Sample records for hcg
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Efeito da aplicação de hCG ou GnRH sobre a concentração sérica de progesterona e eficiência reprodutiva em porcas/ Effect of injection of hCG or GnRH on progesterone serum concentration and reproductive efficiency of sows

Carvalho, L.F.R.; Silva Filho, J.M.; Silva, I.J.; Bandeira, M.N.; Morais, M.P; Ruas, J.R.M.
2003-12-01

Resumo em português Avaliou-se o efeito da aplicação de diferentes hormônios no quinto dia após a primeira inseminação sobre a concentração sérica de progesterona e sobre as características reprodutivas, em 103 porcas entre o terceirro e sexto parto. As matrizes foram divididas em: grupo-controle (n=35), não tratado, grupo GnRH (n=34), animais submetidos à aplicação intramuscular (IM) de 50mcg de um análogo-GnRH no quinto dia após a primeira inseminação, e grupo hCG (n=34), (mais) animais submetidos à aplicação IM de 500UI de hCG no quinto dia após a primeira inseminação. A aplicação dos hormônios não influenciou as características reprodutivas taxa de parto, número total de nascidos, número de nascidos vivos e peso da leitegada (P>0,05). Cinco animais de cada grupo foram submetidos a coletas de sangue da veia cava nos dias 3, 5, 8, 12, 21 e 28 após a primeira inseminação para avaliação da concentração sérica de progesterona (ng/ml), utilizando a técnica de radioimunoensaio. Não houve diferença significativa quanto à concentração sérica de progesterona entre os grupos. Resumo em inglês Two different hormones were administered on the fifth day after the first insemination to evaluate their influence on serum progesterone concentrations and on reproductive efficiency, in multiparous sows between the third and the sixth parturition. The reproductive performance was evaluated in 103 sows distributed into three groups: 1-Control (n=35); 2-GnRH, 50m g of GnRH-analogue, administered IM on the fifth day after the first insemination (n=34); and 3-hCG, 500 IU of (mais) hCG administered IM in the fifth day after the first insemination (n=34). No effect (P>0.05) of hormone treatments on farrowing rate, litter size, live born and litter weight was observed. Five sows of each group were blood sampled on days 3, 5, 8, 12, 21, 28, after the first insemination, to evaluate serum progesterone concentrations (ng/ml). Serum progesterone concentrations were not affected (P>0.05) by hormone treatments.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Resposta esteroidogênica induzida por hCG em garanhões jovens Mangalarga: testosterona e sulfato de estrona plasmáticos/ hCG induced steroidogenic response in Mangalarga young stallions: plasma testosterone and estrone sulphate

LIMA, Samira Barbosa; WISCHRAL, Aurea; FERREIRA, Fernando; VERRESCHI, Ieda Therezinha do Nascimento
2000-01-01

Resumo em português Avaliou-se a resposta esteroidogênica aguda da célula de Leydig em sete garanhões jovens da raça Mangalarga (2,6 a 4,5 anos), através de estimulação com gonadotrofina coriônica humana (hCG). Os animais foram tratados com 5.000 UI (hCG) Vetecor®, i.v., in bollus, às 8 horas. Amostras de plasma foram obtidas por venopuntura às 7 horas (basal), 4, 24, 48, 72 horas pós-estímulo (28 a 31 de agosto). Testosterona (T) e sulfato de estrona (E1SO4) foram dosados por r (mais) adioimunoensaio (RIE) c.v. Resumo em inglês Leydig cell acute steroidogenic response, in seven young Mangalarga stallions (2.6 - 4.5 ys), was evaluated through human Corionic Gonadotrophin (hCG) stimulation. The animals were treated with 5,000 UI (hCG) Vetecor®, i.v., in bollus, at 8 a.m. Plasma samples were collected by venopuncture at 7 a.m. (basal), 4, 24, 48, and 72 hours after stimulation (from 28 to August 31). Testosterone (T) and estrone sulphate (E1SO4) was measured by radioimmunoassay (RIA), intra-assay (mais) variation

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Relação entre a espessura endometrial e os níveis do beta-HCG com a resposta ao tratamento da gravidez ectópica com metotrexato/ Relationship between endometrial thickness and beta-HCG levels in the response to treatment of ectopic pregnancy with methotrexate

Soares, Roberto da Costa; Elito Júnior, Júlio; Camano, Luiz
2004-07-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a relação entre os níveis séricos do hormônio gonadotrópico coriônico (beta-hCG) e a medida da espessura endometrial, em pacientes submetidas ao tratamento de gravidez ectópica com metotrexate. MÉTODOS: estudo clínico prospectivo, no qual foram avaliados os títulos do beta-hCG e a maior medida da espessura endometrial no eixo longitudinal uterino por meio da ultra-sonografia transvaginal, em 38 pacientes com gravidez ectópica íntegra, com di (mais) âmetro 10,0 mm), independente da resposta terapêutica. Para análise estatística foi utilizado o teste t de Student. RESULTADOS: as médias dos valores iniciais do beta-hCG das 28 mulheres que apresentaram resposta terapêutica medicamentosa foi de 1936,2 mUI/ml, significativamente menor do que a média das 10 mulheres sem resposta, 6831,3 mUI/ml (10,0 mm, cuja média foi de 6925,9 mUI/ml. CONCLUSÕES: a medida da espessura endometrial avaliada pela ultra-sonografia sofre influência dos níveis séricos do beta-hCG, se mostrando valiosa como fator orientador adicional na indicação do tratamento medicamentoso com metotrexate na gravidez ectópica íntegra. Resumo em inglês OBJECTIVE: to evaluate the correlation between the beta-human chorionic gonadotropin (beta-hCG) serum levels and the measurement of the endometrial thickness, in patients under treatment of ectopic pregnancy with methotrexate. METHODS: a prospective study in which the levels of beta-hCG as well as the largest measurement of the endometrial thickness on the uterine longitudinal axis through transvaginal ultrasound were evaluated at 24-48 h intervals in thirty-eight patient (mais) s with hemodynamic stability, ectopic pregnancy, diameter 10.0 mm) independently of the response to treatment employing the Student t-test. RESULTS: the mean values of beta-hCG and endometrial thickness in patients with successful treatment (28 cases) were 1936.2 mIU/ml and 6.4 mm, respectively, significanlty lower than the mean values for insuccessful cases: 6831.3 mIU/ml and 11.7 mm, respectively (p10.0 mm, whose mean values were 6925.9 mIU/ml (

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Concentração plasmática de progesterona em novilhas receptoras submetidas à administração de rbST, GnRH ou hCG no quinto dia do ciclo estral/ Plasma progesterone concentration in recipient heifers submitted to administration of rbST, GnRH or hCG on day five of the estrous cycle

Fonseca, J.F.; Silva Filho, J.M.; Palhares, M.S.; Ruas, J.R.M.; Pinto Neto, A.
2001-08-01

Resumo em português Avaliaram-se a habilidade de diferentes hormônios administrados no quinto dia do ciclo estral em induzir a ovulação do folículo dominante da primeira onda folicular (FDPO) e formar um corpo lúteo acessório (CLa) e seus efeitos sobre a concentração plasmática de progesterona (P4) em novilhas receptoras. Cinqüenta e duas novilhas mestiças Holandês-Zebu foram aleatoriamente distribuídas em quatro tratamentos: T1-controle, T2-administração subcutânea de 500mg (mais) de rbST, T3-administração intramuscular (IM) de 100mig de GnRH e T4-administração IM de 2000UI e endovenosa de 1000UI de hCG. Realizou-se palpação transretal nos dias 5, 13 e 60 para detecção de corpo lúteo original (CLo), de CLa e de gestação, respectivamente. A formação de CLa foi de: T1-0/12 (0,0%), T2-0/13 (0,0%), T3-5/12 (41,7%) e T4-10/15 (66,7%)(P0,05). As taxas de gestação, T1=37,5% (3/8), T2=62,5% (5/8), T3=28,6% (2/7) e T4=33,3% (3/9), não diferiram entre tratamentos (P>0,05). Estes resultados mostraram que o FDPO no quinto dia do ciclo estral foi capaz de responder ao GnRH e à hCG, ovular e formar um CLa, o que elevou a concentração plasmática de P4 de novilhas no 13º dia do ciclo estral, período crítico para o estabelecimento da gestação em bovinos. Resumo em inglês The ability of different hormones administered on day five of the estrous cycle to induce the ovulation of the first wave dominant follicle (FWDF) and to form an accessory corpus luteum (CLa), and the respective effects on plasma progesterone concentrations were studied in recipient heifers. Fifty-two crossbred Holstein-Zebu heifers were randomly assigned to four treatments: T1-control, T2-subcutaneous administration of 500mg of rbST, T3-intramuscular administration of 10 (mais) 0mug of GnRH and T4-administration of 3000IU of hCG (1000IU endovenous and 2000IU intramuscular). Transrectal palpation was performed on days 5, 13 and 60 to check original corpus luteum, CLa and pregnancy, respectively. CLa formation was as follow: T1-0/12 (0.0%), T2-0/13 (0.0%), T3-5/12 (41.7%) and T4-10/15 (66.7%), being T1 and T2 different from T3 and T4 (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Taxa de gestação em cabras Alpinas e Saanen tratadas com hCG no terceiro dia após o estro/ Pregnancy rate and progesterone concentration of Alpine and Saanen goats treated with hCG the third day after estrus

Prosperi, C.P.; Torres, C.A.A.; Guimarães, J.D.; Bruschi, J.H.; Leite, P.A.G.; Maffili, V.V.
2006-04-01

Resumo em português Avaliou-se o efeito da aplicação da gonadotrofina coriônica humana (hCG) sobre a taxa e duração da gestação e sobre a concentração plasmática de progesterona (P4) em cabras lactantes das raças Alpina (83) e Saanen (60), na estação de acasalamento induzida pelo programa de fotoperíodo artificial. Os animais foram distribuídos em dois tratamentos após a cobrição; as cabras do tratamento 1 (T1 controle) receberam solução salina via intramuscular (1ml), e (mais) as do tratamento 2 (T2) receberam 250UI do hCG, no terceiro dia no pós-estro. As taxas de gestação, detectadas por exame ultra-sonográfico, realizado no 35º após a cobrição, para as cabras das raças Alpina e Saanen controle e tratadas, foram de 80,4; 70,3; 72,7; 81,5%, respectivamente, não diferindo entre os tratamentos e entre as raças (P>0,05). A taxa média de gestação foi 77,2 e 75,0% para os animais controle e tratados, respectivamente. A duração da gestação não foi influenciada pelos tratamentos (P>0,05). As amostras de sangue para análise da concentração plasmática de progesterona (P4) foram coletadas de cinco cabras Alpina por tratamento, no dia do estro (dia 0) e aos 3, 8, 15, 21, 42 e 60 dias após o estro. Não houve diferença na concentração plasmática média de P4 entre os tratamentos (P>0,05), sendo de 5,84ng/ml para T1 e 5,76ng/ml para T2. Observou-se diferença em relação aos dias de coleta (P Resumo em inglês The experimental objective was to evaluate the effect of human chorionic gonadotropin (hCG) administration on pregnancy rate and gestation length and on serum concentration of progesterone (P4) in Alpine (83) and Saanen (60) dairy goats induced by artificial photoperiod to enter the breeding season. Animals were randomly allocated to two treatments following estrus: in treatment 1 (T1) goats received 1ml saline solution and in treatment 2 (T2) animals received 250IU of hC (mais) G in 1ml saline intramuscularly during the third day after estrus. Pregnancy rates detected by ultrasound technology 35 days after mating did not differ significantly between treatments (P>0.05). They equaled 80.4 and 70.3% for Alpine goats and 72.7 and 81.5% for Saanen goats in T1 and T2, respectively. Overall pregnancy rates were 77.2% and 75.0% for the controls and treated animals, respectively. Gestation length was not affected by the hCG treatment. Blood samples were collected from 5 Alpine does from each treatment the day of estrus (day 0) and on days 3, 8, 15, 21, 42 and 60 after estrus, for determination of progesterone concentration in plasma. Means were 5.84 and 5.76ng/ml for the control and treated does, respectively, and were not affected by treatment (P>0.05), although concentrations did differ among collection days (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Desempenho reprodutivo de cabras alpinas tratadas com hCG cinco dias após o acasalamento/ Reproductive performance of alpine goats treated with hCG five days after breeding

Fonseca, Jeferson Ferreira da; Torres, Ciro Alexandre Alves; Maffili, Vitor Valério; Borges, Alan Maia; Espeschit, Cláudio José Borela; Balbinot, Paula de Zorzi; Oliveira, Rita Flávia Miranda; Leite, Pedro A. G.
2005-04-01

Resumo em português Objetivou-se com este estudo avaliar o efeito da administração de hCG sobre o desempenho reprodutivo de cabras Alpinas durante a estação de acasalamento natural. Trinta e duas fêmeas nulíparas e 124 lactantes, após a identificação de estro e acasalamento, foram aleatoriamente divididas, de acordo com a categoria, em dois tratamentos. Em T1 (n=75) e T2 (n=81), os animais receberam 1 mL de solução salina ou 250 UI de hCG, respectivamente, por via intramuscular ci (mais) nco dias após o acasalamento. A gestação foi verificada por ultra-sonografia transabdominal (probe de 3,5 MHz) nos dias 35 e 70 após o acasalamento, para detecção e confirmação da gestação, respectivamente. As taxas de gestação não diferiram entre T1 (86,7%) e T2 (70,6%) para nulíparas e T1 (78,3 %) e T2 (84,4 %) para lactantes. Não houve diferença entre a taxa de parição (75,0 e 75,7%), o período de gestação (150,47 e 150,80 dias) e a prolificidade (1,75 e 1,80 fetos) entre os animais do T1 e T2, respectivamente. A prolificidade foi superior em cabras lactantes (1,90) que em nulíparas (1,41). A administração de hCG cinco dias após o acasalamento não elevou o desempenho reprodutivo em cabras da raça Alpina. Resumo em inglês The effect of hCG administration on reproductive performance of Alpine goats during the natural breeding season was evaluated. Thirty-two nulliparous and 124 lactating goats, after estrus identification and breeding, were randomly assigned according to the categories to two treatments. In T1 (n=75) and T2 (n=81) the animals received 1 mL of saline solution or 250 IU of hCG intramuscularly, respectively, five days after breeding. Pregnancy was detected and confirmed on day (mais) s 35 and 70 after breeding by transabdominal ultrasonography (3.5 MHz probe), respectively. Pregnancy rate did not differ between T1 (86.7 %) and T2 (70.6%) for nulliparous and T1 (78.3%) and T2 (84.4%) for lactating does. There were no differences for kidding rate (75.0 and 75.7%), gestation period (150.47 and 150.80 days) and prolificacy (1.75 and 1.80 fetuses) between T1 and T2, respectively. Prolificacy was superior in lactating (1.90) than in nulliparous (1.41) goats. The administration of hCG five days after breeding did not increase reproductive performance in Alpine goats.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Taxas de gestação de novilhas receptoras submetidas à administração de rbST, GnRH ou hCG no quinto dia do ciclo estral/ Pregnancy rates of recipient heifers submitted to administration of rbST, GnRH or hCG on day five of the estrous cycle

Fonseca, J.F.; Silva Filho, J.M.; Pinto Neto, A.; Palhares, M.S.; Ruas, J.R.M.
2001-08-01

Resumo em português Estudou-se a habilidade de diferentes hormônios administrados no quinto dia do ciclo estral em elevar a taxa de gestação em 196 novilhas receptoras, mestiças Holandês-Zebu, aleatoriamente distribuídas em quatro tratamentos: T1-controle (n=50), T2-administração subcutânea de 500mg de rbST (n=44), T3-administração intramuscular de 100m g de GnRH (gonadorelina; n=46) e T4-administração de 3000UI de hCG (1000UI endovenosa e 2000UI intramuscular; n=56). Embriões (mais) coletados aos sete dias foram eqüitativamente distribuídos (estádio e qualidade) e transferidos para as receptoras no sétimo dia do ciclo estral. As taxas de gestação detectadas por palpação transretal 53 dias após a transferência dos embriões não diferiram entre os tratamentos, sendo: 15/24 em T1 (62,5%), 15/25 em T2 (60,0%), 13/29 em T3 (44,8%) e 22/31 em T4 (71,0%). Estes resultados demonstraram que a administração de rbST, GnRH ou hCG no quinto dia do ciclo estral não foi capaz de elevar as taxas de gestação. Resumo em inglês The ability of different hormones administered on day five of the estrous cycle to increase pregnancy rates was studied in 196 recipient crossbred Holstein-Zebu heifers, randomly assigned to four treatments: T1-control (n=50), T2- subcutaneous administration of 500mg of rbST (n=44), T3- intramuscular administration of 100m g of GnRH (gonadorelin; n=46) and T4-administration of 3000IU of hCG (1000IU endovenous and 2000IU intramuscular; n=56). Seven-day embryos were equally (mais) distributed (stage and quality) and transferred to recipient heifers on day seven of the estrous cycle. Pregnancy rates detected on day 53 after embryo transfer did no differ among treatments, being: 15/24 in T1 (62.5%), 15/25 in T2 (60.0%), 13/29 in T3 (44.8%) e 22/31 in T4 (71.0%). The results showed that administration of rbST, or GnRH or hCG on day five of the estrous cycle was not capable to increase pregnancy rates.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Fontes lipídicas dietéticas associadas ou não à gonadotrofina coriônica humana (hCG) na função reprodutiva e no metabolismo de lípides de novilha/ Dietary lipid sources associated or not to hCG on the reproductive function and lipid metabolism of heifers

