Sample records for ilmenite
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 13 shown.



1

Avaliação da presença de monazita em concentrado de ilmenita produzido na mina do Guaju (PB)/ Evaluation of monazite presence in ilmenite concentrates produced at Guaju mine (PB)

Ferreira, Karime Ribeiro e Silva; Sabedot, Sydney; Sampaio, Carlos Hoffmann
2007-12-01

Resumo em português A ilmenita é um mineral fonte de dióxido de titânio, matéria-prima utilizada como pigmento branco na fabricação de tintas e vernizes, principalmente. O concentrado de ilmenita, avaliado nesse estudo, provém da Mina do Guaju, no Estado da Paraíba, operada pela empresa Millennium Inorganic Chemicals do Brasil S/A. Esse concentrado contém monazita, que, mesmo presente em baixa quantidade, é caracterizada como um contaminante indesejado no processo metalúrgico de f (mais) abricação do pigmento. Esse estudo avalia a maneira como a monazita está associada no concentrado de ilmenita. Análises com lupa e Microscópio Eletrônico de Varredura indicaram que a monazita se encontra como partículas liberadas no concentrado de ilmenita, em baixíssima concentração. Resumo em inglês Ilmenite is a mineral that provides titanium dioxide, which is a white pigmented raw material used mainly in the manufacture of inks and varnishes. The ilmenite concentrate, evaluated in this study, comes from the Guaju's Mine, located in the State of Paraíba ,and operated by the company Millennium Inorganic Chemicals of Brazil S/A. This concentrate contains monazite that is an undesirable contaminant, even in small amounts, for the metallurgical process of pigment manuf (mais) acture. This study evaluates the manner in which monazite is associated in the ilmenite concentrate. Analyses using microscopy and Scanning Electronic Microscopy indicated that monazite is found as free particles in the ilmenite concentrate, in minuscule concentration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Proveniência dos minerais de óxidos de Fe-Ti nas areias da praia do Pântano do Sul, ilha de Santa Catarina (SC), sul do Brasil

Tomazzoli, Edison Ramos; Oliveira, Ulisses Rocha de; Horn Filho, Norberto Olmiro
2007-01-01

Resumo em português Nos sedimentos arenosos da praia do Pântano do Sul, situada ao sul da ilha de Santa Catarina, ocorrem significativas concentrações de minerais pesados, principalmente minerais de óxidos de Fe-Ti (ilmenita e magnetita). Com o objetivo de discutir a proveniência desses minerais, fez-se uma comparação entre as texturas e a química de grãos de minerais de óxidos de Fe-Ti (ilmenitas e magnetitas) da areia praial e de minerais de óxidos de Fe-Ti de quatro diques bás (mais) icos, eleitos como rochas fonte prováveis. Amostras de areia de praia foram impregnadas com resina e estudadas, sob a forma de lâminas delgadas e em microssonda eletrônica.Foram realizadas 66 análises micro químicas em areias de praia e 72 em afloramentos rochosos vizinhos. As análises químicas desses minerais, com microssonda eletrônica, mostraram que os grãos de ilmenita possuem um amplo espectro de variação de composição química, o que aponta para uma procedência variada, advinda não somente de diques básicos, mas provavelmente também de rochas graníticas e vulcânicas ácidas que constituem os costões rochosos da ilha. Composicionalmente, os grãos de ilmenita das areias agruparam-se em quatro conjuntos congruentes à composição química das ilmenitas dos quatro diques básicos acima referidos.Do total de grãos de ilmenita e magnetita analisados, 4,6% apontaram para proveniência a partir do dique 1; 7% do dique 2; 7% do dique 3, 16,3% do dique 4 e 55,8% de outras fontes, possivelmente rochas graníticas ou vulcânicas ácidas, enquanto que 9,3% dos grãos mostraram-se provenientes ou do dique 3 ou do dique 4. Portanto, a comparação da química mineral dos grãos de areia ilmenítica com a da ilmenita das rochas fonte mostrou ser um procedimento potencialmente muito eficaz na determinação da proveniência dos clastos. Resumo em inglês The sandy sediments of the Pântano do Sul beach, located in South coast of Santa Catarina island, have significant concentrations of heavy minerals, especially Fe-Ti oxides minerals (ilmenite and magnetite). In intention to discuss the source area of these minerals, comparison holding texture and chemistry of ilmenite and magnetite of the beach sediments and basic dykes was realized. Beach samples were impregnated, studied by thin sections and the electronic microprobe. (mais) The database includes 66 analysis from the beach sands and 72 from nearby outcrops. The use of electronic microprobe showed that ilmenite presents wide chemical variability and diverse provenance, originated from diabases and granitic and acid volcanic lithotypes that constitute the rocky coasts of the island. The ilmenite sandy sediments were arranged in four groups of similar chemical composition, correlationed to adjacent basic dykes. Considering the totality of ilmenite and magnetite grains; 4,6% were derived from dike 1; 7% from dike 2; 7% from dike 3; 16,3% from dike 4 and 55,8% from another source, possibly from granitic or volcanic acid rocks, while 9,3% of the grains showed deriving from dike 3 or dike 4. Therefore the chemical comparison of ilmenite in Pântano do Sul sandy sediments and lithotypes of the Santa Catarina island was very useful to determinate the sedimentary provenance of ilmenite sandy grains.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Identificação gamaespectrométrica de placeres rutilo-monazíticos neoproterozóicos no sul da Faixa Seridó, nordeste do Brasil

