Sample records for immune system diseases
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Mudanças no estilo de vida e fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis e sistema imune de mulheres sedentárias/ Lifestyle changes and risk factors for non-communicable chronic diseases and immune system of sedentary women

Fett, Carlos Alexandre; Fett, Waléria Christiane Rezende; Padovan, Gilberto João; Marchini, Julio Sergio
2009-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Observar os efeitos de dois meses de um programa de reeducação de hábitos sobre variáveis do sistema imunológico e de risco para doenças crônicas não transmissíveis e as associações destas entre si e com a composição corporal. MÉTODOS: Cinqüenta mulheres sedentárias, com idade de 36 anos (DP=10), e índice de massa corporal de 31kg/m² (DP=12) participaram do estudo. Foram avaliados a composição corporal (antropometria e bioimpedância), o hemo (mais) grama, o perfil lipídico, as concentrações plasmáticas das vitaminas A, C, betacaroteno, do zinco, do ácido úrico e da glicemia. O treinamento consistia de circuito de peso ou caminhada por 1h, três vezes por semana no primeiro mês e 1h, quatro vezes por semana no segundo mês, mais reeducação alimentar. RESULTADOS: A gordura corporal, as concentrações plasmáticas do ácido úrico, do colesterol total e da lipoproteína de alta densidade foram significativamente reduzidas. Os triglicérides, a lipoproteína de baixa densidade e as variáveis do sistema imunológico não foram alterados. O zinco não foi associado a qualquer variável. Os glóbulos brancos, os linfócitos, as plaquetas e a vitamina C foram positivamente associados à gordura corporal e negativamente, quando divididos pela massa corporal (kg). O colesterol total e a lipoproteína de baixa densidade divididos pela concentração de vitamina A e do betacaroteno foram negativamente correlacionados à gordura corporal. A vitamina C teve a maior correlação com outros fatores bioquímicos de risco. CONCLUSÃO: Houve redução dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis, mas não nos marcadores do sistema imunológico. O aumento da gordura corporal foi associado negativamente aos marcadores do sistema imunológico e das vitaminas. Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective of this study was to observe the effects of two months of a lifestyle-changing program on the immune system and risk of non-communicable chronic diseases and how they associate with each other and with body composition. METHODS: Fifty women aged 36 years (SD=10) with a mean body mass index of 31kg/m² (SD=12) participated in this study. The following data were investigated: body composition (by anthropometry and bioimpedance), complete blood count (mais) , lipid profile, plasma concentrations of vitamins A and C, beta-carotene, zinc, uric acid and glucose. The program consisted of circuit weight training or walking for 1 hour, three times per week during the first month and for 1 hour, four times per week during the second month and changes to their eating habits. RESULTS: There was a significant reduction in body fat and plasma concentrations of uric acid, total cholesterol and high-density lipoprotein. Triglycerides, low density lipoprotein and immune system variables remained unchanged. Zinc was not associated with any variable. The leukocytes, lymphocytes, platelets and vitamin C were positively associated with body fat and negatively associated when divided by body mass (kg). Total cholesterol and low-density lipoprotein divided by vitamin A and beta-carotene concentrations had a negative correlation with body fat. Vitamin C correlated the most with other biochemical risk factors. CONCLUSION: The risk factors for non-communicable chronic diseases reduced, but immune system markers remained unchanged. Increased body fat was negatively associated with immune system markers and vitamins.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Imunodeficiências primárias: aspectos relevantes para o pneumologista/ Primary immunodeficiency diseases: relevant aspects for pulmonologists

Roxo Júnior, Pérsio
2009-10-01

Resumo em português As imunodeficiências primárias são um grupo de doenças geneticamente heterogêneas que afetam diferentes componentes da imunidade inata e adaptativa, como neutrófilos, macrófagos, células dendríticas, proteínas do sistema complemento, células natural killer e linfócitos B e T. O estudo dessas doenças tem fornecido importantes entendimentos sobre o funcionamento do sistema imune. Mais de 120 diferentes genes já foram identificados, cujas anormalidades são res (mais) ponsáveis aproximadamente 180 diferentes formas de imunodeficiências primárias. Pacientes com imunodeficiências primárias são frequentemente reconhecidos pela sua elevada suscetibilidade a infecções; porém, esses pacientes podem apresentar também várias outras manifestações, como doenças autoimunes, doenças inflamatórias e câncer. O propósito deste artigo é atualizar os principais aspectos das imunodeficiências primárias, especialmente em relação às manifestações clínicas relacionadas ao diagnóstico, enfatizando a necessidade do reconhecimento precoce dos sinais de alerta para essas doenças. Resumo em inglês Primary immunodeficiency diseases comprise a genetically heterogeneous group of disorders that affect distinct components of the innate and adaptive immune system, such as neutrophils, macrophages, dendritic cells, complement proteins and natural killer cells, as well as T and B lymphocytes. The study of these diseases has provided essential insights into the functioning of the immune system. Primary immunodeficiency diseases have been linked to over 120 different genes, (mais) abnormalities in which account for approximately 180 different forms of these diseases. Patients with primary immunodeficiency diseases are most often recognized because of their increased susceptibility to infections. However, these patients can also present with a variety of other manifestations, such as autoimmune diseases, inflammatory diseases and cancer. The purpose of this article is to update the main aspects of primary immunodeficiency diseases, especially regarding the clinical manifestations related to the diagnosis, emphasizing the need for the early recognition of warning signs for these diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Papel das células T reguladoras no desenvolvimento de dermatoses/ Role of regulatory T cells in the development of skin diseases

Lima, Hermênio Cavalcante
2006-06-01

Resumo em português Células T, em particular as células T CD4+, têm sido associadas a muitos aspectos das doenças de pele. A evidência atual sugere, porém, que o papel dos linfócitos T CD4+ no desenvolvimento de inflamação cutânea excede o de ativador pró-inflamatório das células T de ação que dirigem a resposta imune. Subtipos de células T com capacidade reguladora, tais como Tregs CD4+CD25+high, têm sido identificadas. Observações recentes sugerem que em algumas doenças (mais) da pele a função dessas células está modificada. Portanto, o desenvolvimento e a função de Tregs na dermatologia são atualmente um tópico atraente devido a sua importância no controle da resposta do sistema imune contra tumores e doenças infecciosas, bem como inibindo o desenvolvimento de auto-imunidade e alergia. Assim, mecanismos reguladores defeituosos podem permitir a quebra da tolerância imune periférica seguida por inflamação crônica e doença. Detalham-se as anormalidades funcionais e a contribuição de diferentes subtipos de células T reguladoras no desenvolvimento de doenças dermatológicas nesta revisão. Acentuam-se os possíveis alvos terapêuticos e as modificações dos T reguladores causados por imunomoduladores usados no campo da dermatologia. Resumo em inglês T cells, particularly CD4+ T cells, have been associated with many aspects of skin disease. Current evidence suggests, however, that the role of CD4+ T lymphocytes in the development of cutaneous inflammation surpasses that of pro-inflammatory activation of effector T cells that direct the immune response. T cell subtypes with regulatory capacity, such as CD4+CD25+high Tregs, have been identified. Recent observations suggest that in some skin diseases the function of thes (mais) e cells is modified. Therefore, the development and function of Treg cells in Dermatology are currently attractive topics because of their importance in controlling the immune system response against tumors and infectious diseases, as well as in inhibiting auto-immunity and allergy development. Therefore, defective regulatory mechanisms may allow a breach in peripheral immune tolerance followed by chronic inflammation and disease. Functional abnormalities and contributions of different subtypes of regulatory T cells in the development of dermatological illnesses are detailed in this review. Possible targets for therapy and modifications of regulatory T cells caused by immunomodulators used in Dermatology are highlighted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Efeitos da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune de crianças com desnutrição grave/ Effects of copper, zinc and magnesium deficiency on the immune system of severely malnourished children

Macêdo, Érika Michelle C. de; Amorim, Marco Antônio F.; Silva, Alyne Cristine S. da; Castro, Célia Maria M. B. de
2010-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Esclarecer as repercussões da deficiência de cobre, zinco e magnésio sobre o sistema imune de crianças desnutridas graves. FONTES DE DADOS: Foi realizada revisão bibliográfica mediante consulta às bases de dados Pubmed Medline, Lilacs e SciELO, selecionando-se publicações científicas recentes, da última década, e representativas do tema por meio dos descritores: desnutrição infantil, cobre, zinco, magnésio e sistema imune. SÍNTESE DE DADOS: Os mi (mais) cronutrientes são compostos orgânicos essenciais. Além de sua função regulatória, atuam de maneira decisiva na modulação da resposta imune. Sua deficiência pode ocorrer devido à ingestão inadequada ou associada a doenças específicas. Quando associada à desnutrição, a multideficiência de minerais pode acarretar disfunções imunológicas e aumento na suscetibilidade a infecções, afetando gravemente a eficácia de intervenções terapêuticas. Cobre, zinco e magnésio atuam como cofatores de enzimas responsáveis tanto por diversas atividades metabólicas como na resposta imune inata e adquirida, além do papel importante na maturação dos tecidos e células linfoides. Sua deficiência acarreta neutropenia e linfopenia, comprometendo a imunocompetência. CONCLUSÕES: As alterações ocasionadas pelos déficits séricos dos minerais cobre, zinco e magnésio comprometem o funcionamento do sistema imune, levando à imunossupressão. A reposição desses elementos no manejo da desnutrição grave, como preconizada pela Organização Mundial da Saúde, é essencial, uma vez que tais alterações podem ser reversíveis. Resumo em inglês OBJECTIVE: To report the effects of the deficiency of copper, zinc and magnesium on the immune system of severely malnourished children. DATA SOURCE: A literature review was performed by consulting the databases Pubmed Medline, Lilacs and SciELO, using the descriptors: child malnutrition, copper, zinc, magnesium and immune system. Representative studies published during the last decade were chosen. DATA SYNTHESIS: Micronutrients are essential organic compounds. Besides th (mais) eir regulatory function, the minerals act on the modulation of the immune response. Their deficiency may be due to inadequate intake or associated with specific diseases. When combined with malnutrition, a multimineral deficiency can cause immune dysfunction and increased susceptibility to infections, altering the effectiveness of therapeutic interventions. Copper, zinc and magnesium act as co-factors of both enzymes responsible for several metabolic activities and associated to the innate and acquired immune response. These minerals also play an important role in the maturation of lymphoid tissues and cells. Their deficiency causes neutropenia and lymphopenia, decreasing the immunocompetence. CONCLUSIONS: Deficits of serum copper, zinc and magnesium affect the function of the immune system, leading to immunosuppression. The replacement of these elements in the management of severe malnutrition, as recommended by the World Health Organization, is essential, since such changes may be reversible.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Efeitos da terapia hormonal na menopausa sobre o sistema imune/ Effects of the menopause hormone therapy on the immune system

