Sample records for immune sera
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Comportamento imunológico e antigênico de cinco amostras de Toxoplasma gondii inoculadas em gatos/ Immunogenic and antigenic aspects from five Toxoplasma gondii strains inoculated in cats

Navarro, Italmar Teodorico; Vidotto, Odilon; Silva, Andréa Carlos Bekner da; Mitsuka, Regina; Jankevicius, José Vitor; Shida, Paula Namie; Cortês, José de Angelis
1998-09-01

Resumo em português A biologia do Toxoplasma gondii demonstra que o gato é o hospedeiro completo, responsável pela disseminação do parasito. Assim, dois gatos domésticos foram imunizados com cada uma das amostras, VPS (humano), LIV-IV e LIV-V (suíno), CPL (caprino) e CN (felino) de T. gondii. Foram utilizados taquizoítas vivos em inóculos endovenosos de 2x10(6) (1° inóculo} e 4x10(7) (2° inóculo - 35 dias após), exceto a amostra VPS, onde 1 gato morreu no 10° dia com s (mais) inais clínicos agudos da doença, nas outras amostras, nenhum sinal clínico foi constatado durante os 6 meses de observação. O nível de anticorpos na imunização foi acompanhado através da reação de imunofluorescência indireta (IFI) com conjugado anti-IgG de felino. Os títulos de anticorpos obtidos no 20° dia variaram de 1:1.024 a 1:4.096 e de 1:1.024 a 1:8.000 no 40° dia. Somente a amostra VPS expressou títulos de 1:16.000 no 30° dia da imunização. Títulos homólogos e heterólogos foram equivalentes sem nenhuma diferença entre as amostras. Quando soros imunes foram adsorvidos com taquizoítas vivos de cada amostra, a redução nos títulos de anticorpos foi demonstrada em ambos homólogos e heterólogos. Esses resultados sugerem que, embora diferente em virulência para gatos, a superfície antigênica é comum entre as amostras do T. gondii, com base no nível de anticorpo demonstrado pela IFI. Esses resultados também demonstram que, aparentemente, não há correlação entre virulência e as características sorológicas das amostras estudadas no T. gondii. Entretanto, a importância do teste IFI em diagnóstico laboratorial é reforçada. Resumo em inglês The biology of Toxoplasma gondii demonstrate that cats are the complete host responsable for the dissemination of this parasites. Two domestic cats were immunised with Toxoplasma gondii strains VPS (human), LIV-IV and LIV-V (porcine), CPL (caprine) and CN (feline). Live tachyzoites were utilized in intravenous inoculation of 2x10(7) (first inoculum) and 4x10(7) (second inoculum - 35 days later), except for strain VPS, where one cat died 10 days after the first inoculation (mais) and another showed symptoms of acute toxoplasmosis. In all other strains, no clinical signs were detected during 6 months of observation. The antibody response after immunization was monitored by indirect immunofluorescence (IF) test by the use of anti-cat IgG conjugate. The antibody titers obtained at the 20th day varied from 1:1,024 to 1:4,096 and from 1:1,024 to 1:8,000 at the 40th day. Only the VPS strain attained titers of 1:16,000 at the 30th day of immunization. Homologous and heterologos titers were equivalem without any difference among the strain. When the immune sera were adsorbed with live tachyzoites, a reduction in the antibody titers was demonstrated both in homologous and heterologous levels. These results suggest that although dijferences in virulence for cats are evident among the strains. The surface antigens are commom among the T. gondii strains on the basis of IF antibody level. The results also demonstrated that apparently there is no correlation between virulence and serological characteristics of the studied strains of Toxoplasma gondii. However the importance of the IF test in the laboratorial diagnosis of Toxoplasmosis is reinforced.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Identificação sorológica intratípica de poliovírus pelo "método da comparação dos índices de neutralização"/ Intratypic serodifferentiation of polioviruses by comparison of neutralization indices

Stewien, Klaus Eberhard
1971-12-01

Resumo em português O método da comparação dos índices de neutralização (SMIT & WILTERDINK, 1966) foi utilizado na identificação sorológica intratípica de 49 poliovírus, pertencentes aos três tipos imunológicos e isolados de casos clínicos com e sem contato conhecido com a vacina oral de Sabin. O método foi também comparado com o método de Wecker e com o marcador RCT40 no estudo da identificação intratípica das estirpes do tipo 3. Os soros imunes necessários às reaçõe (mais) s de neutralização foram preparados em cobaias com as estirpes vacinais LSc2ab, P712Ch2ab e Leon 12a1b. As estirpes - dos tipos 1 e 3 - isoladas dos indivíduos sem contato conhecido com a vacina oral, foram todas identificadas como heterólogas às respectivas estirpes vacinais e as provenientes dos indivíduos com contato (recém-vacinados e contatos) foram identificadas como isólogas às respectivas estirpes vacinais, exceto duas, das quais uma (do tipo 1) foi identificada como intermediária e a outra (do tipo 3) como heteróloga. Não foi possível interpretar convenientemente os resultados das provas de identificação das estirpes do tipo 2, porque o índice de neutralização do protótipo Lansing, ao contrário dos índices das estirpes de referência dos tipos 1 e 3, não deu resultados constantes em provas consecutivas na presença do sôro anti-P712Ch2ab. No estudo da identificação intratípica dos poliovírus do tipo 3, o método da comparação dos índices de neutralização forneceu resultados plenamente concordantes com os obtidos pelo método de Wecker, com isto evidenciando ser um método igualmente satisfatório e, devido à relativa simplicidade de sua técnica, melhor indicado para inquéritos epidemiológicos, quando se examina a procedência de numerosas estirpes. Os resultados obtidos com o marcador RCT40 mostraram a importância de utilizar provas de diferenciação sorológica intratípica na identificação dos vírus da poliomielite em áreas de vacinação, devido à instabilidade do caráter RCT40 das estirpes do tipo 3. Resumo em inglês The comparison of neutralization indices (SMIT & WILTERDINK, 1966) was used for the intratypic serodifferentiation of 49 strains of poliovirus of types 1, 2 and 3, isolated from clinical cases with and without known contact with Sabin oral vaccine. This method was, as well, compared with the Wecker test and the RCT40 marker, in relation to the strains of poliovirus of type 3. The immune sera used in the neutralization tests were obtained from guinea pigs inoculated with v (mais) accine strains LSc2ab, P712Ch2ab and Leon 12a1b. The types 1 and 3 strains isolated from cases without contact with oral vaccine were identified as heterologous to the respective vaccinal strains. All the strains isolated from cases with known contact (vaccinated and contacts) were identified as isologous to the vaccinal strains, but two, one of which (type 1) was considered as intermediate and the other (type 3) was heterologous. It was not possible to explain conveniently the results obtained in relation to type 2 strains because the neutralization indices of Lansing prototype strain by serum P712Ch2ab varied from one test to the other. The intratypic serodifferentiation of type 3 polioviruses by comparison of neutralization indices gave results comparable to the method of Wecker, showing to be a satisfactory method in view of the simplicity of its technique and particulary useful in epidemiologic surveys. The RCT40 marker gave results that show the necessity of using the intratypic serodifferentiation technique when dealing with type 3 strains.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Identificação sorológica intratípica de poliovírus pelo "método da comparação dos índices de neutralização"/ Intratypic serodifferentiation of polioviruses by comparison of neutralization indices

Stewien, Klaus Eberhard
1971-12-01

Resumo em português O método da comparação dos índices de neutralização (SMIT & WILTERDINK, 1966) foi utilizado na identificação sorológica intratípica de 49 poliovírus, pertencentes aos três tipos imunológicos e isolados de casos clínicos com e sem contato conhecido com a vacina oral de Sabin. O método foi também comparado com o método de Wecker e com o marcador RCT40 no estudo da identificação intratípica das estirpes do tipo 3. Os soros imunes necessários às reaçõe (mais) s de neutralização foram preparados em cobaias com as estirpes vacinais LSc2ab, P712Ch2ab e Leon 12a1b. As estirpes - dos tipos 1 e 3 - isoladas dos indivíduos sem contato conhecido com a vacina oral, foram todas identificadas como heterólogas às respectivas estirpes vacinais e as provenientes dos indivíduos com contato (recém-vacinados e contatos) foram identificadas como isólogas às respectivas estirpes vacinais, exceto duas, das quais uma (do tipo 1) foi identificada como intermediária e a outra (do tipo 3) como heteróloga. Não foi possível interpretar convenientemente os resultados das provas de identificação das estirpes do tipo 2, porque o índice de neutralização do protótipo Lansing, ao contrário dos índices das estirpes de referência dos tipos 1 e 3, não deu resultados constantes em provas consecutivas na presença do sôro anti-P712Ch2ab. No estudo da identificação intratípica dos poliovírus do tipo 3, o método da comparação dos índices de neutralização forneceu resultados plenamente concordantes com os obtidos pelo método de Wecker, com isto evidenciando ser um método igualmente satisfatório e, devido à relativa simplicidade de sua técnica, melhor indicado para inquéritos epidemiológicos, quando se examina a procedência de numerosas estirpes. Os resultados obtidos com o marcador RCT40 mostraram a importância de utilizar provas de diferenciação sorológica intratípica na identificação dos vírus da poliomielite em áreas de vacinação, devido à instabilidade do caráter RCT40 das estirpes do tipo 3. Resumo em inglês The comparison of neutralization indices (SMIT & WILTERDINK, 1966) was used for the intratypic serodifferentiation of 49 strains of poliovirus of types 1, 2 and 3, isolated from clinical cases with and without known contact with Sabin oral vaccine. This method was, as well, compared with the Wecker test and the RCT40 marker, in relation to the strains of poliovirus of type 3. The immune sera used in the neutralization tests were obtained from guinea pigs inoculated with v (mais) accine strains LSc2ab, P712Ch2ab and Leon 12a1b. The types 1 and 3 strains isolated from cases without contact with oral vaccine were identified as heterologous to the respective vaccinal strains. All the strains isolated from cases with known contact (vaccinated and contacts) were identified as isologous to the vaccinal strains, but two, one of which (type 1) was considered as intermediate and the other (type 3) was heterologous. It was not possible to explain conveniently the results obtained in relation to type 2 strains because the neutralization indices of Lansing prototype strain by serum P712Ch2ab varied from one test to the other. The intratypic serodifferentiation of type 3 polioviruses by comparison of neutralization indices gave results comparable to the method of Wecker, showing to be a satisfactory method in view of the simplicity of its technique and particulary useful in epidemiologic surveys. The RCT40 marker gave results that show the necessity of using the intratypic serodifferentiation technique when dealing with type 3 strains.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Mielencefalite espontânea dos camundongos