Mancio, A.B.; Londoño Hernández, F.I.; Fonseca, F.A.; Angulo, L.M.
1999-04-01

Resumo em português Vinte e quatro novilhas foram utilizadas para avaliar o efeito de diferentes fontes dietéticas lipídicas associadas ou não ao hCG sobre o níveis de progesterona e de metabólitos lipidícos e sobre a função luteal cíclica de novilhas. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em um esquema fatorial de 2 × 3, (com e sem injeção de hCG e três dietas isoprotéicas). A concentração sérica de progesterona do sexto ao 12º dia pós-estro foi maior nas no (mais) vilhas alimentadas com dietas hiperlipídicas em relação à da dieta-controle. As dietas hiperlipídicas interferiram no perfil metabólico lipídico, especialmente do sexto ao nono dia após o início do estro. Observou-se interação entre aplicação de hCG e dietas hiperlipídicas. Os metabólitos lipídicos que melhor indicaram alterações metabólicas foram o colesterol total e as lipoproteínas de alta densidade (HDL). Houve correlação positiva entre colesterol total, HDL e concentração de progesterona na fase luteal do ciclo estral. Colesterol total e HDL interferem na função luteal de novilhas, provavelmente como precursores na síntese esteroidogênica do ovário. Resumo em inglês Twenty-four heifers were allotted in a randomized block design in a 2 × 3 factorial arrangement (with or without the injection of hCG, three isoproteic diets) to evaluate the effect of different dietary lipid sources associated or not to hCG on the progesterone and lipid metabolite levels, and the cyclic luteal function of heifers in six different treatments. The progesterone concentration from the sixth to the 12th day postestrus were higher in heifers fed on hyperlipid (mais) emic diets than those fed on control diet. The hyperlipidemic diets were important in the lipidic metabolism profile, mainly from sixth to the ninth day after the onset of estrus because the interaction between the hCG and hyperlipidemic diets. The best lipidic metabolites to detect the lipometabolic alterations were the total cholesterol and high density lipoprotein (HDL). There was a positive correlation between the total cholesterol, HDL and progesterone concentration in postestrus animals. Total cholesterol and HDL probably can modify the luteal cyclic function of heifers and be the precursors in the esteroidogenic sinthesis in the ovary.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Estimulação da espermiação em curimbatá Prochilodus scrofa (Steindachner) através de aplicaçoes de HCG (Ostheichthyes, Characiformes, Prochilodontidae)/ Stimulation of spermiation with hormonal injections in the curimbatá Prochilodus scrofa (Steindachner) (Ostheichthyes, Characiformes, Prochilodontidae)

Kavamoto, Emico T; Ferraz, Eduardo de M; Talmelli, Elaine F. de Andrade; Mainardes-Pinto, Cleide S.R; Romagosa, Elizabeth; Narahara, Massuka Y; Barnabe, Valquiria H; Campos, Benedicto do E.S. de
1996-01-01

Resumo em inglês Sperm of 180 three year old males of curimbatá, Prochilodus scrofa (Steindachner, 1881), was collected to verify the possibility of utilization of these males more than one time, and to know how long after the hormonal induction would occur the highest production of milt. This experiment was carried out in 1991 and 1992. After sperm was collected, each male was stimulated by the first injection of five IU/g of hCG. Then, milt was collected at 8, 16, 24, 48, 72 and 96 hou (mais) rs before and after the first dose and at 16 hours before and after the second one. Mean volume values were, before hormonal injection, 0.22ml and after two doses of hCG, 106ml. Maximal production occurred between 16 and 24 hours after induction. Mean values of sperm concentration and total number of sperm were, before hormonal induction, 31.16xl0(6)/mm³ and 6.79x10(9) and after two doses, 21.46x10(6)/mm³ and 22.15x10(9), respectively. There were no statistical differences between males receiving two or one doses of hCG concerning fertilization. Results indicated that males of Prochilodus scrofa may be induced a second time 14 days apart, what increases their reproduetive efficiency.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Desenvolvimento folicular no pós-parto de vacas da raça Gir tratadas com acetato de buserelina (GnRH) ou gonadotrofina coriônica humana (hCG)/ Follicular development in Gir breed cows (Bos indicus) treated with buserelin acetate or human chorionic gonadotrophin during the postpartum period

Borges, Álan Maia; Torres, Ciro Alexandre Alves; Rocha Júnior, Vicente Ribeiro; Ruas, José Reinaldo Mendes; Carvalho, Giovanni Ribeiro de; Marcatti Neto, Alberto; Carvalho, Bruno de Campos
2004-12-01

Resumo em português Foram utilizadas 22 vacas da raça Gir (Bos indicus) em anestro pós-parto, amamentando e mantidas sob regime de pastejo. O padrão de crescimento folicular foi estudado em 15 animais, enquanto os outros sete foram utilizados somente no acompanhamento da resposta aos tratamentos hormonais. Ultra-sonografia em tempo real foi realizada diariamente, do quarto ao qüinquagésimo dia de lactação, por meio de aparelho equipado com probe de 5MHz. Nenhum animal apresentou estro (mais) , ovulação ou luteinização folicular durante o período de avaliação. Verificaram-se quatro a oito ondas foliculares surgindo em intervalos de seis a sete dias, cujo diâmetro máximo dos folículos dominantes e subordinados foi de 8,9±0,6 e 6,3±0,7mm, respectivamente. Aos 56 dias pós-parto, as 22 vacas foram divididas em dois grupos: 11 tratadas com 4,2 mig de acetato de buserelina e 11 com 3.000UI de hCG. A ovulação, regressão e luteinização folicular foram verificadas em animais dos dois tratamentos e uma nova onda folicular surgiu dentro de dois a três dias após a terapia hormonal. Corpos lúteos de menor tamanho e concentrações de progesterona abaixo de 1ng/mL indicaram baixa atividade luteal. Resumo em inglês This experiment was carried out with 22 anestrus Gir cows (Bos indicus), with the postpartum follicular growth studied in 15 of these suckling and kept on pasture, while the seven others were used only for hormonal treatments. Daily real time ultrasonography was done from 4th to the 50th day, using B-mode ultrasound scanner equipped with a linear array 5.0MHz probe. No animal showed estrus, ovulation or follicular luteinization during de experimental period. Four to eight (mais) follicular waves emerged each six or seven days and maximum diameter of dominant and subordinate follicles were 8.9±0.6mm and 6.3±0.7mm, respectively. On day 56 of postpartum all cows were separated in two groups: 11 cows were treated either with 4.2 mug of buserelin acetate and 11 with 3,000UI of hCG. Ovulation, follicular regression and luteinization were observed in the two treatments animals, and one new follicular wave emerged within two to three days after the hormonal treatments. Small size corpus luteum and progesterone concentrations under 1ng/mL showed lower luteal activity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

A curva de regressão da gonadotrofina coriônica humana é útil no diagnóstico precoce da neoplasia trofoblástica gestacional pós-molar?/ Are curves of human chorionic gonadotropin useful in the early diagnosis of post-molar trophoblastic neoplasia?

Delmanto, Lúcia Regina Marques Gomes; Maestá, Izildinha; Braga Neto, Antônio Rodrigues; Michelin, Odair Carlito; Passos, José Raimundo de Souza; Gaiotto, Fernanda Régnier; Rudge, Marilza Vieira Cunha
2007-10-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a utilidade da curva de regressão normal da gonadotrofina coriônica humana (hCG) no diagnóstico precoce de neoplasia trofoblástica gestacional pós-molar (NTG). MÉTODOS: estudo longitudinal, incluindo 105 pacientes com mola hidatiforme completa (MHC) acompanhadas no Centro de Doenças Trofoblásticas de Botucatu, entre 1998 e 2005. Os títulos da hCG sérica foram mensurados quinzenalmente em todas as pacientes. Curvas individuais de regressão da h (mais) CG das 105 pacientes foram estabelecidas. A comparação entre a curva de regressão normal estabelecida em nosso serviço com as curvas individuais da hCG foi usada no rastreamento e diagnóstico (platô/ascensão) de NTG. O número de semanas pós-esvaziamento quando a hCG excedeu o limite normal foi comparado com o número semanas em que a hCG apresentou platô/ascensão. RESULTADOS: das 105 pacientes com MHC, 80 apresentaram remissão espontânea (RE) e 25 desenvolveram NTG. Das 80 pacientes com RE, 7 (8,7%) apresentaram, inicialmente, dosagem da hCG acima do normal, mas, no devido tempo, alcançaram a remissão. Todas as 25 pacientes com NTG apresentaram desvio da curva normal da hCG em 3,8±2,5 semanas e mostraram platô ou ascensão em 8,4±2,9 semanas (p Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the usefulness of the normal human chorionic gonadotropin (hCG) regression curve in the early diagnosis of post-molar trophoblastic neoplasia (GTN). METHODS: a longitudinal study including 105 patients with complete hydatidiform mole (CHM) followed up at the Botucatu Center of Trophoblastic Diseases from 1998 to 2005. Serial serum hCG titers were measured fortnightly in all patients. Individual curves of the 105 patients were built. Comparison between (mais) the normal regression curve established at our center with individual hCG curves was used to screen and diagnose (plateau/rise) GTN. The number of weeks postevacuation when hCG levels exceeded the normal limits was compared with the number of weeks when hCG reached plateau/rise. RESULTS: among the 105 patients with CHM, 80 reached spontaneous remission (SR) and 25 developed GTN. Among the 80 SR patients, 7 (8.7%) initially showed hCG concentrations above normal but eventually achieved remission. All the 25 GTN patients showed deviation from the normal hCG curve at 3.84±2.57 weeks and reached plateau or rise at 8.40±2.94 weeks (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Testosterona e gonadotrofina coriônica humana estimulam a esteroidogênese em células da granulosa de folículo pré-ovulatório de égua?/ Do testosterone and human chorionic gonadotropin stimulate steroidogenesis in granulosa cells of preovulatory follicle in mare?

Caldas-Bussiere, M.C.; Garcia, J.M.; Barbosa, J.C.; Rosa e Silva, A.A.M.
2005-02-01

Resumo em português Avaliou-se o papel da gonadotrofina coriônica humana (hCG) e da testosterona na produção de progesterona (P4) e 17beta -estradiol (E2) pelas células da granulosa cultivadas in vitro de folículo antral de égua. Os tratamentos usados foram: 1- controle (nenhum hormônio adicionado), 2- 1UI hCG (0,3mig/ml) e 3- 10UI hCG (3,0mig/ml). O tratamento com hCG foi realizado na presença ou não de testosterona (144ng/ml). O meio foi coletado e substituído com 0,25, 3, 6, 12, (mais) 24 e 144h de cultivo. As concentrações de P4 e E2 foram mensuradas por radioimunoensaio. Não se observou diferença entre os tratamentos 1 e 3 quanto à produção de P4 e E2; o tratamento 1 resultou em aumento da concentração de progesterona após 24h de cultura (P Resumo em inglês The role of the human chorionic gonadotropin (hCG) and testosterone was evaluated in the progesterone (P4) and estradiol-17beta (E2) production by granulosa cells of antral follicles from mare cultivated in vitro. The treatment (groups) with gonadotropin consisted of: 1- control (no added hormone); 2- 1 IU hCG (0.3mg/ml) and 3- 10 IU hCG (3.0mg/ml). The treatment with hCG was carried out in the presence or not of testosterone (144ng/ml). The culture medium was collected a (mais) nd replaced at 0.25, 3, 6, 12, 24 and 144h of culture. The concentrations of P4 and E2 were measured by radioimunoassay. Analyses of variance were used for P4 and E2, and mean of the factors were compared by the Tukey test at 5% of probability. No difference was observed between 1 and 2 groups. Treatment with 1 IU of hCG increased progesterone concentration after 24h of culture (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Formas moleculares da gonadotrofina coriônica humana: características, ensaios e uso clínico/ Molecular forms of human chorionic gonadotropin: characteristics, assays and clinical use

Medeiros, Sebastião Freitas de; Norman, Robert John
2006-04-01

Resumo em português A gonadotrofina coriônica humana (hCG) é estruturada pela combinação não covalente de duas subunidades, alfa (alfahCG) e beta (betahCG), sintetizadas separadamente pelo tecido trofoblástico normal, mola hidatiforme, coriocarcinoma, células hipofisárias e tecidos tumorais de diversos tipos histológicos. A síntese da cadeia peptídica e sua glicosilação na célula secretora envolve complexa ação de várias enzimas. Esta complexidade resulta na secreção de mo (mais) léculas heterogêneas. As diferentes formas moleculares secretadas podem ser encontradas no soro, urina e líquido amniótico de gestantes; soro, urina e vesículas em pacientes com mola hidatiforme ou coriocarcinoma e em fluidos biológicos de mulheres não grávidas e homens normais ou acometidos de tumores de diferente origem embrionária. Tanto a molécula hCG nativa, intacta,como suas subunidades nas formas livres e as variantes hCG hiperglicosilada (H-hCG), hCG clivada (N-hCG) e fragmento-núcleo de betahCG (CF-betahCG) têm aplicabilidade clínica relevante. Dependendo da forma molecular mais prevalente ou da proporção da molécula variante/molécula hCG intacta numa determinada condição clínica, há indicação para a dosagem específica de uma ou mais destas moléculas. Este texto revê o conhecimento básico e analisa o uso da hCG e suas variantes na detecção precoce da gravidez ectópica ou gestantes em risco de abortamento, na identificação precoce de anomalias cromossômicas êmbrio-fetais e estima o risco da gestação de evoluir com pré-eclâmpsia ou crescimento intra-uterino restrito. Examina, ainda, fora da gravidez, o emprego destas moléculas como marcadores laboratoriais de tumores com diferentes tipos histológicos e seguimento após a terapia inicial. Conclui-se ser útil o uso da dosagem de hCG e suas moléculas variantes na prática clínica, mas a dificuldade no desenvolvimento e obtenção de ensaios mais sensíveis e específicos restringe a aplicação mais universal destes marcadores hormonais. Resumo em inglês The human chorionic gonadotropin (hCG) results from a non-covalent linkage of two subunits, alpha (alphahCG) and beta (betahCG), separately synthesized by normal trophoblastic tissue, hydatiform mole, choriocarcinoma, pituitary cells, and tumoral tissues of different histologic types. The peptide chain and its further glycosylation in the secretory cell involves the complex action of different enzymes. This complexity results in the secretion of heterogeneous molecular fo (mais) rms. The different molecules might be found in serum, urine and amniotic fluid of pregnant women; serum, urine, and vesicles of patients with hydatiform mole or choriocarcinoma and in other biological fluids of normal non-pregnant women and men or patients with different embryonary types of cancer. Both the intact hCG molecule and its free subunits and the hyperglycosylated (H-hCG), nicked (N-hCG) and core fragment of betahCG (CF- betahCG) variant forms have relevant clinical use. Depending on the prevalent molecular form or the proportion of the variant form to the intact hCG in a determined clinical situation the measurement of a specific molecule is chosen. This review analyzes the clinical use of hCG and its related molecules in the early detection of ectopic pregnancy or patients with higher risk of abortion, in the identification of an embryo or fetus with chromosomal abnormalities, and in the evaluation of risk for preeclampsia or fetal growth restriction. The review also examines the use of hCG and variant forms as tumor markers. It is concluded that it is useful to measure hCG and/or related molecules in clinical practice, but difficulties in developing and achievement of more sensitive and specific new assays limit their use.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Sincronização da ovulação em fêmeas suínas submetidas ao desmame precoce/ Synchronization of ovulation in sows in early weaning system

Pereira, C.Z.; Vasconcelos, J.L.M.; Berto, D.A.; Alessandri, A.M.M.; Morais, M.N.P.
2001-08-01

Resumo em português Verificou-se a eficiência de protocolos para sincronizar a ovulação em porcas desmamadas precocemente. Trinta porcas com média de 4,4± 2,0 partos e estádio de lactação de 14,8± 0,7 dias foram distribuídas em três grupos de 10 animais: 1- nenhum tratamento hormonal; 2- 1000 UI de PMSG, via intramuscular (IM), 48h pós-desmame e 0,25mg de GnRH, IM, 72h após a aplicação do PMSG; 3- 1000 UI de PMSG, IM, 48h pós-desmame e 500 UI de hCG, IM, 72h após o PMSG. O m (mais) omento da ovulação foi detectado por ultra-sonografia transretal. A taxa de sincronização (ovulação até 48h após aplicação de hCG ou GnRH) dos grupos 2 e 3 (94,7%) foi maior (P Resumo em inglês The objective of this study was to test the efficiency of two protocols in synchronize the ovulation of sows in early weaning system. Thirty multiparous crossbred (Large-White x Landrace) sows with a mean± SD of 4.4± 2.0 parturitions and 14.8± 0.7 days in lactation were divided into three groups of 10 animals each: group 1- control; group 2- received 1000 IU of PMSG (FOLLIGON® , INTERVET) IM, 48 hours after weaning + 0.25mg of GnRH (FERTAGIL® , INTERVET) IM, 72h afte (mais) r PMSG; group 3- received 1000 IU of PMSG 48 hours after weaning + 500 IU of hCG (PROFASI® , SERONO) IM, 72h after PMSG. Time of ovulation was monitored by transrectal ultrasound. Synchronization of ovulation rates (ovulated within 48 hours after the treatment with hCG or GnRH) in groups 2 and 3 were higher (94.7%; P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Reprodução induzida da piabanha, Brycon insignis (Steindachner, 1876), mantida em cativeiro/ Induced spawning of "piabanha" (Brycon insignis Steindachner, 1876) in captivity

