Sample records for hela cells
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 8 shown.



1

Evidenciação de vírus patogênicos humanos em filés de peixe/ Detection of pathogenic virus in fish fillets

Schmid, Ary Walter; Stewien, Klaus E.; Candeias, J. A. N.
1977-09-01

Resumo em português Foi desenvolvido método para a evidenciação de vírus em filés de peixe. Amostras de 50 gramas foram submetidas à agitação mecânica durante 5 min em 200 ml de água bidestilada esterilizada, em pH 7,3-7,5. As substâncias em suspensão foram removidas mediante uma filtração de clarificação. A suspensão clarificada foi em seguida submetida à ultrafiltração através de membrana de alginato de sódio, sendo esta posteriormente dissolvida em 2 ml de citrato de (mais) sódio a 3,8%. A suspensão obtida foi, a seguir, centrifugada a 10.000 rpm durante 20 min, a 4°C, adicionando-se ao sobrenadante penicilina, estreptomicina e anfotericina B. O isolamento de vírus foi feito em culturas primárias de células de rim de macaco rhesus, células HeLa e por inoculação em camundongos recém-nascidos. A identificação sorológica levou aos seguintes resultados: de 51 filés de peixe foram isoladas duas estirpes de poliovírus tipo 1, duas de poliovírus tipo 3 e uma de coxsackievírus B4, o que corresponde a uma percentagem de positividade de 9,8%*. A identificação intratípica das quatro estirpes de poliovírus isoladas revelou ser uma delas semelhante e as demais diferentes das estirpes vacinais. Resumo em inglês The purpose of this study was to develop a method for detection of virus in fish fillets. Samples (50g) of fish fillets were minced and shaken for 5 min with 200 ml of doubled distilled water (pH 7.3-7.5). The mixture was clarified by filtration. This food extract was subjected to filtration through a sterile sodium alginate membrane, which was thereafter dissolved in 2 ml of a 3.8% sodium citrate solution, and centrifuged at 10000 rev/min for 20 min, at 4°C. Penicill (mais) in, streptomycin and amphotericin B were added to the supernatant fraction. Virus isolations were done in primary rhesus (Macaca mulatta) monkey kidney cultures, HeLa cultures and newborn mice. Fifty one fish fillets were examined. The agents isolated were: 2 type 1 poliovirus, 2 type 3 poliovirus and one type B4 coxsackievirus, giving an isolation rate of 9.8%. Using the intratypic serodifferentiation for the characterization of the four polioviruses strains isolated from the fish fillets, only one was similar to the vaccine strain, and the three others were classified as non-vaccine like strains.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Evidenciação de vírus patogênicos humanos em filés de peixe/ Detection of pathogenic virus in fish fillets