Medeiros, Sebastião Freitas de; Maitelli, Alexandre; Nince, Ana Paula Barros
2007-11-01

Resumo em português Existem evidências de que estrogênios, progesterona e androgênios têm efeito modulador sobre as respostas imunes humoral e celular. Estes efeitos ocorrem via interações imuno-neuroendócrinas, envolvendo a hipófise, esteróides sexuais, hormônios do timo e a presença de receptores específicos. As respostas imunes, tanto a celular como a humoral, podem ser alteradas durante a gravidez, ooforectomia, menopausa e terapia hormonal (TH). O estrogênio deprime a imuni (mais) dade celular, suprime a atividade das células matadoras naturais e aumenta a produção de anticorpos. Progesterona/progestogênios têm efeito imunossupressor sobre a imunidade celular. Androgênios, após a conversão em estrogênios, podem estimular o sistema imuno humoral. A TH é, ainda, amplamente usada em mulheres após a menopausa, com o propósito de eliminar os sintomas do hipoestrogenismo e prevenir atrofia genital e perda da massa óssea. Seu uso, com o objetivo de atenuar o risco de doenças cardiovasculares ou doenças neurodegenerativas, permanece em debate. Poucos estudos foram efetuados com o propósito de examinar o efeito da TH na pós-menopausa sobre o sistema imunológico e as reações inflamatórias. Há evidências de que o hipoestrogenismo, seguindo a menopausa, possa resultar em menor resistência às infecções. Esta revisão fundamenta o entendimento da interação entre esteróides sexuais e sistema imune e, baseado em estudos epidemiológicos e clínicos, examina a aplicabilidade da TH, durante a menopausa, na modulação das respostas imunes celular e humoral. Concluiu-se que a TH normaliza a resposta imunocelular. Resumo em inglês There is evidence that estrogen, progesterone and testosterone have modulatory effects over both cellular and humoral immune responses. These effects occur via immune-neuroendocrine interactions, involving the pituitary, gonadal steroids, thymic hormones, and the presence of specific receptors and messengers. These immune responses may be altered during pregnancy, gonadectomy, menopause and hormone therapy. Estrogen depresses the cellular immunity, suppresses the natural (mais) killer cell activity and increases the production of antibodies. Progesterone/progestogen suppresses the cellular immune system. Androgens, after metabolization in estrogens, might stimulate the humoral immune response. Hormone therapy is still broadly used in post-menopause women with the purpose of decreasing climacteric symptoms, as well as preventing genital atrophy and bone loss. Its use to attenuate the risk of cardiovascular and neurodegenerative diseases remains in debate. A few studies have been carried out to examine the effect of post-menopause hormone therapy on the immune system. There is evidence that the hypoestrogenic state, following menopause, could result in less resistance to infections. The present review examines the interaction between sexual steroids and the immune system and, based on epidemiological and clinical studies, evaluates the effects of hormone therapy on the immune responses. It was concluded that the hormone therapy normalizes the cellular immune response in post-menopausal women.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Efeitos da suplementação com zinco sobre o crescimento, sistema imunológico e diabetes/ Zinc supplementation and its effects on growth, immune system, and diabetes

Sena, Karine Cavalcanti Maurício de; Pedrosa, Lucia de Fátima Campos
2005-04-01

Resumo em português O zinco apresenta funções catalíticas, estruturais e reguladoras, sendo componente de várias enzimas. Os sintomas observados na deficiência deste elemento incluem lesões de pele, anorexia, retardo do crescimento, hipogonadismo e alteração na função imune. O objetivo desta revisão foi apresentar as funções metabólicas e funcionais do zinco, enfatizando as conseqüências da deficiência e os aspectos que justificam os estudos envolvendo a suplementação com (mais) zinco e seus efeitos sobre o crescimento, sistema imunológico e diabetes. Considerando que algumas doenças predispõem o organismo à deficiência de zinco, a suplementação, isoladamente ou associada a outros elementos, demonstra benefícios, especialmente no aumento da velocidade de crescimento, funcionamento do sistema imunológico, diminuição das afecções respiratórias e controle das diarréias. A suplementação em pacientes com diabetes está relacionada com as variáveis do controle metabólico e as concentrações plasmáticas e eritrocitárias de zinco. As estratégias de suplementação com zinco, em populações de risco, devem ser implementadas, considerando-se as doses adequadas de ingestão. Resumo em inglês Zinc has catalytic, structural and regulatory functions and is a component of many enzymes. Skin lesions, anorexia, growth retardation, hypogonadism, immune suppression function are the symptoms caused by zinc deficiency. This review aims to present the structural and metabolic zinc functions, emphasising the consequences of zinc deficiency and the aspects that justify the studies on zinc supplementation, affecting growth, immune system and diabetes. Considering that some (mais) diseases predispose the organism to zinc deficiency, supplementation, either in isolation or in conjunction with other elements, demonstrates benefits, specifically in improved growth rate, immune system function, reduced respiratory infections and diarrhoea control. In diabetic patients, zinc supplementation has been associated with the variables in metabolic control and the concentrations of plasma and erythrocyte zinc. In populations at risk, Zinc supplementation strategies should be implemented, taking into consideration the adequacy of doses intake.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Células T regulatórias naturais (T REGS) em doenças reumáticas/ Natural regulatory T cells in rheumatic diseases

Cruvinel, Wilson de Melo; Mesquita Jr., Danilo; Araújo, Júlio Antônio Pereira; Salmazi, Karina Carvalho; Kállas, Esper Georges; Andrade, Luis Eduardo Coelho
2008-12-01

Resumo em português O sistema imune sadio deve manter o balanço entre a capacidade de responder a agentes infecciosos e de sustentar a autotolerância. A ausência de resposta adequada submete o indivíduo aos efeitos deletérios da invasão por patógenos, ao passo que o sistema respondendo de modo exacerbado pode gerar respostas inflamatórias prejudiciais. Acreditava-se que os mecanismos de deleção clonal e anergia fossem os mecanismos essenciais no controle de clones de linfócitos T (mais) auto-reativos. Apesar das evidências funcionais a favor da existência de células T supressoras, por muitos anos a imunologia falhou em identificar suas características fenotípicas e confirmar sua existência, motivo pelo qual o tema passou por longo período de descrédito. A recente demonstração de diferentes fenótipos de células, agora chamadas células T regulatórias, reintroduziu o paradigma de que a auto-reatividade é ativamente regulada também por subtipos particulares de linfócitos. Este tema é de grande interesse contemporâneo e a literatura está repleta de estudos descrevendo novos subtipos de células regulatórias, bem como a função, o fenótipo e a freqüência em condições fisiológicas e patológicas. Nesse universo, destaca-se o subtipo mais importante de células com função imunorregulatória, conhecido como células T regulatórias naturais (T REGS). Representando cerca de 5% dos linfócitos T CD4 do sangue periférico, são células caracterizadas pela expressão constitutiva das moléculas FOXP3, GITR, CTLA-4 e altos níveis de CD25. As alterações deletérias nesta população resultam o desencadeamento de doenças auto-imunes em camundongos, muito semelhantes às doenças auto-imunes humanas. A presente revisão aborda os conhecimentos básicos sobre as T REGS e seu estudo em doenças reumáticas de classificação auto-imune, abrindo perspectivas para o entendimento dos mecanismos de regulação periférica e sobre a fisiopatologia dessas enfermidades. Apresenta, ainda, a perspectiva de futuras abordagens terapêuticas fundamentadas na manipulação dessas células. Resumo em inglês The healthy immune system must keep the delicate balance between the capacity to respond to exogenous antigens and to keep the tolerance to endogenous antigens. In the absence of an adequate response to exogenous agents the individual is subjected to the deleterious effect of the invasion for pathogens. On the other hand, if the immune system responds in an unwary exacerbated way harmful inflammatory consequences may result. Well-established mechanisms of maintaining self (mais) -tolerance include clonal deletion and anergy. Despite the functional evidence in favor of the existence of suppressor T cells, for many years immunologists failed to identify the phenotypic characteristics and to confirm the existence of these lymphocytes. The recent demonstration of different phenotypes of cells, now designated regulatory T cells, reintroduced the paradigm of active regulation of auto-reactivity by particular subtypes of lymphocytes. This subject is of great interest in the contemporary literature. It has been shown that excess regulatory function may be associated with increased susceptibility to infectious and neoplastic diseases. On the other hand decreased regulatory function may cause autoimmunity. In fact, several experimental models of diverse autoimmune conditions have been developed by decreasing or abolishing regulatory T cells. Counterpart of this phenomenon has been sought for in several human autoimmune diseases. At this moment it seems that the most important subtype of regulatory cells are the natural regulatory T cells (TREGS), which represent about 5% of peripheral blood CD4 T lymphocytes. These cells are characterized by the constitutive expression of FOXP3, GITR, CTLA-4 and high levels of CD25. The present article reviews the basic knowledge on the TREGS and the several studies describing the status and function of these cells in autoimmune rheumatic diseased.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Mecanismos de resposta imune às infecções/ Immune response mechanisms to infections

Machado, Paulo R. L.; Araújo, Maria Ilma A. S.; Carvalho, Lucas; Carvalho, Edgar M.
2004-12-01

