, or information about vaccination homogeneity in the community. Some hypotheses to explain the inversion of these trends were raised: circulation of others respiratory viruses (syncytial respiratory virus, parainfluenza, adenovirus), after 2002, premature circulation of influenza A virus in 2004 (week 17), environmental factors (pollution and low temperatures), but they were not analyzed in this paper. Etiologic surveillance of flu-like syndromes in the community, as the systematic incorporation of environment indicators, and more detailed vaccination coverage information by the epidemiological surveillance system are emphasized.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Tendência da mortalidade por doenças respiratórias em idosos antes e depois das campanhas de vacinação contra influenza no Estado de São Paulo - 1980 a 2004/ Respiratory mortality trend in the elderly before and after influenza vaccination campaigns, State of São Paulo - 1980 to 2004

Donalisio, Maria Rita; Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2006-03-01

Resumo em português Trata-se de estudo ecológico de série temporal onde foi analisada a tendência das taxas de mortalidade por doença respiratória padronizadas de 1980 a 2004, examinando-se o período antes e depois das campanhas de vacinação do idoso contra influenza. As taxas de mortalidade mostram queda nos dois anos posteriores às campanhas vacinais, 2000 e 2001, seguida de recuperação a níveis similares aos anteriores a 1999. Observou-se tendência de aumento após 2002 para (mais) ambos os sexos, embora a magnitude das taxas médias de mortalidade entre homens seja maior que nas mulheres. Esse aumento é mais evidente entre os maiores de 75 anos. As coberturas vacinais foram crescentes no período, porém não se disponha de dados sobre homogeneidade e coberturas específicas por faixa etária. Foram aventadas hipóteses para explicar a inversão da tendência, entre elas a circulação de outros vírus de tropismo respiratório (sincicial respiratório, parainfluenza, adenovírus) após 2002, a precocidade da circulação do vírus influenza A em 2004 (semana 17), a influência de fatores ambientais (poluição e baixas temperaturas), não analisados neste trabalho. Reforça-se a vigilância etiológica das síndromes gripais na comunidade, além da incorporação sistemática pela vigilância epidemiológica de indicadores ambientais e de cobertura vacinal mais detalhados. Resumo em inglês This is a time-trend ecological study to analyze respiratory disease mortality rates from 1980 to 2004. The periods before and after influenza vaccination campaigns for the elderly were examined. In the two years after the campaigns (2000 and 2001), mortality rates decreased, followed by a recovery to levels similar to 1999. This trend is observed for both genders after 2002, although the magnitude of average mortality rates in men is higher than in women. This increase i (mais) s more evident in individuals over 75 years. Vaccination coverage grew after 2002, even though there are no age-specific vaccine coverage data, or information about vaccination homogeneity in the community. Some hypotheses to explain the inversion of these trends were raised: circulation of others respiratory viruses (syncytial respiratory virus, parainfluenza, adenovirus), after 2002, premature circulation of influenza A virus in 2004 (week 17), environmental factors (pollution and low temperatures), but they were not analyzed in this paper. Etiologic surveillance of flu-like syndromes in the community, as the systematic incorporation of environment indicators, and more detailed vaccination coverage information by the epidemiological surveillance system are emphasized.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Síndrome respiratória aguda grave causada por influenza A (subtipo H1N1)/ Severe acute respiratory syndrome caused by the influenza A (H1N1) virus

Ribeiro, Sandra Aparecida; Brasileiro, Graziela Sgreccia; Soleiman, Luciana Novaes Campello; Silva, Cristiano Cruz; Kavaguti, Cláudio Shoki
2010-06-01

Resumo em português Frente à pandemia causada por um novo vírus, influenza A (H1N1), descrevemos o caso de um paciente de 56 anos com síndrome respiratória aguda grave causada por influenza A (H1N1) sem fatores de risco importantes. Os resultados dos exames laboratoriais e de imagem (radiografia e TC de tórax) são apresentados aqui. O paciente teve boa evolução e recebeu alta hospitalar em 14 dias. Resumo em inglês In view of the pandemic caused by a new virus, influenza A (H1N1), we report the case of a 56-year-old patient without relevant risk factors and with severe acute respiratory syndrome resulting from infection with this virus. We present the results of laboratory tests and the imaging findings (chest X-ray and CT scans). The evolution was favorable, and the patient was discharged after 14 days.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Segurança, imunogenicidade e eficácia da vacina contra o vírus influenza em crianças/ Safety, immunogenicity and efficacy of influenza vaccine in children

Cintra, Otávio A. L.; Rey, Luis C.
2006-07-01

Resumo em português OBJETIVOS: Revisar a imunogenicidade, segurança e eficácia das vacinas trivalentes inativadas e atenuadas contra o vírus influenza em crianças FONTE DOS DADOS: Pesquisa na literatura médica nas bases MEDLINE, LILACS e Biblioteca Cochrane. Artigos de revisão, ensaios clínicos e epidemiológicos foram selecionados para análise no período de 1990 a 2006 SÍNTESE DOS DADOS: A influenza é uma doença infecciosa universal e sazonal que incide em todos os grupos etári (mais) os e apresenta epidemias anuais caracterizadas por excesso de morbidade e mortalidade. Os idosos e pessoas com comorbidades são grupos de alto risco para influenza grave. Recentemente, foi comprovado que os lactentes saudáveis apresentam morbidade semelhante aos outros grupos de risco, e, portanto, têm indicação para a vacinação contra influenza, que se constitui na ação mais efetiva para a prevenção da infecção por vírus influenza. A segurança das vacinas contra influenza em crianças parece ser adequada, com reações adversas mais observadas do tipo local ou febre. A imunogenicidade em crianças varia de 30 a 90%, sendo diretamente proporcional à idade. A eficácia depende do objetivo primário, podendo ser semelhante ao placebo ou chegar até 91% de eficácia contra infecção comprovada por influenza A. As crianças em idade escolar exercem importante papel na disseminação do vírus influenza, e estudos populacionais mostram imunidade de rebanho. CONCLUSÕES:As vacinas trivalentes contra influenza, inativadas ou atenuadas, são pouco reatogênicas e apresentam imunogenicidade e eficácia variáveis em crianças. A vacinação é efetiva para prevenção de infecção por vírus influenza e para redução de morbidade. Estudos mais potentes de eficácia e segurança em lactentes ainda são desejáveis. Resumo em inglês OBJECTIVES:To review the immunogenicity, safety and efficacy of inactivated and attenuated trivalent influenza vaccines in children. SOURCES OF DATA: Database search of the medical literature indexed on MEDLINE, LILACS and in the Cochrane Library. Review articles, clinical trials and epidemiological studies published from 1990 to 2006 were selected for analysis. SUMMARY OF THE FINDINGS: Influenza is an infectious disease that is both universal and seasonal, with incidence (mais) in all age groups and annual epidemics characterized by excessive morbidity and mortality. The elderly and people with comorbidity are high risk groups for severe influenza. It has recently been proven that healthy infants suffer similar morbidity to other risk groups, and therefore vaccination against influenza is indicated for them too, as being the most effective means of preventing infection by the influenza virus. The safety of influenza vaccines in children appears adequate, with the most often observed adverse effects being local reactions or fever. Immunogenicity in children varies from 30 to 90%, being directly proportional to age. Efficacy depends on the primary objective and can range from levels comparable with placebo to up to 91% efficacy against confirmed influenza A infection. Schoolchildren play an important role in the dissemination of the influenza virus, and population studies have demonstrated herd immunity. CONCLUSIONS: Trivalent influenza vaccines, whether inactivated or attenuated, have low reactogenicity and offer variable immunogenicity and efficacy in children. Vaccination is effective for prevention of infections by the influenza virus and for reducing morbidity. More powerful studies of efficacy and safety in infants are still required.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Prevalência de anticorpos para o vírus da Influenza Eqüina, subtipo H3N8, em eqüídeos apreendidos no Estado do Rio de Janeiro/ Antibody prevalence of Equine Influenza virus, subtype H3N8, in equids apreehend on Rio de Janeiro State, Brazil

Oliveira, Gabrielle Sales de; Schiavo, Paula Amorim; Mazur, Carlos; Andrade, Cláudio de Moraes
2005-10-01

Resumo em português O vírus Influenza A, subtipo H3N8, é o agente etiológico da Influenza Eqüina, responsável por diversas epidemias e endemias respiratórias em nível mundial, inclusive no Estado do Rio de Janeiro, Brasil. O objetivo deste trabalho foi avaliar a importância de eqüídeos errantes, como fontes de infecção do vírus Influenza, subtipo H3N8. A enquete foi realizada a partir da pesquisa de anticorpos específicos para este vírus em 1106 soros analisados através da pr (mais) ova de inibição da hemaglutinação. O elevado percentual (35,9%) de animais soropositivos encontrados evidencia seu papel como uma importante fonte de infecção deste vírus para o rebanho eqüino nacional. Resumo em inglês The Influenza virus type A, subtype H3N8, is the etiological agent of the Equine Influenza, responsible for several epidemics and endemic respiratory diseases in world level, besides in the Rio de Janeiro State, Brazil. The objective of this work was to evaluate the role of errant equids, as infectious sources of the Influenza virus, subtype H3N8. The survey was performed from the research of specific antibodies for this virus in 1106 sera analyzed by the inhibition of th (mais) e hemagglutination test. The high percentile (35,9%) of seropositive animals found in this study evidenced its importance as infectious sources of the Influenza virus, subtype H3N8, to the national equine flock.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Prevalência de anticorpos contra os vírus da influenza, da arterite viral e herpesvírus em eqüinos do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil/ Prevalence of antibodies to influenza virus, viral arteritis and herpesvirus in horses of the Rio Grande do Sul state, Brazil

Diel, Diego Gustavo; Almeida, Sabrina Ribeiro de; Weiblen, Rudi; Frandoloso, Rafael; Anziliero, Denis; Kreutz, Luiz Carlos; Groff, Fernando Henrique Sauter; Flores, Eduardo Furtado
2006-10-01

Resumo em português O presente estudo teve como objetivo determinar a prevalência de anticorpos contra os vírus da influenza (EIV), da arterite viral (EVAV) e herpesvírus (EHV) em eqüinos no Estado do Rio Grande do Sul (RS), Brasil. Amostras de soro provenientes de eqüinos de 65 municípios do Estado foram submetidas ao teste de inibição da hemaglutinação (HI) para a pesquisa de anticorpos contra o EIV, e à técnica de soroneutralização (SN), para a detecção de anticorpos contr (mais) a os vírus da EVA e da EHV. Das 1.506 amostras testadas, 986 (65,4%) apresentaram anticorpos para o EIV (títulos entre 10 e 1280), 33 (2,2%) para o EVAV (2-16) e 67 (4,5%) foram positivas para o EHV (2-64). Dentre os 65 municípios amostrados, 55 (84,6%) apresentaram pelo menos um animal positivo para o EIV, 15 (23%) para o EVAV e 12 (18,5%) para o EHV. A prevalência de anticorpos para cada vírus não variou muito entre animais de diferentes propósitos (esporte, exposição e reprodução) e entre machos e fêmeas, indicando que os diferentes sistemas de criação apresentam condições epidemiológicas semelhantes em relação a essas infecções. Os resultados obtidos sugerem a circulação desses agentes na população eqüina do RS e alertam para a necessidade de estudos adicionais sobre a importância e o impacto econômico-sanitário dessas viroses para a eqüideocultura do Estado. Resumo em inglês This study was aimed at investigating the prevalence of antibodies against infections virus of influenza virus (EIV), viral viral arteritis (EVAV), and herpesvirus (EHV) among horses in Rio Grande do Sul (RS) state, Brazil. Serum samples from horses of Serum samples from horses from 65 counties of northern and northwestern of RS, submitted to serological diagnosis for equine infectious anemia (EIA) at the University of Passo Fundo (UPF), were tested by inhibition hemaglut (mais) ination test (HI) for EIV and by virus -neutralization test (VN) for EVAV and EHV antibodies. From 1506 samples, 986 (65.4%) presented antibodies against to EIV (titers ranging from 10 to 1280), 33 (2.2%) were positive for to EVAV antibodies (2-16), and 67 (4.5%) for EHV (2-64). Among the 65 sampled counties, 55 (84.6%) presented at least one positive animal to EIV, 15 (23%) to EVAV, and 12 (18.5%) to EHV. The prevalence among horses of different purposes (sports, farmshow and reproduction) and between genders did not differ significantly, indicating that these different herds are epidemiologically similar regarding these infections. These results demonstrate indicatesuggest the presence of these agents among RS horses and indicate the need necessityneed for additional epidemiological studies to determine the sanitary and economical importance of these infections for the RS equine husbandry.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Pneumonias virais: aspectos epidemiológicos, clínicos, fisiopatológicos e tratamento/ Viral pneumonia: epidemiological, clinical, pathophysiological and therapeutic aspects

