Sample records for hallucinogens
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 12 shown.



1

Alucinógenos naturais: um voo da Europa Medieval ao Brasil/ Natural hallucinogens: a flight from Medieval Europe to Brazil

Martinez, Sabrina T.; Almeida, Márcia R.; Pinto, Angelo C.
2009-01-01

Resumo em inglês This work describes the historical importance and the use of hallucinogenic plants by different civilizations. A comparison between three Brazilian plants whose active principle is N,N-dimethyltriptamine (DMT), and three plant species native to Europe whose active principles are tropanic alkaloids was carried out and we observed these plants promoted different types of hallucinations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Anestesia e o usuário de Ecstasy/ Anesthesia and the Ecstasy user/ Anestesia y el usuario de Ecstasy

Moro, Eduardo Toshiyuki; Ferraz, Alexandre A. Fontana; Módolo, Norma Sueli Pinheiro
2006-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Nos últimos anos o número de novos usuários de agentes ilícitos tem aumentado de forma significativa em todo o mundo. A maconha e a cocaína, além do álcool e do tabaco, têm sido os agentes citados com freqüência, porém houve um aumento significativo de usuários de outros agentes psicoestimulantes ou alucinógenos, como o Ecstasy, o GHB, o LSD e a metanfetamina, empregados com o objetivo de intensificar as experiências sociais. O obj (mais) etivo do presente artigo foi discutir a apresentação clínica, os efeitos deletérios e as potenciais interações com o ato anestésico no paciente cirúrgico usuário desses agentes ilícitos. CONTEÚDO: O artigo discute os mecanismos de ação, a apresentação clínica, os efeitos deletérios e as possíveis repercussões observadas durante a anestesia no usuário de MDMA (3,4-metilenodioximetanfetamina), também conhecido como Ecstasy. CONCLUSÕES: A apresentação clínica e os efeitos deletérios provocados pelo 3,4-metilenodioximetanfetamina (Ecstasy), assim como potenciais interações com o ato anestésico devem ser do conhecimento do anestesiologista, pois em muitas situações esses usuários serão submetidos a intervenções cirúrgicas de emergência, ou mesmo eletivas. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: En los últimos años el número de nuevos usuarios de drogas ilícitas ha aumentado de forma significativa en todo el mundo. La marihuana y la cocaína, además del alcohol y del tabaco, han sido las drogas citadas frecuentemente, sin embargo, hubo un aumento significativo de usuarios de otros agentes psicoestimulantes o alucinógenos, como el Ecstasy, el GHB, el LSD y la metanfetamina, empleados con el objetivo de intensificar las experiencias (mais) sociales. El objetivo del presente artículo fue el de traer a colación la presentación clínica, los efectos destructivos y las potenciales interacciones con el acto anestésico en el paciente quirúrgico usuario de esas drogas ilícitas. CONTENIDO: El artículo discute los mecanismos de acción, la presentación clínica, los efectos destructivos y las posibles repercusiones observadas durante la anestesia en el usuario de MDMA (3,4-metilenodioximetamfetamina), conocido también como Ecstasy . CONCLUSIONES: La presentación clínica y los efectos destructivos provocados por el 3,4-metilenodioximetamfetamina (Ecstasy), como también potenciales interacciones con el acto anestésico, deben ser del conocimiento del anestesiólogo, pues en muchas situaciones esos usuarios serán sometidos a cirugías de emergencia, o incluso electivas. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: The number of new users of illicit substances has been growing steadily all over the world over the last few years. Marijuana and cocaine have been mentioned most often, but the last few years saw a marked increase in the number of users of other psychostimulants or hallucinogens, taken with the aim of intensifying social experiences. The aim of this article is to discuss the clinical presentation, the damaging effects and the potential interact (mais) ions with anesthesia of the surgical patient who is a user of these illicit substances. CONTENTS: The article discusses the action mechanisms, the clinical presentation, the damaging effects and the potential repercussions observed during anesthesia in users of MDMA (3,4-methylenedioxymethamphetamine), also known as Ecstasy. CONCLUSIONS: Anesthesiologists should be made aware of the clinical presentation and the damaging effects brought about by 3,4 - methylenedioxymethamphetamine (Ecstasy), as well as the potential interactions with anesthesia, since people who use these substances may find themselves in surgery many times, either due to an emergency situation or by choice.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Lacan e a toxicomania: efeitos da ciência sobre o corpo/ Lacan and drug addiction: effects of the science on the body

