Sample records for glucocorticoids
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

O papel dos glicocorticóides na expressão dos sintomas de humor: uma revisão/ The role of glucocorticoids in the modulation of mood symptoms: a review/ El rol de los glicocorticóides en la expresión de los síntomas de humor: una revisión

Alheira, Flávio Valdozende; Brasil, Marco Antônio Alves
2005-08-01

Resumo em português O objetivo desta revisão é verificar, na literatura, uma relação entre níveis plasmáticos aumentados de corticosteróides e sintomas psiquiátricos, identificar as manifestações clínicas mais comuns e os tratamentos propostos. Alterações no eixo hipotálamo-hipófise-supra-renal levando a hipercortisolemia estariam associadas a distúrbios do humor, sobretudo depressão, enquanto que o uso de drogas glicocorticóides estaria relacionado ao aparecimento de sinto (mais) mas psiquiátricos, como mania, depressão, labilidade afetiva e psicose. O levantamento bibliográfico foi realizado através dos indexadores Medline e Bireme no período de 1993 a 2003, em inglês, francês e espanhol, utilizando-se o cruzamento das seguintes palavras-chave: cortisol, corticosteróides, depressão, transtorno bipolar e psicose. Foram incluídos artigos originais (33) e de revisão (22) e excluídos relatos de caso. Alguns estudos sugerem que altas concentrações plasmáticas de cortisol, em longo prazo, podem levar à depressão, propondo que a utilização de drogas antiglicocorticóides teria efeito antidepressivo. Outros estudos, por outro lado, indicam não haver associação entre hipercortisolemia e episódios depressivos. Resumo em espanhol El objetivo de esta revisión es verificar en la literatura una relación entre niveles plasmáticos aumentados de corticosteróides y síntomas psiquiátricos, identificando las manifestaciones clínicas mas comunes y los tratamientos propuestos. Alteraciones en el eje hipotálamo-hipófisis-supra-renal (HHSR) llevando a una hipercortisolemia estarían asociadas a disturbios del humor, sobretodo depresión, mientras el uso de drogas glicocorticóides estaría relacionado (mais) al aparecimiento de síntomas psiquiátricos como: manía, depresión, labilidad afectiva e psicosis. El levantamiento bibliográfico fue realizado a partir de los indexadores MEDLINE y BIREME en el período de 1993 a 2003 en ingles, francés y español, utilizando el entrecruce de las palabras clave: cortisol, corticosteróides, depresión, trastorno bipolar e psicosis. Fueron inclusos artículos originales (33) y de revisión (22) y excluidos relatos de caso. Algunos estudios sugieren que altas concentraciones plasmáticas de cortisol, a largo plazo, pueden llevar a una depresión, proponiendo que la utilización de drogas antiglicocorticóides tendría un efecto antidepresivo. Otros, por otro lado, indican no haber asociación entre hipercortisolemia e episodios decisivos. Resumo em inglês The objective of this study was to make a literature review on associations between high plasma levels of corticosteroids and psychiatry symptoms, as well as to identify the most common clinical manifestations and treatments suggested. Hipercortisolemia resulting from alterations in the HPA axis would be associated with mood disorders, especially depression, whereas the use of glucocorticoid drugs would be related to the occurrence of psychiatric symptoms such as mania, d (mais) epression, affective lability and psychosis. The review was performed via Medline and Bireme indexes, and articles published in English, French and Spanish between 1993 and 2003 were included. The following keywords were used: cortisol, corticosteroids, depression, bipolar disorder and psychosis. Original (33) and review (22) articles were included in the review; case reports were excluded. Some studies suggest that long-term high plasma cortisol concentrations may cause depression, and that the use of antiglucocorticoid drugs would have an antidepressant effect. On the other hand, other studies do not show association between hypercortisolemia and depressive episodes.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Influência dos glicocorticóides sobre o eixo somatotrófico/ Influence of glucocorticoids on the somatotrophic axis

Silva, Silvia R. Correa da; Lengyel, Ana Maria J.
2003-08-01

Resumo em português A secreção de hormônio de crescimento (growth hormone, GH) é modulada por uma interação complexa entre dois fatores hipotalâmicos: o hormônio liberador do GH (GH-releasing hormone, GHRH) e a somatostatina (SRIF). Recentemente foi sugerida a existência de uma terceira via fisiológica de regulação deste hormônio, mediada pelos GHS (growth hormone secretagogues) e provavelmente pelo peptídeo endógeno, ghrelina. Os glicocorticóides (GCs) influenciam a secreç� (mais) �o de GH atuando em diversos níveis, apesar dos mecanismos envolvidos nessas múltiplas ações não estarem totalmente elucidados. Além disso, esses esteróides têm efeitos estimulatórios ou inibitórios na liberação de GH, dependendo do modelo experimental, duração da exposição, dose, tipo e via de administração, entre outros. Embora controvertida, a administração aguda de GCs aumenta a secreção de GH em humanos. No entanto, quando presente em níveis suprafisiológicos por períodos mais longos (meses ou anos), os GCs inibem a liberação de GH. O efeito desses esteróides na IGF-1 e IGFBPs são bastante controvertidos. Resumo em inglês GH secretion is modulated by a complex interplay between two hypothalamic factors, GHRH (growth hormone-releasing hormone) and somatostatin (SRIF). More recently, a third physiological mechanism mediated by GHS (growth hormone secretagogues) and its endogenous counterpart, ghrelin, has been discovered. Glucocorticoids (GCs) influence GH secretion acting at several levels, although the mechanisms involved in its multiple actions are not fully elucidated. Moreover, these st (mais) eroids have stimulatory or inhibitory effects on GH release depending on the experimental model, duration of exposure, dose, type and route of administration, among other factors. Although controversial, acute GCs administration enhances GH secretion in man. However, when given for longer periods (months or years), it inhibits GH release. The effects of these steroids on IGF-1 and IGFBPs are quite controversial.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Metanálise sobre o uso de glicocorticóides pré-operatório para redução do risco de complicações após esofagectomia por carcinoma do esôfago/ Use of preoperative glucocorticoid to risk reduction of complications after esophagectomy by esophagus carcinoma: meta-analysis

Raimondi, Antônio Marcos
2006-12-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O emprego de glicocorticóides tem sido proposto para reduzir a morbidade após intervenções cirúrgicas, porém, não é largamente utilizado antes da ressecção do esôfago porque não existem conhecimentos suficientes sobre a sua eficácia. O objetivo do trabalho foi verificar os efeitos da administração pré-operatória de glicocorticóides, em pacientes submetidos à esofagectomia por carcinoma de esôfago. MÉTODO: As fontes utilizada (mais) s foram: Medline, Embase, Cancerlit, Scielo, Base de Dados de Ensaios Clínicos Controlados da Colaboração Cochrane e busca manual de referências. O término da pesquisa ocorreu em dezembro de 2005. Foram pesquisados estudos aleatórios de pacientes com carcinoma esofágico, em que se compararam glicocorticóides com placebo, administrados antes das esofagectomias. Os dados foram coletados pelos mesmos revisores e a qualidade dos estudos foi avaliada usando-se o escore de Jadad. A metanálise foi realizada utilizando-se a razão de chances - odds ratio- (intervalos de confiança - IC - de 95%) entre tratamento e placebo e um modelo de risco relativo baseado no teorema de Bayes. RESULTADOS: Quatro estudos envolvendo 169 pacientes foram localizados. Não ocorreram diferenças na mortalidade pós-operatória e nas incidências de deiscência de anastomose e insuficiências renal e hepática entre glicocorticóides e placebo. Houve decréscimo na incidência de complicações respiratórias pós-operatórias (95% IC = 0,09-0,46) , sepse (95% IC = 0,10-0,81) e no total de complicações pós-operatórias (95% IC = 0,06-0,23) no grupo tratado com glicocorticóides. CONCLUSÕES: A administração pré-operatória de glicocorticóides foi associada com um decréscimo nas complicações pós-operatórias. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Preoperative glucocorticoid administration has been proposed for reducing postoperative morbidity. This is not widely used before esophageal resection because of incomplete knowledge regarding its effectiveness. The aim here was to assess the effects of preoperative glucocorticoid administration in adults undergoing esophageal resection for esophageal carcinoma. METHODS: Studies were identified by searching the Cochrane Controlled Trials Registe (mais) r, MEDLINE, EMBASE, CancerLit, SCIELO and Cochrane Library, and by manual searching from relevant articles. The last search for clinical trials for this systematic review was performed in December 2005. This review included randomized studies of patients with potentially resectable carcinomas of the esophagus that compared preoperative glucocorticoid administration with placebo. Data were extracted by the reviewer, and the trial quality was assessed using Jadad scoring. Odds ratio with 95% confidence limits and bayesian relative risk were used to assess the significance of the difference between the treatment arms. RESULTS: Four randomized trials involving 169 patients were found. There were no differences in postoperative mortality, anastomotic leakage, hepatic and renal failure between the glucocorticoid and placebo groups. There were fewer postoperative respiratory complications (95% CI = 0.09-0.46), sepsis (95% CI = 0.10-0.81), and total postoperative complications (95% CI = 0.06-0.23) with preoperative glucocorticoid administration. CONCLUSIONS: Prophylactic administration of glucocorticoids is associated with decreased postoperative complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Síndrome de Cushing exógena e retirada de glicocorticóides/ Exogenous Cushing's syndrome and glucocorticoid withdrawal

Romanholi, Daniella J.P.C.; Salgado, Luiz Roberto
2007-11-01

Resumo em português Glicocorticóides são amplamente utilizados na prática clínica para o controle da atividade de doenças auto-imunes, inflamatórias, alérgicas e outras entidades nosológicas. Doses terapêuticas de glicocorticóides são muita vezes administradas inapropriadamente e isto é um problema particular, pois a terapia crônica tem muitos efeitos colaterais que se estendem desde a supressão do eixo hipotálamo-hipofisário-adrenal e síndrome de Cushing até infecções e (mais) alterações do status mental. Fatores que influenciam tanto nos efeitos adversos quanto nos terapêuticos dos glicocorticóides incluem propriedades farmacocinéticas do glicocorticóide, dose diária, diferenças individuais no metabolismo esteróide e duração do tratamento. Quando utilizados para o controle da atividade destas doenças, quatro aspectos da retirada de glicocorticóide merecem atenção especial. Primeiro, a doença tratada pelo esteróide pode recorrer. Segundo, o eixo hipotálamo- hipófise-adrenal pode permanecer suprimido por um longo período. Terceiro, muitas vezes desenvolve-se dependência psicológica a esses hormônios. Quarto, uma síndrome de retirada inespecífica pode desenvolver mesmo enquanto os pacientes estão recebendo doses de reposição fisiológica de glicocorticóides. A gravidade da síndrome de retirada depende da fase e o grau de dependência e inclui sintomas tais como anorexia, náusea, vômitos, perda de peso, fadiga, mialgias, artralgias, cefaléia, dor abdominal, letargia, hipotensão postural, febre e descamação da pele. Resumo em inglês Glucocorticoids are widely used in clinical practice to control the activity of autoimmune, inflammatory, allergic diseases and other nosological entities. Therapeutic doses of glucocorticoids are often administered inappropriately and it is a particular problem because chronic therapy has many side effects, ranging from suppression of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis and Cushing's syndrome to infections and changes in mental status. Factors influencing both the th (mais) erapeutic and adverse effects of glucocorticoids include the pharmacokinetic properties of the glucocorticoid, daily dosage, individual differences in steroid metabolism and the duration of treatment. When used to control the activity of these diseases, four aspects of glucocorticoid withdrawal deserve special attention. First, the illness treated by steroids may relapse. Second, the hypothalamic-pituitary-adrenal axis may remain suppressed for a long time. Third, psychological dependence to these hormones often develops. Fourth, a nonspecific withdrawal syndrome may develop even while patients are receiving physiological replacement doses of glucocorticoids. The severity of the withdrawal syndrome depends on the phase and degree of dependence and includes many symptoms as anorexia, nausea, emesis, weight loss, fatigue, myalgias, arthralgias, headache, abdominal pain, lethargy, postural hypotension, fever, and skin desquamation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

O eixo hipotálamo-pituitária-adrenal, a função dos receptores de glicocorticóides e sua importância na depressão/ The Hypothalamic Pituitary Adrenal axis, Glucocorticoid receptor function and relevance to depression

Juruena, Mario F; Cleare, Anthony J; Pariante, Carmine M
2004-09-01

Resumo em português OBJETIVO: As mudanças no eixo hipotálamo-pituitária-adrenal (HPA) são características da depressão. Devido aos efeitos dos glicocorticóides serem mediados por receptores intracelulares, como os receptores de glicocorticóides (RGs), inúmeros estudos examinaram o número e/ou função dos RGs em pacientes com depressão. MÉTODOS: Os autores fazem uma revisão das evidências científicas dos estudos que têm consistentemente demonstrado que a função dos RGs est� (mais) � prejudicada na depressão maior, em conseqüência da redução da resposta do eixo HPA ao feedback negativo mediado pelos RGs e a um aumento na produção e secreção de HLC em várias regiões cerebrais, sugerindo que esses mecanismos estão envolvidos na etiologia da depressão e no tratamento antidepressivo. RESULTADOS: Esta revisão faz um resumo da literatura atual sobre RG na depressão e sobre o impacto dos antidepressivos nos RGs em estudos clínicos e pré-clínicos, e dá suporte ao conceito de que a sinalização deficiente dos RGs é parte fundamental na fisiopatogenia da depressão, na ausência de evidências claras de redução na expressão dos RGs. Embora os efeitos dos antidepressivos nos hormônios glicocorticóides e seus receptores sejam relevantes para a ação terapêutica dessas drogas, os mecanismos moleculares subjacentes a esses efeitos ainda não estão esclarecidos. Estudos indicam que os antidepressivos têm efeitos diretos nos RGs, levando a uma melhora da função e a um aumento da expressão dos RGs. Nós propomos que, em humanos, os antidepressivos podem inibir os transportadores de esteróides localizados na barreira hemato-liquórica e nos neurônios, como o complexo de resistência a múltiplas drogas glicoproteína-p ("multidrug resistance p-glycoprotein"), e podem aumentar o acesso do cortisol ao cérebro e o feedback negativo mediado por glicocorticoides no eixo HPA. CONCLUSÃO: O aumento da ação do cortisol no cérebro pode ser uma abordagem eficaz para maximizar os efeitos terapêuticos dos antidepressivos. Hipóteses referentes aos mecanismos destes receptores envolvem compostos não esteróides que regulam a função dos RGs via segundos mensageiros. A pesquisa nesta área trará novos entendimentos à fisiopatologia e ao tratamento dos transtornos afetivos, em especial na depressão. Resumo em inglês OBJECTIVES: Changes in the hypothalamic-pituitary-adrenocortical (HPA) system are characteristic of depression. Because the effects of glucocorticoids are mediated by intracellular receptors including, most notably, the glucocorticoid receptor (GR), several studies have examined the number and/or function of GRs in depressed patients. METHODS: Review scientific evidences have consistently demonstrated that GR function is impaired in major depression, resulting in reduced (mais) GR-mediated negative feedback on the HPA axis and increased production and secretion of CRF in various brain regions postulated to be involved in the causality of depression. RESULTS: This article summarizes the literature on GR in depression and on the impact of antidepressants on the GR in clinical and preclinical studies, and supports the concept that impaired GR signalling is a key mechanism in the pathogenesis of depression, in the absence of clear evidence of decreased GR expression. The data also indicate that antidepressants have direct effects on the GR, leading to enhanced GR function and increased GR expression. Although the effects of antidepressants on glucocorticoid hormones and their receptors are relevant for the therapeutic action of these drugs, the molecular mechanisms underlying these effects are unclear. We propose that antidepressants in humans could inhibit steroid transporters localised on the blood-brain barrier and in neurones, like the multidrug resistance p-glycoprotein, and thus increase the access of cortisol to the brain and the glucocorticoid-mediated negative feedback on the HPA axis. CONCLUSION: Enhanced cortisol action in the brain might prove to be a successful approach to maximise therapeutic antidepressant effects. Hypotheses regarding the mechanism of these receptor changes involve non-steroid compounds that regulate GR function via second messenger pathways. Research in this field will lead to new insights into the pathophysiology and treatment of affective disorders.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Exercício físico previne alterações cardiometabólicas induzidas pelo uso crônico de glicocorticóides/ Exercise prevents cardiometabolic alterations induced by chronic use of glucocorticoids/ Ejercicio físico previene alteraciones cardiometabólicas inducidas por el uso crónico de glucocorticoides