Silva, Sebastião Milton P. da; Crósta, Álvaro P.; Ferreira, Francisco J.F.; Beurlen, Hartmut; Silva, Adalene M.; Silva, Marcelo R.R. da
2010-03-01

Resumo em português Dados digitais de um aerolevantamento gamaespectrométrico cobrindo seqüência crustal Neoproterozóica da Faixa Seridó (FSe) foram processados e analisados juntamente com medidas de gamaespectrometria terrestre, fotos aéreas e dados geológicos de campo, objetivando a caracterização e o mapeamento litogeofísico de granitos pegmatíticos e campos de pegmatitos associados, bem como de litologias e unidades litoestratigráficas do Grupo Seridó. A interpretação das (mais) imagens individuais e ternária dos canais do urânio (eU), do tório (eTh) e do potássio (K), além das razões eU/eTh e eTh/K, possibilitou a identificação de anomalias de tório associadas a metaconglomerados e metarenitos intercalados nos quartzitos da Formação Equador, constituídos de fragmentos e seixos de quartzo, muscovita e concentrações de minerais pesados, dominantemente hematita, ilmenita, monazita, rutilo, titanita e zircão. A análise semiquantitativa em grãos minerais de duas amostras dessas rochas, por microscopia de varredura eletrônica (MEV-EDS), revelou teores máximos de 79,4% de ThO2 e 87,7% de ETR (Ce, La, Nd) em monazitas; 99,2% de TiO2 em ilmenita e rutilo e 1,81 % de Hf0(2) em zircão. Também foram identificadas anomalias de tório em sedimentos de idade cenozóica na mesma região. Resumo em inglês Aerial gamma-ray survey data covering Neoproterozoic supracrustal sequences in the Seridó Belt were processed and analyzed together with ground gamma-ray data, air photos and geological data for lithogeophysical characterization and mapping of granitic rocks, related pegmatites fields and lithological units of Seridó Group. Interpretation was based on individual and ternary images of the three radio-elements and the eU/eTh and eTh/K ratios, and allowed the discovery of (mais) thorium anomalies associated with coarse-grained metarenites and metaconglomerates facies intercalated with quartzites of the Equador Formation. High contents of iron oxides, ilmenite, monazite, rutile, titanite and zircon were identified by ore microscopy of polished sections in the metaconglomerate's matrix. Semiquantitative scanning electron microscopy (SEM) analyses in minerals of two samples revealed up to 79.4% of Th0(2) and 87.7% of REE in monazites; up to 99.2% of Ti0(2) in ilmenite and rutile and up to 1.81 % of HfO2 in zircon. Gamma-ray anomalies due to thorium were also identified in association with sediments of Cenozoic age in the region.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Placeres marinhos/ Marine placers

