Sample records for hypertension
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Hipertensão arterial na infância/ Arterial hypertension in childhood

Salgado, Cláudia Maria; Carvalhaes, João Thomaz de Abreu
2003-06-01

Resumo em português OBJETIVOS: realizar uma revisão crítica da literatura atual, enfocando aspectos práticos e relevantes para o diagnóstico e tratamento ambulatorial da criança com hipertensão arterial. FONTE DE DADOS: artigos clássicos e revisão sistemática da literatura atual através de busca eletrônica nos bancos de dados Medline e Lilacs, nos últimos 10 anos, utilizando-se as palavras-chave hipertensão arterial, recém-nascido, lactente, pré-escolar, criança e adolescente (mais) , selecionando-se aqueles que trouxeram informações relevantes. SÍNTESE DOS DADOS: a hipertensão arterial e a obesidade são um problema de saúde pública em todo o mundo. A hipertensão arterial essencial do adulto inicia-se na infância, e, além disso, pode ser secundária a várias doenças. O pediatra tem por obrigação medir adequadamente a pressão arterial de seus pacientes. Quando descoberta, a hipertensão arterial deve ser investigada para ser adequadamente tratada. A investigação depende da idade e do grau de elevação da pressão arterial, devendo preocupar-se não somente com a causa da hipertensão, mas também com os seus efeitos em órgãos alvo. CONCLUSÕES: o reconhecimento precoce da pressão arterial anormal e a intervenção (investigação e tratamento) adequada são necessários para diminuir a morbidade/mortalidade cardiovascular e renal futura. Resumo em inglês OBJECTIVE: to critically review recent medical literature, focusing on practical features that are relevant for diagnosis and outpatient treatment of pediatric hypertension. SOURCES OF DATA: classic articles and systematic review of recent literature through electronic search of Medline and Lilacs databases over the last 10 years, using the key words arterial hypertension, newborns, infants, preschool, children and adolescents. Those articles containing relevant informati (mais) on were selected. SUMMARY OF THE FINDINGS: arterial hypertension and obesity are public health problems all over the world. Essential arterial hypertension in adults begins in childhood and can also be secondary to several diseases. Pediatricians must measure the arterial pressure of the patients in a proper manner. When arterial hypertension is detected, it must be investigated in order to be adequately treated. The investigation depends on the age and the rising degree of the arterial pressure, taking into consideration the cause of hypertension, as well as its effects on target organs. CONCLUSIONS: the early recognition of an abnormal arterial pressure followed by adequate investigation and treatment are required to reduce the cardiovascular and renal morbidity/mortality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Hipertensão como fator associado à perda auditiva/ Hypertension as a factor associated with hearing loss

Marchiori, Luciana Lozza de Moraes; Rego Filho, Eduardo de Almeida; Matsuo, Tiemi
2006-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Identificar possível associação entre hipertensão arterial e perda auditiva. Foi realizado um estudo do tipo caso-controle não pareado, na Universidade Norte do Paraná, no Sul do Brasil. MATERIAL E MÉTODO: 154 casos e 154 controles, de ambos os sexos com idade variando de 45 a 64 anos foram incluídos na pesquisa após o cálculo da amostra. A hipertensão foi verificada por medição da pressão arterial e de questionário sistematizado sobre hipertensã (mais) o e uso de medicamentos para pressão arterial. A audição foi avaliada por audiometria e anamnese audiológica. A técnica de regressão logística não-condicional foi utilizada com o objetivo de controlar a possível ação de confusão ou modificação de efeito exercida por outras variáveis sobre as associações de interesse. RESULTADOS : Pode-se verificar que existe associação significativa entre hipertensão arterial e presença de perda auditiva e que a perda auditiva observada nesta população sugere que a hipertensão arterial age como fator de aceleração da degeneração do aparelho auditivo proveniente da idade. CONCLUSÕES: Os resultados da presente pesquisa, através da constatação da associação entre hipertensão e perda auditiva, servirão de base a uma integração entre cardiologistas, nefrologistas, otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos e outros profissionais da área de com alterações provenientes da hipertensão. Resumo em inglês AIM: To identify likely association between blood hypertension and hearing loss. Design: A non-paired case-control study. Setting: Institutional work carried out at Universidade Norte do Paraná, in South Brazil. MATERIAL AND METHOD: 154 cases and 154 controls, both genders, aged 45 to 64, included in the research after sample estimation. Methodology: Hypertension was verified through blood pressure readings and by a systematized questionnaire about hypertension and the u (mais) se of medication for blood pressure. Hearing was assessed through tonal threshold audiometrics and audiologic anamneses. Non-conditional logistic regression was used in order to control likely confusion or modification of effect of other variables on interest associations. RESULTS: There is a significant association between blood hypertension and hearing loss. Hearing loss in the population under study suggests that hypertension is an accelerating factor of degeneration of the hearing apparatus due to aging. CONCLUSIONS: The results in this research, through evidence of association between blood hypertension and hearing loss, can allow for an integrated work of cardiologists, nephrologists, otorhinolaryngologists, audiologists and other health professionals concerned with alterations caused by blood hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Hipertensão arterial e alguns fatores de risco em uma capital brasileira/ High blood pressure and some risk factors in a brazilian capital

Jardim, Paulo César B. Veiga; Gondim, Maria do Rosário Peixoto; Monego, Estelamaris Tronco; Moreira, Humberto Graner; Vitorino, Priscila Valverde de Oliveira; Souza, Weimar Kunz Sebba Barroso; Scala, Luiz César Nazário
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência da hipertensão arterial (HA) e de alguns fatores de risco cardiovasculares na população adulta de uma capital brasileira. MÉTODOS: Estudo descritivo, observacional e transversal, de base populacional, fundamentado em inquérito domiciliar de amostra aleatória simples (>18a). Questionários padronizados, colhidas informações sociodemográficas, realizadas medidas de PA (duas tomadas), peso, altura, circunferência abdominal. Dados ar (mais) mazenados (programa Microsoft Access) e analisados através do programa Epi Info 6. Foi considerada última medida da PA (critério de HA ±140x90 mmHg). RESULTADOS: Avaliamos 1.739 pessoas (87% do previsto). Predomínio do sexo feminino (65,4%), média de idade de 39,7 anos (±15,6). A prevalência de HA foi de 36,4%, sendo maior entre homens (41,8%) que entre mulheres (31,8%). Encontrada correlação positiva da HA com IMC, circunferência da cintura (CC) e faixa etária, enquanto o sexo feminino representou fator de proteção para o risco de hipertensão. Prevalência de sobrepeso 30,0% e de obesidade 13,6%. Sobrepeso maior entre as mulheres e obesidade entre os homens. Tabagismo teve prevalência de 20,1%, mais freqüente entre homens (27,1%) que entre mulheres (16,4%). Sedentarismo presente em 62,3% da população, sem diferenças entre os sexos. Hábito da ingestão regular de bebidas alcoólicas em 44,4% dos indivíduos, mais freqüente entre homens. CONCLUSÃO: Indicadores de HA e de outros fatores de risco cardiovascular (em particular sobrepeso/obesidade) mostram-se elevados. Esses dados reforçam a necessidade da implementação de medidas objetivas em âmbito nacional, visando combater esses agravos à saúde, com vistas à redução da morbidade e mortalidade por DCV. Resumo em inglês OBJECTIVES: Estimate the prevalence of hypertension and some cardiovascular risk factors in the adult population of a major city in Brazil. METHODS: Descriptive, observational, transversal population-based study substantiated by the home survey of a simple random sample (>18 years old). Standardized questionnaires were used to obtain sociodemographic information, measurements of blood pressure (2 measurements), weight, height, and abdominal circumference (AC). Microsoft A (mais) ccess and Epi Info 6 were used for data storage and analysis, respectively. The last blood pressure reading was used (hypertension: BP>140x90mmHg). RESULTS: The study evaluated 1,739 individuals (87% of the estimated sample). There was a predominance of females (65.4%) and mean age was 39.7 years (±15.6); arterial hypertension prevalence was 36.4%, higher for the male population (41.8%) when compared to females (31.8%). Correlation between Hypertension and Body Mass Index was positive, as well as with AC and age. The female gender and higher income were protective factors against hypertension. There was no correlation with schooling. Prevalence of overweight and obesity were 30.0% and 13.6%, respectively; overweight was higher among females and obesity among males. The prevalence of smoking was 20.1%, more frequent among males (27.1%), when compared to females (16.4%). A sedentary lifestyle was observed in 62.3% of the population, with no difference between the genders. Regular alcohol consumption was reported by 44.4% of the individuals, being more frequent in males. CONCLUSION: Hypertension and other cardiovascular risk factors (particularly overweight/obesity) indicators are high, reinforcing the need for objective nationwide measures to fight this disease, in order to reduce CVD morbidity and mortality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Hipertensão pulmonar em pacientes com hipertrofia adenoamigdaliana/ Pulmonary hipertension in patients with adenotonsillar hypertrophy

Sebusiani, Bruno Bartolomei; Pignatari, Shirley; Armínio, Giuseppe; Mekhitarian Neto, Levon; Stamm, Aldo E. Cassol
2003-12-01

Resumo em português Apesar de a hipertrofia adenoamigdaliana ser uma moléstia reconhecida desde os primórdios, foi somente descrita como causadora de hipertensão pulmonar e cor pulmonale em 1965 por Menashe e Farrehi. Ainda são poucos os casos apresentados na literatura analisando a existência de hipertensão pulmonar em crianças com aumento do tecido adenoamigdaliano. OBJETIVO: Avaliar a prevalência de hipertensão pulmonar em crianças com hipertrofia adenoamigdaliana. FORMA DE ESTU (mais) DO: Coorte transversal. MATERIAL E MÉTODO: Foram avaliados 14 pacientes, com idade inferior a 15 anos, de ambos os sexos, com indicação formal para adenoamigdalectomia por hipertrofia adenoamigdaliana. Todos os pacientes foram submetidos à avaliação pré-operatória contendo: questionário, avaliação clínica otorrinolaringológica, Rx simples de cavum, vídeo-nasofibroscopia e ecocardiograma. RESULTADOS: Dos 14 pacientes analisados, um (7,14%) apresentou hipertensão pulmonar. CONCLUSÃO: Com base em nosso estudo, concluímos que a hipertrofia adenoamigdaliana está relacionada com o desenvolvimento de hipertensão pulmonar, sendo o ecocardiograma um exame bastante útil na determinação desta condição clínica. A remoção cirúrgica do tecido adenoamigdaliano pode reverter o quadro de hipertensão pulmonar decorrente do processo obstrutivo crônico. Resumo em inglês Although adenotonsillar hypertrophy is a well-recognized disease since the beginning, it was not described to be cause of pulmonary hypertension until 1965 by Menashe and Ferrehi. There are only few records in the literature, analyzing the existence of pulmonary hypertension in children with obstructive adenotonsillar hypertrophy. AIM: The aim of this study was to evaluate the prevalence of pulmonary hypertension in children with obstructive adenotonsillar hypertrophy. ST (mais) UDY DESIGN: Transversal cohorte. MATERIAL AND METHOD: Fourteen patients with indication for adenotonsillectomy, from both sexs, with age ranging from O to 15 years, were analyzed in this study. AlI patients underwent to a complete pre-surgery evaluation, with questionary, complete ENT evaluation, lateral X ray films, nasofibrolaryngoscopy and echocardiography. RESULTS: From all fourteen patients analyzed, one (7,14%) had pulmonary hypertension in the echocardiography examination. CONCLUSION: Adenotonsillar hypertrophy is a cause of pulmonary hypertension, and echocardiography examination is a very usefull exam to determine to presence of the pathology. Adenotonsillectomy may revert pulmonary hypertension in children with adenotonsillar hypertrophy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico: limitações diagnósticas/ Chronic thromboembolic pulmonary hypertension: diagnostic limitations

Dias, Bruno Arantes; Jardim, Carlos; Hovnanian, André; Fernandes, Caio Júlio César; Souza, Rogério
2008-07-01

Resumo em português A hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico é a única forma potencialmente curável de hipertensão pulmonar, desde que o tratamento cirúrgico seja possível. Existem, entretanto, limitações para o diagnóstico não-invasivo definitivo. Apresentamos o caso de uma paciente de 40 anos, com diagnóstico confirmado de hipertensão arterial pulmonar idiopática desde 1994, a qual evoluiu com sobreposição de trombos em vasos pulmonares simuland (mais) o hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico. O reconhecimento dessas condições, as quais apresentam alta mortalidade intra-operatória e baixa resolutividade cirúrgica, é muito difícil na prática clínica. Discutiremos a abordagem atual para a seleção de candidatos para o tratamento cirúrgico da hipertensão pulmonar associada ao tromboembolismo pulmonar crônico e as possíveis repercussões da seleção inadequada. Resumo em inglês Chronic thromboembolic pulmonary hypertension is the only potentially curable form of pulmonary hypertension, assuming that surgical treatment is possible. However, there are hindrances to making a definitive, noninvasive diagnosis. We present the case of a 40-year-old female patient with idiopathic pulmonary arterial hypertension, confirmed in 1994. This patient developed thrombi in pulmonary vessels (as an overlap syndrome) mimicking chronic thromboembolic pulmonary hyp (mais) ertension. The identification of these conditions, which present high intraoperative mortality and unsatisfactory surgical resolution, is quite difficult in clinical practice. We discuss the current approach to candidate selection for surgical treatment of chronic thromboembolic pulmonary hypertension and the possible repercussions of inappropriate selection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Hipertensão arterial sistêmica auto-referida: validação diagnóstica em estudo de base populacional/ Self-reported hypertension: validation in a representative cross-sectional survey

Chrestani, Maria Aurora Dropa; Santos, Iná da Silva dos; Matijasevich, Alícia M.
2009-11-01

Resumo em português Com o objetivo de investigar a validade do auto-relato de hipertensão arterial, realizou-se estudo transversal, de base populacional, com indivíduos de 20 anos ou mais de idade, residentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, selecionados por amostragem probabilística em dois estágios. A pressão arterial foi medida duas vezes (cinco minutos de intervalo) em 2.949 participantes visitados em casa. Aqueles com pressão sistólica 140mmHg e/ou diastólica 90mmHg foram (mais) revisitados, e a pressão medida mais duas vezes. Conforme padrão-ouro, hipertensão foi definida pela média das pressões na segunda visita ou uso de medicação anti-hipertensiva. O auto-relato foi obtido por meio da pergunta: "Algum médico disse que o(a) Sr.(a) tem pressão alta?". A prevalência auto-referida foi 33,6%, e a medida, 29,5%. A sensibilidade foi 84,3% (IC95%: 81,7-86,7), especificidade 87,5% (IC95%: 86,0-88,9), valor preditivo positivo 73,9% (IC95%: 71,0-76,6) e negativo de 93,0% (IC95%: 91,8-94,1). O auto-relato mostrou-se válido para monitoração da prevalência de hipertensão, um dos mais importantes fatores de risco para as doenças crônicas não transmissíveis. Resumo em inglês To assess the validity of self-reported hypertension, a population-based cross-sectional study was carried out in Pelotas, Southern Brazil. Individuals aged 20 years were selected through probabilistic two-stage sampling. All 2,949 participants had their blood pressure measured twice (5 minutes apart) during a household visit. Those presenting systolic pressure 140mmHg and/or diastolic pressure 90mmHg were revisited. The gold standard for hypertension was the mean of the (mais) two measures taken at the second visit and/or use of anti-hypertensive drugs. Self-reported hypertension was obtained through the question: "Has any doctor ever said that you have high blood pressure?". Prevalence rates for self-reported and measured hypertension were 33.6% and 29.5%, respectively. Sensitivity was 84.3% (81.7-86.7%), specificity 87.5% (86.0-88.9%), positive predictive value 73.9% (71.0-76.6%), and negative predictive value 93.0% (91.8-94.1%). Self-reporting is a reliable method for monitoring prevalence of hypertension, one of the most important risk factors for chronic non-communicable diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Hipertensão arterial sistêmica auto-referida: validação diagnóstica em estudo de base populacional/ Self-reported hypertension: validation in a representative cross-sectional survey

Chrestani, Maria Aurora Dropa; Santos, Iná da Silva dos; Matijasevich, Alícia M.
2009-11-01

Resumo em português Com o objetivo de investigar a validade do auto-relato de hipertensão arterial, realizou-se estudo transversal, de base populacional, com indivíduos de 20 anos ou mais de idade, residentes em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, selecionados por amostragem probabilística em dois estágios. A pressão arterial foi medida duas vezes (cinco minutos de intervalo) em 2.949 participantes visitados em casa. Aqueles com pressão sistólica 140mmHg e/ou diastólica 90mmHg foram (mais) revisitados, e a pressão medida mais duas vezes. Conforme padrão-ouro, hipertensão foi definida pela média das pressões na segunda visita ou uso de medicação anti-hipertensiva. O auto-relato foi obtido por meio da pergunta: "Algum médico disse que o(a) Sr.(a) tem pressão alta?". A prevalência auto-referida foi 33,6%, e a medida, 29,5%. A sensibilidade foi 84,3% (IC95%: 81,7-86,7), especificidade 87,5% (IC95%: 86,0-88,9), valor preditivo positivo 73,9% (IC95%: 71,0-76,6) e negativo de 93,0% (IC95%: 91,8-94,1). O auto-relato mostrou-se válido para monitoração da prevalência de hipertensão, um dos mais importantes fatores de risco para as doenças crônicas não transmissíveis. Resumo em inglês To assess the validity of self-reported hypertension, a population-based cross-sectional study was carried out in Pelotas, Southern Brazil. Individuals aged 20 years were selected through probabilistic two-stage sampling. All 2,949 participants had their blood pressure measured twice (5 minutes apart) during a household visit. Those presenting systolic pressure 140mmHg and/or diastolic pressure 90mmHg were revisited. The gold standard for hypertension was the mean of the (mais) two measures taken at the second visit and/or use of anti-hypertensive drugs. Self-reported hypertension was obtained through the question: "Has any doctor ever said that you have high blood pressure?". Prevalence rates for self-reported and measured hypertension were 33.6% and 29.5%, respectively. Sensitivity was 84.3% (81.7-86.7%), specificity 87.5% (86.0-88.9%), positive predictive value 73.9% (71.0-76.6%), and negative predictive value 93.0% (91.8-94.1%). Self-reporting is a reliable method for monitoring prevalence of hypertension, one of the most important risk factors for chronic non-communicable diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Hipertensão arterial pulmonar e acidente vascular encefálico em paciente com Arterite de Takayasu/ Pulmonary arterial hypertension and cerebrovascular disease in patient with Takayasu Arteritis

Parchen, Carlos Frederico Rodrigues; Müller, Carolina de Souza; Aragão, Salun; Paiva, Eduardo Santos; Radominski, Sebastião
2006-12-01

Resumo em português Arterite de Takayasu (AT) é uma doença rara caracterizada por vasculite dos grandes vasos, principalmente aorta e seus ramos. A inflamação vascular leva a irregularidades na parede do vaso, causando estenoses e aneurismas. O envolvimento da artéria pulmonar (AP) é freqüente na AT. Apesar disso, o desenvolvimento de hipertensão arterial pulmonar (HAP) é menos comum, alterando o tratamento e o prognóstico dos pacientes. Descrevemos um caso de uma paciente com AT c (mais) om estenoses múltiplas em artérias pulmonares, HAP e doença cerebrovascular, além de revisão de literatura sobre o assunto. Resumo em inglês Takayasu arteritis (TA) is a rare illness characterized by vasculitis of great vessels, mainly of aorta and its branches. The vascular inflammation leads to irregularities of the vessel wall causing stenosis and aneurysms. The pulmonary artery (PA) involvement is frequent in TA. Despite this, the development of pulmonary arterial hypertension is less common, modifying the treatment and the prognosis of the patients. We describe a case of a patient with TA with multiple st (mais) enosis in pulmonary arteries, pulmonary arterial hypertension and cerebrovascular disease, as well as review of the literature on the subject.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Hipertensão intracraniana com manifestações oculares associada ao uso de tetraciclina: relato de caso/ Intracranial hypertension with ocular manifestation during the use of tetracycline: case report

Santos, Frederico Xavier dos; Parolin, André; Lindoso, Elissandro Márcio Silva; Santos, Fernando Henrique Xavier; Sousa, Luciene Barbosa de
2005-10-01

Resumo em português Os autores relatam o caso de uma paciente jovem, do sexo feminino, que desenvolveu quadro de hipertensão intracraniana benigna com manifestações oculares em concomitância ao uso de tetraciclina para o tratamento de otite. Esta é uma reação adversa rara deste medicamento, descrito em bula e com alguns relatos de caso em literatura internacional. Resumo em inglês The authors describe a young female patient with intracranial hypertension associated with ocular manifestations, during treatment with tetracycline. This is a rare adverse effect described in the medication warnings, and in a few reported cases in the scientific literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Hipertensão arterial e estilo de vida em Sinop, Município da Amazônia Legal/ Hypertension and lifestyle in Sinop, a Municipality in the Legal Amazon Region/ Hipertensión arterial y estilo de vida en sinop, municipio de la Amazonía legal

Martins, Maria Silvia Amicucci Soares; Ferreira, Márcia Gonçalves; Guimarães, Lenir Vaz; Vianna, Lucila Amaral Carneiro
2010-05-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A hipertensão arterial apresenta alta prevalência e é um importante fator de risco cardiovascular. OBJETIVO: Estimar a prevalência da hipertensão arterial e sua associação com o estilo de vida. MÉTODOS: Estudo transversal, de base populacional, por meio de inquérito domiciliar realizado em Sinop-MT (n = 690). A amostra da pesquisa foi obtida por amostragem simples em duas etapas. A pressão arterial foi aferida três vezes e para a análise, a média (mais) das duas últimas medidas. Considerou-se hipertensos aqueles que apresentaram PA > 140/90 mmHg e/ou que referiram uso de drogas anti-hipertensivas. A análise de regressão logística múltipla hierarquizada foi utilizada para testar a associação entre a hipertensão e as variáveis independentes. RESULTADOS: A prevalência de hipertensão arterial foi de 23,2% (IC 95%: 20,1 - 26,6). A única variável relacionada ao estilo de vida associada à hipertensão arterial foi o consumo de bebidas alcoólicas, sendo protetor para as mulheres que consumiam até 15 g de etanol/dia (OR = 0,49; IC 95%: 0,26 - 0,93) e deletério para os homens que consumiam mais de 30 g de etanol/dia (OR = 2,94; IC 95%: 1,28 - 6,77). CONCLUSÃO: A hipertensão arterial associou-se independentemente com o consumo de bebidas alcoólicas, entre homens e mulheres. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: La hipertensión arterial presenta alta prevalencia y es un importante factor de riesgo cardiovascular. OBJETIVO: Estimar la prevalencia de la hipertensión arterial y su asociación con el estilo de vida. MÉTODOS: Estudio transversal, de base poblacional, por medio de encuesta domiciliaria llevada a cabo en Sinop-MT (n = 690). La muestra de la investigación se obtuvo por muestreo simple en dos etapas. La presión arterial se tomó tres veces y para el anál (mais) isis, el promedio de las dos últimas mediciones. Se consideró como hipertensos aquellos que presentaron PA > 140/90 mmHg y/o que refirieron uso de fármacos antihipertensivos. El análisis de regresión logística múltiple jerarquizada se utilizó para probar la asociación entre la hipertensión y las variables independientes. RESULTADOS: La prevalencia de hipertensión arterial fue de un 23,2% (IC 95%: 20,1 - 26,6). La única variable relacionada al estilo de vida asociada a la hipertensión arterial fue el consumo de bebidas alcohólicas, siendo protector para las mujeres que consumían hasta 15 g de etanol/día (OR=0,49;IC 95%: 0,26 - 0,93) y deletéreo para los varones que consumían más de 30 g de etanol/día (OR=2,94;IC 95%: 1,28 - 6,77). CONCLUSIÓN: La hipertensión arterial se asoció independientemente al consumo de bebidas alcohólicas, entre varones y mujeres. Resumo em inglês BACKGROUND: Hypertension is highly prevalent and is an important cardiovascular risk factor. OBJECTIVE: To estimate the prevalence of hypertension and its association with lifestyle. METHODS: This was a cross-sectional population-based study conducted through a household survey in Sinop-MT (n = 690). The study sample was obtained by simple sampling in two steps. Blood pressure was measured three times and, for the analysis, the average of the last two measures was taken i (mais) nto account. The individuals who had BP > 140/90 mmHg and/or reported use of antihypertensive drugs were considered hypertense. The analysis of hierarchical multiple logistic regression was used to test the association between hypertension and independent variables. RESULTS: The prevalence of hypertension was 23.2% (95% CI: 20.1 - 26.6). The only variable related to lifestyle associated with hypertension was the consumption of alcoholic beverages, and this variable was protective for women who consumed up to 15g ethanol/day (OR = 0.49, 95% CI: 0.26-0.93), and deleterious for men who consumed more than 30g ethanol/day (OR = 2.94, 95% CI: 1.28 to 6.77). CONCLUSION: Hypertension was independently associated with alcohol consumption among men and women.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Hipertensão pulmonar associada à síndrome da imunodeficiência adquirida: apresentação de cinco casos e revisão da literatura/ Pulmonary hypertension associated with acquired immunodeficiency syndrome: presentation of five cases and review of the literature

