Sample records for high income groups
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Convergência, para onde? Uma análise da dinâmica de distribuição de renda per capita a partir do modelo de misturas finitas

Catela, Eva Yamila da Silva; Gonçalves, Flávio de Oliveira
2009-09-01

Resumo em português Diferentes teorias de crescimento implicam em diferentes padrões de distribuição de níveis de renda per capita entre as economias mundiais. A validação empírica de tais teorias pressupõe propriedades nos processos estocásticos nem sempre verificadas nos exercícios empíricos tradicionais de regressões de crescimento. Este trabalho busca estas propriedades e discute a existência de clubes de renda na economia mundial analisando a distribuição da renda per cap (mais) ita em 134 países durante o período 1970-2003. As conclusões mostram uma estratificação em três grupos, com path dependence sem lock in, isto é existe uma alta probabilidade de permanência do status quo. Resumo em inglês Different growth theories implies in different patterns of per capita income distribution between countries. The empirical validation to these theories assumes some non-commonly verified stochastic processes properties. This paper seeks for theseis properties and discusses the existence of per capita income clubs in the world economy by analyzing the distribution of per capita income in 134 countries during the period 1970-2003. The conclusions show stratification in thre (mais) e groups, with path dependence and no lock in, that is, there is a high probability of maintenance of the status quo, while there exists a small probability of migration between groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Prevalência em crianças de fatores de risco para as doenças cardiovasculares/ Childhood prevalence of cardiovascular risk factors

Gama, Sueli Rosa; Carvalho, Marilia Sá; Chaves, Célia Regina Moutinho de Miranda
2007-09-01

Resumo em português Investigou-se a presença de fatores de risco para doenças cardiovasculares em estudo transversal em 356 crianças de 5 a 9 anos, atendidas em unidade básica de saúde de área de baixa renda da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil. Foram avaliados: lipidograma, estado nutricional, hábitos alimentares e aspectos sócio-econômicos. Observaram-se 10,7% de sobrepeso e 68,4% com níveis alterados no lipidograma, sendo 18,6% com LDL-colesterol alto. Para descrev (mais) er o perfil alimentar as respostas ao questionário qualitativo de ingestão foram submetidas à classificação multivariada, obtendo-se seis grupos, resumidamente definidos como: da cultura tradicional brasileira; moderno (produtos diet e light); frituras; doces e refrescos (misturados com outros grupos); os demais pouco definidos. A alta prevalência dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares desde a infância e a evidência de alimentação infantil inadequada indica a necessidade de desenvolver uma estratégia preventiva, procurando atingir toda a família, de forma a alterar os padrões de ingestão de alimentos das populações de baixa renda em direção à comportamentos mais saudáveis. Resumo em inglês Cardiovascular risk factors were investigated in 356 children 5 to 9 years of age who were treated at a primary care center located in a low-income area in Greater Metropolitan Rio de Janeiro, Brazil. Lipid profile, nutritional status, food intake, and lifestyle were evaluated. 10.7% of the children were overweight, 68.4% had some type of dyslipidemia, and 18.6% showed high LDL-c. To describe the food intake pattern, the answers to the qualitative food questionnaire were (mais) submitted to multivariate cluster analysis, producing six basic groups: traditional Brazilian cooking; "modern" food (including diet and light products); fried food; sweets and soft drinks (mixed with other groups); and other poorly defined groups. The high prevalence of cardiovascular risk factors (beginning in childhood) and the evidence of inadequate dietary habits indicate that a preventive family-focused strategy is needed to change the dietary pattern of low-income groups towards healthier eating.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Prevalência em crianças de fatores de risco para as doenças cardiovasculares/ Childhood prevalence of cardiovascular risk factors

Gama, Sueli Rosa; Carvalho, Marilia Sá; Chaves, Célia Regina Moutinho de Miranda
2007-09-01

Resumo em português Investigou-se a presença de fatores de risco para doenças cardiovasculares em estudo transversal em 356 crianças de 5 a 9 anos, atendidas em unidade básica de saúde de área de baixa renda da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Brasil. Foram avaliados: lipidograma, estado nutricional, hábitos alimentares e aspectos sócio-econômicos. Observaram-se 10,7% de sobrepeso e 68,4% com níveis alterados no lipidograma, sendo 18,6% com LDL-colesterol alto. Para descrev (mais) er o perfil alimentar as respostas ao questionário qualitativo de ingestão foram submetidas à classificação multivariada, obtendo-se seis grupos, resumidamente definidos como: da cultura tradicional brasileira; moderno (produtos diet e light); frituras; doces e refrescos (misturados com outros grupos); os demais pouco definidos. A alta prevalência dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares desde a infância e a evidência de alimentação infantil inadequada indica a necessidade de desenvolver uma estratégia preventiva, procurando atingir toda a família, de forma a alterar os padrões de ingestão de alimentos das populações de baixa renda em direção à comportamentos mais saudáveis. Resumo em inglês Cardiovascular risk factors were investigated in 356 children 5 to 9 years of age who were treated at a primary care center located in a low-income area in Greater Metropolitan Rio de Janeiro, Brazil. Lipid profile, nutritional status, food intake, and lifestyle were evaluated. 10.7% of the children were overweight, 68.4% had some type of dyslipidemia, and 18.6% showed high LDL-c. To describe the food intake pattern, the answers to the qualitative food questionnaire were (mais) submitted to multivariate cluster analysis, producing six basic groups: traditional Brazilian cooking; "modern" food (including diet and light products); fried food; sweets and soft drinks (mixed with other groups); and other poorly defined groups. The high prevalence of cardiovascular risk factors (beginning in childhood) and the evidence of inadequate dietary habits indicate that a preventive family-focused strategy is needed to change the dietary pattern of low-income groups towards healthier eating.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Mensuração dos custos e avaliação de rendas em sistemas de produção de leite caprino nos Cariris Paraibanos/ Calculation of the costs and evaluation of incomes in different systems of production of goat milk in Cariris Paraibanos

Dal Monte, Hélio Luiz Beretta; Costa, Roberto Germano; Holanda Júnior, Evandro Vasconcelos; Pimenta Filho, Edgard Cavalcanti; Cruz, George Rodrigo Beltrão da; Menezes, Marcos Paulo Carrera
2010-11-01

Resumo em português Objetivou-se mensurar o custo de produção do leite e avaliar a renda na atividade caprina por sistemas de produção. Os sistemas de produção estão localizados na microrregião dos Cariris Paraibanos e foram definidos por critérios de eficiência técnica e econômica, com método de agrupamento por análise multivariada e formação de cinco grupos. O método utilizado para o custo de produção foi o custo operacional, e o critério adotado para a conversão do cu (mais) sto da atividade leiteira para o custo do leite foi da participação da renda do leite na renda bruta da atividade. Os critérios adotados de análise de rendas foram margem bruta e margem líquida. No cômputo do custo de produção do leite de cabra, os valores foram de R$ 0,67/L; R$ 0,73/L; R$ 0,80/L; R$ 0,88/L; e R$ 1,21/L para os sistemas de produção 1, 2, 3, 4 e 5. Os sistemas de produção 1 e 2, de alta tecnologia, com margem líquida de R$ 9.147,30 e R$ 3.995,18 na atividade leiteira, foram os que apresentaram os menores custos e economicamente são os mais vantajosos. Resumo em inglês The study aimed at calculating milk production cost and evaluating the income in goat milk farm activity by production systems. The production systems are located in the sub region of Cariris Paraibanos and they were defined by criteria of technical and economical efficiency, with grouping method by multivariate data analysis and formation of five groups. The method used for production cost was the operational cost, and the criterion adopted for the conversion of the milk (mais) activity cost for the cost of the milk was the participation of the milk income in the gross income of the activity. The criteria adopted for analysis of income were gross margin and net margin. In the count of goat milk production cost the values were R$ 0.67/L R$ 0.73/L, R$ 0.80/L, R$ 0.88/L and R$ 1.21/L for the production systems 1, 2, 3, 4 and 5. Systems of production 1 and 2 with high technology and net margin of R$ 9,147.30 and R$ 3,995.18 in the milk activity, were the ones that showed the lowest costs and they are economically the most advantageous

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Avaliação do índice de massa corpórea em mulheres atendidas em ambulatório geral de ginecologia/ Evaluation of body mass index of women from an outpatient gynecological general clinic

Fernandes, Arlete Maria dos Santos; Leme, Larissa Capochin Paes; Yamada, Elza Mitiko; Sollero, Celina de Azevedo
2005-02-01

Resumo em português OBJETIVO: verificar a freqüência de sobrepeso, obesidade e fatores associados entre mulheres de ambulatório de ginecologia geral em hospital secundário de referência. MÉTODOS: as variáveis estudadas foram idade, raça, escolaridade, renda familiar, trabalho com renda exercido pela mulher, tipo de trabalho da mulher, companheiro atual, característica do ciclo menstrual no momento da entrevista e índice de massa corpórea (IMC). Para análise as mulheres foram dist (mais) ribuídas em três grupos conforme o valor de IMC: 30 kg/m² (obesidade). Para os grupos de sobrepeso e obesidade foram calculados odds ratio e respectivo intervalo de confiança a 95% (IC 95%) em cada variável, e posteriormente calculado OR ajustado. RESULTADOS: das 676 mulheres incluídas, 89,8% tinham até 8 anos de escolaridade, 83,0% tinham companheiro, 77,6% eram brancas, 61,4% referiram renda de até cinco salários mínimos e 36,0% estavam menopausadas. A freqüência de sobrepeso foi 35,6% e de obesidade 24,3%. O sobrepeso foi associado à faixa etária de 50-59 anos (OR: 3,22; IC 95%: 1,67-6,20) e à menopausa (OR: 1,52; IC 95%: 1,03-2,26); a obesidade foi associada à menopausa (OR: 2,57; IC 95%: 1,66-4,00) e às faixas etárias maiores de 40 anos (OR: 2,95; IC 95%: 1,37-6,37). Após análise de regressão múltipla, a obesidade manteve-se associada às faixas etárias de mais de 40 anos (OR: 2,51; IC 95%: 1,05-6,00). CONCLUSÕES: nesta amostra de mulheres com baixa escolaridade e nível socioeconômico, a prevalência de sobrepeso e obesidade foi alta. A obesidade foi associada a mulheres com mais de 40 anos. Esforços devem ser realizados para diminuir a freqüência de sobrepeso e obesidade entre mulheres. Resumo em inglês PURPOSE: to determine the prevalence of overweight, obesity, and associated factors among women who visited a general gynecologic clinic in a secondary hospital of reference. METHODS: the following variables were studied: age, race, educational level, family income, job (paid work done by the women), type of the women's job, current partner, menstrual cycle characteristics at the time of interview, and body mass index (BMI). The patients were divided into three groups, ac (mais) cording to their BMI values: 30 kg/m² (obesity). The odds ratio (OR) and respective 95% confidence interval (95% CI) were calculated in the overweight and obese groups. Subsequently, the OR was calculated and adjusted for other variables. RESULTS: among the 676 studied women, 89.8% had received up to 8 years of formal education, 83.0% had a partner, 77.6% were Caucasian, 61.4% earned less than 5 minimum wages, and 36.0% of these women were menopausal. The prevalence of overweight was 35.6% and of obesity 24.6%. Overweight was related to age ranging from 50 to 59 years (OR: 3.22; 95% CI: 1.67-6.20) and menopause (OR: 1.52; 95% CI: 1.03-2.26), and obesity was related to menopause (OR: 2.57; 95% CI: 1.66-4.00) and to age range above 40 years (OR: 2.95; 95% CI: 1.37-6.37). According to the multiple regression analysis, only obesity was associated with age range above 40 years (OR: 2,51; 95% CI: 1.05-6.00). CONCLUSION: the prevalence rates of overweight and obesity were high in our sample of low-income women and those with less education. Obesity was associated with women aged over 40. Attempts should be made to reduce the prevalence of overweight and obesity in women.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Prevalência de cárie e fatores associados em crianças da comunidade do Vietnã, Recife/ Prevalence of caries and associated factors in children of the Vietnã Community, Recife

Galindo, Elizabete Maria de Vasconcelos; Pereira, Jorge Antônio da Costa; Feliciano, Kátia Virginia de Oliveira; Kovacs, Maria Helena
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVOS: conhecer a prevalência de cárie e fatores associados em crianças de 6 a 12 anos cadastradas na unidade de saúde da família do Vietnã, Recife. MÉTODOS: inquérito realizado de setembro a novembro de 2002. A amostra de 128 crianças foi estratificada por idade e microárea, calculada com 90% de prevalência de cárie, 5% de erro e 10% de perdas. Utilizaram-se ficha clínica para avaliar a condição dentária (preenchida após calibração por dois cirurgi (mais) ões-dentistas) e questionário. RESULTADOS: 14,1% das crianças estavam livres de cárie. Aos 11 e 12 anos, num pólo, 29,7% tinham o CPO-D (número de dentes permanentes cariados, perdidos e restaurados) = 0, noutro, 29,7% valores entre 4-8. O CPO-D diminui significativamente com o crescimento da renda familiar (p=0,02). O número de dentes decíduos cariados, perdidos e restaurados (ceo-d) atinge valor máximo aos sete anos (4,50) - idade que acumula a maior experiência relativa de cárie e necessidade de tratamento - sendo quase significativamente maior (p=0,05) nas famílias com maior número de filhos com até 12 anos (4,50). A escolaridade dos responsáveis, o número de limpezas diárias e o acesso à atenção odontológica não afetam esses índices. CONCLUSÕES: a alta prevalência e polarização da cárie reiteram a importância de conhecer as necessidades de saúde para priorizar os grupos mais vulneráveis. Resumo em inglês OBJECTIVES: to understand caries prevalence and associated factors in 6 to 12 year olds registered at the Vietnã Family Health Clinic in Recife. METHODS: a survey during September to November 2002. The 128 children sampled were stratified by age and microarea, with a 90% prevalence of caries, 5% error and 10% loss. A clinical form was used to evaluate their dental condition (this was completed after calibration by two dental surgeons) and a questionnaire. RESULTS: 14.1% (mais) of the children free from caries. In 11 to 12 year olds, one pole, 29.7% has DMF-T=0, and the proportion is similar with values between 4-8 in the other. Where there is higher family income DMF-T decreases significantly (p=0.02); def-t reaches maximum value at age 7 (4.50) - the age which has the greater incidence of caries and the requirement for treatment - being significantly greater (p=0.05) in families with a larger number of children up to age 12 (4.50). The education level of parents and guardians, the number of daily teeth brushing and access to dental care was not statistically significant. CONCLUSIONS: high prevalence and polarization of caries reinforces the value of understanding the needs and prioritizing the more vulnerable groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Severidade de cárie em crianças e relação com aspectos sociais e comportamentais/ Relationship between severity of dental caries and social and behavioral factors in children

Peres, Karen Glazer de Anselmo; Bastos, José Roberto de Magalhães; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2000-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Conhecer os fatores de risco para a alta severidade de cárie dentária em crianças de 12 anos de idade. MÉTODOS: Partindo-se dos resultados obtidos no levantamento epidemiológico em saúde bucal, realizado em Florianópolis, em 1995, comparou-se algumas condições sociais e de comportamento entre dois grupos com severidades distintas da cárie dentária: um com alto/muito alto (n=50) e outro com muito baixos níveis da doença (n=50), através da análise d (mais) e regressão logística multivariada. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Os fatores de risco para alta severidade de cárie foram a freqüência de consumo de doces e a renda familiar. Crianças que consumiram produtos cariogênicos duas a três vezes ao dia, todos os dias, apresentaram 4,41 vezes mais chances de ter alta severidade de cárie quando comparadas com as que consumiram esses produtos no máximo uma vez ao dia -- IC95% (OR) = [1,18; 16,43]. A renda familiar foi o fator socioeconômico de maior importância. Crianças cuja renda familiar foi menor que 5 salários-mínimos tiveram 4,18 vezes mais chances de apresentar alta severidade de cárie quando comparadas com as que apresentaram renda familiar superior a 5 salários-mínimos -- IC95% (OR) = [1,16; 15,03]. Novos estudos acerca dos determinantes gerais da cárie dentária, como os diferentes aspectos da vida dos indivíduos, deveriam ser desenvolvidos, a fim de contribuir para implantar medidas amplas de promoção de saúde bucal. Resumo em inglês OBJECTIVE: To identify social and behavioral conditions that could act as risk factors to the severity of dental caries in 12-year-old children. METHODS: Based on the oral health survey data obtained in Florianópolis, Brazil, in 1995, social and behavior conditions were compared between two 12-year-old children groups with dental caries with different severity: high and very high severity, and very low severity. In the interview, there were questions about each family we (mais) re part of the interview, besides social-economic conditions and behavior aspects. RESULTS/CONCLUSIONS: The multivariate logistic regression analysis showed that the risk factors for dental caries with high severity were candy intake and family income. Children who consumes cariogenic products 2 or 3 times a day on a daily basis has 4.41 more chance of having dental caries with high severity when compared to children who consumes these same products only once a day -- CI (OR) = [1.18; 16.43] ). Family income was the most important socialeconomic factor. Children whose family income is lower than five minimum wages has 4.18 more chance of having high severity dental caries when compared to children whose family income is higher than five minimum wages -- CI (OR) = [1.16; 15.03]. The purpose of this study was to have a a better knowledge of dental caries occurrence in 12-year-old children who, in most cases, have a complete permanent dentition that showed the illness history.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Severidade de cárie em crianças e relação com aspectos sociais e comportamentais/ Relationship between severity of dental caries and social and behavioral factors in children

Peres, Karen Glazer de Anselmo; Bastos, José Roberto de Magalhães; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2000-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Conhecer os fatores de risco para a alta severidade de cárie dentária em crianças de 12 anos de idade. MÉTODOS: Partindo-se dos resultados obtidos no levantamento epidemiológico em saúde bucal, realizado em Florianópolis, em 1995, comparou-se algumas condições sociais e de comportamento entre dois grupos com severidades distintas da cárie dentária: um com alto/muito alto (n=50) e outro com muito baixos níveis da doença (n=50), através da análise d (mais) e regressão logística multivariada. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Os fatores de risco para alta severidade de cárie foram a freqüência de consumo de doces e a renda familiar. Crianças que consumiram produtos cariogênicos duas a três vezes ao dia, todos os dias, apresentaram 4,41 vezes mais chances de ter alta severidade de cárie quando comparadas com as que consumiram esses produtos no máximo uma vez ao dia -- IC95% (OR) = [1,18; 16,43]. A renda familiar foi o fator socioeconômico de maior importância. Crianças cuja renda familiar foi menor que 5 salários-mínimos tiveram 4,18 vezes mais chances de apresentar alta severidade de cárie quando comparadas com as que apresentaram renda familiar superior a 5 salários-mínimos -- IC95% (OR) = [1,16; 15,03]. Novos estudos acerca dos determinantes gerais da cárie dentária, como os diferentes aspectos da vida dos indivíduos, deveriam ser desenvolvidos, a fim de contribuir para implantar medidas amplas de promoção de saúde bucal. Resumo em inglês OBJECTIVE: To identify social and behavioral conditions that could act as risk factors to the severity of dental caries in 12-year-old children. METHODS: Based on the oral health survey data obtained in Florianópolis, Brazil, in 1995, social and behavior conditions were compared between two 12-year-old children groups with dental caries with different severity: high and very high severity, and very low severity. In the interview, there were questions about each family we (mais) re part of the interview, besides social-economic conditions and behavior aspects. RESULTS/CONCLUSIONS: The multivariate logistic regression analysis showed that the risk factors for dental caries with high severity were candy intake and family income. Children who consumes cariogenic products 2 or 3 times a day on a daily basis has 4.41 more chance of having dental caries with high severity when compared to children who consumes these same products only once a day -- CI (OR) = [1.18; 16.43] ). Family income was the most important socialeconomic factor. Children whose family income is lower than five minimum wages has 4.18 more chance of having high severity dental caries when compared to children whose family income is higher than five minimum wages -- CI (OR) = [1.16; 15.03]. The purpose of this study was to have a a better knowledge of dental caries occurrence in 12-year-old children who, in most cases, have a complete permanent dentition that showed the illness history.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Mortalidade perinatal em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais/ Perinatal mortality in two population-based cohorts from southern Brazil: trends and differences

Menezes, Ana M. B.; Barros, Fernando C.; Victora, Cesar G.; Alves, Clarita; Rocha, Cristina; Albernaz, Elaine; Menezes, Flávio S.; Jannke, Heitor A.
1996-01-01

Resumo em português A evolução da mortalidade perinatal foi estudada em Pelotas, Rio Grande do Sul, através de dois estudos de coorte realizados em 1982 e 1993. Todos os nascimentos hospitalares e os óbitos foram monitorizados com visitas diárias aos hospitais. A causa da morte foi determinada através de informações do prontuário, entrevista com o pediatra e de necrópsias. O coeficiente de mortalidade perinatal sofreu uma redução de 31% na década. O sub-registro que era de 42,1% (mais) em 1982, foi de apenas 6,8% em 1993. Dentre as causas de mortalidade perinatal, houve uma redução em 1993 de 58% para óbitos fetais antepartum, 47% para imaturidade e 62% para outras causas. Os coeficientes para asfixia sofreram um aumento de 4,5/1.000 para 8,3/1.000. As meninas apresentaram um coeficiente de mortalidade perinatal menor do que os meninos. Os coeficientes de mortalidade perinatal conforme peso ao nascer e renda familiar sofreram importantes reduções, sendo que a mais notável foi para crianças de baixo peso e de famílias de renda alta, com uma queda de 68%. Assim como em 1982, os recém-nascidos pré-termo tiveram coeficientes três vezes mais elevados do que crianças pequenas para a idade gestacional. Apesar da queda dos índices de mortalidade na década, as diferenças entre os grupos sociais mantiveram-se grandes. Resumo em inglês Trends in perinatal mortality were studied in Pelotas (southern Brazil) through surveys carried out in 1982 and 1993. All hospital births and perinatal deaths were assessed by daily visits to all maternity hospitals. Cause of death was determined through review of hospital case notes, interviews with pediatricians, and autopsies. The perinatal mortality rate decreased by 31% over the decade. Under-recording of perinatal deaths was reduced from 42.1% in 1982 to 6.8% in 199 (mais) 3. A reduction of 58% in antepartum fetal deaths was observed in 1993 (47% for deaths due to immaturity and 62% for other causes). The rate of deaths due to asphyxia increased from 4.5/1.000 in 1982 to 8.3/1.000 in 1993. Female babies showed a significantly lower perinatal mortality rate than males. Decreases in perinatal mortality rates in 1993 were observed in virtually all birthweight and family income groups. The most important reduction (68%) was observed for low birthweight babies belonging to high-income families. As in 1982, preterm babies were three times more likely to die in the perinatal period than babies with intrauterine growth retardation. Despite major decreases in perinatal mortality over the decade, large gaps between different social groups persisted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Mortalidade perinatal em duas coortes de base populacional no Sul do Brasil: tendências e diferenciais/ Perinatal mortality in two population-based cohorts from southern Brazil: trends and differences

Menezes, Ana M. B.; Barros, Fernando C.; Victora, Cesar G.; Alves, Clarita; Rocha, Cristina; Albernaz, Elaine; Menezes, Flávio S.; Jannke, Heitor A.
1996-01-01

Resumo em português A evolução da mortalidade perinatal foi estudada em Pelotas, Rio Grande do Sul, através de dois estudos de coorte realizados em 1982 e 1993. Todos os nascimentos hospitalares e os óbitos foram monitorizados com visitas diárias aos hospitais. A causa da morte foi determinada através de informações do prontuário, entrevista com o pediatra e de necrópsias. O coeficiente de mortalidade perinatal sofreu uma redução de 31% na década. O sub-registro que era de 42,1% (mais) em 1982, foi de apenas 6,8% em 1993. Dentre as causas de mortalidade perinatal, houve uma redução em 1993 de 58% para óbitos fetais antepartum, 47% para imaturidade e 62% para outras causas. Os coeficientes para asfixia sofreram um aumento de 4,5/1.000 para 8,3/1.000. As meninas apresentaram um coeficiente de mortalidade perinatal menor do que os meninos. Os coeficientes de mortalidade perinatal conforme peso ao nascer e renda familiar sofreram importantes reduções, sendo que a mais notável foi para crianças de baixo peso e de famílias de renda alta, com uma queda de 68%. Assim como em 1982, os recém-nascidos pré-termo tiveram coeficientes três vezes mais elevados do que crianças pequenas para a idade gestacional. Apesar da queda dos índices de mortalidade na década, as diferenças entre os grupos sociais mantiveram-se grandes. Resumo em inglês Trends in perinatal mortality were studied in Pelotas (southern Brazil) through surveys carried out in 1982 and 1993. All hospital births and perinatal deaths were assessed by daily visits to all maternity hospitals. Cause of death was determined through review of hospital case notes, interviews with pediatricians, and autopsies. The perinatal mortality rate decreased by 31% over the decade. Under-recording of perinatal deaths was reduced from 42.1% in 1982 to 6.8% in 199 (mais) 3. A reduction of 58% in antepartum fetal deaths was observed in 1993 (47% for deaths due to immaturity and 62% for other causes). The rate of deaths due to asphyxia increased from 4.5/1.000 in 1982 to 8.3/1.000 in 1993. Female babies showed a significantly lower perinatal mortality rate than males. Decreases in perinatal mortality rates in 1993 were observed in virtually all birthweight and family income groups. The most important reduction (68%) was observed for low birthweight babies belonging to high-income families. As in 1982, preterm babies were three times more likely to die in the perinatal period than babies with intrauterine growth retardation. Despite major decreases in perinatal mortality over the decade, large gaps between different social groups persisted.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Hipertensão arterial e possíveis fatores de risco/ Arterial hypertension and possible risk factors

