Sample records for gas saturation
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

TEMPO DE VIABILIDADE DE AMOSTRAS DE SANGUE VENOSO BOVINO DESTINADAS AO EXAME HEMOGASOMÉTRICO, QUANDO MANTIDAS SOB CONSERVAÇÃO EM ÁGUA GELADA/ VIABILITY TIME OF BLOOD GAS ANALYSIS IN BOVINE VENOUS BLOOD SAMPLES STORED IN ICE WATER BATH

Lisbôa, Júlio Augusto Naylor; Benesi, Fernando José; Maruta, Celso Akio; Mirandola, Regina Mieko Sakata; Teixeira, Cynthia Maria Carpigiani
2001-04-01

Resumo em português Com o objetivo de verificar o tempo de viabilidade de amostras de sangue venoso bovino destinadas ao exame hemogasométrico, quando conservadas em banho de água gelada, selecionaram-se 14 bovinos (7 machos e 7 fêmeas), clinicamente sadios, entre 1 e 5 anos de idade. Colheram-se, de cada animal, 2 amostras de sangue (10ml cada), por punção da veia jugular, com o emprego de seringas plásticas contendo cerca de 1.000UI de heparina sódica, tomando-se os cuidados de elim (mais) inar quaisquer bolhas de gás presentes, e de manter vedada a extremidade da agulha com rolha de borracha. Cada uma do par de seringas foi mantida, distintamente, à temperatura ambiente (entre 23 e 30ºC) ou submersa em água gelada (entre zero e 4ºC). As determinações do pH, pressões parciais venosas de dióxido de carbono (PvCO2) e de oxigênio (PvO2), bicarbonato (HCO3-), total de dióxido de carbono (TCO2), excesso ou déficit de bases (BE), bicarbonato padrão (StB), saturação de oxigênio (SatO2) e do conteúdo de oxigênio (O2) foram realizadas imediatamente e com 1, 2, 3, 4, 5, 6, 8, 10, 12 e 24 horas após a colheita. Em cada um dos critérios de manutenção do material, os resultados foram avaliados por meio da análise de variância de medidas repetidas. Consideradas as diferenças entre os valores médios obtidos em cada tempo e aquele da avaliação inicial, os resultados indicaram que as alterações "in vitro" das amostras não conservadas já eram marcantes a partir de 2 ou 3 horas, caracterizando-se por reduções contínuas do pH, PvO2, BE, StB, Sat O2 e O2, e por elevação gradativa da PvCO2. No sangue conservado, ao contrário, o valor de pH não exibiu diferença do original durante as primeiras 4 horas, e os de PvCO2, BE e StB mantiveram-se inalterados por até 6 horas após a colheita. A análise dos resultados permitiu concluir que as amostras de sangue venoso bovino destinadas ao exame de hemogasometria podem permanecer viáveis por até 6 horas, quando adequadamente conservadas em banho de água gelada, mantendo, assim, o seu valor diagnóstico. Resumo em inglês In order to verify the viability of blood gas analysis in bovine venous blood stored on ice water bath, two samples (10ml each) were taken from the jugular vein of 14 healthy animals (7 males and 7 females), 1- to 5-year-old, using plastic syringes and attached needles filled with sodium heparin (1,000IU). The blood samples were obtained anaerobically, the air bubbles observed were immediately removed, and the needle was maintened capped with a rubber stopper. Each syring (mais) e of the pair was distinctally stored at room temperature (23-30ºC) or in ice water bath (0-4ºC) during the experimental period. Values of pH, carbon dioxide (PvCO2) and oxigen (PvO2) tensions, bicarbonate (HCO3-), total carbon dioxide (TCO2), base excess (BE), standard bicarbonate (StB), oxigen saturation (SatO2), and oxigen content (O2) were determined soon after sampling and after 1, 2, 3, 4, 5, 6, 8, 10, 12 and 24 hours. According to the type of storage temperature, the results were analysed through repeated measurements ANOVA, considering the contrast between the mean value of each time and the initial one. On the storage at room temperature, the in vitro changes were characterized from continuous decreases in pH, PvO2, BE, StB, SatO2, and O2 values, and gradual increase in PvCO2, starting at 2- or 3-hour after the collection. In the samples stored at 0-4ºC, on the other hand, the changes in pH occurred only at the 4th hour, and the stability of the PvCO2, BE, and StB values were maintened for up to the 6th hour. These results indicated that the diagnostic utility of blood gas analysis is conserved in bovine venous blood samples adequately stored up to 6 hours in ice water bath, at 0-4ºC.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Síntese de Al2O3/SiC em forno de microondas: estudo de parâmetros do processo/ Synthesis of Al2O3/SiC in microwave oven: study of the processing parameters

Deksnys, T. P.; Menezes, R. R.; Fagury-Neto, E.; Kiminami, R. H. G. A.
2005-12-01

Resumo em português Estudos demonstram a eficiência do método de moagem prévia do aluminossilicato precursor para a síntese da fase Al2O3/SiC por meio da reação de redução carbotérmica em forno de microondas. No presente trabalho, além da moagem do precursor, outros parâmetros de reação foram estudados, como tempo de reação, potência da radiação emitida e fluxo de gás. As reações foram realizadas em forno de microondas semi-industrial, com adaptação para inserção de (mais) gás inerte. Dois tipos de reatores foram avaliados: um reator cilíndrico, termicamente isolado, e um reator tubular de leito fixo, nos quais foram colocados os precursores peletizados. Existe uma relação direta entre a saturação da atmosfera de reação com a cinética de redução carbotérmica do aluminossilicato. Esse comportamento, aliado a elevadas potências de emissão, favorecem a formação da fase Al2O3/SiC em períodos de tempo reduzidos. Resumo em inglês Results presented elsewhere have confirmed the feasibility of the previous milling process of the starting materials for the synthesis of Al2O3/SiC by the microwave-assisted carbothermal reduction. In the present work, parameters such as precursor milling, reaction time, microwave's power level and gas flow have been investigated. Reactions were carried out in a semi-industrial microwave oven (Cober Inc., USA), which allowed the inert gas insertion. Two reactions arrangem (mais) ent were developed to perform the synthesis: a cylindrical reactor, thermally insulated and a pipe fluidized bed reactor. Into both reactors, the precursor was applied in a palletized form to react. There is a direct relation between the reaction atmosphere saturation and the kinetics of the carbothermal reduction. This behavior, in addiction to high power levels of microwave radiation (>1.5 KW), favors the formation of Al2O3/SiC in a short time.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Perfil de ácidos graxos na carne de novilhos de diferentes idades e grupos genéticos terminados em confinamento/ Fatty acids profile in meat of steers from different ages and genetic groups finished in feedlot

Metz, Patrícia Alessandra Meneguzzi; Menezes, Luís Fernando Glasenapp de; Santos, Angélica Pereira dos; Brondani, Ivan Luiz; Restle, João; Lanna, Dante Pazzanese Duarte
2009-03-01

Resumo em português Foram utilizados 24 bovinos machos castrados, pertencentes a quatro grupos genéticos (⅝Charolês (CH) ⅜Nelore (NE); ⅝NE ⅜CH; ¾ CH ¼ NE e ¾ NE ¼ CH) e duas idades (jovem e superjovem), mantidos com dieta composta de silagem de milho e concentrado, com relação volumoso:concentrado de 50:50. As carcaças, após o abate, foram identificadas e resfriadas retirando-se um bife da porção do músculo Longissimus dorsi, que foi seco em estufa, moíd (mais) o, identificado e armazenado para extração dos lipídeos e determinação dos ácidos graxos, realizada em cromatógrafo a gás. Não houve interação significativa categoria × grupo genético para marmoreio, espessura de gordura e relação músculo:gordura, utilizados como co-variáveis. O total de ácidos graxos trans18 nos animais superjovens foi maior (2,46%) que nos jovens (1,87%). A maioria dos ácidos graxos de cadeia curta (75%) e de cadeia média (91,7%) não foi influenciada pelo grupo genético. Os valores de ácido linoléico conjugado (CLA) não diferiram entre os grupos genéticos. Animais com predominância Nelore apresentaram maior grau de saturação nos ácidos graxos (média de 54,7%) em comparação aos de predominância Charolês (média de 49,5%). A relação de ácidos graxos insaturados/saturados nos animais Charolês foi maior que nos animais Nelore. Resumo em inglês For the conduction of this work, 24 males from four different genetic groups (⅝Charolais (CH) ⅜Nellore (NE); ⅝NE ⅜CH; ¾CH ¼NE e ¾NE ¼CH) and two ages: steers and young steers were used. The animals received a diet composed of corn silage and concentrate with roughage:concentrate ratio of 50:50. After slaughter, the carcasses were identified and⅝ chilled. A steak from the longissimus muscle was collected and dried in stove, grounded, ident (mais) ified and stored for lipid extraction. The fatty acids (FA) determination was performed through gas chromatograph. No significant interaction was observed between category and genetic groups and marbling, fat thickness, muscle:fat ratio, used as co-variables. The total trans18 FA was higher (2.46%) for young steers in relation to steers (1.87%). Most short-chain (75%) and medium-chain (91.7%) FA were not influenced by the genetic group. CLA values did not differ between CH-NE crossbred animals. Animals with NE predominance showed higher saturated FA (average of 54.7%) in relation to CH animals (average of 49.5%). In relation to the unsaturated/saturated ratio, higher value was observed for CH animals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Avaliação da mecânica respiratória e da oxigenação pré e pós-aspiração de secreção em crianças submetidas à ventilação pulmonar mecânica/ Evaluation of oxygenation, ventilation and respiratory mechanics before and after endotracheal suction in mechanically ventilated children

Avena, Marta J.; Carvalho, Werther Brunow de; Beppu, Oswaldo Shigueomi
2003-06-01

