Sample records for immunotherapy
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 16 shown.



1

Imunoterapia tópica no tratamento do carcinoma basocelular periocular/ Topical immunotherapy for the treatment of periocular basal cell carcinoma

Macedo, Erick Marcet Santiago de; Carneiro, Rachel Camargo; Matayoshi, Suzana
2009-12-01

Resumo em português Os autores descrevem um paciente com carcinoma basocelular nodular em canto medial tratado com imiquimode creme 5%. A avaliação patológica de uma biópsia incisional realizada 12 semanas após o tratamento revelou a total resolução da lesão. Embora a cirurgia permaneça como tratamento de primeira escolha, a imunoterapia com imiquimode creme 5% surge como uma opção terapêutica válida para o tratamento ambulatorial do carcinoma basocelular periocular. Resumo em inglês The authors describe a patient with a medial canthal nodular basal cell carcinoma treated with Imiquimod 5% cream. Pathologic evaluation of an incisional biopsy performed 12 weeks after treatment revealed complete resolution of local disease. Although the treatment of choice continues to be surgery, topical immunotherapy with imiquimod 5% cream is an emerging therapeutic option suitable for the outpatient treatment of periocular basal cell carcinoma.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Repercussão da imunoterapia específica na população T1 e T2 de linfócitos periféricos em doentes atópicos/ Specific immunotherapy effect on peripheral blood T1/T2 lymphocytes in atopic patients

Rebordão, Manuela; Delgado, Luís; Pinto, Helena; Remédios, Augusto; Taborda-Barata, L
2006-03-01

Resumo em português A coordenação das características humorais e celulares da resposta alérgica, sabe-se hoje, está dependente da regulação por linfócitos T. As vacinas de alergénios são uma terapêutica que consegue modular a resposta das células T, e cujos mecanismos imunológicos permanecem incompletamente esclarecidos. Objectivo: Avaliar o efeito da imunoterapia, após um ano de tratamento, na expressão de citocinas de perfil T1 e T2 em linfócitos de sangue periférico de do (mais) entes atópicos. Material e métodos: Estudaram-se dez doentes atópicos sensibilizados a aeroalergénios comuns a fazerem vacinas de alergénios num período médio de um ano. Dentre estes, seis foram estudados antes e após a vacina. Como controlo estudou-se um grupo atópico sem imunoterapia constituído por 14 doentes também sensibilizados a aeroalergénios comuns e um grupo de indivíduos não atópicos, saudáveis, constituído por 7 elementos. A activação dos linfócitos T fez-se com PMA, ionomicina e brefeldina e estudaram-se as citocinas intracitoplasmáticas IFN-g, IL-4, IL-5 e IL-10 por citometria de fluxo. Procedeu-se a análise estatística por testes não paramétricos (Teste de Mann-Whitney U e Wilcoxon), considerando-se significativo p£0,05. Resultados: A expressão de IL-4 e IL-5 nas células T, caracteristicamente aumentada nos doentes atópicos, respectivamente 13,8 (3,1-31,8) e 6,7% (1,0-20,4), é significativamente mais baixa no grupo que realizou a imunoterapia [5,4 (2,9-15,6) p= 0,007 e 2,1% (0,6-4,8) p=0,035] não diferindo do grupo controlo não atópico [5,1 (4,1-6,9) e 1,0 (0,4-2,1)]. Os níveis de IFN-g não variaram significativamente entre os três grupos estudados, mas a razão IFN-g//IL-4 nos linfócitos T CD4 aumentou significativamente nos doentes submetidos a imunoterapia. Por outro lado, houve um aumento da expressão de IL-10 nas células T circulantes do grupo sob imunoterapia, comparativamente a controlos não atópicos [1,9 (1,0-4,9) versus 1,4% (0,9-1,4) p=0,02], sendo mais evidente nos linfócitos T CD8. A IL-10 correlacionou-se de forma significativa com todas as citocinas de perfil T2 (IL-4 e IL-5) e com o fenótipo Tc2. Conclusão: Após um ano de imunoterapia, a resposta das células T do sangue periférico a uma estimulação policlonal evidenciou uma diminuição da expressão das citocinas (IL-4 e IL-5), caracteristicamente aumentadas na doença alérgica. O aumento da IL-10, que também verificámos, sugere a existência de uma população reguladora de perfil T2, sendo mais evidente nos linfócitos T CD8. Resumo em inglês Allergen-specific immunotherapy has been used for successful treatment of atopic diseases. They may act by modifying the patterns of cytokines produced by T cells. However, the precise mechanism by which it accomplishes these effects is still incompletely understood. Objective: To evaluate the effect of one year immunotherapy on cytokines profiles T1 and T2 of peripheral blood lymphocytes in atopic patients. Methods: We studied 10 atopic patients sensitised to common envi (mais) ronmental allergens receiving immunotherapy over one year mean period. Six of these patients were studied before and after immunotherapy. Fourteen atopic patients untreated and 7 non-atopic subjects were used as control groups. Intracellular cytokine production (IFN-g; IL-4; IL-5; IL-10) was determined by flow cytometry following stimulation with phorbol myristate acetate (PMA), ionomycin and brefeldin. Mann-Whitney U and Wilcoxon non-parametric tests were utilized for the statistical analysis. Results: The expression of IL-4 and IL-5 in T cells, characteristically increased in atopic patients, respectively 13.8 (3.1 31.8) and 6.7% (1.0 -20.4), was significantly lower in the immunotherapy group [5.4 (2.9 -15.6) p=0.007 and 2.1% (0,6 4.8) p=0.035] and similar in the non-atopic control group. The levels of IFN-g did not differ between the studied groups but the ratio IFN-g / IL-4 produced by CD4+ T lymphocytes increased significantly in the patients receiving immunotherapy. In addition, there was an increase in the expression of IL-10 by T cells of the immunotherapy group compared to the non-atopic controls [1.9 (1.0 4.9) versus 1.4% (0.9 1.4) p=0.02], being more evident in CD8+ T lymphocytes. IL-10 correlated significantly with all the profile T2 cytokines (IL-4 and IL-5) and with the phenotype Tc2. Conclusion: After one year of immunotherapy the peripheral T cells response to a polyclonal stimulation revealed a reduction in IL-4 and IL-5 production, characteristically increased in atopic disease. The increase of IL-10 that we found in our study suggested the existence of a profile T2 regulatory population, more evident in CD8+T lymphocytes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Rinite alérgica e doenças associadas/ Allergic rhinitis and related diseases