Figueiredo, Luiz Tadeu Moraes
2009-09-01

Resumo em português As infecções do trato respiratório são as formas de infecção mais comuns que afetam o homem e, dentre essas, predominam as de causa viral. Os vírus também podem acometer o trato respiratório baixo, causando bronquiolite, bronquite e pneumonia. Neste artigo de revisão, objetivamos mostrar aspectos epidemiológicos, fisiopatológicos, clínicos e do tratamento das pneumonias comunitárias por vírus. Essas pneumonias costumam ser causadas por vírus influenza A e (mais) B; parainfluenza 1, 2 e 3; vírus respiratório sincicial; e adenovírus. Também são apresentados aqui os hantavírus, metapneumovírus e rinovírus causando pneumonia. Resumo em inglês In humans, the most common types of infection are respiratory tract infections, among which viral infections predominate. Viruses can also infect the low respiratory tract, causing bronchiolitis, bronchitis and pneumonia. The objective of this review article was to show epidemiological, pathophysiological, clinical and therapeutic aspects of viral community-acquired pneumonia. These types of pneumonia are commonly caused by influenza A and B; parainfluenza 1, 2 and 3; res (mais) piratory syncytial virus; or adenovirus. We also address the types of pneumonia caused by hantaviruses, metapneumoviruses and rhinoviruses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Pneumonia por Influenza A(H1N1) em paciente imunossuprimido após transplante cardíaco/ Influenza A (H1N1) pneumonia in an immunossupressed patient after heart transplantation/ Neumonía por Influenza A (H1N1) en paciente inmunosuprimido tras transplante cardiaco

Bacal, Fernando; Seguro, Luis Fernando; Ogawa, Tania; Mangini, Sandrigo; Fiorelli, Alfredo; Bocchi, Edimar
2009-12-01

Resumo em português O papel da resposta imunológica durante a infecção pelo vírus Influenza H1N1 não está totalmente estabelecido, mas acredita-se que atue de forma decisiva no agravamento do quadro e no aparecimento da síndrome de desconforto respiratório agudo. O papel de terapias imunomoduladoras no controle de infecções virais também não é consensual e faltam dados de literatura para se definir as indicações de seu uso. Neste relato de caso, apresentamos, segundo nosso con (mais) hecimento, pela primeira vez, o relato de um paciente transplantado cardíaco que apresentou infecção pelo vírus H1N1 e evoluiu de forma favorável, trazendo um questionamento sobre o real papel da terapia imunossupressora como fator de risco para a forma grave da doença. Resumo em espanhol El rol de la respuesta inmunológica durante la infección por el virus Influenza H1N1 no está totalmente establecido, sino que se cree que él actúe de forma decisiva en el agravamiento del cuadro y en el surgimiento del síndrome de distrés respiratorio agudo. El papel de terapias inmunomoduladoras en el control de infecciones virales también no es consensual y nos faltan datos de la literatura para definirse las indicaciones de su utilización. En este caso clínic (mais) o presentamos, según nuestro conocimiento, por primera vez, el relato de un paciente transplantado cardiaco que presentó infección por el virus H1N1 y evolucionó de forma favorable, y aprovechamos para poner en cuestión el real papel de la terapia inmunosupresora como factor de riesgo para la forma severa de la enfermedad. Resumo em inglês The role of the immune response during Influenza H1N1 virus infection is not yet fully established, but it is believed that it decisively participates in the severity of the disease as well as in the development of acute respiratory distress syndrome. The role of immunomodulating therapies in the control of viral infections is not a consensus either, and data from the literature defining the indications for their use are lacking. The present report is, to our knowledge, t (mais) he first on a heart transplant patient who developed H1N1 virus infection and had a favorable outcome, thus generating discussion on the real role of immunosuppressive therapy as a risk factor for the severe form of the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Pneumonia adquirida na comunidade em pacientes tratados ambulatorialmente: aspectos epidemiológicos, clínicos e radiológicos das pneumonias atípicas e não atípicas/ Community-acquired pneumonia in outpatients: epidemiological, clinical and radiographic features between atypical and non-atypical pneumonia

ROCHA, ROSALI TEIXEIRA; VITAL, ANNA CRISTINA; SILVA, CLYSTENES ODYR SANTOS; PEREIRA, CARLOS ALBERTO DE CASTRO; NAKATANI, JORGE
2000-02-01

Resumo em português Objetivo: Avaliar o percentual etiológico das pneumonias atípicas tratadas ambulatorialmente. Identificar os fatores epidemiológicos, clínicos e radiológicos que permitam diferenciar pneumonia atípica de não atípica. Métodos: Os pacientes foram submetidos a avaliação clínica, radiológica, coleta de escarro para estudo pelo método de Gram e sangue para testes sorológicos, incluindo Legionella pneumophila, Chlamydia sp, Mycoplasma pneumoniae, vírus Influenza (mais) A e Influenza B, no primeiro dia e 21 dias após inclusão. As radiografias de tórax foram revistas por três observadores independentes que desconheciam o quadro clínico. Resultados: Avaliados inicialmente 129 pacientes durante 22 meses. A amostra final para estudo comparativo entre os grupos consistiu de 69 pacientes que tinham em média 37 anos, sendo 46 (67%) homens e 23 (33%) mulheres. O diagnóstico etiológico foi definido em 34 (50%) dos pacientes. Chlamydia sp foi o agente atípico mais freqüente, com 11 (16%) casos, seguido por M. pneumoniae com 7 (10%). Influenza A respondeu por 4 (6%) dos casos e Legionella em 4 (6%) pacientes. Infecções mistas foram evidenciadas, com associação de Chlamydia sp e M. pneumoniae em 5 (7%) casos, Chlamydia sp e Influenza B em um caso e M. pneumoniae e Influenza A em outro. A presença de sintomas respiratórios e achados gerais sugestivos de pneumonia atípica foram comparados entre os grupos e não foram observadas diferenças significantes. A avaliação radiológica realizada por três observadores independentes mostrou discordância entre eles para os tipos de pneumonia. O diagnóstico radiográfico de cada observador comparado com o diagnóstico clínico não mostrou associação significante. Conclusões: A pneumonia causada por agente atípico ocorre em 50% dos pacientes com pneumonia adquirida na comunidade em tratamento ambulatorial. Não é possível distinguir pacientes com pneumonia atípica de pneumonia não atípica. A apresentação clínica e a radiológica são similares nos dois grupos. Resumo em inglês Aim: To evaluated the etiologic percentage of the atypical pneumoniae in outpatients and to identify the epidemiologic, clinical and radiographic features that permit to distinguish between atypical and non-atypical pneumonia. Methods: All patients underwent clinical and radiographic evaluation. Serum and sputum samples were obtained to serological tests including Legionella sp, Chlamydia sp, M. pneumoniae, Influenza A and Influenza B virus, and Gram stain, respectively. (mais) These procedures were performed on the first and 21 days after inclusion. Three independent observers reviewed chest X-rays. Results: During 22 months, 129 patients were evaluated. The final population under study comprised 69 patients (46 men ¾ 23 women) with a mean age of 37 years. The etiologic diagnosis was defined in 34 (50%) of the patients. Etiologic agents included Chlamydia sp, 11 (16%) isolated cases; M. pneumoniae 7 (10%) cases. Influenza A was the third more frequent agent in 4 (6%) patients, and Legionella sp in 4 (6%). Mixed infections were observed with association of Chlamydia sp and M. pneumoniae in 5 (7.3%) cases, Chlamydia sp and Influenza B one (1.5%) case, and another of M. pneumoniae and Influenza A. The atypical pneumonia and non-atypical pneumonia groups were compared to respiratory symptoms and signs. There were no differences between them. The three independent observers' radiographic evaluation showed disagreement among them as to the type of pneumonia. Radiographic diagnoses of individual observers were compared to the clinical diagnoses, and no significant association was obtained for any observer. Conclusion: Pneumonia caused by "atypical" agents occurs in 50% of the outpatients with community acquired pneumonia. It is not possible to distinguish atypical pneumonia from non-atypical pneumonia. The clinical and radiographic presentations are similar in both groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Perfil dos idosos residentes em dois municípios pobres das regiões Norte e Nordeste do Brasil: resultados de estudo transversal de base populacional/ Profile of the elderly population in two poor municipalities in North and Northeast Brazil: the results of a cross-sectional population-based survey

Cesar, Juraci A; Oliveira-Filho, Joel A.; Bess, Grasiele; Cegielka, Rafael; Machado, Joel; Gonçalves, Tatiane S.; Neumann, Nelson A.
2008-08-01

Resumo em português Determinar o perfil de pessoas com 60 anos ou mais de idade residentes em dois municípios pobres nas regiões Norte e Nordeste do Brasil em 2005. Por meio de delineamento transversal e amostragem sistemática, aplicou-se a idosos questionário padronizado domiciliar buscando informações sobre suas características demográficas, nível sócio-econômico, condição de habitação e saneamento, realização de atividades físicas, estado vacinal, problemas de saúde e c (mais) onsumo de medicamentos. Dentre os 1.013 idosos identificados, 528 residiam no Município de Caracol, Piauí, e 487 em Garrafão do Norte, Pará. Cinqüenta e seis por cento possuíam entre 60 e 69 anos de idade, 10% viviam sozinhos, 69% não eram alfabetizados, 8% tinham renda familiar inferior a 1 salário mínimo; em somente 24% dos seus domicílios havia sanitário com descarga e 60% possuíam rádio, televisão e geladeira; 88% referiram pelo menos uma doença crônica, 47% tinham de comprar todos os medicamentos consumidos, 84% foram vacinados contra influenza e pelo menos 90% disseram-se capazes de realizar atividades da vida diária. Entre os idosos estudados, as condições de moradia mostraram-se inadequadas, o acesso a bens e serviços insuficiente e elevado padrão de morbidade. Resumo em inglês This study aimed to determine the profile of the elderly population (> 60 years) in two poor municipalities in North and Northeast Brazil in 2005. Using a cross-sectional survey with a systematic sample, previously trained interviewers applied a standard household questionnaire on demographic characteristics, socioeconomic status, household conditions, physical activity, immunization status, health problems, and expenditures on medicines. Of the total sample (n = 1,013), (mais) 528 lived in Caracol, Piauí State, and 478 in Garrafão do Norte, Pará State. 56% were 60-69 years old, 10% lived alone, 69% were illiterate, 8% had a family income less than the minimum wage, 24% of the households had a flush toilet, 60% had a radio, television, and refrigerator, 88% reported at least one chronic disease, 47% had to purchase all their medicines out-of-pocket, 84% had received influenza vaccination, and 90% were able to perform normal activities of daily living. Elderly people included in this study showed poor household conditions, inadequate access to health care, and high levels of morbidity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Perfil dos idosos residentes em dois municípios pobres das regiões Norte e Nordeste do Brasil: resultados de estudo transversal de base populacional/ Profile of the elderly population in two poor municipalities in North and Northeast Brazil: the results of a cross-sectional population-based survey

Cesar, Juraci A; Oliveira-Filho, Joel A.; Bess, Grasiele; Cegielka, Rafael; Machado, Joel; Gonçalves, Tatiane S.; Neumann, Nelson A.
2008-08-01

Resumo em português Determinar o perfil de pessoas com 60 anos ou mais de idade residentes em dois municípios pobres nas regiões Norte e Nordeste do Brasil em 2005. Por meio de delineamento transversal e amostragem sistemática, aplicou-se a idosos questionário padronizado domiciliar buscando informações sobre suas características demográficas, nível sócio-econômico, condição de habitação e saneamento, realização de atividades físicas, estado vacinal, problemas de saúde e c (mais) onsumo de medicamentos. Dentre os 1.013 idosos identificados, 528 residiam no Município de Caracol, Piauí, e 487 em Garrafão do Norte, Pará. Cinqüenta e seis por cento possuíam entre 60 e 69 anos de idade, 10% viviam sozinhos, 69% não eram alfabetizados, 8% tinham renda familiar inferior a 1 salário mínimo; em somente 24% dos seus domicílios havia sanitário com descarga e 60% possuíam rádio, televisão e geladeira; 88% referiram pelo menos uma doença crônica, 47% tinham de comprar todos os medicamentos consumidos, 84% foram vacinados contra influenza e pelo menos 90% disseram-se capazes de realizar atividades da vida diária. Entre os idosos estudados, as condições de moradia mostraram-se inadequadas, o acesso a bens e serviços insuficiente e elevado padrão de morbidade. Resumo em inglês This study aimed to determine the profile of the elderly population (> 60 years) in two poor municipalities in North and Northeast Brazil in 2005. Using a cross-sectional survey with a systematic sample, previously trained interviewers applied a standard household questionnaire on demographic characteristics, socioeconomic status, household conditions, physical activity, immunization status, health problems, and expenditures on medicines. Of the total sample (n = 1,013), (mais) 528 lived in Caracol, Piauí State, and 478 in Garrafão do Norte, Pará State. 56% were 60-69 years old, 10% lived alone, 69% were illiterate, 8% had a family income less than the minimum wage, 24% of the households had a flush toilet, 60% had a radio, television, and refrigerator, 88% reported at least one chronic disease, 47% had to purchase all their medicines out-of-pocket, 84% had received influenza vaccination, and 90% were able to perform normal activities of daily living. Elderly people included in this study showed poor household conditions, inadequate access to health care, and high levels of morbidity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

O papel de novas vacinas na prevenção da otite média/ The role of new vaccines in the prevention of otitis media

Felix, Felippe; Gomes, Geraldo Augusto; Cabral, Gustavo Augusto Porto Sereno; Cordeiro, Jamerson Reis; Tomita, Shiro
2008-08-01