Resumo em português O conhecimento dos principais mecanismos de defesa imune contra os diversos agentes infecciosos permite a compreensão da patogênese das doenças infectoparasitárias e das várias estratégias do hospedeiro e do parasita. O sistema imunológico atua numa rede de cooperação, envolvendo a participação de muitos componentes estruturais, moleculares e celulares. Nesse cenário encontra-se o delicado equilíbrio entre a saúde e a doença, em que tanto a deficiência qua (mais) nto o exagero resultam em dano tecidual. Este artigo explora esses aspectos e algumas abordagens terapêuticas que surgem desse entendimento. Resumo em inglês Knowledge acquired about the main immune mechanisms protecting against various infectious agents leads to a better understanding of the pathogenesis of infectious/parasitic diseases and of various strategies specific to the host and parasite. The immune system performs along a cooperation network, which involves the participation of several structural, molecular and cellular components. The fine balance between health and disease is found in this scenario, in which defici (mais) ency as much as excess may result in tissue damage. This article explores such aspects and a number of therapies arising from the knowledge acquired.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Papel da dieta na prevenção e no controle da inflamação crônica: evidências atuais/ Role of diet on chronic inflammation prevention and control: current evidences

Geraldo, Júnia M.; Alfenas, Rita de C. G.
2008-08-01

Resumo em português Sabe-se que a inflamação crônica de baixa intensidade está presente em vários estágios das doenças crônicas não transmissíveis, incluindo as cardiovasculares, a obesidade, o diabetes melito, entre outras. Tanto estudos observacionais quanto ensaios clínicos indicam que a dieta desempenha importante papel na redução do risco dessas doenças. O presente trabalho discute as pesquisas que associaram a composição de macronutrientes da dieta com os níveis de mar (mais) cadores inflamatórios. Sugere-se que os padrões dietéticos caracterizados por elevado consumo de alimentos de alto índice glicêmico, pobres em fibra e ricos em gordura trans, causem ativação do sistema imune inato, levando à excessiva produção de mediadores pró-inflamatórios, com concomitante redução dos antiinflamatórios. Apesar de os resultados serem controversos, a adoção de hábitos alimentares saudáveis, com redução da ingestão de gordura (em especial as trans e as saturadas), e o aumento do consumo de frutas, hortaliças e cereais integrais parecem estar associados com a melhora do estado inflamatório subclínico. Resumo em inglês It is known that low chronic inflammation occurs in several stages of non transmissible chronic diseases, including cardiovascular diseases, obesity and diabetes mellitus, among others. Observational studies and clinical trials indicate that diet plays an important role in the reduction of such diseases. The present manuscript discusses the studies that linked diet macronutrient composition and the levels of inflammatory markers. It has been suggested that the consumption (mais) of high glycemic index diets, which have low fiber content and are rich in trans fat cause the activation of the immune system, leading to excessive production of pro-inflammatory mediators and the reduction of the anti-inflammatory ones. Although the results are controversial, healthy dietary intakes with the reduction in fat intake (especially trans and saturated fat) and the increase in fruits, vegetables, and whole grain consumption seem to be associated with the improvement in subclinical inflammatory condition.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Adição da vitamina E aos alimentos: implicações para os alimentos e para a saúde humana/ Adding vitamin E to foods: implications for the foods and for human health

Batista, Ellencristina da Silva; Costa, André Gustavo Vasconcelos; Pinheiro-Sant'ana, Helena Maria
2007-10-01

Resumo em português A ingestão de vitamina E em doses acima das estabelecidas pelas Dietary Reference Intake, na forma de alimentos ou suplementos, está relacionada à prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, à estimulação do sistema imune e à modulação dos processos degenerativos relacionados ao envelhecimento. Por outro lado, a adição de vitamina E aos alimentos com o intuito de alcançar tais efeitos ainda não é comum, porque não há consenso sobre a dose a ser (mais) consumida. Em muitas populações tem sido necessário ingerir alimentos fortificados com vitamina E, para alcançar os níveis recomendados para a ingestão adequada. Este trabalho enfoca o papel da vitamina E como um componente antioxidante utilizado pela indústria alimentícia, como um composto que exerce funções específicas no organismo humano e no alimento e como um importante nutriente que, quando adicionado aos alimentos, é capaz de atuar contra a lipoperoxidação e contribuir para o aumento de sua ingestão, além de poder reduzir os efeitos deletérios dos processos oxidativos que ocorrem no organismo humano, prevenindo as doenças crônicas não transmissíveis. Resumo em inglês Taking vitamin E in higher doses than those recommended by the Dietary Reference Intake in foods or supplements helps prevent non-communicable chronic diseases, stimulates the immune system and modulates the degenerative processes associated with aging. On the other hand, the addition of vitamin E to foods to obtain those effects is not common yet because there is no consensus on an ideal dose. Vitamin E has been added to the foods consumed by some populations because the (mais) ir intake used to be below the recommended amount. This study focuses on the role of vitamin E (1) as an antioxidant used by the food industry, (2) as acompound with specific functions in the human body and in foods, (3) as an important nutrient that, when added to foods, is capable of inhibiting lipoperoxidation and increase its intake and (4) as a substance that might be capable of reducing the deleterious effects of the oxidative processes that occur in the human body and therefore helping to prevent non-communicable chronic diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Citocinas pró-inflamatórias e dor/ Pro-inflammatory cytokines and pain

Kraychete, Durval Campos; Calasans, Maria Thais de Andrade; Valente, Camila Motta Leal
2006-06-01

Resumo em português Este artigo revisa a interação entre citocinas, células da glia e o mecanismo de dor. O ser vivo é capaz de identificar um estímulo agressivo e memorizá-lo para sua defesa diante de uma nova ameaça, através de fenômenos motores de retirada e ativação do sistema nervoso simpático. Como as células da glia possuem os mesmos sistemas de receptores e de transdutores do sinal que os neurônios, há interação dinâmica entre essas células na amplificação da res (mais) posta neuronal à agressão periférica ou central. Em ambas, a lesão tissular ativa as células endoteliais, a micróglia e os astrócitos, com conseqüente infiltração de células do sistema imune no local da agressão, e a produção de citocinas e de quimiocinas. De forma que, na persistência do estímulo agressivo local, as propriedades auto-regulatórias da resposta glial não seriam mais capazes de manter adequadamente a homeostase bioquímica, evoluindo o neurônio para disfunção celular e morte programada. Por outro lado, em doenças que cursam com processo inflamatório agudo ou crônico, é possível que as citocinas induzam o organismo a criar uma série de respostas na tentativa de acelerar as reações enzimáticas defensivas, reduzir a replicação de patógenos, aumentar a proliferação de células imune, imobilizar a área que foi lesada e conservar energia. Desse modo, as citocinas podem ser reconhecidas por neurônios e utilizadas para desencadear diversas reações intracelulares que irão determinar alterações na atividade elétrica do nervo por tempo indefinido. Resumo em inglês This review aims to describe the interaction between cytokines, glial cells and pain mechanism. Humans can identify an aggressive stimulus and memorize it for their own defense to face new threats through a withdrawal motor phenomenon and sympathetic nervous system activation. As the glial cells have the same receptors and transduction systems as neurons, there is dynamic interaction between these cells in the amplification of neuronal response to the peripheral or centra (mais) l aggression. In both, tissue injury activates endothelial cells, the microglia, the astrocytes, permeating the site with immune cells and producing cytokines and chemiokines. If the aggressive stimulus persists, glial responses' self-regulatory properties would not be able to maintain appropriate biochemical homeostasis making the neuron develop to cell dysfunction and programmed death. From the other side, in diseases with chronic or acute inflammatory process it is possible that cytokines induce responses in order to accelerate defensive enzymatic reactions, reduce pathogenic replication, increase immune cells proliferation, fix injured site and conserve energy. And so, cytokines can be recognized by neurons and used to provoke several intracellular reactions that will determine electric nervous activity alterations for undetermined time.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Anticorpo anticitoplasma de neutrófilos (ANCA) em pioderma gangrenoso, um marcador sorológico para associação com doenças sistêmicas: estudo de oito casos/ Antineutrophil cytoplasmic antibody (ANCA) in pyoderma gangrenosum, a serologic marker for associated systemic diseases: a study of eight cases

Cabral, Virgínia Lúcia Ribeiro; Miszputen, Sender Jankiel; Catapani, Wilson Roberto
2004-02-01

Resumo em português FUNDAMENTOS: A etiopatogenia da retocolite ulcerativa inespecífica (RCUI) e de suas manifestações extra-intestinais permanece em discussão, embora o envolvimento do sistema imune seja enfatizado, e uma possível participação dos neutrófilos é demonstrada pela detecção do anticorpo anticitoplasma de neutrófilo (ANCA) nessa doença inflamatória intestinal. O pioderma gangrenoso (PG) é considerado manifestação cutânea rara da retocolite ulcerativa, e o Anca t (mais) ambém tem sido detectado nessa dermatose. OBJETIVOS: Investigar a relação entre o comportamento clínico da RCUI e o aparecimento do PG e sua associação com ANCA. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Anca foi pesquisado nos soros de oito pacientes com PG, quatro apresentando RCUI, e os outros, PG não associado a doenças sistêmicas. RESULTADOS: Não se detectou o Anca nos soros dos portadores exclusivamente de pioderma gangrenoso. Dois casos de pancolite em atividade inflamatória acompanhada de pioderma e colangite esclerosante primária (CEP) apresentaram positividade para ANCA, enquanto os soros de dois outros pacientes com RCUI e PG tiveram resultados negativos. CONCLUSÕES: A Presença de ANCA nos soros de pacientes com PG associado a RCUI e CEP sugere que a associação com CEP seja responsável pela positividade do ANCA na presente amostra. Resumo em inglês BACKGROUND: The pathogenesis of Ulcerative Colitis (UC) and its extraintestinal manifestations remain uncertain, although involvement of the immune system is emphasized. The likely importance of neutrophils is demonstrated by detection of the antineutrophil cytoplasmic antibody (ANCA) in this inflammatory bowel disease. Pyoderma Gangrenosum (PG) is an idiopathic skin condition and a rare cutaneous manifestation of UC. ANCA has also been reported in the latter dermatosis. (mais) OBJECTIVES: To invetigate the relationship between clinical features of UC and the appearance of PG and its association with ANCA. PATIENTS AND METHODS: ANCA was determined in sera from eight patients with PG. Four out of eight patients had pyoderma gangrenosum associated-UC, and in four cases no identified systemic disease was associated. RESULTS: The search for ANCA yielded negative results in sera from all four patients with pyoderma not associated with systemic disease. Two cases with active and extensive colitis associated with PG and primary sclerosing cholangitis (PSC) were positive for ANCA. Sera from two other patients with both UC and PG had negative test results. CONCLUSIONS: The presence of ANCA in patients with PG associated with UC and PSC suggests that its association with PSC is responsible for ANCA positivity in this subset of patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Colite por citomegalovirus em paciente transplantada renal: relato de caso e revisão da literatura/ Citomegalovirus colitis in kidney transplant patient: case report and literature review