Santiago, Jésus
2001-06-01

Resumo em português Ao retomar a interrogação sobre a relação existente entre os objetos da ciência e o gozo, Lacan propõe-se também a postular, nesse contexto, o fenômeno toxicomaníaco presente no uso metódico e ordenado dos diversos produtos que vão desde os tranqüilizantes até os alucinógenos. A materialização do efeito real da ciência sobre o corpo, no caso do uso destas substâncias tóxicas, torna-se objeto de uma hipótese que se inscreve no horizonte da chamada dimen (mais) são ética do gozo. Abordar a toxicomania sob o ponto de vista ético do gozo do corpo, leva, certamente, a concebê-la como um modo particular de satisfação, distinto da dependência biológica própria de toda concepção repreensiva do problema. Esse modo de satisfação que cativa certos sujeitos é considerado uma tentativa de enfrentar as perturbações do gozo do corpo e, diante do corpo inseparável do gozo, a toxicomania poderia ser vista como um mais-gozar particular, correlativo a uma mudança operada, pela ciência, no real. Resumo em inglês Returning to the question of the relationship between science objects and jouissance, Jacques Lacan's purpose, in this context, is to claim the drug addiction phenomenon which is present in the methodic and ordered use of several products from tranquilizers to hallucinogens. The real effect of science materializing over the body when under the use of these toxic substances, becomes the object of a hypothesis inserted in the horizon of the so called ethical dimension of jo (mais) uissance. The drug addiction approach under the ethical dimension of the body jouissance is certainly conceived as an idea of private satisfaction which is different from the biological dependency peculiar to every reprehensive idea of the problem. This way of satisfaction that captivates some types of subjects is seen as an attempt to face the jouissance disturbances in the body, and when facing the inseparable body from jouissance, drug addiction could be seen as a particular plus jouissance, correlative to an operated change by the science, in the real.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Prevalência do uso de drogas entre escolares do ensino médio do Município de São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil/ Drug abuse prevalence among secondary school students in São José do Rio Preto, São Paulo State, Brazil

Silva, Elissandro de Freitas; Pavani, Rafael Augusto Borges; Moraes, Maria Silvia de; Chiaravalloti Neto, Francisco
2006-06-01

Resumo em português Este estudo dispõe-se a estudar as taxas de prevalência de consumo de substâncias psicoativas entre escolares do ensino médio no Município de São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil, e sua distribuição por sexo e período escolar. Utilizou-se um estudo de corte transversal em escolas públicas do ensino médio do município com uma amostragem de conglomerados. Aplicaram-se 1.041 questionários autopreenchíveis de maneira coletiva nas classes, mantidos sem iden (mais) tificação. As prevalências do consumo na vida foram: álcool 77%, tabaco 28,7%, solventes 18,1%, maconha 12,1%, anfetamínicos 3,7%, cocaína 3,3%, alucinógenos 3,1%, e crack 1,4%. O uso na semana de maconha foi o maior (2,8%), seguido dos solventes (1,3%). O sexo masculino consumiu mais álcool, maconha, cocaína e crack que o feminino. O período noturno teve prevalência significantemente superior para o tabaco, maconha, cocaína e alucinógeno. No presente estudo, verificou-se uma caracterização da prevalência do consumo de substâncias psicoativas em São José do Rio Preto semelhante à encontrada em outros estudos brasileiros. Resumo em inglês This study investigates the prevalence of drug consumption among secondary school students in São José do Rio Preto, São Paulo State, Southeast Brazil, and its distribution in relation to gender and grade in school. A cross-sectional survey was carried out in São José do Rio Preto. A self-applied questionnaire was answered by a proportional sample of 1,041 teenagers enrolled in 9th, 10th, and 11th grades in public schools. Lifetime consumption of psychoactive substan (mais) ces was: alcohol 77%, tobacco 28.7%, solvents 18.1%, marijuana 12.1%, amphetamines 3.7%, cocaine 3.3%, hallucinogens 3.1%, and crack 1.4%. Weekly use of marijuana was the highest (2.8%), followed by solvents (1.3%). Males consumed more alcohol, marijuana, cocaine, and crack than females. Nighttime use of tobacco, marijuana, cocaine, and hallucinogens was observed. In the present study, prevalence of psychoactive substance use was observed in São José do Rio Preto at rates similar to those found in other Brazilian studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Prevalência do uso de drogas entre escolares do ensino médio do Município de São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil/ Drug abuse prevalence among secondary school students in São José do Rio Preto, São Paulo State, Brazil