Resumo em português OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi avaliar as alterações de oxigenação, ventilação e mecânica respiratória em crianças submetidas a ventilação pulmonar mecânica, pré e pós-aspiração de secreções intratraqueais e identificar através de parâmetros de mecânica respiratória e/ou oxigenação o momento correto da aspiração de secreções intratraqueais MÉTODOS: O estudo foi realizado na UCI Pediátrica do Hospital São Paulo-Unifesp, e participaram (mais) do estudo, 13 crianças com faixa etária de lactente até cinco anos, ambos os sexos, com patologias clínica e cirúrgica. Os parâmetros analisados foram: freqüência cardíaca (FC), saturação de oxigênio por oximetria de pulso (Sp0(2)), pH arterial; pressão arterial de oxigênio (Pa0(2)); pressão arterial de gás carbônico (PaC0(2)); saturação arterial de oxigênio (Sa0(2)), volume corrente inspirado (VC insp.) e expirado (VC exp.), volume minuto (V min), complacência pulmonar (C), resistência inspiratória das vias aéreas (R insp), pressão média das vias aéreas (PmVA), pressão expiratória final positiva (PEEP) e pressão expiratória final positiva intrínseca (PEEPi); com parâmetros ventilatórios mantidos inalterados, crianças sedadas e curarizadas. Foram efetuadas quatro medidas de mecânica respiratória e duas de gases sangüíneos. RESULTADOS: A análise dos resultados demonstrou elevação significante e prolongada no índice de CO2 arterial; declínio na saturação de oxigênio imediatamente após o procedimento e diminuição na complacência dinâmica torácica e pulmonar. CONCLUSÕES: A aspiração de secreções intratraqueal é responsável por retenção da PaCO2, queda SpO2 e diminuição da complacência torácica e pulmonar. Por ser um procedimento de risco para o paciente deve ser aplicada após avaliação e indicação individual, tendo necessidade de padronizações em manobras para prevenção de hipoxemia, hipoventilação e de atelectasias. Resumo em inglês OBJECTIVES: The aim of this study was to know the effects of endotracheal suction in respiratory mechanics and oxigenation of patients with mechanical ventilation. METHODS: 13 children were studied in the pediatric intensive care unit of Hospital São Paulo, age between 47 days and 5 years old, male and female, surgical and clinic pathology, intubated by cuffed endotracheal tube, sedated and paralyzed few minutes before measurements, under previous established suction rou (mais) tine without preventive maneuvers, followed by a continuous monitoring of oxygenation, ventilation and respiratory mechanics under identical ventilatory sets. The parameters analyzed was Heart rate; SpO2; ph arterial; PaO2; PaCO2; SaO2; inspiratory and expiratory tidal volume; minute volume; dynamic compliance, respiratory resistance; mean airway pressure; PEEP and PEEPi., and the measurements were made immediately before suction, immediately after, ten and twenty minutes after suction RESULTS: The results showed that the technique increase the CO2 arterial pressures (PaCO2) even after 20 minutes; decrease the oxygen saturation (SpO2) immediately after the procedure with regular recuperation after 10 minutes and decrease the lung compliance (Cdin.) immediately after with lower recuperation after 10 minutes. CONCLUSION: We concluded that intratracheal suction in front of compromise of oxygenation, ventilation or respiratory mechanic, applied as minimal as possible under preventive maneuvers. We need more studies to establish the real need of intratracheal suction and a practice guideline of intervention to avoid deleterious effects of that in pediatric patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

O papel do pneumoperitônio na avaliação de parâmetros respiratórios e hemodinâmicos de ratos anestesiados, com ou sem intubação intratraqueal/ The role of pneumoperitoneum in the respiratory and hemodynamic evaluation in anaesthetized rats, with or without intubation

Botter, Flávia Coelho de Souza; Taha, Murched Omar; Fagundes, Djalma José; Fagundes, Anna Tereza Negrini
2005-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar as alterações hemodinâmicas e respiratórias em ratos submetidos ou não ao pneumoperitônio com CO2, sob anestesia com ou sem intubação intratraqueal. MÉTODO: Ratos machos (n = 40), albinos, com peso médio de 300g, idade de três meses, foram randonizados em quatro grupos: GA - anestesia com intubação endotraqueal por uma hora e com pneumoperitônio de 4mmHg de CO2; GB - anestesia sem intubação endotraqueal por uma hora e com pneumoperitônio (mais) de 4mmHg de CO2; GC - anestesia sem intubação endotraqueal por uma hora e sem pneumoperitônio; GD - anestesia com intubação endotraqueal por uma hora, sem pneumoperitônio. Foram registrados os valores da pressão arterial média (PAM), pressão parcial de gás carbônico (pCO2), freqüência cardíaca (FC), freqüência respiratória (FR), pressão venosa central (PVC), potencial hidrogeniônico acidose (pH), saturação de oxigênio periférico (spO2), bicarbonato (HCO3-) e saturação de oxigênio no sangue arterial (SO2,). Os dados foram coletados no início do experimento (M0), após 30 minutos (M1) e após 60 minutos (M2). RESULTADOS: Em GA e GC (grupos com pneumoperitônio) ocorreu aumento da PAM, PCO2, HCO3-, FR, PVC e uma diminuição do pH, SO2, spO2 e da FC em relação aos animais sem pneumoperitônio. Por outro lado a intubação intratraqueal demonstrou atenuar estas alterações nos animais com até uma hora de anestesia. CONCLUSÃO: A anestesia geral com intubação endotraqueal associada ao pneumoperitônio de 4mmHg, por um período de uma hora, mostrou vantagens do ponto de vista respiratório e hemodinâmico, em relação aos animais com pneumoperitônio e sem intubação e também sobre aqueles com até quatro horas de anestesia, apesar da intubação. Resumo em inglês BACKGROUND: To investigate hemodynamic and respiratory changes in rats submitted to CO2 pneumoperitoneum or not, under anesthesia with and without endotracheal intubation. METHODS: Male albino rats (n = 40), average weight of 300g, three months aged, were randomized: GA - anesthesia with endotracheal intubation for one hour with CO2 pneumoperitoneum (4mmHg); GB - anesthesia without intratracheal intubation for one hour with CO2 pneumoperitoneum (4mmHg); GC - anesthesia wi (mais) thout endotracheal intubation for one hour without pneumoperitoneum; GD - anesthesia with endotracheal intubation for one hour without pneumoperitoneum. Median arterial pressure (MAP- mmHg), heart rate (HR-beat/min), respiratory frequency (RF - rm/min), central venous pressure (CVP - cmH2O), peripheral oxygen saturation (STO2), partial CO2 pressure (PaCO2), arterial bicarbonate (HCO3-), oxygen saturation (SO2) and pH were recorded. Measurements were performed at the begining of the procedure (MO) and after, 30 minutes (M1) and 60 minutes (M2). RESULTS: In GA and GC (groups with CO2 pneumoperitoneum) there was an increase of MAP, PaCO2, HCO3-, HR, CVP and decrease of pH, CO2, STO2 in comparison with those without pneumoperitoneum. On the other hand, endotracheal intubation attenuated these changings during the first hour of anesthesia. CONCLUSION: General anesthesia with endotracheal intubation, associated to CO2 pneumoperitoneum (4 mmHg) during one hour, proved advantageous in hemodynamic and respiratory systems, in relation to the animals with pneumoperitoneum without endotraqueal intubation, and to those within four hour of anesthesia, in spite of intubation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Anestesia em paciente com insensibilidade congênita a dor e anidrose/ Anesthesia in a patient with congenital insensitivity to pain and anhidrosis/ Anestesia en paciente con insensibilidad congénita al dolor y anhidrosis

Oliveira, Carlos Rogério Degrandi; Paris, Valter César; Pereira, Renato Augusto; Lara, Felipe Souza Thyrso de
2009-10-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A insensibilidade congênita a dor e anidrose (ICDA) ou neuropatia hereditária sensorial e autonômica tipo IV (NHSA tipo IV) é neuropatia autossômica recessiva rara do grupo das neuropatias hereditárias sensoriais e autonômicas (NHSA), caracterizada por insensibilidade ao estímulo doloroso, anidrose e retardo mental. Existem poucos relatos sobre a conduta anestésica em pacientes com ICDA devido sua extrema raridade. O objetivo deste rela (mais) to foi apresentar a conduta anestésica em paciente com ICDA submetida à artrodese de tornozelo esquerdo com colocação de haste e discutir as características de interesse para a anestesia nestes pacientes. RELATO DO CASO: Paciente com história de ICDA foi admitida para artrodese de tornozelo esquerdo devido à artropatia de Charcot. Na sala de operação foi monitorizada com eletrocardiógrafo, índice bispectral, SEF 95%, pressão arterial não invasiva e saturação periférica da hemoglobina, medicada com midazolam como pré-anestésico e submetida à anestesia venosa com propofol e cisatracúrio. Não houve a necessidade de administração de analgésicos. Após intubação traqueal, foi acrescentada monitorização da pressão expiratória final do gás carbônico e da temperatura esofágica. Não apresentou complicações no período perioperatório. Teve alta hospitalar no segundo dia de pós-operatório. CONCLUSÕES: Embora apresentem insensibilidade à dor, alguns pacientes apresentam hiperestesia tátil, o que poderia causar sensações desagradáveis durante a manipulação cirúrgica. Apesar de relatos na literatura de pacientes submetidos a bloqueios no neuroeixo e até mesmo a procedimentos sem anestesia, neste caso utilizou-se a anestesia venosa que proporcionou condições adequadas para o procedimento anestésico-cirúrgico. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La falta de sensibilidad congénita al dolor y la anhidrosis (ICDA) o neuropatía hereditaria sensorial y autonómica tipo IV (NHSA tipo IV), es una neuropatía autosómica recesiva rara del grupo de las neuropatías hereditarias sensoriales y autonómicas (NHSA), caracterizada por la insensibilidad al estímulo doloroso, anhidrosis y retraso mental. Existen pocos relatos sobre la conducta anestésica en pacientes con ICDA, debido a su extrema r (mais) aridad. El objetivo de este relato, fue presentar la conducta anestésica en paciente con ICDA sometida a la artrodesis de tobillo izquierdo con colocación de vástago y discutir las características de interés para la anestesia en esos pacientes. RELATO DEL CASO: Paciente con historial de ICDA que fue admitida para artrodesis de tobillo izquierdo debido a la artropatía de Charcot. En la sala de operación, fue monitorizada con electrocardiógrafo, índice bispectral, SEF 95%, presión arterial no invasiva y saturación periférica de la hemoglobina, y medicada con midazolam como preanestésico. Posteriormente fue sometida a anestesia venosa con propofol y cisatracurio. No hubo necesidad de administrar analgésicos. Después de la intubación traqueal, se le monitoreó la presión expiratoria final del gas carbónico y de la temperatura esofágica. No presentó complicaciones en el período perioperatorio. Obtuvo su alta al segundo día del postoperatorio. CONCLUSIONES: Aunque presenten insensibilidad al dolor, algunos pacientes debutan con hiperestesia táctil, lo que podría causar sensaciones desagradables durante la manipulación quirúrgica. A pesar de los relatos en la literatura de pacientes sometidos a bloqueos en el neuro eje, e incluso a procedimientos sin anestesia, en ese caso se usó la anestesia venosa, proporcionando condiciones adecuadas para el procedimiento anestésico-quirúrgico. Resumo em inglês ACKGROUND AND OBJECTIVES: Congenital insensitivity to pain and Anhidrosis (CIPA) or hereditary sensory and autonomic neuropathy type IV (HSAN IV) is a rare autosomal recessive neuropathy of the group of hereditary sensory and autonomic neuropathies (HSAN) characterized by insensitivity to pain, anhidrosis, and mental retardation. Since it is a rare condition, reports on the anesthetic conduct in patients with CIPA are not easily found in the literature. The objective of t (mais) his report was to present the anesthetic conduct in a patient with CIPA undergoing left ankle arthrodesis with placement of an implant, and to discuss the characteristics of this disorder that concern anesthesiologists the most. CASE REPORT: A female patient with a history of CIPA was admitted for left ankle arthrodesis due to Charcot arthropathy. In the operating room, the patient was monitored with an electrocardiograph, bispectral index, 95% SEF, non-invasive blood pressure, and peripheral hemoglobin saturation; she was pre-medicated with midazolam and underwent intravenous anesthesia with propofol and cisatracurium. The administration of analgesics was not necessary. After tracheal intubation, monitoring of end-expiratory pressure of carbon dioxide and esophageal temperature were added. The patient did not develop postoperative complications. She was discharged from the hospital on the second postoperative day. CONCLUSIONS: Although there is insensitivity to pain, some patients present tactile hyperesthesia that can cause unpleasant feelings during surgical manipulation. Despite reports in the literature of patients undergoing neuroaxis blocks, and even procedures without anesthesia, intravenous anesthesia, which provided adequate conditions for the anesthetic-surgical procedure was used in this case.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Anestesia intravenosa total utilizando propofol ou propofol/cetamina em cadelas submetidas à ovariossalpingohisterectomia/ Total intravenous anesthesia using propofol or propofol/ketamine in bitches undergoing ovariohysterectomy

