Sample records for geologic structures
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 5 shown.



1

As três anomalias elípticas da porção sul do Cráton São Francisco: novos alvos para a mineralização de grafita?

Zacchi, Érico Natal Pedro; Silva, Adalene Moreira; Toledo, Catarina L. Benfica; Souza Filho, Carlos Roberto de
2007-12-01

Resumo em português A porção sul do Cráton São Francisco (CSF), Minas Gerais, Brasil, inclui rochas que abrangem desde o Arqueano precoce até o Neoproterozóico tardio. O mapeamento geológico e a interpretação estrutural nessa área estão restritos a informações regionais em função dos poucos afloramentos e impossibilidade de correlações laterais. Neste artigo é apresentado o mapa geológico de três anomalias elípticas na porção meridional do CSF, com base no processament (mais) o e interpretação de dados aerogeofísicos (magnéticos e raios gama). A anomalia localizada na porção leste da área hospeda uma das maiores minas de grafite no Brasil. As outras duas anomalias, reveladas a partir desse levantamento aerogeofísico, eram até então desconhecidas. A alta resolução dos dados magnéticos e gamaespectrométricos aerotransportados permitiram a definição das estruturas geológicas, a delimitação de unidades litológicas, bem como a possível ocorrência de anomalias adicionais à noroeste da área. A fusão dos dados geofísicos com imagens de sensoriamento remoto num sistema de informações geográficas forneceu subsídios complementares para o mapeamento geológico da área. Este novo exemplo de aplicação bem sucedida de métodos aerogeofísicos demonstra sua utilidade em mapeamentos regionais, os quais são fundamentais para a indústria mineral. Resumo em inglês The southernmost part of the São Francisco Craton (SFC), Minas Gerais, Brazil, comprises early Archean up to late Neoproterozoic rocks. Geologic mapping in this area is limited to regional scales due to the lack of exposed bedrock. In this research, three anomalous, elliptical structures, with an extension over 10 km along main axis, were first revealed and mapped using high-resolution airborne magnetic and gamma-ray spectrometric data. The structure located at the easte (mais) rn part of the area hosts the largest graphite mine in Brazil. The other two structures were entirely unknown and absent in previous maps. The merge of geophysical data and remote sensing imagery in a geographic information system provided additional support for the mapping. This successful application of airborne geophysical methods proved their usefulness in regional geologic mapping, which is of fundamental importance to the mining industry.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Reavaliação genética do modelo do Vulcão de Nova Iguaçu, RJ: origem eruptiva ou intrusão subvulcânica?/ Genetic reconsideration of the Nova Iguaçu Volcano model, State of Rio de Janeiro, Brazil: eruptive origin or subvolcanic intrusion?

Motoki, Akihisa; Soares, Rodrigo; Netto, Ana Maria; Sichel, Susanna Eleonora; Aires, José Ribeiro; Lobato, Marcela
2007-12-01

Resumo em português O presente trabalho reexamina as estruturas geológicas que foram consideradas como de origem eruptiva do Complexo Alcalino de Mendanha, no Estado do Rio de Janeiro. O vale interpretado como cratera não é constituído por aglomerado piroclástico, mas por traquito maciço. O depósito aluvionar presente no referido vale é composto de materiais regolíticos de espessura de poucos metros. Não foi encontrado o tálus composto de grandes blocos sugestivo de colapso da cra (mais) tera. Não ocorre a saliência morfológica correspondente ao cone vulcânico. Os afloramentos em torno da suposta cratera não apresentam a estratificação vulcânica. Desta forma, considera-se que esse vale não corresponde à cratera vulcânica, mas a uma morfologia originada de erosão. O traquito mais abundante é intrudido pelo álcali sienito e, portanto, não pode ser derrame de lava que cobre o sienito. O traquito ocorre até o topo do maciço, 600 m acima da suposta cratera. A disjunção colunar é originada de diques e a estrutura parecida à crosta-de-pão é atribuída a intemperismo. As observações anteriores indicam que esse traquito não é constituinte de derrames de lava, mas de corpos subvulcânicos. Os autores concluem que as rochas vulcânicas em questão não são constituintes de edifício vulcânico, mas de preenchimento de condutos e fissuras subvulcânicos, e a hipótese do Vulcão de Nova Iguaçu é inviável. Resumo em inglês This paper re-examines the geologic structures that were considered to be of eruptive origin of the Mendanha Alkaline Complex, State of Rio de Janeiro, Brazil. The valley interpreted to be a crater is not underlain by pyroclastic agglomerate, but by massive trachyte. The alluvial deposit on this valley is a few meters thick and composed of regolitic materials. The talus deposit of large boulders suggestive of crater wall collapse is not observed. No morphologic elevation (mais) indicative of volcanic cone is found. The outcrops around the supposed crater show no volcanic stratification. The valley is not considered to be a volcanic crater but a landform resulted from erosion. The most abundant trachyte of this area is cut by the alkali syenite, and therefore, cannot be the lava flow that covers the syenite. The trachyte takes place up to the top of the massif, 600 m above the supposed crater. The columnar joints are originated from dikes, and the bread crust-like structure is attributed to weathering. These observations indicate that the trachyte is not constituent of lava flows, but of subvolcanic bodies. The authors conclude that the volcanic rocks in question are not constituent of volcanic edifice, but of subvolcanic vent-filling tuff breccia, and the hypothesis of the Nova Iguaçu Volcano is implausible.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Modelo gravimétrico-magnético do gráben de Paranaguá-PR, Brasil