Pinheiro, Carlos Hermano da Justa; Sousa Filho, Wilson Martins de; Oliveira Neto, Joselito de; Marinho, Maria de Jesus Ferreira; Motta Neto, Renato; Smith, Manuela Maria Ramos Lima; Silva, Carlos Antônio Bruno da
2009-10-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Cronicamente, os glicocorticóides induzem alterações cardiometabólicas adversas, incluindo resistência à insulina, diabete, dislipidemia, esteatose hepática e hipertensão arterial. OBJETIVOS: Avaliar o efeito da prática regular de exercício físico aeróbio sobre as alterações cardiometabólicas induzidas por administração crônica de dexametasona (Dex - 0,5 mg/kg/dia i.p) em ratos. MÉTODOS: Ratos Wistar machos (n = 24) foram divididos em quatro (mais) grupos: Grupo controle; Grupo treinado; Grupo tratado com Dex e Grupo tratado com Dex e treinado. O treinamento físico (iniciado 72 horas após a primeira dose de Dex) foi realizado 3 vezes por semana, até o final do tratamento. Ao final desse período, realizaram-se as seguintes avaliações bioquímicas: glicemia em jejum, teste de tolerância à glicose e análise do perfil lipídico no sangue que incluiu colesterol total (CT), LDL-c, HDL-c, VLDL-c e triglicerídeos (TG). O peso do músculo gastrocnêmio, análise histopatológica do fígado e os índices cardiometabólicos (CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e TG/HDL-c) também foram avaliados. RESULTADOS: Observou-se hiperglicemia, menor tolerância à glicose, elevação do CT, LDL-c, VLDL-c e TG, diminuição do HDL-c, presença de esteatose hepática, hipotrofia muscular e elevação dos índices CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e TG/HDL-c nos animais tratados com Dex. O exercício físico reduziu a hiperglicemia, melhorou a tolerância à glicose, reduziu a dislipidemia e preveniu a esteatose hepática , a hipotrofia muscular e reduziu os índices CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c e TG/HDL-c. Entretanto, não houve efeito significante do treinamento físico sobre o HDL-c. CONCLUSÃO: O exercício físico aeróbio tem efeito protetor contra as alterações cardiometabólicas induzidas pelo uso crônico de glicocorticóides. Resumo em espanhol FUNDAMENTO: Crónicamente, los glucocorticoides inducen alteraciones cardiometabólicas adversas, incluyendo resistencia a la insulina, diabetes, dislipidemia, esteatosis hepática e hipertensión arterial. OBJETIVOS: Evaluar el efecto de la práctica regular de ejercicio físico aeróbico sobre las alteraciones cardiometabólicas inducidas por administración crónica de dexametasona (Dex - 0,5 mg/kg/día i.p) en ratones. MÉTODOS: Se dividieron ratones Wistar machos (n (mais) = 24) en cuatro grupos: Grupo control; Grupo entrenado; Grupo tratado con Dex y Grupo tratado con Dex y entrenado. El entrenamiento físico (iniciado 72 horas después de la primera dosis de Dex) se realizó 3 veces por semana, hasta el final del tratamiento. Al final de ese período, se realizaron las siguientes evaluaciones bioquímicas: glicemia en ayunas, test de tolerancia a la glucosa y análisis del perfil lipídico en sangre que incluyó colesterol total (CT), LDL-c, HDL-c, VLDL-c y triglicéridos (TG). También se evaluaron, el peso del músculo gastrocnemio, análisis histopatológico del hígado y los índices cardiometabólicos (CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c y TG/HDL-c). RESULTADOS: Se observó hiperglicemia, menor tolerancia a la glucosa, elevación de CT, LDL-c, VLDL-c y TG, disminución del HDL-c, presencia de esteatosis hepática, hipotrofia muscular y elevación de los índices CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c y TG/HDL-c en los animales tratados con Dex. El ejercicio físico redujo la hiperglicemia, mejoró la tolerancia a la glucosa, redujo la dislipidemia y previno la esteatosis hepática, la hipotrofia muscular y redujo los índices CT/HDL-c, LDL-c/ HDL-c ye TG/HDL-c. Con todo, no hubo efecto significativo del entrenamiento físico sobre el HDL-c. CONCLUSIÓN: El ejercicio físico aeróbico tiene efecto protector con las alteraciones cardiometabólicas inducidas por el uso crónico de glucocorticoides. Resumo em inglês BACKGROUND: Chronically, glucocorticoids induce adverse cardiometabolic alterations including insulin resistance, diabetes, dyslipidemia, liver steatosis and arterial hypertension. OBJECTIVES: To evaluate the effect of regular practice of aerobic exercise on cardiometabolic alterations induced by chronic administration of dexamethasone (Dex - 0.5 mg/kg/day ip) in rats. METHODS: Male Wistar rats (n = 24) were divided in four groups: Control group; Trained group; Treated wi (mais) th Dex group and Treated with Dex and trained group. The exercise training (initiated 72 hours after the first dose of Dex) was carried out three times a week until the end of the treatment. At the end of this period, the following biochemical assessments were performed: fasting glycemia, oral glucose tolerance test and analysis of the blood lipid profile that included total cholesterol (TC), LDL-c, HDL-c, VLDL-c and triglycerides (TG). The weight of the gastrocnemius muscle, the histopathological analysis of the liver and cardiometabolic indices (TC/HDL-c, LDL-c/HDL-c and TG/HDL-c) were also performed. RESULTS: Hyperglycemia, lower glucose tolerance, increased TC, LDL-c, VLDL-c, TG, CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c and TG/HDL-c, decreased HDL-c, presence of liver steatosis and muscular hypotrophy were observed in the animals treated with Dex. The exercise training reduced hyperglycemia, improved glucose tolerance, decreased dyslipidemia and prevented liver steatosis, muscular hypotrophy and reduced CT/HDL-c, LDL-c/HDL-c and TG/HDL-c ratios. However, there was no significant effect on HDL-c. CONCLUSION: The aerobic exercise training have a protective effect against the cardiometabolic alterations induced by the chronic use of glucocorticoids.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Aspectos moleculares da sensibilidade aos glicocorticóides/ Molecular aspects of glucocorticoid sensitivity

Faria, Cláudia D.C.; Longui, Carlos Alberto
2006-12-01

Resumo em português Os glicocorticóides exercem um papel importante na regulação fisiológica e na adaptação a situações de stress, sendo a maioria dos efeitos destes hormônios mediada pela interação com os receptores glicocorticóides. A sensibilidade ao glicocorticóide depende da densidade celular de receptores expressos, bem como da eficiência da transdução do sinal mediada pelo complexo hormônio-receptor. Os estados de resistência ou de hipersensibilidade ao glicocorticó (mais) ide, observados, respectivamente, nas doenças inflamatórias auto-imunes e na síndrome metabólica, podem representar a variabilidade dos fatores que influenciam a cascata de sinalização do glicocorticóide. O reconhecimento destes fatores contribui para uma melhor compreensão tanto do fenótipo clínico e da evolução destas doenças quanto da resposta terapêutica com glicocorticóide. A compreensão destes mecanismos fisiopatológicos também pode contribuir para a escolha de intervenções terapêuticas. Neste artigo de revisão, descrevemos os múltiplos fatores envolvidos nesta cascata de sinalização, os quais são capazes de influenciar a sensibilidade ao glicocorticóide. Resumo em inglês Glucocorticoids play an essential role in maintaining basal and stress-related homeostasis. Most known effects of glucocorticoids are mediated by the intracellular glucocorticoid receptors. The glucocorticoid sensitivity seems to depend on the amount of receptors expressed and the efficiency of glucocorticoid receptor-mediated signal transduction. Glucocorticoid resistance or hypersensitivity, seen in autoimmune-inflammatory diseases and in metabolic syndrome respectively (mais) , can represent the variability of several steps that influence the signaling cascade of glucocorticoid action. The recognition of these steps could provide the understanding of the clinical phenotype and course of such diseases as well as their responsiveness to glucocorticoid therapy. The comprehension of these pathophysiological mechanisms can also improve the possible therapeutic interventions. In this review, we have summarized the multiple factors that have been shown to be involved in this signaling cascade and, thus, to influence glucocorticoid sensitivity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Consenso expandido do BCTRIMS para o tratamento da esclerose múltipla: II. As evidências para o uso de glicocorticóides e imunomoduladores/ The BCTRIMS expanded consensus on treatment of multiple sclerosis: II. The evidences for the use of glucocorticoids and immunomodulatory treatments

Moreira, Marcos Aurélio; Lana-Peixoto, Marco Aurélio; Callegaro, Dagoberto; Haussen, Sérgio Roberto; Gama, Paulo Diniz da; Gabbai, Alberto Alain; Rocha, Fernando Coronetti Gomes da; Lino, Angelina Maria Martins
2002-09-01

Resumo em português A esclerose múltipla (EM) é doença inflamatória em que mecanismos imunológicos desempenham importante papel na patogênese das lesões do sistema nervoso central. Drogas que agem em diferentes etapas destes mecanismos têm sido usadas em seu tratamento. O presente artigo analisa com base nas classes de evidências científicas e tipos de recomendações propostos pela comunidade científica, os mais importantes ensaios clínico-terapêuticos com os glicocorticóides (mais) e os imunomoduladores, incluindo a imunoglobulina humana endovenosa, no tratamento da esclerose múltipla. Ele tem por objetivo fornecer subsídios para a formulação do Consenso Expandido para o Tratamento da Esclerose Múltipla. Resumo em inglês Multiple sclerosis is an inflammatory disease in which immunological mechanisms play an important role in causing demyelinating lesions in the central nervous system. A number of drugs acting in different stages of these mechanisms have been tested for its treatment. This paper analyses the most important clinical trials with glucocorticoids and immunomodulatory treatments, including human immunoglobulin, using the classes of evidences and types of recommendations as have (mais) been defined and widely accepted by the international scientific community. It aims to provide sufficient information to support the BCTRIMS Expanded Consensus on Treatment of MS.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Osteoporose induzida por glicocorticóide

Borba, Victória Zeghbi C.; Lazaretti-Castro, Marise
1999-12-01

Resumo em português Os glicocorticóides (GC) são substâncias amplamente usadas por sua alta potência anti-inflamatória, porém seu uso é acompanhado de efeitos colaterais sistêmicos importantes. A osteoporose é um dos efeitos deletérios mais previsíveis dos GC e está associada a um alto índice de incapacitação devido a fraturas. Pode ocorrer em 30 a 50% dos pacientes em uso crônico de GC e principalmente em áreas ricas em osso trabecular como a coluna lombar. Na patogênese d (mais) a osteoporose induzida por GC estão envolvidos vários efeitos sistêmicos e locais sobre o osso e metabolismo mineral. Apesar de muitas vezes a osteoporose ser colocada em segundo plano devido a gravidade da doença de base, o tratamento profilático deve ser instituído sempre, para impedirou diminuir os danos dos GC sobre o tecido ósseo. Resumo em inglês Glucocorticoids (GC) are among the most widely used drugs, characterized by their anti-inflammatory potency, nevertheless their use are followed for many deleterious systemic effects. Osteoporosis is a preventable harmful effect of GC that has a high morbidity and mortality associated to the presence of fractures. The incidence of osteoporosis related to GC is between 30 to 50% and occurs mainly in the trabecular bone, particularly at the vertebrae. A multitude of systemi (mais) c and local effects of GC on bone and mineral metabolism is involved in the pathogenesis of the bone loss. Despite frequently forgotten due the severity of the underlying disease, preventive treatment is effective in diminishing the deleterious effects on bone metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Metanálise sobre o uso de glicocorticóide pré-operatório para redução do risco de complicações após esofagectomia por carcinoma do esôfago/ Use of preoperative glucocorticoid to reduce risk of complications after esophagectomy for carcinoma of the esophagus: meta-analysis

Raimondi, Antônio Marcos
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO. Verificar os efeitos da administração pré-operatória de glicocorticóides nos pacientes submetidos a esofagectomia por carcinoma de esôfago, em relação às complicações pós-operatórias. MÉTODOS. As fontes utilizadas foram Medline, Embase, Scielo, base de dados de ensaios clínicos controlados da colaboração Cochrane e busca manual de referências. O término da pesquisa ocorreu em dezembro de 2005. Estudos randomizados de pacientes com carcinoma es (mais) ofágico que compararam glicocorticóide com placebo administrados antes das esofagectomias. Os dados foram coletados pelos mesmos revisores e a qualidade dos estudos foi avaliada usando-se o escore de Jadad. A metanálise foi realizada utilizando-se a odds ratio (intervalos de confiança IC de 95%) entre tratamento e placebo. RESULTADOS. Quatro ensaios envolvendo 169 pacientes foram localizados. Não ocorreram diferenças na mortalidade pós-operatória e nas incidências de deiscência de anastomose e insuficiências renal e hepática entre glicocorticóide e placebo. Houve decréscimo na incidência de complicações respiratórias pós-operatórias (95% IC= 0,09-0,46), sepse (95% IC=0,10-0,81) e no total de complicações pós-operatórias (95% IC=0,06-0,23) no grupo tratado com glicocorticóide. CONCLUSÃO. A administração pré-operatória de glicocorticóide foi associada com um decréscimo nas complicações pós-operatórias. Resumo em inglês OBJECTIVE. Preoperative glucocorticoid administration has been proposed to reduce postoperative morbidity. This is not frequently done before esophageal resection because of insufficient knowledge on its effectiveness. The purpose was to assess the effects of preoperative glucocorticoid administration in adults undergoing esophageal resection for esophageal carcinoma. METHODS. Studies were identified by searching the Cochrane Controlled Trials Register, Medline, Embase, S (mais) cielo and Cochrane Library, and by a manual search for relevant articles. In this systematic review, the last search for clinical trials was performed in December 2005. This review included randomized studies of patients with potentially resectable carcinomas of the esophagus that compared preoperative glucocorticoid administration with placebo. Data were collected by the reviewer, and quality of the trial was assessed using Jadad scoring. Odds ratio with 95% confidence intervals was used to assess the significance of the difference between treatment arms. RESULTS. Four randomized trials involving 169 patients were found. There were no differences in postoperative mortality, anastomotic leakage, hepatic and renal failure between the glucocorticoid and placebo groups. There were fewer postoperative respiratory complications (95% CI= 0.09-0.46), sepsis (95% CI= 0.10-0.81), and total postoperative complications (95% CI=0.06-0.23) with preoperative glucocorticoid administration. CONCLUSION. Prophylactic administration of glucocorticoids is associated with decreased postoperative complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Impacto da atividade inflamatória e uso de glicocorticóide nas variáveis nutricionais da artrite idiopática juvenil/ Impact of inflammatory activity and glucocorticoid use in the nutritional variables of juvenile idiopathic arthritis

Bisotto, Letícia Souza; Xavier, Ricardo Machado; Machado, Sandra Helena; Bredemeier, Markus; Brenol, João Carlos Tavares
2005-10-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar o estado nutricional na artrite idiopática juvenil (AIJ), a influência da atividade inflamatória e o uso de glicocorticóide. MÉTODOS: foram estudados 116 pacientes com AIJ diagnosticados segundo os critérios da ILAR/1997. Subtipo e atividade da doença foram determinados por reumatologistas pediátricos, e a dose cumulativa de glicocorticóide foi revisada nos prontuários dos pacientes. Foram determinados os percentis do índice de massa corporal (mais) (IMC) e da prega cutânea tricipital (PCT) e o escore Z da estatura, de acordo com a OMS. Considerou-se baixo peso e baixa adiposidade quando o IMC e a PCT apresentavam-se abaixo do percentil 5. Baixa estatura foi definida por escore Z de estatura para idade menor do que -2. O nível sérico de IGF-1 foi medido por meio de radioimunoensaio. RESULTADOS: as prevalências de baixo peso, baixa adiposidade e baixa estatura foram 16,4%, 20,7% e 10,4%, respectivamente. Níveis séricos reduzidos de IGF-1 foram observados em 14 pacientes (12,1%). Os fatores negativamente associados com o escore Z da estatura na análise de regressão multivariável foram: duração da doença (coeficiente parcial de correlação, intervalo de confiança de 95%: -0,370, -0,527 a -0,188: p Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess the nutritional status in juvenile idiopathic arthritis (JIA) and the influence of inflammatory activity and glucocorticoid use. METHODS: One hundred and sixteen patients were evaluated. Disease subtype and disease activity were defined by the attending physician, and the cumulative glucocorticoid dose was recorded by chart review. The percentiles of body mass index (BMI) and triceps skinfold (TSF) and the Z-score for height were determined: low weigh (mais) t and low adiposity were diagnosed when BMI and TSF were below the 5th percentile. Short stature was defined by a Z-score of height for age

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Fisiopatologia da osteoporose induzida por glicocorticóide/ Pathophysiology of corticosteroid-induced osteoporosis