Lolio, Cecília Amaro de; Pereira, Júlio César Rodrigues; Lotufo, Paulo Andrade; Souza, José Maria Pacheco de
1993-10-01

Resumo em português São apresentados resultados de um estudo de prevalência de hipertensão arterial realizado no Município de Araraquara, SP, Brasil, em 1987, que avaliou 1.199 pessoas, sendo 533 homens e 666 mulheres, de 15-74 anos de idade. Os resultados mostram alta prevalência da doença, maior no sexo masculino (32,0%) do que no feminino (25,3%), com tendência crescente com a idade, até os 49 anos (homens) e até os 59 anos (mulheres). Houve, também, maior percentagem de hiperte (mais) nsos nos grupos étnicos preto e pardo, nos obesos e naqueles de menor renda, menor escolaridade e ocupação em estratos inferiores. No entanto, a regressão logística mostrou "odds ratios" muito pequenos, associados a estes fatores, o que pode decorrer da maneira como os mesmos foram considerados. Resumo em inglês The results of a cross-sectional (prevalence) study of high blood pressure, carried out in 1987 in Araraquara County in the north of S. Paulo State, Brazil are presented. The group studies numbered 1,199 people, including 533 men and 666 women, of from 15 to 74 years of age. The results show a high prevalence of the disease (32.0% for men and 25.3% for women), with a tendency to increase with age, up to the 40's (men) and the 50's (women). There was also a greater percent (mais) age of hypertensives in the mulatto and black groups, in the obese, and among those of lower family income, with alower level of schooling and with less well remunerated jobs. However, the logistic regression showed very small odds ratios associated with these risk factors, wich could be attributed to the way these factors were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Hipertensão arterial e possíveis fatores de risco/ Arterial hypertension and possible risk factors

Lolio, Cecília Amaro de; Pereira, Júlio César Rodrigues; Lotufo, Paulo Andrade; Souza, José Maria Pacheco de
1993-10-01

Resumo em português São apresentados resultados de um estudo de prevalência de hipertensão arterial realizado no Município de Araraquara, SP, Brasil, em 1987, que avaliou 1.199 pessoas, sendo 533 homens e 666 mulheres, de 15-74 anos de idade. Os resultados mostram alta prevalência da doença, maior no sexo masculino (32,0%) do que no feminino (25,3%), com tendência crescente com a idade, até os 49 anos (homens) e até os 59 anos (mulheres). Houve, também, maior percentagem de hiperte (mais) nsos nos grupos étnicos preto e pardo, nos obesos e naqueles de menor renda, menor escolaridade e ocupação em estratos inferiores. No entanto, a regressão logística mostrou "odds ratios" muito pequenos, associados a estes fatores, o que pode decorrer da maneira como os mesmos foram considerados. Resumo em inglês The results of a cross-sectional (prevalence) study of high blood pressure, carried out in 1987 in Araraquara County in the north of S. Paulo State, Brazil are presented. The group studies numbered 1,199 people, including 533 men and 666 women, of from 15 to 74 years of age. The results show a high prevalence of the disease (32.0% for men and 25.3% for women), with a tendency to increase with age, up to the 40's (men) and the 50's (women). There was also a greater percent (mais) age of hypertensives in the mulatto and black groups, in the obese, and among those of lower family income, with alower level of schooling and with less well remunerated jobs. However, the logistic regression showed very small odds ratios associated with these risk factors, wich could be attributed to the way these factors were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Diferenciais intra-urbanos no Município de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil: potencial de uso para o planejamento em saúde/ Intra-urban differentials in Florianópolis, Santa Catarina State, Brazil, and their potential use in health services planning

Lacerda, Josimari Telino de; Calvo, Maria Cristina Marino; Freitas, Sérgio Fernando Torres de
2002-10-01

Resumo em português Partindo do pressuposto de que a ocupação espacial da população é um processo socialmente construído, e que o espaço social é determinante no processo saúde/doença, o presente estudo identificou e agrupou os setores homogêneos quanto à condição de vida no Município de Florianópolis. Selecionou, dentre as variáveis sócio-econômicas do censo demográfico brasileiro, as que melhor identificavam os diferenciais intra-urbanos de condição de vida no municí (mais) pio. Categorizou as variáveis observando os aspectos de uniformidade dos grupos e a orientação da literatura. Utilizou a Análise Fatorial de Correspondência, no processo de agrupamento dos setores, definido pelas variáveis: Renda Alta, Renda Baixa, Escolaridade Alta, Analfabetismo e Coleta Precária do Lixo. Como resultado, observou que o município pode ser dividido em quatro grupos homogêneos: dois oponentes, com melhores e piores condições de escolaridade e renda e dois medianos, nos quais a diferença é determinada pelo acesso aos serviços públicos. Indica as regiões Norte e Sul como as merecedoras de maior atenção dos gestores públicos. Identifica uma distribuição heterogênea dos domicílios no interior dos setores, caracterizando Florianópolis por não apresentar grupos concentrados de pobreza, o que não pode ser entendido como ausência desses grupos no município. Resumo em inglês Based on the premise that spatial occupation by the population is a socially constructed process, the present study identified and grouped homogeneous sectors vis-à-vis living conditions in the municipality of Florianópolis, Santa Catarina State, Brazil. Among socioeconomic variables from the Brazilian national census, the study identified and selected those which best represent the intra-urban differentials in living conditions in Florianópolis. The variables were cat (mais) egorized according to uniformity in the groups and orientation from the literature. Factor correspondence analysis was used for sector grouping. High income, low income, high schooling, illiteracy, and sub-standard garbage collection were the variables used to define grouping. As a result, the authors were able to divide the municipality into four homogeneous groups: two opposite groups having the best and worst schooling and income, and two median groups in which access to public services defines the hierarchical level. The northern and southern regions of Florianópolis were identified as receiving the greatest attention from the city administration. A heterogeneous distribution of households within sectors was identified, whereby Florianópolis was characterized as not presenting large agglomerations of poverty; however, this should not be interpreted as the absence of a poor population in the municipality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Diferenciais intra-urbanos no Município de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil: potencial de uso para o planejamento em saúde/ Intra-urban differentials in Florianópolis, Santa Catarina State, Brazil, and their potential use in health services planning

Lacerda, Josimari Telino de; Calvo, Maria Cristina Marino; Freitas, Sérgio Fernando Torres de
2002-10-01

Resumo em português Partindo do pressuposto de que a ocupação espacial da população é um processo socialmente construído, e que o espaço social é determinante no processo saúde/doença, o presente estudo identificou e agrupou os setores homogêneos quanto à condição de vida no Município de Florianópolis. Selecionou, dentre as variáveis sócio-econômicas do censo demográfico brasileiro, as que melhor identificavam os diferenciais intra-urbanos de condição de vida no municí (mais) pio. Categorizou as variáveis observando os aspectos de uniformidade dos grupos e a orientação da literatura. Utilizou a Análise Fatorial de Correspondência, no processo de agrupamento dos setores, definido pelas variáveis: Renda Alta, Renda Baixa, Escolaridade Alta, Analfabetismo e Coleta Precária do Lixo. Como resultado, observou que o município pode ser dividido em quatro grupos homogêneos: dois oponentes, com melhores e piores condições de escolaridade e renda e dois medianos, nos quais a diferença é determinada pelo acesso aos serviços públicos. Indica as regiões Norte e Sul como as merecedoras de maior atenção dos gestores públicos. Identifica uma distribuição heterogênea dos domicílios no interior dos setores, caracterizando Florianópolis por não apresentar grupos concentrados de pobreza, o que não pode ser entendido como ausência desses grupos no município. Resumo em inglês Based on the premise that spatial occupation by the population is a socially constructed process, the present study identified and grouped homogeneous sectors vis-à-vis living conditions in the municipality of Florianópolis, Santa Catarina State, Brazil. Among socioeconomic variables from the Brazilian national census, the study identified and selected those which best represent the intra-urban differentials in living conditions in Florianópolis. The variables were cat (mais) egorized according to uniformity in the groups and orientation from the literature. Factor correspondence analysis was used for sector grouping. High income, low income, high schooling, illiteracy, and sub-standard garbage collection were the variables used to define grouping. As a result, the authors were able to divide the municipality into four homogeneous groups: two opposite groups having the best and worst schooling and income, and two median groups in which access to public services defines the hierarchical level. The northern and southern regions of Florianópolis were identified as receiving the greatest attention from the city administration. A heterogeneous distribution of households within sectors was identified, whereby Florianópolis was characterized as not presenting large agglomerations of poverty; however, this should not be interpreted as the absence of a poor population in the municipality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Hábitos e práticas alimentares em três localidades da cidade de São Paulo (Brasil)/ Eating habits and practices in three localities within the city of São Paulo (Brazil)

Oliveira, Silvana Pedroso de; Thébaud-Mony, Annie
1998-06-01

Resumo em português Este trabalho teve como objetivo principal o estudo do consumo alimentar em três localidades na cidade de São Paulo. Um inquérito alimentar foi realizado, nos meses de julho e agosto de 1993, junto a trinta e duas mulheres, apresentando características socioeconômicas distintas: 11 na Favela de São Remo (baixa renda), 11 na Vila Madalena (renda média) e 10 no Parque Continental (renda alta). Utilizou-se o método recordatório de 24 horas e o de freqüência alimen (mais) tar, além de questões abertas sobre hábitos, práticas e estratégias alimentares. Observou-se semelhanças entre os grupos estudados, como por exemplo, o aumento do consumo de alimentos industrializados, o supermercado como principal local de compra de alimentos, a importância dada à carne, às frutas e aos legumes, a preferência por alimentos frescos em relação aos industrializados, as substituições ligadas à evolução dos preços dos alimentos e/ou preocupações com a saúde. Por outro lado, prevaleceu a diferenciação do consumo em função das condições socioeconômicas das famílias, verificada pela maior diversificação alimentar com a elevação da renda, com diferenças significativas (p Resumo em inglês The principal objective of this study was an assessment of food consumption in three localities within the city of São Paulo. A food inquiry was undertaken in the months of July and August, 1993, involving thirty-two women who presented distinct socio-economic characteristics: eleven from São Remo shanty-town (low income), eleven from Vila Madalena (medium income) and ten from Parque Continental (high income).The 24-hour recall and the eating frequency methods were used (mais) , as well as open questions about eating habits, practices and strategies. Similarities were observed among the groups studied: for example, the increase in the consumption of industrialized food-stuffs, the supermarket as the principal shopping place, the importance given to meat, fruits and vegetables in the diet, the preference for fresh foods rather than industrialized ones, and changes related to the shifts in the prices of food-stuffs and/or to the preoccupation with health. On the other hand, the differentiation of consumption due to the socioeconomic status of the families prevailed, evidenced by the greater diversification in food-stuffs consumed in accordance with the position on the income scale, with significant differences (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Fatores de risco para infecção pelo Helicobacter pylori em crianças/ Risk factors for Helicobacter pylori infection in children

Moraes, Mônica M. C.; Silva, Gisélia A. P. da
2003-02-01

Resumo em português Objetivo: conhecer a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori em crianças e identificar a presença de fatores de risco associados à sorologia positiva. Método: realizou-se um estudo transversal para o estabelecimento da soroprevalência e, posteriormente, um estudo comparativo entre as crianças com sorologias positivas e negativas. Estudadas 228 crianças, no Hospital Geral de Pediatria - Instituto Materno-Infantil de Pernambuco, entre maio e julho de (mais) 1999. Avaliou-se idade, sexo, variáveis ambientais, socioeconômicas, de saúde e nutricionais; história de moradores do mesmo domicílio, com queixas digestivas e história pregressa de doença péptica. Esses dados foram obtidos através de entrevista realizada com os pais ou responsáveis das crianças. O estado nutricional foi avaliado através dos índices antropométricos. Resultados: a soroprevalência para o Helicobacter pylori foi de 32% (IC 95% 26%-38%); 25,8% (IC 95% 17,8%-33,8%) nos pré-escolares, e de 39,4% (IC 95% 30,4% -48,4%) nos escolares. Nas crianças soropositivas, observou-se com maior freqüência ausência, no domicílio, de vaso sanitário, ou o mesmo não tinha descarga (p=0,008), maior aglomeração domiciliar (p=0,05), uma menor renda familiar (per capita) (p=0,03) e maior número de mães que não sabiam ler nem escrever (p=0,0002). Não houve diferença estatística significante nos dois grupos em relação às variáveis indicadoras de condições de saúde, aos índices antropométricos e quanto ao contato com morador com queixas digestivas ou história pregressa de gastrite ou úlcera péptica. Conclusões: a soroprevalência da infecção pelo Helicobacter pylori foi alta na população estudada, sendo maior entre os escolares. Verificou-se associação entre a soropositividade e condições ambientais desfavoráveis. Resumo em inglês Objective: to establish the seroprevalence of Helicobacter pylori infection in children and to identify risk factors for seropositivity. Methods: a cross-sectional study established the seroprevalence of infection by Helicobacter pylori and afterwards a comparative study was performed amongst seropositive and seronegative children. A group of 228 children were cared for at the outpatient clinic of Instituto Materno Infantil de Pernambuco, from May to July 1999. Age, sex, (mais) indicators of environmental, social and economic conditions, health and nutritional status as well as children living in contact with dwellers with history of gastrointestinal pain or peptic disease were evaluated. All data was obtained through an interview with children's parents or caretakers. Nutritional status was evaluated by anthropometric index. Results: seroprevalence of infection caused by Helicobacter pylori was found in 32% (95% CI 26% - 38%); 25.8% (95% CI 17.8% - 33.8%) in preschool children and 39.4% (95% CI 30.4% - 48.4%) in school age children. Analysis of environmental variables demonstrated higher frequency of seropositivity in children living in houses without toilets or sanitary flush toilet facilities (p = 0.008), overcrowded (p = 0.05), lower family income (p = 0.03) and poor maternal education (p = 0.002). There were no statistically significant differences between the groups regarding health indicators, anthropometric indexes and children living with dwellers with history of gastritis or peptic ulcer. Conclusions: seroprevalence of Helicobacter pylori infection was high in the studied population, being even higher among the school age group. A positive association between seropositivity and less favorable environmental variables was detected.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Desigualdades sociais e homicídios em adolescentes e adultos jovens na cidade de São Paulo em 1995/ Social inequalities and homicide in adolescents and young adults in S. Paulo, 1995

Barata, Rita Barradas; Ribeiro, Manoel Carlos Sampaio de Almeida; Moraes, José Cássio de
1999-08-01

Resumo em português Análise das correlações entre taxas de homicídio por sexo para adolescentes (10-19 a) e adultos jovens (20 a 39 a) em São Paulo, 1995, e áreas definidas segundo indicador socioeconômico. Os 96 distritos da cidade de São Paulo foram agrupados em 5 clusters de acordo com o índice socioeconômico construído através da soma de postos atribuídos às variáveis: renda média mensal dos chefes de famílias, taxa de analfabetos (>5 anos), número médio de cômodos po (mais) r domicílio e tamanho médio das famílias. Os clusters foram formados pela análise hierárquica por proximidade de vizinhança baseada no cálculo da distância euclidiana para contagens (Programa SPSS). As taxas de homicídio segundo idade e sexo foram calculadas para cada cluster. A correlação de Spearman e o valor de R² foram calculados para cada grupo de idade e sexo. As taxas de homicídios são altas tanto para homens quanto para mulheres, entretanto, o risco é de 12 a 19 vezes maior para os homens, conforme a faixa etária. Há forte correlação negativa entre as taxas de homicídio e o índice socioeconômico (r = -0,81) em todos os grupos analisados. Parte importante das diferenças entre as taxas pode ser atribuída às condições socioeconômicas das áreas de residência (R² = 0,65). Os grupos mais afetados foram os homens de 20 a 29 anos, residentes nas áreas intermediárias ou periféricas da cidade Comparados ao anel central os RR são: 1,7 no anel intermediário interno; 1,9 no anel intermediário externo; 2,8 no anel periférico interno e 4 no anel periférico externo. Resumo em inglês Analysis of the correlation between homicide rates by gender for adolescents (10-19 years) and young adults (20 to 39 years) in São Paulo, 1995, and areas defined according to a socioeconomic indicator. The 96 districts of the city of São Paulo were grouped into 5 clusters according to a socioeconomic index constructed by adding up classifications given to variables: average monthly income of head of family, illiteracy rate (for those over 5 years of age), average numbe (mais) r of rooms per household, and average size of families. Clusters were formed by the hierarchy analysis technique based on neighborhood proximity (similarity), by calculating the square of the Euclidean distance for counts, (SPSS Program). Homicide rates according to age and gender were calculated for each cluster. The Spearman correlation and the R² value were calculated for each age and gender group. Homicide rates are high for both men and women, although the risk is 12 to 19 times greater for men, according to age groups. There is a strong negative correlation between homicide rates and the socioeconomic index (r = -0.81) for all groups analyzed. An important part of the differences between rates may be attributed to the socioeconomic conditions of residence areas (R² = 0,65). Men between 20 and 29 years of age living in intermediate or peripheral areas of the city were the most affected group. RRs in relation to the central ring are: 1.7 in the internal intermediate ring; 1.9 in the external intermediate ring; 2.8 in the internal peripheral ring, and 4 in the external peripheral ring.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Desigualdades sociais e homicídios em adolescentes e adultos jovens na cidade de São Paulo em 1995/ Social inequalities and homicide in adolescents and young adults in S. Paulo, 1995

Barata, Rita Barradas; Ribeiro, Manoel Carlos Sampaio de Almeida; Moraes, José Cássio de
1999-08-01

Resumo em português Análise das correlações entre taxas de homicídio por sexo para adolescentes (10-19 a) e adultos jovens (20 a 39 a) em São Paulo, 1995, e áreas definidas segundo indicador socioeconômico. Os 96 distritos da cidade de São Paulo foram agrupados em 5 clusters de acordo com o índice socioeconômico construído através da soma de postos atribuídos às variáveis: renda média mensal dos chefes de famílias, taxa de analfabetos (>5 anos), número médio de cômodos po (mais) r domicílio e tamanho médio das famílias. Os clusters foram formados pela análise hierárquica por proximidade de vizinhança baseada no cálculo da distância euclidiana para contagens (Programa SPSS). As taxas de homicídio segundo idade e sexo foram calculadas para cada cluster. A correlação de Spearman e o valor de R² foram calculados para cada grupo de idade e sexo. As taxas de homicídios são altas tanto para homens quanto para mulheres, entretanto, o risco é de 12 a 19 vezes maior para os homens, conforme a faixa etária. Há forte correlação negativa entre as taxas de homicídio e o índice socioeconômico (r = -0,81) em todos os grupos analisados. Parte importante das diferenças entre as taxas pode ser atribuída às condições socioeconômicas das áreas de residência (R² = 0,65). Os grupos mais afetados foram os homens de 20 a 29 anos, residentes nas áreas intermediárias ou periféricas da cidade Comparados ao anel central os RR são: 1,7 no anel intermediário interno; 1,9 no anel intermediário externo; 2,8 no anel periférico interno e 4 no anel periférico externo. Resumo em inglês Analysis of the correlation between homicide rates by gender for adolescents (10-19 years) and young adults (20 to 39 years) in São Paulo, 1995, and areas defined according to a socioeconomic indicator. The 96 districts of the city of São Paulo were grouped into 5 clusters according to a socioeconomic index constructed by adding up classifications given to variables: average monthly income of head of family, illiteracy rate (for those over 5 years of age), average numbe (mais) r of rooms per household, and average size of families. Clusters were formed by the hierarchy analysis technique based on neighborhood proximity (similarity), by calculating the square of the Euclidean distance for counts, (SPSS Program). Homicide rates according to age and gender were calculated for each cluster. The Spearman correlation and the R² value were calculated for each age and gender group. Homicide rates are high for both men and women, although the risk is 12 to 19 times greater for men, according to age groups. There is a strong negative correlation between homicide rates and the socioeconomic index (r = -0.81) for all groups analyzed. An important part of the differences between rates may be attributed to the socioeconomic conditions of residence areas (R² = 0,65). Men between 20 and 29 years of age living in intermediate or peripheral areas of the city were the most affected group. RRs in relation to the central ring are: 1.7 in the internal intermediate ring; 1.9 in the external intermediate ring; 2.8 in the internal peripheral ring, and 4 in the external peripheral ring.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Violência sexual por parceiro íntimo entre homens e mulheres no Brasil urbano, 2005/ Intimate partner sexual violence among men and women in urban Brazil, 2005

Schraiber, Lilia Blima; D'Oliveira, Ana Flávia P L; França Junior, Ivan; Grupo de Estudos em População, Sexualidade e Aids
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência de violência sexual por parceiro íntimo entre homens e mulheres da população urbana brasileira e fatores a ela associados. MÉTODOS: Os dados analisados fazem parte de pesquisa realizada em 1998 e 2005 no Brasil, em população urbana. Os dados foram obtidos por meio de questionários aplicados a amostra representativa de 5.040 indivíduos, homens e mulheres de 16 a 65 anos. Análise descritiva foi realizada com dados ponderados, usand (mais) o-se os testes F design-based, com significância de 5%. RESULTADOS: A prevalência global de violência sexual por parceiro íntimo foi de 8,6%, com predominância entre as mulheres (11,8% versus 5,1%). As mulheres apresentaram taxas sempre maiores de violência do que os homens, exceto no caso de parcerias homo/ bissexuais. Foi significativa a diferença da maior taxa verificada para homens homo/bissexuais em relação aos heterossexuais, mas não para mulheres. A população negra, independente do sexo, referiu mais violência que a branca. Quanto menor a renda e a escolaridade, maior a violência, mas homens de regiões mais pobres referiram mais violência, o que não ocorreu com mulheres. Situações diversas do trabalho, uso de condom, menor idade na primeira relação sexual e número de parceiros nos últimos cinco anos diferiram significativamente para mulheres, mas não para homens. Para homens e mulheres a violência sexual associou-se a ser separado(a) ou divorciado(a), ter tido doença sexualmente transmissível, auto-avaliar-se com risco para HIV, mas não à sua testagem. CONCLUSÕES: Confirma-se a alta magnitude da violência sexual e a sobretaxa feminina. Reitera-se a violência como resultado de conflitos de gênero, os quais perpassam a estratificação social e a etnia. Quanto à epidemia de Aids, a violência sexual é um fator importante a ser considerado na feminilização da população atingida. Resumo em inglês OBJECTIVE: To estimate the prevalence of intimate partner sexual violence among men and women of the Brazilian urban population and factors associated to it. METHODS: The data analyzed is part of the study conducted between 1998 and 2005 among urban populations in Brazil. The data was obtained by means of a questionnaire applied to a representative sample of 5.040 individuals, men and women 16 to 65 years of age. Descriptive analysis was undertaken with weighted data, uti (mais) lizing F design-based tests, with 5% significance. RESULTS: The global prevalence of intimate partner sexual violence was 8.6%, being predominant among women (11.8% versus 5.1%). Women consistently reported higher rates of violence then men, except in cases involving homo/bissexual partners. The rate verified for male homo/bisexuals was significantly greater than that found among male heterosexuals, but this difference in rates was not significant among women. The black population, irrespective of sex, referred more violence than the white population. The lower the income and years of formal education, the greater the rates of violence. However, men from poorer regions referred more violence, but this did not occur with respect to women. Diverse situations with respect to work, use of condoms, lower age at first intercourse and number of partners during the last five years differed significantly among women, but not among men. For both men and women sexual violence was associated with being separated or divorced, having had STDs, self -evaluation of being at risk for HIV, but was not associated with testing positive for HIV. CONCLUSIONS: The high magnitude of sexual violence as well as female surtax is confirmed. Violence as a result of gender conflicts, that pervades social stratification and ethnic groups is reiterated. As to the Aids epidemic, sexual violence is an important factor to be taken into consideration when discussing the feminization of the population affected by the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Violência sexual por parceiro íntimo entre homens e mulheres no Brasil urbano, 2005/ Intimate partner sexual violence among men and women in urban Brazil, 2005