Hossne, Rogério Saad; Prado, Renê Gamberini; Bakonyi Neto, Alexandre
2007-06-01

Resumo em português A infecção do citomegalovírus ocorre geralmente em pacientes imunocomprometidos sejam pós-transplantados ou pelas doenças que comprometem o sistema imune (AIDS); apresentamos um caso de um paciente do sexo feminino de 49 anos de idade, que se encontrava em pós-operatório tardio de transplante renal (14 anos), fazendo uso de medicações imunossupressoras. Evolui com quadro de dor abdominal, perda do peso e diarréia não sanguinolenta na fase inicial, necessitando (mais) de hospitalização, durante a qual desenvolveu severos quadros de hematoquezia e hipotensão. Submetida a colonoscopia que revelou mucosa de aspecto friável, com úlceras do tipo aftóides, fibrina e formação de pseudopólipos; a biopsia revelou tratar-se de citomegalovírus. Evolui sem melhora com o uso do foscarnet r, necessitando de tratamento cirúrgico, indo a óbito após 5 dias. Resumo em inglês Cytomegalovirus infection frequently develops in immunocompromised patients, either in post-transplanted patients or in patients with diseases that affects the immune system, such as AIDS; we present a case of a 49 year old female patient in late post surgery (14 years) of a kidney transplant, using immunosuppressing medication. The patient presented abdominal pain, weight loss and initial diarrhea, she was hospitalized and developed severe hematochezia and hypotension. T (mais) he patient was submitted to a colonoscopy and presented friable aspect mucosa, with aphthoid ulcers, fibrin and pseudopolyp formation; biopsy revealed cytomegalovirus. Her condition did not improve after the use of foscarnet, and surgical treatment was necessary. The patient died 5 days later.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Síndrome inflamatória da reconstituição imunológica/ Immune reconstitution inflammatory syndrome

Nadal, Sidney Roberto; Manzione, Carmen Ruth
2009-03-01

Resumo em português Os esquemas de drogas antirretrovirais reduzem a letalidade e a morbidez da infecção pelo HIV, modificando o curso clínico das doenças oportunistas e das auto-imunes. Todavia, entre 10 e 25% dos doentes, a restauração do sistema imune provoca intensa reação contra as infecções co-existentes, causando manifestações atípicas por agentes oportunistas, com acentuada inflamação tecidual.. O conjunto dos parâmetros clínicos e laboratoriais resultantes dessa res (mais) posta inflamatória exacerbada tem sido denominado como síndrome inflamatória da reconstituição imunológica (SIRI). A piora clínica paradoxal de doença conhecida ou o aparecimento de nova afecção, depois do início dos antirretrovirais, caracterizam a síndrome.Os potenciais mecanismos incluem a recuperação parcial do sistema imune ou a resposta imunológica acentuada do hospedeiro ao estímulo antigênico. Parece haver duas apresentações distintas: uma precoce, que ocorre nos três primeiros meses após o início dos antirretrovirais, consequente à reação imunológica contra agentes oportunistas que se mantinham na forma de doença subclínica, e outra tardia, que surge após meses ou anos como evolução da reação imunológica contra patógenos oportunistas cujas manifestações seriam inesperadas. A síndrome acomete preferencialmente aqueles com contagens dos linfócitos T CD4 inferiores a 50/mm³ e carga viral muito alta, antes do início do HAART, bem como a presença não detectada de antígenos de microorganismos cujas manifestações clínicas seriam inesperadas. A maioria das manifestações é dermatológica, particularmente, herpes genital e verrugas. Entretanto, entre os co-infectados com Mycobacterium tuberculosis, Mycobacterium avium complex, Cryptococcus neoformans, a síndrome chega a acometer até 45% dos doentes. De interesse para o Proctologista, podemos citar casos relacionados ao herpes simples, herpes zoster, molusco contagioso, verrugas anogenitais, sarcoma de Kaposi, obstrução intestinal devida a histoplasmose disseminada e pancolite ulcerativa por CMV, levando a perfuração intestinal. A interação entre as equipes médicas deverá identificar a síndrome e definir o tratamento mais adequado para cada doente, evitando evoluções adversas. Resumo em inglês Highly active anti-retroviral therapy (HAART) reduces HIV infection mortality and morbidity, modifying natural history of opportunistic and auto-immune diseases. However, in 10 to 25% of patients, the immune system restoration will provoke severe reaction against co-existent infections, causing diseases, by opportunistic agents, with atypical features, and intense tissue inflammation. All clinical and laboratorial changes resulting from this increased inflammatory respons (mais) e are called immune reconstitution inflammatory syndrome (IRIS). Paradoxical clinic worsening of a known disease or appearance of a new one, after beginning of HAART, characterize this syndrome. Potential mechanisms include partial immune reconstitution or host increased immune response to the antigenic stimulus. There are two main forms: an earlier that arises up to the third month after HAART, due to immune reaction against opportunistic agents that remained in a sub-clinic disease; and other later that emerges after months or years as an immune reaction evolution against opportunistic agents whose manifestations were unexpected. This syndrome occurs mainly in those with less than 50/mm³ T CD4 and very high HIV viral load before HAART, as so non-detected antigens from micro-organisms whose clinical manifestations were unexpected. Most diseases are dermatological, mainly, genital herpes and warts. However, among those infected with Mycobacterium tuberculosis, Mycobacterium avium complex or Cryptococcus neoformans, the syndrome affects up to 45% of patients. For the sake of the Proctologist, we could mention cases of herpes simplex, herpes zoster, contagious moluscus, condylomata acuminata, Kaposi´s sarcoma, bowel obstruction due to disseminated hystoplasmosis and ulcerative colitis by CMV, causing enteric perforation. Interaction among medical staffs should identify the syndrome and define the best treatment for each patient, avoiding undesirable evolutions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Células-tronco hematopoéticas: utilidades e perspectivas/ Hematopoietic stem cells: uses and perspectives

Silva Junior, Francisco C. da; Odongo, Fatuma C. A.; Dulley, Frederico L.
2009-05-01

Resumo em português As células-tronco hematopoéticas (CTH) são células que possuem a capacidade de se autorrenovar e se diferenciar em células especializadas do tecido sanguíneo e do sistema imune. Na medicina, sua importância pode ser evidenciada por seu uso rotineiro do tratamento de doenças onco-hematológicas e imunológicas. A dificuldade de se encontrarem doadores compatíveis de medula óssea tem estimulado a busca por fontes alternativas de CTH, notadamente o sangue de cordã (mais) o umbilical e placentário (SCUP) e o sangue periférico. O número de unidades de SCUP armazenadas no mundo tem sido crescente desde a década de 1990. Em 2004 foi criada a rede BrasilCord, estabelecendo uma rede nacional de bancos de SCUP com o objetivo de aumentar as chances de localização de doadores e ampliar o número de bancos de SCUP no país. A despeito do baixo volume coletado e do maior tempo necessário para regenerar o tecido hematopoético, as CTH de SCUP vêm em alta concentração sanguínea, sua utilização como fonte de CTH para transplante apresenta menor risco de causar doença enxerto versus hospedeiro e possuem maior facilidade de obtenção do que as CTH provenientes de medula óssea. Resumo em inglês Hematopoietic stem cells (HSC) are cells capable of self-renewal and differentiation into specialized blood tissue and immune system cells. In medicine, their importance is evidenced by their routine use in the treatment of onco-hematological and immunologic diseases. The difficulty of finding compatible bone marrow donors has motivated the search for alternative sources of HSC, notably placental/umbilical cord blood (PUCB). The number of PUCB units stored worldwide has b (mais) een increasing since 1990. In 2004, the BrasilCord network was created, establishing a national network of PUCB banks with the aim of increasing the chances of finding donors and expanding the number of PUCB banks in the country. Despite the small volume collected and the greater amount of time required for the regeneration of the hematopoietic tissue, the blood concentration of HSC in PUCB is higher, their use as a source for HSC for transplantation presents a lower risk of causing graft versus host disease and they are more easily obtained compared to HSC originating from the bone marrow.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Comparação entre a eficácia da cimetidina e do sulfato de zinco no tratamento de verrugas múltiplas e recalcitrantes/ Efficacy comparison between cimetidine and zinc sulphate in the treatment of multiple and recalcitrant warts

Stefani, Mariane; Bottino, Giuliana; Fontenelle, Elisa; Azulay, David Rubem
2009-02-01