Rodrigues, Cidália; Santis, Michele de; Arrobas, Ana Maria
2009-10-01

Resumo em português A prevalência das doenças alérgicas tem aumentado no seu global, nomeadamente a rinite alérgica. A interligação desta patologia com outras doenças alérgicas, nomeadamente a asma, torna imperativo o seu diagnóstico, bem como a identificação das comorbilidades e complicações associadas. A mais recente classificação da doença valoriza a duração da sintomatologia e a interferência na qualidade de vida. A estratégia terapêutica apresentada baseia-se em med (mais) idas de evicção, tratamento farmacológico, imunoterapia e em casos seleccionados para cirurgia. Relativamente ao tratamento farmacológico, deve ser feito por “degraus”, de acordo com a gravidade da doença. Resumo em inglês Allergic disease prevalence including allergic rhinitis has increased. It’s relationship with other allergic diseases including asthma makes imperative it’s diagnosis as well as co-morbidity identification and associated complications. The most recent classification of the disease highlights the duration of symptoms and it’s interference in the quality of life. The therapeutic strategy presented is based on eviction measures, pharmacological treatment, immunotherapy an (mais) d, in selected cases, surgery. Pharmacological treatment should be done by “steps” according to the severity of the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Síndrome de Guillain-Barré como complicação de amigdalite aguda/ Guillain-Barre syndrome as a complication of acute tonsillitis

Cecatto, Suzana B.; Garcia, Roberta I. D.; Costa, Kátia S.; Novais, Roberta A B.; Yoshimura, Ricardo; Rapoport, Priscila B.
2003-08-01

Resumo em português A Síndrome de Guillain-Barré é uma polirradiculoneuropatia aguda ou subaguda e geralmente ocorre após uma doença infecciosa ou algum procedimento cirúrgico. A patogênese não é bem conhecida, mas provavelmente apresenta uma base imunológica. O objetivo deste trabalho é relatar um caso de amigdalite aguda de má evolução complicada com a Síndrome de Guillain-Barré. Os autores salientam a raridade do caso, a concomitância do início da infecção aguda com a (mais) própria Síndrome e a evolução rápida para a falência respiratória que normalmente ocorre somente em 20% dos casos. O tratamento foi a imunoterapia com rápida recuperação do paciente. Resumo em inglês The Guillain-Barre Syndrome is an acute or subacute polyradiculoneuropathy that sometimes follows infective illness or surgical procedures. The precise mechanism is unclear, but the disorder probably has an immunological basis. The authors report a case in which acute tonsillitis was complicated with Guillain-Barre Syndrome. We emphasize the simultaneousness of the acute disease and the syndrome, with fast progression to respiratory arrest occuring only in 20% of cases. The treatment was the immunotherapy with prompt recovering of the patient.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Prevalência de sintomas respiratórios e condições clínicas associadas à asma em escolares de 6 a 14 anos no Rio de Janeiro/ Prevalence of respiratory synptoms and asthma in school children in Rio de Janeiro