Silva, Cleverson G.
2000-01-01

Resumo em português Os principais placeres marinhos situam-se nas praias atuais, ou foram formados em decorrência dos eventos de oscilação do nível do mar que caracterizaram o período Quaternário, ora expondo grandes áreas da plataforma continental, ora afogando porções das planícies costeiras. Em razão destes eventos, os depósitos aluviais e coluviais, que contém importantes concentrações de minerais pesados, são afogados e permanecem preservados na plataforma continental, o (mais) nde são retrabalhados pelas correntes costeiras e ondas, promovendo a re-concentração dos minerais mais densos, como a ilmenita, zircão, cassiterita, ouro e diamantes. As principais atividades de mineração de placeres marinhos concentram-se hoje na plataforma continental da Namíbia e África do Sul, onde se extrai o diamante e no sudeste da Ásia, onde é explotada a cassiterita. Importantes extrações dos minerais ilmenita, zircão, rutilo e monazita, ocorrem na Austrália, Sri Lanka, Índia e também no Brasil, no litoral norte do Rio de Janeiro. Atividades importantes de extração de ouro ocorreram nas praias e plataforma continental do Alaska, encerrando-se na década de 90. A tecnologia envolvida na exploração de recursos minerais marinhos chega a ser altamente sofisticada, como observa-se na Namíbia e África do Sul, onde são empregados volumosos navios, com sondas rotativas especialmente desenvolvidas, robôs e tratores submarinos com possantes bombas de sucção, remotamente controlados, para extração do substrato cascalhoso onde ocorrem os diamantes, em lâminas d'água que atualmente já atingem 200 m de profundidade. O impacto ambiental decorrente das atividades de dragagem para explotação dos placeres marinhos é substancial na área de operação e deve ser constantemente monitorado e controlado por legislação eficaz e por órgãos ambientais e de fiscalização eficientes. Neste trabalho, apresentamos uma revisão dos principais conceitos sobre a gênese dos placeres marinhos, sobre as principais áreas de ocorrência e técnicas exploratórias mundiais e no Brasil e sobre os impactos ambientais decorrentes de sua extração. Resumo em inglês Marine placers are located on present beaches or are related to the Quaternary sea level oscillatory events, which exposed large areas of the continental shelf or covered portions of the coastal plains. The transgressive sea level events drowned alluvial and colluvial deposits including important heavy minerals concentrations further reworked by current and wave action. This mechanism promoted the re-concentration of the denser minerals such as ilmenite, zircon, tin, gold (mais) and diamonds. The main exploration activities of marine placers are located on Namibian and South African continental shelves, for diamonds, and on the Southeast Asia, for tin. Important extraction of ilmenite, zircon, rutile and monazite sands occurs in Australia, Sri Lanka and India, as well as on the northern Rio de Janeiro State, Brazil. Gold extraction on beaches and on the continental shelf offshore Alaska ceased during the nineties. The technology involved on the exploitation of marine minerals can be highly sophisticated, as observed in Namibia and South Africa, employing massive ships, with specially designed rotation drills, submarine robots and track-mounted vehicles, equipped with powerful suction pumps, remotely controlled. These equipment are used to extract the gravel substrate containing the diamonds in water depths approaching 200 m. The associated environmental impact in dredged areas is substantial and must be constantly monitored and controlled by an efficient legislation and by the local environmental agencies and controlling organisms. This paper presents a review of the current knowledge about the origin of the marine placers, the main world's and Brazilian occurrences and exploration techniques and the principal environmental impacts associated with its exploitation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Remoção de inclusões minerais em zircões

Sabedot, Sydney; Sampaio, Carlos Hoffmann
2006-06-01

Resumo em português A mina do Guaju, no Estado da Paraíba, produz variados tipos de concentrado de zircão, como subprodutos do beneficiamento de dunas litorâneas. O Concentrado de Zirconita B é um dos tipos e é considerado de baixa qualidade, devido a ocorrência de inclusões minerais em cerca de 28% dos grãos de zircão. Com o objetivo de tornar a matéria-prima um produto de qualidade superior, desenvolveram-se estudos mineralógicos em microssonda analítica e uma rota de beneficia (mais) mento mineral, em nível de bancada, que incluiu processos de separação magnética e eletrostática, aquecimento em forno de microondas, moagem e peneiramento. Os resultados indicaram que os principais minerais que compõem as inclusões são pirrotita, biotita, quartzo, ilmenita e apatita. Indicaram também que os processos geraram produtos e subprodutos que incorporaram uma valorização comercial de 77% em relação à matéria-prima original, com uma perda mássica de 12%. Esses valores indicaram que a rota para a remoção das inclusões minerais teve êxito, mas há desafios operacionais e econômicos a serem considerados pela empresa, caso se decidir implantá-la industrialmente. Resumo em inglês The Guaju mine, Paraíba State, produces different types of zircon concentrate, as a by-product of coastal dunes treatment. The denominated Concentrate Zirconita B is one of the products. It is considered low quality, due to the occurrence of mineral inclusions in about 28% of the zircon grains. Mineralogical characterization studies in an electron microprobe were carried out. A schematic of mineral treatment was developed on bench scale, including the processes of magnet (mais) ic and electrostatic separation, heating in microwave oven, grinding and sizing. The results indicate that the main minerals that take part in the inclusions are pyrrhotite, biotite, quartz, ilmenite and apatite. They also show that the treatment processes generate products and by-products that incorporate a commercial valorization of 77% in relation to the original raw material, with a 12% mass loss. The flowsheet studied indicates very good results, but there are operational and economical challenges to be considered by the company, to implant the processes in the industrial operations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Caracterização tecnológica dos tipos de minério de fosfato do Complexo Alcalino de Salitre, MG - Área Fosfertil/ Technological characterization of phosphate ore types from the Salitre Alkaline Complex, MG - Fosfertil Area