Andrade-Talmelli, Elaine Fender de; Kavamoto, Emico Tahira; Narahara, Massuka Yamane; Fenerich-Verani, Nelsy
2002-04-01

Resumo em português Estudos de reprodução induzida da piabanha, Brycon insignis, foram realizados em janeiro-fevereiro/96 e fevereiro/97, utilizando-se exemplares de 3 a 5 anos de idade, mantidos em cativeiro na Estação Experimental da Seção de Hidrobiologia e Aqüicultura, pertencente à CESP (Companhia Energética de São Paulo), localizada na cidade de Paraibuna, SP. As fêmeas selecionadas para indução da reprodução apresentaram ventre abaulado, papila genital saliente e averme (mais) lhada e 60% dos ovócitos com núcleo em posição excêntrica. Trinta e três fêmeas foram induzidas à reprodução com dose única de hCG de 5 UI/g (gonadotropina coriônica humana); 17 receberam duas aplicações de extrato bruto de hipófise de carpa, de 0,5 e 5,0 mg/kg, com intervalo de 10 horas entre as aplicações; 18 receberam 0,5 mg/kg de extrato bruto de hipófise de carpa e, após 10 horas, 5 UI/g de hCG; 5 fêmeas receberam dose única de solução salina a 0,9%. Cerca de 10 horas após a última aplicação hormonal, 43 fêmeas responderam positivamente aos tratamentos hormonais liberando óvulos por extrusão. A distribuição de freqüência porcentual dos diâmetros dos ovócitos da amostra inicial apresentou tendência unimodal, com moda em 1250 µm. Entre os hormônios testados, o mais eficiente foi o hCG, em dose única, e o menos eficiente, o de hipófise de carpa, com aplicação de duas doses. Os machos receberam dose única de 3 UI de hCG/g. Cada fêmea liberou, em média, 24.690 óvulos, que, após a fertilização e hidratação, se apresentaram esféricos, demersais e não adesivos, com diâmetro médio de 3785 a 3900 µm, grande espaço perivitelínico e córion resistente. A taxa de fertilização oscilou entre 20 e 96% e a de eclosão, entre 0 e 85%. A temperatura da água foi de 26ºC ± 1ºC. Resumo em inglês Studies of induced spawning of piabanha, Brycon insignis, were developed from January to February/96 and February/97, with 3 to 5 years old individuals maintained in captivity. The selected females presented swollen abdomen and red genital papilla, 60% of oocytes with eccentric germinal vesicle. Thirty-three females were induced to spawning through a single dose of 5 IU/g of hCG (human Chorionic Gonadotropin); 17 females received two application: 0.5 and 5 mg/kg of crude (mais) carp pituitary extract in an interval of 10 hours; 18 received one application of 0.5 mg/kg of crude carp pituitary extract and, after 10 hours, 5 IU/g of hCG; and 5 females received a single dose of 0.9% saline solution. About 10 hours after the last hormonal application, 43 females responded positively to the hormonal treatment releasing eggs by extrusion. The percent frequency distribution of the oocytes diameter in the initial sample presented unimodal tendency, with mode in 1250 µm. Considering the different hormones utilized, the most efficient was hCG in a single dose and the less efficient was the hormone of carp pituitary applicated in two doses. The males received one dose of 3 IU/g of hCG. The females released a mean of 24,690 eggs, wich after fertilization and hydration presented an sphere form, were demesal and non-adhesive, with mean diameter from 3785 to 3900 µm, and had an expressive perivitelin space and a hard chorion. The rate of fertilization ranged from 20 to 96% and that of hatching, from 0 to 85%. The water temperature was 26ºC ± 1ºC.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Utilização de gonadotrofina coriônica humana e cipionato de estradiol associado ao dispositivo de liberação controlada de drogas para sincronização de ovulação em cabras da raça Saanen/ Use of human chorionic gonadodrophin and estradiol cipionate plus controlled internal drug release for synchronization of ovulation in Saanen goats

Maffili, V.V.; Torres, C.A.A.; Pontes, R.A.M.; Guimarães, J.D.; Prosperi, C.P.
2005-04-01

Resumo em português Dezesseis cabras nulíparas da raça Saanen foram distribuídas em dois grupos de tratamentos (T1 e T2) para sincronização da ovulação. Inicialmente, ambos os tratamento consistiram na aplicação concomitante do dispositivo de liberação controlada de drogas (CIDR-G®), de 5mg de dinoprost e de 1mg de cipionato de estradiol (CE) (dia 0). No quarto dia aplicaram-se 250UI de eCG e no quinto dia retirou-se o CIDR-G®. As cabras do T1 (n=8) receberam 1mg de CE 24 horas (mais) depois da retirada do CIDR-G® e as do T2 (n=8) receberam 250UI de hCG 30 horas após. Sete cabras do T1 e oito do T2 entraram em estro depois da retirada do CIDR-G®. Cabras que receberam hCG permaneceram em estro por 42,0± 6,9 horas e as que receberam CE por 45,0± 5,5 horas (P>0,05). As características ovulatórias não foram influenciadas pelos tratamentos. O intervalo da retirada do CIDR-G® à ovulação para ambos os protocolos de sincronização da ovulação não diferiu (P>0,05) entre tratamentos. As ovulações promovidas pelo CE ocorreram em menor intervalo de tempo. Resumo em inglês Saanen nuliparous female goats were distributed in two experimental groups of eight animals each to synchronize the ovulation. On day zero, all animals were treated with controlled internal drug release (CIDR-G®), dinoprost (5mg) and estradiol cipionate (EC; 1mg). On day 4, all animals were treated with eCG (250IU), and on day 5 the CIDR-G® was removed. Group 1 (T1) received 1mg of EC and Group 2 (T2) received 250IU of hCG, 24 and 30 hours after CIDR-G® removal, respec (mais) tively. Onset of estrus was observed in 7 and 8 goats of T1 and T2 groups, respectively. hCG treated goats remained in estrus for 42±6.9 hours, whereas EC-treated goats remained in estrus for 45±5.5 hours (P>0.05). None of the studied ovulatory characteristics were affected by treatments. The intervals between CIDR-G® removal and ovulation in T1 and T2 groups were similar. Both hCG and EC were equally efficient on inducing ovulation synchronically.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Produção in vitro de embriões bovinos: utilização de diferentes fontes de gonadotrofinas na maturação dos oócitos/ In vitro production of bovine embryos: utilization of different gonadotropin sources for in vitro maturation of oocytes

Coelho, Lia de Alencar; Esper, César Roberto; Alvarez, Rafael Herrera; Vantini, Roberta; Almeida Junior, Ivo Luis
2002-06-01

Resumo em português O presente trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar o efeito da utilização de diferentes fontes de gonadotrofinas para maturação in vitro dos oócitos bovinos fecundados e desenvolvidos in vitro sobre as taxas de clivagem (TC) e de blastocistos (TBL). Oócitos imaturos provenientes de ovários de vacas de abatedouro foram submetidos a maturação in vitro sob diferentes condições: meio TCM 199, acrescido de 10% de soro de vaca em estro (SVE), aditivos, hepes (mais) , NaHCO3, piruvato de sódio, antibióticos (meio B-199), 20 UI/mL de PMSG e 10 UI/mL de hCG (PMSG/hCG) ou meio B-199, acrescido de 5 mig/mL de FSH e 5 mig/mL de LH (FSH/LH). Seguidos 24 h de cultura a 38,5ºC em atmosfera com 5% de CO2, os oócitos maturos foram incubados com sêmen descongelado durante 18 a 21 horas. Após esse período, os oócitos foram transferidos para placas contendo microgotas de meio Ménezo suplementado com 10% de SVE e células epiteliais do oviduto bovino em suspensão, cobertas com óleo de silicone, os quais permaneceram em cultura por mais 9 dias. Os dados foram analisados pelo teste do Qui-quadrado. A TC e a TBL, para PMSG/hCG e FSH/LH, foram 60 e 13,9% e 61,2 e 10,6%, respectivamente. Não houve diferença entre os tratamentos com relação a TC ou a TBL. Esses resultados sugerem que ambas as fontes de gonadotrofinas podem ser utilizadas para maturação in vitro dos oócitos fecundados e desenvolvidos in vitro. Resumo em inglês This study aimed to evaluate the effect of different gonadotropin sources for in vitro maturation of bovine oocytes fertilized and developed in vitro on cleavage (CR) and blastocysts rates (BLR). The immature oocytes from slaughterhouse cows ovaries were matured in vitro under different conditions: TCM 199 medium with 10% eostrous cow serum (ECS), aditives, hepes, NaHCO3, sodium pyruvate, antibiotics (B-199 medium), 20 UI/mL PMSG and 10 UI/ml hCG (PMSG/hCG) or B-199 mediu (mais) m with 5 mug/mL FSH and 5 mug/mL LH (FSH/LH). After 24 hours of culture at 38.5°C with 5% CO2 in air the mature oocytes were incubated with frozen-thawed semen for 18-21 hours. After this, the oocytes were transferred into microdroplets of Ménezo medium with 10% ECS and bovine oviduct ephitelial cells (BOEC) in suspension and were further cultured for 9 days. The data were analyzed by chi-square test. The CR and BLR for PMSG/hCG and FSH/LH were 60 and 13.9% and 61.2 and 10.6%, respectively. There was no difference between treatments regarding to CR and BLR. The results indicate that both gonadotropin sources can be used for in maturation medium of oocyte fertilized and developed in vitro.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Cinética da maturação nuclear in vitro de oócitos bubalinos/ Nulear maturation kinetcs in vitro of buffalo oocytes

Santos, Simone do Socorro Damasceno; Dantas, Jedina Kato; Miranda, Moysés dos Santos; Biondi, Flávia Costa; Ohashi, Otávio Mitio
2002-01-01

Resumo em português Com o objetivo de avaliar a cinética da maturação in vitro de oócitos bubalinos, foram cultivados 1.619 oócitos com cumulus oophorus compacto em quatro diferentes tratamentos: T1 - TCM 199 com 10% de Soro Fetal Bovino (SFB) (meio base); T2 - Meio base e células da granulosa (CG); T3 - Meio base, CG, 10 UI de gonadotrofina coriônica equina (eCG) e 10 UI de gonadotrofina coriônica humana (hCG); T4 - Meio base, 10 UI de eCG, 10UI de hCG e 1 µg de 17b-estradiol (mais) / ml, em tempos de 14 a 17h, 20 a 22h, 23 a 25h, 26 a 28h, 29h e 32h de cultivo em estufa de CO2 a 5% e temperatura de 38,5ºC. No tratamento 1, observou-se que 81,83%, 69,61%, 65,88%, 60,28%, 64,98% e 67,67% dos ovócitos reiniciaram a meiose. No tratamento 2, as taxas de reinicio da meiose foram de 76,06%, 72,06%, 69,78%, 68,12%,74,97% e 89,96%, no tratamento 3 estes percentuais foram de 83,59%, 78,86%, 77,49%, 82,4%, 72,92% e 81,06% e com o tratamento 4 os índices foram de 95,0%, 91,82%, 93, 17%, 91,65%, 92,09% e 74,99% nos tempos de 14 a 17h, 20 a 22h, 23 a 25h, 26 a 28h, 29h e 32h de cultivo, respectivamente, podendo-se concluir que o meio com maior suplementação proporciona maior taxa de reinício da meiose em menor tempo, assim como o aumento no tempo de cultivo pode levar a maiores índices de degeneração. Resumo em inglês To evaluate the kinetics of the in vitro maturation of buffalo oocytes, 1.619 oocytes with compact cumulus oophorus were cultivated in different treatments: T1 - TCM 199 with 10% of bovine foetal serum (BFS) (basic medium); T2 - Medium basic and granulosa cells (GC); T3 -Basic medium, GC, 10 IU of eCG and 10 IU of hCG; T4 - Basic medium , 10 IU of eCG, 10 IU of hCG and 1 µg 17b-estradiol / ml, in times 14 to 17 h, 20 to 22 h, 23 to 25 h, 26 to 28 h, 29 h and 32 h of (mais) cultivation in CO2 incubator at 5% and temperature of 38,5ºC. In the treatment 1, it was observed that 81,83%, 69,61%, 65,88%, 60,28%, 64,98% and 67,67% of the oocytes restarted the meiosis; with the treatment 2, rates of oocytes restart of the meiosis were of 76,06%, 72,06%, 69,78%, 68,12%,74,97% and 89,96%; with the treatment 3 rates were of 83,59%, 78,86%, 77,49%, 82,4%, 72,92% and 81,06% and with the treatment 4 the rates were of 95,0%, 91,82%, 93, 17%, 91,65%, 92,09% and 74,99% in the times from 14 to 17 h, 20 to 22 h, 23 to 25 h, 26 to 28 h, 29 h and 32 h of culture, respectively, could be concluded that the supllemented medium provides larger rates of restarted of the meiosis in smaller time, as well as the increase in the time of cultivation it can take to largest rates of degeneration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Sincronização de estro e dinâmica folicular de éguas Crioulas submetidas a tratamentos com norgestomet, acetato de melengestrol e altrenogest/ Estrus synchronization and follicular dynamics of Crioulo mares by norgestomet, melengestrol acetate and altrenogest treatments

ALMEIDA, Henry Berger de; VIANA, Wilson Gonçalves; ARRUDA, Rubens Paes de; OLIVEIRA, Cláudio Alvarenga de
2001-01-01

Resumo em português 21 éguas da raça Crioula em idade reprodutiva foram divididas em 3 grupos (I, II e III) de 7 animais; animais do grupo I receberam injeção intramuscular única de 3 mg de norgestomet e 5 mg de valerato de estradiol e implante subcutâneo de norgestomet na tábua do pescoço por 9 dias; animais do grupo II receberam injeção intramuscular única de 5 mg de estradiol 17-beta e 0,5 mg de acetato de melengestrol via oral/animal durante 9 dias; éguas do grupo III receber (mais) am 0,045 mg/kg PV de altrenogest via oral por 9 dias. À suspensão do tratamento com progestágenos, todas as éguas dos 3 grupos receberam dose luteolítica de luprosteol e 3.000 UI de hCG quando seus folículos dominantes apresentaram características pré-ovulatórias detectadas ultra-sonograficamente. Todas as éguas foram submetidas à avaliação ultra-sonográfica diária objetivando-se a análise retrospectiva do maior folículo e do segundo maior folículo, sendo cobertas próximo ao momento da ovulação por garanhões andrologicamente testados. Não houve supressão do desenvolvimento folicular para o grupo II (MGA). O maior grau de sincronização observado nos grupos I e III foi, respectivamente, de 85,71% e 66,70% no 5º dia após a administração do luprosteol (p > 0,05). A porcentagem de supressão de manifestação de estro nos grupos I e III foi, respectivamente, de 85,71% e 100% (p > 0,05), com porcentagem de respostas em estro pós PG de 85,71% para o grupo I e 85,71% para o grupo III (p > 0,05). As taxas de prenhez observadas foram de 100% (I) e 85,71% (III) (p > 0,05). Os resultados foram baseados no número de éguas que responderam à sincronização. Os intervalos PGF2alfa-estro, PGF2alfa7-hCG, hCG-ovulação e PGF2alfa-ovulação para os grupos I e III foram de 4,5 ± 0,80 e 4,2 ± 0,8 (p > 0,05), 8,0 ± 1,41 e 6,17 ± 0,6 (p > 0,05), 1,5 ± 0,22 e 2,28 ± 0,28 (p > 0,05) e 9,8 ± 1,02 e 8,6 ± 1,32 dias (p > 0,05) respectivamente. Os resultados indicam a comprovação da eficiência dos sistemas de sincronização de estros com implante de norgestomet e administração oral de altrenogest, havendo tendência de maior grau de sincronização para o sistema norgestomet, sem diferenças significativas no tocante aos índices reprodutivos e dados de dinâmica folicular, com exceção do menor diâmetro dos folículos dominantes observados e da ocorrência de apenas uma onda folicular maior para ciclos suprimidos pelo regime progestágeno-estradiol. Resumo em inglês 21 Crioulo mares on reproductive age were grouped into 3 groups (I, II e III) with 7 animals each; group I was treated with unique 3 mg norgestomet + 5 mg estradiol valerate intramuscular injection and a subcutaneous implant of norgestomet during 9 days; group II received unique 5 mg of 17-beta estradiol intramuscular injection and 0,5 mg of melengestrol acetate given orally during 9 days; group III consisted on mares given 0,045 mg/kg altrenogest orally during 9 days. At (mais) progestogen treatment removal (9th. day), all mares from the 3 groups received luteolytic dose of luprosteol and 3.000 UI of hCG when dominant follicle was ultrasonographically detected in ovulatory conditions . All mares were daily evaluated by rectal palpation and ultrasound examination for retrospectively measurement of the largest and second largest follicles, and mated by tested stallions closed to ovulation. Follicular development was not observed on group II (MGA). Considering 5 days post PGF2a-analogue administration, synchronization rates for groups I and III were, respectively, 85.71% and 66.70% (p > 0.05). Porcentage of oestrus supression for these groups were, respectively, 85.71% and 100.00% (p > 0.05). Pregnancy rate was not significantly different between the two groups (I, 100% and II, 85.71%; p > 0.05). Results were based on mares showing response to the synchronization regimen. PGF2alpha-oestrus, PGF2alpha-hCG, hCG-ovulation and PGF2alpha-ovulation intervals for groups I and III were 4.5 ± 0.80 and 4.2 ± 0.8 (p > 0.05), 8.0 ± 1.41 and 6.17 ± 0.6 (p > 0.05), 1.5 ± 0.22 and 2.28 ± 0.28 (p > 0.05) and 9,8 ± 1,02 and 8,6 ± 1,32 (p > 0.05) days respectively. The results prove the eficiency of oestrus synchronization regimens by norgestomet implant and oral administration of altrenogest, with tendency to higher synchronization rate to norgestomet system, although no significantly diferences were observed concerning to reproductive parameters and follicular dynamics data, with exception to the minor largest diameter of dominant follicles and ocurrence of only one major wave for supressed cycles by progestogen-estradiol regimen.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Fertilização in vitro com ciclos programados de baixo custo - avaliação de resultados iniciais de um centro de reprodução humana de hospital de ensino/ In vitro fertilization with low-cost programmed cycles - first outcome in a teaching hospital

