Sample records for glutathione
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Glutationa e enzimas relacionadas: papel biológico e importância em processos patológicos/ Glutathione and related enzymes: biological roles and importance in pathological processes

Huber, Paula C.; Almeida, Wanda P.; Fátima, Ângelo de
2008-01-01

Resumo em inglês Glutathione (GSH) and related enzymes are pivotal for the normal functioning of several important biological processes. In this review we discuss the biosynthesis and the catalytic cycles of glutathione as well as the major GSH-related enzymes. We also present how glutathione and enzymes are involved in cancer and the chromatographic and non-chromatographic methods used to analyze glutathione and/or its derivatives.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Atividade de glutationa S-transferase na degradação do herbicida glyphosate em plantas de milho (Zea mays)/ Glutathione S-transferase activity on the degradation of the herbicide glyphosate in maize (Zea mays) plants

Cataneo, A.C.; Déstro, G.F.G.; Ferreira, L.C.; Chamma, K.L.; Sousa, D.C.F.
2003-08-01

Resumo em português A glutationa S-transferase (GST, EC 2.5.1.18) desempenha um papel importante na resposta do estresse causado por herbicidas nas plantas; é considerada uma enzima de desintoxicação, por metabolizar grande variedade de compostos xenobióticos, por meio da conjugação destes com glutationa reduzida, formando substâncias de baixa toxicidade. O milho (Zea mays) foi escolhido neste trabalho por apresentar problemas de injúrias quando submetido ao controle químico de plan (mais) tas daninhas, por meio do uso de herbicidas. Esta pesquisa teve como objetivo determinar as alterações na atividade desta enzima em plantas de milho submetidas ao tratamento pelo herbicida glyphosate. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4x4, com quatro tratamentos herbicidas (glyphosate nas concentrações de 1.000, 2.500 e 5.000 ppm e as plantas-controle tratadas com água) e quatro estádios de desenvolvimento (9, 16, 23 e 30 dias após a emergência), com cinco repetições. O herbicida foi aplicado na parte aérea das plântulas de milho. A parte aérea foi coletada às 24, 48 e 72 horas após a aplicação do herbicida e utilizada para a determinação da atividade da GST e do teor de lipoperóxidos. Foi verificado que os teores de lipoperóxidos não foram alterados pelo tratamento com o glyphosate, porém a atividade de GST aumentou na maioria dos tratamentos utilizados, indicando ter ação na degradação do herbicida glyphosate em plantas de milho. Resumo em inglês Glutathione S-transferase (GST, EC 2.5.1.18) plays an important role in the response to stress caused by herbicides in plants; it is considered to be a detoxifying enzyme since it metabolizes a great variety of xenobiotic compounds, by combining them with reduced glutathione, forming substances of low toxicity. Maize (Zea mays) was chosen in this work for showing injury problems when submitted to weed chemical control. This research aimed to determine the alterations in t (mais) he activity of this enzyme in glyphosate-treated maize plants. The experimental design was completely randomized, in a 4 x 4 factorial arrangement, with four treatments (glyphosate at concentrations of 1,000, 2,500 and 5,000 ppm and control plant treated with water) and four developmental stages (9, 16, 23 and 30 days after emergence), with five replicates. The herbicide was applied on the maize plant shoots, which were collected at 24, 48 and 72 hours after herbicide application and utilized for determining the GST activity and lipoperoxide content. It was verified that glyphosate does not change the lipoperoxide content, but increases GST activity for most treatments utilized, indicating its action in the degradation of glyphosate in maize plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Parâmetros cinéticos da Glutationa S-Transferase e sua ativação por extratos de vegetais/ Kinetics parameters of Glutathione S-Transferase and its activation by vegetable extracts

Torres, Maria Célia Lopes; Soares, Nilda de Fátima Ferreira; Maia, June Ferreira
2004-06-01

Resumo em português Este estudo teve como objetivos avaliar a indução da Glutationa S-Transferase, com extratos de vegetais, e caracterizar os parâmetros cinéticos desta enzima. Foram obtidos os extratos aquoso, etanólico e hexanólico de vegetais, amplamente consumidos no Brasil, como berinjela (Solanum melongena L.), couve-flor (Brassica oleracea L.), couve (Brassica oleracea L.), brócolis (Brassica oleracea L.), couve-de-bruxelas (Brassicaoleraea L.), cebola (Allium cepa L.), alho ( (mais) Allium sativum L.); vegetais que apresentam gosto amargo, como jiló (Solanum gilo Raddi), guariroba (Syagrus oleracea Becc.), mostarda (Brassica nigra L.), carqueja (Cacalia spp.), e de plantas relacionadas, na cultura popular, como curadoras de determinadas doenças, como a babosa (Aloe vera L.). A atividade da enzima foi determinada usando como substrato o 1 cloro 2, 4 dinitrobenzeno, na presença dos extratos vegetais. A mistura da reação, sem a presença do extrato, foi considerada controle. Das amostras de vegetais avaliadas, a berinjela, a couve e o brócolis apresentaram maior indução na atividade da GST, sendo o extrato etanólico o mais eficaz. A enzima apresentou um Vmax de 0,016 abs. min-1/unidade da enzima e um Km de 0,323mM. O baixo valor de Km encontrado indica uma alta especificidade da enzima pelo substrato 1 cloro 2, 4 dinitrobenzeno e a atividade máxima da enzima foi na faixa de pH entre 6,5 e 7,0. Resumo em inglês This study was done to evaluate induction Glutathione S-Transferase, with vegetable extracts, and characterize its kinetics parameters. The aqueous, alcoholic, and hexanoic extracts were obtained from vegetables widely consumed in Brazil: eggplant (Solanum melongena L.), cauliflower (Brassica oleracea L.), cauli leaves (Brassica oleracea L.), broccoli (Brassica oleracea L.), Brussels sprout (Brassicaoleraea L.), onions (Allium cepa L.), garlic (Allium sativum L.); and bit (mais) ter tasting vegetable such as jiló (Solanum gilo Raddi), guariroba (Syagrus oleracea Becc.), black mustard (Brassica nigra L.), carqueja (Cacalia spp.) and plants popularly considered as medicinal for curing certain diseases such as aloe vera (Aloe vera L.). The enzyme activity was determined using 1 chloro 2, 4 dinitrobenzene (CDNB) as substrate, in the presence of vegetable extracts. The reaction mixture, without the extract served as control. Of the botanical samples evaluated, eggplant, cauli leaves and broccoli showed highest induction of GST activity, the most being the alcoholic extract. The enzyme showed a Vmax of 0.016 abs.min-1/unit of enzyme and a Km of 0.323mM. Low Km value indicates high specificity of the enzyme with CDNB substrate and the maximum enzyme activity was in the pH range of 6.5 to 7.0.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Influência dos polimorfismos da glutationa s-transferase na ototoxicidade dos aminoglicosídeos/ Influence of glutathione s-transferase on the ototoxicity caused by aminoglycosides

Palodetto, Bruna; Postal, Mariana; Grignoli, Carlos Roberto Escrivão; Sartorato, Edi Lúcia; Oliveira, Camila Andréa de
2010-06-01

Resumo em português O processo de morte e danos em células ciliadas devido à exposição ao ruído e ototoxinas parece ser mediado por espécies reativas de oxigênio. OBJETIVO: Investigar a relação entre polimorfismos gênicos na Glutationa S-transferase e a susceptibilidade à deficiência auditiva induzida pelos aminoglicosídeos. CASUÍSTICA E MÉTODO: Genótipos nulos foram analisados por PCR-multiplex em amostras de DNA de 50 pacientes e 72 controles. Os pacientes foram divididos e (mais) m três grupos, sendo 10 com deficiência auditiva e uso de aminoglicosídeos (grupo A), 20 com deficiência auditiva sem exposição à droga (grupo B), e 20 ouvintes que utilizaram o antibiótico (grupo C). FORMA DE ESTUDO: Experimental. RESULTADOS: Polimorfismos nos genes GSTT1 e GSTM1 foram encontrados em 16% e 42% dos pacientes e em 18% e 53% do grupo controle, respectivamente. Após a análise estatística nenhuma diferença significativa foi observada entre os grupos controle e A (p=0,86) e (p=0,41), controle e B (p=0,27) e (p=0,24), controle e C (p=0,07) e (p=0,47), controle e A+C (p=0,09) e (p=0,47), C e A (p=0,32) e (p=0,75), GSTT1 e GSTM1, respectivamente. CONCLUSÃO: Nossos dados demonstram que polimorfismos na GSTT1 e GSTM1 não exercem influência sobre a ototoxicidade dos aminoglicosídeos. Resumo em inglês The process of hair cell damage and death as a result of exposure to noise and ototoxins seems to be mediated by reactive oxygen species. AIM: To investigate the relationship between genetic polymorphisms in the Glutathione S-transferase and the susceptibility to hearing loss induced by aminoglycosides. MATERIALS AND METHODS: Null genotypes were analyzed by multiplex-PCR in the DNA samples from 50 patients and 72 controls. The patients were divided into 3 groups, 10 with (mais) hearing loss using aminoglycosides (group A), 20 with hearing loss without exposure to the drug (group B) and 20 hearing individuals who used the antibiotic (group C). STUDY DESIGN: Experimental. RESULTS: Polymorphisms in the GSTM1 and GSTT1 genes were found in 16% and 42% of patients and in 18% and 53% of the control group, respectively. After statistical analysis no significant difference was observed between the control groups and A (p=0.86) and (p=0.41), controls and B (p=0.27) and (p=0.24), controls and C (p=0.07) and (p=0.47), controls and A + C (p=0.09) and (p=0.47), C and A (p=0.32) and (p=0.75), GSTT1 and GSTM1, respectively. CONCLUSION: Our data show that polymorphisms in GSTM1 and GSTT1 genes have no influence on the ototoxicity of aminoglycosides.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Polimorfismos das isoformas M1, T1 e P1 da glutationa S-transferase e associação com os aspectos clínico-patológicas no carcinoma colorretal/ Polymorphism of glutathione S-transferase M1, T1 and P1 and association with clinicopathological aspects in colorectal carcinoma

Ansolin, Poliana L; Damin, Daniel C; Alexandre, Cláudio O. P
2010-09-01

Resumo em português As variáveis clínico-patológicas são importantes fatores que possam estar associados à progressão da neoplasia e, conseqüentemente, ao prognóstico da doença. As glutationas S-Transferases GSTM1, GSTT1 e GSTP1 são enzimas da segunda fase de biotransformação que atuam na destoxificação de uma ampla variedade de agentes exógenos incluindo os carcinógenos. Os genes GSTM1, GSTT1 e GSTP1 são polimórficos em humanos e suas variantes têm sido associadas, em alg (mais) umas populações, ao aumento dos riscos de neoplasia, entre elas o carcinoma colorretal. Neste estudo retrospectivo 50 biópsias de pacientes com carcinoma colorretal do Rio Grande do Sul foram analisadas os polimorfismos nos genes GSTM1, GSTT1 e GSTP1 por PCR multiplex e RFLP, quanto às variáveis clínico-patológicas: localização, estadiamento e diferenciação. Não foram encontrados valores p significativo nas variáveis: estadiamento (p=0,28, p=0,93 e p=0,67), diferenciação (p=0,70 e p=0,37) e localização (p= 0,23. p= 0,58 e p= 0,60 ) respectivamente e o presença do polimorfismos dos genes GSTM1, GSTT1 e GSTP1 nas variáveis estadiamento e localização. A única variável clínico-patológica que apresentou valor significativo na diferenciação do CCR foi o polimorfismo do gene GSTP1 Ile/val e val/val (p= 0,046) entretanto, mais pesquisas são necessárias para confirmar estes achados ,visto que, esses resultados podem ter sido influenciados pelo número reduzido de biópsias analisadas. Resumo em inglês The clinical and pathological variables are important factors that may be associated with tumor progression and consequently, the prognoses of the disease. The glutathione S-Transferases GSTM1, GSTT1 and GSTP1 are enzymes from the second phase II of biotransformation that work in the detoxificatin pathways of a wide range of exogen agents including the carcinogens. The GSTM1, GSTT1 and GSTP1 genes are polymorphic in humans and their variants have been related in some popu (mais) lations an increased neoplasia risks, including colorectal cancer. In this retrospective study 50 biopsies of patients with colorectal carcinoma of South Brazilian were analyzed polymorphisms in the genes GSTM1, GSTT1 and GSTP1 by Multiplex PCR and RFLP for the clinical and pathological variables: location, stage and differentiation. There were no significant p values for the variables: stage (p=0,28, p=0,93 e p=0,67), differentiation (p=0,70 e p=0,37) and location (p= 0,23. p= 0,58 e p= 0,60 ) respectively and the presence of polymorphism of GSTM1, GSTT1 and GSTP1 in variables staging and location. The only clinicopathological variable that showed significant value in the differentiation of CCR was the polymorphism GSTP1 ile/val and val/val (p= 0,046), however, more research is needed to confirm these findings, since these results may have been influenced by the reduced number of biopsies analyzed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Sistema antioxidante envolvendo o ciclo metabólico da glutationa associado a métodos eletroanalíticos na avaliação do estresse oxidativo/ Antioxidant system involving the glutathione metabolic cycle associated to electroanalytical methods in the oxidative stress evaluation

Rover Júnior, Laércio; Höehr, Nelci Fenalti; Vellasco, Adriana Paula; Kubota, Lauro Tatsuo
2001-02-01

Resumo em inglês The most relevant advances on the analytical applications of glutathione determination based on glutathione redox cycle and the antioxidant system are given. The main enzymes that participate of the glutathione metabolism are the glutathione peroxidase and glutathione reductase. The glutathione peroxidase has a major role in the removal of hydrogen peroxide and lipid peroxides from the cells. These enzymes, operating in tandem with catalase and superoxide dismutase promot (mais) e a scavenging of oxyradical products in tissues minimizing damages caused by these species. Reduced glutathione is the major intracellular thiol found in mammals and changes in the glutathione concentration in biological fluids or tissues may provide a useful marker in certain disorders like hemolytic anemia, myocardial oxidative stress and in the investigation of some kinds of cancers. Particular attention is devoted to the main advantages supplied by biosensors in which there is an incorporation of bioactive materials for the glutathione determination. The correlation between stability and sensitivity of some reduced glutathione electrochemical sensors is discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Influência de desproteinizantes ácidos na quantificação da glutationa reduzida eritrocitária por CLAE-UV/ Influence of deproteinizing acids in erythrocytic reduced glutathione quantification by HPLC-UV

Schott, Karen L.; Charão, Mariele F.; Valentin, Juliana; Cassol, Juniara; Garcia, Solange C.; Pomblum, Valdeci J.; Bohrer, Denise
2007-06-01

Resumo em inglês Large differences in reduced glutathione (GSH) levels have been found in different investigations, also in healthy people. GSH oxidation in vitro has been associated with sample acidification in the presence of oxihemoglobin. In this work, the influence of different acids on GSH determination utilizing HPLC with UV detection was evaluated. The results showed that metaphosphoric acid and sulfosalicylic acid were inadequate for analysis, because metaphosphoric acid showed t (mais) o be inefficient for deproteinization and with sulfosalicylic acid loss of GSH was observed. Trichloroacetic acid did not effect GSH quantification, since the deproteinized form was immediately derivatized with 5, 5´-dithio-bis (2-nitrobenzoic) acid. Methods with TCA deproteinization presented linear results from 0.5 to 3.0 mM. The correlation coefficient between aqueous curves and GSH spiked RBC exceeded 0.99. Precision calculations showed CV lower than 10% and bias within ± 10% for concentrations of 0.5; 1.5 and 3.0 mM GSH. The recovery was higher than 94%. Moreover, GSH blood concentrations were independent of hemoglobin concentrations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Extração, purificação e avaliação da atividade da glutationa S-Transferase de fígado bovino/ Extraction of glutathione s-transferase from bovine liver

Torres, Maria Célia Lopes; Soares, Nilda de Fátima Ferreira; Pereira, José Antônio Marques
2006-04-01

Resumo em português Considerando a ação detoxificante da enzima Glutationa S-Transferase (GST), importante contra o estresse oxidativo, câncer e outras doenças degenerativas, com este estudo, objetivou-se avaliar a atividade dessa enzima extraída de fígado bovino e avaliar a estabilidade em condições de refrigeração (5(0)C). O fígado bovino foi selecionado por ser matéria prima disponível comercialmente e de baixo custo. A extração foi realizada em quatro etapas (homogeneizaç (mais) ão/centrifugação, passagem em coluna contendo dietilaminoetil-celulose (DEAE-celulose), precipitação com sulfato de amônia e passagem em coluna contendo Carboximetilcelulose (CMC). O extrato obtido apresentou atividade com o 1 cloro 2, 4 dinitrobenzeno, na presença de glutationa reduzida. O extrato final apresentou atividade específica 5 vezes maior que o extrato bruto centrifugado e estabilidade da atividade enzimática foi mantida nas condições de 5(0)C, durante 70 dias. Resumo em inglês Considering the detoxication functions of Glutathione S-transferase (GST) enzyme, that is important against oxidative stress, cancer and others degenerative diseases, this study aimed to evaluate the stability and activity of Glutathione S-transferase extracted from bovine liver, which is commercially available at low cost. The extraction was done in four steps (homogenization/centrifugation, passage through column containing diethylaminoethyl-cellulose (DEAE), precipitat (mais) ion with ammonium sulfate and passing through column of carboxy-methyl-cellulose (CMC). The extract thus obtained showed activity with 1 chloro 2, 4 dinitrobenzene, in the presence of reduced glutation. The specific activity of the final extract was 5 times greater than the crude centrifuged extract, and was stable for 70 days when stored at 5 ºC.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Efeito da restrição energética na atividade hepática da gama-glutamiltranspeptidase e nos níveis de glutationa/ Effect of caloric restriction on hepatic gamma-glutamyl transpeptidase activity and on glutathione levels

VIANNA DE OLIVEIRA, Ida Maria; PAULO, Roseane Harue Yoshida de; FUJIMORI, Elizabeth
2000-04-01

