Sample records for infectivity
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Vetores de malária em duas reservas indígenas da Amazônia Brasileira/ Malaria vectors in two indigenous reserves of the Brazilian Amazon/ Vectores de malaria en dos reservas indígenas del Amazonas Brasilero

Santos, Roseli La Corte dos; Padilha, Alexandre; Costa, Manoel Djalma Pereira; Costa, Evaldo Maia; Dantas-Filho, Herberto de Carvalho; Povoa, Marinete Marins
2009-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever a composição, características ecológicas e comportamentais e infectividade das espécies de anofelinos em reservas indígenas da região Amazônica. MÉTODOS: O estudo foi conduzido no ano de 2002 em aldeias das reservas indígenas Nhamundá-Mapuera e Cuminapanema no estado do Pará. Foram realizadas três coletas de duas semanas em cada reserva, com capturas de adultos e de imaturos. Anofelinos adultos foram capturados com capturador de Castro por (mais) atração humana nos ambientes intra e peridomiciliares, no período das 18h às 21h e das 18 às 06h e avaliados para verificação da paridade e infectividade para plasmódios por dissecção e ELISA. As coleções hídricas próximas às aldeias foram pesquisadas utilizando conchas de 500 ml, sendo 20 conchadas a cada 10 m, cobrindo-se a extensão máxima de 200 m de perímetro do criadouro. RESULTADOS: Foram capturadas 8.668 fêmeas somando-se as coletas das duas reservas. Anopheles darlingi foi a espécie predominante, com maior freqüência no peridomicílio. Na reserva Mapuera, a atividade hematofágica concentrou-se entre as 20h e 24h e, em Cuminapanema, manteve-se elevada até as 24h, diminuindo após esse horário e voltando a elevar-se no início da manhã. Das 6.350 fêmeas de An. darlingi examinadas, 18 estavam infectadas por Plasmodium vivax VK 247, VK 210, P. falciparum e P. malariae. Outras 1.450 fêmeas de outras espécies foram examinadas, mas nenhuma foi encontrada infectada. An. nuneztovari e Chagasia bonnae foram as espécies mais freqüentes nos criadouros das aldeias Mapuera e Cuminapanema, respectivamente. Imaturos de An. darlingi não foram localizados em Mapuera e foram capturados em apenas uma das coletas da reserva Cuminapanema. CONCLUSÕES: As populações de An. darlingi das duas reservas apresentaram comportamento exofílico e intensa atividade noturna. A ocorrência de imaturos foi pouco freqüente e a densidade larvária foi baixa. As características comportamentais dos vetores não se mostraram favoráveis às atividades usuais de controle vetorial. Resumo em espanhol OBJETIVO: Describir la composición, características ecológicas y de comportamiento e infectividad de las especies de anofelinos en reservas indígenas en la región Amazónica. MÉTODOS: El estudio fue conducido en el año de 2002 en aldeas de las reservas indígenas Nhamundá-Mapuera y Cuminapanema en el estado Pará (Norte de Brasil). Fueron realizadas tres colectas de dos semanas en cada reserva, con capturas de adultos e inmaduros. Anofelinos adultos fueron captura (mais) dos con capturador de Castro por atracción humano en los ambientes intra y peridomiciliares, en el período de las 18 h a 21 h y de las 18 h a 6 h y evaluados para verificación de la paridad e infectividad para plasmodios por disección y ELISA. Las colecciones hídricas próximas a las aldeas fueron evaluadas utilizando cucharones de 500 mL, siendo 20 cucharones a cada 10 m, cubriéndose la extensión máxima de 200 m de perímetro del criadero. RESULTADOS: Fueron capturadas 8.668 hembras sumándose las colectas de las dos reservas. Anopheles darlingi fue la especie predominante, con mayor frecuencia en el peridomicilio. En la reserva Mapuera, la actividad hematofágica se concentró entre las 20 h y 24 h y en Cuminapanema, se mantuvo elevada hasta las 24 h, disminuyendo posterior a ese horario y volviendo a elevarse en el inicio de la mañana. De las 6.350 hembras de An. darlingi examinadas, 18 estaban infectadas por Plasmodium vivax VK 247, VK 210, P. falciparum y P. malariae. Otras 1.450 hembras de otras especies fueron examinadas, pero ninguna fue encontrada infectada. An. nuneztovari y Chagasia bonnae fueron las especies más frecuentes en los criaderos de las aldeas Mapuera y Cuminapanema, respectivamente. Inmaduros de An. darlingi no fueron localizados en Mapuera y fueron capturados en sólo una de las colectas de la reserva Cuminapanema. CONCLUSIONES: Las poblaciones de An. darlingi de las dos reservas presentaron comportamiento exofílico e intensa actividad nocturna. La ocurrencia de inmaduros fue poco frecuente y la densidad larvaria fue baja. Las características de comportamiento de los vectores no se mostraron favorables a las actividades usuales de control vectorial. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe the composition, ecological and behavioral characteristics and infectivity of Anopheles species in indigenous reserves of the Amazon region. METHODS: The study was performed in villages of the Nhamundá-Mapuera and Cuminapanema indigenous reserves, in the state of Pará, Northern Brazil, in 2002. A total of three two-week collections were conducted in each reserve, with the capture of adult and immature forms. Adult Anopheles specimens were captured (mais) using a Castro sucking tube with human landing trap in indoor and outdoor environments, from 6.00 pm to 9.00 pm and from 6.00 pm to 6.00 am, and subsequently assessed to verify parity and infectivity by plasmodiums using dissection and ELISA. Water collections near the villages were surveyed using 500 ml ladles, with 20 ladlefuls for each 10 m, covering the maximum extent of 200 m of perimeter around the breeding spot. RESULTS: Adding up the collections from both reserves, a total of 8,668 females were captured. Anopheles darlingi was the most frequent species, with higher frequency around the homes. In the Mapuera reserve, blood feeding activity was concentrated between 8.00 pm and 12.00 am, while, in Cuminapanema, it remained high until 12.00 am, decreasing after this time and increasing again early in the morning. Of all the 6,350 An. darlingi females analyzed, 18 were infected with Plasmodium vivax VK247, VK210, P. falciparum and P. malariae. In addition, other 1,450 females of other species were analyzed, but none was found infected. An. nuneztovari and Chagasia bonnae were the most frequent species in the breeding spots of the Mapuera and Cuminapanema villages, respectively. Immature An. darlingi forms were not located in Mapuera and were captured in only one of the collections of the Cuminapanema reserve. CONCLUSIONS: An. darlingi populations in the two reserves showed exophilic behavior and intense nocturnal activity. The occurrence of immature forms was little frequent and larval density was low. Vector behavioral characteristics were not favorable for the usual vector control activities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Vetores de malária em duas reservas indígenas da Amazônia Brasileira/ Malaria vectors in two indigenous reserves of the Brazilian Amazon/ Vectores de malaria en dos reservas indígenas del Amazonas Brasilero

Santos, Roseli La Corte dos; Padilha, Alexandre; Costa, Manoel Djalma Pereira; Costa, Evaldo Maia; Dantas-Filho, Herberto de Carvalho; Povoa, Marinete Marins
2009-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever a composição, características ecológicas e comportamentais e infectividade das espécies de anofelinos em reservas indígenas da região Amazônica. MÉTODOS: O estudo foi conduzido no ano de 2002 em aldeias das reservas indígenas Nhamundá-Mapuera e Cuminapanema no estado do Pará. Foram realizadas três coletas de duas semanas em cada reserva, com capturas de adultos e de imaturos. Anofelinos adultos foram capturados com capturador de Castro por (mais) atração humana nos ambientes intra e peridomiciliares, no período das 18h às 21h e das 18 às 06h e avaliados para verificação da paridade e infectividade para plasmódios por dissecção e ELISA. As coleções hídricas próximas às aldeias foram pesquisadas utilizando conchas de 500 ml, sendo 20 conchadas a cada 10 m, cobrindo-se a extensão máxima de 200 m de perímetro do criadouro. RESULTADOS: Foram capturadas 8.668 fêmeas somando-se as coletas das duas reservas. Anopheles darlingi foi a espécie predominante, com maior freqüência no peridomicílio. Na reserva Mapuera, a atividade hematofágica concentrou-se entre as 20h e 24h e, em Cuminapanema, manteve-se elevada até as 24h, diminuindo após esse horário e voltando a elevar-se no início da manhã. Das 6.350 fêmeas de An. darlingi examinadas, 18 estavam infectadas por Plasmodium vivax VK 247, VK 210, P. falciparum e P. malariae. Outras 1.450 fêmeas de outras espécies foram examinadas, mas nenhuma foi encontrada infectada. An. nuneztovari e Chagasia bonnae foram as espécies mais freqüentes nos criadouros das aldeias Mapuera e Cuminapanema, respectivamente. Imaturos de An. darlingi não foram localizados em Mapuera e foram capturados em apenas uma das coletas da reserva Cuminapanema. CONCLUSÕES: As populações de An. darlingi das duas reservas apresentaram comportamento exofílico e intensa atividade noturna. A ocorrência de imaturos foi pouco freqüente e a densidade larvária foi baixa. As características comportamentais dos vetores não se mostraram favoráveis às atividades usuais de controle vetorial. Resumo em espanhol OBJETIVO: Describir la composición, características ecológicas y de comportamiento e infectividad de las especies de anofelinos en reservas indígenas en la región Amazónica. MÉTODOS: El estudio fue conducido en el año de 2002 en aldeas de las reservas indígenas Nhamundá-Mapuera y Cuminapanema en el estado Pará (Norte de Brasil). Fueron realizadas tres colectas de dos semanas en cada reserva, con capturas de adultos e inmaduros. Anofelinos adultos fueron captura (mais) dos con capturador de Castro por atracción humano en los ambientes intra y peridomiciliares, en el período de las 18 h a 21 h y de las 18 h a 6 h y evaluados para verificación de la paridad e infectividad para plasmodios por disección y ELISA. Las colecciones hídricas próximas a las aldeas fueron evaluadas utilizando cucharones de 500 mL, siendo 20 cucharones a cada 10 m, cubriéndose la extensión máxima de 200 m de perímetro del criadero. RESULTADOS: Fueron capturadas 8.668 hembras sumándose las colectas de las dos reservas. Anopheles darlingi fue la especie predominante, con mayor frecuencia en el peridomicilio. En la reserva Mapuera, la actividad hematofágica se concentró entre las 20 h y 24 h y en Cuminapanema, se mantuvo elevada hasta las 24 h, disminuyendo posterior a ese horario y volviendo a elevarse en el inicio de la mañana. De las 6.350 hembras de An. darlingi examinadas, 18 estaban infectadas por Plasmodium vivax VK 247, VK 210, P. falciparum y P. malariae. Otras 1.450 hembras de otras especies fueron examinadas, pero ninguna fue encontrada infectada. An. nuneztovari y Chagasia bonnae fueron las especies más frecuentes en los criaderos de las aldeas Mapuera y Cuminapanema, respectivamente. Inmaduros de An. darlingi no fueron localizados en Mapuera y fueron capturados en sólo una de las colectas de la reserva Cuminapanema. CONCLUSIONES: Las poblaciones de An. darlingi de las dos reservas presentaron comportamiento exofílico e intensa actividad nocturna. La ocurrencia de inmaduros fue poco frecuente y la densidad larvaria fue baja. Las características de comportamiento de los vectores no se mostraron favorables a las actividades usuales de control vectorial. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe the composition, ecological and behavioral characteristics and infectivity of Anopheles species in indigenous reserves of the Amazon region. METHODS: The study was performed in villages of the Nhamundá-Mapuera and Cuminapanema indigenous reserves, in the state of Pará, Northern Brazil, in 2002. A total of three two-week collections were conducted in each reserve, with the capture of adult and immature forms. Adult Anopheles specimens were captured (mais) using a Castro sucking tube with human landing trap in indoor and outdoor environments, from 6.00 pm to 9.00 pm and from 6.00 pm to 6.00 am, and subsequently assessed to verify parity and infectivity by plasmodiums using dissection and ELISA. Water collections near the villages were surveyed using 500 ml ladles, with 20 ladlefuls for each 10 m, covering the maximum extent of 200 m of perimeter around the breeding spot. RESULTS: Adding up the collections from both reserves, a total of 8,668 females were captured. Anopheles darlingi was the most frequent species, with higher frequency around the homes. In the Mapuera reserve, blood feeding activity was concentrated between 8.00 pm and 12.00 am, while, in Cuminapanema, it remained high until 12.00 am, decreasing after this time and increasing again early in the morning. Of all the 6,350 An. darlingi females analyzed, 18 were infected with Plasmodium vivax VK247, VK210, P. falciparum and P. malariae. In addition, other 1,450 females of other species were analyzed, but none was found infected. An. nuneztovari and Chagasia bonnae were the most frequent species in the breeding spots of the Mapuera and Cuminapanema villages, respectively. Immature An. darlingi forms were not located in Mapuera and were captured in only one of the collections of the Cuminapanema reserve. CONCLUSIONS: An. darlingi populations in the two reserves showed exophilic behavior and intense nocturnal activity. The occurrence of immature forms was little frequent and larval density was low. Vector behavioral characteristics were not favorable for the usual vector control activities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Tentativas de criação de triatomíneos em laboratório por meio de alimentação "in vitro"/ Attempts for breeding triatominae in laboratory by means of "in vitro" feeding

Souza, Hertha Barbara Wüllert Telles de; Amato Neto, Vicente; Braz, Lucia Maria Almeida; Moreira, Antonio Augusto Baillot; Takiguti, Clovis Kiomitsu; Campos, Rubens; Matsubara, Luís
1991-06-01

Resumo em português Para simplificar a criação de triatomíneos em laboratório, necessária, por exemplo, à execução do xenodiagnóstico e em estudos de caráter biológico, foi tentada alimentação "in vitro", mediante emprego de sangue, citratado ou desfibrinado, de galinhas abatidas em matadouro avícola. Para avaliação da eficácia desse propósito, observações de duas naturezas, com Triatoma infestans, tiveram lugar, através das seguintes medidas; a) análise do encadeamento (mais) de estádios ninfais sucessivos e da exeqüibilidade de satisfatórios acasalamentos, oviposição fértil e adequada reprodução; b) apreciação da infectividade e da viabilidade do Trypanosoma cruzi nos insetos. Como conclusão, ficou evidente que, a despeito da facilitação operacional, o intuito não conduziu ao êxito desejado, já que o procedimento clássico, usado como controle, mostrou-se sempre superior. Resumo em inglês In order to simplify breeding of triatominae in the laboratory, for performing xenodiagnosis and other biologic studies, we tried to feed the insects "in vitro" with citrated or defibrinated blood from commercially abated chicken. Two types of efficacy observations were carried out with Triatoma infestans: a) analysis of the chaining of successive nymphal stages, viability of satisfactory matching, fertile oviposition and adequate reproduction; b) assessment of viability (mais) and infectivity of Trypanosoma cruzi in the insects. As a conclusion, it became evidente that, despite operational easiness, the objectives were not achieved, since the classical procedure used as the control, was always superior.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Sobrevivência e viabilidade de Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli em sementes de feijão armazenadas sob condições controladas/ Survival and viability of Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli associated with bean seeds stored under controlled conditions

Marques, Abi S. dos A; Guimarães, Patrícia M; Santos, Joanice P. dos; Vieira, Tatiana M
2005-10-01