Mendes, Adriano Assis; Roncal, Carlos Guilhermo Piscoya; Costa, Vicente Luiz Vaz da; Japyassu, Flávio Adolfo Aranha; Oliveira, Flávio Roberto Azevedo; Sepúlveda, Diana Lamprea; Silva, Cícero Antônio da; Albuquerque, Eugênio Soares; Melo, Roberto José Vieira de; Loureiro, Ricardo; Muniz, Maria Tereza Cartaxo
2009-08-01

Resumo em português Diversas doenças cardiorespiratórias podem complicar a síndrome da imunodeficiência adquirida. A hipertensão pulmonar é uma rara doença com um pobre prognóstico. Nós descrevemos esta síndrome em cinco pacientes com infecção pelo vírus da imunodeficiência adquirida em nosso serviço com revisão da literatura. Resumo em inglês Several cardiorespiratory diseases may complicate the acquired immunodeficiency syndrome. Pulmonary hypertension is a rare clinical disorder with a poor prognosis. We describe this syndrome in five patients seen at our service who presented infection with the acquired immunodeficiency virus, and we review the literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Hipertensão induzida farmacologicamente em paciente com isquemia em território vértebro-basilar associada com estenose vertebral bilateral/ Pharmacologically-induced hypertension in a patient with vertebro-basilar territory ischemia associated with bilateral vertebral stenosis

Oliveira-Filho, Jamary; Pedreira, Bruno B.; Jesus, Pedro A.P.; Souza, Paulo E.M.; Bacellar, Aroldo S.
2002-06-01

Resumo em português A hipertensão arterial é um dos principais fatores de risco para acidentes vasculares encefálicos. No entanto, o tratamento agressivo da hipertensão na fase aguda pode estar associada a pior evolução clínica. Apresentamos o caso de uma paciente de 81 anos, admitida após múltiplos infartos encefálicos em circulação posterior. Em vigência de anticoagulação plena, a paciente apresentou deterioração neurológica coincidindo com normalização dos níveis pres (mais) sóricos. Uma angiorressonância documentou uma estenose vertebral bilateral. Após indução de hipertensão com dopamina, a paciente apresentou rápida melhora dos déficits. Nesse primeiro relato de hipertensão induzida na literatura brasileira, ilustramos o potencial benefício dessa estratégia terapêutica em pacientes com documentado mecanismo hemodinâmico de piora clínica. Resumo em inglês Hypertension is one of the main risk factors for stroke. However, treating hypertension in the acute phase may cause further neurological deterioration. We present a case of an 81-year-old woman, admitted after multiple infarcts in the posterior circulation. While fully anticoagulated, her neurological deficits worsened, coinciding with normalization of her blood pressure levels. Magnetic resonance angiography documented bilateral vertebral artery stenoses. Induced hypert (mais) ension was followed by rapid clinical improvement. In this first report of induced hypertension in the Brazilian literature, we illustrate the potencial benefit of this therapeutic strategy in patients with documented hemodynamic mechanism of clinical deterioration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Prevalência de Hipertensão Arterial em pessoas com mobilidade física prejudicada: implicações para a enfermagem/ Prevalence of High Blood Pressure in people with impaired physical mobility: nursing implications/ Prevalencia de Pressión Alta en personas con movilidad física afectada: implicaciones para la enfermería/ Prevalência de hipertensão arterial em pessoas com mobilidade física prejudicada

Souza, Jeová Alves de; França, Inacia Sátiro Xavier de
2008-12-01

Resumo em português A hipertensão arterial é uma das principais causas de morte em todo o mundo, e pode resultar da redução ou ausência do tônus muscular esquelético. Objetivou-se identificar aspectos epidemiológicos da hipertensão arterial em pessoas com deficiência física e o conhecimento desses indivíduos acerca do controle dos fatores de risco para hipertensão arterial. Participaram 40 pessoas com deficiência física. Utilizou-se um questionário abordando fatores de risco (mais) para hipertensão arterial. Os dados foram analisados à luz de multireferenciais. Detectou-se 30% com sobrepeso ou obesidade; 75% com PA inferior ou igual a 120/80 mmHg; 25% hipertensos e 20% hipertensos de estágio I. Os sujeitos desconhecem os riscos para hipertensão. Seus hábitos e estilo de vida oferecem riscos à saúde. Conclue-se que a hipertensão em pessoas com deficiência física alcança maior gravidade e representa um desafio aos profissionais de saúde, pois o controle desse agravo imprescinde da adesão do paciente ao tratamento. Resumo em espanhol La hipertensión arterial es una de las principales causas de muerte en todo el mundo y puede resultar de la reducción o ausencia del tonos muscular esquelético. Se ha objetivado identificar aspectos epidemiológicos de la hipertensión arterial en personas con deficiencia física y el conocimiento de esos individuos acerca del control de los factores de riesgo para la hipertensión arterial. Participaron 40 personas con ficiencia física. Se utilizo un cuestionario abo (mais) rdando factores de riesgo para hipertensión arterial. Los datos fueron analizados bajo la orientación de multireferenciales. Se detecto 30% con peso elevado o obesidad; 75% con PA inferior o igual a 120/80 mmHg; 25% hipertensos y 20% hipertensos de nivel 1. Los sujetos desconocen los riesgos para hipertensión. Sus hábitos y estilo de vida ofrecen riesgos a la salud. La hipertensión en personas con deficiencia física alcanza mayor gravedad y representa un desafío a los profesionales de salud, pues para el control de ese agravo es imprescindible la adhesión de los pacientes al tratamiento. Resumo em inglês The hypertension is one of the main causes of death all over the world and may result in the reduction or absence of the skeletal muscular tone. The aim was to identify the epidemiologic aspects of hypertension in physical disabled people and the knowledge of these individuals about the control of the risk factors to the hypertension. Took part 40 physically handicapped. It was used a questionnaire approaching, the risk factors to hypertension. The data were analized to t (mais) he light of multireferecials. It was detected 30% were with overweight or obesity; 75% with BP inferior or equal to 120/80 mmhg. And 25% hypertensive and 20% Hypertensive of stage I. The individuals do not know about the risks to hypertension. Their habits and life style offer risks to health. The hypertension in physically impaired people reaches a higher seriousness and it represents a challenge to health professionals, because the control of this injury it is indispensible the adhesion of the pacient to the treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Validade da hipertensão arterial auto-referida e seus determinantes (projeto Bambuí)/ Validity of self-reported hypertension and its determinants (the Bambuí study)

Lima-Costa, Maria Fernanda; Peixoto, Sérgio Viana; Firmo, Josélia Oliveira Araújo
2004-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a validade da hipertensão auto-referida e seus determinantes em adultos residentes na comunidade. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra aleatória simples de moradores da cidade de Bambuí, Estado de Minas Gerais, com 18 anos de idade ou mais. Três medidas de pressão arterial foram realizadas em 970 indivíduos, que correspondiam a 89,3% dos selecionados. A sensibilidade, especificidade e os valores preditivos positivo e negativo da hipertensão au (mais) to-referida foram calculados em relação à hipertensão (média da pressão arterial >90 ou >140 mmHg e/ou uso atual de medicamentos para hipertensão). RESULTADOS: A sensibilidade e a especificidade da hipertensão auto-referida foram 72,1% (IC 95%: 69,3-75,0) e 86,4% (IC 95%: 84,3-88,6), respectivamente. Sua prevalência foi 27,2% (IC 95%: 24,4-30,1), sendo razoavelmente semelhante à da hipertensão (23,3%; IC 95%: 20,7-26,1%). A validade da hipertensão auto-referida foi maior entre mulheres, entre aqueles com idade igual a 40-59 e >60 anos, entre os que haviam visitado médicos mais recentemente (25 kg/m²). CONCLUSÕES: Os resultados mostram que a hipertensão auto-referida é um indicador apropriado da prevalência da hipertensão arterial, mesmo em uma população residente fora de grandes centros urbanos, e que os seus determinantes são semelhantes ao observado em países desenvolvidos. Resumo em inglês OBJECTIVE: Assessing the validity of self-reported hypertension and its determinants among adults living in the community was the objective of this study. METHODS: A simple random sample of residents in the city of Bambuí, State of Minas Gerais, Brazil aged >18 years was selected. Three blood pressure measurements were performed in 970 inhabitants. Sensitivity, specificity as well as positive and negative predictive values of self-reported hypertension were assessed in r (mais) elation to hypertension (mean blood pressure >90 or >140 mm Hg and/or present use of anti-hypertensive drugs). RESULTS: Sensibility and specificity of self-reported hypertension were 72.1% (95% CI: 69.3-75.0) and 86.4% (95% CI: 84.3-88.6), respectively. Its prevalence was 27.2% (95% CI: 24.4-30.1), being reasonably similar to the prevalence of hypertension (23.3%; 95% CI: 20.7-26.1%). The validity of self-reported hypertension was higher among women, among individuals aged 40-59 and >60 years, among those who visited a doctor more recently (25 kg/m²). CONCLUSIONS: The results of this study show that self-reported hypertension is an appropriate indicator of hypertension prevalence, even in a population not living in a large urban center.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Validade da hipertensão arterial auto-referida e seus determinantes (projeto Bambuí)/ Validity of self-reported hypertension and its determinants (the Bambuí study)

Lima-Costa, Maria Fernanda; Peixoto, Sérgio Viana; Firmo, Josélia Oliveira Araújo
2004-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a validade da hipertensão auto-referida e seus determinantes em adultos residentes na comunidade. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra aleatória simples de moradores da cidade de Bambuí, Estado de Minas Gerais, com 18 anos de idade ou mais. Três medidas de pressão arterial foram realizadas em 970 indivíduos, que correspondiam a 89,3% dos selecionados. A sensibilidade, especificidade e os valores preditivos positivo e negativo da hipertensão au (mais) to-referida foram calculados em relação à hipertensão (média da pressão arterial >90 ou >140 mmHg e/ou uso atual de medicamentos para hipertensão). RESULTADOS: A sensibilidade e a especificidade da hipertensão auto-referida foram 72,1% (IC 95%: 69,3-75,0) e 86,4% (IC 95%: 84,3-88,6), respectivamente. Sua prevalência foi 27,2% (IC 95%: 24,4-30,1), sendo razoavelmente semelhante à da hipertensão (23,3%; IC 95%: 20,7-26,1%). A validade da hipertensão auto-referida foi maior entre mulheres, entre aqueles com idade igual a 40-59 e >60 anos, entre os que haviam visitado médicos mais recentemente (25 kg/m²). CONCLUSÕES: Os resultados mostram que a hipertensão auto-referida é um indicador apropriado da prevalência da hipertensão arterial, mesmo em uma população residente fora de grandes centros urbanos, e que os seus determinantes são semelhantes ao observado em países desenvolvidos. Resumo em inglês OBJECTIVE: Assessing the validity of self-reported hypertension and its determinants among adults living in the community was the objective of this study. METHODS: A simple random sample of residents in the city of Bambuí, State of Minas Gerais, Brazil aged >18 years was selected. Three blood pressure measurements were performed in 970 inhabitants. Sensitivity, specificity as well as positive and negative predictive values of self-reported hypertension were assessed in r (mais) elation to hypertension (mean blood pressure >90 or >140 mm Hg and/or present use of anti-hypertensive drugs). RESULTS: Sensibility and specificity of self-reported hypertension were 72.1% (95% CI: 69.3-75.0) and 86.4% (95% CI: 84.3-88.6), respectively. Its prevalence was 27.2% (95% CI: 24.4-30.1), being reasonably similar to the prevalence of hypertension (23.3%; 95% CI: 20.7-26.1%). The validity of self-reported hypertension was higher among women, among individuals aged 40-59 and >60 years, among those who visited a doctor more recently (25 kg/m²). CONCLUSIONS: The results of this study show that self-reported hypertension is an appropriate indicator of hypertension prevalence, even in a population not living in a large urban center.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Três casos de hipertensão e Fístula Arteriovenosa Renal: com uma fístula de novo/ Three cases of hypertension and Renal Arteriovenous fistula with a de novo fistula/ Tres casos de hipertención y Fístula Arteriovenosa Renal: con una fístula de novo

Melo, Natalia Correa Vieira; Mundim, Juliano Sacramento; Costalonga, Elerson Carlos; Lucon, Antonio Marmo; Santello, Jose Luiz; Praxedes, Jose Nery
2009-05-01

Resumo em português Fístula Arteriovenosa Renal (FAVR) é uma causa rara e potencialmente reversível de hipertensão e insuficiência renal e/ou cardíaca. O tratamento da FAVR visa preservar o máximo de parênquima renal e, concomitantemente, erradicar os sintomas e efeitos hemodinâmicos decorrentes da FAVR. No presente estudo, serão relatados três casos de FAVR, incluindo um caso de FAVR idiopática de novo, que se apresentaram com hipertensão e insuficiência renal e/ou cardíaca, e descrever a terapêutica adotada e os resultados obtidos. Resumo em espanhol La Fístula Arteriovenosa Renal (FAVR) es una causa rara y potencialmente reversible de hipertensión e insuficiencia renal y/o cardíaca. El tratamiento de la FAVR busca preservar el máximo de parénquima renal y, concomitantemente, erradicar los síntomas y efectos hemodinámicos resultantes de la FAVR. En el presente estudio, se relatarán tres casos de FAVR, incluyendo un caso de FAVR idiopática de novo, que se presentaron con hipertensión e insuficiencia renal y/o cardíaca, y describir la terapéutica adoptada y los resultados obtenidos. Resumo em inglês The Renal Arteriovenous Fistula (RAVF) is a rare and potentially reversible cause of hypertension and kidney and/or heart failure. The treatment of RAVF aims at preserving the most of the renal parenchyma and, concomitantly, eradicating the symptoms and hemodynamic effects caused by the RAVF. The present study reports three cases of RAVF, including one case of a de novo idiopathic RAVF, which presented with hypertension and kidney and/or heart failure and describes the therapeutic measures used to treat these patients as well as the outcomes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Freqüência da hipertensão arterial em chagásicos crônicos e sua repercussão no coração: estudo clínico e anatomopatológico/ Frequency of hypertension in patients with chronic chagas’ disease and its consequences on the heart: a clinical and pathological study

Gurgel, Cristina Brandt Friedrich Martin; Almeida, Eros Antonio de
2007-09-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Dados da literatura sobre a concomitância da doença de Chagas e hipertensão arterial são controversos e, quando presentes, não se referem à repercussão da simultaneidade na história natural da doença de Chagas ou na hipertensão. OBJETIVO: Avaliar a freqüência da concomitância entre a doença de Chagas e a hipertensão arterial e suas repercussões clínicas e anatomopatológicas. MÉTODOS: Selecionamos necropsias realizadas no Departamento de Anat (mais) omia Patológica do Hospital e Maternidade Celso Pierrô, da Pontifícia Universidade Católica de Campinas e as dividimos em três grupos: grupo CH + HAS - chagásicos hipertensos; grupo CH - chagásicos não-hipertensos; e grupo HAS - hipertensos não-chagásicos. Analisamos estatisticamente as variáveis sexo, idade, raça, formas clínicas da doença de Chagas, achados eletrocardiográficos e anatomopatológicos. RESULTADOS: Nessa avaliação, foram encontrados 101 (2,9%) casos de pacientes com doença de Chagas, sendo 33 (32,7%) deles também hipertensos. Houve discreto predomínio do sexo masculino, sendo a distribuição racial e a idade média semelhantes nos três grupos. Hipertensão arterial grave não foi encontrada com freqüência entre os chagásicos. Quando presente, a hipertensão não alterou os achados clínicos ou anatomopatológicos compatíveis com a doença de Chagas. CONCLUSÃO: A freqüência da hipertensão arterial nos chagásicos foi semelhante à observada na população geral. A hipertensão arterial, quando presente nos chagásicos, ocorreu em pacientes com maior média de idade. A concomitância de hipertensão arterial e doença de Chagas não alterou a história natural de ambas as doenças. Resumo em inglês BACKGROUND: Data from the literature on the frequency of concomitant Chagas’ disease and hypertension are controversial and, when available, do not mention the consequences of this concomitance in the natural history of either Chagas’ disease or of hypertension. OBJECTIVE: To assess the frequency of concomitant Chagas’ disease and hypertension and the clinical and anatomopathological consequences of this association. METHODS: The cases were selected from necropsies per (mais) formed in the Department of Pathological Anatomy of Hospital e Maternidade Celso Pierrô of Pontifícia Universidade Católica de Campinas and divided into three groups: CH + SH group, of patients with Chagas’ disease plus hypertension; CH group, of patients with Chagas’ disease without hypertension; and SH group, of patients with hypertension without Chagas’ disease. The variables of gender, age, race, clinical forms of Chagas’ disease, and electrocardiographic and anatomopathological findings were statistically analyzed. RESULTS: In this assessment, a total of 101 (2.9%) cases of patients with Chagas’ disease was found, and 33 (32.7%) of them also had hypertension. A slight predominance of the male gender was observed; racial distribution and mean age were similar in the three groups. Severe hypertension was not frequently found among chagasic patients. When present, hypertension did not change the clinical and anatomopathological findings compatible with Chagas’ disease. CONCLUSION: The frequency of hypertension in chagasic patients was similar to that observed in the general population. Hypertension, when present in chagasic patients, occurred in those with a higher mean age. The concomitance of hypertension and Chagas’ disease did not change the natural history of either one of the two diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Freqüência de hipertensão arterial e fatores associados: Brasil, 2006/ Frequency of arterial hypertension and associated factors: Brazil, 2006/ Frecuencia de hipertensión arterial y factores asociados: Brasil, 2006

Ferreira, Sandra Roberta Gouvea; Moura, Erly Catarina de; Malta, Deborah Carvalho; Sarno, Flávio
2009-11-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar a freqüência de hipertensão arterial sistêmica auto-referida e fatores associados. MÉTODOS: Estudo baseado em dados do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), coletados em 2006 nas capitais brasileiras e Distrito Federal. Estimou-se a freqüência de hipertensão arterial sistêmica entre 54.369 adultos, estratificada por sexo, região geográfica, variáveis sociodemogr� (mais) �ficas e comportamentais e morbidades auto-referidas. Foram calculadas os odds ratios brutos de hipertensão e ajustados para variáveis do estudo. RESULTADOS: A freqüência de hipertensão auto-referida foi de 21,6%, maior entre mulheres (24,4% versus 18,4%), menor nas regiões Norte e Centro-Oeste e maior na Sudeste. A freqüência de hipertensão aumentou com a idade, diminuiu com a escolaridade, foi maior entre negros e viúvos e menor entre solteiros. A chance de hipertensão, ajustada para variáveis de confusão, foi maior para os indivíduos com excesso de peso, diabetes, dislipidemia e de eventos cardiovasculares. CONCLUSÕES: Cerca de um quinto da população referiu ser portadora de hipertensão arterial sistêmica. As altas freqüências de fatores de risco modificáveis indicam os segmentos populacionais alvos de intervenção, visando à prevenção e controle da hipertensão. Resumo em espanhol OBJETIVO: Analizar la frecuencia de hipertensión arterial sistémica auto-referida y factores asociados. MÉTODOS: Estudio basado en datos del Sistema de Vigilancia de Factores de Riesgo y Protección para Enfermedades Crónicas por Pesquisa Telefónica (VIGITEL), colectados en 2006 en las capitales brasileras y Distrito Federal. Se estimó la frecuencia de hipertensión arterial sistémica entre 54.369 adultos, estratificada por sexo, región geográfica, variables soci (mais) odemográficas y comportamentales y morbilidades auto-referidas. Fueron calculados los odds ratios brutos de hipertensión y ajustados para variables del estudio. RESULTADOS: La frecuencia de hipertensión auto-referida fue de 21,6%, mayor entre mujeres (24,4% versus 18,4%), menor en las regiones Norte y Centro-Oeste y mayor en la Sureste. La frecuencia de hipertensión aumentó con la edad, disminuyó con la escolaridad, fue mayor entre negros y viudos y menor entre solteros. El chance de hipertensión, ajustada para variables de confusión, fue mayor para los individuos con exceso de peso, diabetes, dislipidemia y de eventos cardiovasculares. CONCLUSIONES: Cerca de un quinto de la población refirió ser portadora de hipertensión arterial sistémica. Las altas frecuencias de factores de riesgo modificables indican los segmentos poblacionales para intervención, visando a la prevención y control de la hipertensión. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the frequency of self-reported systemic arterial hypertension and associated factors. METHODS: Study based on data provided by the system of Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL - Telephone-based surveillance of risk and protective factors for chronic diseases), collected in 2006 in Brazil's capitals and Federal District. The frequency of systemic arterial hypertension was estimated (mais) in 54,369 adults, stratified by sex, geographic region, sociodemographic and behavioral variables and self-reported morbidities. Crude odds ratios of hypertension were calculated, as well as odds ratios adjusted for the study's variables. RESULTS: The frequency of self-reported hypertension was 21.6%. It was higher among women (24.4% versus 18.4%), lower in the North and Central-West regions and higher in the Southeast region. The frequency of hypertension increased with age, decreased with level of schooling, was higher among blacks and widowed subjects, and lower among singles. The chance of hypertension, adjusted for confounding variables, was higher in subjects with overweight, diabetes, dyslipidemia and cardiovascular events. CONCLUSIONS: Around one fifth of the population reported suffering from systemic arterial hypertension. The high frequencies of modifiable risk factors indicate the population segments on which intervention should be targeted, aiming to prevent and control hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Freqüência de hipertensão arterial e fatores associados: Brasil, 2006/ Frequency of arterial hypertension and associated factors: Brazil, 2006/ Frecuencia de hipertensión arterial y factores asociados: Brasil, 2006

Ferreira, Sandra Roberta Gouvea; Moura, Erly Catarina de; Malta, Deborah Carvalho; Sarno, Flávio
2009-11-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar a freqüência de hipertensão arterial sistêmica auto-referida e fatores associados. MÉTODOS: Estudo baseado em dados do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), coletados em 2006 nas capitais brasileiras e Distrito Federal. Estimou-se a freqüência de hipertensão arterial sistêmica entre 54.369 adultos, estratificada por sexo, região geográfica, variáveis sociodemogr� (mais) �ficas e comportamentais e morbidades auto-referidas. Foram calculadas os odds ratios brutos de hipertensão e ajustados para variáveis do estudo. RESULTADOS: A freqüência de hipertensão auto-referida foi de 21,6%, maior entre mulheres (24,4% versus 18,4%), menor nas regiões Norte e Centro-Oeste e maior na Sudeste. A freqüência de hipertensão aumentou com a idade, diminuiu com a escolaridade, foi maior entre negros e viúvos e menor entre solteiros. A chance de hipertensão, ajustada para variáveis de confusão, foi maior para os indivíduos com excesso de peso, diabetes, dislipidemia e de eventos cardiovasculares. CONCLUSÕES: Cerca de um quinto da população referiu ser portadora de hipertensão arterial sistêmica. As altas freqüências de fatores de risco modificáveis indicam os segmentos populacionais alvos de intervenção, visando à prevenção e controle da hipertensão. Resumo em espanhol OBJETIVO: Analizar la frecuencia de hipertensión arterial sistémica auto-referida y factores asociados. MÉTODOS: Estudio basado en datos del Sistema de Vigilancia de Factores de Riesgo y Protección para Enfermedades Crónicas por Pesquisa Telefónica (VIGITEL), colectados en 2006 en las capitales brasileras y Distrito Federal. Se estimó la frecuencia de hipertensión arterial sistémica entre 54.369 adultos, estratificada por sexo, región geográfica, variables soci (mais) odemográficas y comportamentales y morbilidades auto-referidas. Fueron calculados los odds ratios brutos de hipertensión y ajustados para variables del estudio. RESULTADOS: La frecuencia de hipertensión auto-referida fue de 21,6%, mayor entre mujeres (24,4% versus 18,4%), menor en las regiones Norte y Centro-Oeste y mayor en la Sureste. La frecuencia de hipertensión aumentó con la edad, disminuyó con la escolaridad, fue mayor entre negros y viudos y menor entre solteros. El chance de hipertensión, ajustada para variables de confusión, fue mayor para los individuos con exceso de peso, diabetes, dislipidemia y de eventos cardiovasculares. CONCLUSIONES: Cerca de un quinto de la población refirió ser portadora de hipertensión arterial sistémica. Las altas frecuencias de factores de riesgo modificables indican los segmentos poblacionales para intervención, visando a la prevención y control de la hipertensión. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the frequency of self-reported systemic arterial hypertension and associated factors. METHODS: Study based on data provided by the system of Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL - Telephone-based surveillance of risk and protective factors for chronic diseases), collected in 2006 in Brazil's capitals and Federal District. The frequency of systemic arterial hypertension was estimated (mais) in 54,369 adults, stratified by sex, geographic region, sociodemographic and behavioral variables and self-reported morbidities. Crude odds ratios of hypertension were calculated, as well as odds ratios adjusted for the study's variables. RESULTS: The frequency of self-reported hypertension was 21.6%. It was higher among women (24.4% versus 18.4%), lower in the North and Central-West regions and higher in the Southeast region. The frequency of hypertension increased with age, decreased with level of schooling, was higher among blacks and widowed subjects, and lower among singles. The chance of hypertension, adjusted for confounding variables, was higher in subjects with overweight, diabetes, dyslipidemia and cardiovascular events. CONCLUSIONS: Around one fifth of the population reported suffering from systemic arterial hypertension. The high frequencies of modifiable risk factors indicate the population segments on which intervention should be targeted, aiming to prevent and control hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Prevalência de hipertensão arterial em adultos e fatores associados: um estudo de base populacional urbana em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil/ Hypertension prevalence and its associated risk factors in adults: a population-based study in Pelotas