Uliana, Daniel; Kahn, Henrique; Braz, André Borges
2009-12-01

Resumo em português São apresentados os resultados de caracterização tecnológica de seis tipos de minério fosfático provenientes do Complexo de Salitre, tendo em vista definir a composição mineralógica das amostras e as características inerentes à apatita e ao minério relevantes para o beneficiamento mineral. Os teores de P2O5 variam de 9 a 25% e a proporção de finos (-0,020 mm) situa-se entre 20 e 34% em massa com perdas associadas de 17 a 22% do total de P2O5 presente. As amo (mais) stras são compostas, essencialmente, por apatita, oxi-hidróxidos de ferro, ilmenita, argilominerais, carbonatos, quartzo, piroxênio, perovskita, alumino-fosfatos e outros minerais acessórios, variando apenas suas proporções relativas. Verificou-se que a apatita ocorre, predominantemente, liberada já abaixo de 0,21 mm, com superfície límpida a fracamente impregnada por oxi-hidróxidos de ferro; a parcela altamente impregnada (não flotável) varia de 6 a 9%. Do total de fósforo contido nas amostras, mais de 97% ocorre sob a forma de apatita (acima de 0,020 mm) e a recuperação potencial estimada de P2O5 na etapa de flotação é superior a 90% (recuperação global estimada entre 71-76%). Resumo em inglês The present study was carried out on six different ore types from the Salitre Alkaline Complex aiming to determine their mineralogical composition and the major features that are relevant in the mineral processing. The P2O5 grades vary from 9 to 25%. The slime content (-0,020 mm) varies between 20 and 34% (w/w) and carries 17-22% of the P2O5 content. The samples essentially consist of apatite, iron oxi-hydroxides, ilmenite, clayminerals, carbonate, quartz, pyroxene, perov (mais) skite, secondary phosphates and other minor accessory minerals. Below 0.21 mm, apatite essentially occurs in free particles showing a clean surface or a weak coating of iron oxi-hydroxides; the highly covered apatite (not recoverable by flotation) varies from 6 to 9%. In the deslimed fraction (above 0.020 mm) more than 97% of the total phosphor content occurs as apatite; the estimated P2O5 potential recovery in flotation concentration is over 90% (71-76% overall recovery).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

A intrusão diamantífera Abel Régis (Carmo do Paranaíba, MG): kimberlito ou lamproíto?/ The diamond-bearing Abel Régis intrusion (Carmo do Paranaíba, MG): kimberlite or lamproite?

Chaves, Mario Luiz de Sá C.; Andrade, Kerley Wanderson; Moreira, Luiz Alberto
2009-12-01