Resumo em português O estabelecimento de bancos de sementes para conservação ex situ de germoplasma vegetal é largamente utilizado, mas a contaminação das mesmas por fitopatógenos pode comprometer sua integridade. Este trabalho teve por objetivo monitorar a sobrevivência de Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli, em um lote de sementes de feijão (Phaseolus vulgaris) cv. Roxão)submetido a três condições de temperatura, durante 60 meses de armazenamento: -18 e 5 ºC, condições preco (mais) nizadas para a conservação de material genético vegetal a longo e médio prazo, respectivamente, e à temperatura ambiente (20-30 ºC). A sobrevivência da bactéria foi avaliada pela percentagem de sementes contaminadas e a viabilidade pela manutenção da patogenicidade dos isolados. A população de X. axonopodis pv. phaseoli nas sementes foi quantificada ao final de cinco anos de armazenamento. Os resultados mostraram que a percentagem de sementes contaminadas decresceu de 64 para 36-37% nos primeiros seis meses, para os três tratamentos. A partir de 30 meses observou-se que as sementes conservadas a -18 e 5 ºC apresentaram níveis de contaminação (58 e 72%) que diferiram significativamente das conservadas à temperatura ambiente (20%), e aos 60 meses taxas de 46%, 46% e 8%, respectivamente. A temperatura mais propícia à sobrevivência da bactéria foi 5 ºC em que se encontrou uma população máxima de 1,2 x 10(8) ufc/semente. Constatou-se, igualmente, a manutenção do poder infetivo dos isolados durante todo o armazenamento. Pode-se concluir que as condições ótimas para a conservação de sementes são as mesmas para a manutenção da longevidade de X. axonopodis pv. phaseoli. Resumo em inglês The establishment of seed banks for ex situ plant germplasma conservation is widely used. However, seedborne pathogens may affect germplasma integrity when it is regenerated and/or multiplied. The objective of this experiment was to monitor the longevity (survival) and viability (maintenance of infectivity) of Xanthomonas axonopodis pv. phaseoli in a contaminated bean (Phaseolus vulgaris) seed lot (cv. Roxão), stored at -18 and 5 ºC, which are, respectively, the normal (mais) temperatures for long and average term conservation of plant germplasma. Another sample was maintained at room temperature. Longevity of the bacteria was evaluated by the percentage of infected seeds, scoring typical colonies onto semi-selective medium, and the viability was determined by the capability of the isolates to reproduce the disease. The population of X. axonopodis pv. phaseoli was evaluated in seed stored for five years, by individually isolating the bacteria from seed wash and seedlings. The results showed that the initial contamination rate of 64% dropped to 36-37% for all treatments during the first six months. Final evaluations at 30 and 60 months showed that for seed stored at -18 and 5 ºC, the contamination rate was maintained. This differed significantly from seed stored at room temperature. The best temperature for bacteria survival and maintenance was 5 °C. At this temperature, the population level was as high as 1.2 x 10(8) cfu/seed. Maintenance of infectivity after storage was also demonstrated. We concluded that the optimal conditions for seed conservation are the same as those for maintenance of X. axonopodis pv. phaseoli longevity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Relação entre a patogenicidade de Schistosoma mansoni em camundongos e a susceptibilidade do molusco vetor: I. Infecciosidade das cercárias e carga de vermes/ Relationship between the pathogenicity of Schistosoma mansoni in mice and the susceptibility of the vector mollusc: I. Cercariae infectivity and worm burden

Zanotti-Magalhães, Eliana Maria; Magalhães, Luiz Augusto; Carvalho, José Ferreira de
1991-10-01

Resumo em português Foram pesquisadas as possíveis influências que os mecanismos imunes do molusco poderiam exercer no desenvolvimento dos esporocistos e no comportamento do verme adulto no hospedeiro vertebrado. Utilizaram-se duas linhagens de S. mansoni (BH e SJ), selecionadas para o caráter susceptibilidade e mantidas, respectivamente, em Biomphalaria glabrata e Biomphalaria tenagophila, seus hospedeiros invertebrados naturais. Formaram-se grupos experimentais de camundongos infectados (mais) com cercárias oriundas de moluscos das duas espécies, pertencentes às gerações P, F1, F2, F3 e F4. Foram calculadas as taxas de infecção dos moluscos, número de cercárias penetrantes e o número de esquistossomos adultos nos roedores. Concluiu-se que a maior susceptibilidade de B. tenagophila determinou maior capacidade das cercárias em se tornarem vermes adultos. A maior susceptibilidade de B. glabrata originou maior capacidade de penetração das cercárias. Resumo em inglês The possible influence of the immune mechanisms of the molluscs on the developmente of the sporocysts and the resultant behavior of the adult worm in the vertebrate host were studied. Two strains of Schistosoma mansoni (BH and SJ) were used. These were genetically selected for their susceptibility and maintained, respectively, in Biomphalaria glabrata and Biomphalaria tenegophila, the natural invertebrate hosts. Experimental groups of mice infected with cercariae proceedi (mais) ng from the two species of molluscs, belonging to generations P, F1 F2, F3 and F4, were formed. The infection rates of the snails, the number of the penetrant cercariae and the worm burden in mice were evaluated. It was concluded that the higher susceptibility of Biomphalaria tenagophila results in a greater ability on the part of the cercarial to develop into adult worms. The higher susceptibility of B. glabrata results in greater power of penetration into mice tegument on the part of the cercariae.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Relação entre a patogenicidade de Schistosoma mansoni em camundongos e a susceptibilidade do molusco vetor: I. Infecciosidade das cercárias e carga de vermes/ Relationship between the pathogenicity of Schistosoma mansoni in mice and the susceptibility of the vector mollusc: I. Cercariae infectivity and worm burden

Zanotti-Magalhães, Eliana Maria; Magalhães, Luiz Augusto; Carvalho, José Ferreira de
1991-10-01

Resumo em português Foram pesquisadas as possíveis influências que os mecanismos imunes do molusco poderiam exercer no desenvolvimento dos esporocistos e no comportamento do verme adulto no hospedeiro vertebrado. Utilizaram-se duas linhagens de S. mansoni (BH e SJ), selecionadas para o caráter susceptibilidade e mantidas, respectivamente, em Biomphalaria glabrata e Biomphalaria tenagophila, seus hospedeiros invertebrados naturais. Formaram-se grupos experimentais de camundongos infectados (mais) com cercárias oriundas de moluscos das duas espécies, pertencentes às gerações P, F1, F2, F3 e F4. Foram calculadas as taxas de infecção dos moluscos, número de cercárias penetrantes e o número de esquistossomos adultos nos roedores. Concluiu-se que a maior susceptibilidade de B. tenagophila determinou maior capacidade das cercárias em se tornarem vermes adultos. A maior susceptibilidade de B. glabrata originou maior capacidade de penetração das cercárias. Resumo em inglês The possible influence of the immune mechanisms of the molluscs on the developmente of the sporocysts and the resultant behavior of the adult worm in the vertebrate host were studied. Two strains of Schistosoma mansoni (BH and SJ) were used. These were genetically selected for their susceptibility and maintained, respectively, in Biomphalaria glabrata and Biomphalaria tenegophila, the natural invertebrate hosts. Experimental groups of mice infected with cercariae proceedi (mais) ng from the two species of molluscs, belonging to generations P, F1 F2, F3 and F4, were formed. The infection rates of the snails, the number of the penetrant cercariae and the worm burden in mice were evaluated. It was concluded that the higher susceptibility of Biomphalaria tenagophila results in a greater ability on the part of the cercarial to develop into adult worms. The higher susceptibility of B. glabrata results in greater power of penetration into mice tegument on the part of the cercariae.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Redução do inóculo inicial de Sclerotinia sclerotiorum em soja cultivada após uso do sistema Santa Fé/ Reduction of Sclerotinia sclerotiorum initial inoculum in soybean grown after the use of the Santa Fé system

Görgen, Claudia Adriana; Civardi, Ederson Antônio; Ragagnin, Vilmar Antonio; Silveira Neto, Américo Nunes da; Carneiro, Luciana Celeste; Lobo Junior, Murillo
2010-10-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar a efetividade do sistema Santa Fé na redução do inóculo inicial de Sclerotinia sclerotiorum, agente causal do mofo-branco em soja. O experimento foi realizado em Jataí, GO, nas safras de 2007/2008, 2008/2009 e 2009/2010, em lavoura comercial infestada naturalmente pelo patógeno. Foram feitas avaliações quanto ao número de escleródios germinados na superfície do solo, e quanto ao número de apotécios e estipes do patógeno. (mais) Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso, em arranjo fatorial (2x4), com quatro repetições. Os tratamentos consistiram do sistema Santa Fé (milho + Urochloa ruziziensis) e do milho solteiro implantados na safrinha, em março de 2008 e 2009. Além disso, estudaram-se também quatro diferentes épocas de avaliação da germinação dos escleródios e produção de apotécios e estipes. Verificou-se que o sistema Santa Fé aumentou a proporção de escleródios menores que 2 mm, considerados de menor infectividade, e favoreceu a redução do inóculo inicial por meio da germinação de escleródios e formação de apotécios na entressafra, o que reduziu o número de escleródios germinados e o número de apotécios em pleno florescimento durante os cultivos da soja. O sistema Santa Fé pode reduzir o inóculo inicial de S. sclerotiorum, e pode ser utilizado no manejo do mofo-branco da soja. Resumo em inglês The objective of this work was to evaluate the effectiveness of Santa Fé system on reduction of the initial inoculum of Sclerotinia sclerotiorum, the causal agent of white mold in soybean. The experiment was carried out in Jataí, GO, Brazil, during 2007/2008, 2008/2009 and 2009/2010 growing seasons, in a commercial field naturally infested with the pathogen. Evaluations were done for number of sclerodia germinated on the soil surface, and for the pathogen number of apot (mais) hecia and stipes. The experimental design was a randomized block, in a 2x4 factorial arrangement with four replicates. The treatments comprised the Santa Fé system use (maize + Urochloa ruziziensis), and maize as a single crop, both sown at the "safrinha" period (March 2008 and 2009). Furthermore, four evaluation dates of sclerotium germination and apothecium and stipe production were studied. The Santa Fé system increased the proportion of sclerotia smaller than 2 mm, considered as of lower infectivity, and promoted the reduction of the initial inoculum through the germination of sclerotia and the development of apothecia between the soybean growing seasons, what reduced the germinated sclerotia and the number of apothecia in the full flowering stage during soybean growing seasons. Santa Fé system can reduce the initial inoculum of S. sclerotiorum, and it may be used for the management of white mold in soybean.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Proteção fetal frente a desafio com o vírus da Diarréia Viral Bovina (BVDV) em ovelhas imunizadas com duas amostras de vírus modificadas experimentalmente/ Fetal protection against challenge with bovine viral diarrhea virus (BVDV) in pregnant ewes immunized with two strains experimentally attenuated

Brum, Mário C.S.; Weiblen, Rudi; Flores, Eduardo F.; Pituco, Edviges M.; Tobias, Fernando L.; Winkelmann, Evandro R.
2002-04-01

Resumo em português Duas amostras do vírus da Diarréia Viral Bovina (BVDV) submetidas a múltiplas passagens em cultivo celular e exposição à radiação ultravioleta (UV) a cada passagem foram avaliadas como candidatos a vírus vacinais. As amostras foram testadas quanto à sua atenuação para bezerros e fetos ovinos, reatividade antigênica contra isolados de campo, e capacidade de induzir proteção fetal em ovelhas prenhes. Inoculação intramuscular (IM) dos vírus modificados em q (mais) uatro bezerros produziu apenas uma elevação discreta e passageira da temperatura corporal, seguida de produção de altos títulos de anticorpos neutralizantes. O vírus não foi detectado em secreções nasais ou sangue nos dias seguintes à inoculação. Porém, a inoculação IM desses vírus em quatro ovelhas prenhes foi seguida de transmissão transplacentária e infecção em todos os fetos. Para os testes de proteção fetal, ovelhas prenhes previamente imunizadas com duas doses vacinais, foram inoculadas por via intranasal com amostras de BVDV-1 (SV-126.8, n=6) ou BVDV-2 (SV-260, n=5). No dia do desafio (134 dias após a segunda dose), todos os animais apresentavam altos títulos de anticorpos neutralizantes (256 a >4096) contra os vírus vacinais; além de títulos variados (8 a >4096) contra várias isolados brasileiros de BVDV-1 e BVDV-2. Quinze dias após o desafio, as ovelhas foram sacrificadas e os tecidos fetais foram examinados para a presença de vírus. Todos os fetos das ovelhas controle não-vacinadas apresentaram-se (n=4) positivos para os vírus utilizados no desafio. Em contraste, nenhum feto das ovelhas imunizadas (n=11) foi positivo para vírus, indicando que a resposta imunológica induzida pela vacinação com os vírus modificados foi capaz de prevenir a infecção fetal. Estes resultados indicam que é possível obter-se forte resposta imunológica e proteção fetal contra o BVDV com o uso de vacinas vivas modificadas. Resumo em inglês Two isolates of bovine viral diarrhea virus (BVDV) submitted to multiple passages in tissue culture associated with ultraviolet irradiation were evaluated as vaccine virus candidates. The attenuation of the modified viruses was assessed in calves and in pregnant ewes. Intramuscular inoculation of the viruses in four seronegative calves produced only a mild and transient rise in body temperature, followed by the production of high titers of neutralizing antibodies. The vir (mais) uses were not detected in nasal secretions or in the blood following inoculation. However, intramuscular inoculation of these viruses in four pregnant ewes resulted in transplacental transmission and infection of all fetuses. To assess fetal protection conferred by immunization, pregnant ewes immunized twice with the modified viruses were subsequently challenged by intranasal inoculation of BVDV-1 (SV-126.8, n=6) or BVDV-2 (SV-260, n=5). At the day of challenge (134 days after the second immunization), all ewes had high titers of neutralizing antibodies (256 to >4096) to the vaccine viruses and variable titers (8 to >4096) to Brazilian BVDV-1 and BVDV-2 field isolates. Fifteen days after challenge, the ewes were euthanized and fetal tissues were examined for infectivity. All fetuses from non-vaccinated, challenged ewes (n=4) were infected. In contrast, none of the fetuses from the immunized dams (n=11) were positive for virus, indicating that the immunological response induced by immunization with the vaccine candidate viruses was capable of preventing fetal infection. These results indicate that it is possible to achieve fetal protection to BVDV by induction of a strong immunological response using modified live vaccines.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Produção de inóculo de Alternaria cassiae/ Production of Alternaria cassiaeinoculum

ÁVILA, ZILÁ RIBEIRO DE; MELLO, SUELI CORRÊA MARQUES DE; RIBEIRO, ZILDA MARIA DE ARAÚJO; FONTES, ELIANA MARIA GOUVEA
2000-03-01