Lanna, Carla M.M.; Montenegro Jr., Renan M.; Paula, Francisco J.A.
2003-02-01

Resumo em português O hipercortisolismo crônico é a causa mais freqüente de osteoporose secundária, acometendo principalmente o osso trabecular. Aproximadamente 30-35% dos pacientes com síndrome de Cushing apresentam fraturas de vértebras por compressão e o risco de fraturas de colo de fêmur é aumentado em 50% nessa população. Vários mecanismos têm sido propostos para explicar a ocorrência de osteoporose nessa condição, como a ação direta dos glicocorticóides nas paratire� (mais) �ides e nas células ósseas, alterações na produção de prostaglandinas, citocinas, interleucinas, alterações na secreção do hormônio do crescimento (GH), do fator insulina símile-I (IGF-I) e esteróides gonadais. Resultados controversos têm sido apresentados quanto à alteração na secreção do PTH nesta situação, onde níveis normais e elevados têm sido descritos. A elevação da secreção de PTH pode ser secundária a distúrbios do metabolismo mineral induzidos pelo hipercortisolismo, como diminuição na absorção intestinal, aumento da excreção renal de cálcio, diminuição no número de receptores paratireoideanos para a 1,25(OH)2D3, anormalidades no limiar de sensibilidade do cálcio (set point) para a secreção do PTH e alteração na sua atividade. Nesta revisão, são discutidos diversos aspectos fisiopatológicos e possíveis mecanismos envolvidos na associação entre hipercortisolismo e osteoporose. Resumo em inglês Chronic hypercortisolism is the most frequent cause of secondary osteoporosis involving mainly trabecular bone. Approximately 30-35% of the patients with Cushing's syndrome present with compression fractures of vertebrae, and the risk of femoral neck fracture is increased in 50% in that population. Several mechanisms have been proposed to explain the association between hypercortisolism and osteoporosis, as the direct action of glucocorticoids in parathyroid glands and bo (mais) ne cells, alterations in the production of prostaglandins, citokines, interleukines, growth hormone (GH), insulin like growth factor I (IGF-I) and gonadal steroids. Contradictory results have been presented in relation to PTH secretion, where normal and high levels have been described. Elevated PTH secretion can occur as a consequence of disturbances in mineral metabolism, i.e. decrease in the intestinal absortion and elevation in the renal excretion of calcium, decrease in the number of parathyroid receptors for 1,25(OH)2D3, abnormalities in the calcium set point for PTH secretion, and alteration in PTH activity. In this review, several pathophysiologic aspects and possible mechanisms involved in the association between osteoporosis and hypercortisolism are discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Tratamento com hrGH da baixa estatura induzida pelo uso crônico de glicocorticóide em crianças/ hrGH treatment of glucocorticoid-induced short stature in children

Martinelli Jr, Carlos Eduardo; Palhares, Heloísa M. Cunha
2008-07-01

Resumo em português O uso crônico de glicocorticóides no tratamento de doenças sistêmicas causa diminuição da velocidade de crescimento (VC), podendo acarretar perda estatural final. As interações entre o eixo adrenal e o eixo GH-sistema IGF têm sido descritas, podendo ocorrer em nível hipotalâmico-hipofisário e na regulação do sistema IGF, inclusive modulando o sinal do IGF-1R. Pode-se dizer que o quadro clínico deve ser considerado como estado de deficiência de Igf-1, absol (mais) uta e/ou funcional. As intervenções que possibilitam a normalização funcional do eixo GH-IGF poderiam reduzir a perda estatural destas crianças. Os estudos realizados em pacientes com artrite reumatóide juvenil em tratamento com corticóides mostraram aceleração da VC e diminuição da perda protéica com o uso de GH recombinante humano (hrGH). A aceleração da VC foi também descrita em pacientes sob corticoterapia crônica por causa da doença intestinal inflamatória ou do transplante renal após o uso de hrGH. A dose de hrGH guarda correlação positiva com a aceleração da VC e os resultados reforçam que esta deficiência funcional do eixo GH-IGF pode ser revertida com a administração de hrGH. O efeito do hrGH é restrito ao período de tratamento e depende do esquema de reposição do hrGH, do estado nutricional e das condições da doença de base. Resumo em inglês The treatment of systemic diseases with glucocorticoids is often associated with decreased height velocity (HV), and can result in shorter final height. Interactions between adrenal and GH-IGF axis have been described and can occur at hypothalamic-pituitary level or at the regulation of IGF system, including the IGF1R signaling. The clinical state of these patients may be considered as an absolute and/or functional IGF-1 deficiency. Interventions aiming to restore the nor (mais) mal function of GH-IGF axis might reduce the glucocorticoids-induced growth suppression in these children. It has been shown that recombinant human GH (hrGH) induces an increase in HV and a decrease in protein loss in patients with juvenile idiopathic arthritis treated with glucocorticoids. Significant increment in HV was also described after hrGH treatment in children under glucocorticoid therapy due to inflammatory bowel disease or renal transplantation. There is a positive correlation between HV and the dose of hrGH. The results support that the IGF-1 deficiency in these children may be counteract by hrGH therapy. The effect of hrGH is observed only during the treatment period and depends on the replacement strategy, nutritional status and disease control.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Corticoterapia: minimizando efeitos colaterais/ Glucocorticoid therapy: minimizing side effects

Longui, Carlos Alberto
2007-11-01

Resumo em português OBJETIVO: Ressaltar os principais efeitos indesejáveis durante a corticoterapia, o mecanismo de seu desencadeamento e as medidas necessárias para minimizar os efeitos colaterais. FONTES DOS DADOS: Experiência do autor, complementada com trabalhos publicados no MEDLINE. SÍNTESE DOS DADOS: Os princípios para que se minimizem os efeitos indesejáveis da corticoterapia incluem: a) indicação rígida em que o uso do glicocorticóide seja essencial; b) evitar o uso de gli (mais) cocorticóides de ação prolongada, preferindo glicocorticóide de ação curta ou intermediária; c) reduzir ao mínimo necessário a duração do tratamento, visto que tratamentos com duração entre 5 e 7 dias apresentam poucos efeitos colaterais e rápida recuperação do eixo hipotalâmico-hipofisário; d) preferir glicocorticóides de ação local, como glicocorticóides inalatórios; e) associação com outros fármacos, em especial outros antiinflamatórios ou imunossupressores mais específicos, buscando efeitos sinérgicos que permitam evitar o uso de glicocorticóides ou reduzir a dose e o tempo da corticoterapia; f) oferecer a menor dose necessária para o efeito desejado, respeitando a sensibilidade de cada indivíduo aos glicocorticóides. CONCLUSÕES: o conhecimento das características farmacológicas e ações biológicas dos glicocorticóides permite a melhor opção terapêutica quanto à indicação, dose, via de administração e duração da corticoterapia. Resumo em inglês OBJECTIVE:To describe the main undesirable side effects of glucocorticoid therapy, mechanisms of action and the necessary measures to minimize side effects. SOURCES: Author's experience, supplemented with papers published in MEDLINE. SUMMARY OF THE FINDINGS: The principles for minimizing undesirable side effects of glucocorticoid therapy include: a) only use glucocorticoids if they are essential; b) avoid the use of long-acting glucocorticoids, using short- and intermedia (mais) te-acting glucocorticoids instead; c) keep treatment as short as possible, since treatment lasting 5 to 7 days shows fewer side effects and quick recovery of the hypothalamic-pituitary axis; d) use glucocorticoids with local activity preferentially, such as inhaled glucocorticoids; e) use in association with other drugs, especially with other more specific anti-inflammatory or immune suppressive drugs, promoting a synergistic effect in order to avoid the use of glucocorticoids or to reduce dosage and duration of glucocorticoid therapy; f) indicate the minimum effective dose, respecting individual sensitivity to glucocorticoids. CONCLUSION: In order to choose the best glucocorticoid schedule it is essential to understand the pharmacological characteristics and the biological action of glucocorticoids, allowing the most adequate indication, glucocorticoid dose, mode of administration and the duration of glucocorticoid therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Estresse, ciclo reprodutivo e sensibilidade cardíaca às catecolaminas/ Stress, reproductive cycle and cardiac sensitivity to cathecolamines

Tanno, Ana Paula; Marcondes, Fernanda Klein
2002-09-01

Resumo em português O estresse representa a resposta do organismo a estímulos aversivos ou a situações desconhecidas, cuja finalidade é a adaptação do indivíduo à nova condição. O agente estressante pode ser físico, químico, emocional e social. Diferentes estressores estão presentes no cotidiano dos seres humanos e podem favorecer o desenvolvimento de doenças degenerativas e acelerar o processo de envelhecimento, afetando o funcionamento de todo o organismo. Os principais media (mais) dores da reação de estresse são as catecolaminas (norepinefrina e a epinefrina) liberadas pelo sistema nervoso simpático e pela medula da glândula supra-renal, e os glicocorticóides liberados pelo córtex da supra-renal. As catecolaminas e os glicocorticóides iniciam eventos celulares que promovem mudanças adaptativas em células e tecidos, com a função de proteger o organismo e garantir a sua sobrevivência. Essa resposta a agentes estressores pode ser modificada pelas características do estímulo estressor e do indivíduo. Entre estas merecem destaque a idade, o sexo e, em fêmeas, a fase do ciclo reprodutivo. As variações nos níveis dos esteróides sexuais estradiol e progesterona, características do ciclo reprodutivo, modulam a secreção de CRH, ACTH e glicocorticóides que ocorrem na reação de estresse e estão envolvidos nas diferenças de resposta entre homens e mulheres. Vários estudos demonstraram que a exposição a estímulos estressores pode induzir alterações de sensibilidade às catecolaminas no tecido cardíaco, as quais têm sido relacionadas com processos adaptativos. Estas alterações incluem mudanças na atividade dos sistemas de metabolização das catecolaminas, na afinidade ou no número dos adrenoceptores, no acoplamento entre o receptor e a proteína G e em processos enzimáticos, que medeiam etapas intracelulares após a ativação do receptor. O estudo de tais alterações pode auxiliar na compreensão das alterações cardíacas observadas na espécie humana após exposição à água e à natação. Resumo em inglês Stress is an organic answer to aversive stimulus or unknown situations to provide the adaptation of host to the new condition. The stressor can be a physical, chemical, emotional and social agent. Different stressors are present in human daily life and can be involved in degenerative diseases and lead to a fast aging process disturbing the body physiology. The main mediators of the stress reaction are the catecholamines (norepinephrine and epinephrine) released by the sym (mais) pathetic nervous system and by the adrenal medulla, and the glucocorticoids released by the adrenal cortex. The catecholamines and glucocorticoids act in the cells and tissues inducing adaptive changes in order to protect the organism and allow its survival. This response to stressors can be modified by the host and stressor characteristics. Among the host ones, age, gender, and in females, the reproductive cycle are relevant. The variations in the levels of sexual steroids estradiol and progesterone, related to the reproductive cycle, modulate the secretion of CRH, ACTH and glucocorticoids during the stress reaction and are involved in the different responses between men and women. Many studies have shown that the exposure to stressors may induce alterations in the sensitivity to catecholamines in the heart, which are related to adaptive processes. These alterations include changes in the activity of the metabolizing system of catecholamines, in the affinity or number of adrenoceptors, in the coupling between the receptor and G protein, and in enzymes mediating intracellular processes after the receptor activation. The study of these alterations may be helpful to the understanding of the cardiac effects of the water activities and swimming in humans.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Dermatofitose por Tricophyton rubrum como infecção oportunista em pacientes com doença de Cushing/ Dermatophytosis caused by Tricophyton rubrum as an opportunistic infection in patients with Cushing disease

Peixoto, Isy; Maquine, Gustavo; Francesconi, Valeska Albuquerque; Francesconi, Fabio
2010-12-01

Resumo em português O dermatófito Trichophyton rubrum é um agente comum nas micoses superficiais, podendo apresentar lesões extensas pauci-inflamatórias de evolução crônica, especialmente em imunocomprometidos. O hipercortisolismo, na síndrome de Cushing, aumenta o risco de infecções, resultado do efeito imunossupressor dos glicocorticóides. Os casos relatados apresentam duas formas distintas de dermatofitose, em pacientes com doença de Cushing, causadas por Tricophyton rubrum e posterior remissão após normalização da cortisolemia. Resumo em inglês Trichophyton rubrum is a common agent found in superficial mycoses, which present ample nonin?ammatory lesions, with chronic evolution, especially in immunocompromised patients. The hypercortisolism in Cushing's syndrome increases the risk of infections as a result of the immunosuppressive effect of glucocorticoids. The reported cases here refer to two different types of dermatophytosis caused by Trichophyton rubrum in patients with Cushing's disease, resistant to antifungal treatment. The disease remitted after the levels of cortisol went back to normal.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Mecanismos de ação dos corticosteróides na polipose rinossinusal/ Mechanism of action of glucocorticoids in nasal polyposis

Fernandes, Atílio Maximino; Valera, Fabiana Cardoso Pereira; Anselmo-Lima, Wilma T.
2008-04-01

Resumo em português Os glicocorticóides (GC) são drogas de escolha no tratamento clínico da polipose nasossinusal conforme recomendação da literatura. Entretanto, seus mecanismos de ação nas regressões dos sintomas clínicos e dos pólipos não são totalmente compreendidos. Sabe-se que a administração tópica e ou sistêmica dos glicocorticóides leva a variações na expressão de citocinas, quimiocinas e linfocinas, além das alterações celulares. Assim, os GC suprimem a expre (mais) ssão de citocinas pró-inflamatórias, de quimiocinas, de moléculas de adesão, além de estimular a transcrição de citocinas antiinflamatórias. Citocinas pró-fibróticas como a IL-11, fator básico de crescimento do fibroblasto (b-FGF) e fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), relacionados com o crescimento do pólipo, também são suprimidos pela ação do GC. Tal ação depende fundamentalmente da interação com os seus receptores (GR), pois alguns indivíduos apresentam algum grau de resistência celular ao seu efeito, que parece estar relacionada com a presença da isoforma b do GR. Genes envolvidos nas fases de produção de imunoglobulinas, apresentação e processamento do antígeno também sofrem ação dos GC de forma variada. OBJETIVOS: Fazer uma revisão da literatura sobre os mecanismos de ação do GC na PNS. CONCLUSÃO: A compreensão desses mecanismos implicará no desenvolvimento de drogas mais eficazes na sua terapêutica. Resumo em inglês Glucocorticoids (GC) are the drugs of choice for the clinical treatment of nasal polyposis, according to the medical literature. Its mechanism of action in the regression of clinical symptoms and polyps, however, is not fully understood. The topical and/or systemic use of glucocorticoids lead to variable expression of cytokines, chemokines and lymphokines, as well as changes in cells. It is known that GC suppresses the expression of pro-inflammatory cytokines, chemokines (mais) and adhesion molecules such as ICAM-1 and E-selectin; GC also stimulate the transcription of anti-inflammatory cytokines such as TGF-b. GC suppress pro-fibrotic cytokines related to polyp growth, such as IL-11, the basic fibroblast growth factor (b-FGF), and the vascular endotelial growth factor (VEGF). The action of GC depends fundamentally on their interaction with receptors (GR); certain subjects have a degree of resistance to its effect, which appears to be related with the presence of a b isoform of GR. GC also act variably on the genes involved in immunoglobulin production, presentation, and antigen processing. AIM: We present a review of the literature on the mechanisms of GC action in nasal polyosis. CONCLUSION: Understanding the mechanism of action of GC in nasal polyposis will aid in the development of new, more efficient, drugs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Síndrome de Cushing por uso abusivo de descongestionante nasal contendo dexametasona: Relato de caso/ Cushing syndrome after abusive use of a nasal preparation containing dexamethasone: A case report