Gasparini, Simone Salata; Luna, Stelio Pacca Loureiro; Cassu, Renata Navarro; Biasi, Fernando de
2009-08-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar os efeitos cardiorrespiratório e analgésico da infusão contínua com propofol e propofol/cetamina em cadelas pré-medicadas com atropina e xilazina, submetidas a ovariossalpingohisterectomia (OSH). Em seis cadelas (GP) a indução anestésica foi realizada com propofol (5mg kg-1 iv), seguido da manutenção anestésica com o mesmo fármaco em infusão contínua intravenosa na taxa inicial de 0,4mg kg-1.min-1. Outras seis cadelas (GPC) receberam a a (mais) ssociação de propofol (3,5mg kg-1 iv) e cetamina (1mg kg-1 iv) como indução anestésica. Depois, foi feita manutenção anestésica em infusão contínua intravenosa inicial com 0,28mg kg-1.min-1 e 0,06mg kg-1.min-1 de propofol e cetamina, respectivamente. Os seguintes parâmetros foram mensurados durante a anestesia a cada 10 minutos: freqüências cardíaca (FC) e respiratória (f), pressão arterial sistólica, média e diastólica (PA), concentração final expirada de CO2 (EtCO2), volume minuto (VM), pressão parcial de gás carbônico (PaCO2), pressão parcial de oxigênio (PaO2), saturação de oxigênio na hemoglobina (SatO2), pH, bicarbonato, glicemia e temperatura retal (T). Observou-se redução da pressão arterial média entre 20 e 40 minutos de anestesia no GP. Ocorreu redução da temperatura, hipercapnia e acidose respiratória em ambos os grupos durante a anestesia. A PaO2, o bicarbonato e a glicose aumentaram de forma significativa apenas no GPC durante a anestesia. Houve necessidade de aumentar em 50 e 20% a taxa de infusão de propofol no GP e GPC respectivamente para anestesia cirúrgica satisfatória. Dessa forma, ambos os protocolos mostraram-se seguros e suficientes do ponto de vista de anestesia cirúrgica para realização da OSH em cadelas, desde que a ventilação assistida ou controlada seja instituída quando necessária e a velocidade de infusão do propofol seja 0,6 e 0,34mg kg-1.min-1 nos grupos GP e GPC, respectivamente. Resumo em inglês This study aimed to investigate the cardiopulmonary and analgesic effects of propofol and propofol/ketamine infusion in bitches premedicated with atropine and xylazine and submitted to ovariohisterectomy. In six bitches, anesthesia was induced by 5mg kg-1of propofol and maintained initially with 0.4mg kg-1.min-1 of propofol (GP). In the other six bitches, anesthesia was induced with a combination of 3.5mg kg-1 propofol and 1mg kg-1 of ketamine and maintained initially wit (mais) h 0.28mg kg-1.min-1 propofol and 0.06mg kg-1.min-1 of ketamine (GPK). Heart and respiratory rates, arterial blood pressure, minute ventilation, end tidal CO2, pulse hemoglobin O2 saturation, blood gas analysis, plasma glucose concentration and temperature were measured before and every 10 minutes during anesthesia. Mean arterial blood pressure reduced from 20 to 40 minutes of propofol anesthesia. Temperature reduction and hypercapnia with respiratory acidosis occurred in both groups during anesthesia. PaO2, bicarbonate and glucose increased only during propofol/ketamine anesthesia. Propofol infusion rate was increased by 50 and 20% during anesthesia in GP and GPK respectively to allow satisfactory surgical anesthesia. Both anesthetic protocols were safe and adequate for ovariohysterectomy in bitches, considering that controlled ventilation is performed when necessary and propofol infusion rate is adjusted to 0,.6 and 0.34mg kg-1.min-1 in GP and GPK according to the surgical stimulus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Hipotensão controlada induzida por halotano em coelhos/ Halothane induced controlled hypotension in rabbits

Figueiredo, Nubia Verçosa; Schanaider, Alberto; Barrucand, Louis; Costa, Allan Antonio da
2003-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever e analisar um estudo experimental com o objetivo de pesquisar o uso do halotano em diferentes concentrações, visando à obtenção de hipotensão induzida ou controlada e à análise das repercussões hemodinâmicas decorrentes do método. MÉTODO: Foram utilizados vinte e nove coelhos (Oryctolagus cuniculus), do tipo Nova Zelândia subdivididos em quatro grupos, dentre os quais havia um controle composto por cinco animais, e outros três contendo oi (mais) to coelhos cada um. Os grupos I,II e III (n=8 cada)) foram submetidos a um período de hipotensão induzida, utilizando-se o halotano em concentrações de 1,0%, 1,5% e 2,0%, respectivamente. Foram avaliadas as freqüências cardíaca (FC) e respiratória (FR), a pressão arterial média (PAM) e a temperatura corporal. No sangue arterial analisaram-se os valores do potencial hidrogeniônico (pH), da pressão parcial do oxigênio (PaO2), da pressão parcial do gás carbônico (PaCO2), do bicarbonato (-HCO3), do excesso de bases (BE), da saturação do oxigênio da hemoglobina (Sat.O2). Estes parâmetros foram obtidos em três momentos: antes (MAnH), durante (MDuH) e após (MApH) a hipotensão induzida. Acompanhou-se, periodicamente, os reflexos corneano e pupilar e, de forma contínua, o eletrocardiograma. RESULTADOS: A análise estatística dos resultados evidenciou hipotensão e redução de frequência cardíaca com o uso do halotano. O pH dos coelhos é mais alcalino que o do homem. Não obstante haver uma tendência à acidose metabólica, esta decorreu de uma condição transitória, sem comprometer a homeostase. CONCLUSÃO: O halotano é um anestésico seguro e eficaz para promover a hipotensão induzida ou controlada, em coelhos. Resumo em inglês BACKGROUND: The authors describe haemodynamic changes secondary to controlled and induced hypotension during anesthesia with different halothane concentrations. METHODS: Twenty-nine New Zealand white rabbits (Oryctolagus cuniculus) were divided into four groups. A control group, composed by five animals, was compared to groups I, II, and III, with eight rabbits each one (n=8), that underwent anesthesia with halothane in concentrations of 1,0%, 1,5% and 2,0% respectively. (mais) Cardiac and respiratory rates, body temperature, average arterial blood pressure, pH values, arterial oxygen tension (PaO2), arterial carbon dioxide tension (PaCO2), bicarbonate concentrations (-HCO3), base excess (BE), and haemoglobin oxygen saturation (Sat O2) were studied. All parameters were registered before, during and after halothane anesthesia induced hypotension. Corneal and pupilary reflexes and cardiogram were followed continuously. RESULTS: Halothane resulted in hypotension and reduced heart rate. Rabbits have an alcaline blood pH. The metabolic acidosis trend observed was of transient character. Halothane did not modify SatO2.. CONCLUSION: Halothane is a safe and efficient anaesthetic to promote induced or controlled hypotension in rabbits.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Uso de oxigênio puro e shunt veno-arterial nos oxigenadores de membrana

MORAES, Domingos Junqueira de; MORAES, Mário Coli Junqueira de; DIAS, José Ronaldo J; MARTINS, Paulo; MORAES, Zuleica Coli J. de; SOUZA, Celita Geraldo de; AZEVEDO, Sérgio Lopes de; GATTI, Madalena O; NOVAES, Maurício
1997-01-01