Resumo em português Visando ajustar metodologia de produção de inóculo, um isolado do fungo Alternaria cassiae, selecionado como agente para biocontrole de fedegoso (Senna obtusifolia), foi estudado quanto ao crescimento micelial e esporulação em diferentes meios de cultura e condições de cultivo. Meio V-8 caseiro sem adição de CaCO3, incubação em volume de 200-250 mL de meio (cerca de 50% do volume do frasco), período de 48 horas de agitação a 250 rpm, seguida de exposição d (mais) a massa micelial em escuro contínuo foram as condições que se mostraram mais adequadas para a produção de inóculo em larga escala. A esporulação foi favorecida por incubação da massa micelial a 25ºC. A adoção de 300 mL de massa fúngica por bandeja (29,9 x 44,5 x 5,0 cm) possibilitou secagem rápida, assegurando a integridade dos conídios, refletida na maior infectividade do inóculo produzido. Resumo em inglês In order to adjust the methodology of inoculum production, an isolate of the fungus Alternaria cassiae, selected as a biological control agent for sicklepod (Senna obtusifolia) was studied under different culture media and mycelial growth conditions. Homemade V-8 juice medium without CaCO3 addition, incubation on 200-250 mL of medium (around 50% of the flask volume) with agitation at 250 rpm during 48 hours, followed by mycelial mass growth in continuous dark were appropr (mais) iate conditions for a large scale production of inoculum. The sporulation was aided by incubation of the mycelial mass at 25ºC. The use of 300 mL of mycelial mass per pan (29.9 by 44.5 by 5.0 cm ) to induce the sporulation provided rapid dryness and ensured the conidium integrity, indicated by higher infectivity of the inoculum.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Preservação de urediniósporos de Puccinia melanocephala, agente causal de ferrugem em cana-de-açúcar/ Preservation of uredospores of Puccinia melanocephala, the causal agent of sugarcane rust

Garcia, Ely Oliveira; Casagrande, Marcos Virgílio; Rago, Alejandro Mário; Massola Junior, Nelson Sidnei
2007-06-01

Resumo em português A sazonalidade na manifestação da ferrugem da cana dificulta a obtenção de esporos em quantidades adequadas para inoculações em qualquer época do ano, restringindo os trabalhos envolvendo o patógeno aos meses nos quais a doença esta presente no campo. O trabalho visou desenvolver uma metodologia para preservar os esporos por períodos prolongados, mantendo sua viabilidade e infectividade. Esporos foram coletados a partir de folhas naturalmente infectadas, com bom (mais) ba de vácuo. Parte dos esporos foi desidratada por liofilização ou em sílica gel e outra parte não passou por desidratação. Armazenaram-se estes esporos em diferentes temperaturas (temp. ambiente, 5ºC, -20 ºC, -80ºC). Periodicamente, a viabilidade dos esporos foi avaliada por meio de plaqueamento em ágar-água. Após o quarto mês, foi também avaliada a infectividade dos esporos armazenados por meio de inoculações na variedade suscetível SP70-1143, seguida da avaliação da área foliar atacada. Os esporos armazenados à temperatura ambiente e a 5ºC, independentemente da desidratação, permaneceram viáveis por períodos máximos de 1 mês e 2 meses, respectivamente. Os melhores tratamentos consistiram na desidratação em sílica gel, seguida pelo armazenamento à -20ºC e -80ºC. Mesmo após um ano de armazenamento nestas condições, os esporos provocaram ferrugem nas plantas inoculadas, em níveis de severidade adequados para um teste de discriminação de reações à ferrugem. Resumo em inglês The seasonality in the appearance of sugarcane rust makes it difficult to obtain in any season of year, adequate quantities uredospores for artificial inoculations in a breeding program. This research aimed to develop a long-term storage methodology to preserve uredospores of Puccicinia melanocephala to keep their viability and infectivity. Uredospores were collect using a vacuum pump from naturally rusted leaves. Part of these uredospores was dehydrated in silica gel or (mais) lyophilized and the other part was not dehydrated. Then they were all stored at different temperatures (room temperature, 5ºC, -20ºC and -80ºC). Subsequently, uredospores viability was periodically evaluated using the water-agar method. After the fourth month, the infectivity was also evaluated through inoculations in leaves of the sugarcane susceptible variety SP70-1143 following disease evaluation. Regardless of the dehydration treatment used, uredospores stored at room temperature and at 5ºC were viable for the maximum periods of 1 and 2 months, respectively. The best results were obtained with the silica gel dehydration treatment followed by storage at -20ºC or -80ºC. Even after one year of storage, these uredospores were able to cause rust in inoculated plants at levels of severity which are adequate to start screening tests for sugarcane resistance to rust.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Potencial de infectividade de fungos micorrízicos arbusculares oriundos de área de caatinga nativa e degradada por mineração, no Estado da Bahia, Brasil/ Infectivity potential of arbuscular mycorrhizal fungi present in area of native and mining disturbed "caatinga" in the State of Bahia, Brazil

SILVA, GLADSTONE ALVES DA; MAIA, LEONOR COSTA; SILVA, FÁBIO SÉRGIO BARBOSA DA; LIMA, PAULO CÉSAR FERNANDES
2001-06-01

Resumo em português Os objetivos deste trabalho foram quantificar o número de esporos e o número mais provável de propágulos infectivos de FMA em solos da mineradora Caraíba, verificando influências sazonais na dinâmica desses propágulos e determinando os efeitos da mineração sobre o potencial de infectividade micorrízica. Foram realizadas coletas de solo na estação seca (agosto/98) e na chuvosa (fevereiro/99), em seis sub áreas da mineradora de cobre: 1 - local onde é deposit (mais) ado o rejeito; 2 - arredores da área industrial; 3 - local onde são depositados restos de rocha com pouco minério; 4 - caatinga nativa, não impactada; 5 - interface entre a caatinga e o rejeito; 6 - local onde foi retirada a camada superficial do solo. Foram identificadas 32 espécies de plantas num raio de dois metros, a partir dos pontos de coleta de solo. Maior diversidade (21 espécies) foi encontrada na sub área 4 e menor (2 espécies) na sub área 3. As sub áreas 1, 3 e 5 apresentaram o menor número de esporos ( Resumo em inglês The aims of this work were to quantify the spores and the most probable number of AMF propagules in soils from the Caraíba Mining, Bahia; to detect the effect of the season in the dynamics of AMF propagules and to determine the effects of mining on the potential of mycorrhizal infectivity. Soil samples were collected in the dry (August/98) and rainy seasons (February/99), from six subareas of the copper mining area: 1 - site that receives the waste product; 2 - the indus (mais) trial area surroundings; 3 - low grade deposits; 4 - preserved "caatinga"; 5 - interface between the caatinga and the waste product area; 6 - site for extracting top soil for purpose of land filling. Thirty-two plant species were identified in the two meters around each collecting point. The highest diversity (21 species) occurred in the subarea 4, whereas the lowest plant diversity was observed in the subarea 3 (two species). The subareas 1, 3 and 5 presented the least spore number (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Período de infectividade de animais inoculados experimentalmente com Yersinia sp/ Period of infectivity of animals challenged by Yersinia sp

Medeiros, Beatriz Maria Machado de; Shimizu, Mario Tsunezi; Falcão, Deise Pasetto
1987-06-01

Resumo em português Lotes de camundongos suiços convencionais foram inoculados tanto por via intragástrica (IG) quanto por via intravenosa (IV) com Yersinia enterocolitica dos sorotipos 0:3, 0:8 e 0:9 e com amostras de yersinias atípicas. Foi mantido um lote de animais não inoculados como controle. Verificou-se qual o período de permanência dessas bactérias no intestino dos animais inoculados. Yersinia enterocolitica dos sorotipos 0:3, 0:8 e 0:9, considerados adaptados ao homem, perma (mais) neceram no intestino dos animais inoculados por um período muito maior do que as amostras de Yersinia não adaptadas, quer inoculadas por via intragástrica, quer por via intravenosa. Resumo em inglês Conventional swiss mice were innoculated intragastrically (IG) and intravenously (IV) with Yersinia enterocolitica serotypes 0:3, 0:8 and 0:9 and with Yersinia enterocolitica like strains. A control animal group was not innoculated. The period that strains remained in the cecal content after the IG and IV challenge was determined. After IG and IV innoculation, Yersinia enterocolitica serotypes 0:3, 0:8 and 0:9, considered adapted to man, were isolated from the cecal content for a longer period than those considered nonadapted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Período de infectividade de animais inoculados experimentalmente com Yersinia sp/ Period of infectivity of animals challenged by Yersinia sp

Medeiros, Beatriz Maria Machado de; Shimizu, Mario Tsunezi; Falcão, Deise Pasetto
1987-06-01

Resumo em português Lotes de camundongos suiços convencionais foram inoculados tanto por via intragástrica (IG) quanto por via intravenosa (IV) com Yersinia enterocolitica dos sorotipos 0:3, 0:8 e 0:9 e com amostras de yersinias atípicas. Foi mantido um lote de animais não inoculados como controle. Verificou-se qual o período de permanência dessas bactérias no intestino dos animais inoculados. Yersinia enterocolitica dos sorotipos 0:3, 0:8 e 0:9, considerados adaptados ao homem, perma (mais) neceram no intestino dos animais inoculados por um período muito maior do que as amostras de Yersinia não adaptadas, quer inoculadas por via intragástrica, quer por via intravenosa. Resumo em inglês Conventional swiss mice were innoculated intragastrically (IG) and intravenously (IV) with Yersinia enterocolitica serotypes 0:3, 0:8 and 0:9 and with Yersinia enterocolitica like strains. A control animal group was not innoculated. The period that strains remained in the cecal content after the IG and IV challenge was determined. After IG and IV innoculation, Yersinia enterocolitica serotypes 0:3, 0:8 and 0:9, considered adapted to man, were isolated from the cecal content for a longer period than those considered nonadapted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Ocorrência do vírus do mosqueado do morangueiro no estado de São Paulo/ Occurrence of the strawberry mottle virus in São Paulo

Carvalho, Ana Maria B.; Costa, A. S.; Camargo, L. S.
1961-01-01

Resumo em português Verificou-se a ocorrência de estirpes do vírus do grupo denominado mosqueado («strawberry mottle») em plantações de morangueiro no Estado de São Paulo. Variedades antigas, como a Dr. Morère. acham-se totalmente infetatas. sendo portadoras sem sintomas. Alguns clones novos plantados apenas por poucos anos em campo, já se acham parcialmente infetados, indicando que há transmissão da moléstia sob condições naturais. Sintomas de palidez das nervuras, mosqueado, (mais) paralisação no crescimento e encrespamento são apresentados por plantas de Fragaria vesca infetadas pelos vírus dêsse grupo. Numerosas espécies de plantas-teste habituais foram inoculadas com diferentes isolados do vírus, por meio do vetor, mas os resultados foram geralmente negativos. Afídios virulíferos, colonizados sôbre plantas novas de Cassia accidentalis, Chenopodiam quinoa, Leonotis nepaetifolia e Leonurus sibiricus. induziram o aparecimento de sintomas. Não se conseguiu retransmitir o vírus dessas espécies para F. vesca, existindo, portanto, dúvidas sôbre a verdadeira identidade do vírus que infetava tais plantas. O vírus do mosqueado não foi aparentemente transmitido pela semente. Também não se mostrou transmissível mecânicamente para Frogaria vesca. O virus obtido por inoculação com o vetor em Chenopodium quinoa e que se supõe ser o do mosqueado, pôde se transmitido mecânicamente de C. quinoa para C. quinoa. mas não para F. vesca. O pulgão Pentatrichopus fragaefolii mostrou-se eficiente vetor do mosqueado, conseguindo-se obter em média mais de 50% de infecção em infestações com 1 afidio por planta. Aphis gossypii também transmitiu o vírus do mosqueado, mas com muito menor eficiência. Não se conseguiu transmitir o mosqueado com uma espécie de Cuscuta que ocorre comumeute em Campinas. Em testes de transmissão por enxertia de fôlhas, os resultados foram muito fracos devido ao mau pegamento. O pulgão Pentatrichopus fragaefolii tornou-se vírulífero quando alimentado em planta infetada por 30 minutos. Com o aumento no período de alimentação na fonte de vírus aumentou a eficiência de transmissão. Insetos virulíferos foram capazes de infetar plantas sadias quando alimentados sôbre elas por 15 minutos. Insetos virulíferos alimentados por 1 hora em planta sadia ainda retinham o vírus. Após 6 horas de alimentação já não mais o retinham. Resumo em inglês The ocurrence of virus strains similar to those of the strawberry mottle virus has been recorded in several strawberry plantings in the state of São Paulo. Old, standard varieties are symptomless carriers and are usually 100 per cent infected. Some new clones, representing various crosses, were partly infected after a Few plantings in the field. The symptoms induced by die virus on Fragaria uesca seedlings were vein clearing, crinkling, and stunting. Most of the virus is (mais) olates seemed to resemble curly dwarf. Studies on host range carried out by means of the vector gave mostly negative results, but symptoms were obtained on Cassia occidentalis, Chenopodium quinoa, Leonotis nepaetifolia, and Leonorus sibiricus Although this happened when inoculations were made with different sources of the strawberry mottle virus, it cannot be stated with certainty that the symptoms obtained on these four species were really caused by the mottle virus, since it was possible that the original sources contained another virus. The strawberry mottle virus was transmitted efficiently by Pentatrichopus fragaefolii and only occasionally by Aphis gossypii. Seed transmission was negative. Tests on mechanical inoculation were also negative. However, the virus obtained on Chenopodium quinoa plants by means of the vector could be transmitted mechanically to seedlings of the same species, but not to Fragaria vesca. A local species of Cuscuta did not transmit the mottle virus and transmission with leaf scions grafted on leaves was generally low because of poor take. Pentatrichopus fragaefolii became infective after feeding 30 minutes on the virus source. Its efficiency apparently increased as the feeding time on the virus source increased. Viruliferous vectors were able to infect healthy plants in 15 minutes. Virus was retained by viruliferous vectors after feeding on a healthy plant for one hour. After a 6-hour feeding period the insects lost infectivity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Ocorrência da infecção pelo vírus da hepatite B (VHB) e delta (VHD) em sete grupos indígenas do Estado do Amazonas/ The occurrence of hepatitis B and delta virus infection within seven Amerindian ethnic groups in the Brazilian western Amazon

Braga, Wornei Silva Miranda; Brasil, Leila Melo; Souza, Rita Auxiliadora Botelho de; Castilho, Márcia da Costa; Fonseca, José Carlos da
2001-08-01

Resumo em português A infecção pelo VHB e VHD são importantes problemas de saúde na Amazônia. Este estudo avalia a prevalência da infecção por esses agentes em sete grupos indígenas do Estado do Amazonas. A taxa de infecção passada pelo VHB encontrada foi de 54,5% e a de portadores do AgHBs de 9,7%. Observa-se variação importante destes marcadores entre as aldeias, inclusive da mesma etnia. Não evidenciamos marcador de infecção aguda, os quatro AgHBe reativos eram todos Apuri (mais) nã, da mesma aldeia, e três da mesma família. O VHD foi encontrado em 13,4% dos AgHBs reativos. O padrão de infecção pelo VHB e VHD encontrado possui as seguintes características: endemicidade elevada, baixo potencial de infectividade, transmissão marcada em idade precoce, provável transmissão familiar, e pouca importância da transmissão vertical. Entretanto, também sugere que esses vírus não tenham sido ainda introduzidos efetivamente em algumas das etnias estudadas. Resumo em inglês HBV and HDV infections are a major health problem in the Amazon. This study evaluates the prevalence of these viruses within Indians groups, measuring the frequency of serological markers. The prevalence of past infection was 54.5% and HBsAg was found in 9.7%. An important variation of those markers was detected between villages, inclusively within the same ethnic group. None showed evidence of an acute infection. All HBeAg reactive were Apurinã, living in the same villa (mais) ge and three of them from the same family. The prevalence of anti-HDT was 13.4% in HBsAg positive individuals. The authors observed high prevalence of HBV and HDV infection with the following pattern: low degree of infectivity, marked transmission in early ages, intra-familial dissemination, and lack of importance of vertical transmission. However, the results suggest that these viruses were not yet introduced effectively in some of the studied groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Novos conhecimentos sobre a flora bacteriana vaginal/ Vaginal bacterial flora: up to date

