Sample records for holocene epoch
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 13 shown.



1

Simulações do clima do holoceno médio na américa do sul com o modelo de circulação geral da atmosfera do CPTEC/ Climate simulations of the mid-holocene in the south america as produced by the CPTEC atmospheric general circulation model

Melo, Maria Luciene Dias de; Marengo, José Antonio
2008-06-01

Resumo em português Neste trabalho são analisados os resultados de um conjunto de simulações que permite avaliar as variações climáticas no Holoceno Médio (HM) com relação ao clima atual na América do Sul (AS). Utiliza-se o MCGA do CPTEC com resolução T062 e 28 níveis na vertical (T062L28). Realizaram-se as simulações climáticas a partir da modificação dos parâmetros orbitais e da concentração de CO2 para valores típicos do HM. Os resultados foram comparados com simula� (mais) �ões do PMIP e com os indícios paleoclimáticos na América do Sul, para avaliar a resposta do MCGA à variação dos parâmetros climáticos característicos do HM e avaliar diferenças do clima no presente e HM. Observou-se um comportamento mais úmido no nordeste da AS no HM. Na região central, sul e sudeste do continente o HM foi marcado por uma redução da precipitação. Quanto à temperatura verificou-se um sinal de resfriamento no HM que concorda com as evidencias paleoclimáticas observacionais. Observou-se um aumento da intensidade do fluxo médio do vento em 850 hPa, sobre o continente, no HM, devido diminuição na variação sazonal da insolação no Hemisfério Sul, que leva a menores gradientes de temperatura. Também se verificou a intensificação da circulação da alta subtropical do Atlântico Sul e enfraquecimento da circulação de norte a leste dos Andes durante todas as estações do ano. Esse enfraquecimento tem impacto significativo no transporte de umidade da bacia Amazônica para a bacia do Prata, e consequentemente sobre a formação da ZCAS. Resumo em inglês An ensemble of climate simulations with the CPTEC T062L28 AGCM is performed in order to obtain the present and Mid-Holocene (MH) climate in South America. The climatological characteristics simulated by the model are compared with PMIP models and paleoclimate records, and emphasis is given to the Southern Hemisphere and South America (SA). The orbital parameter and the CO2 concentration are changed for typical MH values. In general, the model simulations indicate a wetter (mais) Northeast. In the central region, south and southeast of the continent, the MH climate was marked by reduced precipitation in comparison with the present model climate. A cooling signal is observed in the MH according to the paleoclimatic evidences. A increase of the intensity of the 850 hPa flow over the continent is produced by the model in the MH climate in comparison with the present model climate. The South Atlantic subtropical high intensity is increased and less intense climatological northerly flow east of the Andes during all seasons. This weakening of the northerly flow has a significant impact on the moisture transport from the Amazon to the La Plata basin, and consequently over the SACZ.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Dinâmica do ecótono floresta-campo no sul do estado do Amazonas no Holoceno, através de estudos isotópicos e fitossociológicos/ Vegetation dynamics during the Holocene in a forest-savanna transition, Southern Amazon Basin, based on isotope and phytosociological studies

Vidotto, Elaine; Pessenda, Luiz Carlos Ruiz; Ribeiro, Adauto de Souza; Freitas, Hermes Augusto de; Bendassolli, José Albertino
2007-01-01