Antunes Júnior, Nelson; Badra, Georgia Haik; Cordts, Emerson Barchi; Carvalho, Waldemar Almeida Pereira de; Wolff, Phillip; Barbosa, Caio Parente; Peixoto, Sérgio
2003-01-01

Resumo em português OBJETIVOS: avaliação dos resultados iniciais de fertilização in vitro (FIV) em instituição universitária, empregando ciclos programados de baixo custo. MÉTODOS: entre maio e dezembro de 2002, foram iniciados 66 ciclos programados de FIV, utilizando acetato de noretisterona, citrato de clomifeno e gonadotrofina coriônica humana (hCG). A punção folicular guiada por ultra-sonografia foi realizada 34 a 36 horas após a administração de hCG e a transferência, 48 (mais) horas após a punção. A gestação foi considerada clínica após visualização de batimentos cardíacos à ultra-sonografia transvaginal. RESULTADOS: a taxa de cancelamento foi de 21,2%. Em média, 2,8 folículos e 1,7 oócitos foram obtidos por punção. Em 79,6% dos ciclos puncionados recuperaram-se oócitos, que foram fertilizados em 69% dos casos. O número de embriões por transferência foi de 1,5. Houve algum grau de dificuldade em 10,2% das punções e 32,4% das transferências realizadas. A taxa de gestação obtida foi de 10,8% por transferência, entretanto, o custo com medicação por embrião transferido foi de apenas R$ 96,00. CONCLUSÃO: evidenciam-se as dificuldades de iniciar um programa de FIV em instituição de ensino, sem fins lucrativos e voltada à população carente. Com a prática, a taxa cumulativa de gravidez tende a ser semelhante às dos centros de referência, porém com custo e incidência de complicações significativamente inferiores. Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the first in vitro fertilization results at a medical university using low-cost programmed cycles. METHODS: from May to December 2002, 66 programmed cycles of in vitro fertilization were carried out using norethisterone acetate, clomiphene citrate and human chorionic gonadotrophin (hCG). The ovarian follicle aspiration was guided by ultrasonography, 34 to 36 h after the administration of hCG, and the embryo transfer, 48 h after puncturing. The diagnos (mais) is of clinical pregnancy was defined when a pulsating heart was detected by transvaginal ultrasonography. RESULTS: the cycle cancelation rate was 21.2%. An average of 2.8 follicles and 1.7 oocytes were obtained per puncture. In 79.6% of the punctured cycles it was possible to retrieve oocytes and 69% of them were fertilized. The number of embryos per transfer was 1.5. Some level of difficulty occurred in 10.2% of the aspiration procedures and 32.4% in the embryo transfer. The obtained pregnancy rate was 10,8% per transfer; however, the drug cost per transferred embryo was only R$ 96,00. CONCLUSION: the difficulty to begin an in vitro fertilization program in a medical school, not aiming at profits and to help a population without financial possibilities, became evident. After progressive experience, the cumulative pregnancy rate tends to be similar to that of reference centers, but with significantly lower costs and incidence of complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Reprodução induzida em robalo Centropomus parallelus Poey, 1860/ Induced spawning of snook Centropomus parallelus Poey, 1860

GODINHO, Heloisa Maria; SERRALHEIRO, Pedro Carlos da Silva; FERRAZ, Eduardo de Medeiros; PIMENTEL, Celina Maria Marcondes; OLIVEIRA, Idili da Rocha; PAIVA, Patricia de
2000-01-01

Resumo em português A espécie Centropomus parallelus, conhecida como robalo nas regiões Sudeste e Sul e como camorim no Nordeste e Norte, foi submetida à reprodução induzida com hCG (human chorionic gonadotropin), no Laboratório de Maricultura do Instituto de Pesca, em Cananéia, SP (25º 01’ S; 47º 57’ W). Em novembro e dezembro de 1996 e janeiro de 1997, fêmeas dessa espécie pesando entre 210 g e 1.740 g e medindo entre 25,7 cm e 56,0 cm foram selecionadas levando-se em consider (mais) ação o valor médio do diâmetro dos ovócitos, o padrão de distribuição porcentual dos valores do diâmetro e a localização da vesícula germinativa na célula. Foram utilizadas doses únicas de 1, 2 ou 5 UI de hCG por grama de peso corporal em vinte e seis fêmeas que apresentaram ovócitos com diâmetro médio ao redor de 400 µm e distribuição de freqüência porcentual de valores dos diâmetros unimodal, com moda em 435,6 µm. Como controle, foram utilizadas quatro fêmeas, que receberam 1 ml de solução salina a 0,9%. Aproximadamente 35 horas após a aplicação do hormônio, as fêmeas iniciaram a liberação dos óvulos. Neste momento, os óvulos apresentaram o diâmetro médio superior a 600 µm, uma única gota de óleo e vesícula germinativa quebrada. Foi feita extrusão dos óvulos para fertilização a seco. Os machos não foram submetidos a tratamento hormonal, sendo selecionados pela quantidade e viscosidade do sêmen e motilidade dos espermatozóides. A taxa de fertilização variou de 70 a 90%. A eclosão das larvas ocorreu 18 horas após a fertilização. Durante a incubação dos ovos e eclosão das larvas, a temperatura da água foi de 25 ± 1ºC e a salinidade variou de 29 a 35%. Resumo em inglês The snook Centropomus parallelus, an important fish of the Brazilian coast, was induced to spawn with the aid of hCG (human chorionic gonadotropin) in November and December/1996 and January/1997, at the Laboratory of Mariculture of Cananéia - SP, Brazil (25º 01’ S; 47º 57’ W). The females (n = 26) received one dose of hormone containing 1, 2 or 5 IU of hCG per gram of body weight. These females were chosen observing initial mean oocyte diameter, the distribution of t (mais) he different diameter values, and location of germinal vesicle. Four females were considered as control and received one unique injection of 1 ml of 0.9% saline solution. The initial mean oocyte diameter of the selected females was around 400 µm and the distribution of oocyte diameters was unimodal with the mode in 435.6 µm. Approximately 35 hours after the injection of the hormone, females initiated the release of eggs. Then, the eggs were extruded and dry fertilization performed with sperm. At this time, the mean egg diameter was above 600 µm, one oil droplet was present and the germinal vesicles were breakdown. Many larvae were obtained with either one of the above different hormonal doses, 18 hours after fertilization. The ratio of fertilization ranged between 70 and 90%. During the incubations, the sea water salinity was maintained between 29 and 35%, and the temperature was 25 ± 1ºC. Males did not receive hormone. They were selected taking into account the amount and viscosity of milt released and with spermatozoa motility around 90%. The body weight of the fishes varied from 210 g to 1,740 g and the length, from 25.7 to 56.0 centimeters.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

A taxa de gestação em mulheres submetidas a técnicas de reprodução assistida é menor a partir dos 30 anos/ The pregnancy rate in women submitted to assisted reproduction techniques is lower after the age of 30 years

Abreu, Lauriane Giselle de; Santana, Laura Ferreira; Navarro, Paula Andréa de Albuquerque Salles; Reis, Rosana Maria dos; Ferriani, Rui Alberto; Moura, Marcos Dias de
2006-01-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar as taxas de gestação diagnosticada química (beta-HCG > 25 mUI/mL sérica obtida 14 dias após transferência embrionária) ou clinicamente (saco gestacional visualizado por ultra-sonografia quatro a seis semanas após transferência embrionária) e aborto em mulheres submetidas a fertilização in vitro (FIV) ou injeção intracitoplasmática de espermatozóide (ICSI) em serviço terciário de reprodução assistida e correlacionar estas taxas com a i (mais) dade. MÉTODOS: estudo transversal retrospectivo, com análise de 1016 ciclos de hiperestimulação ovariana controlada de 932 mulheres inférteis com indicação para FIV (370 ciclos) ou ICSI (646 ciclos). A idade das pacientes variou entre 22 e 46 anos. Todas as mulheres com idade superior a 35 anos incluídas no estudo apresentavam FSH Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the rate of chemically diagnosed pregnancy (serum beta-HCG>25 mIU/mL levels obtained fourteen days after the embryonic transfer) clinically diagnosed pregnancy (gestational sac visualized by ultrasound four to six weeks after the embryonic transfer) and miscarriage rates in women submitted in vitro fertilization to (IVF) and intracytoplasmic sperm injection (ICSI) in a tertiary center of assisted reproduction and to correlate these rates with age. MET (mais) HODS: retrospective transverse study with analysis of 1016 cycles of controlled ovarian hyperstimulation of 932 infertile women with indication of IVF (370 cycles) or ICSI (646 cycles). The patients' age ranged from 22 to 46 years. All women with age over 35 years included in the study had FSH

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Mudanças morfológicas dos testículos de curimbatá Prochilodus scrofa (Steindachner) (teleostei, prochilodontidae), submetido à indução hormonal/ Morphological changes of the testes of the curimbatá, Prochilodus scrofa (Steindachner), under hormonal stimulation

Kavamoto, Emico Tahira; Narahara, Massuka Yamane; Andrade-Talmelli, Elaine Fender de
1998-01-01

Resumo em inglês This Study Concerns the morphological changes of the testes of "curimbatá", Prochilodus scrofa (Steindachner, 1881) at the beginning of sperm production, before and after the hormonal injections. We examined 25 three year old males that were reared in tanks at the Experimental Fish and Frog Culturing Station of Pindamonhangaba of the Fisheries Institute of São Paulo. The testes were sampled at the start of sperm production, after the first hormone injection (5 IU/g for (mais) weight of hCG), and 14 days before and after a second injection. Testicle fragments of these specimens were fixed and embedded in historesin. At the beginning of sperm production, the milky-white gonad showed consistem superficial vascularization, exceeding thick sperm under light pressure. Microscopically, the presence of spermatogonia, many spermatocytes, spemiatids and some tubules with spermatozoa were conspicuous. After the first hormonal dose, the gonads increased in volume, occupying most of the abdominal cavity superficial blood irrigation was evident, and sperm flowed easily out of the genital pore. Many spermatozoa were observed in the histology sections, along with spermatocytes and spemiatids, within the lumen of the seminal tubules. After 14 days, the testes exhibited decreased volume and pink-white coloration. Light microscopy revealed few spermatozoa and disarrangement of the structures forming the seminal tubules. After the second hCG dose, the testes again increased in volume, occupying most of the abdominal cavity. Some tubules were filled with spermatozoa whereas others showed reduced numbers of this cellular type.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Uso de meia dose de agonista do GnRH de depósito para supressão hipofisária em ciclos de fertilização in vitro/ Half-dose long-acting form of GnRH agonist for pituitary suppression in cycles of in vitro fertilization

Tognotti, Élvio; Cabar, Fábio Roberto; Tso, Leopoldo de Oliveira; Soares, Jonathas Borges; Busso, Newton Eduardo; Antunes Junior, Nélson
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: descrever a experiência de um serviço de reprodução assistida com a utilização de meia dose de agonista do GnRH de depósito para a supressão hipofisária em ciclos de fertilização in vitro (FIV). MÉTODOS: estudo prospectivo em que foram avaliados ciclos de FIV ou "intracytoplasmatic sperm injection" (ICSI) utilizando meia dose de acetato de leuprolide de depósito, iniciado na fase lútea média do ciclo menstrual, no período de agosto de 2005 a mar� (mais) �o de 2006. Foi administrado FSH recombinante para indução ovariana controlada em dose variada. O hCG era administrado quando pelo menos um folículo atingisse 19 mm de diâmetro máximo. Realizou-se FIV ou ICSI nos oócitos maduros de acordo com fator de infertilidade. Transferiram-se até quatro embriões por paciente no segundo ou terceiro dia após a captação. O uso de progesterona foi iniciado no mesmo dia da coleta oocitária. A dosagem sérica de beta-hCG foi realizada no 14° dia após a coleta dos oócitos. Foram avaliados os seguintes parâmetros: número de ciclos aspirados, ciclos cancelados e ciclos transferidos, quantidade total de FSH utilizado, número de oócitos maduros, taxa de fertilização, número de embriões transferidos, taxa de implantação embrionária e taxa de gestação clínica. RESULTADOS: 109 ciclos de FIV/ICSI utilizaram o protocolo descrito. A média de idade das pacientes foi 34,9 anos. A taxa de cancelamento foi de 1,8% dos ciclos iniciados. Foram utilizadas 1.905 UI de gonadotrofina, em média, por ciclo iniciado. Um total de 86,5% dos oócitos obtidos eram maduros, e a taxa de fertilização foi de 76,3%. A média de embriões transferidos foi 2,7. As taxas de gestação por aspiração e por transferência foram 25,2 e 25,7%, respectivamente. Um total de 26,3% das gestações eram gemelares e 5,3%, trigemelares. CONCLUSÃO: a administração de meia dose (1,87 mg) de acetato de leuprolide de depósito para bloqueio hipofisário pode ser utilizada com sucesso em ciclos de estimulação ovariana para FIV. Maior conforto, praticidade e menor custo são suas principais vantagens. Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the experience of an assisted reproduction center that uses depot administration of half-dose of GnRH agonist for pituitary suppression in assisted reproductive cycles. METHODS: prospective study that evaluated in vitro fertilization or intracytoplasmatic sperm injection (IVF/ICSI) cycles utilizing half-dose of leuprolide acetate between August 2005 and March 2006. Recombinant FSH was administered for controlled ovarian induction based on the protocol (mais) . hCG was administered when at least one follicle reached 19 mm in diameter. IVF or ICSI was performed according to infertility factor. Up to four embryos were transferred on the second or third day after oocyte retrieval. Progesterone supplementation was initiated on the same day of oocyte retrieval, and after 14 days beta-hCG was measured. The following parameters were evaluated: number of aspirated cycles, cancelled cycles, transferred cycles, total dose of FSH employed, number of mature oocytes retrieved, fertilization rate, number of transferred embryos, embryo implantation rate, and pregnancy rate. RESULTS: A hundred and nine IVF/ICSI cycles were initiated. The mean age of the patients was 34.9 years. We observed 1.8% of cancellation rate. The mean total dose of gonadotrophins employed was 1,905 IU per cycle. We obtained 86.5% of mature oocytes and the fertilization rate was 76.3%. The mean number of embryos transferred was 2.7. Pregnancy rates per aspiration and per transfer were 25.2 and 25.7%, respectively. Of those who reached pregnancy, 26.3% were twins and 5.3% were triplets. CONCLUSIONS: the half-dose of GnRH depot employed for pituitary suppression was a useful alternative for ovarian stimulation in IVF cycles because it is comfortable and practical for the patient, besides its low cost.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Avaliação das condições de maturação oocitária e do efeito do reprodutor na produção in vitro de embriões bovinos/ Evaluation of oocyte maturation conditions and bull effect on the in vitro bovine embryo production

COELHO, Lia de Alencar; ESPER, Cesar Roberto; GARCIA, Joaquim Mansano; VANTINI, Roberta; SILVA FILHO, Izaltino Rocha; ALMEIDA Jr., Ivo Luis
1998-01-01