Schraiber, Lilia Blima; D'Oliveira, Ana Flávia P L; França Junior, Ivan; Grupo de Estudos em População, Sexualidade e Aids
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência de violência sexual por parceiro íntimo entre homens e mulheres da população urbana brasileira e fatores a ela associados. MÉTODOS: Os dados analisados fazem parte de pesquisa realizada em 1998 e 2005 no Brasil, em população urbana. Os dados foram obtidos por meio de questionários aplicados a amostra representativa de 5.040 indivíduos, homens e mulheres de 16 a 65 anos. Análise descritiva foi realizada com dados ponderados, usand (mais) o-se os testes F design-based, com significância de 5%. RESULTADOS: A prevalência global de violência sexual por parceiro íntimo foi de 8,6%, com predominância entre as mulheres (11,8% versus 5,1%). As mulheres apresentaram taxas sempre maiores de violência do que os homens, exceto no caso de parcerias homo/ bissexuais. Foi significativa a diferença da maior taxa verificada para homens homo/bissexuais em relação aos heterossexuais, mas não para mulheres. A população negra, independente do sexo, referiu mais violência que a branca. Quanto menor a renda e a escolaridade, maior a violência, mas homens de regiões mais pobres referiram mais violência, o que não ocorreu com mulheres. Situações diversas do trabalho, uso de condom, menor idade na primeira relação sexual e número de parceiros nos últimos cinco anos diferiram significativamente para mulheres, mas não para homens. Para homens e mulheres a violência sexual associou-se a ser separado(a) ou divorciado(a), ter tido doença sexualmente transmissível, auto-avaliar-se com risco para HIV, mas não à sua testagem. CONCLUSÕES: Confirma-se a alta magnitude da violência sexual e a sobretaxa feminina. Reitera-se a violência como resultado de conflitos de gênero, os quais perpassam a estratificação social e a etnia. Quanto à epidemia de Aids, a violência sexual é um fator importante a ser considerado na feminilização da população atingida. Resumo em inglês OBJECTIVE: To estimate the prevalence of intimate partner sexual violence among men and women of the Brazilian urban population and factors associated to it. METHODS: The data analyzed is part of the study conducted between 1998 and 2005 among urban populations in Brazil. The data was obtained by means of a questionnaire applied to a representative sample of 5.040 individuals, men and women 16 to 65 years of age. Descriptive analysis was undertaken with weighted data, uti (mais) lizing F design-based tests, with 5% significance. RESULTS: The global prevalence of intimate partner sexual violence was 8.6%, being predominant among women (11.8% versus 5.1%). Women consistently reported higher rates of violence then men, except in cases involving homo/bissexual partners. The rate verified for male homo/bisexuals was significantly greater than that found among male heterosexuals, but this difference in rates was not significant among women. The black population, irrespective of sex, referred more violence than the white population. The lower the income and years of formal education, the greater the rates of violence. However, men from poorer regions referred more violence, but this did not occur with respect to women. Diverse situations with respect to work, use of condoms, lower age at first intercourse and number of partners during the last five years differed significantly among women, but not among men. For both men and women sexual violence was associated with being separated or divorced, having had STDs, self -evaluation of being at risk for HIV, but was not associated with testing positive for HIV. CONCLUSIONS: The high magnitude of sexual violence as well as female surtax is confirmed. Violence as a result of gender conflicts, that pervades social stratification and ethnic groups is reiterated. As to the Aids epidemic, sexual violence is an important factor to be taken into consideration when discussing the feminization of the population affected by the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Índice de massa corporal e hipertensão arterial em indivíduos adultos no Centro-Oeste do Brasil/ Body mass index and hypertension in adult subjects in Brazil's Midwest/ Índice de masa corporal e hipertensión arterial en individuos adultos en el Centro Oeste del Brasil

Amer, Nadia Mohamed; Marcon, Sonia Silva; Santana, Rosangela Getirana
2011-01-01

Resumo em português FUNDAMENTO: O excesso de peso e a obesidade constituem importante problema de saúde pública na sociedade, devido ao crescimento em todas as faixas etárias e por sua associação a várias doenças crônicas, especialmente a hipertensão arterial. OBJETIVO: Investigar possíveis fatores associados às alterações no índice de massa corporal (IMC). MÉTODOS: Estudo desenvolvido em Nova Andradina - Mato Grosso do Sul, com 369 indivíduos cadastrados no programa Estraté (mais) gia Saúde da Família no ano de 2007. Os dados foram coletados nos domicílios, por meio de entrevista semiestruturada e avaliação antropométrica. Na análise dos dados, foram utilizados os testes qui-quadrado e Mantel Haensel, para respostas categóricas, e ANOVA e Tukey, para as contínuas. RESULTADOS: As prevalências de sobrepeso e obesidade foram de 33,3% e 23,0%, respectivamente. Em sua maioria, os indivíduos apresentavam as seguintes características: sexo feminino (85,4%), inativos (89,7%), relação cintura-quadril (RCQ) inadequada (83,7%) e portavam algum problema de saúde crônico (31,9%), especialmente a hipertensão arterial. Os fatores de risco para sobrepeso e obesidade podem ser relacionados às variáveis estado civil viúvo, RCQ inadequada, renda mais baixa e problemas de saúde. Já a hipertensão arterial pode ser associada apenas à obesidade. CONCLUSÃO: O percentual de pessoas que se encontravam acima do peso e daquelas que não praticavam atividade física em Nova Andradina indica que essas questões constituem desafio importante para o setor saúde também nas pequenas cidades. Por isso, é premente a implantação de programas de intervenção multidisciplinares no âmbito da atenção básica. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: El exceso de peso y la obesidad constituyen importante problema de salud pública en la sociedad, debido al crecimiento en todas las franjas etáreas y por su asociación a varias enfermedades crónicas, especialmente la hipertensión arterial. OBJETIVO: Investigar posibles factores asociados a las alteraciones en el índice de masa corporal (IMC). MÉTODOS: Estudio desarrollado en Nova Andradina - Mato Grosso do Sul, con 369 individuos registrados en el progr (mais) ama Estrategia Salud de la Familia en el año 2007. Los datos fueron colectados en los domicilios, por medio de entrevista semiestructurada y evaluación antropométrica. En el análisis de los datos, fueron utilizados los tests chi-cuadrado y Mantel Haensel, para respuestas categóricas, y ANOVA y Tukey, para las continuas. RESULTADOS: Las prevalencias de sobrepeso y obesidad fueron de 33,3% y 23,0%, respectivamente. En su mayoría, los individuos presentaban las siguientes características: sexo femenino (85,4%), inactivos (89,7%), relación cintura-cadera (RCC) inadecuada (83,7%) y portaban algún problema de salud crónico (31,9%), especialmente la hipertensión arterial. Los factores de riesgo para sobrepeso y obesidad pueden ser relacionados a las variables estado civil viudo, RCC inadecuada, renta más baja y problemas de salud. Ya la hipertensión arterial puede ser asociada apenas a la obesidad. CONCLUSIÓN: El porcentual de personas que se encontraban encima del peso y de aquellas que no practicaban actividad física en Nova Andradina indica que esas cuestiones constituyen desafío importante para el sector salud también en las pequeñas ciudades. Por eso, es urgente la implantación de programas de intervención multidisciplinares en el ámbito de la atención básica. Resumo em inglês BACKGROUND: Overweight and obesity are an important public health problem in society, due to the growth in all age groups and their association with various chronic diseases, especially hypertension OBJECTIVE: To investigate possible factors associated with changes in body mass index (BMI). METHODS: Study developed in the city of Nova Andradina, State of Mato Grosso do Sul, with 369 subjects registered in the Family Health Strategy Program in 2007. Data were collected at (mais) the subjects' homes, by using a semi-structured interview and by an anthropometric assessment. In the analysis of data, we used the Chi-square and Mantel Haenszel tests, for categorical responses, and ANOVA and Tukey tests, for continuous responses. RESULTS: The prevalence of overweight and obesity was 33.3% and 23.0%, respectively. Most of the individuals had the following characteristics: they were female (85.4%), physically inactive (89.7%), their waist-hip ratio (WHR) was inadequate (83.7%) and they had some chronic health problem (31.9%), especially hypertension. Risk factors for overweight and obesity may be linked to variables such as widowed status, inadequate WHR, lower income and health problems. On the other hand, high blood pressure may be linked only to obesity. CONCLUSION: The percentage of people that were overweight and those who did not do exercises in Nova Andradina indicates that these issues are also an important challenge for the health sector in smaller cities. Therefore, it is urgent that multidisciplinary intervention programs be implemented in primary health care.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Vigilância da hanseníase em Olinda, Brasil, utilizando técnicas de análise espacial/ Leprosy surveillance in Olinda, Brazil, using spatial analysis techniques

Lapa, Tiago; Ximenes, Ricardo; Silva, Nilza Nunes; Souza, Wayner; Albuquerque, Maria de Fátima Militão; Campozana, Gisele
2001-10-01

Resumo em português Contribui-se com o sistema de Vigilância Epidemiológica em nível local por meio de análise espacial em razão do predomínio do caráter urbano da hanseníase em nosso meio e por sua distribuição não homogênea - em parte, pela forma de ocupação e transformação do espaço urbano. Trabalha-se o conceito de risco coletivo pela definição de micro-áreas homogêneas mediante o indicador de carência social, verificando-se sua coerência com padrões da distribui� (mais) �ão da hanseníase obtidos da base de dados do SINAN para o Município de Olinda no período 1991-96. Para cada estrato, definido segundo níveis semelhantes dos indicadores, foi calculado o coeficiente de detecção médio para o período. Ao exame da associação entre carência social (risco) e coeficiente de detecção de hanseníase obteve-se coeficiente de explicação de 66,1% no modelo multiplicativo, acrescido para 84,3% com a variável renda. Para atender à lógica de intervenção, definiram-se estratos de alto, médio e baixo risco nos distritos sanitários e área programática. A construção desses mapas mostrou-se útil a instrumentalizar o planejamento em nível local. Resumo em inglês In the State of Pernambuco, Brazil, leprosy has been mainly an urban disease, with an uneven geographical distribution related at least partially to the way urban space has been occupied and transformed. Spatial analysis may thus become an important tool to establish an epidemiological surveillance system for leprosy. Homogeneous micro-areas were defined in the city of Olinda through the integration of two databases, the Population Census and SINAN, and through the use of (mais) digital maps and geoprocessing techniques. Census tracts were classified according to a social deprivation index (SDI), and micro-area homogeneity was based on similar values for this indicator. Cluster analysis (K-means) was used to define cut-offs between strata. The same procedure was repeated using the income variable only. When the association was tested between the mean SDI value and the mean leprosy detection rate for the period 1991-1996, the value obtained for r² was 66.1% in the multiplicative model, increasing to 84.3% when the income variable was used. To define different intervention strategies, census tracts were regrouped in three levels of risk: high, moderate, and low. The methodology enabled the identification (within each health district) of groups and/or areas with different risk of leprosy, hence allowing for the definition of control measures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Vigilância da hanseníase em Olinda, Brasil, utilizando técnicas de análise espacial/ Leprosy surveillance in Olinda, Brazil, using spatial analysis techniques

Lapa, Tiago; Ximenes, Ricardo; Silva, Nilza Nunes; Souza, Wayner; Albuquerque, Maria de Fátima Militão; Campozana, Gisele
2001-10-01

Resumo em português Contribui-se com o sistema de Vigilância Epidemiológica em nível local por meio de análise espacial em razão do predomínio do caráter urbano da hanseníase em nosso meio e por sua distribuição não homogênea - em parte, pela forma de ocupação e transformação do espaço urbano. Trabalha-se o conceito de risco coletivo pela definição de micro-áreas homogêneas mediante o indicador de carência social, verificando-se sua coerência com padrões da distribui� (mais) �ão da hanseníase obtidos da base de dados do SINAN para o Município de Olinda no período 1991-96. Para cada estrato, definido segundo níveis semelhantes dos indicadores, foi calculado o coeficiente de detecção médio para o período. Ao exame da associação entre carência social (risco) e coeficiente de detecção de hanseníase obteve-se coeficiente de explicação de 66,1% no modelo multiplicativo, acrescido para 84,3% com a variável renda. Para atender à lógica de intervenção, definiram-se estratos de alto, médio e baixo risco nos distritos sanitários e área programática. A construção desses mapas mostrou-se útil a instrumentalizar o planejamento em nível local. Resumo em inglês In the State of Pernambuco, Brazil, leprosy has been mainly an urban disease, with an uneven geographical distribution related at least partially to the way urban space has been occupied and transformed. Spatial analysis may thus become an important tool to establish an epidemiological surveillance system for leprosy. Homogeneous micro-areas were defined in the city of Olinda through the integration of two databases, the Population Census and SINAN, and through the use of (mais) digital maps and geoprocessing techniques. Census tracts were classified according to a social deprivation index (SDI), and micro-area homogeneity was based on similar values for this indicator. Cluster analysis (K-means) was used to define cut-offs between strata. The same procedure was repeated using the income variable only. When the association was tested between the mean SDI value and the mean leprosy detection rate for the period 1991-1996, the value obtained for r² was 66.1% in the multiplicative model, increasing to 84.3% when the income variable was used. To define different intervention strategies, census tracts were regrouped in three levels of risk: high, moderate, and low. The methodology enabled the identification (within each health district) of groups and/or areas with different risk of leprosy, hence allowing for the definition of control measures.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Uso regular de serviços odontológicos entre adultos: padrões de utilização e tipos de serviços/ Regular use of dental care services by adults: patterns of utilization and types of services

Camargo, Maria Beatriz J.; Dumith, Samuel C.; Barros, Aluísio J. D.
2009-09-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o uso regular de serviços odontológicos entre adultos, identificando grupos nos quais esse comportamento é mais freqüente. O estudo foi realizado em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, com desenho transversal de base populacional, envolvendo 2.961 indivíduos, que responderam um questionário estruturado. A prevalência de uso regular encontrada foi de 32,8%. Estiveram positivamente associadas ao uso de forma regular as seguintes ca (mais) racterísticas: ser do sexo feminino, ter idade Resumo em inglês The aim of this study was to estimate the prevalence of regular use of dental services by adults and identify groups where this behavior is more frequent. A cross-sectional population-based study was carried out in Pelotas, southern Brazil, including 2,961 individuals who answered a standardized questionnaire. Overall prevalence of regular use of dental services was 32.8%. The following variables were positively associated with regular use: female gender, age > 60 years, (mais) no partner, high educational level, high economic status, private service user, good/excellent self-rated oral health, and no perceived need for dental treatment. Those who had received orientation on prevention and expressed a favorable view towards the dentist had higher odds of being regular users. Especially among lower-income individuals, regular use was infrequent (15%). When restricting the analysis to users of public dental services, schooling was still positively associated with the outcome. Dental services, especially in the public sector, should develop strategies to increase regular and preventive use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Uso regular de serviços odontológicos entre adultos: padrões de utilização e tipos de serviços/ Regular use of dental care services by adults: patterns of utilization and types of services

Camargo, Maria Beatriz J.; Dumith, Samuel C.; Barros, Aluísio J. D.
2009-09-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o uso regular de serviços odontológicos entre adultos, identificando grupos nos quais esse comportamento é mais freqüente. O estudo foi realizado em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil, com desenho transversal de base populacional, envolvendo 2.961 indivíduos, que responderam um questionário estruturado. A prevalência de uso regular encontrada foi de 32,8%. Estiveram positivamente associadas ao uso de forma regular as seguintes ca (mais) racterísticas: ser do sexo feminino, ter idade Resumo em inglês The aim of this study was to estimate the prevalence of regular use of dental services by adults and identify groups where this behavior is more frequent. A cross-sectional population-based study was carried out in Pelotas, southern Brazil, including 2,961 individuals who answered a standardized questionnaire. Overall prevalence of regular use of dental services was 32.8%. The following variables were positively associated with regular use: female gender, age > 60 years, (mais) no partner, high educational level, high economic status, private service user, good/excellent self-rated oral health, and no perceived need for dental treatment. Those who had received orientation on prevention and expressed a favorable view towards the dentist had higher odds of being regular users. Especially among lower-income individuals, regular use was infrequent (15%). When restricting the analysis to users of public dental services, schooling was still positively associated with the outcome. Dental services, especially in the public sector, should develop strategies to increase regular and preventive use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Triagem auditiva: perfil socioeconômico de mãe/ Socio-economic characteristic of mothers of a NHS program

Lima, Maria Luiza Lopes Timóteo de; Assis, Ana Beatriz Rigueira de; Mercês, Greice Bandeira das; Barros, Paulo Freitas de; Griz, Silvana Maria Sobral
2008-01-01

Resumo em português OBJETIVO: descrever as características socioeconômicas e demográficas das mães cujos filhos participaram da triagem auditiva neonatal. MÉTODOS: o estudo foi desenvolvido em maternidades públicas da cidade do Recife, por meio de entrevistas realizadas com as parturientes. Após a entrevista, as mães foram convidadas a comparecer às clínicas-escola de Fonoaudiologia da Universidade Católica de Pernambuco e da Faculdade Integrada do Recife, para realizar avaliaçã (mais) o auditiva em seus filhos. RESULTADOS: participaram do estudo 1.021 mães, sendo observado que: a idade destas variou de 13 a 50 anos, com maioria (69,5%) entre 20 e 35 anos; 59,4% são casadas ou têm união consensual; 39,1% são solteiras e a maior parte (34,1%) possui primeiro grau incompleto e 3,4%, o 3°grau. Quanto ao fator renda pessoal, a maioria (72,8%) apresenta inferior a um salário mínimo; 90,3% possuem bens, sendo que 83,6% televisão, 56,7% casa própria e 40,7% telefone e, como atividade, identificou-se (63,7%) como sendo dona de casa. CONCLUSÃO: as características socioeconômicas e demográficas das mães participantes da triagem auditiva neonatal foram marcadas por mulheres adultas jovens, que possuem marido ou parceiros, baixa escolaridade e renda familiar, possuem acesso à televisão e não possuem trabalho fora de casa. Tais resultados representam uma importante base diagnóstica para as necessárias ações de gestão, assistência e ensino na área de saúde materno-infantil. Portanto, a partir dos achados pode-se melhor fundamentar programas direcionados para as mães com as características socioeconômicas e demográficas identificadas. Entretanto, para se atingir todas as mães, o estudo também forneceu indícios de grupos minoritários que merecem, certamente, novas pesquisas seqüenciais. Resumo em inglês PURPOSE: to describe the socio-economic and demographic aspects of mothers related to a newborn hearing screening program in Recife. METHODS: this study was developed in public hospitals in Recife, through interviews carried out with the mothers. After each interview, the mothers were invited to carry out hearing screening in their babies in audiological clinics at the Universities, with no any burden. RESULTS: 1,021 mothers took part in this study, with the following fea (mais) tures: age varying from 13 to 50 years, with the majority (69.5%) between 20 and 35 years-old, 59.4% were married or had formal consented union, 39.1% were single, and the majority of mothers (34.1%) did not finished high school, 3.4% completed university graduation, the majority of the mothers (72.8%) earned less than one minimal wage per month, 90.3% had goods such as TV (83.6%), their self-owned house (56.7%), and telephone (40.7%). CONCLUSION: the results showed the socio-economic and demographic aspects of the mother involved in the newborn hearing screening program were married young adults, with low educational level and low income. They mostly had no outside job and owned a TV set. Therefore, from de findings we can better substantiate programs direct towards mothers with the indicated socioeconomic features. However, for reaching all mothers, the study also provided indications of minority groups that deserve, certainly, new sequential studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Tendência secular da doença respiratória na infância na cidade de São Paulo (1984-1996)/ Secular trends in child respiratory diseases in S. Paulo City, Brazil (1984-1996)

Benicio, Maria Helena D'Aquino; Cardoso, Maria Regina Alves; Gouveia, Nelson da Cruz; Monteiro, Carlos Augusto
2000-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência e a distribuição social da doença respiratória na infância, estabelecer a tendência secular dessa enfermidade e analisar sua determinação, com base nos dados coletados por dois inquéritos domiciliares realizados na cidade de São Paulo, SP, em 1984/85 e em 1995/96. MÉTODOS: Os inquéritos estudaram amostras probabilísticas da população residente na cidade com idades entre zero e 59 meses (1.016 em 1984/85 e 1.280 em 1995/96). (mais) Nos dois inquéritos estimou-se a prevalência instantânea da doença respiratória alta (acima da epiglote) e da doença respiratória baixa com e sem chiado à ausculta pulmonar. A ocorrência da doença respiratória foi aferida por exames clínicos realizados em dias aleatórios, nos próprios domicílios das crianças, por médicos pediatras devidamente treinados e padronizados quanto ao diagnóstico da doença. Os exames clínicos incluíam a anamnese do dia, antecedentes de doença respiratória e o exame físico completo da criança, incluindo inspeção da orofaringe, otoscopia e ausculta pulmonar. Nos dois inquéritos, os exames foram distribuídos ao longo de um período de cerca de 12 meses, de modo a garantir uma varredura uniforme das várias áreas da cidade ao longo das quatro estações. O estudo da distribuição social da doença respiratória levou em conta tercis da renda familiar per capita em cada um dos inquéritos. A estratégia analítica para estudar os determinantes da evolução da prevalência da doença na população empregou modelos hierárquicos de causalidade, análises multivariadas de regressão e procedimentos análogos aos utilizados para calcular riscos atribuíveis populacionais. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Houve entre os inquéritos aumentos expressivos na prevalência instantânea da doença respiratória alta (de 22,2% para 38,8%) e da doença respiratória baixa sem e com chiado (de 6,0% para 10,0% e de 0,8% para 2,8%, respectivamente). No caso da doença alta e da doença baixa sem chiado, o aumento é generalizado nos vários estratos sociais, o que não altera, no período, a situação discretamente menos favorável dos estratos de menor renda. No caso da doença baixa com chiado, o aumento se restringe aos estratos de renda baixa e intermediária, sendo particularmente intenso no estrato de menor renda, o que determina o surgimento de uma forte relação inversa entre a doença e a renda familiar. Mudanças positivas em determinantes distais das doenças respiratórias (renda familiar e escolaridade materna) e em variáveis relacionadas à salubridade das moradias justificariam declínio modesto e não aumento das doenças respiratórias na cidade. O aumento na freqüência a creches, observado no período, poderia contrabalançar o efeito positivo das melhorias em variáveis socioeconômicas e ambientais, mas não seria suficiente para justificar o aumento das doenças respiratórias na cidade. Resumo em inglês OBJECTIVE: Data from two consecutive household surveys undertaken in mid-80s and mid-90s allow to characterize and analyse secular trends in infant and child respiratory diseases in the city of S. Paulo, Brazil. METHODS: The two surveys included random population samples aged from zero to 59 months (1,016 in the period of 1984-85 and 1,280 in 1995-96). In both surveys the instant prevalence of high respiratory diseases (above the epiglottis) and low respiratory diseases w (mais) ith or without wheezing were calculated. All sampled children were examined in their household at a random day by trained pediatricians using standardized procedures. The examinations included medical history, past respiratory diseases and a complete physical examination. In both surveys the examinations were distributed throughout a period of almost 12 months to assure a uniform coverage of the various areas of the city along the four seasons of the year. For each survey, the study of the social distribution of the diseases took into account tertiles of the per capita family income. For the study of the determinants of secular trends, hierarchical causal models, multivariate regression analyses and calculations analogous to the ones used to assess population attributable risks were applied. RESULTS/CONCLUSIONS: In the time span from the first to the second survey, there was a substantial increase in the prevalence of both low (from 22.2% to 38.8%) and high respiratory diseases (from 6.0% to 10.0% and from 0.8% to 2.8%, without and with wheezing, respectively). In the case of high respiratory disease and low respiratory disease without wheezing, an increase in prevalence was observed among all social strata, which did not interfere with the slightly less favourable situation of the lower income groups. In the case of low respiratory disease with wheezing, the increase was only observed among middle and low-income groups, being particularly high among the lower income group, yielding a significant inverse gradient between income and respiratory disease. Positive changes in distal (family income and maternal schooling) and in intermediate determinants related to housing characteristics would have resulted in a decline, not an increase, in the prevalence of respiratory diseases in the city. The duplication in the attendance rate to day care nurseries seen in the period could have counterbalanced the positive effect due to socioeconomic and housing variables but would not be enough to explain an increase in the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Tendência secular da doença respiratória na infância na cidade de São Paulo (1984-1996)/ Secular trends in child respiratory diseases in S. Paulo City, Brazil (1984-1996)