Costa, Juvenal Soares Dias da; Barcellos, Franklin Correa; Sclowitz, Marcelo Leal; Sclowitz, Iândora Krolow Timm; Castanheira, Marcelo; Olinto, Maria Teresa Anselmo; Menezes, Ana Maria Baptista; Gigante, Denise Petrucci; Macedo, Silvia; Fuchs, Sandra Costa
2007-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica e os fatores associados a sua ocorrência. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal, de base populacional, na população de 20 a 69 anos residente na zona urbana de Pelotas-RS. A variável dependente hipertensão arterial sistêmica foi definida como pressão arterial >160 x 95 mmHg (média de duas medidas) ou o uso atual de medicação anti-hipertensiva. RESULTADOS: Entre as 1.968 pessoas incluí (mais) das no estudo, foi encontrada uma prevalência de 23,6% (IC95% 21,6 a 25,3) de hipertensão arterial. Os fatores de confusão foram controlados através da regressão de Poisson. Foram mantidas no modelo final com significância estatística as variáveis: renda familiar, idade, cor da pele, sexo, história familiar de hipertensão, consumo adicional de sal e índice de massa corporal. CONCLUSÃO: Observou-se um aumento da prevalência de hipertensão em comparação com estudo semelhante realizado em 1992. O maior aumento percentual de prevalência ocorreu nos grupos mais jovens. Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine hypertension prevalence and its associated risk factors. METHODS: A cross-sectional, population-based study of people ages 20 to 69 living in the urban area of Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil, was conducted. The dependent variable systemic hypertension was defined as blood pressure >160 x 95 mm Hg (average of two readings) or current use of antihypertensive drugs. RESULTS: Among the 1,968 subjects enrolled in the study, hypertension prevalence w (mais) as 23.6% (95% CI 21.6 to 25.3). A Poisson regression model was used to control confounding factors effects. The following variables remained statistically significant in the final model: family income, age, skin color, gender, family history of hypertension, extra salt intake, and body mass index. CONCLUSION: Compared with a similar study undertaken in 1992, hypertension prevalence increased, particularly in the younger groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Evolução para hipertensão arterial em pacientes com diabetes tipo 1/ Type 1 diabetic patients evolution to hypertension

Cobas, Roberta; Santos, Bráulio; Braga, Luiza; Cunha, Edna Ferreira; Gomes, Marilia de Brito
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a evolução para hipertensão arterial (HA) e pré-hipertensão em pacientes diabéticos tipo 1 e os fatores preditores dos níveis pressóricos finais. MÉTODOS: Estudo observacional contendo 127 diabéticos tipo 1 avaliados clínica e laboratorialmente e seguidos por 5 (2,4-9,2) anos. RESULTADOS: Dos pacientes inicialmente normotensos, 21,7% desenvolve-ram pré-hipertensão, 4,7% HA e 73,6% permaneceram normotensos. Dos pré-hipertensos, 35% normal (mais) izaram níveis pressóricos, 50% permanece-ram pré-hipertensos e 15% desenvolveram HA. O risco relativo de desenvolver HA foi de 3,2 (0,8-12,3) no grupo pré-hipertenso comparado ao grupo normotenso. As prevalências de pré-hipertensão e hipertensão aumentaram de 15,7% para 26% e de 0,8% para 7%, respectivamente, durante o seguimento. Níveis iniciais de creatinina sérica foram preditores dos níveis finais de pressão arterial diastólica e sistólica. CONCLUSÃO: Destaca-se a necessidade de estabelecer vigilância quanto aos níveis pressóricos e de creatinina sérica, mesmo quando estes ainda se encontram dentro da faixa de normalidade no intuito de minimizar os efeitos deletérios da HA no desenvolvimento de nefropatia e doenças cardiovasculares. Resumo em inglês PURPOSE: Check the evolution of type 1(T1) diabetic patients to hypertension and prehypertension and baseline factors related to final blood pressure levels (BP). METHODS: Observational study involving 127 T1 diabetic patients submitted to clinical and laboratorial evaluation and followed by for 5 (2.4-9.2) years. RESULTS: From the initially normotensive patients, 21.7% developed prehypertension, 4.7% developed hypertension and 73.6% remained with normal BP. From the preh (mais) ypertensive patients, 35% returned to normal BP, 50% remained prehypertensive and 15% developed hypertension. The relative risk for hypertension development was 3.2 (0.8-12.3) in the prehypertensive compared to the normotensive group. The prevalence of prehypertension and hypertension increased from 15.7% to 26% and 0.8% to 7% respectively. Levels of serum creatinine predicted final levels of systolic and diastolic BP. CONCLUSION: It is emphasized the importance of renal function and BP evaluation even when they are in normal range to minimize the deleterious effects of hypertension in the development of nephropathy and cardiovascular disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Prevalência de hipertensão arterial sistêmica na cidade de Formiga, MG/ Hypertension prevalence in the city of Formiga, MG, Brazil

Castro, Roberta Avelar Araújo de; Moncau, José Eduardo Cajado; Marcopito, Luiz Francisco
2007-03-01

Resumo em português OBJETIVOS: Estimar a prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS) e identificar variáveis socioeconômicas, demográficas e antropométricas associadas. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem probabilística. População-alvo: pessoas com idade > 18 anos residentes na região urbana do município de Formiga, Minas Gerais, e cadastradas no Programa Saúde da Família (PSF), que tem cobertura de 94% da população total do município. Participaram do estudo (mais) 285 indivíduos (131 homens e 154 mulheres). Critério para diagnóstico de HAS: pressão arterial sistólica > 140 mmHg e/ou pressão arterial diastólica > 90 mmHg, ou uso de medicação anti-hipertensiva. Utilizou-se questionário padronizado, afim de obter informações socioeconômicas e demográficas, consumo de álcool, tabagismo e nível de atividades física. RESULTADOS: A estimativa da prevalência total de HAS na população-alvo foi de 32,7% (IC 95%: 28,2-37,2). Entre os homens foi de 31,7% e, entre as mulheres, 33,6%. Dentre os hipertensos com prescrição de anti-hipertensivos, 66,7% declararam fazer uso regular da medicação. A prevalência de HAS aumentou continuamente com a idade (OR = 1,07; IC 95%: 1,05-1,10) e esteve positivamente associada com a medida da circunferência da cintura (OR = 3,05; IC 95%: 1,49-6,22) e negativamente associada com o nível de atividade física (OR = 0,45; IC 95%: 0,25-0,82). CONCLUSÃO: A prevalência de HAS na população adulta e cadastrada no PSF, foi muito elevada em Formiga, representando um grave problema de saúde pública. É preciso que os programas de intervenção promovam a prática de atividades físicas, considerem a adesão ao tratamento medicamentoso e os hipertensos que desconhecem sua condição. Resumo em inglês OBJECTIVES: To estimate hypertension prevalence and identify associated socioeconomic, demographic, and anthropometric variables. METHODS: A cross-sectional study with probability sampling. Target population: people > 18 years of age living in the urban area of Formiga, Minas Gerais state, and registered with the Family Health Program (Programa Saúde da Família - PSF), which covers 94% of the population. Two hundred and eighty-five subjects (131 men and 154 women) were (mais) enrolled in the study. Criteria for the diagnosis of hypertension were the following: systolic blood pressure > 140 mmHg and/or diastolic blood pressure > 90 mmHg, or current use of antihypertensive medication. A standard questionnaire was used to collect socioeconomic and demographic data, as well as information on alcohol consumption, smoking, and physical activity level. RESULTS: Overall prevalence of hypertension in the target population was estimated at 32.7% (95% CI): 28.2-37.2), 31.7% in men and 33.6% in women. Among subjects with prescribed antihypertensive drugs, 66% reported taking their medication regularly. Hypertension prevalence increased steadily with increasing age (OR = 1.07; 95% CI: 1.05-1.10) and was positively associated with waist circumference (OR = 3.05; 95% CI: 1.49-6.22) and negatively associated with the level of physical activity (OR = 0.45; 95% CI: 0.25-0.82). CONCLUSION: Hypertension prevalence was very high in the adult population registered with the PSF in Formiga, representing a major public health problem. Intervention programs that boost physical activity, promote compliance with drug treatment, and focus on hypertensive subjects unaware of their condition are needed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Prevalência de hipertensão do avental branco na atenção primária de saúde/ Prevalence of white coat hypertension in primary health care

Alves, Leila Maria Marchi; Nogueira, Maria Suely; Godoy, Simone de; Hayashida, Miyeko; Cárnio, Evelin Capellari
2007-07-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a prevalência de hipertensão do avental branco no município de Dumont, Estado de São Paulo, caracterizando os participantes da pesquisa em relação a fatores demográficos e a alterações tanto fisiológicas como metabólicas. MÉTODOS: Foram selecionados 109 usuários da Unidade de Saúde municipal, divididos em três grupos (normotensão, hipertensão essencial e hipertensão do avental branco), após medidas de pressão arterial com aparelho osc (mais) ilométrico e exame de monitorização ambulatorial da pressão arterial. Foram realizadas entrevista, mensuração de dados e coleta de exames laboratoriais para comparação das variáveis encontradas entre os grupos. Para o tratamento estatístico, foram utilizados os testes ANOVA e Tukey. Os resultados foram expressos como médias ± erros padrão das médias. As diferenças foram consideradas estatisticamente significativas para p Resumo em inglês OBJECTIVE: Assess the prevalence of white coat hypertension in the municipality of Dumont, in São Paulo State, and map study participants' demographics, and physiologic and metabolic changes. METHODS: One hundred and nine (109) users of the Municipal Health Service were selected and then divided into three groups: normotension, essential hypertension, and white coat hypertension after blood pressure was measured through oscilometry and blood pressure monitoring exam at o (mais) utpatient unit. Variables found between the groups were compared based on interview, data measurements, and laboratory exams. ANOVA and Tukey tests were used for statistical data. Results were expressed as means ± standard error of means. p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Prevalência de hipertensão arterial em mulheres com passado de distúrbios hiperglicêmicos na gestação/ Hypertension after gestational hyperglycemia

Gonçalves, Luciana C.; Silva, Márcia R. Gabaldi; Peraçoli, José Carlos; Silveira, Liciana Vaz de A.; Padovani, Carlos Roberto; Pimenta, Walkyria de P.
2005-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a freqüência de hipertensão arterial (HA) em mulheres, após 3 a 12 anos da gestação-alvo e na época, classificadas em um dos 4 grupos: TGN: tolerância à glicose normal; HDG: hiperglicemia diária gestacional; DMG: diabetes melito gestacional; DMG e HDG. MÉTODOS: De 3.113 gestantes, participaram 535 mulheres selecionadas por processo aleatório e proporcional ao número em cada grupo. As mulheres TGN diferiam das demais na maioria das caracterí (mais) sticas clínicas consideradas. Mediu-se a pressão arterial de todas as participantes. Utilizaram-se os testes de Goodman e do qui-quadrado. RESULTADOS: A freqüência de HA foi maior nas mulheres DMG e HDG que nas TGN (40,9 vs. 23,6%; P Resumo em inglês OBJECTIVE: To compare hypertension frequency in women, 3 to 12 years after the index-pregnancy, when they were classified into 4 groups: NGT: normal glucose tolerance; GHG: gestational hyperglycemia; GDM: gestacional diabetes mellitus; GDM plus GHG. METHODS: From 3,113 pregnant women, 535 were participants and selected by a process that was randomized and proportional to the group number. NGT women were different from the others in most of the clinical parameters. All wom (mais) en had their blood pressure evaluated. Statistical analyses were performed by Goodman's and chi-square tests. RESULTS: Hypertension frequency was higher in GDM plus GHG women than in NGT women (40.9 vs. 23.6%; P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Prevalência de hipertensão arterialem crianças e adolescentes obesos/ Prevalence of hypertension among obese children and adolescents

Ferreira, Joel Saraiva; Aydos, Ricardo Dutra
2010-01-01

Resumo em português Há um incremento na carga de doenças crônicas que afetam a população mundial e, da mesma forma, uma significativa parcela da população brasileira. Figuram nesse contexto a hipertensão arterial e a obesidade, inclusive entre indivíduos de baixa faixa etária. Diante disso, este estudo objetivou investigar a prevalência de hipertensão arterial em crianças e adolescentes obesos, na tentativa de verificar sua manifestação conforme gênero e idade. Para tanto, fo (mais) ram avaliados 129 indivíduos obesos na faixa etária de 7 a 14 anos, de ambos os gêneros. A avaliação consistiu em medidas antropométricas e mensuração da pressão arterial. Posteriormente, as informações foram analisadas estatisticamente com auxílio do programa BioEstat 3.0, que indicou prevalência de hipertensão arterial em ambos os gêneros (masculino = 15,8% e feminino = 26,4%) sem diferirem estatisticamente entre si. Nos diferentes grupos etários, a doença também se manifestou, com destaque para os indivíduos de 13 e 14 anos (52,4%), os quais diferiram estatisticamente dos demais grupos etários. Com isso, concluiu-se que a hipertensão arterial se fez presente de forma marcante na população investigada, indicando que a obesidade pode interferir na elevação da pressão arterial de crianças e adolescentes. Resumo em inglês There has been an increase in chronic diseases affecting the population not only in the world but also in Brazil. Hypertension and obesity fit this context, including among early age individuals. This paper aims at investigating the prevalence of hypertension among obese children and adolescents, checking its manifestation in compliance with gender and age. The study involved 129 obese individuals, ages ranging from 7 to 14 years, both sexes. The evaluation consisted of a (mais) nthropometric measures and blood pressure measurements. The data were then analysed statistically through BioEstat 3.0 program, which indicated the prevalence of hypertension in both sexes (male = 15.8% and female = 26.4%), with no significant differences between each other. The disease was also present in the different age groups, especially among those aged 13 to 14 (52.4%), who were statistically different from other age groups, which, in turn, were not different from each other. This led to the conclusion that hypertension was remarkably present in the investigated population, indicating that the obesity can interfere in the elevation of the children's blood pressure and adolescents.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Prevalência de hipertensão arterialem crianças e adolescentes obesos/ Prevalence of hypertension among obese children and adolescents

Ferreira, Joel Saraiva; Aydos, Ricardo Dutra
2010-01-01

Resumo em português Há um incremento na carga de doenças crônicas que afetam a população mundial e, da mesma forma, uma significativa parcela da população brasileira. Figuram nesse contexto a hipertensão arterial e a obesidade, inclusive entre indivíduos de baixa faixa etária. Diante disso, este estudo objetivou investigar a prevalência de hipertensão arterial em crianças e adolescentes obesos, na tentativa de verificar sua manifestação conforme gênero e idade. Para tanto, fo (mais) ram avaliados 129 indivíduos obesos na faixa etária de 7 a 14 anos, de ambos os gêneros. A avaliação consistiu em medidas antropométricas e mensuração da pressão arterial. Posteriormente, as informações foram analisadas estatisticamente com auxílio do programa BioEstat 3.0, que indicou prevalência de hipertensão arterial em ambos os gêneros (masculino = 15,8% e feminino = 26,4%) sem diferirem estatisticamente entre si. Nos diferentes grupos etários, a doença também se manifestou, com destaque para os indivíduos de 13 e 14 anos (52,4%), os quais diferiram estatisticamente dos demais grupos etários. Com isso, concluiu-se que a hipertensão arterial se fez presente de forma marcante na população investigada, indicando que a obesidade pode interferir na elevação da pressão arterial de crianças e adolescentes. Resumo em inglês There has been an increase in chronic diseases affecting the population not only in the world but also in Brazil. Hypertension and obesity fit this context, including among early age individuals. This paper aims at investigating the prevalence of hypertension among obese children and adolescents, checking its manifestation in compliance with gender and age. The study involved 129 obese individuals, ages ranging from 7 to 14 years, both sexes. The evaluation consisted of a (mais) nthropometric measures and blood pressure measurements. The data were then analysed statistically through BioEstat 3.0 program, which indicated the prevalence of hypertension in both sexes (male = 15.8% and female = 26.4%), with no significant differences between each other. The disease was also present in the different age groups, especially among those aged 13 to 14 (52.4%), who were statistically different from other age groups, which, in turn, were not different from each other. This led to the conclusion that hypertension was remarkably present in the investigated population, indicating that the obesity can interfere in the elevation of the children's blood pressure and adolescents.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Associação entre hipertensão arterial e excesso de peso em adultos, Belém, Pará, 2005/ Association between hyertension and overweight in adults in Belém, state of Pará (Brazil), 2005

Borges, Hilma Paixão; Cruz, Nilma do Carmo; Moura, Erly Catarina
2008-08-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A hipertensão arterial constitui um grave problema de saúde pública, atingindo 20% a 25% da população adulta mundial e 12% a 35% da população brasileira. OBJETIVO: Avaliar associação entre hipertensão arterial e excesso de peso. MÉTODOS: Estudo transversal desenvolvido em 2005, com uma amostra probabilística da população >18 anos de Belém (PA), pelo SIMTEL (monitoramento de doenças crônicas por telefone). Considerou-se como variável desfecho: (mais) hipertensão; como variável explanatória: excesso de peso; como variáveis de confusão: idade, escolaridade e características de estilo de vida. As variáveis associadas com hipertensão arterial foram analisadas por regressão logística para cálculo de risco. RESULTADOS: A hipertensão arterial atingiu 16,2% dos homens e 18,3% das mulheres, e o excesso de peso, 49,3% e 34,0%, respectivamente. A prevalência de hipertensão arterial se associou diretamente com idade e com excesso de peso em ambos os sexos. Para os homens, se associou com consumo de frutas e hortaliças e baixo consumo de feijão; para as mulheres, com estado civil viúva ou separada e, inversamente, com escolaridade. O risco de hipertensão arterial aumentou com o peso em ambos os sexos (p Resumo em inglês BACKGROUND: Hypertension is a major public health issue affecting 20 to 25% of the global population of adults, and 12 to 35 % of Brazilians. OBJECTIVE: To evaluate the association between hypertension and overweight. METHODS: A cross-sectional study was conducted in 2005 with a probabilistic sampling of the population >18 years of age in Belém, capital of the state of Pará, in the Northern region of Brazil, using the telephone surveillance system for chronic diseases ( (mais) SIMTEL). The dependent variable was hypertension, the explanatory variable was overweight and the confounding variables were age, level of education and lifestyle characteristics. The variables associated with hypertension were run through the regression logistic model and odds ratios were calculated for each variable. RESULTS: Hypertension affected 16.2% of men and 18.3% of women, and overweight affected 49.2% of men and 34.1% of women. The prevalence of hypertension was directly associated with age and overweight in both genders. Among men, hypertension was associated with intake of vegetables and low intake of beans (similar to kidney- and pinto-type beans); as for women, hypertension was associated with marital status (widow or separated), and inversely to education level. The risk of hypertension increased directly with weight for both genders (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Tratamento da hipertensão intracraniana/ Treatment of intracranial hypertension

Giugno, Katia M.; Maia, Tânia R.; Kunrath, Cláudia L.; Bizzi, Jorge J.
2003-08-01

Resumo em português OBJETIVO: revisar a abordagem terapêutica atual nos pacientes pediátricos com hipertensão intracraniana, internados em unidade de terapia intensiva. FONTE DE DADOS: revisão bibliográfica sobre o tema, utilizando como base de dados o Medline. SÍNTESE DOS DADOS: a partir da literatura levantada pode-se observar a existência de medidas de monitorização e tratamento da hipertensão intracraniana aceitas como consenso pelos diferentes autores, assim como abordagens qu (mais) e ainda motivam controvérsias. CONCLUSÕES: os objetivos no manejo do paciente pediátrico com hipertensão intracraniana incluem a normalização da pressão intracraniana, a otimização do fluxo sangüíneo cerebral e pressão de perfusão cerebral, prevenindo o segundo insulto que exacerba a lesão secundária, evitando as complicações associadas com as várias modalidades de tratamento empregadas. Resumo em inglês OBJECTIVE: to review the current therapeutic approach of intracranial hypertension in pediatric patients admitted to intensive care unit. SOURCES OF DATA: bibliographic review of the subject based on Medline. SUMMARY OF THE FINDINGS: the authors noticed that some measures to control intracranial hypertension are consensual, and others remain controversial. CONCLUSIONS: the goals of management of pediatric patients with intracranial hypertension include: normalizing the in (mais) tracranial pressure, optimizing cerebral blood flow and cerebral perfusion pressure, preventing second insults that exacerbate secondary injury, and avoiding complications associated with the various treatment modalities employed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Avaliação das ações em hipertensão arterial sistêmica na atenção básica/ Evaluation of actions concerning systemic arterial hypertension in primary healthcare/ Evaluación de las acciones en hipertensión arterial sistémica en la atención básica

Rabetti, Aparecida de Cássia; Freitas, Sérgio Fernando Torres de
2011-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a eficiência da Estratégia Saúde da Família nas ações relacionadas à hipertensão. MÉTODOS: Estudo avaliativo, transversal quantitativo, com base em dados secundários de 66 municípios catarinenses de pequeno porte, com cobertura potencial máxima de 100% pela Estratégia Saúde da Família em 2007. Foram avaliados indicadores de insumos, produtos e resultados. A eficiência da produção de serviços e da produção de resultados dos município (mais) s foi comparada por meio de análise envoltória de dados. RESULTADOS: Os municípios foram mais eficientes na produção de serviços (37,8%) do que na produção de resultados (16,6%). Quarenta e um municípios (62,2%) foram ineficientes nos serviços: cadastro no Sistema de Informação sobre Hipertensão e Diabetes, atendimento individual e visita domiciliar para usuários com hipertensão, e 55 (83,3%) foram ineficientes na produção de impacto contra hipertensão. CONCLUSÕES: O modelo de avaliação utilizado mostrou-se capaz de medir a eficiência na atenção primária de saúde, ao avaliar a produtividade de serviços e de resultados. Resumo em espanhol OBJETIVO: Evaluar la eficiencia de la Estrategia Salud de la Familia en las acciones relacionadas con la hipertensión. MÉTODOS: Estudio evaluativo, transversal cuantitativo, basado en datos secundarios de 66 municipios de pequeño porte del estado de Santa Catarina (Sur de Brasil), con cobertura potencial máxima de 100% por la Estrategia Salud de la Familia en 2007. Se evaluaron indicadores de insumos, productos y resultados. La eficiencia de la producción de servicio (mais) s y de la producción de resultados de los municipios fue comparada por medio de análisis envoltorio de datos. RESULTADOS: Los municipios fueron más eficientes en la producción de servicios (37,8%) que en la producción de resultados (16,6%). Cuarenta y un municipios (62,2%) fueron ineficientes en los servicios: catastro en el Sistema de Información sobre Hipertensión y Diabetes, asistencia individual y visita domiciliar para usuarios con hipertensión y 55 (83,3%) fueron ineficientes en la producción de impacto contra hipertensión. CONCLUSIONES: El modelo de evaluación utilizado se mostró capaz de medir la eficiencia en la atención primaria de salud, al evaluar la productividad de servicios y de resultados. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the efficiency of the Family Health Strategy in actions related to hypertension. METHODS: Evaluative, cross-sectional quantitative research based on secondary data of 66 small municipalities located in the state of Santa Catarina, Southern Brazil, with maximum potential coverage of 100% by the Family Health Strategy in 2007. Input indicators, products and results were evaluated. The municipalities' efficiency of services production and results produ (mais) ction was compared through data envelopment analysis. RESULTS: The municipalities were more efficient in services production (37.8%) than in results production (16.6%). Forty-one municipalities (62.2%) were inefficient in the services: enrolment in the Hypertension and Diabetes Information System, individual assistance and home visit for hypertensive users, and 55 (83.3%) were inefficient in the production of impact against hypertension. CONCLUSIONS: The evaluation model used in this study proved to be capable of measuring efficiency in primary healthcare by evaluating the productivity of services and results.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Avaliação das ações em hipertensão arterial sistêmica na atenção básica/ Evaluation of actions concerning systemic arterial hypertension in primary healthcare/ Evaluación de las acciones en hipertensión arterial sistémica en la atención básica