Caldas, Dayse; Schrank, Yolanda
2001-11-01

Resumo em português Os glicocorticóides têm sido largamente utilizados na prática clínica desde os princípios de 1950. Enquanto são bem conhecidos os efeitos adversos relacionados ao seu uso oral ou parenteral, não existem muitos relatos na literatura sobre efeitos adversos relacionados ao seu uso tópico. Relatamos o caso clínico de um rapaz de 16 anos com rinite alérgica que desenvolveu síndrome de Cushing exógena por uso abusivo de descongestionante nasal à base de dexametason (mais) a numa dose diária que variava de 0,5-0,7mg durante um período de 4 anos. O desmame do glicocorticóide foi iniciado substituindo-se o descongestionante em uso por outro sem glicocorticóide associado a doses progressivamente decrescentes de dexametasona administrada via oral, medicação esta que foi definitivamente suspensa 3 meses após o início do desmame - época na qual foi constatada recuperação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal. Chamamos a atenção para a importância do acompanhamento criterioso dos pacientes em uso, a longo prazo, de toda e qualquer medicação que contenha glicocorticóide, eventualmente até com monitorização mais rigorosa através da determinação do cortisol livre urinário ou do cortisol plasmático após teste de estímulo com o ACTH dose baixa (1mcg), permitindo assim o diagnóstico de insuficiência adrenal, mesmo que incipiente, mas que na presença de stress leve a moderado poderia oferecer risco de vida. Diante da possibilidade de severos efeitos colaterais sistêmicos mesmo quando utilizados esteróides nasais, devemos sempre que possível dar preferência aos glicocorticóides de menor biodisponibilidade e insistir junto ao paciente para que seja respeitada a dose assim como o tempo de uso prescrito. Resumo em inglês Glucocorticoids have been largely used in the clinical practice since the early 1950s. While unwanted side effects related to its oral or parenteral use are well known, there are not many reports about such effects when glycocorticoids were used topically. We relate the case of a sixteen-year-old boy with allergic rhinitis who developed exogenous Cushing syndrome after abusive use of a nasal spray containing dexamethasone in a daily dose varying from 0.5-0.7mg during 4 ye (mais) ars. Once the diagnosis of exogenous Cushing syndrome was established, the spray containing dexamethasone was substituted by another one without steroids associated with the prescription of dexamethasone tablets in progressively lower doses. About 3 month later, when complete restoration of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis was observed, the tablets were discontinued. We would like to emphasize the importance of a strict follow-up of all patients with chronic use of any drug containing glycocorticoids; it is recommended in some cases to determine urinary free or plasmatic cortisol after the new low-dose (1mcg) ACTH stimulation test, in order to come to the diagnosis of incipient adrenal insufficiency, which could offer some danger in the presence of mild to moderate stress. Since the possibility of severe systemic side effects remains with the use of nasal steroids, we should whenever feasible prefer the use of glycocorticoids with lower bioavailability and emphasize the importance of respecting the dose and the time prescribed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Efeitos do uso crônico da dexametasona na cicatrização de feridas cutâneas em ratos/ Effects of chronic use of dexamethasone on cutaneous wound healing in rats

Tenius, Fernando Pundek; Biondo-Simões, Maria de Lourdes Pessole; Ioshii, Sérgio Ossamu
2007-04-01

Resumo em português FUNDAMENTOS: Acredita-se que os glicocorticóides prejudiquem a cicatrização, causando decréscimo da proliferação celular, da neovascularização e da produção de matriz. OBJETIVO: Investigar os efeitos do uso crônico dos corticoesteróides na cicatrização de feridas cutâneas. MÉTODOS: Após injeções de dexametasona (0,1mg/kg/dia) por 30 dias, fez-se incisão no dorso de ratos e estudou-se a cicatrização no terceiro, sétimo e 14o dias. A resistência da c (mais) icatriz, a densidade do colágeno e a reação inflamatória foram avaliadas pela histometria. RESULTADOS: As cicatrizes do grupo tratado com dexametasona eram menos resistentes à tração em todos os tempos (p=0,008) e apresentavam menor densidade de colágeno. A do colágeno tipo III foi menor em todos os tempos estudados (p Resumo em inglês BACKGROUND: Glucocorticoids are believed to hinder healing process, causing decreased cell proliferation, neovascularization and matrix production. OBJECTIVE: To investigate the effects of the chronic use of corticosteroids on skin wound healing. METHODS: After daily injections of dexamethasone (0.1 mg/Kg) for 30 days, an excision was made in the dorsum of rats. Wound healing was evaluated at postoperative days 3, 7 and 14. Scar resistance, collagen density and inflammato (mais) ry reaction were assessed by histometry. RESULTS: The scars of the dexamethasone-treated group were less resistant to traction in all days (p=0.008) and presented lower collagen density. Collagen III density was affected at all times (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Uso do tamoxifeno no tratamento da tireoidite de Riedel: relato de um caso/ Use of tamoxifen in the treatment of Riedel's thyroiditis: report of a case

Iwakura, Marcos Sadao; Fontes, Rosita
2004-12-01

Resumo em português O tratamento da tireoidite de Riedel (TR) consiste em cirurgia nos casos de fibrose local limitada. Na maioria dos casos, entretanto, necessita-se do uso de agentes antiinflamatórios, como os glicocorticóides ou, nos casos de falha ou recidiva, o tamoxifeno pode ser útil. Relatamos um caso de TR em uma mulher negra de 55 anos, associada a hipotireoidismo e hipoparatireoidismo. Avaliamos o tratamento com tamoxifeno na dose de 20mg duas vezes ao dia, durante onze meses. (mais) Após sessenta dias de tratamento, a paciente não relatava os sintomas compressivos antes apresentados. Entretanto, em um seguimento de onze meses, houve pouca melhora objetiva avaliada por ultrassonografia e tomografia seriados de região cervical. O tamoxifeno pode ser útil na TR, principalmente quando o uso do glicocorticóide é contra-indicado. A duração ideal do uso desta terapia não está definida. Resumo em inglês Treatment of Riedel's thyroiditis (RT) consists of surgery in cases of local limited fibrosis. In most cases, however, it is required the use of anti-inflammatory agents like glucocorticoids or, in those who fail to respond or relapse, tamoxifen can be useful. We report a case of RT in a 55-year-old black woman associated with hypothyroidism and hypoparathyroidism. We evaluated the treatment with tamoxifen, 20mg twice a day, for eleven months. After sixty days of therapy, (mais) patient had no compressive symptoms previously presented. However, in a follow-up of eleven months, there was little objective improvement by regular ultrasonography and computed tomography of the cervical region. Tamoxifen can be useful in RT, mainly when glucocorticoids are not indicated. The ideal duration of this therapy remains to be established.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Grau de desmineralização em osso trabecular e cortical por meio de tomografia computadorizada quantitativa em cães submetidos à terapia com prednisona/ Trabecular and cortical bone demineralization degree by quantitative computed tomography in dogs treated with prednisone

Costa, Lorena Adão Vescovi Séllos; Oliveira, Daniel Capucho de; Gianotti, Juliana Giorgio; Cardoso, Mauro Lahm; Costa, Fabiano Séllos
2010-12-01

Resumo em português Os glicocorticóides são fármacos amplamente utilizados na medicina veterinária, entretanto, além dos efeitos benéficos, o seu emprego pode desencadear uma série de efeitos indesejados. Foi realizado um ensaio clínico em oito cães hígidos com o intuito de avaliar possíveis alterações na densidade mineral óssea após a terapia com prednisona, utilizando a tomografia computadorizada helicoidal. Todos os animais receberam a prednisona via oral na dose diária de (mais) 2mg kg-1 de peso durante 30 dias. A densidade mineral óssea foi determinada a partir da obtenção de valores de radiodensidade da região de osso cortical e osso trabecular do corpo vertebral da segunda vértebra lombar, imediatamente antes e após o período de administração do medicamento. O protocolo experimental permitiu a caracterização de significativa (P Resumo em inglês Glucocorticoids are widely used in veterinary medicine. However, beyond the beneficial effects, their use can trigger a series of unwanted effects. A clinical trial was conducted in eight healthy dogs in order to assess possible changes in bone mineral density after therapy with prednisone using helical computed tomography. All animals received oral prednisone at a daily dose of 2mg kg-1 of body weight for 30 days. Bone mineral density was determined by the obtaining of r (mais) adiodensity values from the cortical region and the trabecular region of the second lumbar vertebra immediately before and after the period of drug administration. The experimental protocol allowed the characterization of a significant (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Osteoporose após transplante de órgãos sólidos/ Osteoporosis after solid organs transplantation

Cipriani, Rogério; Farias, Maria Lucia F.
2005-06-01

Resumo em português A osteoporose é uma complicação comum após os transplantes de rim, coração, fígado e pulmão. Os esquemas imunossupressores para evitar a rejeição do órgão enxertado após o transplante freqüentemente incluem glicocorticóides, ciclosporina A e tacrolimus, os quais possuem efeitos danosos sobre a homeostase mineral óssea, impostos a um esqueleto já comprometido. Outros fatores que provavelmente contribuem para a patogênese da osteoporose pós-transplante s� (mais) �o deficiência de vitamina D, hiperparatireoidismo secundário e hipogonadismo. Medidas para avaliação da saúde óssea antes do transplante deveriam ser realizadas: densitometria mineral óssea, radiografia da coluna, avaliação do nível de vitamina D e dos hormônios gonadais. Todos os pacientes transplantados deveriam ser submetidos à profilaxia da perda óssea. Estudos clínicos sugerem que os bisfosfonatos são os agentes mais promissores para a prevenção e o tratamento da osteoporose pós-transplante. Resumo em inglês Osteoporosis is a common complication following kidney, heart, liver and lung transplantation. Immununosuppressive regimens to prevent graft rejection after transplantation commonly include glucocorticoids, cyclosporin A and tacrolimus which are detrimental to bone and mineral homeostasis and are superimposed on an already compromised skeleton. Additional factors likely to contribute to post-transplantation osteoporosis pathogenesis are vitamin D insufficiency, secondary (mais) hyperparathyroidism and hypogonadism. Measures should be taken to optimize bone health prior transplantation: bone mineral density and spinal X-rays should be performed, and vitamin D and gonadal status assessed. Prophylaxis against bone loss after transplantation should be considered for all patients. Data from clinical trials suggest that bisphosphonates are the most promising agents for the prevention and treatment of post-transplantation osteoporosis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Tratamento com hormônio de crescimento em crianças com doenças crônicas/ Growth hormone therapy for children with chronic diseases

Barreto, Alexandre M.; Bigolin, Michele C.; Ramos, Juliana C. R. Rojas; Machado, Lucianna P. R. R.; Silva, Letícia dos Reis; Silveira, Rodrigo B. da; Boguszewski, Margaret C. S.
2008-07-01

Resumo em português Crianças com doenças crônicas freqüentemente apresentam crescimento inadequado e baixa estatura. A falência do crescimento é multifatorial. Nas doenças inflamatórias, como na artrite juvenil idiopática e nas doenças inflamatórias intestinais, o crescimento é comprometido também pelo processo inflamatório. Muitas vezes, o tratamento da doença de base compromete o crescimento, especialmente quando é necessário glicocorticóides. Em algumas situações é po (mais) ssível comprovar a deficiência associada de hormônio de crescimento (GH, do inglês growth hormone). Em outras, os exames sugerem certo grau de insensibilidade ao GH. O tratamento destes pacientes com GH tem se mostrado útil e seguro com melhora do crescimento e da qualidade de vida. Nesta revisão, são apresentados resultados do tratamento com GH em pacientes com baixa estatura decorrente de doenças crônicas, algumas indicações já bem definidas e outras ainda em investigação. Resumo em inglês Growth disorders are commonly observed in children suffering from chronic diseases. The pathogenesis of growth failure is multifactorial. In chronic inflammatory diseases such as juvenile idiopathic arthritis and inflammatory bowel disease, growth is also affected by pro-inflammatory cytokines. Patients with chronic diseases might also become growth hormone (GH) deficient. However, normal or increased GH secretion with reduced plasma concentrations of insulin-like growth (mais) factor-I indicate a degree of GH insensitivity in some patients. Growth damage can increase with specific treatments, especially if glucocorticoids are used. GH therapy has been used to reduce the consequences of the disease and long-term steroid therapy in these patients. In this review, it is reported the encouraging results of GH treatment in growth-retarded children with chronic diseases, both in well defined indications as well in situations still under investigation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Repercussões imunológicas dos distúrbios do sono: o eixo hipotálamo-pituitária-adrenal como fator modulador/ Immune outcomes of sleep disorders: the hypothalamic-pituitary-adrenal axis as a modulatory factor

Palma, Beatriz Duarte; Tiba, Paula Ayako; Machado, Ricardo Borges; Tufik, Sergio; Suchecki, Deborah
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar a literatura a respeito da interação entre sono e sistema imunológico. MÉTODO: Busca no Web of Science e no PubMed com os descritores: sono, privação de sono, estresse, eixo hipotálamo-pituitária-adrenal, sistema imunológico e doenças auto-imunes. RESULTADOS: Foram encontrados 588 artigos no Web of Science. As 61 referências mais significativas e mais relacionadas aos objetivos do estudo foram utilizadas. Foram incluídos artigos originais e d (mais) e revisão. CONCLUSÃO: A privação de sono e o sistema imunológico exercem e sofrem influências mútuas. A privação de sono é considerada um estressor, uma vez que induz a elevação do cortisol em seres humanos - ou da corticosterona em roedores. Os glicocorticóides, por sua vez, exercem um efeito imunossupressor. Por essas razões, foi proposto que o aumento da ativação do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal seja um importante mediador das alterações imunológicas observadas em pacientes com insônia ou privados de sono. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the literature on the interaction between sleep and the immune system. METHOD: A search on Web of Science and Pubmed database including the keywords sleep, sleep deprivation, stress, hypothalamic-pituitary-adrenal axis, immune system, and autoimmune diseases. RESULTS: On Web of Science, 588 publications were retrieved; 61 references, more significant and closer to our objective, were used, including original articles and review papers. CONCLUSION: Sle (mais) ep deprivation and immune system exert a bidirectional influence on each other. Since sleep deprivation is considered a stressor, inasmuch as it induces elevation of cortisol or corticosterone levels in humans and rodents, respectively, and given the well-known immunosuppressive effect of glucocorticoids, we propose that increased activation of the hypothalamic-pituitary-adrenal axis is a major mediator of the immune alterations observed in patients with insomnia or in sleep deprived subjects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Regulação da síntese e secreção de tireotrofina/ Regulation of thyrotropin synthesis and secretion

Moura, Egberto G. de; Moura, Carmen C. Pazos de
2004-02-01

Resumo em português A secreção de tireotrofina (TSH) é determinada pelo efeito estimulatório do hormônio hipotalâmico estimulador de tireotrofina (TRH) e pela retroalimentação negativa exercida pelos hormônios tireóideos (HT). Superpostos, atuam outros reguladores e aferências do sistema nervoso central. Somatostatina e dopamina inibem a secreção de TSH, já as vias alfa-adrenérgicas centrais são predominantemente estimuladoras e participariam no estímulo da secreção de TSH (mais) pelo frio. O estado nutricional modula o eixo através da leptina, por vias diretas e indiretas. O estresse induz redução da secreção de TSH, e discute-se a participação dos glicocorticóides, citocinas e opiáceos. Recentemente, evidenciou-se que fatores locais produzidos na adenohipófise podem atuar de forma autócrina/parácrina, modulando a secreção de TSH. Dentre estes, destacam-se a neuromedina B e o peptídeo liberador de gastrina, que atuam como inibidores locais da secreção de TSH. Discute-se ainda, as alterações do TSH decorrentes da programação neonatal, por hormônios ou desnutrição. Resumo em inglês The set point of thyrotropin (TSH) secretion is determined by the balance of a positive regulation of thyrotropin releasing hormone (TRH) and the strong negative regulation exerted by thyroid hormones. In addition, there are other regulators superimposed on this main axis such as somatostatin and dopamine, which act as inhibitors of TSH secretion, and central alpha-adrenergic pathways that are predominantly stimulatory and involved in the cold-induced thyroid activation. (mais) Nutritional status and leptin also regulate TSH by stimulating TRH neurons through direct and indirect mechanisms. Stress is also involved in lowering TRH/TSH secretion possibly through glucocorticoids, cytokines and opioids. Recently, a new regulatory pathway has been proposed, via peptides produced in pituitary, acting in an autocrine/paracrine manner. Among those, more consistent data are available on neuromedin B, gastrin-releasing peptide and pituitary leptin, which act as local inhibitors of TSH release. Neonatal programming of TSH secretion set point is also discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Distúrbios do eixo cálcio-PTH-vitamina D nas doenças hepáticas crônicas/ Disturbances of calcium-PTH-vitamin D axis in chronic liver diseases

Moreira, Rodrigo O.; Duarte, Mônica P.C.; Farias, Maria Lucia F.
2004-08-01

Resumo em português Distúrbios no eixo cálcio-PTH-vitamina D são freqüentemente associados às doenças hepáticas crônicas (DHC). Já foi demonstrado que pacientes com DHC apresentam uma tendência à diminuição do cálcio e vitamina D, com aumento compensatório do PTH. Embora a diminuição da hidroxilação da vitamina D em 25 (OH) vitamina D fosse considerada o mecanismo principal destas alterações, estudos recentes vêm demonstrando que, mesmo nos estágios avançados de doen� (mais) �a, o fígado ainda consegue manter níveis adequados de 25 (OH) vitamina D. Desta forma, outros fatores (ex: dieta inadequada, diminuição da exposição à luz solar) seriam os responsáveis pelas alterações no eixo cálcio-PTH-vitamina D. Além disso, o tratamento das DHC com glicocorticóides (fibrose cística) e ribavirina (Hepatite C) parece contribuir como agravante destes distúrbios. Por outro lado, parece ser a osteoporose, e não a osteomalácia ou o hiperparatireoidismo secundário, a principal alteração nas DHC. Assim, continua objeto de discussão o papel das alterações do eixo cálcio-PTH-vitamina D na osteodistrofia hepática. Resumo em inglês Disturbances in Calcium-PTH-Vitamin D axis are frequently associated with chronic liver diseases (CLD). In patients with CLD, a trend toward decreased serum calcium and vitamin D has already been demonstrated with compensatory increases in PTH levels. Even though reduced vitamin D hydroxylation has been considered the most important mechanism for these alterations, recent studies demonstrates an adequate production of 25(OH) Vitamin D even in end-stage liver disease. Ther (mais) efore, other factors (i.e. inadequate diet, reduced exposure to sun light) would be responsible for the disturbances in calcium-PTH-vitamin D axis. Furthermore, antiviral drugs (such as ribavirin for hepatitis C) and glucocorticoids (cystic fibrosis) may also contribute to the worsening of these disturbances. On the other hand, osteoporosis, but not osteomalacia or secondary hyperparathyroidism, seems to be the main alteration in CLD. Thus, the clinical relevance of calcium-PTH-vitamin D disturbances in hepatic osteodistrophy is still under discussion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Efeitos da correção da acidose metabólica com bicarbonato de sódio sobre o catabolismo protéico na insuficiência renal crônica/ The effects of the correction of metabolic acidosis with sodium bicarbonate on protein catabolism in chronic kidney failure