Linhares, Hermínio; Fortes, A. Borges
1944-02-01

Resumo em português 1) — Duas amostras de vírus capazes de produzir uma mielencefalite foram isoladas de dois camundongos brancos suíços, de criação, espontâneamente infetados, em um total de 7.000 animais examinados; uma terceira amostra foi obtida por trituração e filtração dos intestinos de camundongos aparentemente normais. 2) — Foram feitas separadamente dez passagens por inoculação intra¬cerebral em camundongos jovens e adultos. Verificou-se por testes de imunidade cruza (mais) da que as três amostras eram idênticas. Prossegiu-se então nas passagens com apenas uma das amostras. 3) — O poder infetante aumenta com o número de passagens: o período médio de incubação diminui e aumenta a letalidade. 4) — A infecção espontânea e experimental é descrita. A doença parece ser mais comum em animais jovens. O período de incubação varia de 5 a 30 dias. Às vêzes observa-se uma fase prodromica: fraqueza, menor atividade, dificuldade em andar; geralmente surge a paralisia flácida sem sintomas prévios, na grande maioria das vêzes, nos membros posteriores. Três formas clínicas foram observadas: super-aguda, aguda e crônica. 5) — Em camundongos normais o vírus pode ser demonstrado nas fezes e nos intestinos. Ele é comum no tubo digestivo e só ocasionalmente invade o sistema nervoso central, ou melhor, a encefalomielite e primàriamente uma doença do trato digestivo no qual a invasão do SNC é um acidente. 6) — O vírus passa através de velas de CHAMBERLAND L3 e L5, em BER KEFED V, N e W e em filtro Seitz EK, a suspensão sendo tão ativa como antes da filtração. Conserva-se bem em glicerina a 50% pelo menos 60 dias, se guardado na geladeira. Suspensão de cérebro e medula aquecida em banho-maria a 56°C por 30 minutos perde a atividade. 7) — O título variou entre 4.000 e 20.000 dmm. 8) — Obteve-se infecção por inoculação intracerebral, por instilação nasal e, com menos regularidade, por inoculação intraperitoneal; a via gástrica deu sempre resultados negativos. Camundongos muito jovens são mais suscetíveis do que os adultos. 9) — O vírus foi sempre isolado ate 90 dias pos-inoculação, do cérebro e da medula de camundongos com paralisia. Animais inoculados por via i.c., que permaneceram aparentemente normais, albergam o vírus no cérebro pelo menos durante 30 dias. 10) — Não foi possível isolar vírus do fígado, pulmão, bago, rim e sangue de camundongos infetados por via intracerebral. 11) — Camundongos que foram inoculados por via i.c. e não apresentaram sintomas de infecção, mostraram-se em geral imunes a uma posterior inoculação de vírus. Os soros de animais convalescentes apresentam anticorpos neutralizantes verificados por provas de proteção. 12) — A inoculação intracerebral do vírus em macaco, coelho, cobaia e rato, todos jovens, não produziu infecção. 13) — As lesões encontradas foram de poliomielencefalite aguda, com atrofia do corno anterior da medula. Ao nível da substancia cinzenta medular e cerebral encontram-se abundantes focos inflamatórios, com predominância de mononucleares, bem como em torno de numerosos vasos. Em certos pontos do cérebro, sobretudo no rinencéfalo, foram vistos focos extensos de encefalite hemorrágica. É evidente que em torno do foco e participando das infiltrações celulares, muitos elementos microgliais puderam ser reconhecidos. As meninges, especialmente a pia-máter, mostraram-se levemente alteradas e assim mesmo em focos esparsos. Resumo em inglês 1) — Two strains of virus which produce myeloencephalitis were isolated from two white swiss mice, from breeding, spontaneously infected, among 7000 mice examined; another strain was obtained by trituration and filtration of the intestines of normal mice. 2) — There were made separately ten serial passages in young and adult mice by intracerebral route. By crossed immunological test it was verified that the three strains were identical, and so only one was continued. 3) (mais) — The infective power grows with the number of passages: the average incubation period diminishes and the mortality ratio increases highly. 4) — The spontaneous and experimental disease is described. The infec¬tion is more commonly among young mice. The average incubation period varies from 5 to 30 days. Sometimes it is possible to observe a prodromal period: weakness, smaller activity, difficulty of locomotion; generally there appears a fiacid paralysis without previous symptoms, most commonly on the hind legs. Clinical forms: superacute, acute and chronic. 5) — In normal mice virus can be demonstrated in the feces and also in the walls of the intestine. The virus appears to be a common inhabitant of the alimentary tract and only occasional invader of the central nervous system, in other words, the encephalomyelitis is primarily an alimentary tract disease in which invasion of the nervous system is only an occasional incident. 6) — The virus is filtrable by Chamberland L3 and L5, Berkefeld V, N and W and Seitz EK; the suspension is as active as before filtration. It will keep well at frigo at least during 60 days in glycerine at 50%. Brain and cord suspensions when heated in hot bath at 56°C by 30 minutes, lost their activity. 7) — The title has varied between 4.000 to 20.000 M. L. D. 8) — Infection was obtained by intracerebral inoculation, nasal instilla¬tion and, with less regularity, by intraperitoneal inoculation; the gastric route was always negative. Very young mice are more susceptible than adult ones. 9) — Virus was always isolated up to 90 days post-inoculation from brain and spinal cord of mice with paralysis. Animals inoculated through in¬tracerebral route, which remain apparently normal, keep the virus in the brain at least during 30 days. 10) – Is was not possible to find virus in the lungs, livers, apleen, kindneys and blood of mice inoculated intracerebrally. 11) – Mice which received virus by intercerebral route and did not show symptoms of infection, generally were immune to another administrations of virus. The convalescent mice sera showed positive protection test. 12) – Young rhesus, rabbit, guinea pigs and rats, inoculated in intracelebrally with relatively large doses of encephalomyelitis virus failed to show symptoms referable to the virus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Estudos sobre a reação de Guerreiro-Machado. Efeitos da inativação do soro chagásico na fixação do complemento com antígeno de Trypanosoma cruzi/ Study on Guerreiro-Machado reaction. Inactivation effect of Chagas's serum in complement fixation with Trypanosoma cruzi antigen

Almeida, José Oliveira de; Cunha, Therezinha Aparecida
1981-09-01

Resumo em português O aquecimento de soros chagásicos a 56 grausC por 30 minutos, não só inativa o complemento, como altera a mobilidade iônica das proteínas séricas. Com a inativação, os títulos dos soros por fixação de complemento decrescem sendo a queda do poder fixador relacionada com a diminuição da avidez do complexo-imune, formado com o antígeno de Trypanosoma cruzi para o complemento. Não se observaram diferenças na reatividade específica dos soros chagásicos, antes (mais) e depois de inativados, quando os títulos foram determinados por técnicas que não envolvem o complemento, tais como a imunofluorescência e a hemaglutinação. Resumo em inglês The heating for 30 minutes at 56°C not only modifies the electrophoretic profiles of the Chagasic sera, but also their specific reactivity in complement-fixation with Trypanosoma cruzi antigens. the complement fixation titers are lower in inactivated sera and the avidity for complement of the immune-complex is reduced. It was found a correlation between the diminution of the CF titers and the reduction of the avidity for complement. The effects of inactivation on the spe (mais) cific reactivity of Chagasic sera was not observed with immunofluorescent antibody test or with hemagglutination. This finding does no support the hypothesis of thermolability of chagasic antibodies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Anticorpo anticitoplasma de neutrófilos (ANCA) em pioderma gangrenoso, um marcador sorológico para associação com doenças sistêmicas: estudo de oito casos/ Antineutrophil cytoplasmic antibody (ANCA) in pyoderma gangrenosum, a serologic marker for associated systemic diseases: a study of eight cases

Cabral, Virgínia Lúcia Ribeiro; Miszputen, Sender Jankiel; Catapani, Wilson Roberto
2004-02-01

Resumo em português FUNDAMENTOS: A etiopatogenia da retocolite ulcerativa inespecífica (RCUI) e de suas manifestações extra-intestinais permanece em discussão, embora o envolvimento do sistema imune seja enfatizado, e uma possível participação dos neutrófilos é demonstrada pela detecção do anticorpo anticitoplasma de neutrófilo (ANCA) nessa doença inflamatória intestinal. O pioderma gangrenoso (PG) é considerado manifestação cutânea rara da retocolite ulcerativa, e o Anca t (mais) ambém tem sido detectado nessa dermatose. OBJETIVOS: Investigar a relação entre o comportamento clínico da RCUI e o aparecimento do PG e sua associação com ANCA. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Anca foi pesquisado nos soros de oito pacientes com PG, quatro apresentando RCUI, e os outros, PG não associado a doenças sistêmicas. RESULTADOS: Não se detectou o Anca nos soros dos portadores exclusivamente de pioderma gangrenoso. Dois casos de pancolite em atividade inflamatória acompanhada de pioderma e colangite esclerosante primária (CEP) apresentaram positividade para ANCA, enquanto os soros de dois outros pacientes com RCUI e PG tiveram resultados negativos. CONCLUSÕES: A Presença de ANCA nos soros de pacientes com PG associado a RCUI e CEP sugere que a associação com CEP seja responsável pela positividade do ANCA na presente amostra. Resumo em inglês BACKGROUND: The pathogenesis of Ulcerative Colitis (UC) and its extraintestinal manifestations remain uncertain, although involvement of the immune system is emphasized. The likely importance of neutrophils is demonstrated by detection of the antineutrophil cytoplasmic antibody (ANCA) in this inflammatory bowel disease. Pyoderma Gangrenosum (PG) is an idiopathic skin condition and a rare cutaneous manifestation of UC. ANCA has also been reported in the latter dermatosis. (mais) OBJECTIVES: To invetigate the relationship between clinical features of UC and the appearance of PG and its association with ANCA. PATIENTS AND METHODS: ANCA was determined in sera from eight patients with PG. Four out of eight patients had pyoderma gangrenosum associated-UC, and in four cases no identified systemic disease was associated. RESULTS: The search for ANCA yielded negative results in sera from all four patients with pyoderma not associated with systemic disease. Two cases with active and extensive colitis associated with PG and primary sclerosing cholangitis (PSC) were positive for ANCA. Sera from two other patients with both UC and PG had negative test results. CONCLUSIONS: The presence of ANCA in patients with PG associated with UC and PSC suggests that its association with PSC is responsible for ANCA positivity in this subset of patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Evolução das imunoglobunilas envolvidas na resposta imune de camundongos ao Schistosoma mansoni/ The evolution of immunoglobulins involved in the immune response to mice infected with Schistosoma mansoni

Bastos, Othon de Carvalho; Rangel, Humberto de Araújo; Magalhães, Luiz Augusto; Piedrabuena, Aquiles Eugênico
1984-04-01

Resumo em português Foi estudada a evolução das imunoglobulinas envolvidas na resposta imune de camundongos ao Schistosoma mansoni durante oito semanas de infecção, utilizando soros pluri-específicos como reativos biológicos e a técnica da imunoeletroforese bidimensional. Os resultados expressaram modulação da resposta imune humoral, tanto em soros de animais parasitados (I) como nos normais, tomados como controle (C). Aumentos relativos dos níveis de imunoglobulinas entre estes do (mais) is grupos foram constatados pela relação I/C. Foi possível verificar o aparecimento de uma resposta primária, ocorrida entre o início da doença e a segunda semana de infecção, constituída de IgM e IgA, e uma secundária, iniciada na sexta semana de infecção, constituída pelas IgA; IgG1 e IgM, com aumentos relativos de 4.5; 3 e 2 vezes normal. Resumo em inglês The evolution of immunoglobulins involved in the immune response of mice infected with Schistosoma mansoni was studied by using plurispecific sera and the bi-dimensional immunoelectrophoresis technique. Determinations of the level of different immunoglobulins in infected animals and control groups which were mantained under similar conditions detected significant variations in both groups over the 8 weeks of observation. The study of the relationship (I/C) between the lev (mais) el of immunoglobulins of the infected animals (I) and that of corresponding control (C) showed that the infected animals presented a primary response (1-2 weeks after infection date) and a secondary response that was initiated in the 6th week of infection, with levels of IgA, IgG and IgM that were respectively 4.5, 3 and 2 times higher than those of corresponding control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Evolução das imunoglobunilas envolvidas na resposta imune de camundongos ao Schistosoma mansoni/ The evolution of immunoglobulins involved in the immune response to mice infected with Schistosoma mansoni

