Sample records for indoor air pollution
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 8 shown.



1

Poluição do ar interior provocada pelo fumo do cigarro em locais públicos de Portugal/ Indoor air pollution caused by cigarette smoke in public places in Portugal

Precioso, José; Lopez, Maria José; Calheiros, José M; Macedo, Manuel; Ariza, Carles; Sanchez, Francesca; Schiaffino, Anna; Fernández, Esteve; Nebot, Manel
2007-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Poucos têm sido os estudos para conhecer o grau de poluição pelo fumo do tabaco a que estão sujeitas as pessoas em vários lugares públicos e privados. O objectivo do estudo foi quantificar o nível de poluição do ar provocada pelo fumo do cigarro em locais de trabalho e de lazer. MÉTODOS: O estudo foi realizado no concelho de Braga, Portugal, em 2005. A medição dos teores de nicotina no ar interior foi realizada com monitores passivos contendo um filt (mais) ro de 37 mm de diâmetro tratado com bissulfato sódico no seu interior. Os monitores foram colocados em lugares públicos, de trabalho e de lazer, pré-definidos. Para cada um dos locais, calculou-se a mediana da nicotina. RESULTADOS: A presença de nicotina foi detectada em 85% das amostras. Foram encontrados valores elevados de contaminação do ar nas discotecas, com mediana de 82,26 µg/m³, variando entre os 5,79 e os 106,31 µg/m³.Os locais de trabalho da administração pública e da universidade apresentaram os valores mais baixos de nicotina. CONCLUSÕES: Os dados confirmam a necessidade de reforçar a implemen-tação e sobretudo, o cumprimento de políticas sem fumo nos locais de trabalho e de lazer, em benefício da saúde dos trabalhadores e como medida reforçadora de um ambiente que facilite aos fumadores o abandono do fumo do tabaco. Resumo em inglês OBJECTIVE: There have been few studies investigating the level of cigarette smoke pollution to which people in several public and private places are exposed. The purpose of this study was to quantify the level of air pollution produced by cigarette smoking in workplaces and leisure settings. METHODS: The study was carried out in Braga, Portugal, in 2005. Nicotine content in indoor air was measured using passive monitors containing a 37-mm diameter filter inside treated wi (mais) th sodium bisulphate. The monitors were installed in predefined public workplaces and leisure settings. Median nicotine content was estimated for each place studied. RESULTS: Nicotine was detected in 85% of the samples. Extremely high air contamination levels were found in discos with a median of 82.26 µg/m³, ranging between 5.79 and 106.31 µg/m³. Workplaces of public administration and university buildings showed the lowest nicotine content. CONCLUSIONS: The study findings confirm the need to promote the implementation of smoke-free policies in workplaces and leisure settings to protect workers' health and as a reinforcing measure of an environment which facilitates smokers to quit smoking.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Poluição do ar interior provocada pelo fumo do cigarro em locais públicos de Portugal/ Indoor air pollution caused by cigarette smoke in public places in Portugal

Precioso, José; Lopez, Maria José; Calheiros, José M; Macedo, Manuel; Ariza, Carles; Sanchez, Francesca; Schiaffino, Anna; Fernández, Esteve; Nebot, Manel
2007-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Poucos têm sido os estudos para conhecer o grau de poluição pelo fumo do tabaco a que estão sujeitas as pessoas em vários lugares públicos e privados. O objectivo do estudo foi quantificar o nível de poluição do ar provocada pelo fumo do cigarro em locais de trabalho e de lazer. MÉTODOS: O estudo foi realizado no concelho de Braga, Portugal, em 2005. A medição dos teores de nicotina no ar interior foi realizada com monitores passivos contendo um filt (mais) ro de 37 mm de diâmetro tratado com bissulfato sódico no seu interior. Os monitores foram colocados em lugares públicos, de trabalho e de lazer, pré-definidos. Para cada um dos locais, calculou-se a mediana da nicotina. RESULTADOS: A presença de nicotina foi detectada em 85% das amostras. Foram encontrados valores elevados de contaminação do ar nas discotecas, com mediana de 82,26 µg/m³, variando entre os 5,79 e os 106,31 µg/m³.Os locais de trabalho da administração pública e da universidade apresentaram os valores mais baixos de nicotina. CONCLUSÕES: Os dados confirmam a necessidade de reforçar a implemen-tação e sobretudo, o cumprimento de políticas sem fumo nos locais de trabalho e de lazer, em benefício da saúde dos trabalhadores e como medida reforçadora de um ambiente que facilite aos fumadores o abandono do fumo do tabaco. Resumo em inglês OBJECTIVE: There have been few studies investigating the level of cigarette smoke pollution to which people in several public and private places are exposed. The purpose of this study was to quantify the level of air pollution produced by cigarette smoking in workplaces and leisure settings. METHODS: The study was carried out in Braga, Portugal, in 2005. Nicotine content in indoor air was measured using passive monitors containing a 37-mm diameter filter inside treated wi (mais) th sodium bisulphate. The monitors were installed in predefined public workplaces and leisure settings. Median nicotine content was estimated for each place studied. RESULTS: Nicotine was detected in 85% of the samples. Extremely high air contamination levels were found in discos with a median of 82.26 µg/m³, ranging between 5.79 and 106.31 µg/m³. Workplaces of public administration and university buildings showed the lowest nicotine content. CONCLUSIONS: The study findings confirm the need to promote the implementation of smoke-free policies in workplaces and leisure settings to protect workers' health and as a reinforcing measure of an environment which facilitates smokers to quit smoking.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Poluição química relacionada ao ar de interiores no Brasil/ Chemical pollution related to the indoor air in Brazil