Resumo em português FUNDAMENTOS: Verrugas são proliferações epiteliais na pele e mucosas causadas por diversos tipos de HPV. Elas podem involuir espontaneamente ou aumentar em número e tamanho de acordo com estado imunitário do paciente. A cimetidina e o sulfato de zinco têm importante efeito no sistema imune, sendo usados como imunomoduladores no tratamento de diversas doenças. OBJETIVO:Comparar a eficácia terapêutica de cimetidina e sulfato de zinco no tratamento de verrugas cutâ (mais) neas de difícil tratamento. MÉTODOS: Estudo prospectivo duplo-cego randomizado. Dezoito pacientes com verrugas múltiplas foram divididos em dois grupos, um recebeu cimetidina 35mg/kg/dia (máximo 1.200mg/dia), e o outro, sulfato de zinco 10mg/kg/dia (máximo de 600mg/dia) por três meses. RESULTADOS: Dos 18 pacientes do estudo, nove receberam cimetidina, e nove, sulfato de zinco; apenas um do grupo do sulfato de zinco não completou o tratamento devido a náuseas e vômitos. Cura foi obtida em cinco pacientes tratados com sulfato de zinco, e apenas um não obteve alteração das lesões. Do grupo da cimetidina cinco não apresentaram modificação, e quatro apresentaram diminuição inferior a 30% das lesões iniciais. CONCLUSÕES: Sulfato de zinco na dose de 10mg/kg/dia parece ser mais efetivo que cimetidina para o tratamento de crianças e adultos com verrugas múltiplas e de difícil manejo. A pequena casuística deste trabalho não permite, entretanto, conclusão categórica. Resumo em inglês BACKGROUND: Warts are epithelial proliferations on the skin and mucous membrane caused by various types of HPV. They can decrease spontaneously or increase in number and size according to patient's immune status. Cimetidine and zinc sulphate have important effects on the immune system and are used as immunomodulators in the treatment of various diseases. OBJECTIVE: To compare the efficacy of cimetidine and zinc sulphate in the treatment of multiple and recalcitrant warts. (mais) METHODS: A random double-blind prospective study. Eighteen patients with multiple warts were divided into two groups: one took 35mg/Kg/day of cimetidine (maximum 1200 mg/day) and the other 10 mg/Kg/day of zinc sulphate (maximum 600 mg/day) for three months. Results: Among the 18 patients who participated in the study, nine took cimetidine and nine zinc sulphate. Just one patient in the zinc sulphate group did not complete treatment due to nausea and vomiting. Five patients who were treated with zinc sulphate were cured and only one did not show modifications in lesions. Among the group who was treated with cimetidine, five did not show modifications in lesions and four showed decrease from baseline below 30%. CONCLUSION: 10 mg/Kg/day zinc sulphate dose seems to be more effective than cimetidine for the treatment of children and adults with multiple and difficult-to-handle warts. However, the small number of patients did not enable any definitive conclusion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Lentivírus de pequenos ruminantes (CAEV e Maedi-Visna): revisão e perspectivas/ Lentiviruses of small ruminants (CAEV and Maedi-Visna): a review and perspectives

Callado, Ana Karina Cunha; Castro, Roberto Soares de; Teixeira, Maria Fátima da Silva
2001-09-01

Resumo em português Os lentivírus de pequenos ruminantes (SRLV), cujos protótipos são os vírus da Artrite-Encefalite Caprina (CAEV) e Maedi-Visna, são patógenos amplamente distribuidos, os quais causam doenças degenerativas progressivas lentas em caprinos e ovinos, determinando importantes perdas econômicas. Estes vírus causam infecções persistentes com período de incubação longo e causam inflamatórias e degenerativas. As lesões são induzidas em tecidos específicos do hospe (mais) deiro como articulações, pulmões, CNS e glandulas mamárias devido à replicação viral em células da linhagem monocítico-fagocitária que são as principais células-alvo. A infecção ocorre principalmente durante os primeiros meses de vida, através da ingestão de vírus no leite ou colostro de cabras ou ovelhas infectadas. A indução da resposta imunológica é variável e não protege contra a infecção. O diagnóstico é baseado primariamente na detecção de anticorpos para SRLV, geralmente por imunodifusão em gel de agar (AGID) e enzyme linked immunosorbent assay (ELISA). O diagnóstico e separação ou descarte dos animais soropositivos associado ao uso de certas práticas de manejo, especialmente das crias, são os principais meios implementados para prevenir a disseminação de SRLV, uma vez que ainda não existe vacina contra o vírus. As estratégias adotadas pelos SRLV para enfrentar o sistema imune dificultam o diagnóstico da infecção, controle ou prevenção da disseminação de SRLV. Esta revisão apresenta alguns aspectos das lentivíroses de pequenos ruminantes baseadas em estudos filogenéticos de amostras isoladas, aspectos clínicos e imunopatológicos. Resumo em inglês Small ruminant lentiviruses (SRLV), whose prototypes are Caprine Arthritis-Encephalitis virus (CAEV) and Maedi-Visna virus, are the causative agents of slow progressive degenerative diseases of goats and sheep (infected animals), responsible for significant economic losses. These viruses cause persistent infections with long periods of incubation and induce inflammatory and degenerative lesions. The lesions are induced in target organs of the host such as joints, CNS, lun (mais) gs and mammary glands due to viral replication in cells of the monocyte/macrophage lineage which is the main target cell. Infections occur particularly in the young and are acquired through ingestion of virus in milk or colostrum from infected does or ewes. The induction of immune response is variable and does not protect against the infection. Diagnosis is primarily based on the presence of SRLV antibodies usually detected by agar gel immunodiffusion (AGID) or enzyme linked immunosorbent assays (ELISA). As no vaccine is available, most often employed schemes to prevent spread of SRLV are based on segregation or/and culling of positive animals associated with management practices, especially the offspring. The strategies of SRLV for dealing with the immune system make difficult to accomplish diagnosis of infection, control or prevention of the viral spread. This review shows aspects of SRLV based on their phylogenetic studies of fields isolates, clinical, and immuno-pathological features.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Repercussões imunológicas dos distúrbios do sono: o eixo hipotálamo-pituitária-adrenal como fator modulador/ Immune outcomes of sleep disorders: the hypothalamic-pituitary-adrenal axis as a modulatory factor

Palma, Beatriz Duarte; Tiba, Paula Ayako; Machado, Ricardo Borges; Tufik, Sergio; Suchecki, Deborah
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar a literatura a respeito da interação entre sono e sistema imunológico. MÉTODO: Busca no Web of Science e no PubMed com os descritores: sono, privação de sono, estresse, eixo hipotálamo-pituitária-adrenal, sistema imunológico e doenças auto-imunes. RESULTADOS: Foram encontrados 588 artigos no Web of Science. As 61 referências mais significativas e mais relacionadas aos objetivos do estudo foram utilizadas. Foram incluídos artigos originais e d (mais) e revisão. CONCLUSÃO: A privação de sono e o sistema imunológico exercem e sofrem influências mútuas. A privação de sono é considerada um estressor, uma vez que induz a elevação do cortisol em seres humanos - ou da corticosterona em roedores. Os glicocorticóides, por sua vez, exercem um efeito imunossupressor. Por essas razões, foi proposto que o aumento da ativação do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal seja um importante mediador das alterações imunológicas observadas em pacientes com insônia ou privados de sono. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the literature on the interaction between sleep and the immune system. METHOD: A search on Web of Science and Pubmed database including the keywords sleep, sleep deprivation, stress, hypothalamic-pituitary-adrenal axis, immune system, and autoimmune diseases. RESULTS: On Web of Science, 588 publications were retrieved; 61 references, more significant and closer to our objective, were used, including original articles and review papers. CONCLUSION: Sle (mais) ep deprivation and immune system exert a bidirectional influence on each other. Since sleep deprivation is considered a stressor, inasmuch as it induces elevation of cortisol or corticosterone levels in humans and rodents, respectively, and given the well-known immunosuppressive effect of glucocorticoids, we propose that increased activation of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis is a major mediator of the immune alterations observed in patients with insomnia or in sleep deprived subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Inter-relação entre asma, atopia e infecções helmínticas/ Interrelationship among asthma, atopy, and helminth infections

Ponte, Eduardo Vieira; Rizzo, José Ângelo; Cruz, Álvaro Augusto
2007-06-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivo descrever as principais evidências encontradas na literatura acerca da inter-relação entre infecções helmínticas, atopia e asma. Foi feita uma revisão não sistemática da literatura. Encontramos numerosas publicações sobre o tema nas quais se verifica controvérsia quanto à capacidade das infecções por geohelmintos de inibir a reatividade ao teste alérgico cutâneo e os sintomas das doenças alérgicas. Por outro lado, estudos (mais) em pacientes infectados por Schistosoma spp., apesar de escassos, sugerem que estes helmintos são capazes de inibir a reatividade ao teste alérgico cutâneo e os sintomas de asma. Nos estudos in vitro, as evidências sugerem que as helmintíases inibem as respostas imunes mediadas por linfócitos T auxiliares do tipo 1 e 2, o que abre novas possibilidades terapêuticas para o tratamento de doenças do sistema imunológico. Resumo em inglês To describe the principal evidence in the literature regarding the interrelationship among helminth infections, atopy, and asthma, a nonsystematic review of the literature was conducted. Among the publications on the subject, we found a number in which there was controversy regarding the capacity of geohelminth infections to inhibit responsiveness to skin allergy tests and to minimize the symptoms of allergic diseases. However, although small in number, studies of patient (mais) s infected with Schistosoma spp. suggest that these helminths can inhibit the responsiveness to skin allergy testing and minimize asthma symptoms. Evidence provided by in vitro studies suggests that helminthiases inhibit T helper 1- and T helper 2-type immune responses. This opens new therapeutic possibilities for the treatment of immune system diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Células natural killer e vigilância imunológica/ Natural killer cells and immune surveillance