Resumo em português Com o emprego dos isótopos do carbono (12C, 13C, 14C) da matéria orgânica do solo (MOS) e das plantas, é apresentado um estudo comparativo entre perfis orgânicos de solos formados em depressões de áreas cobertas por ecossistemas de campos e florestas ao sul do estado do Amazonas, visando o entendimento da dinâmica da paleovegetação. A dinâmica da vegetação atual na região foi avaliada utilizando-se estudos fitossociológicos e caracterizações botânica e i (mais) sotópica (delta13C) das espécies de plantas presentes em duas bordas floresta-campo. Teores de carbono orgânico total foram superiores nas camadas superficiais no campo, quando comparados com a floresta. Dados de delta13C associados à cronologia do 14C indicaram predomínio de plantas C3 no início do Holoceno em ambos os ecótonos. Entre aproximadamente 7.000-3.000 anos AP verificou-se a influência crescente de plantas C4, indicando regressão da floresta com possível presença de um clima mais seco. A partir de aproximadamente 3.000 anos AP os dados sugeriram expansão da floresta provavelmente relacionada ao retorno a um clima mais úmido. A presença de algumas espécies características da borda, como a Sclerolobium paniculatum e Himatanthus sucuuba, nos campos, sugere o atual avanço da floresta sobre os mesmos. Estas espécies estariam sendo as bioindicadoras desse avanço. Resumo em inglês This paper presents a comparative study between organic soil horizons formed in depressions located at the forest/savanna boundary in the Southern Amazon Basin. The influence of the paleovegetation dynamics, based on carbon isotope (12C, 13C and 14C) data of soil organic matter (SOM) and plants was evaluated, as well as the present vegetation dynamics, inferred from the modern vegetation structure, composition and phytosociology. The uppermost soil horizon in savanna show (mais) ed higher total carbon content than in forest. 13C and 14C data from soil samples indicated a predominance of C3 plants in the early Holocene. About 7000 to 3000 14C yr BP the influence of C4 plants increased, indicating savanna expansion probably related to a drier climate in the region. Since approximately 3000 14C yr BP, the carbon isotope data suggest the expansion of forest probably due to a wetter climate. The presence of typical boundary plant species (Sclerolobium paniculatum and Himatanthus sucuuba) in the savanna also suggested present forest expansion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Ocorrência de planobídeos pleistocênicos no município de Jacobina, Bahia/ Occurence of pleistocenic planorbids in the municipality of Jacobina, Bahia State, Brazil

Lima, Lais Clark
1987-03-01

Resumo em português Registramos, com base em dados paleontológicos e estratigráficos e de acordo com a morfologia da concha, Biomphalaria aff. glabrata (Say,l8l8), do Pleistoceno superior (ou Holoceno) da Gruta das Onças, distrito de Caatinga do Moura, município de Jacobina, Estado da Bahia. Registramos também mais uma evidência da antiga presença de água na referida gruta, que apoia a hipótese levantada por Cartelle & Bohorquez (1982) sobre o local. Resumo em inglês We registered Biomphalaria aff. glabrata (Say, 1818) from upper Pleistocene (or Holocene) based on paleontologic and stratigraphic data and in agreement with shell morphology. The shells came from Gruta das Onças, district of Caatinga do Moura, Jacobina country, state of Bahia. We also registered one more evidence of the ancient presence of water in the cave, which agree Cartelle & Bohorquez's (1982) hypothesis about the site.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Afinidades biológicas de grupos pré-históricos do vale do rio Ribeira de Iguape (SP): uma análise preliminar