Benicio, Maria Helena D'Aquino; Cardoso, Maria Regina Alves; Gouveia, Nelson da Cruz; Monteiro, Carlos Augusto
2000-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência e a distribuição social da doença respiratória na infância, estabelecer a tendência secular dessa enfermidade e analisar sua determinação, com base nos dados coletados por dois inquéritos domiciliares realizados na cidade de São Paulo, SP, em 1984/85 e em 1995/96. MÉTODOS: Os inquéritos estudaram amostras probabilísticas da população residente na cidade com idades entre zero e 59 meses (1.016 em 1984/85 e 1.280 em 1995/96). (mais) Nos dois inquéritos estimou-se a prevalência instantânea da doença respiratória alta (acima da epiglote) e da doença respiratória baixa com e sem chiado à ausculta pulmonar. A ocorrência da doença respiratória foi aferida por exames clínicos realizados em dias aleatórios, nos próprios domicílios das crianças, por médicos pediatras devidamente treinados e padronizados quanto ao diagnóstico da doença. Os exames clínicos incluíam a anamnese do dia, antecedentes de doença respiratória e o exame físico completo da criança, incluindo inspeção da orofaringe, otoscopia e ausculta pulmonar. Nos dois inquéritos, os exames foram distribuídos ao longo de um período de cerca de 12 meses, de modo a garantir uma varredura uniforme das várias áreas da cidade ao longo das quatro estações. O estudo da distribuição social da doença respiratória levou em conta tercis da renda familiar per capita em cada um dos inquéritos. A estratégia analítica para estudar os determinantes da evolução da prevalência da doença na população empregou modelos hierárquicos de causalidade, análises multivariadas de regressão e procedimentos análogos aos utilizados para calcular riscos atribuíveis populacionais. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Houve entre os inquéritos aumentos expressivos na prevalência instantânea da doença respiratória alta (de 22,2% para 38,8%) e da doença respiratória baixa sem e com chiado (de 6,0% para 10,0% e de 0,8% para 2,8%, respectivamente). No caso da doença alta e da doença baixa sem chiado, o aumento é generalizado nos vários estratos sociais, o que não altera, no período, a situação discretamente menos favorável dos estratos de menor renda. No caso da doença baixa com chiado, o aumento se restringe aos estratos de renda baixa e intermediária, sendo particularmente intenso no estrato de menor renda, o que determina o surgimento de uma forte relação inversa entre a doença e a renda familiar. Mudanças positivas em determinantes distais das doenças respiratórias (renda familiar e escolaridade materna) e em variáveis relacionadas à salubridade das moradias justificariam declínio modesto e não aumento das doenças respiratórias na cidade. O aumento na freqüência a creches, observado no período, poderia contrabalançar o efeito positivo das melhorias em variáveis socioeconômicas e ambientais, mas não seria suficiente para justificar o aumento das doenças respiratórias na cidade. Resumo em inglês OBJECTIVE: Data from two consecutive household surveys undertaken in mid-80s and mid-90s allow to characterize and analyse secular trends in infant and child respiratory diseases in the city of S. Paulo, Brazil. METHODS: The two surveys included random population samples aged from zero to 59 months (1,016 in the period of 1984-85 and 1,280 in 1995-96). In both surveys the instant prevalence of high respiratory diseases (above the epiglottis) and low respiratory diseases w (mais) ith or without wheezing were calculated. All sampled children were examined in their household at a random day by trained pediatricians using standardized procedures. The examinations included medical history, past respiratory diseases and a complete physical examination. In both surveys the examinations were distributed throughout a period of almost 12 months to assure a uniform coverage of the various areas of the city along the four seasons of the year. For each survey, the study of the social distribution of the diseases took into account tertiles of the per capita family income. For the study of the determinants of secular trends, hierarchical causal models, multivariate regression analyses and calculations analogous to the ones used to assess population attributable risks were applied. RESULTS/CONCLUSIONS: In the time span from the first to the second survey, there was a substantial increase in the prevalence of both low (from 22.2% to 38.8%) and high respiratory diseases (from 6.0% to 10.0% and from 0.8% to 2.8%, without and with wheezing, respectively). In the case of high respiratory disease and low respiratory disease without wheezing, an increase in prevalence was observed among all social strata, which did not interfere with the slightly less favourable situation of the lower income groups. In the case of low respiratory disease with wheezing, the increase was only observed among middle and low-income groups, being particularly high among the lower income group, yielding a significant inverse gradient between income and respiratory disease. Positive changes in distal (family income and maternal schooling) and in intermediate determinants related to housing characteristics would have resulted in a decline, not an increase, in the prevalence of respiratory diseases in the city. The duplication in the attendance rate to day care nurseries seen in the period could have counterbalanced the positive effect due to socioeconomic and housing variables but would not be enough to explain an increase in the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Tendência secular da anemia na infância na cidade de São Paulo (1984-1996)/ Secular trends in child anemia in S. Paulo city, Brazil (1984-1996)

Monteiro, Carlos Augusto; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Mondini, Lenise
2000-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência e a distribuição social da anemia na infância, estabelecer a tendência secular dessa enfermidade e analisar sua determinação, com base em dados coletados por dois inquéritos domiciliares realizados na cidade de São Paulo, SP, em 1984/85 e em 1995/96. MÉTODOS: Os inquéritos estudaram amostras probabilísticas da população residente na cidade com idade entre zero e 59 meses (1.016 em 1984/85 e 1.280 em 1995/96). Amostras de sangu (mais) e capilar obtidas por punctura digital foram coletadas nos dois inquéritos e analisadas com relação à concentração de hemoglobina. O diagnóstico da anemia correspondeu a concentrações inferiores a 11 g/dL. O estudo da distribuição social da anemia levou em conta tercis da renda familiar per capita em cada um dos inquéritos. A estratégia analítica para estudar os determinantes da evolução da prevalência da anemia na população empregou modelos hierárquicos de causalidade, análises multivariadas de regressão e procedimentos análogos aos utilizados para calcular riscos atribuíveis populacionais. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Houve entre os inquéritos redução significativa na concentração média de hemoglobina (de 11,6 g/dL para 11,0 g/dL) e aumento significativo na prevalência de anemia (de 35,6% para 46,9%). Essa evolução desfavorável foi observada em ambos os sexos, em todas as faixas etárias e em todos os estratos econômicos da população. A evolução tendeu a ser ainda mais desfavorável para o terço mais pobre das crianças da cidade, o que determinou o agravamento das desvantagens desse estrato frente aos demais. Determinantes distais (renda familiar e escolaridade materna) e proximais (tipo de aleitamento) da anemia evoluíram favoravelmente entre os inquéritos e, assim, não puderam explicar o aumento da enfermidade. A estabilidade apurada quanto à densidade de ferro na dieta, em valores inferiores às necessidades, justifica a elevada prevalência da enfermidade, mas não explica seu aumento. Resumo em inglês OBJECTIVE: Data from two consecutive households surveys undertaken in mid-80s and mid-90s allow to characterize and analyse secular trends in infant and child anaemia in the city of S. Paulo, Brazil. METHODS: The two surveys included random population samples aged from zero to 59 months (1,016 in the period of 1984-85 and 1,280 in 1995-96). Capillary blood samples, collected by digital puncture in the two surveys, were analysed regarding their haemoglobin concentration. T (mais) he anaemic status was determined when haemoglobin concentration was below 11 g/dL. For each survey, the study of the social distribution of child anaemia took into account tertiles of the per capita family income. For the study of the determinants of secular trends, hierarchical causal models, multivariate regression analyses and calculations analogous to the ones used to assess population attributable risks were applied. RESULTS/CONCLUSIONS: In the time span from the first to the second survey, there was a significant reduction in the average haemoglobin concentration (from 11.6 g/dl to 11.0 g/dl), as well as a considerable increase in anaemia prevalence (from 35.6% to 46.9%). Unfavourable trends were observed in both sexes, all age groups and all income strata. Trends were still less favourable among the poorest families, aggravating the social burden related to child anaemia. Changes in distal (family income and maternal schooling) and proximal determinants (breast or bottle-feeding) of child anaemia were positive in the study period and therefore they cannot explain the increase in the disease. A low iron diet could explain the high prevalence of anaemia in both surveys but could not explain its further increase.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Tendência secular da anemia na infância na cidade de São Paulo (1984-1996)/ Secular trends in child anemia in S. Paulo city, Brazil (1984-1996)

Monteiro, Carlos Augusto; Szarfarc, Sophia Cornbluth; Mondini, Lenise
2000-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a prevalência e a distribuição social da anemia na infância, estabelecer a tendência secular dessa enfermidade e analisar sua determinação, com base em dados coletados por dois inquéritos domiciliares realizados na cidade de São Paulo, SP, em 1984/85 e em 1995/96. MÉTODOS: Os inquéritos estudaram amostras probabilísticas da população residente na cidade com idade entre zero e 59 meses (1.016 em 1984/85 e 1.280 em 1995/96). Amostras de sangu (mais) e capilar obtidas por punctura digital foram coletadas nos dois inquéritos e analisadas com relação à concentração de hemoglobina. O diagnóstico da anemia correspondeu a concentrações inferiores a 11 g/dL. O estudo da distribuição social da anemia levou em conta tercis da renda familiar per capita em cada um dos inquéritos. A estratégia analítica para estudar os determinantes da evolução da prevalência da anemia na população empregou modelos hierárquicos de causalidade, análises multivariadas de regressão e procedimentos análogos aos utilizados para calcular riscos atribuíveis populacionais. RESULTADOS/CONCLUSÕES: Houve entre os inquéritos redução significativa na concentração média de hemoglobina (de 11,6 g/dL para 11,0 g/dL) e aumento significativo na prevalência de anemia (de 35,6% para 46,9%). Essa evolução desfavorável foi observada em ambos os sexos, em todas as faixas etárias e em todos os estratos econômicos da população. A evolução tendeu a ser ainda mais desfavorável para o terço mais pobre das crianças da cidade, o que determinou o agravamento das desvantagens desse estrato frente aos demais. Determinantes distais (renda familiar e escolaridade materna) e proximais (tipo de aleitamento) da anemia evoluíram favoravelmente entre os inquéritos e, assim, não puderam explicar o aumento da enfermidade. A estabilidade apurada quanto à densidade de ferro na dieta, em valores inferiores às necessidades, justifica a elevada prevalência da enfermidade, mas não explica seu aumento. Resumo em inglês OBJECTIVE: Data from two consecutive households surveys undertaken in mid-80s and mid-90s allow to characterize and analyse secular trends in infant and child anaemia in the city of S. Paulo, Brazil. METHODS: The two surveys included random population samples aged from zero to 59 months (1,016 in the period of 1984-85 and 1,280 in 1995-96). Capillary blood samples, collected by digital puncture in the two surveys, were analysed regarding their haemoglobin concentration. T (mais) he anaemic status was determined when haemoglobin concentration was below 11 g/dL. For each survey, the study of the social distribution of child anaemia took into account tertiles of the per capita family income. For the study of the determinants of secular trends, hierarchical causal models, multivariate regression analyses and calculations analogous to the ones used to assess population attributable risks were applied. RESULTS/CONCLUSIONS: In the time span from the first to the second survey, there was a significant reduction in the average haemoglobin concentration (from 11.6 g/dl to 11.0 g/dl), as well as a considerable increase in anaemia prevalence (from 35.6% to 46.9%). Unfavourable trends were observed in both sexes, all age groups and all income strata. Trends were still less favourable among the poorest families, aggravating the social burden related to child anaemia. Changes in distal (family income and maternal schooling) and proximal determinants (breast or bottle-feeding) of child anaemia were positive in the study period and therefore they cannot explain the increase in the disease. A low iron diet could explain the high prevalence of anaemia in both surveys but could not explain its further increase.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Saúde materno-infantil em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: principais conclusões da comparação dos estudos das coortes de 1982 e 1993/ Maternal and child health in Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil: principal conclusions from the 1982 and 1993 cohort studies

Barros, Fernando C.; Victora, Cesar G.; Tomasi, Elaine; Horta, Bernardo; Menezes, Ana Maria; Cesar, Juraci A.; Halpern, Ricardo; Olinto, Maria Teresa; Post, Cora Luiza; Costa, Juvenal S. D.; Menezes, Flávio S.; Garcia, Maria del Mar; Vaughan, J. Patrick
1996-01-01

Resumo em português Este artigo resume os principais achados dos estudos das coortes materno-infantis de Pelotas em 1982 e 1993. Houve uma redução no número de nascimentos, de 6.011 em 1982 para 5.304 em 1993, fato não distribuído de forma eqüitativa entre os diferentes grupos de renda familiar, ocorrendo entre as mulheres de baixa renda cerca de 1.000 nascimentos a menos do que em 1982. O grupo com renda mais elevada contribuiu com um aumento de cerca de 300 nascimentos. A situação (mais) nutricional das mães apresentou variações na década, com um aumento médio de 3,5 cm em estatura e 3,9 kg no peso no início da gestação. Apesar destas melhoras, a proporção de recém-nascidos de baixo peso aumentou para 9,8% em 1993 (9,0%, 1982). Observou-se um aumento na incidência de nascimentos pré-termo e de retardo de crescimento intra-uterino assim como uma redução nos coeficientes de mortalidade perinatal - 32,2/1.000 em 1982 e 22,1/1.000 em 1993. A situação nutricional aos 12 meses de idade apresentou comportamentos distintos, com um discreto aumento do déficit de comprimento/idade em 1993, e uma redução de quase 50% nos déficits de peso/idade e peso/comprimento. O coeficiente de mortalidade infantil decresceu de 36,4 /1.000 nascidos vivos em 1982 para 21,1/.000 em 1993. Resumo em inglês This paper summarizes the main findings of the Pelotas birth cohort studies of 1982 and 1993. There was a reduction in the number of births from 6,011 in 1982 to 5,304 in 1993, which was not evenly distributed, as there were around 1,000 fewer births in the poorest groups and 300 more in the high-income strata. Nutritional status of the mothers also varied in the decade, with an increase of 3.5 cm in mean height and 3.9 kg in mean weight at the beginning of pregnancy. Des (mais) pite such improvements, the proportion of low birthweight increased from 9.0% in 1982 to 9.8% in 1993. Preterm births and intrauterine growth retardation also increased. There was a reduction in perinatal mortality from 32.2/1.000 births in 1982 to 22.1/1.000 births in 1993. Nutritional status at 12 months of age varied according to the indicator: there was a slight increase in low height for age in 1993, whereas a reduction was observed in the prevalence of low weight for age and weight for height. The infant mortality rate dropped from 36.4/1.000 live births in 1982 to 21.1/1.000 in 1993.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Saúde materno-infantil em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil: principais conclusões da comparação dos estudos das coortes de 1982 e 1993/ Maternal and child health in Pelotas, Rio Grande do Sul, Brazil: principal conclusions from the 1982 and 1993 cohort studies

Barros, Fernando C.; Victora, Cesar G.; Tomasi, Elaine; Horta, Bernardo; Menezes, Ana Maria; Cesar, Juraci A.; Halpern, Ricardo; Olinto, Maria Teresa; Post, Cora Luiza; Costa, Juvenal S. D.; Menezes, Flávio S.; Garcia, Maria del Mar; Vaughan, J. Patrick
1996-01-01

Resumo em português Este artigo resume os principais achados dos estudos das coortes materno-infantis de Pelotas em 1982 e 1993. Houve uma redução no número de nascimentos, de 6.011 em 1982 para 5.304 em 1993, fato não distribuído de forma eqüitativa entre os diferentes grupos de renda familiar, ocorrendo entre as mulheres de baixa renda cerca de 1.000 nascimentos a menos do que em 1982. O grupo com renda mais elevada contribuiu com um aumento de cerca de 300 nascimentos. A situação (mais) nutricional das mães apresentou variações na década, com um aumento médio de 3,5 cm em estatura e 3,9 kg no peso no início da gestação. Apesar destas melhoras, a proporção de recém-nascidos de baixo peso aumentou para 9,8% em 1993 (9,0%, 1982). Observou-se um aumento na incidência de nascimentos pré-termo e de retardo de crescimento intra-uterino assim como uma redução nos coeficientes de mortalidade perinatal - 32,2/1.000 em 1982 e 22,1/1.000 em 1993. A situação nutricional aos 12 meses de idade apresentou comportamentos distintos, com um discreto aumento do déficit de comprimento/idade em 1993, e uma redução de quase 50% nos déficits de peso/idade e peso/comprimento. O coeficiente de mortalidade infantil decresceu de 36,4 /1.000 nascidos vivos em 1982 para 21,1/.000 em 1993. Resumo em inglês This paper summarizes the main findings of the Pelotas birth cohort studies of 1982 and 1993. There was a reduction in the number of births from 6,011 in 1982 to 5,304 in 1993, which was not evenly distributed, as there were around 1,000 fewer births in the poorest groups and 300 more in the high-income strata. Nutritional status of the mothers also varied in the decade, with an increase of 3.5 cm in mean height and 3.9 kg in mean weight at the beginning of pregnancy. Des (mais) pite such improvements, the proportion of low birthweight increased from 9.0% in 1982 to 9.8% in 1993. Preterm births and intrauterine growth retardation also increased. There was a reduction in perinatal mortality from 32.2/1.000 births in 1982 to 22.1/1.000 births in 1993. Nutritional status at 12 months of age varied according to the indicator: there was a slight increase in low height for age in 1993, whereas a reduction was observed in the prevalence of low weight for age and weight for height. The infant mortality rate dropped from 36.4/1.000 live births in 1982 to 21.1/1.000 in 1993.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Saúde bucal e o desempenho diário de adultos em Chapecó, Santa Catarina, Brasil/ Oral health and daily performance in adults in Chapecó, Santa Catarina State, Brazil

Lacerda, Josimari Telino de; Castilho, Euclides Ayres de; Calvo, Maria Cristina Marino; Freitas, Sérgio Fernando Torres de
2008-08-01

Resumo em português O uso de indicadores subjetivos na odontologia vem se ampliando. Este estudo transversal de base populacional realizado em Chapecó, Santa Catarina, Brasil, analisou a relação entre condição bucal e qualidade de vida em adultos de 35 a 44 anos de idade (n = 622) e verificou a influência de: hábitos, visita ao dentista, auto-avaliação da saúde e características sócio-demográficas nesse processo. Usou-se uma amostra selecionada em múltiplos estágios e coleta c (mais) om profissionais previamente treinados. A proporção de respostas foi de 81%. Na análise dos fatores determinantes para baixa (Oral Impact on Daily Performance - OIDP 10) interferência da saúde bucal no cotidiano, utilizou-se modelo de regressão logística múltipla, não condicional, hierarquizada. A saúde bucal interferiu no cotidiano de 20,7% dos participantes e foi mais grave em 11,4%. Morar em domicílios de maior aglomeração e áreas de pior condição de vida, ser mulher e sentir dor orofacial no último semestre compuseram fatores associados a maior interferência. É recomendável que a percepção dos indivíduos seja considerada simultaneamente à condição clínica na definição de ações dos serviços e de grupos prioritários ao atendimento em saúde bucal. Resumo em inglês The use of subjective indicators in dentistry has been increasing. This was a population-based cross-sectional study in the city of Chapecó, Santa Catarina State, Brazil, analyzing the relationship between oral health conditions and quality of life in 35-44-year-old adults (n = 622). A further objective was to observe the influence of habits, dental visits, self-evaluation of health status, and socio-demographic characteristics in this process. The sample was selected us (mais) ing a multiple-stage approach. Trained professionals collected the data. A multiple non-conditional, hierarchical logistic regression model was used to analyze the determinants of low (Oral Impact on Daily Performance - OIDP 10) interference of oral health in daily routine. The response rate was 81%. Oral health status was found to interfere in the daily routine of 20.7% of participants and was more severe for 11.4%. Household crowding, low-income neighborhoods, female gender, and orofacial pain in the previous six months were associated with higher interference in quality of life. The use of subjective indicators in public health services planning and definition of priority groups for delivery of oral health services is highly recommended.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Saúde bucal e o desempenho diário de adultos em Chapecó, Santa Catarina, Brasil/ Oral health and daily performance in adults in Chapecó, Santa Catarina State, Brazil

Lacerda, Josimari Telino de; Castilho, Euclides Ayres de; Calvo, Maria Cristina Marino; Freitas, Sérgio Fernando Torres de
2008-08-01

Resumo em português O uso de indicadores subjetivos na odontologia vem se ampliando. Este estudo transversal de base populacional realizado em Chapecó, Santa Catarina, Brasil, analisou a relação entre condição bucal e qualidade de vida em adultos de 35 a 44 anos de idade (n = 622) e verificou a influência de: hábitos, visita ao dentista, auto-avaliação da saúde e características sócio-demográficas nesse processo. Usou-se uma amostra selecionada em múltiplos estágios e coleta c (mais) om profissionais previamente treinados. A proporção de respostas foi de 81%. Na análise dos fatores determinantes para baixa (Oral Impact on Daily Performance - OIDP 10) interferência da saúde bucal no cotidiano, utilizou-se modelo de regressão logística múltipla, não condicional, hierarquizada. A saúde bucal interferiu no cotidiano de 20,7% dos participantes e foi mais grave em 11,4%. Morar em domicílios de maior aglomeração e áreas de pior condição de vida, ser mulher e sentir dor orofacial no último semestre compuseram fatores associados a maior interferência. É recomendável que a percepção dos indivíduos seja considerada simultaneamente à condição clínica na definição de ações dos serviços e de grupos prioritários ao atendimento em saúde bucal. Resumo em inglês The use of subjective indicators in dentistry has been increasing. This was a population-based cross-sectional study in the city of Chapecó, Santa Catarina State, Brazil, analyzing the relationship between oral health conditions and quality of life in 35-44-year-old adults (n = 622). A further objective was to observe the influence of habits, dental visits, self-evaluation of health status, and socio-demographic characteristics in this process. The sample was selected us (mais) ing a multiple-stage approach. Trained professionals collected the data. A multiple non-conditional, hierarchical logistic regression model was used to analyze the determinants of low (Oral Impact on Daily Performance - OIDP 10) interference of oral health in daily routine. The response rate was 81%. Oral health status was found to interfere in the daily routine of 20.7% of participants and was more severe for 11.4%. Household crowding, low-income neighborhoods, female gender, and orofacial pain in the previous six months were associated with higher interference in quality of life. The use of subjective indicators in public health services planning and definition of priority groups for delivery of oral health services is highly recommended.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Reflexões sobre o conhecimento dos usuários no contexto do Programa de Saúde da Família: a lacuna entre o saber técnico e o popular/ Reflections on the knowledge of patients from the Family Health Program: the gap between technical and popular knowledge

Cotta, Rosângela Minardi Mitre; Reis, Roberta Sena; Carvalho, Adriana Lelis; Batista, Kelly Cristina Siqueira; Castro, Fátima Aparecida Ferreira de; Alfenas, Rita de Cássia Gonçalves
2008-01-01

Resumo em português Tem por objetivo avaliar o conhecimento dos hipertensos e diabéticos cadastrados no Programa de Saúde da Família do município de Teixeiras-MG, sobre suas patologias, visando ao desenvolvimento de estratégias de empoderamento/libertação deste grupo populacional, essenciais na viabilização de políticas de promoção da saúde, prevenção e controle destas enfermidades. Estudo transversal, realizado por meio da aplicação de questionários semi-estruturados atrav (mais) és de entrevistas a uma amostra de 10,33% dos hipertensos e 15% dos diabéticos. Houve predominância de indivíduos idosos, do sexo feminino, de baixa escolaridade e renda; 40,0% dos diabéticos e 69,14% dos hipertensos não souberam conceituar as doenças. Em relação ao nível de conhecimento sobre as causas e sintomas, 50% dos diabéticos as desconheciam; dos hipertensos, 37,14% desconheciam as causas e 12,57%, os sintomas. Em relação às complicações decorrentes das doenças, 33,33% dos diabéticos e 33,14% dos hipertensos as desconheciam. Quanto às formas de tratamento, 16,67% dos diabéticos e 10,86% dos hipertensos não souberam informar. Destaca-se a importância da implementação de estratégias de cuidado em saúde a estes grupos populacionais, voltadas à conscientização sanitária e aos fatores condicionantes e complicadores das enfermidades, visando a proporcionar uma educação em saúde mais efetiva, visto que a mudança de hábitos e a conscientização jamais se separam - toda transformação deve estar intimamente associada à tomada de consciência da situação real vivida pelo sujeito. Para isto é necessário o comprometimento dos profissionais de saúde, visando a uma participação livre e crítica dos usuários, contribuindo para o empoderamento/libertação deste grupo populacional, questões essenciais para a viabilização de políticas de promoção da saúde e prevenção de agravos e controle de enfermidades. Resumo em inglês This paper aims to evaluate the knowledge of the diabetic and high blood pressure patients from the Family Health Program in the city of Teixeiras-MG, about their illnesses, aiming to develop their empowering/freedom strategies, essential to promote health, to prevent and control such diseases. It is a cross-sectional study, with semi-structured questionnaires, interviewing 10.33% of the high blood pressure and to 15% of the diabetic patients. Most patients were aged indi (mais) viduals, female, with low educational level and income. A total of 40.0% of the diabetic, and 69.14% of the high blood pressure patients could not define these diseases; 50% of the diabetic could not tell the cause and symptoms of their disease; 37.14% of the high blood pressure patients were unaware of the cause and 12.57% were unaware of their symptoms. In terms of the complications associated to their diseases, 33.14% of the diabetic and 33.33% of the high blood pressure patients were unaware of them. About 16.67% of the diabetic and 10.86% of the high blood pressure patients could not inform how to treat these diseases. It is important to implement health care strategies for these population groups, aiming awareness of health, its conditioning factors, and factors that complicate the diseases, so as to have a more effective health education process, once the changes in habits and awareness should always together be side by side - every transformation should be closely associated to the awareness of the situation which the subject lives. The latter takes the commitment of the health care staff, aiming a free and critical participation of the users, contributing to the empowering/freedom of this population, essential to the development of health promotion policies, prevention of disorders and diseases control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Quota per capita de água, fatores intervenientes e modelagem: estudo de caso para classes socioeconômicas de Cuiabá-MT/ Water per capita quota, influence factors and modeling: a case study to socio-economic class of Cuiaba-MT