TELDESCHI, ANDRÉA L. GUIMARÃES; SANT'ANNA, CLEMAX COUTO; AIRES, VERA LÚCIA T.
2002-03-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a prevalência de sintomas respiratórios e condições clínicas associadas à asma brônquica e broncoespasmo induzido por exercício (BIE) em duas populações de escolares de instituições públicas e privadas. MÉTODO: Realizado inquérito transversal em 2941 escolares de 6 a 14 anos, sendo 1591 da rede municipal pública (RPb) e 1350 da rede particular (RPt), matriculados nas classes de alfabetização e primeiro grau de escolas da zona oeste do R (mais) io de Janeiro. Para as entrevistas foi empregado o formulário "ATS-DLD-78-C" modificado. RESULTADO: Segundo a seqüência de perguntas do formulário, houve referência a chiado em 842 (28,6%) entrevistados; BIE em 684 (23,3%); internações hospitalares por problemas respiratórios em 342 (11,6%); uso prévio de broncodilatadores (BD) em 1072 (36,5%); bronquiolite em 40 (1,4%); pneumonia em 185 (6,3%); diagnóstico médico de asma brônquica em 779 (26,5%); rinite em 1088 (37%); atopia familiar em 1794 (61%) e imunoterapia em 577 (19,6%). A comparação estatística entre os dois grupos de escolas mostrou maior freqüência de BIE, hospitalização e pneumonia na RPb (26,3%, 15,9% e 7,2%, respectivamente). Na RPt foi maior a freqüência de história familiar de atopia e emprego de imunoterapia (63,7% e 23,6%, respectivamente). Aplicando-se a pontuação estabelecida pelo formulário, o diagnóstico de asma ocorreu em 638 (21,7%) escolares, sendo 55% da RPb e 45% da RPt. A distribuição dos casos de asma pelas escolas evidenciou que 354 (22%) eram da RPb e 284 (21%) da RPt (n.s.). CONCLUSÃO: A prevalência de asma foi elevada entre escolares da RPt e da RPb, sem diferença estatística entre ambas. Os quadros de BIE também foram muito prevalentes na amostra estudada, com maior freqüência na RPb. Resumo em inglês OBJECTIVE: We compared the prevalence of respiratory symptoms and clinical conditions associated to bronchial asthma and exercise-induced bronchospasm (EIB) in schoolchildren from public and private schools. METHODS: We conducted a cross-sectional questionnaire (ATS-DLD-78 C modified) survey in 2941 children 6-14 years of age attending public (n=1951) and private (n=1350) elementary and secondary schools in Rio de Janeiro. RESULTS: Wheezing was found in 842 (28.6%) studen (mais) ts; 684 students (23.3%) showed symptoms of EIB; 342 (11.6%) children related hospitalization owing to respiratory problems; previous use of bronchodilators (BD) was reported by 1072 (36.5%) children; bronchiolitis, pneumonia and rhinitis were observed in respectively 40 (1.4%), 185 (6.3%) and 1088 (37%) children. Family history of atopy and immunotherapy were related by 1794 (61%) and 577 (19.6%) students, respectively. Asthma diagnosed by a physician was observed in 779 (26.5%) children. Using questionnaire criteria we found 638 (21.7%) children with asthma; 354 in public and 284 in private schools. Data statistical analysis showed a higher frequency of EIB, hospitalization and pneumonia in students attending public schools (26.3%, 15.9% and 7.2%, respectively). Children in private schools showed a higher frequency of family history of atopy and immunotherapy (63.7% and 23.6%, respectively). CONCLUSIONS: We found a high prevalence of asthma among students of public and private elementary and secondary schools in Rio de Janeiro, without statistical differences between the two groups of children. Episodes of EIB were also highly prevalent in this study, with a higher frequency among students of public schools.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Pitiose/ Pythiosis

Leal, Alexandre Trindade; Leal, Adriana Bardemaker Monteiro; Flores, Eduardo Furtado; Santurio, Janio Morais
2001-08-01

Resumo em português A pitiose é uma enfermidade granulomatosa crônica, principalmente do tecido subcutâneo, causada pelo Oomiceto Pythium insidiosum que acomete humanos e animais. A espécie eqüina é a mais atingida, havendo vários relatos da doença no Brasil. A enfermidade destaca-se pela dificuldade de tratamento, representando um risco importante para a vida de animais e humanos afetados. O diagnóstico precoce e correto é fundamental para o sucesso da terapia. A dificuldade de tr (mais) atamento deve-se à ausência de drogas antifúngicas ativas contra o agente. Recentemente, a imunoterapia tem surgido como uma alternativa terapêutica potencial. Nesse artigo, os aspectos micológicos, epidemiológicos, clínicos e histopatológicos da pitiose nas diferentes espécies são revisados. As técnicas diagnósticas disponíveis e as perspectivas terapêuticas também são abordadas. Resumo em inglês Pythiosis is a chronic granulomatous disease, mainly of the subcutaneous tissue, caused by the Oomycete Pythium insidiosum. The disease affects humans and several domestic animal species, representing a potential hazard to human and animal health. Horses are the most affected species and equine pythiosis has been frequently described in Brazil. The disease is characterized by unresponsiveness to traditional therapies since anti-fungal drugs are not active against P. insid (mais) iosum. Recently, immunotherapy has emmerged as a promising therapy. An early and accurate diagnosis is pivotal towards a successfull treatment. This article reviews the main mycological, epidemiological clinical and pathological aspects of pythiosis in different species. The currently available diagnostic techniques and the therapeutical perspectives are also discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Resposta sorológica de coelhos imunizados com antígenos de Pythium insidiosum associados a diferentes adjuvantes/ Serological response in rabbits immunized with Pythium insidiosum antigens associated with different adjuvants