Resumo em português A Otite Média é uma das doenças infecciosas mais comuns da infância e a diminuição de sua incidência levaria a um grande impacto econômico e social para o mundo. Como uma das formas de prevenção temos as vacinas. As duas vacinas escolhidas para esta revisão são as vacinas antipneumocócica e antiinfluenza. Esta revisão da literatura procurou mostrar os resultados dos principais estudos sobre essas vacinas e seu papel na prevenção da otite média. A vacina a (mais) ntipneumocócica polissacarídea 23-valente não alterou a incidência de otite média pela ineficácia para menores de 2 anos, grupo de maior incidência dessa enfermidade. A vacina antipneumocócica heptavalente, apesar de não provocar grande queda na incidência geral de otite média, mudou o perfil de seus microorganismos causadores, diminuindo os episódios de otite média com efusão e recorrente e aumentando as otites causadas por H. influenza, M. catarrhalis e sorotipos de pneumococo ausentes da vacina heptavalente. A vacina antiinfluenza com vírus inativado mostrou-se efetiva na redução da otite média aguda nos períodos de maior incidência desse vírus. Os otorrinolaringologistas devem estar cientes do papel dessas novas vacinas já disponíveis no Brasil e seu impacto na redução da otite média, para saber orientar adequadamente os seus pacientes. Resumo em inglês Otitis media is one of the most common infectious diseases of infancy; a reduction in its incidence would have a significant economic and social impact. Vaccines may play a role in the prevention of otitis media. This report discusses vaccines against pneumococci and influenza viruses. We reviewed the literature for results of studies examining the role of these vaccines in the prevention of otitis media. The 23-valent polysaccharide anti-pneumococcal vaccine did not modi (mais) fy the incidence of otitis media in children aged 2 years less, the age group with the highest incidence of otitis. The heptavalent anti-pneumococcal vaccine did not significantly reduce the incidence of otitis media overall. This vaccine did, however, reduce the number of episodes of otitis media with effusion and the number of recurrences; it also altered the profile of causative microorganisms by increasing otitis caused by different microorganisms. We found the inactivated anti-influenza virus vaccine to be effective in reducing otitis media during peak incidence periods of influenza. As these new vaccines are currently available in Brazil, otolaryngologists must be aware of their potential role and impact in the reduction of otitis media, to counsel patients appropriately.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Manifestações da infecção pelo novo vírus influenza A (H1N1) na tomografia computadorizada de tórax/ Manifestations of infection by the novel influenza A (H1N1) virus at chest computed tomography

Verrastro, Carlos Gustavo Yuji; Abreu Junior, Luiz de; Hitomi, Diego Ziotti; Antonio, Emerson Pelarigo; Neves, Rodrigo Azambuja; D'Ippolito, Giuseppe
2009-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever as alterações na tomografia computadorizada de tórax de casos comprovados de infecção pelo novo vírus influenza A (H1N1). MATERIAIS E MÉTODOS: Três observadores avaliaram, em consenso, nove tomografias computadorizadas de pacientes com infecção pelo vírus influenza A (H1N1) comprovada laboratorialmente. A idade dos pacientes variou de 14 a 64 anos (média de 40 anos), sendo cinco do sexo masculino e quatro do sexo feminino. Quatro pacientes (mais) eram previamente hígidos, quatro eram transplantados renais e uma era gestante à época do diagnóstico. Foram avaliadas a presença, a extensão e a distribuição de: a) opacidades em vidro fosco; b) nódulos centrolobulares; c) consolidações; d) espessamento de septos interlobulares; e) derrame pleural; f) linfonodomegalias. RESULTADOS: As alterações mais frequentemente encontradas foram opacidades em vidro fosco, nódulos centrolobulares e consolidações, presentes em nove (100%), cinco (55%) e quatro (44%) dos casos, respectivamente. Derrames pleurais e linfonodomegalias foram menos comuns, ocorrendo em apenas dois (22%) dos casos estudados. CONCLUSÃO: Os achados mais comuns nos casos de infecção pelo novo vírus influenza A (H1N1) foram opacidades em vidro fosco, nódulos centrolobulares e consolidações. Estas alterações não são típicas ou únicas a este agente, podendo ocorrer também em outras infecções virais ou bacterianas. Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective of this study was to describe chest computed tomography findings in confirmed cases of infection by the novel influenza A (H1N1) virus. MATERIALS AND METHODS: Computed tomography studies of nine patients with laboratory-confirmed infection by the novel influenza A (H1N1) virus were consensually evaluated by three observers. The sample of the present study included five male and four female patients with ages ranging from 14 to 64 years (mean, 40 y (mais) ears). Four of the patients were previously healthy, four were kidney transplant recipients and one was pregnant at the time of diagnosis. Presence, extent and distribution of the following findings were evaluated: a) ground-glass opacities; b) centrilobular nodules; c) consolidation; d) interlobular septa thickening; e) pleural effusion; f) lymphadenopathy. RESULTS: The most frequent findings were ground-glass opacities, centrilobular nodules and consolidations, present in nine (100%), five (55%) and four (44%) of cases, respectively. Pleural effusions and lymphadenopathy were less common findings, occurring in only two (22%) of the cases. CONCLUSION: Ground-glass opacities, centrilobular nodules and consolidation were the most frequent findings in cases of infection by the novel influenza A (H1N1) virus. These changes are not typical or unique to this agent and may also occur in other viral or bacterial infections.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Investigação sorológica da influenza tipos A e B em estudantes universitários, Brasil/ Serological surveillance of influenza A and B, at the university students, Brazil

Mancini, Dalva A. P.; Tavares, Valéria R.; Espindola, Clarice P. M.
1991-12-01

Resumo em português Levantamento sorológico realizado em 200 estudantes da Universidade de São Paulo, nos anos de 1984 e 1985, demonstrou ampla prevalência sorológica do vírus da influenza tipos A e B. Os anticorpos dos indivíduos foram detectados pela técnica de Hemólise Radial Simples (HRS), cujas médias aritméticas de títulos foram maiores entre as cepas dos subtipos (H1N1) e (H3N2) do vírus da influenza tipo A, mais recentemente isoladas da população. Porém, com relação (mais) ao tipo B, deste vírus, a situação foi inversa, pois apesar da cepa B/Engl./ 847/73 ser a mais antiga incidente, revelou melhor reatogenicidade sobre as demais cepas avaliadas e de acordo com a doutrina do "Pecado original antigênico", é suposto que tenha sido responsável pela primo infecção na maioria do grupo investigado. A avaliação sorológica dos subtipos do vírus influenza tipos A e B, desta população, revelou índices de anticorpos de baixos títulos HRS (2,5 a 3,5 mm) e de altos títulos (> 4,0 mm) que estão relacionadas ao menor e maior nível de proteção à infecção. Sendo que a capacidade individual da imunidade e da persistência de anticorpos contra o vírus, dependeram da atualidade e freqüência de exposição à influenza. Resumo em inglês Wide serological prevalence of influenza A and B was verified by the serological survey covering 200 students of the University of S. Paulo during the 1984-1985 period. The humoral antibodies were detected by the single radial haemolysis technique, whose arithmetic titres averages were greater for both subtypes, (H1N1) and (H3N2) of the influenza A virus strains recently isolated from the population. However, the situation of this type B virus was not the same as that of (mais) type A seeing that the B/Engl/ 847/73, although an older strain, showed better reactogenicity than the other strains evaluated. It is possible that is was responsible for the primo infection of most of the components of the group surveyed, as the phenomenon of the "Original Antigenic Sin" explains. The antibody responses to subtypes of influenza A and B in this survey demonstrated levels with low SRH titres (2.5 to 3.5 mm) and high SRH titres (> 4.0mm) related to the lowest and highest levels of suggest protection against infection. Individual immunity and persistence of antibody are related to frequency and recent occurrence of exposition to influenza. As concerns the formulation of influenza vaccine it was established that this preserves the antigen selection of the new strains isolated from the population, mainly due to the behavior of the influenza A virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Investigação sorológica da influenza tipos A e B em estudantes universitários, Brasil/ Serological surveillance of influenza A and B, at the university students, Brazil

Mancini, Dalva A. P.; Tavares, Valéria R.; Espindola, Clarice P. M.
1991-12-01

Resumo em português Levantamento sorológico realizado em 200 estudantes da Universidade de São Paulo, nos anos de 1984 e 1985, demonstrou ampla prevalência sorológica do vírus da influenza tipos A e B. Os anticorpos dos indivíduos foram detectados pela técnica de Hemólise Radial Simples (HRS), cujas médias aritméticas de títulos foram maiores entre as cepas dos subtipos (H1N1) e (H3N2) do vírus da influenza tipo A, mais recentemente isoladas da população. Porém, com relação (mais) ao tipo B, deste vírus, a situação foi inversa, pois apesar da cepa B/Engl./ 847/73 ser a mais antiga incidente, revelou melhor reatogenicidade sobre as demais cepas avaliadas e de acordo com a doutrina do "Pecado original antigênico", é suposto que tenha sido responsável pela primo infecção na maioria do grupo investigado. A avaliação sorológica dos subtipos do vírus influenza tipos A e B, desta população, revelou índices de anticorpos de baixos títulos HRS (2,5 a 3,5 mm) e de altos títulos (> 4,0 mm) que estão relacionadas ao menor e maior nível de proteção à infecção. Sendo que a capacidade individual da imunidade e da persistência de anticorpos contra o vírus, dependeram da atualidade e freqüência de exposição à influenza. Resumo em inglês Wide serological prevalence of influenza A and B was verified by the serological survey covering 200 students of the University of S. Paulo during the 1984-1985 period. The humoral antibodies were detected by the single radial haemolysis technique, whose arithmetic titres averages were greater for both subtypes, (H1N1) and (H3N2) of the influenza A virus strains recently isolated from the population. However, the situation of this type B virus was not the same as that of (mais) type A seeing that the B/Engl/ 847/73, although an older strain, showed better reactogenicity than the other strains evaluated. It is possible that is was responsible for the primo infection of most of the components of the group surveyed, as the phenomenon of the "Original Antigenic Sin" explains. The antibody responses to subtypes of influenza A and B in this survey demonstrated levels with low SRH titres (2.5 to 3.5 mm) and high SRH titres (> 4.0mm) related to the lowest and highest levels of suggest protection against infection. Individual immunity and persistence of antibody are related to frequency and recent occurrence of exposition to influenza. As concerns the formulation of influenza vaccine it was established that this preserves the antigen selection of the new strains isolated from the population, mainly due to the behavior of the influenza A virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

64

Inquérito soroepidemiológico para os vírus influenza em Belém, Pará, Brasil, 1992-1993/ Seroepidemiological survey for influenza virus in Belém, Pará, Brazil, 1992-1993

Santos, Domingos Ezenildo Matos dos; Cardias, Cláudia Alessandra da Silva; Mello, Wyller Alencar de
1997-01-01

Resumo em português Um estudo soroepidemiológico foi realizado para determinar a prevalência de anticorpos IH para os sorotipos de influenza circulantes entre pacientes atendidos no Laboratório de Virologia do IEC, em Belém, PA, Brasil, em 1992 e 1993. Um total de 179 (11%) amostras de sangue foi coletado durante período pós-epidêmico e processado pelo teste da Inibição da Hemaglutinação para os vírus da influenza A/Taiwan/1/86 (H1N1), A/Beijing/353/89 (H3N2) e B/Yamagata/16/88. (mais) Os resultados indicaram a circulação de vírus antigenicamente relacionados aos três sorotipos pesquisados. Em 1992, altas taxas de soropositividade foram observadas para as cepas H1N1 (84%) e H3N2 (56%), bem como anticorpos IH foram detectados em todas as faixas de idade, sugerindo intensa circulação desses vírus. No mesmo ano, a atividade da influenza B revelou-se em níveis moderados. A prevalência de anticorpos IH para os vírus H1N1, em 1993, foi similar à observada em 1992, indicando a circulação desses vírus em ambos os anos. Um aumento na prevalência dos vírus H3N2, em 1993, sugere que a cepa A/Beijing/353/89 (ou uma antigenicamente relacionada) também circulou intensamente naquele ano. Do mesmo modo, a atividade dos vírus da influenza B aumentou em 1993, como apontam as infecções em todas as idades, particularmente entre os adultos jovens. Resumo em inglês A seroepidemiological study was carried out from 1992 to 1993 to estimate the prevalence of antibody to prevailing influenza virus strains circulating among patients attending the IEC Virology Laboratory in Belem, Northern Brazil. A total of 179 (11%) of serum samples were obtained during the post-epidemic period and processed by the hemagglutination inhibition test against the A/Taiwan/1/86 (H1N1), A/Beijing/353/89 (H3N2), and B/Yamagata/16/88 types of influenza virus. T (mais) he serological results indicate circulation of viruses antigenically related to all three strains during the two-year study period. In 1992, the overall prevalence rates of HI antibodies to H1N1 and H3N2 were 84% and 56%, respectively. Presence of antibodies to both strains was detected in all age groups, suggesting intense viral activity that year. Antibodies to influenza B were detected at lower levels in all patients during this period. Similar prevalence to the H1N1 virus was noted in 1993, indicating that this strain occurred in both years. However, an increase in prevalence rates for the H3N2 virus was seen in 1993, suggesting that this strain (or a related virus) circulated intensively during this year. Influenza B activity also increased in 1993, causing infection mainly among young adults.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

65

Inquérito soroepidemiológico para os vírus influenza em Belém, Pará, Brasil, 1992-1993/ Seroepidemiological survey for influenza virus in Belém, Pará, Brazil, 1992-1993