Resumo em português Cinqüenta pacientes (32 masculinos e 18 femininos) com idade variando entre 31 e 82 anos, peso entre 43 e 98 kg foram submetidos a perfusão normotérmica (34°C a 36°C) e hemodiluição, com o oxigenador de membrana (DMG). Empregou-se um shunt entre a linha arterial e venosa de modo que só uma porcentagem do sangue venoso passou pelo oxigenador. O volume do shunt foi controlado por torniquete graduado e o fluxo constantemente medido por um fluxômetro eletrônico (Bio (mais) pump). Também a saturação arterial e venosa de hemoglobina foram constantemente medidas por um oxímetro (Oxisat Bentley) colocado na linha de perfusão. Além disso, foram realizadas gasometrias arterial e venosa, cada 20 a 30 min com aparelho de gasometria. O shunt foi colocado antes do filtro arterial, onde a mistura arteriovenosa se completa. O fluxo de perfusão foi mantido com drenagem livre das cavas atingindo em média 45 à 60 ml/kg de peso corporal. Obteve-se saturação arterial de hemoglobina em torno de 90% a 93% e saturação venosa entre 55% e 75%. O hematócrito foi mantido entre 25% e 35%, sendo o mínimo aceito de 20%. Para se obter esses números de saturação de hemoglobina bastou passar 50% do sangue venoso pelo oxigenador, à temperatura corporal entre 34°C e 36°C. Pelas dosagens da gasometria cada 20 min a 30 min, o PH se manteve normal em torno de 7,4, PCO2 entre 20 mmHg e 40 mmHg e PO2 arterial entre 70 mmHg a 90 mmHG. No final da perfusão, ao se aquecer o paciente para 37°C o shunt foi reduzido para ± 30%. A pressão arterial média manteve-se entre 60 mmHg a 80 mmHg. O tempo de perfusão variou de 65 min a 195 min. O sangramento pelos drenos nas primeiras 12 horas do pós-operatório foi entre 350 ml a 650 ml. Nenhum paciente apresentou qualquer grau de disfunção cerebral diagnosticado clinicamente. Houve 2 óbitos hospitalares: 1 paciente, na 2ª semana do pós-operatório, de insuficiência respiratória; outro, de infarto do miocárdio, na 4ª semana. Concluímos que o emprego do shunt veno-arterial e oxigênio puro nos oxigenadores de membrana mostrou ser método adequado para abolir o uso de ar comprimindo e blenders nesses oxigenadores, ao mesmo tempo que, teoricamente, reduz em 40% a 50% os efeitos deletérios ou inflamatórios causados pelos oxigenadores artificiais. Na hipotermia, o método pode ser usado com mais liberdade, conforme trabalho por nós publicado, utilizando oxigenadores de bolhas. Resumo em inglês Fifty patients, age from 32 to 82 years, were submitted to extracorporeal circulation using a membrane oxygenator (D.M.G.) in which a venous arterial shunt was employed so that only one third to one half of the venous blood were gone through the oxygenator. The gas used in the oxygenator was pure oxygen. The patients were kept with temperature of 34 to 36°C, anestetized with phentanil and full curarization, to decrease to a minimum the O2 comsumption. The average arteria (mais) l SO2 was ± 90% and the venous saturation ± 70%. There were no significant variations in PCO2 and PH. During perfusion the arterial and venous saturations were monitored with an oxymeter and also the volume of the shunt measured by an electromagnetic flowmeter (Biopump). There were two deaths in the post operative period (two weeks and three weeks after surgery) not related to the perfusion method. We conclude that the use of a venous arterial shunt and pure oxygen in membrane oxygenators can substitute the gas mixture routinely used in these devices and has as advantage to reduce in theory the inflamatory responses produced by the artificial oxygenators.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Trocas gasosas e condutância estomática em três espécies de gramíneas/ Gas exchanges and stomatal conductance on three gramineous species

Machado, Eduardo Caruso; Lagôa, Ana Maria Magalhães Andrade
1994-01-01

Resumo em português Avaliou-se, sob condições naturais e sem deficiência hídrica, o comportamento diário das taxas de assimilação de CO2 (A) e de transpiração (E), a condutância estomática (g) e a eficiência fotossintética do uso de água (E/A) em milho (C4), arroz (C3) e trigo (C3). Nas três espécies, a curva de resposta de A em função da irradiância (I), apresentou a forma de uma hipérbole retangular, porém em milho não houve saturação lumínica. A resposta de g em r (mais) elação a I apresentou a mesma forma, respondendo E linearmente, nas três espécies. Em relação à variação de g, a curva de resposta de A também mostrou a forma de hipérbole retangular, enquanto E respondeu linearmente. Devido à resposta diferencial de A e de E, tanto em função de I como de g, a razão E/A aumentou com o aumento de I. As espécies C3 (arroz e trigo) revelaram valores maiores de E/A que a C4 (milho), em todos os níveis de I e valores de g, indicando melhor adaptabilidade da C4 na limitação de abertura estomática. Resumo em inglês Under natural condition and without water deficit, assimilation of CO2 (A) and transpiration (E) rates, stomatal conductance (g) and photosyntetic efficiency of water use (E/A), were monitored daily on maize (C4), rice (C3) and wheat (C3). In all species, the shape of response curves of A in function of irradiance (I), was a retangular hyperbole. However, luminic saturation was not observed in maize. Stomatal conductance response curve in function of I was also a retangul (mais) ar hyperbole, while E was linear in all species. Due to differential response of A and E, as a function of I as well as g, the ratio E/A was increased with the increase of I. The C3 species (rice and wheat) showed higher values of E/A than the C4 specie (maize), in all levels of I and g, showing the better C4 adaptation when stomatal limitation aperture occurs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Teste de caminhada de seis minutos: estudo do efeito do aprendizado em portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica/ Six minutes walk test: study of the effect of learning in chronic obstructive pulmonary disease patients

Rodrigues, Sérgio Leite; Mendes, Hélder Fonseca e; Viegas, Carlos Alberto de Assis
2004-04-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Testes de caminhada de seis minutos vêm sendo utilizados de forma crescente para avaliar a efetividade de diferentes opções terapêuticas clínicas e cirúrgicas em pneumopatias. Entretanto, a falta de padronização para a sua realização pode influenciar as aferições, prejudicando a qualidade da avaliação. Nesse sentido, formulamos a hipótese de que os pacientes têm melhor performance com a realização do teste de caminhada de seis minutos após (mais) aprendizado. OBJETIVO: Determinar o possível efeito do aprendizado na distância percorrida durante o teste de caminhada de seis minutos em portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica. MÉTODO: Foram analisados, retrospectivamente, 35 prontuários de pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica, encaminhados ao Programa de Reabilitação Pulmonar do Hospital Universitário de Brasília, e que tivessem realizado, em dias alternados, dois testes de caminhada de seis minutos, espirometria e gasometria arterial. O diagnóstico clínico e funcional de doença foi baseado na história de exposição a fator de risco, produção de secreção, dispnéia e prova espirométrica alterada, após o uso de broncodilatador. RESULTADOS: Observamos que as distâncias percorridas no segundo teste de caminhada de seis minutos (515 ± 82 metros) foram maiores que as distâncias percorridas no primeiro (480 ± 85 metros), com valores estatisticamente significativos (p Resumo em inglês BACKGROUND: The six minutes walk test has been increasingly utilized to assess the effectiveness of different clinical and surgical treatment options in pulmonary diseases. However lack of standardization for their performance may influence measurements and jeopardize assessment of the functional capacity of patients with cardiopulmonary disease. OBJECTIVE: To determine the possible effects of learning on the distance covered during the six minute walk test for bearers of (mais) chronic obstructive pulmonary disease. METHOD: A retrospective analysis of 35 medical records of COPD patients referred to the Pulmonary Rehabilitation Program of the University Hospital of BrasÌlia was carried out. On alternate days these patients had performed two six minutes walk tests, spirometry and arterial blood gas analysis. Clinical and functional diagnosis was based upon the history of exposure to risk factors, mucus production, dyspnea and spirometric dysfunction after use of bronchodilators. The Student test was used for the comparison of results that were different. RESULTS: The distances covered in the second six-minute walk test (515 ± 82 meters) were greater than those covered in the first six-minute walk test (480 ± 85 metros), with statistically significant differences (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Rotação de culturas no sistema plantio direto em Tibagi (PR): II - Emissões de CO2 e N2O/ Crop rotation under no-tillage in Tibagi (Paraná State, Brazil): II - CO2 and N2O emissions

Siqueira Neto, Marcos; Piccolo, Marisa de Cássia; Feigl, Brigitte Josefine; Venzke Filho, Solismar de Paiva; Cerri, Carlos Eduardo Pellegrino; Cerri, Carlos Clemente
2009-08-01

Resumo em português A atividade agrícola pode alterar a quantidade e qualidade da matéria orgânica do solo (MOS), resultando em emissões de dióxido de carbono (CO2) e óxido nitroso (N2O) do solo para a atmosfera. O sistema plantio direto (SPD) com a utilização de leguminosas em sistemas de rotação é uma estratégia que deve ser considerada tanto para o aumento da quantidade de MOS como para seu efeito na redução das emissões dos gases de efeito estufa. Com o objetivo de determi (mais) nar os fluxos de gases do efeito estufa (CO2 e N2O) do solo, um experimento foi instalado em Tibagi (PR), em um Latossolo Vermelho distroférrico textura argilosa. Os tratamentos, dispostos em faixas não casualizadas com parcelas subdivididas, foram: sistema plantio direto por 12 anos com sucessões milho/trigo e soja/trigo (PD12 M/T e PD12 S/T, respectivamente) e por 22 anos (PD22 M/T e PD22 S/T, respectivamente). As emissões de CO2 do solo foram aproximadamente 20 % mais elevadas no PD22 em relação ao PD12. As emissões de CO2 apresentaram correlação significativa (R² = 0,85; p Resumo em inglês The agricultural activity can change the quantity and quality of soil organic matter (SOM), resulting in CO2 and N2O emissions from the soil. No-tillage (NT) with legume species in crop rotation is a strategy that should be considered not only to increase the SOM quantity, but also to reduce greenhouse gas emissions. The objective of this study was to determine the soil-atmosphere gas emissions with greenhouse effect (CO2 and N2O). For this purpose, an experiment was inst (mais) alled in Tibagi (Paraná State, Brazil), on a clayey Oxisol (Typic Hapludox). The treatments were conducted in non-random strips with subdivided plots: no-tillage crop successions corn/wheat and soybean/wheat (NT12 M/T and NT12 S/T, respectively) for 12 years and no-tillage (NT22 M/T and NT22 S/T, respectively) for 22 years. The CO2 soil emissions were nearly 20 % higher in NT22 than in NT12. The CO2 emissions were significantly correlated (R² = 0.85; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Respostas da fotossíntese de três espécies de citros a fatores ambientais/ Photosynthetic responses of three citrus species to environmental factors