Linhares, Iara Moreno; Giraldo, Paulo Cesar; Baracat, Edmund Chada
2010-01-01

Resumo em português O objetivo desta revisão foi apresentar os novos conhecimentos sobre o ecossistema vaginal, enfatizando os métodos não cultiváveis de identificação microbiana (amplificação de genes), as várias espécies de Lactobacillus que podem compor a flora vaginal e a interação desta com os mecanismos locais de imunidade inata e adquirida, dependentes dos constituintes genéticos. Foram pesquisados no Medline (Pubmed) os artigos relacionados ao tema publicados entre 1997 (mais) e 2009, selecionando-se apenas os considerados relevantes. A utilização de técnicas não cultiváveis (técnicas de amplificação de genes) tem possibilitado o melhor conhecimento sobre a composição do ecossistema vaginal. Na maioria das mulheres no menacme predominam na vagina uma ou mais espécies de Lactobacillus: L. crispatus, . L. inners e L gasseri. Entretanto, em outras mulheres aparentemente saudáveis pode haver deficiência ou mesmo ausência de Lactobacillus, que são substituídos por outras bactérias produtoras de ácido lático: espécies de Atopobium, Megasphaera e/ou Leptotrichia. A infecção e/ou a proliferação de bactérias patogênicas na vagina são suprimidas pela produção de ácido lático, por produtos gerados pelas bactérias e pela atividade local das imunidades inata e adquirida. As células epiteliais vaginais produzem diversos componentes com atividade antimicrobiana. Tais células ainda possuem receptores de membrana ("Toll-like receptors") que reconhecem padrões moleculares associados aos patógenos. O reconhecimento leva à produção de citocinas proinflamatórias e à estimulação da imunidade antigenoespecífica. A produção de anticorpos IgG e IgA também pode ser iniciada na endocérvice e na vagina em resposta à infecção. Conclui-se que a composição da flora vaginal e os mecanismos de imunidade representam importantes mecanismos de defesa. Os critérios de "flora normal" e "flora anormal" devem ser revistos; os polimorfismos genéticos podem explicar variações na composições da flora. Ressalta-se a necessidade de que tais conhecimentos sejam incorporados à pratica clínica do ginecologista e obstetra para o aprimoramento do cuidado às pacientes. Resumo em inglês The aim of this review is to update knowledge about the vaginal ecosystem, non-cultivation methods for bacterial identification (gene amplification), the Lactobacillus species that comprise normal vaginal flora and influence of host genetics on bacterial interactions with local innate and acquired immune defenses. A Medline (Pubmed) search from 1997-2009 for relevant articles was performed and the most informative articles were selected. Non-culture techniques (gene ampli (mais) fication) allow a comprehensive analysis of the vaginal ecosystem's composition. In the majority of women in the reproductive age there is a predominance of one or more species of Lactobacillus: L. crispatus, L. inners and L gasseri. However, in other apparently healthy women there is a deficiency or complete absence of Lactobacilli. Instead, there is a substitution by other lactic acid-producing bacteria: Atobium, Megasphaera and/or Leptotrichia species. The infectivity and/or proliferation of pathogenic bacteria in the vagina is suppressed by lactic acid production, by products of endogenous bacteria and by activation of local innate and acquired immunity. Vaginal epithelial cells produce several compounds with anti-microbial activity. These cells have Toll-like receptors on their membrane that recognize molecular patterns associated with pathogens. Recognition leads to production of pro-inflammatory cytokines and stimulation of antigen-specific immunity. The production of IgG and IgA antibodies is also triggered in the endocervix and vagina in response to infection. Vaginal flora composition and the immune mechanisms constitute important defenses. Criteria of normal and abnormal flora have to be reviewed and genetic polymorphism can explain variations in flora composition. This new knowledge should be included in the clinical practice of gynecologists and obstetricians to improve patients care.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Morfologia das partículas do vírus do anel do pimentão/ Morphology of pepper ringspot virus (Brazilian tobacco rattle virus) particles

Kitajima, E. W.; Oliveira, A. R.; Costa, A. S.
1969-01-01

Resumo em português Partículas tubulares, ca. 25 m¼. em diâmetro externo e com um canal axial de 4 m¼ de largura, foram observadas em preparações rápidas ou purificadas e no interior de tecidos de plantas infetadas pelo vírus do anel do pimentão (VAP). Dois tipos de partículas, quanto ao comprimento normal, respectivamente 55 e 200 m¼, foram notadas em preparações in vitro, e com infetividade associada somente às partículas longas. Partículas, de preparações purificadas, qu (mais) ando incubadas com ribo-nuclease ou tripsina, não se alteravam, embora em algumas das experiências a tripsinização houvesse induzido uma agregação terminal das partículas. Quando aquecidas a temperaturas superiores a 65-70°C/10' há, paralelamente à redução da infetividade, uma decomposição dos virions, que se transformam em material pulverulento. Em secções ultra-finas de tecidos infetados foram encontrados agregados ordenados de partículas similares àquelas encontradas in vitro, no citoplasma. Essas inclusões constituiam-se somente de partículas longas (ca. 200 m¼), e a ausência de grupos de partículas curtas características sugere que estas representem fragmentos aproximadamente iguais a 1/4 das longas. Resumo em inglês Tubular particles, about 25 m¼ wide, with an axial channel 4 m¼ in diameter, were found in leaf dip or purified preparations and also within tissues, from plants infected with pepper ringspot virus (PRSV), but not in uninoculated control plants. The particle length determinations showed two prevalent types of particles in vitro, respectively with ca. 55 m¼ and 200 m¼ in normal length. These values were independent of the virus isolate, host plant or preparative proced (mais) ures for electron microscopy employed. In thin section profiles, a dense rim was observed bordering the axial channel, in cross section of particles stained with uranyl acetate, which might represent the location of the viral nucleic acid in the virion. The long, 200 m¼, particles can be separated from the short, 55 m¼ particles through sucrose gradient density ultracentrifugation, when it can be demonstrated that only the longer particles are infective. Incubation of purified preparations with ribonuclease and/or trypsin, did not affect infectivity or the structure of the virions. However, in some experiments, the trypsin treatment induced an end-to-end aggregation of the particles. Purified preparations lose infectivity after being heated for 10 minutes at 65-70°C. Simultaneously a generalized degradation of virions is noticeable. The end product of this degradation is a powdery material, composed of granules 30-40 Aº in diameter. In ultrathin sections of PRSV-infected tissues, ordered aggregates of particles, similar to those found in vitro,were observed in the cytoplasm. Such inclusions consisted of long (200 m¼) particles only. In no instance, groups of typical 55 m¼, short particles were found, and this suggests that they are fragments of the longer, 200 m¼. particles, rather than products of self multiplication.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Manejo do solo e da irrigação no controle de Meloidogyne incognita em cultivo protegido/ Soil and water management in the control of Meloidogyne incognita in greenhouse

Dutra, Marcos R.; Campos, Vicente P.; Rocha, Fernando S.; Silva, Juliana R. C.; Pozza, Edson A.
2006-08-01

Resumo em português A flutuação populacional de juvenis do segundo estádio (J2) de M. incognita e sua infectividade foram estudadas por meio de bioteste em solo revolvido com ou sem irrigação, comparadas a condições de solo não revolvido nem irrigado, considerado testemunha, e com apenas irrigado, em casa-de-vegetação por 14 dias. Aos sete dias, a população de J2 no solo foi significativamente reduzida apenas nas parcelas revolvidas. Entretanto, a infectividade do inóculo no sol (mais) o nesse período, avaliada em bioteste, foi reduzida apenas nas parcelas revolvidas e irrigadas. Aos 14 dias, a população de J2 no solo foi menor nas parcelas revolvidas com ou sem irrigação, porém continuou sendo a mais baixa nas parcelas apenas revolvidas. Contudo, a infectividade do inóculo no solo neste período foi mais baixa nas parcelas revolvidas e irrigadas e mais elevada na testemunha. Resumo em inglês The population fluctuation of second-stage juveniles (J2) of M. incognita and their infectivity assessed by biotest were studied in the greenhouse, using plowed soil, irrigated or not, compared to control (unplowed and unirrigated) and to plots irrigated only, for 14 days. At seven days, the J2 population in the soil was significantly reduced only in plowed plots. However, the soil inoculum infectivity, in this period, was reduced only in plowed and irrigated plots. At 14 (mais) days, the J2 population in the soil was lower in plowed plots with or without irrigation, but lowest in plots only plowed.The infectivity of soil inoculum, in this period, was lowest in plowed and irrigated soil and highest in the control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Manejo do solo e da irrigação como nova tática de controle de Meloidogyne incognita em feijoeiro/ Soil and water management as a new tactic, for controlling Meloidogyne incognita in Phaseolus vulgaris

Dutra, Marcos Roberto; Campos, Vicente Paulo
2003-12-01

Resumo em português A população de Meloidogyne incognita e sua infetividade foram estudadas em parcelas amostradas a zero, dois e 14 dias após o revolvimento do solo com ou sem irrigação, irrigadas sem revolvimento e testemunha. Na amostragem aos dois dias após a instalação do ensaio, ocorreu maior redução (P(mais) e revolveu e irrigou o solo comparado com aquele apenas revolvido. Aos 14 dias, a menor (P Resumo em inglês Population of Meloidogyne incognita were evaluated in the soil and by biotesting. The population fluctuation of M. incognita was also studied during the beans (Phaseolus vulgaris) life cycle. Two days after the treatments in the field, plowing, without irrigation was found to be the most efficient in reducing J2 population (P(mais) only. At 14 days, the lowest (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Inquérito entomológico e infectividade durante epidemia de malária no município de Anajás, Estado do Pará/ Entomological survey and infectivity during malaria outbreak in the Anajás municipality, Pará State

Santos, Roseli La Corte dos; Sucupira, Izis Mônica Carvalho; Lacerda, Raimundo Nonato da Luz; Fayal, Arnaldo da Silva; Póvoa, Marinete Marins
2005-04-01

Resumo em português Inquérito entomológico transversal foi conduzido na área urbana no Município de Anajás/PA, para verificar o risco de transmissão malárica. Embora a densidade de Anopheles tenha sido baixa, a taxa de infectividade de 6% e o encontro de espécimes positivos em todos os bairros indicam alto risco de contrair a doença. Resumo em inglês An entomological survey was conducted in the urban area of Anajás municipality, Pará State, in order to verify the risk of malaria transmission. Although the density of Anopheles species was low, the anopheline infectivity rate of 6% demonstrated there is a high risk of infection by the malaria parasites.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Infecção experimental de Lutzomyia whitmani em cães infectados com Leishmania braziliensis braziliensis/ Experimental infection of Lutzomya whitmani in dogs infected with Leishmania braziliensis brasiliensis

Vexenat, Julio A.; Barretto, Air C.; Rosa, Ana de Cassia O. C.
1986-03-01

Resumo em português Lutzomyia (N.) whitmani foi infectada em lesões leishmanióticas de três de nove cães parasitados por Leishmania braziliensis braziliensis . Os índices de infecção desses flebotomíneos foram 8,3% (1/12), 7,1% (1/14) e 1,8% (3,160), respectivamente. Por outro lado, 180 Lu. whitmani que se alimentaram em áreas não-ulceradas em um dos cães foram negativos, após dissecação. É discutida a potencialidade de Lu. whitmani como vector de L.B. braziliensis na região endêmica de Três Braços, Bahia, Brasil. Resumo em inglês Lutzomyia (N.) whitmani was infected on leishmaniotic lesions of three out of nine dogs infected with Leishmania braziliensis braziliensis. The infectivity rates in these sandflies were 8.3% (1/12), 7,1% (1/14) and 1.8% (3/160), respectively. In addition, 180 Lu. whitmani fed on non-ulcerated regions of one of the infected dogs and none became infected. We emphasize the vector potentiality of Lu., whitmani L.b. braziliensis in the endemic region of Três Braços, Bahia, Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Infecção e enfermidade neurológica pelo herpesvírus bovino tipo 5 (BHV-5): coelhos como modelo experimental/ Acute infection and neurological disease by bovine herpesvirus type-5 (BHV-5): Rabbits as an experimental model

Beltrão, Nilzane; Flores, Eduardo F.; Weiblen, Rudi; Silva, Adriana M.; Roehe, Paulo M.; Irigoyen, Luiz F.
2000-12-01