Silva, Elissandro de Freitas; Pavani, Rafael Augusto Borges; Moraes, Maria Silvia de; Chiaravalloti Neto, Francisco
2006-06-01

Resumo em português Este estudo dispõe-se a estudar as taxas de prevalência de consumo de substâncias psicoativas entre escolares do ensino médio no Município de São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil, e sua distribuição por sexo e período escolar. Utilizou-se um estudo de corte transversal em escolas públicas do ensino médio do município com uma amostragem de conglomerados. Aplicaram-se 1.041 questionários autopreenchíveis de maneira coletiva nas classes, mantidos sem iden (mais) tificação. As prevalências do consumo na vida foram: álcool 77%, tabaco 28,7%, solventes 18,1%, maconha 12,1%, anfetamínicos 3,7%, cocaína 3,3%, alucinógenos 3,1%, e crack 1,4%. O uso na semana de maconha foi o maior (2,8%), seguido dos solventes (1,3%). O sexo masculino consumiu mais álcool, maconha, cocaína e crack que o feminino. O período noturno teve prevalência significantemente superior para o tabaco, maconha, cocaína e alucinógeno. No presente estudo, verificou-se uma caracterização da prevalência do consumo de substâncias psicoativas em São José do Rio Preto semelhante à encontrada em outros estudos brasileiros. Resumo em inglês This study investigates the prevalence of drug consumption among secondary school students in São José do Rio Preto, São Paulo State, Southeast Brazil, and its distribution in relation to gender and grade in school. A cross-sectional survey was carried out in São José do Rio Preto. A self-applied questionnaire was answered by a proportional sample of 1,041 teenagers enrolled in 9th, 10th, and 11th grades in public schools. Lifetime consumption of psychoactive substan (mais) ces was: alcohol 77%, tobacco 28.7%, solvents 18.1%, marijuana 12.1%, amphetamines 3.7%, cocaine 3.3%, hallucinogens 3.1%, and crack 1.4%. Weekly use of marijuana was the highest (2.8%), followed by solvents (1.3%). Males consumed more alcohol, marijuana, cocaine, and crack than females. Nighttime use of tobacco, marijuana, cocaine, and hallucinogens was observed. In the present study, prevalence of psychoactive substance use was observed in São José do Rio Preto at rates similar to those found in other Brazilian studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Uso de psicotrópicos entre universitários da área da saúde da Universidade Federal do Amazonas, Brasil/ Use of psychoactive drugs by health sciences undergraduate students at the Federal University in Amazonas, Brazil

Lucas, Ana Cyra dos Santos; Parente, Rosana Cristina Pereira; Picanço, Neila Soares; Conceição, Denis Alvaci; Costa, Karen Regina Carim da; Magalhães, Igor Rafael dos Santos; Siqueira, João Cladirson Alves
2006-03-01