Resumo em português Avaliou-se o efeito da restrição energética aguda (crescimento pós-desmame) e crônica (lactantes desnutridas desde o período pré-natal e seus filhotes) na atividade da gama-glutamiltranspeptidase e nos níveis de glutationa. O consumo da dieta foi ad libitum (controle) ou com restrição de 30% (desnutrido), tendo-se conduzido dois ensaios, um de desnutrição aguda e outro de desnutrição crônica. A restrição aguda provocou redução significativa no ganho pon (mais) deral dos ratos em crescimento, mas as mães cronicamente desnutridas ganharam significativamente mais peso/filhote, pois apresentaram menor número de filhotes. Não foram observadas alterações significativas nos níveis de glutationa, na atividade da gama-glutamiltranspeptidase e mesmo na concentração de proteína hepática sob o efeito da restrição energética, aguda ou crônica. Menor desequilíbrio no perfil de aminoácidos plasmáticos e na síntese protéica, conseqüente à desnutrição energética e não à protéica, pode justificar estes resultados. Resumo em inglês The purpose of this study was to evaluate the effect of the acute (post-weaning growth) and chronic (lactating rats undernourished since prenatal period and their pups) caloric restriction on hepatic gamma-glutamyl transpeptidase activity and glutathione levels of rats. Diet consumption was either unrestricted (control group) or 30% restricted (undernourished group).Two trials, one of acute malnutrition and another of chronic malnutrition, were conducted. Acute restrictio (mais) n caused significant reduction in the weight gain of the growing rats, but chronically undernourished mothers showed a significantly higher weight gain/pup, since they presented fewer pups. No significant alterations in glutathione levels, gamma-glutamyl transpeptidase activity, or even in the hepatic protein concentration were observed under acute or chronic caloric restriction. The less pronounced unbalance in the profile of plasmatic amino acids and in the protein synthesis (consequence of caloric, rather than protein malnutrition) can justify such results.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

A relação do uso crônico de fenobarbital com áreas potencialmente pré-neoplásicas em fígado de ratos/ Potentially pre-neoplasics areas in rat's liver associated to chronic use of phenobarbital

Silva, Helena Terezinha Hubert; Hartmann, Antonio Atalíbio
2006-06-01

Resumo em português RACIONAL: O fenobarbital é utilizado em modelos experimentais não só por ser um importante agente promotor da carcinogênese em fígado de ratos, como também por ser não-genotóxico, órgão-específico e dose-dependente. OBJETIVOS: Avaliar o efeito da administração diária de fenobarbital em ratos, desde o nascimento até os 24 meses de idade, na ausência concomitante de administração de agentes químicos iniciadores da carcinogênese. MATERIAL E MÉTODOS: Um g (mais) rupo controle de ratos machos Wistar recebeu dieta básica e a esta, do outro grupo, foi adicionado diariamente, fenobarbital a 0,05%, durante 24 meses. Cortes dos lobos médio e direito do fígado foram submetidos ao processamento histológico e corados pela hematoxilina-eosina e coloração imunoistoquímica para a glutationa S-transferase forma placentária. RESULTADOS: Detectaram-se áreas glutationa S-transferase forma placentária positivas em ambos os grupos e as imagens foram analisadas quanto ao número e à extensão da superfície, mediante análise de imagem por histomorfometria. CONCLUSÃO: O uso crônico de fenobarbital não alterou o número de áreas glutationa S-transferase forma placentária positivas, havendo, no entanto, aumento no tamanho médio de áreas glutationa S-transferase forma placentária positivas, com conseqüente aumento da superfície glutationa S-transferase forma placentária positiva, sendo este aumento provavelmente relacionado a maior capacidade evolutiva dessas lesões e possível irreversibilidade das mesmas. Resumo em inglês BACKGROUND: Phenobarbital has been used in experimental models because it is an important agent of carcinogenesis promotion in the liver of rats, and it is also non-genotoxic, organ-specific and dose-dependent. AIM: To evaluate the effects of the daily administration of phenobarbital in old rats treated with phenobarbital since their birth up to 24 months of age, in the absence of concomitant administration of chemical agents, which initiate carcinogenesis. PATIENTS AND M (mais) ETHODS: A control group of male Wistar rats was fed with a basic diet and a second group was fed with the same basic diet added of 0.05% of phenobarbital, for a period of 24 months. Medium and right liver fragments were submitted to the histological processing and they were stained by hematoxiciline and eosin and were immunohystochemically colored to glutathione S-transferase placentary form. RESULTS: Glutathione S-transferase placentary positive zones were detected in both groups and the images were analyzed concerning their number and surface extension through the technique of histometry analyses. CONCLUSION: Chronic use of phenobarbital did not modify the number of glutathione S-transferase placentary form positive areas. Although, data indicates that glutathione S-transferase placentary form positive areas media size are increased, probably because there are an increase in their evolution capacity and irreversibility.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Potencialização do efeito metemoglobinizante da dapsona em ratos pela N-acetilcisteína/ Potentiation of dapsone induced methemoglobinemia by N-acetylcysteine in rats

Moraes, Natália Valadares de; Mello, Mauricio Homem de; Souza, Ana Maria de; Sampaio, Suely Vilela; Queiroz, Regina Helena Costa
2008-03-01

Resumo em português Dapsona (DDS) (4,4'diaminodifenilsulfona), fármaco de escolha para o tratamento da hanseníase, freqüentemente induz anemia hemolítica e metemoglobinemia. A N-hidroxilação, uma de suas principais vias de biotransformação, é constantemente relacionada com a metemoglobinemia observada com o uso do fármaco. Com o objetivo de prevenir a hemotoxicidade induzida pela DDS, N-acetilcisteína, fármaco precursor de glutationa, foi administrada em associação com DDS em r (mais) atos machos Wistar pesando 220-240 g. Os animais foram anestesiados e o sangue coletado da aorta para determinação da concentração plasmática de DDS por CLAE, determinação dos níveis de metemoglobina e de glutationa eritrocitária por espectrofotometria, e avaliação de parâmetros bioquímicos e hematológicos. Os resultados obtidos mostraram que a N-acetilcisteína potenciou o efeito metemoglobinizante da dapsona devido ao aumento de sua concentração plasmática e conseqüente aumento da formação da N-hidroxilamina. Concluímos que as interações medicamentosas com a dapsona exigem estudos individualizados a fim de evitar os efeitos adversos do fármaco. Resumo em inglês Dapsone (DDS) (4,4'diaminodiphenylsulfone), the drug of choice for the treatment of leprosy, frequently induces hemolytic anemia and methemoglobinemia. N-hydroxylation, one of the major pathways of biotransformation, has been constantly related to the methemoglobinemia after the use of the drug. In order to prevent the dapsone-induced hemotoxicity, N-acetylcysteine, a drug precursor of glutathione, was administered in combination with DDS to male Wistar rats, weighting 22 (mais) 0-240 g. The animals were then anaesthetized and blood was collected from the aorta for determination of plasma DDS concentration by HPLC, determination of methemoglobinemia and glutathione by spectrophotometry, and for biochemical and hematological parameters. Our results showed that N-acetylcysteine enhanced dapsone-induced methemoglobinemia due to increased dapsone plasmatic concentration and consequent increased N-hydroxylamine formation. We concluded that drug interactions with dapsone require individually studies in order to avoid undesirable effects of dapsone.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Alterações gastrointestinais no diabetes mellitus: estresse oxidativo e fluxo sangüíneo da artéria mesentérica - estudo experimental/ Gastrointestinal alterations in diabetes mellitus: oxidative stress and blood flow in the superior mesenteric artery - experimental study

Dias, Alexandre Simões; Llesuy, Susana; Marroni, Cláudio Augusto; Marroni, Norma
2004-06-01

Resumo em português RACIONAL: Os sintomas gastrointestinais são freqüentes no diabetes mellitus e podem estar relacionados com o estresse oxidativo, que é definido pelo desequilíbrio entre os sistemas pró-oxidante e o antioxidante. OBJETIVO: Avaliar algumas das alterações gastrointestinais no modelo de diabetes mellitus, como o estresse oxidativo no estômago e no fígado de animais diabéticos e o fluxo sangüíneo na artéria mesentérica superior em diferentes tempos de estudo. MAT (mais) ERIAL E MÉTODOS: Os parâmetros utilizados para verificar o estresse oxidativo no fígado e no estômago foram a mensuração da lipoperoxidação, através das técnicas das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico e da quimiluminescência e a avaliação da atividade das enzimas antioxidantes catalase, superóxido dismutase e glutationa transferase. Utilizaram-se ratos machos Wistar, pesando entre 250-350 g, que foram divididos em quatro grupos: grupo I - 7 dias de diabetes, grupo II- 30 dias de diabetes, grupo III - 60 dias de diabetes e grupo IV - 90 dias de diabetes. O diabetes foi induzido por administração de estreptozotocina 70 mg/kg intraperitonialmente. RESULTADOS: Houve aumento significativo na lipoperoxidação no estômago e no fígado de animais diabéticos somente no tempo de 90 dias. No estômago, foi encontrada significativa diminuição na atividade das enzimas antioxidantes catalase e glutationa transferase. No fígado, somente a enzima glutationa transferase apresentou diminuição significativa. Houve aumento no fluxo da artéria mesentérica superior dos animais diabéticos com 90 dias, quando comparados aos animais-controle. CONCLUSÕES: É possível supor que o aumento no estresse oxidativo no estômago e no fígado e a alteração no fluxo sangüíneo da artéria mesentérica superior sejam influenciados pelo tempo de diabetes e pela hiperglicemia encontrada nos animais estudados, o que determinaria as alterações gastrointestinais. Resumo em inglês BACKGROUND: Gastrointestinal symptoms are frequent in diabetes mellitus and may be related to the oxidative stress, which is defined by an imbalance between the pro-oxidant and antioxidant systems. AIMS: To assess some of the gastrointestinal changes in the diabetes mellitus model, such as the oxidative stress in the stomach and liver of diabetic animals and the blood flow in the superior mesenteric artery at different times of study. MATERIAL AND METHODS: Male Wistar rat (mais) s weighing 250-350 g were used and ascribed to four different groups as follows: group I - 7 days of diabetes, group II - 30 days of diabetes, group III - 60 days of diabetes, and group IV - 90 days of diabetes. Diabetes was obtained by administering streptozotocin (70 mg/kg) intraperitoneally. RESULTS: A significant increase in liver and stomach lipoperoxidation of diabetic animals was found only at 90 days. A significant decrease in the activity of antioxidant enzymes catalase e glutathione transferase was found in stomach, whereas in liver only glutathione transferase was significantly decreased. The blood flow in the superior mesenteric artery of animals with 90 days of diabetes was increased as compared to controls. CONCLUSIONS: It is possible to suppose that the increase in the oxidative stress in stomach and liver as well as the change in the blood flow in the superior mesenteric artery are affected by the length of diabetes and the hyperglycemia found in the animals studied, which would determine gastrointestinal changes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Os radicais livres de oxigênio e as doenças pulmonares/ Oxygen free radicals and pulmonary disease

Andrade Júnior, Dahir Ramos de; Souza, Rodrigo Becco de; Santos, Sânia Alves dos; Andrade, Dahir Ramos de
2005-02-01

Resumo em português Os radicais livres de oxigênio são moléculas que apresentam elétrons não pareados em sua órbita externa, capazes de transformar outras moléculas com as quais se encontram, como proteínas, carbohidratos, lípides e o ácido desoxirribonucleico. Essas moléculas são geradas em situações clínicas onde microambientes de hipóxia são seguidos por microambientes de reoxigenação. Nesse grupo estão o choque hemodinâmico, a septicemia, a resposta inflamatória sis (mais) têmica, as hepatites fulminantes, o transplante de órgãos, e a insuficiência respiratória, entre outras condições. Neste trabalho discutimos os principais conceitos sobre os radicais livres de oxigênio: os principais tipos, sua formação e a forma como atuam sobre todas as estruturas celulares provocando lesão tecidual significativa. Os principais sistemas de defesa antioxidante existentes para combater o estresse oxidativo são comentados, com destaque para a glutationa, superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase e N-acetilcisteína. A influência dos radicais livres de oxigênio sobre as principais doenças pulmonares também é discutida, com ênfase nos produtos do cigarro, doença pulmonar obstrutiva crônica, asma, apnéia obstrutiva do sono e síndrome do desconforto respiratório agudo. Resumo em inglês Oxygen free radicals are molecules that present unpaired electrons in their outer orbit and can transform other molecules such as proteins, carbohydrates, lipids and deoxyribonucleic acid. Oxygen free radicals are produced in various clinical conditions in which hypoxic microenvironments are generated and reoxygenation follows. Such situations include clinical shock, septicemia, systemic inflammatory response, fulminant hepatitis, organ transplant and respiratory failure. (mais) In this review, we discuss the main concepts related to oxygen free radicals: the principal types and their formation, as well as the way in which they affect cellular structures and cause significant tissue damage. We present also the main antioxidants that guard against oxidative stress, including glutathione, glutathione peroxidase, superoxide dismutase, catalase, and N-acetylcysteine. The influence of oxygen free radicals on the principal pulmonary diseases are also discussed, with special emphasis given to oxygen free radicals in cigarette smoke, chronic obstructive pulmonary disease, asthma, sleep apnea syndrome and acute respiratory distress syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Desempenho produtivo de tambacus alimentados com dietas suplementadas com vitamina E/ Productive performance of tambacus fed diets supplemented with vitamin E

Gonçalves, Antônio Carlos Silveira; Murgas, Luis David Solis; Rosa, Priscila Vieira e; Navarro, Rodrigo Diana; Costa, Diego Vicente da; Teixeira, Edgar de Alencar
2010-09-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da suplementação da dieta de tambacus com concentrações de vitamina E sobre variáveis de desempenho e hematológicas, bem como determinar a relação da atividade da glutationa peroxidase com a inclusão de vitamina E e selênio na dieta. Foram utilizados 250 juvenis de tambacu, divididos em 25 aquários. A dieta basal constituiu-se de ração peletizada com 32% de proteína bruta e 3.300 kcal kg-1 de energia digestív (mais) el, e inclusão de 0,40 mg kg-1 de Se. As dietas-teste - isoprotéicas e isoenergéticas - foram compostas da dieta basal com diferentes concentrações de vitamina E (0, 100, 200, 300, 400 mg kg-1), em delineamento inteiramente ao acaso, com cinco tratamentos e cinco repetições. Não foi observado efeito significativo da suplementação com vitamina E sobre o comprimento total, volume corpuscular médio, concentração de hemoglobina corpuscular média e número de eritrócitos, nem sobre a atividade da glutationa peroxidase. Peso final e conversão alimentar aparente, no entanto, sofreram efeito dos tratamentos suplementados. O teor de 400 mg kg-1 de vitamina E melhorou o comprimento padrão e ganho de peso. A suplementação da dieta com vitamina E resulta em melhor desempenho produtivo de tambacus. Resumo em inglês The objective of this work was to evaluate the effects of tambacu vitamin E dietary supplementation on performance and hematological variables, and determine the relationship of glutathione peroxidase activity with vitamin E and selenium suplementation. Two hundred and fifty juvenile tambacus were used, divided into 25 aquaria. The basal diet was pelleted with 32% of crude protein and 3,300 kcal kg-1 of digestible energy, with 0.40 mg kg-1 Se. Test diets - isoproteic and (mais) isocaloric - were composed of the basal diet with increasing vitamin E concentrations (0, 100, 200, 300, 400 mg kg-1), in a completely randomized design, with five treatments and five replications. No significant effect of vitamin E supplementation was observed on total length, mean corpuscular volume, mean corpuscular hemoglobin concentration and total erythrocyte, and on the enzymatic activity of glutathione peroxidase. However, final weight and apparent feed conversion were significantly affected by supplemented treatments. Standard length and weight gain improved using diets supplemented with 400 mg kg-1 of vitamin E. Dietary vitamin E supplementation results in better tambacu performance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Infarto do miocárdio experimental e aumento do estresse oxidativo em diafragma de ratos/ Experimental myocardial infarction and increased oxidative stress in the rat diaphragm

Silva, Fabiano Leichsering; Mazzotti, Nicolle Gollo; Picoral, Marcus; Nascimento, Daniella Meirelles; Martins, Maria Isabel Morgan; Klein, Adriane Belló
2005-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Este é um estudo experimental que visa a avaliar o efeito da insuficiência cardíaca no estresse oxidativo em diafragma de ratos. MÉTODOS: O modelo de infarto do miocárdio por ligadura da artéria coronária esquerda foi utilizado para desenvolvimento de insuficiência cardíaca. No 42º dia após a ligadura coronária, os animais foram mortos e tiveram o diafragma retirado e homogeneizado. O estresse oxidativo foi avaliado em homogeneizados de diafragma atr (mais) avés de medidas de lipoperoxidação e de ensaios de atividade enzimática antioxidante: catalase, glutationa peroxidase (enzimas que reduzem o peróxido de hidrogênio à água) e superóxido dismutase (enzima antioxidante que reduz o superóxido a peróxido de hidrogênio). RESULTADOS: Os resultados encontrados foram os seguintes: o modelo de ligadura de artéria coronária esquerda foi efetivo em gerar insuficiência cardíaca, com área média de infarto de 39% da área do ventrículo esquerdo; a lipoperoxidação estava 217% aumentada no diafragma dos animais infartados em relação aos controles; a atividade antioxidante da catalase estava reduzida em 77% e a da glutationa peroxidase em 20%, em comparação com o grupo controle; o infarto não alterou a atividade enzimática da superóxido dismutase. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem a presença de estresse oxidativo no músculo diafragmático em animais submetidos à ligadura da artéria coronária esquerda. Resumo em inglês OBJECTIVE: To use an experimental model to evaluate the effect of heart failure on oxidative stress in the rat diaphragm. METHODS: The model of myocardial infarction was developed through left coronary artery ligation. On day 42 after coronary artery ligation, the animals were killed, after which the diaphragms were collected and homogenized. Oxidative stress was evaluated in diaphragm homogenates through measurement of lipid peroxidation and assays of the activity of ant (mais) ioxidant enzymes, including catalase and glutathione peroxidase (enzymes that reduce hydrogen peroxide to water), as well as superoxide dismutase (an antioxidant enzyme that reduces superoxide anions to hydrogen peroxide). RESULTS: The coronary artery ligation model was found to be effective in causing heart failure. In the animals submitted to coronary artery ligation, the mean infarcted area of the left ventricle was 39%. Lipid peroxidation was 217% greater in the diaphragms of ligated animals than in those of controls. The activity of catalase and glutathione peroxidase was 77% and 20% lower, respectively, in study rats than in control rats. Infarction did not modify superoxide dismutase activity. CONCLUSION: The results suggest that left coronary artery ligation results in oxidative stress in the diaphragm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Propriedades funcionais de hidrolisados obtidos a partir de concentrados protéicos de soro de leite/ Functional properties of whey protein hydrolysates from milk whey proteins concentrate