MAFRA, Denise; BURINI, Roberto Carlos
2001-04-01

Resumo em português A desnutrição protéico-energética constitui problema comum aos pacientes com insuficiência renal crônica, influenciando diretamente na sua morbi-mortalidade. A acidose metabólica tem papel no catabolismo protéico, ativando a via proteolítica proteasoma-ubiquitina, dependente de adenosina trifosfato, e conjuntamente com glicocorticóides induz uma maior atividade na desidrogenase que degrada os aminoácidos de cadeia ramificada. Esta revisão teve como objetivo de (mais) screver o mecanismo pelo qual a acidose metabólica nos pacientes com insuficiência renal crônica promove o catabolismo protéico, favorecendo assim a desnutrição, bem como avaliar os efeitos do uso de bicarbonato de sódio na correção da acidose e conseqüentemente redução do catabolismo protéico. Pesquisas mostram melhora da acidose pelo uso de bicarbonato de sódio e conseqüente redução do catabolismo protéico na insuficiência renal crônica, podendo ser esta uma conduta promissora na atenuação da desnutrição nestes pacientes. Resumo em inglês Protein-Energy Malnutrition is common among patients with chronic kidney failure, thus increasing morbidity and mortality. Several studies have shown that metabolic acidosis is a major cause of muscle protein breakdown, and recently it was attributed to ATP-dependent ubiquitin-proteasome proteolytic pathway. Acidosis, plus glucocorticoids, also respond to increasing branched-chain amino acids oxidation. In this review, the impact of metabolic acidosis on protein and amino (mais) acid metabolism is examined in order to understand its effect on lean body mass and the nutritional status of patients with chronic kidney failure. The study also observes whether or not sodium bicarbonate supplementation is beneficial to chronic kidney failure patients. In summary, there is a preliminary evidence suggesting that the correction of acidosis using sodium bicarbonate reduces protein degradation in chronic kidney failure patients, thus emerging as a potential therapy for reducing protein-energy malnutrition among them.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Dermatite solar felina associada a carcinoma epidermóide/ Felinesolar dermatitis associated to squamous cell carcinoma

Guedes, Alonso Gabriel Pereira; Shmitt, Isabela; Pippi, Ney Luis
1998-12-01

Resumo em português A pele é um dos maiores sistemas do organismo animal, desempenhando importantes papéis e apresenta inúmeras alterações que, freqüentemente, levam os proprietários de animais domésticos a procurar os serviços veterinários. A dermatite solar felina é uma doença de natureza ambiental, que acomete gatos brancos ou aqueles que possuem áreas despigmentadas, principalmente nas orelhas e nariz. Esta doença, causada pela exposição da pele despigmentada à radiaçã (mais) o ultravioleta, pode evoluir para carcinoma epidermóide nos casos de exposição por período prolongado. A lesão inicia-se com severo eritema da orelha, progredindo para descamação cutânea e formação de crostas marginais. O controle objetiva evitar o contado da pele despigmentada com a luz solar, principalmente nas horas mais quentes do dia. Para se atingir este objetivo, deve-se evitar que os animais entrem em contato com o sol, mantendo-os presos em horários estratégicos, utilizando filtros solares à base de creme ou ainda confeccionando tatuagens nas áreas despigmentadas. Após a instalação do carcinoma epidermóide, diferentes métodos terapêuticos são recomendados para o tratamento, dentre eles a cirurgia, com remoção total dos tecidos atingidos pela neoplasia, a radioterapia, a fotoquimioterapia, a hipertermia e a terapia com glicocorticóides. Resumo em inglês The skin constitutes one of the largest systems of the body, performing outstanding duties and being the site of numerous changes that induce the owners to come after the veterinary services. The feline solar dermatitis is an environmental disease that affects white cats or cats with white skin areas mainly on the nose and ears. This disease is caused by the skin exposition to ultra-violet (UV) radiation and may envolve to a squamous cell carcinoma when a prolonged exposi (mais) tion period takes place. Initially, the lesions consists of severe erythema of the ear evolving to scaling and formation of a marginal crust. Control of solar dermatitis consists of avoiding exposition to sun light, chiefly in the hotest hours of the day. To do that, owners must either restrain their pets during sunny hours or use solar filters or tattoos in the skin areas. Once the lesions have already evolved to squamous cell carcinoma, dijferent therapeutic methods are recommended. Among them can be cited surgical methods to remove all the neoplasm, radiotherapy, photochemotherapy, hyperthermic methods and the use of glucocorticoids.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Fatores que interferem no crescimento e na altura final de pacientes com hiperplasia congênita das supra-renais por deficiência da 21-hidroxilase

Menezes Filho, Hamilton C. de; Dichtchekenian, Vaê; Kuperman, Hilton; Della Manna, Thais; Damiani, Durval; Setian, Nuvarte
2001-12-01

Resumo em português A hiperplasia congênita das supra-renais (HCSR) representa um grupo de doenças genéticas que comprometem a síntese de cortisol devida à deficiência em uma das enzimas responsáveis pela esteroidogênese supra-renal. Na deficiência da 21-hidroxilase (D21OH), responsável por mais de 90% dos casos de HCSR, a secreção androgênica supra-renal está aumentada. A forma clássica de D21OH é tratada com glicocorticóide, repondo-se mineralocorticóide quando necessári (mais) o. O uso continuado de corticosteróides pode comprometer o crescimento através de diferentes mecanismos. Por outro lado, a excessiva secreção adrenocortical dos esteróides sexuais pode levar à redução do tempo de crescimento, tanto por aceleração da idade óssea quanto pela possibilidade de indução de puberdade precoce central. A combinação dos efeitos da corticoterapia e do excesso de esteróides sexuais sobre o crescimento faz com que as crianças com HCSR estejam sob risco de baixa estatura. Daí a importância da cuidadosa avaliação e monitorização do crescimento e da evolução puberal desses pacientes. Igualmente importante é o emprego de glicocorticóides com menor capacidade em suprimir o crescimento. Desse modo, acreditamos que a melhor opção terapêutica para crianças com HCSR é representada pela hidrocortisona ou acetato de cortisona, empregadas na dose fisiológica e administrando-se a maior dose pela manhã. Resumo em inglês Congenital adrenal hyperplasia (CAH) represents a group of genetic diseases where the synthesis of cortisol is compromised by deficiency in one of the enzymes involved in adrenal steroidogenesis. In CAH owing to 21-hydroxylase deficiency (21OHD), responsible for more than 90% of all cases, the adrenal androgen secretion is increased. The classic form of 21OHD is treated with glucocorticoids, and mineralocorticoid is replaced if necessary. The chronic use of corticosteroid (mais) s may compromise growth by different means. Otherwise, the excessive adrenocortical secretion of sex steroids reduces the duration of growth, by both accelerating bone age and the possible induction of central precocious puberty. The associated effects of prolonged glucocorticoid therapy and excessive amounts of sex steroids upon growth render children with CAH specially at risk for short stature. Therefore their growth and pubertal evolution must be carefully evaluated and monitored. It is also important to use glucocorticoids with less growth suppressive potential. Thus, we believe that the best therapeutic option for children with CAH is the use of hydrocortisone ou cortisone acetate in physiologic doses, the larger dose given in the morning.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Interrupção eletiva da gestação em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758)/ Elective interruption of pregnancy in dogs (Canis familiaris, Linnaeus, 1758)

BRUNCKHORST, Claudia Stoll; VUONO, Laudinor de; BARNABE, Renato Camparanut
2000-01-01

Resumo em português Analisou-se a problemática da escolha de um método confiável e seguro para a interrupção eletiva da gestação em cadelas, prática comum em clínica de pequenos animais para a prevenção do nascimento de ninhadas indesejadas e fator importante não só na solução de problemas pessoais de proprietários, mas também no controle populacional da espécie. Foram abordados os aspectos favoráveis e contra-indicações da interrupção cirúrgica e medicamentosa da pre (mais) nhez. A interrupção cirúrgica é considerada a melhor escolha para animais que não se pretenda utilizar para reprodução. A utilização de estrógenos, do citrato de tamoxifena e agentes embriotóxicos não-hormonais é restringida pelos seus graves efeitos colaterais. A epostana necessita maiores estudos para confirmar sua eficiência. Apesar de possível, o uso dos análogos de GnRH esbarra em limitações de fornecimento e custo, assim como o controle imunológico da gestação, na especificidade dos agentes utilizados e possíveis efeitos colaterais, enquanto o uso de glicocorticóides, na duração do tratamento e efeitos secundários inerentes aos corticosteróides. Mifepristona e aglepristona, indisponíveis no mercado, têm sido apontadas como drogas de futuro promissor em face de sua eficácia, segurança e utilização em qualquer fase da gestação. Apesar dos seus previsíveis efeitos colaterais e da necessidade de hospitalização dos animais tratados, as prostaglandinas são cada vez mais utilizadas como drogas abortivas. Dentre os agonistas de dopamina, a cabergolina mostra os melhores resultados, principalmente quando associada ao análogo da prostaglandina cloprostenol, podendo ser utilizada assim que o diagnóstico de gestação seja possível, com eficiência de 100% e poucos efeitos colaterais. Resumo em inglês The problem of the choice of a reliable and safe method of elective interruption of pregnancy in bitches was analysed. The methods are common in the small animal practice in preventing the birth of unwanted litters and are considered an important factor not only for the solution of owners personal problems, but also for this species population control. The favorable aspects and the counter indications of surgical and medicamental interruption of pregnancy were discussed. (mais) The surgical interruption is considered as the best choice for animals not intended to be utilized for reproduction. The serious side effects restricted the use of estrogens, tamoxifen citrate and non- hormonal embryotoxic agents. Epostane needs more studies to confirm its efficiency. Although possible, the utilization of analogues of GnRH still has supplying and cost limitations. The specificity of the used agents and their possible side effects limit immunological control of pregnancy. The use of glucocorticoids is limited through the length of the treatment and side effects. Mifepristone and aglepristone, commercially unavailable products, have been indicated as promising drugs in the future due to their efficiency, security and utilization during all stages of pregnancy. Despite the previsible side effects and the necessity of hospitalization for the treated animals, prostaglandins are more and more utilized as abortive drugs. Throughout dopamine agonists, cabergoline presents the best results, especially when associated with the analog of the prostaglandin cloprostenol. It can be used as soon as the diagnosis of pregnancy is possible, with 100% of efficiency and little side effects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Anestesia para cesariana em paciente com hiperplasia adrenal congênita: relato de caso/ Anesthesia for cesarean section in a patient with congenital adrenal hyperplasia: case report/ Anestesia para cesárea en paciente con hiperplasia adrenal congénita: relato de caso

Balki, Mrinalini; Carvalho, José Carlos Almeida; Castro, Carmencita
2004-12-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo deste relato de caso é ilustrar a conduta anestésica para cesariana em paciente portadora da forma não clássica de hiperplasia adrenal congênita (HAC) e revisar as manifestações clínicas e a conduta nas suas várias formas durante a gestação. RELATO DO CASO: Paciente primigrávida, 32 anos, portadora da forma não clássica de HAC foi admitida com quadro de retardo de crescimento intra-uterino, com 28 semanas de gestação. (mais) Suas características clínicas incluíam obesidade mórbida, hipertensão arterial leve e uso crônico de glicocorticóides. Com 29 semanas de gestação, a paciente foi submetida à cesariana de emergência sob raquianestesia, observando-se administração de esteróides no período peri-operatório. Mãe e recém-nascido apresentaram boa evolução. CONCLUSÕES: A conduta clínica em parturientes portadoras de HAC deve incluir no planejamento os efeitos da corticoterapia crônica, os sinais de insuficiência adrenal e a administração peri-operatória de esteróides. Em relação à anestesia é necessário considerar aspectos relacionados à obesidade e à hipertensão arterial. Uma abordagem multidisciplinar é necessária para garantir um bom resultado materno-fetal. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El objetivo de este relato de caso es ilustrar la conducta anestésica para cesárea en paciente portadora de la forma no clásica de hiperplasia adrenal congénita (HAC) y revisar las manifestaciones clínicas y la conducta en sus varias formas durante la gestación. RELATO DEL CASO: Paciente primípara, 32 años, portadora de la forma no clásica de HAC fue admitida con cuadro de retardo de crecimiento intrauterino, con 28 semanas de gestació (mais) n. Sus características clínicas incluían obesidad mórbida, hipertensión arterial leve y uso crónico de glucocorticóides. Con 29 semanas de gestación, la paciente fue sometida a cesárea de emergencia bajo raquianestesia, observándose administración de esteróides en el período peri-operatorio. Madre y recién nacido presentaron buena evolución. CONCLUSIONES: La conducta clínica en parturientas portadoras de HAC debe incluir en la planificación los efectos de la corticoterapia crónica, los señales de insuficiencia adrenal y la administración peri-operatoria de esteróides. Con relación a la anestesia, es necesario considerar aspectos relacionados a la obesidad y a la hipertensión arterial. Un abordaje multidisciplinar es necesario para garantizar un buen resultado materno-fetal Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: The purpose of this case report is to illustrate the anesthetic management of a Cesarean section in a patient with non-classic congenital adrenal hyperplasia (CAH) and to review the clinical features and management of various forms of CAH during pregnancy. CASE REPORT: A 32-year-old primigravida, diagnosed with non-classic CAH, was admitted with intrauterine growth retardation at 28 weeks of gestation. Clinical features included morbid obesity, (mais) mild hypertension and chronic use of glucocorticoids. An emergency Cesarean section was performed at 29 weeks of gestation under uneventful spinal anesthesia with perioperative steroid coverage. Both mother and neonate had good outcome. CONCLUSIONS: The management of patients with CAH presenting for labour or operative delivery should include the understanding of the effects of chronic steroid therapy, signs of adrenal insufficiency and perioperative steroid coverage. Anesthetic considerations should include issues related to obesity and hypertension. A multidisciplinary approach is required to ensure successful outcome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Doença de Cushing por macroadenoma hipofisário/ Cushing's disease due to a pituitary macroadenoma

Rubatino Jr, Antônio C.; Pereira, Rodrigo Ferreira; Benchimol, Isaac; Laun, Ingeborg Christa
2004-12-01

Resumo em português A Síndrome de Cushing compreende os sinais e sintomas associados com uma exposição prolongada a níveis impropriamente elevados de glicocorticóide livre no plasma. Excluídas as causas iatrogênicas, a causa mais comum da Síndrome de Cushing é a Doença de Cushing, acometendo cerca de 70% dos casos. Apresentamos o caso de um paciente de 20 anos, masculino, com obesidade centrípeta, face de "lua-cheia" e estrias púrpuricas, cuja investigação diagnóstica demostro (mais) u tratar-se de macroadenoma hipofisário. O paciente foi submetido à hipofisectomia transesfenoidal, entretanto evoluiu com recidiva precoce do quadro clínico, sendo submetido a novo procedimento cirúrgico seguido de radioterapia. O paciente encontra-se atualmente em remissão clínico-laboratorial. Resumo em inglês Cushing's syndrome comprises the symptoms and signs associated with prolonged exposure to inappropriately elevated levels of free plasma glucocorticoids. When iatrogenic causes are excluded, the commonest cause of Cushing's syndrome is Cushing's disease, accounting for approximately 70% of cases. We present the case of a 20-year-old male patient with central obesity, moon face and purple-red striae, whose diagnostic investigation shows a pituitary macroadenoma. The patien (mais) t was submitted to transsphenoidal hypophysectomy, but developed early recurrence. He was submitted to a second transsphenoidal intervention followed by pituitary radiation. Presently, the patient is in clinical and laboratory remission.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Síndrome metabólica e artrite idiopática juvenil/ Metabolic syndrome and juvenile idiopathic arthritis