Resumo em português Avaliaram-se as condições de cultura para maturação dos oócitos (Exp. I) e o efeito do reprodutor (Exp. II) sobre as taxas de clivagem (TC) e de mórulas e blastocistos (MO/BL) produzidos in vitro. Oócitos imaturos foram submetidos a maturação in vitro sob diferentes condições: meio B-199, acrescido de 5% de soro de vaca em estro (SVE), 5% de soro fetal bovino (SFB) e células da granulosa (T1/Exp. I) ou meio B-199, acrescido de 10% de SFB, 14 UI/ml de PMSG e 7 (mais) UI/ml de hCG (T2/Exp I). Após 24 h de cultura, os oócitos maturos foram inseminados com sêmen descongelado de dois reprodutores (R1 e R2 /Exp. II) e, após 48 h de incubação, os embriões de 2 e 4 células foram transferidos para placas de cultivo in vitro, onde permaneceram em cultura por mais 9 dias. No Exp. I, os oócitos de T1 e T2 foram inseminados com sêmen do R1/Exp. II. No Exp. II, os oócitos do T1/Exp. I foram inseminados com sêmen de R1 e R2/Exp. II. No Exp. I, a TC foi superior (p0,05) entre tratamentos. No Exp. II, a TC e a taxa de MO/BL diferiram (p Resumo em inglês The conditions of in vitro maturation of bovine oocytes (Exp. I) and bull effect (Exp. II) on cleavage (CR) and the in vitro morulae and blastocysts (MO/BL) rates were evaluated. Imatured oocytes were matured in vitro under different conditions: B-199 medium with 5% estrous cow serum (ECS), 5% fetal calf serum (FCS) and granulosa cells (T1/Exp. I) or B-199 medium with 10% FCS, 14 IU/ml PMSG and 7 IU/ml hCG (T2/Exp I). After 24 h culture, the mature oocytes were inseminate (mais) d with frozen-thawed semen from two bulls (R1 and R2/Exp. II). In the Exp. I, the T1 and T2 oocytes were inseminated with semen from R1/Exp. II and in the exp. II the semen from both bulls inseminated T1/Exp. I oocytes. After 48 h, the 2-4 cells embryos were transferred into embryo culture droplets and were further cultured for 9 days. The CR of T2/Exp I was higher (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Uso de antagonista de GnRH (cetrorelix) em dose única para evitar ovulações prematuras em ciclos de fertilização assistida/ Single dose of GnRH antagonist (cetrorelix) to avoid premature ovulation in assisted fertilization cycles

Rosan, Pedro Luís; Romão, Gustavo Salata; Reis, Rosana Maria dos; Moura, Marcos Dias de; Ferriani, Rui Alberto
2003-09-01

Resumo em português OBJETIVO: verificar a eficácia de uma dose única subcutânea de acetato de cetrorelix em evitar a ovulação prematura em ciclos de fertilização assistida. MÉTODOS: estudo prospectivo, randomizado e controlado, pelo qual foram avaliados 20 ciclos de estimulação ovariana em mulheres submetidas a fertilização assistida, 10 das quais utilizaram o esquema tradicional de bloqueio hipofisário com análogos de GnRH em doses diárias (grupo controle) e 10 utilizaram ant (mais) agonista de GnRH em dose única de 3 mg no 7º dia de estimulação ovariana (grupo cetrorelix). Foram dosados FSH, LH, estradiol e progesterona no soro no primeiro e sétimo dia da estimulação, no dia da injeção de HCG e no dia da captação de oócitos. Os grupos foram comparados entre si quanto a eficácia do bloqueio hipofisário (nível de progesterona no dia da aplicação do HCG) e desempenho nos ciclos de fertilização assistida (ampolas de gonadotrofinas utilizadas, folículos maiores que 18 mm, oócitos captados, taxas de fertilização, implantação e gravidez) utilizando os testes de Mann-Whitney e exato de Fisher. RESULTADOS: não houve diferença significativa entre os grupos controle e cetrorelix, respectivamente, para a mediana da idade (31,5 e 34 anos), índice de massa corpórea (24 e 22), ampolas de gonadotrofinas utilizadas (34 e 32), folículos recrutados (3,5 e 3,0), oócitos captados (11 e 5), embriões obtidos (4 e 3), taxas de fertilização (93,7 e 60%, p = 0,07) e gravidez (50 e 60%, p = 0,7). Em ambos os grupos observou-se bloqueio hipofisário eficaz durante o período de estimulação ovariana. CONCLUSÕES: estes resultados confirmam a eficácia da dose única de 3 mg de acetato de cetrorelix em prevenir ovulações prematuras em pacientes submetidas a fertilização assistida, mostrando tendência a obtenção de menor número de embriões e menores taxas de fertilização no grupo cetrorelix em relação ao grupo controle. As taxas de implantação e gravidez foram semelhantes entre os dois grupos. Estudos prospectivos com maior número de pacientes são necessários para confirmar estes achados. Resumo em inglês PURPOSE: to verify the efficacy of a single subcutaneous dose of cetrorelix acetate to avoid premature ovulation in assisted fertilization cycles. METHODS: this is a prospective, controlled and randomized study, with 20 women undergoing ovarian stimulation for assisted fertilization, 10 of whom were submitted to classical GnRH agonist protocol (control group) while 10 utilized a 3-mg subcutaneous dose of the GnRH antagonist on the 7th day of ovarian stimulation (cetroreli (mais) x group). Serum FSH, LH, estradiol and progesterone concentrations were assessed on the first, seventh, HCG administration and oocyte retrieval days. Both groups were compared for pituitary suppression (progesterone concentration on HCG day) and assisted fertilization cycle performance (gonadotropin ampoules utilized, follicles over 18 mm, retrieved oocytes, fertilization, implantation and pregnancy rates), utilizing Mann-Whitney and Fisher exact tests. RESULTS: no significant difference was observed between control and cetrorelix groups, respectively, for medians of age (31.5 and 34 years), body mass index (24 and 22), gonadotropin ampoles utilized (34 and 32), follicles over 18 mm (3.5 and 3.3), retrieved oocytes (11 and 5), obtained embryos (4 and 3), fertilization (93,7 and 60%, p=0.07) and pregnancy rates (50 and 60%, p=0.07). Efficient pituitary blockade through the ovarian stimulation period was observed for both groups. CONCLUSIONS: these results confirm the efficacy of a 3-mg dose of cetrorelix acetate to prevent premature ovulation in patients undergoing assisted fertilization and suggest a tendency towards a smaller number of embryos and fertilization rates in the cetrorelix group than in the control group. Implantation and pregnancy rates were similar between groups. Other prospective studies with a greater number of patients should be performed to confirm these results.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Avaliação de programas hormonais para a indução e sincronização do estro em caprinos/ Evaluation of hormonal programs to induce and synchronize estrus in goats

Machado, Rui; Simplício, Aurino Alves
2001-01-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi estabelecer alternativas para indução e sincronização do estro em cabras leiteiras manejadas semi-intensivamente. Foram conduzidos quatro experimentos com 411 cabras na Embrapa-Centro Nacional de Pesquisa deCaprinos, Sobral, CE. No protocolo básico, utilizaram-se esponjas intra-vaginais com 50 mg de acetato de medroxiprogesterona (MAP) por dez dias e aplicação intra-muscular de 100 mig de cloprostenol e 200 UI de gonadotropina coriôni (mais) ca eqüina (eCG) no 8º dia; a inseminação artificial (IA), com sêmen congelado foi feita 38 horas após remoção da esponja. No experimento1 substituiu-se a e CG pelo "efeito macho"; no experimento 2 substituiu-se a dose de MAP para 60 mg; no experimento3 compararam-se diferentes momentos de IA: 38, 44 e 50 horas e no experimento 4 substituiu-se a eCG pela gonadotropina humana (hCG). Nenhuma das alternativas testadas modificou (P>0,05) a prolificidade. A IA em cio natural gerou maior (P Resumo em inglês The objective of this study was to establish alternatives to induce and synchronize estrus in dairy goats managed under semi-intensive conditions. Four experiments were carried out using 411 goats at the Embrapa-Centro Nacional de Pesquisa de Caprinos, Sobral, CE, Brazil. In the basic protocol, intra-vaginal sponges were used with 50 mg of medroxyprogesterone acetate (MAP) over ten days, associated with intra-muscular shots of cloprostenol, and equine corionic gonadotropi (mais) n (eCG) at the 8th day. Artificial insemination (AI) with frozen semen took place 38 hours after sponge withdrawal. In the first experiment, eCG was replaced by "buck effect"; in the second experiment, 60 mg MAP replaced the usual dose; the third experiment compared different pre-fixed time for AI: 38, 44 and 50 hours and in the fourth experiment, hCG (human corionic gonadotropin) given at different moments, replaced eCG. Prolificacy was not influenced (P>0.05) by any changes of basic protocol.After natural estrus, AIprovided higher (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Triploidia fetal associada à diminuição da subunidade beta e do estriol não-conjugado no soro materno/ Fetal triploidy associated with low levels of unconjugated estriol and beta-subunit in maternal serum

Vieira Neto, Eduardo; Zingoni, Luiz Fernando; Fonseca, Armando A.
1999-05-01

Resumo em português Relatamos um caso de triploidia fetal não-molar detectada na 20ª semana gestacional por cordocentese realizada em razão de estudo ultra-sonográfico que revelou retardo do crescimento intra-uterino e grave oligoidrâmnio. Na 19ª semana foram verificados acentuada diminuição da subunidade beta livre da gonadotrofina coriônica humana e do estriol não-conjugado e níveis de alfa-fetoproteína normais, apontando para um risco aumentado de síndrome de Edwards. Houve m (mais) orte fetal um dia após a cordocentese e a resolução do caso foi por parto vaginal induzido com misoprostol e ocitocina, sob analgesia peridural. Estudo cromossômico das células sangüíneas fetais revelou o cariótipo 69,XXX. O grave retardo do crescimento intra-uterino, a macrocefalia, constatada no estudo anatomopatológico do feto, e os níveis muito baixos de hCG e de estriol não-conjugado sugerem um caso de triploidia por diginia, fertilização de um óvulo diplóide por um espermatozóide haplóide. Resumo em inglês We report a case of nonmolar fetal triploidy detected by fetal blood sampling at 20 weeks of gestation, performed as an investigation of intrauterine growth retardation and severe oligohydramnios found by ultrasound scan. At 19 weeks of gestation very low levels of maternal free serum beta-subunit of human chorionic gonadotropin and unconjugated estriol, and normal levels of alpha-fetoprotein were found, which were interpreted as a high risk of fetal Edwards syndrome. Fet (mais) al death supervened the day after fetal blood sampling, and the pregnancy was terminated by vaginal delivery induced by misoprostol and oxytocin, under epidural anesthesia. Chromosome study of the fetal blood cells showed a 69,XXX karyotype. The severe intrauterine growth retardation and macrocephaly noted on pathological review plus the very low levels of hCG and unconjugated estriol suggest a fetal gynoid triploidy case, caused by the fertilization of a diploid egg by a haploid sperm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Efeito de pré-infusões uterinas sobre a fertilidade de Marrãs (Sus scrofa domestica, Linnaeus, 1758)/ The effect of intrauterine sensitilization on gilt (Sus scrofa domestica, Linnaeus, 1758) fertility

BORTOLOZZO, Fernando Pandolfo; WENTZ, Ivo; SCHEID, Isabel; GUIDONI, Antonio Lourenço
1999-01-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi investigar o efeito da pré-sensibilização uterina com antígenos espermáticos ou seminais sobre a fertilidade da marrã de reposição. Cento e quarenta e uma marrãs cruzadas pré-púberes com 160-165 dias de idade foram alojadas. O estro foi induzido pela aplicação de PMSG-hCG no alojamento. A detecção de estro foi realizada duas vezes ao dia com o auxílio do macho. As pré-infusões uterinas foram realizadas 24 horas após o início (mais) do estro no primeiro e segundo estro. As marrãs foram agrupadas em 5 diferentes tratamentos: espermatozóides mortos (EM, n = 29), plasma seminal (PS, n = 29), plasma seminal e espermatozóides mortos (PS + EM, n = 28), solução salina fisiológica (SS, n = 28) e controle (n = 27). Marrãs que sempre apresentaram reflexo de tolerância ao macho (RTM) positivo no momento da infusão foram analisadas separadamente (Grupo 1) daquelas que tiveram no mínimo uma vez um RTM negativo no momento da infusão (Grupo 2). Somente uma inseminação artificial (IA) foi realizada 24 horas após a manifestação do RTM no terceiro cio. Aos 28-32 dias após a IA, as marrãs foram abatidas e os fetos e corpos lúteos foram contados. No Grupo 1, a taxa de prenhez do grupo PS (100%) foi superior (p Resumo em inglês The objective of this study was to investigate the effect of uterine presensitization with sperm or seminal antigens on replacement gilt fertility. One hundred and forty one hybrid-gilts at the age of 160-165 days were housed. Oestrus was induced with PMSG and hCG injection at housing. Oestrus detection was done twice daily using a boar. Intrauterine preinfusions were performed 24 hours after the onset of oestrus at the first and second oestrus. Groups of gilts were subje (mais) cted to 5 different treatments: dead sperm (DS, n = 29), seminal plasma (SP, n = 29), seminal plasma and dead sperm (SP + DS, n = 28), physiological saline solution (SS, n = 28) and control (n = 27). Gilts which always had a positive backpressure test (BPT) at infusion time were analysed separately (Group 1) from those which had at least one negative BPT at infusion time (Group 2). Only one artificial insemination (AI) was performed 24 hours after the onset of the BPT at the third oestrus. Twenty-eight to thirty-two days after AI the gilts were slaughtered, fetuses and corpora lutea counted. In the group 1 the pregnancy rates by SP gilts (100%) was significantly (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Evidência da resposta folicular ao FSH pelo hormônio antimülleriano em mulheres ovulatórias/ Evidence of follicle responsiveness to FSH by antimüllerian hormone in ovulating women

Scheffer, Juliano Brum; Lozano, Daniel Méndez; Frydman, René; Bussab, Augusto; Taieb, Joelle; Fanchin, Renato
2009-03-01

Resumo em português OBJETIVO: examinar a hipótese de que o nível sérico do hormônio antimülleriano (AMH) reflete a resposta dos folículos antrais à administração do FSH. MÉTODOS: estudo prospectivo, no qual foram incluídas 116 pacientes normo-ovulatórias inférteis submetidas à hiperestimulação ovariana controlada com agonista de GnRH e FSH. Depois de atingir a supressão pituitária e antes da administração de FSH (dia basal), o nível sérico de AMH foi mensurado. O númer (mais) o de folículos antrais foi determinado pela ultrassonografia no dia basal (folículos antrais precoces; 2 a 8 mm) e no dia da administração do hCG (dhCG; folículos pré-ovulatórios; >16 mm). A resposta folicular ao FSH foi determinada pela percentagem de folículos antrais precoces que atingiram os estágios pré-ovulatórios em resposta ao FSH (taxa de maturação). Foram estudadas as correlações do AMH com a idade das pacientes, número total de folículos antrais precoces e pré-ovulatórios, oócitos coletados, dose total de FSH na estimulação ovariana controlada e a taxa de maturação folicular. Para análise estatística, foram usados a regressão simples e o teste de Spearman's, com nível de significância de 5%. RESULTADOS: o nível sérico de AMH foi positivamente correlacionado com o número de folículos antrais precoces no dia basal (r=0,64; p Resumo em inglês PURPOSE: to test the hypothesis that the anti-müllerian hormone (AMH) serum level reflects the antral follicles' response to the administration of FSH. METHODS: prospective study, including 116 normo-ovulatory infertile patients submitted to controlled ovarian hyperstimulation with GnRH and FSH agonists. The AMH serum level was measured after reaching the pituitary suppression and before the FSH administration (basal day). The number of antral follicles was determined by (mais) ultrasonography at the basal day (precocious antral follicles; 2 to 8 mm) and at the day of hCG administration (dhCG; pre-ovulatory follicles; >16 mm). The follicle response to FSH was determined by the percentage of precocious antral follicles which reached pre-ovulatory stage in response to FSH (maturation rate). The correlation of AMH with the patients' age, the total number of precocious antral and pre-ovulatory follicles, collected oocytes, total dose of FHS in the controlled ovarian stimulation and the rate of follicular maturation was studied. For the statistical analysis, it simple regression analysis and the Spearman's test were used, at a 5% significance level. RESULTS: The serum level of AMH was positively correlated with the number of precocious antral follicles at the basal day (r=0.64; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Concentração dos hormônios esteroides no fluido folicular de folículos ovarianos maduros e imaturos de pacientes com síndrome dos ovários policísticos submetidas à fertilização in vitro/ Concentration of steroid hormones in the follicular fluid of mature and immature ovarian follicles of patients with polycystic ovary syndrome submitted to in vitro fertilization

Resende, Luciana Ochuiuto Teixeira de; Reis, Rosana Maria dos; Ferriani, Rui Alberto; Vireque, Alessandra Aparecida; Santana, Laura Ferreira; Silva, Ana Carolina Japur de Sá Rosa e; Martins, Wellington de Paula
2010-09-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a concentração dos hormônios esteroides no fluido folicular (FF) de folículos pequenos (10-14 mm) e grandes (> 18 mm) de mulheres com síndrome dos ovários policísticos (SOP) submetidas à hiperestimulação ovariana controlada (HOC) e ciclos de fertilização in vitro (FIV). MÉTODOS: estudo caso-controle foi conduzido em 13 mulheres inférteis com SOP (17 ciclos) e 31 mulheres inférteis por fator masculino - Grupo Controle (31 ciclos). Os FF (mais) foram aspirados individualmente e dividos em 4 grupos: G1 (FF pequeno do Grupo Controle), G2 (FF pequeno do grupo SOP), G3 (FF grande do Grupo Controle) e G4 (FF grande do grupo SOP). A metodologia utilizada para as dosagens de estradiol, progesterona e β-hCG foi a quimioluminescência, e de testosterona e androstenediona o radioimunoensaio. Para a análise das dosagens hormonais no FF entre os grupos SOP e Controle utilizou-se o teste t não-pareado, e para a comparação entre os quatro grupos, o ANOVA. Para a taxa de gravidez, foi utilizado o teste exato de Fisher. RESULTADOS: os folículos pequenos dos dois grupos tiveram valores menores de progesterona (8.435±3.305 ng/mL) comparados aos grandes (10.280±3.475 ng/mL), com valor de p Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the concentration of steroid hormones in follicular fluid (FF) of small (10-14 mm) and large (> 18 mm) follicles of women with polycystic ovary syndrome (PCOS) submitted to controlled ovarian hyperstimulation (COH) and in vitro fertilization (IVF) cycles. METHODS: a case-control study was conducted on 13 infertile women with PCOS (17 cycles) and 31 infertile women due to male factor - Control Group (31 cycles). FF was aspirated individually and div (mais) ided into four groups: G1 (FF of small follicles of the Control Group), G2 (FF of small follicles of the PCOS group), G3 (FF of large follicles of the Control Group) and G4 (FF of large follicles of the PCOS group). Estrogen, progesterone and β-hCG were determined by chemiluminescence, and testosterone and androstenedione by radioimmunoassay. The unpaired t-test was used to compare the hormone determinations in the FF of the PCOS and Control Groups, and the four groups were compared by ANOVA. Fisher's exact test was used to compare the pregnancy rates. RESULTS: the small follicles of the two groups had lower progesterone levels (8,435±3,305 ng/mL) than large follicles (10,280±3,475 ng/mL), p-value