Schmid, Ary Walter; Stewien, Klaus E.; Candeias, J. A. N.
1977-09-01

Resumo em português Foi desenvolvido método para a evidenciação de vírus em filés de peixe. Amostras de 50 gramas foram submetidas à agitação mecânica durante 5 min em 200 ml de água bidestilada esterilizada, em pH 7,3-7,5. As substâncias em suspensão foram removidas mediante uma filtração de clarificação. A suspensão clarificada foi em seguida submetida à ultrafiltração através de membrana de alginato de sódio, sendo esta posteriormente dissolvida em 2 ml de citrato de (mais) sódio a 3,8%. A suspensão obtida foi, a seguir, centrifugada a 10.000 rpm durante 20 min, a 4°C, adicionando-se ao sobrenadante penicilina, estreptomicina e anfotericina B. O isolamento de vírus foi feito em culturas primárias de células de rim de macaco rhesus, células HeLa e por inoculação em camundongos recém-nascidos. A identificação sorológica levou aos seguintes resultados: de 51 filés de peixe foram isoladas duas estirpes de poliovírus tipo 1, duas de poliovírus tipo 3 e uma de coxsackievírus B4, o que corresponde a uma percentagem de positividade de 9,8%*. A identificação intratípica das quatro estirpes de poliovírus isoladas revelou ser uma delas semelhante e as demais diferentes das estirpes vacinais. Resumo em inglês The purpose of this study was to develop a method for detection of virus in fish fillets. Samples (50g) of fish fillets were minced and shaken for 5 min with 200 ml of doubled distilled water (pH 7.3-7.5). The mixture was clarified by filtration. This food extract was subjected to filtration through a sterile sodium alginate membrane, which was thereafter dissolved in 2 ml of a 3.8% sodium citrate solution, and centrifuged at 10000 rev/min for 20 min, at 4°C. Penicill (mais) in, streptomycin and amphotericin B were added to the supernatant fraction. Virus isolations were done in primary rhesus (Macaca mulatta) monkey kidney cultures, HeLa cultures and newborn mice. Fifty one fish fillets were examined. The agents isolated were: 2 type 1 poliovirus, 2 type 3 poliovirus and one type B4 coxsackievirus, giving an isolation rate of 9.8%. Using the intratypic serodifferentiation for the characterization of the four polioviruses strains isolated from the fish fillets, only one was similar to the vaccine strain, and the three others were classified as non-vaccine like strains.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Comparação de métodos para testar a citotoxicidade "in vitro" de materiais biocompatíveis/ Comparison of methods to test an "in vitro" test of cytotoxicity of biocompatible hospital materials

Cruz, Aurea Silveira; Figueiredo, Cristina Adelaide; Ikeda, Tamiko Ichikawa; Vasconcelos, Ana Claudia Egydio; Cardoso, Jakson Batista; Salles-Gomes, Luís Florêncio de
1998-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar a sensibilidade do método de difusão em ágar e do método de extração utilizando as linhagens celulares RC-IAL (células fibroblásticas de rim de coelho) e HeLa (células epiteliais de carcinoma do colo do útero humano), na avaliação da citotoxicidade "in vitro" de materiais de uso médico-hospitalar. MATERIAL E MÉTODO: Foram testadas 50 amostras escolhidas por sorteio, entre as já conhecidamente positivas e negativas e identificadas como: al (mais) godão, espuma, borracha, látex, celulose e acrílico. Além, das amostras citadas foram testadas experimentalmente várias concentrações de SDS (duodecil sulfato de sódio) nas culturas celulares RC-IAL e HeLa. RESULTADOS: Das 50 amostras testadas , 44 (88%) foram positivas para os dois métodos. Mas quando comparado o SDS nos dois métodos foram observados resultados positivos nas concentrações de 0,5 a 0,05 µg/ml no método de difusão em ágar e no método de extração somente foi observado efeito citotóxico até a concentração de 0,25 µg/ml. CONCLUSÃO: Os resultados encontrados são similares aos observados por outros autores que testaram materiais como, por exemplo, ligas metálicas. Quando foi usado o SDS observou-se, nas duas linhagens celulares, diferenças favoráveis ao método de difusão em ágar em duas concentrações, isto é, a sensibilidade deste método foi significantemente maior, por inspecção, em relação ao método de extração, além de se constituir em método mais simples de ser realizado. Resumo em inglês OBJECTIVE: A comparison of the sensitivity of the agar diffusion method with that of extraction using cell-lines RC-IAL (fibroblastic of rabbit kidney) and HeLa (epithelial carcionoma cells from the cervix uteri of the humam uterus), in the in vitro evaluation of materials of medical and hospital. MATERIAL AND METHODS: Fifteen samples chosen at random, from among the already known positives and negatives in our stock, were tested and identified as cotton, form, latex, cel (mais) lulose and acrylic. Besides the samples mentioned, many SDS (GIbco) concentrations were tested experimentally in RC-IAL and HeLa cell cultures. RESULTS: Of the 50 samples tested, 44 (88%) were positive by both methods. However, when the SDS were compared by using the two methods, positive results were noted in the concentrations of from 0.5 to 0.05µg/ml in the agar diffusion ans extraction methods. A cytotoxic effect was only noted in the concentrations of up to 0.25 µg/ml. CONCLUSION: When the SDS was used, differences favorable to the agar diffusion method were observed in the two cell lines, in two concentrations; that is, the sensitivity of this method was quantitatively greater on inspection than that of the extraction method, as well as being the simpler method to use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Comparação de métodos para testar a citotoxicidade "in vitro" de materiais biocompatíveis/ Comparison of methods to test an "in vitro" test of cytotoxicity of biocompatible hospital materials