Pacheco, Maria Teresa Bertoldo; Dias, Nádia F. G.; Baldini, Vera Lúcia S.; Tanikawa, C.; Sgarbieri, Valdemiro C.
2005-06-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi comparar a atividade funcional de hidrolisados obtidos por diferentes sistemas enzimáticos. Foram selecionadas proteáses de origem animal (pancreatina) e bacteriana (protamex e alcalase). A atividade funcional foi monitorada pela dosagem de glutationa no fígado e testes de atividade imunológica no baço para reação imunológica primária (IgM) através da contagem de células formadoras de placa (CFP). Nos ensaios biológicos foram util (mais) izados camundongos isogênicos da linhagem A/J, em dieta AIN com 20% de proteínas na forma dos hidrolisados ou de concentrado de soro de leite. O número de CFP não diferiu estatisticamente para os hidrolisados de pancreatina e protamex, sendo inferior (P Resumo em inglês The object of this work was to compare the functional activity of whey protein concentrate (WPC) and its hydrolysates produced by different enzyme systems. Pancreatin and microbial (protamex and alcalase) were utilized. Functional activity was monitored by liver concentration of glutathione and primary immunological response (IgM) in spleen (PFC). In the biological assays isogênic mice A/J, fed on an AIN modified diet (20% WPC or its hydrolysates) were used. ThePFC numbe (mais) r did not differ for pancreatin and protemix hydrolysates but was inferior for alcalase hydrolysate (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Fontes orgânicas e inorgânicas de selênio na nutrição de vacas leiteiras: digestão, absorção, metabolismo e exigências/ Organic and inorganic sources of selenium in the nutrition of dairy cows: digestion, absorption, metabolism and requirements

Gierus, Martin
2007-08-01

Resumo em português A suplementação de bovinos leiteiros com selênio é feita tanto em sua forma orgânica como inorgânica. Nas plantas, o Se é incorporado aleatoriamente na sua forma orgânica e encontra-se como análogo de aminoácidos sulfurados, ou seja, selenometionina e selenocisteína. As formas inorgânicas, por sua vez, correspondem aos sais selenato (SeO4-2) e selenito (SeO3-2). Contudo, enquanto a forma orgânica é metabolizada inicialmente como o aminoácido sulfurado anál (mais) ogo, as formas inorgânicas são metabolizadas diretamente via seleneto (HSe-) para serem incorporadas em selenoproteínas funcionais, como a glutationa peroxidase. Assim, a selenometionina é metabolizada como a metionina, sendo incorporada ao acaso em proteínas do organismo. Somente após o turnover protéico, a selenometionina é então liberada, podendo servir como fonte de Se. Além disso, em animais de alta produção, a incorporação de selenometionina a proteínas do leite pode torná-la indisponível às selenoproteínas funcionais. Em função disso, análises da concentração de Se no solo, nos alimentos dos animais e no leite, são somente complementares à análise da atividade da glutationa peroxidase, pois não indicam o grau com que o Se vai ser metabolizado pelo animal. O Se no leite, por sua vez, reflete a concentração de fontes orgânicas de Se no sangue. Em torno de 70% do Se no leite está incorporado à caseína. A suplementação de Se para bovinos leiteiros é necessária em qualquer fase de crescimento ou estado fisiológico dos animais, mas o metabolismo das diferentes fontes de Se precisa ser considerado. Enquanto que, em deficiências agudas, fontes inorgânicas parecem ser mais apropriadas, as fontes orgânicas podem ser eficientes em casos de deficiência crônica ou em períodos de suplementação ineficiente de Se. Resumo em inglês Selenium is supplemented for dairy cattle using organic or inorganic selenium sources. In plants, Se is randomly incorporated also in proteins and its organic form is found as an analogue of sulphur amino acids, i.e. selenomethionine (SeMet) or selenocystein (SeCis). Inorganic forms are mostly found as selenite (SeO3-2) or selenate (SeO4-2). However, it is important to distinguish between the metabolism of the different Se sources. Whereas the organic form (SeMet and SeCi (mais) s) can be metabolized as amino acid, the inorganic forms are readily incorporated through selenide (HSe-) into functional selenoproteins, like glutathione peroxidase. Thus, selenoamino acids are incorporated randomly to any body protein and are available as potential Se sources only after protein turnover. In addition, there is a risk for high yielding dairy cows to loose Se for functional selenoproteins when selenoamino acids, especially SeMet, are incorporated into milk proteins, considering that about 70% of Se in milk is incorporated to casein. Measurements of Se content in soil and feed samples have therefore only a complementary value, because the metabolism in dairy cows is difficult to be foreseen with only the Se content in soil and feeds. Se supplementation is important for all animals, but metabolism of the different Se sources needs to be taken into consideration. Whereas acute deficiencies are corrected with inorganic Se sources, organic sources seem to be more efficient to overcome temporarily deficiencies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Avaliação da lesão isquêmica normotérmica do fígado: papel da oclusão do ducto biliar principal e da N-acetilcisteína/ Evaluation of the normothermic ischemic liver injury: the role of main biliary duct occlusion and N-acetylcysteine

Medeiros, Susi Heliene Lauz; Montero, Edna Frasson de Souza; Gomes, Lígia Ferreira; Taha, Murched Omar; Junqueira, Virgínia Berlanga Campos; Simões, Manuel de Jesus
2005-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar o efeito da N-acetilcisteína (NAC) na isquemia hepática. MÉTODO: Trinta e oito ratos machos EPM-1 Wistar foram distribuídos em quatro grupos. Nos Grupos 1 e 2 foi realizado 30 min de clampeamento do hilo hepático, e nos Grupos 3 e 4 os animais foram submetidos a 30 minutos de isquemia sem clampleamento do ducto biliar. Os animais dos Grupos 2 e 4 receberam 150mg.Kg-1 de NAC, endovenoso, 15 minutos antes do procedimento. Colheu-se sangue antes do pro (mais) cedimento e após o clampeamento do pedículo para a dosagem enzimática. Amostras de fígado foram coletadas para dosagem de glutationa, microscopia óptica e eletrônica. No estudo estatístico aplicaram-se testes não paramétricos, p Resumo em inglês BACKGROUND: The aim of this study was to investigate the effect of N-Acetylcysteine (NAC) on the hepatic ischemia injury. METHODS: Thirty eight male EPM-1 Wistar rats were divided in four groups: G1 and G2 with ischemia time of 30 min.; groups 3 and 4 were submitted to 30 min of ischemia and bile duct was not clamped. Animals from groups 2 and 4 received NAC, 150mg.Kg-1 bw, by IV injection, 15 min. before procedure. Blood samples were collected before and after ischemia a (mais) nd liver function was evaluated by enzymatic measurement. Hepatic samples were processed to GSH/GSSG, light and electronic microscopy evaluation. Non-parametric tests were applied to the statistical analysis (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Marcadores séricos de estresse oxidativo e resultados dos procedimentos de reprodução assistida em pacientes inférteis com síndrome dos ovários policísticos e controles/ Serum markers of oxidative stress and assisted reproduction procedures results in infertile patients with polycystic ovary syndrome and controls

Rodrigues, Jhenifer Kliemchen; Dib, Luciana Azôr; Ferriani, Rui Alberto; Jordão Junior, Alceu Afonso; Navarro, Paula Andrea de Albuquerque Sales
2010-03-01

Resumo em português OBJETIVO: comparar os níveis séricos de cinco marcadores de estresse oxidativo e os resultados de reprodução assistida (RA), entre pacientes com infertilidade por fator tubário e/ou masculino e portadoras de síndrome dos ovários policísticos (SOP). MÉTODOS: foram inclusos 70 pacientes, sendo 58 com infertilidade por fator tubário e/ou masculino e 12 com SOP, que foram submetidas à estimulação ovariana controlada para realização de injeção intracitoplasmá (mais) tica de espermatozoide (ICSI). A coleta de sangue foi realizada entre o terceiro e o quinto dia do ciclo menstrual, no mês anterior à realização da estimulação ovariana. Foram analisados os níveis de malondialdeído, hidroperóxidos, produtos de oxidação proteica, glutationa e vitamina E, pela leitura da absorbância em espectrofotômetro e por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Para a análise estatística, utilizou-se o teste t de Student e o teste exato de Fisher. RESULTADOS: entre as pacientes com SOP, foi constatado maior índice de massa corporal, volume ovariano e número de folículos antrais e uma menor dose total utilizada de hormônio folículo estimulante. Não observamos diferença em relação à resposta à estimulação ovariana, aos resultados de RA e aos níveis séricos de malondialdeído, hidroperóxidos, produtos de oxidação proteica, glutationa e vitamina E entre os grupos. CONCLUSÕES: no estudo não evidenciamos diferença entre os níveis séricos de marcadores de estresse oxidativo, nem nos resultados de RA, comparando pacientes inférteis não-obesas com SOP e controles. Estes dados sugerem que, neste subgrupo específico de portadoras de SOP, os resultados de RA não estejam comprometidos. Todavia, as interpretações acerca da ação do estresse oxidativo sobre os resultados de RA ainda não estão claras e as implicações reprodutivas do estresse oxidativo precisam ser mais bem avaliadas. Resumo em inglês PURPOSE: to compare the serum levels of five markers of oxidative stress and assisted reproduction (AR) outcomes among infertile patients, with tubal and/or male factor and with polycystic ovary syndrome (PCOS). METHODS: 70 patients were included, 58 with tubal and/or male factor infertility and 12 with PCOS, who underwent controlled ovarian stimulation to perform intracytoplasmic sperm injection (ICSI). A blood sample was collected between the third and fifth day of the (mais) menstrual cycle in the month prior to ovarian stimulation. We analyzed the levels of malondialdehyde, hydroperoxides, protein oxidation products, glutathione and vitamin E, by reading the absorbance with a spectrophotometer and by high performance liquid chromatography (HPLC). Data were analyzed statistically by the Student's t-test and Fisher's exact test. RESULTS: significant increases in the body mass index, ovarian volume and number of antral follicles were observed in PCOS patients, as well as the use of a lower total dose of follicle stimulating hormone for these patients. There were no differences in the response to ovarian stimulation, in the results of AR or serum levels of malondialdehyde, hydroperoxides, advanced oxidation protein products, glutathione and vitamin E between groups. CONCLUSIONS: the present data did not demonstrate a difference in the levels of serum markers of oxidative stress or in AR results when comparing non-obese infertile patients with PCOS and controls. These data suggest that the results of AR may not be compromised in this specific subgroup of patients with PCOS. However, interpretations of the action of oxidative stress on the results of AR are still not clear and the reproductive implications of oxidative stress need to be better evaluated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

O estresse oxidativo e o exercício físico em indivíduos HIV positivo/ Oxidative stress and physical exercise in HIV positive individuals

Deresz, Luís Fernando; Lazzarotto, Alexandre Ramos; Manfroi, Waldomiro Carlos; Gaya, Adroaldo; Sprinz, Eduardo; Oliveira, Álvaro Reischak de; Dall'Ago, Pedro
2007-08-01

Resumo em português A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) é acompanhada por alterações estruturais e funcionais relacionadas ao sistema imunológico. Além disso, o aumento do estresse oxidativo (EO) nos portadores do HIV, caracterizado por diminuição nos níveis de glutationa (GSH), aumentos na glutationa oxidada (GSSG), na razão GSSG/GSH e lipoperoxidação, bem como redução da atividade de enzimas antioxidantes - catalase, superóxido dismutase (SOD) e glutati (mais) ona peroxidase (GPx) - é uma conseqüência da evolução dos pacientes infectados com HIV. As células do sistema imunológico necessitam de altas concentrações de antioxidantes para manter o balanço redox e preservar a sua integridade e função. Quando ocorre a depleção dos antioxidantes, há diminuição da resposta imunológica e aumento na replicação do HIV. O uso da terapia anti-retroviral combinada (TARV) melhorou significativamente a evolução clínica dos pacientes, porém, mesmo assim, alguns continuam apresentando EO aumentado e outros efeitos da TARV, como alterações no metabolismo lipídico e muscular. O treinamento físico é utilizado como intervenção não farmacológica nos pacientes infectados pelo HIV para proporcionar melhoria nos parâmetros antropométricos, aeróbios, musculares e psicológicos, porém, há carência de estudos sobre a sua utilização em relação ao estresse oxidativo. Nesta revisão, foram analisados os tópicos referentes ao estresse oxidativo nos pacientes HIV positivos e os possíveis benefícios do exercício físico na capacidade antioxidante. O treinamento físico é uma estratégia auxiliar para os pacientes, com ou sem uso da TARV, uma vez que melhora os aspectos cardiorrespiratórios, musculares, antropométricos e psicológicos sem induzir a imunossupressão. Referindo-se ao estresse oxidativo, infere-se, a partir dos dados em indivíduos HIV negativos, que o treinamento físico pode gerar adaptações que minimizam os efeitos deletérios provocados pelo EO através de melhorias nos níveis das defesas antioxidantes enzimáticas e não enzimáticas. Resumo em inglês Human immunodeficiency virus (HIV) infection is characterized by functional and structural changes related to the immunological system. Moreover, increase in oxidative stress (OS) in HIV patients, characterized by a reduction in the glutathione (GSH) levels, increases in glutathione disulfide (GSSG), in the ratio GSSG/GSH and in lipid peroxidation, as well as a reduction in antioxidant enzymes - catalase, superoxid dismutase (SOD) and gluthatione peroxidase (GPx) - is a c (mais) onsequence of the evolution in HIV-infected patients. Higher levels of antioxidant activity are necessary to maintain the immunological system cells redox balance and preserve their function. In an antioxidant depleted state, there is a reduction in the immunological response and an increase in HIV replication. The use of highly active antiretroviral therapy (HAART) has improved the clinical evolution of these patients. However, some patients remain showing higher OS and other effects of HAART, such as changes in lipidic and muscle metabolism. Exercise training has been used as a non pharmacological treatment in HIV-infected patients to promote improvements in anthropometrics, aerobic, muscle and psychological outcomes; however, there are insufficient data about the effects of exercise training in OS. This review analyzes the topics related to the oxidative stress in HIV-infected patients and the possible benefits of the physical exercise in the antioxidant capacity. Physical training is a complementary procedure for the patients, with or without use of the HAART, since it improves the cardiorespiratory, muscle, anthropometrics and psychological performance without inducing immunodepression. In relation to oxidative stress, it is inferred, from the data obtained in non-HIV individuals, that the physical training could promote adaptations that minimize the deleterious effect induced by OS through improvements in the activity of the enzymatic and non-enzymatic antioxidant defenses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Efeito do exercício de ultrarresistência sobre parâmetros de estresse oxidativo/ Effect of the ultra-endurance exercise on oxidative stress parameters

Schneider, Cláudia Dornelles; Silveira, Márcio Martins; Moreira, José Cláudio Fonseca; Belló-Klein, Adriane; Oliveira, Alvaro Reischak de
2009-04-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Exercícios de longa duração podem levar ao desequilíbrio entre os sistemas pró e antioxidante, acarretando dano a lipídeos, proteínas e DNA. Entretanto, alguns estudos avaliando triatlo Ironman observaram proteção aos lipídeos. OBJETIVO: Avaliar parâmetros de estresse oxidativo após uma competição de meio Ironman. MÉTODOS: Participaram 11 sujeitos com idade de 31,1 ± 3,3 anos, massa corporal de 72,4 ± 5,4kg, estatura de 176,2 ± 4,8cm, gordu (mais) ra corporal de 9,8 ± 3,3 %, VO2máx na corrida de 60,7 ± 6,0mL/kg/min. Foram mensurados: dano a lipídeos através da quimiluminescência nos eritrócitos e TBARS no plasma, dano a proteínas através das carbonilas plasmáticas, ácido úrico e compostos fenólicos plasmáticos, assim como a atividade antioxidante enzimática da catalase, superóxido dismutase e glutationa peroxidase nos eritrócitos. RESULTADOS: Houve redução na atividade da enzima superóxido dismutase (23,24 ± 1,49 para 20,77 ± 2,69U SOD/mg proteína, p = 0,045), e aumento no ácido úrico (40,81 ± 10,68 para 60,33 ± 6,71mg/L, p Resumo em inglês Ultra-endurance exercises can cause imbalance between the pro and antioxidant systems, leading to lipid, protein and DNA damage. Nevertheless, some studies evaluating Ironman triathlon found protection to lipids. PURPOSE: To evaluate oxidative stress parameters after a half-Ironman competition. METHODS: Eleven subjects aged 31.1 ± 3.3 yr, body weight 72.4 ± 5.4 kg, height 176.2 ± 4.8 cm, body fat 9.8 ± 3.3 %, VO2máx on run 60.7 ± 6.0 mL/kg/min, participated in this (mais) study. The following data were measured: lipid damage by chemoluminescence in erythrocyte and TBARS in plasma, protein damage by plasmatic carbonyls, uric acid and phenolic compounds, as well as the antioxidant enzymatic activity of catalase, superoxide dismutase and glutathione peroxidase in erythrocytes. RESULTS: Reduction in superoxide dismutase (23.24 ± 1.49 to 20.77 ± 2.69 U SOD/mg protein, p = 0.045), and increase in uric acid (40.81 ± 10.68 to 60.33 ± 6.71 mg/L, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Efeito da estreptozotocina sobre os perfis glicêmico e lipídico e o estresse oxidativo em hamsters/ Effect of streptozotocin on the glycemic and lipid profiles and oxidative stress in hamsters