Rabetti, Aparecida de Cássia; Freitas, Sérgio Fernando Torres de
2011-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a eficiência da Estratégia Saúde da Família nas ações relacionadas à hipertensão. MÉTODOS: Estudo avaliativo, transversal quantitativo, com base em dados secundários de 66 municípios catarinenses de pequeno porte, com cobertura potencial máxima de 100% pela Estratégia Saúde da Família em 2007. Foram avaliados indicadores de insumos, produtos e resultados. A eficiência da produção de serviços e da produção de resultados dos município (mais) s foi comparada por meio de análise envoltória de dados. RESULTADOS: Os municípios foram mais eficientes na produção de serviços (37,8%) do que na produção de resultados (16,6%). Quarenta e um municípios (62,2%) foram ineficientes nos serviços: cadastro no Sistema de Informação sobre Hipertensão e Diabetes, atendimento individual e visita domiciliar para usuários com hipertensão, e 55 (83,3%) foram ineficientes na produção de impacto contra hipertensão. CONCLUSÕES: O modelo de avaliação utilizado mostrou-se capaz de medir a eficiência na atenção primária de saúde, ao avaliar a produtividade de serviços e de resultados. Resumo em espanhol OBJETIVO: Evaluar la eficiencia de la Estrategia Salud de la Familia en las acciones relacionadas con la hipertensión. MÉTODOS: Estudio evaluativo, transversal cuantitativo, basado en datos secundarios de 66 municipios de pequeño porte del estado de Santa Catarina (Sur de Brasil), con cobertura potencial máxima de 100% por la Estrategia Salud de la Familia en 2007. Se evaluaron indicadores de insumos, productos y resultados. La eficiencia de la producción de servicio (mais) s y de la producción de resultados de los municipios fue comparada por medio de análisis envoltorio de datos. RESULTADOS: Los municipios fueron más eficientes en la producción de servicios (37,8%) que en la producción de resultados (16,6%). Cuarenta y un municipios (62,2%) fueron ineficientes en los servicios: catastro en el Sistema de Información sobre Hipertensión y Diabetes, asistencia individual y visita domiciliar para usuarios con hipertensión y 55 (83,3%) fueron ineficientes en la producción de impacto contra hipertensión. CONCLUSIONES: El modelo de evaluación utilizado se mostró capaz de medir la eficiencia en la atención primaria de salud, al evaluar la productividad de servicios y de resultados. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the efficiency of the Family Health Strategy in actions related to hypertension. METHODS: Evaluative, cross-sectional quantitative research based on secondary data of 66 small municipalities located in the state of Santa Catarina, Southern Brazil, with maximum potential coverage of 100% by the Family Health Strategy in 2007. Input indicators, products and results were evaluated. The municipalities' efficiency of services production and results produ (mais) ction was compared through data envelopment analysis. RESULTS: The municipalities were more efficient in services production (37.8%) than in results production (16.6%). Forty-one municipalities (62.2%) were inefficient in the services: enrolment in the Hypertension and Diabetes Information System, individual assistance and home visit for hypertensive users, and 55 (83.3%) were inefficient in the production of impact against hypertension. CONCLUSIONS: The evaluation model used in this study proved to be capable of measuring efficiency in primary healthcare by evaluating the productivity of services and results.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Perfil dos pacientes com hipertensão arterial incluídos em uma coorte com HIV/AIDS em Pernambuco, Brasil/ Profile of patients with hypertension included in a cohort with HIV/AIDS in the state of Pernambuco, Brazil

Arruda Júnior, Evanizio Roque de; Lacerda, Heloisa Ramos; Moura, Líbia Cristina Rocha Vilela; Albuquerque, Maria de Fátima Pessoa Militão de; Miranda Filho, Demócrito de Barros; Diniz, George Tadeu Nunes; Albuquerque, Valéria Maria Gonçalves de; Amaral, Josefina Cláudia Zirpoli; Monteiro, Verônica Soares; Ximenes, Ricardo Alencar de Arraes
2010-10-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Hipertensão arterial sistêmica (HAS) é fator de risco modificável, cujo controle pode reduzir doença cardiovascular nos pacientes com vírus da imunodeficiência adquirida (HIV). OBJETIVO: Estimar a prevalência de HAS e descrever as características dos pacientes com HAS e pré-hipertensão infectados pelo HIV/AIDS. MÉTODOS: Estudo seccional alinhado a uma coorte de pacientes com HIV/AIDS. Considerou-se hipertensão em níveis > 140/90 mmHg ou uso de an (mais) ti-hipertensivos e pré-hipertensão em níveis > 120/80 mmHg. RESULTADOS: Dos 958 pacientes, 388 (40,5%) eram normotensos, 325 (33,9%) pré-hipertensos e 245 (25,6%) hipertensos. Desses 245 pacientes, 172 (70,2%) sabiam ser hipertensos e 36 (14,8%) apresentavam pressão arterial controlada. Tiveram diagnóstico de HAS após o diagnóstico do HIV 62 pacientes (54,4%). Lipodistrofia ocorreu em 95 (46,1%) dos pacientes, já sobrepeso/obesidade em 129 (52,7%). Utilização de antirretrovirais ocorreu em 184 (85,9%), 89 (41,6%) com inibidores de protease (IP) e 95 (44,4%) sem IP. Utilizavam antivirais > 24 meses 74,7%. Idade, antecedentes familiares de hipertensão, circunferência abdominal, índice de massa corporal e triglicerídeos foram maiores entre pacientes hipertensos. Tempo de infecção pelo HIV, contagem de linfócitos CD4, carga viral, tempo e tipo de esquema antirretroviral foram semelhantes nos hipertensos e pré-hipertensos. CONCLUSÃO: A elevada frequência de hipertensos não controlados e de riscos cardiovasculares nos infectados pelo HIV apontam a necessidade de medidas preventivas e terapêuticas contra HAS nesse grupo. Resumo em inglês BACKGROUND: Hypertension (HBP) is modifiable risk factor, whose control may reduce cardiovascular disease in patients with human immunodeficiency virus (HIV). OBJECTIVE: To estimate the prevalence of hypertension and describe the characteristics of patients with hypertension infected by HIV/AIDS. METHODS: A cross-sectional study aligned to a cohort of patients with HIV/AIDS. The study considered hypertension at levels > 140/90 mmHg or use of antihypertensive drugs and pre (mais) -hypertension at levels > 120/80 mmHg. RESULTS: Out of 958 patients, 388 (40.5%) were normotensive, 325 (33.9%) were pre-hypertensive, and 245 (25.6%) were hypertensive. Out of these 245 patients, 172 (70.2%) were aware of the fact there they were hypertensive, and 36 (14.8%) had blood pressure controlled. Sixty-two (62) patients (54.4%) were diagnosed with hypertension after HIV diagnosis. Lipodystrophy occurred in 95 (46.1%) patients; overweight/obesity in 129 (52.7%). Use of antiretrovirals occurred in 184 (85.9%), 89 (41.6%) with protease inhibitors (PI) and 95 (44.4%) without PI. Out of these patients, 74.7 used antivirals > 24 months. Age, family history of hypertension, waist circumference, body mass index and triglyceride levels were higher among hypertensive patients. Time of HIV infection, CD4 count, viral load, time and type of antiretroviral regimen were similar in hypertensive and prehypertensive patients. CONCLUSION: The high frequency of uncontrolled hypertensive patients and cardiovascular risks in HIV-infected patients point out to the need for preventive and therapeutic measures against hypertension in this group.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Ausência de relação entre hipertensão arterial sistêmica e desempenho cognitivo em idosos de uma comunidade/ Lack of relationship between hypertension and cognitive performance in community dwelling older adults

Di Nucci, Fabiana Regina Chinaglia de Freitas; Coimbra, Arlete Maria Valente; Neri, Anita Liberalesso; Yassuda, Mônica Sanches
2010-01-01

Resumo em português CONTEXTO: Pesquisas documentam que a hipertensão arterial pode estar envolvida no declínio cognitivo em pacientes idosos. Estima-se que até 60% dos idosos apresentem hipertensão arterial, tornando-os mais suscetíveis ao declínio cognitivo. OBJETIVO: Investigar a relação entre hipertensão arterial e desempenho cognitivo em idosos não portadores de demências ou depressão. MÉTODO: A amostra foi constituída por idosos participantes de pesquisa populacional em an (mais) damento sobre envelhecimento no município de Amparo (SP). Seguindo critérios de inclusão e exclusão, foram selecionados 80 homens e mulheres (40 hipertensos e 40 normotensos) com idade igual ou superior a 60 anos, equivalentes quanto às variáveis sociodemográficas e de saúde. Para avaliar sintomas depressivos, foi utilizada a Geriatric Depression Scale (GDS). Os testes cognitivos utilizados foram a bateria neuropsicológica Consortium to Establish a Registry for Alzheimer's Disease (CERAD) e o Teste do Desenho do Relógio e Dígitos ordem direta e inversa. A análise estatística foi realizada por meio de análise de regressão logística com modelo univariado e multivariado e análise de conglomerados (cluster analysis). RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas para as variáveis cognitivas entre os dois grupos. A diferença para fluência verbal aproximou-se da significância estatística (p = 0,075). CONCLUSÕES: Os resultados encontrados podem ser explicados pela adesão desta população pertencente à estratégia de saúde da família ao tratamento medicamentoso. Estudos longitudinais serão necessários para investigar a relação entre a hipertensão arterial e o declínio cognitivo na pessoa idosa. Resumo em inglês BACKGROUND: Studies suggest that hypertension might be involved in cognitive decline among older adults. It is estimated that up to 60% of older adults have hypertension, what makes them more vulnerable to cognitive decline. OBJECTIVE: The objective of this study was to investigate the relationship between hypertension and cognitive performance in non-demented non-depressed older adults. METHOD: The sample was constituted by community dwelling older adults from an on-goin (mais) g epidemiological study which includes all senior citizens residing in Amparo (SP). Following inclusion and exclusion criteria, 80 seniors (40 diagnosed as having hypertension), including men and women over 60, were recruited. Both groups were equivalent as to socio-demographic and other health variables. In order to evaluate depressive symptoms the Geriatric Depression Scale (GDS) was used. The cognitive tests included the Consortium to Establish a Registry for Alzheimer's Disease (CERAD) neuropsychological battery, the Clock Drawing Test, and Digit Span Forward and Backward. Logistic regression analyses with univariate and multivariate models and cluster analyses were carried out. RESULTS: No significant differences were found between the two groups. The difference for verbal fluency approached statistical significance (p = 0.075). DISCUSSION: Present results may be explained by the high compliance of the studied sample to the antihypertensive drug regimen. Longitudinal studies will be needed to continue to investigate the relationship between hypertension and cognition in aging.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Tratamento cirúrgico da hipertensão porta na esquistossomose mansoni/ Surgical treatment of portal hypertension in schistosomiasis mansoni

Petroianu, Andy
2003-04-01

Resumo em português Define-se a hipertensão porta pela presença de um gradiente de pressão venosa hepática superior a 5mmHg. Ela é causada geralmente pelo aumento da resistência do leito vascular porta-hepático em decorrência de obstrução ao fluxo sanguíneo. Nas formas graves da esquistossomose há aumento progressivo da pressão porta e o desenvolvimento de varizes nos órgãos intra-abdominais, no retroperitônio e na parede do abdômen. A principal complicação desse processo (mais) é o sangramento digestivo, proveniente, na maioria dos casos, das varizes esofágicas e gástricas. Para o tratamento, diversos procedimentos clínicos (propranolol, somatostatina e octeotrida), endoscópicos (escleroterapia, clipes e ligaduras de varizes), vasculares (TIPS - shunt intra-hepático transjugular portasistêmico) e cirúrgicos (derivações portassistêmicas e desconexões portavarizes) têm sido propostos. Neste artigo, o autor apresenta revisão crítica sobre os vários tratamentos propostos, enfatizando os procedimentos cirúrgicos. Resumo em inglês Portal hypertension is defined by an hepatic venous pressure gradient greater than 5mmHg. It is usually caused by an increase in resistance in the portal-hepatic vascular bed due to obstruction to flow. The severe forms of schistosomiasis usually evolve with portal hypertension, esophageal, intraabdominal, retroperitoneal and abdominal wall varices. Massive bleeding due to esophageal or gastric variceal rupture is the major complication of portal hypertension in schistoso (mais) miasis. In regard to treatment, clinical (propranolol, somatostain, octreotide), endoscopic (sclerotherapy, clips and ligature of varices), vascular (TIPS - transjugular intrahepatic portosystemic shunt) and surgical (portosystemic shunts and portovariceal disconnection) approaches have been tried to decrease portal hypertension and prevent bleeding. In the present review the author discusses the subject emphasizing the surgical procedures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Comunicação interatrial e hipertensão pulmonar em atleta profissional de futebol/ Atrial septal defect and pulmonary hypertension in professional soccer player

Cardoso, Fernando Bianchini; Cardoso, Marcos Bianchini; Nishimura, Roberto Itiro; Ponta, Georgiane Crespi; Ribeiro, Gustavo Calado de Aguiar; Costa, Cledcyson Eloy
2010-08-01

Resumo em português Relatamos um caso raro de diagnóstico tardio de comunicação interatrial (CIA) com hipertensão pulmonar (HP), através da ecocardiografia Doppler bidimensional (ECO), em atleta profissional de futebol que após correção cirúrgica retornou ao esporte competitivo de alto rendimento. Resumo em inglês This study reports a rare case of late diagnosis of atrial septal defect (ASD) with pulmonary hypertension (PH) through two-dimensional echocardiography (ECHO) in a professional soccer player who resumed high-performance sports activity after surgery.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Avaliação da implantação da atenção à hipertensão arterial pelas equipes de Saúde da Família do município do Recife (PE, Brasil)/ The implementation analysis of the arterial hypertension care by the Family Health teams in Recife city (Pernambuco, Brazil)

Costa, Juliana Martins Barbosa da Silva; Silva, Maria Rejane Ferreira da; Carvalho, Eduardo Freese de
2011-02-01

Resumo em português The implementation analysis of the arterial hypertension care by the Family Health teams in Recife city (Pernambuco, Brazil) was based on a normative evaluation of the structure and work process and analysis of some context elements. An interview was applied to a randomized sample of doctors and nurses of 72 Family Health teams and the hypertension programme coordinator, and official documents were analyzed. A score system was used to classify the performance of the imple (mais) mentation level in excellent (when 90-100% of activities were implemented); adequate (70-79%); inadequate (50-69%); and critical ( Resumo em inglês A avaliação da atenção à hipertensão arterial pelas equipes de Saúde da Família do Recife (PE) foi realizada por meio de uma avaliação normativa da estrutura e do processo de trabalho e da análise de alguns elementos contextuais. Para tanto, foram entrevistados os médicos e enfermeiros de uma amostra aleatória representativa que abrangeu 72 equipes e os coordenadores do programa de hipertensão, além da análise de documentos oficiais. Para definição do gr (mais) au de implantação, foi utilizado um sistema de escores que permitiu classificá-lo em excelente (90-100% das atividades implantadas); satisfatório (70-79%); insatisfatório (50-69%); e crítico (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Avaliação da implantação da atenção à hipertensão arterial pelas equipes de Saúde da Família do município do Recife (PE, Brasil)/ The implementation analysis of the arterial hypertension care by the Family Health teams in Recife city (Pernambuco, Brazil)

Costa, Juliana Martins Barbosa da Silva; Silva, Maria Rejane Ferreira da; Carvalho, Eduardo Freese de
2011-02-01

Resumo em português A avaliação da atenção à hipertensão arterial pelas equipes de Saúde da Família do Recife (PE) foi realizada por meio de uma avaliação normativa da estrutura e do processo de trabalho e da análise de alguns elementos contextuais. Para tanto, foram entrevistados os médicos e enfermeiros de uma amostra aleatória representativa que abrangeu 72 equipes e os coordenadores do programa de hipertensão, além da análise de documentos oficiais. Para definição do gr (mais) au de implantação, foi utilizado um sistema de escores que permitiu classificá-lo em excelente (90-100% das atividades implantadas); satisfatório (70-79%); insatisfatório (50-69%); e crítico ( Resumo em inglês The implementation analysis of the arterial hypertension care by the Family Health teams in Recife city (Pernambuco, Brazil) was based on a normative evaluation of the structure and work process and analysis of some context elements. An interview was applied to a randomized sample of doctors and nurses of 72 Family Health teams and the hypertension programme coordinator, and official documents were analyzed. A score system was used to classify the performance of the imple (mais) mentation level in excellent (when 90-100% of activities were implemented); adequate (70-79%); inadequate (50-69%); and critical (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Queixa de vertigem e hipertensão arterial/ Vertigo complaint and blood hypertension

Marchiori, Luciana Lozza de Moraes; Rego Filho, Eduardo de Almeida
2007-03-01

Resumo em português OBJETIVO: investigar a presença de queixa de vertigem em pacientes de meia idade com hipertensão arterial. MÉTODOS: estudo do tipo prospectivo, transversal. Composto por 154 indivíduos de ambos os gêneros com idade de 45 a 64 anos. A hipertensão foi verificada por meio de medição da pressão arterial e de questionário sistematizado sobre hipertensão e uso de medicamentos para pressão arterial. A queixa de vertigem foi verificada por meio de anamnese audiológic (mais) a. RESULTADOS: pode-se verificar que existe associação significante entre hipertensão arterial e queixa de vertigem. CONCLUSÃO: os resultados da presente pesquisa, por meio da constatação da associação entre hipertensão arterial e queixa de vertigem, servirão de base a profissionais da área de saúde que estão envolvidos com sintomas provenientes da hipertensão arterial. Resumo em inglês PURPOSE: to investigate the presence of vertigo complaint in middle-aged hypertension patients. METHODS: a transversal study. Composed by 154 patients of both genders, aged from 45 to 64 years, included in the research after sample estimation. Hypertension was verified through blood pressure readings and by a systematized questionnaire about hypertension and the use of medication for blood pressure. Vertigo was assessed through audiological anamneses. RESULTS: there is a (mais) significant association between blood hypertension and vertigo. CONCLUSION: the results in this research, through evidence of association between blood hypertension and vertigo complaint, can be a base for health professionals concerned with alterations caused by blood hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Diagnóstico e tratamento da hipertensão pulmonar: uma atualização/ Diagnosis and treatment of pulmonary hypertension: an update

Hoette, Susana; Jardim, Carlos; Souza, Rogério de
2010-12-01

Resumo em português Ao longo dos últimos cinco anos, o conhecimento na área de hipertensão pulmonar evoluiu de forma consistente e significativa. Novos algoritmos diagnósticos e de tratamento foram desenvolvidos com base no resultado de diversos estudos clínicos que evidenciaram a utilidade de novas ferramentas, assim como a eficácia de novos medicamentos e de combinações. Da mesma forma, a classificação da hipertensão pulmonar evoluiu, na tentativa de agrupar as diferentes formas (mais) de hipertensão pulmonar que apresentam abordagens diagnósticas e terapêuticas semelhantes a fim de facilitar a condução clínica dos pacientes. Esta revisão visa discutir cada uma dessas modificações, tendo por base as diretrizes brasileiras para manejo da hipertensão pulmonar de 2005, ressaltando aquilo que foi acrescentado às diretrizes internacionais. Resumo em inglês Over the last five years, knowledge in the field of pulmonary hypertension has grown consistently and significantly. On the basis of various clinical studies showing the usefulness of new diagnostic tools, as well as the efficacy of new medications and drug combinations, new diagnostic and treatment algorithms have been developed. Likewise, in order to simplify the clinical management of patients, the classification of pulmonary hypertension has been changed in an attempt (mais) to group the various forms of pulmonary hypertension in which the diagnostic and therapeutic approaches are similar. The objective of this review was to discuss these modifications, based on the 2005 Brazilian guidelines for the management of pulmonary hypertension, emphasizing what has been added to the international guidelines.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Tadalafil para o tratamento da hipertensão arterial pulmonar idiopática/ Tadalafil as treatment for idiopathic pulmonary arterial hypertension

Carvalho, Adriana Castro de; Hovnanian, André Luiz; Fernandes, Caio Julio César dos Santos; Lapa, Mônica; Jardim, Carlos; Souza, Rogério
2006-11-01

Resumo em português O uso de inibidores de fosfodiesterase, mais especificamente o sildenafil, no tratamento da hipertensão arterial pulmonar mostrou bons resultados, indicados por melhora dos parâmetros hemodinâmicos e da capacidade funcional. Poucos estudos existem a respeito dos efeitos de seus análogos como o tadalafil. O presente caso refere-se a uma paciente com hipertensão arterial pulmonar idiopática em classe funcional IV (NYHA) com resposta significativa ao uso de tadalafil. Resumo em inglês Phosphodiesterase inhibitors like sildenafil have already been shown to improve functional capacity and hemodynamics in the treatment of pulmonary arterial hypertension. Few studies address the effects of new phosphodiesterase inhibitors as tadalafil. We report a case of a patient with idiopathic pulmonary arterial hypertension in functional class IV (New York Heart Association) with significant response to treatment with tadalafil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Fatores de risco associados à hipertensão arterial em adolescentes/ Risk factors associated with arterial hypertension in adolescents

Kuschnir, Maria C. C.; Mendonça, Gulnar A. S.
2007-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar os fatores de risco associados à hipertensão arterial primária em adolescentes. MÉTODOS: Estudo caso-controle de base ambulatorial com adolescentes, de 12 a 20 anos incompletos, todos provenientes do Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente da Universidade Estadual do Rio de Janeiro. O estado nutricional foi avaliado através do índice de massa corporal. Obteve-se ainda a medida da circunferência abdominal, estatura, história familiar de hip (mais) ertensão arterial, peso ao nascer e desenvolvimento puberal. A análise foi elaborada através de regressão logística não condicional. RESULTADOS: Participaram 91 casos e 182 controles. O índice de massa corporal mostrou-se associado à hipertensão. A estatura mostrou associação positiva com hipertensão apenas em meninas. Não se evidenciou associação entre desenvolvimento puberal e peso ao nascer com hipertensão arterial na adolescência. Por outro lado, a história familiar, principalmente quando ambos os pais são hipertensos, apresentou forte associação, tanto em meninos (OR = 13,32; IC95% 2,25-78,94), como em meninas (OR = 11,35; IC95% 1,42-90,21). CONCLUSÕES: Em nosso estudo, sobrepeso, obesidade e história familiar de hipertensão (pai e mãe hipertensos) foram os principais fatores de risco para o desenvolvimento de hipertensão arterial em adolescentes. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate the risk factors associated with essential arterial hypertension in adolescents. METHODS: A case-control, outpatients-based study of adolescents, aged 11 to 19 years, all treated at the Center for Studies into Adolescent Health (Núcleo de Estudos da Saúde do Adolescente) at Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Nutritional status was assessed by means of body mass index. Data were also obtained on waist circumference, height, family history (mais) of arterial hypertension, birth weight and pubertal development. The analysis was performed using unconditional logistic regression. RESULTS: The study investigated 91 cases and 182 controls. Body mass index was associated with hypertension. Height had a positive association with hypertension only among the girls. There was no evidence of an association between pubertal development or birth weight with arterial hypertension in adolescence. In contrast, family history, particularly when both parents had hypertension, exhibited a robust association, both among the boys (OR = 13.32; 95%CI 2.25-78.94), and the girls (OR = 11.35; 95%CI 1.42-90.21). CONCLUSIONS: In our study, overweight, obesity and family history of hypertension (father and mother with hypertension) were the principal risk factors for arterial hypertension in adolescents.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Prevalência, conhecimento, tratamento e controle de hipertensão arterial sistêmica na população adulta urbana de Tubarão, Santa Catarina, Brasil, em 2003/ Prevalence, awareness, treatment, and control of hypertension in the adult urban population of Tubarão, Santa Catarina, Brazil, 2003

Pereira, Marcia Regina; Coutinho, Mário Sérgio Soares de Azeredo; Freitas, Paulo F.; D'Orsi, Eleonora; Bernardi, André; Hass, Rafael
2007-10-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência, o conhecimento, o tratamento e o controle de hipertensão arterial sistêmica (HAS) na população urbana adulta de Tubarão, Santa Catarina, Brasil. Foi realizado um estudo transversal, com uma amostra estratificada a partir de uma listagem dos pontos de luz, do qual participaram 707 indivíduos maiores de 18 anos. Foi aplicado um questionário, aferidas duas medidas da pressão arterial por manômetro de mercúrio, em (mais) uma visita domiciliar conduzida por estudantes de medicina. A prevalência de HAS pelo critério do The Seventh Report of The Joint National Committee on the Prevention, Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Pressure (pressão arterial > 140 x 90mmHg) foi de 36,4% e de 40,5% quando acrescentados os indivíduos em uso de anti-hipertensivos. Tinham conhecimento da hipertensão 55,6%; estavam em tratamento farmacológico 46,8% e estavam com a pressão arterial controlada 10,1% dos hipertensos. A elevada prevalência estimada de hipertensão arterial e os percentuais de conhecimento sobre o diagnóstico, tratamento e controle aquém do ideal apontam para necessidade de ações preventivas em Tubarão. Resumo em inglês The aim of this study was to estimate the prevalence, awareness, treatment, and control of systemic arterial hypertension in the adult urban population of Tubarão, Santa Catarina, Brazil. The cross-sectional approach used a stratified sample, based on an initial list of electric power connections, resulting in the selection of 707 individuals over 18 years of age. A questionnaire was applied and arterial blood pressure was measured twice by medical students during home v (mais) isits, using a mercury sphygmomanometer. The prevalence of arterial hypertension based on the Seventh Report of the Joint National Committee on the Prevention, Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Pressure (arterial pressure > 140 x 90mmHg) was 36.4%, increasing to 40.5% when including individuals on anti-hypertensive medication. Of the patients with high blood pressure, 55.6% were aware of their hypertension, 46.8% were on medication, and 10.1% had their blood pressure under control. The high estimated prevalence of hypertension, low level of unawareness, and less than ideal treatment and control levels emphasize the need for preventive measures in Tubarão.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Prevalência, conhecimento, tratamento e controle de hipertensão arterial sistêmica na população adulta urbana de Tubarão, Santa Catarina, Brasil, em 2003/ Prevalence, awareness, treatment, and control of hypertension in the adult urban population of Tubarão, Santa Catarina, Brazil, 2003