Zanette, Clarisse de Almeida; Machado, Sandra Helena; Brenol, João Carlos Tavares; Xavier, Ricardo Machado
2010-04-01

Resumo em português A Artrite Idiopática Juvenil (AIJ) é a artropatia crônica mais prevalente na infância e na adolescência. A prevalência da síndrome metabólica, assim como da obesidade, vem apresentando rápido aumento, atingindo todas as faixas etárias, inclusive a infância. A síndrome metabólica é caracterizada por um conjunto de riscos para doença cardiovascular e diabetes melito tipo 2, abrangendo adiposidade abdominal, resistência à insulina, dislipidemias e hipertens� (mais) �o arterial sistêmica. Além desses componentes, a inflamação tem sido reconhecida cada vez mais como um fator importante na síndrome metabólica e na obesidade, e pacientes com doenças caracterizadas por processos inflamatórios crônicos, como a AIJ, poderiam representar grupos de risco especiais. Os glicocorticoides são utilizados rotineiramente no controle da inflamação da AIJ, em doses elevadas e com uso prolongado. O uso crônico do glicocorticoide pode induzir resistência à insulina, hipertensão arterial sistêmica e obesidade, aumentando o risco de desenvolver síndrome metabólica. O objetivo deste artigo é revisar a literatura sobre a prevalência dos diversos componentes da síndrome metabólica em pacientes com AIJ. Observamos que, nesses pacientes, os dados sobre síndrome metabólica e seus componentes são muito escassos e mais estudos se fazem necessários, tendo em vista o potencial impacto no aumento do risco de doença cardiovascular. Resumo em inglês Juvenile idiopathic arthritis (JIA) is the most prevalent chronic arthropathy in childhood and adolescence. The prevalence of metabolic syndrome, as well as obesity, is increasing rapidly in all age groups, including children. Metabolic syndrome is defined as a cluster of risk factors for cardiovascular disease and type 2 diabetes mellitus, including abdominal obesity, insulin resistance, dyslipidemia and hypertension. Besides those components, inflammation has been incre (mais) asingly considered as a significant component of metabolic syndrome and obesity, and patients with diseases characterized by the presence of chronic inflammation, such as JIA, could represent special risk groups. Glucocorticoids are used routinely in the management of the inflammation of JIA, in high doses and long-term. Long-term use of the glucocorticoids can cause to insulin resistance, hypertension, and obesity, increasing the risk of metabolic syndrome. The aim of this study is to review the literature on the prevalence of different components of metabolic syndrome in patients with JIA. We observed that the data on metabolic syndrome and its components in those patients are very scarce and more studies needed, in view of the potential increased risk of cardiovascular disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Retirada da corticoterapia: recomendações para a prática clínica/ Withdrawal from glucocorticosteroid therapy: clinical practice recommendations

Alves, Crésio; Robazzi, Teresa Cristina Vicente; Mendonça, Milena
2008-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Apresentar uma revisão atualizada e prática sobre como efetuar de forma segura a retirada da corticoterapia. FONTES DOS DADOS: Revisão da literatura utilizando os bancos de dados MEDLINE e LILACS (1997-2007), selecionando os artigos mais atuais e representativos do tema. SÍNTESE DOS DADOS: Três situações clínicas podem ocorrer durante a retirada da corticoterapia prolongada: insuficiência adrenal secundária à supressão do eixo hipotálamo-hipófise-a (mais) drenal, síndrome de retirada ou deprivação dos corticóides e reativação da doença de base. Embora não exista consenso sobre o melhor esquema para descontinuar a terapia prolongada com corticóides, existe concordância quanto ao fato desta retirada ser gradual. Este artigo atualiza o pediatra quanto ao reconhecimento desses problemas e fornece orientações para a suspensão do tratamento prolongado com corticóide. Uma breve revisão da farmacologia dos corticóides também é descrita. CONCLUSÃO: Não existe teste com bom valor preditivo para antecipar o risco de insuficiência adrenal nos pacientes que receberam terapia crônica com corticóide. São necessários estudos prospectivos para avaliar a real incidência desse problema e assim propor estratégias racionais para sua prevenção. No momento, a menos que a integridade do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal esteja estabelecida por testes dinâmicos, recomenda-se a administração de corticóide em situações de estresse nos pacientes que fizeram uso de corticoterapia crônica e/ou em doses elevadas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To present an up-to-date and practical review of how to safely withdraw glucocorticosteroid therapy. SOURCES: A review of the published literature identified by searching the MEDLINE and LILACS databases (1997-2007), selecting the most representative articles on the subject. SUMMARY OF THE FINDINGS: Three clinical situations may occur during glucocorticoid withdrawal: adrenal insufficiency secondary to negative feedback on the hypothalamic-pituitary adrenal (HP (mais) A) axis, steroid withdrawal syndrome and relapse of the disease for which the glucocorticoids were prescribed. Although there is no consensus on how to best discontinue prolonged glucocorticosteroid therapy, there is agreement that this withdrawal should be gradual. This article updates pediatricians on how to recognize these problems and provides recommendations on how to safely suspend glucocorticosteroid therapy. A brief review of the pharmacology of glucocorticoids is also presented. CONCLUSION: There is no good predictive test for predicting the risk of adrenal insufficiency in patients who have been on corticosteroid therapy chronically. There is a need for prospective studies to assess the true incidence of this problem and to propose rational strategies for preventing it. The current recommendation is that patients who have been on chronic and/or high dose glucocorticoids should be administered glucocorticoids during stress situations unless the integrity of the HPA axis has been established by dynamic tests.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Relação entre estado nutricional e atividade inflamatória em pacientes com doença inflamatória intestinal/ Relationship between nutritional status and inflammatory activity in patients with inflammatory bowel disease

Silva, Alice Freitas da; Schieferdecker, Maria Eliana Madalozzo; Rocco, Cláudia Seely; Amarante, Heda Maria Barska dos Santos
2010-09-01

Resumo em português RACIONAL: As doenças inflamatórias intestinais caracterizam-se por diversos sintomas que afetam o aparelho digestório e, consequentemente, podem interferir sobre o estado nutricional. OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de pacientes com doença inflamatória intestinal em diferentes estágios de atividade inflamatória. MÉTODOS: Foram avaliados 55 pacientes com doença inflamatória intestinal, por meio de dados antropométricos, com aferição de peso, altura, cir (mais) cunferência do braço e prega cutânea do tríceps e tiveram sua composição corporal determinada por impedância bioelétrica. Para determinação de atividade inflamatória da doença foram utilizados os níveis séricos de proteína C reativa e o índice de Harvey e Bradshaw. Para comparação de médias foi usado o teste t não pareado, e para as médias não paramétricas, o teste de Mann-Whitney, considerando nível de significância valor de p Resumo em inglês BACKGROUND: The inflammatory bowel diseases are characterized by multiple digestive tract symptoms and therefore may interfere with nutritional status. AIM: To assess the nutritional status of patients with inflammatory bowel disease in different stages of inflammatory activity. METHODS: Fifty five patients with inflammatory bowel disease were demographically evaluated with weight measurement, height, arm circumference and triceps skinfold and had their body composition d (mais) etermined by bioelectrical impedance. For determination of inflammatory activity of the disease were used serum C-reactive protein and the index of Harvey and Bradshaw. To compare means it was used the unpaired t test, and the average non-parametric, the Mann-Whitney test, level of significance p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Púrpura de Henoch-Schönlein com acometimento incomum de face/ Unusual face involvement in Henoch-Schönlein purpura

Azevedo, Carolina Bassoli de; Villella, Giane Maria Souto; Nicolato, Andréa Magalhães; Carmo, Vânia Maria Pires do; Schlaucher, Sérgio Henrique; Bonfante, Herval de Lacerda
2009-12-01

Resumo em português A Púrpura de Henoch-Shönlein é uma vasculite de causa idiopática, que se caracteriza pelo depósito predominante de IgA na parede dos pequenos vasos, envolvendo tipicamente pele, intestino, articulações e glomérulo renal. O acometimento cutâneo ocorre principalmente em membros inferiores e região glútea, sendo raramente encontrado em face e membros superiores. Relatamos o caso de uma paciente do sexo feminino, com seis anos de idade, que apresentava lesões púr (mais) puricas em região auricular, periorbital, malar, mentoniana e membros superiores, além de artralgia e volvo intestinal. Após tratamento cirúrgico e pulsoterapia com glicocorticoide, houve regressão dos sintomas, sem maiores complicações. Resumo em inglês Henoch-Schönlein Purpura is an idiopathic vasculitis characterized by deposits of immunoglobulin, mainly IgA, on the walls of small vessels, typically involving the skin, gut, joints, and renal glomeruli. Cutaneous involvement affects specially the lower limbs and buttocks, and it is seldom found on the face and upper limbs. We report the case of a 6-year old girl with purpuric lesions over the auricular, periorbital, malar, and mentonian regions and the upper limbs, art (mais) hralgia, and intestinal torsion. After surgical treatment and pulse therapy with glucocorticoids, her symptoms subsided without further complications.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Peso flutuante no tratamento de mulheres obesas/ Weight cycling during treatment of obese women

Andrade, Bárbara M. C.; Mendes, Carlos M. Cardeal; Araújo, Leila M. Batista
2004-04-01

Resumo em português O tratamento da obesidade a longo prazo mostra que a maioria dos pacientes reganha peso, isto é, apresenta peso flutuante (PF). Estudamos a prevalência do PF (ganho e perda >5% do peso inicial, PI) em 218 mulheres selecionadas em um ambulatório de obesidade, com tempo mínimo de seguimento de 12 meses, no período entre 1992 e 2000. Foram excluídas pacientes com doenças psiquiátricas, infecciosas ou crônicas (exceto síndrome metabólica), gravidez e uso de glucoco (mais) rticóide. A idade média das pacientes foi 38±10 anos (18 a 68) e o IMC médio 41,0±6,6 kg/m² (30 a 76). Todas foram tratadas com dieta hipocalórica e aumento da atividade física. Medicação anti-obesidade foi utilizada por 61% delas em curtos períodos de tempo. No acompanhamento de 28±16 meses (12 a 92), observou-se o PF em 62/218 (28,4%) das pacientes, das quais 53 perderam e posteriormente ganharam peso e 9 ganharam peso e depois perderam. Entre as cíclicas que inicialmente perderam peso, 59,1% recuperaram o peso no primeiro ano. O PF foi 2,4 mais freqüente naquelas com o consumo > 60g de álcool/semana em relação àquelas com o consumo menor ou ausente (RR 2,4; 95%, IC= 1,2-4,7). Não houve associação significante entre PF e classe de obesidade ou tabagismo. Concluímos que, nestas mulheres obesas, o PF apresentou elevada freqüência e o consumo de álcool foi um fator preditivo. Resumo em inglês Long-term treatment of obese patients shows that the majority of them regains weight or has weight cycling (WC). We have studied the frequency of WC (weight lost and regain of at least 5% of initial weight, IW) in 218 obese women selected from a University Hospital with a follow-up of >12 months admitted between 1992 and 2000. Patients with psychiatric, infectious or chronic disease (except metabolic syndrome), pregnancy, or using glucocorticoids were excluded. Mean age w (mais) as 38±10 years (range 18 to 68) and the mean BMI was 41.0±6.6 kg/m² (range 30 to 76). All were treated with a hypocaloric diet and increased physical activity. Anti-obesity medications were used in 61% of them for short periods of time. In the follow-up of 28±16 months (range 12 to 92 mo, median 23 mo), WC was observed in 62/218 (28.4%) of them and 53 had weight lost followed by weight regain. In the weight-cyclers, 59.1% of patients regained weight before the first year of treatment. WC was associated with alcohol consumption higher than 60g/week, (RR 2.4; 95% CI= 1.2-4.7) but not with obesity class, smoking or smoke cessation. We conclude that WC is highly frequent and alcohol consumption is a predictive risk factor.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Os glicocorticoides e seus efeitos no crescimento e na mineralização óssea/ Effects of glucocorticoids on growth and bone mineralization

Donatti, Teresinha Lermen; Koch, Vera Hermina Kalika; Takayama, Liliam; Pereira, Rosa Maria Rodrigues
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar os mecanismos de ações dos glicocorticoides e sua capacidade de induzir osteoporose e déficits de crescimento. FONTES DOS DADOS: A revisão bibliográfica de artigos científicos foi realizada na base de dados MEDLINE e utilizou as palavras-chave agrupadas nas sintaxes “glicocorticoides”, “mineralização óssea”, “crescimento” e “efeitos colaterais”, nos últimos 10 anos, e das referências destes nos reportamos para as publicações mais ant (mais) igas, mas com os estudos fundamentais para a compreensão do assunto. SÍNTESE DOS DADOS: Destacam-se ações dos glicocorticoides sobre hormônios e citocinas responsáveis pelo crescimento longitudinal. Os efeitos finais dos glicocorticoides sobre o esqueleto são determinados por ações sistêmicas no metabolismo ósseo e por ações diretas desses esteroides nas células ósseas, levando a mudanças no número e função das mesmas e favorecendo a perda óssea. Discutem-se os mecanismos indutores da recuperação dos canais de crescimento e recuperação da massa óssea após a descontinuação dos glicocorticoides; os métodos diagnósticos do metabolismo e mineralização óssea; assim como medidas terapêuticas e preventivas das alterações óssea induzidas pelos glicocorticoides. CONCLUSÃO: A monitorização de cada paciente é essencial para identificação e potencial reversão dos danos associados ao uso crônico de glicocorticoides. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the various mechanisms of glucocorticoid action and the ability of these agents to induce osteoporosis and growth deficits. SOURCES: A review of the scientific literature was conducted on the basis of a MEDLINE search using the keywords and descriptors “glucocorticoids,” “bone mineralization,” “growth,” and “side effects” and limited to articles published in the last decade. The references cited by these articles were used to identify relevant (mais) older publications, with an emphasis on landmark studies essential to an understanding of the topic. SUMMARY OF THE FINDINGS: Emphasis was placed on the actions of glucocorticoids on the hormones and cytokines that modulate linear growth. The end effects of glucocorticoids on the skeletal system are the result of systemic effects on bone metabolism and of direct actions on bone cells, which alter bone cell counts and predispose to bone loss. The mechanisms underlying catch-up growth and bone mass recovery after discontinuation of glucocorticoid treatment are discussed, followed by a review of diagnostic methods available for assessment of bone metabolism and mineralization and of measures for prevention and management of glucocorticoid-induced bone changes. CONCLUSION: Patient monitoring on a case-by-case basis plays an essential role in detection and, potentially, reversal of the damage associated with chronic glucocorticoid therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

O papel da terapia de manutenção no Mieloma Múltiplo/ The role of maintenance therapy for Multiple Myeloma

Bittencourt, Rosane
2007-03-01

Resumo em português O papel da terapia de manutenção para os pacientes com mieloma múltiplo(MM) após a obtenção de resposta completa ou resposta parcial quase completa ainda é um assunto controverso. As altas doses de quimioterapia seguidas pelo transplante autólogo de células hematopoéticas podem prolongar significativamente a sobrevida, embora não seja curativo, propiciando a alternativa da terapia de manutenção, como uma possibilidade de manter por períodos mais prolongados (mais) a fase de estabilização, onde a doença está clinicamente inativa (plateau). A manutenção pode ainda agir na doença residual mínima, capaz de converter taxas de resposta parcial em resposta completa. Há mais de duas décadas a terapia de manutenção antimieloma vem sendo proposta e suscitando discussões. Desde os anos 80, o interferon-alfa, os corticóides, incluindo a dexametasona e a prednisona, e, mais recentemente, os antiangiogênicos talidomida e seus derivados, junto às combinações destes vários agentes são alvos de estudos como terapia de manutenção. Para cada um destes agentes, os ensaios clínicos apontam vantagens e desvantagens em termos de sobrevida livre de doença, sobrevida global e toxicidades. Na avaliação geral faltam evidências que justifiquem um inequívoco benefício na sobrevida global para a maioria dos pacientes. No momento atual, em que novas terapias para o MM estão despontando como promissoras, o mais racional é individualizar a necessidade da terapia de manutenção considerando os fatores de riscos prognósticos apresentados por cada indivíduo. Resumo em inglês The use of maintenance therapy for patients with multiple myeloma (MM) and complete or almost complete remission is still under discussion. Although not curative, high dose chemotherapy followed by autologous bone marrow transplantation significantly prolongs overall survival time. The addition of maintenance therapy seems to be a valuable alternative aiming at longer inactive disease periods (plateau) or even as an effective therapy for minimal residual disease. It may a (mais) lso bring higher rates of complete response to patients with an initial partial response. Over more than two decades, maintenance therapy for MM has been discussed and proposed. Since then various drugs and their combinations have been studied for this purpose, such as interferon-alpha, glucocorticoids - including dexamethasone and prednisone - and the more recently antiangiogenic drugs including thalidomide and its analogs. Clinical trials with each of these agents have shown advantages and, sometimes, disadvantages in terms of disease-free survival, overall survival and toxicity. A general review of these studies draws attention to the lack of evidence favoring unequivocal benefits in overall survival. In a time when novel and promising therapies arrive we shall emphasize the need of individual therapeutic approaches in terms of maintenance therapy, considering the prognosis and risk factors of each patient.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Métodos não-invasivos para análises hormonais aplicadas aos estudos de ecologia e etologia