Resumo em português Centenas de intrusões de natureza kimberlítica ou relacionadas são conhecidas na Província Diamantífera do Alto Paranaíba, em Minas Gerais e Goiás. O pipe Abel Régis, localizado em Carmo do Paranaíba e descoberto pela De Beers na década de 1970, é um desses corpos, que tem sido, em geral, considerado como um kimberlito. Na área da intrusão, ocorrem metassedimentos neoproterozóicos do Grupo Bambuí, os quais são atravessados pelo pipe cretácico (?) de forma (mais) superficial aproximadamente circular, com cerca de 1.400 m de diâmetro. Foram distinguidas diversas fácies petrográficas no corpo, que é um dos poucos de toda a província mineral onde encontram-se preservadas feições da zona de cratera. Como o acervo de informações pré-existentes não era esclarecedor quanto à mineralogia de tal corpo, efetuaram-se também estudos com microssonda eletrônica, os quais demonstraram significativas mudanças quanto ao até então admitido. As mais importantes foram: predomínio local de Cr-espinélio sobre ilmenita entre os minerais indicadores, ilmenitas pouco magnesianas e presença abundante do K-feldspato sanidina. Essas características, somadas ao aspecto em forma de taça apresentado pelo corpo, permitem sugerir, em princípio, que a intrusão Abel Régis possa ser de natureza lamproítica. Resumo em inglês Hundreds of kimberlite or related intrusions are known in the Alto Paranaíba Diamondiferous Province, in the states of Minas Gerais and Goiás. The Abel Régis intrusion, located in Carmo do Paranaíba county is one of these bodies that was discovered in the 1970´s by De Beers, and has generally been recognized as kimberlite. Neoproterozoic metasedimentary rocks of the Bambuí Group are found in the intrusion area. These rocks are cut by the Cretaceous(?) body outcroppi (mais) ng as a nearly circular section with 1,400 m in diameter. Distinct petrographic facies, including crater facies, can be recognized in the body. As the previous data was not informative about the mineralogical features of the intrusion, studies were also performed with electron microprobe, which indicated significant changes in relation to the allowed concepts. The most important were: the local predominance of Cr-spinel in relation to ilmenite, Mg-poor ilmenites, and an abundant presence of the K-feldspar sanidine. These characteristics, added to the cup-shaped body, point out that the Abel Régis intrusion could probably present a lamproitic affinity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Caracterização da parcela magnética de minério fosfático de carbonatito/ Characterization of the magnetic phase from carbonatitic phosphate ore

Borges, Alysson A.; Luz, José Aurélio Medeiros da; Ferreira, Eliomar Evaristo
2008-03-01

Resumo em português O rejeito magnético do Complexo Mineração de Tapira, Tapira - MG, onde se processa rocha fosfática, foi estudado. Suas principais características físicas, químicas e mineralógicas foram determinadas, assim como suas respostas a processos de concentração. A primeira etapa do trabalho envolveu análise granulométrica, análise química, difratometria de raios X, espectroscopia Mössbauer, microscopia ótica e microscopia eletrônica de varredura. Na segunda etapa (mais) , ensaios de separação magnética, flotação e lixiviação ácida foram realizados. O material sob estudo revelou-se composto essencialmente por magnetita, hematita (martita) e ilmenita. A separação magnética resultou em recuperação metalúrgica de ferro acima de 96 %. Sabão sódico de ácido graxo vegetal (Hidrocol) deu melhores resultados no processo de flotação, comparado ao desempenho de amina, quando empregados como coletores de silicatos e apatita, visando à depuração dos minerais portadores de ferro. A atrição preliminar ao condicionamento não influenciou sensivelmente a flotação. Os ensaios de lixiviação visaram a eliminação de fósforo, contaminante crítico nos minérios de ferro. O ácido acético extraiu 0,41 % do fósforo presente, enquanto o ácido clorídrico extraiu em torno de 73 % do fósforo. Estudos ulteriores de otimização de tais ensaios são recomendados, buscando o uso do material sob estudo em siderurgia. Resumo em inglês The characterization of the magnetic fraction of a tail from phosphate rock processing was done. Samples were from Tapira, in Minas Gerais, Brazil. The main physical, chemical and mineralogical properties, as well as this material response to separation processes were determined. The first part of this work encompasses the mineralogical characterization (determination of particle size distribution, X-ray diffraction, Mössbauer spectroscopy, optical microscopy and scannin (mais) g electron microscopy). In the second part, concentration tests by magnetic separation, flotation and acid leaching were carried out. The iron-bearing material is composed predominantly of magnetite, hematite and ilmenite. Wet low intensity magnetic separation has reached iron recovery above 96 %. As far as flotation is concerned, fatty acid soap from vegetal oil (Hidrocol) as a collector for silicates and apatite was better than amine. Attrition or scrubbing prior to conditioning seems not to affect flotation performance in this case. Acetic acid has extracted only 0.41 % of the phosphorus, and hydrochloric acid has depleted 73.05 % of the phosphorus in the samples under leaching.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Óxidos de ferro das frações areia e silte de um Nitossolo desenvolvido de basalto/ Iron oxides of sand and silt fractions in a Nitossolo developed from basalt