Resumo em português Foi realizado um levantamento sobre uso de psicotrópicos entre estudantes da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Brasil, em uma amostra de 521 alunos. O "uso na vida" de álcool foi relatado por 87,7% dos estudantes (IC95%: 85,34-90,06) e o de tabaco por 30,7% (IC 95%: 27,39-34,01), sendo o último maior entre estudantes do sexo masculino (39,7%; IC95%: 33,33-46,01). As substâncias ilegais mais usadas foram: solventes (11,9%; IC (mais) 95%: 9,57-14,23), maconha (9,4%; IC95%: 7,30-11,50), anfetamínicos e ansiolíticos (ambos com 9,2%; IC95%: 7,12-11,28), cocaína (2,1%; IC95%: 1,07- 3,13) e alucinógenos (1,2%; IC95%: 0,42-1,98). O principal motivo relatado para o uso de drogas ilegais foi a curiosidade. O "uso na vida" de esteróides anabolizantes foi citado por 2,1% dos estudantes. O uso abusivo de álcool nos últimos 30 dias foi relatado por 12,4% dos universitários. Entre os eventos ocorridos após a ingestão de bebidas alcoólicas, os estudantes citaram envolvimento em briga (4,7%), acidentes (2,4%), faltaà escola (33,7%), falta ao trabalho (11,8%) e condução de veículos (47,3%). A opinião sobre as drogas e o padrão de uso dos estudantes não diferem muito dos estudos semelhantes em outras regiões do Brasil. Resumo em inglês A survey was conducted with 521 undergraduate health sciences students from the Federal University in Amazonas, Manaus, Brazil. Lifetime alcohol consumption was reported by 87.7% students, as compared to 30.7% for tobacco, with the latter reported more frequently by males (39.7%). The most common illicit drugs were solvents (11.9%), marijuana (9.4%), amphetamines and anxiolytics (9.2% each), cocaine (2.1%), and hallucinogens (1.2%). The main reason for illicit drug use wa (mais) s curiosity. Lifetime use of anabolic steroids was reported by 2.1% of the students. Alcohol abuse in the previous 30 days was reported by 12.4% of the students. Events following drinking included: fights (4.7%), accidents (2.4%), classroom absenteeism (33.7%), and job absenteeism (11.8%). Another important finding was that 47.3% of students drove after drinking. Opinions on drug abuse and patterns agree with those from similar studies in other regions of Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Uso de psicotrópicos entre universitários da área da saúde da Universidade Federal do Amazonas, Brasil/ Use of psychoactive drugs by health sciences undergraduate students at the Federal University in Amazonas, Brazil

Lucas, Ana Cyra dos Santos; Parente, Rosana Cristina Pereira; Picanço, Neila Soares; Conceição, Denis Alvaci; Costa, Karen Regina Carim da; Magalhães, Igor Rafael dos Santos; Siqueira, João Cladirson Alves
2006-03-01

Resumo em português Foi realizado um levantamento sobre uso de psicotrópicos entre estudantes da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Brasil, em uma amostra de 521 alunos. O "uso na vida" de álcool foi relatado por 87,7% dos estudantes (IC95%: 85,34-90,06) e o de tabaco por 30,7% (IC 95%: 27,39-34,01), sendo o último maior entre estudantes do sexo masculino (39,7%; IC95%: 33,33-46,01). As substâncias ilegais mais usadas foram: solventes (11,9%; IC (mais) 95%: 9,57-14,23), maconha (9,4%; IC95%: 7,30-11,50), anfetamínicos e ansiolíticos (ambos com 9,2%; IC95%: 7,12-11,28), cocaína (2,1%; IC95%: 1,07- 3,13) e alucinógenos (1,2%; IC95%: 0,42-1,98). O principal motivo relatado para o uso de drogas ilegais foi a curiosidade. O "uso na vida" de esteróides anabolizantes foi citado por 2,1% dos estudantes. O uso abusivo de álcool nos últimos 30 dias foi relatado por 12,4% dos universitários. Entre os eventos ocorridos após a ingestão de bebidas alcoólicas, os estudantes citaram envolvimento em briga (4,7%), acidentes (2,4%), faltaà escola (33,7%), falta ao trabalho (11,8%) e condução de veículos (47,3%). A opinião sobre as drogas e o padrão de uso dos estudantes não diferem muito dos estudos semelhantes em outras regiões do Brasil. Resumo em inglês A survey was conducted with 521 undergraduate health sciences students from the Federal University in Amazonas, Manaus, Brazil. Lifetime alcohol consumption was reported by 87.7% students, as compared to 30.7% for tobacco, with the latter reported more frequently by males (39.7%). The most common illicit drugs were solvents (11.9%), marijuana (9.4%), amphetamines and anxiolytics (9.2% each), cocaine (2.1%), and hallucinogens (1.2%). The main reason for illicit drug use wa (mais) s curiosity. Lifetime use of anabolic steroids was reported by 2.1% of the students. Alcohol abuse in the previous 30 days was reported by 12.4% of the students. Events following drinking included: fights (4.7%), accidents (2.4%), classroom absenteeism (33.7%), and job absenteeism (11.8%). Another important finding was that 47.3% of students drove after drinking. Opinions on drug abuse and patterns agree with those from similar studies in other regions of Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Uso de substâncias psicoativas entre estudantes de Goianá, MG/ Use of psychoactive substances among students from Goianá, MG, Brazil