Bastos, Othon de Carvalho; Rangel, Humberto de Araújo; Magalhães, Luiz Augusto; Piedrabuena, Aquiles Eugênico
1984-04-01

Resumo em português Foi estudada a evolução das imunoglobulinas envolvidas na resposta imune de camundongos ao Schistosoma mansoni durante oito semanas de infecção, utilizando soros pluri-específicos como reativos biológicos e a técnica da imunoeletroforese bidimensional. Os resultados expressaram modulação da resposta imune humoral, tanto em soros de animais parasitados (I) como nos normais, tomados como controle (C). Aumentos relativos dos níveis de imunoglobulinas entre estes do (mais) is grupos foram constatados pela relação I/C. Foi possível verificar o aparecimento de uma resposta primária, ocorrida entre o início da doença e a segunda semana de infecção, constituída de IgM e IgA, e uma secundária, iniciada na sexta semana de infecção, constituída pelas IgA; IgG1 e IgM, com aumentos relativos de 4.5; 3 e 2 vezes normal. Resumo em inglês The evolution of immunoglobulins involved in the immune response of mice infected with Schistosoma mansoni was studied by using plurispecific sera and the bi-dimensional immunoelectrophoresis technique. Determinations of the level of different immunoglobulins in infected animals and control groups which were mantained under similar conditions detected significant variations in both groups over the 8 weeks of observation. The study of the relationship (I/C) between the lev (mais) el of immunoglobulins of the infected animals (I) and that of corresponding control (C) showed that the infected animals presented a primary response (1-2 weeks after infection date) and a secondary response that was initiated in the 6th week of infection, with levels of IgA, IgG and IgM that were respectively 4.5, 3 and 2 times higher than those of corresponding control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Imunidade à rubéola: inquérito soro-epidemiológico em hospital, Estado de São Paulo - Brasil/ Immunity to rubella: a serological-epidemiological survey in female hospital employees, S. Paulo State, Brazil

Machado, Alcyone Artioli; Costa, João Carlos da; Campos, Antonio Dorival
1988-06-01

Resumo em português Os títulos de anticorpos no soro pela reação de inibição da hemaglutinação para rubéola, empregando o caulim para adsorção de beta-lipoproteínas bloqueadores inespecíficos, foram determinados em funcionárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (Brasil), no período de 1982-1983 e confrontados com idade, cor, unidade hospitalar, local, cargo, tempo de emprego, antecedentes de rubéola ou comunican (mais) te na vigência ou não de gravidez. Participaram do estudo 1.886 funcionárias (88,9% de 2.121) tendo títulos com a distribuição: 9,6% @ 0); 87,1% das funcionárias negaram antecedentes de rubéola e destas 73,9% tiveram títulos > 20; 57,6% negaram ser comunicantes e apresentaram títulos ³ 20; em 1,1% que referiram história de rubéola, os títulos foram £20; 97% negaram contacto com rubéola durante a gravidez. Houve somente um caso de malformação congênita após rubéola no primeiro trimestre da gravidez. Das 351 funcionárias sãs, e com títulos ³ 640, em 9,4% demonstrou-se IgM específica. Não foi notada flutuação significativa dos títulos em diferentes amostras em período de observação de até um ano. Conclui-se que a maioria das funcionárias é imune à rubéola (título > 20) independente de quaisquer parâmetros analisados; a presença de IgM específica em algumas funcionárias pode ser compatível com doença subclínica. Este inquérito foi considerado útil na orientação de funcionárias grávidas comunicantes de caso suspeito ou confirmado de rubéola, e para as não-grávidas e não-imunes a indicação da profilaxia pela vacina. Resumo em inglês Antibody titers to rubella were determined by the hemagglutination inhibition test in sera of 1,886 female employees of the Hospital das Clínicas, of the School of Medicine, Ribeirão Preto, University of S. Paulo, in 1982-1983, and related to age, color, hospital unit, position and place of work, period of employment, and history of rubella or contagion when pregnant or not otherwise. In 1,617 of the 1,886 sera (85.7%), titers (reciprocal) were > 20, and in 269 (14.3%) (mais) ³ 20, distributed as follows: in 9.6% @ 0); 87.1% of the employees denied a history of rubella and 73.9% of them had > 20 titers; 57.5% denied communicant status, all also having > 20 titers; in 1.1% of 11.1% who reported a history of rubella, titers were £ 20; 97% denied contact with rubella during pregnancy. There was one case of congenital malformation after rubella during the 1st trimester of pregnancy. Specific IgM was detected in 9.4% or 351 employees with ³ 640 titers. No significant titer fluctuation was observed in different samples of one and the same employee. It follows that most employees are immune to rubella (> 20 titer) regardless of the other parameters considered. The specific IgM may indicate subclinical disease or IgM persistence. The survey was considered useful for medical guidance of pregnant employees when they contacted a patient with suspected or confirmed rubella, and phrophylaxis for non-pregnant employees known to be non immune.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Imunidade à rubéola: inquérito soro-epidemiológico em hospital, Estado de São Paulo - Brasil/ Immunity to rubella: a serological-epidemiological survey in female hospital employees, S. Paulo State, Brazil

Machado, Alcyone Artioli; Costa, João Carlos da; Campos, Antonio Dorival
1988-06-01

Resumo em português Os títulos de anticorpos no soro pela reação de inibição da hemaglutinação para rubéola, empregando o caulim para adsorção de beta-lipoproteínas bloqueadores inespecíficos, foram determinados em funcionárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (Brasil), no período de 1982-1983 e confrontados com idade, cor, unidade hospitalar, local, cargo, tempo de emprego, antecedentes de rubéola ou comunican (mais) te na vigência ou não de gravidez. Participaram do estudo 1.886 funcionárias (88,9% de 2.121) tendo títulos com a distribuição: 9,6% @ 0); 87,1% das funcionárias negaram antecedentes de rubéola e destas 73,9% tiveram títulos > 20; 57,6% negaram ser comunicantes e apresentaram títulos ³ 20; em 1,1% que referiram história de rubéola, os títulos foram £20; 97% negaram contacto com rubéola durante a gravidez. Houve somente um caso de malformação congênita após rubéola no primeiro trimestre da gravidez. Das 351 funcionárias sãs, e com títulos ³ 640, em 9,4% demonstrou-se IgM específica. Não foi notada flutuação significativa dos títulos em diferentes amostras em período de observação de até um ano. Conclui-se que a maioria das funcionárias é imune à rubéola (título > 20) independente de quaisquer parâmetros analisados; a presença de IgM específica em algumas funcionárias pode ser compatível com doença subclínica. Este inquérito foi considerado útil na orientação de funcionárias grávidas comunicantes de caso suspeito ou confirmado de rubéola, e para as não-grávidas e não-imunes a indicação da profilaxia pela vacina. Resumo em inglês Antibody titers to rubella were determined by the hemagglutination inhibition test in sera of 1,886 female employees of the Hospital das Clínicas, of the School of Medicine, Ribeirão Preto, University of S. Paulo, in 1982-1983, and related to age, color, hospital unit, position and place of work, period of employment, and history of rubella or contagion when pregnant or not otherwise. In 1,617 of the 1,886 sera (85.7%), titers (reciprocal) were > 20, and in 269 (14.3%) (mais) ³ 20, distributed as follows: in 9.6% @ 0); 87.1% of the employees denied a history of rubella and 73.9% of them had > 20 titers; 57.5% denied communicant status, all also having > 20 titers; in 1.1% of 11.1% who reported a history of rubella, titers were £ 20; 97% denied contact with rubella during pregnancy. There was one case of congenital malformation after rubella during the 1st trimester of pregnancy. Specific IgM was detected in 9.4% or 351 employees with ³ 640 titers. No significant titer fluctuation was observed in different samples of one and the same employee. It follows that most employees are immune to rubella (> 20 titer) regardless of the other parameters considered. The specific IgM may indicate subclinical disease or IgM persistence. The survey was considered useful for medical guidance of pregnant employees when they contacted a patient with suspected or confirmed rubella, and phrophylaxis for non-pregnant employees known to be non immune.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Implicações técnicas da vacinação na resposta imune contra o vírus da febre aftosa/ Techinical implications of the vaccination in the immune response against the foot-and-mouth disease virus

Samara, Samir Issa; Buzinaro, Maria da Glória; Carvalho, Adolorata Aparecida Bianco de
2004-11-01

Resumo em português Na bovinocultura brasileira, a vacinação contra o vírus da Febre Aftosa (FA) é fundamental para a fase inicial de erradicação da enfermidade. Mesmo a qualidade da vacina tendo controle rígido feito pelos órgãos oficiais, restam variáveis técnicas ainda não monitoradas como manipulação, transporte e conservação pelo consumidor, dose, local e forma de aplicação que interferem na resposta imune, preocupações essas, que direcionam o presente estudo. Assim, (mais) pela pesquisa de anticorpos neutralizantes do vírus da FA em placas de microtitulação com cultivo de células BHK-21, foram determinados os títulos, calculados em logaritmo decimal (SN), em soros sanguíneos de bovinos vacinados conforme o protocolo apresentado. No primeiro grupo com 25 animais, a média de SN foi igual a 2,37 e 2,19, respectivamente, 30 e 180 dias após a vacinação, cuja vacina foi manejada por especialista com todos os cuidados técnicos recomendados. Outro grupo com 140 bovinos, distribuídos em 5 fazendas distintas, apresentou média de SN igual a 1,66 e 1,5l depois de 30 e 180 dias após a vacinação, cuja vacina foi manejada sem acompanhamento técnico e por indivíduos não especializados. Finalmente um terceiro grupo com 10 animais, que ficaram sem vacinação, apresentou média de SN igual a 0,82 e 0,81, também 30 e 180 dias após a aplicação do placebo. Assim, só os cuidados com a qualidade da vacina são insuficientes para proporcionar títulos satisfatórios que determinam proteção dos rebanhos contra o vírus da FA, uma vez que a literatura pertinente considera rebanhos com 1,52 de média do SN como tendo 50% dos animais protegidos, e com 1,70 como tendo mais de 70% de proteção, no período de até 7 meses. Resumo em inglês In Brazilian cattle-breeding, the vaccination against the foot-and-mouth disease virus is essential during the early stages of disease erradication programmes. In spite of the official control on the vaccine quality, thecnical variables, as manipulation, transportation and conservation by the consumer, dosage, place and manner of inoculation that interfere with the immune response, remain unmonitered and are the concerns that guide this study.Titers of neutralizing antibo (mais) dies to the foot-and-mouth disease virus were established in microtitration plates with BHK-21 cell culture, calculated in decimal logarithm, in sera from cattle vaccinated according to the protocol presented. Among 25 animals of the first group, the mean antibody titers were 2.37 and 2.19, respectively, 30 and 180 days after the inocculation of a vaccine manipulated by specialized people, adopting all the recomended technical cares. Another group, with 140 cattle from 5 different farms, showed mean antibody titers of 1.66 and 1.51, respectively, 30 and 180 days after the inoculation of a vaccine manipulated without technical monitoring and by unspecialized people. Finally, a third group with 10 unvaccinated animals had mean antibody titers of 0.82 and 0.81 respectively, 30 and 180 days after the inoculation of a placebo. So, only the control of the vaccine quality was not enough to give to the herds satisfactory protection against the foot-and-mouth disease virus, since the literature considers that, in herds with a mean titer of 1.52, 50% of the animals are protected, and 70% of the animals in herds with mean titer of 1.70 are protected for a period of 7 months.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Anticorpos anti-HBs obtidos em coelhos e sua utilização como reagentes para testes sorológicos no diagnóstico da hepatite B/ Anti-HBs antibodies obtained in rabbits and its use as reagents for serological tests in the diagnosis of hepatitis B

