Sample records for glossaries
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

Usos do glossário do risco em revistas: contrastando "tempo" e "públicos"/ Uses of the risk glossary in magazines: contrasting "time" and "public"

Spink, Mary Jane P.; Pereira, Adriana Bernardes; Burin, Lívia Barbosa; Silva, Mariana Adão da; Diodato, Priscila da Rocha
2008-01-01

Resumo em português Este artigo visa contribuir para a compreensão das maneiras de falar de risco na mídia, apoiando-se no referencial teórico da Psicologia Social discursiva. Duas estratégias complementares de investigação foram utilizadas: análise diacrônica de amostra de revista de interesse geral (210 exemplares da Veja) e sincrônica de revistas destinadas a públicos variados (101 revistas). A análise da Veja focalizou as temáticas das matérias e anos de sua publicação. Pa (mais) ra a amostra sincrônica foram priorizadas as temáticas das revistas de modo a entender o endereçamento a públicos distintos. A análise "no tempo" sugere que os glossários do risco-perigo e risco-probabilidade já estão consolidados e seu uso traz ressonâncias dos contextos históricos em que essas tradições tomaram forma. No enquadre do risco-aventura, vimos surgir novos vocábulos para referir-se às emoções dos esportes radicais ou posicionar aqueles que optam por correr risco. Esses usos da linguagem do risco são mais bem apreendidos no fluxo da comunicação em que o público tem cara: as revistas segmentadas. Resumo em inglês This paper is a contribution to the understanding of risk-talk in the media from a theoretical perspective of discursive Social Psychology. Two complementary strategies were used: diachronic analysis of a sample of a magazine of general interest (210 issues of Veja) and synchronic analysis of magazines directed to various types of people (101 magazines). For Veja, the analysis focused on article themes and date of publication. For the synchronic sample, priority was given (mais) to how risk is presented to different kinds of public. The analysis "over time" suggests that risk as danger and risk as probability glossaries are already well established and their use is a resonance of the historic contexts in which this tradition took shape. New repertoire emerges in the tradition of risk as adventure to refer to emotions associated with radical sports or to people who choose to take risks. This use of language is best seen in the flow of communication in which the public has a face, as in magazines directed to specific segments of the public.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Sobre palavras que vendem coisas: o glossário do risco em anúncios de revistas/ On words that sell things: risk glossaries in media advertisements

Spink, Mary Jane P.; Galindo, Dolores; Ribeiro, Raquel Noel; Ornellas, Maria Annita
2007-04-01

Resumo em português Este artigo visa entender como a linguagem dos riscos, nas suas diferentes tradições (risco-perigo, risco-probabilidade e risco-aventura), é utilizada para vender produtos em anúncios veiculados em revistas vendidas em bancas. Com esse objetivo, tomamos os anúncios como gêneros de discurso que fazem circular materialidades (artefatos cotidianos) passíveis de comercialização (na forma de bens simbólicos) e que são necessariamente endereçados a públicos especí (mais) ficos. Foi definida uma amostra de 101 revistas com base nas categorias utilizadas pelo Anuário de Mídia - Revistas. A análise levou em consideração as palavras empregadas nos anúncios, a categoria de produtos e a temática da revista. Conclui-se que, embora os riscos vendam produtos, trata-se mais do controle de riscos potenciais do que de apologia do risco. Mesmo quando os produtos são associados ao risco-aventura, vendem-se, de fato, emoções associadas à experiência do risco que são sustentadas por uma diversidade de estratégias de segurança. Resumo em inglês The aim of this research was to understand how the discursive traditions (risk as danger; risk as probability and risk as adventure) of the language of risk are used in magazine advertisements. Advertisements were defined as genres of discourse that put into circulation materiality (quotidian artifacts) that can be commercialized (as symbolic goods) and are necessarily addressed to a specific public. A sample of 101 magazines was defined using the categories of the Anuár (mais) io de Mídia - Revistas. The analysis took into account the words used in the advertisements, the category of goods been advertised and the type of magazine in which they appeared. Although risk does sell products, the focus tends to be on risk control rather than on an apology of risk. Even when products are associated to risk as adventure, what is being sold is the sensation of risk counterbalanced by a diversity of safety strategies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Sistema de classificação facetada e tesauros: instrumentos para organização do conhecimento/ Faceted classification system and thesaurus: technical instruments for knowledge organization

Tristão, Ana Maria Delazari; Fachin, Gleisy Regina Bóries; Alarcon, Orestes Estevam
2004-08-01

Resumo em português O artigo tem o objetivo de aprofundar questões teóricas e conceituais que fundamentam a concepção de sistema de classificação facetada e o tesauro. Apresenta aspectos teóricos referentes aos meios utilizados para organização e recuperação da informação. Os sistemas para organização do conhecimento incluem uma variedade de esquemas para organizar, gerenciar e recuperar a informação, existindo vários tipos de sistemas. Dentre eles, podemos citar sistemas d (mais) e classificação, tesauro, cabeçalhos de assuntos, ontologia, glossários e dicionários. Descrevem-se princípios, natureza e tipos de sistemas de classificação, com especial ênfase aos sistemas de classificação facetada e o tesauro. Resumo em inglês The objective of this article is to contribute to and thoroughly analyze theoretical and conceptual questions which are the base for a conception of faceted classification systems and thesaurus. Theoretical aspects about the means utilized in information organization and retrieval are presented. The systems of knowledge organization include different schemes for organizing, managing and retrieving information.There are different types of systems, for instance, classificat (mais) ion system, thesaurus, subject heading, ontology, glossaries and dictionaries. Principles, nature and types of classification systems are described, with special emphasis on the systems of faceted classification and thesaurus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)