Neves, Walter Alves; Okumura, Maria Mercedes Martinez
2005-12-01

Resumo em português Apesar da existência de contatos entre planalto e litoral brasileiros ser atualmente quase um consenso entre os arqueólogos nacionais, não há muita certeza de como teria se dado tal contato e qual seria o fluxo entre interior e costa. O vale do Ribeira de Iguape (SP) é uma das raras regiões do Sul-Sudeste do país onde tal comunicação seria bastante facilitada devido a peculiaridades de sua geomorfologia. Neste trabalho, apresentamos os resultados de uma análise (mais) craniométrica comparativa entre 12 esqueletos provenientes de sambaquis fluviais do vale do Ribeira datados entre 6.000 e 1.200 anos AP e 225 esqueletos oriundos de diversas séries pré-históricas brasileiras do interior e do litoral. Ao contrário do que se observa no início do Holoceno nesse vale, não há qualquer afinidade biológica entre os ribeirinhos mais tardios e os paleoíndios de Lagoa Santa ou qualquer outra série interiorana. Os grupos fluviais (ambos os sexos) associam-se aos sambaquis da costa de São Paulo e do Paraná, mostrando que houve realmente um contato considerável entre a planície costeira e o planalto, ao menos no estado de São Paulo a partir da segunda metade do Holoceno. Resumo em inglês Although there is no doubt about human contacts between inland and coast in Southern Brazil during archaic times, these contacts remains unknown. Due to its geomorphologic idiosyncrasies, the Ribeira de Iguape valley, in the State of São Paulo, is one of few regions in Southeastern Brazil where this communication could be easily performed. Here we present results of a craniometric analysis using 12 human skeletons from riverine shellmounds from Ribeira de Iguape valley, (mais) dated to between 6,000 and 1,200 years before present (non calibrated). These specimens were compared to 225 human skeletons from several Brazilian pre-historic sites from inland and coast. The biological affinity found in early Holocene individuals from this valley and Paleoamericans was not observed for the archaic riverine shellmound groups. No affinities were found between them and other inland series, as well. The riverine shellmound groups are close to the coastal shellmound groups from São Paulo and Paraná, which can be interpreted as evidence of a relevant contact between coast and inland, at least in Southern São Paulo State in the middle Holocene.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Palinologia holocênica do testemunho Bom Jesus, margem leste da ilha do Marajó, Pará, Amazônia/ Palynological study of Holocene sediments of Bom Jesus core, east margin of the Marajó Island, Pará, Amazonia

Rodrigues, Lívia Cardoso da Silva; Senna, Cristina do Socorro Fernandes de
2011-03-01

Resumo em português A porção superior (1,25m) do testemunho de sondagem Bom Jesus (TBJ), coletado no limite campo-mangue da Fazenda Bom Jesus, município de Soure, ilha do Marajó, Pará, Brasil, foi estudada através de análise palinológica de alta resolução objetivando a determinação da composição, abundância e diversidade de tipos polínicos bioindicadores de modificações na paleovegetação durante o Holoceno. 16 amostras sedimentares de 2cm³ foram tratadas de acordo com me (mais) todologia padrão em palinologia. Os programas Tilia e Tilia Graph foram utilizados para a construção dos diagramas palinológicos de abundância e concentração. A base do testemunho foi datada por 14C em 2730 ± 40 anos A.P. Foram definidas três zonas palinológicas. A presença de pólen de Rhizophora com abundância máxima de 88% apontou dominância de mangue ao longo de todo o testemunho sedimentar. Variações recorrentes na hidrodinâmica da baía do Marajó, caracterizadas por pulsos erosivos de curto período, parecem ter provocado redução na dominância de mangue. O incremento na abundância de tipos polínicos bioindicadores de campo inundável associados a elementos de restinga e floresta, evidenciam a migração do campo inundável sobre o manguezal. Os dados indicam correlação com outros registros polínicos holocênicos de transgressão marinha para a costa norte amazônica no Holoceno Superior. Resumo em inglês The upper portion (1.25 m) of the sediment core Bom Jesus (TBJ), was collected in the field-mangrove limit of Bom Jesus Farm, municipality of Soure, island of Marajó, Pará, Brazil, was studied through pollen analysis high resolution aimed at determining the composition, abundance and diversity of the pollen types bioindicators of changes in the palaeobotany. 16 samples of sedimentary 2cm³ were treated according to standard methodology. Tilia and Tilia Graph software we (mais) re used for to construct abundance and concentration palinological diagrams. The core base was dated by 14C in 2730 ± 40 years AP. Three palynological zones were identified. The mangrove ecosystem was dominant all sedimentary sequence of the TBJ core and was represented mainly for Rhizophora pollen type, which reaches 88% of the maximum relative abundance. Variations applicant hydrodynamics in the Marajó bay, characterized by short pulses of erosive period, seem to have caused reduction in the dominance of mangroves. The increase in the abundance of types growth bioindicators of field associated with elements of swamp forest and restinga, indicate the migration of the field on the mangrove swamp. The data show correlation with other palynological records of Holocene marine transgression to the north coast in the Upper Amazon Holocene.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Análise faciológica e estratigráfica da planície costeira de Soure (margem leste da ilha de Marajó-PA), no trecho compreendido entre o canal do Cajuúna e o estuário Paracauari/ Faciological and stratigraphical analysis of Soure's coastal plain (eastern Marajó island-Pará), between Cajuúna channel and Paracauari estuary