Jobim, Mariana; Jobim, Luiz F. J.
2008-08-01

Resumo em português OBJETIVOS: Analisar a importância das células natural killer, de seus receptores killer immunoglobulin-like receptors e correspondentes genes (KIR) na vigilância imunológica do organismo contra agentes infecciosos, transplantes de células-tronco hematopoiéticas, assim como sua participação na auto-imunidade. As características e o polimorfismo dos genes e receptores KIR na população brasileira serão descritos. FONTES DOS DADOS: Livros, artigos de revisão e ar (mais) tigos científicos recentes são citados e listados na bibliografia. A experiência pessoal é também apresentada. SÍNTESE DOS DADOS: Identificamos o perfil de genes e haplótipos KIR na população caucasóide brasileira, sendo de importância esse conhecimento para a análise da relação desse sistema com doenças. Examinamos 116 indivíduos doadores voluntários de medula óssea, identificando-se 32 genótipos e a presença de 51 e 49% de haplótipos A e B, respectivamente. Foi realizado estudo comparativo entre os nossos genótipos e os de outras populações. CONCLUSÕES: A imunidade inata é uma barreira antiinfecciosa de importância em pediatria. Ela atua de maneira independente da imunidade celular e humoral, sendo mais rápida que as demais fontes de proteção do organismo. Ao mesmo tempo, ela estimula os linfócitos T CD8 a agirem e amplificarem a rede de proteção imunológica. Entretanto, como na maioria das vezes em que a imunidade atua, ela também pode ser prejudicial, agredindo o organismo por mecanismos auto-imunes ou mesmo, na sua ausência, oferecer espaço aos agentes infecciosos para agirem de forma impune. Resumo em inglês OBJECTIVES: To analyze the importance of natural killer cells, their killer immunoglobulin-like receptors (KIR) and genes in autoimmunity and in the immune surveillance against infectious agents and stem cells transplantation. The characteristics and polymorphisms of the KIR genes and receptors in the Brazilian population is described. SOURCES: Textbooks, review articles and recent scientific articles are cited and listed in the references. SUMMARY OF THE FINDINGS: KIR ge (mais) nes and haplotypes within a Brazilian Caucasian population were surveyed and analyzed to assess the future relationship of this system with diseases. Of 116 voluntary bone marrow donors, we identified 32 genotypes with frequencies of A and B haplotypes of 51 and 49%, respectively. A comparative analysis was performed between these genotypes and those from other populations. CONCLUSIONS: Innate immunity is an important anti-infectious barrier in newborns. It is independent of both cellular and humoral immunity, can be faster and confers great advantage in early age. At the same time, it stimulates CD8 T lymphocytes to act and amplify the immunological protection network. Nevertheless, as in the majority of situations in which immunity is activated, it can also be harmful, damaging the body through autoimmune mechanisms or even, through its absence, creating space for infectious agents to act free. Our study of a control group for KIR genotype and haplotypes in Brazilian Caucasoids could be used in future analyse of diseases related to these genes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Potencial de rendimento de grãos e outras características agronômicas e tecnológicas de novos genótipos de trigo/ Grain yield potencial and agronomic and technologic characteristics of new wheat genotypes

Felício, João Carlos; Camargo, Carlos Eduardo de Oliveira; Pereira, José Carlos Vila Nova Alves; Germani, Rogério; Gallo, Paulo Boller; Castro, Jairo Lopes de; Ferreira Filho, Antonio Wilson Penteado
2006-01-01

Resumo em português Estudou-se o comportamento de17 novos genótipos de trigo (Triticum aestivum L.) tendo como testemunha as cultivares IAC 370, IAC 289 e IAC 350 em experimentos semeados em dois sistemas de cultivo, sequeiro: Capão Bonito e Itapeva, e com irrigação por aspersão: Paranapanema, Ribeirão Preto e Mococa, no período de 2001 a 2002, no Estado de São Paulo. Avaliaram-se os rendimentos de grãos de cada genótipo em relação às diferentes condições de cultivo, tolerânc (mais) ia ao alumínio com o emprego de soluções nutritivas, reação às principais doenças fúngicas e a qualidade tecnológica da farinha. Destacaram-se, na média geral, quanto ao rendimento de grãos os genótipos ALD/CEP76630//CEP73234/PF7219/3/BUC"S"/BYJ"S" e MARNG/BUC"S"//BLO"S" /PSN"S"/3/BUC/PVN"S", em cultivo de sequeiro e com irrigação por aspersão, respectivamente. Os genótipos CNO79/PRL"S'//IAC 227 e RAC 646/BH 1146 foram tão tolerantes à toxicidade de Al3+ quanto a cultivar tolerante BH 1146. A incidência da ferrugem-da-folha não foi constatada nos genótipos CHAT"S"/CEP7780//PRL"S"/ BOW"S'", SABUF, WG 3070/2*WEAVER e ALDAN"S"/IAS 58//IAC 60 que foram imunes à doença, no biênio em estudo, em ambos os sistemas de cultivo. Todos os genótipos foram suscetíveis aos agentes causais das manchas foliares. A qualidade tecnológica das amostras de farinhas procedentes de Capão Bonito, Região Sudoeste, foram superiores às obtidas em Ribeirão Preto, Região Central do Estado São Paulo. Resumo em inglês Seventeen new wheat (Triticum aestivum L.) genotypes and the control cultivars IAC 370, IAC 289 and IAC 350 were evaluated in experiments carried out in two cultivation systems, upland: Capão Bonito and Itapeva, and with sprinkler irrigation: Paranapanema, Ribeirão Preto e Mococa, during the years of 2001 and 2002, in the State of São Paulo, Brazil. Grain yield of each genotype in both cultivation systems, aluminum tolerance in nutritious solutions, reaction to the mai (mais) n fungic diseases and the technologic flour quality were evaluated. The genotypes ALD/CEP76630 //CEP73234/PF7219/3/BUC"S"/BYJ"S" and MARNG/BUC"S"//BLO"S"/PSN"S"/3/ BUC/PVN"S" showed good performance in upland and sprinkler irrigation system, respectively. The genotypes CNO79/PRL"S'//IAC 227 and RAC 646/BH 1146 were as tolerant to Al3+ toxicity as the tolerant cultivar BH 1146. CHAT"S"/CEP7780//PRL"S"/BOW"S'", SABUF, WG 3070/2*WEAUER and ALDAN "S"/IAS 58//IAC 60 genotypes were immune to the causal agent of leaf rust in the considered years and in both cultivation systems. All genotypes were susceptible to the causal agents of leaf spots. The technologic quality of the flour samples originated from Capão Bonito, Southeast region was superior to the ones from Ribeirão Preto, Central region of the State of São Paulo.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Vasculites pulmonares: novas visões de uma velha conhecida/ Pulmonary forms of vasculitis: new perspectives on an old acquaintance

Queluz, Thais Thomaz; Yoo, Hugo Hyung Bok
2005-07-01

Resumo em português A vasculite necrosante foi descrita em 1866 e seu espectro é muito amplo, uma vez que acomete vasos arteriais e venosos de todos os calibres e de vários órgãos, apresenta diversos tipos de infiltrados inflamatórios, tem um significante número de manifestações clínicas e pode ter ou não fatores desencadeantes identificáveis. A sempre controversa classificação das vasculites mudou radicalmente com a descoberta dos anticorpos anticitoplasma de neutrófilos em 19 (mais) 82, contemplando atualmente a doença de Goodpasture, as vasculites associadas aos anticorpos anticitoplasma de neutrófilos, as vasculites por imunocomplexos e outros tipos de vasculites. As evidências de que os anticorpos anticitoplasma de neutrófilos estão envolvidos na patogênese destas lesões trouxeram avanços consideráveis para o seu diagnóstico e tratamento. Granulomatose de Wegener, doença de Churg-Strauss e poliangeíte microscópica, todas vasculites associadas aos anticorpos anticitoplasma de neutrófilos, são as vasculites sistêmicas que mais acometem os pulmões. Suas manifestações clínicas comuns são tosse, hemorragia alveolar difusa ou asma de difícil controle. Na arterite de Takayasu, na doença de Behçet, na púrpura de Henoch-Schönlein e nas vasculites associadas às doenças do colágeno o acometimento pulmonar é mais raro. Em todos os casos há evidências de serem processos de origem imunológica e com base neste princípio são propostas as abordagens terapêuticas. Resumo em inglês Necrotizing vasculitis was first described in 1866. The condition encompasses a wide spectrum of symptoms, affecting arterial blood vessels of various calibers and in various organs. In addition, it is associated with many types of inflammatory infiltrate, and presents a significant number of clinical manifestations. The causative factor or factors may or may not be identifiable. The eternally controversial classification of the various forms of vasculitis changed radical (mais) ly after the discovery of antineutrophil cytoplasmic antibodies in 1982, and current classifications include Goodpasture's syndrome, forms of vasculitis related to antineutrophil cytoplasmic antibodies, forms caused by immune complexes and other forms. The evidence that antineutrophil cytoplasmic antibodies are involved in the pathogenesis of such conditions led to considerable advances in the diagnosis and treatment of vasculitis. Wegener's granulomatosis, Churg-Strauss syndrome and microscopic polyangiitis, all forms of vasculitis that have been associated with antineutrophil cytoplasmic antibodies, are the systemic forms that most affect the lungs. The most common presentation of such forms is characterized by cough, diffuse alveolar hemorrhage or difficult-to-control asthma. In Takayasu's arteritis, Behçet's disease and Henoch-Schönlein purpura, as well as in forms of vasculitis related to collagen diseases, pulmonary involvement is less common. In all forms of vasculitis, there is evidence that immune system processes are involved. It is based on this knowledge that new therapeutic approaches are proposed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Vacinação em pacientes imunossuprimidos e com doenças reumatológicas auto-imunes/ Vaccination for immunocompromised patients and patients with autoimmune rheumatic diseases

Luz, Karine Rodrigues da; Souza, Deborah Colucci Cavalcante de; Ciconelli, Rozana Mesquita
2007-04-01

Resumo em português A vacinação é uma das formas de prevenção para doenças infecciosas. Pacientes com doenças reumatológicas apresentam uma maior prevalência de doenças infecciosas quando comparados com a população em geral, seja devido à deficiência imune da doença de base ou pelo uso de terapia imunossupressora. Portanto, a vacinação é uma medida eficaz para a redução da morbidade e mortalidade nesses pacientes. O objetivo deste artigo é mostrar a segurança e eficáci (mais) a das vacinas em pacientes imunossuprimidos e com doenças reumatológicas auto-imunes. De um modo geral, as vacinas de bactérias e vírus mortos são seguras em pacientes com doenças reumatológicas, mesmo em uso de terapias imunossupressoras. A vacinação é eficaz para a grande maioria dos pacientes, sendo que uma pequena parcela destes não apresentam resposta imunológica satisfatória pós-imunização. Vacinas com bactérias ou vírus vivos atenuados são, em geral, contra-indicadas em pacientes imunossuprimidos. Resumo em inglês Vaccination is a way to prevent infectious diseases. Infections are more prevalent among patients with rheumatic diseases when compared to the general population. This higher prevalence may be due to an immune system deficiency associated with the underlying condition or to the use of immunessupressive therapy. Vaccination is an effective measure to reduce morbidy and mortality in these patients. The aim of this article is to review safety and efficacy issues concerning d (mais) ifferent vaccines for immunocompromised patients and patients with autoimmune rheumatic diseases. In general, vaccines with killed bacteria or virus are safe for patients with autoimmune rheumatic diseases, even when they are taking immunessupressive therapy. The vaccination is effective to most patients because they usually accomplish an effective immune response. Administration of attenuated vaccines with live bacteria or virus to immunocompromised patients is contraindicated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Teores de carotenóides em mamão e pêssego determinados por cromatografia líquida de alta eficiência/ Carotenoid levels in papaya and peach determined by high performance liquid chromatography