Silva, Welitom Ttatom Pereira da; Santos, Aldecy Almeida; Gomes, Luiz Airton; Musis, Carlo Ralph de
2008-12-01

Resumo em português O presente trabalho tem por objetivo estimar modelos matemáticos que projetem quotas per capita de água em cada classe de rendimento (alta, médio-alta, média, médio-baixa, baixa) a partir de variáveis intervenientes no município de Cuiabá-MT. Os resultados indicaram a variável econômica como variável explicativa (tarifa da água), e as climáticas, pouco relevantes ao estudo. Foram propostos modelos matemáticos à projeção de quota per capita de água para a (mais) s classes de rendimento alta e médio-alta. As baixas correlações entre a quota per capita e variáveis dependentes não permitiram a estimativa de modelos matemáticos às classes de rendimento média, médio-baixa e baixa. Resumo em inglês The present work has the main aim to estimate mathematical models which project per capita quota of water in the various classes of income groups (high, medium high, medim, medium low, low) from the point of view of interfering variables in the Cuiaba municipality, MT. The results indicated that climatic factors have low impact. Here are proposed mathematical models indicating projection of per capita quota of water for the different classes of income, such as high and me (mais) dium high. The poor correlations between the per capita quota of medium, low-medium and low income groups do not permit the estimate of mathematical models.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Qualidade de vida em doentes com asma/ Quality of life in asthma patients

Ferreira, Lara Noronha; Brito, Ulisses; Ferreira, Pedro Lopes
2010-01-01

Resumo em português Neste artigo é descrito um estudo, cujo objectivo é a medição da qualidade de vida relacionada com a saúde (QdVRS) de doentes com asma e a apresentação de uma primeira aproximação aos valores normativos, com base no SF-6D, para aquele tipo de doentes. Pretende-se ainda averiguar a capacidade de medidas genéricas de medição da QdVRS distinguirem grupos em termos de características sociodemográficas. Aplicaram-se, por entrevista pessoal, as versões portuguesa (mais) s do EQ-5D, do SF-6D, do AQLQ(S) e do ACQ a uma amostra representativa da população portuguesa com asma. A maioria dos indivíduos não apresentou problemas significativos nas dimensões medidas, excepto na função física, onde os indivíduos reportaram limitações moderadas. Em média, os inquiridos apresentam valores de utilidade de 0,86. Os homens, os mais jovens, os solteiros, os indivíduos com habilitações literárias mais elevadas, os empregados, os indivíduos com rendimentos mais elevados e aqueles que residiam em zonas urbanas foram os que reportaram níveis de utilidade mais elevados. Por outro lado, os indivíduos que se encontravam num estádio mais avançado da doença reportaram, como era de esperar, níveis médios de utilidade inferiores aos dos que se encontravam num estádio menos grave da doença. Foram obtidos valores normativos para o SF-6D para doentes com asma por género, grupo etário, estado civil, habilitações literárias, situação profissional, local de residência e rendimento médio mensal líquido. As medidas de utilidade baseadas em preferências utilizadas neste estudo discriminam adequadamente grupos de doentes com asma, de acordo com grupos sociodemográficos. Os valores normativos obtidos podem ser usados em estudos de avaliação económica e estudos clínicos, uma vez que incorporam as preferências dos doentes e traduzem a utilidade atribuída ao seu estado de saúde. Resumo em inglês In this paper we present a study whose main aim is the measurement of the Health Related Quality of Life (HRQoL) of patients with asthma and the presentation of a first draft of normative values as measured by the SF-6D for asthma patients. In addition, we investigate how far non-disease-specific HRQoL measures can distinguish groups in terms of sociodemographic characteristics. The Portuguese versions of the EQ-5D, SF-6D, AQLQ(S) and ACQ were administered using personal (mais) interviews to a representative sample of the Portuguese population with asthma. Most of the individuals did not report significant problems in the dimensions used, with the exception of the physical functioning, where individuals reported moderate limitations. The mean utility value was 0.86. Male gender, young, single, individuals with high educational attainment level, employed, individuals with high income and those residing in urban areas reported higher utility levels. As expected, those who were in a severe stadium of the disease reported lower mean utility levels than those who were in a less severe stadium of the disease. Normative values for the SF-6D were computed for patients with asthma by gender, age, marital status, educational attainment level, employment status, area of residence and average monthly net income. The preference-based measures used in this study distinguish patient groups with asthma in terms of socio- demographic groups. The normative values can be used in economic evaluation and clinical studies as they incorporate patients’ preferences and translate the value attributed to patients’ health state.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Prevalência e variáveis associadas à inatividade física em indivíduos de alto e baixo nível socioeconômico/ Prevalence and variables associated with physical inactivity in individuals with high and low socioeconomic status/ Prevalencia y variables asociadas a la inactividad física en individuos de alto y bajo nivel socioeconómico

Reis, Helena França Correia dos; Ladeia, Ana Marice Teixeira; Passos, Everton Carvalho; Santos, Flávio Guilherme de Oliveira; Wasconcellos, Larissa Tapioca de; Correia, Luís Cláudio Lemos; Menezes, Marta Silva; Santos, Renata Dáttoli Gouvêa; Bomfim, Victor Guerrero do; Rocha, Mário de Seixas
2009-03-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Estudos que consideram apenas a atividade física de lazer encontraram que a inatividade física é maior entre os indivíduos com menor renda. Existe a possibilidade de que, ao se considerar as atividades de transporte, trabalho e domésticas ocorra modificações nessa associação. OBJETIVO:Determinar se há diferença entre as prevalências de inatividade física entre indivíduos de alto e baixo nível socioeconômico. MÉTODOS: A amostra foi constituída (mais) por indivíduos de ambos os sexos, com 18 anos ou mais, de dois grupos de diferentes níveis socioeconômicos. O Grupo de baixo nível socioeconômico (BNSE) foi composto por pais de alunos de uma escola pública. Os indivíduos de alto nível socioeconômico (ANSE) foram pais de uma escola de nível superior privada. Para determinação do nível de atividade física foi utilizado o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ). RESULTADOS: Noventa e um indivíduos foram avaliados no grupo de BNSE e 59 no ANSE. No grupo de baixo NSE, 42,9% (39) dos indivíduos foram classificados como insuficientemente ativos, comparados a 57,6% (34) nos indivíduos de alto NSE. Tomando-se como parâmetro de inatividade física um tempo de atividade física semanal menor que 150 minutos houve redução da classificação de inatividade em ambos os grupos, porém com manutenção de maior inatividade nos indivíduos de alto NSE (49,2% vs 28,6%; p= 0,01). CONCLUSÃO:Os indivíduos de alto nível socioeconômico são mais sedentários que os indivíduos de baixo nível socioeconômico. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: Estudios que incluyen sólo la actividad física de ocio revelaron que la inactividad física es mayor entre los individuos con menor renta. Existe la posibilidad de que, al tomarse en consideración las actividades de transporte, trabajo y domésticas ocurra cambios en esa asociación. OBJETIVO:Determinar si hay diferencia en las prevalencias de inactividad física entre individuos de alto y bajo nivel socioeconómico. MÉTODOS:La muestra estaba formada por i (mais) ndividuos de ambos sexos, con 18 años o más, provenientes de dos grupos de diferentes niveles socioeconómicos. El Grupo de bajo nivel socioeconómico (BNSE) estaba compuesto por padres de alumnos de una escuela pública. Los individuos de alto nivel socioeconómico (ANSE) fueron los padres de una escuela de nivel superior privada. Para determinación del nivel de actividad física se utilizó el Cuestionario Internacional de Actividad Física (IPAQ). RESULTADOS:Se evaluó a un total de 91 individuos en el grupo de BNSE y a 59 en el ANSE. En el grupo de bajo NSE, al 42,9% (39) de los individuos se les clasificaron como insuficientemente activos, comparados al 57,6% (34) en los individuos de alto NSE. Al tomarse como parámetro de inactividad física un tiempo de actividad física semanal menor que 150 minutos, hubo reducción de la clasificación de inactividad en ambos grupos, aunque con mantenimiento de mayor inactividad en los individuos de alto NSE (49,2% vs. 28,6%; p= 0,01). CONCLUSIÓN: Los individuos de alto nivel socioeconómico son más sedentarios que los individuos de bajo nivel socioeconómico. Resumo em inglês BACKGROUND: Studies that considered only the leisure physical activity found that the physical inactivity is higher among lower-income individuals. There is a possibility that this association shows modifications, when considering transportation, work and domestic activities. OBJECTIVE: To determine whether there is a difference between the prevalence of physical inactivity between individuals of high and low socioeconomic levels. METHODS: The sample consisted of individu (mais) als of both sexes, aged 18 or older, from two groups of different socioeconomic levels. The low socioeconomic level (LSEL) group consisted of the parents of students from a public school. The high socioeconomic level (HSEL) group consisted of the parents of students from a private College. The International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) was used to determine the level of physical activity. RESULTS: A total of 91 individuals were evaluated in the LSEL group and 59 in the HSEL group. In the LSEL group, 42.9% (39) of the individuals were classified as insufficiently active, compared to 57.6% (34) of individuals in the HSEL group. Taking as a parameter of physical inactivity the time of weekly physical activity

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Prevalência de obesidade em crianças de uma escola pública e de um ambulatório geral de Pediatria de hospital universitário/ Obesity prevalence among students of a public school and a Pediatric out-patient clinic of a university hospital

Troncon, Júlia Kefalás; Gomes, Juliana Pierobon; Guerra-Júnior, Gil; Lalli, Cristina Alba
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar a associação entre atividade física e características socioeconômicas com a presença de obesidade e/ou sobrepeso em crianças de seis a 14 anos, escolares da Escola Sérgio Porto e pacientes que procuraram o Ambulatório de Pediatria no Hospital de Clínicas (HC), ambos no campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). MÉTODOS: O estudo foi realizado por meio da aplicação de questionário aos pais ou responsáveis e coleta de dados de (mais) peso e altura das crianças. Foi calculado o índice de massa corpórea (IMC), e feita a classificação em normal, sobrepeso ou obesidade, a partir dos dados do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), dos Estados Unidos. Foi feita análise descritiva dos dados e utilizados os testes do qui-quadrado ou exato de Fisher. RESULTADOS: A amostra ambulatorial foi composta por 107 crianças (13,1% com sobrepeso e 11,2% obesas) e a escolar de 109 (16,5% com sobrepeso e 20,2% obesas). Não foi observada diferença significante entre a prevalência de obesidade ou de obesidade e sobrepeso entre as duas amostras, apesar de as amostras serem diferentes em relação à renda mensal (p Resumo em inglês OBJECTIVE: The aim of this study was to verify the association between physical activity and socio-economic status with the presence of obesity and/or overweight in children aged six to 14 years of two different sources: an elementary school and an out-patient Pediatric clinic of one university hospital of Campinas, São Paulo. METHODS: A socio-demographic questionnaire was answered by parents and the evaluation of children's weight and height was performed according to C (mais) enters for Disease Control and Prevention (CDC), USA, standards for body mass index (BMI) The children were divided in three categories: normal, overweight and obese. Chi-square and Fisher exact test were used to compare both groups of children. RESULTS: 107 children from the university hospital were studied (13.1% with overweight and 11.2% obese) as well as 109 from the elementary school (16.5% overweight and 20.2% obese). Both groups were similar regarding the prevalence of obesity alone or obesity and overweight. Groups differed in family income (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Prevalência de disfunção sexual em dois grupos de mulheres de diferentes níveis socioeconômicos/ Prevalence of sexual dysfunction in two women groups of different socioeconomic status

Prado, Daniela Siqueira; Mota, Vanessa Paula Lins Porto; Lima, Tatiana Isabel Azevedo
2010-03-01

Resumo em português OBJETIVO: verificar se há diferença na prevalência de disfunção sexual e nos escores dos domínios da função sexual entre um grupo de mulheres atendido no serviço público e outro atendido no privado, e apurar se há associação entre disfunção sexual e renda familiar e escolaridade. MÉTODOS: estudo transversal no qual foram incluídas 201 mulheres sexualmente ativas, com idade de 18 a 45 anos, das quais 90 foram atendidas no serviço público e 111, no setor (mais) privado. Avaliaram-se idade, estado civil, uso de anticoncepção hormonal, renda e escolaridade, e todas as mulheres foram submetidas ao Índice da Função Sexual Feminina (IFSF), instrumento utilizado para avaliação da sexualidade. Para análise estatística, foi utilizado o programa SPSS (Statistical Package for Social Sciences) versão 15.0, aplicando-se o teste do χ2 para variáveis categóricas e o t de Student para amostras independentes. RESULTADOS: a comparação entre os grupos (setor público versus setor privado) não mostrou diferença significativa na prevalência de disfunção sexual (20 e 23,4%, p=0,5) nem nos escores dos domínios sexuais: desejo (3,9±1,3 e 3,8±1,0, p=0,6), excitação (4,5±0,8 e 4,4±0,9, p=0,5), lubrificação (5,2±1,2 e 5,0±0,9, p=0,1), orgasmo (5,0±1,2 e 4,9±1,1, p=0,5), satisfação (5,2±1,2 e 5,1±1,0, p=0,9), e dor (5,3±1,1 e 5,2±1,0, p=0,8). A disfunção sexual ocorreu em 28% das mulheres com renda entre dois e quatro salários mínimos, 17,5% daquelas com renda maior ou igual a cinco salários e em 14,3% daquelas com renda menor ou igual a um salário (p=0,1). Em relação à escolaridade, a disfunção ocorreu em 30,2% das mulheres com ensino fundamental, 24,2% daquelas com ensino médio e 13,4% e das mulheres com ensino superior (p=0,09). CONCLUSÕES: não se observou diferença significativa na prevalência de disfunção sexual e nos escores dos domínios sexuais entre os grupos, nem associação de disfunção sexual com renda ou escolaridade. Resumo em inglês PURPOSE: to identify if there is a difference in the prevalence of sexual dysfunction and in the sexual domain scores between a group of women attended at a public service and a group attended at a private service, and to investigate if there is an association between sexual dysfunction, family income and educational status. METHODS: transversal study including 201 sexually active women aged from 18 to 45 years, 90 of them from a public service and 111 from private servic (mais) es. We evaluated age, marital status, use of hormonal contraception, income and educational status, and all women were submitted to the Female Sexual Function Index (FSFI), an instrument for the evaluation of their sexuality. The Statistical Package for Social Sciences, version 15.0, was used for statistical analysis. The χ2 test was applied for categorical variables and the Student's t-test to independent samples. RESULTS: there was no significant difference regarding the prevalence of sexual dysfunction between groups (public versus private) (20 and 23.4%, p=0.5), or concerning the domain scores, desire (3.9±1.3 and 3.8±1.0, p=0.6), sexual arousal (4.5±0.8 and 4.4±0.9, p=0.5), lubrication (5.2±1.2 and 5.0±0.9, p=0.1), orgasm (5.0±1.2 and 4.9±1.1, p=0.5), satisfaction (5.2±1.2 and 5.1±1.0, p=0.9), and pain (5.3±1.1 and 5.2±1.0, p=0.8). Sexual dysfunction was detected in 28% of the women with income between two and four minimum wages, in 17.5% of those with an income of five wages or more, and in 14.3% among those with an income of one wage or less (p=0,1). The dysfunction occurred in 30.2% of women with elementary education, in 24.2% of those with high school education and in 13.4% of those with higher education (p=0.09). CONCLUSIONS: There was no significant difference in the prevalence of sexual dysfunction or in the sexual domain scores between groups, nor was there an association with income or education status.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Prevalência de adultos e idosos insuficientemente ativos moradores em áreas de unidades básicas de saúde com e sem Programa Saúde da Família em Pernambuco, Brasil/ Physical inactivity among adults and elderly living in areas covered by primary healthcare units with and without the Family Health Program in Pernambuco State, Brazil

Alves, João Guilherme Bezerra; Siqueira, Fernando Vinholes; Figueiroa, José Natal; Facchini, Luiz Augusto; Silveira, Denise Silva da; Piccini, Roberto Xavier; Tomasi, Elaine; Thumé, Elaine; Hallal, Pedro C.
2010-03-01

Resumo em português A transição epidemiológica no Brasil, em parte, é explicada pelos baixos níveis de atividade física da população. Entretanto, poucos estudos têm explorado atividade física em populações de baixa renda. Nesta realidade, as unidades básicas de saúde (UBS) ganham importância. Em estudo com delineamento transversal, avaliou-se a prevalência de sedentarismo e fatores associados em 1.018 adultos e 1.010 idosos, residentes em áreas de UBS de dez municípios com (mais) mais de 100 mil habitantes no Estado de Pernambuco, Brasil. A prevalência de sedentarismo foi de 37,18% (IC95%: 34,0-40,2) para adultos e de 68,3% (IC95%: 65,3-71,3) para idosos. A identificação da prática de atividade física como um dos fatores mais importantes para a manutenção da saúde esteve associado com sedentarismo no grupo dos idosos. Foi verificado um menor percentual de sedentarismo entre adultos associado com uma autopercepção de saúde satisfatória. Conclui-se que a prevalência de sedentarismo em áreas de abrangência das UBS em Pernambuco é mais elevada quando comparada com a Região Sul. Resumo em inglês The epidemiological transition in Brazil has been explained partially by the low levels of physical activity. However, few studies have explored physical inactivity in low-income population groups. Within this context, primary healthcare units gain strategic importance. This article describes the prevalence of sedentary lifestyle and associated factors in a cross-sectional study, including 1,018 adults and 1,010 elderly adults in 10 cities in Pernambuco State. Prevalence (mais) of sedentary lifestyle was 37.8% (95%CI: 34.0-40.2) in adults and 68.3% (95%CI: 65.3-71.3) in the elderly. Identification of physical activity as the most important factor for good health was associated with sedentary lifestyle in elderly adults. A lower proportion of sedentary lifestyle among non-elderly adults was associated with good self-reported health status. We concluded that sedentary lifestyle prevalence is high in elderly and non-elderly people covered by primary healthcare units in Pernambuco State as compared to the South of Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Prevalência de adultos e idosos insuficientemente ativos moradores em áreas de unidades básicas de saúde com e sem Programa Saúde da Família em Pernambuco, Brasil/ Physical inactivity among adults and elderly living in areas covered by primary healthcare units with and without the Family Health Program in Pernambuco State, Brazil

Alves, João Guilherme Bezerra; Siqueira, Fernando Vinholes; Figueiroa, José Natal; Facchini, Luiz Augusto; Silveira, Denise Silva da; Piccini, Roberto Xavier; Tomasi, Elaine; Thumé, Elaine; Hallal, Pedro C.
2010-03-01

Resumo em português A transição epidemiológica no Brasil, em parte, é explicada pelos baixos níveis de atividade física da população. Entretanto, poucos estudos têm explorado atividade física em populações de baixa renda. Nesta realidade, as unidades básicas de saúde (UBS) ganham importância. Em estudo com delineamento transversal, avaliou-se a prevalência de sedentarismo e fatores associados em 1.018 adultos e 1.010 idosos, residentes em áreas de UBS de dez municípios com (mais) mais de 100 mil habitantes no Estado de Pernambuco, Brasil. A prevalência de sedentarismo foi de 37,18% (IC95%: 34,0-40,2) para adultos e de 68,3% (IC95%: 65,3-71,3) para idosos. A identificação da prática de atividade física como um dos fatores mais importantes para a manutenção da saúde esteve associado com sedentarismo no grupo dos idosos. Foi verificado um menor percentual de sedentarismo entre adultos associado com uma autopercepção de saúde satisfatória. Conclui-se que a prevalência de sedentarismo em áreas de abrangência das UBS em Pernambuco é mais elevada quando comparada com a Região Sul. Resumo em inglês The epidemiological transition in Brazil has been explained partially by the low levels of physical activity. However, few studies have explored physical inactivity in low-income population groups. Within this context, primary healthcare units gain strategic importance. This article describes the prevalence of sedentary lifestyle and associated factors in a cross-sectional study, including 1,018 adults and 1,010 elderly adults in 10 cities in Pernambuco State. Prevalence (mais) of sedentary lifestyle was 37.8% (95%CI: 34.0-40.2) in adults and 68.3% (95%CI: 65.3-71.3) in the elderly. Identification of physical activity as the most important factor for good health was associated with sedentary lifestyle in elderly adults. A lower proportion of sedentary lifestyle among non-elderly adults was associated with good self-reported health status. We concluded that sedentary lifestyle prevalence is high in elderly and non-elderly people covered by primary healthcare units in Pernambuco State as compared to the South of Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Perfil do risco de óbito de crianças menores de um ano residentes em localidade do Estado de São Paulo, Brasil, 1987/ Death risk profile of children under one year of age in an interior town of S. Paulo State, Brazil, in 1987

Macharelli, Carlos Alberto; Oliveira, Luiz Roberto de
1991-04-01

Resumo em português Estudou-se a mortalidade de crianças menores de um ano de idade residentes no Município de Botucatu, SP (Brasil), em 1987. Tentando estabelecer o perfil de risco desses óbitos, tendo como seu principal responsável a desigualdade social, calculou-se o risco adicional (RA) em função de algumas variáveis usando a metodologia de estudos de caso-controle. O resultado obtido foi um RA de óbito de 15,58 para gestação pré-termo, 11,63 para o baixo peso ao nascer, 8,50 (mais) para inexistência de água intradomiciliar e 4,04 para escolaridade materna insuficiente. Verificou-se existir importante desigualdade entre as famílias das crianças que morreram e as das que sobreviveram, sugerindo que a melhor estratégia para enfrentar o excesso de mortalidade infantil residiria na melhoria sócio-econômica, isto é, todas as famílias deveriam ter a mesma capacidade de consumir os bens e serviços em igual quantidade e qualidade. Resumo em inglês The infant mortality of children living in Botucatu, SP, Brazil, in 1987 is studied. In order to establish the risk profile for mortality, an additional risk factor (AR) was calculated on the basis some variables selected by means of a case control study. The results showed an AR for death of 15.58, 11.63, 8.50 and 4.04 respectively for the groups of preterm gestation, low birth, absense of household water supply and insufficient maternal educational level, respectively. (mais) It was shown that there is a significant difference in socio-economic status between the families of survivors and those of nonsurvivors. This fact suggests that the best strategy for overcoming the high infant mortality of the low income group is by improving their socio-economic condition so that they can enjoy similar capacity to consume goods and services, in quantity and quality, as the high socio-economic group.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Perfil do risco de óbito de crianças menores de um ano residentes em localidade do Estado de São Paulo, Brasil, 1987/ Death risk profile of children under one year of age in an interior town of S. Paulo State, Brazil, in 1987