Silva, Maísa; Lima, Wanderson Geraldo de; Silva, Marcelo Eustáquio; Pedrosa, Maria Lucia
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Este estudo avaliou os efeitos da estreptozotocina nos perfis glicêmico e lipídico e marcadores de estresse oxidativo em hamsteres. MATERIAIS E MÉTODOS: Hamsteres machos Golden Syrian foram divididos em dois grupos: grupo diabético (D), que recebeu uma única injeção de estreptozotocina (STZ - 50 mg/kg), e grupo controle (C), que recebeu injeção de tampão citrato. Os animais foram eutanasiados após 10 dias de experimento e o sangue, o fígado e rins fo (mais) ram coletados. RESULTADOS: O grupo diabético apresentou níveis maiores de glicose, triacilgliceróis e colesterol séricos e maior concentração de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARs) no fígado e nos rins. Também apresentou significativo aumento da concentração de glutationa no fígado e menores atividades da paraoxonase e do superóxido dismutase. CONCLUSÃO: Hamsteres fornecem um bom modelo para o diabetes melito do tipo I e estresse oxidativo, similar ao da síndrome humana, e poderão ser adequados para a análise de compostos antidiabéticos. Resumo em inglês OBJECTIVE: This study evaluated the effects of streptozotocin on glycemic and lipid profiles and oxidative stress status in hamsters. MATERIALS AND METHODS: Male Golden Syrian hamsters were divided in diabetic group (D) which received a streptozotocin single injection (STZ - 50 mg/kg), and control group (C) which received a single injection of the vehicle citrate buffer. Animals were euthanized after 10 days of experiment and blood, liver and kidneys were collected. RESUL (mais) TS: The diabetic group had higher levels of glucose, triacylglycerols and cholesterol in serum and thiobarbituric acid reactive substances (TBARS) concentration increased in the liver and kidneys. Diabetes induced a significant increase in glutathione concentration in the liver and decreased paraoxonase and superoxide dismutase activities. CONCLUSION: Hamsters provide a novel animal model for diabetes mellitus and oxidative stress, similar to the human syndrome, which may be suitable for the testing of antidiabetic compounds.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Estresse oxidativo: conceito, implicações e fatores modulatórios/ Oxidative stress: concept, implications and modulating factors

Barbosa, Kiriaque Barra Ferreira; Costa, Neuza Maria Brunoro; Alfenas, Rita de Cássia Gonçalves; De Paula, Sérgio Oliveira; Minim, Valéria Paula Rodrigues; Bressan, Josefina
2010-08-01

Resumo em português O estresse oxidativo decorre de um desequilíbrio entre a geração de compostos oxidantes e a atuação dos sistemas de defesa antioxidante. A geração de radicais livres e/ou espécies reativas não radicais é resultante do metabolismo de oxigênio. A mitocôndria, por meio da cadeia transportadora de elétrons, é a principal fonte geradora. O sistema de defesa antioxidante tem a função de inibir e/ou reduzir os danos causados pela ação deletéria dos radicais li (mais) vres e/ou espécies reativas não radicais. Esse sistema, usualmente, é dividido em enzimático (superóxido dismutase, catalase e glutationa peroxidase) e não-enzimático. No último caso, é constituído por grande variedade de substâncias antioxidantes, que podem ter origem endógena ou dietética. Objetivou-se revisar os principais mecanismos de geração de radicais livres, bem como a ação dos agentes mais relevantes do sistema de defesa antioxidante, ressaltando suas implicações sobre os marcadores do estresse oxidativo. Também serão abordados os principais fatores exógenos moduladores do estresse oxidativo. Resumo em inglês There is evidence that oxidative stress, defined as a persistent imbalance between the production of highly oxidative compounds and antioxidant defenses, leads to tissue damage. Oxygen metabolism generates free radicals and/or non-radical reactive oxygen species. The mitochondria, through the electron transport chain, are the main generator of these species. The antioxidant defense system has the function of inhibiting and/or reducing the damage caused by the deleterious (mais) free radicals and/or non-radical reactive oxygen species. This system is divided into enzymatic (superoxide dismutase, catalase and glutathione peroxidase), and nonenzymatic. The nonenzymatic system consists of a variety of antioxidant substances, which may be endogenous or dietary. This study proposed to review the main mechanisms of reactive oxygen species generation and the role of the most relevant agents of the antioxidant defense system on the biomarkers of oxidative stress. The main exogenous factors that modulate oxidative stress will also be discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Marcadores séricos de estresse oxidativo em mulheres inférteis com endometriose/ Serum markers of oxidative stress in infertile women with endometriosis

Andrade, Aline Zyman de; Rodrigues, Jhenifer Kliemchen; Dib, Luciana Azôr; Romão, Gustavo Salata; Ferriani, Rui Alberto; Jordão Junior, Alceu Afonso; Navarro, Paula Andrea de Albuquerque Salles
2010-06-01

Resumo em português OBJETIVO: comparar marcadores séricos de estresse oxidativo entre pacientes inférteis com e sem endometriose e avaliar a associação destes marcadores com o estadiamento da doença. MÉTODOS: estudo prospectivo envolvendo a inclusão consecutiva de 112 pacientes inférteis, não-obesas, com idade inferior a 39 anos, divididas em dois grupos: Endometriose (n=48, sendo 26 com endometriose mínima e leve - Estádio I/II e 22 com endometriose moderada e grave - Estádio II (mais) I/IV) e Controle (n=64, com fator tubário e/ou masculino de infertilidade). Durante a fase folicular precoce do ciclo menstrual, foram coletadas amostras sanguíneas para análise dos níveis séricos de malondialdeído, glutationa e níveis totais de hidroperóxidos, por espectrofotometria e vitamina E, por cromatografia líquida de alto desempenho. Os resultados obtidos foram comparados da seguinte forma: os grupos endometriose versus controle; endometriose estádio I/II e controle, endometriose estádio III/IV e controle e entre os dois subgrupos de endometriose. Em todas as análises, foi considerado o nível de significância de 5% (p Resumo em inglês PURPOSE: to compare serum markers of oxidative stress between infertile patients with and without endometriosis and to assess the association of these markers with disease staging. METHODS: this was a prospective study conducted on 112 consecutive infertile, non-obese patients younger than 39 years, divided into two groups: Endometriosis (n=48, 26 with minimal and mild endometriosis - Stage I/II, and 22 with moderate and severe endometriosis - Stage III/IV) and Control (n (mais) =64, with tubal and/or male factor infertility). Blood samples were collected during the early follicular phase of the menstrual cycle for the analysis of serum malondialdehyde, glutathione and total hydroxyperoxide levels by spectrophotometry and of vitamin E by high performance liquid chromatography. The results were compared between the endometriosis and control groups, stage I/II endometriosis and control, stage III/IV endometriosis and control, and between the two endometriosis subgroups. The level of significance was set at 5% (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Qualidade seminal e histomorfometria dos órgãos reprodutivos de ovinos tratados com fluoreto de sódio/ Seminal quality and reproductive histomorphometry of ram lambs treated with sodium fluoride

Filappi, Andreane; Prestes, Danívia; Rocha, Ricardo; Schosller, Deila Rosely; Bondan, Carlos; Bragança, José Francisco; Cecim, Marcelo
2008-12-01

Resumo em português O presente estudo objetivou avaliar as características espermáticas, os indicadores do metabolismo oxidativo do sêmen, o diâmetro dos túbulos seminíferos e a altura do epitélio testicular, do epididimário e do canal deferente de ovinos tratados com fluoreto de sódio. Foram utilizados 12 ovinos, com idade aproximada de cinco meses. Os animais foram divididos em grupo controle, o qual recebeu diariamente sal iodado (5g de NaCl animal-1 + 0,2mg I kg-1 matéria seca) (mais) , e tratado, que recebeu sal iodado adicionado de fluoreto de sódio (4,7mg F kg-1 de peso corporal). Aos 150 dias de tratamento, foram realizadas coletas de sêmen e, em seguida, os animais foram eutanasiados. Na comparação entre o grupo controle e o tratado, não foram observadas diferenças no percentual de motilidade, vivos : mortos e morfologia espermática, na concentração da glutationa reduzida seminal, no teor de zinco seminal, no peso testicular, na morfometria e na histologia do testículo, na cauda do epidídimo e no canal deferente. A concentração de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARs) e o teor de cobre no sêmen foram menores (P Resumo em inglês The objective of the present study was to evaluate different reproductive parameters of ram lambs treated with sodium fluoride. Spermogram, indicators of seminal oxidative profile, seminiferous tubules diameter and cell height of the testicular epithelium, epididimus and vas deferens were analyzed. Twelve 5-month-old ram lambs were used. They were allocated into one of two experimental groups: The control, which received daily iodized salt (5g NaCl animal-1 + 0.2mg I kg-1 (mais) DM); and the treated, which received (5g NaCl animal-1 + 0.2mg I kg-1 DM + 4.7mg F kg-1 BW). After 150 days of treatment, animals went through a complete andrological exam, and were euthanized on the next day. No differences were observed in sperm motility, dead: alive ratio and morphology between the control and treated group. Also, seminal concentration of reduced glutathione and zinc, as well as, testicular weight, histology and morphometry of testicles, caudal portion of epididimus and vas deferens did not differ between groups. The seminal concentration of thiobarbituric acid reactive substances (TBARs) and seminal copper levels were lower (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Peroxidação lipídica em pacientes com insuficiência renal crônica/ Lipid peroxidation in patients with chronic renal failure

Mafra, Denise; Abdalla, Dulcinéia Saes Parra; Cozzolino, Sílvia Maria Franciscato
1999-12-01

Resumo em português Trabalhos demonstram desequilíbrio entre atividade oxidante/antioxidante e um aumento nos níveis de radicais livres em pacientes com insuficiência renal crônica. Várias pesquisas mostram uma maior peroxidação lipídica em eritrócitos e outras células do sangue com implicações importantes na morbidade destes pacientes, principalmente por doenças cardiovasculares. Os níveis de antioxidantes enzimáticos como a glutationa peroxidase, superóxido dismutase e cata (mais) lase estão reduzidos, bem como os dos elementos traço (Selênio, Zinco). A diminuição das defesas antioxidantes permite o aumento da formação de espécies reativas de oxigênio, o que caracteriza a condição de estresse oxidativo. Em decorrência disto, ocorrem lesões oxidativas que podem alterar a fluidez da membrana dos eritrócitos, contribuindo para a hemólise e piora da anemia, além de causar a oxidação das lipoproteínas de baixa densidade do colesterol, a qual tem um papel importante na patogênese da aterosclerose, que ocorre freqüentemente nos pacientes com insuficiência renal crônica. O objetivo deste trabalho é discutir a relação da peroxidação lipídica e da diminuição das defesas antioxidantes do organismo como fatores importantes na patogênese da insuficiência renal crônica e suas complicações. Resumo em inglês Evidence suggests an imbalance between antioxidant and oxidant activities and a hyperproduction of free radicals in patients with chronic renal failure. Researches have observed increased levels of plasma and erythrocyte lipid peroxidation and it has recently been implicated as a causative factor of cardiovascular diseases. Antioxidants, including glutathione peroxidase, superoxide dismutase, catalase and trace elements (Selenium, Zinc), are decreased in chronic renal fai (mais) lure. This may cause deterioration of antioxidant defense of red cells contributing to more active red cell destruction, causing anemia in uremia and peroxidation of low density lipoprotein that may be involved in the development of atherosclerosis. Enhancement of lipid peroxidation and decrease of antioxidant defenses in the course of chronic renal failure progression could promote oxidative damage in the kidneys of chronic renal failure patients. Thus, in the present work the role of lipid peroxidation and reduction of antioxidant defenses in the pathogenesis and complications of chronic renal failure are discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Creatina: auxílio ergogênico com potencial antioxidante?/ Creatine: ergogenic aid with antioxidant potential?

Souza Junior, Tácito Pessoa de; Pereira, Benedito
2008-06-01

Resumo em português A creatina é largamente utilizada como auxilio ergogênico, com algumas evidências quanto ao seu efeito positivo na massa magra, força/potência e resistência muscular. Entretanto, esses estudos não conseguiram identificar potenciais mecanismos bioquímicos que pudessem explicar seu efeito na fadiga ou turnover de proteína muscular, existindo a possibilidade de que alguns indivíduos não sejam responsivos a esse suplemento. Outro possível efeito da creatina, que v (mais) em sendo recentemente investigado, é a sua ação antioxidante. Mesmo com poucos trabalhos disponíveis, duas possibilidades existem para explicar esse efeito: 1) Ação indireta como tampão energético, devido ao aumento na concentração tecidual de fosfocreatina, que favoreceria a menor produção de metabólitos do ciclo de degradação de purinas (ciclo de Lowenstein), resultando em queda na formação de hipoxantina, xantina e ácido úrico, assim como em espécies reativas de oxigênio (superóxido, peróxido de hidrogênio e radical hidroxil); 2) Por ação direta, apesar de essa propriedade ser inferior à dos antioxidantes já bem conhecidos, como a glutationa reduzida. Mesmo assim, poderia atuar conjuntamente com estes. O objetivo desta comunicação é relatar dados disponíveis sobre esses dois itens. Resumo em inglês Creatine is largely used as an ergogenic aid with some evidence regarding its positive effect on lean body mass, strength/power and muscle endurance. However, most studies were not capable of identifying biochemical mechanisms that could explain its effect on fatigue or muscle protein turnover. There is also the possibility that some individuals are non-responsive to this supplement. Another possible effect of creatine that has been recently investigated is its antioxidan (mais) t action, but few studies explored this subject. Nonetheless, it can be emphasized that the antioxidant effect of creatine works in the organism in the following way: 1) Indirect action as an energy buffer, due to the increase in muscle phosphocreatine concentrations which would favor a reduced production of metabolites of the purine nucleotide cycle (cycle of Lowenstein) and, as a consequence, a drop in the production of hypoxanthine, xanthine, uric acid, and reactive oxygen species; 2) Direct action (a less powerful action when compared with known antioxidants, such as reduced glutathione). Yet, it could still work in association with them. The objective of this work is to review the available data on the two abovementioned mechanisms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Efeito do abacate (Persea americana Mill) variedade hass na lipidemia de ratos hipercolesterolêmicos/ Effect of the hass avocado (American Persea Mill) on hipercolesterolemic rats

Salgado, Jocelem Mastrodi; Bin, Camila; Mansi, Débora Niero; Souza, Adriana
2008-12-01

Resumo em português Os fitonutrientes podem ser encontrados em muitas frutas, sendo o abacate o mais rico em beta-sitosterol (fitoesterol) e glutationa. O fitoesterol é uma substância de origem vegetal cuja estrutura é muito similar a do colesterol e seu mecanismo de ação envolve a inibição intestinal de absorção do colesterol e diminuição da síntese de colesterol hepático. O efeito é exercido sobre os valores de colesterol plasmático total e LDL, sem afetar os níveis de HDL (mais) e triglicérides sanguíneos. O presente trabalho teve como objetivo analisar a influência do consumo de farinha de abacate variedade Hass nos níveis séricos de colesterol total, HDL, LDL, triglicérides, colesterol hepático e excretado. Estes parâmetros foram investigados em ratos Wistar hipercolesterolêmicos durante 30 e 60 dias de experimento. Ao final de 30 dias, a dieta com 15% de abacate mostrou ser mais efetiva para reduzir os níveis de colesterol total e LDL e aumentar o HDL em comparação ao controle. Foi observado que para o teor de colesterol excretado a melhor dieta foi a de 25% de abacate, pois quanto maior a concentração de abacate, maior a excreção de colesterol. A dieta com 15% e 25% de abacate, foram as que mais influenciaram nos níveis de colesterol hepático. Resumo em inglês Phytonutrients can be found in fruits, and the avocado contains four times more beta-sitosterol (phytosterol) and it is one of the best glutathione sources. The phytosterol is a vegetable substance whose structure is very similar to the cholesterol one and its action mechanism involves the intestinal inhibition of cholesterol absorption and the synthesis of hepatic cholesterol. The effect has an influence on the values of total plasmatic cholesterol and LDL without affect (mais) ing the levels of HDL and triglycerides. The present work had the objective to analyze the influence of the consumption of the Hass avocado on the levels of total cholesterol, HDL, LDL, triglycerides, and hepatic and excreted cholesterol. These parameters were investigated in hipercholesterolemic Wistar rats during 30 and 60 days of experiment. At the end of 30 days, the 15% avocado diet reduced the levels of total cholesterol and LDL in comparison to the control. It was observed that for the excreted cholesterol, the best diet was the 25% of avocado since the cholesterol excretion increased with the increase of the avocado concentration. The 15% avocado diet also influenced the levels of hepatic cholesterol.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Variação sazonal em antioxidantes em folhas de plantas jovens de Caesalpinia echinata Lam. (pau-brasil)/ Seasonal variation in antioxidants in leaves of young plants of Caesalpinia echinata Lam. (brazilwood)

Bulbovas, Patricia; Rinaldi, Mirian C.S.; Delitti, Welington B.C.; Domingos, Marisa
2005-12-01

Resumo em português O ambiente urbano pode gerar condições de estresse oxidativo nas plantas, levando à estimulação de antioxidantes como ácido ascórbico (AA), tióis (Ti), peroxidases (POD) e superóxido dismutase (SOD), em diferentes níveis, de acordo com sua capacidade de tolerar tais condições. Este estudo, em sua primeira fase, buscou conhecer o perfil destas defesas em folhas de plantas jovens de C. echinata com diferentes graus de desenvolvimento. Os níveis dos antioxidante (mais) s foram similares em todas as folhas analisadas. Em uma segunda fase, tais antioxidantes e a glutationa (GSH) foram avaliados em 130 plantas mantidas em casa de vegetação com monitoramento constante de temperatura, umidade relativa e irradiância, por um período de 18 meses, para estabelecer se variações sazonais nessas defesas ocorrem em resposta a fatores climáticos. Nesse período, os antioxidantes foliares foram analisados a cada três meses. Em geral, a concentração de AA e a atividade da POD foram altas em C. echinata, quando comparadas com as de outras espécies arbóreas tropicais. Houve variações nas defesas ao longo do tempo. A concentração de GSH e a atividade da POD mostraram ser influenciadas por mudanças na temperatura e a SOD foi estimulada em resposta à temperatura e à umidade relativa. Resumo em inglês The urban environmental factors generate conditions of oxidative stress in plants. Cellular antioxidants, such as ascorbic acid (AA),thiols (Ti), peroxidases (POD) and superoxide dismutase (SOD) are induced to different levels depending on their capacity to tolerate stressing conditions. In the first part of this study we determined the profile of these defenses in leaves of different ages of young plants of C. echinata. The levels of antioxidants were similar in all leav (mais) es analyzed, independently of the age. Secondly, we evaluated the same antioxidants and glutathione (GSH) in 130 young plants kept in a greenhouse with constant monitoring of temperature, relative humidity and irradiance during 18 months, in order to establish the seasonal variations occurring in response to climatic factors. During this period, leaf antioxidants were analyzed every three months. In general, AA concentrations and POD activity in C. echinata were higher than the levels reported for other tropical tree species. Seasonal variations were observed. GSH concentration and POD activity were significantly influenced by temperature and SOD by temperature and humidity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Avaliações fisiológicas e bioquímicas de plantas de aguapé (Eichhornia crassipes) cultivadas com níveis excessivos de nutrientes/ Physiological and biochemical evaluations of water hyacinth (Eichhornia crassipes), cultivated with excessive nutrient levels