França, Carmena Ferreira de; Souza Filho, Pedro Walfir Martins e; El-Robrini, Maâmar
2007-06-01

Resumo em português A planície costeira de Soure, na margem leste da ilha de Marajó (Pará), é constituída por áreas de acumulação lamosa e arenosa, de baixo gradiente, sujeitas a processos gerados por marés e ondas. Suas feições morfológicas são caracterizadas por planícies de maré, estuários, canais de maré e praias-barreiras. A análise faciológica e estratigráfica de seis testemunhos a vibração, com profundidade média de 4 m, e de afloramentos de campo permitiu a car (mais) acterização dos ambientes deposicionais, sua sucessão temporal e sua correlação lateral, a elaboração de seções estratigráficas e a definição de uma coluna estratigráfica. Foram identificadas cinco associações de facies: (1) facies de planície de maré, (2) facies de manguezal, (3) facies de barra de canal de maré, (4) facies de praia e (5) facies de duna. A história sedimentar da planície costeira de Soure é representada por duas sucessões estratigráficas: (1) a sucessão progradacional, constituída pelas associações de facies de planície de maré, manguezal e barra de canal de maré; e (2) a sucessão retrogradacional, formada pelas associações de facies de praia e de duna. Essas sucessões retratam uma fase de expansão das planícies de maré e manguezais, com progradação da linha de costa (Holoceno médio a superior), e uma posterior fase de retrogradação, com migração dos ambientes de praias e dunas sobre depósitos lamosos de manguezal e planície de maré, no Holoceno atual. A história deposicional da planície costeira de Soure é condizente com o modelo de evolução holocênica das planícies costeiras do nordeste paraense. Resumo em inglês Soures's coastal plain, eastern Marajó island (Pará), is formed by muddy and sandy deposits, low gradient areas submitted to tidal and wave processes. The morphological features are tidal flats, estuaries, tidal channels and barrier-beach ridges . The faciological and stratigraphical analysis of six vibra-core with medium deph of four meters and from outcrops allowed a caracterization of depositional environments, temporal sequence and spacial corelation, the elaboratio (mais) n of stratigraphical seccions and column. Were identified five facies associations: (1) tidal flat facies, (2) mangrove facies, (3) tidal channel bar facies, (4) beach facies and (5) dune facies. The sedimentary history of the Soure coastal plain is represented by two stratigraphical successions: (1) progradational succession (tidal flat, mangrove and channel bar facies association) and (2) retrogradational succession (beach and dune facies association). These successions are related to a expansion phase of tidal flats and mangroves with progradation of the coastline (Middle/Late Holocene) and a posterior retrogradation phase with landward migration of the shoreline (Late Holocene). The depositional history of the Soure coastal plain is related to the holocenic evolution model of the northeast coastal plains of Pará.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Datação das formações Rio Claro e Piraçununga por termoluminescência/ Thermoluminescence dating of Rio Claro and Piraçununga Formations