Macharelli, Carlos Alberto; Oliveira, Luiz Roberto de
1991-04-01

Resumo em português Estudou-se a mortalidade de crianças menores de um ano de idade residentes no Município de Botucatu, SP (Brasil), em 1987. Tentando estabelecer o perfil de risco desses óbitos, tendo como seu principal responsável a desigualdade social, calculou-se o risco adicional (RA) em função de algumas variáveis usando a metodologia de estudos de caso-controle. O resultado obtido foi um RA de óbito de 15,58 para gestação pré-termo, 11,63 para o baixo peso ao nascer, 8,50 (mais) para inexistência de água intradomiciliar e 4,04 para escolaridade materna insuficiente. Verificou-se existir importante desigualdade entre as famílias das crianças que morreram e as das que sobreviveram, sugerindo que a melhor estratégia para enfrentar o excesso de mortalidade infantil residiria na melhoria sócio-econômica, isto é, todas as famílias deveriam ter a mesma capacidade de consumir os bens e serviços em igual quantidade e qualidade. Resumo em inglês The infant mortality of children living in Botucatu, SP, Brazil, in 1987 is studied. In order to establish the risk profile for mortality, an additional risk factor (AR) was calculated on the basis some variables selected by means of a case control study. The results showed an AR for death of 15.58, 11.63, 8.50 and 4.04 respectively for the groups of preterm gestation, low birth, absense of household water supply and insufficient maternal educational level, respectively. (mais) It was shown that there is a significant difference in socio-economic status between the families of survivors and those of nonsurvivors. This fact suggests that the best strategy for overcoming the high infant mortality of the low income group is by improving their socio-economic condition so that they can enjoy similar capacity to consume goods and services, in quantity and quality, as the high socio-economic group.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Opiniões e atitudes em relação à sexualidade: pesquisa de âmbito nacional, Brasil 2005/ Opinions and attitudes regarding sexuality: Brazilian national research, 2005

Paiva, Vera; Aranha, Francisco; Bastos, Francisco I; Grupo de Estudos em População, Sexualidade e Aids
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever opiniões e atitudes sobre sexualidade da população urbana brasileira. MÉTODOS: Inquérito de base populacional realizado em 2005, em amostra representativa de 5.040 entrevistados. Realizou-se análise das atitudes diante da iniciação e educação sexual de adolescentes, considerando sexo, idade, escolaridade, renda, estado civil, religião, cor, região geográfica e opiniões sobre fidelidade, homossexualidade e masturbação. Os resultados fora (mais) m contrastados com pesquisa similar realizada em 1998, sempre que possível. RESULTADOS: A maioria dos entrevistados escolheu como significado para o sexo a alternativa: "sexo é uma prova de amor". Como em 1998, a maioria manifestou-se pela iniciação sexual dos jovens depois do casamento (63,9% para iniciação feminina vs. 52,4% para a masculina), com diferenças entre praticantes das diversas religiões. A educação escolar de adolescentes sobre o uso do preservativo foi apoiada por 97% dos entrevistados, de todos os grupos sociais. Foi elevada a proporção de brasileiros que concordaram com o acesso ao preservativo nos serviços de saúde (95%) e na escola (83,6%). A fidelidade permaneceu um valor quase unânime e aumentou, em 2005, a proporção dos favoráveis à iniciação sexual depois do casamento, assim como a aceitação da masturbação e da homossexualidade, em relação à pesquisa de 1998. As gerações mais novas tendem a ser mais tolerantes e igualitárias. CONCLUSÕES: Como observado em outros países, confirma-se a dificuldade de estabelecer uma dimensão única que explique a regulação da vida sexual ("liberal" vs "conservador"). Sugere-se que a normatividade relativa à atividade sexual deva ser compreendidas à luz da cultura e organização social da sexualidade ao nível local, auscultadas pelos programas de DST/Aids. A opinião favorável ao acesso livre ao preservativo na escola contrasta com resultados mais lentos no âmbito do combate ao estigma e à discriminação das minorias homossexuais. A formulação de políticas laicas dedicadas à sexualidade permitirá o diálogo entre diferentes perspectivas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe opinions and attitudes concerning sexuality of the Brazilian urban population. METHODS: A population survey was carried out in 2005 on a representative sample of 5,040 interviewees. An analysis of the attitudes regarding sexual initiation and sexual education of teenagers, considering gender, age, schooling, income, marital status, color, geographic region and opinion on fidelity, homosexuality, and masturbation. The results were contrasted with a s (mais) imilar survey carried out in 1998, when possible. RESULTS: Most interviewees selected the "sex is evidence of love" option when describing the meaning of sex. As in 1998, the majority was in favor of sexual initiation after marriage (63.9% for women vs. 52.4% for men initiation); results differed among religions. School teenage education on the use of condoms was supported by 97% of the interviewees across all social groups. The proportion of Brazilians who agreed with having access to condoms in health services (95%) and at school (83.6%) was high. Fidelity remained an almost unanimous value and there was an increase, in 2005, in the proportion of those in favor of sexual initiation after marriage, and in the rate of acceptance of masturbation and homosexuality compared to the 1998 survey. The younger generations tend to be more tolerant and equalitarian. CONCLUSIONS: As observed in other countries, this study confirms the difficulty in establishing a single dimension that guides sexual life ("liberal" vs "conservative"). The study suggests that the normativity concerning sexual activity should be understood in the light of the local culture and social organization of sexuality, considered by the STD/Aids programs. Opinions in favor of free access to preservatives at school clash with the slower results obtained in fighting the stigma and discriminating against homosexual minorities. The design of laical policies on sexuality allow for the dialog across different perspectives.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Opiniões e atitudes em relação à sexualidade: pesquisa de âmbito nacional, Brasil 2005/ Opinions and attitudes regarding sexuality: Brazilian national research, 2005

Paiva, Vera; Aranha, Francisco; Bastos, Francisco I; Grupo de Estudos em População, Sexualidade e Aids
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever opiniões e atitudes sobre sexualidade da população urbana brasileira. MÉTODOS: Inquérito de base populacional realizado em 2005, em amostra representativa de 5.040 entrevistados. Realizou-se análise das atitudes diante da iniciação e educação sexual de adolescentes, considerando sexo, idade, escolaridade, renda, estado civil, religião, cor, região geográfica e opiniões sobre fidelidade, homossexualidade e masturbação. Os resultados fora (mais) m contrastados com pesquisa similar realizada em 1998, sempre que possível. RESULTADOS: A maioria dos entrevistados escolheu como significado para o sexo a alternativa: "sexo é uma prova de amor". Como em 1998, a maioria manifestou-se pela iniciação sexual dos jovens depois do casamento (63,9% para iniciação feminina vs. 52,4% para a masculina), com diferenças entre praticantes das diversas religiões. A educação escolar de adolescentes sobre o uso do preservativo foi apoiada por 97% dos entrevistados, de todos os grupos sociais. Foi elevada a proporção de brasileiros que concordaram com o acesso ao preservativo nos serviços de saúde (95%) e na escola (83,6%). A fidelidade permaneceu um valor quase unânime e aumentou, em 2005, a proporção dos favoráveis à iniciação sexual depois do casamento, assim como a aceitação da masturbação e da homossexualidade, em relação à pesquisa de 1998. As gerações mais novas tendem a ser mais tolerantes e igualitárias. CONCLUSÕES: Como observado em outros países, confirma-se a dificuldade de estabelecer uma dimensão única que explique a regulação da vida sexual ("liberal" vs "conservador"). Sugere-se que a normatividade relativa à atividade sexual deva ser compreendidas à luz da cultura e organização social da sexualidade ao nível local, auscultadas pelos programas de DST/Aids. A opinião favorável ao acesso livre ao preservativo na escola contrasta com resultados mais lentos no âmbito do combate ao estigma e à discriminação das minorias homossexuais. A formulação de políticas laicas dedicadas à sexualidade permitirá o diálogo entre diferentes perspectivas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe opinions and attitudes concerning sexuality of the Brazilian urban population. METHODS: A population survey was carried out in 2005 on a representative sample of 5,040 interviewees. An analysis of the attitudes regarding sexual initiation and sexual education of teenagers, considering gender, age, schooling, income, marital status, color, geographic region and opinion on fidelity, homosexuality, and masturbation. The results were contrasted with a s (mais) imilar survey carried out in 1998, when possible. RESULTS: Most interviewees selected the "sex is evidence of love" option when describing the meaning of sex. As in 1998, the majority was in favor of sexual initiation after marriage (63.9% for women vs. 52.4% for men initiation); results differed among religions. School teenage education on the use of condoms was supported by 97% of the interviewees across all social groups. The proportion of Brazilians who agreed with having access to condoms in health services (95%) and at school (83.6%) was high. Fidelity remained an almost unanimous value and there was an increase, in 2005, in the proportion of those in favor of sexual initiation after marriage, and in the rate of acceptance of masturbation and homosexuality compared to the 1998 survey. The younger generations tend to be more tolerant and equalitarian. CONCLUSIONS: As observed in other countries, this study confirms the difficulty in establishing a single dimension that guides sexual life ("liberal" vs "conservative"). The study suggests that the normativity concerning sexual activity should be understood in the light of the local culture and social organization of sexuality, considered by the STD/Aids programs. Opinions in favor of free access to preservatives at school clash with the slower results obtained in fighting the stigma and discriminating against homosexual minorities. The design of laical policies on sexuality allow for the dialog across different perspectives.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Modificações nos padrões de consumo de psicofármacos em localidade do Sul do Brasil/ Modifications in psychotropic drug use patterns in a Southern Brazilian city

Rodrigues, Maria Aparecida P; Facchini, Luiz Augusto; Lima, Maurício Silva de
2006-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a prevalência e padrão de consumo de psicofármacos pela população e comparar esses resultados com outro estudo de 1994. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, com 3.542 indivíduos de 15 anos ou mais, residentes na zona urbana de Pelotas em 2003. Os dados referentes ao consumo de duas semanas foram coletados em entrevistas domiciliares, utilizando um questionário idêntico ao utilizado em 1994. As variáveis estudadas foram: idade, sexo (mais) , cor da pele, situação conjugal, renda familiar, escolaridade, tabagismo, diagnóstico médico de hipertensão e consulta médica nos últimos três meses. Na análise bivariada, utilizou-se teste de qui-quadrado de Pearson e de tendência linear. A análise multivariada foi composta por quatro níveis. RESULTADOS: A prevalência de consumo de psicofármacos foi de 9,9% (IC 95%: 8,9-10,9). Ao comparar as prevalências padronizadas por idade, não houve diferença significativa em relação à prevalência observada em 1994. O maior consumo de psicofármacos associou-se significativamente a: ser do sexo feminino, o aumento da idade, o diagnóstico médico de hipertensão e a utilização de serviços médicos. Dos entrevistados, 74% dos usuários estavam utilizando psicofármacos há mais de três meses. CONCLUSÕES: Após uma década, a prevalência permanece alta, porém o consumo de psicofármacos não aumentou. Os achados sugerem a importância da indicação adequada dos psicofármacos e do acompanhamento médico regular desses usuários, dada a associação encontrada entre as consultas e o consumo. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the prevalence and patterns of psychotropic use by population and to compare the results with a study carried out in 1994. METHODS: This is a population-based cross-sectional study carried out in 2003 with 3,542 participants aged 15 or older who lived in an urban area in Southern Brazil. Two-week recall data were collected in household interviews through the same questionnaire used in the 1994 study. The variables studied were age, gender, race, educa (mais) tion, family income, marital status, smoking, medical diagnosis of hypertension, and physician visit at last three months. Pearson's Chi-square and linear tendency were used in the bivariate analysis. Four levels of multivariate analysis was performed. RESULTS: The overall prevalence of psychotropic use was 9.9% (CI 95%: 8.9-10.9). There was no significant difference among standardized age groups when compared to the prevalence rates observed in 1994. Higher psychotropic use was associated with being female, older age, medical diagnosis of hypertension, and health service utilization. Of those interviewed, 74% of those drug users were using psychotropic drugs for over three months. CONCLUSIONS: A decade later, prevalence remained high, yet psychotropic drug use did not increase. The association between health service utilization and consumption shows the importance of the appropriate prescription of psychotropic drugs and regular follow-up of those prescribed them by physicians.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Modificações nos padrões de consumo de psicofármacos em localidade do Sul do Brasil/ Modifications in psychotropic drug use patterns in a Southern Brazilian city

Rodrigues, Maria Aparecida P; Facchini, Luiz Augusto; Lima, Maurício Silva de
2006-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a prevalência e padrão de consumo de psicofármacos pela população e comparar esses resultados com outro estudo de 1994. MÉTODOS: Estudo transversal de base populacional, com 3.542 indivíduos de 15 anos ou mais, residentes na zona urbana de Pelotas em 2003. Os dados referentes ao consumo de duas semanas foram coletados em entrevistas domiciliares, utilizando um questionário idêntico ao utilizado em 1994. As variáveis estudadas foram: idade, sexo (mais) , cor da pele, situação conjugal, renda familiar, escolaridade, tabagismo, diagnóstico médico de hipertensão e consulta médica nos últimos três meses. Na análise bivariada, utilizou-se teste de qui-quadrado de Pearson e de tendência linear. A análise multivariada foi composta por quatro níveis. RESULTADOS: A prevalência de consumo de psicofármacos foi de 9,9% (IC 95%: 8,9-10,9). Ao comparar as prevalências padronizadas por idade, não houve diferença significativa em relação à prevalência observada em 1994. O maior consumo de psicofármacos associou-se significativamente a: ser do sexo feminino, o aumento da idade, o diagnóstico médico de hipertensão e a utilização de serviços médicos. Dos entrevistados, 74% dos usuários estavam utilizando psicofármacos há mais de três meses. CONCLUSÕES: Após uma década, a prevalência permanece alta, porém o consumo de psicofármacos não aumentou. Os achados sugerem a importância da indicação adequada dos psicofármacos e do acompanhamento médico regular desses usuários, dada a associação encontrada entre as consultas e o consumo. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the prevalence and patterns of psychotropic use by population and to compare the results with a study carried out in 1994. METHODS: This is a population-based cross-sectional study carried out in 2003 with 3,542 participants aged 15 or older who lived in an urban area in Southern Brazil. Two-week recall data were collected in household interviews through the same questionnaire used in the 1994 study. The variables studied were age, gender, race, educa (mais) tion, family income, marital status, smoking, medical diagnosis of hypertension, and physician visit at last three months. Pearson's Chi-square and linear tendency were used in the bivariate analysis. Four levels of multivariate analysis was performed. RESULTS: The overall prevalence of psychotropic use was 9.9% (CI 95%: 8.9-10.9). There was no significant difference among standardized age groups when compared to the prevalence rates observed in 1994. Higher psychotropic use was associated with being female, older age, medical diagnosis of hypertension, and health service utilization. Of those interviewed, 74% of those drug users were using psychotropic drugs for over three months. CONCLUSIONS: A decade later, prevalence remained high, yet psychotropic drug use did not increase. The association between health service utilization and consumption shows the importance of the appropriate prescription of psychotropic drugs and regular follow-up of those prescribed them by physicians.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Introdução de alimentos complementares nos primeiros dois anos de vida de crianças de escolas particulares no município de São Paulo/ Introduction of complementary foods in the first two years of life of children attending private schools in the city of São Paulo, Brazil

Simon, Viviane Gabriela N; Souza, José Maria P. de; Souza, Sonia Buongermino de
2009-12-01

Resumo em português OBJETIVOS: Verificar a idade de introdução de alimentos complementares nos primeiros dois anos de vida e sua relação com variáveis demográficas e socioeconômicas de crianças matriculadas em pré-escolas particulares do município de São Paulo. MÉTODOS: Estudo transversal com informações demográficas e socioeconômicas de 566 crianças, sendo verificada a idade em meses de introdução dos alimentos complementares. Foi considerada como variável dependente a i (mais) dade em meses da introdução dos alimentos complementares e, como variáveis independentes ou explanatórias, a idade e escolaridade maternas, a condição de trabalho materno e a renda familiar. Para análise da relação entre as variáveis, utilizou-se a técnica de regressão múltipla de Cox. RESULTADOS: 50% das crianças eram do sexo masculino e 61% maiores de 4 anos. A maior proporção das mães tinha nível superior de escolaridade e trabalhava fora. A renda familiar mostrou uma população de alto nível socioeconômico. A água e/ou chá, frutas e leite não-materno foram introduzidos antes do sexto mês de vida. A variável 'idade da mãe' mostrou associação com introdução de três grupos de alimentos: cereais, carne e guloseimas. CONCLUSÃO: Alimentos complementares foram introduzidos precocemente nessa população de nível socioeconômico elevado e a única variável que se associou à introdução desses alimentos foi a idade materna. Resumo em inglês OBJECTIVE: To verify the age of complementary food introduction in the first two years of life and its relation to demographic, social, and economic status of preschool children of private schools in the city of São Paulo, Brazil. METHODS: Cross-sectional survey with demographic, social and economic status information. The studied population included 566 children. The age in months of complementary foods introduction was verified. The dependent variable was the age in mo (mais) nths of complementary foods introduction. Independent or explanatory variables were: mother's age and education, maternal work conditions and household income. The relation between variables was analyzed by Cox multiple regression. RESULTS: 50% of the children were males and 61% were older than 4 years old. Most mothers had higher education and were employed. The household income showed a population of high social and economic level. Water and/or tea, fruits and non-breast milk were introduced before the sixth month of life. The variable 'maternal age' showed association with the introduction of three groups of foods: cereals, meat and junk food. CONCLUSION: Early complementary food introduction occurred in this population of high socioeconomic level, and the only variable associated with this occurrence was maternal age.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Infecção cervical por papilomavírus humano: genotipagem viral e fatores de risco para lesão intraepitelial de alto grau e câncer de colo do útero/ Human papillomavirus cervical infection: viral genotyping and risk factors for high-grade squamous intraepithelial lesion and cervix cancer

Mendonça, Vilma Guimarães de; Guimarães, Maria José Bezerra; Lima Filho, José Luiz de; Mendonça, Carolina Guimarães de; Martins, Danyelly Bruneska Gondim; Crovella, Sergio; Alencar, Luiz Cláudio Arraes de
2010-10-01

Resumo em português OBJETIVO: analisar, em mulheres com HPV em colo do útero, as características da infecção viral e os fatores de risco para lesão intraepitelial de alto grau e carcinoma cervical. MÉTODOS: realizou-se um estudo caso-controle com mulheres com HPV em colo do útero atendidas em serviço de Ginecologia de referência vinculado ao SUS, em Recife, Nordeste do Brasil. No grupo de casos (72 mulheres com lesão intraepitelial de alto grau ou carcinoma cervical) e de controles (mais) (176 mulheres com colpocitologia normal ou com alterações benignas), foram pesquisados seis genótipos virais (HPV 16, 18, 31, 33, 6 e 11) em material da ecto- e endocérvice com primers MY09/MY11. As variáveis independentes foram hierarquizadas em três níveis de determinação: distal (sociodemográficas), intermediário (comportamentais) e proximal (realização anterior de colpocitologia). A homogeneidade das proporções foi testada (χ2). Obtiveram-se ORs não ajustadas e, na modelagem final, realizou-se regressão logística hierarquizada com o ajuste do efeito de cada variável sobre o desfecho pelas variáveis do mesmo nível e de níveis anteriores de causalidade. RESULTADOS: em 76,6% das 248 mulheres participantes do estudo, o genótipo viral da infecção cervical foi identificado. Predominaram genótipos de alto risco oncogênico (83,4% nos casos e 67,1% nos controles), principalmente HPV 16 e 31. Foram identificados como fatores de risco (a) distais: residir em zona rural (OR=2,7; IC95%: 1,1-6,2), menos de três anos de estudo (OR=3,9; IC95%: 2,0-7,5) e renda familiar inferior a dois salários mínimos (OR=3,3; IC95%: 1,0-10,5); (b) intermediário: número de gestações igual ou superior a quatro (OR=2,0; IC95%: 1,0-3,7); (c) proximal: ausência de colpocitologia anterior (OR=9,7; IC95%: 2,4-38,2). CONCLUSÕES: em mulheres usuárias do SUS do Nordeste do Brasil predominam os genótipos virais 16 e 31 em infecções cervicais por HPV, sendo que fatores socioeconômicos, reprodutivos e relacionados à ausência de rastreamento citológico representam risco para lesão intraepitelial de alto grau e câncer cervical. Resumo em inglês PURPOSE: to analyze the characteristics of viral infection and the risk factors for high-grade squamous intraepithelial lesion and cervical carcinoma in women with cervical HPV infection. METHODS: a case-control study was conducted on women with cervical HPV at a Gynecology reference service enrolled at the Public Health System, located in Recife, Northeastern Brazil. The groups of cases (72 women with high-grade squamous intraepithelial lesion or cervical cancer) and con (mais) trols (176 women with normal Pap smear or benign alterations) were investigated for six viral genotypes (HPV 16, 18, 31, 33, 6, 11) in ecto- and endocervical material using MY09/MY11 primers. The independent variables were ranked in three levels of determination: distal (sociodemographic), intermediate (behavioral) and proximal (previous Pap smear). The homogeneity of proportions was tested (χ2), unadjusted Odds Ratios (OR) were obtained and hierarchical logistic regression was applied to the final model, with adjustment of the effect of each variable to the outcome based on the variables in the same and previous levels of causality. RESULTS: the viral genotype of cervical infection was identified in 76.6% of the 248 women participating in the study. High-risk HPV genotypes (83.4% of cases and 67.1% of controls) were predominant, especially HPV 16 and 31. The distal risk factors identified were: living in a rural area (OR=2.71, 95%CI: 1.18-6.23), less than three years of study (OR=3.97, 95%CI: 2.09-7.54) and family income below two minimum wages (OR=3.30, 95%CI: 1.04-10.51); intermediate: four or more pregnancies (OR=2.00, 95%CI: 1.06-3.76); and proximal: absence of a previous Pap smear (OR=9.74, 95%CI: 2.48-38.28). CONCLUSIONS: genotypes 16 and 31 of cervical HPV infection are predominant among women assisted by the Public Health System in Northeastern Brazil. Socioeconomic and reproductive factors, as well as the absence of cytological screening, represent risk factors for the progression of infection to high-grade squamous intraepithelial lesion and cervical cancer.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Freqüência de soropositividade para antígenos de Toxocara canis em crianças de classes sociais diferentes/ Frequency of seropositivity to Toxocara canis in children of different socioeconomic strata

Campos Júnior, Dioclécio; Elefant, Guita Rubinsky; Silva, Elisabeth Ourique de Melo e; Gandolfi, Leonora; Jacob, Cristina Miuki Abe; Tofeti, Aline; Pratesi, Riccardo
2003-07-01

Resumo em português Para estudar a freqüência da infecção pelo Toxocara canis em crianças de classes sociais diferentes de Brasília, Brasil, foram testados soros de 602 crianças de ambos os sexos, de 1 a 12 anos, distribuídas em dois grupos representativos de condições socioeconômicas distintas. As amostras do primeiro grupo foram obtidas em laboratório público que atende bairros pobres. As do segundo grupo foram colhidas em laboratório privado, que serve à classe média. Os a (mais) nticorpos anti-Toxocara foram detectados pelo método ELISA, com antígenos de Toxocara canis, e absorção com antígenos do Ascaris suum. A prevalência de soropositividade foi de 21,8% (66/302) no primeiro grupo e de 3% (9/300) no segundo (p Resumo em inglês Frequency of seropositivity for Toxocara in children from different socioeconomic strata in the city of Brasilia (Brazil) was measured. Six hundred and two children of both sexes, aged one to 12 years were distributed in two socioeconomically distinct groups. The samples of sera of the first group were obtained from blood drawn for routine tests in the laboratory of a public hospital attending children from low-income families. Samples from the second group were obtained (mais) from private laboratories attending children from middle-class families. Anti-toxocara antibodies were detected by ELISA, using Toxocara canis excretory-secretory antigens previously absorbed with Ascaris suum extract. The prevalence of seropositivity was 21.8% (66/302) in the first group and 3% (9/300) in the second (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Fatores associados ao sobrepeso em escolares/ Factors associated with overweight in schoolchildren