Castro, Luís Gustavo de; Ferreira, Francisco J.F.; Angulo, Rodolfo José
2008-09-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho é contribuir com o estudo do Gráben de Paranaguá, feição tectônica integrante do Sistema de Riftes Cenozóicos do Sudeste do Brasil. Especificamente, propõe-se um modelo gravimétrico-magnético do topo do embasamento Pré-Cambriano sob os sedimentos cenozóicos da planície costeira paranaense. Buscou-se identificar as estruturas principais e estimar a espessura da cobertura sedimentar e das intrusões básicas mesozóicas do embasamento. (mais) Para tanto foram realizados levantamentos geofísicos regionais, os quais totalizaram mais de 55 quilômetros de perfis gravimétricos com espaçamento de 500 metros entre as estações e cerca de 45 quilômetros de perfis magnéticos com medidas a cada 25 metros. Os perfis geofísicos, situados entre a Baía de Paranaguá e a desembocadura do rio Saí-guaçú, na região central do Arco de Ponta Grossa (APG), foram orientados na direção NE-SW, perpendicularmente à tendência principal do APG. A concepção do modelo 2-D foi baseada na modelagem dos dados gravimétricos e magnéticos e calibrada por registros de profundidade do embasamento derivados de poços tubulares. A identificação de um alto gravimétrico foi relacionada a um soerguimento do embasamento (Alto Estrutural de Canoas). Baixos gravimétricos contíguos foram interpretados como baixos estruturais e denominados Albatroz e Shangri-lá, cuja espessura máxima do preenchimento sedimentar é de 130 metros. O modelo magnético permitiu estimar as espessuras dos diques de diabásio e calcular uma extensão crustal próxima de 27% relativamente aos 45 km de perfis magnéticos. Resumo em inglês We study the Paranaguá Graben, which is part of the Cenozoic Rift System of southeastern Brazil. Specifically, it is considered a gravimetric-magnetic model of the top of the Precambrian basement under the Cenozoic sediments of the Paraná state coastal plain. We aim to identify the main structures of the Paranaguá Graben. We also evaluate the thickness of the sedimentary section and the Mesozoic basic intrusions in the basement. We use a regional geophysical survey tha (mais) t extends for more than 55 km of gravimetric profiles with 500 m of spacing between the stations and about 45 km of magnetic profiles with spacing of 25 m. The geophysical profiles were located between Paranaguá Bay and the Saí-guaçú river outlet, both in the context of the central region of the Ponta Grossa Arch (PGA). Data were collected along NE-SW acquisition lines, perpendicularly to the principal trend of the PGA. We present a 2-D geologic model using on gravity and magnetic data. We incorporate prior knowledge about the basement depth provided by boreholes. The identification of gravity high was related to a basement uplifting (Canoas structural high). Contiguous gravity lows had been interpreted as structural lows and called Albatroz and Shangri-lá, whose maximum thickness of the sediments is 130 m. The magnetic model allowed to estimate the thicknesses of the basic dykes and to calculate an average crustal extension of 27% related to 45 km of the magnetic profiles.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Integração de métodos potenciais (gravimetria e magnetometria) na caracterização do embasamento da região sudoeste da bacia de pelotas, Sul do Brasil

Rosa, Maria Luiza Correa da Camara; Tomazelli, Luiz José; Costa, Antonio Flávio Uberti; Barboza, Eduardo Guimarães
2009-12-01