Gioda, Adriana; Aquino Neto, Francisco Radler de
2003-05-01

Resumo em inglês During the last two decades there has been increasing concern within the scientific community related to the effects of indoor air quality on health. Changes in building design devised to improve energy efficiency and new synthetic building materials have contributed to increase pollutant concentrations. These factors have generated poor air quality and caused the development of a lot of symptoms known as Sick Building Syndrome (SBS). In Brazil, there are few studies in t (mais) his area, collected in this review to support researches and awareness of the need to adopt preventive measures to reach a better quality for the Indoor Environment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Ambiente e pulmão/ Environment and lung

GOMES, MARIA JOÃO MARQUES
2002-09-01

Resumo em português Resumo: O organismo humano está exposto às mais diversas agressões do ambiente; acidentes, agressões físicas, químicas e microbiológicas constituem um permanente risco para o organismo. O aparelho respiratório está particularmente exposto às agressões do ambiente e é freqüentemente sede de alterações de maior ou menor intensidade e gravidade. Revêem-se neste trabalho os efeitos da poluição atmosférica sobre o aparelho respiratório. Definem-se poluiçã (mais) o atmosférica, poluição do exterior e dos interiores e poluição primária e secundária. Revêem-se sumariamente os mecanismos de defesa do aparelho respiratório e descrevem-se as ações deletérias dos diferentes poluentes atmosféricos para as vias aéreas: SO2, NO2, CO, O3, aerossóis e partículas. Destaca-se a ação do fumo do tabaco atendendo à sua importância para a saúde. Termina-se tecendo alguns comentários sobre a intervenção que a pneumologia e os pneumologistas devem ter nesta área, chamando a atenção para a comunidade e para as autoridades, para os riscos da poluição para a saúde em geral e, em particular, para o aparelho respiratório. Resumo em inglês The human body is exposed to different environmental aggressions; accidents, physical, chemical, and microbiological agents are a permanent risk. The respiratory system is particularly exposed to environmental aggressions and is frequently ground of alterations with greater or lesser intensity and danger. The authors review the consequences of air pollution on the respiratory system. They define air pollution, indoor and outdoor pollution, and primary and secondary pollut (mais) ion. They briefly review respiratory system defense mechanisms and describe harmful actions of different air pollutants to airways: SO2, NO2, CO, O3, aerosols and particles. They point to the consequences of tobacco smoking due to its importance to health. They conclude with comments on the intervention that Pneumology and Pneumologists should have in this matter, drawing the attention of the community and authorities to the risks of pollution to health in general and to the respiratory system in particular.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Questões metodológicas para a investigação dos efeitos da poluição do ar na saúde/ Methodological issues of the research on the health effects of air pollution

Castro, Hermano Albuquerque de; Gouveia, Nelson; Escamilla-Cejudo, José A.
2003-06-01