Guimarães, Lenir Vaz; Barros, Marilisa Berti de Azevedo; Martins, Maria Silvia Amicucci Soares; Duarte, Elisabeth Carmen
2006-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Identificar variáveis associadas ao sobrepeso em escolares de Cuiabá, MT, Brasil. MÉTODOS: Foi feito um estudo de caso-controle a partir de um inquérito antropométrico, aplicado em uma amostra aleatória de alunos da primeira série do ensino fundamental, com idades entre 6 e 11 anos. Foram incluídos, como casos, os 158 escolares que apresentaram sobrepeso (índice de massa muscular >P85) e, como controles, 316 crianças sorteadas entre as que apresentaram (mais) índice de massa muscular3 salários mínimos (OR= 3,75), que tinham mães de idade entre 25 e 29 anos (OR=1,74) e com nível mais alto de escolaridade (OR=1,91) e com história de apenas uma união conjugal (OR=2,53); também foi maior nos escolares, de sexo feminino (OR=2,15), que possuíam no máximo um irmão (OR=1,94), brincavam 30 (OR= 7,27 e 2,65, respectivamente) e nasceram com peso >3500g (OR= 2,27). CONCLUSÃO: Os resultados apontam que variáveis de diferentes níveis hierárquicos se associam na configuração de contextos favoráveis ao aumento do sobrepeso em escolares e fornecem subsídios para o desenvolvimento de intervenções que considerem os grupos mais vulneráveis à presença de sobrepeso. Resumo em inglês OBJECTIVE: To identify the variables associated with overweight among schoolchildren in Cuiaba, MT, Brasil. METHODS: A case-control study was conducted in a sample of schoolchildren aging from 6 to 11 years. The study consisted of 158 overweight schoolchildren (body mass index >85th percentile) and 316 children with body mass index (mais) old conditions, family characteristics and physical activity levels. The children's and the parents' weight and height were measured according to standardized procedures. Multiple, hierarchical logistic regression analysis was applied to the obtained data. RESULTS: The results revealed that overweight was higher among schoolchildren with the following characteristics: per capita family income of more than three minimum wages (OR=3.75), the children's mothers with a high level of education (OR=1.91), a family history of just one marital union (OR=2.53), maternal age ranging from 25 to 29 years (OR=1.74), a maximum of one sibling (OR=1.94), play time per week 30 (OR=7.27 and 2.65, respectively), birth weight >3,500g (OR=2.27) and female gender (OR=2.15). CONCLUSION: The results pointed out variables, at different hierarchical levels, correlated with overweight among schoolchildren. Interventions should consider the complex pattern of obesity determination and the groups at higher vulnerability.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Eventos estressores em crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre/ Stressing events in socially vulnerable children and adolescents in Porto Alegre

Poletto, Michele; Koller, Sílvia Helena; Dell'Aglio, Débora Dalbosco
2009-04-01

Resumo em português O presente artigo investigou a ocorrência e o impacto de eventos estressores para 297 crianças/adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre (ambos os sexos; 7-16 anos, M = 11,22; SD = 2,13). O grupo 1 (G1) consistiu em 142 participantes, que viviam com suas famílias e o grupo 2 (G2), em 155 institucionalizados. Todos foram entrevistados e responderam individualmente ao Inventário de Eventos Estressores na Infância/Adolescência. Os eventos est (mais) ressores mais freqüentes para amostra total foram: cumprir ordens dos pais (85,2%); discussão com amigos (72,9%); morte de familiares (71,8%); reprovação escolar (69,2%); e brigas com irmãos (68%). Um teste t de Student revelou diferença significativa entre G1 e G2 (p0,05). A alta ocorrência e impacto de eventos estressores expõem a situação de vulnerabilidade social e familiar, presença de violência e privação de recursos em ambos os grupos. Resumo em inglês This paper investigated the occurrence and impact of stressing events for 297 low- income children/adolescents (both sexes; 7-16 years, M =11.22; SD = 2.13) in the city of Porto Alegre. Group 1 (G1) consisted of 142 participants (living with their families) and Group 2 (G2) of 155 institutionalized individuals. All were individually interviewed and answered the Stressing Events Inventory for Children/Adolescents. The most frequent stressing events for the sample were: fol (mais) low orders given by the parents (85.2%); quarrels with friends (72.9%); death of relatives (71.8%); failure at school (69.2%); and rivalry of siblings (68%). Student's t-test revealed significant difference between groups (p 0.05). The high frequency and strong impact of stressing events reveal the situation of social and familiar vulnerability, presence of violence and lack of resources in the whole group.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Eventos estressores em crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre/ Stressing events in socially vulnerable children and adolescents in Porto Alegre

Poletto, Michele; Koller, Sílvia Helena; Dell'Aglio, Débora Dalbosco
2009-04-01

Resumo em português O presente artigo investigou a ocorrência e o impacto de eventos estressores para 297 crianças/adolescentes em situação de vulnerabilidade social de Porto Alegre (ambos os sexos; 7-16 anos, M = 11,22; SD = 2,13). O grupo 1 (G1) consistiu em 142 participantes, que viviam com suas famílias e o grupo 2 (G2), em 155 institucionalizados. Todos foram entrevistados e responderam individualmente ao Inventário de Eventos Estressores na Infância/Adolescência. Os eventos est (mais) ressores mais freqüentes para amostra total foram: cumprir ordens dos pais (85,2%); discussão com amigos (72,9%); morte de familiares (71,8%); reprovação escolar (69,2%); e brigas com irmãos (68%). Um teste t de Student revelou diferença significativa entre G1 e G2 (p0,05). A alta ocorrência e impacto de eventos estressores expõem a situação de vulnerabilidade social e familiar, presença de violência e privação de recursos em ambos os grupos. Resumo em inglês This paper investigated the occurrence and impact of stressing events for 297 low- income children/adolescents (both sexes; 7-16 years, M =11.22; SD = 2.13) in the city of Porto Alegre. Group 1 (G1) consisted of 142 participants (living with their families) and Group 2 (G2) of 155 institutionalized individuals. All were individually interviewed and answered the Stressing Events Inventory for Children/Adolescents. The most frequent stressing events for the sample were: fol (mais) low orders given by the parents (85.2%); quarrels with friends (72.9%); death of relatives (71.8%); failure at school (69.2%); and rivalry of siblings (68%). Student's t-test revealed significant difference between groups (p 0.05). The high frequency and strong impact of stressing events reveal the situation of social and familiar vulnerability, presence of violence and lack of resources in the whole group.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Estrutura sócio-ocupacional no Brasil/ Socio-occupational structure in Brazil

Quadros, Waldir José de; Maia, Alexandre Gori
2010-12-01

Resumo em português Este trabalho analisa a distribuição de grupos sócio-ocupacionais do mercado de trabalho brasileiro. Para cumprir com o objetivo proposto, apresenta alguns dos principais elementos do processo de formação das estruturas sociais modernas e analisa a composição dos grupos sócio-ocupacionais identificados em relação a uma série de características socioeconômicas. O pressuposto dessas análises é que a combinação entre a inserção ocupacional e o rendimento d (mais) os indivíduos cumpre um papel fundamental na definição dos complexos padrões sociais brasileiros. De maneira geral, a estrutura sócio-ocupacional proposta permite destacar o elevado grau de desigualdade e o baixo padrão sócio-ocupacional brasileiro, além de discriminar consistentemente importantes grupos socioeconômicos da população. Resumo em inglês This paper analyzes the distribution of socio-occupational groups in the Brazilian labor market. In order to reach such purpose, this paper introduces some key elements of the process of formation of the modern social structure and analyzes the composition of such socio-occupational groups in relation to a series of socioeconomic characteristics. The hypothesis of these analyses is that the combination of occupational position and individual income plays an important role (mais) defining the complexity of the Brazilian social patterns. Overall, the proposed class structure allows to stress the high level inequality and the low socio-occupational patterns in Brazil, as well to discriminate consistently important socioeconomic groups in the population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Envelhecimento populacional contemporâneo: demandas, desafios e inovações/ Population aging today: demands, challenges and innovations/ Envejecimiento poblacional contemporáneo: demandas, desafíos e innovaciones

Veras, Renato
2009-06-01

Resumo em português O estudo discute as conseqüências sociais e, particularmente, da saúde, decorrentes da ampliação do número de idosos no Brasil em um curto período. Foram utilizados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, de 1998 e 2003, que indicam melhoria das condições de saúde dos idosos e uma distribuição de doença crônica semelhante para todos os grupos de renda. Se, por um lado, os idosos apresentam maior carga de doenças e incapacidades, e usam mais o (mais) s serviços de saúde, por outro, os modelos vigentes de atenção à saúde do idoso se mostram ineficientes e de alto custo, reclamando estruturas criativas e inovadoras, como os centros de convivência com avaliação e tratamento de saúde. A agenda prioritária da política pública brasileira deveria priorizar a manutenção da capacidade funcional dos idosos, com monitoramento das condições de saúde, com ações preventivas e diferenciadas de saúde e de educação, com cuidados qualificados e atenção multidimensional e integral. Resumo em espanhol El estudio discute las consecuencias sociales y, particularmente, de la salud, producto de la ampliación del número de ancianos en Brasil en un corto período. Fueron utilizados datos de la Pesquisa Nacional por Muestra de Domicilios, de 1998 y 2003, que indican mejoría de las condiciones de salud de los ancianos y una distribución de enfermedad crónica semejante para todos los grupos de renta. Si, por un lado, los ancianos presentan mayor carga de enfermedades e inc (mais) apacidades, y usan más los servicios de salud, por el otro, los modelos vigentes de atención a la salud del anciano se muestran ineficientes y de alto costo, reclamando estructuras creativas e innovadoras, como los centros de convivencia con evaluación y tratamiento de salud. La agenda prioritaria de la política pública brasilera debería priorizar el mantenimiento de la capacidad funcional de los ancianos, con monitoria de las condiciones de salud, con acciones preventivas y diferenciadas de salud y de educación, con cuidados calificados y atención multidimensional e integral. Resumo em inglês The paper discusses the social and, particularly, the health consequences resulting from the expansion of the numbers of elderly people in Brazil over a short period. The data used were from the 1998 and 2003 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD, the national household sampling survey), and they express an improvement in elderly people's health conditions and similar distribution of chronic diseases across all income groups. If, on the one hand, elderly peop (mais) le present greater disease burden and incapacities and they use healthcare services more, on the other hand, the current models for healthcare for the elderly are shown to be inefficient and high-cost. Creative and innovative structures are required, such as social centers with health assessments and treatment. Foremost on the agenda for Brazilian public policy, priority should be given to maintaining elderly people's functional capacity, with monitoring of their health conditions; preventive and differentiated actions relating to health and education; and qualified care and multidimensional comprehensive attendance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Envelhecimento populacional contemporâneo: demandas, desafios e inovações/ Population aging today: demands, challenges and innovations/ Envejecimiento poblacional contemporáneo: demandas, desafíos e innovaciones

Veras, Renato
2009-06-01

Resumo em português O estudo discute as conseqüências sociais e, particularmente, da saúde, decorrentes da ampliação do número de idosos no Brasil em um curto período. Foram utilizados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, de 1998 e 2003, que indicam melhoria das condições de saúde dos idosos e uma distribuição de doença crônica semelhante para todos os grupos de renda. Se, por um lado, os idosos apresentam maior carga de doenças e incapacidades, e usam mais o (mais) s serviços de saúde, por outro, os modelos vigentes de atenção à saúde do idoso se mostram ineficientes e de alto custo, reclamando estruturas criativas e inovadoras, como os centros de convivência com avaliação e tratamento de saúde. A agenda prioritária da política pública brasileira deveria priorizar a manutenção da capacidade funcional dos idosos, com monitoramento das condições de saúde, com ações preventivas e diferenciadas de saúde e de educação, com cuidados qualificados e atenção multidimensional e integral. Resumo em espanhol El estudio discute las consecuencias sociales y, particularmente, de la salud, producto de la ampliación del número de ancianos en Brasil en un corto período. Fueron utilizados datos de la Pesquisa Nacional por Muestra de Domicilios, de 1998 y 2003, que indican mejoría de las condiciones de salud de los ancianos y una distribución de enfermedad crónica semejante para todos los grupos de renta. Si, por un lado, los ancianos presentan mayor carga de enfermedades e inc (mais) apacidades, y usan más los servicios de salud, por el otro, los modelos vigentes de atención a la salud del anciano se muestran ineficientes y de alto costo, reclamando estructuras creativas e innovadoras, como los centros de convivencia con evaluación y tratamiento de salud. La agenda prioritaria de la política pública brasilera debería priorizar el mantenimiento de la capacidad funcional de los ancianos, con monitoria de las condiciones de salud, con acciones preventivas y diferenciadas de salud y de educación, con cuidados calificados y atención multidimensional e integral. Resumo em inglês The paper discusses the social and, particularly, the health consequences resulting from the expansion of the numbers of elderly people in Brazil over a short period. The data used were from the 1998 and 2003 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD, the national household sampling survey), and they express an improvement in elderly people's health conditions and similar distribution of chronic diseases across all income groups. If, on the one hand, elderly peop (mais) le present greater disease burden and incapacities and they use healthcare services more, on the other hand, the current models for healthcare for the elderly are shown to be inefficient and high-cost. Creative and innovative structures are required, such as social centers with health assessments and treatment. Foremost on the agenda for Brazilian public policy, priority should be given to maintaining elderly people's functional capacity, with monitoring of their health conditions; preventive and differentiated actions relating to health and education; and qualified care and multidimensional comprehensive attendance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Educação diferenciada e trajetórias profissionais femininas/ The effects of educational differences on women's professional careers

Perosa, Graziela
2008-01-01

Resumo em português Este artigo tem como objetivo examinar os usos e os efeitos da passagem pelo sistema de ensino, focalizando estratégias desenvolvidas por famílias de dirigentes paulistas para controlar a educação escolar de suas filhas, em uma cidade em acelerado processo de urbanização, crescimento demográfico vertiginoso e de industrialização crescente como era São Paulo nas décadas de 1950 e 1960. Constituiu em objeto de estudo as trajetórias socioprofissionais de um grupo (mais) de mulheres, ex-alunas de três escolas católicas da cidade, para interrogar-se sobre a gênese dos investimentos femininos no mundo social. Os procedimentos de pesquisa incluiram uma pesquisa de campo, a aplicação de questionários e a realização de entrevistas biográficas com ex-professoras, diretoras das escolas e ex-alunas. Os resultados sugerem que o investimento diferenciado dessas mulheres sobre a esfera profissional está relacionado com a estrutura de patrimônio das famílias, as formas de estruturar a experiência escolar das meninas e os padrões de alianças matrimoniais realizadas por esse grupo de mulheres. Resumo em inglês This research studied the social and professional experience of a group of 82 women born between 1940 and 1950, coming from high income groups from São Paulo city, all ex-students of three Catholic women's colleges. The main objective was to identify and compare the forms of socialization to which they were exposed in their socioprofessional training. Research methodology included fieldwork, questionnaires and biographical interviews with former lecturers, school directo (mais) rs and past students. The study's findings enabled a better understanding of the mechanisms through which socialization processes determine the different dispositions characterizing the former students of a particular teaching system. They also helped show how the outcomes of this 'primary' socialization interact with later experiences, modifying, reconstituting or reproducing past social patterns and expectations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Desigualdades sociais em saúde e na utilização dos serviços de saúde entre os idosos na América Latina/ Social inequality in health and the utilization of health services among the elderly in Latin America

Noronha, Kenya Valéria Micaela de Souza; Andrade, Mônica Viegas
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar se existe desigualdade social em saúde e na utilização dos serviços de saúde entre os idosos de Buenos Aires, São Paulo, Santiago, Havana, Cidade do México e Montevidéu. MÉTODOS: Foram utilizados dados do Projeto Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento na América Latina e Caribe (SABE). Para verificar a presença de desigualdade social em saúde, utilizou-se o modelo probit ordenado, tendo como variáveis dependentes os seguintes indicadores do es (mais) tado de saúde: atividades de vida diária, atividades instrumentais de vida diária, mobilidade física e estado de saúde auto-avaliado. Para mensurar a desigualdade social na utilização dos serviços de saúde, duas especificações foram testadas: uma para os serviços médicos ambulatoriais (se consultou o médico e quantas vezes consultou) e outra para os serviços de internação hospitalar (se foi internado). Para os cuidados ambulatoriais, estimamos o modelo hurdle binomial negativo, e para os serviços de internação hospitalar, utilizamos um modelo logit. RESULTADOS: Os principais resultados sugerem a presença de desigualdade social em saúde em todas as cidades, favorável aos grupos socioeconômicos privilegiados. Essa diferença foi menor em Havana, Buenos Aires e Montevidéu e mais acentuada em São Paulo e na Cidade do México. Quanto à utilização dos serviços de saúde, detectamos a presença de desigualdade no uso de serviços ambulatoriais em Santiago, na Cidade do México e em São Paulo. Em Santiago e na Cidade do México, quanto maior o nível educacional, maior o número esperado de consultas. Em São Paulo, o oposto foi observado. Para os serviços de internação hospitalar, a presença de desigualdade foi detectada apenas em São Paulo, favorecendo os grupos mais escolarizados. CONCLUSÃO: Os presentes resultados refletem, em certa medida, as características socioeconômicas e demográficas dos países de cada cidade estudada. As cidades dos países que apresentam os piores indicadores sociais (elevada desigualdade de renda e baixo índice de desenvolvimento humano) tenderam a apresentar as maiores desigualdades em saúde e na utilização dos serviços de saúde. Resumo em inglês OBJECTIVE: To learn if there is social inequality in health and in the utilization of health services among the elderly in six cities of Latin America: Buenos Aires, Argentina; São Paulo, Brazil; Santiago, Chile; Havana, Cuba; Mexico City, Mexico; and Montevideo, Uruguay. METHODS: This study used data from a project called Health, Well-being, and Aging in Latin America and the Caribbean (known as the "SABE project"). To investigate the presence of social inequality in he (mais) alth an ordinal probit model was used, with health status indicated by the following dependent variables: activities of daily living, instrumental activities of daily living, physical mobility, and self-rated health. To measure social inequality in the utilization of health services two characteristics were assessed: one for outpatient medical services (whether or not individuals received outpatient care, and how many times), and one for hospital admissions (whether or not individuals were hospitalized). For outpatient services, we estimated a negative binomial hurdle model, and for hospital admissions, a logit model was constructed. RESULTS: Our main results suggest the presence of social inequality in health in all the cities, with better-off socioeconomic groups having better health. The difference in health was less marked in Havana, Buenos Aires, and Montevideo, and it was more pronounced in São Paulo and Mexico City. With respect to the utilization of health services we found inequalities in the use of outpatient services in Santiago, Mexico City, and São Paulo. In Santiago and Mexico City, more schooling was associated with a higher number of expected outpatient medical visits; however, the opposite was found in São Paulo. For hospital admissions, inequality was found only in São Paulo, with individuals with more years of schooling being much more likely to be hospitalized. CONCLUSION: To a certain extent, our results reflect the socioeconomic and demographic characteristics of the countries in which each of the six cities is located. The cities in the countries with the worst social indicators (high income inequality and low human development index) tended to have the greatest inequalities in health and in the utilization of health services.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Desigualdade social, crescimento urbano e hanseníase em Manaus: abordagem espacial/ Social inequality, urban growth and leprosy in Manaus: a spatial approach/ Desigualdad social, crecimiento urbano y hanseníasis en Manaus (Norte de Brasil): abordaje espacial

Imbiriba, Elsia Nascimento Belo; Silva Neto, Antônio Levino da; Souza, Wayner Vieira de; Pedrosa, Valderiza; Cunha, Maria da Graça; Garnelo, Luiza
2009-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar a epidemiologia de hanseníase segundo a distribuição espacial e condições de vida da população. MÉTODOS: Estudo ecológico baseado na espacialização da hanseníase em Manaus (AM), entre 1998 e 2004. Os 4.104 casos obtidos do Sistema de Informações de Agravos de Notificação foram georreferenciados de acordo com a localização dos endereços em 1.536 setores censitários urbanos, por meio de quatro técnicas: correios (73,7% dos endereços (mais) encontrados); Programa de Cadastro de Logradouros (7,3%); Programa Saúde da Família (2,1%) e folhas de coleta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1,5%). Para cálculo do coeficiente de detecção utilizou a população de 2001. Na análise espacial foi aplicado o método bayesiano empírico local para produzir uma estimativa do risco da hanseníase, suavizando o efeito da flutuação das taxas, quando calculadas para pequenas áreas. Para análise da associação entre espacialização e fatores de risco empregou-se a regressão logística, tendo como variáveis explicativas a ocorrência de casos em menores de 15 anos (indicador de gravidade) e o Índice de Carência Social construído a partir das variáveis do Censo 2000. RESULTADOS: O coeficiente de detecção apresentou-se hiperendêmico em 34,0% dos setores e muito alto em 26,7%. A medida de associação (odds ratio) referente às variáveis explicativas foi significativa. A combinação de baixa condição de vida e ocorrência em menores de 15 anos foi adotada para identificar as áreas prioritárias para intervenção. CONCLUSÕES: A análise espacial da hanseníase mostrou que a distribuição da doença é heterogênea, atingindo mais intensamente as regiões habitadas por grupos em situação de maior vulnerabilidade. Resumo em espanhol OBJETIVO: Analizar la epidemiología de hanseníasis según la distribución espacial y condiciones de vida de la población. MÉTODOS: Estudio ecológico basado en la especialización de la hanseníasis en Manaus (Norte de Brasil), entre 1998 y 2004. Los 4.104 casos obtenidos del Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sistema de Informaciones de Agravios de Notificación) fueron georeferenciados de acuerdo con la localización de las direcciones en 1.536 s (mais) ectores de censo urbano, por medio de cuatro técnicas: correos (73,7% de las direcciones encontradas); Programa de Registro de Espacios Públicos (7,3%); Programa deSalud de la Familia (2,1%) y hojas de colecta del Instituto Brasilero de Geografía y Estadística (1,5%). Para el cálculo del coeficiente de detección utilizó la población de 2001. En el análisis espacial fue aplicado el método bayesiano empírico local para producir una estimativa del riesgo de la hanseníasis, suavizando el efecto de la fluctuación de las tasas, cuando se calcularon para pequeñas áreas. Para análisis de la asociación entre especialización y factores de riesgo se empleó la regresión logística, teniendo como variables explicativas la ocurrencia de casos en menores de 15 años (indicador de gravedad) y el Índice de Carencia Social construido a partir de las variables del Censo 2000. RESULTADOS: El coeficiente de detección se mostró hiperendémico en 34,0% de los sectores y muy alto en 26,7%. La medida de la asociación (odds ratio) referente a las variables explicativas fue significativa. La combinación de baja condición de vida y ocurrencia en menores de 15 años fue adoptada para identificar las áreas prioritarias para intervención. CONCLUSIONES: El análisis espacial de la hanseníasis mostró que la distribución de la enfermedad es heterogénea, afectando más intensamente las regiones habitadas por grupos en situación de mayor vulnerabilidad. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the epidemiology of leprosy according to spatial distribution and living conditions of the population. METHODS: Ecological study based on the spatial distribution of leprosy in the municipality of Manaus, Northern Brazil, from 1998 to 2004. The 4,104 cases identified in the Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan -National Notification System) were georeferenced according to the addresses in the 1,536 urban census tracts through f (mais) our different sources: postal service (73.7% of addresses found), Property Registration Program (7.3%), Family Health Program (2.1%), and Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Brazilian Institute of Geography and Statistics) data sheet (1.5%). Calculation of detection coefficient was performed based on the 2001 population. Local empirical Bayesian method was used for the spatial distribution analysis, in order to estimate leprosy risk, making rate variation shorter when they were calculated for small areas. Logistic regression was employed to analyze the association between geographical distribution and risk factors. The incidence of cases in children under 15 (severity indicator) and Social Need Index built from variables of the 2000 census were adopted as explicative variables. RESULTS: The mean coefficient of detection was hyperendemic in 34.0% of the census tracts, and very high in 26.7%. Odds ratio was obtained for explicative variables and proved to be significant. Low-income and incidence in children under 15 were combined to identify priority areas for intervention. CONCLUSIONS: Spatial analysis of leprosy showed that the distribution of the disease is heterogeneous and is more strongly present in regions inhabited by more vulnerable groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Desigualdade social, crescimento urbano e hanseníase em Manaus: abordagem espacial/ Social inequality, urban growth and leprosy in Manaus: a spatial approach/ Desigualdad social, crecimiento urbano y hanseníasis en Manaus (Norte de Brasil): abordaje espacial