Pereira, Ricardo José Garcia
2007-07-01

Resumo em português O monitoramento endócrino pela mensuração de metabólitos urinários e fecais de hormônios esteróides tem se mostrado uma alternativa viável na investigação da fisiologia reprodutiva e do estresse em uma grande variedade de aves e mamíferos, domésticos e selvagens. Esta abordagem tem contribuído para uma maior integração da endocrinologia com estudos comportamentais e ecológicos, gerando informações mais detalhadas em diversas áreas tais como bem-estar an (mais) imal, comportamento social, reprodução, biologia da conservação, biomedicina, entre outros. Todavia, o emprego desta metodologia no Brasil tem sido limitado principalmente à pesquisa de parâmetros reprodutivos e de estresse em espécies selvagens, não havendo até o momento trabalhos publicados utilizando a quantificação urinária ou fecal de glucocorticóides ou esteróides sexuais em animais domésticos. Desta forma, esta palestra tem como objetivo ilustrar alguns exemplos de estudos conduzidos no país envolvendo técnicas de monitoramento endócrino não-invasivo, assim como expor possíveis áreas de aplicação desta ferramenta em pesquisas com espécies domesticas. Resumo em inglês The endocrine monitoring through urinary and fecal steroid analysis has been proven a feasible alternative in the investigation of reproductive and stress physiology in a great variety of birds and mammals (domestic and wild species). This approach has contributed to enhance integration between endocrinology and behavioral/ ecological studies originating detailed information towards different areas, such as animal welfare, social behavior, reproduction, conservation biolo (mais) gy, biomedicine, among others. In Brazil, however, its application has been limited mainly to the determination of reproductive and stress parameters in wild species, with no published articles employing measurement of urinary or fecal glucocorticoids or sexual steroids in domestic animals. Thus, the aim of this lecture is first show examples of Brazilian researches involving non-invasive endocrine monitoring, and secondly illustrate possible applications of this technology in studies involving domestic animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Hemorragia alveolar maciça como manifestação inicial de poliangeíte microscópica/ Diffuse alveolar hemorrhage as initial manifestation of microscopic polyangiitis

Campanholo, Cristiano Barbosa; Cavalcante, Leonardo de Oliveira; Torigoe, Dawton Yukito; Souza, Branca Dias Batista de
2007-02-01

Resumo em português Hemorragia alveolar (HA) é uma manifestação clínica com alta taxa de mortalidade que deve ser investigada, reconhecida e estabilizada. Causas possíveis para a HA incluem infecções respiratórias ou sistêmicas, malformações arteriovenosas, estenose mitral, discrasias sangüíneas e doenças auto-imunes, como o lúpus eritematoso sistêmico (LES), a síndrome de Goodpasture e as vasculites sistêmicas primárias, principalmente aquelas associadas aos anticorpos an (mais) ticitoplasma de neutrófilos (Anca), como a granulomatose de Wegener, síndrome de Churg-Strauss e a poliangeíte microscópica. Relatamos o caso de uma paciente jovem que apresentou quadro grave de HA necessitando ventilação mecânica assistida com pressão expiratória final positiva (Peep). Na ausência de evidências de infecção, discrasias sangüíneas ou malformações arteriovenosas, a paciente foi submetida à corticoterapia e à imunossupressão, com controle satisfatório da atividade da doença, que persiste após 24 meses de seguimento. Os dados clínicos, laboratoriais e histopatológicos permitiram estabelecer o diagnóstico de poliangeíte microscópica. Resumo em inglês Alveolar hemorrhage (AH) is a clinical manifestation with high mortality rate that must be promptly investigated, recognized and stabilized. Causes of AH include systemic and respiratory tract infections, arterio-venous malformations, blood dyscrasias and autoimmune diseases such as systemic lupus erithematosus, Goodpasture syndrome and primary systemic vasculitis, specially the antineutrophil cytoplasmic antibodies-associated vasculitis such as Wegener’s granulomatosis, (mais) Churg-Strauss syndrome and microscopic polyangiitis. We report the case of a young female patient who developed severe AH necessitating orotracheal intubation and mechanic assisted ventilation with positive end expiratory pressure. Since no evidence of infection, malformation or blood dyscrasia was found, immediate therapy with glucocorticoids and cytotoxic drugs was started and a satisfactory control of the disease activity was achieved and has persisted for 24 months of follow-up. The clinical, laboratorial and histological data allowed establishing the diagnosis of microscopic polyangiitis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Hemoglobinúria paroxística noturna: relato de dois casos/ Paroxysmal nocturnal hemoglobinuria: two case reports

Araújo, Carlos J.; Soares, Francisca V.M.; Rocha, Francisco D.; Silva, Herivaldo F.; Nogueira, José O.L.; Correia, José W.; Guimarães, Manoel P.G.
2002-12-01

Resumo em português A Hemoglobina Paroxística Noturna (HPN) é uma doença adquirida da stem cell hematopoética caracterizada por anemia hemolítica crônica, episódios trombóticos, e com freqüência pancitopenia. É uma desordem clonal, causada por mutação somática do gene PIG-A ligado ao cromossomo X, o qual é requisitado para a formação da estrutura da âncora glicosil-fosfatidil-inositol (GPI). A deficiência da GPI ancorada á proteína CD59 explica a hemólise intravascular (mais) na PNH, resultando da inabilidade dos eritrócitos inativar a superfície do complemento. Uma imensa relação clínica existe entre HPN e a anemia aplástica (AA). A ausência de GPI ancorada às proteínas é facilmente detectada pelos métodos de citometria de fluxo aplicados aos eritrócitos e leucócitos; os testes de Ham a da sucrose são absolutos. Em algumas vezes o tratamento com corticóides e/ou androgênio é útil. O transplante de medula óssea alogênico é curativo. O objetivo deste artigo é relatar dois casos de HPN com revisão, enfatizando os aspectos fisiopatológicos, clínicos, diagnósticos e tratamento da HPN. Resumo em inglês Paroxysmal nocturnal hemoglobinuria (PNH) is an acquired hematopoietic stem cell disease characterized by chronic hemolytic anemia, thrombotic episodes and often pancytopenia. It is a chronic disorder caused by a somatic mutation of the X-linked gene PIG-A, which is required for formation of the glycosylphosphatidylinositols (GPI) - anchor structure. Deficiency of the GPI-anchored protein CD59 explains intravascular hemolysis in PNH, which results from the inability of er (mais) ythrocytes to inactivate the surface complement. A very strong clinical relationship exists between aplastic anemia (AA) and PNH. Absence of GPI-anchored proteins is easily detected by flow cytometric methods applied to both erythrocytes and leukocytes; the Ham and sucrose tests are now obsolete. Treatment with glucocorticoids and / or androgen is sometimes helpful. Allogeneic hematopoietic cell transplantation is curative. The aim of this work is to relate two cases of PNH with review emphasizing the pathophysiological, clinical and diagnostic features and therapy for PNH.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Distúrbios na secreção e ação do hormônio antidiurético/ Abnormalities of ADH secretion and action

Naves, Luciana A.; Vilar, Lucio; Costa, Augusto Cézar F.; Domingues, Lucilia; Casulari, Luiz Augusto
2003-08-01

Resumo em português A manutenção da constância da osmolalidade plasmática e do equilíbrio hidroeletrolítico deve-se à regulação do volume extracelular e da natremia, através da integração entre as ações do hormônio antidiurético (ADH), o sistema renina-angiotensina-aldosterona (SRAA) e o mecanismo da sede. Distúrbios na síntese, secreção ou ação do ADH podem resultar em síndromes poliúricas, em que ocorre excreção aumentada de urina hipotônica, resultante da ingest (mais) ão excessiva de água, secreção ou ação inadequadas do ADH ou alterações nos canais de água da aquaporina-2 (AQP2). A hiponatremia pode ocorrer por depleção de sal, mecanismos dilucionais ou metabólicos, além de ser uma freqüente ocorrência após a cirurgia hipofisária, tendo sido descrita em 9 a 35% de pacientes operados. A causa pode ser devida a uma lesão transitória ou definitiva da hipófise posterior, a síndrome de secreção inapropriada do hormônio antidiurético (SIADH) ou, mais freqüentemente, a síndrome cerebral perdedora de sal (SCPS). A apresentação clínica de ambas as síndromes é similar e o diagnóstico diferencial pode apresentar dificuldades. A determinação do estado volêmico é essencial para o diagnóstico, já que os pacientes portadores de SIADH caracterizam-se por serem euvolêmicos ou hipervolêmicos, enquanto aqueles com a SCPS são hipovolêmicos. Os critérios para o diagnóstico incluem parâmetros clínicos, determinação da osmolalidade plasmática e urinária e os testes de restrição hídrica, sobrecarga hipertônica e o da furosemida, importante na discriminação entre SIADH e SCPS. O tratamento das síndromes poliúricas depende da etiologia e inclui o uso de análogos do ADH, diuréticos, ou outras drogas tais como clorpropramida, clofibrato, corticóides e carbamazepina. O tratamento da SIADH necessita de restrição de líqüidos e/ou furosemida para diminuir o volume de água extracelular. O tratamento da SCPS, ao contrário, implica em reposição de volume com fornecimento de suplementação de sódio e líqüidos, sendo que a fludrocortisona pode ser uma boa alternativa terapêutica. Resumo em inglês The maintenance of normal plasma osmolality depends on the interaction of some complex mechanisms that regulates the extracellular fluid and sodium levels, involving antidiuretic hormone (ADH) actions, thirst, and the renin-angiotensin-aldosterone system. The hyponatremia may be caused by salt depletion, dilution mechanisms, or metabolic disturbances and is a frequent occurrence after the pituitary surgery, affecting 9 to 35% of these patients. Its causes can be the syndr (mais) ome of inappropriate secretion of antidiuretic hormone (SIADH) or, more frequently, the cerebral salt-wasting syndrome (CSWS). The clinical presentation of both syndromes is similar and the differential diagnosis may be difficult. The determination of the volemic state is essential for the diagnosis, since the patients with the SIADH are characterized for being euvolemic or hypervolemic, while those with CSWS are hypovolemic. Several methods are used to detect the volemic state of those patients, such as the determination of plasma and urinary osmolality, water deprivation test, hypertonic load test and the test of the furosemide that can be discriminatory for the SIADH and CSWS. The treatment of polyuric syndromes depends on their etiology, and includes vasopressin analogs (dDAVP), diuretics (chlorothiazide, hydrochlorothiazide and amiloride), and other drugs such as clorpropramide, hydroclorothiazide, clofibrate, glucocorticoids, carbamazepine and indomethacin. The treatment of SIADH needs fluid restriction and/or furosemide to reduce the extracellular volume. In contrast, the treatment of CSWS requires volume replacement with supply of sodium and liquids, and the fludrocortisone can be a good therapeutic alternative. The diagnosis and treatment of these syndromes are discussed in view of the literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Dermatomiosite juvenil: revisão e atualização em patogênese e tratamento/ Juvenile dermatomyositis: review and update of the pathogenesis and treatment

Rosa Neto, Nilton Salles; Goldenstein-Schainberg, Cláudia
2010-06-01

Resumo em português A dermatomiosite juvenil (DMJ) é uma doença autoimune caracterizada por vasculopatia sistêmica. Manifestações principais da DMJ incluem fraqueza muscular proximal simétrica, elevação de enzimas musculares séricas e lesões cutâneas, dentre as quais o heliotropo e as pápulas de Gottron são patognomônicas. Reconhecimento precoce e instituição rápida de terapia adequada permitem melhorar o prognóstico da doença e evitar o aparecimento de calcinose. Embora a (mais) base do tratamento seja o glicocorticoide, os imunossupressores mais frequentemente associados são metotrexato, ciclosporina, azatioprina e ciclofosfamida, dependendo da gravidade da DMJ. Atualmente investiga-se a utilidade dos imunobiológicos nos casos refratários, mas os resultados são controversos ou pouco expressivos. Pretende-se neste artigo fazer uma revisão sobre DMJ, com ênfase em recentes atualizações na sua patogênese e tratamento. Resumo em inglês Juvenile dermatomyositis (JDM) is an autoimmune disease characterized by systemic vasculopathy. Its main manifestations include symmetrical proximal muscle weakness, elevated serum muscle enzymes and cutaneous lesions, among which the heliotrope and Gottron's papules are pathognomonic. Early recognition and prompt therapy allow better prognosis and prevent the development of calcinosis. Although the treatment is based on glucocorticoids, the more commonly associated immun (mais) osuppressors include methotrexate, azathioprine, cyclosporine, and cyclophosphamide, depending on the severity of disease. The use of immunobiologicals for refractory cases remains under investigation, but the results are controversial or inexpressive. In this review, we highlight recent updates on the pathogenesis and treatment of JDM.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Avaliação do crescimento linear de crianças e adolescentes com asma/ Linear growth evaluation of asthmatic children

MONTEIRO-ANTONIO, MARIA ÂNGELA G.; RIBEIRO, JOSÉ DIRCEU; TORO, ADYLÉIA APARECIDA D. CONTRERA; PIEDRABUENA, AQUILES EUGÊNICO; MORCILLO, ANDRÉ MORENO
2002-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar a influência da asma atópica sobre a estatura e a velocidade de crescimento em crianças e adolescentes brasileiros, considerando as condições socioeconômicas, a história natural da doença e o crescimento individual. MÉTODOS: Foram acompanhados 66 pacientes do Ambulatório de Imunologia, Alergia e Pneumologia do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (HC/Unicamp), com idade entre 4 e 14 anos completos. A altura foi medida ao (mais) início do estudo e a cada três meses, e a idade óssea realizada uma vez durante o período de observação. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com o desenvolvimento puberal: pré-púbere e púbere. RESULTADOS: Nos 40 pacientes do grupo pré-púbere, com seguimento de 0,5 - 1,3 anos, a média dos escores z da altura/idade foi 0,028±0,978 e a da velocidade de crescimento foi 0,045±1,110. Os 26 pacientes do grupo púbere, com seguimento de 0,6 - 1,5 anos, tiveram a média dos escores z da altura/idade de -0,170±1,209 e a da velocidade de crescimento de -0,042±2,321. No grupo pré-púbere, os pacientes que tiveram uma ou mais pneumonias, apresentaram menor média do escore z da velocidade de crescimento (p=0,04), enquanto nos pacientes púberes, o mesmo se observou em relação ao uso de corticosteróides em dose alta (p=0,02). CONCLUSÕES: O manejo correto da asma, associado ao controle das infecções e à condições de vida favoráveis, permitem que as crianças e adolescentes cresçam normalmente, atingindo seu potencial genético pleno. Resumo em inglês OBJETIVE: The aim was to assess the effect of atopic asthma on the stature and growth velocity of Brazilian adolescents and children, taking into consideration their socioeconomic conditions, natural disease history and individual growth .METHODS: 66 patients had been seen at the Pneumology, Immunology and Allergy Ambulatory, Unicamp, University Hospital. Their height and weight were measured every 3 months and the bone age was obtained once during this period. The patien (mais) ts were divided into two groups according to their puberal development: prepubertal and puberal .RESULTS: Prepuberal - 40 patients with 0.6 to 1.5 years (1.04±0.19) of follow-up. The mean height/age z-score was 0.028 ± 0.978 and the mean growth velocity z-score was 0.045 ± 1.11. Puberal - 26 patients with 0.5 to 1.3 years (0.99±1.722) of follow-up. The mean height/age z-score was 0.170 ± 1.209 and the mean growth velocity z-score was 0.042 ± 2.321. In the prepuberal group the patients who had one or more pneumonia during the follow-up had lower mean growth velocity z-score than the others (p=0.04).The high dose of glucocorticoids used by puberal patients was considered a risk factor for growth velocity (p=0.02).CONCLUSIONS: The children and adolescents suffering from asthma could grow normally and attain their full genetic potential by treating the disease correctly, controlling infections and having favorable living conditions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Avaliação de 100 pacientes com nefrite lúpica acompanhados por dois anos/ Analysis of 100 patients with lupus nephritis followed up for 2 years

Melo, Ana Karla Guedes de; Avelar, Alessandra Barbosa; Maegawa, Flávia Kamy Marciel; Souza, Branca Dias Batista de
2009-02-01