Yoshida, C. F. T.; Mercadante, L. A. C.; Gaspar, A. M. C.; Maia, M. M. S.; Berro, O. J.; Almeida, E. C. C. de; Schatzmayr, H. G.
1984-09-01

Resumo em português Pela técnica de cromatografia de afinidade, utilizando-se a resina de Sepharose 4B ligada ao anti-HBs, obteve-se na passagem de plasma de portador assintomático de antígeno HBs, um antígeno parcialmente purificado. Este antígeno foi utilizado para a inoculação em coelhos, num esquema de cinco doses, sendo a primeira dose de 1mg e as quatro subseqüentes de 0,5 mg, com intervalos aproximadamente de quinze dias. Observando-se que os títulos não mais variaram após (mais) a quinta inoculação, os animais foram sangrados no 62° dia e os anticorpos anti-HBs obtidos foram padronizados através dos seguintes métodos para detecção de antígeno HBs: a) Hemaglutinação passiva reversa (HAPR) – utilizando-se a gamaglobulina específica obtida de soro imune dos coelhos através de cromatografia de afinidade, alcançando uma concentração ótima de apenas 10µg/ml para a sensibilização de hemácias de carneiro a 5%, fixadas com glutaraldeído. B) Contraimunoeletroforese (CIEF) – utilizando-se o soro imune diluído até 1/20 como reagente para a detecção do antígeno HBs. O soro imune anti-HBs foi também utilizado para a conjugação com uma nova resina de Sepharose 4b tendo uma captação aproximada de 0,5 a 1,0mg antígeno HBs por ml de resina após completa saturação. Resumo em inglês By the method of affinity chromatography a partially purified antigen was obtained after passing the plasma of an asymptomatic carrier of HBs Ag through a column of Sepharose 4 B linked to angi-HBs. This antigen was inoculated in rabbits using a schedule of 1.0 mg in the first dose and 4 other doses of 0,5 mg with intervals of approximately 15 days. Observing that blood samples colletcted after the 5th inoculation showed no change in antibody levels, the animals were bled (mais) on the 62 th day and these immune ser were standardized with the following tests for the detection of HBsAg: a) reverse passive hemagglutination (R-PHA) – using specific gamma globulin that was obtained from rabbit sera by affinity chromatography and reaching an optimal concentration of 10µg/ml to sensitise SRBC at 5% fixed in glutaraldehyde. b) Counter immuno electrophoresis (CIEP) – using the rabbit immune sera diluted to 1/20 as a reagent for the detection of HBsAg. The immune sera was also used to conjugate new Sepharose 4B for affinity chromatography and was found having a linking capacity of approximately 0,5 to 1,0mg of HbsAg per ml of Sepharose after complete saturation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Prevalência de anticorpos IgG antiparvovírus B19 em gestantes durante o atendimento pré-natal e casos de hidropisia fetal não imune atribuídos ao parvovírus B19, na Cidade do Rio de Janeiro/ Anti-parvovirus B19 IgG antibody prevalence in pregnant women during antenatal follow-up and cases of non-immune hydropsis fetalis due to parvovirus B19, in the City of Rio de Janeiro

Silva, André Ricardo Araujo da; Nogueira, Susie Andries; Alzeguir, Júlio Cezar Laura; Costa, Maria Célia Freitas Leite da; Nascimento, Jussara Pereira do
2006-10-01

Resumo em português Com o objetivo de medir a prevalência de anticorpos IgG contra o parvovírus B19 em gestantes com até 24 semanas de idade gestacional e detectar a ocorrência de casos de hidropisia fetal não-imune atribuídos a esse vírus, coletamos 249 amostras de soro em uma maternidade de referência na cidade do Rio de Janeiro, entre junho de 2003 e março de 2005. As gestantes foram acompanhadas até o termo da gestação, sendo detectados 17 casos de hidropisia fetal. Quatro ca (mais) sos foram atribuídos ao parvovírus B19 e dois destes ocorreram em gestantes residentes na zona oeste da cidade, em fevereiro de 2005. Resultados positivos para anticorpos IgG antiparvovírus B19 foram encontrados em 172 (71,6%) gestantes (IC 95% 65,5-77,7%), sendo esta prevalência de anticorpos comparável à encontrada em outras cidades brasileiras. A única variável associada com aquisição prévia de anticorpos IgG foi número de gestações anteriores maior que um(p= 0,02, IC 95% 0,36-0,94). Resumo em inglês With the aim of measuring the prevalence of anti-parvovirus B19 IgG antibodies during pregnancy up to 24 weeks of gestation and detecting cases of nonimmune hydrops fetalis, 249 sera from pregnant women attending a reference hospital in Rio de Janeiro city, from June 2003 to November 2004 were collected. They were followed-up until the end of pregnancy, with 17 cases of fetal hydrops detected. Four cases were caused by parvovirus B19 and two of them occurred in pregnant w (mais) omen living in the western zone of the city, during February 2005. Anti-parvovirus B19 IgG antibodies were found in 172 (71.6%) pregnant women (CI 95% 65.5%-77.7%); this antibody prevalence is similar to results found for others Brazilian cities. The only variable associated with previous acquisition of IgG antibodies to parvovirus B19 was number of pregnancies greater than one (p= 0.02, CI 95% 0.36-0.94).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Vacinas contra o Papilomavirus humano/ Vaccines against human Papillomavirus

Nadal, Sidney Roberto; Manzione, Carmen Ruth
2006-09-01

Resumo em português Infecção pelo HPV é mais comum entre indivíduos jovens e sexualmente ativos e é tão prevalente que 75 a 80% da população será infectada durante sua vida. A maioria das lesões cede espontaneamente ao ponto de não ser detectada nem com os métodos mais sensíveis. Preocupam as infecções persistentes com os HPV oncogênicos, que aumentam o risco da neoplasia intraepitelial e do câncer. Duas formas de prevenção foram propostas: o rastreamento das lesões precu (mais) rsoras e a imunização contra o HPV, para evitá-las. Embora a incidência do câncer genital venha diminuindo devido aos métodos de rastreamento, seu custo é elevado e os resultados anormais provocam significantes distúrbios emocionais. Logo, a prevenção das doenças relacionadas ao vírus deveria ser disponível sob a forma de vacinação. Na década passada, iniciaram-se os testes clínicos com várias vacinas que tinham como alvo os tipos comuns do HPV. As vacinas profiláticas evitam a infecção pelo HPV e suas doenças associadas e as terapêuticas induzem a regressão das lesões pré-cancerosas e a remissão do câncer invasivo. As primeiras são compostas pela proteína capsídeo L1 do HPV que se auto-reproduz em partículas virus-like (VLP) quando expressa em sistemas recombinantes, induzindo forte resposta humoral com anticorpos neutralizadores. Determinam 100% de proteção contra a infecção pelos tipos específicos do HPV e impedem o aparecimento de neoplasias intraepiteliais de alto grau até pelo menos 5 anos após a imunização. A eficácia das vacinas feitas com as proteínas E6 e E7 também vem sendo pesquisada em modelos animais. As vacinas vêm mostrando maior efetividade quando administradas antes do início da atividade sexual e as campanhas de vacinação deverão ter como alvo as mulheres adolescentes e as pré-adolescentes. Espera-se, com o uso disseminado da vacina, que 70% dos cânceres cervicais sejam evitados, bem como a proporção das outras doenças anogenitais associadas à infecção pelo HPV. Resumo em inglês Papillomavirus infection is more common in young sexually active people. It is so prevalent that from 75% to 80% of this population will be infected in their lifetime. Most lesions will be eradicated spontaneously at the point of not being detected even with the most sensible methods. Persistent infections with oncogenic HPV increase intraepithelial neoplasia and cancer risks. Two ways of prevention may be proposed: screening for precursor lesions and immunization against (mais) HPV, to avoid them. Although anogenital cancer incidence is decreasing with screening methods, costs are high and emotional disturbance may be caused by an abnormal result. So, vaccines to prevent diseases associated to HPV must be available. In the last decade, clinical tests began with several vaccines targeting the most frequent HPV types. The goal of prophylactic vaccines is to prevent primary or persistent HPV infections, and thus prevent cervical cancer and/or genital warts and the aim of the therapeutic types is to prevent progression of HPV infection, induce regression of intraepithelial neoplasia or condylomata, or eradicate residual cervical cancer. Prophylactic HPV vaccines in late stages of clinical testing are composed of HPV L1 capsid protein that self-assemble into virus-like particles (VLPs) when expressed in recombinant systems, resulting in strong adaptive immune responses that are capable of neutralizing subsequent natural infections. Some studies observed 100% efficacy in preventing clinical disease for specific HPV types at least 5 years after immunization. Vaccines that target E6 and E7 proteins also represent an important strategy to control HPV-associated lesions and are in test in animal models. HPV vaccines seem to be more effective when administered prior to initiation of sexual activity, and vaccination campaigns should target preadolescent and adolescent populations. It is expected that with good coverage of the vaccine, 70% of cervical cancers will be prevented like other anogenital diseases caused by HPV infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Pesquisa simultânea de antígeno, anticorpo e imunocomplexos específicos no soro de pacientes com esquistossomose crônica/ Simultaneous determination of specific antigen, antibody and immune complexes in the serum of patients with chronic schistosomiasis

Campos, D. G. Surerus; Cruz, M. Queiroz da; Rodrigues, R. M. Santos; Tendler, M.; Katz, N.; Lima, A. Oliveira
1986-06-01

Resumo em português São descritas as principais etapas de uma técnica simples e sensível para a pesquisa, na mesma placa, do antígeno, do anticorpo e de imunocomplexos específicos baseada no "Enzyme-Linked Immunosorbent Assay" (ELISA). A técnica se mostrou de grande utilidade na pesquisa do antígeno, do anticorpo e de imunocomplexos específicos no soro de pacientes com esquistossomose hépato-intestinal crônica. Resumo em inglês The main steps of a sensitive and quantitative technique for the simultaneous determination, in the same microplate, of antigen, antibody and specific immune complexes has been described. The assay involved principles of the double sandwich technique used in the "Enzyme-Linked Immunosorbent Assay" (ELISA). The technique proved to be useful for the estimation of antigen, antibody and specific immune complexes in sera of patients with human chronic hepato-intestinal schistosomiasis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Leishmaniose tegumentar, visceral e doença de Chagas caninas em municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Minas Gerais, Brasil/ Canine cutaneous and visceral leishmaniasis and Chagas' disease from counties in the Triângulo Mineiro and Alto Paranaíba regions, Minas Gerais State, Brazil

Maywald, Paula Guardenho; Machado, Maria Inês; Costa-Cruz, Julia Maria; Gonçalves-Pires, Maria do Rosário de Fátima
1996-09-01