Cruz, Aurea Silveira; Figueiredo, Cristina Adelaide; Ikeda, Tamiko Ichikawa; Vasconcelos, Ana Claudia Egydio; Cardoso, Jakson Batista; Salles-Gomes, Luís Florêncio de
1998-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Comparar a sensibilidade do método de difusão em ágar e do método de extração utilizando as linhagens celulares RC-IAL (células fibroblásticas de rim de coelho) e HeLa (células epiteliais de carcinoma do colo do útero humano), na avaliação da citotoxicidade "in vitro" de materiais de uso médico-hospitalar. MATERIAL E MÉTODO: Foram testadas 50 amostras escolhidas por sorteio, entre as já conhecidamente positivas e negativas e identificadas como: al (mais) godão, espuma, borracha, látex, celulose e acrílico. Além, das amostras citadas foram testadas experimentalmente várias concentrações de SDS (duodecil sulfato de sódio) nas culturas celulares RC-IAL e HeLa. RESULTADOS: Das 50 amostras testadas , 44 (88%) foram positivas para os dois métodos. Mas quando comparado o SDS nos dois métodos foram observados resultados positivos nas concentrações de 0,5 a 0,05 µg/ml no método de difusão em ágar e no método de extração somente foi observado efeito citotóxico até a concentração de 0,25 µg/ml. CONCLUSÃO: Os resultados encontrados são similares aos observados por outros autores que testaram materiais como, por exemplo, ligas metálicas. Quando foi usado o SDS observou-se, nas duas linhagens celulares, diferenças favoráveis ao método de difusão em ágar em duas concentrações, isto é, a sensibilidade deste método foi significantemente maior, por inspecção, em relação ao método de extração, além de se constituir em método mais simples de ser realizado. Resumo em inglês OBJECTIVE: A comparison of the sensitivity of the agar diffusion method with that of extraction using cell-lines RC-IAL (fibroblastic of rabbit kidney) and HeLa (epithelial carcionoma cells from the cervix uteri of the humam uterus), in the in vitro evaluation of materials of medical and hospital. MATERIAL AND METHODS: Fifteen samples chosen at random, from among the already known positives and negatives in our stock, were tested and identified as cotton, form, latex, cel (mais) lulose and acrylic. Besides the samples mentioned, many SDS (GIbco) concentrations were tested experimentally in RC-IAL and HeLa cell cultures. RESULTS: Of the 50 samples tested, 44 (88%) were positive by both methods. However, when the SDS were compared by using the two methods, positive results were noted in the concentrations of from 0.5 to 0.05µg/ml in the agar diffusion ans extraction methods. A cytotoxic effect was only noted in the concentrations of up to 0.25 µg/ml. CONCLUSION: When the SDS was used, differences favorable to the agar diffusion method were observed in the two cell lines, in two concentrations; that is, the sensitivity of this method was quantitatively greater on inspection than that of the extraction method, as well as being the simpler method to use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Atividades citotóxica e hemolítica em Escherichia coli uropatogênicas/ Citotoxic and hemolytic activities of uropathogenic Escherichia coli