Resumo em português Coelhos são susceptíveis à infecção pelo herpes-vírus bovino tipo 5 (BHV-5) e freqüentemente desenvolvem enfermidade neurológica aguda fatal após inoculação intranasal. A cinética da invasão do sistema nervoso central (SNC) de coelhos pelo BHV-5 foi estudada através de pesquisa de vírus em secções do SNC a diferentes intervalos pós-inoculação. Após inoculação intranasal, o vírus foi inicialmente detectado no bulbo olfatório às 48h, seguido do có (mais) rtex olfatório às 48/72h. Às 72/96h o vírus foi detectado também no gânglio trigêmeo, ponte e córtex cerebral. Dois experimentos foram realizados para avaliar a importância do sistema olfatório na invasão do SNC de coelhos pelo BHV-5. No primeiro experimento, coelhos foram inoculados com duas amostras do BHV-5 no saco conjuntival. Coelhos inoculados por essa via também desenvolveram a enfermidade neurológica, porém com menor freqüência com curso clínico tardio. No segundo experimento, doze coelhos foram submetidos à ablação cirúrgica do bulbo olfatório e posteriormente inoculados com o BHV-5 pela via intranasal. Onze de 12 coelhos controle (91,6%), não submetidos à cirurgia, desenvolveram a doença neurológica, contra quatro de 12 (33,3%) dos animals submetidos à remoção cirúrgica do bulbo olfatório. Esses resultados demonstram que o sistema olfatório constitui-se na principal via de acesso do BHV-5 ao encéfalo de coelhos após inoculação intranasal. No entanto, o desenvolvimento de infecção neurológica em coelhos inoculados pela via conjuntival e em coelhos sem o bulbo olfatório indica que o BHV-5 pode utilizar outras vias para invadir o SNC, provavelmente as fibras sensoriais e autonômicas que compõe o nervo trigêmeo. Os efeitos da imunização com vírus homólogo (BHV-5) e heterólogo (BHV-1) na proteção à infecção neurológica foram investigados. Cinco entre 10 coelhos (50%) imunizados com o BHV-5 apresentaram sinais neurológicos discretos e transitórios e um morreu após o desafio com o BHV-5. Curiosamente, o grau de proteção foi superior nos coelhos imunizados com o BHV-1: apenas dois animais apresentaram sinais clínicos passageiros e recuperaram-se. Portanto, proteção da enfermidade neurológica pelo BHV-5 em coelhos pode ser obtida por imunização com o BHV-5 ou BHV-1, provavelmente devido à extensa reatividade sorológica cruzada entre esses vírus. Estudos adicionais em coelhos podem auxiliar no esclarecimento da patogênese e resposta imunológica a infecção pelo BHV-5. Resumo em inglês Rabbits are susceptible to bovine herpesvirus type 5 (BHV-5) infection and often develop an acute and fatal neurological disease upon intranasal inoculation. The kinetics of viral infection of the central nervous system (CNS) was investigated by testing serial brain sections for infectivity at intervals after virus inoculation. The virus was first detected in the main olfactory bulb at 48h, followed by the olfactory cortex at 48/72h. At 72/96h infectivity was also detecte (mais) d in the trigeminal ganglia, pons and cerebral cortex. Two experiments were conducted to investigate the role of the olfactory system in the invasion of the rabbits' CNS by BHV-5. In the first experiment, rabbits were inoculated with two BHV-5 isolates in the conjunctival sac. Rabbits inoculated by this route developed the neurological disease, yet with a reduced frequency and delayed clinical course. In a second experiment, twelve rabbits were submitted to surgical removal of the olfactory bulb and subsequently inoculated intranasally with BHV-5. Eleven out of 12 (91.6%) of the control rabbits developed the disease, against four out of 12 (33.3%) of the animals lacking the olfactory bulb. These results suggest that the olfactory system is the main pathway utilized by BHV-5 to reach the CNS of rabbits after intranasal inoculation. Nevertheless, the development of neurological infection in rabbits inoculated in the conjunctival sac and in rabbits lacking the olfactory bulb indicate that BHV-5 may utilize an alternative route to invade the CNS, probably the sensory and autonomic fibers of the trigeminal nerve. The effects of immunization with homologous (BHV-5) and heterologous (BHV-1) strains in prevention of neurological disease by BHV-5 were investigated. Five out of 10 rabbits (50%) immunized with BHV-5 showed mild and transient neurological signs and one died upon challenge. Interestingly, the degree of protection against BHV-5 challenge was higher in rabbits immunized with BHV-1: only two rabbits showed transient neurological signs and subsequently recovered. Thus, prevention of neurological disease by BHV-5 in rabbits may be achieved by immunization with either BHV-5 or BHV-1, likely reflecting the extensive serological cross-reactivity between these viruses. Further studies in rabbits may help in understanding the pathogenesis and immune response to BHV-5 infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Infectividade natural por Xylella fastidiosa Wells et al. de cicadelíneos (Hemiptera: Cicadellidae) de lavouras cafeeiras do Paraná/ Natural infectivity of Xylella fastidiosa Wells et al. in sharpshooters (Hemiptera: Cicadellidae) from coffee plantations of Parana, Brazil

Silva, Michele R.L.; Meneguim, Ana M.; Paião, Fernanda G.; Meneguim, Luciana; Canteri, Marcelo G.; Leite Jr, Rui P.
2007-04-01

Resumo em português Xylella fastidiosa Wells et al. é uma bactéria gram-negativa, limitada ao xilema de plantas e responsável por doenças de importância econômica em diversas culturas, como a requeima-da-folha ou atrofia-dos-ramos em cafeeiro. É transmitida por insetos sugadores de xilema e quatro espécies de cigarrinhas já foram descritas como transmissoras do patógeno para cafeeiro. O objetivo deste trabalho foi determinar o grau de infectividade natural por X. fastidiosa em cinc (mais) o espécies de cigarrinhas Cicadellidae potencialmente transmissoras da bactéria para cafeeiro: Acrogonia citrina Marucci & Cavichioli, Bucephalogonia xanthophis (Berg), Dilobopterus costalimai Young, Oncometopia facialis (Signoret) e Sonesimia grossa (Signoret). As coletas foram realizadas em lavouras cafeeiras de cinco municípios das regiões Norte e Noroeste do Paraná, de outubro de 1998 a novembro de 2001. O total de 806 amostras contendo de três a cinco insetos foi examinado para presença de X. fastidiosa utilizando os testes de PCR e nested PCR. Os resultados obtidos revelaram a presença de X. fastidiosa em amostras de todas as cinco espécies de cigarrinhas nas duas regiões cafeeiras. O potencial infectivo natural das amostras foi de 30,4% e variou de 2,2% para O. facialis a 68,8% para A. citrina. As cigarrinhas coletadas na primavera apresentaram tendência para menor infectividade natural de X. fastidiosa quando comparadas com as amostras coletadas nas outras três estações do ano. Os resultados obtidos revelaram o grande potencial de disseminação de X. fastidiosa por insetos vetores em cafeeiros no Paraná. Resumo em inglês Xylella fastidiosa Wells et al., a gram-negative and xylem limited bacterium, causes significative economic on several crops, such as the leaf scorch in coffee. It is transmitted by xylem feeding insects and four sharpshooters species have been reported as vectors of X. fastidiosa in coffee. The objective of this study was to determine the natural infectivity of X. fastidiosa in five species of sharpshooters from coffee trees: Acrogonia citrina Marucci & Cavichioli, Bucep (mais) halogonia xanthophis (Berg), Dilobopterus costalimai Young, Oncometopia facialis (Signoret) and Sonesimia grossa (Signoret). Samples were collected from coffee plantations in five counties of the North and Northwest regions of the State of Parana, Brazil, from October 1998 through November 2001. A total of 806 samples containing three to five insects were examined for the presence of X. fastidiosa by using PCR and nested PCR tests. X. fastidiosa was present in samples of all five species of sharpshooters collected in the two coffee regions. The average level of natural infectivity potential was 30.4%. However, this natural infectivity ranged from 2.2% for O. facialis to 68.8% for A. citrina. Sharpshooters collected in the spring tended to have lower natural infectivity of X. fastidiosa as compared to those collected in other seasons. The results obtained showed the high potential of dissemination of X. fastidiosa by different insect vectors in coffee trees in Parana.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Infectividade de juvenis do segundo estádio de Meloidogyne incognita em tomateiro após privação alimentar em solo e água em diferentes condições/ Infectivity of second stage juveniles of Meloidogyne incognita in tomato after starvation in soil and water at different conditions

Freire, Eduardo Souza; Campos, Vicente Paulo; Dutra, Marcos Roberto; Rocha, Fernando da Silva; Silva, Juliana Resende Campos da; Pozza, Edson Ampélio
2007-09-01

Resumo em português O juvenil do segundo estádio (J2) de Meloidogyne spp. gasta sua reserva energética corporal de formas diferentes sob condições variadas de temperatura e umidade do solo, chegando à incapacidade de parasitismo vegetal. Desta forma, objetivou-se neste trabalho estudar o efeito da incubação de J2 de M. incognita em solo com níveis de umidade e temperaturas diferentes, além do borbulhamento da suspensão do inóculo na infectividade desses J2 em tomateiro. A infectiv (mais) idade dos J2 armazenados no solo em tomateiros decresceu significativamente entre as temperaturas estudadas durante o período de seis dias. Maior (P Resumo em inglês The second stage juvenile (J2) of Meloidogyne spp. spend the storaged energy of the body, differently, when living in variable conditions of soil temperatures and humidities approaching to the incapability of plant parasitism. Therefore, the aim of this work was to study the storage of J2 of M. incognita in soil at different levels of humidity and temperature, besides water bubbling of inoculum suspension on the infectivity of starved J2 in tomato. The infectivity of J2 i (mais) n tomato decreased significantly among storaged temperatures during the period of six days in soil. Greatest (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Fungos micorrízicos arbusculares em sistema de aléias no Estado do Maranhão, Brasil/ Arbuscular mycorrhizal fungi in an alley cropping system in the state of Maranhão, Brazil

Nobre, Camila Pinheiro; Ferraz Júnior, Altamiro Souza de Lima; Goto, Bruno Tomio; Berbara, Ricardo Luís Louro; Noqueira, Marcelo Diógenes Costa
2010-12-01

Resumo em português Sistemas em aléias podem consistir numa solução para o uso da terra em regiões do Trópico Úmido. A relação dessa forma de manejo com a dinâmica dos fungos micorrízicos arbusculares (FMA) ainda é pouco compreendida. O objetivo desse estudo foi verificar a influência de leguminosas arbóreas em um sistema em aléias na capacidade infectiva e diversidade de FMA nativos em São Luís, Maranhão. Amostras de solo coletadas do sistema em aléias no campus experiment (mais) al da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) - São Luís, em duas épocas do ano (Julho/2006 e Abril/2007), a duas distâncias (0 m e 0,5 m) do tronco de três leguminosas (Leucaena leucocephala, Clitoria fairchildiana e Acacia mangium) e em área testemunha (sem leguminosas) na profundidade de 0 - 20 cm. O solo coletado foi utilizado para avaliar a capacidade infectiva dos FMA nativos, densidade e identificação de glomerosporos. O sistema em aléias aumenta o potencial de infectividade dos FMA nativos dependendo da espécie de leguminosa arbórea associada, estação de coleta e proximidades das árvores. Dezesseis espécies de FMA foram encontradas na área distribuídas em cinco gêneros, sendo Scutellospora o mais representativo. Resumo em inglês Alley cropping systems may be a solution for land use in tropical regions. How land use is connected to mycorrhizal arbuscular fungi (AMF) is poorly understood, especially in the tropics. The aim of this study was to evaluate the influence of leguminous trees in an alley cropping system in regard to the infectivity and diversity of native AMF species in São Luís, Maranhão, Brazil. Soil samples were collected in an experimental area of the Universidade Estadual do Maran (mais) hão (UEMA) - São Luís, in two seasons (July/2006 and April/2007), two distances (0 m and 0.5 m) from the trunk of three leguminous trees (Leucaena leucocephala, Clitoria fairchildiana e Acacia mangium), and in a control area 0-20 cm deep. Soil samples were used to evaluate the infectivity of AMF, density and diversity of glomerospores. The alley cropping systems increased the infectivity of AMF which varied according to the leguminous tree species, raining season and distance from trees. Sixteen AMF species of five genera were identified in the area, and Scutellospora was the most representative genus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Estudo experimental sobre a possibilidade de prevenção da malária pós-transfusional, através do uso da violeta de genciana/ Experimental assay of the possible use of gentian violet in the prevention of post-transfusion malaria

Amato Neto, Vicente; Sant'Ana, Eunice José de; Pinto, Pedro Luiz Silva; Moreira, Antônio Augusto Baillot; Duarte, Maria Irma Seixas; Campo, Rubens
1987-12-01

Resumo em português Levando em conta a comprovada ação preventiva da violeta de genciana quanto à transmissão da doença de Chagas, por transfusão de sangue e, também, possível idêntica eficácia a respeito da toxoplasmose, foi empreendida investigação para verificar se esse corante tem, da mesma forma, a capacidade de evitar a malária decorrente de hemoterapia. Foi investigada a infecção de camundongos pelo Plasmodium berghei. Usando parasitemia, mortalidade e alterações hist (mais) opatológicas como parâmetros, verificou-se que a violenta de genciana, adicionada ao sangue, nas concentrações de 1/1.000 e 1/4.000, opõe-se efetivamente à ação infectante do protozoário, após permanência em geladeira (4°C) durante 24 horas. Conclui-se que se abre nova perspectiva quanto à profilaxia da malária induzida, em serviços de hemoterapia. Resumo em inglês Considering that gentian violet is effective in the prevention of transfusion-acquired Chagas' disease and possibly toxoplasmosis, it is decided to carry out an experimental assay on the acitvity of this dye in the prevention of post-transfusion malaria. Mice infected with Plasmodium berghei were studied with regard to parasitemia, mortality and histopathologic changes. Gentian violet added to blood in 1/1.000 and 1/4.000 concentrations turned out to be effective in aboli (mais) shing infectivity after storage for 24 hours at 4°C. Thus is opened up a new prospect in the prophylaxis of post-transfusion malaria.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Estudo experimental sobre a possibilidade de prevenção da malária pós-transfusional, através do uso da violeta de genciana/ Experimental assay of the possible use of gentian violet in the prevention of post-transfusion malaria

Amato Neto, Vicente; Sant'Ana, Eunice José de; Pinto, Pedro Luiz Silva; Moreira, Antônio Augusto Baillot; Duarte, Maria Irma Seixas; Campo, Rubens
1987-12-01

Resumo em português Levando em conta a comprovada ação preventiva da violeta de genciana quanto à transmissão da doença de Chagas, por transfusão de sangue e, também, possível idêntica eficácia a respeito da toxoplasmose, foi empreendida investigação para verificar se esse corante tem, da mesma forma, a capacidade de evitar a malária decorrente de hemoterapia. Foi investigada a infecção de camundongos pelo Plasmodium berghei. Usando parasitemia, mortalidade e alterações hist (mais) opatológicas como parâmetros, verificou-se que a violenta de genciana, adicionada ao sangue, nas concentrações de 1/1.000 e 1/4.000, opõe-se efetivamente à ação infectante do protozoário, após permanência em geladeira (4°C) durante 24 horas. Conclui-se que se abre nova perspectiva quanto à profilaxia da malária induzida, em serviços de hemoterapia. Resumo em inglês Considering that gentian violet is effective in the prevention of transfusion-acquired Chagas' disease and possibly toxoplasmosis, it is decided to carry out an experimental assay on the acitvity of this dye in the prevention of post-transfusion malaria. Mice infected with Plasmodium berghei were studied with regard to parasitemia, mortality and histopathologic changes. Gentian violet added to blood in 1/1.000 and 1/4.000 concentrations turned out to be effective in aboli (mais) shing infectivity after storage for 24 hours at 4°C. Thus is opened up a new prospect in the prophylaxis of post-transfusion malaria.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Eliminação de Toxoplasma gondii pela urina de camundongos durante a fase aguda da infecção experimental/ Presence of Toxoplasma gondii in the urine of mice experimentally infected

Rocha, R.J.; Tafuri, W.L.; Chiari, C.A.
1993-08-01

Resumo em português Camundongos albinos heterogenéticos da linhagem Swiss, foram experimentalmente infectados, via subcutânea, com taquizoítos de uma cepa de Toxoplasma gondii de baixa virulência. Todos morreram durante a fase aguda da infecção, entre 7 e 9 dias após a infecção (DAI). Demonstrou-se, utilizando a bioprova, que 80% dos animais eliminou T. gondii pela urina. Nos rins, observou-se, entre outras alterações, hemorragia intersticial intertubular e presença de hemácias (mais) íntegras nos espaços subcapsulares de Bowmann de alguns glomérulos. Discutiu-se sobre os possíveis mecanismos de eliminação de T. gondii na urina dos animais infectados. Analisou-se alguns aspectos relacionados com a eliminação de formas infectantes de T. gondii na urina destes animais e a transmissão da toxoplasmose na natureza Resumo em inglês Toxoplasma gondii tachizoites from an avirulent strain, were used to subcutaneously infect mice (Swiss outbred strain). All died 7 to 9 days after infection (DAI) during acute phase infection. Eighty per cent eliminated T. gondii forms by urine. This was determined through infectivity test in normal mice (bioprove). Interstitial intertubular hemorrhage were the more frequently observed lesion in renal histology. Whole erythrocytes could also be seen in some glomerular Bow (mais) mann's sub-capsular space. T. gondii elimination mechanism is discussed, together with the relationship between these observations and natural toxoplasmosis transmission.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Efeito do armazenamento na energia corporal de juvenis do segundo estádio de Meloidogyne incognita infestados por Pasteuria penetrans/ Effect of storage on body energy of second stage juveniles of Meloidogyne incognita infested by Pasteuria penetrans