Resumo em português Inquérito envolvendo leishmaniose e doença de Chagas, por meio da Reação de Imunofluorescência Indireta, foi realizado com soros de 331 cães de Uberlândia e Coromandel, Municípios do Estado de Minas Gerais, Brasil. Para tal inquérito, utilizaram-se, como antígenos, Leishmania amazonensis e Trypanosoma cruzi. No que tange a Uberlândia, examinaram-se 230 soros, sendo 200 da área urbana com 4,5% de positividade, e 30 da área rural, dos quais, 6,6% positivos para (mais) a RIFI com antígeno L. amazonensis. No que se refere a Coromandel, a mesma reação realizada em 89 soros, com o mesmo antígeno, L. amazonensis, foi positiva em 5,6% dos cães. Além dos 230 soros de Uberlândia, mais 12, advindos de cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia, com suspeita clínica de leishmaniose, foram incluídos; destes, os soros de dois reagiram à Reação de Imunofluorescência Indireta, sendo um positivo frente ao antígeno L. amazonensis, e o outro, frente ao antígeno T. cruzi. Tais resultados sugerem a urbanização da leishmaniose e da doença de Chagas em cães. Resumo em inglês Leishmaniasis and Chagas' disease were surveyed by indirect immunofluorescence with sera from 331 dogs from Uberlândia and Coromandel, two counties in the State of Minas Gerais, Brazil. Leishmania amazonensis and Trypanosoma cruzi antigens were employed. In Uberlândia county, 230 sera were studied, of which 200 were from urban areas and 30 rural: 4.5% of urban samples and 6.6% of rural were positive for L. amazonensis antigen. Of 89 sera from Coromandel, 5.6% were posit (mais) ive for the same test to L. amazonensis antigen. Twelve additional canine sera were obtained from the Veterinary Hospital at the Federal University in Uberlândia, all of which with a pending diagnosis of leishmaniasis: of these, one had a positive immune test to L. amazonensis and another to T. cruzi antigens. The results suggest regional urbanization of both leishmaniasis and Chagas' disease in the canine populations of both communities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Leishmaniose tegumentar, visceral e doença de Chagas caninas em municípios do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Minas Gerais, Brasil/ Canine cutaneous and visceral leishmaniasis and Chagas' disease from counties in the Triângulo Mineiro and Alto Paranaíba regions, Minas Gerais State, Brazil

Maywald, Paula Guardenho; Machado, Maria Inês; Costa-Cruz, Julia Maria; Gonçalves-Pires, Maria do Rosário de Fátima
1996-09-01

Resumo em português Inquérito envolvendo leishmaniose e doença de Chagas, por meio da Reação de Imunofluorescência Indireta, foi realizado com soros de 331 cães de Uberlândia e Coromandel, Municípios do Estado de Minas Gerais, Brasil. Para tal inquérito, utilizaram-se, como antígenos, Leishmania amazonensis e Trypanosoma cruzi. No que tange a Uberlândia, examinaram-se 230 soros, sendo 200 da área urbana com 4,5% de positividade, e 30 da área rural, dos quais, 6,6% positivos para (mais) a RIFI com antígeno L. amazonensis. No que se refere a Coromandel, a mesma reação realizada em 89 soros, com o mesmo antígeno, L. amazonensis, foi positiva em 5,6% dos cães. Além dos 230 soros de Uberlândia, mais 12, advindos de cães atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia, com suspeita clínica de leishmaniose, foram incluídos; destes, os soros de dois reagiram à Reação de Imunofluorescência Indireta, sendo um positivo frente ao antígeno L. amazonensis, e o outro, frente ao antígeno T. cruzi. Tais resultados sugerem a urbanização da leishmaniose e da doença de Chagas em cães. Resumo em inglês Leishmaniasis and Chagas' disease were surveyed by indirect immunofluorescence with sera from 331 dogs from Uberlândia and Coromandel, two counties in the State of Minas Gerais, Brazil. Leishmania amazonensis and Trypanosoma cruzi antigens were employed. In Uberlândia county, 230 sera were studied, of which 200 were from urban areas and 30 rural: 4.5% of urban samples and 6.6% of rural were positive for L. amazonensis antigen. Of 89 sera from Coromandel, 5.6% were posit (mais) ive for the same test to L. amazonensis antigen. Twelve additional canine sera were obtained from the Veterinary Hospital at the Federal University in Uberlândia, all of which with a pending diagnosis of leishmaniasis: of these, one had a positive immune test to L. amazonensis and another to T. cruzi antigens. The results suggest regional urbanization of both leishmaniasis and Chagas' disease in the canine populations of both communities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Interações químico-fisiolóficas entre acidificantes, probióticos, enzimas e lisofosfolipídios na digestão de leitões/ Chemical and philosophic interactions of acidifiers, probiotics, enzymes and lysophospholipids in the piglest digestion

Silva Junior, Arnaldo da
2009-07-01

Resumo em português Uma digestão e absorção de nutrientes eficientes, associadas a um bom estado de saúde animal, são necessidades fundamentais na competitiva indústria de produção de proteína animal. Uma má absorção de nutrientes, além de causar perdas econômicas, é fonte de desequilíbrio na microflora microbiana intestinal, abrindo portas para diarréias e outras enfermidades intestinais, ou mesmo facilitando problemas sistêmicos de saúde animal. Estes problemas produtivo (mais) s tornam-se ainda mais críticos no cenário atual de aumento de risco com a progressiva restrição ao uso de antibióticos promotores de crescimento no mundo. Animais jovens, como os leitões, são mais suscetíveis a estes problemas devido ao seu estado de desenvolvimento incompleto, com menor quantidade de enzimas e capacidade digestiva, associado a um sistema imune imaturo e menos eficiente. O intestino destes animais se encontra em fase de colonização, mais suscetível a desequilíbrios de microflora e problemas entéricos. Diversas novas tecnologias vêm sendo desenvolvidas e implementadas para enfrentar estes desafios, como, por exemplo, as enzimas, os ácidos orgânicos, os lisofosfolipídios e os probióticos. Será discutido como a suplementação de dietas com estas tecnologias possui potencial para permitir a formulação de rações de menor densidade nutricional, gerando menor poluição ambiental, e como elas promovem melhor desempenho zootécnico e saúde animal. Também serão abordadas evidências que apontam para a atuação conjunta e potencialmente sinérgica destas tecnologias no trato gastrointestinal para aumentar a digestibilidade dos nutrientes e afetar de forma positiva o equilíbrio da microflora residente no intestino. Resumo em inglês An efficient digestion and nutrients absorption, coupled with good animal health status, are fundamental needs in the competitive animal protein industry. Poor absorption of nutrients cause economic losses, and are a source of imbalance in the microbial intestinal microflora, opening doors to diarrhea and other intestinal diseases, or even facilitating systemic problems of animal health. These problems become even more critical in the current scenario of increased risk wi (mais) th the progressive restriction of the use of antibiotic growth promoters around the world. Young animals, as piglets, are more susceptible to these problems due to the incomplete state of development of these animals, with less capacity and digestive enzymes, associated with an immature and less efficient immune system. The intestine of these animals is still in colonization process, so there is higher susceptibility to microflora imbalance and enteric problems. Several new technologies have been developed and implemented to address these challenges, such as Enzymes, Organic Acids, Probiotics and Lysophospholipids. A discussion will be presented showing how the supplementation of diets with these technologies have the potential to allow the formulation of lower nutrient density diets, generating less environmental pollution, and promoting better livestock performance and animal health. There are several evidences that point to a potentially synergistic activity of these technologies in the gastrointestinal tract increasing the digestibility of nutrients and promoting a positive balance of the resident intestinal microflora.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Interações imunocerebrais e implicações nos transtornos psiquiátricos/ Brain-immune interactions and implications in psychiatric disorders

Marques, Andrea H; Cizza, Giovanni; Sternberg, Esther
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Nesta revisão será focado o papel das citocinas no sistema nervoso central e suas implicações para o quadro depressivo. Posteriormente, serão discutidos os principais achados sobre medidas de citocinas em pacientes com depressão maior. MÉTODO: Foi realizada uma pesquisa no Pubmed selecionando estudos entre 1999-2007, utilizando as seguintes palavras-chave: "depression, cytokine"; "depressive disorder, cytokine". Focou-se nos estudos de medidas de citocina (mais) s pró-inflamatórias em pacientes com síndrome depressiva que utilizaram critérios DSM. RESULTADOS: Várias linhas de evidência sugerem que as citocinas possam exercer um papel na depressão. Entre elas, destacam-se: citocinas induzindo a "comportamento doentio"; doenças clínicas relacionadas com citocinas também apresentam associação com quadros depressivos; uso de imunoterapia levando ao desenvolvimento de depressão. Além disso, níveis elevados de citocinas pró-inflamatórias em pacientes com depressão foram relatados, apesar de resultados contraditórios. CONCLUSÃO: O papel das citocinas na fisiopatologia em alguns casos de depressão é descrito; porém, uma relação causal não foi ainda estabelecida. Novos estudos são necessários para determinar padrões específicos de citocinas em pacientes com depressão, levando em consideração outros fatores associados à ativação imunológica. Além disso, medidas simultâneas de múltiplos marcadores biológicos podem gerar informações importantes para a compreensão dos mecanismos fisiopatológico da depressão e em doenças relacionadas à produção de citocinas. Resumo em inglês OBJECTIVE: This review will focus on the role of cytokines in the central nervous system and its implications to depressive disorder. We will then discuss the main findings of cytokine measurements in patients with major depressive disorder. METHOD: We searched Pubmed for studies published from 1999-2007, using the keywords depression and cytokine; and depressive disorder and cytokine. We have focused on pro-inflammatory cytokine measurements in patients with depression s (mais) yndrome using DSM-criteria. RESULTS: Several lines of evidence suggest that cytokines have effects on depression, such as the induction of sickness behavior; clinical conditions related to cytokines that also overlap depressive symptoms; and immunotherapy that can lead to depressive symptoms attenuated by antidepressant treatment. Finally, patients with depression exhibit increased levels of pro-inflammatory cytokines, although conflicting results have been described. CONCLUSION: Cytokines may play a role in the pathophysiology of some cases of depression, although a causal link has not been established yet. Further longitudinal studies are needed to determine patterns of cytokine in patients with major depressive disorder, taking into account confounding factors closely associated with the activation of pro-inflammatory cytokines. In addition, simultaneous measurements of multiple biomarkers could provide critical insights into mechanisms underlying major depressive disorder and a variety of common cytokine-related diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Imunidade inata da glândula mamária bovina: resposta à infecção/ Innate immunity of the bovine mammary gland: response to infection

Carneiro, Deolinda Maria Vieira Filha; Domingues, Paulo Francisco; Vaz, Adil Knackfuss
2009-09-01