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Gonadotrofina coriônica eqüina: purificação, caracterização e resposta ovariana em ovinos e suínos/ Equine chorionic gonadotrophin: purification, characterization and ovarian activity in ewes and gilts

Aleixo, José Antonio Guimarães; Deschamps, João Carlos; Bordignon, Vilceu; Pimentel, Cláudio Alves; Moraes, José Carlos Ferrugem
1995-01-01

Resumo em português A gonadotrofina coriônica equina (eCG) foi purificada e caracterizada com respeito ao grau de pureza e atividade biológica. A pureza de quatro preparações foi determinada por eletroforese e a atividade biológica pelo incremento do peso ovariano de ratas imaturas (40 - 50g) e pela indução de ovulação em ovelhas e leitoas. A análise eletroforética revelou a presença de três bandas polipeptídicas. A atividade biológica media foi de 313 UI/mg de proteína. Sess (mais) enta e cinco (65) ovelhas, fora da estação reprodutiva, foram divididas ao acaso em dois grupos os quais receberam implantes vaginais de esponjas impregnadas com acetato de medroxiprogesterona por um período de l l a 14 dias. No grupo I (55 ovelhas), foram injetadas (IM) 500UI do eCG purificado no momento da retirada das esponjas, enquanto que no grupo II (10 ovelhas) foram injetadas 500UI de eCG comercial. Uma semana após a aplicação do eCG as ovelhas foram submetidas a um exame laparoscópico para avaliar o número de ovulações. Obteve-se uma média de 2,1 ± 0,3 e 1,8 ± 0,3 ovulações (P>0,05) para as ovelhas dos grupos I e II, respectivamente. De 120 leitoas pré-púberes, com peso médio de 87,2 kg, 90 (grupo I) foram injetadas com 500UI do eCG purificado e, às 72 horas, 500UI de hCG (gonadotrofina coriônica humana), e 30 leitoas (grupo II) não receberam injeção hormonal. Observou-se a presença de 25,9 ± 22,2 e 0,0 corpora lutea (P Resumo em inglês Equine chorionic gonadotrophin (eCG) was purified and characterized with respect to its purity and bionological activity. The purity of four preparations was determined by electrophoresis, and the biological activity by increasing of the ovarian weight ot immature female rats (40-50g) and induction ot ovulation of ewes and gilts. Electrophoretic analysis revealed three polipeptidic bands. The mean biological activity was 313UI/mg of protein. Sixty-five ewes, not in reprod (mais) uctive season, were divided randomly in two groups that received vaginal pessaries impregnated with medroxiprogesterone acetato for 11 to 14 days. In treatment I, ewes (n = 55) were injected (IM) with 500UI of puritied eCG at the moment of pessaries withdraw, while in treatment II, the ewes (n = 10) received 500UI of comercial eCG. The results observed were 2.1 ± 0.3 and 1.8 ± 0.3 ovulations (P > 0.05) for treatments I and II, respectively. One hundred-twenty gilts, with mean weight of 87.2kg, were divided m two treatments. The animals in treatment I (90 gilts) received 500UI of puntied eCG and, 72 hours later, 500UI of hCG (human chorionic gonadotrophin). In treatment II hormones were not injected. The results observed were 25.9 ± 22.2 and 0.0 corpora lutea (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Biologia do jundiá Rhamdia quelen (Teleostei, Pimelodidae)/ Biology of Rhamdia quelen (Teleostei, Pemelodidae)

Gomes, Levy de Carvalho; Golombieski, Jaqueline Ineu; Gomes, Adriana Regina Chippari; Baldisserotto, Bernardo
2000-03-01

Resumo em português O jundiá, Rhamdia quelen, é encontrado desde o centro da Argentina até o sul do México, e seu cultivo está aumentando no sul do Brasil. Portanto, o objetivo desta revisão é apresentar os dados existentes até o momento sobre a biologia dessa espécie. R. quelen pode atingir 50cm de comprimento e 3kg de peso, possui hábito noturno e habita locais calmos e profundos dos rios. Os alevinos suportam água do mar a 10%o, até 9,0g/l de sal comum e pH na faixa de 4,0 a 8 (mais) ,5, com melhor crescimento das larvas na faixa de pH de 8,0 a 8,5. É uma espécie euritérmica. Esse peixe é omnívoro, com tendência piscívora. A maturidade sexual é atingida no primeiro ano de vida. É uma espécie ovulípara e, na natureza, os cardumes desovam em locais com água limpa, calma e de fundo pedregoso. Não apresenta cuidado parental. Possui dois picos reprodutivos por ano (um no verão e outro na primavera) e desova múltipla. A indução da desova apresentou bons resultados com gonadotrofina coriônica humana (HCG) ou extrato hipofisário. O desenvolvimento embrionário de R. quelen é rápido e se dá entre 3 a 5 dias. O melhor alimento artificial para larvas de R. quelen é baseado em lecitina de soja, fígado bovino e levedura. Várias bactérias patogênicas e trematódeos digenéticos já foram identificados em R. quelen. Para um melhor aproveitamento dessa espécie na piscicultura, são necessários mais estudos relacionados ao efeito de parâmetros físicoquímicos da água, alimentação artificial e crescimento em cativeiro. Resumo em inglês The jundiá, Rhamdia quelen, occurs from Southern Mexico to Central Argentina, and the husbandry of this species is spreading in Southern Brazil. Consequently, the aim of this review is to present the available data of the biology of this species. R. quelen can reach 50cm of length and 3kg of weight, presents a nocturnal habit and lives in placid and deep waters of the rivers. Fingerlings support 10‰ seawater, up to 9g/l table salt and 4.0 - 8.5 pH range, with best growt (mais) h at 8.0 - 8.5 pH range. It is an eurytermal species. This fish is omnivorous, but prefers fish. The sexual maturity is reached in the first year of life, and it is ovuliparous and in the natural environment the schools spawn in clean and calm waters with rocky bottom. There is no parental care. This species shows two reproductive peaks/year (spring and summer) and multiple spawning. The induced spawning had good results with human chorionic gonadotrofin (HCG) or pituitary extract. The embriological development of R. quelen is fast, and the larval development occurs in three to five days. The best feeding ration to the larvae of R. quelen is based on soybean lecithin, cattle liver and yeast. Several pathogenic bacteria and digenetic trematoda were identified in R. quelen. To improve the use of this species in fish culture, additional studies about physico-chemical parameters of the water, feeding rations and growth in captivity are essential.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Reprodução induzida da pirapitinga-do-sul, Brycon opalinus (Cuvier, 1819), mantida em condições de confinamento/ Induced spawning of pirapitinga-do-sul, Brycon opalinus, in captivity conditions

Narahara, Massuka Yamane; Andrade-Talmelli, Elaine Fender de; Kavamoto, Emico Tahira; Godinho, Heloisa Maria
2002-06-01

Resumo em português Este estudo foi conduzido com o objetivo de obter a reprodução da pirapitinga-do-sul, Brycon opalinus, por intermédio da aplicação de hormônios indutores e determinar a distribuição de freqüência dos diâmetros dos ovócitos em fêmeas aptas à indução. Cento e vinte reprodutores apresentando comprimento entre 25,5 e 32,0 cm foram mantidos em um tanque circular de alvenaria, de 10 m de diâmetro, na Estação de Aqüicultura de Paraibuna/CESP. Para determinaç (mais) ão das fêmeas aptas à reprodução, retiraram-se amostras de ovócitos com cateter plástico introduzido pela abertura urogenital. Estes ovócitos foram analisados quanto à cor, tamanho, posição da vesícula germinativa (núcleo) e distribuição de freqüência porcentual dos diâmetros. Os machos foram selecionados pela qualidade do sêmen. Vinte e nove fêmeas aptas à reprodução receberam duas injeções intramusculares de EPS (extrato de pituitária de salmão), sendo a 1ª, na dose de 5 mg/kg e a 2ª, de 10 mg/kg, com intervalo de 12 horas. Os machos que apresentavam ao redor de 90% de motilidade espermática e 85% de espermatozóides vivos receberam dose única de 5 UI de hCG/g (gonadotropina coriônica humana), por ocasião da aplicação da 2ª dose nas fêmeas. Os ovócitos das 14 fêmeas que responderam ao tratamento hormonal eram de cor acinzentada ou vinho, e aquelas que apresentaram alta taxa de fertilização mostraram distribuição de freqüência porcentual dos diâmetros com moda igual a 1900 µm. A taxa média de fertilização foi de 90%, e a de eclosão, 40%. Resumo em inglês The objective of this study was to induce spawning in pirapitinga-do-sul, Brycon opalinus, with the application of hormones and to determine the pattern of oocyte diameter frequency distribution in females prepared to induction. One hundred and twenty spawners with 25.5 to 32.0 cm of length were placed in circular ponds of 10 m of diameter, at Estação de Aqüicultura de Paraibuna-SP of CESP. In order to determine the females apt to reproduction, samples of oocytes were (mais) obtained with plastic catheter and analysed. These oocytes were valued by colour, size, position of nucleus and oocyte diameter percentual frequency distribution. The males were selected by quality of semen. Twenty-nine females were selected and received two injections of SPE (salmon pituitary extract): the first, of 5 mg/kg and the other, of 10 mg/kg, with 12 hours of interval. The males that showed 90% of spermatic motility and 85% of life spermatozoa were selected and received 5 IU/g of hCG (human chorionic gonadotropin) when the females received the second dose. The oocytes of the 14 females that responded to the hormone treatment were gray or wine in colour, and in the females that presented high rates of fertilization, the oocyte diameter percentual frequency distribution showed mode of 1,900 mm. The average rate of fertilization was of 90% and that of hatching was 40%.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Coriocarcinoma primário do colo uterino/ Primary choriocarcinoma of the uterine cervix

Ferraz, Maria Fernanda Moreira; Nai, Gisele Alborghetti; Peretti, Suzete Motta
2003-06-01

Resumo em português Coriocarcinomas geralmente ocorrem no corpo uterino durante o período reprodutivo. Raramente podem acontecer alterações de localização e de idade de acometimento. Coriocarcinomas primários do colo uterino são extremamente raros, geralmente ocorrem no pós-parto de seis meses a dois anos e se apresentam com sangramento por via vaginal. Existem três teorias para o desenvolvimento dos coriocarcinomas no colo uterino: 1) a paciente ter tido uma gestação cervical que (mais) sofreu transformação maligna; 2) que o coriocarcinoma da cérvice seja uma metástase de um tumor primário do corpo que desapareceu; 3) que seu desenvolvimento seja devido ao transporte de células coriônicas da gestação precedente como êmbolos, os quais ficaram latentes e posteriormente sofreram transformação maligna. A terapêutica preconizada é a realização de histerectomia com manutenção dos anexos e posterior quimioterapia. Relatamos o caso de uma mulher de 34 anos que, seis meses após parto normal, iniciou com sangramento vaginal. O exame especular mostrou massa vegetante e hemorrágica do colo uterino e a dosagem de gonadotrofina coriônica humana fração b (b-HCG) revelou altos níveis sangüíneos. O exame histopatológico mostrou uma neoplasia maligna composta por sincício e citotrofoblasto malignos comprometendo apenas o colo uterino. Nosso caso é um coriocarcinoma ectópico e acreditamos que seu desenvolvimento no colo uterino seja devido ao transporte de células coriônicas da gravidez precedente que sofreram posterior transformação maligna. Resumo em inglês Choriocarcinomas usually occur within the body of the uterus during reproductive years. On rare occasions they may occur abnormally in relation to place and time. Primary choriocarcinomas of the uterine cervix are extremely rare. They usually occur in a latent period of six months to two years after the preceding pregnancy, and present with disfunctional vaginal bleeding. Theoretically, there are three mechanisms for the development of the cervical choriocarcinoma: 1) the (mais) patient initially had a cervical pregnancy and this was followed by malignant transformation; 2) the cervical choriocarcinoma may be a metastasis from the primary tumor of the corpus, which had disappeared; 3) the development of cervical choriocarcinoma was due to the transport of chorionic cells from the preceding pregnancy as emboli, which stayed dormant and, later, gave rise to malignant transformation. Total abdominal histerectomy and posterior chemotherapy are recommended. We report a case of a 34-year-old woman, with vaginal bleeding six months after a term pregnancy, which had a hemorrhagic cervical mass and high b-HCG blood levels. The histopathology showed a tumor with a malignant sincicio and citotrophoblastic components involving only the uterine cervix. Our case is one of an ectopic choriocarcinoma and we believe that its development is due to the transport of chorionic cells from the preceding pregnancy and later gave rise to malignant transformation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

O sistema renina-angiotensina em ovário

Raposo-Costa, Amilton P.; Reis, Adelino M.
2000-08-01

Resumo em português Além das gonadotrofinas e esteróides gonadais, outros fatores participam da regulação da função ovariana; entre estes incluem-se fatores de crescimento e diversos peptídeos regulatórios, como os peptídeos natriuréticos e o sistema renina-angiotensina (SRA), Além do conhecido SRA sistêmico, vários órgãos, entre eles os ovários, contêm SRA locais. Todos os componentes do SRA foram descritos em ovários: angiotensinogênio, angiotensina-I, angiotensina-II (A (mais) ng-II), renina, enzima conversora de angiotensina (ECA) e receptores AT1 e AT2, A Ang-ll estimula a ovulação, maturação dos oócitos e produção de estradiol, progesterona e prostaglandinas; a produção de Ang-ll, por sua vez, é estimulada pela hCG. Entretanto, a inibição da produção de Ang-ll por inibidor de ECA não altera a esteroidogênese ou a ovulação. Tais efeitos poderiam ser devidos à angiotensina-(1-7), um peptídeo do SRA cuja formação pode ocorrer independente da ECA. Resultados preliminares mostram que a angiotensina-(1-7) estimula a produção de estradiol in vitro. Finalmente, há evidências da participação do SRA em disfunções ovarianas, tais como a síndrome de hiperestimulação ovariana (SHO) e a síndrome dos ovários policísticos (SOP). Na SHO foi demonstrado que o tratamento com gonadotrofinas estimula o SRA ovariano e que o uso de inibidores da ECA diminui a incidência e a gravidade da síndrome. Na SOP foi demonstrado aumento de renina e Ang-ll ovarianas, enquanto o aumento da pró-renina plasmática se correlaciona com a concentração de andrógeno, uma característica básica da síndrome. Assim, o SRA parece ser um sistema importante na fisiologia e fisiopatologia ovariana. Resumo em inglês Gonadotropins and gonadal steroids play essential roles in the ovarian function. Several factors, including growth factors and regulatory peptides, have also been involved in this function. Recently, natriuretic peptides and the renin-angiotensin system (RAS) have been shown to participate in this process. Local RAS has been described in several organs including the ovaries. All the components of the RAS have been identified in the ovaries: angiotensinogen, angiotensin-I (mais) (Ang-I), angiotensin-II (Ang-II), renin, angiotensin-converting enzyme (ACE), and AT1 and AT2 receptors. Ang-II stimulates ovulation, maturation of oocytes, and production of estradiol, progesterone and prostaglandins. HCG stimulates the ovarian production of Ang-II. The inhibition of Ang-II production by ACE inhibition, however, does not change steroidogenesis and ovulation. Such effects could be due to Angiotensin-(1-7), a recently described RAS peptide, which can be formed by an ACE independent pathway. Preliminary results show that Ang-(1-7) induces estradiol release in rat ovary perfused in vitro. Finally, there is evidence that the RAS participates in ovarian disorders such as ovarian hyperstimulation syndrome (OHSS) and polycystic ovary syndrome (PCOS). In OHSS gonadotropin treatment stimulates the ovarian RAS; ACE inhibition decrease the incidence and severity of the syndrome. In PCOS, it has been shown that ovarian renin and Ang-II are increased. The increase of androgen concentration, a basic characteristic of this syndrome, is correlated with the increase of plasma prorenin. Thus, the RAS seems to play an important role in ovarian physiology and pathophysiology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Prognóstico de tumores testiculares germinativos/ Outcome of germ cell tumors