Andrade, João Ramos Costa; Suassuna, Ítalo
1988-06-01

Resumo em português Estudamos 59 Escherichia coli uropatogênicas (ECUP) obtidas de pacientes com infecção urinária e 30 E. coli originárias das fezes de indivíduos normais. Cada amostra originou-se de um paciente ou controle. Verificamos que 44% e 3,3% respectivamente eram hemolíticas em meio sólido segundo a origem. Apenas 15% das ECUP hemolíticas produziram alfa-hemolisina, isoladamente ou em associação com ß-hemolisina. A alfa-hemolisina correspondeu a 92% das amostras com ati (mais) vidade hemolítica. Não encontramos correlação entre títulos de alfa-hemolisina e o sítio de origem das ECUP (infecção alta ou baixa). Em 71% das ECUP e 30% das E. coli fecais detectamos a produção de citotoxina com ação citocida para linhagens celulares epitelióides como Vero, He-La e Hep-2 e pouco ativa para fibroblastos de embrião de galinha. A produção desta citotoxina não apresenta correlação com a síntese de hemolisinas. Não verificamos associação entre títulos citotóxicos e origem das ECUP. Certas características biológicas desta citotoxina como a resposta morfológica que determina nas células, o aumento dos títulos citotóxicos com o tempo, sua atividade citocida irreversível e sua termolabilidade sugerem analogia com a Verotoxina (VT) de E. coli. As células afetadas pela citoxina inicialmente mostram aspecto estrelado, tornam-se arredondadas e finalmente desprendem-se do seu suporte. É sugerido que a produção de citotoxina por E. coli aderidas às mucosas do trato urinário possa contribuir para a agressão ao uroepitélio. Resumo em inglês Fifty nine Escherichia coli strains obtained from patients with upper or lower urinary tract infections (UTI) and 30 E. coli strains isolated from stools of healthy individuals were tested for hemolytic and totoxic activities. Forty four percent of uropathologenic e. coli (UPEC) and 3.3% of fecal E. coli were hemolytic. Among the hemolytic UPEC, 92% produced x-hemolysin. A cytotoxic activity was detected in culture filtrates of 71% of UPEC strains and 30% of fecal E. coli (mais) . No relationship was found between cytotoxic and hemolytic activities or between cytotoxic titers and UPEC origin (upper or lower UTI). E. coli cytotoxin has a cytocidal activity against some epithelioid cultured cell lines (Vero, HeLa and Hep-2) but was almost inactive for avian-fibroblast cells. Cytotoxin-affected cells appeared rounded, refractile and detached from the surface of the vessel. Some characteristics exhibited by the cytotoxin as the morphological response induced on cells, the increasing of cytopathic effect with time, its irreversible cytocidal activity and its heat-lability resemble the properties described for E. coli Verotoxin (VT). Adherence to uroepithelial cells is recognized as a virulence factor for UPEC. It is suggested that cell damage by cytotoxic and adhering UPEC might contribute to E. coli virulence to urinary tract.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Biocompatibilidade de materiais empregados na confecção de próteses cardiovasculares: comparação entre pericárdio bovino e Dacron(R)/ The biocompatibility of cardiovascular graft materials: a comparison between bovine pericardial tissue and Dacron(R)