Pereira, Marcia Regina; Coutinho, Mário Sérgio Soares de Azeredo; Freitas, Paulo F.; D'Orsi, Eleonora; Bernardi, André; Hass, Rafael
2007-10-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência, o conhecimento, o tratamento e o controle de hipertensão arterial sistêmica (HAS) na população urbana adulta de Tubarão, Santa Catarina, Brasil. Foi realizado um estudo transversal, com uma amostra estratificada a partir de uma listagem dos pontos de luz, do qual participaram 707 indivíduos maiores de 18 anos. Foi aplicado um questionário, aferidas duas medidas da pressão arterial por manômetro de mercúrio, em (mais) uma visita domiciliar conduzida por estudantes de medicina. A prevalência de HAS pelo critério do The Seventh Report of The Joint National Committee on the Prevention, Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Pressure (pressão arterial > 140 x 90mmHg) foi de 36,4% e de 40,5% quando acrescentados os indivíduos em uso de anti-hipertensivos. Tinham conhecimento da hipertensão 55,6%; estavam em tratamento farmacológico 46,8% e estavam com a pressão arterial controlada 10,1% dos hipertensos. A elevada prevalência estimada de hipertensão arterial e os percentuais de conhecimento sobre o diagnóstico, tratamento e controle aquém do ideal apontam para necessidade de ações preventivas em Tubarão. Resumo em inglês The aim of this study was to estimate the prevalence, awareness, treatment, and control of systemic arterial hypertension in the adult urban population of Tubarão, Santa Catarina, Brazil. The cross-sectional approach used a stratified sample, based on an initial list of electric power connections, resulting in the selection of 707 individuals over 18 years of age. A questionnaire was applied and arterial blood pressure was measured twice by medical students during home v (mais) isits, using a mercury sphygmomanometer. The prevalence of arterial hypertension based on the Seventh Report of the Joint National Committee on the Prevention, Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Pressure (arterial pressure > 140 x 90mmHg) was 36.4%, increasing to 40.5% when including individuals on anti-hypertensive medication. Of the patients with high blood pressure, 55.6% were aware of their hypertension, 46.8% were on medication, and 10.1% had their blood pressure under control. The high estimated prevalence of hypertension, low level of unawareness, and less than ideal treatment and control levels emphasize the need for preventive measures in Tubarão.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Adenoma de Conn: uma causa de hipertensão e hipocalemia/ Conn's adenoma: a cause of hypertension and hypokalemia

Martin, José Fernando Vilela; Vicente, Adriano Roberto Tarifa; Cury, Patrícia Maluf; Dib, Jorge Adas; Cipullo, José Paulo
2004-07-01

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Associação entre a razão cintura-estatura e hipertensão e síndrome metabólica: estudo de base populacional/ Association of waist-stature ratio with hypertension and metabolic syndrome: population-based study

Rodrigues, Sérgio Lamêgo; Baldo, Marcelo Perim; Mill, José Geraldo
2010-08-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Hipertensão e síndrome metabólica são fatores de risco cardiovascular associados com o aumento da adiposidade. Em um estudo anterior, a razão cintura-estatura (RCE) foi identificada como o melhor índice de obesidade associado com hipertrofia do ventrículo esquerdo. OBJETIVO: Comparar a capacidade desse índice na identificação da hipertensão e síndrome metabólica com outros índices de obesidade (índice de massa corporal - IMC; circunferência da (mais) cintura - CC e razão cintura-quadril - RCQ) através da análise de curvas ROC (receiver operator characteristics). MÉTODOS: 1.655 (45,8% homens) participantes do Projeto MONICA-WHO/Vitória, com idade média de 45 ± 11 anos foram investigados. A prevalência de síndrome metabólica (critérios ATP-III) foi de 32,9%, hipertensão de 42,4% e obesidade de 19,2%. RESULTADOS: Em relação à capacidade de identificar a hipertensão, houve uma superioridade significante da RCE em relação ao IMC e CC (p Resumo em inglês BACKGROUND: Hypertension and metabolic syndrome are cardiovascular risk factors associated with increased adiposity. In a previous study, waist-to-stature ratio (WSR) was identified as the best obesity index associated with left ventricular hypertrophy. OBJECTIVE: In this study we compared the ability of this index to identify hypertension and metabolic syndrome with other obesity indexes (body mass index - BMI; waist circumference - WC; and waist-to-hip ratio - WHR) by r (mais) eceiver operating characteristic (ROC) curve analyses. METHODS: 1,655 (45.8% men) participants of the MONICA-WHO/Vitoria Project, mean age 45 ± 11 y were investigated. Metabolic syndrome prevalence (ATP-III criteria) was 32.9%, hypertension was 42.4% and obesity was 19.2%. RESULTS: Regarding the ability to identify hypertension, there was a significant WSR superiority in relation to BMI and WC (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Associação entre circunferência abdominal e hipertensão arterial em mulheres: Estudo Pró-Saúde/ Association between abdominal circumference and hypertension among women: the Pró-Saúde Study

Hasselmann, Maria Helena; Faerstein, Eduardo; Werneck, Guilherme L.; Chor, Dóra; Lopes, Claudia S.
2008-05-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de hipertensão arterial segundo estratos de circunferência abdominal (CA) e índice de massa corporal (IMC, em kg/m²) em uma população de funcionárias públicas de universidade localizada no Rio de Janeiro, Brasil. Foram analisados dados seccionais de 1.743 mulheres não grávidas de 24 a 69 anos participantes, em 2001, do Estudo Pró-Saúde. Mulheres com baixo peso ou apresentando IMC > 35kg/m² foram excluídas. M (mais) ulheres que apresentavam pressão sangüínea sistólica > 140mmHg ou diastólica > 90mmHg ou faziam uso de medicação anti-hipertensiva foram consideradas hipertensas. A análise foi conduzida segundo dois estratos de CA (normal: 88cm) e três de IMC (eutrofia: 18,5-24,9kg/m²; sobrepeso: 25,0-29,9kg/m²; e obesidade I: 30,0-34,9kg/m²). Entre mulheres eutróficas, participantes com valores elevados de CA apresentaram o dobro da prevalência de hipertensão arterial do que aquelas com CA Resumo em inglês This study aimed to estimate the prevalence of hypertension according to levels of abdominal circumference (AC) and body mass index (BMI, expressed as kg/m²) among public employees at a university in Rio de Janeiro, Brazil. Cross-sectional data were obtained for 1,743 non-pregnant women aged 24-69 years participating in the Pró-Saúde Study. Underweight women and those with BMI > 35kg/m² were excluded. Hypertension was defined as systolic blood pressure >140mmHg or dia (mais) stolic > 90mmHg or the use of anti-hypertensive drugs. Age-adjusted prevalence rates for hypertension were calculated considering two strata of AC (normal: 88cm) and three levels of BMI (normal: 18.5-24.9kg/m²; overweight: 25.0-29.9kg/m²; and obesity I: 30.0-34.9kg/m²). Among normal-weight women, participants with high AC showed a two-fold higher prevalence of hypertension as compared to those with AC

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Associação entre circunferência abdominal e hipertensão arterial em mulheres: Estudo Pró-Saúde/ Association between abdominal circumference and hypertension among women: the Pró-Saúde Study

Hasselmann, Maria Helena; Faerstein, Eduardo; Werneck, Guilherme L.; Chor, Dóra; Lopes, Claudia S.
2008-05-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de hipertensão arterial segundo estratos de circunferência abdominal (CA) e índice de massa corporal (IMC, em kg/m²) em uma população de funcionárias públicas de universidade localizada no Rio de Janeiro, Brasil. Foram analisados dados seccionais de 1.743 mulheres não grávidas de 24 a 69 anos participantes, em 2001, do Estudo Pró-Saúde. Mulheres com baixo peso ou apresentando IMC > 35kg/m² foram excluídas. M (mais) ulheres que apresentavam pressão sangüínea sistólica > 140mmHg ou diastólica > 90mmHg ou faziam uso de medicação anti-hipertensiva foram consideradas hipertensas. A análise foi conduzida segundo dois estratos de CA (normal: 88cm) e três de IMC (eutrofia: 18,5-24,9kg/m²; sobrepeso: 25,0-29,9kg/m²; e obesidade I: 30,0-34,9kg/m²). Entre mulheres eutróficas, participantes com valores elevados de CA apresentaram o dobro da prevalência de hipertensão arterial do que aquelas com CA Resumo em inglês This study aimed to estimate the prevalence of hypertension according to levels of abdominal circumference (AC) and body mass index (BMI, expressed as kg/m²) among public employees at a university in Rio de Janeiro, Brazil. Cross-sectional data were obtained for 1,743 non-pregnant women aged 24-69 years participating in the Pró-Saúde Study. Underweight women and those with BMI > 35kg/m² were excluded. Hypertension was defined as systolic blood pressure >140mmHg or dia (mais) stolic > 90mmHg or the use of anti-hypertensive drugs. Age-adjusted prevalence rates for hypertension were calculated considering two strata of AC (normal: 88cm) and three levels of BMI (normal: 18.5-24.9kg/m²; overweight: 25.0-29.9kg/m²; and obesity I: 30.0-34.9kg/m²). Among normal-weight women, participants with high AC showed a two-fold higher prevalence of hypertension as compared to those with AC

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial/ IV Brazilian Guidelines on Arterial Hypertension

Mion Jr., Decio; Machado, Carlos Alberto; Gomes, Marco Antonio Mota; Nobre, Fernando; Kohlmann Jr., Osvaldo; Amodeo, Celso; Praxedes, José Nery; Pascoal, Istenio; Magalhães, Lucélia C.
2004-03-01

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial/ IV Brazilian Guidelines on Hypertension

Mion Jr., Décio; Gomes, Marco Antônio Mota; Nobre, Fernando; Amodeo, Celso; Kohlmann Jr., Osvaldo; Praxedes, José Nery; Machado, Carlos Alberto; Machado, Carlos Alberto; Pascoal, Istênio; Magalhães, Lucélia C.
2004-03-01

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Crenças em saúde para o controle da hipertensão arterial/ Health beliefs for the control of arterial hypertension

Pires, Cláudia Geovana da Silva; Mussi, Fernanda Carneiro
2008-12-01

Resumo em português As crenças em saúde podem influenciar na adesão ao tratamento da hipertensão arterial. Estimar o percentual de crenças em saúde sobre barreiras e benefícios quanto às medidas de prevenção e controle da hipertensão arterial e conhecer os fatores sociodemográficos associados a essas crenças foi o objetivo deste estudo descritivo-exploratório, que adotou como referencial teórico o Modelo de Crenças em Saúde. Foi realizado em um centro de saúde em Salvador, (mais) com 106 adultos, autodeclarados negros e com diagnóstico médico de hipertensão arterial. Para a entrevista, utilizou-se uma Escala de Crenças em Saúde sobre treze comportamentos relacionados às medidas de prevenção e controle da doença. Para análise dos dados, utilizaram-se índices percentuais, freqüência de casos, escores e a razão de prevalência. Os testes estatísticos foram verificados no nível de 5% de significância. A análise global mostrou predomínio da categoria "crenças sobre benefícios" para doze comportamentos de saúde. Homens e mulheres perceberam diferentemente benefícios para esses comportamentos e constatou-se uma tendência à percepção de menos benefícios quanto às medidas de prevenção e controle da hipertensão arterial em estratos socioeconômicos menos favorecidos, adultos jovens e pessoas sem companheiro. Resumo em inglês Health beliefs can interfere with the adherence to arterial hypertension therapy. The aim of this descriptive-exploratory study that adopted the Model of Health Beliefs as a theoretical reference was to estimate percentages of health beliefs about the benefits of prevention and control measures of arterial hypertension and to identify the social-demographic factors associated with these beliefs. The study was conducted in a Health Center in the city of Salvador, with 106 (mais) adults self- declared as black, and with a medical diagnosis of arterial hypertension. For the interviews we used a "Scale of Health Beliefs" about 13 behaviors related to disease prevention and control measures. The data analysis was based on percentage rates, frequency of cases and scores and the social-demographic factors associated to these beliefs were analyzed based on the prevalence rate. The global analysis showed predominance in the category "beliefs about benefits" for 12 behaviors. Men and women realized different benefits from these behaviors. The socio-economically less favored strata, young adults and individuals living without a partner tended to perceive less benefits from the prevention and control measures of arterial hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Crenças em saúde para o controle da hipertensão arterial/ Health beliefs for the control of arterial hypertension

Pires, Cláudia Geovana da Silva; Mussi, Fernanda Carneiro
2008-12-01

Resumo em português As crenças em saúde podem influenciar na adesão ao tratamento da hipertensão arterial. Estimar o percentual de crenças em saúde sobre barreiras e benefícios quanto às medidas de prevenção e controle da hipertensão arterial e conhecer os fatores sociodemográficos associados a essas crenças foi o objetivo deste estudo descritivo-exploratório, que adotou como referencial teórico o Modelo de Crenças em Saúde. Foi realizado em um centro de saúde em Salvador, (mais) com 106 adultos, autodeclarados negros e com diagnóstico médico de hipertensão arterial. Para a entrevista, utilizou-se uma Escala de Crenças em Saúde sobre treze comportamentos relacionados às medidas de prevenção e controle da doença. Para análise dos dados, utilizaram-se índices percentuais, freqüência de casos, escores e a razão de prevalência. Os testes estatísticos foram verificados no nível de 5% de significância. A análise global mostrou predomínio da categoria "crenças sobre benefícios" para doze comportamentos de saúde. Homens e mulheres perceberam diferentemente benefícios para esses comportamentos e constatou-se uma tendência à percepção de menos benefícios quanto às medidas de prevenção e controle da hipertensão arterial em estratos socioeconômicos menos favorecidos, adultos jovens e pessoas sem companheiro. Resumo em inglês Health beliefs can interfere with the adherence to arterial hypertension therapy. The aim of this descriptive-exploratory study that adopted the Model of Health Beliefs as a theoretical reference was to estimate percentages of health beliefs about the benefits of prevention and control measures of arterial hypertension and to identify the social-demographic factors associated with these beliefs. The study was conducted in a Health Center in the city of Salvador, with 106 (mais) adults self- declared as black, and with a medical diagnosis of arterial hypertension. For the interviews we used a "Scale of Health Beliefs" about 13 behaviors related to disease prevention and control measures. The data analysis was based on percentage rates, frequency of cases and scores and the social-demographic factors associated to these beliefs were analyzed based on the prevalence rate. The global analysis showed predominance in the category "beliefs about benefits" for 12 behaviors. Men and women realized different benefits from these behaviors. The socio-economically less favored strata, young adults and individuals living without a partner tended to perceive less benefits from the prevention and control measures of arterial hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Associação entre obesidade central, triglicerídeos e hipertensão arterial em uma área rural do Brasil/ Association between central obesity, triglycerides and hypertension in a rural area in Brazil

Pimenta, Adriano Marçal; Kac, Gilberto; Gazzinelli, Andrea; Corrêa-Oliveira, Rodrigo; Velásquez-Meléndez, Gustavo
2008-06-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A hipertensão, importante problema de saúde pública, representa uma das principais causas de morbidade em todo o mundo. OBJETIVO: Estimar a prevalência da hipertensão arterial e seus fatores de risco em uma comunidade rural do nordeste do estado de Minas Gerais, Brasil. MÉTODOS: Estudo transversal realizado em 2004, em Virgem das Graças, comunidade rural localizada no Vale do Jequitinhonha. A amostra era composta por 287 indivíduos, com idades entre 18 (mais) e 88 anos. Hipertensão foi definida segundo os critérios da Joint National Committee (pressão arterial sistólica > 140 mmHg e/ou pressão arterial diastólica > 90 mmHg): indivíduos que já usavam medicamentos anti-hipertensivos também foram considerados hipertensos. Usou-se a análise bivariada para testar a relação entre as variáveis independentes e hipertensão, e a regressão logística para ajustar fatores de confusão e identificar interações. A força de associação foi mensurada usando-se odds ratio (OR) e seus intervalos de confiança de 95% [IC (95%)]. RESULTADOS: A prevalência bruta da hipertensão foi de 47,0% [IC (95%): 41,1 - 53,0], a prevalência ajustada por idade foi de 43,2% [IC (95%): 35,7 - 50,7], enquanto a prevalência ajustada por escolaridade foi de 44,1% [IC (95%): 43,9 - 44,3]. De acordo com a análise multivariada, observou-se que idade, triglicerídeos, circunferência da cintura e sexo eram fatores de risco independentes associados à hipertensão. CONCLUSÃO: Os achados fornecem evidências importantes de que a hipertensão é um problema de saúde pública associado à dislipidemia e à obesidade abdominal, na área rural de Minas Gerais. Resumo em inglês BACKGROUND: Hypertension represents a serious public health problem and is one of the most frequent causes of morbidity around the world. OBJECTIVE: To estimate the prevalence of hypertension and its risk factors in a rural community located in the north-eastern state of Minas Gerais, Brazil. METHODS: A cross-sectional study was carried out in 2004 in the Virgem das Graças Village, a rural community located the Jequitinhonha Valley. The sample consisted of 287 males and (mais) females aged between 18 to 88 years. Hypertension was defined according to Joint National Committee criteria (systolic blood pressure > 140 mmHg and/or diastolic blood pressure > 90 mmHg): subjects already receiving anti-hypertensive treatment were considered to be hypertensive. Bivariate analysis was performed to test the relationship between the independent variables and hypertension. Logistic regression was used to adjust for confounding and to identify interactions. The strength of association was measured using Odds Ratio (OR) and its 95% confidence intervals [CI (95%)]. RESULTS: The crude prevalence of hypertension was 47.0% [CI (95%): 41.1 - 53.0], the age-standardized prevalence was 43.2% [CI (95%): 35.7 - 50.7], while the schooling-standardized prevalence was 44.1% [CI (95%): 43.9 - 44.3]. Age, triglycerides, waist circumference and sex were found to be independent risk factors for hypertension according to multivariate analysis. CONCLUSION: The findings provide important evidence concerning the hypertension as a public health problem and its association with dyslipidemia and abdominal obesity in the rural area of Minas Gerais.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Efeitos da ansiedade sobre a pressão arterial em mulheres com hipertensão/ Anxiety effects on blood pressure of women with hypertension/ Efectos de la ansiedad sobre la presión arterial en mujeres con hipertensión

Chaves, Eliane Corrêa; Cade, Nágela Valadão
2004-04-01

Resumo em português Estudo descritivo, associativo, que objetiva conhecer a relação da ansiedade com os níveis de pressão arterial em mulheres hipertensas e da ansiedade com o tempo de tratamento da hipertensão. Foram pesquisadas 78 mulheres em tratamento para hipertensão no InCor, mediante o Inventário de Ansiedade de Spilberger - IDATE, e a pressão arterial verificada, utilizando-se da medida indireta, obtida pelo método auscultatório. Os dados foram submetidos à análise estat� (mais) �stica, com nível de significância de 5%. A amostra apresentou traço e estado de ansiedade moderados e médias de pressão acima do normal, compatível com hipertensão estágio 1. Não houve diferença estatisticamente significante entre pressão arterial e níveis de ansiedade e entre o tempo de tratamento para hipertensão e níveis de ansiedade. Resumo em espanhol Estudio descriptivo, asociativo que tuvo como objetivo conocer la relación entre la ansiedad y los niveles de presión arterial en mujeres con hipertensión y la ansiedad con el tiempo de tratamiento de la hipertensión. Se trabajó con 78 mujeres en tratamiento para hipertensión en el Instituto del Corazón SP. (INCor), mediante el Inventario de Ansiedad de Spilberger - IDATE y la presión arterial se midió a través de una medida indirecta obtenida por el método aus (mais) cultatorio. Los datos fueron sometidos al análisis estadístico con nivel de significáncia de 5%. La muestra presentó trazo y estado ansiedad moderados y promedio de presión arriba del normal, compatible con hipertensión nivel 1. No existió diferencia estadística significante entre presión arterial con nivel de ansiedad y entre el tiempo de tratamiento para hipertensión con los niveles de ansiedad. Resumo em inglês This descriptive and associative study aims to examine the relation between anxiety and blood pressure levels in women with hypertension and between anxiety and hypertension treatment time. A research was carried out among 78 women under hypertension treatment at InCor Hospital, Brazil, through Spilberger Anxiety Inventory - IDATE and blood pressure was checked by means of the indirect measure, obtained by the auscultatory method. Data were submitted to statistic analysis (mais) at a 5% significance level. The sample displayed moderate traces and states of anxiety and average blood pressure above normal, compatible with hypertension stage 1. No significant statistical difference was observed between blood pressure and anxiety levels, nor between hypertension treatment time and anxiety levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

66

A influência de fatores emocionais sobre a hipertensão arterial/ The influence of emotional factors on the arterial hypertension

Fonseca, Fabiana de Cássia Almeida; Coelho, Renata Zumerle; Nicolato, Rodrigo; Malloy-Diniz, Leandro Fernandes; Silva Filho, Humberto Corrêa da
2009-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Realizar revisão bibliográfica de artigos que abordam a relação entre hipertensão arterial e fatores emocionais, levando em consideração a relevância do tema. MÉTODOS: Fez-se busca ativa na Biblioteca Virtual em Saúde, na base de dados MedLine (1997-2008), utilizando palavras da língua portuguesa. Os descritores de assunto escolhidos foram "hipertensão" e "doença cardíaca coronária". Em seguida, refinou-se a busca com os termos "hostilidade", "rai (mais) va", "ansiedade", "comportamento impulsivo" e "personalidade impulsiva". Não foram selecionados artigos que tratavam exclusivamente de doenças cardiovasculares e fatores psicológicos ou que associavam hipertensão e doenças cardiovasculares com depressão e doença de Alzheimer. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Há inconsistência nos achados que relacionam os fatores emocionais com a hipertensão arterial e cardiopatias. Foram encontrados tanto estudos que demonstram relação positiva da raiva, hostilidade, ansiedade, impulsividade e estresse com hipertensão e doenças cardiovasculares quanto estudos que retratam relações negativas. CONCLUSÃO: O que se pode inferir das relações pesquisadas é que o risco de desenvolvimento da hipertensão arterial e a reatividade cardiovascular parecem ser influenciados por fatores emocionais como impulsividade, hostilidade, estressores, ansiedade e raiva. No entanto, mais estudos são necessários para melhor elucidar essas relações. Resumo em inglês OBJETIVE: Conduct a bibliographic review of articles that deal a relationship between hypertension and emotional factors considering relevance of the subject. METHODS: Through an active search in the Virtual Health Library, querying the database MedLine (1997-2008), we used words of the Portuguese language. The chosen descriptors are "hypertension" and "coronary heart disease". After that, the search was improved by the adding of terms "hostility", "anger", "anxiety", "im (mais) pulsive behavior" and "impulsive personality". All articles that had an exclusive reference about cardiovascular diseases and psychological factors or article that associated hypertension and cardiovascular disease with depression and Alzheimer's disease were not selected. RESULTS: There are inconsistencies in the findings about emotional factors related to hypertension and heart diseases. We found studies that demonstrate both positive and negative relationship between anger, hostility, anxiety, impulsivity and stress with hypertension and cardiovascular disease. CONCLUSION: We can infer from the searched relations is that the risk of hypertension's development and the cardiovascular reactivity seems to be influenced by emotional factors, like impulsivity, hostility, stressors, anxiety, anger. However, it is necessary to execute more studies to better elucidate these relations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

Telangiectasia hereditária hemorrágica: causa rara de hipertensão pulmonar?/ Hereditary hemorrhagic telangiectasia: rare cause of pulmonary hypertension?