Santos, Domingos Ezenildo Matos dos; Cardias, Cláudia Alessandra da Silva; Mello, Wyller Alencar de
1997-01-01

Resumo em português Um estudo soroepidemiológico foi realizado para determinar a prevalência de anticorpos IH para os sorotipos de influenza circulantes entre pacientes atendidos no Laboratório de Virologia do IEC, em Belém, PA, Brasil, em 1992 e 1993. Um total de 179 (11%) amostras de sangue foi coletado durante período pós-epidêmico e processado pelo teste da Inibição da Hemaglutinação para os vírus da influenza A/Taiwan/1/86 (H1N1), A/Beijing/353/89 (H3N2) e B/Yamagata/16/88. (mais) Os resultados indicaram a circulação de vírus antigenicamente relacionados aos três sorotipos pesquisados. Em 1992, altas taxas de soropositividade foram observadas para as cepas H1N1 (84%) e H3N2 (56%), bem como anticorpos IH foram detectados em todas as faixas de idade, sugerindo intensa circulação desses vírus. No mesmo ano, a atividade da influenza B revelou-se em níveis moderados. A prevalência de anticorpos IH para os vírus H1N1, em 1993, foi similar à observada em 1992, indicando a circulação desses vírus em ambos os anos. Um aumento na prevalência dos vírus H3N2, em 1993, sugere que a cepa A/Beijing/353/89 (ou uma antigenicamente relacionada) também circulou intensamente naquele ano. Do mesmo modo, a atividade dos vírus da influenza B aumentou em 1993, como apontam as infecções em todas as idades, particularmente entre os adultos jovens. Resumo em inglês A seroepidemiological study was carried out from 1992 to 1993 to estimate the prevalence of antibody to prevailing influenza virus strains circulating among patients attending the IEC Virology Laboratory in Belem, Northern Brazil. A total of 179 (11%) of serum samples were obtained during the post-epidemic period and processed by the hemagglutination inhibition test against the A/Taiwan/1/86 (H1N1), A/Beijing/353/89 (H3N2), and B/Yamagata/16/88 types of influenza virus. T (mais) he serological results indicate circulation of viruses antigenically related to all three strains during the two-year study period. In 1992, the overall prevalence rates of HI antibodies to H1N1 and H3N2 were 84% and 56%, respectively. Presence of antibodies to both strains was detected in all age groups, suggesting intense viral activity that year. Antibodies to influenza B were detected at lower levels in all patients during this period. Similar prevalence to the H1N1 virus was noted in 1993, indicating that this strain occurred in both years. However, an increase in prevalence rates for the H3N2 virus was seen in 1993, suggesting that this strain (or a related virus) circulated intensively during this year. Influenza B activity also increased in 1993, causing infection mainly among young adults.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

Influenza em animais heterotérmicos/ Influenza in heterothermics

Mancini, Dalva Assunção Portari; Mendonça, Rita Maria Zucatelli; Cianciarullo, Aurora Marques; Kobashi, Leonardo Setsuo; Trindade, Hermínio Gomes; Fernandes, Wilson; Pinto, José Ricardo
2004-06-01

Resumo em português O objetivo foi pesquisar Ortomyxovirus em animais heterotérmicos. Coletou-se sangue de serpentes dos gêneros Bothrops e Crotalus e de sapo e rãs dos gêneros Bufo e Rana, para a detecção dos receptores de hemácias e anticorpos específicos, ao vírus influenza, pelos testes de hemaglutinação e inibição da hemaglutinação, respectivamente. Pelo teste de hemaglutinação, verificou-se que serpentes e sapos em cativeiro apresentaram receptores em suas hemácias pa (mais) ra o vírus influenza, humano e eqüino do tipo A e tipo B. O mesmo ocorreu com serpentes recém chegadas. Quanto ao teste de inibição da hemaglutinação dos soros dos répteis observou-se títulos protetores de anticorpos aos vírus influenza tipo A (origens humana e eqüina) e tipo B. Com soro de sapo não se observou reação de inibição da hemaglutinação porém, 83,3% das rãs obtiveram médias de 40UIH para algumas cepas. Conclui-se que animais heterotérmicos podem oferecer condições de hospedeiros aos vírus influenza, assim como susceptibilidade à infecção. Resumo em inglês The objective was to study Orthomyxovirus in heterothermic animals. Blood samples from snakes (genus Bothrops and Crotalus) and from toads and frogs (genus Bufo and Rana) were collected to evaluate the red cell receptors and antibodies specific to influenza virus by the hemagglutination and hemagglutination inhibition tests, respectively. Both snakes and toads kept in captivity presented receptors in their red cells and antibodies specific to either influenza virus type A (mais) (human and equine origin) or influenza type B. The same was observed with recently captured snakes. Concerning the influenza hemagglutination inhibition antibodies protective levels were observed in the reptiles' serum, against influenza type A and type B. Unlike the toads, 83.3% of the frogs presented mean levels of Ab 40HIU for some influenza strains. It was concluded that heterothermic animals could offer host conditions to the influenza virus and also susceptibility to the infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

73

Influenza aviária e casos em humanos/ Avian influenza and human cases

Centro de Vigilância Epidemiológica "Prof. Alexandre Vranjac"; Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD)
2006-02-01

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

74

Influenza aviária e casos em humanos/ Avian influenza and human cases

Centro de Vigilância Epidemiológica "Prof. Alexandre Vranjac"; Coordenadoria de Controle de Doenças (CCD)
2006-02-01

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

75

Infecções virais e depressão/ Viral infections and depression

Stumpf, Bárbara Perdigão; Rocha, Fábio Lopes; Proietti, Anna Bárbara de Freitas Carneiro; Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em HTLV-1/2
2006-01-01

Resumo em português OBJETIVO: A associação entre depressão e viroses é estudada há quase dois séculos, com resultados conflitantes. O objetivo deste trabalho é fazer uma análise crítica dos estudos existentes na literatura sobre essa relação. MÉTODOS: A pesquisa bibliográfica utilizou as fontes eletrônicas de busca MEDLINE e LILACS (1966 a agosto 2005). As referências dos artigos foram utilizadas como fonte adicional de consulta. RESULTADOS: Foram abordados os trabalhos que tr (mais) ataram da associação entre depressão e os vírus HIV, HCV, EBV, influenza, HSV, HBV, HAV, BDV e HTLV. A relação entre HIV e depressão mostrou-se bem documentada na literatura. Existem indícios de que a prevalência desse transtorno nos indivíduos infectados pelo HIV seja maior que a encontrada nos soronegativos. Além disso, estudos constataram que a depressão está associada a pior prognóstico da infecção. Quanto à associação entre HCV e depressão, os trabalhos sugeriram maior prevalência desse transtorno psiquiátrico nos portadores do HCV comparados à população geral. Não existem evidências científicas suficientes para dar suporte à relação entre os demais vírus e depressão. CONCLUSÃO: As associações mais bem fundamentadas foram aquelas entre depressão e os vírus HIV e HCV. A relação entre as demais viroses e depressão precisa ser mais bem estudada, e trabalhos com delineamento adequado se fazem necessários. Resumo em inglês OBJECTIVE: The association between depression and viruses has been evaluated for almost two centuries now, with conflicting results. The objective of the present study is to perform a critical review of published studies in the literature about this relationship. METHODS: Databases MEDLINE and LILACS were searched between 1966 and 2005 (until August). The references of the articles were used as additional source of data. RESULTS: Studies about the link between depression (mais) and infection with viruses HIV, HCV, EBV, influenza, HSV, HBV, HAV, BDV and HTLV were analyzed. The association between HIV and depression was well documented in literature. There are evidences that the prevalence of this disorder in HIV-infected individuals is greater than that found in seronegatives. Moreover, studies concluded that depression is associated with a worse course of infection. Regarding the link between HCV and depression, studies suggested a greater prevalence of this psychiatric disorder in HCV-infected people compared with general population. There is not enough scientific evidence to support the association between other viruses and depression. CONCLUSION: The best-studied relationships were those between depression and viruses HIV and HCV. Regarding the association of other viruses with depression, more research is needed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

76

Impacto da vacinação contra influenza na mortalidade por doenças respiratórias em idosos/ Impact of influenza vaccination on mortality by respiratory diseases among Brazilian elderly persons

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita de Camargo; Lattorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2005-01-01

Resumo em português OBJETIVO: As doenças respiratórias, particularmente as infecciosas, vêm se tornando cada vez mais representativas na morbi-mortalidade da população idosa. O objetivo do estudo foi analisar a tendência de mortalidade por doenças respiratórias e observar o impacto da vacinação contra influenza nos coeficientes de mortalidade. MÉTODOS: O estudo foi realizado no período de 1980 a 2000 em idosos residentes no Estado de São Paulo, utilizando-se dados de mortalidade (mais) do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. Trata-se de estudo ecológico de séries temporais. Foram analisadas as tendências das taxas padronizadas de mortalidade por doenças respiratórias infecciosas, segundo faixas etárias (60 a 64, 65 a 69, 70 a 74, 75 a 79 e 80 ou mais anos) e sexo, por meio de modelos de regressão polinomial. Foram calculados intervalos de confiança para a resposta média esperada nos anos subseqüentes à intervenção. RESULTADOS: Os coeficientes aumentaram para ambos os sexos na população idosa. Após a intervenção nota-se tendência ao declínio dos indicadores de mortalidade. Para a população idosa masculina, o coeficiente médio no período de 1980 a 1998 foi de 5,08 óbitos por mil homens com aumento linear não constante de 0,13 ao ano; em 2000, o coeficiente observado foi de 4,72 óbitos por mil homens. Já para as mulheres de 60 anos e mais, o coeficiente anual médio foi de 3,18 óbitos por mil mulheres com incremento não constante de 0,08 ao ano; no ano de 2000 o coeficiente observado foi 2,99 óbitos por mil mulheres, além da redução significativa dos mesmos em todas as faixas etárias. CONCLUSÕES: Os dados indicam a importância das doenças respiratórias entre os idosos e sugerem que a proteção específica contra influenza tem se refletido positivamente na prevenção da mortalidade por essas doenças. Resumo em inglês OBJECTIVE: Respiratory diseases, especially infectious ones, are becoming increasingly representative in the morbidity and mortality patterns of elderly persons. The aim of the present study was to analyze trends in the mortality by respiratory diseases and to observe the impact of influenza vaccination on mortality rates. METHODS: The study was carried out between 1980 and 2000. Subjects were elderly persons living in the State of São Paulo, and mortality data were obta (mais) ined from the Mortality Information System of the Brazilian Ministry of Health. This is an ecological time-series study. We analyzed the time trends of standardized mortality rates by infectious diseases, according to age group (60-64, 65-69, 70-74, 75-79, and 80+ years) and sex, using polynomial regression. We estimated confidence intervals for the mean expected response in the years following the intervention. RESULTS: Rates increased for both sexes among the elderly population. After the intervention, we observed a declining trend with respect to mortality indicators. For older males, the mean rate in the 1980-1998 period was 5.08 deaths per thousand men, with a nonlinear, non-constant increase of 0.13 per year; in 2000, the rate observed was 4.72 deaths per thousand men. The mean annual rate among women over 60 years was 3.18 deaths per thousand women, with a nonlinear, non-constant increase of 0.08 per year; in 2000, the rate observed was 2.99 deaths per thousand women. There was also a significant reduction in mortality rates in all age groups. Conclusions: Data indicate the importance of respiratory diseases among the elderly population and suggest that specific protection against influenza has a positive effect on the prevention of mortality due to these diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

77

Impacto da vacinação contra influenza na mortalidade por doenças respiratórias em idosos/ Impact of influenza vaccination on mortality by respiratory diseases among Brazilian elderly persons

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita de Camargo; Lattorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2005-01-01

Resumo em português OBJETIVO: As doenças respiratórias, particularmente as infecciosas, vêm se tornando cada vez mais representativas na morbi-mortalidade da população idosa. O objetivo do estudo foi analisar a tendência de mortalidade por doenças respiratórias e observar o impacto da vacinação contra influenza nos coeficientes de mortalidade. MÉTODOS: O estudo foi realizado no período de 1980 a 2000 em idosos residentes no Estado de São Paulo, utilizando-se dados de mortalidade (mais) do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde. Trata-se de estudo ecológico de séries temporais. Foram analisadas as tendências das taxas padronizadas de mortalidade por doenças respiratórias infecciosas, segundo faixas etárias (60 a 64, 65 a 69, 70 a 74, 75 a 79 e 80 ou mais anos) e sexo, por meio de modelos de regressão polinomial. Foram calculados intervalos de confiança para a resposta média esperada nos anos subseqüentes à intervenção. RESULTADOS: Os coeficientes aumentaram para ambos os sexos na população idosa. Após a intervenção nota-se tendência ao declínio dos indicadores de mortalidade. Para a população idosa masculina, o coeficiente médio no período de 1980 a 1998 foi de 5,08 óbitos por mil homens com aumento linear não constante de 0,13 ao ano; em 2000, o coeficiente observado foi de 4,72 óbitos por mil homens. Já para as mulheres de 60 anos e mais, o coeficiente anual médio foi de 3,18 óbitos por mil mulheres com incremento não constante de 0,08 ao ano; no ano de 2000 o coeficiente observado foi 2,99 óbitos por mil mulheres, além da redução significativa dos mesmos em todas as faixas etárias. CONCLUSÕES: Os dados indicam a importância das doenças respiratórias entre os idosos e sugerem que a proteção específica contra influenza tem se refletido positivamente na prevenção da mortalidade por essas doenças. Resumo em inglês OBJECTIVE: Respiratory diseases, especially infectious ones, are becoming increasingly representative in the morbidity and mortality patterns of elderly persons. The aim of the present study was to analyze trends in the mortality by respiratory diseases and to observe the impact of influenza vaccination on mortality rates. METHODS: The study was carried out between 1980 and 2000. Subjects were elderly persons living in the State of São Paulo, and mortality data were obta (mais) ined from the Mortality Information System of the Brazilian Ministry of Health. This is an ecological time-series study. We analyzed the time trends of standardized mortality rates by infectious diseases, according to age group (60-64, 65-69, 70-74, 75-79, and 80+ years) and sex, using polynomial regression. We estimated confidence intervals for the mean expected response in the years following the intervention. RESULTS: Rates increased for both sexes among the elderly population. After the intervention, we observed a declining trend with respect to mortality indicators. For older males, the mean rate in the 1980-1998 period was 5.08 deaths per thousand men, with a nonlinear, non-constant increase of 0.13 per year; in 2000, the rate observed was 4.72 deaths per thousand men. The mean annual rate among women over 60 years was 3.18 deaths per thousand women, with a nonlinear, non-constant increase of 0.08 per year; in 2000, the rate observed was 2.99 deaths per thousand women. There was also a significant reduction in mortality rates in all age groups. Conclusions: Data indicate the importance of respiratory diseases among the elderly population and suggest that specific protection against influenza has a positive effect on the prevention of mortality due to these diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