Teixeira, Andréia Fernandes; Aliane, Poliana Patrício; Ribeiro, Luiz Claudio; Ronzani, Telmo Mota
2009-04-01

Resumo em português O objetivo foi avaliar o consumo de substâncias psicoativas entre estudantes, do ensino fundamental e médio, da rede pública de ensino do município de Goianá, Minas Gerais. Foi realizado um estudo descritivo, transversal, utilizando um instrumento desenvolvido pela Organização Mundial da Saúde. Participaram 415 estudantes, 57,1% do Ensino Fundamental e 42,9% do Ensino Médio, sendo 49,4% do sexo feminino e 47,5% do masculino, predominando a faixa etária de 13 a 1 (mais) 5 anos e a classe social C. O álcool foi a substância mais utilizada entre os jovens, tendo uso inicial precoce, assim como nos levantamentos nacionais. Sobre o uso na vida, as substâncias mais relatadas foram: solventes, anfetamínicos, ansiolíticos, maconha e alucinógenos. As mulheres apresentaram maior padrão de uso de substâncias psicoativas ilícitas na vida, no ano, no mês, uso freqüente e uso pesado. Em comparação com a capital mineira, foi observado um menor uso de maconha e cocaína entre os estudantes de Goianá. A pesquisa aponta a necessidade de formulação de políticas públicas, considerando particularidades locais e a importância de novos estudos que ampliem a discussão sobre o uso de substâncias psicoativas. Resumo em inglês The aim was to evaluate the prevalence of the consumption of psychoactive substances among students from the public school in Goianá, Minas Gerais. A descriptive, cross sectional study was performed using a structured questionnaire developed by the World Health Organization. The participants were 415 students, 57.1% were elementary school students and 42.9% were high school students. 49.4% were female and 47.5% were male. The majority of the students were 13-15 years old (mais) and from the C social class. Alcohol was the substance most frequently used among the young people (64.6%), as the prevalence founded in the national sample. The main used substances were: solvents (11.1%), amphetamines (2.9%), anxyolitics (2.9%), cannabis (2.7%) and hallucinogens (1.4%). Women presented a higher pattern of use for the illicit psychoactive substances. The Goianá students presented a lower consumption of marijuana and cocaine in comparison with students from Belo Horizonte, the state capital. The epidemiologic research points to the necessity of formulating public policies, considering local particularities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Uso de substâncias psicoativas entre universitários de medicina da Universidade Federal do Espírito Santo/ Psychoactive substance use among Medicine students from Espirito Santo Federal University

Pereira, Denis Soprani; Souza, Renata Santos de; Buaiz, Vitor; Siqueira, Marluce Miguel de
2008-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Traçar o perfil do uso de substâncias psicoativas entre os universitários do Curso de Medicina do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Espírito Santo. MÉTODOS: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, transversal e quantitativo, desenvolvido com 168 universitários, do primeiro ao último ano do curso de medicina. O instrumento utilizado na coleta de dados foi o Questionário sobre o Uso de Drogas, uma adaptação do questionári (mais) o proposto pela OMS¹. Os dados foram tabulados por meio do programa Statistical Package for the Social Science (SPSS)². RESULTADOS: Ao todo, 54,8% dos universitários são do sexo feminino, 76,8% se encontram na faixa etária de 17 a 22 anos e 50% pertencem à classe social B. Quanto ao uso de substâncias psicoativas, 86,9% relataram uso na vida de álcool, seguido de tabaco (22,0%), solventes (15,5%), anfetaminas (10,1%), cannabis sativa (9,5%), alucinógenos com 1,8% e barbitúricos com 0,6%. CONCLUSÃO: Faz-se necessária a prevenção do uso indevido de substâncias psicoativas entre universitários, por meio de disciplinas curriculares que abordem a temática e de programas de prevenção destinados a essa população. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe the profile of the psychoactive substances used among the college students from the Medicine course in the Center of Health Sciences in, Espirito Santo Federal University. METHODS: It is a exploratory, descriptive, transversal and quantitative study developed within 168 college students of Medicine from the first to the last year of the course. The instrument used to collect data was the Questionnaire on Drug Abuse, an adaptation from the questionna (mais) ire proposed by WHO¹. The data had been tabulated through the Social Science Program Statistical Package (SPSS)². RESULTS: Overall, 54.8% of the college students are females, 76.8%, from 17 to 22 years and 50% belonging to social class "B". As for the use of psychoactive substances, a high prevalence of alcohol was founded (86.9%), followed by tobacco (22.0%), solvents (15.5%), amphetamines (10.1%), cannabis (9.5%), hallucinogens (1.8%) and barbiturates (0.6%). CONCLUSION: It is necessary to prevent the psychoative substance abuse among college students, introducing curricular disciplines on the theme or specific programs to attend these students.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Prevalência do consumo de drogas na FEBEM, Porto Alegre/ Drug use prevalence at FEBEM, Porto Alegre