Resumo em português Junto com o processo de urbanização e o crescimento das cidades tem havido também um aumento da contaminação do meio ambiente e, entre outros agravos, a poluição do ar tem tido posição de destaque, visto atingir grandes parcelas da população e possuir diversos efeitos na saúde que vêm sendo estudados em maior profundidade nos últimos anos. Este artigo discute algumas questões metodológicas envolvidas na avaliação dos efeitos na saúde associados à polui (mais) ção do ar. A primeira questão que se coloca é a dos indicadores epidemiológicos em saúde ambiental. Esses indicadores podem ser vistos como medidas que sumarizam alguns aspectos da relação entre saúde e meio ambiente. A metodologia de indicadores proposta pela Organização Mundial de Saúde para o desenvolvimento de ações de saúde ambiental vem sendo aplicada em nosso meio no que diz respeito à qualidade do ar. Um segundo aspecto refere-se à avaliação da exposição à poluição do ar, talvez o aspecto mais difícil nos estudos nesta área. Questões acerca dos diferentes microambientes (externos e internos) são relevantes e devem, sempre que possível, ser levados em conta de maneira a minimizar as fontes de erro em relação à correta exposição à qual os indivíduos estão expostos. Por último, é apresentada uma breve discussão dos principais tipos de estudos epidemiológicos utilizados para examinar a associação entre a exposição à poluição do ar e os efeitos na saúde. As vantagens e desvantagens dos diversos tipos de estudos e suas principais aplicações são discutidas à luz da metodologia epidemiológica. Enfatizamos que estas não são as únicas questões relevantes quando se procura avaliar os efeitos deletérios da poluição do ar, mas representam algumas das mais importantes. Todavia, para que sejam construídas políticas de saúde ambiental coerentes e eficazes, é preciso realizar estudos bem delineados sobre a relação entre poluição do ar e saúde, levando-se em conta essas questões. Desse modo, pode-se garantir uma melhor qualidade na informação que será utilizada pelos gestores que implementarão essas políticas. Resumo em inglês Urbanization and the growth of cities have contributed to increase the load of contaminants in the environment. Among contaminants, air pollutants remain a major cause of concern due to their capacity to affect large populations and the fact that several adverse health effects associated with exposure to air pollution have been described in the past few years. This article reviews and discusses some methodological issues involved in the assessment of these health effects. (mais) The first issue relates to environmental health indicators (EHI). These indicators can be seen as measures that summarize aspects of the relationship between health and the environment. The EHI methodology proposed by the World Health Organisation for the development of environmental health actions has been applied in the area of air quality. A second aspect relates to the assessment of exposure to air pollution. This is perhaps the most difficult task for studies in this area. Issues concerning different microenvironments (indoor and outdoor) are relevant and should be taken in to account in order to minimize the errors associated with the correct assessment of exposure to air pollutants. Lastly, a brief discussion of the main epidemiological study designs used to examine the association between air pollution and health effects is presented. The advantages and disadvantages of the main study types and their main applications are discussed. These are not the only essential issues when studying the deleterious health effects of air pollution on health. However, in order to have sound environmental health policies one needs well designed and conducted epidemiological studies taking in to account these main issues. In this manner, better information will be available to those involved in the decision-making process regarding air quality in our cities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Questões metodológicas para a investigação dos efeitos da poluição do ar na saúde/ Methodological issues of the research on the health effects of air pollution

Castro, Hermano Albuquerque de; Gouveia, Nelson; Escamilla-Cejudo, José A.
2003-06-01

Resumo em português Junto com o processo de urbanização e o crescimento das cidades tem havido também um aumento da contaminação do meio ambiente e, entre outros agravos, a poluição do ar tem tido posição de destaque, visto atingir grandes parcelas da população e possuir diversos efeitos na saúde que vêm sendo estudados em maior profundidade nos últimos anos. Este artigo discute algumas questões metodológicas envolvidas na avaliação dos efeitos na saúde associados à polui (mais) ção do ar. A primeira questão que se coloca é a dos indicadores epidemiológicos em saúde ambiental. Esses indicadores podem ser vistos como medidas que sumarizam alguns aspectos da relação entre saúde e meio ambiente. A metodologia de indicadores proposta pela Organização Mundial de Saúde para o desenvolvimento de ações de saúde ambiental vem sendo aplicada em nosso meio no que diz respeito à qualidade do ar. Um segundo aspecto refere-se à avaliação da exposição à poluição do ar, talvez o aspecto mais difícil nos estudos nesta área. Questões acerca dos diferentes microambientes (externos e internos) são relevantes e devem, sempre que possível, ser levados em conta de maneira a minimizar as fontes de erro em relação à correta exposição à qual os indivíduos estão expostos. Por último, é apresentada uma breve discussão dos principais tipos de estudos epidemiológicos utilizados para examinar a associação entre a exposição à poluição do ar e os efeitos na saúde. As vantagens e desvantagens dos diversos tipos de estudos e suas principais aplicações são discutidas à luz da metodologia epidemiológica. Enfatizamos que estas não são as únicas questões relevantes quando se procura avaliar os efeitos deletérios da poluição do ar, mas representam algumas das mais importantes. Todavia, para que sejam construídas políticas de saúde ambiental coerentes e eficazes, é preciso realizar estudos bem delineados sobre a relação entre poluição do ar e saúde, levando-se em conta essas questões. Desse modo, pode-se garantir uma melhor qualidade na informação que será utilizada pelos gestores que implementarão essas políticas. Resumo em inglês Urbanization and the growth of cities have contributed to increase the load of contaminants in the environment. Among contaminants, air pollutants remain a major cause of concern due to their capacity to affect large populations and the fact that several adverse health effects associated with exposure to air pollution have been described in the past few years. This article reviews and discusses some methodological issues involved in the assessment of these health effects. (mais) The first issue relates to environmental health indicators (EHI). These indicators can be seen as measures that summarize aspects of the relationship between health and the environment. The EHI methodology proposed by the World Health Organisation for the development of environmental health actions has been applied in the area of air quality. A second aspect relates to the assessment of exposure to air pollution. This is perhaps the most difficult task for studies in this area. Issues concerning different microenvironments (indoor and outdoor) are relevant and should be taken in to account in order to minimize the errors associated with the correct assessment of exposure to air pollutants. Lastly, a brief discussion of the main epidemiological study designs used to examine the association between air pollution and health effects is presented. The advantages and disadvantages of the main study types and their main applications are discussed. These are not the only essential issues when studying the deleterious health effects of air pollution on health. However, in order to have sound environmental health policies one needs well designed and conducted epidemiological studies taking in to account these main issues. In this manner, better information will be available to those involved in the decision-making process regarding air quality in our cities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