78

Idosos vacinados e não vacinados contra a influenza: morbidade relatada e aspectos sociodemográficos, Porto Alegre (RS, Brasil), 2004/ Influenza-vaccinated and non-vaccinated elderly: reported morbidity and sociodemographic aspects, Porto Alegre (RS, Brazil), 2004

Vilarino, Maria Aparecida Müller; Lopes, Marta Júlia Marques; Bueno, André Luís Machado; Brito, Maria Regina Varnieri
2010-09-01

Resumo em português Aproveitando o evento da campanha nacional de vacinação de idosos contra o vírus influenza em 2004, realizou-se um estudo epidemiológico transversal descritivo com objetivo de comparar populações de idosos vacinadas e não vacinadas em relação à ocorrência de situações de doença ou internações hospitalares dentro do período de três meses após a vacinação. Não foi possível trabalhar com amostragem probabilística, e a tentativa de pareamento de idosos (mais) vacinados e não vacinados não teve sucesso devido à elevada cobertura vacinal observada (73% da população-alvo) e ao curto espaço de tempo para obter as entrevistas. O resultado da análise descritiva dos 1.130 idosos entrevistados foi muito interessante, mesmo não sendo possível inferir para o universo de idosos de Porto Alegre. Encontrou-se maior proporção na população vacinada de pessoas na faixa etária de 70 a 79 anos (42%) e na população não vacinada na faixa de 60 a 64 anos (40%). Os idosos vacinados são na maioria mais velhos; mulheres; têm plano de saúde; declaram renda mais elevada; realizam atividades físicas e não são fumantes. Os idosos não vacinados são na maioria homens; mais jovens; com menor renda; não realizam atividades físicas e são fumantes. Observou-se percentual menor de relato de pneumonias e internações hospitalares entre os vacinados em relação aos não vacinados. Resumo em inglês This descriptive transversal epidemiological study had the objective of comparing the elderly population who took the influenza vaccine and who did not regarding the occurrence of events of diseases or hospital admittances within three months after the vaccination. It was not possible to work with probable sampling and the attempt of pairing the vaccinated and non-vaccinated elderly was not successful due to the high vaccine coverage observed (73% of the target population (mais) ) and due to the short time available to make the interviews. The result of the descriptive analysis of the 1,130 elderly interviewed was quite interesting even not being possible to infer it regarding the universe of the elderly population from Porto Alegre. We found a higher proportion of vaccinated people in the age group of 70 to 79 years old (42%), and a prevalence of non-vaccinated among the age group of 60 to 64 years old (40%). The vaccinated elderly were mostly older; female, who have private health care insurance; with higher income; that perform physical activities and non-smokers. The non-vaccinated were mostly men; younger; with lower income; that do not perform physical exercises; and smoke. A lower percentage of pneumonias reports and hospital admittances was observed among the vaccinated in comparison to the non-vaccinated people.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

79

Idosos vacinados e não vacinados contra a influenza: morbidade relatada e aspectos sociodemográficos, Porto Alegre (RS, Brasil), 2004/ Influenza-vaccinated and non-vaccinated elderly: reported morbidity and sociodemographic aspects, Porto Alegre (RS, Brazil), 2004

Vilarino, Maria Aparecida Müller; Lopes, Marta Júlia Marques; Bueno, André Luís Machado; Brito, Maria Regina Varnieri
2010-09-01

Resumo em português Aproveitando o evento da campanha nacional de vacinação de idosos contra o vírus influenza em 2004, realizou-se um estudo epidemiológico transversal descritivo com objetivo de comparar populações de idosos vacinadas e não vacinadas em relação à ocorrência de situações de doença ou internações hospitalares dentro do período de três meses após a vacinação. Não foi possível trabalhar com amostragem probabilística, e a tentativa de pareamento de idosos (mais) vacinados e não vacinados não teve sucesso devido à elevada cobertura vacinal observada (73% da população-alvo) e ao curto espaço de tempo para obter as entrevistas. O resultado da análise descritiva dos 1.130 idosos entrevistados foi muito interessante, mesmo não sendo possível inferir para o universo de idosos de Porto Alegre. Encontrou-se maior proporção na população vacinada de pessoas na faixa etária de 70 a 79 anos (42%) e na população não vacinada na faixa de 60 a 64 anos (40%). Os idosos vacinados são na maioria mais velhos; mulheres; têm plano de saúde; declaram renda mais elevada; realizam atividades físicas e não são fumantes. Os idosos não vacinados são na maioria homens; mais jovens; com menor renda; não realizam atividades físicas e são fumantes. Observou-se percentual menor de relato de pneumonias e internações hospitalares entre os vacinados em relação aos não vacinados. Resumo em inglês This descriptive transversal epidemiological study had the objective of comparing the elderly population who took the influenza vaccine and who did not regarding the occurrence of events of diseases or hospital admittances within three months after the vaccination. It was not possible to work with probable sampling and the attempt of pairing the vaccinated and non-vaccinated elderly was not successful due to the high vaccine coverage observed (73% of the target population (mais) ) and due to the short time available to make the interviews. The result of the descriptive analysis of the 1,130 elderly interviewed was quite interesting even not being possible to infer it regarding the universe of the elderly population from Porto Alegre. We found a higher proportion of vaccinated people in the age group of 70 to 79 years old (42%), and a prevalence of non-vaccinated among the age group of 60 to 64 years old (40%). The vaccinated elderly were mostly older; female, who have private health care insurance; with higher income; that perform physical activities and non-smokers. The non-vaccinated were mostly men; younger; with lower income; that do not perform physical exercises; and smoke. A lower percentage of pneumonias reports and hospital admittances was observed among the vaccinated in comparison to the non-vaccinated people.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

80

Identificação e monitorização do vírus Influenza A e B, na população de Maceió/ Influenza virus A and B identification and monitoring in the population of Maceió

Oliveira, Jefferson Francisco de; Sá, Jacqueline Pacífica Oliveira de; Cruz, Maria Eliane de Melo
2004-01-01

Resumo em português Agentes virais, como os vírus da influenza A e B, parainfluenza 1, 2 e 3, adenovírus e o Vírus Respiratório Sincicial (VRS) são responsáveis por surtos de Infecção Respiratória Aguda (IRA), causando uma alta taxa de morbidade e mortalidade, principalmente em crianças e idosos. Este trabalho teve como objetivo o estudo desses vírus, como agentes etiológicos das IRAs em pacientes de todas as idades atendidos no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes/U (mais) FAL e no 2º Centro de Saúde em Maceió (AL). Objetivou-se também avaliar a sazonalidade e a associação entre grupo desses vírus. A pesquisa foi realizada em secreção nasofaríngea eswabcombinado (nasal e oral) de pacientes com sintomatologia de IRA, no período de novembro de 2000 a abril de 2002, pela técnica de imunofluorescência indireta, utilizando um painel de anticorpos monoclonais (AcM). Das 488 amostras analisadas, 207 (42,4%) foram positivas. Destas, 126 (25,8%) corresponderam a infecções pelo vírus da influenza A e 29 (5,9%) corresponderam a infecções concomitantes, sendo 9 (1,8%) por adenovírus e VRS. Também se observou que fatores como idade e sexo não influenciaram os processos de infecção respiratória aguda por vírus respiratório. Resumo em inglês Viral agents, like Influenza virus A and B, Parainfluenza, Adenovirus and Respiratory Syncytial Virus (RSV) are the main cause of acute respiratory infection (ARI) and are held responsible for high levels of morbidity among children and senior citizens. The aim of this study is to evaluate the importance of these viruses as promoters of ARI in patients of all ages from Professor Alberto Antunes University Hospital/UFAL and 2nd State Health Center in Maceió (AL). We will (mais) also study seasonality and association among respiratory virus. Nasopharyngeal secretion samples from children and adults and swabs from adults were collected from patients with ARI complaint from November 2000 to April 2002 and analyzed by Indirect Immunofluorescence, using a screening of monoclonal antibody (AcM) from Chemicon. Respiratory virus was detected in 207 (42.4%) of the 488 samples analyzed. In 126 samples, about half of the cases, the virus detected was the Influenza virus A. Multiple infection was found in 29 (5.9%) samples of which 9 (1.8%) was Adenovirus and SRV. Results for both gender and all age groups were similar so that we concluded that they were not correlated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

81

Identificação e monitorização do vírus Influenza A e B, na população de Maceió/ Influenza virus A and B identification and monitoring in the population of Maceió

Oliveira, Jefferson Francisco de; Sá, Jacqueline Pacífica Oliveira de; Cruz, Maria Eliane de Melo
2004-01-01

Resumo em português Agentes virais, como os vírus da influenza A e B, parainfluenza 1, 2 e 3, adenovírus e o Vírus Respiratório Sincicial (VRS) são responsáveis por surtos de Infecção Respiratória Aguda (IRA), causando uma alta taxa de morbidade e mortalidade, principalmente em crianças e idosos. Este trabalho teve como objetivo o estudo desses vírus, como agentes etiológicos das IRAs em pacientes de todas as idades atendidos no Hospital Universitário Professor Alberto Antunes/U (mais) FAL e no 2º Centro de Saúde em Maceió (AL). Objetivou-se também avaliar a sazonalidade e a associação entre grupo desses vírus. A pesquisa foi realizada em secreção nasofaríngea eswabcombinado (nasal e oral) de pacientes com sintomatologia de IRA, no período de novembro de 2000 a abril de 2002, pela técnica de imunofluorescência indireta, utilizando um painel de anticorpos monoclonais (AcM). Das 488 amostras analisadas, 207 (42,4%) foram positivas. Destas, 126 (25,8%) corresponderam a infecções pelo vírus da influenza A e 29 (5,9%) corresponderam a infecções concomitantes, sendo 9 (1,8%) por adenovírus e VRS. Também se observou que fatores como idade e sexo não influenciaram os processos de infecção respiratória aguda por vírus respiratório. Resumo em inglês Viral agents, like Influenza virus A and B, Parainfluenza, Adenovirus and Respiratory Syncytial Virus (RSV) are the main cause of acute respiratory infection (ARI) and are held responsible for high levels of morbidity among children and senior citizens. The aim of this study is to evaluate the importance of these viruses as promoters of ARI in patients of all ages from Professor Alberto Antunes University Hospital/UFAL and 2nd State Health Center in Maceió (AL). We will (mais) also study seasonality and association among respiratory virus. Nasopharyngeal secretion samples from children and adults and swabs from adults were collected from patients with ARI complaint from November 2000 to April 2002 and analyzed by Indirect Immunofluorescence, using a screening of monoclonal antibody (AcM) from Chemicon. Respiratory virus was detected in 207 (42.4%) of the 488 samples analyzed. In 126 samples, about half of the cases, the virus detected was the Influenza virus A. Multiple infection was found in 29 (5.9%) samples of which 9 (1.8%) was Adenovirus and SRV. Results for both gender and all age groups were similar so that we concluded that they were not correlated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

82

Hidroxicloroquina na hemossiderose pulmonar idiopática: Caso clínico/ Hydroxychloroquine in pediatric idiopathic pulmonary hemosiderosis: A case report

Almeida, Marta Pinto de; Reis, Guilhermina; Guedes, Margarida
2006-01-01

Resumo em português Os autores apresentam o caso de uma criança com hemossiderose pulmonar idiopática grave, que, após ter iniciado tratamento com hidroxicloroquina, apresentou alteração do seu curso clínico, com melhoria significativa e duradoura. A eficácia desta terapêutica é salientada. Reportam ainda a ocorrência de exacerbação clínica, com hemoptise, após administração de vacina antigripal. Resumo em inglês The authors present the case of a child with severe idiopathic pulmonary hemosiderosis who after having begun treatment with hydroxychloroquine had a significant and lasting improvement. The efficacy of this therapeutic is pointed out. They also report the occurrence of clinical exacerbation, with hemoptysis, after receiving an influenza vaccine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