Imbiriba, Elsia Nascimento Belo; Silva Neto, Antônio Levino da; Souza, Wayner Vieira de; Pedrosa, Valderiza; Cunha, Maria da Graça; Garnelo, Luiza
2009-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar a epidemiologia de hanseníase segundo a distribuição espacial e condições de vida da população. MÉTODOS: Estudo ecológico baseado na espacialização da hanseníase em Manaus (AM), entre 1998 e 2004. Os 4.104 casos obtidos do Sistema de Informações de Agravos de Notificação foram georreferenciados de acordo com a localização dos endereços em 1.536 setores censitários urbanos, por meio de quatro técnicas: correios (73,7% dos endereços (mais) encontrados); Programa de Cadastro de Logradouros (7,3%); Programa Saúde da Família (2,1%) e folhas de coleta do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (1,5%). Para cálculo do coeficiente de detecção utilizou a população de 2001. Na análise espacial foi aplicado o método bayesiano empírico local para produzir uma estimativa do risco da hanseníase, suavizando o efeito da flutuação das taxas, quando calculadas para pequenas áreas. Para análise da associação entre espacialização e fatores de risco empregou-se a regressão logística, tendo como variáveis explicativas a ocorrência de casos em menores de 15 anos (indicador de gravidade) e o Índice de Carência Social construído a partir das variáveis do Censo 2000. RESULTADOS: O coeficiente de detecção apresentou-se hiperendêmico em 34,0% dos setores e muito alto em 26,7%. A medida de associação (odds ratio) referente às variáveis explicativas foi significativa. A combinação de baixa condição de vida e ocorrência em menores de 15 anos foi adotada para identificar as áreas prioritárias para intervenção. CONCLUSÕES: A análise espacial da hanseníase mostrou que a distribuição da doença é heterogênea, atingindo mais intensamente as regiões habitadas por grupos em situação de maior vulnerabilidade. Resumo em espanhol OBJETIVO: Analizar la epidemiología de hanseníasis según la distribución espacial y condiciones de vida de la población. MÉTODOS: Estudio ecológico basado en la especialización de la hanseníasis en Manaus (Norte de Brasil), entre 1998 y 2004. Los 4.104 casos obtenidos del Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sistema de Informaciones de Agravios de Notificación) fueron georeferenciados de acuerdo con la localización de las direcciones en 1.536 s (mais) ectores de censo urbano, por medio de cuatro técnicas: correos (73,7% de las direcciones encontradas); Programa de Registro de Espacios Públicos (7,3%); Programa deSalud de la Familia (2,1%) y hojas de colecta del Instituto Brasilero de Geografía y Estadística (1,5%). Para el cálculo del coeficiente de detección utilizó la población de 2001. En el análisis espacial fue aplicado el método bayesiano empírico local para producir una estimativa del riesgo de la hanseníasis, suavizando el efecto de la fluctuación de las tasas, cuando se calcularon para pequeñas áreas. Para análisis de la asociación entre especialización y factores de riesgo se empleó la regresión logística, teniendo como variables explicativas la ocurrencia de casos en menores de 15 años (indicador de gravedad) y el Índice de Carencia Social construido a partir de las variables del Censo 2000. RESULTADOS: El coeficiente de detección se mostró hiperendémico en 34,0% de los sectores y muy alto en 26,7%. La medida de la asociación (odds ratio) referente a las variables explicativas fue significativa. La combinación de baja condición de vida y ocurrencia en menores de 15 años fue adoptada para identificar las áreas prioritarias para intervención. CONCLUSIONES: El análisis espacial de la hanseníasis mostró que la distribución de la enfermedad es heterogénea, afectando más intensamente las regiones habitadas por grupos en situación de mayor vulnerabilidad. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the epidemiology of leprosy according to spatial distribution and living conditions of the population. METHODS: Ecological study based on the spatial distribution of leprosy in the municipality of Manaus, Northern Brazil, from 1998 to 2004. The 4,104 cases identified in the Sistema de Informações de Agravos de Notificação (Sinan -National Notification System) were georeferenced according to the addresses in the 1,536 urban census tracts through f (mais) our different sources: postal service (73.7% of addresses found), Property Registration Program (7.3%), Family Health Program (2.1%), and Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Brazilian Institute of Geography and Statistics) data sheet (1.5%). Calculation of detection coefficient was performed based on the 2001 population. Local empirical Bayesian method was used for the spatial distribution analysis, in order to estimate leprosy risk, making rate variation shorter when they were calculated for small areas. Logistic regression was employed to analyze the association between geographical distribution and risk factors. The incidence of cases in children under 15 (severity indicator) and Social Need Index built from variables of the 2000 census were adopted as explicative variables. RESULTS: The mean coefficient of detection was hyperendemic in 34.0% of the census tracts, and very high in 26.7%. Odds ratio was obtained for explicative variables and proved to be significant. Low-income and incidence in children under 15 were combined to identify priority areas for intervention. CONCLUSIONS: Spatial analysis of leprosy showed that the distribution of the disease is heterogeneous and is more strongly present in regions inhabited by more vulnerable groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Custo real do tratamento do glaucoma para o paciente/ The real cost of glaucoma treatment for an outpatient

Pedroso, Larissa; Carvalho Junior, Edenilson dos Santos; Paranhos Júnior, Augusto; Prata Júnior, João Antônio; Mello, Paulo Augusto de Arruda
1999-12-01

Resumo em português Objetivo: Avaliar o custo do tratamento do glaucoma para o paciente, numa instituição de ensino médico. Casuística e Métodos: Foram aplicados, aleatoriamente, questionários, na forma de entrevista ativa, a 94 pacientes do ambulatório do Setor de Glaucoma do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo, analisando gastos pessoais e com medicamentos antiglaucomatosos. Os dados foram agrupados, tabulados e foi realizada separação da amostra em (mais) dois grupos: pacientes cirúrgicos e não-cirúrgicos. Resultados: A mediana do gasto total anual estimado com glaucoma foi de R$ 480,15, o equivalente a 13% da renda anual mediana dos pacientes. Separadamente, o grupo dos pacientes cirúrgicos obteve uma mediana dos gastos totais estimados de R$ 677,94, o que corresponde a 19% da renda mediana anual. Já o grupo dos pacientes não-cirúrgicos, apresentou mediana de R$ 393,54, representando 11% da renda mediana anual. Foi encontrada diferença estatisticamente significante entre os grupos cirúrgico e não-cirúrgico para o gasto total anual (p = 0,012). Conclusão: Observou-se que o custo do tratamento na renda familiar de pessoas portadoras de glaucoma é considerável, mesmo em uma instituição pública Resumo em inglês Purpose: To evaluate the cost of glaucoma treatment for an outpatient in a public university hospital. Patients and Methods: Ninety-four outpatients were ran-domly Glaucoma Clinic of the Ophthalmology Department of the Universidade Federal de São Paulo, submitted to questionnaires at the regarding personal and antiglaucoma medicine expenses. Data collected, tabulated and the sample was divided into two were groups: surgical and nonsurgical. Results: The median estimated (mais) total spent annually on glaucoma treatment was R$ 480.15, equivalent to 13% of the median annual family income of the patients. When the sample was divided into two groups, the figures were quite different. The surgical group had a median annual estimated total expense of R$ 667.94, equivalent to 19% of the median annual family income, whereas the nonsurgical group showed a median annual estimated total expense of R$ 393.54 or 11% of the median annual family income. Sta-tistical difference was found between both groups for total annual cost (p = 0.012). Conclusion: It was observed that the cost of glaucoma treatment is quite high in respect to the family income, even considering the use of a public hospital.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Avaliação técnica e econômica de diferentes grupos genéticos de bovinos de corte machos superprecoces e do sistema de produção em confinamento/ Technical and economic evaluations of different genetic groups of yearling beef cattle males and of the feedlot production system

Ferreira, I.C.; Silva, M.A.; Barbosa, F .A.; Carvalho, A.D.F.; Correa, G.S.S.; Fridrich, A.B.; Souza, J.E.R.
2009-02-01

Resumo em português Avaliaram-se as variáveis técnicas e econômicas do sistema de produção em confinamento de 88 animais superprecoces (sete meses de idade) pertencentes a três grupos genéticos, com 23 animais Charolês x Nelore, 26 Red Angus x Nelore e 39 Abeerden Angus x Nelore. Foram registrados pesos no inicio do confinamento e ao abate, duração do confinamento, ganhos de peso no período e diário dos animais e, por meio de conceitos econômicos e operacionais, foram calculados (mais) os custos de produção. O modelo estatístico utilizado na análise das variáveis incluiu efeitos do grupo genético e do peso inicial como covariável. Não houve diferença entre grupos genéticos para peso ao abate e ganho de peso diário. A duração do confinamento foi menor para animais Charolês x Nelore (159 dias), intermediária para Red Angus x Nelore (170 dias) e maior para Abeerden Angus x Nelore (178 dias). Os custos total, operacional e variável da diária foram 1,02; 0,85 e 0,89 US$/dia, respectivamente. O confinador obteve lucro de 0,01 US$/kg e rentabilidade de 1,8%/mês. Não houve diferenças (P>0,05) entre grupos genéticos para custos, receita, margens bruta e líquida, lucro e rentabilidade. Resumo em inglês This experiment was carried out to evaluate technical and economic parameters for feedlot production system of 88 seven-month-old animals of three genetic groups (23 Charolais x Nellore, 26 Red Angus x Nellore, and 39 Aberdeen Angus x Nellore). Production traits (initial and slaughtering weights, number of days in feedlot, and total and daily weight gains) were recorded and costs were estimated using operational and economic concepts. The statistical model used to analyze (mais) the traits included the fix effect of genetic group and initial body weight as a covariate. No differences were observed among the genetic groups for slaughtering weight and daily weight gain. Number of days in feedlot was low for Charolais x Nellore (159 days), intermediate for Red Angus x Nellore (170 days), and high for Aberdeen Angus x Nellore (178 days) animals. Total, operational, and variable costs were 1.02; 0.85; and 0.89 US$/day. Farmer profit was 0.01 US$/kg and profitability/month was 1.78%. Significant differences among the genetic groups were not observed for cost, income, gross and net margins, profit, and profitability.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

64

Asma e ascaridíase em crianças de 2 a 10 anos de um bairro de periferia/ Asthma and ascariasis in children aged two to ten living in a low income suburb

Silva, Maria Teresa Nascimento; Andrade, Jacy; Tavares-Neto, José
2003-06-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a associação entre asma e ascaridíase em crianças do bairro Pedregal, da cidade de Campina Grande (Paraíba), onde são baixos os indicadores de desenvolvimento humano. MATERIAL E MÉTODO: foi aplicado o questionário padrão do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC), em 1.095 crianças, mas apenas 742 o responderam e entregaram a amostra fecal para realização do exame parasitológico. A faixa etária das 742 crianças inc (mais) luídas no estudo transversal foi de 2 a 10 anos de idade. A associação entre asma e ascaridíase foi estudada pelo índice Kappa. As análises das variáveis demográficas e clínicas, comparando os dois grupos, foram realizadas pelo teste do qui-quadrado (chi²) ou o teste t de Student para os dados quantitativos (contínuos). RESULTADOS: nas 742 crianças, as proporções dos sexos foram semelhantes: 51,9% (n = 385) do masculino e 48,1% (n = 357) do feminino. Nessas crianças, a prevalência de asma foi de 59,7% (n = 443) e da ascaridíase de 56,3% (n = 418), sendo semelhante (chi² = 0,27; p > 0,60) a freqüência de asma no grupo portador de ascaridíase (60,5%) ou sem essa helmintíase (58,6%). CONCLUSÃO: apesar da elevada freqüência dos agravos estudados, não há aparente associação entre asma e ascaridíase na população estudada. Resumo em inglês OBJECTIVE: to assess the relation between children with asthma and ascariasis in the low income neighborhood of Pedregal, in Campina Grande (Paraíba, Brazil). MATERIAL AND METHOD: the International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISSAC) standard questionnaire was distributed to 1,095 children but only 742 of them answered it and provided stool samples for parasite examination. The cross-sectional study included those 742 children, whose age ranged from 2 to 1 (mais) 0 years. The association between asthma and ascariasis was studied through Kappa rating. Demographic and clinic variants comparing the two groups were analyzed by chi-square test (chi²) or t Student test. RESULTS: among the 742 children analyzed, 51.9% (385) were males and 48.1% (357) females. The prevalence of asthma was 59.7% (443) and that of ascariasis was 56.3% (418). The frequency of asthma in the ascariasis group (60.5%) was similar (chi²= 0.27, r> 0.06) to the frequency of asthma in the non-infected group (58.6%). CONCLUSION: despite the high prevalence of the diseases studied, there is no apparent relation between asthma and ascariasis in the population studied.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

65

Análise do posicionamento de indústrias calçadistas na região de Franca

Machado Neto, Alfredo José; Giraldi, Janaina de Moura Engracia
2008-03-01

Resumo em português Este estudo analisa estratégias de posicionamento da indústria calçadista da região de Franca (SP) com relação ao mercado interno. O trabalho apresenta um panorama da indústria calçadista nacional; em seguida, são apresentados os resultados de uma pesquisa empírica empreendida com empresas da região. Uma análise de conglomerados permitiu identificar quatro diferentes grupos de empresas com base em cinco variáveis (preços praticados, custos de produção, qua (mais) lidade dos produtos, tecnologia de produção e capacidade de inovação), utilizando três diferentes estratégias: foco no segmento de calçados masculinos para um público de renda baixa (grupo 1), baixo custo (grupos 2 e 3), e diferenciação por meio de produtos de melhor qualidade e preços mais altos (grupo 4). Ao final, foram sugeridas alternativas estratégicas para as empresas consideradas em posição desfavorável em comparação às concorrentes. Resumo em inglês This study analyzes the footwear industry in Franca region (SP), with regard to positioning strategies in the domestic market. An overview of the national footwear industry is followed by results of an empirical research performed with shoe manufacturers from the region of Franca. A cluster analysis resulted in a four group classifi cation based on fi ve variables (prices, production costs, product quality, production technology and innovation capacity). Groups are charac (mais) terized by the use of one of the following strategies: focus on the male shoe low income segment (group 1); low costs (groups 2 and 3); and differentiation by means of high quality products at higher prices (group 4). In closing, strategic alternatives were suggested to firms considered in an unfavorable position compared to their competitors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

66

Acesso à educação por faixas etárias segundo renda e raça/cor/ Access to education by age groups, according to income and race/skin colour in Brazil

Andrade, Cibele Yahn de; Dachs, J. Norberto W.
2007-08-01

Resumo em português São analisadas as contribuições da situação econômica e da raça/cor da pele no acesso à escola, até o ensino superior, considerando as principais transições escolares e grupos etários, usando dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD 2003. As variáveis renda e raça/cor afetam com intensidades diferentes as diversas faixas etárias e transições escolares. As restrições que levam ao reduzido percentual de jovens com acesso ao ensino supe (mais) rior dependem do número de vagas neste nível de ensino, mas parecem ser mais determinadas pelo pequeno contingente de jovens brasileiros que consegue completar o ensino médio, atingindo a qualificação formal necessária para o acesso ao ensino superior. Somente 40% dos jovens de 18 a 24 anos possuem o ensino médio completo, sendo que 13% tiveram acesso ao ensino superior. A situação econômica é um determinante mais importante do que a variável raça/cor, embora essa última variável apresente influência em todas as faixas de renda. Finalmente, estuda-se a distribuição dos alunos de ensino superior nesta faixa etária nos estabelecimentos públicos e privados. Resumo em inglês Data from the National Sample Household Survey - PNAD 2003 was employed to analyse the role of economic status and race/skin colour in access to school, including higher education. Income and race/skin colour variables have a strong impact on the various age groups and school transitions. Constraints that resulted in only a small percentage of young people having access to higher education are dependent upon the number of places the school has to offer at this level of ed (mais) ucation and even more by the reduced' number of youngBrazilians who manage to finish high school, achievingthe required formal qualification to have access to higher education. Only 40% of youths from 18 to 24 years of age complete high school and a mere 13% of which have access to college. The economic status plays a more important role than race/skin colour, although the latter has an influence throughout all income groups. Finally, the article analyzes the distribution of higher education students within this age group in public and private schools.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

A percepção do controle dos sintomas em pacientes asmáticos/ Perception of asthma control in asthma patients

Ponte, Eduardo Vieira; Petroni, Jaqueline; Ramos, Daniela Campos Borges; Pimentel, Luciana; Freitas, Daise Naiane; Cruz, Álvaro A
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estimar a proporção de pacientes asmáticos com percepção inadequada do controle dos sintomas e avaliar as características deste subgrupo. MÉTODOS: Estudo transversal no qual foram selecionados pacientes ambulatoriais consecutivos com asma leve, moderada ou grave, maiores de 12 anos. Os pacientes foram submetidos a exame clínico, avaliação de depressão e da percepção do controle da asma e exame de função pulmonar. Foram realizadas avaliação da co (mais) ncordância quanto ao controle dos sintomas de asma entre médicos e pacientes e comparação entre as características dos pacientes com percepção adequada e inadequada do controle da asma. RESULTADOS: A concordância entre médicos e pacientes quanto ao controle da asma foi baixa (índice kappa = 0,5). Dos 289 pacientes incluídos, 66 (23%) apresentaram percepção inadequada do controle da asma. A análise preliminar univariada revelou que os pacientes com percepção inadequada eram mais idosos, tinham menor renda familiar e apresentavam asma de menor gravidade. A análise multivariada não modificou os resultados. Não houve diferença entre os grupos quanto a sexo, freqüência de pacientes alfabetizados, tempo de sintomas de asma, diagnóstico de rinite, freqüência de depressão, função pulmonar ou adesão ao tratamento. CONCLUSÕES: A freqüência de percepção inadequada do controle da doença em pacientes com asma é elevada, principalmente em pacientes idosos, com baixa renda familiar e asma de menor gravidade. Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine the proportion of asthma patients with poor perception of asthma control and to evaluate the characteristics of this subgroup. METHODS: A cross-sectional study in which consecutive outpatients (over the age of 12) with mild, moderate, or severe asthma were selected. The patients underwent clinical examination and pulmonary function tests, as well as being assessed for depression and perception of asthma control. The degree of concordance between pa (mais) tients and physicians regarding the perception of asthma control was determined. Patients with good perception of asthma control were compared, in terms of characteristics, with those presenting poor perception. RESULTS: The degree of concordance between patients and physicians regarding the perception of asthma control was low (kappa index = 0.5). Of the 289 patients included, 66 (23%) presented poor perception of asthma control. The preliminary univariate analysis revealed that the patients with poor perception of asthma control were older, had a lower income, and presented a lower degree of asthma severity. Those factors did not change in the multivariate analysis. There were no differences between the groups in terms of gender, frequency of having literate patients, duration of asthma symptoms, having been diagnosed with rhinitis, frequency of depression, pulmonary function, or treatment compliance. CONCLUSIONS: The incidence of poor perception of asthma control in asthma patients is high, especially in elderly patients with lower income and a lower degree of asthma severity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

68

A hipertensão arterial sob o olhar de uma população carente: estudo exploratório a partir dos conhecimentos, atitudes e práticas/ High blood pressure from the perspective of a low-income population: an exploratory study of knowledge, attitudes, and practices

Lima, Márcia Theophilo; Bucher, Julia Sursis N. Ferro; Lima, José Wellington de Oliveira
2004-08-01

Resumo em português Este trabalho investiga conhecimentos, atitudes e comportamentos para hipertensão arterial entre adultos de uma comunidade de baixa renda, situada em Caucaia, Ceará, Brasil, e as razões que norteiam as suas atitudes com relação aos fatores de risco comportamentais ­ tabagismo, hábito de ingerir bebidas alcoólicas, ingestão de sal e gorduras na dieta e a prática de exercícios físicos. Foram entrevistadas 228 pessoas, utilizando um questionário estruturado e (mais) feitos 13 grupos focais de discussão para aprofundar as atitudes manifestadas. Os achados revelam que as razões norteadoras dos comportamentos e atitudes investigadas estão ligadas a emoções, a questões sociais e econômicas. As mudanças comportamentais representam o abandono de alguns prazeres para pessoas que lutam para sobreviver em condições de vida de pobreza. Viver em situação de pobreza interfere nas possibilidades de mudança de comportamentos. Resumo em inglês Knowledge, attitudes, and behaviors related to high blood pressure among adults in a low-income community in Caucaia, Ceará, Brazil, as well as factors influencing their attitudes toward behavioral risk factors (smoking, alcohol consumption, salt and fat consumption, and lack of physical exercise) were studied. A total of 228 individuals were interviewed using a structured interview protocol. Thirteen focus groups provided a more in-depth analysis of attitudes. According (mais) to the findings, the reasons behind behaviors and attitudes are linked to emotions and socioeconomic issues. Behavioral changes involve giving up certain pleasures, for people who are struggling to survive in living conditions imposed by poverty. Living in poverty interferes with the possibility of behavioral change.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

69

A hipertensão arterial sob o olhar de uma população carente: estudo exploratório a partir dos conhecimentos, atitudes e práticas/ High blood pressure from the perspective of a low-income population: an exploratory study of knowledge, attitudes, and practices

Lima, Márcia Theophilo; Bucher, Julia Sursis N. Ferro; Lima, José Wellington de Oliveira
2004-08-01

Resumo em português Este trabalho investiga conhecimentos, atitudes e comportamentos para hipertensão arterial entre adultos de uma comunidade de baixa renda, situada em Caucaia, Ceará, Brasil, e as razões que norteiam as suas atitudes com relação aos fatores de risco comportamentais ­ tabagismo, hábito de ingerir bebidas alcoólicas, ingestão de sal e gorduras na dieta e a prática de exercícios físicos. Foram entrevistadas 228 pessoas, utilizando um questionário estruturado e (mais) feitos 13 grupos focais de discussão para aprofundar as atitudes manifestadas. Os achados revelam que as razões norteadoras dos comportamentos e atitudes investigadas estão ligadas a emoções, a questões sociais e econômicas. As mudanças comportamentais representam o abandono de alguns prazeres para pessoas que lutam para sobreviver em condições de vida de pobreza. Viver em situação de pobreza interfere nas possibilidades de mudança de comportamentos. Resumo em inglês Knowledge, attitudes, and behaviors related to high blood pressure among adults in a low-income community in Caucaia, Ceará, Brazil, as well as factors influencing their attitudes toward behavioral risk factors (smoking, alcohol consumption, salt and fat consumption, and lack of physical exercise) were studied. A total of 228 individuals were interviewed using a structured interview protocol. Thirteen focus groups provided a more in-depth analysis of attitudes. According (mais) to the findings, the reasons behind behaviors and attitudes are linked to emotions and socioeconomic issues. Behavioral changes involve giving up certain pleasures, for people who are struggling to survive in living conditions imposed by poverty. Living in poverty interferes with the possibility of behavioral change.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

70

A baixa taxa de obtenção da meta do LDL-colesterol numa população de baixa renda/ Low rate of achieving LDL-cholesterol objective in a low income population

Vacanti, Luciano J; Santos, Silvio C. de Moraes; Fujita, Alessandro M; Lima, David S; Lopes, Alan F; Vetorazi, Rodrigo; Sellera, Ana; Scarin, Nataly R
2005-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o percentual de pacientes adequados às metas preconizadas pelas III Diretrizes sobre Dislipidemias da Sociedade Brasileira de Cardiologia, numa população de baixa renda. Determinar se havia diferença deste percentual, nos pacientes de alto risco, conforme a idade (75 anos). MÉTODOS: Analisamos consecutivamente 190 pacientes, divididos em dois grupos: 51 pacientes de baixo e médio risco (G I) e 139 de alto risco para doença arterial cor (mais) onariana (G II). A amostra era caracterizada por pacientes de baixa renda (69% dos pacientes tinham uma renda familiar entre 1 e 2 salários mínimos), cuja terapêutica hipolipemiante era fornecida irregularmente pelo Estado. RESULTADOS: Os G I e G II apresentavam, respectivamente, 70,1±13,7 anos e 13,7% de homens e 68,5±10,6 anos e 62,6% de homens. Dentre os pacientes do G II, 30% apresentavam o LDL-colesterol dentro das metas preconizadas. Sendo que, a freqüência de pacientes adequados às metas foi, significativamente, menor em indivíduos com 75 anos ou mais que aqueles com menos de 75 anos (16% vs. 30%, p=0,04). CONCLUSÃO: Numa população, predominantemente, de baixa renda e sem assistência contínua do Estado para adquirir estatinas, a obtenção das metas preconizadas para o LDL- colesterol, pelas III Diretrizes sobre Dislipidemias da Sociedade Brasileira de Cardiologia, é baixa e ainda, significativamente, menor em pacientes muito idosos, com perfil de alto risco para aterosclerose. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the percentage of patients suitable to the objectives preconized by III Diretrizes sobre Dislipidemias da Sociedade Brasileira de Cardiologia (3rd Guidelines on Dyslipidemia of Brazilian Society of Cardiology), in a low income population. To determine whether there was a difference of that percentage in high risk patients, according to their age (75 years old). METHODS: We analyzed, consecutively, 190 patients, divided in two groups (mais) : 51 low and middle risk patients (G I) and 139 high risk patients for coronaray artery disease (G II). The sample was characterized by low income patients (69% for the patients had a family income between 1 and 2 minimum salaries), whose hypolipidemic therapy was irregularly supplied by the State. RESULTS: G I and G II showed, respectively, 70.1±13.7 years old and 13.7% of men and 68.5±10.6 years old and 62.6% of men. Among patients from G II, 30% showed LDL-cholesterol within the preconized objectives. The frequency of patients suitable to the objectives was significantly lower in individuals with 75 years of age or older than among those younger than 75 years old (16% vs. 30%, p=0.04). CONCLUSION: In a predominantly low income population and without continuous assistance from the State to purchase statins, the achievement of preconized objectives for LDL-cholesterol, by 3rd Guidelines on Dyslipidemia of Brasilian Society of Cardiology, is low and also significantly lower among very old patients, with a high risk profile for atherosclerosis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)