Dias Neto, José Anastácio; Domingos, André Luiz Alonso; Martins, Antonio Carlos Pereira; Tucci Jr., Silvio; Suaid, Haylton Jorge; Cologna, Adauto José; Schneider, Cassio Botene
2002-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar as características e a evolução de homens adultos portadores de tumores germinativos do testículo. MÉTODOS: Estudamos as características e a evolução 29 pacientes tratados (14 seminomas e 15 não seminomas). O tempo médio de seguimento foi de 56 meses para os seminomas e de 40 meses para os não seminomatosos. Todos foram submetidos a orquiectomia. Nos estádios II e III associou-se radioterapia para os seminomas, e quimioterapia e linfadenec (mais) tomia para os não seminomatosos. RESULTADOS: As queixas mais freqüentes foram aumento de volume testicular (57%) e dor (30%). Nos seminomas a idade média foi de 41,2 anos e nos não seminomas foi de 29,2 anos. Antecedente de criptorquidia foi assinalada em 28,5% dos seminomas e em 15,5% dos não seminomatosos. As proporções respectivas de estádios I, II e III foram de 79%, 14% e 7% em seminomas, e 40%, 27% e 33% em não seminomas. Os seminomas não provocaram elevação dos marcadores AFP ou b-HCG enquanto os não seminomatosos elevaram esses marcadores respectivamente em 46,6% e 33,3% dos casos. Morte pela doença ocorreu em 1 caso de seminoma e 3 de não seminomas, mas não houve diferença na sobrevida entre os grupos. CONCLUSÃO: A criptorquidia continua sendo um fator predisponente importante na etiologia dos tumores germinativos. Apesar dos tumores não seminomatosos se apresentarem em estádios mais avançados a sobrevida dos pacientes não difere da apresentada pelos portadores de seminomas. Resumo em inglês OBJECTIVE: The aim of the study is to analyze the characteristics and the evolution of patients with testicular germ cell tumors. METHODS: We analyzed 29 patients: 14 seminomas and 15 non-seminomas. All of them underwent orquiectomy. Patients with seminomas stage II and III received adjuvant treatment with raditherapy, and those with non-seminomas stage II and III received neoadjuvant chemotherapy followed by lymphadenectomy. Mean followup for seminomas was 56 months and (mais) for non-seminomas it was 40 months. RESULTS: The most common complain was an increase in testis volume (57%) and pain (30%). The mean age in seminomas was 41.2 years and in non-seminomas it was 29.2 years. Previous criptorquidy was refered by 28.5% of patients with seminomas and 15.5% with non-seminomas. The respective proportions of stages I, II and III were 79%, 14% and 7% in seminomas, and 40%, 27% and 33% in non-seminomas. Patients with seminomas did not show serum rise of alfa-fetoprotein or b-HCG while those with non-seminomas such tumor markes were elevated respectively in 46.6% and 33.3% of the sample. Disease specific death occurred in 1 patient with seminoma and in 3 with non-seminoma tumor, but survival curves were similar for both groups. CONCLUSION: In spite of the earlier treatment of criptorquidy such an antecedent stand as an important risk factor for the development of testicular germ cell tumor. Even though non-seminomas presents with higher stages the survival curves are similar for both groups of tumors. Analyze 29 patients that were submitted to orquiectomy (14 seminomas e 15 non seminomas), concerning their age, signs and symptoms, risk factors, clinical staging, tumor markers follow up and survival rates. RESULTS: There was no statistically difference in survival rates of patients with seminomas and non-seminomas tumors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Preditores Clínicos e Histopatológicos de Tumor Trofoblástico Gestacional pós-Mola Hidatiforme Completa/ Clinical and Histopathological Predictors of Gestational Trophoblastic Tumor +after Complete Hydatidiform Mole

Maestá, Izildinha; Rudge, Marilza V. C.; Abreu, Eliane S.; Dalben, Ivete; Peraçoli, José C.
2000-04-01

Resumo em português Objetivo: definir os preditores clínicos e histopatológicos mais eficientes da evolução da mola hidatiforme completa (MHC) para tumor trofoblástico gestacional (TTG). Métodos: estudo prospectivo clínico e histopatológico de todas as portadoras de MHC, atendidas entre 1990 e 1998 no Hospital das Clínicas de Botucatu -- UNESP. A avaliação clínica pré-esvaziamento molar classificou a gravidez molar em: MHC de alto risco e MHC de baixo risco. Foram analisados os (mais) preditores clínicos para TTG, estabelecidos por Goldstein et al.¹ e por outros autores2--10. A avaliação histopatológica incluiu a determinação do diagnóstico de MHC, segundo os critérios de Szulman e Surti11, e o reconhecimento dos fatores de risco para TTG, de Ayhan et al.8. Os preditores clínicos e histopatológicos foram correlacionados com o desenvolvimento de TTG pós-molar. Resultados: em 65 portadoras de MHC, cistos do ovário maiores que 6 cm e tamanho uterino maior que 16 cm foram os preditores clínicos mais eficientes de TTG. A proliferação trofoblástica, a atipia nuclear, a necrose/hemorragia, a maturação trofoblástica e a relação cito/sinciciotrofoblasto não foram preditores significativos para TTG. A correlação entre preditor clínico e histopatológico para o desenvolvimento de TTG não foi possível porque nenhum parâmetro histopatológico foi significativo. Conclusões: mais estudos são necessários para avaliar possíveis preditores de persistência (TTG) e sua aplicação no contexto clínico das MHC. Enquanto isso, a determinação seriada de hCG sérico permanece o único indicador prognóstico seguro para TTG pós-MHC. Resumo em inglês Purpose: to determine the most efficient clinical and histopathological predictors of complete hydatidiform mole (CHM) after gestational trophoblastic tumors (GTT). Methods: a prospective clinical and histopathological study was performed on all patients with CHM treated at the University Hospital of Botucatu between 1990 and 1998. Preevacuation clinical evaluation allowed the classification of molar pregnancy into high risk and low risk CHM. The author analyzed the clini (mais) cal predictors of GTT established by Goldstein et al.¹ and by other authors2--10. The histopathological evaluation included the confirmation of CHM diagnosis based on the criteria by Szulman and Surti11 and the understanding of risk factors for GTT by Ayhan et al.8. The clinical and histopathological predictors were correlated with the postmolar GTT. Results: ovarian cysts larger than 6 cm and uterus size larger than 16 cm were the most efficient clinical predictors of GTT in 65 patients with CHM. Trophoblastic proliferation, nuclear atypia, necrosis/hemorrhage, trophoblastic maturation, and the ratio cytotrophoblast to syncytiotrophoblast were not significant predictors of GTT. The correlation between the clinical and histopathological predictors for the development of GTT was not possible, as no histopathological parameter was significant. Conclusion: additional investigations could evaluate other predictors for persistent disease, and its usefulness in a clinical context. The sequential determination of plasmatic beta-hCG remains the only safe predictor for persistent disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Fertilização in vitro com injeção intracitoplasmática de espermatozóide em ciclos naturais/ In vitro fertilization with intracytoplasmic sperm injection in natural cycles

Busso, Newton Eduardo; Busso, Cristiano Eduardo; Tso, Leopoldo de Oliveira; Auge, Antonio Pedro Flores; Busso, Rene Eduardo; Boaro, Luciana; Prado, Roberto Adelino Almeida
2007-07-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a eficácia da fertilização in vitro (FIV) com injeção intracitoplasmática de espermatozóide (ICSI) em ciclo natural (CN). MÉTODOS: estudo clínico retrospectivo que avaliou 70 ciclos de tratamento em 60 casais que se submeteram ao tratamento de FIV com auxílio da técnica de ICSI em CN em clínica privada de 1999 a 2003. Foi realizada monitorização ultra-sonográfica diária ou em dias alternados, e dosagem de LH urinário a partir de 16 mm de (mais) diâmetro folicular. Programada captação oocitária quando o folículo atingiu 18 mm de diâmetro e 36 horas após a administração de gonadotrofina coriônica humana (hCG - 5000UI) quando o teste de LH era negativo. A transferência embrionária foi realizada 48 a 52 horas depois do ICSI. RESULTADOS: foram realizados 70 ciclos de ICSI em 60 pacientes com as seguintes indicações: fator masculino (47,1%), fator tubo-peritoneal (37,1%), fatores associados (8,7%) e infertilidade sem causa aparente (7,1%). Do total de 70 ciclos, 18 foram cancelados (25,7% de taxa cancelamento). Das 52 pacientes que se submeteram à punção ovariana, oócitos maduros foram encontrados em 77% das vezes (40 ciclos). A taxa de fertilização foi de 70% e as taxas de transferência embrionária por punção e por oócito maduro foram de 52 e 67,5%, respectivamente. As taxas de gestação por ciclo iniciado, ciclo puncionado e transferência embrionária foram 11,4, 15,4 e 29,6%, respectivamente. Das oito gestações, sete foram diagnosticadas em pacientes com idade inferior a 37 anos. A única gestação conseguida em pacientes com idade entre 37 e 43 anos evoluiu para abortamento. CONCLUSÕES: ICSI em ciclos naturais parece ser uma opção satisfatória de tratamento, com custos e índice de complicações (gestação múltipla e síndrome de hiperestímulo ovariano) reduzidos. Os resultados são melhores em pacientes mais jovens, com idade inferior a 37 anos. Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the efficacy of in vitro fertilization (IVF) with intracytoplasmic sperm injection (ICSI) in natural cycle (NC). METHODS: retrospective clinical trial that evaluated 70 treatment cycles in 60 couples that were submitted to IVF treatment with ICSI in NC performed in private clinic from 1999 until 2003. It was performed daily ultrasound monitorization or on alternate days, and urinary LH dosage when the follicle reached 16 mm of diameter. It was schedul (mais) ed egg retrieval when the follicle reached 18 mm of diameter and 36 hours after hCG administration when the LH test was negative. Embryo transfer was performed 48 to 52 hours after ICSI. RESULTS: 70 ICSI cycles in 60 patients were performed and the indications of treatment included: male factor (47.1%), tubal factor (37.1%), associated factors (8.7%), unknown infertility (7.1%). Out of 70 cycles, 18 cycles were cancelled (25.7% of cancellation rate). Out of 52 patients that were submitted to ovarian punction to oocyte retrieval we found mature oocytes in 77% of the cases (40 cycles), in four cases we collected immature oocytes and in eight cases we could not found it. We had 70% of fertilization rate and only one fertilized oocyte did not achieve the cleavage stage. So, the transfers rate per punction and per mature oocyte was 52% and 67.5%, respectively. We had 11.4% of pregnancy rate per cycle, 15.4% per punction and 29.6% per embryo transfer. CONCLUSIONS: FIV/ICSI in NC seem to be a satisfactory option of treatment, with low costs and complications (multiple gestation and Ovarian Hyperstimulation Syndrome), mainly in poor responder patients and in poor populations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Co-cultivo de zigotos e embriões de duas células de camundongos (Mus musculus domesticus) em suspensão de células epiteliais de ovidutos de camundongos e bovinos nos meios CZB sem glicose, TCM199 e Ménézo B2/ Zygotes and two cells mouse embryos in co-culture of mouse and bovine epithelial cells in CZB glucose free, TCM199 and Ménézo B2 mediuns

TAVARES, Liliam Mara Trerrisan; ASSUMPÇÃO, Mayra Elena Ortiz D’Avila; FERREIRA, Fernando; LIMA, Alecsandra Sobreira; MELLO, Marco Roberto Bourg; VISINTIN, José Antonio
1999-01-01

Resumo em português Zigotos e embriões de 2 células de camundongos F1 (C57/DBA) foram cultivados (controle) e co-cultivados em suspensões de células epiteliais de ovidutos de camundongos (MOEC) e de bovinos (BOEC) até o estádio de blastocistos nos meios CZB, TCM199 e Ménézo B2. Os zigotos que atingiram os estádios de blastocistos expandido e eclodido no CZB foram 44 (38,26%) para o controle, 2 (1,89%) para as MOEC e 8 (6,72%) para as BOEC, sendo que o controle apresentou-se estatist (mais) icamente diferente (p0,05) entre os três grupos. No B2, o total de blastocistos foi de 28 (24,78%) para o controle, 34 (28,10%) para as MOEC e 25 (23,81%) para as BOEC, não havendo diferença estatística (p>0,05) entre os três grupos. Concluiu-se que o bloqueio dos zigotos nos meios TCM199 e B2 pode estar relacionado à presença da glicose e que o oviduto não é espécie-específico quanto a sua capacidade em promover o desenvolvimento de embriões de camundongos. Resumo em inglês Mouse embryos were cultured and co-cultured in mouse (MOEC) and bovine (BOEC) oviduct epithelial cells suspension. Embryos were co-cultured from one cell and two-cell stage to blastocyst stage. Cell culture (MOEC and BOEC) was made at a 100 µl drop under oil. Embryos were recovered 24-26 hours in the case of zygotes and 46-48 hours in the case of 2 cell embryos after hCG injection. Total embryos were randomly split into 3 groups: control (cultured), MOEC and BOEC (co-cul (mais) tured) with CZB, TCM199 and B2 mediums. In CZB group, 44 zygotes (38.26%) from the control achieved blastocyst stage (expanded or hatched), being statistically different (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Aspectos Moleculares da Determinação e Diferenciação Sexual/ Molecular Aspects of Sexual Determination and Differentiation

Domenice, Sorahia; Costa, Elaine M.F.; Corrêa, Rafaela V.; Mendonça, Berenice B.
2002-08-01

Resumo em português Embora muitos eventos que participam do processo de desenvolvimento sexual normal não estejam elucidados, está estabelecido que a determinação do sexo gonadal é a responsável pela diferenciação sexual durante a vida fetal. Deste processo participam vários genes que interagem entre si, como SRY e DAX1, localizados nos cromossomos sexuais e os autossômicos WT-1, SF-1 e SOX9. Sua ação na determinação gonadal ainda não está esclarecida, mas mutações identifi (mais) cadas nestes genes resultaram na ausência da formação gonadal ou na presença de gônadas disgenéticas. A diferenciação da genitália interna masculina incluindo a descida testicular, requer secreção e ação local normal da testosterona nos ductos de Wolf e do hormônio anti mülleriano (HAM) nos ductos de Müller, impedindo sua diferenciação. Os genes Insl3 e HOX participam da descida intra-abdominal dos testículos na espécie humana, e a descida inguino-escrotal é controlada pelos andrógenos, sendo os principais genes envolvidos nessa fase da embriogênese o do receptor de andrógenos, o do HAM e o do seu receptor. Mutações em um desses genes resultam em ambigüidade e/ou subdesenvolvimento da genitália interna masculina. No sexo feminino, os genes da família Wnt (Wnt-7a e Wnt-4) parecem ter um papel no desenvolvimento dos ductos Müllerianos e na supressão da diferenciação das células de Leydig no ovário. A ambigüidade genital pode resultar da deficiência da produção de testosterona pelas células de Leydig, de distúrbios no receptor androgênico ou de defeito na metabolização da testosterona pela 5alfa-redutase 2. Estão envolvidos nesta fase da diferenciação os seguintes genes: do receptor do LH/hCG, do CYP11A1, do P450scc, do CYP17, do HSD3B2 e do HSD17B3 que codificam as respectivas enzimas envolvidas na síntese de testosterona, além do gene do receptor androgênico e do gene SRD5A2. Avanços na compreensão dos mecanismos envolvidos nos processos da determinação e diferenciação sexual foram possíveis com os novos conhecimentos de biologia molecular. Diversas etapas deste processo serão ainda esclarecidas com a identificação de novos genes, que também participam deste complexo mecanismo de interações gênicas. Resumo em inglês Many of the events that influence the process of normal sexual development have not been completely clarified, however it is well established that gonadal sex determination is responsible for sexual differentiation during fetal life. Several interacting genes participate in this process, and the most important are: SRY and DAX-1 genes located in the sexual chromosomes and the autosomic genes WT1, SF-1, and SOX9. The precise action of these genes on gonadal determination i (mais) s yet to be clarified, but their participation is fundamental since mutations identified in these genes result in the absence of gonadal development or the presence of dysgenetic gonads. The differentiation of male internal genitalia including testicular descent, require both normal secretion and local action of testosterone on Wolffian ducts and anti-müllerian hormone gene (AMH) on Müllerian ducts, preventing their differentiation into uterus, vagina and tubes. The genes Insl3 and HOX participate of the transabdominal descent of testes, and inguinal-scrotal descent is controlled by androgens. Nonetheless, the main genes involved in this early embryogenic phase are: the androgen receptor gene, AMH gene and the AMH receptor gene. Mutations in one of these genes result in genital ambiguity and/or partial development of male internal genitalia. In the female sex there has been recent evidence that genes from the Wnt family (Wnt-7a and Wnt-4) have a role in the development of Müllerian ducts and the suppression of Leydig cell differentiation in the ovaries. The ambiguous external genitalia result in testosterone production deficiency by Leydig cells, androgen receptor impairment, or a defect in peripheral testosterone metabolism by 5-alpha-reductase type 2. The genes involved in this phase of male sex differentiation are: LH /hCG receptor gene, CYP11A1 gene, P450scc gene, CYP17 gene, HSD3B2 gene and HSD17B3 gene that codify the respective enzymes involved in testosterone synthesis, along with the androgen receptor gene and SRD5A2. The new achievements of molecular biology determined a better comprehension of the process of sexual determination and differentiation. Several steps of this process will be clarified, with the identification of new genes that also participate of this complex mechanism of gene interactions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Comparação entre três esquemas de indução da ovulação para inseminação intra-uterina com relação à espessura endometrial e taxa de gravidez/ Comparison between three protocols for ovulation Induction in cycles of intrauterine insemination and related endometrial thickness and pregnancy rate achieved in each protocol