Rocha, Fernando da Silva; Campos, Vicente Paulo; Canuto, Renata da Silva; Souza, Ricardo Magela de
2009-02-01

Resumo em português Neste trabalho, objetivou-se estudar o efeito do período de armazenamento no teor de lipídios de juvenis do segundo estádio (J2) de M. incognita com endósporos de P. penetrans na infectividade e reprodução em tomateiro. Suspensões de M. incognita contendo ou não endósporos de P. penetrans aderidos à cutícula foram armazenadas por 0, 3, 6, 9 e 12 dias, a 28ºC. Após cada período de estocagem, determinou-se a concentração de lipídios neutros corporais por me (mais) io da análise de imagem dos J2 coloridos com o corante "Oil Red O". Em seguida, 1.000 J2 foram inoculados em mudas de tomateiros. Após 28 dias, avaliou-se o número de fêmeas parasitadas, número de endósporos/fêmea, número de galhas, massas de ovos e de ovos/g de raiz. O teor de lipídio dos J2 reduziu-se com o aumento do período de estocagem. Porém, maiores perdas ocorreram nos J2 sem endósporos de P. penetrans. A proporção entre as perdas dos J2 com e sem P. penetrans foi pequena e decrescente com o período de estocagem. Entretanto, a desproporção foi grande entre 3 e 6 dias de armazenamento dos J2 com e sem P. penetrans com relação aos parâmetros reprodução e número de galhas, indicando consumo de fontes alternativas ao lipí dio neutro de energia p elo J2 parasitado. Mas o período de armazenamento sempre reduziu a reprodução e número de galhas formadas em tomateiros por J2 com e sem P. penetrans. A perda dessas fontes de energia, ao que tudo indica, leva muitos J2 a morrer antes de chegar ao estádio adulto, pois o número de fêmeas parasitadas reduz-se com o armazenamento, além de propiciar menor produção de endósporos por fêmea. O J2 parasitado por P. penetrans necessita encontrar rapidamente a raiz e não permanecer no solo por mais de 6 dias antes de parasitar a planta. Resumo em inglês This work aimed to study the effect of storage period on lipid content of second stage juveniles (J2) of M. incognita with endospores of P. penetrans on infectivity and reproduction in tomato. Suspensions of M. incognita containing or not endospores of P. penetrans adhered to cuticle were stored by 0, 3, 6, 9 and 12 days at 28ºC. After each storage period, the concentration of neutral lipids in the body of J2 was determined by image analysis of J2 stained with "Oil Red O (mais) ". After that, 1.000 J2 were inoculated in tomato seedlings. After 28 days, the number of infected females, number of endospores per females, number of galls, number of egg masses and number of eggs per gram of root were evaluated. The lipid content of J2 reduced with the increase of storage period. However, greater lost occurred on J2 without endospores of P. penetrans. The ratio between J2 lipid losses with and without P. penetrans was small and decreased with storage period. However, the ratio between J2 with and without P. penetrans was greatest between 3 and 6 days of storage in relation to parameters reproduction and number of galls, indicating consumption of alternative energy sources others than neutral lipids by infected J2. But the storage period always reduced the reproduction and number of galls formed in tomatoes by J2 with and without P. penetrans. The loss of those energy sources indicate that many J2 dye before adult stage, because the number of parasitized females reduced with storage, besides of smaller endospores production per female. The J2 infested by P. penetrans needs to find the root quickly and should not stay in the soil for more than 6 days before parasitizing the plant.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Efeito de inoculante ectomicorrízico produzido por fermentação semi-sólida sobre o crescimento de Eucalyptus dunnii Maiden/ Effect of ectomycorrhizal inoculum produced by solid state fermentation on growth of Eucalyptus dunnii Maiden

Alves, João Rogério; Souza, Ozair de; Podlech, Pablo Angel Sanchez; Giachini, Admir José; Oliveira, Vetúria Lopes de
2001-02-01

Resumo em português O crescimento de Eucalyptus é favorecido por fungos ectomicorrízicos (FECM). De ocorrência comum nas plantações florestais, os FECM diferem, entretanto, em infectividade e eficiência. O objetivo deste estudo foi testar a compatibilidade e a eficiência do inoculante ectomicorrízico produzido por fermentação semi-sólida, em relação a Eucalyptus dunnii Maiden. Neste sentido, o inoculante de Pisolithus sp., produzido por fermentação semi-sólida em vermiculita- (mais) solução nutritiva, foi aplicado ao substrato turfa-vermiculita (30:70, v/v) nas concentrações de 0, 1, 3, 5 e 10% (v/v) que foi semeado com E. dunnii, e mantido em casa de vegetação. A inoculação proporcionou colonização radicular e aumento da matéria seca da parte aérea e do conteúdo de P em razão da concentração do inoculante. O peso da matéria seca das plantas com 1% de inoculante não diferiu do peso das testemunhas. A 3% e 5%, a matéria seca aumentou 62%. O maior valor foi obtido com 10% de inoculante, onde o peso das plantas foi 73% superior ao das testemunhas, e o teor de P, 130%. Resultados semelhantes foram obtidos em relação à raiz. Altura e diâmetro foram positivamente afetados pela inoculação, mas não a relação raiz/parte aérea. As doses mais eficientes de inoculante foram aquelas de 3% ou superiores. Este método de produção deverá ser testado com outros FECM, e sua eficiência, avaliada em viveiro e no campo. Resumo em inglês Growth of Eucalyptus can be improved by ectomycorrhizal fungi (ECMF). Although widespread in forest plantations, ECMF differ in infectivity and effectiveness, hence the need of selection of compatible and efficient ECMF and the establishment of inoculum production methods. The objective of this study was to test compatibility and efficiency of the ectomycorrizal inoculum produced by solid state fermentation, in relation to Eucalyptus dunnii Maiden. For this purpose, inocu (mais) lum of Pisolithus sp. was produced by solid state fermentation in vermiculite + nutrient solution and applied to peat:vermiculite (30:70 v/v) at 0, 1, 3, 5 and 10% (v/v). Seeds of E. dunnii were sown and kept in a glasshouse. Inoculation promoted root colonization, plant growth and phosphorus (P) uptake depending upon inoculum concentration. Plant dry matter with 1% inoculum did not differ from that of the controls. At 3% and 5%, plants had 60% more dry matter than the controls. At 10%, inoculum shoot dry weight (dw) was 70% higher, and P content was 130% higher than that of the controls. Similar results were obtained in relation to root dw. Height and diameter were also positively affected by inoculation. Root:shoot ratios were not influenced. The most efficient doses were those at 3% inoculum or higher. This method of inoculum production needs to be tested with other ECMF and its efficiency must be evaluated in the nursery and in the field.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Efeito de exsudatos radiculares em endósporos de Pasteuria penetrans e em juvenis do segundo estádio de Meloidogyne incognita/ Effect of root exudates on endospores of Pasteuria penetrans and on second-stage juvenile of Meloidogyne incognita

Rocha, Fernando da Silva; Campos, Vicente P.; Souza, Ricardo Magela de
2004-12-01

Resumo em português Juvenis do segundo estádio (J2) de Meloidogyne incognita foram incubados nos exsudatos radiculares de soja (Glycine max), tomateiro (Lycopersicon esculentum), cafeeiro (Coffea arabica), feijoeiro (Phaseolus vulgaris), mostarda (Brassica rapa), Crotalaria juncea e C. spectabilis e em água por 12 h. Em seguida, realizou-se o teste de adesão por centrifugação ou por borbulhamento. Em outro ensaio, endósporos de Pasteuria penetrans foram incubados por quatro dias a 26 � (mais) �C nos exsudatos e submetidos à adesão em J2 de M. incognita, sob borbulhamento constante por 24 h em tubos contendo água. Os J2 com endósporos aderidos pelo teste de borbulhamento foram inoculados em mudas de tomateiro. Verificou-se que a incubação dos J2 por 12 h nos exsudatos radiculares testados reduziu o número de endósporos de P. penetrans por J2 independentemente do método de adesão empregado. Os J2 incubados nos exsudatos radiculares testados proporcionaram menor número de fêmeas parasitadas em tomateiro em relação à testemunha (água), bem como menor número de galhas com exceção dos J2 incubados em exsudato do próprio tomateiro. A reprodução dos J2 incubados nos exsudatos radiculares não foi afetada quando comparada à testemunha. A incubação dos endósporos nos exsudatos das plantas testadas reduziu a adesão e a infetividade em J2, em relação à testemunha. Após 28 dias da inoculação, observou-se redução no número de fêmeas parasitadas resultantes da infecção desses J2 com endósporos incubados em exsudatos radiculares comparada com aqueles incubados em água. O parasitismo do J2 com endósporos tratados com exsudatos radiculares e a reprodutividade de fêmeas oriundas da infetividade desses J2 foram semelhantes aos incubados em água. Resumo em inglês In one assay, second stage juveniles (J2) of Meloidogyne incognita were incubated in root exudates of soybean (Glycine max), tomato (Lycopersicon esculentum), coffee (Coffea arabica), bean (Phaseolus vulgaris), mustard (Brassica rapa), Crotalaria juncea and C. spectabilis and in water for 12 h, followed by endospores adhesion by centrifugation or by air bubbling. In another assay, endospores of Pasterius penetrans were incubated for four days at 26 ºC in the exudates and (mais) submitted to adhesion on J2 of M. incognita by constant air bubbling for 24 h in tubes containing water. The J2 with endospore adhesion by air bubbling were inoculated in tomato seedlings. The incubation of J2 for 12 h in the root exudates reduced the number of P. penetrans endospore per J2, regardless of the adhesion test used, and resulted in fewer parasitized females when compared with the control, as well as a lower number of galls, except in the J2 incubated in exudate of tomato. The reproduction of incubated J2 in the root exudates was not affected when compared to the control. The endospore incubation in the exudates of the tested plants reduced the adhesion and the infectivity of these endospores to J2 in relation to the control. After 28 days from inoculation, reduction was observed in the number of parasitized females resulting from infection of those J2 with endospore incubated in exudates when compared with those incubated in water. The parasitism of J2 with endospore treated with exudates and the reproduction of infected J2 females were similar to those incubated in water.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Efeito de diferentes variáveis na infetividade de estirpes fracas do Papaya ringspot virus em plantas de melancia/ The effect of different variables on the infectivity of mild strains of Papaya ringspot virus in watermelon plants

Giampan, José Segundo; Rezende, Jorge Alberto M.
2005-02-01

Resumo em português Este trabalho teve como objetivo inicial selecionar uma estirpe fraca do Papaya ringspot virus - type W (PRSV-W) de bolhas de folhas de melancia (Citrullus lanatus) com mosaico. A infetividade dessa estirpe, PRSV-W-3, em plantas de melancia foi comparada com a das estirpes fracas PRSV-W-1 e PRSV-W-2, previamente selecionadas de bolhas de folhas de abobrinha de moita (Cucurbita pepo) cv. Caserta com mosaico. Além do efeito da origem da estirpe fraca na infetividade de pla (mais) ntas de melancia, avaliaram-se, ainda, os efeitos da concentração do inóculo, da espécie da planta fonte do inóculo e da idade da planta de melancia inoculada. Como controle, foi utilizada uma estirpe severa do vírus obtida de abobrinha de moita (PRSV-W-C). A avaliação do efeito da concentração e da espécie da planta fonte do inóculo foi feita com extratos de quatro, oito, 12 e 16 discos de folhas de abobrinha de moita e de melancia, infetadas separadamente com as estirpes fracas e severa, e diluídos em 2 ml de tampão fosfato. O efeito da idade da planta-teste de melancia foi estudado comparando-se plantas inoculadas em três estádios de desenvolvimento, com inóculos das estirpes do PRSV-W extraídos de 12 discos foliares/2 ml de tampão. Em todos os testes de infetividade, independente da concentração do inóculo, da planta fonte do inóculo e do estádio de desenvolvimento da planta-teste, a estirpe fraca PRSV-W-3 apresentou taxas de infetividade semelhantes as das estirpes PRSV-W-1 e PRSV-W-2, chegando a 100% em alguns casos. A infetividade da estirpe severa PRSV-W-C foi de 100%. A infetividade das três estirpes fracas está mais diretamente associada à intensidade de fricção das folhas no momento da inoculação do que às outras variáveis estudadas. Resumo em inglês The initial purpose of this work was to select a mild strain of Papaya ringspot virus - type W (PRSV-W) from blisters on watermelon (Citrullus lanatus) infected with severe strains of the virus. The infectivity of this mild strain, PRSV-W-3, on watermelon plants was compared with that of mild strains PRSV-W-1 and PRSV-W-2, which were previously obtained from blisters formed on mosaic leaves of zucchini squash (Cucurbita pepo) cv. Caserta. The infectivity of these mild str (mais) ains was also evaluated based on the concentration of inoculum, the species source of the inoculum and the age of the watermelon plant inoculated. A severe strain isolated from zucchini squash (PRSV-W-C) was used as control. The effect of the concentration and the species source of inoculum of the mild strains on the infectivity of watermelon plants were studied with inocula extracted from four, eight, 12 and 16 leaf discs of zucchini squash and watermelon plants, separately infected with the mild and severe strains, diluted in 2 ml of phosphate buffer. Three stages of development of watermelon plants were tested for the infectivity with the mild strains. Inoculum was prepared with extracts of 12 leaf discs diluted in 2 ml of buffer. The rate of infection of mild strain PRSV-W-3 was similar to that of mild strains PRSV-W-1 and PRSV-W-2 in all infectivity tests, irregardless of the concentration of inoculum, species source of inoculum or stage of development of the test-plant, which reached 100% in some cases. The infectivity of the mild strains on watermelon was more directly related to the intensity of the abrasion produced by mechanical inoculation than with the above studied variables.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Ecoepidemiologia da esquistossomose urbana na ilha de Itamaracá, Estado de Pernambuco/ Ecoepidemiology of urban schistosomiasis in Itamaracá Island, Pernambuco, Brazil

Barbosa, Constança Simões; Pieri, Otávio Sarmento; Silva, Carlos Bernardo da; Frederico Simões, Barbosa
2000-08-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Em 1988, 22 casos autóctones de esquistossomose foram registrados na Praia do Forte Orange, ilha de Itamaracá, Pernambuco. Todos os casos ocorreram em indivíduos de classe média/alta que veraneavam na ilha. Foi realizado estudo com o objetivo de identificar e caracterizar criadouros/focos de vetores da esquistossomose na localidade, correlacionando os determinantes biológicos da doença com o contexto ambiental da sua ocorrência. MÉTODOS: Foram levant (mais) ados dados secundários para resgatar as características ambientais da área antes da ocupação humana. O inquérito malacológico teve a duração de um ano com mapeamento da área, coleta mensal e exame dos moluscos. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Em 1 km de extensão da praia, foram identificados 20 criadouros e demarcadas 28 estações de coleta. Os resultados mostram a variação mensal da densidade populacional de moluscos e das taxas de infecção, correlacionados com sazonalidade e tipos de criadouros. Destaca-se a importância desse novo perfil epidemiológico da esquistossomose em Pernambuco, relacionando o modo de ocupação daquele espaço com o estabelecimento de sítios de transmissão ativa da esquistossomose. Resumo em inglês INTRODUCTION: In 1988, 22 autochthonous cases from accidental exposure were registered in Forte Orange beach, Itamaracá Island, Pernambuco, Brazil. All cases occurred in middle-to-upper class individuals who were vacationing in the island. After the cases were identified, the major objective was to find breading sites of schistosomiasis vectors and correlate the biological factors with the environmental conditions. METHODS: The environmental characteristics of the beach (mais) before human occupation were obtained from several documents. Also, a one-year malacological survey was conducted with monthly collection of mollusks, and the determination of their infectivity rates. RESULTS/CONCLUSIONS: The malacological survey was able to identify 20 breading sites of Biomphalaria glabrata and 28 capture station were set up. Snails were collected and examined each month throughout a whole year. The results show a seasonal variation in the mollusk population density associated with infection rates and types of breading sites. The importance of this new epidemiological profile of schistosomiasis in the State of Pernambuco relies on the fact that it can be related with the drastic human interference on the environment. Ecological, environmental, and demographic factors as well as the epidemiological characteristics of the disease have social and economic repercussions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Ecoepidemiologia da esquistossomose urbana na ilha de Itamaracá, Estado de Pernambuco/ Ecoepidemiology of urban schistosomiasis in Itamaracá Island, Pernambuco, Brazil