A ventilação e a fumaça ambiental de cigarros/ Ventilation and environmental tobacco smoke

Seelig, Marina Fonseca; Campos, Cláudia Rejane Jacondino de; Carvalho, Jonas da Costa
2005-12-01

Resumo em português A fumaça ambiental de cigarros (FAC) é uma das principais contribuintes para o aumento da concentração e da exposição a partículas em ambientes fechados. É comprovado que muitos de seus compostos químicos são tóxicos ou cancerígenos e que sua inalação pode causar vários danos à saúde. Embora, salvo em áreas especificadas, proibido por lei, o fumo em recintos coletivos é comum no Brasil e, na maioria dos casos, as áreas destinadas a ele, quando existent (mais) es, não são devidamente isoladas, prejudicando os não-fumantes. A indústria do tabaco e a da hospitalidade vendem a ventilação como a solução desse problema, mas estudos indicam que ela não o é. Este artigo aborda a problemática da exposição à FAC por seus aspectos ligados à saúde e à poluição. Resumo em inglês Environmental tobacco smoke (ETS) is a major contributor to indoor air concentrations and exposure to particles. It's known that many of its chemical compounds are toxic or carcinogens and its inhalation may cause many health injuries. Although, except in specified areas, forbidden by law, smoking in collective places is a common activity in Brazil, and, in most of the cases, specified areas, when existing, are not propriety isolated, injuring nonsmokers. Tobacco and hosp (mais) itality industries maintain ventilation as a solution for this problem, but studies indicate that it is not the appropriate solution. This article approaches the ETS exposure problem through health and pollution implications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

A ventilação e a fumaça ambiental de cigarros/ Ventilation and environmental tobacco smoke

Seelig, Marina Fonseca; Campos, Cláudia Rejane Jacondino de; Carvalho, Jonas da Costa
2005-12-01

Resumo em português A fumaça ambiental de cigarros (FAC) é uma das principais contribuintes para o aumento da concentração e da exposição a partículas em ambientes fechados. É comprovado que muitos de seus compostos químicos são tóxicos ou cancerígenos e que sua inalação pode causar vários danos à saúde. Embora, salvo em áreas especificadas, proibido por lei, o fumo em recintos coletivos é comum no Brasil e, na maioria dos casos, as áreas destinadas a ele, quando existent (mais) es, não são devidamente isoladas, prejudicando os não-fumantes. A indústria do tabaco e a da hospitalidade vendem a ventilação como a solução desse problema, mas estudos indicam que ela não o é. Este artigo aborda a problemática da exposição à FAC por seus aspectos ligados à saúde e à poluição. Resumo em inglês Environmental tobacco smoke (ETS) is a major contributor to indoor air concentrations and exposure to particles. It's known that many of its chemical compounds are toxic or carcinogens and its inhalation may cause many health injuries. Although, except in specified areas, forbidden by law, smoking in collective places is a common activity in Brazil, and, in most of the cases, specified areas, when existing, are not propriety isolated, injuring nonsmokers. Tobacco and hosp (mais) itality industries maintain ventilation as a solution for this problem, but studies indicate that it is not the appropriate solution. This article approaches the ETS exposure problem through health and pollution implications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)