Resumo em português Por meio da aplicação integrada dos métodos potenciais de gravimetria e magnetometria, visou-se contribuir com a caracterização do arcabouço estrutural e composicional do embasamento da Bacia de Pelotas. A área selecionada para este estudo é a região sul da Província Costeira do Rio Grande do Sul, entre as latitudes 31º45' e 34ºS e as longitudes 52º e 53º30'W. A interpretação integrada dos mapas gerados através dos métodos potenciais, em (mais) um Sistema de Informações Geográficas (SIG), permitiu verificar uma complexa estruturação e a heterogeneidade composicional do embasamento. Essa estruturação está relacionada com a evolução do Escudo Uruguaio-Sul-Rio-Grandense e com a abertura do Oceano Atlântico Sul. Uma anomalia gravimétrica negativa, na região do Banhado do Taim, foi interpretada como uma calha no embasamento. Nessa região, trabalhos anteriores identificaram uma segmentação nos sistemas deposicionais pleistocênicos da Planície Costeira do Rio Grande do Sul. A presença desta calha na mesma posição da segmentação identificada indica que o registro estratigráfico da região foi condicionado pelo embasamento, sugerindo a existência de um controle da herança geológica na área. Esse controle é possivelmente relacionado com a reativação de falhas e com a subsidência diferencial devido à heterogeneidade das litologias presentes no embasamento. Estudos futuros com a aquisição de novos dados em regiões onde não foramrealizadas medidas (lagoas e banhados) e a integração com outros métodos possibilitarão melhorar e testar as interpretações realizadas. Resumo em inglês Through the integrated application of gravity and magnetic methods, it was intended to contribute to structural and compositional characterization of Pelotas Basin basement. The study area is the south region of Rio Grande do Sul Coastal Province, located between latitudes 31º45' and 34ºS and longitudes 52º and 53º30' W. The interpretation of potential methods maps into a Geographic Information System (GIS) allowed verifying a complex structuration and a compositional (mais) heterogeneity of the bedrock. These structures are related to the Uruguaio-Sul-Rio-Grandense Shield evolution and with South Atlantic Ocean opening. A negative gravity anomaly in Banhado do Taim area was interpreted as a topographic low in the basin basement. In this region, previous works identified a segmentation in the Pleistocene depositional systems of the Rio Grande do Sul Coastal Plain. The presence of a basement low in the same position of the identified segmentation indicates that the stratigraphic record of the region was controlled by the basin basement. Therefore a control of geologic inheritance in the area is suggested, probable related to fault reactivation and differential subsidence associated with the bedrock compositional heterogeneity. Future studies with data acquisition in not covered areas (lagoons and swamps) and their integration with other methods could be able to improve and to test the present interpretations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Integração de dados aéreos gamaespectrométricos com imagens TM-Landsat no mapeamento geológico da área do Pojuca, província mineral de Carajás/ Integration of airborne gammaspectrometric data with Landsat TM in the geological mapping of the Pojuca area, Carajás mineral province

Dias, R. R.; Paradella, W. R.
1997-03-01

Resumo em português Esta pesquisa enfoca a integração digital de dados aéreo-gamaespectrométricos com dados TM-Landsat no mapeamento geológico da área do Pojuca, Província Mineral de Carajás (Região Amazônica). A área de estudo está relacionada com gnaisses, metassedimentos e metavulcânicas de idade Arqueana e granitos anorogênicos do Proterozóico Médio. A cobertura vegetal é típica de floresta tropical úmida de terra firme. A integração dos dados TM-Landsat e gamaespect (mais) rométricos produz produtos realçados, os quais mostram os relacionamentos espaciais entre morfologia do terreno e radioatividade do substrato, que são indicadores valiosos da distribuição de unidades litológicas, estruturas, tipos de rochas e processos de metassomatismo hidrotermal. Apesar da baixa resolução espacial dos dados aéreo-gamaespectrométricos, os produtos integrados gama/TM-Landsat apresentam-se como uma poderosa ferramenta para o mapeamento geológico na área de pesquisa. Os resultados da investigação enfatizam a importância do uso da integração digital de dados baseada em imagens orbitais de sensores remotos e dados aerogeofísicos, como uma rotina no mapeamento sistemático da Região Amazônica, particularmente nas regiões onde dados aerogeofísicos estão disponíveis. Resumo em inglês This research focuses on the digital integration of airborne gamma ray and Landsat TM data for geological mapping in the Pojuca Area, Carajás Mineral Province (Brazilian Amazon Region). The study area is related to Archean gneisses, metasediments and metavolcanics, and anorogenic granites with Middle Proterozoic age. The vegetation is typical of tropical upland rain forest. The integration of Landsat TM and gamma ray spectrometric data produces enhanced products which sh (mais) ow the spatial relationships between terrain morphology and bedrock radioactivity, valuable indicators of lithological unit distribution, structures, rock types and hydrothermal metasomatism processes . Despite the low spatial resolution of the airborne gamma ray data, the gamma ray/Landsat TM products have provided a powerful investigative tool for geologic mapping in the area. Results of this research emphasize the importance of using digital integration based on orbital remote sensing and aerogeophysical data as a routine in systematic mapping in the Amazon Region, particularly for large areas where airborne geophysical data are available.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)