Alves, E.; Cardoso, L.R.; Savroni, J.; Ferreira, L.C.; Boaro, C.S.F.; Cataneo, A.C.
2003-01-01

Resumo em português Plantas de aguapé foram cultivadas em solução nutritiva de Hoagland & Arnon n.2, cujo aumento dos níveis de N, P e Cu estabeleceu as diferenças entre os tratamentos. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. As variáveis fisiológicas avaliadas foram área foliar, peso de matéria seca e taxa de crescimento absoluto, taxa de crescimento relativo, taxa assimilatória líquida, razão de área foliar, peso específico d (mais) e folha, área foliar específica. Foram determinados também os teores de açúcares totais e redutores e de aminoácidos totais e a atividade das enzimas glutationa S-transferase e superóxido dismutase. Os extratos enzimáticos foram obtidos da matéria fresca da parte aérea das plantas. Após a coleta, foram determinados os pesos de material seco de raízes, pecíolos e folhas, que foram utilizados para a determinação de açúcares solúveis totais e redutores e de aminoácidos. O excesso de nitrogênio causou aumento de açúcares nas folhas e de aminoácidos nas raízes. Já o tratamento com excesso de fósforo levou ao aumento de açúcares nas raízes. Os resultados apresentados sugerem que, entre os nutrientes em excesso avaliados, o cobre (0,12 mg L-1) foi o maior indutor da atividade da GST e SOD, sugerindo que este elemento induziu estresse nas plantas de aguapé. Resumo em inglês Water hyacinth plants were cultivated in a Hoagland & Arnon n.2 nutrient solution with increased N, P and Cu levels establishing the differences among the treatments. The experimental design was completely randomized, with four replicates. Physiological evaluations included leaf area, dry matter and growth analysis parameters (absolute growth rate, relative growth rate, net assimilatory rate, leaf area ratio, specific leaf weight, specific leaf area). Biochemistry evaluat (mais) ions were total and reducing sugars, total amino acids and activity of the antioxidant enzymes (glutathione S-transferase and superoxide dismutase). The enzyme extract was obtained from fresh matter of the aerial part of the plants. Root and leaf dry material was used to determine total and reducing sugars, and amino acids. Nitrogen supplementation caused increased levels of sugars in the leaves and of amino acids in the roots. The treatment with excess phosphorus caused increased levels of sugars in the roots. The results suggest that copper (0.12 mg L-1) increased the activity of GST and SOD, inducing stress in the water hyacinth plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Suplementação nutricional com antioxidantes naturais: efeito da rutina na concentração de colesterol-HDL/ Nutritional supplementation with natural antioxidants: effect of rutin on HDL- cholesterol concentration

Rodrigues, Hosana Gomes; Diniz, Yeda Sant'Ana; Faine, Luciane Aparecida; Almeida, Jeane Alves; Fernandes, Ana Angélica Henrique; Novelli, Ethel Lourenzi Barbosa
2003-09-01

Resumo em português O estresse oxidativo está freqüentemente associado com alterações nas concentrações séricas de glicose e lipídios. O objetivo deste trabalho foi verificar se as alterações bioquímicas séricas, induzidas pela suplementação nutricional com o flavonóide rutina, estão associadas a propriedades antioxidantes. A administração de rutina (120mg/kg/semana), durante 15 dias, não induziu variação na glicemia de jejum e no teste de tolerância à glicose. Embora (mais) não tenham sido observadas mudanças significativas nas concentrações séricas de lipoperóxidos, triacilglicerois, colesterol-LDL e proteínas totais, a suplementação nutricional com rutina demonstrou importante papel na prevenção da aterosclerose, pois induziu elevação significativa da lipoproteína de alta densidade (colesterol-HDL de 35,82 ± 2,31mg/dL para 44,40 ± 3,11mg/dL). Como não foram observadas alterações na glutationa peroxidase, enquanto as atividades da superóxido dismutase foram elevadas pela ingestão de rutina. Pode-se concluir que os efeitos antioxidantes deste flavonoide, aumentando a concentração de colesterol-HDL, estão relacionados à elevação nas atividades da superóxido dismutase. A ação antioxidante da rutina pode estar relacionada à destruição do radical superóxido (O2-). Resumo em inglês The oxidative stress is frequently related to alterations in serum glucose and lipids concentrations. The aim of this study was to verify if antioxidant properties are associated with the serum biochemical alterations, induced by dietary supplementation with the flavonoid rutin (60 mg/kg/week) during 15 days. No changes were observed in fasting blood glucose and glucose tolerance test and in triacylglycerols, LDL cholesterol, total proteins and lipoperoxides concentration (mais) s, through dietary supplementation with rutin. However, rutin showed an important effect on atherosclerosis prevention, since it increased significantly the HDL cholesterol concentrations (from 44.40 ± 3.11mg/dL to 35.82 ± 2.31mg/dL). As no alterations were observed in glutathione peroxidase, while superoxide dismutase activities were significantly increased by rutin intake, it was concluded that the antioxidant effects of this flavonoid, increasing HDL cholesterol concentrations, are associated with an increased superoxide dismutase activity. The antioxidant properties of rutin may be associated with superoxide radical (O2-) destruction.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Potencial de Cajanus cajan e Crotalaria spectabilis parafitorremediação: absorção de arsênio e respostas antioxidativas/ Potential of Cajanus cajan and Crotalaria spectabilis for phytoremediation: arsenic absorption and antioxidative responses

Felipe, Rafaella Teles Arantes; Oliveira, Juraci Alves de; Leão, Gabriela Alves
2009-04-01

Resumo em português Neste estudo, avaliaram-se os efeitos tóxicos do arsênio (As) sobre o crescimento e atividade de enzimas antioxidativas dismutase do superóxido (SOD), catalase (CAT), peroxidases (POX), peroxidase do ascorbato peroxidase (APX) e glutationa redutase (GR) em plantas de Cajanus cajan e Crotalaria spectabili. Plantas das duas espécies foram expostas a diferentes concentrações de As, em solução nutritiva de Hoagland, pH 6,5. A taxa de crescimento relativo (TCR) das dua (mais) s espécies reduziu-se com o aumento da concentração de As na solução nutritiva, sendo de forma mais intensa em C. cajan. A concentração de As na solução capaz de reduzir em 50% a TCR de C. cajan foi de 0,93 mg L-1, enquanto em C. spectabilis foi de 4,80 mg L-1. As duas espécies apresentaram reduzida translocação de As para a parte aérea, sendo em raízes de C. spectabilis observada a maior concentração desse elemento. C. cajan exposto ao As teve as atividades das enzimas CAT, POX e APX reduzidas, ao contrário do que ocorreu em C. spectabilis. Esta espécie, quando submetida ao As, apresentou incremento na atividade de todas as enzimas avaliadas. A maior tolerância ao As observada em C. spectabilis pode estar relacionada à maior capacidade em reter o As nas raízes e à indução das enzimas SOD, CAT, POX, APX e GR. Dessa forma, C. spectabilis é uma espécie com potencial para utilização em programas de revegetação de áreas contaminadas com As. Resumo em inglês The toxic effects of Arsenic (As) on the growth and activities of the antioxidative enzymes superoxide dismutase (SOD), catalase (CAT), peroxidase (POX), ascorbate peroxidase (APX) and glutathione reductase (GR) of Cajanus cajan and Crotalaria spectabilsi were studied. AQUI Plants of the two species were exposed to different As concentrations in Hoagland's nutrient solution, pH 6.5. The relative growth rate (RGR) of the two species reduced with the increase in As concentr (mais) ation in the nutrient solution, especially in C. cajan. Arsenic concentration to reduce 50% in the RGR of C. cajan was 0.93 mg L-1 and for C. spectabilis 4.80 mg L-1 of As. Both species showed reduced As translocation to the shoot and C. spectabilis accumulated higher amount of As in the roots. The activities of the enzymes CAT, POX and APX decreasedd in C cajan, but increased in C. spectabilis. The higher C. spectabilis tolerance to As is probably due to its higher ability to retain As in the roots and to induce antioxidative enzymes. C. spectabilis is therefore a better bioremediator than C. cajan and it is potentially useful to be used in revegetation programs of As- polluted areas.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Estudo da fração inspirada de oxigênio na isquemia-reperfusão pulmonar em ratos/ Study of ventilation with different inspired oxygen concentration on lung ischaemia-reperfusion injury in rats

Silveira, Rafael José; Silva, Fábio May da; Wilhelm Filho, Danilo; Cardoso, José de Deus; Leão, Luiz Eduardo Villaça
2004-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar o efeito das frações inspiradas de oxigênio (FiO2) a 0,21, 0,40 e 1,00 na isquemia-reperfusão pulmonar. MÉTODOS: Foram utilizados 40 ratos Wistar, distribuídos aleatoriamente em quatro grupos. O grupo I foi o controle e, nos grupos II, III e IV, os animais foram ventilados durante a isquemia-reperfusão com FiO2 a 0,21, 0,40 e 1,00 respectivamente. O modelo utilizado foi de isquemia-reperfusão normotérmica, in situ. O tempo de isquemia foi de 30 (mais) minutos e o de reperfusão, de 10 minutos. Como parâmetros de avaliação, utilizou-se a pressão arterial média sistêmica (PAM), a relação entre a pressão parcial de oxigênio e a fração inspirada de oxigênio (PO2/FiO2), a dosagem da glutationa reduzida (GSH) e das substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) no tecido pulmonar e a relação entre o peso pulmonar úmido e o peso pulmonar seco. RESULTADOS: Os resultados mostraram que a ventilação com FiO2 a 0,21, quando comparada à ventilação com FiO2 a 0,40 e 1,00, durante o período de isquemia-reperfusão, apresentou menor diminuição da PAM, melhor relação PO2/FiO2, maior valor na medida da GSH, menor produção das TBARS e menor formação de edema pulmonar. CONCLUSÃO: A ventilação com baixa FiO2 (0,21) mostrou melhores resultados quando comparada àquelas realizadas com FiO2 mais elevadas (0,40 e 1,00) na isquemia-reperfusão pulmonar. Resumo em inglês PURPOSE: To evaluate the FiO2 effect at 0,21, 0,40 and 1,00 on the lung ischaemia-reperfusion injury. METHODS: Forty Wistar rats were randomly allocated in 4 groups. The group I was the control one, and in groups II, III, IV rats were ventilated during the ischaemia-reperfusion at 0,21, 0,40 and 1.00 FiO2 respectively. The ischaemia time was 30 minutes and the reperfusion time was 10 minutes. The model used was normothermic ischaemia-reperfusion, in situ. As assessment pa (mais) rameters, the systemic average arterial pressure (PAM), the oxygen arterial partial pressure/ inspired oxygen fraction relation (PO2/FiO2), the level of reduced glutathione (GSH) and barbituric acid substances reactive measure (TBARS) in the lung tissue and the lung wet/dry weight ratio were used. RESULTS: The results showed that the ventilation with FiO2 at 0,21, when compared with the ventilation at 0,40 and 1,00 FiO2 during the ischaemia-reperfusion period, presented lower PAM, better PO2/FiO2 relation, higher values in the reduced glutathione measures, lower production of the TBARS and lower formation of lung edema. CONCLUSION: The ventilation with low FiO2 (0.21) showed better results when compared to those performed with higher FiO2 (0,40 and 1,00) on the lung ischaemia-reperfusion injury.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

O papel das selenoproteínas no câncer/ The role of selenoproteins in cancer

Almondes, Kaluce Gonçalves de Sousa; Leal, Greisse Viero da Silva; Cozzolino, Silvia Maria Franciscato; Philippi, Sonia Tucunduva; Rondó, Patrícia Helen de Carvalho
2010-01-01

Resumo em português Evidências têm demonstrado que distúrbios do metabolismo são comuns em células tumorais, levando ao aumento do estresse oxidativo. A elevação na produção de espécies reativas de oxigênio (EROs) associada à baixa atividade antioxidante tem sido relacionada a vários tipos de câncer. O selênio, micronutriente antioxidante, pode funcionar como um agente antimutagênico, prevenindo transformações malignas de células normais. Realizou-se um levantamento biblio (mais) gráfico no período 2000 a 2009 mediante consulta à base de dados PubMed (National Library of Medicine´s Medline Biomedical Literature, USA), selecionando-se 39 artigos que avaliaram a relação entre câncer, estresse oxidativo e suplementação com selênio. O efeito protetor desse mineral é especialmente associado à sua presença na glutationa peroxidase e na tioredoxina redutase, enzimas protetoras do DNA e outros componentes celulares contra o dano oxidativo causado pelas EROs. Vários estudos têm demonstrado a expressão reduzida destas enzimas em diversos tipos de câncer, principalmente quando associados a uma baixa ingestão de selênio, que pode acentuar os danos causados. A suplementação de selênio parece ocasionar redução do risco de alguns tipos de câncer diminuindo o estresse oxidativo e o dano ao DNA. No entanto, mais estudos são necessários para esclarecer as doses de selênio adequadas para cada situação (sexo, localização geográfica e tipo de câncer). Resumo em inglês There are evidences that metabolic disorders are common in tumoral cells, leading to increased oxidative stress. The rising in the production of reactive oxygen species associated to low antioxidant activity have been associated to different types of cancer. Selenium, an antioxidant micronutrient can work as an anti-cancer agent preventing malignant modification in healthy cells. A literature review was carried out in the period 2000-2009 in the database PubMed selecting (mais) 39 articles which assessed the relationship between cancer, oxidative stress, and supplementation with selenium. The protective effect of selenium is specially associated to the presence of glutathione peroxidase and of thioredoxin reductase enzymes and with other cell components which protect the tissues against the oxidative damage caused by reactive oxygen species - ROS. Several studies have shown a decrease of these enzymes in many types of cancer, mainly when associated with low selenium consumption, increasing the damage caused by ROS. Selenium supplementation seems to reduce the risk of some types of cancer by stress oxidative reduction and by limiting the damage to DNA. Nevertheless, more studies are necessary to clarify the adequate selenium doses in each situation (gender, geographic localization and type of cancer).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Alterações bioquímicas e acúmulo em pacus (Metynnis argenteus) expostos ao paclobutrazol/ Biochemical changes and accumulation in "pacu" fish (Metynnis argenteus) exposed to paclobutrazol

Jonsson, Claudio Martín; Ferracini, Vera Lúcia; Paraíba, Lourival Costa; Rangel, Maurício; Aguiar, Sandra Regina
2002-09-01

Resumo em português O paclobutrazol, um regulador de crescimento vegetal com propriedades fungicidas, é muito utilizado na região Nordeste do Brasil em áreas de produção de frutíferas. Este composto pode permanecer estável por vários meses após sua aplicação no solo, sendo sua meia vida na água superior a três semanas. Corpos de água superficiais nas proximidades das culturas são portanto susceptíveis de serem contaminados pelo paclobutrazol, com o risco de promover efeitos a (mais) dversos para a fauna aquática e para a saúde humana. No presente trabalho foi estudada a bioconcentração e algumas alterações bioquímicas, medidas pela atividade das enzimas transaminase glutâmico-oxalacética (TGO), lactato desidrogenase (LDH) e glutationa S-transferase (GST) em tecidos do peixe pacú prata (Metynnis argenteus), exposto ao paclobutrazol durante 28 dias. O paclobutrazol aumentou a atividade de LDH e GST no fígado para as concentrações de 3 mg L-1 (28º dia de exposição) e 30 mg L-1 (7º dia de exposição), respectivamente. No 28º dia, a concentração de paclobutrazol no músculo atingiu níveis residuais de 166 mg kg-1 para a concentração média determinada na água de 2,7 mg L-1, estimando-se um fator de bioconcentração (FBC) para a situação de equilíbrio equivalente a 73. A medida da atividade de LDH e GST pode ser utilizada como biomarcador de exposição ao paclobutrazol. Esta exposição deve estar em situações extremas para proporcionar risco significativo em humanos que se alimentam de peixes contendo resíduos do agroquímico. Resumo em inglês Paclobutrazol is a plant growth regulator with fungicide properties which is widely used in Brazilian Northeast orchards. This chemical remains stable in the soil for several months and its half-life in water is longer than three weeks. Because of these characteristics, the aquatic contamination by paclobutrazol may occur, potentially harming aquatic fauna and human health. This work evaluates the bioconcentration and the activities of the enzymes: glutamic oxaloacetic tr (mais) ansaminase (GOT), lactate dehydrogenase (LDH) and glutathione S-transferase (GST) in the Brazilian fish "pacu prata" (Metynnis argenteus) exposed to paclobutrazol for 28 days. Results showed a significant increase in the enzymatic activity of LDH and GST in liver, for concentrations equals to 3 mg L-1 (28º day exposure) and 30 mg L-1 (7º day exposure), respectively. Paclobutrazol residues in muscle reached 166 mg kg-1 at the end of the period of exposure for the measured concentration in the water equivalent to 2.7 mg L-1. The bioconcentration factor estimated for the steady state condition was 73. It was concluded that the measure of LDH and GST activities could be used as biomarkers of paclobutrazol exposure. This exposure may already be in extreme conditions to cause significant risk to humans consuming contaminated fish.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Influências de dietas ricas em ácidos graxos saturados e insaturados sobre o miocárdio de ratos/ Influences of rich in saturated and unsaturated fatty acids diets in rat myocardium