Ferreira, B. A.; Fabris, J. D.; Santana, D. P.; Curi, N.
2003-06-01

Resumo em português Foi estudada a composição mineralógica dos óxidos de ferro das frações areia, silte e argila de cinco amostras coletadas de um perfil de um Nitossolo Vermelho desenvolvido de basalto toleítico, localizado próximo a Tupaciguara (18 º 35 ' 33 '' S; 48 º 42 ' 18 '' O), na região do Triângulo Mineiro, Minas Gerais. Porções de areia e de silte foram submetidas à separação magnética e a ataques químicos seletivos com NaOH 5 mol L-1 e com uma mistura ditionito (mais) -citrato-bicarbonato, com o objetivo de identificar os principais óxidos de ferro magnéticos e suas associações mineralógicas. Maghemita (fórmula ideal, gFe2O3) foi o único mineral magnético identificado nas frações areia e silte; não foi encontrada evidência de ocorrência de magnetita nessas frações. Os resultados Mössbauer apenas sugerem a co-existência de mais de um tipo cristaloquímico de maghemita, na fração areia, embora não sejam claramente separáveis dos espectros Mössbauer obtidos sem campo magnético aplicado. A fase magnética mais rica em Al tem fórmula média, deduzida de resultados de microssondagem eletrônica, Fe2,36(2)3+ Al0,24(2)3+ Ti0,06(3)4+ Ä0,341(1) O4 (Ä = vacância catiônica). A ilmenita férrica detectada de dados Mössbauer na porção magnética da fração silte corresponde a uma solução sólida xFe2+Ti4+O3(1-x)Fe2(3+)O3, com x » 0,83. São discutidas algumas dificuldades e alternativas de interpretação dos resultados Mössbauer, como os do presente caso, em que ocorrem contribuições espectrais simultâneas de hematita e maghemita. Resumo em inglês The iron oxide mineralogy of sand, silt and clay fractions was studied in five soil materials. Samples were collected from a pedon of a Red Nitossolo (Brazilian Soil Classification; related to an Alfisol in US Soil Taxonomy) developing on a tholeiitic basalt, near the town Tupaciguara (18 º 35 ' 33 '' S; 48 º 42 ' 18 '' W) in the region of Triângulo Mineiro, state of Minas Gerais, Brazil. Portions of sand and silt were analyzed by magnetic separation and selective chem (mais) ical treatments with NaOH 5 mol L-1, and with a dithionite-citrate-bicarbonate mixture to identify the main iron oxides and their mineralogical associations. Powder X-ray diffraction and Mössbauer spectroscopy analyses of these granulometric fractions revealed that maghemite (ideal formula, gFe2O3) was the only detectable magnetic mineral; no evidence for the existence of magnetite was found in the coarse fractions of this soil. Based on the Mössbauer data, the possibility of co-existence of more than one crystallochemical maghemite type in the sand fraction may be presumed, but no further analysis with applied magnetic field was performed to confirm this hypothesis. From the electronic microprobe, the magnetic phase with highest Al content presented a chemical composition that corresponds to the averaged formula Fe2,36(2)3+ Al0,24(2)3+ Ti0,06(3)4+ Ä0,341(1) O4 (Ä = cation vacancy). The ferric ilmenite found by the Mössbauer data in the magnetic part of the silt fraction is a solid solution (xFe2+Ti4+O3(1-x)Fe2(3+)O3; x » 0,83). Some difficulties of interpretation and alternatives to results of the Mössbauer analysis are discussed for cases, as the present, where soil samples contain mineral mixtures of hematite and maghemite.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Ensaios de atrição em pré-concentrado de zircão: um processo semipiloto