Providência, Rui; Cachulo, Maria do Carmo; Costa, Gisela Veríssimo; Silva, Joana; Lemos, Carlos Graça; Leitão-Marques, A.M.
2010-03-01

Resumo em português Uma mulher de 73 anos foi admitida ao Pronto-Socorro com insuficiência cardíaca predominantemente direita e anemia. Após avaliação clínica e imagenológica, um diagnóstico de hipertensão pulmonar (HP) associado com telangiectasia hemorrágica hereditária (THH) foi confirmado. A resposta inicial à terapia com bosentan mais sildenafil foi boa, incluindo melhora na Classe Funcional e redução do edema, permitindo que ela recebesse alta hospitalar. Infelizmente, a (mais) paciente faleceu devido à sua condição básica, antes que o efeito do tratamento combinado pudesse ser completamente avaliado. A HP deve ser considerada em pacientes com THH e o screening para HP deve ser conduzido nesses pacientes e em seus familiares. Resumo em inglês A 73-year-old woman was admitted to the emergency room with predominantly right-sided heart failure and anemia. Following clinical and imagiological evaluation, a diagnosis of pulmonary hypertension (PH) associated with Hereditary Hemorrhagic Telangiectasia (HHT) was confirmed. The initial response to bosentan plus sildenafil was good, including improvement in functional class and reduction of edema, allowing her to be discharged. Unfortunately, the patient died, due to h (mais) er underlying condition, before the effects of the combination treatment could be fully assessed. PH should be considered in patients with HTT and screening for pulmonary hypertension should be performed in these patients and their relatives.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

68

Conhecimento de adultos sobre o papel da atividade física na prevenção e tratamento de diabetes e hipertensão: estudo de base populacional no Sul do Brasil/ Public knowledge on the role of physical activity in the prevention and treatment of diabetes and hypertension: a population-based study in southern Brazil

Knuth, Alan G.; Bielemann, Renata M.; Silva, Shana G. da; Borges, Thiago T.; Del Duca, Giovâni F.; Kremer, Marina M.; Hallal, Pedro C.; Rombaldi, Airton J.; Azevedo, Mario R.
2009-03-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento dos adultos de Pelotas, Sul do Brasil, sobre o papel da atividade física na prevenção e tratamento de diabetes e hipertensão arterial, e os fatores associados aos conhecimentos. Foi realizado um estudo transversal de base populacional, com amostragem por conglomerados, incluindo 972 indivíduos de 20 a 69 anos. O conhecimento dos efeitos da atividade física na prevenção e tratamento foi maior para a hipertensão (8 (mais) 2%) do que para diabetes (47,2%). Para a prevenção de diabetes maiores conhecimentos se associaram ao sexo feminino (RP = 1,16; IC95%: 1,03-1,31), e no tratamento além destes, indivíduos ativos, obesos e de elevado nível econômico, tiveram maior conhecimento. Na prevenção da hipertensão, elevado conhecimento associou-se ao maior nível econômico (RP = 1,23; IC95%: 1,11-1,36). Quanto ao tratamento, mulheres, indivíduos ativos e obesos apresentaram maior conhecimento. Em síntese, o conhecimento sobre o papel da atividade física no tratamento de diabetes e hipertensão é maior, em comparação à prevenção; tal achado merece destaque, pois a capacidade de prevenção da atividade física não parece estar tão bem difundida em termos populacionais. Resumo em inglês The aim of this study was to evaluate public knowledge on the role of physical activity in the prevention and treatment of diabetes and hypertension, and the factors associated with such knowledge. A population-based cross-sectional study was conducted in Pelotas, southern Brazil, including 972 adults aged 20 to 69 years, selected with a clustering protocol. Knowledge on the preventive and curative benefits of physical activity was higher for hypertension (87.2%) than for (mais) diabetes (47.2%). Women were more knowledgeable on the role of physical activity in preventing diabetes (PR: 1.16; 95%CI: 1.03-1.31). In terms of treatment, greater knowledge was associated with female gender, current physical activity, obesity, subjects, and higher socioeconomic status. For prevention of hypertension, greater knowledge was observed in individuals with higher socioeconomic status (PR: 1.23; 95%CI: 1.11-1.36). For treatment of hypertension, physically active and obese subjects showed greater knowledge. Subjects were generally more knowledgeable on the curative role of physical activity than on its preventive benefits. Public health efforts should aim to raise public awareness on the preventive effects of physical activity against diabetes, hypertension, and other chronic non-communicable diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

69

Conhecimento de adultos sobre o papel da atividade física na prevenção e tratamento de diabetes e hipertensão: estudo de base populacional no Sul do Brasil/ Public knowledge on the role of physical activity in the prevention and treatment of diabetes and hypertension: a population-based study in southern Brazil

Knuth, Alan G.; Bielemann, Renata M.; Silva, Shana G. da; Borges, Thiago T.; Del Duca, Giovâni F.; Kremer, Marina M.; Hallal, Pedro C.; Rombaldi, Airton J.; Azevedo, Mario R.
2009-03-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o conhecimento dos adultos de Pelotas, Sul do Brasil, sobre o papel da atividade física na prevenção e tratamento de diabetes e hipertensão arterial, e os fatores associados aos conhecimentos. Foi realizado um estudo transversal de base populacional, com amostragem por conglomerados, incluindo 972 indivíduos de 20 a 69 anos. O conhecimento dos efeitos da atividade física na prevenção e tratamento foi maior para a hipertensão (8 (mais) 2%) do que para diabetes (47,2%). Para a prevenção de diabetes maiores conhecimentos se associaram ao sexo feminino (RP = 1,16; IC95%: 1,03-1,31), e no tratamento além destes, indivíduos ativos, obesos e de elevado nível econômico, tiveram maior conhecimento. Na prevenção da hipertensão, elevado conhecimento associou-se ao maior nível econômico (RP = 1,23; IC95%: 1,11-1,36). Quanto ao tratamento, mulheres, indivíduos ativos e obesos apresentaram maior conhecimento. Em síntese, o conhecimento sobre o papel da atividade física no tratamento de diabetes e hipertensão é maior, em comparação à prevenção; tal achado merece destaque, pois a capacidade de prevenção da atividade física não parece estar tão bem difundida em termos populacionais. Resumo em inglês The aim of this study was to evaluate public knowledge on the role of physical activity in the prevention and treatment of diabetes and hypertension, and the factors associated with such knowledge. A population-based cross-sectional study was conducted in Pelotas, southern Brazil, including 972 adults aged 20 to 69 years, selected with a clustering protocol. Knowledge on the preventive and curative benefits of physical activity was higher for hypertension (87.2%) than for (mais) diabetes (47.2%). Women were more knowledgeable on the role of physical activity in preventing diabetes (PR: 1.16; 95%CI: 1.03-1.31). In terms of treatment, greater knowledge was associated with female gender, current physical activity, obesity, subjects, and higher socioeconomic status. For prevention of hypertension, greater knowledge was observed in individuals with higher socioeconomic status (PR: 1.23; 95%CI: 1.11-1.36). For treatment of hypertension, physically active and obese subjects showed greater knowledge. Subjects were generally more knowledgeable on the curative role of physical activity than on its preventive benefits. Public health efforts should aim to raise public awareness on the preventive effects of physical activity against diabetes, hypertension, and other chronic non-communicable diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

70

Cefaléia em pacientes com feocromocitoma: influência da hipertensão arterial/ Headache in patients with pheochromocytoma: influence of arterial hypertension

PIOVESAN, ELCIO JULIATO; MOELLER, LAURA; PIOVESAN, LICIANE MAIA; WERNECK, LINEU CESAR; CARVALHO, JOÃO LUIS GASTÃO DE
1998-06-01

Resumo em português A cefaléia no feocromocitoma é elemento diagnóstico importante, que pode caracterizar uma reação do organismo frente a oscilações hormonais patológicas. Após averiguação da hipertensão arterial e da cefaléia em 20 pacientes durante os períodos de descompensação do feocromocitoma, sugerimos que a hipertensão arterial isolada não é o único fator desencadeante dos fenômenos álgicos cranianos. A possibilidade das variações nas catecolaminas, adrenomedu (mais) lina e outras substâncias neuroendócrinas deve ser melhor esclarecida para comprovar esta hipótese. Resumo em inglês Headache is an important diagnostic element in pheochromocytoma and it may characterize a body reaction to pathological hormonal oscillations. We observed the pheochromocytoma instability in 20 patients during arterial hypertension and tried to correlate with headache. We found that isolate hypertension is not the only factor in headache pathogenesis. It is possible that changes in catecholamines, adrenomedullin and other neuropeptides may cause some of these symptoms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

71

Shunt direita-esquerda através de forame oval patente sem hipertensão pulmonar/ Right to left shunt through a patent foramen ovale without pulmonary hypertension

Lisboa, Thiago Costa; Costa, Clarice Daniele Oliveira; Furian, Thiago Quedi; Vieira, Silvia Regina Rios
2007-01-01

Resumo em português Este artigo descreve um paciente que se apresentou com quadro de hipoxemia e platipnéia e cujo único achado na investigação foi a presença de um forame oval patente com shunt direita-esquerda sem hipertensão pulmonar, caracterizando uma síndrome rara conhecida como platipnéia-ortodeoxia, de interessantes características fisiopatológicas e com opções terapêuticas ainda não totalmente definidas. Resumo em inglês This article describes a patient presenting with dyspnea and platypnea and whose only clinical finding was presence of patent foramen ovale with a right to left shunt, without pulmonary hypertension, characteristic of the rare Platypnea-Orthodeoxya Syndrome, with very interesting pathophysiological findings and with therapeutic alternatives not yet defined.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

72

Efeitos da leitura, exercício e exercício sob leitura na pressão intra-ocular de portadores de glaucoma primário de ângulo aberto ou hipertensão ocular controlados clinicamente com medicação tópica/ Effects of reading, exercise and exercise combined with reading on intraocular pressure for patients sustaining primary glaucoma (open angle) or ocular hypertension, both clinically controlled with topic medication

Medina, Alice Maria Corrêa; Lima, Núbia Vanessa dos Anjos; Santos, Regina Cândida Ribeiro dos; Pereira, Marco César Araújo; Santos, Procópio Miguel dos
2007-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar a pressão intra-ocular (Po) em indivíduos usuários de análogos de prostaglandina, prostamida ou beta-bloqueador em portadores de glaucoma primário de ângulo aberto ou hipertensão ocular após leitura, exercício e exercício sob leitura. MÉTODOS: Quarenta indivíduos (79 olhos), subdivididos em 5 grupos: G1 (portadores de hipertensão arterial e glaucoma ou hipertensão ocular usando análogos de prostaglandinas ou prostamidas); G2 (portadores (mais) de hipertensão arterial e glaucoma ou hipertensão ocular usando beta-bloqueador); G3 (indivíduos sem hipertensão arterial e portadores de glaucoma ou hipertensão ocular em uso de análogos de prostaglandinas ou prostamidas); G4 (indivíduos sem hipertensão arterial e portadores de glaucoma ou hipertensão ocular em uso de beta-bloqueador) e G5 (indivíduos sem hipertensão arterial e sem glaucoma ou hipertensão ocular), tiveram a pressão intra-ocular verificada antes e após realizarem leitura, exercício e exercício sob leitura. Cada teste foi realizado em dia distinto e sempre no período vespertino. RESULTADOS: Não houve diferença estatisticamente significante na média da pressão intra-ocular inicial e final nos diferentes grupos do estudo quando submetidos à leitura, exercício e exercício sob leitura. CONCLUSÃO: Ler e fazer exercícios individualmente ou concomitantemente, não representa fator de agravo da pressão intra-ocular em portadores de glaucoma primário de ângulo aberto ou hipertensão ocular em usuários de análogos de prostaglandinas ou prostamidas ou beta-bloqueador. Resumo em inglês PURPOSE: To check intraocular pressure (IOP) in individuals using prostaglandin, prostamide or beta-blocker analogues, who sustain either primary open angle glaucoma or ocular hypertension after reading, exercise or exercise combined with reading. METHODS: 40 individuals (79 eyes), subdivided in to five groups: G1 (with arterial hypertension and either glaucoma or ocular hypertension, all users of prostaglandin or prostamide analogues); G2 (with arterial hypertension and (mais) either glaucoma or ocular hypertension, all users of beta-blockers); G3 (not sustaining arterial hypertension but suffering from either glaucoma or ocular hypertension, all users of prostaglandin or prostamide analogues); G4 (not sustaining arterial hypertension but suffering from either glaucoma or ocular hypertension, all users of beta-blockers) and G5 (not sustaining arterial hypertension and also not suffering from either glaucoma or ocular hypertension) had their intraocular pressure checked before and after undergoing reading, exercise, and exercise combined with reading. Each type of test was conducted in a different day, always in the afternoon. RESULTS: No significant statistical difference has been noticed between the initial and final intraocular pressure mean in the different groups, when reading, performing exercises or exercises combined with reading. CONCLUSION: To read and to work out - either separately or jointly - does not pose an aggravating factor to the intraocular pressure of patients with primary open glaucoma or ocular hypertension, using prostaglandin, prostamide or beta-blocker analogues.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

73

Os médicos brasileiros seguem as diretrizes brasileiras de hipertensão?/ Do Brazilian physicians follow the Brazilian guidelines on hypertension?

Mion Junior, Décio; Silva, Giovanio Vieira da; Gusmão, Josiane Lima de; Machado, Carlos Alberto; Amodeo, Celso; Nobre, Fernando; Praxedes, José Nery; Mota, Marco Antonio
2007-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar os procedimentos adotados pelos médicos brasileiros para o diagnóstico e tratamento da hipertensão em relação aos preconizados pelas IV Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. MÉTODOS: Questionário aplicado por entrevista telefônica a médicos brasileiros, buscando levantar recebimento e adesão às diretrizes, bem como avaliar vários aspectos relacionados ao manejo do paciente hipertenso. RESULTADOS: 68,3% dos médicos receberam às diretrizes (mais) e responderam completamente o questionário, perfazendo uma amostra de 483 médicos, sendo 47% cardiologistas, 31,7% clínicos e 21,3% nefrologistas. A adesão a certos pontos das diretrizes é alta, tais como à utilização de mais de uma medida em ocasiões diferentes para o diagnóstico de hipertensão (94,0%) e orientação quanto a mudanças no estilo de vida como estratégia terapêutica. Quanto aos valores utilizados para diagnóstico e alvo-terapêutico, o seguimento as recomendações não é uniforme, com uma nítida preferência por valores inferiores aos preconizados, particularmente para pacientes com co-morbidades. A procura por fatores de risco cardiovascular também se mostrou baixa, com apenas 64,7% e 56,4% dos médicos referindo pesquisar, respectivamente, a presença de diabetes e dislipidemia. Os diuréticos são a classe de droga preferencialmente citada (59,3%) como tratamento medicamentoso inicial da hipertensão. CONCLUSÃO: O seguimento as diretrizes é apenas parcial. Questões como uma melhor distribuição do documento, normatização de valores para diagnóstico e alvo-terapêutico e formas de abordar o paciente hipertenso dentro de seu risco cardiovascular global deverão ser mais bem abordadas quando da confecção de futuras diretrizes. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate whether procedures adopted by Brazilian physicians in the diagnosis and treatment of hypertension are in compliance with those advocated by the IV Brazilian Hypertension Guidelines. METHOD: Survey carried out by means of telephone interviews with Brazilian physicians. The survey featured application of a questionnaire aimed to assess receipt of and compliance with the guidelines, and to evaluate various aspects regarding the treatment of hypertensiv (mais) e patients. RESULTS: 68.3% of the respondents had received the guidelines and answered the questionnaire in full. The total sample consisted of 483 physicians - 47% cardiologists, 31.7% internists, and 21.3% nephrologists. The survey showed high compliance with certain guideline topics such as more than one measurement at different times for the diagnosis of hypertension (94%), and providing guidance regarding lifestyle changes as a therapeutic strategy. As to arterial pressure levels used for diagnosis and therapeutic target, compliance with guideline recommendations lacks uniformity. The survey showed a clear preference for pressure levels lower than those recommended, especially in patients with comorbidities. Attempts to assess cardiovascular risk also proved to be low. Only 64.7% of the respondents reported that they seek to determine the presence of diabetes mellitus, and 56.4% check for dyslipidemia. The majority (59.3%) mentioned diuretics as the preferred drug class for initial drug treatment of hypertension. CONCLUSION: We concluded that there is only partial compliance with Brazilian Hypertension Guidelines and that certain factors should be taken into consideration when drawing up future guidelines, such as: improved distribution; standardization of values for diagnosis and therapeutic target; more extensive coverage of ways for physicians to approach hypertensive patients to better evaluate their overall cardiovascular risk.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

74

Desenvolvimento neuropsicomotor de lactentes filhos de mães que apresentaram hipertensão arterial na gestação/ Neuropsychomotor development of infants born of mothers with gestational hypertension

Dias, Briana R.; Piovesana, Ana Maria S.G.; Montenegro, Maria Augusta; Guerreiro, Marilisa M.
2005-09-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A hipertensão gestacional é a maior causa de morte materna no país e pode cursar com encefalopatia hipóxico-isquêmica no concepto levando a subseqüentes manifestações neurológicas. OBJETIVO: Correlacionar a hipertensão gestacional com indicadores de risco para o desenvolvimento neuropsicomotor do lactente. MÉTODO: Foram avaliados 30 recém-nascidos, filhos de mães que apresentaram quadro de hipertensão gestacional, de forma consecutiva e prospec (mais) tiva. Foram considerados como indicadores de risco os seguintes fatores: pequeno para a idade gestacional; sofrimento fetal agudo; início da hipertensão gestacional; recém-nascido a termo/pré-termo; índice de Apgar; presença de cianose central; necessidade de máscara de O2; cor do líquido amniótico. Este estudo cumpriu duas etapas. Na primeira, realizamos o exame neurológico entre as primeiras 48-72 horas de vida do neonato. Em uma segunda etapa, os pacientes foram submetidos a uma segunda avaliação neuroclínica entre os 7 e 15 meses de vida. RESULTADOS: Seis recém-nascidos avaliados apresentaram alterações ao exame neurológico nas primeiras 72 horas de vida. Dos indicadores analisados, apenas o índice de Apgar de risco se correlacionou com o exame neurológico neonatal alterado de forma estatisticamente significativa. Os demais indicadores não apresentaram correlação positiva. Todas as crianças reavaliadas na segunda etapa demonstraram exame neurológico e desenvolvimento neuropsicomotor normais, não sendo possível qualquer correlação com os indicadores de risco. CONCLUSÃO: Os nossos dados sugerem que a hipertensão gestacional per se parece não ser suficiente para causar danos neurológicos importantes ao concepto. Resumo em inglês INTRODUCTION: Gestational hypertension is a major cause of maternal death in our country and may be associated with neonatal hypoxic-ischemic encephalopathy with serious neurological complications. OBJECTIVE: To correlate gestational hypertension with risk factors of neuropsychomotor development in infants. METHOD: This was a prospective study. We evaluated 30 consecutive infants born of mothers with gestational hypertension. The following risk factors were considered: sm (mais) all for gestational age; fetal asphyxia; age of onset of gestational hypertension; term/preterm newborn; Apgar scores; central cyanosis; O2 mask; meconium. The study followed two steps. In the first step, newborns underwent neurological examination soon after birth (48-72 hours of life). In the second step, children underwent another neurological assessment between 7 and 15 months of life. RESULTS: Six newborns presented neurological signs on the first evaluation. The only risk factor that showed a significant correlation with the neurologic examination was the Apgar score. Other risk factors did not show any correlation. All children evaluated on the second step of the study showed normal neurological development and examination, which did not allow any correlation with risk factors. CONCLUSION: Our data suggest that gestational hypertension per se is not sufficient to cause fetal neurological impairment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

75

Prevalência de sobrepeso e obesidade em militares do exército brasileiro: associação com a hipertensão arterial/ Prevalence of overweight and obesity among members of the Brazilian army: association with arterial hypertension

Neves, Eduardo Borba
2008-10-01

Resumo em português Este estudo teve por objetivo determinar a associação entre o índice de massa corporal (IMC), a relação cintura/quadril (RCQ) e a circunferência de cintura (CC) com a prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS) em militares do Exército Brasileiro, do sexo masculino. A amostra foi constituída por 426 militares, com idade entre 27 e 37 anos, todos alunos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército em 2006. Foram considerados hipertensos os suje (mais) itos que apresentaram valores de pressão arterial igual ou acima de 140 / 90mmHg e também aqueles que faziam uso de anti-hipetertensivos. Os resultados apontam as seguintes percentagens de sujeitos obesos ou com excesso de gordura: 12,91%, 7,98%, e 17,84%, considerando o IMC a RCQ e a CC, respectivamente. O indicador antropométrico que melhor se associou à hipertensão arterial sistêmica foi a relação cintura/quadril (Odds Ratio = 4,45). Encontrou-se uma prevalência de hipertensão arterial sistêmica (5,63%) bem abaixo das encontradas em outros estudos nacionais e fortes associações entre os indicadores antropométricos utilizados e a hipertensão. Resumo em inglês This study was aimed at determining the association between body mass index (BMI), waist/ hip index (WHI) and waist circumference (WC) with prevalence of systemic arterial hypertension (SAH) in male members of the Brazilian Army. The sample consisted of 426 men aged between 27 and 37 years, all students of the Brazilian Army Post Graduation School for Officers - EsAO in 2006. Subjects were considered hypertense when presenting arterial pressure equal or above 140/90mmHg a (mais) nd when using antihypertensive drugs. Considering the BMI, WHI and WC respectively, the results point to the following percentages of obese or overweight subjects: 12.91%, 7.98% and 17.84%. The best anthropometric indicator for systemic arterial hypertension was the waist/ hip index (Odds Ratio = 4,45). Our findings show a prevalence of systemic arterial hypertension (5,63%) considerably below that found in other national studies and strong associations between the used anthropometric indicators and hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

76

Prevalência de sobrepeso e obesidade em militares do exército brasileiro: associação com a hipertensão arterial/ Prevalence of overweight and obesity among members of the Brazilian army: association with arterial hypertension

Neves, Eduardo Borba
2008-10-01

Resumo em português Este estudo teve por objetivo determinar a associação entre o índice de massa corporal (IMC), a relação cintura/quadril (RCQ) e a circunferência de cintura (CC) com a prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS) em militares do Exército Brasileiro, do sexo masculino. A amostra foi constituída por 426 militares, com idade entre 27 e 37 anos, todos alunos da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército em 2006. Foram considerados hipertensos os suje (mais) itos que apresentaram valores de pressão arterial igual ou acima de 140 / 90mmHg e também aqueles que faziam uso de anti-hipetertensivos. Os resultados apontam as seguintes percentagens de sujeitos obesos ou com excesso de gordura: 12,91%, 7,98%, e 17,84%, considerando o IMC a RCQ e a CC, respectivamente. O indicador antropométrico que melhor se associou à hipertensão arterial sistêmica foi a relação cintura/quadril (Odds Ratio = 4,45). Encontrou-se uma prevalência de hipertensão arterial sistêmica (5,63%) bem abaixo das encontradas em outros estudos nacionais e fortes associações entre os indicadores antropométricos utilizados e a hipertensão. Resumo em inglês This study was aimed at determining the association between body mass index (BMI), waist/ hip index (WHI) and waist circumference (WC) with prevalence of systemic arterial hypertension (SAH) in male members of the Brazilian Army. The sample consisted of 426 men aged between 27 and 37 years, all students of the Brazilian Army Post Graduation School for Officers - EsAO in 2006. Subjects were considered hypertense when presenting arterial pressure equal or above 140/90mmHg a (mais) nd when using antihypertensive drugs. Considering the BMI, WHI and WC respectively, the results point to the following percentages of obese or overweight subjects: 12.91%, 7.98% and 17.84%. The best anthropometric indicator for systemic arterial hypertension was the waist/ hip index (Odds Ratio = 4,45). Our findings show a prevalence of systemic arterial hypertension (5,63%) considerably below that found in other national studies and strong associations between the used anthropometric indicators and hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

79

Circunferência da cintura e índice de massa corporal como preditores da hipertensão arterial/ Waist circumference and body mass index as predictors of hypertension

Peixoto, Maria do Rosário Gondim; Benício, Maria Helena D'Aquino; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira; Jardim, Paulo César Brandão Veiga
2006-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a associação entre índices antropométricos, índice de massa corporal (IMC) e circunferência da cintura (CC) e hipertensão arterial (HA) e avaliar a capacidade desses índices na predição da HA. MÉTODOS: Estudo transversal populacional realizado em Goiânia (GO), em 2001, com amostra de 1.238 adultos, de vinte a 64 anos. Foi definida como obesidade total (IMC > 30 kg/m²), como obesidade abdominal (CC no nível 2 - CC > 88 cm para mulheres e > 1 (mais) 02 cm para homens) e como HA (pressão sistólica > 140 mmHg ou pressão diastólica > 90 mmHg, ou uso de hipotensores). Foi realizada análise de regressão logística múltipla para avaliar as associações entre os índices antropométricos e a HA. Análise de curva ROC para avaliar a sensibilidade e especificidade do IMC (> 30) e nível 2 da CC na predição da HA e para determinar os pontos de corte com melhor predição da HA. RESULTADOS: A CC apresentou associação com a HA em ambos os sexos. O nível 2 da CC e o IMC >30 kg/m² apresentaram baixa sensibilidade em identificar a HA. Os pontos de corte com melhor capacidade preditiva de HA coincidiram com o nível 1 da CC (> 80 cm) e com o IMC >25 kg/m² (sobrepeso), para as mulheres, e foram inferiores aos valores do nível 1 da CC e de sobrepeso, para os homens. CONCLUSÃO: O nível 2 da CC e o IMC > 30 kg/m² não são adequados para identificar os grupos de maior risco de HA, já que esse risco se eleva com pequenos aumentos na adiposidade. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the association between anthropometric indexes - body mass index (BMI) and waist circumference (WC) - and hypertension, and to evaluate the predictive value of these indexes in detecting hypertension. METHODS: Cross-sectional population study conducted in the city of Goiânia (GO) with a sample of 1,238 adults aged twenty to 64 years, in 2001. Total obesity was defined as BMI > 30 kg/m²; abdominal obesity was defined as level 2 WC > 88 cm for women (mais) and > 102 cm for men, and hypertension was defined as systolic pressure > 140 mmHg, or diastolic pressure > 90 mmHg, or utilization of hypotensive drugs). Multiple logistic regression analysis was used to evaluate the associations between anthropometric indexes and hypertension. The Receiver Operating Characteristic (ROC) curve analysis was used to evaluate sensitivity and specificity of BMI (> 30) and level 2 WC as predictive factors of hypertension, and to determine the best predictive cut-off points for hypertension. RESULTS: WC was associated with hypertension in both genders. Level 2 WC and BMI >30 kg/m² showed a low sensitivity in identifying hypertension. The best predictive cut-off points for hypertension coincided with level 1 WC (> 80 cm) and with BMI >25 kg/m² (overweight) for women, and were lower than the values of level 1 WC and of overweight for men. CONCLUSION: Level 2 WC and BMI > 30 kg/m² are not adequate to identify the groups at the highest risk of hypertension, since this risk rises with small increases in adiposity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