Ferreira, Sandra Regina; Chang, Maria Rita Caetano
2008-06-01

Resumo em português As formações Rio Claro e Piraçununga recobrem extensas áreas da Depressão Periférica Paulista, sobretudo na região das cidades homônimas, sobrepondo-se às formações Corumbataí e Pirambóia, em contato discordante. Caracterizam-se por fácies de areias finas a médias, localmente apresentando estratificações plano-paralelas e cruzadas e delgadas intercalações de lamas e cascalhos. As areias foram datadas pelo método de termoluminescência e apresentaram id (mais) ade do Pleistoceno. A idade mais antiga, de 745.000 anos AP, foi determinada em amostras da formação Rio Claro; as demais apresentaram resultados entre 400.000 e 145.000 anos AP, para ambas unidades. A idade mais recente, de 15.000 anos AP, foi obtida em amostra de depósito coluvionar sobreposto à formação Piraçununga, próximo ao limite Pleistoceno/Holoceno. Resumo em inglês The Rio Claro and Piraçununga formations cover extensive areas of the Paulista Peripheral Depression, dominantly in the region of Rio Claro and Piraçununga cities. These units lie over the Corumbataí and Pirambóia formations, exhibiting discordant contacts. The Rio Claro and Piraçununga formations are composed of fine to medium sand facies, showing local cross-stratifications and parallel beddings with thin interbeddings of mud and gravel. These sands were dated by t (mais) he Thermoluminescence Method, which indicated they were from the Pleistocene age. The oldest age (745,000 years BP) was found in deposits of the Rio Claro Formation; the other ages varied from 400,000 years BP to 145,000 years BP, for both formations. The youngest age (15,000 years BP - close to Pleistocene/Holocene limit) was found in colluvial deposits, which rest on the Piraçununga Formation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Costa de fiordes da Patagônia central, Chile, morfologia submarina e fácies acústicas

Vieira, Rosemary; Simões, Jefferson Cardia
2006-03-01

Resumo em português Esse estudo interpreta os perfis acústicos de subfundo e modelos 3D submarinos de alguns fiordes adjacentes ao Campo de Gelo Patagônico Sul, Chile. As bacias aprofundadas mostram a morfologia irregular e distintas formas associadas ao sistema sedimentar de zonas de grounding line, de línguas de gelos flutuantes. Refletores acústicos exibem duas fácies principais: caóticas e estratificadas, segundo sua configuração interna e geometria externa. Os sedimentos provave (mais) lmente foram depositados durante a deglaciação durante o Holoceno. A geometria dos depocentros e as características dos refletores acústicos mostram evidências da influência da batimetria e da topografia pré-existentes. Devido às grandes profundidades das bacias, as margens terminais podem ter sido um misto de condições flutuantes e aterradas no fundo marinho, embora possa predominar o regime glacial temperado. Resumo em inglês This study interprets acoustic sub-bottom profiles and submarine 3D models of some of fjords adjacent to Campo de Hielo Patagónico Sur (Southern Patagonian Icefield), Chile. The overdeepened fjord basins show irregular morphology and distinctive landforms associated with a grounding-line, ice tongues and icebergs sedimentary system. Acoustic reflectors display two main facies: chaotic and laminated, according the internal reflection configuration and the external geometr (mais) y. The sediments probably were deposited during the Holocene deglaciation, as shown by the visible reflectors of sub-bottom profiler. The geometry of the depocenters and the acoustic reflectors characteristic show evidence of pre-existing topography and bathymetry influence. Due to the great water depths of the fjord basins, terminal margins may have a mix of floating and grounded cliff behaviour, albeit the predominant temperate glacial regime.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Morfologia da plataforma continental interna adjacente ao município de Tamandaré, sul de Pernambuco - Brasil

Camargo, João Marcello Ribeiro de; Araújo, Tereza Cristina Medeiros de; Maida, Mauro; Ushizima, Thales Mitsuro
2007-01-01