Sabedot, Sydney; Sampaio, Carlos Hoffmann
2002-04-01

Resumo em português A empresa Millennium Inorganic Chemicals do Brasil S/A produz concentrados de zircão de qualidades variadas na mina Guaju, derivados de um pré-concentrado de zircão (PCZ). Esse produto deriva da concentração de ilmenita disseminada em dunas litorâneas na Paraíba. O PCZ tem alta concentração de zircão e reduzida massa de minerais contaminantes, que é removida por processos eletrostáticos e magnéticos. Porém parte dos contaminantes está envolvida por uma pel� (mais) �cula argilo-ferruginosa que interfere na sua remoção durante os citados processos. O resultado é a formação de um tipo de produto final de zircão, considerado de baixa qualidade. O PCZ foi submetido a ensaios de atrição para a eliminação do problema da argila e tornar os processos elétricos e magnéticos mais eficazes na remoção dos contaminantes. Foi escolhido um equipamento semipiloto para se verificar a viabilidade técnica do processo. Os parâmetros operacionais foram a percentagem de sólidos em polpa, a concentração de NaOH em polpa e o tempo de agitação da polpa. As combinações de valores indicaram mais de uma alternativa viável para o processo. Escolheu-se o ensaio com 70% de sólidos em polpa, com 600 g NaOH/t polpa e com o tempo de 20 minutos de agitação. A empresa sugeriu a realização de um ensaio sem NaOH, por razões de meio ambiente. Duas amostras foram atricionadas com os mesmos parâmetros de operação, sendo uma sem o reagente químico. Tratadas posteriormente em separadores eletrostático e magnético, os resultados analíticos mostraram que o produto final (não-magnético) da amostra atricionada com soda cáustica continha 50% menos de TiO2 em relação à outra amostra. Portanto o processo de atrição mostrou-se mais eficaz com o uso da soda. O TiO2 é uma das substâncias contaminantes do concentrado de zircão. Resumo em inglês The Millennium Inorganic Chemicals do Brasil S/A company produces at Guaju mine several types of zircon concentrated, which are derived of a product denominated Zircon Pre-Concentrated (PCZ). This product is derived from ilmenite's concentration processes. The ilmenite and other heavy minerals of PCZ are disseminated in dunes, in the Paraíba state, from northeast of Brazil. PCZ contains high zircon concentration and a reduced mass of minerals considered pollutants. It is (mais) treated by both electrostatic and magnetic processes that remove the pollutants and it concentrates the mineral zircon. An amount of polluting mineral is involved by an iron-clay coating that interferes in its removal during the processes. The result is the contamination of the zircon final product, that is classified according both core of ZrO 2 and another substances, which are related to the mass of polluting minerals. PCZ was treated with attrition process to eliminate the problem of the clay and to increase the effectiveness of the electric and magnetic processes in the removal of the pollutants. It was chosen an semi-industrial equipment to verify the technical viability of the process. The operational parameters were: the amount of solids in pulp, the concentration of NaOH in pulp and the time of agitation of the pulp. The combinations of values indicated more than one viable alternative for the process. It was chosen the rehearsal with 70% of solids in pulp, with 600 g NaOH/t pulp and with the time of 20 minutes of agitation. The company suggested the accomplishment of a rehearsal without NaOH, for environment reasons. Two samples were attritioned with the same operation parameters, being one without the chemical reagent. Then they were treated in both electrostatic and magnetic separators. The analytic results showed that the final product (non-magnetic) of the sample attritioned with NaOH had 50% less TiO2 than other sample. Therefore, the attrition process was more effective with the use of the caustic soda. The TiO2 it is one of the polluting substances of the zircon concentrate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Caracterização e gênese de perfis plínticos desenvolvidos de arenito do Grupo Bauru: II - mineralogia/ Characterization and genesis of plinthic profiles developed on sandstone (Bauru Group): II - mineralogical properties