Leal, Alexandre Trindade; Santurio, Janio Morais; Leal, Adriana Bardemaker Monteiro; Pinto, Alexandre Machado; Griebeler, Josiane; Flores, Eduardo Furtado; Ferreiro, Laerte; Catto, João Batista
2002-12-01

Resumo em português O Pythium insidiosum é um fungo zoospórico que se desenvolve em locais alagadiços e que pode infectar humanos e animais, principalmente eqüinos. A infecção natural nesta espécie resulta em pitiose clínica, uma doença granulomatosa de difícil tratamento. Uma das opções terapêuticas é a imunoterapia com antígenos obtidos de culturas do agente. Com o objetivo de avaliar o efeito de adjuvantes na resposta sorológica a antígenos do P. insidiosum, 24 coelhos di (mais) vididos em 4 grupos foram imunizados com antígeno macerado de micélio (AMM) associado a três adjuvantes. Grupo I: hidróxido de alumínio; grupo II: adjuvante de Freund; grupo III: óleo mineral e grupo IV: água destilada -controle. Os tratamentos foram avaliados a diferentes intervalos, quanto à capacidade de induzir a produção de imunoglobulinas específicas da classe G, através da técnica de ELISA. Na fase 1, os animais receberam três doses do imunógeno (dias zero, 14 e 28) e foram avaliados sorologicamente nos dias 14, 21, 28 e 35. Nessa fase, os adjuvantes oleosos (GII e III) induziram níveis de anticorpos estatisticamente superiores aos induzidos nos grupos I e IV. Durante a fase 2 (dias 42 a 120), cada grupo foi subdividido em dois; sendo um subgrupo mantido em tratamento (imunizações adicionais nos dias 42, 56, 68 e 82) e o outro tendo o tratamento interrompido após a 3ª dose (dia 28). Nos subgrupos mantidos em tratamento, os níveis de anticorpos dos grupos imunizados com adjuvantes foram estatisticamente superiores aos induzidos no grupo GIV (controle). Nos coelhos com tratamento interrompido, os grupos I, II e III apresentaram manutenção nos níveis de IgG e foram estatisticamente superiores ao grupo controle, que apresentou declínio nos níveis de anticorpos. Os resultados demonstraram a capacidade dos adjuvantes testados em potencializar e prolongar a resposta humoral aos antígenos do P. insidiosum. O uso de adjuvantes associado aos atuais imunógenos pode aumentar os índices de cura em eqüinos submetidos à imunoterapia, assim como viabilizar sua utilização como preventivo. Resumo em inglês Pythium insidiosum is a zoosporic fungi living in flooded areas which can infect humans and animals. Natural infection in these species results in clinical pythiosis, a granulomatous disease of difficult treatment. Immunotherapy with antigens obtained from cultures of the agent is a promising alternative therapy. In order to evaluate the effect of adjuvants in the immunologic response to P. insidiosum antigens, 24 rabbits were assigned to four groups and immunized with my (mais) celian mass antigen with each of there adjuvants. Group I: aluminum hydroxide; group II: Freund’s adjuvant; group III: mineral oil and group IV: distilled water-control. The effects of the adjavants were evaluated by measuring the levels of anti-pythium imunoglobulin G (IgG) produced by the immunized rabbits at different time-points after immunization, using an ELISA test. During phase 1, the animals were immunized three times (days zero, 14 and 28) and serologically tested at days 14, 21, 28 and 35. The oil adjuvants (groups II and III) were statistically superior to groups I and IV. During phase 2 (from day 42 to 120) each group was subdivided in two, with one subgroup having additional immunizations at days 42, 56, 68 and 82 and the other having the treatment interrupted. Among the rabbits with continued immunizations, groups I, II and III (adjuvants) had statistically higher IgG levels than GIV. Among rabbits with interrupted treatment, GI, GII and presented stable IgG levels and were statistically superior to the control group, that presented decrease in the levels. These results demonstrated that the adjuvants were capable of inducing stronger and longer imunologic responses (IgG) to P. insidiosum antigens. Therefore, the use of adjuvants associated with P. insidiosum antigens may increase the recovery rates obtained through immunotherapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Tumor de Buschke-Lowestein: tratamento com imiquimod para preservação esfincteriana. Relato de caso/ Buschke-Lowenstein tumor: imiquimod therapy to esphincter preservation. Case report

Coelho, Fernanda Meira Pinto; Mano, Aline Landim; Bacellar, Melina da Silva; Codes, Lina Maria Góes de; Souza, Elias Luciano Quinto de; Azaro Filho, Euler de Medeiros
2008-09-01

