Sample records for hydrometallurgy
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 1 shown.



1

Uso de fosfato para remoção de arsênio de solo contaminado/ Use of phosphate for removal of arsenic from contaminated soil

Silva, Waleska G. P. da; Amaral Sobrinho, Nelson M. B. do; Mazur, Nelson
2010-01-01

Resumo em português Quando da opção do procedimento de remediação de solos contaminados com metais pesados para determinado sítio, deve-se levar em consideração dados do sítio e do contaminante, o grau de contaminação, o uso futuro da área e a viabilidade econômica do processo de remediação. A Cia. Mercantil Ingá, localizada no município de Itaguaí, RJ, extraía zinco da calamina através do processo de hidrometalurgia. Durante 31 anos a empresa dispôs, no seu pátio e de f (mais) orma inadequada, cerca de 3 milhões de toneladas de resíduo perigoso. Uma das etapas do processo de extração do zinco consistia na adição de trióxido de arsênio para a remoção de impurezas, tendo-se verificado contaminação do solo com arsênio de áreas próximas ao local de disposição do resíduo. Dentro deste contexto se avaliou, no presente estudo, a técnica de remediação ex situ, através da remoção por lavagem de solo contaminado com arsênio, e o tratamento do efluente gerado da lavagem. O fracionamento mostrou que a diminuição do pH aumentou a retenção do arsênio. O diidrogenofosfato de potássio 0,4 mol L-1 mostrou-se eficiente na remoção por dessorção do arsênio presente no solo contaminado, conseguindo dessorver cerca de 70% deste elemento em pH 6,2. O cloreto férrico foi mais eficiente que o sulfato de alumínio para a remoção por coagulação, do arsênio do efluente da lavagem do solo. Resumo em inglês Several remediation procedures for soils contaminated with heavy metals are based on decontamination or stabilization. The selection of one of them for a given site should take data regarding the site and the contaminating agent, contamination degree, future use of the site and the economic viability of remediation process into account. The Mercantil Ingá Company, located in the municipality of Itaguaí - RJ, Brazil, has extracted zinc from calamine through hydrometallur (mais) gy. During 31 years, the company improperly disposed of about three million tons of hazardous residues in its area. One of the stages of the zinc extraction process consists of the addition of arsenic trioxide for the removal of impurities and the soil was contaminated with arsenic from areas near sites where the hazardous residues were disposed. In this context, this study evaluated the ex situ remediation technique through removal by leaching the contaminated soil with arsenic, and the treatment of the effluent generated. The fractioning showed that the pH reduction increased the arsenic retention. The potassium dihydrogenophosphate concentration in 0.4 mol L-1 seemed to be efficient in the removal of the arsenic present in the contaminated soil, achieving the dissolution of about 70% of this element at pH 6.2. The ferric chloride was more efficient than the aluminum sulphate for the removal, through coagulation, of the arsenic present in the effluent generated in the soil leaching.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)