Coelho, M. R.; Vidal-Torrado, P.
2003-06-01

Resumo em português Nas paisagens do norte e oeste do estado de São Paulo, plintita e petroplintita constituem feições que se repetem com freqüência sobre os arenitos cretácicos da Formação Adamantina (Grupo Bauru). Com o objetivo de avaliar as características mineralógicas desses materiais e estudar sua gênese, selecionaram-se dois perfis de solos representativos da paisagem local e constituídos por feições plínticas, petroplínticas e mosqueados. O estudo foi realizado na ba (mais) ixa meia encosta de uma vertente situada na Estação Experimental de Agronomia de Pindorama, do Instituto Agronômico (IAC), região norte do estado de São Paulo. Com base nas observações em microscópio de varredura e microanálise pontual realizadas em glébulas selecionadas, bem como nas análises mineralógicas da fração argila desferrificada e dos óxidos de ferro de todos os horizontes dos perfis estudados, constatou-se que caulinita, hematita e goethita são os principais constituintes da fração argila dos nódulos e horizontes estudados. Os minerais mica, gibbsita e anatásio complementam a mineralogia da fração argila das glébulas, assemelhando-se em constituição ao material interglebular e aos demais horizontes dos perfis. Quartzo, feldspatos potássicos, traços de feldspatos sódicos e ilmenita foram identificados como componentes da fração silte e areia dos nódulos. A presença constante de minerais alteráveis nas glébulas petroplínticas é evidência de que a gênese desses materiais está relacionada com a ferruginização do saprolito. Este fato, associado aos baixos teores de Al na estrutura dos óxidos de ferro das glébulas, evidencia sua formação em condições hidromórficas, supostamente relacionadas com a solubilização e mobilização do ferro ferroso, lixiviado da paisagem a montante e reprecipitado na zona de vadosa, onde os maiores potenciais de oxidação favoreceram a segregação e a precipitação do ferro. Resumo em inglês In northern and western landscapes of São Paulo State, plinthite and petroplinthite are features observed commonly above the cretaceous Adamantina Formation sandstones (Bauru Group). Two representative soil profiles with plinthic, petroplinthic and mottling features were selected in the local landscape to evaluate the mineralogical characteristics and to study their formation. The study was carried out at the foot of a mountainside in the Experimental Station Pindorama o (mais) f the Agronomic Institute Campinas (IAC), in the north of São Paulo State, Brazil. Scanning microscopy and pontual microanalysis of selected glaebules, as well as the mineralogical analyses of the ironfree clay fraction and the iron oxides of all studied soil profiles were carried out. It was concluded that the main clay fraction minerals of the nodules and the soil are kaolinite, hematite, and goethite. Mica, gibbsite, and anatase also contribute to the mineralogy of the clay fraction of these glaebules, being similar in composition to the surrounding soil material of the profiles. The silt and sand fraction of the nodules is composed by quartz, potassium feldspars, traces of sodium feldspars, and ilmenite. The constant presence of weatherable minerals in the petroplinthic glaebules clearly indicates that the formation of these features was related to iron segregation in the saprolite. This phenomenon, associated with low levels of aluminum in the structure of the glaebules iron oxides suggests their formation under hydromorphic conditions. The hydromorphic environment is probably related to the solubilization and mobilization of ferrous iron that was removed from the upper landscape and precipitated into the vadose zone, where oxidative conditions were favorable for iron segregation and precipitation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Identificação microquímica de minerais primários de potássio no solo

Catani, Renato A.
1951-03-01

Resumo em inglês This paper reports a study, from a chemical arid microcheniical point of view, of the soil potassium in the type of soil originating from the Arenito Bauru. A mechanical separation of the soil was carried out in order to study the potassium distribution in the soil. The fractions 0.250 to 0.105 mm, 0.105 to 0.053 mm, 0.053 to 0.020 mm, 0.020 to 0.010 mm and 0.010 to 0.002 mm were isolated. The chemical data, i. e., the exchangeable and the total potassium content pointed (mais) out the occurrence of primary minerals of potassium in the fractions, 0.250 to Ò.105 mm, 0.105 to 0.053 mm and 0.053 to 0.020 mm. A simple microchemical technique was performed by which it was possible to differentiate the potassium bearing mineral from quartz, ilmenite, magnetite and other minerals. Primary minerals of potassium were found in those fractions and this fact indicated that the total potassium content in the samples studied was due to the presence of those minerals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Extração líquido-líquido de ferro(III) e titânio(IV) pelo ácido bis-(2-etil-hexil) fosfórico (D2EHPA) em meio de ácido sulfúrico/ Liquid-liquid extraction (LLE) of Fe(III) and Ti(IV) by bis-(2-ethyl-hexyl) phosphoric acid (D2EHPA) in sulfuric acid medium

Silva, Glauco Corrêa da; Cunha, José Waldemar Silva Dias da; Dweck, Jo; Afonso, Julio Carlos
2008-01-01

Resumo em inglês This work presents a study on the separation of Fe(III) and Ti(IV) from sulfuric acid leaching solutions of ilmenite (FeTiO3) using liquid-liquid extraction with D2EHPA in n-dodecane as extracting agent. The distribution coefficients (K D) of the elements related to free acidity and concentration of Fe(III) and Ti(IV) were determined. Free acidity was changed from 3x10-2 to 11.88 mol L-1 and D2EHPA concentration was fixed at 1.5 mol L-1. Recovery of final products as well (mais) as recycling of wastes generated in the process were also investigated. The LLE process as a feasible alternative to obtain high-purity TiO2.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)