Resumo em português OBJETIVOS: Determinar a frequência de remissão total e parcial no tratamento da nefrite lúpica aos 12 e 24 meses de seguimento. Comparar esses subgrupos aos 12 meses, correlacionando as variáveis renais iniciais com a resposta ao tratamento. Analisar e comparar os resultados terapêuticos do subgrupo com glomerulonefrite proliferativa difusa por correlação clínico-patológica ("classe IV clínica") com aqueles de "classe IV histológica", isto é, com biópsia rena (mais) l comprovada pela Organização Mundial da Saúde. MATERIAL E MÉTODOS: Foram estudados 100 pacientes consecutivos com diagnóstico de lúpus eritematoso sistêmico (LES) e nefrite, atendidos no Serviço de Reumatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e acompanhados por dois anos. Os portadores de comorbidades que comprometem os rins foram excluídos. Foram analisadas as variáveis demográficas, clínicas, laboratoriais e o índice de atividade da doença (SLEDAI). Os pacientes com classe histológica III, IV ou V receberam corticosteroide e ciclofosfamida como tratamento de indução da nefrite lúpica e aqueles com classe II receberam apenas corticosteroide. RESULTADOS: A idade média ao diagnóstico de LES foi de 24,71 ± 10,14 anos, com predomínio do sexo feminino (88%). O SLEDAI calculado ao diagnóstico foi de 16,09 ± 6,48. Em relação às variáveis renais iniciais, a creatinina média foi de 1,02 ± 0,49 mg/dL, a proteinúria de 24 horas média foi de 2,57 ± 2,39 g e o anticorpo anti-dsDNA foi encontrado em 66% dos casos. Todos os pacientes receberam corticosteroide e 75% utilizaram a ciclofosfamida. Cinquenta e seis pacientes foram submetidos à biópsia renal. Os subtipos II e IV foram os mais prevalentes (33,9% e 32,2%, respectivamente). Após 12 meses de acompanhamento, todos os pacientes apresentaram redução significativa da proteinúria de 24 horas, melhora do sedimento urinário e dos valores das frações do complemento (C3, C4, CH50). A frequência de remissão total aos 12 meses foi 72,7% e, aos 24 meses, 85,7% (p = 0,013). A remissão parcial ocorreu em 27,3% dos doentes aos 12 meses e em 14,3% aos 24 meses. O sexo masculino apresentou menor frequência de remissão total comparado ao feminino aos 12 meses de acompanhamento (45,5% versus 81,6%, p = 0,007). Dentre as diferentes variáveis estudadas, nenhuma se correlacionou com remissão total ou parcial aos 12 meses. O subgrupo "classe IV clínica" apresentou maior frequência de remissão total que o subgrupo "classe IV histológica". CONCLUSÃO: Com o esquema terapêutico usado em nosso serviço, verificou-se um excelente desfecho em dois anos. Não foram observadas correlações entre variáveis clínico-laboratoriais e remissão total ou parcial. O sexo masculino apresentou menores taxas de remissão total comparado ao feminino. Apesar do pequeno número de pacientes estudados e das controvérsias quanto à biópsia renal, a taxa de remissão total foi maior nos pacientes com "classe IV clínica" em relação àqueles com "classe IV histológica". Resumo em inglês OBJECTIVES: To assess the frequency of total and partial remission in the treatment of lupus nephritis at 12 months and 24 months. To compare these subgroups at 12 months and correlate the initial renal variables with the therapeutic response. To analyze and to compare the therapeutic results of the subgroup with diffuse proliferative glomerulonephritis by clinicopathological correlation ("clinical class IV") with those with biopsy-proven WHO class IV ("histological class (mais) IV"). PATIENTS AND METHODS: One hundred consecutive patients with diagnosis of systemic lupus erythematosus (SLE) and nephritis who attended to the department of rheumatology of a tertiary referral center were studied. The length of the follow up was 2 years. Patients with comorbidities that compromise the kidneys had been excluded. The demographic, clinical and laboratory variables and the disease activity index (SLEDAI) were analyzed. Patients with lupus nephritis WHO class III, IV or V received glucocorticoid and cyclophosphamide for induction of remission and those with class II received only glucocorticoid. RESULTS: The average age at SLE diagnosis was of 24.71 + 10.14 years, with a predominance of female gender (88%). The initial SLEDAI was 16.09 ± 6.48. At the time of the diagnosis of nephritis, mean serum creatinine was 1.02 ± 0.49 mg/dL, mean 24-hour urinary protein level was of 2.57 ± 2.39g and the antibody anti-dsDNA was found in 66% of the cases. All the patients had received glucocorticoids and 75% had used cyclophosphamide. Fifty-six patients had been submitted to renal biopsy. The most prevalent subtypes were class II and IV (33.9% and 32.2%, respectively). After 12 months, all the patients had significant reduction in the 24-hour urinary protein level, improvement in the urinary sediment and increase in the fractional values of the complement (C3, C4, CH50). The frequency of total remission at 12 months was 72.7% and, at 24 months, 85.7% (p =0.013). Partial remission occurred in 27.3% at 12 months and, in 14.3%, at 24 months. Male gender presented a lower rate of total remission compared with women at 12 months (45.5% versus 81.6%, p = 0.007). Among several factors studied, none was correlated with total or partial remission at 12 months. The subgroup "clinical class IV" presented a higher frequency of total remission than the subgroup "histological class IV". CONCLUSION: Our therapeutic approach achieved an excellent outcome in two years. Correlations between clinical and laboratory variables and total or partial remission were not observed. Male gender presented a lower rate of total remission compared with women. Despite the small number of patients studied and the controversies of renal biopsy, the rate of total remission was higher in patients with "clinical class IV" than in those with "histological class IV".

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Avaliação da composição corpórea e densidade mineral óssea em mulheres portadoras de artrite reumatóide/ Evaluation of body composition and bone mineral density in women with rheumatoid arthritis

Silva, Raíssa Gomes da; Pippa, Maria Guadalupe Barbosa; Zerbin, Cristiano Augusto de Freitas
2007-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar o comprometimento da densidade mineral óssea (DMO) e a sua correlação com a composição corporal em mulheres com AR. MÉTODOS: Oitenta e três pacientes com AR realizaram densitometria óssea (DXA) para análise de massa óssea total e regional, e estudo da composição corpórea (CC). Além disso, foram submetidas a radiografia lateral de coluna dorsal e lombar e exames laboratoriais. Foram aplicados questionários para avaliação da atividade da (mais) doença, classe funcional, atividade física e inquérito alimentar. RESULTADOS: A prevalência de osteoporose nas pacientes menopausadas foi de 21,4% (12 pacientes), 46,4% com osteopenia (26 pacientes) e 32,1% com valores normais (18 pacientes) e a osteoporose ocorreu de forma semelhante em coluna lombar e colo do fêmur. Mais da metade da amostra apresentou diminuição de DMO em coluna lombar e /ou colo do fêmur. As mulheres de raça não branca e as pré-menopausadas apresentaram maiores valores nas médias de DMO. A dose cumulativa de GC nos últimos dois anos foi determinante negativo na massa magra total. A idade teve efeito negativo nas medidas DMO e de CC. O IMC mostrou efeito positivo em todas as variáveis da CC. As classes funcionais 3 e 4 tiveram efeito negativo apenas na DMOT. A atividade física apresentou efeito positivo na DMOFT. A duração da AR teve efeito negativo na DMOCL. A dose de GC dos últimos três meses mostrou efeito negativo na MMT e a dose dos últimos dois anos teve efeito positivo no PGT. Por fim, o TEE teve efeito positivo no PGT. CONCLUSÃO: A redução da DMO observada em 67,8% das pacientes sugere a melhoria de medidas para a prevenção e tratamento de osteoporose a partir do diagnóstico desta doença. A idade e raça branca foram fatores negativos nas medidas de DMO, enquanto que o IMC foi um fator positivo em todas as variáveis de DMO e CC. A doença (AR) também influenciou negativamente a DMO nestas pacientes, e a utilização de GC modificou a CC, reduzindo a massa muscular e aumentando o percentual de gordura nestas pacientes. Embora não tenhamos evidenciado uma ação deletéria direta do GC na DMO, o seu uso deve ser criterioso. A preservação da massa muscular e o incentivo de seu desenvolvimento são importantes no equilíbrio das pacientes, com conseqüente diminuição de quedas e futuras fraturas. Resumo em inglês Decrease of bone mass and changes in body composition are common in patients with rheumatoid arthritis (RA) especially in users of glucocorticoids. OBJECTIVE: To evaluate the bone mineral density (BMD) and its correlation to factors of body composition in women with RA. METHODS: BMD and body composition (total and regional) were measured by DXA in 83 patients with rheumatoid arthritis. In addition, a lateral dorsal and lumbar spine x-ray was carried out as well as laborat (mais) ory tests (rheumatoid factor, inflammatory exams). Information about activity of disease, functional class, physical activity and alimentary data were colleted using specific questionnaires. RESULTS: The prevalence of osteoporosis in menopausal patients was 21.4% (12 patients), of osteopenia 46.4% (26 patients) while 32.1% were normal (18 patients). Osteoporosis was similar in the lumbar spine and the femoral neck. More than half the patients showed low BMD in the lumbar and/or femoral neck. Non Caucasian and premenopausal women had the highest values of BMD averages. The cumulative dose of glucocorticoids for the last two years was a negative determinant of total lean mass. Age had a negative effect on BMD and body composition measurements. BMI showed a positive effect in all BC variables. Functional classes 3 and 4 had a negative effect only on the BMD total. Physical activity had a positive effect on BMD of the total femur. Duration of RA had a negative effect on BMD in the lumbar spine. The GC dose used in the last 3 months showed a negative effect on the total lean mass (MMT) and doses of the last 2 years had a positive effect on the total fat percentage (TFP). Finally, the estrogen exposure time (EET) indicated a positive effect on total fat percentage (TFP). CONCLUSION: A decreased BMD found in 67.8% of patients suggests a better approach to prevention and treatment as from diagnosis of the disease. Age and non Caucasian race were negative factors for BMD values, while BMI was a positive factor for all BMD and body composition variables. The disease (RA) also had a negative influence on BMD of these women and use of GC produced changes in body composition, reducing the lean mass and increasing the fat percentage. Despite lack of evidence of a harmful direct action of oral corticoids on BMD, their use should be avoided. Therefore, preserving lean mass and enhancing BMD is important for these patients, in order to decrease fractures and falls.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Arterite de Takayasu: aspectos clínicos e terapêuticos em 36 pacientes/ Takayasu's arteritis: clinical and therapeutic aspects in 36 patients

Panico, Marília Duarte Brandão; Spichler, Ethel Stambovsky; Rodrigues, Leandro Cordeiro Dias; Oliveira, Fernando; Buchatsky, Daniel; Porto, Carmen; Alves, Márcia Ribeiro; Spichler, David
2008-06-01

Resumo em português CONTEXTO: A arterite de Takayasu é uma vasculite crônica, geralmente com diagnóstico tardio devido à pouca especificidade dos sintomas durante a fase inicial do acometimento vascular. A terapêutica de eleição é o uso de imunossupressores. O procedimento cirúrgico, quando necessário, é sempre evitado na fase aguda. OBJETIVO: Descrever alterações clínicas, laboratoriais e vasculares de arterite de Takayasu no período de 1977 a 2006. MÉTODO: A amostra compree (mais) ndeu 36 pacientes - 10 brancos, 35 mulheres, idade média de 31,7 anos (±13,7), com prevalência significante na quarta década (p 60 mm em 50% da amostra (p 3 mm, 1,7, 1,2 e Resumo em inglês BACKGROUND: Takayasu arteritis is a chronic vasculitis often with delayed diagnosis due to the nonspecific presentation of clinical symptoms in its initial phase. Treatment includes imunosuppression drugs. Surgical treatment, when necessary, should be avoided in the acute phase. OBJECTIVE: To describe clinical, laboratory and vascular findings in Takayasu's arteritis from 1977 through 2006. METHODS: The sample was comprised of 36 patients (10 Caucasians, 35 women), mean a (mais) ge of 31.7 (±13.7) years, and significant prevalence in the forth decade (p 60 mm in 50% of the sample (p 3 mm (41.6%), 1.7 (19.4%), 1.2 (8.37%), and

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Análises histoquímica e morfométrica de lesões endometrióticas induzidas em ratas e tratadas com dexametasona/ Histochemical and morphometric analysis of endometriotic lesions induced in female rats and treated with dexamethasone

Batista, Ana Paula Castor; Medeiros, Paloma Lys de; Teixeira, Álvaro Aguiar Coelho; Teixeira, Valéria Wanderley
2009-04-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A literatura relata que os implantes endometriais possuem receptores para hormônios esteroides, sendo estimulados principalmente pelo estrógeno, e que algumas estratégicas de tratamento têm sido propostas em modelos experimentais, tais como a utilização de glicocorticoides sintéticos, como a dexametasona. OBJETIVO: analisar histoquímica e morfometricamente lesões endometrióticas induzidas em ratas e tratadas com 0,8 mg/kg/dia de dexametasona. MATER (mais) IAL E MÉTODOS: Quarenta ratas albinas (linhagem Wistar) com 90 dias de vida, pesando aproximadamente 150 g, foram induzidas à endometriose e divididas em grupos: 1. ratas com endometriose e avaliadas após 34 dias (G1); 2. ratas com endometriose e avaliadas após 47 dias (G2); 3. ratas com endometriose e, após 21 dias do pós-operatório, tratadas com dexametasona por 13 dias (G3) e 4. ratas com endometriose e, após 21 dias do pós-operatório, tratadas com dexametasona por 13 dias e eutanasiadas após um período de 13 dias, contados a partir do término do tratamento com dexametasona (G4). Os fragmentos dos implantes endometriais foram fixados em Bouin, incluídos em paraplast e corados por hematoxilina-eosina e tricrômico de Mallory. As médias do número de glândulas foram submetidas ao teste não-paramétrico de Tukey-Kramer (p Resumo em inglês INTRODUCTION: The literature reports that endometrial implants have receptors for steroid hormones primarily stimulated by estrogen and that some treatment strategies have been proposed in experimental models such as the use of synthetic glucocorticoids, for example, dexamethasone. OBJECTIVE: to analyze histochemically and morphometrically endometriotic lesions induced in rats and treated with dexamethasone (0.8 mg/kg/day). MATERIAL AND METHODS: Forty albino female rats ( (mais) Wistar strain), with 90 days of age, weighing approximately 150 g, were induced with endometriosis and divided into groups: I - rats with endometriosis and evaluated after 34 days, II - rats with endometriosis and evaluated after 47 days, III - rats with endometriosis and 21 days post-surgery treated with dexamethasone for 13 days and IV - rats with endometriosis and 21 days post-surgery treated with dexamethasone for 13 days and euthanized after a period of 13 days starting from the end of treatment. The fragments of endometrial implants were fixed in Bouin, embedded in Paraplast and stained with hematoxylin-eosin and Mallory trichrome. The mean number of glands was compared through nonparametric Tukey-Kramer test (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Angioedema adquirido autoimune de difícil controle em paciente com lúpus eritematoso sistêmico/ Intractable acquired autoimmune angioedema in a patient with systemic lupus erythematosus

Furlanetto Junior, Vilson; Giassi, Karina de Souza; Neves, Fabrício de Souza; Zimmermann, Adriana Fontes; Castro, Gláucio Ricardo Werner; Pereira, Ivânio Alves
2010-02-01

Resumo em português O angioedema adquirido é causado por diferentes medicamentos e doenças linfoproliferativas, e tem sido raramente relacionado com a presença de doenças autoimunes. Descrevemos aqui uma paciente de 47 anos com lúpus eritematoso sistêmico (LES) com envolvimento cutâneo importante que desenvolveu angioedema recorrente localizado em face incluindo lábios e pálpebras, membros superiores e tórax, não acompanhado de urticária e com dosagem do inibidor de C1 esterase r (mais) eduzida. A utilização de antimaláricos, glicocorticoides e pulsoterapia com metilprednisolona associada ao uso de azatioprina não determinou melhora. A paciente utilizou também danazol sem sucesso, e apresentou resposta clínica somente após ter sido submetida a múltiplas sessões de plasmaferese, ocorrendo inclusive resolução de extenso angioedema na mucosa do trato gastrointestinal. Resumo em inglês Acquired angioedema is caused by different drugs and lymphoproliferative diseases, and rarely it has also been related to the presence of auto-immune disorders. We report the case of a 47 year old female with systemic lupus erythematosus (SLE) and severe cutaneous involvement who developed recurrent localized angioedema of the face, including lips and eye lids, upper limbs, and thorax, not associated with urticaria, and with reduced levels of C1 esterase inhibitor. Treatm (mais) ent with antimalarials, glucocorticoids, and pulse therapy with methylprednisolone associated with azathioprine did not improve her condition. The patient was also unsuccessfully treated with danazol, and she only showed clinical response after several sessions of plasmapheresis, including resolution of the extensive edema of the gastrointestinal tract.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)