Pinotti, Matheus Fécchio; Silva, Maeli Dal-Pai; Sugizaki, Mário Mateus; Novelli, Yeda Santana Diniz; Sant'ana, Lea Sílvia; Aragon, Flávio Ferrari; Padovani, Carlos Roberto; Novelli, Ethel Lourenzi Barbosa; Cicogna, Antonio Carlos
2007-03-01

Resumo em português OBJETIVOS: O estudo avaliou a influência de dietas ricas em ácidos graxos saturados (AGS) e ácidos graxos insaturados (AGI) sobre a função mecânica, a morfologia e o estresse oxidativo do miocárdio de ratos. MÉTODOS: Ratos Wistar com 60 dias de idade foram alimentados com dieta padrão (n = 8) ou dietas ricas em AGS (n = 8) ou AGI (n = 8) durante 60 dias. A função mecânica foi avaliada em músculo papilar isolado do ventrículo esquerdo (VE) por meio de contra� (mais) �ões isométrica e isotônica, em condição basal (1,25 mM de cálcio), após elevação da concentração extracelular de cálcio para 5,2 mM e estimulação beta-adrenérgica com isoproterenol 1,0 µM. Fragmentos do VE foram usados para estudo de estresse oxidativo e microscopias óptica e eletrônica. RESULTADOS: As dietas suplementadas com AGS e AGI não alteraram a função mecânica do músculo cardíaco. Entretanto, ambas provocaram estresse oxidativo, com aumento do hidroperóxido de lipídio e redução da concentração de superóxido dismutase. A dieta AGI diminuiu a expressão da catalase e a AGS reduziu a quantidade de glutationa peroxidase miocárdica. Ambas as dietas promoveram discretas alterações morfológicas visualizadas ultra-estruturalmente, como depósitos lipídicos e lesões das membranas celulares. CONCLUSÃO: Os resultados sugerem que dietas enriquecidas com AGS e AGI não acarretam alteração da função mecânica do músculo cardíaco isolado, mas causam discretas lesões estruturais e estresse oxidativo no miocárdio. Resumo em inglês OBJECTIVES: To study the influence of saturated (SFA) and unsaturated fatty acid (UFA) rich diets on mechanical function, morphology and oxidative stress in rat myocardium. METHODS: Male, 60-day-old Wistar rats were fed a control (n=8), a SFA (n=8), or a UFA-rich diet (n=8) for sixty days. Mechanical function was studied in isolated left ventricle papillary muscle under isometric and isotonic contractions, in basal conditions (1.25mM calcium chloride) and after 5.2mM calc (mais) ium chloride and beta-adrenergic stimuli with 1.0µM isoproterenol. Left ventricle fragments were used to study oxidative stress and morphology under light and electron microscopy. RESULTS: SFA and UFA-rich diets did not change myocardium mechanical function. Both diets caused oxidative stress, with high lipid hydroperoxide and low superoxide-dismutase concentrations. UFA rich diet decreased catalase expression and SFA rich diet decreased the amount of myocardial glutathione-peroxidase. Both diets promoted light ultrastructural injuries such as lipid deposits and cell membrane injuries. CONCLUSION: Results suggest that SFA and UFA rich diets do not alter isolated muscle mechanical function, but promote light myocardial morphological injuries and oxidative stress.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Efeitos dos ácidos graxos sobre a regeneração hepática em ratos/ Effects of fatty acids on liver regeneration in rats

Melo, José Ulisses de Souza; Santos, Jefferson Menezes Viana; Kimura, Osamu de Sandes; Campos Júnior, Manoel Messias; Melo, Radamés Bezerra; Vasconcelos, Paulo Roberto Leitão de
2010-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar os efeitos dos ácidos graxos poli-insaturados (PUFA) ômega-3 e ômega-6 no estresse oxidativo e na regeneração hepática em ratos submetidos à hepatectomia parcial à 70% (HP, hepatectomia a 70%, hepatectomia parcial à Higgins-Anderson). MÉTODOS: 72 ratos Wistar machos jovens foram aleatoriamente distribuídos em quatro grupos de mesmo tamanho: controle, parcialmente hepatectomizados, e parcialmente hepatectomizados com aporte diário intraperiton (mais) eal, por duas semanas, de ou ômega-3 ou ômega-6. Nos tempos 36h (T1), 168h (T2) e 336h (T3) pós-HP, substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS) e glutationa reduzida (GSH) foram medidos no plasma e no tecido hepático, enquanto glicose e bilirrubina total foram aquilatados no sangue. A massa do fígado residual, nos mesmos tempos, foi o parâmetro utilizado para estimar a evolução da regeneração hepática. RESULTADOS: PUFA ômega-3 inibiu a regeneração hepática e induziu redução na concentração de GSH hepático sete dias pós-HP. PUFA ômega-6, ao contrário, não mostrou efeito inibitório sobre a regeneração. Houve aumento da peroxidação lipídica tanto no sangue como no fígado com a administração de ômega-6. CONCLUSÃO: PUFA ômega-3 retardou a regeneração hepática pós-HP provavelmente por inibição do estresse oxidativo. PUFA ômega-6 aumentou as concentrações de TBARS no sangue e no fígado mas não alterou a evolução do processo regenerativo hepático. Resumo em inglês OBJECTIVE: To study the effects of polyunsaturated fatty acids (PUFA) omega-3 and omega-6 in the oxidative stress and in liver regeneration in rats subjected to 70% partial hepatectomy (PH, 70% hepatectomy, Higgins- Anderson partial hepatectomy). METHODS: 72 young male Wistar rats were randomly divided into four equal-sized groups: control (G1), partially hepatectomized (G2), partially hepatectomized with two weeks daily intraperitoneal infusion of omega-3 (G3) and partia (mais) lly hepatectomized with two weeks daily intraperitoneal infuison of omega-6 (G4). In moments 36h (T1), 168h (T2) and 336h (T3) post-PH, thiobarbituric acid reactive substances (TBARS) and reduced glutathione (GSH) were measured in plasma and liver tissue, while glucose and total bilirubin were measured in blood. The mass of the residual liver in the same moments was the parameter used to estimate the evolution of liver regeneration. RESULTS: omega-3 PUFA inhibited liver regeneration and induced reduction of hepatic GSH concentration seven days post-PH. Omega-6 PUFA, in contrast, showed no inhibitory effect on regeneration. There was an increase of lipid peroxidation both in blood and liver with administration of omega-6. CONCLUSION: Omega-3 PUFA retarded post-PH liver regeneration, probably through inhibition of oxidative stress. Omega-6 PUFA increased TBARS concentrations in blood and liver but did not alter the evolution of the liver regenerative process.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Perfil proteico e metabolismo oxidativo de cordeiros experimentalmente infectados pelo Haemonchus contortus e suplementados com selênio e vitamina E/ Protein Profile and oxidative metabolism of lambs experimentally infected with Haemonchus contortus and supplemented with selenium and vitamin E

Nicolodi, Paula Rocha Sampaio Junchem; Camargo, Emmanuel Veiga de; Zeni, Diego; Rocha, Ricardo Xavier da; Cyrillo, Fernanda Cavallini; Souza, Fernando Nogueira de; Della Libera, Alice Maria Melville; Bondan, Carlos; Leal, Marta Lizandra do Rêgo
2010-03-01

Resumo em português Para avaliar a influência da suplementação com selênio e vitamina E sobre o perfil proteico e metabolismo oxidativo de cordeiros infectados experimentalmente pelo Haemonchus contortus, trinta cordeiros fêmeas foram distribuídos em quatro grupos: G1 (n=10): animais infectados; G2 (n=10): infectados e suplementados; G3 (n=5): controle; e G4 (n=5): não infectados e suplementados. Os grupos 1 e 2 receberam 500 larvas de H. contortus (L3), via oral, por um período de 2 (mais) 0 dias, com intervalo de dois dias entre as doses. A suplementação nos grupos 2 e 4 foi realizada no dia zero, com 0,1mg kg-1 de Selenito de sódio (1,67%) e com 2.000UI de vitamina E por via intramuscular (IM). Somente a vitamina E foi reaplicada no dia 30. As coletas de sangue para determinação do perfil proteico (proteína total, albumina, alfa, beta e gamaglobulina) e metabolismo oxidativo (espécies reativas ao ácido tiobarbitúrico-TBARS e a enzima glutationa peroxidase (GSPX) foram realizadas nos dias zero, 20, 30, 45, 60 e 80. OPG foi quantificado nos dias 0, 20 ,45 e 80. Em relação aos valores de proteínas totais, albumina, betaglobulina e gamaglobulina, as principais diferenças foram observadas quando os grupos parasitados foram comparados com o grupo somente suplementado; e este manteve valores mais elevados. Conclui-se que não há influência da suplementação com selênio e vitamina E no perfil proteico e metabolismo oxidativo quando os cordeiros se encontram severamente parasitados por H.contortus. Resumo em inglês The objective of the present study was to describe the influence of supplementation with selenium and vitamin E on the protein and oxidative profiles of lambs experimentally infected with Haemonchus contortus. Thirty female lambs were divided into four groups as follows: G1 (n=10): infected animals; G2 (n=10): infected and supplemented; G3 (n=5): control; G4 (n=5): non-infected and supplemented. Groups 1 and 2 received 500 H. contortus larvae (L3) orally for a period of 2 (mais) 0 days, with 2-day intervals between doses. Supplementation in groups 2 and 4 was performed on day zero by injecting 0.1mg kg-1 of sodium selenite solution (1.67%) and 2,000IU vitamin E through the intramuscular (IM) route. Vitamin E alone was injected once again on day thirty. The blood samples to determine the protein profile (total protein, albumin, alpha, beta and gamma) and oxidative metabolism (species reactive to thiobarbituric acid and glutathione peroxidase (GSPX) were performed on days zero, 20, 30, 45, 60 and 80. The OPG was quantified on days 0, 20, 45 and 80. Regarding the values of total proteins, albumin, beta and gamma globulins, the main differences were observed when the parasitized groups were compared to the supplemented, non-infected group, the latter exhibiting higher values. It is concluded that there is no influence of supplementation with vitamin E and selenium in the protein profile and oxidative metabolism when the lambs are severely parasitized with H. contortus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Antioxidantes, atividade física e estresse oxidativo em mulheres idosas/ Antioxidants, physical activity and oxidative stress in older women

Rebelatto, José Rubens; Jiménez, Rafael; Delgado, Marco A.; Muguerza, Begoña; Muñoz, Maria E.; Galan, Ana I.; Sánchez, Roberto Méndez; Arenillas, José Ignácio Calvo
2008-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar a influência da suplementação de vitaminas antioxidantes na dieta de mulheres idosas que praticam exercícios físicos regulares, sobre o estresse oxidativo, indicadores da saúde física e risco de enfermidades cardiovasculares (ECV). MÉTODO: Foram observados dois grupos (S e C) de mulheres com idades entre 60 e 80 anos participantes de um programa de atividades físicas durante 58 semanas, com freqüência de três vezes por semana e duração de (mais) 50 a 55 minutos cada sessão. A dieta habitual do Grupo S (n=36) foi suplementada diariamente com 330 ml de uma bebida antioxidante (FuncionaTM); o Grupo C (n=32) ingeriu água e se caracterizou como controle. Como indicadores do estresse oxidativo foram determinadas as concentrações plasmáticas de glutationa reduzida (GSH) e oxidada (GSSG), calculada a relação molar GSH/GSSG, e identificado o dano oxidativo em lipídios e proteínas. As condições físicas e cardiovasculares foram avaliadas por meio dos parâmetros antropométricos habituais (peso, altura e índice de massa corporal) e da pressão arterial. RESULTADOS: O Grupo C apresentou aumentos significativos do estresse oxidativo, redução da pressão arterial e dos valores médios de indicadores de risco de ECV. O Grupo S teve o estresse oxidativo reduzido significativamente e apresentou incremento dos ganhos cardiovasculares. Não foram identificadas significâncias em relação aos efeitos ergogênicos. CONCLUSÃO: Os dados indicam que mulheres idosas que realizam exercícios físicos freqüentes melhoram suas condições físicas e cardiovasculares e que o suplemento dietético continuado de alimentos funcionais antioxidantes podem minimizar os efeitos danosos das espécies reativas de oxigênio. Resumo em inglês OBJECTIVE: To verify the influence of dietary antioxidant supplementation in older women who regularly practice physical activities, on the occurrence of oxidative stress, physical health and risk of cardiovascular diseases (CVD). METHOD: Two groups (S and C) of women, with age ranging from 60 to 80 years old, were observed. Both groups took part in a physical activity program for 58 weeks, three times a week, for about 50 to 55 minutes each session. The diet of group S ( (mais) n=36) was daily supplemented with 330 ml of a functional antioxidant beverage, FuncionaTM; Group C (n=32) ingested water and was used as Control. As oxidative stress indicators, the plasmatic concentrations of reduced (GSH) and oxidized (GSSG) glutathione were determined; the molar GSH/GSSG ratio was calculated, and the oxidative damage in lipids and proteins was evaluated. The physical and cardiovascular conditions were evaluated through routine anthropometric parameters (weight, stature and BMI) and blood pressure. RESULTS: Group C presented significant increases of oxidative stress, reduction in the blood pressure and in the indicators of cardiovascular risks. Group S presented significant reduction of the oxidative stress and increment of the cardiovascular gains. Significance concerning the ergogenic effects has not been identified. CONCLUSION: Our data suggest that regular exercise in older women can improve physical and cardiovascular conditions. Moreover, daily intake of functional antioxidant supplement can minimize harmful effects of the reactive oxygen species.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Características mamográficas do câncer de mama associadas aos polimorfismos GSTM1 e GSTT1/ Polymorphisms GSTM1 and GSTT1 and sporadic breast cancer mammographic features

Morais, Lívia Martins Tavares Scianni; Cardoso Filho, Cássio; Lourenço, Gustavo Jacob; Shinzato, Julia Yoriko; Zeferino, Luiz Carlos; Lima, Carmen Sílvia Passos; Gurgel, Maria Salete Costa
2008-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: As enzimas do sistema da glutationa S-transferase (GST) modulam os efeitos da exposição a vários agentes citotóxicos e genotóxicos. Os genes GSTM1 e GSTT1 são polimórficos em humanos e suas deleções têm sido associadas ao aumento do risco de várias neoplasias, dentre elas o câncer de mama. OBJETIVO: Comparar a freqüência das deleções dos genes GSTM1 e GSTT1 em mulheres sadias e com câncer de mama e comparar as características mamográficas (mais) do câncer entre mulheres portadoras e não portadoras das referidas deleções. MÉTODOS: Foram determinadas as freqüências das referidas deleções por PCR em 100 pacientes portadoras de câncer de mama esporádico tratadas de setembro de 2004 a junho de 2005 e em 169 mulheres sadias doadoras de sangue no mesmo período e comparadas através do odds ratio (OR) com seus respectivos IC 95%. Foram revistos os prontuários e as mamografias das pacientes com câncer e avaliadas características mamográficas (padrão de distribuição do parênquima fibro-glandular, achados mamográficos ao diagnóstico e classificação BI-RADS), correlacionando-as às deleções gênicas através do cálculo da RP (razão de prevalência) com seus respectivos IC 95%. RESULTADOS: O GSTM1 esteve deletado em 40% dos cânceres e em 44,4% dos controles (OR=1,20; IC 95% 0,70-2,04; p=0,5659) enquanto o GSTT1 em 20% e 19,5%, respectivamente (OR=0,73; IC 0,37-1,44; p=0,4124). O padrão mamográfico denso esteve associado à deleção homozigótica do GSTM1 (RP= 2,43; IC 1,11-4,08). Não se observou associação entre as deleções do sistema GST e achados mamográficos ao diagnóstico e classificação BI-RADS. CONCLUSÃO: A deleção homozigótica do gene GSTM1 associou-se ao padrão mamográfico denso. Resumo em inglês INTRODUCTION: Enzymes of the Glutathione S-transferase system (GST) modulate the effects of exposure to several cytotoxic and genotoxic agents. The GSTM1 and GSTT1 genes are polymorphic in humans and their deletions have been associated to increased risk of many cancers, including breast cancer. OBJECTIVE: To evaluate the occurrence of homozygous deletions of the GSTM1 and GSTT1 genes in women with sporadic breast cancer and in women without cancer and to compare breast c (mais) ancer mammographic features between patients with and without these deletions. METHODS: The study evaluated 100 patients with sporadic breast cancer treated from September 2004 to June 2005 and 169 women without cancer, determining the frequency of the above-mentioned deletions by PCR and calculating the odds ratios and their 95% confidence intervals. Medical files and mammograms of 100 patients with breast cancer were evaluated and correlated with mammographic features such as density, mammographic findings and the BI-RADS classification. These findings were correlated with the genetic deletions by the PR (Prevalence-Ratio) with their respective 95% confidence intervals. RESULTS: The GSTM1 gene was deleted in 40% of the cancers and in 44.4% of controls (OR = 1.20; CI 95% 0.70 - 2.04; p=0.5659) while the GSTT1 gene was deleted in 20% and 19.5%, respectively (OR = 0.73; CI 95% 0.37-1.44; p=0.4124). High mammographic density had been associated with GSTM1 deletion (PR 2.43; CI 1.11 to 4.08). GST deletions were not associated with predominant mammographic findings and the BI-RADS classification. CONCLUSION: GSTM1 homozygous deletion was associated with high mammographic density.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Efeitos de tratamentos térmicos aplicados sobre frutas cítricas armazenadas sob refrigeração/ Effects of thermal treatments applied on citric fruits under cold storage

Kluge, Ricardo Alfredo; Azevedo, Ricardo Antunes de; Jomori, Maria Luiza Lye; Edagi, Fernando Kazuhiro; Jacomino, Angelo Pedro; Gaziola, Salete Aparecida; Aguila, Juan Saavedra del
2006-10-01