Machado, Eduardo Caruso; Schmidt, Patrícia Tambelli; Medina, Camilo Lázaro; Ribeiro, Rafael Vasconcelos
2005-12-01

Resumo em português Foram avaliadas as respostas das trocas gasosas à irradiância, à temperatura, ao déficit de pressão de vapor e à concentração interna de CO2 em plantas jovens de laranjeira 'Valência', tangor 'Murcote' e lima ácida 'Tahiti', sob condições controladas. As taxas máximas de assimilação de CO2 foram de 9,8, 12,8 e 13,0 µmol m-2 s-1 em 'Valência', 'Murcote' e 'Tahiti', respectivamente. Diferenças na taxa de assimilação de CO2 foram relacionadas com a condut (mais) ância estomática e com a eficiência instantânea de carboxilação. A saturação da fotossíntese pela luz foi em torno de 750 µmol m-2 s-1 em 'Valência'. Em 'Murcote' e 'Tahiti', não houve um ponto evidente de saturação lumínica, pois houve pequenos aumentos da assimilação de CO2 acima de 1.000 µmol m-2 s-1. Os pontos de compensação de CO2 foram 4,8, 5,8 e 5,4 Pa em 'Valência', 'Murcote' e 'Tahiti', respectivamente. Temperaturas das folhas entre 25ºC e 30ºC corresponderam à faixa ótima para a fotossíntese em 'Valência' e ao redor de 30ºC em 'Murcote' e 'Tahiti'. Quedas das taxas de assimilação de CO2 em temperaturas acima ou abaixo da ideal ocorreram em razão de quedas parciais na condutância estomática e na eficiência instantânea de carboxilação. A taxa de assimilação de CO2 também decresceu com o aumento do déficit de pressão de vapor de 1,5 para 3,5 kPa. Este efeito foi mais acentuado quando a temperatura aumentou de 28ºC para 35ºC. Resumo em inglês Gas exchange responses to irradiance, temperature, air vapor pressure deficit and intercellular CO2 concentration were evaluated in young plants of sweet orange 'Valência', tangor 'Murcote' and acid lime 'Tahiti' plants, under controlled conditions. Maximum rates of CO2 assimilation were around 9.8, 12.8 and 13.0 µmol m-2 s-1 , respectively, for 'Valência', 'Murcote' and 'Tahiti', and these differences were related to stomatal conductance and instantaneous carboxylatio (mais) n efficiency. Light saturation of photosynthesis was around 750 µmol m-2 s-1 for 'Valência', whereas 'Murcote' and 'Tahiti' did not show evident light saturation, exhibiting small increases of CO2 assimilation above 1,000 µmol m-2 s-1 . The CO2 compensation point was 4.8, 5.8 and 5.4 Pa for 'Valência', 'Murcote' and 'Tahiti', respectively, indicating differences in photorespiration of these citrus species. Leaf temperatures between 25ºC and 30ºC were optimum for photosynthesis of 'Valência', whereas this optimum was around 30ºC for 'Murcote' and 'Tahiti'. At temperatures above or below the optimum range, CO2 assimilation was reduced by partial decrease of stomatal conductance and instantaneous carboxylation efficiency. Reduced CO2 assimilation rate was also caused by increasing vapor pressure deficit from 1.5 to 3.5 kPa, and this effect enhanced when temperature increased from 28ºC to 35ºC.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

O sevofluorano em cadelas gestantes/ The sevoflurane in pregnant bitches

Matsubara, Lídia Mitsuko; Oliva, Valéria Nobre Leal de Souza; Gabas, Daniela Tozadore; Bevilacqua, Lilian; Perri, Sílvia Helena Venturolli
2006-06-01

Resumo em português Com este experimento, objetivou-se avaliar como a anestesia geral inalatória, com o sevofluorano, interfere nos parâmetros fisiológicos de cadelas gestantes. Nove cadelas sem raça definida, adultas, com idade média de três anos, foram submetidas ao mesmo procedimento anestésico em dois períodos distintos, sendo o primeiro na condição não gestante e o segundo aos 45 dias de gestação. Todas receberam acepromazina (0,05mg kg-1) pela via intravenosa como medicaç (mais) ão pré-anestésica, propofol (5mg kg-1) pela mesma via e sevofluorano diluído em oxigênio. As variáveis estudadas foram freqüência cardíaca e respiratória, pressão arterial sistólica, média e diastólica, temperatura retal, pressão parcial de CO2 ao final da expiração, saturação de oxigênio nas hemoglobinas, pH sangüíneo, pressão parcial arterial de oxigênio, pressão parcial arterial de CO2, bicarbonato e excesso de base. Os parâmetros foram avaliados antes da medicação pré-anestésica (M0) e 15 minutos após (M1), 15 minutos após a estabilização da anestesia inalatória (M2) e, depois, a cada 15 minutos durante 60 minutos (M3, M4, M5 e M6), com exceção das variáveis hemogasométricas que foram avaliadas em M0, M2 e M6. A análise estatística foi realizada com Análise de Variância e teste de Tukey, sendo considerado o nível de significância de 5%. A freqüência cardíaca elevou-se na paciente gestante no momento basal e 15 minutos após a medicação pré-anestésica, sendo observado ainda diminuição da pressão arterial e da temperatura retal nas gestantes. Os resultados obtidos permitiram concluir que o protocolo anestésico não alterou as variáveis mensuradas neste experimento, podendo ser utilizado com segurança para as cadelas, se houver a necessidade de intervenção cirúrgica e/ou anestésica aos 45 dias de sua gestação. Resumo em inglês The aim of this work was to evaluate how inhalation anesthesia with sevoflurane alters physiological parameters of pregnant bitches. Nine mixed breed bitches with mean age of 3 year-old were submitted to the same anesthetic procedure in two different moments: the first one envolving non-pregnant bitches and the second one 45 day pregnant bitches. All bitches received acepromazine (0,05mg kg-1) intravenously as premedication, propofol (5mg kg-1) by the same way and sevoflu (mais) rane diluted in oxygen. The variables measured were: heart rate and respiratory rate, systolic, mean and diastolic blood pressure, rectal temperature, end-tidal carbon dioxide pressure, oxyhemoglobin saturation, pH, oxygen tension, carbon dioxide tension, bicarbonate and base excess. The parameters were evaluated before (M0) and 15 minutes after tranquilization (M1), 15 minutes after parameters stabilization of inhalation anesthesia (M2) and every 15 minutes during 60 minutes (M3, M4, M5, M6), except pH and blood gas values which were measured before tranquilization (M0), 15 minutes after parameters stabilization (M2) and at 60 minutes of anesthesia (M6). The heart rate increased in the pregnant bitch before and 15 minutes after tranquilization and there was blood pressure and rectal temperature decrease. The statistical evaluation used were Analysis of Variance and Tukey‘s test (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Manutenção térmica em galinhas domésticas mantidas sob anestesia inalatória com isofluorano/ Thermal maintenance in chickens under inhalant anesthesia with isoflurane

Carregaro, Adriano Bonfim; Cruz, Fernando Silvério Ferreira da; Gerardi, Patrícia Molina; Scholten, Claudia
2008-08-01

Resumo em português A hipotermia em aves sob anestesia é freqüentemente observada, causando alterações fisiológicas e metabólicas que podem levar ao óbito. O estudo avaliou dois métodos de manutenção térmica em galinhas submetidas à anestesia inalatória com isofluorano. Foram utilizadas seis galinhas, pesando entre 1 e 1,5kg, com idade aproximada de um ano. Os animais foram autocontrole, submetidos a três grupos: controle (GC), não sendo utilizado nada; alumínio (GA), envolto (mais) s por papel alumínio comercial; manta (GM), envoltos por uma manta térmica de dupla face de alumínio. Após jejum prévio de quatro horas, as aves foram submetidas à anestesia inalatória por meio de máscara facial com 4V% de isofluorano e mantidas posteriormente com 2V% do mesmo agente inalatório, em um circuito avalvular com umidificador, após intubação endotraqueal. As aves foram mantidas em sala climatizada (26°C) e posicionadas em decúbito lateral. As variáveis mensuradas foram a temperatura corpórea, freqüência cardíaca, freqüência respiratória e saturação de oxihemoglobina, nos momentos zero, 5, 15, 30, 45, 60, 75 e 90 minutos. Tanto no GC quando no GM houve hipotermia aos 15 minutos, acentuando-se até o fim das mensurações. No GA a hipotermia só ocorreu após 45 minutos. Houve bradicardia no GC a partir de 15 minutos, no GM a partir de 30 minutos e no GA somente após 60 minutos. Observou-se bradipnéia no GC após 45 minutos e aos 15 e 30 minutos no GA e GM, respectivamente. Ambos os métodos foram eficientes na manutenção térmica, sendo o alumínio mais eficiente devido a menor variação de parâmetros fisiológicos. Resumo em inglês Hypothermia in birds under general anesthesia is frequently seen, causing physiologic and metabolic alterations that may lead to death. This study evaluated two thermic maintenance methods in chickens under inhalant anesthesia by isoflurane. Six chickens, weighing between 1 and 1.5kg and with approximately one year old, were submitted to three groups in a random order: CG, control, nothing was used; GA, wrapped in a commercial aluminum paper, and GM, wrapped in a double f (mais) ace blanket of aluminum. After four hour fasting, they were submitted to inhalant anesthesia by facial mask with 4V% of isoflurane, and maintained with 2V% of this gas through a humidifier nonrebreathing circuit after endotracheal intubation. In GM and GA the animals body were wrapped in their totality, exception of the head. Body temperature, heart rate, respiratory rate and oxyhemoglobin saturation were measured at 0, 15, 30, 45, 60, 75 and 90 minutes. In GC and GM hypothermia occur with 15 minutes, staying in constant fall until 90 minutes. The difference in GA with basal level occurs only between 45 to 90 minutes. Bradycardia occurred in control group at 15 minutes, in blanket group at 30 minutes and in aluminum group only at 60 minutes. Bradypnea was observed in GC at 45 minutes, and at 15 and 30 minutes in GA and GM, respectively. No significant alterations were seen for to oxihemoglobin saturation. Both methods employed were effective on thermic maintenance, showing the aluminum more effective due less variation observed in body temperature and heart rate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Influência da ascite na avaliação da função pulmonar em portadores de hipertensão portal/ Influence of ascites in the pulmonary function of patients with portal hypertension