Resumo em português A imunidade na glândula mamária pode ser classificada, assim como em outros sistemas, em inata ou inespecífica e adaptativa ou específica. A imunidade inata é a defesa predominante durante os estágios iniciais da infecção. As respostas inespecíficas estão presentes no local da infecção ou são ativadas rapidamente por numerosos estímulos e não aumentam pela exposição repetida ao mesmo agente etiológico. O primeiro obstáculo enfrentado por um patógeno pa (mais) ra adentrar o úbere é composto pela barreira formada pelo esfíncter do teto e pelo tampão de queratina formado pelo epitélio queratinizado. Uma vez que o microrganismo tenha atravessado o canal do teto e alcançado a cisterna mamária, passam a atuar diversos fatores solúveis e celulares. Dentre os fatores solúveis, estão presentes: lactoperoxidase, sistema complemento, citocinas, lactoferrina, lisozima e NAGase. As defesas celulares inespecíficas na glândula mamária são representadas pelos neutrófilos, pelos macrófagos e pelas células natural killer. Na medida em que esses mecanismos funcionam adequadamente, a maioria dos patógenos será rapidamente eliminada antes que o sistema imune específico seja ativado, sem resultar em alterações na quantidade ou qualidade do leite produzido. Uma melhor compreensão sobre os mecanismos de defesa da glândula mamária e suas alterações durante os períodos críticos da infecção é imprescindível para o desenvolvimento de métodos mais eficazes de profilaxia e controle da mastite, a principal doença dos ruminantes leiteiros. O presente estudo revisou os principais aspectos responsáveis pelo desenvolvimento da imunidade inata na glândula mamária bovina. Resumo em inglês The immunity in the mammary gland can be, as in other systems, classified in innate or adaptive immunity. The innate immunity is the predominant defense during the initial periods of infection. The non-specifics answers are present or are quickly activated in the infection's site by numerous stimulations, and these answers are not enhanced by repeated exposure to the same agent. The first obstacle to be faced by the agent is the barrier represented by the teat sphincter a (mais) nd the keratin plug. When the pathogenic agent crosses the teat canal and reaches the teat cistern, starts to act the humoral factors and the phagocytic cells starts do act. Among the humoral mediators there are the lactoperoxidase, complement, cytokines, lactoferrin, lysozyme and NAGase. The non-specific cellular defenses are represented by neutrophils, macrophages and natural killer cells. If these mechanisms have been functioning adequately, the majority of pathogens will be eliminated in a short time, before the specific immune system be activated. The fast elimination of the microorganisms will not allow these alterations in the amount or quality of produced milk. The best understanding of the defense mechanisms of the mammary gland and its alterations during the critical periods of infection, is an useful tool in devising and developing methods to control the mastitis, the major illness of dairy ruminants. This paper overviewed the most important aspects of the innate immunity of bovine mammary gland.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Genes e epilepsia II: expressão gênica diferencial/ Genes and epilepsy II: differential gene expression in epilepsy

Romcy-Pereira, Rodrigo N.; Gitaí, Daniel L. G.; Gitaí, Lívia L. G.; Leite, João P.; Garcia-Cairasco, Norberto; Paçó-Larson, Maria Luisa
2008-10-01

Resumo em português Nesta revisão, introduzimos abordagens investigativas, assim como discutimos os principais achados de expressão gênica diferencial em tecido epiléptico humano e em modelos experimentais. As alterações observadas no cérebro de indivíduos epilépticos sugerem que eventos moleculares específicos refletem diferentes expressões do quadro fisiopatológico. É possível que diferentes combinações da expressão de genes associados à morte celular, metabolismo de radi (mais) cais livres, transmissão sináptica, resposta imune e de neurotrofinas reflitam propriedades características de diferentes populações neuronais e gliais, que determinam as distintas respostas de cada área cerebral. A compreensão dessas particularidades moleculares será muito importante para o desenvolvimento de uma estratégia de intervenção visando reduzir neurotoxicidade e disfunções sinápticas que ocorrem durante a epileptogênese e a fase crônica em pacientes epilépticos. Resumo em inglês We introduce some investigative appnacher and findings on differential gene expression in human epileptic time as well as in animal models of epilepsy. Molecular alterations observed in the epileptic brain suggest that they may disclose different psychopathological stages. It is possible that different gene expression combinations involved in cell death, reactive oxygen metabolism, synaptic transmission and immune response and of neurotrophins reflect distinct functional (mais) properties of different neuronal and glial populations, which determine specific brain region responses. Understanding the molecular patterns of gene expression following epileptogenic insults will be of great importance for the development of treatments aiming to reduce neurotoxicity and subtle synaptic dyfunctions present in the early stages as well as during the chronic phase of epilepsy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Frequência de autoanticorpos e dosagem de complemento sérico em pacientes com diagnóstico de leishmaniose cutânea ou visceral/ Frequency of autoantibodies and serum complement levels in patients with visceral or cutaneous leishmaniasis

Horimoto, Alex Magno Coelho; Costa, Izaias Pereira da
2009-10-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A leishmaniose é uma doença infecciosa crônica que pode variar de um espectro que inclui o acometimento cutâneo isolado com manifestação oligossintomática até o acometimento sistêmico com manifestações clínicas importantes. O desenvolvimento de infecção em cada tipo de leishmaniose (visceral ou tegumentar) depende da interação complexa e intrigante entre os fatores de virulência do patógeno e a resposta imunológica do hospedeiro. Análises (mais) de soros de pacientes infectados por Leishmania demonstraram a existência de autoanticorpos contra componentes celulares e humorais, além de imunocomplexos circulantes e anticorpos contra a imunoglobulina G (fator reumatoide). Pacientes com leishmaniose visceral podem apresentar sintomas que mimetizam o quadro clínico encontrado em pacientes com diagnóstico de Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), dificultando o diagnóstico precoce e tratamento. OBJETIVOS: Identificar o perfil de autoanticorpos e a dosagem de complemento em pacientes com diagnóstico de leishmaniose visceral ou tegumentar e correlacionar o quadro clínico destes pacientes com o de pacientes com diagnóstico de LES. MÉTODOS: Pesquisou-se a ocorrência de autoanticorpos e dosagem de complemento no soro de 90 pacientes, sendo 45 deles com leishmaniose visceral e 45 com a forma tegumentar. RESULTADOS: Os autoanticorpos estatisticamente significativos presentes nos pacientes com leishmaniose visceral foram: Fator Antinuclear (FAN) positivo (4,4%) ou em baixa titulação (8,9%) e anticorpo anticardiolipina do tipo IgG positivo (17,8%) ou indeterminado (8,9%). Encontrou-se, ainda, diminuição do complemento sérico C3 em 17,8% dos pacientes e anticorpo anti-Leishmania positivo > 1/80 em todos os pacientes com leishmaniose visceral. CONCLUSÕES: A forma visceral da leishmaniose pode correlacionar-se positivamente com a presença de autoanticorpos, possivelmente pelo desencadeamento de uma resposta sistêmica predominantemente humoral do tipo Th2, constituindo-se em diagnóstico diferencial obrigatório com LES, principalmente nas áreas endêmicas. Resumo em inglês INTRODUCTION: Leishmaniasis is a chronic infectious disease whose spectrum can vary from isolate cutaneous involvement with oligosymptomatic manifestations to systemic involvement with clinically important manifestations. The development of the infection of each type of leishmaniasis (visceral or cutaneous) depends on a complex and intriguing interaction between virulence factors of the pathogen and the immune response of the host. Analysis of sera of with Leishmania infe (mais) ction demonstrates the presence of autoantibodies against cellular and humoral components, besides circulating immune complexes and anti-IgG antibodies (rheumatoid factor). Patients with visceral leishmaniasis can present symptoms that mimic Systemic Lupus Erythematosus (SLE), hindering early diagnosis and treatment. OBJECTIVES: To identify the profile of autoantibodies and complement levels of patients with visceral or cutaneous leishmaniasis and to correlate their clinical presentation to those of patients with SLE. METHODS: The presence of autoantibodies and complement levels of 90 patients, 45 with visceral leishmaniasis and 45 with cutaneous leishmaniasis, was determined. Results: The presence of statistically significant autoantibodies in patients with visceral leishmaniasis included: antinuclear antibody (ANA), positive (4.4%) or in low titers (8.9%), and IgG anticardiolipin antibody, positive (17.8%) or undetermined (8.9%). A reduction in C3 levels was also seen in 17.8% of the patients and anti-Leishmania antibodies > 1/80 in all patients with visceral leishmaniasis. CONCLUSIONS: Visceral leishmaniasis can have a positive correlation with the presence of autoantibodies, possibly by triggering a predominantly humoral, systemic, type Th2 response, representing an obligatory differential diagnosis with SLE, especially in endemic areas.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Eficácia da vacina Sabin em crianças subnutridas da Amazônia/ The efficacy of oral polio vaccine in malnourished Amazonian children

Stewien, Klaus E.; Shrimpton, Roger; Cunha, Luís C. F. da; Alvim, Maria A. B.; Viana, Lucia F. B.; Marinho, Helyde A.; Costa, Cristovão A. da
1985-02-01

Resumo em português A eficácia da vacina Sabin foi determinada em 106 crianças normais e subnutridas da Amazônia, após a administração de uma e duas doses de vacina oral (trivalente). Após a aplicação de uma dose de vacina, verificou-se que apenas 9% das crianças com subnutrição pregressa (crônica) e 43% das crianças normais formaram anticorpos neutralizantes (protetores) contra dois ou três tipos de poliovírus (p = 0,04). Após duas doses de vacina, os níveis de imunidade d (mais) os dois grupos de crianças estudadas acusaram, respectivamente, 32% e 75% (p = 0,001). Estes resultados mostram que a resposta imunitária à vacina Sabin foi sensivelmente inferior no grupo das crianças subnutridas, do que no das crianças normais. Em decorrência disto, será necessário administrar um número maior de doses de vacina oral àquelas crianças, a fim de que níveis satisfatórios de imunidade contra a poliomielite sejam atingidos em toda a população infantil. Resumo em inglês Various hypotheses have been proposed to explain the diminished efficacy of the oral polio vaccine in underdeveloped tropical regions. In this study, the influence of mild to moderate chronic malnutrition on the development of antibodies to the 3 types of polioviruses was investigated in Brazilian Amazonian children. Vaccines were administered to 106 normal and stunted children, between 5 to 14 months of age, who were not suffering from acute malnutrition (wasting), in po (mais) or peri-urban slum areas of Manaus (AM) and São Luis (MA) during the National Poliomyelitis Vaccination Campaigns of 1981 and 1982. Two weeks after vaccination, blood was collected by digital puncture and the prevalence of neutralizing antibodies for the 3 types of polioviruses was determined in serum at a dilution of 1:8. In children who had received one dose of the vaccine, 43% of normal children had antibodies to 2 or 3 types of polioviruses, against only 9% of stunted children (p = .04). In children who had received 2 doses of vaccine, 75% of normal children but only 32% of stunted children had formed antibodies to 2 or 3 types of polioviruses (p = .001). These results suggest that mildly to moderately stunted children have an impaired immune response to the oral poliomyelitis vaccine and that more than 2 doses of vaccine are necessary to achieve satisfactory immunity levels in poor tropical communities where such malnutrition is common.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Eficácia da vacina Sabin em crianças subnutridas da Amazônia/ The efficacy of oral polio vaccine in malnourished Amazonian children

Stewien, Klaus E.; Shrimpton, Roger; Cunha, Luís C. F. da; Alvim, Maria A. B.; Viana, Lucia F. B.; Marinho, Helyde A.; Costa, Cristovão A. da
1985-02-01