83

Fístula oroantral e retalho mucoso geniano: revisão de 25 casos/ Oroantral fistula and genian mucosal flap: a review of 25 cases

Meirelles, Roberto Campos; Neves-Pinto, Roberto Machado
2008-02-01

Resumo em português A fístula oroantral é a comunicação patológica entre cavidade oral e seio maxilar, quase sempre decorrentes de traumatismos durante procedimentos dentários. OBJETIVO: Apresentar experiência de 25 casos. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Realizado estudo retrospectivo de pacientes com FOA no período de 1996 a 2000. O diagnóstico incluiu exame otorrinolaringológico, endoscopia nasal ou da fístula, tomografia computadorizada das cavidades paranasais, pesquisa bacteriológic (mais) a, fúngica e análise patológica. RESULTADOS: Encontrados 25 casos, sendo 10 de segundo molar, 8 de primeiro molar, 6 de segundo pré-molar e 1 de canino. Todos foram operados pela técnica de Caldwell-Luc, reavivamento das bordas da fístula, meatotomia média e rotação de retalho mucoso geniano. DISCUSSÃO: Nas fístulas de alto débito (n=14), colocou-se enxerto ósseo da própria parede anterior do seio. Todos, exceto um, tiveram resultado cirúrgico bom. A cultura bacteriológica (n=19) demonstrou estreptococos pneumoniae (13), haemophilus influenzae (6), moraxella catarrhalis (2), estafilococos aureus (2). Encontrado aspergilus niger em um caso que apresentava imagem radiológica de bola fúngica. CONCLUSÕES: Após 30 dias, os resultados foram bons em todos, exceto um dos casos. Este foi reoperado com colocação de enxerto ósseo, inicialmente não utilizado, tendo sucesso. Após 6 meses, todos os 23 pacientes localizados não apresentavam problemas. Resumo em inglês The oroantral fistula is a pathological connection between the maxillary sinus and with the oral cavity. The condition mostly follows dental extraction. AIM: To present the experience of 25 cases. MATERIAL AND METHODS: Retrospective cases between 1996-2000. The ORL examination included nasal or sinusal endoscopy, a CT scan and histopathological analysis. RESULTS: Twenty-five cases were found: ten 2nd molar cases, eight 1st molar cases, six 2nd premolar cases, and one cani (mais) ne case. All patients underwent a Caldwell-Luc operation plus excision of the epithelium lining the fistula, that was then completely covered by a flap of mucosa rotated from the genian region. DISCUSSION: In cases of major fistulae a bone autograft taken from the anterior sinus wall was used. Bacterial cultures (n=19) revealed streptococus pneumoniae (13), haemophillus influenza (6), Moraxella catharralis (2) and staphylococus aureus (2). Aspergillus niger was found in one case presenting as a "fungic ball". CONCLUSIONS: The only case of surgical failure, after 30 days postoperatively, was reoperated, using a bone graft. After a 6-month follow up all of the patients progressed satisfactorily, including the reoperated patient.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

84

Fatores associados à vacinação contra influenza em idosos em município do Sudeste do Brasil/ Factors associated with influenza vaccination among elderly persons in Southeastern Brazil

Donalisio, Maria Rita; Ruiz, Tânia; Cordeiro, Ricardo
2006-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Mesmo gratuita e disponível no Brasil desde 1999, a cobertura vacinal contra a influenza ainda é inadequada em diversos municípios do País. O objetivo da pesquisa foi estimar a cobertura vacinal e identificar fatores relacionados à vacinação contra a influenza em idosos. MÉTODOS: Realizou-se inquérito domiciliar em amostra aleatória sistemática (N=365) da população urbana maior de 60 anos em Botucatu, São Paulo. Foi aplicado modelo de regressão lo (mais) gística múltipla, cuja variável dependente foi ter sido vacinado em 2002. Foram testadas no modelo as covariáveis: sexo, idade, socioeconômicas (renda per capita, número de pessoas por cômodo, escolaridade, estado civil, ocupação, tempo de moradia), antecedentes mórbidos, de internação, hábito de fumar, sintomas respiratórios nos últimos 15 dias e atividades comunitárias (trabalho voluntário, atividades no bairro, igreja). RESULTADOS: Registrou-se cobertura vacinal de 63,2% (IC 95%: 58,3-68,2). Foi observado menor percentual de vacinados entre os idosos na faixa etária de 60 a 64 anos. As variáveis que se mostraram associadas à vacinação e permaneceram no modelo final foram: idade (OR=1,09 por ano; IC 95%: 1,06-1,13); hipertensão arterial (OR=1,92; IC 95%: 1,18-3,13); inserção em atividades na comunidade (OR=1,63; IC 95%: 1,01-2,65). A vacinação em portadores de doenças crônicas não atingiu níveis adequados conforme esperado para este grupo de risco, com exceção dos hipertensos. A participação em atividades comunitárias e sociais foi relacionada com o estado vacinal. CONCLUSÕES: Condições socioeconômicas, hábitos e idade não restringiram o acesso à campanha vacinal. Por outro lado, campanhas específicas, endereçadas a indivíduos da faixa de 60 a 64 anos, podem ampliar a cobertura da vacinação. Resumo em inglês OBJECTIVE: Even though influenza vaccination is free and widely available in Brazil since 1999, coverage is still inadequate in several of the country's municipalities. The aim of the present study was to estimate vaccine coverage and to identify factors related to vaccination against influenza in the elderly population. METHODS: A household survey was carried out using a systematic random sample (N=365) of the urban population older than 60 years from the city of Botucat (mais) u, Southeastern Brazil. A logistic regression model using vaccination in 2002 as the dependent variable was used. The following covariables were tested: sex, age, socioeconomic variables (per capita income, number of persons per dormitory, schooling, marital status, occupation, time living in the city), history of morbidity and hospital admission, smoking, respiratory symptoms in last 15 days, and community activities (voluntary work, neighborhood and church activities). RESULTS: Vaccine coverage was 63.2% (95% CI: 58.3-68.2). We found a lower proportion of vaccination among the 60-64 years age group. Variables associated with vaccination in the final model were age (OR=1.09 per year; 95% CI: 1.06-1.13); arterial hypertension (OR=1.92; 95% CI: 1.18-3.13); and participation in community activities (OR=1.63; 95% CI: 1.01-2.65). With the exception of hypertension, vaccination among subjects with chronic diseases did not reach adequate levels, as expected for this high-risk group. Participation in social and community activities was associated with vaccination status. CONCLUSIONS: Socioeconomic conditions, habits, and age did not restrict access to vaccination campaigns. On the other hand, specific campaigns aimed at the 60-64 years age group may increase vaccination coverage.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

85

Fatores associados à vacinação contra influenza em idosos em município do Sudeste do Brasil/ Factors associated with influenza vaccination among elderly persons in Southeastern Brazil

Donalisio, Maria Rita; Ruiz, Tânia; Cordeiro, Ricardo
2006-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Mesmo gratuita e disponível no Brasil desde 1999, a cobertura vacinal contra a influenza ainda é inadequada em diversos municípios do País. O objetivo da pesquisa foi estimar a cobertura vacinal e identificar fatores relacionados à vacinação contra a influenza em idosos. MÉTODOS: Realizou-se inquérito domiciliar em amostra aleatória sistemática (N=365) da população urbana maior de 60 anos em Botucatu, São Paulo. Foi aplicado modelo de regressão lo (mais) gística múltipla, cuja variável dependente foi ter sido vacinado em 2002. Foram testadas no modelo as covariáveis: sexo, idade, socioeconômicas (renda per capita, número de pessoas por cômodo, escolaridade, estado civil, ocupação, tempo de moradia), antecedentes mórbidos, de internação, hábito de fumar, sintomas respiratórios nos últimos 15 dias e atividades comunitárias (trabalho voluntário, atividades no bairro, igreja). RESULTADOS: Registrou-se cobertura vacinal de 63,2% (IC 95%: 58,3-68,2). Foi observado menor percentual de vacinados entre os idosos na faixa etária de 60 a 64 anos. As variáveis que se mostraram associadas à vacinação e permaneceram no modelo final foram: idade (OR=1,09 por ano; IC 95%: 1,06-1,13); hipertensão arterial (OR=1,92; IC 95%: 1,18-3,13); inserção em atividades na comunidade (OR=1,63; IC 95%: 1,01-2,65). A vacinação em portadores de doenças crônicas não atingiu níveis adequados conforme esperado para este grupo de risco, com exceção dos hipertensos. A participação em atividades comunitárias e sociais foi relacionada com o estado vacinal. CONCLUSÕES: Condições socioeconômicas, hábitos e idade não restringiram o acesso à campanha vacinal. Por outro lado, campanhas específicas, endereçadas a indivíduos da faixa de 60 a 64 anos, podem ampliar a cobertura da vacinação. Resumo em inglês OBJECTIVE: Even though influenza vaccination is free and widely available in Brazil since 1999, coverage is still inadequate in several of the country's municipalities. The aim of the present study was to estimate vaccine coverage and to identify factors related to vaccination against influenza in the elderly population. METHODS: A household survey was carried out using a systematic random sample (N=365) of the urban population older than 60 years from the city of Botucat (mais) u, Southeastern Brazil. A logistic regression model using vaccination in 2002 as the dependent variable was used. The following covariables were tested: sex, age, socioeconomic variables (per capita income, number of persons per dormitory, schooling, marital status, occupation, time living in the city), history of morbidity and hospital admission, smoking, respiratory symptoms in last 15 days, and community activities (voluntary work, neighborhood and church activities). RESULTS: Vaccine coverage was 63.2% (95% CI: 58.3-68.2). We found a lower proportion of vaccination among the 60-64 years age group. Variables associated with vaccination in the final model were age (OR=1.09 per year; 95% CI: 1.06-1.13); arterial hypertension (OR=1.92; 95% CI: 1.18-3.13); and participation in community activities (OR=1.63; 95% CI: 1.01-2.65). With the exception of hypertension, vaccination among subjects with chronic diseases did not reach adequate levels, as expected for this high-risk group. Participation in social and community activities was associated with vaccination status. CONCLUSIONS: Socioeconomic conditions, habits, and age did not restrict access to vaccination campaigns. On the other hand, specific campaigns aimed at the 60-64 years age group may increase vaccination coverage.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

86

Fatores associados à doença pulmonar em idosos/ Factors associated with pulmonary disease among the elderly

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; César, Chester Luis Galvão; Carandina, Luana; Goldbaum, Moisés
2006-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar a prevalência de doença pulmonar referida entre idosos segundo características sociodemográficas, econômicas, estilo de vida, mobilidade física e condições de saúde. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, do qual participaram 1.957 idosos (60 anos ou mais). As informações foram coletadas por meio de entrevistas. Os participantes foram selecionados a partir de amostragem probabilística, estratificada, por conglom (mais) erados e obtida em dois estágios em seis municípios do Estado de São Paulo, no período de 2001 a 2002. Foram utilizadas estatísticas descritivas, testes de associação pelo chi2, razões de prevalência e intervalos de confiança de 95%. A análise ajustada foi conduzida por meio de regressão de Poisson. RESULTADOS: Dos entrevistados, cerca de 7% referiram doença pulmonar. Não houve associação entre doença pulmonar referida e vacinação contra influenza. A partir da análise ajustada foi possível identificar os seguintes fatores independentemente associados à referência da doença: tabagismo (RP=2,03; IC 95%: 1,39-2,97); uso de medicamentos (RP=2,05; IC 95%: 1,11-3,79); auto-avaliação do estado de saúde atual como ruim ou muito ruim (RP=1,89; IC 95%:1,20-2,96); e depressão, ansiedade ou problemas emocionais (RP=1,86; IC 95%: 1,11-3,10). CONCLUSÕES: Os achados do presente estudo reforçam a importância das doenças respiratórias em idosos, particularmente em grupos mais vulneráveis, justificando medidas preventivas e assistenciais específicas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate the prevalence of reported pulmonary disease among elderly subjects, according to sociodemographic and economic characteristics, lifestyle, physical mobility, and health status. METHODS: This was a cross-sectional population-based study that included 1,957 elderly subjects (aged 60 and over). Information was collected by means of interviews. Subjects were selected using a two-stage probabilistic, stratified, cluster sampling strategy in six munic (mais) ipalities in the State of São Paulo between 2001 and 2002. Descriptive statistics, chi-squared association tests, prevalence ratios, and 95% confidence intervals were utilized. Adjusted analysis was carried out by Poisson regression. RESULTS: Among the interviewees, around 7% reported pulmonary disease. There was no association between pulmonary disease and influenza vaccination. Adjusted analysis identified the following factors that were independently associated with reported disease: smoking (PR: 2.03; 95% CI: 1.39-2.97); medication use (PR: 2.05; 95% CI: 1.11-3.79); health status self-assessed as poor or very poor (PR: 1.89; 95% CI: 1.20-2.96); and depression, anxiety, or emotional problems (PR: 1.86; 95% CI: 1.11-3.10). CONCLUSIONS: The findings from the present study reinforce the importance of respiratory diseases among the elderly, particularly in more vulnerable groups. Preventive measures and specific care for such groups are therefore justified.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

87

Fatores associados à doença pulmonar em idosos/ Factors associated with pulmonary disease among the elderly

Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Donalisio, Maria Rita; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; César, Chester Luis Galvão; Carandina, Luana; Goldbaum, Moisés
2006-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar a prevalência de doença pulmonar referida entre idosos segundo características sociodemográficas, econômicas, estilo de vida, mobilidade física e condições de saúde. MÉTODOS: Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, do qual participaram 1.957 idosos (60 anos ou mais). As informações foram coletadas por meio de entrevistas. Os participantes foram selecionados a partir de amostragem probabilística, estratificada, por conglom (mais) erados e obtida em dois estágios em seis municípios do Estado de São Paulo, no período de 2001 a 2002. Foram utilizadas estatísticas descritivas, testes de associação pelo chi2, razões de prevalência e intervalos de confiança de 95%. A análise ajustada foi conduzida por meio de regressão de Poisson. RESULTADOS: Dos entrevistados, cerca de 7% referiram doença pulmonar. Não houve associação entre doença pulmonar referida e vacinação contra influenza. A partir da análise ajustada foi possível identificar os seguintes fatores independentemente associados à referência da doença: tabagismo (RP=2,03; IC 95%: 1,39-2,97); uso de medicamentos (RP=2,05; IC 95%: 1,11-3,79); auto-avaliação do estado de saúde atual como ruim ou muito ruim (RP=1,89; IC 95%:1,20-2,96); e depressão, ansiedade ou problemas emocionais (RP=1,86; IC 95%: 1,11-3,10). CONCLUSÕES: Os achados do presente estudo reforçam a importância das doenças respiratórias em idosos, particularmente em grupos mais vulneráveis, justificando medidas preventivas e assistenciais específicas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate the prevalence of reported pulmonary disease among elderly subjects, according to sociodemographic and economic characteristics, lifestyle, physical mobility, and health status. METHODS: This was a cross-sectional population-based study that included 1,957 elderly subjects (aged 60 and over). Information was collected by means of interviews. Subjects were selected using a two-stage probabilistic, stratified, cluster sampling strategy in six munic (mais) ipalities in the State of São Paulo between 2001 and 2002. Descriptive statistics, chi-squared association tests, prevalence ratios, and 95% confidence intervals were utilized. Adjusted analysis was carried out by Poisson regression. RESULTS: Among the interviewees, around 7% reported pulmonary disease. There was no association between pulmonary disease and influenza vaccination. Adjusted analysis identified the following factors that were independently associated with reported disease: smoking (PR: 2.03; 95% CI: 1.39-2.97); medication use (PR: 2.05; 95% CI: 1.11-3.79); health status self-assessed as poor or very poor (PR: 1.89; 95% CI: 1.20-2.96); and depression, anxiety, or emotional problems (PR: 1.86; 95% CI: 1.11-3.10). CONCLUSIONS: The findings from the present study reinforce the importance of respiratory diseases among the elderly, particularly in more vulnerable groups. Preventive measures and specific care for such groups are therefore justified.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

88

Eventos adversos após vacinação contra influenza em idosos, Distrito de Campinas, SP, 2000/ Adverse reactions to influenza vaccine in the elderly, Campinas District, SP, 2000

Donalisio, Maria Rita; Ramalheira, Raquel Maria; Cordeiro, Ricardo
2003-07-01

Resumo em português Há poucos dados sistematizados sobre eventos adversos da vacina contra influenza no Brasil. Este trabalho visou identificar estes eventos em população acima de 60 anos que compareceu à Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, em Distrito de Campinas, SP, em 2000. Foi realizada entrevista para relato de sintomas gerais e locais, com nexo temporal após a aplicação do imunobiológico, em amostra aleatória sistemática da população (n=206). Registraram-se 20,38% ( (mais) IC 14,87-25,88) dos indivíduos com um ou mais sintomas, sendo a dor no local da vacina, a mais freqüente 12,6% (IC 8,09-17,15). Ajustou-se um modelo de regressão logística múltipla, tendo como variável dependente, a ocorrência de pelo menos um evento adverso. A variável independente que se mostrou associada às reações adversas foi o sexo (feminino) (OR=5,89 e IC 2,08-16,68). Os achados deste estudo reafirmam a pequena reatogenicidade da vacina contra a influenza. Resumo em inglês Adverse reactions associated with vaccines are poorly documented in Brazil. The aim of this article was to identify the incidence of adverse effects to the influenza vaccine in the elderly of Campinas district, SP. A questionnaire was applied to a random systematic sample of people over 60 years of age (n = 206), participating in the Brazilian Vaccination Campaign during 2000. Temporal link was taken into account for general and local symptoms after vaccine. One or more s (mais) ymptoms were reported by 20.48% (CI 14.87-25.88) and local pain was the most frequent complaint 12.62% (CI 8.09 -17.15). A multi-regression logistic model was adjusted, considering any adverse effects after exposure as the dependent variable. The independent variable associated with adverse effects was female gender (OR = 5.89 and CI 2.08-16.68). This study reaffirms the low reactogenicity of influenza vaccine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

89

Estudo sorológico sobre a cepa A/New Jersey/8/76 em grupos populacionais brasileiros: nota prévia/ Serologic study of the A/New Jersey/8/76 influenza virus in Brazilian population groups: communication

Candeias, J. A. N.; Rácz, M. L.; Oliveira, S. O.
1976-09-01

Resumo em português O estudo sorológico de vários grupos populacionais brasileiros, pela pesquisa de anticorpos inibidores da hemaglutinação para a cepa de vírus da influenza A/New Jersey/8/76, deu os seguintes resultados preliminares: 7,8% do total de crianças normais e 75% do total de indivíduos adultos normais já estudados mostraram possuir títulos de anticorpos inibidores da hemaglutinação para aquela cepa > 80; num grupo de índios da região do Xingu, todos os soros testados apresentaram título Resumo em inglês Serum samples from different groups of the Brazilian population were examined for their haemagglutination inhibiting antibody content to the A/New Jersey/8/76 influenza virus with the following results: 7.8% of normal children and 75.0% of normal adults had titres of 80 or higher; in a group of Brazilian indians all the serum samples had titres of 40 or lower.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

90

Estudo sorológico sobre a cepa A/New Jersey/8/76 em grupos populacionais brasileiros: nota prévia/ Serologic study of the A/New Jersey/8/76 influenza virus in Brazilian population groups: communication

Candeias, J. A. N.; Rácz, M. L.; Oliveira, S. O.
1976-09-01

Resumo em português O estudo sorológico de vários grupos populacionais brasileiros, pela pesquisa de anticorpos inibidores da hemaglutinação para a cepa de vírus da influenza A/New Jersey/8/76, deu os seguintes resultados preliminares: 7,8% do total de crianças normais e 75% do total de indivíduos adultos normais já estudados mostraram possuir títulos de anticorpos inibidores da hemaglutinação para aquela cepa > 80; num grupo de índios da região do Xingu, todos os soros testados apresentaram título Resumo em inglês Serum samples from different groups of the Brazilian population were examined for their haemagglutination inhibiting antibody content to the A/New Jersey/8/76 influenza virus with the following results: 7.8% of normal children and 75.0% of normal adults had titres of 80 or higher; in a group of Brazilian indians all the serum samples had titres of 40 or lower.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

91

Estudo dos efeitos adversos e do efeito protetor da vacina contra influenza em idosos vacinados pela rede pública no município de Tubarão, Estado de Santa Catarina/ Study on the adverse effects and protective effects of influenza vaccine among elderly individuals vaccinated through the public system in the municipality of Tubarão, State of Santa Catarina

Pereira, Talita Siemann Santos; Freire, Aracelli Tavares; Braga, Alixandre Dias; Pereira, Gregório Wrublevski; Blatt, Carine Raquel; Borges, Alessandra Abel
2011-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: O presente estudo buscou identificar os efeitos adversos e o efeito protetor da vacina contra influenza, em idosos acima de 60 anos, aplicada pela rede pública no município de Tubarão, Santa Catarina. MÉTODOS: Foi realizada uma coorte prospectiva de pacientes durante o período de maio a setembro de 2008. Foram recrutados 341 idosos, sendo 289 vacinados na rede pública (VSUS) e 52 não vacinados (NV). A incidência do efeito protetor foi verificada atra (mais) vés da comparação dos grupos VSUS com os NV. RESULTADOS: Um percentual de 22,5% de pacientes apresentou pelo menos um efeito adverso. Comparando o grupo VSUS e NV quanto à incidência de sintomas gripais durante o inverno, a presença de pelo menos um sintoma foi verificada em 47% e 28,8% (RR = 1,11; 1,02-1,22; p = 0,0156), respectivamente. CONCLUSÕES: Os resultados apontam uma baixa incidência de efeitos adversos. A maior incidência de sintomas gripais no grupo VSUS comparado ao NV pode estar relacionado às características da população que costuma fazer a vacina contra influenza. Resumo em inglês INTRODUCTION: The aim of this study was to investigate the incidence of adverse effects and protective effects from influenza vaccine among elderly individuals who were vaccinated through the public healthcare system in the municipality of Tubarão, State of Santa Catarina. METHODS: A prospective cohort study was conducted between May and September 2008. A group of 341 patients was recruited, among whom 289 had been vaccinated through the public system (VSUS) and 52 had n (mais) ot been vaccinated (NV). The incidence of protective effects was observed by comparing the VSUS and NV groups. RESULTS: It was observed that 22.5% of the vaccinated subjects exhibited at least one adverse effect. Comparing the VSUS and NV groups in relation to the incidence of flu symptoms presented during the winter, at least one symptom was observed in 47% and 28.8% (RR = 1.11; 1.02-1.22; p = 0.0156), respectively. CONCLUSIONS: These findings demonstrate that the incidence of adverse effects was low. The high incidence of flu symptoms in the VSUS group, in comparison with NV, may be related to the profile of subjects who are in the habit of getting vaccinated against influenza.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

92

Estudo de infecções respiratórias agudas virais em crianças atendidas em um centro pediátrico em Salvador (BA)/ Hospital study of acute respiratory infections in children of Northeast Brazil

Moura, Fernanda Edna Araújo; Borges, Leonardo Carletto; Souza, Leda Solano de Freitas; Ribeiro, Dulce Helena; Siqueira, Marilda Mendonça; Ramos, Eduardo Antônio Gonçalves
2003-01-01

Resumo em português De janeiro a dezembro de 1998, foram analisados 482 casos de infecção respiratória aguda em crianças atendidas na emergência e nas enfermarias do Centro Pediátrico Professor Hosannah de Oliveira, da Universidade Federal da Bahia, em Salvador. O objetivo deste estudo é conhecer o papel dos vírus na etiologia destas infecções. Secreções nasofaríngeas foram examinadas para detecção viral por imunofluorescência e cultura celular. Vírus foram detectados em 154 (mais) casos (31,9%). O vírus sincicial respiratório (VSR) foi o mais prevalente (55,2%), seguido pelos vírus influenza A (17,5%) e parainfluenza 3 (16,2%), adenovírus (7,1%), influenza B (3,8%) e parainfluenza 1 (0,64%). O período epidêmico de VSR foi relacionado à estação de chuvas. Um surto de influenza foi observado nos meses de setembro a novembro. A maioria das infecções foi representada por infecção de trato respiratório superior (63,3%), enquanto que as infecções de trato respiratório inferior foram detectadas em 177 casos (36,7%). Infecções respiratórias agudas virais foram mais freqüentes em crianças até um ano de idade (72,7%). Resumo em inglês From January to December 1998, 482 cases of acute respiratory infections in children attended at the emergence or pediatric wards of Centro Pediátrico Professor Hosannah de Oliveira, of Universidade Federal da Bahia, in Salvador (Brazil), were analysed. The aim of this study was to know data about the role of viruses in these infections. Nasopharyngeal secretions were examined for viruses by indirect immunofluorescence and cell culture. Viruses were detected in 154 (31.9 (mais) %) cases. Respiratory syncytial virus (RSV) was the most prevalent (55.2%), followed by influenza A (17.5%), parainfluenza 3 (16.2%), adenoviruses (7.1%), influenza B (3.8%) and parainfluenza 1 (0.64 %). The epidemic period of RSV was related to the rainy season. One outbreak of influenza was observed from September to November. The majority of the infections were represented by upper respiratory tract infection (63.3%) while lower respiratory tract infections were detected in 177 (36.7%) cases. Viral acute respiratory infections were more frequent in children until one year of age (72.7%).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

95

Bronquiolite aguda por rinovírus em lactentes jovens/ Rhinovirus and acute bronchiolitis in young infants