81

A mortalidade cárdio-cerebrovascular e os problemas da prática no controle da hipertensão arterial/ Cardiocerebrovascular mortality and problems of arterial hypertension control

Car, Marcia Regina
1998-08-01

Resumo em português Nesta revisão de literatura retoma-se a evolução da mortalidade cárdio-cerebrovascular e sua relação com os problemas da prática no controle da hipertensão arterial. Salienta-se a importância em dar continuidade a investigação das questões de acesso ao sistema de saúde, conhecimento do diagnóstico e adesão ao tratamento da hipertensão arterial. Resumo em inglês This article is a literature review of evolution of Cardiocerebrovascular mortality and the practical control of arterial hypertension. The importance of investigation is focalized on access to health system, knowledge of diagnosis and compliance to arterial hypertension treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

82

As campanhas nacionais para detecção das doenças crônicas não-transmissíveis: diabetes e hipertensão arterial/ National screening campaigns for chronic non-communicable diseases: diabetes and hypertension

Toscano, Cristiana M.
2004-12-01

Resumo em português O diabetes mellitus e a hipertensão arterial estão associadas à morbidade e à mortalidade e são responsáveis por complicações cardiovasculares, encefálicas, coronarianas, renais e vasculares periféricas. Estudos recentes demonstraram que os benefícios da redução de fatores de risco para doenças cardiovasculares são significativos em indivíduos com diabetes melittus. O controle intensivo da hipertensão arterial tem se mostrado eficaz na redução de compli (mais) cações em pacientes com diabetes e hipertensão. No entanto, não há evidência científica irrefutável acerca da eficiência dos programas de rastreamento para o diabetes melittus e a hipertensão. Na grande maioria das diretrizes vigentes, o rastreamento é recomendado de forma seletiva. Essas atividades apresentam oportunidades de se coletarem dados observacionais que, embora não substituam a evidência direta de ensaios clínicos randomizados, podem produzir importantes evidências sobre eficiência, custo e impacto. Com o propósito de reduzir a morbi-mortalidade associada à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus, o Ministério da Saúde implementou o Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no País, durante o período de 2001-2003. Resumo em inglês Type 2 diabetes and hypertension are associated with significant morbidity and mortality and are responsible for cardiovascular, encephalic, coronary, renal and peripheral vascular complications. Recent evidence has demonstrated the benefits of reducing risk factors for cardiovascular complication in individuals with type 2 diabetes. Likewise, intensive blood pressure control has been proven effective in reducing chronic complications in those with diabetes and hypertensi (mais) on. However, there is no irrefutable scientific evidence in relation to the effectiveness of screening programs for type 2 diabetes and hypertension. Most guidelines suggest that if done, screening should be conducted selectively targeting high risk individuals. This have allowed for observational data to be collected and evaluated, which although do not substitute direct evidence provided by randomized clinical trials, can provide important evidence on efficiency, cost and impact. With the aim of reducing morbidity and mortality associated with type 2 diabetes and hypertension, the Brazilian Ministry of Health have implemented in 2001-2003 the National Plan for the Reorganization of Care for Arterial Hypertension and Diabetes Mellitus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

83

As campanhas nacionais para detecção das doenças crônicas não-transmissíveis: diabetes e hipertensão arterial/ National screening campaigns for chronic non-communicable diseases: diabetes and hypertension

Toscano, Cristiana M.
2004-12-01

Resumo em português O diabetes mellitus e a hipertensão arterial estão associadas à morbidade e à mortalidade e são responsáveis por complicações cardiovasculares, encefálicas, coronarianas, renais e vasculares periféricas. Estudos recentes demonstraram que os benefícios da redução de fatores de risco para doenças cardiovasculares são significativos em indivíduos com diabetes melittus. O controle intensivo da hipertensão arterial tem se mostrado eficaz na redução de compli (mais) cações em pacientes com diabetes e hipertensão. No entanto, não há evidência científica irrefutável acerca da eficiência dos programas de rastreamento para o diabetes melittus e a hipertensão. Na grande maioria das diretrizes vigentes, o rastreamento é recomendado de forma seletiva. Essas atividades apresentam oportunidades de se coletarem dados observacionais que, embora não substituam a evidência direta de ensaios clínicos randomizados, podem produzir importantes evidências sobre eficiência, custo e impacto. Com o propósito de reduzir a morbi-mortalidade associada à hipertensão arterial e ao diabetes mellitus, o Ministério da Saúde implementou o Plano de Reorganização da Atenção à Hipertensão Arterial e ao Diabetes Mellitus no País, durante o período de 2001-2003. Resumo em inglês Type 2 diabetes and hypertension are associated with significant morbidity and mortality and are responsible for cardiovascular, encephalic, coronary, renal and peripheral vascular complications. Recent evidence has demonstrated the benefits of reducing risk factors for cardiovascular complication in individuals with type 2 diabetes. Likewise, intensive blood pressure control has been proven effective in reducing chronic complications in those with diabetes and hypertensi (mais) on. However, there is no irrefutable scientific evidence in relation to the effectiveness of screening programs for type 2 diabetes and hypertension. Most guidelines suggest that if done, screening should be conducted selectively targeting high risk individuals. This have allowed for observational data to be collected and evaluated, which although do not substitute direct evidence provided by randomized clinical trials, can provide important evidence on efficiency, cost and impact. With the aim of reducing morbidity and mortality associated with type 2 diabetes and hypertension, the Brazilian Ministry of Health have implemented in 2001-2003 the National Plan for the Reorganization of Care for Arterial Hypertension and Diabetes Mellitus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

84

Importância relativa do Índice de Massa Corporal e da circunferência abdominal na predição da hipertensão arterial/ Relative importance of body mass index and waist circumference for hypertension in adults

Sarno, Flávio; Monteiro, Carlos Augusto
2007-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a importância relativa do Índice de Massa Corporal (IMC) e da circunferência abdominal na determinação da hipertensão arterial em adultos. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de funcionários (N=1.584), entre 18 e 64 anos de idade, de hospital geral privado do município de São Paulo. A coleta de dados envolveu questionário estruturado, medida da pressão arterial, peso, altura e circunferência abdominal. A hipertensão foi diagnosticada co (mais) m pressão arterial > 140/90 mmHg ou uso de medicação anti-hipertensiva. A importância relativa do IMC e da circunferência abdominal foi calculada pela fração atribuível de hipertensão correspondente a cada indicador antropométrico, empregando-se níveis de cortes usuais e baseados na distribuição observada na população estudada. Adicionalmente, foi desenvolvido um indicador que combinou simultaneamente valores de IMC e circunferência abdominal. RESULTADOS: A prevalência de hipertensão foi de 18,9% (26,9% em homens e 12,5% em mulheres). Em homens, a fração de hipertensão atribuível ao IMC superou aquela atribuível à circunferência abdominal segundo níveis de corte usuais (56% x 48%, respectivamente) e quartis da distribuição observada (73% x 69%, respectivamente). Para mulheres, a fração de hipertensão atribuível à circunferência abdominal superou ligeiramente aquela atribuível ao IMC nos níveis de corte usuais (44% x 41%, respectivamente); mas se observou situação inversa empregando a classificação em quartis (41% x 57%, respectivamente). Somente em mulheres a fração de hipertensão atribuível ao indicador que combinou IMC e circunferência abdominal (64%) superou a fração atribuível a cada medida isolada. CONCLUSÕES: Tanto o IMC quanto a circunferência abdominal se associaram positiva e independentemente com a ocorrência de hipertensão arterial, sendo superior a influência exercida pelo IMC em homens. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the relative importance of Body Mass Index (BMI) and waist circumference for the determination of hypertension in adults. METHODS: Cross sectional analysis of a sample of employees (N=1,584), aged 18 to 64 years, from a private general hospital in the city of São Paulo, Brazil. Data collection included the application of a structured questionnaire and blood pressure, weight, high, and waist circumference measurements. Hypertension was defined as bloo (mais) d pressure levels > 140/90 mmHg or reported use of anti-hypertensive medication. The relative importance of BMI and waist circumference was evaluated by calculating the attributable fraction of hypertension corresponding to each anthropometric indicator, employing both the usual cut-off points as well as cut-off points based on the observed distribution of the indicator in the population. In addition, an indicator combining simultaneously BMI and abdominal circumference values was also developed. RESULTS: Prevalence of hypertension was 18.9% (26.9% in men and 12.5% in women). In men, the fraction of hypertension attributable to BMI exceeded the fraction attributable to waist circumference based on the usual cut-off points for the indicators (56% vs. 48%, respectively) and also considering the quartiles of the observed distribution for these indicators (73% vs. 69%, respectively). In women, the fraction of hypertension attributable to waist circumference was slightly higher than the fraction attributable to BMI based on the usual cut off points for both indicators (44% vs. 41%), but the reverse was true when quartiles of the observed distribution were used (41% vs. 57%, respectively). In women only, the fraction of hypertension attributable to the indicator combining BMI and waist circumference (64%) was higher that observed using each indicator alone. CONCLUSIONS: Both BMI and abdominal circumference were positively and independently associated with the occurrence of arterial hypertension, the influence of BMI being higher among men.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

85

Importância relativa do Índice de Massa Corporal e da circunferência abdominal na predição da hipertensão arterial/ Relative importance of body mass index and waist circumference for hypertension in adults

Sarno, Flávio; Monteiro, Carlos Augusto
2007-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a importância relativa do Índice de Massa Corporal (IMC) e da circunferência abdominal na determinação da hipertensão arterial em adultos. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra de funcionários (N=1.584), entre 18 e 64 anos de idade, de hospital geral privado do município de São Paulo. A coleta de dados envolveu questionário estruturado, medida da pressão arterial, peso, altura e circunferência abdominal. A hipertensão foi diagnosticada co (mais) m pressão arterial > 140/90 mmHg ou uso de medicação anti-hipertensiva. A importância relativa do IMC e da circunferência abdominal foi calculada pela fração atribuível de hipertensão correspondente a cada indicador antropométrico, empregando-se níveis de cortes usuais e baseados na distribuição observada na população estudada. Adicionalmente, foi desenvolvido um indicador que combinou simultaneamente valores de IMC e circunferência abdominal. RESULTADOS: A prevalência de hipertensão foi de 18,9% (26,9% em homens e 12,5% em mulheres). Em homens, a fração de hipertensão atribuível ao IMC superou aquela atribuível à circunferência abdominal segundo níveis de corte usuais (56% x 48%, respectivamente) e quartis da distribuição observada (73% x 69%, respectivamente). Para mulheres, a fração de hipertensão atribuível à circunferência abdominal superou ligeiramente aquela atribuível ao IMC nos níveis de corte usuais (44% x 41%, respectivamente); mas se observou situação inversa empregando a classificação em quartis (41% x 57%, respectivamente). Somente em mulheres a fração de hipertensão atribuível ao indicador que combinou IMC e circunferência abdominal (64%) superou a fração atribuível a cada medida isolada. CONCLUSÕES: Tanto o IMC quanto a circunferência abdominal se associaram positiva e independentemente com a ocorrência de hipertensão arterial, sendo superior a influência exercida pelo IMC em homens. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the relative importance of Body Mass Index (BMI) and waist circumference for the determination of hypertension in adults. METHODS: Cross sectional analysis of a sample of employees (N=1,584), aged 18 to 64 years, from a private general hospital in the city of São Paulo, Brazil. Data collection included the application of a structured questionnaire and blood pressure, weight, high, and waist circumference measurements. Hypertension was defined as bloo (mais) d pressure levels > 140/90 mmHg or reported use of anti-hypertensive medication. The relative importance of BMI and waist circumference was evaluated by calculating the attributable fraction of hypertension corresponding to each anthropometric indicator, employing both the usual cut-off points as well as cut-off points based on the observed distribution of the indicator in the population. In addition, an indicator combining simultaneously BMI and abdominal circumference values was also developed. RESULTS: Prevalence of hypertension was 18.9% (26.9% in men and 12.5% in women). In men, the fraction of hypertension attributable to BMI exceeded the fraction attributable to waist circumference based on the usual cut-off points for the indicators (56% vs. 48%, respectively) and also considering the quartiles of the observed distribution for these indicators (73% vs. 69%, respectively). In women, the fraction of hypertension attributable to waist circumference was slightly higher than the fraction attributable to BMI based on the usual cut off points for both indicators (44% vs. 41%), but the reverse was true when quartiles of the observed distribution were used (41% vs. 57%, respectively). In women only, the fraction of hypertension attributable to the indicator combining BMI and waist circumference (64%) was higher that observed using each indicator alone. CONCLUSIONS: Both BMI and abdominal circumference were positively and independently associated with the occurrence of arterial hypertension, the influence of BMI being higher among men.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

86

Úlcera hipertensiva de Martorell: relato de caso/ Martorell's hypertensive ulcer: case report

Freir, Bruna Malburg; Fernandes, Nurimar Conceição; Piñeiro-Maceira, Juan
2006-10-01

Resumo em português A úlcera hipertensiva de Martorell é úlcera isquêmica dolorosa de membro inferior, mais comum em mulheres, com dor desproporcional a seu tamanho e associada à hipertensão arterial sistêmica grave. É descrito um caso de homem negro, 56 anos, com hipertensão mal controlada de longa duração e lesão ulcerada extensa na panturrilha direita, cuja dor só foi aliviada com morfina, bloqueios peridurais e simpatectomia lombar. O diagnóstico baseou-se em hipertensão a (mais) rterial, pulsos arteriais palpáveis, ausência de distúrbios venosos e dor intensa. O exame histopatológico de pele revelou alterações características, como espessamento da camada íntima da arteríola e estreitamento da luz. Resumo em inglês Martorell's hypertensive ulcer is a painful lower extremity ischemic ulcer, with female-to-male predominance and associated to severe systemic arterial hypertension. We describe a case of a 56 years-old black man with long standing and poorly controlled arterial hypertension who presented a large ulcer on the right calf, whose pain was improved with morphine, peridural blockages and lumbar sympathectomy. The diagnosis was based on systemic arterial hypertension, palpable (mais) arterial pulses of lower extremities, absence of venous insufficiency and presence of intense pain. Cutaneous histopathology revealed characteristic lesions in the arterioles, such as thickening of intimal layer and narrowing of the lumen.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

87

Síndrome de Eisenmenger na gravidez/ Eisenmenger syndrome in pregnancy

Borges, Vera Therezinha Medeiros; Magalhães, Claudia Garcia; Martins, Anice Maria V. C.; Matsubara, Beatriz B.
2008-05-01

Resumo em português A síndrome de Eisenmenger consiste em hipertensão pulmonar com shunt reverso ou bidirecional ao nível atrioventricular ou aortopulmonar. Na gestação, essa síndrome está associada com altas taxas de mortalidade (30 a 50%). Normalmente, a hipertensão pulmonar é agravada durante a gestação, levando a um resultado desfavorável. Neste artigo, relatamos um caso de gestante portadora de síndrome de Eisenmenger com boa evolução materna e do recém-nascido. Resumo em inglês Eisenmenger's syndrome consists of pulmonary hypertension with a reversed or bidirectional shunt at the atrioventricular, or aortopulmonary level. Eisenmerger's syndrome in pregnancy is usually associated with high mortality rates (nearly 30-50%). Unfortunately, pulmonary hypertension is aggravated during pregnancy and often leads to an unfavorable outcome. Here, we report a successful pregnancy in a woman with Eisenmenger syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

88

A genética das síndromes hipertensivas endócrinas/ Genetic aspects of endocrine hypertensive disorders

Drager, Luciano F.; Krieger, José Eduardo
2004-10-01

Resumo em português A hipertensão arterial sistêmica está associada a altos índices de morbi-mortalidade e constitui um dos grandes problemas de saúde pública no mundo, dada sua alta prevalência e baixa porcentagem de controle com os tratamentos adotados. Este último problema é justificado, pelo menos em parte, porque ainda utilizamos medidas empíricas para o tratamento, ao invés de uma abordagem específica para cada caso. Os determinantes primários da hipertensão permanecem de (mais) sconhecidos na maioria dos pacientes, ao qual damos o nome genérico de hipertensão essencial ou primária. Estas limitações estão alicerçadas pelo conceito de que a hipertensão é uma doença complexa, poligênica em sua maioria e com direta interação com fatores ambientais, tais como dieta, ingestão de sal e obesidade, entre outras. A utilização de técnicas de biologia molecular tem trazido uma enorme contribuição para a compreensão de fenômenos biológicos complexos. Sabe-se que em uma minoria dos casos a hipertensão arterial ocorre pela presença de mutações específicas, ditas formas mendelianas, que resultam em ganho de função de transportadores do néfron distal, bem como de vários componentes do sistema renina-angiotensina-aldosterona com conseqüente retenção excessiva de sal. De interesse particular na endocrinologia, estas síndromes podem ser divididas em aumento na produção ou na atividade dos mineralocorticóides e estarão expostas nesta revisão. Resumo em inglês Arterial hypertension is associated with high morbidity and mortality indices and constitutes a major health problem worldwide, specially due to its high prevalence and low rate of control with the standard treatment. This problem can be explained, at least in part, because we still use empiric measures when choosing treatment options, instead of a rational approach for each case. The determinants of the hypertension remain unknown in the majority of patients and is desig (mais) nated as essential or primary hypertension. Hypertension is a model of complex disease in which several genes may be affected and influenced by a variety of environmental interactions, such as diet, salt and obesity, among others. The use of molecular biology strategies is offering new opportunities for the understanding of complex biological phenomena, like hypertension. However, only in a minority of cases, arterial hypertension occurs by individual specific mutations, called mendelian forms of hypertension, involving distal nefron transporter gene products. These syndromes are of particular interest since they highlight the importance of cell pathways that can be affected in the more common forms of hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

89

Compressão extrínseca da artéria coronária esquerda por dilatação aneurismática do tronco pulmonar em adolescente: involução após oclusão cirúrgica de comunicação interatrial seio venoso e plastia redutora do tronco pulmonar/ Extrinsic compression of left main coronary artery from aneurysmal dilation of pulmonary trunk in a adolescent: involution after surgery occlusion of sinus venosus atrial septal defect and pulmonary trunk plasty for reduction

Amaral, Fernando T. V.; Alves Jr., Lafaiete; Granzotti, João A.; Manso, Paulo H.; Lima Filho, Moysés O.; Jurca, Mauro C.; Rodrigues, Alfredo J.; Vicente, Walter V. A.
2007-02-01

Resumo em português Relatamos o caso de um adolescente encaminhado com o diagnóstico de hipertensão pulmonar. A investigação não invasiva detectou comunicação interatrial seio venoso com sinais de hipertensão pulmonar. No estudo hemodinâmico o diagnóstico foi confirmado, sendo também notada compressão esquerda pelo tronco pulmonar. O paciente foi submetido à oclusão cirúrgica da comunicação interatrial e à plastia redutora do tronco pulmonar. Dois anos após o procedimento, (mais) o paciente encontra-se bem, com sinais clínicos e ecocardiográficos de hipertensão pulmonar discreta e sem evidências, também pelo ecocardiograma, de obstrução do tronco da artéria coronária esquerda. Resumo em inglês We report the case of an adolescent referred with initial diagnosis of pulmonary hypertension. Non-invasive investigation disclosed a sinus venous atrial septal defect with pulmonary hypertension. The hemodynamic study confirmed diagnosis, and also showed extrinsic compression of left main coronary artery by pulmonary trunk. Surgical closure of the defect in addition to pulmonary trunk plasty were undertaken. Two years after the surgery the patient is well, with clinical (mais) signs of mild pulmonary hypertension, and showing no evidence - also on echocardiogram - of left coronary artery trunk obstruction.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

90

Síndromes hipertensivas da gestação e repercussões perinatais/ Hypertensive syndromes during pregnancy and perinatal outcomes

Oliveira, Cristiane Alves de; Lins, Carla Pereira; Sá, Renato Augusto Moreira de; Netto, Hermógenes Chaves; Bornia, Rita Guerios; Silva, Nancy Ribeiro da; Amim Junior, Joffre
2006-03-01

Resumo em português OBJETIVOS: avaliar repercussões perinatais nas síndromes hipertensivas em gestações. MÉTODOS: estudo observacional e retrospectivo, realizado em hospital terciário, entre janeiro de 1996 e outubro de 2003. Um total de 12.272 gestações preencheu critérios de inclusão. Dois tipos de hipertensão foram considerados: hipertensão gestacional (HG) e hipertensão arterial crônica (HAC). Variáveis estudadas: fetos pequenos para idade gestacional (PIG), Apgar baixo no (mais) 1º e 5º minutos, infecção neonatal, síndrome de aspiração meconial (SAM), prematuridade, síndrome de angústia respiratória (SAR). RESULTADOS: 1259 (10,26%) gestantes tinham hipertensão; 344 (2,80%) foram classificadas como HG, 915 (7,45%) como HAC, havendo 11.013 (89,74%) gestantes normotensas. HG constituiu risco elevado para: PIG, Apgar baixo no 1º e 5º minutos, infecção neonatal e prematuridade, mas não para SAM e SAR. HAC constituiu risco elevado para: PIG, Apgar baixo no 1º minuto, SAM, prematuridade e SAR, mas não para Apgar baixo no 5º minuto e infecção neonatal. Quando comparamos os riscos relativos dos grupos de HAC e HG, houve maior risco de prematuridade no grupo de HAC. CONCLUSÕES: dados sugerem que tanto HAC quanto HG aumentaram risco para PIG, Apgar baixo no 1º e 5º minutos, infecção neonatal, SAM, prematuridade e SAR. HAC apresentou maior risco relativo para prematuridade. Resumo em inglês OBJECTIVES: to assess perinatal effects of pregnancy hypertensive syndromes. METHODS: hospital-based observational and retrospective study of a tertiary Brazilian center, from January, 1996 to October, 2003. Twelve thousand and two hundred and seventy two (12.272) pregnancies met the inclusion criteria. Two types of hypertension were considered: gestational hypertension (GH) and chronic hypertension (CH). Results of the study demonstrated that newborns of mothers with ges (mais) tational hypertension and chronic hypertension were small for gestational age (SGA), had low Apgar score in the 1º and 5º minutes, neonatal infection, meconium aspiration syndrome (MAS), prematurity and respiratory distress syndrome (RDS). RESULTS: 1259 (10.26%) had hypertension, 344 (2.80%) were classified as GH, 915 (7.45%) as CH and 11.013 (89.74%) had no hypertension. GH was risk factor for SGA, low Apgar score in the first and fifth minutes, neonatal infection and prematurity, but not for MAS and RDS. CH was a risk factor for SGA, low Apgar score in the first minute, MAS, prematurity and RDS, but not for low Apgar score in the fifth minute and neonatal infection. When comparing the relative risk between CH and GH an increased risk for prematurity in CH was determined. CONCLUSIONS: our data suggest that CH and GH increased the risks for the outcomes studied. An increased risk for prematurity in CH was noted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

91

Oxigenoterapia domiciliar prolongada em crianças e adolescentes: uma análise do uso clínico e de custos de um programa assistencial/ Long-term home oxygen therapy in children and adolescents: analysis of clinical use and costs of a home care program