Nitrini, Angela Maria Stiefano; Stirbulov, Roberto; Rolim, Ernani Geraldo
2004-02-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A oxigenação inadequada nos pacientes com hipertensão portal pode ser secundária a alterações na mecânica respiratória, determinadas pela presença da ascite. OBJETIVO: Avaliar a função pulmonar de doentes com hipertensão portal antes e após redução do volumeda ascite. Método: Quinze doentes com hipertensão portal e ascite foram submetidos a provas de função pulmonar, constituindo-se de espirometria e gasometria arterial, antes e após redu (mais) ção do volume da ascite. Os parâmetros analisados foram: capacidade vital forçada (CVF); volume expiratório no primeiro segundo (VEF1); fluxo expiratório entre 25 e 75% da CVF (FEF 25-75% ); volume de reserva expiratória (VRE); relação VEF1 / CVF; pressão arterial de oxigênio (PaO2), pressão arterial de dióxido de carbono (PaCO2) e saturação arterial de oxigênio (SaO2). RESULTADOS: Houve melhora significativa dos volumes pulmonares analisados após a diminuição da ascite com o tratamento diurético associado ou não à paracentese. CONCLUSÃO: Concluímos que nos doentes com hipertensão portal e ascite, há diminuição dos volumes pulmonares emrelação aos valores preditos, com melhora significativa após diminuição da ascite. Do mesmo modo, observamos aumento na PaO2 e na SaO2. Resumo em inglês BACKGROUND: Oxygen deficiency in patients with portal hypertension may be secondary to changes in respiratory mechanics due to ascites. OBJECTIVES: Evaluate pulmonary function in patients with portal hypertension before and after reduction of the ascites. METHOD: Fifteen patients with portal hypertension and ascites were submitted to pulmonary function tests, comprising spirometry and arterial blood gas determination, before and after reduction of ascites. The analysed pa (mais) rameters were: forced vital capacity (FVC); forced expiratory volume in one second (FEV1); forced expiratory flow between 25-75% of the forced vital capacity (FEF 25-75%); expiratory reserve volume (ERV); FEV1/CVF; arterial oxygen pressure (PaO2); arterial carbon-dioxide pressure (PaCO2) and arterial oxygen saturation (SaO2). RESULTS: There was remarkable improvement in pulmonary volumes after decrease of ascites by treatment with diuretics associated or not to paracentesis. CONCLUSION: We concluded, that in patients with portal hypertension and ascites, there is a decrease of pulmonary volumes compared to predicted values, with significant improvement after decrease of ascites. Similarly, an increase of the arterial oxygen pressure and of the arterial oxygen saturation was perceived.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Hemograma e hemogasometria de eqüinos submetidos à obstrução experimental de jejuno/ Hemogram and blood gas analysis of equines submitted to jejuni experimental obstruction

Costa, N.S.; Ribeiro, G.; Dória, R.G.S.; Canola, P.A.; Silva, P.C.; Jorge, R.L.N.; Fagliari, J.J.
2008-12-01

Resumo em português Foram utilizados oito eqüinos distribuídos em dois grupos, submetidos ou não à obstrução experimental do jejuno mediante a colocação de um balão intraluminal. Os animais do grupo 1 foram submetidos à enterotomia com colocação do balão sem distensão suficiente para provocar isquemia e os do grupo 2 à isquemia por obstrução do jejuno durante quatro horas. Para determinação do hemograma e da hemogasometria foram obtidas amostras de sangue venoso em quatro (mais) momentos: uma hora antes do procedimento cirúrgico (M1), ao final da obstrução/isquemia (M2) e uma hora (M3) e 18 horas (M4) após o início da reperfusão/desobstrução. Não houve diferença entre grupos nas contagens de hemácias, leucócitos totais, neutrófilos bastonetes, neutrófilos segmentados, linfócitos e monócitos, bem como no teor de hemoglobina. Houve diferença no volume globular em M2 e na contagem de eosinófilos em M3. Na hemogasometria, em ambos os grupos, registrou-se diminuição dos teores de sódio, potássio, cálcio ionizado e cloro, da pressão parcial de oxigênio e da saturação de oxiemoglobina. Os resultados indicam que o hemograma, isoladamente, não fornece informações conclusivas, enquanto a hemogasometria possibilita determinar, precocemente, o volume de reposição hidroeletrolítica a ser administrado em eqüino com abdômen agudo decorrente de obstrução de jejuno, auxiliando no tratamento e no melhor prognóstico da afecção intestinal. Resumo em inglês Eight equines were distributed into two different groups. Those groups were submitted or not to an experimental jejunal obstruction. Animals from group 1 were submitted to an enterotomy with placement of an intraluminal balloon, without enough distention to cause ischemia; animals from group 2 were submitted to ischemia by jejunal obstruction during four hours. In order to determine the hemogram and blood gas analysis, blood samples from peripheral vein were obtained at f (mais) our moments: one hour before the surgical procedure (M1); at the end of obstruction/ischemia (M2); one hour (M3) and 18 hours (M4) after the beginning of reperfusion/deobstruction. There was no difference among the groups related to the counting of erythrocytes, hemoglobin, total white cells, neutrophils (band), neutrophils (segmented), lymphocytes, and monocytes. There was difference in the globular volume in M2 and in the eosinophils counting in M3. In both groups, the blood gas analysis identified diminished of sodium, potassium, ionized calcium, and chloride amounts, and partial pressure of oxygen and oxihemoglobin saturation. The results indicate that the hemogram alone, do not give conclusive information while the blood gas analysis allows an early determination of the volume of hydroelectrolytic replacement to be given to one equine with acute abdomen due to jejunal obstruction, providing additional support to the treatment and a better prognosis to an intestinal affection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Fotoinibição em três espécies do cerrado (Annona crassifolia, Eugenia dysenterica e Campomanesia adamantium ) na estação seca e na chuvosa/ Photoinhibition in three "cerrado" species (Annona crassifolia, Eugenia dysenterica e Campomanesia adamantium), in the dry and rainy seasons

LEMOS FILHO, JOSÉ PIRES DE
2000-03-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi verificar a performance fotossintética e a ocorrência de fotoinibição em três espécies do cerrado, na estação seca e estação chuvosa. Os valores do rendimento quântico potencial do fotossistema II (Fv/Fm) após 1 hora de adaptação ao escuro, ao meio dia, foram inferiores a 0,8 para todas as espécies nas duas estações, caracterizando a presença da fotoinibição. Na estação seca, apesar das reduções observadas na condutânci (mais) a estomática, no rendimento quântico efetivo(DF/F`m) e na taxa aparente de transporte de elétrons (ETR), a saturação da fotossíntese foi similar à observada na estação chuvosa, para todas as espécies estudadas, aproximadamente 1500 mmol.m-2.s-1. Nesse nível de luz, o excesso relativo do fluxo de fótons de aproximadamente 60% na estação chuvosa, aumentou para 80%, em todas as espécies estudadas, na estação seca. A ETR máxima (ETRmax) na estação chuvosa foi similar para E. dysenterica e C. adamantium, 200 mmol.m-2.s-1,e cerca de 170 mmol.m-2.s-1 para A. crassifolia Na seca, os valores de ETRmax foram similares nas três espécies (100 mmol.m-2.s-1). Os dados sugerem que a redução das trocas gasosas na estação seca é acompanhada por decréscimos na atividade fotossistema II, com aumento da fotoinibição. Resumo em inglês The aim of this study was to verify photosynthetic performance and photoinhibition occurrence in three "cerrado" species in the dry and rainy seasons. In both seasons, potential quantum yield of photosystem II (Fv/Fm), at miday, after one hour of dark adaptation, was lower than 0.8 in all species, which characterizes photinhibition. In spite of stomatal conductance reductions and lower values of effective quantum yield (D F/F`m), and apparent rates of photosynthetic elect (mais) ron transport (ETR) during dry season, all species showed values of photosynthetic light saturation similar to those during rainy season, approximantely 1500 mmol.m-2.s-1. At this level of light, the relative excessive photon flux increased from 60%, at rainy season, to 80% at dry season in all studied species. The maximum apparent ETR (ETRmax) in rainy season was similar for E. dysenterica and C. adamantium, 200 mmol.m-2.s-1, and 170 mmol.m-2.s-1 for A. crassifolia, but decreased to approximately 100 mmol.m-2.s-1 at drought period for all of three species. The data suggested that the reduction on gas exchange at the dry season was accompanied by reduction on photosystem II activity, with an increase in photoinhibition .