Resumo em português O tumor de Buschke-Lowestein, também conhecido como condiloma acuminado gigante é uma lesão de aspecto verrucoso, extensa, envolvendo a região ano-genital. Não representa uma lesão maligna por critérios histológicos, embora exista claramente um potencial de malignização, e tenha um comportamento agressivo. Não existe um consenso sobre o seu tratamento, aventando-se o uso de drogas quimioterápicas aplicadas local ou sistematicamente, uso de imunoterapia, radiot (mais) erapia e ressecções cirúrgicas amplas isoladas ou em combinação com outras terapias. Relatamos um caso onde a opção de tratamento foi o imiquimod creme 5%. A lesão envolvia musculatura esfincteriana e, sendo assim, a cirurgia acarretaria perda da continência fecal, causando ao paciente o ônus de um estoma definitivo. Após tratamento durante 20 semanas, o tumor apresentou regressão significativa de tamanho, sendo realizado excisão local da lesão residual com preservação esfincteriana. Resumo em inglês Buschke-Lowestein tumor or giant condyloma acuminatum is a verrucous, large lesion in the anorectal and perianal regions. It is not a malignant lesion in histopathologic findings. However, there is a risk of malignancy and trends an aggressive behavior. There is not a gold standard therapy, with the use of topical or systemic chemotherapy, immunotherapy, radiation therapy and large surgical resections. These surgical resections can be doing alone or in combinations with o (mais) thers therapies (multimodality therapy). The authors describe a case that the treatment option was the imiquimod cream 5%. The lesion invades in the anal sphincters, so fecal incontinence will result after surgery and a colostomy was mandatory. After 20 weeks treatment, the tumor presented a great regression, and it was treated with local excision and avoided a mutilating procedure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Rinite alérgica: aspectos epidemiológicos, diagnósticos e terapêuticos/ Allergic Rhinitis: epidemiological aspects, diagnosis and treatment

Ibiapina, Cássio da Cunha; Sarinho, Emanuel Savio Cavalcanti; Camargos, Paulo Augusto Moreira; Andrade, Cláudia Ribeiro de; Cruz Filho, Álvaro Augusto Souza da
2008-04-01

Resumo em português Este estudo tem como objetivo revisar a literatura a respeito da rinite alérgica quanto aos aspectos epidemiológicos, clínicos, diagnósticos e terapêuticos. A revisão da bibliografia foi realizada utilizando-se as bases de dados Medline, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e HighWire, nos últimos trinta anos, utilizando-se os descritores allergic rhinitis, epidemiology, diagnosis, e treatment. Foram selecionados 60 artigos. Este estudo de (mais) staca o aumento na prevalência da rinite alérgica, sua associação com a asma, os critérios diagnósticos e seu tratamento. A classificação da rinite alérgica é apresentada, bem como as estratégias de tratamento. As modalidades terapêuticas apresentadas e discutidas são anti-histamínicos, corticóides, imunoterapia, antileucotrienos, cromoglicato dissódico e anticorpos anti-IgE, bem como a redução da exposição aos alérgenos. Finalmente, ressalta-se a importância da abordagem da rinite alérgica em saúde pública. Resumo em inglês This study was a review of the literature on the epidemiological, clinical, diagnostic and therapeutic aspects of allergic rhinitis. Bibliographic searches were based on the information contained within the Medline, Latin American and Caribbean Health Sciences Literature and HighWire databases, covering the last thirty years and using the following search terms: 'allergic rhinitis', 'epidemiology', 'diagnosis' and 'treatment'. Sixty articles were selected. This study desc (mais) ribes the increase in the prevalence of allergic rhinitis, its relationship with asthma, the diagnostic criteria and the treatment. The classification of allergic rhinitis and strategies for its treatment are presented. Therapeutic modalities presented and discussed include the administration of antihistamines, corticosteroids, immunotherapy, anti-leukotrienes, sodium cromoglycate and anti-IgE antibodies, as well as minimizing exposure to inhaled allergens. Finally, the importance of the management of allergic rhinitis in public health is emphasized.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Tratamento farmacológico da doença de Alzheimer/ Pharmacological treatment of Alzheimer's disease

Forlenza, Orestes V.
2005-06-01

Resumo em português O presente artigo de revisão aborda as perspectivas atuais e futuras no tratamento farmacológico da doença de Alzheimer. Os benefícios e limitações da terapia de reposição colinérgica, representada fundamentalmente pelos inibidores das colinesterases, são apresentados com base em dados de pesquisas neurobiológicas, farmacológicas e clínicas, ilustrados pelos principais estudos controlados por placebo e por estudos recentes de metanálise. O papel da memantina (mais) nos casos de demência moderada a grave, bem como as perspectivas de seu emprego em associação com os inibidores das colinesterases, são discutidos adicionalmente com base em achados clínicos e neurobiológicos. Discute-se o papel da reposição estrogênica, dos antioxidantes, das estatinas e dos antiinflamatórios no tratamento e na prevenção da demência, levando em consideração os resultados negativos oriundos de estudos clínico-epidemiológicos recentes. Finalmente, são apresentadas algumas perspectivas futuras do tratamento da doença de Alzheimer: entre as estratégias farmacológicas, que têm como objetivo modificar mecanismos patogênicos, são abordadas as diferentes modalidades da terapêutica antiamilóide, com destaque na imunoterapia da doença de Alzheimer. Resumo em inglês The current article provides a comprehensive overview of the current strategies and the future directions of the pharmacological treatment of Alzheimer's disease. The benefits and shortcomings of cholinergic replacement therapy is discussed in the light of its neurobiological, pharmacological and clinical data, illustrated by the most relevant randomised controlled trials and recent meta-analytical studies. The role of memantine in moderate to severe dementia, and the per (mais) spectives of combination therapy are further discussed both at clinical and neuro-pharmacological levels. In addition, the role of oestrogen replacement, antioxidants, statins, and non-steroidal anti-inflammatory drugs, in the management and prevention of dementia is discussed, considering the negative results of recent controlled trials. The last segment of this review explores the treatment approaches into the molecular pathogenesis of dementia, focusing on disease-modifying candidate therapies such as anti-amyloid strategies and the immunotherapy of Alzheimer's disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Doença alérgica polínica: polens alergógenos e seus principais alérgenos/ Pollen allergic disease: pollens and its major allergens