Munhoz, Andréa S.; Adde, Fabiola V.; Nakaie, Cleyde M. A.; Doria Filho, Ulysses; Silva Filho, Luiz V. R. F.; Rodrigues, Joaquim C.
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVOS: Descrever as características clínicas e laboratoriais dos pacientes em oxigenoterapia domiciliar prolongada acompanhados pelo programa de atendimento domiciliar do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, durante um período de 8 anos, e comparar os grupos com e sem hipertensão pulmonar secundária. Estimar o custo do programa utilizando concentradores versus cilindros de oxigênio arcados pela instituição. MÉTODOS: E (mais) studo descritivo retrospectivo e de coorte dos pacientes em oxigenoterapia domiciliar prolongada, em seguimento no período de 2002 a 2009, na Unidade de Pneumologia do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. RESULTADOS: Foram estudados 165 pacientes, 53% do sexo masculino, com as medianas: idade de início da oxigenoterapia - 3,6 anos; tempo de oxigenoterapia - 7 anos; e tempo de sobrevida após início da oxigenoterapia - 3,4 anos. Os principais diagnósticos foram: fibrose cística (22%), displasia broncopulmonar (19%) e bronquiolite obliterante (15%). Dos 33 pacientes que realizaram espirometria, 70% apresentavam distúrbio ventilatório obstrutivo grave. O exame ecocardiográfico foi executado em 134 pacientes; 51% deles tinham hipertensão pulmonar secundária. Houve associação estatisticamente significante entre: presença de hipertensão pulmonar e necessidade de maiores fluxos de oxigênio (qui-quadrado, p = 0,011); e presença de hipertensão pulmonar e maior tempo de oxigenoterapia (Logrank, p = 0,0001). Não houve diferença estatisticamente significante entre tempo de sobrevida após início da oxigenoterapia e presença de hipertensão pulmonar. Os custos médios mensais do programa foram: US$ 7.392,93 para os concentradores e US$ 16.630,92 para cilindros. CONCLUSÕES: A oxigenoterapia domiciliar prolongada foi empregada em distintas doenças crônicas, predominantemente em lactentes e pré-escolares. Houve alta frequência de hipertensão pulmonar associada a maiores períodos de uso e fluxos de oxigênio, sem associação à sobrevida. A substituição dos cilindros por concentradores poderá reduzir custos significativamente. Resumo em inglês OBJECTIVES: To describe the clinical and laboratory characteristics of patients on long-term home oxygen therapy followed up by the home care program of Hospital das Clínicas, School of Medicine, Universidade de São Paulo, during a period of 8 years; to compare groups with and without secondary pulmonary hypertension; and to estimate the cost of the program using oxygen concentrators versus oxygen cylinders provided by the hospital. METHODS: A descriptive, retrospective (mais) cohort study of patients on long-term home oxygen therapy followed up from 2002 to 2009 at the Unit of Pulmonology, Children's Institute, Hospital das Clínicas, School of Medicine, Universidade de São Paulo. RESULTS: We studied 165 patients, of whom 53% were male, with the following medians: age at the beginning of oxygen therapy - 3.6 years; duration of oxygen therapy - 7 years; and survival time after beginning of oxygen therapy - 3.4 years. The main diagnoses were: cystic fibrosis (22%), bronchopulmonary dysplasia (19%), and bronchiolitis obliterans (15%). Of the 33 patients who underwent spirometry, 70% had severe obstructive lung disease. Echocardiogram was performed in 134 patients; 51% of them had secondary pulmonary hypertension. There was a statistically significant association between pulmonary hypertension and need of higher oxygen flows (chi-square, p = 0.011), and between pulmonary hypertension and longer duration of oxygen therapy (Logrank, p = 0.0001). There was no statistically significant difference between survival time after the beginning of oxygen therapy and pulmonary hypertension. The average monthly costs of the program were US$ 7,392.93 for concentrators and US$ 16,630.92 for cylinders. CONCLUSIONS: Long-term home oxygen therapy was used to treat different chronic diseases, predominantly in infants and preschool children. There was a high frequency of pulmonary hypertension associated with longer periods of oxygen use and greater oxygen flow, without association with survival rate. The use of concentrators instead of cylinders may reduce costs significantly.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

92

Acidente vascular cerebral hemorrágico associado à acidente ofídico por serpente do gênero bothrops: relato de caso/ Hemorrhagic stroke related to snakebite by bothrops genus: a case report

Machado, Amanda Silva; Barbosa, Fabíola Brasil; Mello, Giselle da Silva; Pardal, Pedro Pereira de Oliveira
2010-10-01

Resumo em português Este trabalho tem como objetivo relatar um caso de acidente vascular cerebral hemorrágico, associado à acidente ofídico por serpente do gênero bothrops e hipertensão arterial sistêmica grave. Apesar do ofidismo botrópico ser frequente no Estado do Pará, tais associações são incomuns, necessitando de uma abordagem especializada e precoce, visando menores complicações. Resumo em inglês This research reports a clinical case of hemorrhagic stroke due to envenomation by bothrops snakebite associated with severe hypertension. Although bothrops snakebites are frequent in the State of Pará, such associations are uncommon, requiring specialized and early management to avoid severe complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

93

Prematuridade como fator de risco para pressão arterial elevada em crianças: uma revisão sistemática/ Preterm birth as a risk factor for high blood pressure in children: a systematic review

Coelli, Anna Paula; Nascimento, Larissa Rangel; Mill, Jose Geraldo; Molina, Maria del Carmen Bisi
2011-02-01

Resumo em português Estudos epidemiológicos têm sugerido que a hipertensão arterial é uma doença que tem início na infância e a prematuridade, crianças nascidas com menos de 37 semanas, um possível fator associado ao desenvolvimento deste agravo. Este estudo tem por objetivo identificar a associação entre prematuridade e elevação da pressão arterial em crianças por meio de revisão sistemática da literatura. Foram selecionados artigos das bases de dados MEDLINE, LILACS e SciE (mais) LO publicados no período de 1998 a 2009. Excluiu-se os que não apresentavam resumo, redigidos em idioma diferente do inglês, português e espanhol e os que não objetivavam analisar a relação entre prematuridade e hipertensão. Foram analisados 9 artigos: 5 estudos de caso-controle, 2 transversais e 2 de coorte. Prematuridade não esteve associada à elevação da pressão arterial na infância na maioria dos artigos analisados, porém, sua influência não deve ser descartada, tendo em vista a pequena produção sobre o assunto, bem como as grandes diferenças metodológicas observadas nos estudos publicados no período analisado. Resumo em inglês Epidemiological studies have suggested that arterial hypertension is a chronic disease that begins in childhood, and that prematurity (birth at less than 37 weeks' gestational age) is potentially associated with the development of hypertension in childhood and adulthood. Our objective was to identify the association between prematurity and high blood pressure in children, using a systematic literature review. Original articles related to the theme and published in English (mais) , Portuguese, or Spanish from 1998 to 2009 were selected from the MEDLINE, LILACS, and SciELO databases. We excluded articles without abstracts, review articles, and articles not related to prematurity and hypertension in childhood. Nine articles were located and analyzed: 5 case-control studies, 2 cross-sectional studies, and 2 cohort studies. The majority of the studies failed to show an association between prematurity and arterial hypertension in childhood. However, the influence of prematurity should not be ruled out, given the small number of studies on this theme and the diversity of methodological approaches in the literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

94

Prematuridade como fator de risco para pressão arterial elevada em crianças: uma revisão sistemática/ Preterm birth as a risk factor for high blood pressure in children: a systematic review

Coelli, Anna Paula; Nascimento, Larissa Rangel; Mill, Jose Geraldo; Molina, Maria del Carmen Bisi
2011-02-01

Resumo em português Estudos epidemiológicos têm sugerido que a hipertensão arterial é uma doença que tem início na infância e a prematuridade, crianças nascidas com menos de 37 semanas, um possível fator associado ao desenvolvimento deste agravo. Este estudo tem por objetivo identificar a associação entre prematuridade e elevação da pressão arterial em crianças por meio de revisão sistemática da literatura. Foram selecionados artigos das bases de dados MEDLINE, LILACS e SciE (mais) LO publicados no período de 1998 a 2009. Excluiu-se os que não apresentavam resumo, redigidos em idioma diferente do inglês, português e espanhol e os que não objetivavam analisar a relação entre prematuridade e hipertensão. Foram analisados 9 artigos: 5 estudos de caso-controle, 2 transversais e 2 de coorte. Prematuridade não esteve associada à elevação da pressão arterial na infância na maioria dos artigos analisados, porém, sua influência não deve ser descartada, tendo em vista a pequena produção sobre o assunto, bem como as grandes diferenças metodológicas observadas nos estudos publicados no período analisado. Resumo em inglês Epidemiological studies have suggested that arterial hypertension is a chronic disease that begins in childhood, and that prematurity (birth at less than 37 weeks' gestational age) is potentially associated with the development of hypertension in childhood and adulthood. Our objective was to identify the association between prematurity and high blood pressure in children, using a systematic literature review. Original articles related to the theme and published in English (mais) , Portuguese, or Spanish from 1998 to 2009 were selected from the MEDLINE, LILACS, and SciELO databases. We excluded articles without abstracts, review articles, and articles not related to prematurity and hypertension in childhood. Nine articles were located and analyzed: 5 case-control studies, 2 cross-sectional studies, and 2 cohort studies. The majority of the studies failed to show an association between prematurity and arterial hypertension in childhood. However, the influence of prematurity should not be ruled out, given the small number of studies on this theme and the diversity of methodological approaches in the literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

95

Coleção fluídica na interface do LASIK causada por glaucoma secundário à ceratouveíte herpética: relato de caso/ LASIK interface fluid accumulation caused by glaucoma associated with herpetic keratouveitis: case report

Nakano, Eliane Mayumi; Kuchembuck, Márcio; Nakano, Kozo; Oliveira, Marivaldo; Alvarenga, Lenio Souza; Portellinha, Waldir
2007-02-01

Resumo em português A infecção por Herpes simplex vírus (HSV) é causa freqüente de inflamação intra-ocular ou uveíte anterior. A hipertensão ocular é característica comumente observada nas ceratouveítes herpéticas. Neste relato descrevemos o acúmulo de fluido e descolamento do "flap" corneano da ceratomileusis, no pós-operatório tardio de LASIK (28 meses), associado a quadro hipertensivo ocular secundário a ceratouveíte herpética. Este achado corrobora a suposição que a (mais) cicatrização corneana após LASIK seja apenas parcial e o espaço virtual produzido pela ceratomileuisis permaneça indefinidamente. Condições de aumento excessivo da pressão intra-ocular podem causar edema corneano com acúmulo de fluido da interface. Resumo em inglês Herpes simplex virus infection is a frequent cause of intraocular inflammation or anterior uveitis. Ocular hypertension is a common feature in herpetic keratouveitis. We describe a fluid accumulation and flap displacement in late postoperative period (28 months) of LASIK associated with ocular hypertension caused by herpetic keratouveitis. This finding supports the theory that flap attachment after LASIK is only partial and the virtual space remains indefinitely. The presence of ocular hypertension may lead to corneal edema and fluid accumulation in the interface.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

96

Prevalência de fatores de risco para doenças cardiovasculares entre homens de uma população urbana do Sudeste do Brasil/ Prevalence of risk factors for cardiovascular diseases in an urban male population in Southeast Brazil

Eyken, Elisa Beatriz Braga Dell'Orto Van; Moraes, Claudia Leite
2009-01-01

Resumo em português O monitoramento dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares vem sendo indicado em todo o mundo. Nesse sentido, o objetivo do estudo foi estimar a prevalência de tabagismo, sobrepeso/obesidade, atividade física insuficiente, hipertensão arterial e pressão arterial limítrofe entre homens adscritos à Estratégia Saúde da Família em área urbana de Juiz de Fora, Minas Gerais, Região Sudeste do Brasil. Foi realizado um inquérito domiciliar com 217 homens, (mais) entre 20 e 49 anos, selecionados por meio de amostragem sistemática baseada em listagem de moradores desta faixa etária. O sobrepeso/obesidade foi o fator de risco de maior freqüência (43,3%; IC95%: 36,6-50,2). Os sedentários e irregularmente ativos fisicamente totalizaram 28% (IC95%: 22,2-34,6). O consumo de cigarros era hábito de 25,3% (IC95%: 19,7-31,7) da população. Foram classificados como hipertensos 24% (IC95%: 18,4-30,2) dos entrevistados e 19,4% (IC95%: 14,3-25,2) com pressão arterial limítrofe. A simultaneidade de dois ou mais fatores de risco foi encontrada em 45,2% da população. A magnitude das prevalências sugere que é preciso intensificar as estratégias de promoção de saúde voltadas para a população masculina. Resumo em inglês Surveillance of cardiovascular risk factors has been recommended worldwide. The current study aimed to estimate the prevalence of smoking, overweight/obesity, insufficient physical activity, arterial hypertension, and pre-hypertension among men covered by the Family Health Program in urban Juiz de Fora, Minas Gerais State, in Southeast Brazil. A household survey was performed with a systematic sample of 217 men 20 to 49 years of age, from a list of residents within this a (mais) ge range. Prevalence of risk factors was high, with overweight/obesity the most frequent (43.3%; 95%CI: 36.6-50.2). Men classified as sedentary or with irregular physical activity totaled 28% (95%CI: 22.2-34.6). Smoking was reported by 25.3% (95%CI: 19.7-31.7). Overt hypertension was present in 24% (95%CI: 18.4-30.2) and borderline hypertension in 19.4% (95%CI: 14.3-25.2). Two or more simultaneous risk factors were found in 45.2% of the sample. The high prevalence rates suggest that health promotion strategies need to be intensified in the male population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

97

Prevalência de fatores de risco para doenças cardiovasculares entre homens de uma população urbana do Sudeste do Brasil/ Prevalence of risk factors for cardiovascular diseases in an urban male population in Southeast Brazil

Eyken, Elisa Beatriz Braga Dell'Orto Van; Moraes, Claudia Leite
2009-01-01

Resumo em português O monitoramento dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares vem sendo indicado em todo o mundo. Nesse sentido, o objetivo do estudo foi estimar a prevalência de tabagismo, sobrepeso/obesidade, atividade física insuficiente, hipertensão arterial e pressão arterial limítrofe entre homens adscritos à Estratégia Saúde da Família em área urbana de Juiz de Fora, Minas Gerais, Região Sudeste do Brasil. Foi realizado um inquérito domiciliar com 217 homens, (mais) entre 20 e 49 anos, selecionados por meio de amostragem sistemática baseada em listagem de moradores desta faixa etária. O sobrepeso/obesidade foi o fator de risco de maior freqüência (43,3%; IC95%: 36,6-50,2). Os sedentários e irregularmente ativos fisicamente totalizaram 28% (IC95%: 22,2-34,6). O consumo de cigarros era hábito de 25,3% (IC95%: 19,7-31,7) da população. Foram classificados como hipertensos 24% (IC95%: 18,4-30,2) dos entrevistados e 19,4% (IC95%: 14,3-25,2) com pressão arterial limítrofe. A simultaneidade de dois ou mais fatores de risco foi encontrada em 45,2% da população. A magnitude das prevalências sugere que é preciso intensificar as estratégias de promoção de saúde voltadas para a população masculina. Resumo em inglês Surveillance of cardiovascular risk factors has been recommended worldwide. The current study aimed to estimate the prevalence of smoking, overweight/obesity, insufficient physical activity, arterial hypertension, and pre-hypertension among men covered by the Family Health Program in urban Juiz de Fora, Minas Gerais State, in Southeast Brazil. A household survey was performed with a systematic sample of 217 men 20 to 49 years of age, from a list of residents within this a (mais) ge range. Prevalence of risk factors was high, with overweight/obesity the most frequent (43.3%; 95%CI: 36.6-50.2). Men classified as sedentary or with irregular physical activity totaled 28% (95%CI: 22.2-34.6). Smoking was reported by 25.3% (95%CI: 19.7-31.7). Overt hypertension was present in 24% (95%CI: 18.4-30.2) and borderline hypertension in 19.4% (95%CI: 14.3-25.2). Two or more simultaneous risk factors were found in 45.2% of the sample. The high prevalence rates suggest that health promotion strategies need to be intensified in the male population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

98

Young people, physical activity and physical fitness : a case study of chinese and portuguese children

Wang, G. Y.; Pereira, Beatriz Oliveira; Mota, Jorge

Non-communicable diseases (NCDs) such as cardiovascular disease, hypertension, obesity, diabetes, chronic respiratory diseases, and some types of cancer are increasingly significant causes of disability and premature death across many countries. In 1999 these diseases contributed to about 60% of dea...

DRIVER (Portuguese)

99

Validação do monitor de medida de pressão arterial Omron HEM 742 em adolescentes/ Validation of the omron HEM 742 blood pressure monitoring device in adolescents/ Validación del monitor de medida de presión arterial Omron HEM 742 en adolescentes

Christofaro, Diego Giulliano Destro; Fernandes, Rômulo Araújo; Gerage, Aline Mendes; Alves, Marcelo José; Polito, Marcos Doederlein; Oliveira, Arli Ramos de
2009-01-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A medida precisa da pressão arterial é fundamental para a investigação científica ou decisão clínica. Nesse sentido, é importante verificar valores fornecidos por equipamentos eletrônicos. OBJETIVO: Validar o monitor Omron HEM 742 de medida de pressão arterial em adolescentes, segundo os critérios sugeridos pela British Hypertension Society. MÉTODOS: Participaram do estudo 150 adolescentes com idades entre 10 e 16 anos. O monitor automático Omron (mais) HEM 742 foi conectado em Y com equipamento auscultatório de coluna de mercúrio, e realizaram-se três avaliações simultâneas, calculando-se as diferenças entre os dois equipamentos. Para verificar a relação entre ambos, utilizaram-se o coeficiente de correlação intraclasse e a plotagem de Bland-Altman (concordância). A especificidade e a sensibilidade do aparelho foram determinadas pela curva ROC. RESULTADOS: A comparação entre as medidas acusou uma diferença menor ou igual a 5 mmHg em 67,3% dos valores sistólicos e 69,3% dos valores diastólicos; uma diferença menor ou igual a 10 mmHg ocorreu em 87,3% e 90,6% dos valores sistólicos e diastólicos, respectivamente; e uma diferença menor ou igual a 15 mmHg em 96,6% dos valores sistólicos e 97,3% dos diastólicos. Esses resultados indicam grau A segundo o protocolo da British Hypertension Society. Observou-se ainda elevada concordância nos valores obtidos por meio do monitor automático, e verificou-se que esse equipamento é capaz de identificar a presença ou a ausência da pressão arterial elevada. CONCLUSÃO: O monitor Omron HEM 742 mostrou-se válido para medidas de pressão arterial em adolescentes, conforme os critérios sugeridos pela British Hypertension Society. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: La medida precisa de la presión arterial es fundamental para la investigación científica o decisión clínica. En este sentido, es importante que se verifique valores provenientes de equipos electrónicos. OBJETIVO: Validar el monitor Omron HEM 742 de medida de presión arterial en adolescentes, de acuerdo con los criterios sugeridos por British Hypertension Society. MÉTODOS: Participaron del estudio 150 adolescentes con edades entre 10 y 16 años. Se cone (mais) ctó el monitor automático Omron HEM 742 en Y con equipo de auscultación de columna de mercurio, y se realizaron tres evaluaciones simultáneas, calculándose las diferencias entre los dos equipos. Para verificarse la relación entre ambos, se utilizó el coeficiente de correlación intraclase y el método de Bland-Altman (concordancia). Se determinó la especificidad y la sensibilidad del aparato por medio de la curva ROC. RESULTADOS: La comparación entre las medidas evidenció una diferencia menor o igual a 5 mmHg en el 67,3% de los valores sistólicos y el 69,3% de los valores diastólicos; una diferencia Resumo em inglês BACKGROUND: Accurate blood pressure measurement is fundamental for scientific investigation or clinical decision-making. In this sense, it is important to verify the values provided by electronic devices. OBJECTIVE: To validate the Omron HEM 742 blood pressure monitoring device in adolescents according to criteria suggested by the British Hypertension Society. METHODS: A total of 150 adolescents aged between 10 and 16 years participated in the study. The automated Omron H (mais) EM 742 monitor was connected in Y to the mercury column auscultatory device, then three simultaneous measurements were taken, and the differences between the readings of the two devices were calculated. The intraclass correlation coefficient and Bland-Altman plot (agreement) were used to verify the relationship between both devices. Specificity and sensitivity of the device were determined by using the ROC curve. RESULTS: The comparison between the measurements showed an equal to or lower than 5mmHg difference in 67.3% of the systolic values, and 69.3% of the diastolic values; an equal to or lower than 10mmHg difference occurred in 87.3% and 90.6% of the systolic and diastolic values, respectively; an equal to or lower than 15mmHg difference was found in 96.6% of the systolic values and 97.3% of the diastolic values. These findings are consistent with a grade A according to the British Hypertension Society protocol. A marked consonance was observed between the values obtained by the automated monitor and this device was proven to be capable of identifying the presence or absence of high blood pressure. CONCLUSION: The Omron HEM 742 monitor was proved valid for blood pressure measurement in adolescents according to the criteria suggested by the British Hypertension Society.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

100

Reoperação de tromboendarterectomia pulmonar em recidiva de tromboembolismo pulmonar crônico hipertensivo/ Repeat pulmonary thromboendarterectomy after recurrence of chronic thromboembolic pulmonary hypertension

Gomes, Walter José; Imaeda, Carlos Jogi; Perfeito, João Alessio; Sarmento, Petrúcio Abrantes; Souza, Rodrigo Caetano; Forte, Vicente
2009-01-01

Resumo em português A cirurgia de tromboendarterectomia tem se estabelecido como método padrão de tratamento do tromboembolismo pulmonar crônico hipertensivo, com excelentes resultados. Entretanto, a reoperação na recidiva do embolismo pulmonar não tem relato na literatura nacional, permanecendo obscuras a sua segurança e efetividade. Relatamos o caso de uma paciente com recorrência de tromboembolismo pulmonar crônico hipertensivo ocorrido cinco anos após a primeira cirurgia de tromboendarterectomia pulmonar, e que necessitou de reoperação para resolução dos sintomas. Resumo em inglês Pulmonary thromboendarterectomy has been established as the standard method for the treatment of chronic thromboembolic pulmonary hypertension, with excellent results. However, repeat pulmonary thromboendarterectomy due to recurrence of pulmonary embolism has never been reported in the Brazilian literature. Its safety and effectiveness remain obscure. We report the case of a patient presenting recurrence of chronic thromboembolic pulmonary hypertension five years after th (mais) e first pulmonary thromboendarterectomy and requiring a second operation for resolution of the symptoms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

101

Níveis de retinol e carotenóides séricos e intercorrências gestacionais em puérperas/ Vitamin A serum and gestational intercurrences in postpartum women

Campos, Luciana Ferreira; Saunders, Cláudia; Ramalho, Andréa; Gomes, Mirian Martins; Accioly, Elizabeth
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar a associação entre intercorrências gestacionais e níveis de retinol e carotenóides em puérperas atendidas em maternidade pública do Rio de Janeiro. MÉTODOS: A amostra foi constituída por 262 puérperas atendidas na Maternidade Escola da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O estado nutricional antropométrico foi avaliado pelo do índice de massa corporal pré-gestacional e pelo ganho ponderal gestacional, e foram coletadas informações s (mais) obre intercorrências gestacionais nos registros médicos dos prontuários. Foram adotados os pontos de corte 1,05µmol/L e 80µg/dL para definir inadequação dos níveis de retinol e carotenóides séricos, respectivamente. RESULTADOS: Quarenta e dois vírgula sete por cento da amostra foi acometida por intercorrências gestacionais, destacando-se anemia (29,0%), inadequação dos níveis de retinol (24,4%), e síndromes hipertensivas da gravidez (5,7%). Observou-se maior proporção de obesidade pré-gestacional entre mulheres com síndromes hipertensivas da gravidez, em comparação com as não portadoras de tal intercorrência. Verificou-se menor nível médio de carotenóides séricos entre as que desenvolveram síndromes hipertensivas da gravidez e 91,7% destas apresentaram inadequação destes nutrientes. CONCLUSÃO: Os resultados revelam acometimento importante de mulheres por intercorrências gestacionais e por deficiências nutricionais. Além disso, apontam a obesidade pré-gestacional como um possível fator de risco para o desenvolvimento de síndromes hipertensivas da gravidez e sugerem uma associação entre baixos níveis de carotenóides e tal intercorrência. Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective was to investigate an association between pregnancy complications and serum retinol and carotenoid levels in puerpere seen at a public maternity of Rio de Janeiro. METHODS: The sample consisted of 262 puerpere seen at the Maternity School of the Federal University of Rio de Janeiro. Nutritional status was assessed by determining the body mass index before pregnancy and by the weight gained during pregnancy. Information on pregnancy complications w (mais) as collected from the medical records. Low levels of serum retinol and carotenoids were defined as those below the cut-off points of 1.05mmol/L and 80mg/dL respectively. RESULTS: Almost half the sample (42.7%) had pregnancy complications which included anemia (29.0%), low retinol levels (24.4%) and gestational hypertension (5.7%). Women with gestational hypertension were more likely to be obese before pregnancy when compared with those without gestational hypertension. The mean serum levels of carotenoids were also found to be lower among women who developed gestational hypertension and 91.7% of these women had inadequate levels of these nutrients. CONCLUSION: The results show that many women suffer pregnancy complications and have nutritional deficiencies. Furthermore, they indicate that pregestational obesity may be a risk factor for the development of gestational hypertension and suggest an association between low serum carotenoid levels and gestational hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)