Barbosa, Constança Simões; Pieri, Otávio Sarmento; Silva, Carlos Bernardo da; Frederico Simões, Barbosa
2000-08-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Em 1988, 22 casos autóctones de esquistossomose foram registrados na Praia do Forte Orange, ilha de Itamaracá, Pernambuco. Todos os casos ocorreram em indivíduos de classe média/alta que veraneavam na ilha. Foi realizado estudo com o objetivo de identificar e caracterizar criadouros/focos de vetores da esquistossomose na localidade, correlacionando os determinantes biológicos da doença com o contexto ambiental da sua ocorrência. MÉTODOS: Foram levant (mais) ados dados secundários para resgatar as características ambientais da área antes da ocupação humana. O inquérito malacológico teve a duração de um ano com mapeamento da área, coleta mensal e exame dos moluscos. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Em 1 km de extensão da praia, foram identificados 20 criadouros e demarcadas 28 estações de coleta. Os resultados mostram a variação mensal da densidade populacional de moluscos e das taxas de infecção, correlacionados com sazonalidade e tipos de criadouros. Destaca-se a importância desse novo perfil epidemiológico da esquistossomose em Pernambuco, relacionando o modo de ocupação daquele espaço com o estabelecimento de sítios de transmissão ativa da esquistossomose. Resumo em inglês INTRODUCTION: In 1988, 22 autochthonous cases from accidental exposure were registered in Forte Orange beach, Itamaracá Island, Pernambuco, Brazil. All cases occurred in middle-to-upper class individuals who were vacationing in the island. After the cases were identified, the major objective was to find breading sites of schistosomiasis vectors and correlate the biological factors with the environmental conditions. METHODS: The environmental characteristics of the beach (mais) before human occupation were obtained from several documents. Also, a one-year malacological survey was conducted with monthly collection of mollusks, and the determination of their infectivity rates. RESULTS/CONCLUSIONS: The malacological survey was able to identify 20 breading sites of Biomphalaria glabrata and 28 capture station were set up. Snails were collected and examined each month throughout a whole year. The results show a seasonal variation in the mollusk population density associated with infection rates and types of breading sites. The importance of this new epidemiological profile of schistosomiasis in the State of Pernambuco relies on the fact that it can be related with the drastic human interference on the environment. Ecological, environmental, and demographic factors as well as the epidemiological characteristics of the disease have social and economic repercussions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Diversidade e potencial de infectividade de fungos micorrízicos arbusculares em área de caatinga, na Região de Xingó, Estado de Alagoas, Brasil/ Diversity and infectivity potential of arbuscular mycorrhizal fungi in an area of "caatinga" in the Xingó Region, State of Alagoas, Brazil

Souza, Renata G.; Maia, Leonor C.; Sales, Margareth F.; Trufem, Sandra F.B.
2003-03-01

Resumo em português A região de Xingó ocupa 2.800 km², em Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia, constituindo parte ainda conservada do semi-árido nordestino. Para avaliação da diversidade e da densidade de propágulos de FMA no solo e da colonização micorrízica em plantas da área, foram realizadas coletas de solo e raízes nas estações seca (agosto/2000) e chuvosa (março/2001), em duas subáreas de Piranhas e Olho d'Água do Casado, em Alagoas. Mais de 95% das plantas, dentre as (mais) 71 examinadas, apresentaram micorriza arbuscular (5% a 80%). Das 30 espécies de fanerógamas, correspondentes a 14 famílias, apenas Pilosocereus sp. não estava associado com FMA. Os percentuais médios de colonização (@16 a 20%) foram semelhantes nos dois períodos. Houve relação inversa entre o número de esporos e o número mais provável (NMP) de propágulos infectivos em Olho d'Água do Casado, com menor densidade de esporos ( Resumo em inglês The region occupies 2800 km², in the States of Pernambuco, Alagoas, Sergipe and Bahia, and constitutes a preserved part of the Northeastern semi-arid ecosystem. Evaluation of the diversity and density of propagules of arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) in the soil, as well as of the mycorrhizal colonization in plants of the area was carried out by sampling of soil and roots during the dry (August/2000) and rainy (March/2001) seasons, in two subareas (Piranhas and Olho d' (mais) Água do Casado) in Alagoas. More than 95% of the plants, among the 71 examined, formed arbuscular mycorrhiza (580% colonization). Among these 30 phanerogamic species, belonging to 14 families, only Pilosocereus sp. was not colonized. The average percentages of colonization (@ 16-20%) were similar in both sampling periods. There was an inverse relationship between number of spores and the most probable number (MPN) of infective propagules in the area of Olho d'Água, with lower density of spores (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Disseminação de molicutes do milho a longas distâncias por Dalbulus maidis (Hemiptera: Cicadellidae)/ Long-distance spread of maize mollicutes by Dalbulus maidis (Hemiptera: Cicadellidae)

OLIVEIRA, CHARLES M.; MOLINA, ROSA M.S.; ALBRES, ROSENIR S.; LOPES, JOÃO R.S.
2002-02-01

Resumo em português O objetivo do trabalho foi testar a hipótese de que a cigarrinha Dalbulus maidis (Hemiptera: Cicadellidae) serve como reservatório natural dos molicutes (Spiroplasma kunkelii e fitoplasma) que infetam o milho (Zea mays) no Mato Grosso do Sul, após períodos prolongados de pousio. Nas safras 1997/98 e 1998/99, avaliou-se a infetividade natural de migrantes desse inseto vetor em plantios de primavera (novembro/dezembro) da região de Anastácio (MS), onde não se cultiva (mais) o milho na entressafra (abril a setembro), em duas situações distintas: (A) áreas onde o milho era plantado anualmente a partir de outubro, e (B) áreas onde o milho não era cultivado há vários anos. Cigarrinhas foram coletadas no campo e confinadas em plântulas sadias de milho, em casa de vegetação, para a inoculação dos patógenos. Após 50-60 dias, as plantas-teste foram avaliadas quanto a sintomas diagnósticos de S. kunkelii e por PCR para detecção de fitoplasma. Através dos bionsaios de transmissão, detectou-se S. kunkelii e fitoplasma em 2 a 20% e 1 a 4% dos indivíduos coletados, respectivamente. O aparecimento de adultos infetivos logo após a germinação da cultura, inclusive nas áreas onde o milho não era cultivado há vários anos, sugere que os molicutes foram transportados na entressafra por indivíduos migratórios de D. maidis. Resumo em inglês This study was designed to test the hypothesis that Dalbulus maidis (Hemiptera: Cicadellidae) serves as a natural source of mollicutes (Spiroplasma kunkelii and phytoplasma) that infect maize (Zea mays) following overseason in the State of Mato Grosso do Sul (MS), Brazil. The natural infectivity of D. maidis migrants was evaluated in spring plantings of 1997 and 1998 in the region of Anastácio (MS), where maize is not cultivated from April to September. Live leafhoppers (mais) were sampled in areas where: (A) maize was planted annually in the spring (October/December), and (B) maize had not been cultivated for several years. In a greenhouse, the leafhoppers were confined to healthy maize seedlings for pathogen inoculation. Two months later, the test plants were rated for diagnostic symptoms of S. kunkelii and tested by PCR for phytoplasma infection. Based on the transmission bioassays, S. kunkelii and phytoplasma were detected in 2 to 20% and 1 to 4% of the collected individuals, respectively. The appearance of infective adults soon after maize germination, even in the areas where maize had not been cultivated for several years, suggests that the mollicutes were transported in the overseason by migratory individuals of D. maidis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Diagnóstico sorológico de erliquiose canina com antígeno brasileiro de Ehrlichia canis/ Serological diagnosis of canine monocytic ehrlichiosis with Brazilian antigen of Ehrlichia canis

Aguiar, Daniel Moura; Saito, Taís Berelli; Hagiwara, Mitika Kuribayashi; Machado, Rosângela Zacarias; Labruna, Marcelo Bahia
2007-06-01

Resumo em português O presente trabalho relata o isolamento de Ehrlichia canis em cultivo de células DH82 e posterior padronização da Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI). Leucócitos de uma cadela experimentalmente infectada com o isolado Jaboticabal de E. canis foram inoculados em cultivo de células DH82. A inoculação foi monitorada após a segunda semana, a cada 5-6 dias, através de exames citológicos e pela amplificação de um fragmento do gene dsb de Ehrlichia pela R (mais) eação em Cadeia pela Polimerase (PCR) para confirmação da infecção. A cultura apresentou-se positiva aos 27 dias pós-inoculação pela PCR e aos 28 dias pela citologia. No 33o dia pós-inoculação, observou-se 20% de células infectadas e, aos 53 dias, 60% de infecção. Atualmente, o isolado encontra-se estabelecido em células DH82, com várias passagens atingindo 90-100% de células infectadas entre 7-10 dias após a inoculação. Após o seqüenciamento do produto de PCR, o isolado apresentou-se 100% similar à seqüência correspondente de E. canis depositada no GenBank. As células infectadas foram utilizadas como antígeno para a padronização da RIFI para detecção da infecção em cães. Resumo em inglês The present study describes a successful isolation of Ehrlichia canis and its establishment in DH82 cells, followed by the development of an Indirect Fluorescent Antibodies Test (IFAT). Leukocytes collected from an experimentally infected dog with the Jaboticabal strain of E. canis were used to inoculate a DH82 cell monolayer. Two weeks later, the inoculated culture was checked for infectivity, every 5-6 days by both cytological staining and PCR, targeting a fragment of t (mais) he dsb gene. The cell culture showed to be infected by Ehrlichia on day 27 by PCR and on day 28 by cytological staining. By the day 33, the infection rate reached 20% and on day 53, 60%. Currently, the isolate is established in DH82 cells, with several passages reaching 90-100% of infected cells, within 7 to 10 days post inoculation. After sequencing, the amplicon was identical to other E. canis corresponding sequences available in the GenBank. DH82 infected cells were used to standardize an IFAT for the diagnosis of canine ehrlichiosis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Desenvolvimento biológico de Angiostrongylus vasorum (Baillet) Kamensnky (Nematoda, Angiostrongylidae) em Subulina octona Bruguière (Molusca, Subulinidae) em condições de laboratório/ Biological development of Angiostrongylus vasorum (Baillet) Ka-mensky (Nematoda, Metastrongylidae) in Subulina octona Bruguiere (Mollusca, Subulinidae) in laboratory conditions

Bessa, Elisabeth Cristina de Almeida; Lima, Walter dos Santos; Daemon, Erik; Cury, Márcia Cristina; Araújo, José Luiz de Barros
2000-03-01

Resumo em inglês With the purpose of investigating the biological aspects of Angiostrongylus vasorum (Baillet, 1866) Kamensky, 1905 in Subulina octona Bruguiere, 1789 experimental infections were carried out with the exposure of 90 adult molluscs to 155 L1 of the parasite/mollusc during 24 hours. The intramollus-can larval development was checked out daily through the chemical digestion of four infected molluscs and one molluscs from the control group during 21 days after infection. Until (mais) the 6th day post-infection, only Li of the parasite has been observed. On the 7th day; the presence of L2 was detected and from the 13th day on, L3 of A. vasorum also appeared. By means of larval morphometry, it has been observed that, Li had na average size of 335 x 14,5 um whereas L2 had an average size of 440,7 x 33,9 um on the 7th day ofter infection, reaching a, aximal diameter of 41,8 um on the 12th day after infections. The L3 had an average size of 472,4 x 38,7 um on the 13th day day and on the 21st' day after infection the measure was 551,3 x 27,6 um. In order to verify the infectivity of L3, from 5. octona to the definitive host, infection of a dog was undertaken by means of ingestion of tritured molluscs. On the 49th day post-infection, Li was found in the feaces of the dog and at necropsy on the 84th day post-infection adults worms were found in the lungs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Criopreservação de formas de cultura do Trypanosoma cruzi/ Cryopreservation of Trypanosoma cruzi culture form

Galvão, Lúcia Maria C.; Brener, Zigman
1981-09-01

Resumo em português Formas de cultura de diferentes cepas do T.cruzi foram submetidas a vários processos de criopreservação. As percentagens de recuperação, avaliadas pela motilidade dos parasitas, foram consideradas como adequadas com algumas das técnicas empregadas, variando entre 60 a 80%. A estabilidade das características biológicas do material criopreservado foi investigada através do estudo das curvas de crescimento e diferenciação em meio acelular, infectividade para celul (mais) as de cultura de tecido ("Vero"), diferenciação intracelular em cultura de tecido assim como infectividade e curso da infecção em animais de laboratório. De um modo geral essas características nao foram significativamente alteradas no material congelado e estocado por diferentes períodos de tempo. Resumo em inglês A systematic study of the cryopreservation of T. cruzi culture forms was per formed using different parasite strains and freezing methods. The recovery rates with some of the methods as evaluated by motility of the thawed parasites were fairly high (60-80%). The following aspects have been used to investigate the stability of the parasites' biological characteristics atter cryopreservation: growth and differentiation in acelular medium, infectivity to tissue culture "Vero (mais) " cells, intracellular differentiation and infectivity to animals. Those characteristics had not been significantly changed by the cryopreservation procedures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Criação de caramujos infectados para obtenção em massa de cercárias e esquistossômulos/ Rearing of infected snails for mass production of cercariae and schistossomula

Souza, Cecília Pereira de; Gazzinelli, Giovanni; Araújo, Neusa; Cruz, Otávio Francisco Rosa; Silva, Carlos Rubens Teixeira da
1985-03-01