Resumo em português O município de Tamandaré está localizado no litoral sul do Estado de Pernambuco, nordeste do Brasil. A morfologia da plataforma continental interna foi investigada com base em vinte perfis batimétricos obtidos por uma ecossonda GARMIN GPSMAP 185 Sounder. A área amostrada está inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) Costa dos Corais e é caracterizada pela ocorrência de arenitos de praia submersos, distribuídos ao longo das isóbatas de 16, 20 e 22 m e pela (mais) presença de um paleocanal com uma orientação N-S. Estas feições morfológicas estão relacionadas com a evolução costeira da plataforma continental sul de Pernambuco durante variações do nível do mar. A localização e descrição dessas feições serão úteis em futuros trabalhos relacionados com condições pretéritas de estabilidade do nível do mar no Holoceno. Além disso, o mapeamento dos arenitos de praia submersos é um subsídio para iniciativas de conservação da biodiversidade e para os programas nacional e global de monitoramento de recifes de coral. Resumo em inglês The study area is located off the southern coast of Pernambuco state, northeastern Brazil. The morphology of the inner continental shelf was investigated by means of twenty bathymetric profiles obtained with an echosounder GARMIN GPSMAP 185 Sounder. The surveyed area is an Environmental Protection Area (APA) called Coral Coast that is characterized by the occurrence of submerged beachrocks found at 16, 20 and 22 m depth, and a paleochannel with an N-S orientation.These mo (mais) rphological features are related with the coastal evolution of the southern Pernambuco continental shelf during Holocene sea-level variations and their description and location will be useful in future works concerning ancient conditions of sea-level stability. Mapping of submerged beachrocks contributes, as well, to the biodiversity conservation initiatives and the national and global coral reef monitoring programs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Paleocanais na plataforma continental interna do Rio Grande do Sul: evidências de uma drenagem fluvial pretérita

Abreu, José Gustavo Natorf de; Calliari, Lauro Júlio
2005-06-01

Resumo em português Estruturas subsuperficiais da plataforma continental interna do Rio Grande do Sul (RS), no sul do Brasil, registradas através do sistema acústico Sparker®, foram interpretadas como paleocanais, que se desenvolveram sobre um ambiente de planície costeira, anterior à transgressão ocorrida no final do Pleistoceno e início do Holoceno. Dois refletores principais, com expressiva continuidade lateral, foram identificados. O primeiro refletor, mais raso, situa-se entre 10 (mais) m e 12m em subsuperfície e se caracteriza como uma superfície bastante homogênea, com algumas irregularidades localizadas, de dimensões reduzidas, próximas a feições acanaladas. O segundo refletor, localizado a profundidades que variam entre 14m e 32m, em relação ao fundo marinho, é mais descontínuo e sua superfície mais irregular, com a presença de estruturas erosivas. A análise conjunta dos perfis indica que esta drenagem pretérita apresenta uma orientação N/NE-SE/SO, reduzindo sua profundidade e aumentando sua largura em direção ao mar aberto. A presença de paleocanais na plataforma interna do Rio Grande do Sul reforça os modelos de evolução paleogeográfica da área, conforme propõe os estudos realizados anteriormente. Resumo em inglês Subsurface structures mapped by the Sparker® acoustic system on the inner continental shelf of Rio Grande do Sul State, in southern Brazil were interpreted as paleochannels which developed over a coastal plain environment during the upper Pleistocene and lower Holocene. Two major reflectors displaying expressive lateral continuity were identified. The first reflector, which is shallower, is buried at depths ranging from 10 to 12m and its surface is relatively homogeneous (mais) displaying few irregularities associated that channeled structures. The second reflector mapped on depths ranging from 14 a 32m is more discontinuous and irregular and display erosive structures. The overall interpretation of the shallow seismic reflection profiles indicates that this preterit drainage display an N/NE-SE/SW orientation increasing its width and decreasing its depth towards offshore. The presence of paleochannels in the inner continental shelf of RS state supports the paleogeographic models of the area proposed by early studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Oscilações climáticas Plio-Pleistocênicas e sua influência na prospecção de ouro na área do garimpo do Manelão (PA)