Sentanin, Michelle Andriati; Rodriguez Amaya, Delia B.
2007-03-01

Resumo em português Os carotenóides são pigmentos naturais, responsáveis pela cor em muitos alimentos como frutas e vegetais, gema de ovo, pele e músculo de alguns peixes. Porém, sua importância também está relacionada a funções ou ações biológicas nos seres humanos, como atividade pró-vitamínica A, fortalecimento do sistema imunológico, diminuição do risco de doenças degenerativas como câncer, doenças cardiovasculares, degeneração macular e catarata. A determinação (mais) da composição de carotenóides em alimentos, portanto, é considerada prioritária mundialmente. O objetivo do presente estudo foi analisar quantitativamente, por cromatografia líquida de alta eficiência, os principais carotenóides presentes em três cultivares de mamão (Formosa, Golden e Sunrise) e três cultivares de pêssego (Xiripá, Coral e Diamante). Para cada cultivar, foram analisados cinco lotes durante o ano para mamão e durante a safra para pêssego. Os três cultivares de mamão apresentaram composição parecida com as médias dos conteúdos totais de licopeno, beta-criptoxantina e beta-caroteno variando de 18,5 a 23,9, 8,2 a 11,7 e 0,5 a 1,2 µg.g -1, respectivamente. Em relação ao pêssego, os cultivares Coral e Xiripá tiveram níveis muito baixos de carotenóides. O cultivar Diamante teve um teor total médio de 6,4 µg.g -1 de beta-criptoxantina, o carotenóide principal. Resumo em inglês Carotenoids are natural pigments responsible for the color of many foods such as fruit, vegetables, egg yolk, skin and the flesh of some fish. However, its importance is also related to biological functions or actions in humans, such as the provitamin A activity, enhancement of the immune system, reduction of the risk of degenerative diseases, such as cancer, cardiovascular diseases, macular degeneration and cataract. The determination of the carotenoid composition of foo (mais) ds is therefore considered a priority worldwide. The objective of the present study was to analyze quantitatively, by high performance liquid chromatography, the principal carotenoids of three cultivars of papaya (Formosa, Golden and Sunrise) and three cultivars of peach (Xiripá, Coral and Diamante). For each cultivar, five sample lots were analyzed, collected during the year for papaya and during the season for peach. The three papaya cultivars had a similar composition, the mean total contents of lycopene, beta-cryptoxanthin and beta-carotene varied from 18.5 to 23.9, 8.2 to 11.7 and 0.5 to 1.2 µg.g -1, respectively. In relation to peach, the cultivars Coral and Xiripá had very low levels of carotenoids. The cultivar Diamante had a mean total content of 6.4 µg.g -1 of beta-cryptoxanthin, the major carotenoid.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

O papel da prolactina no lúpus eritematoso sistêmico: onde estamos/ The prolactin role in systemic lupus erythematosus: where we are

Glezer, Andrea; Paraiba, Diane Belchior; Carvalho, Jozélio Freire de
2009-04-01

Resumo em português A prolactina (PRL) é um hormônio fundamental para a galactopoiese, porém, desempenha também outras diversas funções no papel de citocina, como a imunomodulação. A PRL é secretada pela maioria das células do sistema imunológico, estimulando a proliferação, diferenciação e maturação de linfócitos T e B, amplificando a ação de IL-2 e promovendo a inibição da apoptose dessas células. Há diversas evidências da participação da PRL na fisiopatologia da (mais) s doenças autoimunes, especialmente do lúpus eritematoso sistêmico (LES), epidemiológicas e provenientes de estudos em modelos animais, in vitro e in vivo. A presença da PRL monomérica, biologicamente ativa, correlaciona-se com a atividade lúpica, enquanto que a macroprolactinemia, caraterizada pela presença de um anticorpo anti-PRL, se correlaciona negativamente. Há ainda pontos que merecem melhor esclarecimento: Qual a origem da PRL nos pacientes com hiperprolactinemia (hipofisária versus extra-hipofisária)? Há aumento da bioatividade da PRL? Há mutações ou polimorfismos no gene da PRL ou de seu receptor? O tratamento da hiperprolactinemia ou o uso de agonistas da PRL podem mudar a história natural do LES? Resumo em inglês Prolactin (PRL) is a fundamental hormone to galactopoiesis. Nevertheless, it has many other actions, including a cytokine that modulates immune system. Most of immune cells secretes PRL, which stimulates proliferation, differentiation and maturation of T and B lymphocytes, amplifies IL-2 action and inhibits lymphocytes apoptosis. There are many evidences of the role of PRL in physiopathology of autoimmune diseases, especially systemic lupus erythematosus (SLE), as shown b (mais) y data from epidemiologic and animal models studies, in vitro and in vivo. Monomeric PRL, the biologic active isoform, correlates positively to lupus activity, while macroprolactinemia, characterized by an autoantibody anti-PRL, correlates negatively. There are still some issues that deserve more studies: which is the PRL origin in hyperprolactinemic patients (pituitary versus extrapituitary)?; is PRL bioactivity increased?; is there any mutations or polymorphisms in PRL gene and PRL receptor gene?, can hyperprolactinemia treatment or PRL antagonist change SLE natural history?

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

O estado da arte da cirurgia do baço, no início do século XXI/ The state-of-the-art in the surgery of the spleen, in the beginning of the 21st century

Christo, Marcelo Campos
2005-10-01

Resumo em inglês In the last fifty years evolution of scientific knowledge on the spleen provoked an entirely new approach to splenic surgery. It was shown that virulence may emerge as a significant consequence of environmental and evolutionary changes of some microbial communities, and devastating pathogenetic results of these changes become visible in human hosts without the splenic function. In other words: the spleen plays a pivotal role in the dynamic balance between biodiversity, mi (mais) croorganisms and immunogenecity in human hosts. Therefore, to preserve the "splenic immunologic repertoire" became an increasing commitment among surgeons. Understanding the integration of these multiple information on spleen, seems central to understand the new splenic surgery. Partial splenectomies (Réglées) - based on anatomical, experimental and clinical studies, developed at the University of Minas Gerais since the fifties - were successfully applied initially to treat the traumatic injuries of the spleen; in a following step, partial splenectomy were used to control hematological diseases. "Réglées" techniques on the spleen have conquered "ethical support, consilience status and clinical governance" to give birth to surgical therapeutic decisions on the spleen, in order to spare the structural integrity of the immune system. Splenic réglées procedures became a seminal achievement of splenic surgical practice. Initial results of "Partial splenectomies" - with conventional surgical armamentaria and techniques - were confirmed and improved by the introduction of techniques based on laparoscopic and endovascular approaches. And current usage of surgical splenic saving procedures propitiated the emergence of an appropriate lexicon for medical communication and became an "end point" of a "long-standing surgical inhibition" over the spleen.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Interações químico-fisiolóficas entre acidificantes, probióticos, enzimas e lisofosfolipídios na digestão de leitões/ Chemical and philosophic interactions of acidifiers, probiotics, enzymes and lysophospholipids in the piglest digestion

Silva Junior, Arnaldo da
2009-07-01

Resumo em português Uma digestão e absorção de nutrientes eficientes, associadas a um bom estado de saúde animal, são necessidades fundamentais na competitiva indústria de produção de proteína animal. Uma má absorção de nutrientes, além de causar perdas econômicas, é fonte de desequilíbrio na microflora microbiana intestinal, abrindo portas para diarréias e outras enfermidades intestinais, ou mesmo facilitando problemas sistêmicos de saúde animal. Estes problemas produtivo (mais) s tornam-se ainda mais críticos no cenário atual de aumento de risco com a progressiva restrição ao uso de antibióticos promotores de crescimento no mundo. Animais jovens, como os leitões, são mais suscetíveis a estes problemas devido ao seu estado de desenvolvimento incompleto, com menor quantidade de enzimas e capacidade digestiva, associado a um sistema imune imaturo e menos eficiente. O intestino destes animais se encontra em fase de colonização, mais suscetível a desequilíbrios de microflora e problemas entéricos. Diversas novas tecnologias vêm sendo desenvolvidas e implementadas para enfrentar estes desafios, como, por exemplo, as enzimas, os ácidos orgânicos, os lisofosfolipídios e os probióticos. Será discutido como a suplementação de dietas com estas tecnologias possui potencial para permitir a formulação de rações de menor densidade nutricional, gerando menor poluição ambiental, e como elas promovem melhor desempenho zootécnico e saúde animal. Também serão abordadas evidências que apontam para a atuação conjunta e potencialmente sinérgica destas tecnologias no trato gastrointestinal para aumentar a digestibilidade dos nutrientes e afetar de forma positiva o equilíbrio da microflora residente no intestino. Resumo em inglês An efficient digestion and nutrients absorption, coupled with good animal health status, are fundamental needs in the competitive animal protein industry. Poor absorption of nutrients cause economic losses, and are a source of imbalance in the microbial intestinal microflora, opening doors to diarrhea and other intestinal diseases, or even facilitating systemic problems of animal health. These problems become even more critical in the current scenario of increased risk wi (mais) th the progressive restriction of the use of antibiotic growth promoters around the world. Young animals, as piglets, are more susceptible to these problems due to the incomplete state of development of these animals, with less capacity and digestive enzymes, associated with an immature and less efficient immune system. The intestine of these animals is still in colonization process, so there is higher susceptibility to microflora imbalance and enteric problems. Several new technologies have been developed and implemented to address these challenges, such as Enzymes, Organic Acids, Probiotics and Lysophospholipids. A discussion will be presented showing how the supplementation of diets with these technologies have the potential to allow the formulation of lower nutrient density diets, generating less environmental pollution, and promoting better livestock performance and animal health. There are several evidences that point to a potentially synergistic activity of these technologies in the gastrointestinal tract increasing the digestibility of nutrients and promoting a positive balance of the resident intestinal microflora.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Interações imunocerebrais e implicações nos transtornos psiquiátricos/ Brain-immune interactions and implications in psychiatric disorders