Resumo em português A eficácia da vacina Sabin foi determinada em 106 crianças normais e subnutridas da Amazônia, após a administração de uma e duas doses de vacina oral (trivalente). Após a aplicação de uma dose de vacina, verificou-se que apenas 9% das crianças com subnutrição pregressa (crônica) e 43% das crianças normais formaram anticorpos neutralizantes (protetores) contra dois ou três tipos de poliovírus (p = 0,04). Após duas doses de vacina, os níveis de imunidade d (mais) os dois grupos de crianças estudadas acusaram, respectivamente, 32% e 75% (p = 0,001). Estes resultados mostram que a resposta imunitária à vacina Sabin foi sensivelmente inferior no grupo das crianças subnutridas, do que no das crianças normais. Em decorrência disto, será necessário administrar um número maior de doses de vacina oral àquelas crianças, a fim de que níveis satisfatórios de imunidade contra a poliomielite sejam atingidos em toda a população infantil. Resumo em inglês Various hypotheses have been proposed to explain the diminished efficacy of the oral polio vaccine in underdeveloped tropical regions. In this study, the influence of mild to moderate chronic malnutrition on the development of antibodies to the 3 types of polioviruses was investigated in Brazilian Amazonian children. Vaccines were administered to 106 normal and stunted children, between 5 to 14 months of age, who were not suffering from acute malnutrition (wasting), in po (mais) or peri-urban slum areas of Manaus (AM) and São Luis (MA) during the National Poliomyelitis Vaccination Campaigns of 1981 and 1982. Two weeks after vaccination, blood was collected by digital puncture and the prevalence of neutralizing antibodies for the 3 types of polioviruses was determined in serum at a dilution of 1:8. In children who had received one dose of the vaccine, 43% of normal children had antibodies to 2 or 3 types of polioviruses, against only 9% of stunted children (p = .04). In children who had received 2 doses of vaccine, 75% of normal children but only 32% of stunted children had formed antibodies to 2 or 3 types of polioviruses (p = .001). These results suggest that mildly to moderately stunted children have an impaired immune response to the oral poliomyelitis vaccine and that more than 2 doses of vaccine are necessary to achieve satisfactory immunity levels in poor tropical communities where such malnutrition is common.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Doença periodontal: estudo da resposta imune humoral/ Periodontal disease: study of humoral immune response

HIDALGO, Mirian Marubayashi; ITANO, Eiko Nakagawa; NAKAGAWA, Roberto Issamu; TREVISAN JUNIOR, Wilson; AVILA-CAMPOS, Mario Julio
1998-07-01

Resumo em português Foram comparados os níveis de IgG e IgA séricas e de IgG e IgA secretora (IgA-S) salivares reativas com Actinobacillus actinomycetemcomitans (Aa) e dosadas IgM, IgG e IgA séricas totais em pacientes com Periodontite de Incidência Precoce (PIP), Periodontite de Adulto (PA) e controles saudáveis (sem doença periodontal). Os níveis de anticorpos para Aa foram determinados por ELISA, e a dosagem de Igs séricas totais foi realizada por imunodifusão radial simples, uti (mais) lizando-se como antígenos extrato sonicado de uma mistura de cinco isolados de Aa provenientes de pacientes com PIP e extrato sonicado de Aa de referência FDC Y4. Não foi observada diferença significativa entre os níveis séricos de anticorpos IgG e IgA e os níveis salivares de anticorpos IgG e IgA-S para Aa nos grupos PIP (n = 9), PA (n = 20) e indivíduos sadios (n = 20). Esses resultados sugerem a inexistência de alterações significativas na resposta imune humoral anti-Aa em pacientes com periodontite. A dosagem de Igs séricas totais também não revelou diferença estatisticamente significante entre pacientes com PIP (n = 9), PA (n = 9) ou controles saudáveis (n = 9). Resumo em inglês We compared levels of sera immunoglobulin IgG and IgA, and salivary IgG and secretory IgA (IgA-S) reactive to Actinobacillus actinomycetemcomitans (Aa). Doses of total sera IgM, IgG, and IgA of patients with early-onset (EOP) and adult (AP) periodontitis, and healthy controls without periodontal disease were assessed. Igs to Aa were determined by ELISA. Total sera Igs were quantified by simple radial immunodiffusion, using a mixture of sonicated extracts of five isolates (mais) obtained from EOP patients confirmed as Aa, and sonicated extract of Aa reference strain FDC Y4 as antigens. No significant differences were found between sera IgG and IgA and salivary IgG and IgA-S levels among groups EOP (n=9), AP (n=20), and control (n=20). These results suggest that there was no significant alteration of the Aa humoral immune response level in patients with periodontitis. By quantification of total sera Igs, we found no statistically significant differences between EOP (n=9) and AP (n=9) patients or healthy controls (n=9).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Comparação das técnicas de ELISA indireto e de soroneutralização na detecção de anticorpos contra o BHV-1 em amostras de soro bubalino (Bubalus bubalis)/ Comparison of a commercial enzyme immune assay (ELISA) and serum neutralization techniques for the detection of antibodies against BHV-1 in buffaloes (Bubalus bubalis) sera

CORTEZ, Adriana; HEINEMANN, Marcos Bryan; ALFIERI, Amauri Alcindo; MÉDICI, Kerly Cristina; ALFIERI, Alice Fernandes; OLIVEIRA, Daniela Bergamin; MEYER, Adriana Dresden; SOARES, Rodrigo Martins; SAKAMOTO, Sidnei Mioshi; AMARAL, Renato; BARUSELLI, Pietro Sampaio; FUJII, Takako; RICHTZENHAIN, Leonardo José
2001-01-01

Resumo em português O desempenho de um ELISA comercial (Bovine Rhinotracheitis virus antibody test Kit, Herdcheck®, IDEXX Laboratories Inc., USA) para a identificação de anticorpos anti-herpesvírus bovino tipo 1 (BHV-1), em soro bovino, foi avaliado em 133 amostras de soro de búfalos (Bubalus bubalis), sem histórico de vacinação para IBR, da Região do Vale do Ribeira, Estado de São Paulo. Tomando-se a técnica de soroneutralização como referência, o ELISA indireto apresentou sen (mais) sibilidade e especificidade relativa de 97,14 e 46,03%, respectivamente. A concordância estimada pelo índice kappa, entre os dois métodos, foi de 0,44 IC (0,29-0,59), utilizando um intervalo de confiança de 95%. Resumo em inglês The performance of a commercial ELISA (Bovine Rhinotracheitis virus antibody test Kit, Herdcheck®, IDEXX Laboratories Inc., USA) designed to detect the presence of antibody to the Bovine Herpesvirus type 1 (BHV-1) in bovine serum, was evaluated in samples of buffaloes (Bubalus bubalis) serum. Sera of 133 buffaloes without IBR vaccination were performed both by ELISA and standard serum neutralization technique. Sensitivity and specificity of ELISA were 97.14% and 46.03%, (mais) respectively. The estimated concordance between two serologic diagnostic methods by kappa index was 0.44 IC (0.29-0.59) using 95% confidence level.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Citocinas, disfunção endotelial e resistência à insulina/ Cytokines, endothelial dysfunction, and insulin resistance

Carvalho, Maria Helena C. de; Colaço, André Luiz; Fortes, Zuleica Bruno
2006-04-01

Resumo em português A disfunção endotelial está associada a diversas alterações vasculares, como a aterosclerose, hipertensão arterial, hiperlipidemia e diabetes mellitus, que têm em comum a resistência à insulina (RI). Citocinas são proteínas de baixo peso molecular, com diversas funções metabólicas e endócrinas, que participam da inflamação e resposta do sistema imune. Várias dessas citocinas são consideradas como fatores de risco independentes para doenças da artéria (mais) coronária e cerebrovascular. As principais fontes de citocinas (adipocinas) são os tecidos adiposos subcutâneo e visceral. Assim, aumento da massa de tecido adiposo está associado com alterações da produção de adipocina com aumento da expressão de fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), interleucina 6 (IL-6), inibidor do fator ativador de plasminogênio 1 (PAI-1), e diminuição da expressão de adiponectina no tecido adiposo. A condição pró-inflamatória associada a essas alterações sugere ligação entre RI e disfunção endotelial no estágio inicial do processo de aterosclerose, em indivíduos obesos e em pacientes diabéticos tipo 2. A redução da massa de tecido adiposo, por redução de peso associada a exercício físico, reduz TNF-alfa, IL-6 e PAI-1, aumenta adiponectina, e melhora tanto a sensibilidade à insulina quanto a função endotelial. A interação entre adipocinas e insulina no controle da função endotelial será discutida, bem como o conceito de que a alteração da secreção de adiponectinas na RI e/ou obesidade piora a função endotelial, além de diminuir ainda mais a sensibilidade à insulina. Resumo em inglês Endothelial dysfunction is associated with several vascular conditions as atherosclerosis, hypertension, hyperlipidemia and diabetes mellitus. In all these conditions insulin resistance (IR) is present. Cytokines are low molecular weight proteins with several endocrine and metabolic functions that participate of inflammation and immune response. Several of these cytokines are independent risk factors for cerebrovascular and coronary artery disease. The major sources of cy (mais) tokines (adipokines) are the visceral and subcutaneous adipose tissues. Thus, increased adipose tissue mass is associated with alteration in adipokine production as over expression of tumor necrosis factor alpha, interleukin 6, plasminogen activator inhibitor 1, and under expression of adiponectin in adipocite tissue. The pro-inflammatory status associated with these changes provides a potential link between IR and endothelial dysfunction, the early stage in the atherosclerotic process, in obese individuals, and type 2 diabetic patients. Reduction of adipose tissue mass through weight reduction in association with exercise reduces TNF-alpha, IL-6, and PAI-1, increases adiponectin, and is associated with improved insulin sensitivity and endothelial function. This review will focus on the evidence for regulation of endothelial function by insulin and the adypokines such as adyponectin, leptin, resistin, IL-6 and TNF-alpha. Interaction between insulin signaling and adypokines will be discussed, as well as the concept that aberrant adypokine secretion in IR and/or obesity impairs endothelial function and contributes further to reduce insulin sensitivity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Avaliação sorológica para Toxoplasma gondii pela imunofluorescência indireta e detecção do vírus da imunodeficiência felina pela nested PCR em felinos selvagens/ Serological evaluation for Toxoplasma gondii by indirect immunofluorescence and detection of feline immunodeficiency virus by nested PCR in wild felines

Rivetti Jr., A.V.; Caxito, F.A.; Resende, M.; Lobato, Z.I.P.
2008-10-01

Resumo em inglês Nineteen sera and blood samples from wild feline kept in captivity were tested for Toxoplasma gondii antibody and presence of feline immunodeficiency virus (FIV) DNA, respectively. Eighteen (94.7%) of the them were seropositive for toxoplasma. However, the only negative animal, a Leopardus pardalis, was the only FIV positve. These results suggest that the infection by FIV may have compromised its immune system and interfered with antibody production for toxoplasma.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Avaliação da resposta de antitoxinas beta e épsilon de Clostridium perfringens induzidas em bovinos e coelhos por seis vacinas comerciais no Brasil/ Cattle and rabbits immune response against beta and epsilon Clostridium perfringens toxins induced by six commercial vaccines in Brazil

Lobato, F.C.F.; Moro, E.; Umehara, O.; Assis, R.A.; Martins, N.E.; Gonçalves, L.C.B.
2000-08-01