Taketomi, Ernesto Akio; Sopelete, Mônica Camargo; Moreira, Priscila Ferreira de Sousa; Vieira, Francisco de Assis Machado
2006-08-01

Resumo em português Pacientes com alergia a pólen de gramíneas, comumente denominada polinose, freqüentemente apresentam reatividade a alérgenos de pólen de inúmeras gramíneas devido às reatividades cruzadas entre anticorpos IgE dirigidos contra proteínas presentes nos polens de gramíneas. Nesse contexto, pólen de Italian ryegrass (Lolium multiflorum), ou azevém anual, gramínea da família Poaceae cultivada no Sul do Brasil, é considerado o principal agente sensibilizante em pa (mais) cientes com polinose. Nessa região, o azevém é capaz de produzir grande quantidade de pólen. Adicionalmente, outras gramíneas da família Poaceae crescem naturalmente no Sul, entretanto, sem relevância clínica. Extratos de pólen derivados de gramíneas homólogas ou heterólogas são freqüentemente empregados no diagnóstico e tratamento da alergia sazonal a pólen, sendo que para esses fins não se encontra comercialmente disponível no Brasil extrato padronizado de pólen de L. multiflorum. Futuros estudos serão importantes para melhor caracterizar a reatividade cruzada entre alérgenos de pólen de L. multiflorum e alérgenos de outras gramíneas com o objetivo de aprimorar o diagnóstico e imunoterapia de pacientes com alergia a pólen causada por L. multiflorum. Resumo em inglês Patients with grass pollen allergy, commonly called pollinosis, often present reactivity to pollen allergens from a number of grass species due to cross-reactivity of IgE antibodies to pollen proteins present in pollen grasses. In this context, Italian rye grass (Lolium multiflorum) pollen of the Poaceae family cultivated in Southern Brazil has been considered a major sensitizing agent in patients with pollinosis. In this region, Italian rye grass is capable of producing (mais) a great amount of pollen. In addition to L. multiflorum, other Poaceae grasses are naturally grown as weed in Southern Brazil, but with no clinical relevance. Pollen extracts derived from homologous or heterologous grasses are often used for both diagnosis and treatment of seasonal allergy. However, no standardized L. multiflorum pollen extract is commercially available in Brazil and mixed grass extracts are commonly used for diagnosis and immunotherapy of grass pollen allergy. Further studies are required to better characterize the cross-reactivity between L. multiflorum and other grass pollen allergens for improving the diagnosis and immunotherapy to L. multiflorum pollen allergy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Interações imunocerebrais e implicações nos transtornos psiquiátricos/ Brain-immune interactions and implications in psychiatric disorders

Marques, Andrea H; Cizza, Giovanni; Sternberg, Esther
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Nesta revisão será focado o papel das citocinas no sistema nervoso central e suas implicações para o quadro depressivo. Posteriormente, serão discutidos os principais achados sobre medidas de citocinas em pacientes com depressão maior. MÉTODO: Foi realizada uma pesquisa no Pubmed selecionando estudos entre 1999-2007, utilizando as seguintes palavras-chave: "depression, cytokine"; "depressive disorder, cytokine". Focou-se nos estudos de medidas de citocina (mais) s pró-inflamatórias em pacientes com síndrome depressiva que utilizaram critérios DSM. RESULTADOS: Várias linhas de evidência sugerem que as citocinas possam exercer um papel na depressão. Entre elas, destacam-se: citocinas induzindo a "comportamento doentio"; doenças clínicas relacionadas com citocinas também apresentam associação com quadros depressivos; uso de imunoterapia levando ao desenvolvimento de depressão. Além disso, níveis elevados de citocinas pró-inflamatórias em pacientes com depressão foram relatados, apesar de resultados contraditórios. CONCLUSÃO: O papel das citocinas na fisiopatologia em alguns casos de depressão é descrito; porém, uma relação causal não foi ainda estabelecida. Novos estudos são necessários para determinar padrões específicos de citocinas em pacientes com depressão, levando em consideração outros fatores associados à ativação imunológica. Além disso, medidas simultâneas de múltiplos marcadores biológicos podem gerar informações importantes para a compreensão dos mecanismos fisiopatológico da depressão e em doenças relacionadas à produção de citocinas. Resumo em inglês OBJECTIVE: This review will focus on the role of cytokines in the central nervous system and its implications to depressive disorder. We will then discuss the main findings of cytokine measurements in patients with major depressive disorder. METHOD: We searched Pubmed for studies published from 1999-2007, using the keywords depression and cytokine; and depressive disorder and cytokine. We have focused on pro-inflammatory cytokine measurements in patients with depression s (mais) yndrome using DSM-criteria. RESULTS: Several lines of evidence suggest that cytokines have effects on depression, such as the induction of sickness behavior; clinical conditions related to cytokines that also overlap depressive symptoms; and immunotherapy that can lead to depressive symptoms attenuated by antidepressant treatment. Finally, patients with depression exhibit increased levels of pro-inflammatory cytokines, although conflicting results have been described. CONCLUSION: Cytokines may play a role in the pathophysiology of some cases of depression, although a causal link has not been established yet. Further longitudinal studies are needed to determine patterns of cytokine in patients with major depressive disorder, taking into account confounding factors closely associated with the activation of pro-inflammatory cytokines. In addition, simultaneous measurements of multiple biomarkers could provide critical insights into mechanisms underlying major depressive disorder and a variety of common cytokine-related diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Transplante de células-tronco hematopoéticas e a regeneração da hematopoese/ Hematopoietic stem cell transplant and recovery of hematopoiesis