Caetano, João Pedro Junqueira; Cota, Ana Márcia de Miranda; Sousa, Érica Becker Alves de; Lamaita, Rívia Mara; Moraes, Leonardo Augusto Meyer de; Aguiar, Luciana Pompermayer Teodoro; Marinho, Ricardo Melo
2005-01-01

Resumo em português OBJETIVO: comparar as taxas de gravidez e as espessuras endometriais médias obtidas com a utilização de três esquemas de indução da ovulação para inseminação intra-uterina (IIU). MÉTODOS: foram avaliados retrospectivamente 110 ciclos de IIU, sendo estes divididos em três grupos, de acordo com o protocolo de indução da ovulação utilizado: 100 mg de citrato de clomifeno (CC) do 3º ao 7º dia do ciclo (grupo CC, n=24); acrescentou-se ao esquema do grupo CC 7 (mais) 5 UI de gonadotrofina menopáusica humana (hMG) nos dias 3, 5 e 7 do ciclo (grupo CC+hMG, n=29) e hMG isolado, 75 UI do 3º ao 8º dia do ciclo (grupo hMG, n=57). Para análise estatística foi utilizado o teste t de Student para comparação entre médias e o teste c² para comparação entre proporções. RESULTADOS: a média de idade das pacientes no início do tratamento foi de 33,3 anos (23 a 40 anos), sendo similar nos três grupos. A espessura endometrial média no dia da aplicação da gonadotrofina coriônica humana (hCG) foi significativamente maior no grupo hMG (10,2±0,2 mm) em comparação à obtida nos grupos CC e CC + hMG (7,9±0,4 e 8,7±0,2 mm, respectivamente, p Resumo em inglês PURPOSE: to compare pregnancy rates and mean endometrial thickness obtained with three protocols for induction of ovulation in cycles of intrauterine insemination (IUI). METHODS: one hundred and ten IUI cycles were retrospectively evaluated in the study, divided into three groups, according to the used ovulation induction protocols: 100 mg clomiphene citrate (CC) on days 3 to 7 of the cycle (CC group, n=24), 100 mg/day CC on days 3 to 7 of the cycle + 75 IU/day of human m (mais) enopausal gonadotrophin (hMG) on days 3, 5 and 7 of the cycle (CC+hMG group, n=29), and 75 IU/day of hMG on days 3 to 8 of the cycle (hMG group, n=57). Statistical analysis was performed using Student's t test to compare the means and the c² test to compare the rates. Results were considered statistically significant at p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Avaliação da aplicabilidade da técnica de maturação in vitro de oócitos humanos e posterior fertilização/ Evaluation of the usefulness of the in vitro maturation technique of human oocyte and subsequent fertilization

Amaral, Maria Clara Magalhães dos Santos; Camargos, Maria das Graças Rocha Santana; Vieira, Marco Aurélio Fernandes; Tavares, Rubens Lene Carvalho; Lemos, Claudia Navarro Carvalho Duarte; Camargos, Aroldo Fernando
2003-08-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a aplicabilidade da técnica de maturação in vitro de oócitos humanos e posterior fertilização. MÉTODOS: estudo prospectivo não randomizado descritivo realizado no período de novembro de 1999 a março de 2001 no qual foram incluídas 15 pacientes com infertilidade tubária e 20 ciclos de fertilização in vitro. Todas assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido antes de iniciar o estudo. As pacientes tinham idade entre 18 e 32 anos inc (mais) ompletos, obstrução tubária como causa exclusiva de infertilidade e índice de massa corporal inferior a 25 kg/m². As pacientes receberam 300 UI de hormônio folículo estimulante (FSH) recombinante por via intramuscular no segundo dia do ciclo e doses adicionais de 150 UI no quarto e no sexto dia do ciclo. A coleta ovular foi realizada no sétimo dia do ciclo. Os oócitos foram colocados em meio TCM 199 acrescido de antibióticos, piruvato, FSH, gonadotrofina coriônica humana e soro (Serum Substitute Supplement - Irvine Scientific®). Após 48 h de cultivo, os oócitos que atingiram o estágio de metáfase II foram inseminados e os fertilizados foram transferidos. RESULTADOS: foram puncionados 144 folículos com a coleta de 67 oócitos imaturos (46,5%). Quarenta e três oócitos atingiram o estágio de metáfase II (64,2%) e foram inseminados. Destes, 30 fertilizaram e 25 embriões foram transferidos para 10 pacientes. Houve uma gravidez com nascimento de um bebê. CONCLUSÃO: concluiu-se que a técnica de maturar oócitos humanos in vitro previamente à fertilização in vitro é técnica exeqüível, capaz de gerar gravidez. Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the usefulness of the in vitro maturation technique of human oocyte and subsequent fertilization. METHODS: this is a prospective nonrandomized, descriptive study, carried out during the period of November 1999 to March 2001, with 20 cycles of in vitro fertilization of 15 patients with tubal infertility. All signed the written informed consent before the beginning of the study. The selected patients were at least 18 and at most 32 years of age, with on (mais) ly tubal infertility, and body mass index less than 25 kg/m². The patients received 300 UI of recombinant follicle stimulating hormone (FSH) by intramuscular injection at the second day of the cycle and additional doses of 150 IU at the fourth and sixth days of cycle. The oocyte retrieval was performed at the seventh day of the cycle. Those oocytes classified as immature were cultured in tissue culture medium 199 (TCM-199) with antibiotics, pyruvate, FSH, human chorionic gonadotropin (hCG) and serum (serum substitute supplement - Irvine Scientific®). After 48 h of culture, the oocytes that achieved metaphase II stage were inseminated, and the fertilized ones were transferred. RESULTS: one hundred and forty-four follicles were aspirated. There were 67 (46.5%) immature retrieved oocytes and 43 (64.2%) reached the metaphase II stage and were inseminated. Thirty fertilized oocytes and 25 embryos were transferred to 10 patients. There was one pregnancy with a baby born. CONCLUSION: we conclude that to mature human oocytes in vitro before in vitro fertilization is a procedure able to achieve pregnancy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Análise da coagulação sangüínea em pacientes submetidas à hiperestimulação ovariana para fertilização in vitro/ Analysis of coagulation parameters in patients undergoing controlled ovarian hyperstimulation for in vitro fertilization

MICHELON, JOÃO; PETRACCO, ALVARO; BRUXEL, DANIELA MARIA; MORETTO, MARCELO; BADALOTTI, MARIANGELA
2002-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Identificar alterações na coagulação sangüínea em mulheres submetidas à fertilização in vitro (FIV). MÉTODOS: Trata-se de um estudo prospectivo onde foram incluídas 15 pacientes submetidas à FIV. No período pré-ovulatório imediato, do ciclo menstrual precedente à FIV, foi coletada amostra sangüínea para coagulograma, com dosagem de Estradiol, Hemograma, Fibrinogênio, Tempo de Protrombina, Tempo de Tromboplastina Parcial Ativada, Tempo de Coagu (mais) lação e Plaquetas. Durante a hiperestimulação ovariana para FIV, nova amostra para coagulograma foi coletada no dia da aplicação da Gonadotrofina Coriônica Humana. Os dados referentes à análise das duas amostras foram avaliados usando teste estatístico Paired T-Test. RESULTADOS: O estudo comparativo das médias das amostras identificou aumento significativo nos níveis de fibrinogênio, 304,9 pg/ml na primeira amostra e 383,1 pg/ml na segunda (p=0,01), já os níveis de hematócrito tiveram um decréscimo significativo, com valores de 40,5% e 38,4%, respectivamente (p=0,0001). As demais provas de coagulação não apresentaram diferença significativa. As médias do estradiol foram significativamente diferentes, sendo 167pg/ml na primeira amostra e 1435pg/ml na segunda (p=0,0001). CONCLUSÕES: Os Dados refletem uma tendência a um estado de hipercoagüabilidade sangüínea, o que é esperado nas situações de hiperestrogenismo. Apesar da significância estatística nos níveis de fibrinogênio e hematócrito, esses resultados têm pouca expressão clínica, visto que os valores máximos das duas amostras permaneceram dentro dos limites da normalidade. A pesquisa sugere que, apesar do grande aumento nos níveis de estradiol e mudanças nas provas de coagulação, os programas de FIV mostram-se seguros quanto aos riscos tromboembólicos. Resumo em inglês BACKGROUND: Hyperestrogenic conditions have been related to alterations in the coagulation parameters. The objective of this study was to identify changes in coagulation parameters in women undergoing in vitro fertilization and embryo transfer (IVF-ET). METHODS: A group of 15 patients was studied prospectively, immediately before and during the course of an IVF-ET cycle. Blood was drawn in the preovulatory period of the cycle preceeding IVF-ET for complete blood count, fi (mais) brinogen, prothrombin time (TP), thromboplastin partial actived time (ATTP), coagulation time and estradiol. A another blood sample for the same tests was collected during controlled ovarian hyperstimulation, on the hCG day. Both samples were compared by a paired t-test RESULTS: There was an increase in fibrinogen (340.9 pg/mL to 383.1 pg/mL, p = 0.01). On the other hand, hematocrit levels decreased (40.5% to 38.4 %, p = 0.0001). The other coagulation tests showed no difference. Estradiol levels increased (167 pg/mL to 1435 pg/ml, p=0.0001), as expected during such treatment. CONCLUSIONS: The data suggest a tendency towards an increase in coagulability, as expected in hyperestrogenic situations. However, even considering the statistical significance of the results, they might have limited clinical impact, since they were within the normal range. This study suggests that, despite the marked increase in estradiol and changes in coagulation parameters, IVF-ET is a safe procedure in terms of thromboembolic risks.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Bloqueio da hipófise com goserelina de depósito em ciclos de hiperestimulação ovariana controlada para fertilização in vitro/ Pituitary down-regulation with the use of goserelin depot in cycles of controlled ovarian hyperstimulation for in vitro fertilization

Albuquerque, Luiz Eduardo Trevisan de; Hameiry, Yaron; Diniz, Luiz Eduardo Vieira
1999-07-01

Resumo em português Objetivo: estudar os efeitos da goserelina de depósito como agonista do GnRH para a supressão hipofisária, durante a hiperestimulação ovariana controlada (HOC) em fertilização in vitro e transferência de embriões (FIVeTE). Método: foram estudados prospectivamente 110 ciclos envolvendo 101 mulheres. A goserelina de depósito foi administrada em dose única subcutânea, para algumas mulheres (87 ciclos) na primeira fase do ciclo menstrual e para outras (23 ciclos) (mais) , na fase lútea. A administração das gonadotrofinas de mulheres menopausadas (hMG) era diária até que fossem identificados ao menos dois folículos com diâmetro maior ou igual a 18 mm, quando se administrava a gonadotrofina coriônica (hCG) e programava-se a aspiração folicular. Resultados: a idade média das mulheres foi de 36,7 anos (variando de 23 a 42 anos). As principais indicações para a realização da FIVeTE foram: fator tuboperitoneal (75,2%), endometriose (10,9%), fator ovulatório (7,9%), fator masculino (3,0%) e esterilidade sem causa aparente (3,0%). Do total de casos que iniciaram a HOC, 28 (25,5%) foram suspensos. Em 7 ciclos (8,04% dos casos medicados na primeira fase do ciclo menstrual), houve necessidade de se realizar a aspiração dos cistos ovarianos. Foram transferidos em média 3,3 embriões por paciente (variação de 1 a 5 embriões por paciente). Das 70 transferências de embriões realizadas, resultaram 16 gravidezes clínicas (taxa de gravidez: 22,85%). Conclusão: a administração da goserelina de depósito é uma alternativa útil para a supressão hipofisária em FIVeTE pois não compromete os resultados quando comparados aos observados na literatura, e não é necessário que a paciente compareça diariamente para receber a medicação, fato de extrema importância num serviço público. Resumo em inglês Purpose: to verify the effects of the goserelin depot as GnRH agonist for hypophysis suppression, during the controlled ovarian hyperstimulation (COH) for in vitro fertilization and intrauterine embryo transfer (IVF & ET). Method: this is a prospective study of 110 cycles of 101 women. Goserelin depot was administered subcutaneously as a single dose; for some women (87 cycles) it was administered in the first phase of the menstrual cycle, and in 23 cycles it was administe (mais) red in the luteal phase. The administration of menopausal gonadotropins was daily, until the identification of at least two follicles with a diameter equal to or larger than 18 mm; at this time the chorionic gonadotropin was administered and the follicular aspiration was programmed. Results: the women's age average was 36.7 years (between 23 to 42 years). The main indications for IVF & ET were: tubo-peritoneal factor (75.2%), endometriosis (10.9%), ovulatory factor (7.9%), male factor (3.0%) and unexplained infertility (3.0%). Of the total of the cycles, 28 (25.5%) cycles were cancealed. In 7 cycles (8.04%), for which goserelin depot was administered in the first phase of the menstrual cycle, it was necessary to perform the ovarian cysts aspiration before beginning the ovulation induction. On the average, 3.3 embryos were transferred for each patient (1-5 embryos per woman). Of the total of 70 embryos transferred, 16 clinical pregnancies resulted (pregnancy rate: 22.85%). Conclusion: the goserelin depot administration is a useful alternative for pituitary suppression for IVF & ET, since its results are similar to those observed in the literature, and the patient does not need to come every day to receive medication, a fact of extreme importance in a public service.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Fatores de risco para doença trofoblástica gestacional persistente/ Risk factors for persistent gestational trophoblastic disease

Tiezzi, Daniel Guimarães; Andrade, Jurandyr Moreira de; Reis, Francisco José Candido dos; Lombardi, Wellington; Marana, Heitor Ricardo Cosiski
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVOS: avaliar o impacto dos fatores de riscos na evolução para doença trofoblástica gestacional persistente (DTGP) e selecionar grupos de pacientes para seguimento intensivo e os que poderiam se beneficiar de quimioterapia profilática. MÉTODOS: foram incluídas prospectivamente 214 pacientes com diagnóstico de mola hidatiforme completa (MHC) submetidas a esvaziamento uterino no período de 1980 a 2001. Todas as pacientes foram seguidas semanalmente com avalia� (mais) �ão clínica e dosagem de bHCG. Consideramos como DTGP as pacientes que necessitaram tratamento adicional além do esvaziamento uterino para a resolução do caso. Foram analisados parâmetros epidemiológicos (idade, antecedentes obstétricos, raça e tipagem sanguínea) bem como indicadores de volume e agressividade da doença (volume uterino, presença de cistos teca-luteínicos e dosagem sérica de betaHCG). Os diversos fatores de risco foram avaliados isoladamente e em conjunto, sendo o risco expresso em odds ratio (OR). RESULTADOS: dentre os fatores epidemiológicos e características pessoais apenas a ausência do fator Rh foi significante (com OR de 2,3). Todos os sinais indicativos de hiperplasia do trofoblasto, representados pela altura uterina maior que a esperada para a idade gestacional, o volume uterino estimado pela ultra-sonografia, a presença de cistos teca-luteínicos e a dosagem sérica elevada de bHCG, estiveram associados ao risco de DTGP. A presença de pelo menos um destes achados mostrou sensibilidade de 82% e valor preditivo positivo de 35,1% (OR 4,8). A regressão logística identificou os parâmetros altura uterina maior que o esperado para a idade gestacional e os níveis séricos de betaHCG como fatores de risco para DTGP com OR de 4,1 e 5,5, respectivamente. CONCLUSÕES: os sinais de hiperplasia do trofoblasto apresentam boa sensibilidade na predição de DTGP, no entanto o baixo valor preditivo positivo impede que se empreguem estes fatores para selecionar pacientes que não necessitariam de seguimento na forma realizada atualmente e impede também a seleção com precisão de casos com indicação de quimioterapia profilática. Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the epidemiologic data and signs of trophoblastic hyperplasia in patients with complete hydatidiform mole (CHM) and to estimate the risk associated with the persistence of the disease. METHODS:: we evaluated 214 patients with CHM submitted to uterine evacuation between 1980 and 2001. The patients were included prospectively. All patients were followed until negative bHCG with weekly clinical evaluation and bHCG quantification. We considered persistenc (mais) e when the patient needed another treatment after uterine evacuation. The risk factors for persistence were evaluated through univariate and multivariate analysis, and the odds ratio (OR) was calculated for each one. RESULTS: among the epidemiologic factors, only negative Rh was significant (OR=2.28). All signs of trophoblastic hyperplasia, represented by uterine size larger than expected, sonographic uterine volume, tecaluteinic cysts, and betaHCG higher than 10(5) were associated with risk for the presistence of the disease. The presence of at least one sign of trophoblastic hyperplasia showed sensitivity of 82% and predictive positive value of 35.1% (OR=4.8). The logistic regression identified larger uterine size than expected and bHCG higher than 10(5) as risk factors for persistence of the gestational trophoblastic disease (OR=4.1 and 5.5, respectively). CONCLUSIONS: the signs of trophoblastic hyperplasia showed good sensitivity to predict persistence of the disease; however, the low predictive positive value does not allow using these criteria to change treatment. It is very important to reinforce the importance of serial betaHCG quantification in these high-risk patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)