Ferigolo, Maristela; Barbosa, Fabiane Silva; Arbo, Elisangela; Malysz, André Sérgio; Stein, Airton Tetelbon; Barros, Helena Maria Tannhauser
2004-03-01

Resumo em português OBJETIVO: Identificar a prevalência do uso de drogas entre crianças e adolescentes institucionalizados e avaliar o uso associado das substâncias lícitas, álcool e tabaco, com drogas ilícitas; e verificar qual a droga de uso inicial para o consumo das substâncias psicoativas ilícitas. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal na Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor do Rio Grande do Sul, na cidade de Porto Alegre. Um questionário elaborado pela Organização (mais) Mundial da Saúde, anônimo, sobre o uso de drogas e sua quantificação, auto-aplicado em salas de aula, foi respondido pela população de crianças e adolescentes alfabetizados que cumpriam medidas socioeducativas ou medidas protetivas. A análise visou descrever o uso de drogas entre os dois subgrupos levando em conta gêneros e idades de início de uso. RESULTADOS: Os resultados foram obtidos a partir de 382 indivíduos. As substâncias mais experimentadas foram: álcool (81,3%), tabaco (76,8%), maconha (69,2%), cocaína (54,6%), solventes (49,2%), ansiolíticos (13,4%), alucinógenos (8,4%), anorexígenos (6,5%) e barbitúricos (2,4%). Em torno de 80% afirmaram ter usado experimentalmente alguma droga ilícita. As meninas usaram principalmente medicamentos e os meninos drogas ilícitas, álcool e tabaco. As crianças albergadas por atos infracionais mostraram uso significativamente mais freqüente de álcool, maconha, cocaína e solventes. A idade de início do álcool e tabaco ocorreu antes dos 12 anos; maconha e solventes, antes dos 13, e cocaína, antes de completar 14, em média. Verificou-se alta freqüência de uso concomitante de drogas lícitas e ilícitas por esta população. CONCLUSÕES: A prevalência de experimentação e uso de drogas entre crianças e adolescentes institucionalizados é alta e precoce. As drogas lícitas foram usadas mais precocemente que as ilícitas. Indivíduos do sexo masculino e albergados por atos infracionais apresentam maior probabilidade de já terem utilizado drogas ilícitas. Resumo em inglês OBJECTIVE: This study aimed to determine the prevalence of drug use among institutionalized children and adolescents; to assess the degree of associated use of illicit drugs with alcohol and tobacco; and to determine which is the gateway drug to illicit drug use. METHODS: A cross-sectional study was carried out in the Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor, in Porto Alegre (FEBEM) Southern Brazil. A questionnaire developed by the World Health Organization to determine (mais) prevalence off drug use was answered anonymously by a population of literate minors who were in FEBEM because of delinquency or due to social risk. The analysis aimed to describe the frequency of use of each drug and relate it to gender, age of beginning, and reason of institutionalization. RESULTS: A total of 382 participants answered the questionnaire. The substances most frequently used on an experimental basis were: alcohol (81,3%), tobacco (76,8%), marijuana (69,2%), cocaine (54,6%), inhalants (49,2%), anxiolytic drugs (13,4%), hallucinogens (8,4%), amphetamines (6,5%) and barbiturates (2,4%). Overall, around 80% of the respondents reported having used some illicit drug at least once in the past. Licit drugs, like alcohol and tobacco, were used mainly by males, while medicines were used mostly by females. Adolescents with delinquency records showed a significantly higher frequency of alcohol, marijuana, cocaine, and solvent use. The mean age of beginning was under 12 years for alcohol and tobacco use, under 13 years for marijuana and inhalants, and under 14 years for cocaine. Concomitant use of illicit and licit drugs was found to be high in this population. CONCLUSIONS: A high prevalence of precocious drug use was found among institutionalized children and adolescent, with alcohol and tobacco being used earlier than illicit drugs. Delinquent males were more likely to have used illicit drugs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Consumo de substâncias psicoativas por adolescentes escolares de Ribeirão Preto, SP (Brasil). I - Prevalência do consumo por sexo, idade e tipo de substância/ The consumption of psychoactive substances by adolescents in schools in an urban area of Southeastern region of Brazil. I - Prevalence by sex, age and kind of substance