Resumo em português Avaliou-se a resposta de antitoxinas beta e épsilon de Clostridium perfringens em bovinos vacinados contra clostridioses com seis vacinas disponíveis no mercado. Quarenta e oito bezerros de seis a sete meses de idade foram divididos em oito grupos (T1 a T8) de seis animais cada. Os grupos de número 2 a 7 receberam as vacinas T2 a T7 nos dias 0 e 42 com a dose e via recomendadas pelos fabricantes. Solução salina e toxóide padrão foram usados nos mesmos dias nos grup (mais) os 1 e 8 (T1 e T8), respectivamente, como controles negativo e positivo. Amostras de sangue foram coletadas nos dias 0, 42 e 56 pós-vacinação (PV), para titulação de anticorpos no soro. As vacinas e os controles foram também testados em oito coelhos cada, inoculados nos dias 0 e 21 com metade da dose indicada para bovinos. Os coelhos foram sangrados no dia 35 e os soros foram misturados em partes iguais para cada vacina para a titulação de anticorpos. Os soros dos bovinos foram titulados individualmente contra as toxinas beta e épsilon de C. perfringens pelo método de soroneutralização em camundongos. A vacina T2 apresentou títulos de anticorpos de 22,6 e 5,6 UI/ml e a vacina T4 11,2 e 7,0 UI/ml, respectivamente, contra toxinas beta e épsilon em coelhos. Os títulos do toxóide padrão (T8) foram 45,2 UI/ml contra ambas as toxinas. Em bovinos, as médias dos títulos de anticorpos contra a toxina beta nos dias 42 e 56 PV com a vacina T2 (1,15 UI/ml e 8,0 UI/ml) foram similares ao toxóide padrão (2,02 e 10,03 UI/ml). A vacina T4 (0,73 e 4,54 UI/ml) teve títulos menores (P Resumo em inglês The antibody response against beta and epsilon toxins of Clostridium perfringens was evaluated in cattle vaccinated with six commercial clostridial vaccines. Groups of six calves (6-7 months old) were vaccinated with each vaccine (T2 to T7), on days 0 and 42, with the recommended dose and route. Saline solution (T1) and a standard toxoid vaccine (T8) were used as negative and positive controls, respectively. On days 0, 42 and 56 post-vaccination (PV), blood samples were c (mais) ollected for antibody titration. Vaccines, as well as controls, were also injected into 8 rabbits each, on days 0 and 21, using half of the dose recommended for cattle. Rabbits were bled on day 35. Rabbit sera were tested as a pool per vaccine and cattle sera were tested individually against beta and epsilon toxins, by the serum neutralization test in mice. The vaccine T2 had antibody titers of 22.6 and 5.6 IU/ml and T4 had 11.2 and 7.0 IU/ml against beta and epsilon toxins in rabbits, respectively. The standard toxoid had a titer of 45.2 IU/ml against both toxins. In cattle, mean antibody titers against beta toxin on days 42 and 56 PV induced by T2 (1.15 and 8.0 IU/ml) were similar to those induced by the standard toxoid (2.02 and 10.3 IU/ml). T4 titers (0.73 and 4.54 IU/ml), were lower (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Avaliação da inflamação das vias aéreas. Vias áreas superiores e compartimento broncopulmonar/ Airways inflammation evaluation. Upper and lower airways

Geraldes, Luísa; Todo-Bom, Ana; Loureiro, Carlos
2009-05-01

Resumo em português Faz-se uma revisão sobre métodos de avaliação da inflamação nas vias aéreas que contribuam para o diagnóstico, terapêutica e prognóstico de patologias como a rinossinusite e a asma. Serão também considerados métodos susceptíveis de fornecer informação relevante sobre inflamação na DPOC. A inflamação crónica das vias aéreas condiciona fenómenos obstrutivos objectivados na função respiratória basal, na hiperreactividade brônquica e nasal e em quad (mais) ros clínicos de dificuldade respiratória. A tomografia computorizada informa sobre as dimensões do lúmen, a espessura das paredes brônquicas e os índices de densidade pulmonar, alterações que decorrem da inflamação e remodelação das vias aéreas. Um processo inflamatório localizado nas vias respiratórias é susceptível de ser detectado por modificações em marcadores sistémicos de inflamação. Os métodos directos recorrem a análise imunoistoquímica de tecidos e de fluidos em condições basais ou após estimulação. Os eosinófilos aumentam em biópsias, lavados nasais e broncoalveolares na asma e na rinite e modificam-se com a terapêutica. Ocorrem alterações nas proteínas e expressão de RNAm de mediadores envolvidos na activação celular. A expectoração induzida identifica inflamação eosinofílica que se relaciona inversamente com a função ventilatória. Em cada ciclo respiratório o ar é enriquecido em compostos voláteis produzidos no decurso da respiração celular. A FENO é o biomarcador mais estudado e os seus níveis estão elevados na asma. No condensado do ar expirado identificam-se espécies reactivas de oxigénio, derivados de membrana, citocinas e quimiocinas pró-inflamatórias. Se a avaliação não invasiva da inflamação for fidedigna e reprodutível, será imprescindível na monitorização das doenças das vias aéreas. Resumo em inglês It is done a review of evaluation methods of the inflammation in upper airways and bronchi used for diagnosis, therapeutic approach and prognosis of pathologies like rhinosinusitis and asthma. It is also analysed methods that supply relevant information of inflammation in COPD. The chronic inflammation of the airways is associated to respiratory distress, obstruction in basal lung function tests and to bronchial and nasal hyperreactivity. Computerized tomography informs a (mais) bout lumen dimensions, bronchial walls thickness and pulmonary density. These changes are associated to inflammation and to remodelling of the airways. Localized inflammation in respiratory tract can be detected by modifications of systemic inflammatory markers. The direct evaluation of inflammatory airways changes are based on immune, histological and chemical analysis of lung tissue obtained by biopsies and by fluids recoil in basal conditions or after stimulation. The eosinophils are increased in biopsies and in nasal and bronchoalveolar lavage in asthma and rhinitis and can change with therapy. Proteins and mRNA expression of cellular activation mediators are also observed. The induced sputum identifies eosinophilic inflammation that is inversely associated with lung function parameters. In each respiratory cycle the air is enriched in organic volatile compounds produced by cellular breathing. FENO is the bio marker more deeply studied in asthma and its increase is well documented in this disorder. In the exhaled air condensed, reactive oxygen species, membrane mediators, cytokines, and chemokines are identified. If the non invasive evaluation of inflammation became reliable and reproducible it will be indispensable in monitoring the airways diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Anti-helmínticos na toxocaríase experimental: efeito na recuperação de larvas de Toxocara canis e na resposta humoral/ Anthelmintics in experimental toxocariasis: effects on larval recovery of Toxocara canis and on immune response

Lescano, Susana Zevallos; Chieffi, Pedro Paulo; Amato Neto, Vicente; Ikai, Denise Kátia; Ribeiro, Manoel Carlos Sampaio Almeida
2005-02-01

Resumo em português Estudou-se a recuperação de larvas na fase crônica de camundongos infectados por Toxocara canis, bem como a presença de anticorpos anti-Toxocara após tratamento com ivermectina, mebendazol ou tiabendazol, durante cinco dias consecutivos. Os animais foram sangrados pelo plexo retroorbitário entre 30 e 270 dias após a infecção (DPI). Os soros foram processados pela técnica de enzyme linked immunosorbent assay (ELISA) para pesquisa de anticorpos da imunoglobulina d (mais) a classe G (IgG), utilizando antígeno ES de T. canis. Aos 270 DPI, os animais foram sacrificados para recuperação de larvas no sistema nervoso central, no fígado, nos pulmões e músculos. Os resultados do teste imunoenzimático indicam que, aos 20 dias após tratamento (50 DPI), o nível de anticorpos anti-Toxocara IgG aumentou nos três grupos tratados, mantendo-se elevado ao longo do experimento até o 270º DPI. Em relação aos animais infectados e não-tratados, observou-se decréscimo significativo no número de larvas recuperadas nos animais dos três grupos tratados, não se conseguindo a cura parasitológica. Com este estudo conclui-se que as três drogas utilizadas no experimento têm eficácia similar. Resumo em inglês The effects of treatment with ivermectin, mebendazole or tiabendazole, during five days, on the larval recovery and immune response to Toxocara canis in experimental chronically infected mice were studied. Animals were bled, using the retro-orbital plexus between the 30th and the 270th days post-infection (Dpi), and sera were processed by ELISA technique for IgG antibodies using ES antigen from T. canis. On day 270 all the animals were killed for larval recovery in the ce (mais) ntral nervous system, liver, lungs and carcass. Immunoenzimatic test results indicate that 20 days after treatment (50 DPI) the anti-Toxocara IgG antibody level increased in the three treated groups and remained elevated until 270 DPI. It was observed a significative decrease in larvae recovered from treated animals when compared to infected but no treated animals with no parasitological cure. The present study shows that the three drugs used in the experiment have similar efficacy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

A desigualdade e a subversão do Estado de Direito/ Inequality and the subversion of the Rule of Law/ La desigualdad y la subversión del Estado de Derecho

Vieira, Oscar Vilhena
2007-01-01

Resumo em português De que maneira a profunda e persistente desigualdade socioeconômica afeta a integridade do Estado de Direito? O principal objetivo deste artigo é procurar entender os efeitos, no sistema jurídico, da polarização entre pobreza e riqueza, especialmente com relação a uma das idéias centrais do Estado de Direito: a noção de que as pessoas devem ser tratadas de maneira imparcial pela lei e por aqueles encarregados de sua implementação. O argumento principal propost (mais) o aqui é que a exclusão social e econômica, decorrente de níveis extremos e duradouros de desigualdade, destrói a imparcialidade da lei, causando a invisibilidade dos extremamente pobres, a demonização daqueles que desafiam o sistema e a imunidade dos privilegiados, aos olhos dos indivíduos e das instituições. Em suma, a desigualdade socioeconômica extrema e persistente corrói a reciprocidade, tanto em seu sentido moral quanto em seu interesse mútuo, o que enfraquece a integridade do Estado de Direito. Esse artigo também será publicado em Thomas Pogge (ed.). A Human Right to be Free from Poverty: Its Role in Politics. Oxford: Oxford University Press, 2008. Resumo em espanhol En la actualidad la idea del Estado de derecho está aceptada casi unánimemente. Los defensores de los derechos humanos ven en el Estado de derecho una herramienta indispensable para evitar la discriminación y el uso arbitrario de la fuerza. ¿Cómo influye la profunda y persistente desigualdad social y económica en la integridad del Estado de derecho? El objetivo principal del presente ensayo es tratar de comprender los efectos de la polarización de la pobreza y de l (mais) a riqueza en el sistema jurídico, especialmente con relación a uno de los ideales esenciales del Estado de derecho: que la ley y los responsables de la implementación de dicho Estado de derecho traten a la gente con imparcialidad. Mediante una revisión de la concepción sustantiva y de la formalista del Estado de derecho, intentaré proporcionar al menos alguna explicación a por qué los estados y los pueblos cumplen con los estándares del Estado de derecho. El artículo también considerará el impacto de la desigualdad extrema y persistente en el Estado de derecho, basándome en mi conocimiento de la experiencia brasileña como ejemplo. La sección final se concentrará en el hecho de que incluso un sistema incompleto de Estado de derecho puede ser usado y puesto a prueba para darle más poder a los invisibles, para humanizar a los demonizados, y para traer otra vez a los inmunes al reino de la ley. Ese artículo también será publicado en inglés en Thomas Pogge (ed.), A human rights to be free from poverty: its role in politics. Oxford: Oxford University Press, 2008. Resumo em inglês The idea of Rule of Law has become almost unanimously embraced in our days. For human rights advocates, Rule of Law is perceived as an indispensable tool to avoid discrimination, and arbitrary use of force. But, how does profound and persistent social and economic inequality impact the integrity of the Rule of Law? The main objective of this essay is to try to understand the effects of the polarization of poverty and wealth on the legal system, especially in relation to o (mais) ne of the core ideals of the Rule of Law: that people should be treated impartially by the law and by those responsible for its implementation. By revising a substantive and a formalist conception of the Rule of Law, I will try to provide some explanation about why states and people would comply with the Rule of Law standards. The article will also consider the impact of extreme and persistent inequality over the Rule of Law, using my familiarity with the Brazilian experience as an example. In the final section, the focus will be on how even an incomplete Rule of Law system can be employed or challenged to empower the invisible, humanize the demonized, and bring the immune back to the realm of law. This paper will be also published at Thomas Pogge (ed.). A human right to be free from poverty: its role in politics. Oxford: Oxford University Press, 2008.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)