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Efeitos sistêmicos da hipoxemia noturna em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica sem síndrome da apnéia obstrutiva do sono/ Systemic effects of nocturnal hypoxemia in patients with chronic obstructive pulmonary disease without obstructive sleep apnea syndrome

Mueller, Paulo de Tarso Guerrero; Gomes, Marcílio Delmondes; Viegas, Carlos Alberto de Assis; Neder, José Alberto
2008-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar os efeitos da hipoxemia noturna em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica sem síndrome da apnéia obstrutiva do sono. MÉTODOS: Estudamos 21 pacientes-10 dessaturadores e 11 não-dessaturadores-submetidos a gasometria arterial, polissonografia, espirometria, teste de exercício cardiopulmonar (cicloergômetro), dinamometria manual e medidas de pressão inspiratória máxima, pressão expiratória máxima e proteína C reativa (PCR). Incluír (mais) am-se os pacientes com pressão parcial arterial de oxigênio > 60 mmHg; excluíram-se os com índice de apnéia-hipopnéia > 5 eventos/hora de sono. Foram medidos consumo máximo de oxigênio, potência máxima, pressão arterial sistólica, pressão arterial diastólica (PAD) e frequência cardíaca máxima durante exercício, visando detectar alterações hemodinâmicas. A PCR foi considerada positiva quando acima de 3 mg/L. RESULTADOS: A saturação periférica de oxigênio mínima durante o sono foi significativamente maior nos não-dessaturadores (p = 0,03). Mais dessaturadores apresentaram PCR > 3 mg/L (p Resumo em inglês OBJECTIVE: To study the effects of nocturnal hypoxemia in patients with chronic obstructive pulmonary disease without obstructive sleep apnea syndrome. METHODS: We studied 21 patients-10 desaturators and 11 nondesaturators-submitted to arterial blood gas analysis, polysomnography, spirometry, cardiopulmonary exercise testing (cycle ergometer), and hand-grip dynamometry, as well as measurements of maximal inspiratory pressure, maximal expiratory pressure, and C-reactive pr (mais) otein (CRP) levels. Patients with arterial oxygen tension > 60 mmHg were included; those with an apnea-hypopnea index > 5 events/hour of sleep were excluded. Maximal oxygen uptake, maximal power, systolic blood pressure, diastolic blood pressure (DBP), and maximal heart rate were measured during exercise in order to detect hemodynamic alterations. Patients presenting CRP levels above 3 mg/L were considered CRP-positive. RESULTS: Minimal peripheral oxygen saturation during sleep was significantly higher among nondesaturators (p = 0.03). More desaturators presented CRP > 3 mg/L (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Efeitos do pneumoperitônio com ar e CO2 na gasometria de suínos/ Effects of CO2 and air pneumoperitoneum on blood gas changes in pigs

Lemos, Silvio Luis da Silveira; Vinha, Joaquim Miguel; Silva, Iandara Schettert; Novaes, Paulo André Costa; Oliveira, Maisse Fernandes; Paula, Georgette Beatriz; Rebelo, Camila Carvalho; Marinho, Marcelo Luiz
2003-10-01

Resumo em português OBJETIVO: O pneumoperitônio produz várias alterações na fisiologia humana. Algumas destas alterações, como hipercapnia e acidose, dependem ou são agravadas com o uso de CO2, tendo maior repercussão em pacientes com problema cardio-respiratório. A necessidade de uma melhor alternativa para insuflação da cavidade; a observação de que as cirurgias abertas, assim como as laparoscópicas com suspensão mecânica, são realizadas na presença de Ar ambiente; e a es (mais) cassez de trabalhos testando o Ar em substituição ao CO2 para insuflação da cavidade, foram motivos para a realização deste trabalho. MÉTODOS: Vinte (0) suínos anestesiados foram submetidos a pneumoperitônio com 1 hora de duração. Os animais foram distribuídos em 4 grupos de 5 animais: Grupo A1 - Pneumoperitônio de Ar a 10 mmHg; Grupo A - Pneumoperitônio de Ar a 16 mmHg; Grupo B1 - Pneumoperitônio de CO2 a 10 mmHg; Grupo B - Pneumoperitônio de CO2 a 16 mmHg. O pneumoperitônio foi realizado pela técnica aberta com trocater de Hasson. Através de um cateter venoso central colhe-se amostra de sangue para exame de gasometria em 3 momentos. RESULTADOS: A análise da gasometria venosa não revelou alterações significativas entre os grupos em relação a PaO2 e a saturação do O2. Nos Grupos A1, A e B1 não foram observadas alterações no equilíbrio ácido-básico. No Grupo B após uma hora de pneumoperitônio houve nítida tendência a hipercapnia e acidose. CONCLUSÃO: O ar, com a técnica aberta de pneumoperitônio foi uma opção segura para insuflação de cavidade em procedimentos laparoscópicos diagnósticos de suínos. Resumo em inglês PURPOSE: The pneumoperitoneum causes several physiological alterations in humans. Some of these alterations, as hypercapnia and acidosis, are dependent on the use of CO2 or aggravated by its use, and affects mainly the patients with cardiopulmonary problems. The need for a better alternative of cavity insufflation; the observation that open surgeries, as well as the laparoscopic surgeries with mechanical lifting devices are performed in the presence of environmental air; (mais) and the shortage of studies investigating the air insufflation as an alternative to CO2 cavity insufflation, were the reasons for carrying out the present work. METHODS: Twenty pigs under anesthesia were submitted to pneumoperitoneum in an hour procedure. The animals were divided in 4 groups of 5 animals: A1 Group - Air Pneumoperitoneum at 10 mmHg; A2 Group - Air Pneumoperitoneum at 16 mmHg; B1 Group - CO2 Pneumoperitoneum at 10 mmHg; B2 Group - CO2 Pneumoperitoneum at 16 mmHg. The pneumoperitoneum was performed by open technique using Hasson trocar. Through a central venous blood catheter, venous blood was collected three times to gas analysis. RESULTS: The blood gas analysis didn't show significant changes related to PaO2 and O2 saturation among the groups. In the Groups A1, A2 and B1, changes related to the acid-basic balance were not observed. In the Group B2 there was a clear tendency to hypercapnia and acidosis after an hour of pneumoperitoneum procedure. CONCLUSION: The air was a safe option for cavity insufflation during diagnostic laparoscopic procedures in swine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Efeitos de diferentes volumes correntes e da pressão expiratória final positiva sobre a troca gasosa na fístula broncopleural experimental/ Effects of different tidal volumes and positive end expiratory pressure on gas exchange in experimental bronchopleural fistula

Toneloto, Maria Gabriela Cavicchia; Terzi, Renato Giuseppe Giovanni; Silva, William Adalberto; Moraes, Ana Cristina de; Moreira, Marcos Mello
2008-09-01

Resumo em português OBJETIVO: O presente estudo foi desenhado para identificar o efeito da pressão expiratória final positiva (PEEP) e o volume corrente pulmonar ideal para ventilar animais com fístula broncopleural produzida cirurgicamente, com o intuito de reduzir a vazão da fístula sem afetar a troca gasosa. MÉTODOS: Avaliação hemodinâmica e respiratória da troca gasosa foi obtida em cinco porcos jovens, saudáveis, da linhagem Large White, ventilados mecanicamente no modo venti (mais) latório volume controlado com FiO2 de 0.4 e relação inspiração:expiração em torno de 1:2, com freqüência respiratória mantida em 22 cpm. A fístula broncopleural foi produzida pela ressecção da língula. Um sistema de drenagem a selo d'água foi instalado e o tórax foi hermeticamente fechado. A troca gasosa e o débito da fístula broncopleural foram medidos com animais ventilados sequencialmente com volumes correntes de 4 ml/kg, 7 ml/kg e 10 ml/Kg alternando zero de pressão expiratória final positiva (ZEEP) e PEEP de 10 cmH2O, sempre na mesma ordem. RESULTADOS: Esses dados são atribuídos à ventilação alveolar reduzida e às anormalidades da ventilação/perfusão que foram atenuadas com volumes correntes mais altos. PEEP aumentou o vazamento de ar pela fístula, mesmo com baixos volumes, de 2.0 ± 2,8mL para 31 ± 20,7mL (p= 0,006) e diminuiu a ventilação alveolar em todos os volumes correntes. A ventilação alveolar melhorou com altos volumes correntes, mas aumentou o débito da fístula (4 ml/kg - 2,0 ± 2,8mL e 10 mL/kg - 80,2 ± 43,9mL; p=0,001). Baixos volumes correntes resultaram em hipercapnia (ZEEP - 83,7± 6,9 mmHg e com PEEP 10 -93 ± 10,1mmHg) e diminuição significativa da saturação de oxigênio arterial, em torno de 84%. CONCLUSÃO: O volume corrente de 7 ml/kg com ZEEP foi considerado o melhor volume corrente, visto que, apesar da hipercapnia moderada, a saturação de oxigênio arterial é sustentada em torno de 90%. A ventilação alveolar melhora e o débito da fístula é reduzido quando comparado ao volume corrente de 10ml/Kg. Um baixo volume resulta em hipercapnia e grave dessaturação. Finalmente, em qualquer volume corrente, PEEP aumenta o débito da fístula e diminui a ventilação alveolar. Resumo em inglês OBJECTIVES: The present study was designed to identify the effect of positive end expiratory pressure (PEEP) and the ideal pulmonary tidal volume to ventilate animals with a surgically produced bronchopleural fistula, aiming to reduce fistula output without affecting gas exchange. METHODS: Hemodynamic and respiratory assessment of gas exchange was obtained in five, healthy, young, mechanically ventilated Large White pigs under volume controlled ventilation with FiO2 of 0. (mais) 4 and an inspiration:expiration ratio of 1:2, keeping respiratory rate at 22 cpm. A bronchopleural fistula was produced by resection of the lingula. Underwater seal drainage was installed and the thorax was hermetically closed. Gas exchange and fistula output were measured with the animals ventilated sequentially with tidal volumes of 4 ml/kg, 7 ml/kg and 10 ml/Kg alternating zero of positive end expiratory pressure (ZEEP) and PEEP of 10 cmH2O, always in the same order. RESULTS: These findings are attributed to reduced alveolar ventilation and ventilation/perfusion abnormalities and were attenuated with larger tidal volumes. PEEP increases air leak, even with low volume (of 2.0 ± 2.8mL to 31 ± 20.7mL; p= 0.006) and decreases alveolar ventilation in all tidal volumes. Alveolar ventilation improved with larger tidal volumes, but increased fistula output (10 mL/kg - 25.8 ± 18.3mL to 80.2 ± 43.9mL; p=0.0010). Low tidal volumes result in hypercapnia (ZEEP - Toneloto MGC, Terzi RGG, Silva WA, Moraes AC, Moreira MM 83.7± 6.9 mmHg and with PEEP 10 - 93 ± 10.1mmHg) and severely decreased arterial oxygen saturation, about of 84%. CONCLUSIONS: The tidal volume of 7 ml/Kg with ZEEP was considered the best tidal volume because, despite moderate hypercapnia, arterial oxygen saturation is sustained around 90%, alveolar ventilation improves and the fistula output is reduced when compared with a tidal volume of 10ml/Kg. A low tidal volume results in hypercapnia and severe desaturation. Finally, at any tidal volume, PEEP increases the fistula leak and decreases alveolar ventilation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Determinação do índice de qualidade subsuperficial em um Latossolo Amarelo Coeso dos Tabuleiros Costeiros, sob floresta natural/ Determination of the subsurface quality index in a Cohesive Argisolic Yellow Latosol under natural forest in Coastal Plains