Muza, Gilson M.; Bettiol, Heloísa; Muccillo, Gerson; Barbieri, Marco A.
1997-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A preocupação suscitada quanto ao consumo de substâncias psicoativas pelos adolescentes tem mobilizado grandes esforços em todo o mundo na produção de conhecimento sobre este fenômeno. Decidiu-se estudar as taxas de prevalência de consumo de substâncias psicoativas de uso lícito e ilícito, sua distribuição por idade, sexo e a idade da primeira experiência com essas substâncias, entre adolescentes escolares do Município de Ribeirão Preto, SP, (mais) Brasil. MATERIAL DE MÉTODO: Um questionário devidamente adaptado e submetido a um teste de confiabilidade foi auto-aplicado a uma amostra proporcional de 1.025 adolescentes matriculados na oitava série do primeiro grau e primeiro, segundo e terceiro anos do segundo grau, das escolas públicas e privadas do município estudado. O questionário continha questões sobre o uso de dez classes de substâncias psicoativas, questões demográficas e informações de validação, além de questões de percepção e comportamento intrínseco ao consumo de drogas. RESULTADOS: Da amostra 88,9% consumiram bebidas alcoólicas alguma vez na vida; 37,7% utilizaram o tabaco; 31,1% os solventes; 10,5% os medicamentos; 6,8% a maconha; 2,7% a cocaína; 1,6% os alucinógenos e 0,3% consumiu alguma substância a base de opiácios. As taxas de consumo cresceram com a idade, para todas as substâncias; no entanto, o uso de tabaco e de substâncias ilícitas mostrou uma desaceleração nos anos que compreendem o final da adolescência. Verificou-se que os meninos consumiram mais do que as meninas, exceto para os medicamentos, com as meninas consumindo barbitúricos, anfetaminas e tranqüilizantes em proporções semelhantes ou maiores que os meninos. A idade da primeira experiência mostrou que o acesso às substâncias psicoativas ocorreu em idades bastante precoces. CONCLUSÕES: As substâncias psicoativas, sejam lícitas ou ilícitas, são freqüentemente experimentadas na adolescência, tanto pelos meninos como pelas meninas, muitas vezes em idades bem precoces. Resumo em inglês INTRODUCTION: Concern over the consumption of psychoactive substances by teenagers has given rise to a great wordwide effort to produce information about this phenomenon. This study set out to investigate the prevalence of consumption of legal and illegal psychoactive substances, its distribution by age, sex and age at first experience of them, among teenage pupils in county, Ribeirão Preto, SP, Southeastern Brazil. MATERIAL AND METHOD: A self-applicable questionnaire du (mais) ly adapted and submitted to a reliability test was applied to a proportional sample of 1,025 teenagers enrolled in 8th, 9th, 10th and 11th grads at public and private city schools. The questionnaire contained questions about the use of ten classes of psychoactive substances, demographic questions and validation information, as well as questions about the perception and intrinsic behavior related to drug consumption. RESULTS: The sample of 88.9% had consumed alcoholic beverages sometime in their lives, 37.7% had used tobacco, 31.1% solvents, 10.5% medicines, 6.8% marihuana, 2.7% cocaine, 1.6% hallucinogens, and 0.3% of the sample had consumed some opiate substance. The rates of consumption increased with age for all substances; however, the use of tobacco and of illegal substances was less intense during the later years of adolescence. As to sex distribution, boys consumed more than girls, except for medicines, with girls consuming barbiturates, amphetamines and tranquilizers in proportions similar to or higher than those observed among boys. Age at first experience showed that access to psychoactive substances occurred at very early ages. CONCLUSIONS: Experimenting with psychoactive substances, whether legal or illegal, is a frequent phenomenon during adolescence, both among boys and girls, often at very early ages.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Consumo de substâncias psicoativas por adolescentes escolares de Ribeirão Preto, SP (Brasil). I - Prevalência do consumo por sexo, idade e tipo de substância/ The consumption of psychoactive substances by adolescents in schools in an urban area of Southeastern region of Brazil. I - Prevalence by sex, age and kind of substance