Resumo em português O sistema por nós utilizado para manutenção de moluscos infectados, Biomphalaria glabrata, capaz de produzir de 1-2 milhões de cercárias por semana, foi analisado quantitativamente. A produção média foi da ordem de 3.500 cercárias/molusco, com diminuição acentuada nos meses de novembro e dezembro de 1982 e 1983, relacionada com picos de elevação de temperatura e com a presença de rotíferos nos aquários. Para uma produção mensal em 1982 e 1983 de 5,3 e 6, (mais) 5 milhões de cercárias, respectivamente, foram exposto à luz mensalmente cerca de 1.557 e 1.957 moluscos infectados. Esta produção exigiu uma infecção mensal de cerca de 2.000 moluscos com uma taxa de positividade de cerca de 60%. A produção por molusco foi máxima (mais de 6.000 cercárias/molusco) no período entre 56-70 dias após infecção pelo miracídio, quando, entretanto, a mortalidade atingida cerca de 90% dos caramujos. As cercárias produzidas, quando trasnformadas in vitro, renderam cerca de 55% de esquistossômulos com uma contaminação por caudas da ordem de 7%. Quando liofilizadas produziram 50,9 ± 6.3µg, de peso seco por 1.000 cercárias. Resumo em inglês A routine to maintain infected snails Biomphalaria glabrata able to produce 1-2 million cercariae per week and a mean shedding of about 3,500 cercariae per snail was quantitatively described. To a monthly production of about 5.3 and 6.5 million cercariae during the years of 1982 and 1983 it was necessary to expose an average of 1,557 and 1,957 snails, respectively. The efficiency described was maintained by infecting 2,000 snails per month (infectivity index of about 60%) (mais) . A maximal production of 6,000 cercariae/snail was obtained in the period between 56-70 days after the snail infection by miracidia. By this period, however, 90% of the infected snails were dead. In the summer of 1982-1983 it was observed an impairment on the daily cercarial harvests which was related to ambient temperature increase, and the presence of rotifers in the aquaria water. When the cercariae were transformed into schistosomula in vitro, a yield of 55% schistosomula was obtained, with 7% of tail contamination. Lyophilization of cercariae produced 50.9 ± 63 g dry weight per 1,000 cercariae.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Características biológicas e morfológicas de cepas brasileiras de Schistosoma mansoni em Mus musculus/ Parasitological and morphological characteristics of Brazilian strains of Schistosoma mansoni in Mus musculus

Martinez, Elaine Machado; Neves, Renata Heisler; Oliveira, Regina Maria Figueiredo de; Machado-Silva, José Roberto; Rey, Luís
2003-10-01

Resumo em português A fim de verificar diferenças biológicas e morfológicas entre cepas brasileiras (CMO, CM e BE) de Schistosoma mansoni foram estudados os seguintes parâmetros: período pré-patente, cinética de eliminação de ovos nas fezes, contagem de ovos no intestino, infectividade e as características fenotípicas dos vermes adultos. O período pré-patente foi de 42 a 44 dias. A recuperação de vermes adultos variou de 26% a 29%, sem diferenças significativas (p>0,05) neste (mais) s parâmetros. Todas as cepas apresentaram maior quantidade de ovos no intestino delgado do que no grosso (p Resumo em inglês Aiming to determine parasitological and morphological differences between Brazilian strains (CMO, CM and BE) of Schistosoma mansoni the following parameters were studied: prepatent period, kinetics of egg releasing in feces, intestinal oogram, infectivity and the morphology of adult worms. No statistical difference (p>0.05) was found regarding the mean prepatent period (44 and 46 days) and infectivity (26% and 29%). All strains showed a higher concentration of trapped egg (mais) s in the small intestine than large intestine (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Caracterização biológica de clones das cepas Y, CL e MR de Trypanosoma cruzi em camundongos C3H isogênicos/ Biological characterization of Trypanosoma cruzi clones from Y, CL and MR strains in C3H inbred mice

Araújo, S. Marques de; Chiari, E.
1988-06-01

Resumo em português Dez clones isolados das cepas Y, CL e MR foram caracterizados segundo infectividade das culturas, curvas de parasitemia, polimorfismo e mortalidade em camundongos C3H isogênicos. Entra os clones das cepas Y e CL foram encontradas diferenças intragrupos bastante significativas. Os clones da cepa MR apresentaram maior homogeneidade. Estes resultados indicam que as cepas do T. cruzi podem apresentar diferentes graus de heterogeneidade. Também sugerem que as condições ut (mais) ilizadas para a manutenção de cepas de T. cruzi podem resultar em vantagens seletivas para algumas subpopulações, podendo uma cepa ser o resultado da interação destas subpopulações (clones) selecionadas após alguns anos de manutenção em laboratório. Resumo em inglês Ten clones of Trypanosoma cruzi isolated from Y, CL and MR strains were studied. The infectivity of culture forms, parasitemia pattern, polymorphism and mortality were studied in C3H inbred mice. Significant intra-group differences among Y and CL clones were found. MR clones showed higher homogeneity. These data indicate that T. cruzi strains can show different degrees of heterogeneity. It is suggested that conditions used to maintain T. cruzi strains may resuly in a selective advantage for some subpopulations (clones) after many years laboratory maintenance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Caracterização biológica comparativa das cepas Berenice e Berenice-78 de Trypanosoma cruzi isoladas da mesma paciente em diferentes períodos/ Comparative biological characterization of Berenice and Berenice-78 strains of Trypanosoma cruzi isolated from the same patient in different periods

Lana, M.; Chiari, Cléa de Andrade
1986-09-01

Resumo em português A amostra Berenice-78 de T. cruzi recém-isolada apresentou características bem distintas da cepa Berenice isolada há 16 anos da mesma paciente. Foram verificadas sua alta infectividade e baixa virulência para camundongos C3H isogênicos que sobreviveram à fase aguda da infecção. Os parasitas desta cepa apresentaram tropismo para os músculos esquelético e cardíaco, ascensão gradual da parasitemia ao longo de 25 passagens sangüíneas sucessivas e estabilidade da (mais) curva de parasitemia. A cepa Berenice apresentou as mesmas características descritas por Brener, Chiari & Alvarenga (1974) em relação ao tropismo e padrão da curva de parasitemia, sendo no entanto demonstrado que sua virulência para camundongos albinos continua aumentando com o decorrer do tempo. Foram discutidas a possibilidade de reinfecção da paciente Berenice e a importância do conhecimento de amostras de T. cruzi de baixa virulência para animais de laboratório. Resumo em inglês The Berenice-78 strain of T. cruzi is very different from the Berenice strain isolated 16 years earlier from the same pacient. The authors verified is high infectivity and low virulence for C3H inbred mice that survived the acute phase of infection. In these animals, it was verified that the tropism of parasites was more accentuated for cardiac and skeletal musculature and the parasitaemic level progressively increased with sucessive blood passages with posterior stability.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Capacidade infectiva de fungos micorrízicos arbusculares em áreas reflorestadas após mineração de bauxita no Pará/ Infective capacity of arbuscular mycorrhizal fungi in reforested areas after bauxite mining in the Pará State, Brazil

Caproni, Ana Lucy; Franco, Avílio Antônio; Berbara, Ricardo Luis Louro; Granha, José Rodolfo Dantas de Oliveira; Ribeiro, Eliane Maria da Silva; Saggin Júnior, Orivaldo José
2003-08-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar a capacidade infectiva das espécies de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) e relacionála com o número mais provável (NMP) de propágulos infectivos e número de esporos extraídos diretamente do campo. Amostras de solo foram coletadas em áreas degradadas pela mineração de bauxita com cobertura de 2, 6, 12 e 16 anos após revegetação e em uma área de floresta primária, em Porto Trombetas, PA. Os esporos de FMA foram extr (mais) aídos e identificados taxonomicamente por suas características morfológicas. A maioria das espécies apresentou comportamento diferente nas áreas em estudo. Glomus macrocarpum foi a que apresentou infectividade mais rápida e alto potencial infectivo, nos solos das cinco áreas estudadas. Esta espécie também apresentou alto NMP de propágulos e alto número de esporos em todas as áreas estudadas. A capacidade infectiva das espécies não está relacionada com a densidade de propágulos. As espécies de FMA possuem diferentes graus de tolerância às condições de solo e se comportaram de maneira diferente de acordo com a idade da revegetação. Resumo em inglês The objective of this work was to evaluate the infective capacity of arbuscular mycorrhizal fungi (AMF) species and relate it to the most probable number (MPN) of infective propagules and number of spores extracted directly from the field. Soil samples were taken from areas degraded by bauxite mining, 2, 6, 12 and 16 years after reforestation and from an area of primary forest. The spores were extracted and morphologically identified. Most of the species had different beh (mais) avior for the areas of study. Glomus macrocarpum showed fast infectivity in soils with high infective potential, independently of the soil origin. This species also showed high MPN values of infective propagules and high number of spores in all areas. The infective capacity of the species did not relate to the density of infective propagules. AMF species have different degrees of tolerance to the soil conditions and they behaved in different ways, according to the age of the revegetation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Biodemas de cepas do Trypanosoma cruzi isoladas de humanos de três áreas endêmicas de Minas Gerais/ Biodemes of Trypanosoma cruzi strains isolated from humans from three endemic areas in Minas Gerais State

Devera, Rodolfo; Illarramendi, Ximena; Montoya-Araújo, Roberto; Pirmez, Claude; Fernandes, Octavio; Coura, José Rodrigues
2002-08-01

Resumo em português Com o objetivo de estudar o comportamento biológico de cepas do T. cruzi e determinar a possível relação entre o biodema da cepa e as formas clínicas da doença de Chagas, 14 cepas do protozoário isoladas de humanos, procedentes de Pains, Iguatama e Berilo, foram avaliadas. Para estudar o comportamento biológico das cepas, grupos de camundongos albinos suíços, machos, pesando entre 10-15 gramas foram infectados com 1x10(4) tripomastigotas sangüíneos para avalia (mais) ção da infectividade, parasitemia, morfologia dos tripomastigotas sangüíneos, virulência e distribuição do protozoário nos tecidos. Nove cepas apresentaram comportamento similar ao da cepa São Felipe do biodema II e cinco se caracterizaram como pertencentes ao biodema III. Não foi possível estabelecer uma relação entre o biodema da cepa e gravidade da doença nos pacientes. Resumo em inglês In order to study the biological behavior of T. cruzi strains and to determine a putative association between their biodeme and the clinical forms of Chagas disease, 14 strains isolated from humans were evaluated. The individuals were from the municipalities of Pains, Iguatama and Berilo (Minas Gerais State). The biological behavior was evaluated in albino swiss mice, weighing 10 to 15 grams, which were infected with 1x10(4) blood tripomastigotes. The infectivity, parasit (mais) emia, tripomastigote morphology, virulence and the tissue distribution of the protozoan were analyzed. A behavior similar to biodeme II (São Felipe strain) was observed in 9 strains, while 5 stocks were characterized as belonging to biodeme III. It was not possible to establish a relationship between the biodeme strain and the severity of the disease in the patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Ação do oxigenio sob pressão sobre a ação patogenica dos germens anaerobios

Pacheco, Genesio; Costa, Gobert Araujo
1940-01-01

Resumo em português 1) O² sob pressão reduz a patogenia de bactérias anaerobias. 2) Esta ação do O² aumenta com o prolongamento da exposição das suspensões bacterianas ao gaz. 3) A redução decorre da morte da maioria das bactérias submetidas á ação do O². Resumo em inglês 1) O² under pressure reduces the infectiosity of anaerobic bacteria. 2) This action of O² is increased with the lengthening of the time of exposure of the bacterial suspensions to the gas. 30 The reduction in infectivity is due to the death of the greater part of the bacteria submitted to the action of the O².

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Adjuvantes e herbicidas e a infectividade de Fusarium graminearum, agente potencial de biocontrole de Egeria densa e Egeria najas/ Adjuvants and herbicides and the infectivity of Fusarium graminearum, a potential biocontrol agent of Egeria densa and Egeria najas

Borges Neto, C.R.; Pitelli, R.A.
2004-03-01

Resumo em português Foram estudados os efeitos da adição de adjuvantes e a associação com herbicidas na infectividade do fungo dentro do patossistema Fusarium graminearum x Egeria spp. Foram utilizadas plantas sadias de Egeria densa e E. najas inoculadas com uma suspensão de arroz moído colonizado por F. graminearum, na concentração de 0,7 g L-1. Os tubos de ensaio contendo as plantas imersas na referida suspensão foram mantidos em incubadora à temperatura de 25 ºC e fotoperíodo (mais) de 12 horas diárias de luz, por oito dias, durante os quais foram avaliados os sintomas nas plantas a cada dois dias e o crescimento destas através do incremento de matéria fresca ao final do experimento. O efeito de 14 adjuvantes e 6 herbicidas, adicionados à suspensão de inóculo, sobre a ação de F. graminearum em E. densa e E. najas foi avaliado. De modo geral, os adjuvantes melhoraram a eficiência do bioerbicida e a associação herbicida + fungo proporcionou maior severidade de doença e controle do crescimento das plantas. Resumo em inglês The effects of adding adjuvants and their association with herbicides on fungus infectivity were studied in the Fusarium graminearum x Egeria spp. pathosystem. Healthy Egeria densa and E. naja plants were inoculated with suspension of ground rice with F. graminearum, at a concentration of 0.7 g L-1. The assay tubes with the plants immersed in the suspension were kept in the incubator at the temperature of 25 ºC and photoperiod of 12 hours daily, with plant symptoms being (mais) evaluated every two hours and plant growth monitored based on fresh matter increase at the end of the experiment. The effect of 14 adjuvants and 6 herbicides added to the inoculum on the action of F. graminearum against E. densa and E. najas was evaluated. In general, the adjuvants improved bioherbicide efficiency and the herbicide + fungus association increased disease severity and plant growth control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Achados fonoaudiológicos na hanseníase: considerações teóricas/ Speech-language findings on Hansen's disease: theoretical considerations

Quintas, Victor Gandra; Salles, Patrícia Vieira; Costa, Virgínia Cátia; Alvarenga, Elisa Andrade de; Miranda, Izabel Cristina Campolina; Attoni, Tiago Mendonça
2009-01-01

Resumo em português A hanseníase é uma doença que tem altos níveis de incidência no Brasil. De origem bacteriana crônica, com alta infectividade e baixa patogenicidade, tem como hospedeiro primário o homem e como agente etiológico o Mycobacterium leprae. O bacilo de Hansen, como também é conhecido o agente, se acumula principalmente na pele, nos nervos periféricos e pares cranianos, levando a diversas lesões cutâneas, também à perda da condução neural e, consequentemente, a (mais) severas alterações anatômicas e funcionais nas extremidades do corpo, como membros e região orofacial. De acordo com estas premissas, foi realizada uma revisão da literatura com intuito de mostrar a fisiopatologia da doença e sua classificação de acordo com as suas manifestações. Desta forma, a literatura, por intermédio de alguns estudos, mostrou que esta doença pode provocar alterações que comprometem significativamente a voz, a audição, os órgãos fonoarticulatórios e as funções estomatognáticas, tornando-se assim, de grande relevância à Fonoaudiologia. Resumo em inglês Hansen's disease is a malady that has high incidence levels in Brazil. It has a chronic bacterial origin, with high infectivity and low pathogenicity, having the man as its primary host, and the Mycobacterium leprae as its etiological agent. The Hansen's bacillus, as it is known, accumulates mainly in the skin, the peripheral nerves and the cranial nerves pairs, causing many skin lesions, as well as loss of neural conduction and, consequently, severe anatomical and functi (mais) onal changes in the ends of the body, such as members and the orofacial region. Based on these premisses, it was carried out a literature review in order to show the pathophysiology of the disease and its classification according to its manifestations. The literature review showed, through some studies, that the disease might cause alterations that significantly compromise the voice, the hearing, the phonoarticulatory organs, and the stomatognathic functions, thus becoming relevant to be studied in Speech-Language Pathology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)