Vigorito, Afonso C.; Souza, Cármino A. de
2009-08-01

Resumo em português As células-tronco hematopoéticas periféricas (CTP) praticamente substituíram a medula óssea (MO) como fonte de células-tronco hematopoéticas nos transplantes autólogos e nos últimos anos é usada com maior frequência nos alogênicos, particularmente no tratamento de doenças avançadas. A recuperação hematopoética, utilizando esta fonte de células, é mais rápida após a utilização de CTP comparada com a MO. O sangue de cordão umbilical surgiu como uma o (mais) utra fonte de células-tronco hematopoéticas para a realização de transplantes. O risco mínimo para o doador e a rápida disponibilidade estão entre as vantagens desta fonte de células. A recuperação mais lenta de neutrófilos e plaquetas é a maior preocupação do ponto de vista clínico. A biópsia de MO pode ser uma importante ferramenta para a obtenção de informações em relação à recuperação hematopoética após os transplantes de células-tronco hematopoéticas (TCTH). A histopatologia da reconstituição hematopoética da MO, após um transplante de sangue de cordão umbilical, demonstra um atraso quando comparada com os transplantes de MO. Entretanto, ocorre uma recuperação hematopoética gradual e, tardiamente, não são observadas diferenças entre os transplantes com MO e sangue de cordão umbilical. A histologia da MO, por sua vez, não esclarece a origem genotípica da hematopoese pós-transplante. Assim, a análise do quimerismo tornou-se um instrumento importante para o acompanhamento da enxertia e é a base da intervenção terapêutica para evitar a rejeição do enxerto, manter a enxertia e tratar uma recidiva clínica iminente através da imunoterapia. Esta revisão destacará a recuperação hematopoética após a realização de um TCTH. Resumo em inglês Mobilized peripheral blood has replaced the use of bone marrow as a source of hematopoietic stem cells in most autologous transplants and is increasingly used in allogeneic transplants. The hematopoietic reconstitution after using mobilized peripheral blood is faster compared to bone marrow. Umbilical cord blood has emerged as another rich source of hematopoietic stem cells for transplantation. The minimal risk to the donor and the rapid availability are among the great a (mais) dvantages of this stem cell source. The slow recovery of neutrophil and platelet counts is the major clinical concern. Bone marrow biopsy is an important tool for obtaining information regarding the hematopoietic recovery after hematopoietic stem cell transplantation. The histopathological hematopoietic reconstitution of the bone marrow after umbilical cord blood transplantation is delayed compared to bone marrow transplantation. However, gradual hematopoietic recovery is seen, and afterwards no other differences comparing bone marrow and umbilical cord transplants are observed. Bone marrow histology does not elucidate the genotypic origin of post-transplant hematopoiesis. Hence, chimerism analysis has become an important instrument for engraftment surveillance, and is the basis for treatment intervention to avoid graft rejection, to maintain engraftment, and to treat clinical imminent relapse by immunotherapy. This review focuses on the hematopoietic recovery after hematopoietic stem cell transplantation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Leishmaniose tegumentar americana/ American cutaneous leishmaniasis