Muza, Gilson M.; Bettiol, Heloísa; Muccillo, Gerson; Barbieri, Marco A.
1997-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A preocupação suscitada quanto ao consumo de substâncias psicoativas pelos adolescentes tem mobilizado grandes esforços em todo o mundo na produção de conhecimento sobre este fenômeno. Decidiu-se estudar as taxas de prevalência de consumo de substâncias psicoativas de uso lícito e ilícito, sua distribuição por idade, sexo e a idade da primeira experiência com essas substâncias, entre adolescentes escolares do Município de Ribeirão Preto, SP, (mais) Brasil. MATERIAL DE MÉTODO: Um questionário devidamente adaptado e submetido a um teste de confiabilidade foi auto-aplicado a uma amostra proporcional de 1.025 adolescentes matriculados na oitava série do primeiro grau e primeiro, segundo e terceiro anos do segundo grau, das escolas públicas e privadas do município estudado. O questionário continha questões sobre o uso de dez classes de substâncias psicoativas, questões demográficas e informações de validação, além de questões de percepção e comportamento intrínseco ao consumo de drogas. RESULTADOS: Da amostra 88,9% consumiram bebidas alcoólicas alguma vez na vida; 37,7% utilizaram o tabaco; 31,1% os solventes; 10,5% os medicamentos; 6,8% a maconha; 2,7% a cocaína; 1,6% os alucinógenos e 0,3% consumiu alguma substância a base de opiácios. As taxas de consumo cresceram com a idade, para todas as substâncias; no entanto, o uso de tabaco e de substâncias ilícitas mostrou uma desaceleração nos anos que compreendem o final da adolescência. Verificou-se que os meninos consumiram mais do que as meninas, exceto para os medicamentos, com as meninas consumindo barbitúricos, anfetaminas e tranqüilizantes em proporções semelhantes ou maiores que os meninos. A idade da primeira experiência mostrou que o acesso às substâncias psicoativas ocorreu em idades bastante precoces. CONCLUSÕES: As substâncias psicoativas, sejam lícitas ou ilícitas, são freqüentemente experimentadas na adolescência, tanto pelos meninos como pelas meninas, muitas vezes em idades bem precoces. Resumo em inglês INTRODUCTION: Concern over the consumption of psychoactive substances by teenagers has given rise to a great wordwide effort to produce information about this phenomenon. This study set out to investigate the prevalence of consumption of legal and illegal psychoactive substances, its distribution by age, sex and age at first experience of them, among teenage pupils in county, Ribeirão Preto, SP, Southeastern Brazil. MATERIAL AND METHOD: A self-applicable questionnaire du (mais) ly adapted and submitted to a reliability test was applied to a proportional sample of 1,025 teenagers enrolled in 8th, 9th, 10th and 11th grads at public and private city schools. The questionnaire contained questions about the use of ten classes of psychoactive substances, demographic questions and validation information, as well as questions about the perception and intrinsic behavior related to drug consumption. RESULTS: The sample of 88.9% had consumed alcoholic beverages sometime in their lives, 37.7% had used tobacco, 31.1% solvents, 10.5% medicines, 6.8% marihuana, 2.7% cocaine, 1.6% hallucinogens, and 0.3% of the sample had consumed some opiate substance. The rates of consumption increased with age for all substances; however, the use of tobacco and of illegal substances was less intense during the later years of adolescence. As to sex distribution, boys consumed more than girls, except for medicines, with girls consuming barbiturates, amphetamines and tranquilizers in proportions similar to or higher than those observed among boys. Age at first experience showed that access to psychoactive substances occurred at very early ages. CONCLUSIONS: Experimenting with psychoactive substances, whether legal or illegal, is a frequent phenomenon during adolescence, both among boys and girls, often at very early ages.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)