Pitrez, Paulo M. C.; Stein, Renato T.; Stuermer, Larissa; Macedo, Izolete S.; Schmitt, Virgínia M.; Jones, Marcus H.; Arruda, Eurico
2005-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a prevalência de infecção por rinovírus em lactentes menores de 6 meses hospitalizados por bronquiolite aguda. MÉTODOS: Foram selecionados de forma prospectiva lactentes hospitalizados com diagnóstico de bronquiolite aguda, no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, no período entre maio e setembro de 2002. Foi pesquisada a presença de vírus respiratórios no aspirado nasofaríngeo (ANF), através de im (mais) unofluorescência direta para vírus sincicial respiratório, parainfluenza, influenza e adenovírus. Para detecção do rinovírus, foi utilizada a reação de transcrição reversa, seguida de reação em cadeia da polimerase, específicas para picornavírus, seguidas de hibridização com sonda específica para rinovírus. RESULTADOS: Foram selecionados 45 lactentes hospitalizados com diagnóstico de bronquiolite aguda. A mediana da idade dos pacientes selecionados foi de 2 meses. Foram encontradas amostras positivas para vírus respiratórios em 35/45 (77,8%) casos. Foi detectado mais de um vírus em 7/35 (20%) amostras. Das amostras positivas, o vírus sincicial respiratório foi detectado em 33/35 (94%) casos. O rinovírus foi detectado em 6/35 casos (17%). CONCLUSÕES: O rinovírus foi o segundo agente mais freqüentemente detectado em secreção nasal de lactentes jovens hospitalizados por bronquiolite aguda. Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine the prevalence of rhinovirus infection in hospitalized young infants with acute bronchiolitis. METHODS: Hospitalized children with acute bronchiolitis admitted to the Hospital São Lucas/PUCRS between May and September 2002 were selected prospectively. Nasopharyngeal samples were assayed for respiratory syncytial virus, parainfluenza, influenza and adenovirus by immunofluorescence. For rhinovirus test a reverse transcription-polymerase chain reacti (mais) on for picornavirus was used, followed by hybridization with rhinovirus specific probes. RESULTS: Forty-five patients were selected for the study. The median age of the subjects studied was 2 months. Positive samples for respiratory viruses were found in 35/45 (77.8%) subjects and 7/35 (20%) patients had dual infection. Respiratory syncytial virus was detected in 33/35 (94%) cases. Rhinovirus was detected in 6/35 patients (17%). CONCLUSIONS: Rhinovirus was the second most common agent detected in nasal secretions from young infants hospitalized with acute bronchiolitis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

96

Avaliação soroepidemiológica do vírus influenza em aves domésticas e silvestres no Estado do Rio de Janeiro/ Serological survey on influenza virus in domestic and wild birds from Rio de Janeiro State, Brazil

Oliveira Jr., J.G.; Belluci, M.S.P.; Vianna, J.S.M.; Mazur, C.; Andrade, C.M.; Fedullo, L.P.L.; Portz, C.; Loureiro, B.O.
2001-06-01

Resumo em português Estudou-se a presença de anticorpos para o vírus da influenza aviária, subtipos H1N1 e H3N2, por meio da técnica de inibição da hemaglutinação no plasma de 225 aves da Fundação RIO-ZOO, do Bwana Park e de pequenas criações do Estado do Rio de Janeiro. Entre as aves estudadas 60 (26,6%) foram soropositivas, sendo 22 (9,8%) para o subtipo H1N1, 28 (12,4%) para o subtipo H3N2 e 10 (4,4%) para os dois subtipos. Esses resultados indicam a ocorrência dos subtipos d (mais) o vírus da influenza aviária investigados no Rio de Janeiro e apontam para o risco potencial de sua transmissão para a avicultura industrial e para pessoas. Resumo em inglês The presence of antibodies to the avian influenza virus subtypes H1N1 and H3N2, was studied through the technique of hemagglutination inhibition in the plasma of 225 birds of RIO-ZOO Foundation, Bwana Park and of small flocks of the Rio de Janeiro State. Among the studied birds, 60 (26.6%) were seropositives, being 22 (9.8%) for the subtype H1N1, 28 (12.4%) for the subtype H3N2 and 10 (4.4%) for both subtypes. These results indicate the occurrence of these avian influenza (mais) virus subtypes in Rio de Janeiro and point out the potential risk of their transmission for the industrial poultry and humans.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

97

Apresentação clínica e evolução de pacientes com infecção por Influenza A (H1N1) que necessitaram de terapia intensiva durante a pandemia de 2009/ Influenza A (H1N1) patients admitted to intensive care units during the 2009 pandemics: clinical features and outcomes

Nassar Junior, Antonio Paulo; Mocelin, Amílcar Oshiro; Nunes, André Luiz Baptiston; Brauer, Leonardo
2010-12-01

Resumo em português OBJETIVOS: Descrever a apresentação clínica e a evolução dos pacientes admitidos com diagnóstico de infecção por influenza pandêmica (H1N1) em duas unidades de terapia intensiva de hospitais privados de São Paulo. MÉTODOS: Foi realizada coorte retrospectiva com a avaliação de dados demográficos, da apresentação clínica inicial, escores prognósticos [Simplified Acute Physiology Score (SAPS) 3 e Sequential Organ Failure Assessment (SOFA)], comorbidades, de (mais) evolução e de tratamento de todos os pacientes que foram admitidos com diagnóstico confirmado de infecção por influenza pandêmico entre Julho e Setembro de 2009. RESULTADOS: Durante o período analisado, foram admitidos 22 pacientes. A mediana de idade foi de 30 (25-43,5) anos. As medianas do SAPS 3 e do SOFA foram, respectivamente de 42 (37-49) e 2 (1-3,5). Comorbidades foram comuns (50%), especialmente a obesidade (22,7%). Duas (9,1%) pacientes eram gestantes. Cinco (22,7%) pacientes foram submetidos à ventilação mecânica, mas houve necessidade de altas pressões expiratórias nestes (mediana de 16cm H2O e intervalos interquartis 10-25cmH2O). A taxa de falha de ventilação não-invasiva foi de 50%. A maior parte (77,2%) dos pacientes foi tratada com oseltamivir. A mortalidade hospitalar foi de 4,5%. SAPS 3, SOFA e relação PaO2/FiO2 iniciais associaram-se com a necessidade de ventilação mecânica (p Resumo em inglês OBJECTIVES: To describe the clinical features and outcomes of patients admitted with influenza A (H1N1) infection in two private hospitals' intensive care units in São Paulo, Brazil, during the 2009 pandemics. METHODS: A retrospective cohort study was conducted to evaluate demographic data, initial clinical presentation, prognostic scores [Simplified Acute Physiology Score (SAPS) 3 and Sequential Organ Failure Assessment (SOFA)], comorbidities, outcomes and treatment of (mais) patients with confirmed pandemic influenza diagnosis from July to September 2009. RESULTS: 22 patients were admitted. Median age was 30 (25-43.5) years. Median SAPS 3 and SOFA were 42 (37-49) and 2 (1-3.5), respectively. Comorbidities were common (45.4%), especially obesity (22.7%). Two (9.1%) patients were pregnant. Five (22.7%) patients required invasive mechanical ventilation, with high positive end expiratory pressures (median of 16 cmH2O, interquartile range 10-25cmH2O). There was a 50% incidence of non-invasive ventilation failure. Most (77.2%) of patients were treated with oseltamivir. Hospital mortality was 4.5%. Initial SAPS 3, SOFA and PaO2/FiO2 ratio were associated with mechanical ventilation requirement (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

98

Análise do programa de vacinação de idosos de Campinas, SP/ Analysis of seniors vaccination programme in Campinas, São Paulo State, Brazil

Reis, Priscilleyne Ouverney; Nozawa, Marcia Regina
2007-10-01

Resumo em português O estudo visou compreender o planejamento, operacionalização e avaliação do Programa de Vacinação de Idosos em Campinas-SP sob o foco das práticas adotadas pelas instâncias central, distrital e local na conformação das coberturas vacinais contra influenza. Adotamos o método de estudo de caso e o referencial do processo de trabalho em saúde, tendo como fonte primária de dados entrevistas semi-estruturadas e, como fonte secundária, registros e documentos insti (mais) tucionais. O campo de estudo compreendeu a coordenação municipal do programa, dois Distritos de Saúde e uma Unidade Básica. A escolha dos Distritos baseou-se em desempenho diferenciado nas coberturas vacinais e a da Unidade em seu destaque na organização de uma campanha. Nos níveis distritais e local, a coordenação do programa foi realizada por enfermeiras, com priorização no cumprimento de normas e rotinas em detrimento da finalidade da campanha. Identificou-se insuficiente capacidade de análise e articulação de ações bem como incipientes mecanismos de comunicação e utilização das informações para planejamento. Os resultados apontam importância na adoção de práticas gerenciais articuladas à finalidade do trabalho em saúde, à promoção de autonomia responsável dos trabalhadores e à reflexão contínua das práticas instituídas. Resumo em inglês This study examines the planning, operations and assessment of a Seniors Vaccination Program in Campinas, São Paulo State, from the standpoint of practices adopted by central, district and local authorities and intended to ensure influenza vaccination coverage. The case study method was used, with work-health process benchmarks. The primary data source was semi-structured interviews, with institutional documents and records serving as secondary sources. The field of stud (mais) y was the municipal coordination of this Program in two Health Districts and one Basic Healthcare Unit. The choice of these Districts was based on differing vaccination coverage, while the Unit choice was guided by its outstanding campaign organization. At the district and local levels, the program was coordinated by nurses who assigned high priority to following routines and rules instead of pursuing the purpose of the campaign. Insufficient analysis capacities were identified, with poorly networked actions, incipient communications methods and ineffective use of information for planning purposes. The results underscore the importance of adopting management practices tailored to the purposes of healthcare efforts, ushering in responsible autonomy among workers and fostering ongoing reflection on these practices.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

99

Análise do programa de vacinação de idosos de Campinas, SP/ Analysis of seniors vaccination programme in Campinas, São Paulo State, Brazil

Reis, Priscilleyne Ouverney; Nozawa, Marcia Regina
2007-10-01

Resumo em português O estudo visou compreender o planejamento, operacionalização e avaliação do Programa de Vacinação de Idosos em Campinas-SP sob o foco das práticas adotadas pelas instâncias central, distrital e local na conformação das coberturas vacinais contra influenza. Adotamos o método de estudo de caso e o referencial do processo de trabalho em saúde, tendo como fonte primária de dados entrevistas semi-estruturadas e, como fonte secundária, registros e documentos insti (mais) tucionais. O campo de estudo compreendeu a coordenação municipal do programa, dois Distritos de Saúde e uma Unidade Básica. A escolha dos Distritos baseou-se em desempenho diferenciado nas coberturas vacinais e a da Unidade em seu destaque na organização de uma campanha. Nos níveis distritais e local, a coordenação do programa foi realizada por enfermeiras, com priorização no cumprimento de normas e rotinas em detrimento da finalidade da campanha. Identificou-se insuficiente capacidade de análise e articulação de ações bem como incipientes mecanismos de comunicação e utilização das informações para planejamento. Os resultados apontam importância na adoção de práticas gerenciais articuladas à finalidade do trabalho em saúde, à promoção de autonomia responsável dos trabalhadores e à reflexão contínua das práticas instituídas. Resumo em inglês This study examines the planning, operations and assessment of a Seniors Vaccination Program in Campinas, São Paulo State, from the standpoint of practices adopted by central, district and local authorities and intended to ensure influenza vaccination coverage. The case study method was used, with work-health process benchmarks. The primary data source was semi-structured interviews, with institutional documents and records serving as secondary sources. The field of stud (mais) y was the municipal coordination of this Program in two Health Districts and one Basic Healthcare Unit. The choice of these Districts was based on differing vaccination coverage, while the Unit choice was guided by its outstanding campaign organization. At the district and local levels, the program was coordinated by nurses who assigned high priority to following routines and rules instead of pursuing the purpose of the campaign. Insufficient analysis capacities were identified, with poorly networked actions, incipient communications methods and ineffective use of information for planning purposes. The results underscore the importance of adopting management practices tailored to the purposes of healthcare efforts, ushering in responsible autonomy among workers and fostering ongoing reflection on these practices.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

100

A influenza invisível: a resposta comunitária à pandemia de 1918-1920 no norte rural da Suécia/ Invisible flu: community response to the 1918-1920 flu pandemic in the rural areas of north Sweden

Engberg, Elisabeth
2009-12-01

Resumo em português Ao longo da história humana, pandemias recorrentes de influenza têm afetado indivíduos e sociedades em todo o mundo. No entanto, as respostas sociais têm variado no tempo e no espaço. Este artigo discute a resposta da sociedade à influenza espanhola de 1918-1920 no norte rural da Suécia, focando as medidas tomadas pelas comunidades locais para fazer frente à pandemia que avançava. Nas cinco comunidades rurais estudadas, a resposta oficial foi esparsa e reativa, e (mais) a presença da influenza pandêmica é quase invisível nos registros municipais. Medidas preventivas em potencial, tais como o fechamento de escolas e proibições de aglomerações públicas, foram utilizadas inadequadamente e introduzidas tarde demais para que fossem eficazes. Como algumas explicações para a aparente inércia das autoridades locais durante a influenza espanhola sugerem-se a luta, então corrente, contra as privações de uma época de guerra, a crise de alimentos somada a uma economia tensa, uma insuficiente administração pública de saúde, uma política pública nacional preventiva que almejava primordialmente à prevenção da cólera e o uso continuado de métodos tradicionais para se lidar com crise na sociedade. Resumo em inglês Throughout human history, recurrent influenza pandemics have affected individuals and societies all over the world. Yet the social responses have varied with time and space. This article discusses society's response to the Spanish influenza of 1918-1920 in northern rural Sweden, focusing on measures taken by local communities to meet the advancing pandemic. In the five studied rural communities, the official response was sparse and reactive, and the presence of pandemic i (mais) nfluenza is almost invisible in the municipal records. Potentially preventive measures, such as school closures and bans on public gatherings, were used inadequately and introduced far too late to be effective. The current struggle with wartime hardship, food crisis and a strained economy, an insufficient public health administration, a national preventive policy primarily aimed at the prevention of cholera, and the continued use of traditional methods to deal with crises in society are suggested as some explanations for local authorities' apparent inertia during the Spanish influenza.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)