Souza, Valmir da Silva; Kotschoubey, Basile
2001-07-01

Resumo em português No garimpo do Manelão, o ouro está associado a veios de quartzo encaixados na seqüência metavulcano-sedimentar São Manoel. No período Plio-Pleistoceno, sob um clima úmido, desenvolveu-se sobre a seqüência São Manoel uma cobertura laterítica autóctone e imatura. Essa cobertura residual contém partículas de ouro com elevada pureza, sugerindo processos de lixiviação da liga Au-Ag ou de remobilização e redeposição do Au em ambiente laterítico. Durante o P (mais) leistoceno, o clima tornou-se árido a semi-árido, favorecendo a erosão parcial da cobertura laterítica, através dos processos coluviais associados a enxurradas periódicas. Esse depósito coluvial recobre o perfíl laterítico, destruindo um possível padrão de dispersão geoquímica do ouro supergênico e prejudicando a prospecção geoquímica de superfície. No final do Pleistoceno e início do Holoceno, o clima úmido retorna, juntamente com os processos de intemperismo, formando stone line e latossolos. As coberturas laterítica e coluvial serviram de área-fonte para os aluviões atuais a subatuais do igarapé São Manoel, onde o ouro ocorre livre nos estratos sedimentares mais basais, formando concentrações da ordem de 10 g/ton. Resumo em inglês In the Manelão deposit the gold is associated with quartz veins hosted in the São Manoel metavolcano-sedimentary sequence. At period Plio- Pleistocene, under a humid climate, an autochthonous and immature lateritic cover was developed on the São Manoel sequence. This lateritic cover contains gold particules of high purity suggesting lixiviation or remobilization and redeposition processes of Au-Ag in a lateritic enviroment. During Pleistocene the climate changed to ari (mais) d or semi-arid favouring the erosion of the lateritic profile through colluvial processes associated with periodical floods. This colluvial deposit cover lateritic profile destroying a possible geochemical disperson of pattern of the supergenic gold and harming the geochemical exploration surface. At the end of Pleistocene and beginning of Holocene the humid climate condition returned and associated with the intemperic processes form stone line and latosols. The lateritic and colluvial cover were the source area for the current alluvial material of the São Manoel river, in which the gold occurs free in the lower sedimentary strata and forms concentrations around 10 g/ton.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Paleocanais como indicativo de eventos regressivos quaternários do nível do mar no Sul do Brasil

Weschenfelder, Jair; Corrêa, Iran C.S.; Toldo Jr., Elirio E.; Baitelli, Ricardo
2008-09-01