Pinto, Terezinha de J. A.; Saito, Takako; Glerean, Álvaro
1993-06-01

Resumo em português Durante os últimos 25 anos, numerosos estudos têm sido efetuados visando a biocompatibilidade de materiais de uso médico-hospitalar. Isto se deve ao desenvolvimento de materiais destinados às próteses particularmente na área cardiovascular, o que motivou pesquisas relativas à problemática da compatibilidade entre superfícies biológicas ou sintéticas e o sangue. O presente trabalho objetivou comparar a avaliação da biocompatibilidade do pericárdio bovino, um (mais) dos materiais mais empregados na fabricação de válvulas cardíacas protéticas, após tratamento com glutaraldeído e formaldeído, com o material sintético conhecido como "tricot" de Dacron(R). Tanto fragmentos de pericárdio submetidos a diferentes tratamentos, como os de Dacron(R) foram implantados subcutaneamente na região abdominal de ratos Wistar, por períodos de 1 a 3 meses. O exame de cortes histológicos obtidos por métodos convencionais evidenciou ausência de biocompatibilidade principalmente para o pericárdio tratado com formaldeído. Para o Dacron(R), foi constatado, comparativamente, uma perfeita biocompatibilidade. A cultura de células in vitro, com o uso de linhagens RC-IAL e Hela pelo método de revestimento com ágar, foi empregada exclusivamente para o material de origem biológica e evidenciou um grau intenso de toxicidade associado ao resíduo do agente de tratamento. Concluiu-se que existe a necessidade do aperfeiçoamento da técnica de lavagem da prótese biológica antes da implantação. Resumo em inglês During the past 25 years, numerous studies relating to medical device biocompatibility have appedared world-wide. Development of biomaterials for grafting cardiovascular applications has contributed to an increase in knowledge of the compatibility between synthetic or biological surfaces and blood. The biocompatibility of one of the materials most commonly used in the fabrication of xenograft heart valves, bovine pericardium, treated with glutaraldehyde and formaldehyde i (mais) s assessed comparison to a synthetic material, Dacron(R) tricot. An in vitro tissue culture assay, by the agar overlay method, using RC-IAL and Hela cell lines, was applied to treated pericardium and attested the intense toxicity of the treating agents. The subcutaneous grafting of treated pericardium and Dacron(R) was carried out in Wistar rats of 1 to 3 months of age. After the use of the usual histological methods, an evaluation of hematoxylin-eosin stained specimens demonstrated an absence of histocompatibility, mainly as regards for the formaldehyde treated pericardium. Comparatively, the evaluation of implanted Dacron(R) confirmed it's perfect biocompatibility. In conclusion, some improvement in xenograft heart valves is necessary, before the surgical implantation procedure takes place.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Biocompatibilidade de materiais empregados na confecção de próteses cardiovasculares: comparação entre pericárdio bovino e Dacron(R)/ The biocompatibility of cardiovascular graft materials: a comparison between bovine pericardial tissue and Dacron(R)

Pinto, Terezinha de J. A.; Saito, Takako; Glerean, Álvaro
1993-06-01

Resumo em português Durante os últimos 25 anos, numerosos estudos têm sido efetuados visando a biocompatibilidade de materiais de uso médico-hospitalar. Isto se deve ao desenvolvimento de materiais destinados às próteses particularmente na área cardiovascular, o que motivou pesquisas relativas à problemática da compatibilidade entre superfícies biológicas ou sintéticas e o sangue. O presente trabalho objetivou comparar a avaliação da biocompatibilidade do pericárdio bovino, um (mais) dos materiais mais empregados na fabricação de válvulas cardíacas protéticas, após tratamento com glutaraldeído e formaldeído, com o material sintético conhecido como "tricot" de Dacron(R). Tanto fragmentos de pericárdio submetidos a diferentes tratamentos, como os de Dacron(R) foram implantados subcutaneamente na região abdominal de ratos Wistar, por períodos de 1 a 3 meses. O exame de cortes histológicos obtidos por métodos convencionais evidenciou ausência de biocompatibilidade principalmente para o pericárdio tratado com formaldeído. Para o Dacron(R), foi constatado, comparativamente, uma perfeita biocompatibilidade. A cultura de células in vitro, com o uso de linhagens RC-IAL e Hela pelo método de revestimento com ágar, foi empregada exclusivamente para o material de origem biológica e evidenciou um grau intenso de toxicidade associado ao resíduo do agente de tratamento. Concluiu-se que existe a necessidade do aperfeiçoamento da técnica de lavagem da prótese biológica antes da implantação. Resumo em inglês During the past 25 years, numerous studies relating to medical device biocompatibility have appedared world-wide. Development of biomaterials for grafting cardiovascular applications has contributed to an increase in knowledge of the compatibility between synthetic or biological surfaces and blood. The biocompatibility of one of the materials most commonly used in the fabrication of xenograft heart valves, bovine pericardium, treated with glutaraldehyde and formaldehyde i (mais) s assessed comparison to a synthetic material, Dacron(R) tricot. An in vitro tissue culture assay, by the agar overlay method, using RC-IAL and Hela cell lines, was applied to treated pericardium and attested the intense toxicity of the treating agents. The subcutaneous grafting of treated pericardium and Dacron(R) was carried out in Wistar rats of 1 to 3 months of age. After the use of the usual histological methods, an evaluation of hematoxylin-eosin stained specimens demonstrated an absence of histocompatibility, mainly as regards for the formaldehyde treated pericardium. Comparatively, the evaluation of implanted Dacron(R) confirmed it's perfect biocompatibility. In conclusion, some improvement in xenograft heart valves is necessary, before the surgical implantation procedure takes place.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Comparação entre dois métodos de detecção de DNA de papilomavírus humano em carcinoma epidermoide de lábio/ Comparison between two methods for human papilomavírus DNA detection in lip squamous cell carcinoma