Resumo em português Foram aplicados tratamentos térmicos em laranja "Valência", tangor "Murcott" e lima ácida "Tahiti" armazenadas em baixa temperatura e avaliados os efeitos na redução de injúrias pelo frio e sobre outras características bioquímicas. Os seguintes tratamentos foram aplicados: T1: frutas armazenadas a 1°C (Controle); T2: aquecimento rápido das frutas em água quente a 53°C, durante 3 minutos, sendo, em seguida, armazenadas a 1°C; T3: aquecimento lento das (mais) frutas em câmara regulada para 37°C, por 2 dias, com posterior armazenamento a 1°C; e T4: aquecimento intermitente em ciclos de 6 dias a 1°C + 1 dia a 25°C. As frutas foram armazenadas durante 90 dias a 1°C e 90-95% de Umidade Relativa (UR), sendo avaliadas a cada 15 dias. Além da incidência dos danos, foram avaliadas também as atividades das enzimas antioxidativas (catalase, glutationa redutase e ascorbato peroxidase). A lima ácida "Tahiti" e o tangor "Murcott" suportaram até 90 dias de armazenamento a 1°C com aquecimento intermitente, não apresentando danos pelo frio. No tratamento controle (armazenamento contínuo a 1°C), os danos pelo frio surgiram aos 30 dias de armazenamento para a lima "Tahiti" e aos 45 dias para o tangor "Murcott". Em laranjas "Valência", as injúrias pelo frio surgiram aos 45 dias de armazenamento, sendo significativamente menores no condicionamento térmico. Os efeitos dos tratamentos térmicos no aumento da resistência das frutas ao frio podem estar relacionados com a atividade das enzimas antioxidativas. Para a laranja "Valência", os tratamentos térmicos, aplicados na forma de condicionamento térmico ou aquecimento intermitente, reduzem as injúrias pelo frio e podem prolongar a conservação das frutas a 1°C e 90-95% UR. Para tangor "Murcott" e lima "Tahiti", o aquecimento intermitente é o tratamento mais eficiente para a redução de injúrias pelo frio e para o aumento na capacidade de armazenamento. Resumo em inglês In the present study thermal treatments on,'Valência' orange, 'Murcott' tangor and 'Tahiti' (temperature conditioning and intermittent warming) were applied lime. The following treatments were applied: T1: Fruits stored at 1°C (Controls); T2: Fast heating of the fruits in hot water at 53°C for 3 minutes and stored at 1°C; T3: Slow heating of the fruits in camera regulated at 37°C for 2 days, with subsequent storage at 1°C; and T4: Intermittent heating (mais) in cycles of 6 days at 1°C + 1 day at 25°C. Fruits were stored under low temperature (1°C) and 90-95% relative humidity (RH) during 90 days. Chilling injury incidence and changes in physical-chemical characteristics were evaluated every 15 days. Activity of catalase, glutathione reductase and ascorbate peroxidase was also determined. Intermittent warming was more efficient than temperature conditioning to reduce chilling injury. 'Tahiti' lime and 'Murcott' tangor supported up to 90 days of intermittent warming stored at 1°C, while control fruits showed chilling injury after 30 days ('Tahiti' lime) and 45 days ('Murcott' tangor). 'Valência' orange was affected by chilling injury after 45 days of cold storage, and temperature conditioning has caused lower incidence of this disorder. The effect of thermal treatments can be related to the activity of antioxidant enzymes. For ´Valência" orange, thermal treatments, applied as thermal conditioning or intermittent heating, reduce injuries caused by cold and can lengthen the conservation of fruits at 1°C and 90-95% RH. The intermittent heating is the most efficient treatment to reduce injuries caused by cold and increase at storage capacity of the 'Murcott' tangor and 'Tahiti' lime.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Estudo de métodos laboratoriais para o controle de qualidade de unidades transfusionais eritrocitárias no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Brasil/ Studies on laboratory quality control methods of erythrocyte units for transfusion in the Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), Brazil

Tomczak, Ana Carolina T. Q.; Grilo, Katia T. M.; Castro, Jaqueline M.; Machado, Anália M. B.; Leonart, Maria Suely S.; Nascimento, Aguinaldo J.
2010-01-01

Resumo em português O sistema público de hemoterapia no Brasil está estruturado em hemocentros estaduais e regionais, cujos procedimentos preconizados pelo Ministério da Saúde para a garantia da qualidade envolvem seleção e cuidados com os doadores, produção e preservação de hemocomponentes, análises laboratoriais e procedimentos para garantir a destinação adequada aos receptores. As unidades transfusionais eritrocitárias (UTE) devem ser avaliadas quanto à funcionalidade dos e (mais) ritrócitos após a transfusão. O presente trabalho visou estudar: porcentual de hemólise, morfologia eritrocitária, teores de meta-hemoglobina (metHb), glutationa reduzida (GSH), adenosina trifosfato (ATP), volume corpuscular médio (VCM), hemoglobina corpuscular média (HCM), concentração de hemoglobina corpuscular média (CHCM) e atividade de glicose 6-fosfato desidrogenase (G6-PD). Foram estudadas 19 UTE mantidas em bolsas com salina-adenina-glucose-manitol (SAGM), preparadas a partir de unidades de sangue total (ST), da rotina do Laboratório de Controle de Qualidade de Hemocomponentes do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar). Os eritrócitos apresentaram índices adequados de morfologia e integridade celular e baixos teores de hemólise. A partir de uma análise do conhecimento científico atualizado, das normas preconizadas pela RDC 153/2004 da Anvisa, das atividades rotineiras praticadas no Hemepar e dos resultados obtidos, recomenda-se o monitoramento da lesão de estoque. Sugere-se a implementação, a cada duas semanas, de preservação das UTE, das determinações de porcentagem de discócitos, índice de hemólise a partir da dosagem de cianometa-hemoglobina extracelular, VCM, HCM, CHCM, metaHb e GSH, considerando-se que, desta forma, se poderá contribuir para a melhoria da qualidade da hemoterapia. Resumo em inglês For quality control, the Brazilian government hemotherapy system is structured in State and Regional Blood Transfusion Services. Quality control includes careful selection of donors, production and preservation of blood components, laboratorial analyses and procedures to guarantee adequate supply to transfusion patients. Red cell units for transfusion should be evaluated for post-transfusion survival of erythrocytes. The aim of this work was to study the percentage of hem (mais) olysis, the erythrocyte morphology, methemoglobin (MetHb), glutathione (GSH), and adenosine triphosphate concentrations (ATP), mean corpuscular volume (MCV), mean corpuscular hemoglobin (MCH), mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC), and glucose 6-phosphate dehydrogenase (G6-PD) Activity. Nineteen red cell units maintained in bags containing SAGM, prepared from whole blood units were studied in the Quality Control Laboratory of the Center of Hematology and Hemotherapy of Paraná (Hemepar). The units proved to have appropriate morphology and cellular integrity indexes and low hemolysis rates. Starting from an analysis of recent scientific developments on norms recommended by the Brazilian Health Inspection Service (RDC 153/2004 of the Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa), routine activities of Hemepar and our results, we recommend monitoring for storage degradation. Two-week inspections of red cell units, including an evaluation of discocyte percentages, hemolysis indexes based on the concentration of extracellular cyanomethemoglobin and MCV, MCH and MCHC; metaHb and GSH concentrations, may contribute to the quality of hemotherapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Avaliação de parâmetros antioxidantes em ratos tratados com sevoflurano/ Evaluation of antioxidant parameters in eats treated with sevoflurane/ Evaluación de parámetros antioxidantes en ratones tratados con sevoflurano

Bezerra, Francisco J. L; Vale, Nilton Bezerra do; Macedo, Brunno de Oliveira; Rezende, Adriana Augusto; Almeida, Maria das Graças
2010-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O sevoflurano é um éter halogenado com flúor que sofre biotransformação hepática através do citocromo P450 2E1. Éteres halogenados que sofrem biotransformação pelo P450 2E1 podem produzir espécies reativas do oxigênio (ERO) e promover enfraquecimento do sistema de defesa antioxidante. O objetivo deste trabalho foi investigar a relação entre a atividade das enzimas antioxidantes eritrocitárias e o sevoflurano. MÉTODO: Os animais f (mais) oram distribuídos em quatro grupos: Grupo 1 controle: apenas oxigênio a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 dias consecutivos); Grupo 2 - sevoflurane 4,0% em oxigênio a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 dias consecutivos); Grupo 3 - isoniazida (i.p.), 50 mg.kg-1 de peso corporal /dia, durante 4 dias e em seguida tratados apenas com oxigênio a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 dias consecutivos); Grupo 4 - isoniazida por via intraperitoneal na dose de 50 mg.kg-1 de peso corporal, diariamente durante 4 dias, seguido da administração do sevoflurane a 4,0% em oxigênio a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 dias). Após 12 horas da última exposição ao sevoflurane, os animais foram sacrificados e o sangue foi coletado através da veia porta para análise da atividade das enzimas antioxidantes. RESULTADOS: Aumento da atividade específica da glicose-6-fosfato desidrogenase, diminuição da atividade específica da catalase, principalmente no grupo de animais pré-tratados com isoniazida e, em seguida, tratados com sevoflurano. A glutationa peroxidase não apresentou alteração na sua atividade. CONCLUSÕES: A interação do sevoflurano com indutores enzimáticos do citocromo P450 2E1 pode propiciar a instalação do estresse oxidativo caso a exposição se torne prolongada e repetitiva. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El sevoflurano es un éter halogenado con flúor que sufre una biotransformación hepática a través del citocromo P450 2E1. Los éteres halogenados que sufren biotransformación por el P450 2E1, pueden generar especies reactivas del oxígeno (ERO) y promover el debilitamiento del sistema de defensa antioxidante. El objetivo de este trabajo fue investigar la relación entre la actividad de las enzimas antioxidantes eritrocitarias y el sevoflura (mais) no. MÉTODO: Los animales fueron distribuidos en cuatro grupos: Grupo 1 control: apenas oxígeno a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 días consecutivos); Grupo 2 - sevoflurano 4,0% en oxígeno a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 días consecutivos); Grupo 3 - isoniazida (i.p.), 50 mg.kg-1 de peso corporal /día, durante 4 días y enseguida tratados apenas con oxígeno a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 días consecutivos); Grupo 4 - isoniazido por vía intraperitoneal en dosis de 50 mg.kg-1 de peso corporal, diariamente durante 4 días, seguido de la administración del sevoflurano a 4,0% en oxígeno a 100% (1 L.min-1 por 60 minutos durante 5 días). Después de 12 horas de la última exposición al sevoflurano, los animales se sacrificaron y la sangre se recolectó a través de la vena porta para el análisis de la actividad de las enzimas antioxidantes. RESULTADOS: Aumento de la actividad específica de la glucosa- 6-fosfato deshidrogenasa, reducción de la actividad específica de la catalasis, principalmente en el grupo de animales pretratados con isoniazida y enseguida, tratados con sevoflurano. El glutatión peroxidasa no presentó ninguna alteración en su actividad. CONCLUSIONES: La interacción del sevoflurano con inductores enzimáticos del citocromo P450 2E1 puede propiciar la instalación del estrés oxidativo en el caso que la exposición se prolongue y sea repetitiva. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Sevoflurane is a halogenated fluorinated ether that undergoes hepatic biotransformation through cytochrome P4502E1. Halogenated ethers undergoing biotransformation by P4502E1 can produce reactive oxygen species (ROS), weakening the antioxidant defense mechanism. The objective of this study was to investigate the relationship between the activity of erythrocyte antioxidant enzymes and sevoflurane. METHODS: Animals were divided in four groups: Gro (mais) up 1 - control: 100% oxygen (1 L.min-1 for 60 min during five consecutive days); Group 2 - 4.0% sevoflurane in 100% oxygen (1 L.min-1 for 60 minutes during five consecutive days); Group 3 - isoniazid (i.p.), 50 mg.kg-1/ day for four consecutive days, followed by 100% oxygen (1 L.min-1 for 60 minutes during four consecutive days); Group 4 - intraperitoneal isoniazid, 50 mg.kg-1 daily for four days, followed by 4.0% sevoflurane in 100% oxygen (1 L.min-1 for 60 minutes during five days). Twelve hours after the last exposure to sevoflurane, animals were sacrificed and their blood was collected through the portal vein for analysis of antioxidant enzymes. RESULTS: An increase in the activity of glucose-6-phosphate dehydrogenase and a decrease in the activity of catalase were observed, especially in the group of animals pre-treated with isoniazid. Changes in the activity of glutathione peroxidase were not observed. CONCLUSIONS: The interaction between sevoflurane and cytochrome P450 2E1 with enzymatic inducers can lead to oxidative stress with prolonged and repetitive exposure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Radicais livres de oxigênio e exercício: mecanismos de formação e adaptação ao treinamento físico/ Radicales libres de oxigeno y ejercicio: mecanismos de formación y adaptación al entrenamiento/ Oxygen free radicals and exercise: mechanisms of synthesis and adaptation to the physical training

Schneider, Cláudia Dornelles; Oliveira, Alvaro Reischak de
2004-08-01

Resumo em português O interesse acerca dos mecanismos de geração e adaptação de radicais livres de oxigênio (RLO) ao exercício aumentou significativamente a partir da demonstração de sua relação com o consumo de oxigênio. Os RLO são formados pela redução incompleta do oxigênio, gerando espécies que apresentam alta reatividade para outras biomoléculas, principalmente lipídios e proteínas das membranas celulares e, até mesmo, o DNA. As injúrias provocadas por estresse oxid (mais) ativo apresentam efeitos cumulativos e estão relacionadas a uma série de doenças, como o câncer, a aterosclerose e o diabetes. O exercício físico agudo, em função do incremento do consumo de oxigênio, promove o aumento da formação de RLO. No entanto, o treinamento físico é capaz de gerar adaptações capazes de mitigar os efeitos deletérios provocados pelos RLO. Estas adaptações estão relacionadas a uma série de sistemas, dos quais os mais importantes são os sistemas enzimáticos, compostos pela superóxido dismutase, catalase e glutationa peroxidase, e o não enzimático, composto por ceruloplasmina, hormônios sexuais, coenzima Q, ácido úrico, proteínas de choque térmico e outros. Tais adaptações, apesar das controvérsias sobre os mecanismos envolvidos, promovem maior resistência tecidual a desafios oxidativos, como aqueles proporcionados pelo exercício de alta intensidade e longa duração. As técnicas de avaliação de estresse oxidativo, na maioria das vezes, não são capazes de detectar injúria em exercícios de curta duração. Dessa forma, esforços estão sendo feitos para o estudo de esforços físicos realizados por longos períodos de tempo ou efetuados até a exaustão. Novos marcadores de lesão por ação dos RLO estão sendo descobertos e novas técnicas para sua determinação estão sendo criadas. O objetivo deste trabalho é discutir os mecanismos da formação dos RLO e das adaptações ao estresse oxidativo crônico provocado pelo treinamento físico. Resumo em espanhol El interés a cerca de los mecanismos de generación y adaptación de radicales libres de oxígeno (RLO) al ejercicio aumentó significativamente a partir de la demostración de su relación con el consumo de oxígeno. Los RLO son formados por la reducción incompleta de del oxígeno, generando especies que presentan una alta reactividad para otras biomoléculas, principalmente lípidos y proteínas de las membranas celulares y, así mismo, el DNA. Las injurias provocadas (mais) por el estrés oxidativo presentan efectos acumulativos y están relacionados a una serie de enfermedades, como el cáncer, la arteriosclerosis o la diabetes. El ejercicio físico agudo, en función del incremento del consumo de oxígeno promueve un aumento en la formación de los RLO. No en tanto, el entrenamiento físico es capaz de generar adaptaciones capaces de mitigar los efectos deletéreos provocados por los RLO. Estas adaptaciones están relacionadas a una serie de sistemas de los cuales los mas importantes son los sistemas enzimáticos, compuestos por la peróxido dismutasa, catalasa y glutation peroxidasa y los sistemas no enzimáticos compuestos por ceruloplasmina, hormonas sexuales, la coenzima Q, ácido úrico, proteínas de choque térmico, y otros. Tales adaptaciones, a pesar de las controversias sobre los mecanismos comprendidos, promueven una mayor resistencia tisular a los desafíos oxidativos, como son aquellos proporcionados por el ejercicio físico de alta intensidad y de larga duración. Las técnicas de evaluación del estrés oxidativo, la mayoría de las veces, no son capaces de detectar injurias en ejercicios de corta duración. De esta forma, los esfuerzos están siendo realizados por largos periodos de tiempo o realizados hasta la extenuación. Nuevos marcadores de lesión por acción de los RLO están siendo descubiertos y nuevas técnicas para su determinación están siendo creadas. El objetivo de este trabajo es discutir los mecanismos de formación de los RLO y de adaptación al estrés oxidativo crónico provocado por el entrenamiento físico. Resumo em inglês The interest about the mechanisms of generation and adaptation of oxygen free radicals (OFR) to exercise has increased significantly from the demonstration of its relation with the oxygen intake. The OFR are formed through the incomplete reduction of oxygen, generating species presenting high reactivity to other biomolecules, especially lipids and proteins of the cell membranes and even DNA. The injuries caused by the oxidative stress present accumulative effects, being r (mais) elated to several diseases such as cancer, arteriosclerosis and diabetes. The acute physical exercise furthers the increase on the formation of OFR in function of the increment on the oxygen intake. However, the physical training generates adaptations able to soften the harmful effects caused by OFR. These adaptations are related to several systems, among which the most important are the enzymatic system, composed by the superoxide dysmutase, catalase and glutathione peroxidase; and the non-enzymatic system, composed by the ceruloplasmine, the sexual hormones, co-enzyme Q, uric acid, thermal shock proteins, among others. Such adaptations, despite the controversies about the mechanisms involved, further a higher tissue resistance and oxidative challenges such as those provided by long-duration high intensity exercises. The evaluations techniques of the oxidative stress, most times are not able to detect injuries in short-duration exercises. Thus, studies of physical efforts performed for long periods or until exhaustion have been conducted. New lesion markers by OFR action have been discovered and new techniques for its determination have been created. The objective of this work is discuss the formation mechanisms of OFR and the adaptations to the chronic oxidative stress caused by physical training.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Regulação metabólica e produção de espécies reativas de oxigênio durante a contração muscular: efeito do glicogênio na manutenção do estado redox intracelular/ Metabolic regulation and production of oxygen reactive species during muscule contraction: effect of glycogen on intracellular redox state