Resumo em português Estudos sísmicos revelam paleocanais que dissecaram a região costeira do Rio Grande do Sul. Dois sistemas de paleocanais foram estabelecidos para a área da Lagoa dos Patos. O preenchimento do sistema de canais mais jovem é Holoceno. Ele é relacionado à última regressão marinha do Pleistoceno, correspondendo ao estágio isotópico 2 do oxigênio. O processo de incisão e preenchimento do sistema mais antigo é relacionado ao evento regressivo-transgressivo anterior (mais) , correspondendo aos estágios isotópicos do oxigênio 6-5. As linhas de paleodrenagens foram conectadas àquelas previamente reconhecidas na plataforma continental. À montante, elas podem ser conectadas ao curso atual dos rios Camaquã e Jacuí. As redes de paleodrenagens reconhecidas na zona costeira representam um sistema de ligação entre a bacia de drenagem continental e sítios deposicionais na bacia marginal, dissecando a plataforma continental exposta durante um evento de regressão forçada. A descarga do sistema mais jovem alimentou sistemas deltaicos instalados da borda da plataforma durante o período de mar baixo que perdurou até o final da última glaciação. A última transgressão afogou e preencheu os vales costeiros, fechando a ligação entre a Lagoa dos Patos e o Oceano Atlântico. Os sistemas de paleodrenagens aqui considerados devem ter desempenhado um papel importante na arquitetura, distribuição faciológica e no espaço de acomodação da bacia marginal durante as oscilações do nível marinho no Quaternário. Resumo em inglês Seismic studies reveals paleochannels that dissected the Rio Grande do Sul coastal zone. Two paleochannels systems were established in the Patos Lagoon area. The channel filling of the younger system is Holocene. It is related to the last marine regression of the Pleistocene, corresponding to the oxygen isotope stage 2. The incision and filling of the older system is related to the previous regressive-transgressive event, corresponding to the oxygen isotope stages 6-5. Th (mais) e paleodrainage paths were connected with those previously recognized on the adjacent continental shelf. Landwards, the paleodrainage lines can be linked with the present courses of the Camaquã and Jacuí rivers. The paleodrainage network recognized on the coastal zone represents a river-shelf system, linking the drainage basin to the depositional settings on the marginal basin, bypassing the continental shelf exposed during a forced regression event. The bypassing discharge of the younger system fed delta systems installed on the shelf edge during the sea level lowstand that lasted until the end of the last glaciation. The last transgression drowned the incised drainage, infilling it and closing the inlets formerly existing between the Patos Lagoon and the Atlantic Ocean. The incised paleodrainage herein considered may have played an important role on the basin-margin architecture, facies distribution and accommodation during the Quaternary sea level oscillations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Solos do topo da Serra São José (Minas Gerais) e suas relações com o paleoclima no Sudeste do Brasil/ Soils of the São José Hills (Minas Gerais State, Brazil) and their relationship with palaeoclimate in Southeastern Brazil

Silva, A. C.; Vidal-Torrado, P.; Cortizas, A. Martinez; Rodeja, E. Garcia
2004-06-01

Resumo em português A diversidade de ecossistemas do sudeste do Brasil nem sempre pode ser relacionada com fatores edáficos, geomorfológicos ou hidrológicos. Topos de elevações, onde os solos são caracterizados pela unicidade de material de origem, podem constituir ambiente especial para estudos de gênese de solos e datações de eventos cíclicos relacionados com a dinâmica do clima regional. Depois de um levantamento detalhado de solos no topo da Serra São José (Prados - Minas Ge (mais) rais), dois perfis de solo (P1 e P2), originados de metarenitos da Formação Tiradentes e caracterizados por deposições sucessivas de camadas arenosas alternadas com camadas arenosas enriquecidas com matéria orgânica, foram estudados, com intuito de encontrar testemunhos de paleoambientes. O pequeno platô localiza-se a 1.350 m acima do nível de mar e 350 m acima do nível topográfico regional dominante. No P1, foram identificadas trinta e três camadas enriquecidas com matéria orgânica, alternadas com camadas de areia. Três camadas no P1 (20-30, 70-80 e 100-110 cm), com conteúdo de C orgânico respectivamente de 0.5, 7 e 1 dag kg-1, apresentam idades radiocarbônicas Resumo em inglês The diversity of ecosystems in southeastern Brazil can not always be related to edaphic, geomorphologic, or hydrologic factors. Mountain summits, where soils are characterized by common parent material, offer a special environment for studies of soil genesis and dating of cyclic events related to regional climate dynamics. After a detailed investigation of soils from the São José Hills (Prados - Minas Gerais State, Brazil), two soil profiles (P1 and P2) originated from (mais) arenite of the Tiradentes Formation were studied. They are characterized by successive depositions of sandy layers alternated with layers of sand enriched with organic matter. The study site lies 1,350 m above sea level and 350 m above the dominant topographical level of the region. Thirty-three layers with organic matter, alternated with sand layers, were identified in P1. Three layers in P1 (20-30, 70-80, and 100-110 cm depth) with an organic C content of 0,5, 7, and 1 dag kg-1, respectively, present radiocarbon (14C) ages

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)