Sample records for great lakes basin
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Diversidade e ocorrência de peixes na área de influência da UHE Mogi Guaçu e lagoas marginais, bacia do alto rio Paraná, São Paulo, Brasil/ Fish diversity and occurrence in the influence area of the Mogi Guaçu reservoir and oxbow lakes, high Paraná river basin, São Paulo, Brazil

Gonçalves, Cristina da Silva; Braga, Francisco Manoel de Souza
2008-06-01

Resumo em português A bacia do alto Paraná apresenta os rios de maior porte do Estado de São Paulo e uma ictiofauna bastante diversa, com 236 espécies. Este estudo visou caracterizar a composição ictiofaunística do reservatório da UHE Mogi Guaçu e de um conjunto de lagoas marginais naturais a jusante da represa, de acordo com a variação temporal da abundância das espécies. Durante agosto de 2005 a julho de 2006, foram coletados 2.341 exemplares pertencentes a 41 espécies. Na rep (mais) resa foram registradas 31 espécies e nas lagoas marginais 24, revelando uma dominância de espécies de Curimatidae (Cyphocharax modestus e Steindachnerina insculpta) e Characidae (Hyphessobrycon eques e H. bifasciatus) e um número expressivo de espécies raras. As curvas cumulativas de abundância e biomassa indicaram que na represa as espécies foram dominantes em número e nas lagoas em biomassa, refletindo um ambiente sob ações antrópicas e outro menos perturbado, respectivamente. A represa e as lagoas marginais apresentaram valores próximos de diversidade e eqüitabilidade de Shannon. No geral, os maiores valores foram obtidos durante o período chuvoso e os menores durante o período seco, porém esta variação não foi suficiente para a ANOVA detectar diferenças significativas entre os ambientes, nem entre os períodos. A interpretação destes resultados deve ser feita com cautela, pois apesar dos índices de diversidade e eqüitabilidade de Shannon não terem evidenciado as diferenças na composição da ictiofauna, a análise de similaridade pelo índice de Morisita-Horn apontou que a ictiofauna da represa e das lagoas marginais apresentam baixa similaridade entre si. Além disso, a ictiofauna nos ambientes estudados foi composta por peixes típicos da bacia do alto Paraná indicando uma condição que, embora alterada pela construção da UHE, apresenta espécies essencialmente nativas desta região. Sugere-se que o controle da vazão do rio pela UHE Mogi Guaçu e a extração de areia do leito estejam influenciando os pulsos de inundação e conseqüentemente a ictiofauna das lagoas marginais. Resumo em inglês The high Paraná river basin includes the largest rivers from São Paulo State and a great ichthyofauna diversity with 236 species. The aim of this study was to describe the fish fauna composition from Mogi Guaçu hydroelectric dam and oxbow lakes downstream reservoir, according to species abundance temporal variations. A total of 2.341 individuals (85,8 kg biomass) belonging to 41 species were collected during August 2005 to July 2006. From this, 31 species were found in (mais) the reservoir and 24 in the oxbow lakes showing the Curimatidae (Cyphocharax modestus and Steindachnerina insculpta) and Characidae (Hyphessobrycon eques and H. bifasciatus) dominance and many rare species. The abundance and biomass cumulative curves showed the numerical dominance in reservoir and biomass in oxbow lakes, reflecting an environment more and less disturbed, respectively. Similar values of Shannon's diversity and evenness were found to reservoir and oxbow lakes. In general, the highest values were obtained to the wet season and the smaller to the dry, but this variation were not sufficient to detect significant differences between areas, neither seasons. The species identities are not considered in these indexes computation, being insensitive to ichthyofauna composition differences between the reservoir and the oxbow lakes. The interpretation of these results should be taken carefully because despite the Shannon's indexes showed no differences in fish fauna composition between areas, the similarity analyses using the Morisita-Horn index showed low similarity among them. Moreover, the ichthyofauna found in the studied area was composed by typical species from high Paraná river basin which indicates a good condition with native species only, despite the impacts commonly caused by hydroelectric dams. We suggest that the dam regulation and the sand extraction from the river bed are affecting the flood pulses and consequently the oxbow lake's ichthyofauna.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Análise florística e estrutura de florestas de várzea no estuário amazônico/ Floristic analysis and structure of tidal flooded forests in the amazonian estuary

Almeida, Samuel Soares de; Amaral, Dário Dantas do; Silva, Antonio Sérgio Lima da
2004-12-01

Resumo em português Este trabalho apresenta os resultados de análise fitossociológica e da estrutura, feita em 4 inventários florísticos executados em parcelas de 1 hectare de florestas inundáveis de várzea localizadas na área do estuário e do baixo Amazonas. As florestas de várzea do estuário albergam uma riqueza de espécies relativamente baixa em relação a outras áreas da região como as florestas de terra firme. No entanto a estrutura de tamanho é considerável, com as árv (mais) ores atingindo elevada biomassa vegetal. Provavelmente isto é devido ao aporte constante de nutrientes através dos sedimentos que viajam milhares de quilômetros de distância desde as nascentes andinas até o delta do rio Amazonas. As florestas inundáveis de várzea são dominadas por poucas espécies, algumas com muitos indivíduos, como o açaí (Euterpe oleracea) e o muru-muru (Astrocaryum murumuru), outras com árvores muito grandes como a pitaíca (Swartzia polyphylla), pracuúba (Mora paraensis) e a seringueira (Hevea brasiliensis). A ucuúba (Virola surinamensis), uma espécie que apresenta populações ameaçadas pela exploração madeireira, parece apresentar tanto indivíduos grandes como elevada densidade. As florestas de várzea apresentam baixa similaridade entre si, provavelmente decorrente da imensa variação do ambiente de várzea nos rios, paranás, ilhas e lagos, como os efeitos de zonação, altura de inundação, salinidade, velocidade da água, entre outros fatores. Estratégias de seleção de áreas de várzea para conservação devem levar em conta a variação ambiental, o grau de interferência humana e a diversidade local e entre ambientes. Resumo em inglês This work presents results of the analysis made in four 1-hectare plots of floristic inventory in the flooded forests located in the delta and lower basin of the Amazon river. The flooded forests, so called "várzea" forests, harbor a relatively low species richness in relation to other areas such as "terra firme" forests. However the structure in size is considerable, with trees attaining high plant biomass. Probably that is due to the constant contribution of nutrients (mais) through the sediments that travel thousands of kilometers from the watersheds of the Andes to the delta of the Amazon river. The flooded forests of "várzea" are dominated by very few species (oligarchic forests), some they with so many individuals such us the açaí (Euterpe oleracea) and the muru-muru (Astrocaryum murumuru) palms, another with very big trees like the pitaíca (Swartzia polyphylla), pracuúba (Mora paraensis) and the seringueira (Hevea brasiliensis). The ucuúba (Virola surinamensis), a species whose populations are threatened by the timber logging, it has both large trees and great abundance. The delta flooded forests have low similarity when compared to each other, probably due to the immense variation of the environment in rivers, channels, islands and lakes. Local effects such as topographic gradient, flood height, salinity, velocity of the water can strongly affect the diversity, abundance and distribution of plants. Strategies of selection of várzea areas for conservation should take into account the environmental variation, the degree of human interference and both local and the diversity between habitats.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)