Silveira, Leonardo R.; Hirabara, Sandro M.; Lambertucci, Rafael H.; Leandro, Carol V.; Fiamoncini, Jarlei; Pinheiro, Carlos HJ; D'Angelo, Anielle C. A.; Bassit, Reinaldo A.; Pithon-Curi, Tânia C; Curi, Rui
2008-02-01

Resumo em português O exercício físico prolongado reduz os estoques de glicogênio muscular. Nessas condições, os processos de fadiga muscular são estimulados coincidindo com um aumento na produção de espécies reativas de oxigênio. A suplementação de carboidratos ou de antioxidantes isoladamente contribui para a melhora da performance muscular, sugerindo um efeito importante da depleção de substrato (glicose) e do aumento da produção de EROs no desenvolvimento da fadiga muscul (mais) ar durante a atividade física. Embora o mecanismo seja desconhecido, estamos propondo neste estudo que uma maior disponibilidade de glicogênio poderia favorecer uma maior atividade da via das pentoses fosfato, aumentando a disponibilidade de NADPH e GSH no tecido muscular esquelético. Uma maior capacidade antioxidante aumentaria a capacidade do tecido muscular em atividade, mantendo o equilíbrio redox durante atividade física prolongada e melhorando o desempenho. Neste processo, o ciclo glicose-ácido graxo pode ser importante aumentando a oxidação de lipídio e reduzindo o consumo de glicogênio durante a atividade prolongada. Além disso, um aumento na produção de EROs pode reduzir a atividade de enzimas importantes do metabolismo celular incluindo a aconitase e a a-cetoglutarato desidrogenase, comprometendo a produção de energia oxidativa, via predominante na produção de ATP durante a atividade muscular prolongada. Resumo em inglês Fatigue is closely related to the depletion of glycogen in the skeletal muscle during prolonged exercise. Under this condition, the production of oxygen reactive species (ROS) is substantially increased. It has been shown that dietary supplementation of carbohydrate or antioxidant attenuates muscle fatigue during contraction. This suggests that glycogen availability and/or elevated ROS production plays an important role on muscle fatigue development during prolonged muscl (mais) e activity. Although the mechanism is still unknown, we propose that elevated muscle glycogen availability may lead to a high activity of hexose monophosphate pathway, increasing the NADPH and glutathione concentration in the skeletal muscle tissue. Elevated antioxidant capacity would increase the muscle redox balance during muscle contraction, improving performance. In this process, the glucose-fatty acid cycle may be important to increase lipid oxidation and consequently decrease glycogen utilization during prolonged activity. In addition, an elevated ROS production could reduce the activity of key metabolic enzymes including aconitase and a-ketoglutarate dehydrogenase, decreasing the oxidative energy production in the skeletal muscle during prolonged activity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

O estresse oxidativo na regeneração hepática em ratos/ Oxidative stress on liver regeneration in rats

Melo, José Ulisses de Souza; Campos Júnior, Manoel Messias; Santos, Jefferson Menezes Viana; Barreto, Marcus Vinicius Amaral; Kimura, Osamu de Sandes
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Investigar o estresse oxidativo durante a regeneração hepática em ratos submetidos à hepatectomia (HP) e, ao mesmo tempo, avaliar a função hepática enquanto em regeneração. MÉTODO: 36 ratos Wistar machos jovens foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos de 18 animais: submetidos somente à laparotomia (controle, Grupo G1) e parcialmente hepatectomizados (experimento, Grupo G2). Nos tempos 36h (T1), 168h (T2) e 336h (T3) pós-HP, GSH foi medida n (mais) o plasma e no tecido hepático, enquanto Gli e BT foram aquilatados no sangue. A massa do fígado residual foi utilizada para estimar a evolução da regeneração hepática. RESULTADOS: Houve diferença estatisticamente significativa no crescimento dos lobos residuais nos grupos controle e experimento. GSH hepático e plasmático se mostraram significantemente maior nos animais parcialmente hepatectomizados.,em todos os tempos. Hiperglicemia estatisticamente significativa ocorreu nos ratos pós-HP nos tempos T2 e T3. A BT não apresentou qualquer alteração entre os grupos. CONCLUSÃO: Durante a regeneração hepática pós-HP em ratos há um aumento do estresse oxidativo e o fígado residual permanece apto na manutenção da homeostase orgânica. Resumo em inglês BACKGROUND: The purpose of this study was to evaluate the oxidative stress and the hepatic function on rat liver regeneration after partial hepatectomy (PH). METHODS: Thirty-six young male Wistar rats were randomly assigned in two groups of 18 animals each: control group 1 (G1) the animals were only laparotomized, and group 2 (G2) rats were submitted to PH. In each group, at 36 hours (T1), 168 hours (T2) and 336 hours (T3) post-PH, a subgroup of 6 rats was chosen in a ran (mais) domized way to be submitted to a total hepatectomy (TH) in G1, and to complete the hepatectomy (CH) in G2 rats. We measured blood samples and the residual liver lobes for reduced glutathione (GSH) (blood plasma and liver), blood concentrations of glucose (Glu), and total bilirubin (TB). All surgical procedures were performed under inhalator ether anesthesia. RESULTS: There was no significant difference on the liver regeneration between the 2 groups. Liver and blood GSH concentrations from G2 were significantly higher than G1. Significant hyperglycemia occurred at T2 and T3 in G2. TB measurements did not show any significant difference on both groups. CONCLUSION: There is an increased oxidative stress in rats on liver regeneration post-PH, but the residual liver lobes did not compromise with the organic homeostasis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Glutathion no sangue humano normal/ Glutathione of normal blood

Villela, Gilberto G.; Campos, J. Gomes
1934-11-01

Resumo em inglês 1.) - Woodward-Fry's and Okuda-Hess technics were employed in the determination of blood glutathione in normal healthy adults of both sexes. 2.) - It was found more accurately results with the technic of Woodward and Fry than of any others for the dosage of G. S. H. of blood. 3.) - When the process of Okuda-Hess is modified by the use of an intern indicator (starch) the readings of the end-point are much more easy and therefore the results more exacts. 4.) - The averages (mais) of the data obtained for normal blood by the technic of Woodward and Fry were for men per hundred cubic cent. 27 mgrs (G.S.H); 6.6 mgrs. (G.S.S) and 33.6 mges. (G. T) and for women: 28.4 mgrs. (G.S.H), 7.8 mgrs. (G.S.S) and 36,2 mgrs. (G.T). 5.) - Autoxidation in the blood filtrate is only apreciated after 24 hs. In the first eight hours autoxidation is never observed. 6.) - The increase of glutathione in hyperglobulia is a function of the amount of red corpuscles. In acrocyanosis arterial blood is richest in these component than venous blood and this fact is in accordance with the observation of Blanchetière, Mélon and Binet for the experimental asphyxia of dogs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Fatores genéticos e ambientais envolvidos na degeneração do disco intervertebral/ Genetic and environmental factors involved on intervertebral disc degeneration

Nunes, Francine Teresa Brioni; Conforti-Froes, Nívea Dulce Tedeschi; Negrelli, Wilson Fábio; Souza, Dorotéia Rossi Silva
2007-01-01

Resumo em português A etiologia da degeneração do disco intervertebral (DDI) ainda não está totalmente esclarecida. O gene do receptor da vitamina D (VDR) tem sido apontado como um dos possíveis envolvidos no surgimento das discopatias. Por outro lado, este estudo relaciona pela primeira vez, a participação dos genes das glutatião transferases M1 e T1 (GSTT1 e GSTM1), responsáveis pela inativação dos componentes do cigarro, na DDI. Foi extraído DNA de leucócitos de 66 pacientes (mais) e 88 controles, pareados por gênero e idade. O polimorfismo VDR-FokI foi amplificado por reação em cadeia da polimerase (PCR) seguido de restrição com a enzima FokI. Os polimorfismos das GSTT1/M1 foram determinados por meio da PCR multiplex. A história familial e a gravidade da doença se destacaram nos pacientes portadores do alelo f do gene VDR-FokI (P=0,000 e 0,0012, respectivamente). A idade de surgimento da doença mostrou-se precoce nos indivíduos com genótipo _/f (média de 26 anos). Foi encontrada associação do polimorfismo FokI com a degeneração precoce e gravidade da DDI, sendo que o hábito de fumar também interferiu nesse processo, independente da presença ou não do genótipo favorável para GSTT1/M1. Resumo em inglês The etiology of intervertebral disc degeneration (IDD) has not been fully clarified yet. Vitamin D receptor’s gene (VDR) has been suggested as one of the potential entities involved in disc pathologies onset. On the other hand, this study correlates, for the first time, glutathione transferases M1 and T1 genes (GSTT1 and GSTM1) participation, which are responsible for cigarette components’ inactivation, in IDD. DNA was extracted from leukocytes of 66 patients and 88 con (mais) trols, paired by gender and age. The VDR-Fokl polymorphism was amplified by polymerase chain reaction (PCR) followed by restriction with Fokl enzyme. GSTT1/M1 polymorphisms were determined by means of PCR multiplex. Family history and disease severity were highlighted in patients carrying the f allele of the VDR-Fokl gene (P=0.000 and 0.0012, respectively). The age at disease onset has shown to be early in individuals with _/f genotype (average 26 years old). A correlation was found between Fokl polymorphism and early degeneration and IDD severity, with smoking habit also interfering in this process, regardless of the presence or absence of a favorable genotype for GSTT1/M1.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Efeitos do dimetilsulfóxido no estresse oxidativo e na regeneração hepática pós-hepatectomia em ratos/ Effects of dimethylsulfoxide on post-hepatectomy oxidative stress and liver regeneration in rats

Melo, José Ulisses de Souza; Vasconcelos, Paulo Roberto Leitão de; Santos, Jefferson Menezes Viana; Campos Júnior, Manoel Messias; Barreto, Marcus Vinicius Amaral; Kimura, Osamu de Sandes
2008-04-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar a influência do DMSO sobre o estresse oxidativo e a regeneração hepática pós-HP via um modelo experimental. MÉTODO: 36 ratos Wistar machos jovens foram aleatoriamente distribuídos em dois Grupos de 18 animais: parcialmente hepatectomizados com infusão diária de solução salina (controle) e parcialmente hepatectomizados com aporte diário intraperitoneal de DMSO, todos por duas semanas. Nos tempos 36h (T1), 168h (T2) e 336h (T3) pós-HP, glutati (mais) ona (GSH) foi medida no plasma e no tecido hepático, enquanto glicose e bilirrubina total foram aquilatados no sangue. A massa do fígado residual, nos mesmos tempos, foi o parâmetro utilizado para estimar a evolução da regeneração do fígado. RESULTADOS: DMSO baixou os níveis de GSH hepático e sangüíneo mas não interferiu na evolução da massa em regeneração. CONCLUSÃO: DMSO inibiu o estresse oxidativo pós-HP mas não mostrou alterações significantes na regeneração hepática em ratos. Resumo em inglês BACKGROUND: The purposes of this study were to evaluate dimethylsulfoxide (DMSO) influences on oxidative stress and rat liver regeneration after partial hepatectomy (PH). METHODS: 36 young male Wistar rats were randomly assigned to two groups of 18 animals each - experimental (G2) and control (G1) - and all of them were submitted to PH at the time T0. The G1 rats received daily for 14 days, by intraperitoneal (i.p.) route, NaCl 0.9% (saline) 0.1mL/kg and the G2 animals go (mais) t daily DMSO 3% 0.1mL/kg by the same route. In each group, at 36h(T1), 168h(T2) and 336h(T3) post-PH, a subgroup of 6 rats were chosen in a randomized way to complementary hepatectomy, when blood and the residual liver lobes were taken to measure reduced glutathione (GSH) (blood plasma and liver) and blood concentrations of glucose and total bilirubin. All surgical procedures were performed under inhaled ether anesthesia. RESULTS: DMSO inhibited the liver and the plasma GSH concentrations after 7 days but did not show any significant effect on liver regeneration phenomenona. CONCLUSION: DMSO administration leads to an inhibitory effect on oxidative stress but did not show any change on the liver regeneration evolution in rats after PH.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Dietas à base de arroz e feijão aumentam a atividade plasmática e hepática da gama-glutamiltranspeptidadase em ratos jovens

Vianna de Oliveira, Ida Maria; Fujimori, Elizabeth; da Silva, Luciana
2000-12-01

Resumo em português O efeito de dietas à base de arroz-feijão sobre a atividade plasmática e hepática da gama-glutamiltranspeptidase-GGT foi avaliado em ratos jovens (Experimento A) e adultos (Experimento B). Os animais receberam dietas isocalóricas contendo três níveis de proteína de Arroz, Feijão, Arroz-Feijão ou Caseína, durante 28 dias. Com os menores níveis distintos de proteína dietética, a atividade plasmática e hepática da GGT mostrou-se significativamente elevada em (mais) relação ao grupo controle de Caseína a 25%, assemelhando-se àquela do grupo aprotéico. Essa elevação foi mais efetiva com dietas de Feijão e Arroz-feijão em ratos jovens, evidenciando que o efeito da restrição protéica é exacerbado pela baixa disponibilidade de aminoácidos sulfurados, além de um efeito diferencial com a idade. As alterações observadas sugerem uma adaptação metabólica da GGT aos níveis inadequados de proteína e sobretudo de aminoácidos sulfurados e subsidiam a hipótese de redução no nível de glutátion com dietas à base de leguminosas. Resumo em inglês Rice and bean diets increase hepatic and plasmatic activity of gammaglutamyltranspeptidase in growing rats. The effect of feeding rice and bean diets in both hepatic and plasmatic activity of gamma-glutamyltranspeptidase-(GGT-EC 2.3.2.2) activity was evaluated in growing-rats (Experiment A) and mature rats (Experiment B). During 28 days, the animals were fed with isocaloric-diets composed by tree levels of rice, bean or rice-and-bean protein. Similarly with the aproteic g (mais) roup, a significant increase on both the hepatic and plasmatic GGT activity were showed with the lowest leves of protein, when compared with 25% casein control group. This rise was more effective in growing-rats fed on legume-based diets (as bean or rice-and-bean diets), making evident a differential effect of age and an exacerbated effect of the protein restriction with the lowest sulfur amino acids disposal. These alterations suggest a metabolic adaptation of GGT to both the inadequate protein and sulfur-amino acid levels, thus supporting the hypothesis that the Glutathione levels may be reduced by these legume-based diets.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Comportamento celular e resposta antioxidante diferenciados de Saccharomyces cerevisiae e de Saccharomyces chevalieri ao metavanadato de amónio/ Different cellular behaviour and antioxidant response of Saccharomyces cerevisiae and Saccharomyces chevalieri growing in presence of ammonium metavanadate

Ferreira, R.; Alves-Pereira, I.; Magriço, S.; Ferraz-Franco, C.
2007-01-01

Resumo em português A fermentação do vinho é um processo microbiológico complexo que requere a presença de leveduras adaptadas a condições de stresse. No ambiente celular de organismos aeróbios ocorrem naturalmente espécies reactivas de oxigénio (ROS) como subprodutos da respiração mitocondrial. A elevada reactividade destas espécies químicas pode gerar danos moleculares que, em alguns casos, levam à morte celular. Em condições fisiológicas normais ou como resposta ao stres (mais) se oxidativo, a célula pode desencadear respostas adaptativas que envolvem mecanismos antioxidantes como os enzimas glutationo redutase (GR; EC 1.6.4.2) e catalases T (CAT T; EC 1.11.1.6) e A (CAT A; EC 1.11.1.6). O vanádio, um metal pesado presente em alguns fitofármacos, pode também com portar-se como um gerador de ROS, alterando o estado redox intracelular e exercendo efeitos nocivos em leveduras expostas a quantidade excessiva deste elemento. O principal objectivo deste trabalho foi comparar o efeito do metavanadato de amónio (NH4VO3), um sal pentavalente de vanádio, na viabilidade celular e nas actividades enzimáticas GR, CAT T e CAT A das leveduras vínicas Saccharomyces cerevisiae UE-ME3 e Saccharomyces chevalieri UE-ME1. Os resultados obtidos mostram que S. chevalieri UE-ME1 revelou menor tolerância ao NH4VO3 do que S. cerevisiae UE-ME3, uma vez que culturas de S. chevalieri não sobreviveram para valores de concentração do sal de vanádio superiores a 7,5 mM enquanto que células de S. cerevisiae mantiveram-se viáveis em presença de metavanadato de amónio 75 mM. As actividades enzimáticas estudadas apresentaram em S. chevalieri valores muito inferiores aos que foram determinados em S. cerevisiae embora em ambas as espécies de levedura o NH4VO3 pareça comportarse como um indutor de stresse oxidativo ao provocar um decréscimo significativo da actividade GR (P Resumo em inglês The fermentation of wine is a complex microbiological process which requires yeast adaptation to stress conditions. In the cellular environment of aerobic organisms naturally reactive oxygen species (ROS) occurs as by-products of mitochondrial respiration. The higher reactivity of these chemical species could cause molecular damages that in several cases induce cellular death. In common physiological conditions or as response to oxidative stress, the cell can generate ada (mais) pted responses which involve antioxidants mechanisms as glutathione reductase (GR; EC 1.6.4.2) and catalase T (CAT T; EC 1.11.1.6) and A (CAT A; EC 1.11.1.6) enzymes. Vanadium, a heavy metal present in several pesticides could generate ROS changing the intracellular redox state and cause deleterious effects in yeasts exposed to higher levels of this element. The main objective of this work was to compare the effects of ammonium metavanadate (NH4VO3), a pentavalent salt of vanadium on cellular viability and GR, CAT T and CAT A activities of wine yeast Saccharomyces cerevisiae UE-ME3 and Saccharomyces chevalieri UE-ME1. The results obtained show that S. chevalieri UE-ME1 has lower tolerance to NH4VO3 than S. cerevisiae UE-ME3, since S. chevalieri cultures do not survive to concentration values of ammonium metavanadate higher than 7,5 mM, whereas S. cerevisiae cells are still viable in the presence of 75 mM. S. chevalieri has an enzymatic activity lower than S. cerevisiae, although for both yeast species NH4VO3 could behave as oxidative stress inductor, causing a significant decrease of GR activity (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)