Gontijo, Bernardo; Carvalho, Maria de Lourdes Ribeiro de
2003-01-01

Resumo em português A leishmaniose tegumentar americana permanence endêmica em vastas áreas da América Latina. Os agentes causadores da doença são a L. (Viannia) braziliensis, L. (L. mexicana), L. (V.) panamensis, e outras espécies relacionadas. A apresentação clínica da doença varia dentro de um espectro amplo, incluindo úlceras cutâneas múltiplas ou única, leishmaniose cutânea difusa e lesões mucosas. Os principais reservatórios da L. (V.) braziliensis e da L. (Viannia) sp (mais) p. são os pequenos roedores silvestres. A doença acomete mais freqüentemente os trabalhadores que invadem as florestas tropicais ou moram próximo a elas. O período de incubação varia de duas semanas a vários meses. As lesões cutâneas constituem úlceras rasas, circulares com bordas elevadas e bem definidas e com o assoalho da úlcera de aspecto granular. Nas infecções pela L. (V.) braziliensis a linfoadenopatia regional geralmente precede o surgimento das úlcerações por uma a doze semanas. O diagnóstico definitivo depende da identificação de amastigotas em tecido ou promastigotas em meios de cultura. Os anticorpos anti-leishmania podem ser identificados no soro utilizando-se as técnicas de ELISA, imunofluorescência e testes de aglutinação mas os títulos revelam-se baixos na maioria dos casos. A intradermorreação de Montenegro torna-se positiva durante a evolução da doença. Os antimoniais pentavalentes continuam sendo as drogas de escolha no tratamento da leishmaniose. A anfotericina B encontra indicação nos casos mais graves ou nos indivíduos que não respondem ao tratamento com os antimoniais. A imunoterapia e a imunoprofilaxia constituem alternativas promissoras no tratamento e profilaxia da leishmaniose tegumentar americana. Resumo em inglês American cutaneous leishmaniasis is endemic in widespread areas of Latin America. The causative agents include L. (V.) braziliensis, L. (L.) mexicana, L. (V.) panamensis, and related species. The spectrum of disease includes single, localized, cutaneous ulcers, diffuse cutaneous leishmaniasis, and mucosal disease.The main reservoirs for L. (V.) braziliensis and other Leishmania (Vianna) spp. are small forest rodents. The vectors are ground-dwelling or arboreal Lutzomyia s (mais) andflies, which are abundant in the forest. Disease is most common in persons working at the edge of the forest and among rural settlers. The incubation period of cutaneous leishmaniasis varies from two weeks to several months. A wide variety of skin manifestations ranging from small, dry, crusted lesions to large, deep, mutilating ulcers may be seen. Ulcerative lesions are usually shallow and circular with well-defined, raised borders and a bed of granulation tissue. In L. (V.) braziliensis infection, regional lymphadenopathy often precedes the development of cutaneous lesions by one to 12 weeks. A definite diagnosis depends on the identification of amastigotes in tissue or promastigotes in culture. Antileishmanial antibodies are present in the serum of some patients with cutaneous leishmaniasis as detected by ELISA, immunofluorescent assays, direct agglutination tests or other assays, but the titers are usually low. The leishmanin skin test result usually becomes positive during the course of the disease. For treatment two pentavalent antimony-containing drugs are used: stibogluconate sodium, and meglumine antimoniate (Glucantime). Amphotericin B deoxycholate is an alternative for persons who fail to respond to pentavalent antimony. Immunoprophylaxis and immunotherapy are promising new approaches to prevention and treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Quimioterapia neoadjuvante torna ressecável carcinoma de cabeça de pâncreas/ Neoadjuvant chemotherapy making a pancreatic head cancer resectable

Melo, Marco Antônio Cezário de; Violet, Christiane
2007-08-01

Resumo em inglês We present a case of non-resectable head pancreatic cancer by mesenteric venous invasion in which treatment with Gemcitabine (Gemzar) 1.000 mg/m 2 weekly for 3 weeks, followed by a 1-week rest, normalized CA 19.9 and promoted tumor resecability in a second operation (ultrasound, helicoidal tomography and magnetic ressonance exams). The value of the adjuvant treatment (radiochemotherapy) and the association with immunotherapy (Interferon) is discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Osteomielite criptocócica em paciente com mieloma múltiplo/ Cryptococcal osteomyelitis in a patient with multiple myeloma

Nocera, Vanessa B.; Ronchi Jr, Ivo; Pietrovicz, Joelma; Krebs, Cecília N. V.; Lopes, Gabriel L.
2010-01-01

Resumo em português A criptococose é uma infecção fúngica sistêmica que pode acometer vários órgãos, entre eles sistema nervoso central, pulmões e ossos. A apresentação clínica mais comum deste microorganismo é a meningite, mas acometimento ósseo tem sido relatado em 5% a 10 % dos casos como parte de uma infecção sistêmica. O envolvimento ósseo isolado com Cryptococcus neoformans é extremamente raro. A incidência é mais comum em pacientes imunocomprometidos, como naquele (mais) s em uso crônico de corticoterapia ou outros imunossupressores, portadores de sarcoidose, tuberculose e neoplasias. Relatamos o caso de uma paciente com mieloma múltiplo e que apresentou osteomielite por C. neoformans, sendo que não encontramos nenhum caso semelhante na literatura. O objetivo desse relato é discutir sobre a associação de criptococose em pacientes imunocomprometidos. Resumo em inglês Cryptococcosis is a systemic fungal infection that can involve several organs, including the central nervous system, lungs and bones. The most common clinical presentation of this microorganism is meningitis however bone involvement has been reported in 5 to 10% of cases of systemic infections. Bone infections caused by Cryptococcus neoformans without other associated infections are extremely rare. The incidence is more common in immunocompromised patients, for example in (mais) dividuals on immunotherapy using corticosteroids or other immunosuppressants and those with sarcoidosis, tuberculosis and other malignancies. Here we report the case of a patient with multiple myeloma who presented with osteomyelitis due to C. neoformans: no other similar cases were found in the literature. The purpose of this report is to discuss the association of cryptococcosis in immunocompromised patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)