Marques, Andrea H; Cizza, Giovanni; Sternberg, Esther
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Nesta revisão será focado o papel das citocinas no sistema nervoso central e suas implicações para o quadro depressivo. Posteriormente, serão discutidos os principais achados sobre medidas de citocinas em pacientes com depressão maior. MÉTODO: Foi realizada uma pesquisa no Pubmed selecionando estudos entre 1999-2007, utilizando as seguintes palavras-chave: "depression, cytokine"; "depressive disorder, cytokine". Focou-se nos estudos de medidas de citocina (mais) s pró-inflamatórias em pacientes com síndrome depressiva que utilizaram critérios DSM. RESULTADOS: Várias linhas de evidência sugerem que as citocinas possam exercer um papel na depressão. Entre elas, destacam-se: citocinas induzindo a "comportamento doentio"; doenças clínicas relacionadas com citocinas também apresentam associação com quadros depressivos; uso de imunoterapia levando ao desenvolvimento de depressão. Além disso, níveis elevados de citocinas pró-inflamatórias em pacientes com depressão foram relatados, apesar de resultados contraditórios. CONCLUSÃO: O papel das citocinas na fisiopatologia em alguns casos de depressão é descrito; porém, uma relação causal não foi ainda estabelecida. Novos estudos são necessários para determinar padrões específicos de citocinas em pacientes com depressão, levando em consideração outros fatores associados à ativação imunológica. Além disso, medidas simultâneas de múltiplos marcadores biológicos podem gerar informações importantes para a compreensão dos mecanismos fisiopatológico da depressão e em doenças relacionadas à produção de citocinas. Resumo em inglês OBJECTIVE: This review will focus on the role of cytokines in the central nervous system and its implications to depressive disorder. We will then discuss the main findings of cytokine measurements in patients with major depressive disorder. METHOD: We searched Pubmed for studies published from 1999-2007, using the keywords depression and cytokine; and depressive disorder and cytokine. We have focused on pro-inflammatory cytokine measurements in patients with depression s (mais) yndrome using DSM-criteria. RESULTS: Several lines of evidence suggest that cytokines have effects on depression, such as the induction of sickness behavior; clinical conditions related to cytokines that also overlap depressive symptoms; and immunotherapy that can lead to depressive symptoms attenuated by antidepressant treatment. Finally, patients with depression exhibit increased levels of pro-inflammatory cytokines, although conflicting results have been described. CONCLUSION: Cytokines may play a role in the pathophysiology of some cases of depression, although a causal link has not been established yet. Further longitudinal studies are needed to determine patterns of cytokine in patients with major depressive disorder, taking into account confounding factors closely associated with the activation of pro-inflammatory cytokines. In addition, simultaneous measurements of multiple biomarkers could provide critical insights into mechanisms underlying major depressive disorder and a variety of common cytokine-related diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Estudo da subnotificação dos casos de Aids em Alagoas (Brasil), 1999-2005/ Study of the under-reporting of Aids cases in Alagoas (Brazil), 1999-2005

Rique, Juliana; Silva, Maria Dolores Paes da
2011-02-01

Resumo em português A subnotificação dos casos de Aids dificulta e até mesmo impossibilita o planejamento de ações para o controle da epidemia. Este estudo foi realizado com o objetivo de verificar a subnotificação dos casos de Aids no período de 1999 a 2005 em Alagoas. Analisaram-se as declarações de óbito (DO) por Aids, registradas no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) comparando-as com o Sistema de Informação de agravos de notificação (Sinan), utilizando a téc (mais) nica de relacionamento entre bancos de dados em Alagoas. O percentual de subnotificação no período foi de 12,4%. Entre os 49 óbitos estudados, 67% (33) ocorreram no sexo masculino e 33% (16) no feminino, observando-se uma razão entre os sexos de 2:1. Com relação à escolaridade, 4,08% (2) e 6,12% (3) estavam relacionadas às faixas de 1 a 3 e de 4 a 7 anos de estudo, respectivamente. A faixa etária que apresentou o maior número de óbitos foi entre 20 e 49 anos, tanto no sexo feminino (11; 68,7%) como no masculino (23; 69,6%). A subnotificação revelada pela diferença entre óbitos por Aids registrados no SIM e ausentes no Sinan como casos da doença alerta para a necessidade de serem implementadas políticas públicas dirigidas ao problema. Resumo em inglês The under-reporting of Aids (Acquired Immune Deficiency Syndrome) cases makes it difficult and even impossible to plan means to control the epidemic. This study aims to check out the under-reporting of Aids cases from 1999 to 2005 in Alagoas (Brazil). The deaths certificates causes by Aids stored at the Mortality Data System (SIM) in comparison to the Data System of Notification Diseases (Sinan), has been analyzed using the technique of relationship between these two data (mais) systems in Alagoas. According to the study, the proportion of under-reporting of Aids cases during this period was of 12.4%. Among the 49 deaths studied, 67% (33) were men and 33% (16) were women configuring a gender rate of 2:1. As to education level, 4,08% (2) and 6,12% (3) of the deaths by Aids were of people having 1 to 3 and from 4 to 7 years of study, respectively. The age group that presented the largest number of deaths was from 20 to 49 years old, either female (11; 68,7%) or male gender (23; 69,6%). The comparison between the Mortality Data System and Data System for Disease Notification revealed a high proportion of under-reporting of deaths by Aids, stressing the need for a specific public policy on the matter.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Estudo da subnotificação dos casos de Aids em Alagoas (Brasil), 1999-2005/ Study of the under-reporting of Aids cases in Alagoas (Brazil), 1999-2005

Rique, Juliana; Silva, Maria Dolores Paes da
2011-02-01

Resumo em português A subnotificação dos casos de Aids dificulta e até mesmo impossibilita o planejamento de ações para o controle da epidemia. Este estudo foi realizado com o objetivo de verificar a subnotificação dos casos de Aids no período de 1999 a 2005 em Alagoas. Analisaram-se as declarações de óbito (DO) por Aids, registradas no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) comparando-as com o Sistema de Informação de agravos de notificação (Sinan), utilizando a téc (mais) nica de relacionamento entre bancos de dados em Alagoas. O percentual de subnotificação no período foi de 12,4%. Entre os 49 óbitos estudados, 67% (33) ocorreram no sexo masculino e 33% (16) no feminino, observando-se uma razão entre os sexos de 2:1. Com relação à escolaridade, 4,08% (2) e 6,12% (3) estavam relacionadas às faixas de 1 a 3 e de 4 a 7 anos de estudo, respectivamente. A faixa etária que apresentou o maior número de óbitos foi entre 20 e 49 anos, tanto no sexo feminino (11; 68,7%) como no masculino (23; 69,6%). A subnotificação revelada pela diferença entre óbitos por Aids registrados no SIM e ausentes no Sinan como casos da doença alerta para a necessidade de serem implementadas políticas públicas dirigidas ao problema. Resumo em inglês The under-reporting of Aids (Acquired Immune Deficiency Syndrome) cases makes it difficult and even impossible to plan means to control the epidemic. This study aims to check out the under-reporting of Aids cases from 1999 to 2005 in Alagoas (Brazil). The deaths certificates causes by Aids stored at the Mortality Data System (SIM) in comparison to the Data System of Notification Diseases (Sinan), has been analyzed using the technique of relationship between these two data (mais) systems in Alagoas. According to the study, the proportion of under-reporting of Aids cases during this period was of 12.4%. Among the 49 deaths studied, 67% (33) were men and 33% (16) were women configuring a gender rate of 2:1. As to education level, 4,08% (2) and 6,12% (3) of the deaths by Aids were of people having 1 to 3 and from 4 to 7 years of study, respectively. The age group that presented the largest number of deaths was from 20 to 49 years old, either female (11; 68,7%) or male gender (23; 69,6%). The comparison between the Mortality Data System and Data System for Disease Notification revealed a high proportion of under-reporting of deaths by Aids, stressing the need for a specific public policy on the matter.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

A importância dos níveis de vitamina D nas doenças autoimunes/ The importance of vitamin D levels in autoimmune diseases

Marques, Cláudia Diniz Lopes; Dantas, Andréa Tavares; Fragoso, Thiago Sotero; Duarte, Ângela Luzia Branco Pinto
2010-02-01

Resumo em português Além do seu papel na homeostase do cálcio, acredita-se que a forma ativa da vitamina D apresenta efeitos imunomoduladores sobre as células do sistema imunológico, sobretudo linfócitos T, bem como na produção e na ação de diversas citocinas. A interação da vitamina D com o sistema imunológico vem sendo alvo de um número crescente de publicações nos últimos anos. Estudos atuais têm relacionado a deficiência de vitamina D com várias doenças autoimunes, co (mais) mo diabetes mellitus insulino-dependente (DMID), esclerose múltipla (EM), doença inflamatória intestinal (DII), lúpus eritematoso sistêmico (LES) e artrite reumatoide (AR). O artigo faz uma revisão da fisiologia e do papel imunomodulador da vitamina D, enfatizando sua participação nas doenças reumatológicas, como o lúpus e a artrite reumatoide. Resumo em inglês In addition to its role in calcium homeostasis, it is believed that the active form of vitamin D has immunomodulatory effects on cells of the immune system, particularly T lymphocytes, as well as on the production and action of several cytokines. The interaction of vitamin D with the immune system has been the target of a growing number of publications in recent years. Current studies have linked the deficiency of vitamin D with different autoimmune diseases, including in (mais) sulin-dependent diabetes mellitus (IDDM), multiple sclerosis (MS), inflammatory bowel disease (IBD), systemic lupus erythematosus (SLE), and rheumatoid arthritis (RA). This article reviews the physiology and immunomodulatory role of vitamin D, emphasizing its involvement in rheumatic diseases such as SLE and RA.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)