Demathe, Adriana; Bernabé, Daniel Galera; Garcia, José Fernando; Nunes, Caris Maroni; Miyahara, Glauco Issamu
2010-04-01

Resumo em português Introdução: Recentemente o papilomavírus humano (HPV) tem sido associado à carcinogênese oral. A metodologia empregada na detecção do vírus é uma das maiores causas observadas da grande variabilidade nas taxas de detecção do HPV. Objetivo: Este estudo comparou a sensibilidade de detecção do DNA do HPV em casos de carcinoma epidermoide de lábio utilizando a amplificação do DNA viral por reação em cadeia da polimerase (PCR) ou nPCR. Material e método: For (mais) am utilizadas 33 amostras provenientes de casos de carcinoma epidermoide de lábio. Para as extrações do DNA utilizou-se o sistema QIAamp DNA Mini Kit. Como controle interno utilizou-se o gene da b-globina. Das 33 amostras iniciais, 30 foram positivas para o gene b-globina, sendo utilizadas para detectar o DNA viral. Comparou-se a amplificação do DNA viral pelos métodos da PCR com os oligonucleotídeos MY09/MY11 e nPCR, empregando-se os pares de oligonucleotídeos iniciadores MY09/MY11 e, na segunda etapa, o par GP5+/GP6+. O controle positivo para a presença do DNA do HPV utilizado foi a linhagem de células HeLa e, como controle negativo, a mistura de amplificação sem DNA. A análise dos produtos de PCR e nPCR para HPV foi realizada por eletroforese em gel de poliacrilamida a 8%. Resultados: Utilizando-se o método da PCR, a amplificação do DNA do HPV foi constatada em dois casos. Com a nPCR foi verificada presença de DNA viral em 13 das 30 amostras. Conclusão: Com a utilização da nPCR, a detecção do HPV nos casos estudados aumentou mais de seis vezes. Resumo em inglês Introduction: Human papillomavirus (HPV) has been currently associated with oral carcinogesis. The methodology applied in virus detection is one of the main reasons for the great variability observed in HPV detection. Objectives: This study compared HPV DNA detection efficiency in lip squamous cell carcinoma samples (SCC) using viral DNA amplification by PCR or nPCR. Methods: Thirty three samples of lip squamous cell carcinoma were selected. DNA extractions were performed (mais) with QIAamp DNA minikit. The internal control was b-globin gene. Thirty out of 33 initial samples were positive for b-globin gene, which were employed to detect viral DNA. The amplification of viral DNA was compared by PCR method through MY09/MY11 oligonucleotides and nPCR through MY09/MY11 oligonucleotides in the first stage and GP5+/GP6+ in the second stage. HeLa cells were used as positive control for HPV DNA presence and the amplification mixture without DNA as negative control. The analysis of PCR and nPCR products for HPV DNA was performed through gel electrophoresis in polyacrylamide at 8%. Results: HPV DNA amplification was verified in two cases by the use of PCR method. HPV DNA presence was verified in 13 out of 30 samples by the use of nPCR. Conclusion: HPV DNA detection of lip SCC increased sixfold in the studied cases with the employment of nPCR.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)