Melo Filho, José Fernandes de; Souza, André Leonardo Vasconcelos; Souza, Luciano da Silva
2007-12-01

Resumo em português O solo é um recurso natural fundamental para a vida. Sua capacidade para funcionar como substrato para vegetais, filtro ambiental, regulador de fluxo de gases, água e energia é definida como qualidade do solo, cuja quantificação pode ser feita via estabelecimento de um índice numérico, que permite monitorar os efeitos do uso agrícola nos atributos e propriedades do solo. O objetivo do presente trabalho foi determinar o índice de qualidade do solo (IQS) para os ho (mais) rizontes subsuperficiais em um Latossolo Amarelo coeso argissólico (LAx) dos Tabuleiros Costeiros, sob floresta natural. A área estudada localiza-se em uma reserva de Mata Atlântica situada no município de Cruz das Almas-BA, e as amostras foram coletadas em um grid de 18 x 8 m, com espaçamento regular de 2 m, resultando em 50 repetições. Para determinação do índice de qualidade do solo, foram avaliados 11 indicadores de qualidade: macroporosidade, densidade do solo, condutividade hidráulica saturada, retenção de água a -33 kPa (Uv33/PT), relação de disponibilidade de água no solo (AD/PT), pH, resistência à penetração (RP), capacidade de troca catiônica (CTC), percentagem de saturação por bases (V), percentagem de saturação por alumínio (m) e teor de matéria orgânica (MO), agrupados em três funções principais: crescimento radicular em profundidade (CRP), condução e armazenamento de água (CAA) e suprimento de nutrientes (SN). O valor do IQS foi de 0,4620, indicando que o solo possui baixa qualidade para produção vegetal e seu uso em sistemas agrícolas exige melhorias nos indicadores de qualidade para o suprimento de nutrientes e condução e armazenamento de água. Resumo em inglês Soil is an essential natural resource for life. Its overall capacity to function as substratum for plants, as environmental filter and regulator of gas, water and energy flow is defined as soil quality. An soil quality index can be used to monitor the effects of agricultural use on the soil attributes. The objective of this study was to determine a soil quality index (SQI) for the subsurface horizons of a cohesive argisolic Yellow Latosol (LAx) of Coastal Plains under nat (mais) ural forest. The study area was located in the natural reserve of the Atlantic Forest in Cruz das Almas-BA, Brazil. The samples were collected in a 18 x 8 m grid at a regular distance of 2 m, with 50 replications. To determine the SQI, 11 quality indicators were evaluated: macroporosity, soil density, saturated hydraulic conductivity, water retention at -33 kPa (Uv33/TP), relationship of water availability in the soil (WA/TP), pH, penetration resistance, cation exchange capacity (CEC), base saturation (V %), aluminum saturation (m %), and organic matter. These indicators were grouped based on three main functions: root growth in depth; water conduction and storage; and nutrient supply. The SQI value was 0.4620, which indicates a soil of poor quality for crop production. The SQI index suggests that nutrient supply, water conduction and storage must be improved for the use of this soil in agricultural systems.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Correlação dos graus de obstrução na DPOC com lactato e teste de caminhada de seis minutos/ Correlation of levels of obstruction in COPD with lactate and six-minute walk test

Santos, Dante Brasil; Viegas, Carlos Alberto de Assis
2009-01-01

Resumo em português Contextualização: A doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC), importante causa de morbimortalidade em todo mundo, leva não só ao comprometimento pulmonar, mas também a alterações sistémicas, com repercussões sobre músculos esqueléticos e a capacidade de realizar esforços, mensurável pelo teste de caminhada de seis minutos (TC6’). Objectivos: correlacionar obstrução da DPOC com lactato de repouso, frequência cardíaca de repouso, bem como com distância (mais) percorrida. Correlacionar distância percorrida com gasometria e ainda correlacionar dessaturação ao TC6’ com lactato e frequência cardíaca pós-TC6’. Método: Portadores de DPOC realizaram espirometria, gasometria e TC6’, que avaliou: distância percorrida, frequência cardíaca (FC), lactato capilar (Lct) pré e pós-TC6’, além de dessaturação ao TC6’. Resultados: Foram avaliados 91 doentes abrangendo todos os graus de obstrução. Os parâmetros pós-TC6’, como FC e Lct, aumentaram de maneira significativa com a realização do mesmo. A queda da saturação da hemoglobina ao oxigénio diante do TC6’ também foi significativa. A análise de correlação significativa mostrou-se positiva entre VEF1 e distância percorrida, negativa entre VEF1 e FC de repouso e negativa entre distância percorrida e PaCO2, sendo não significante para as demais variáveis. Conclusões: A progressão da obstrução na DPOC, bem como valores maiores de PaCO2, contribuem para a redução da distância percorrida no TC6’. O grau de obstrução na DPOC leva a alteração hemodinâmica com o aumento da frequência cardíaca de repouso destes doentes. Resumo em inglês Chronic obstructive pulmonary disease (COPD) is a leading cause of morbid-mortality world wide, leading not only to pulmonary damage but also to multisystemic impairment, with repercussions on skeletal muscles and the ability to undertake effort, as measured in the six-minute walk test (6-MWT). Aims: To correlate the level of obstruction in COPD with lactate concentration and heart rate (HR) at rest, and distance walked. To correlate distance walked with blood gas analysi (mais) s and correlate desaturation in 6-MWT with post 6-MWT lactate concentration and heart rate. Methods: COPD patients underwent spirometry, blood gas analysis and 6-MWT to evaluate distance walked, heart rate, capillary lactate (CL) concentration pre- and post 6-MWT, and desaturation with 6-MWT. Results: 91 patients with all levels of obstruction were evaluated. HR and CL increased significantly post 6-MWT. The decrease in peripheral saturation of haemoglobin to oxygen observed with 6-MWT was also significant. The distance walked was shorter the greater the obstruction. The correlation analysis was significantly positive between FEV1 and distance walked, negative between FEV1 and HR at rest and negative between distance walked and PaCO2, and not significant for the other variables. Conclusions: Increased obstruction in COPD and higher PaCO2 values contribute to a reduction in distance walked in 6-MWT. The level of obstruction in COPD leads to a haemodynamic impairment with increased HR at rest of these patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Comparação entre a lidocaína e a acupuntura no tratamento da taquicardia ventricular induzida com dopamina em equinos anestesiados com halotano/ Comparative study between lidocaine and acupunture in the treatment of ventricular tachycardia induced by dopamine in horses anesthetized with halothane

Cárdenas, J.J.; Luna, S.P.L.; Teixeira Neto, F.; Beier, S.L.
2009-08-01

Resumo em português Os efeitos da lidocaina e da acupuntura nos pontos bilaterais associados ao pericárdio 6 (Pc6-Neiguan) e ao coração 7 (C7-Shenmen), no tratamento da taquicardia ventricular (TV) induzida por dopamina em equinos anestesiados com halotano, foram avaliados e comparados. Seis equinos, distribuídos em três grupos: grupo-controle (GC), grupo tratado com acupuntura (GA) e grupo tratado com lidocaína (GL), foram anestesiados três vezes cada, com intervalo de uma semana ent (mais) re cada anestesia. Avaliaram-se os parâmetros cardiovasculares (frequência cardíaca, pressão arterial e eletrocardiografia), os respiratórios (frequência respiratória, capnografía, saturação de hemoglobina e hemogasometria) e o escore de recuperação. A dose arritmogênica da dopamina (DAD) foi determinada a partir da infusão de 70µg/kg/min IV durante 10 minutos, sem interrupção, preenchendo o critério arritmogênico: quatro ou mais complexos ventriculares prematuros seguidos, com duração de pelo menos 15 segundos ou TV sustentada. O tempo médio de aparecimento da DAD ou da TV foi de 6,05±0,45 minutos nos animais não tratados, e a TV se reverteu espontaneamente aos 2,7±0,2 minutos. O grupo tratado com acupuntura reverteu a TV no tempo médio de 1,8±0,2 (P Resumo em inglês The effects of lidocaine and acupuncture in the associated bilateral points, i.e. pericardium 6 (Pc 6- Neiguan) and heart 7 (H7 - Shenmen), on the ventricular tachycardia (VT) induced by dopamine were evaluated in horses anesthetized with halothane. Six horses were distributed in three groups: control group (CG), acupuncture treated group (AG), and lidocaine treated group (LG). They were anesthetized three times each one using halothane with one week interval between each (mais) anesthesic procedure. Cardiovascular (heart rate, arterial pressure, and ECG) and respiratory (respiratory rate, capnometry, hemoglobin saturation, and blood gas analysis) parameters and recovery score were evaluated. The arrhythmogenic dose of dopamine (ADD) was determined by the infusion of 70mg/kg/min during 10 minutes without interruption fulfilling the arrhythmogenic criterion by the presence of four or more ectopic ventricular contractions during at least 15 seconds or maintained VT. The mean time for the occurrence of ADD or VT was 6.05 ± 0.45 minutes in no treated animals and the VT reverted spontaneously in 2.7 ± 0.2 minutes. The group treated with acupuncture reverted the VT in a mean time of 1.8 ± 0.2 (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Análise inicial do uso de enxerto tubular orgânico L-D-Hydro - (Eato L-D-Hydro) para realização de Blalock-Taussig modificado nas cardiopatias congênitas com hipofluxo pulmonar/ Initial analysis of the use of the L-D-Hydro (Eato L-D-Hydro) organic tubular graft for performing the modified Blalock-Taussig procedure in congenital heart diseases with decreased pulmonary blood flow

Silveira, Wilson Luiz da; Sousa, Mirna de; Peixoto, Fernanda A. Oliveira; Lobo, Rogério Souza; Rios, Mailza A. Costa; Souza, Carlos César Elias de; Ferreira, Fabiana A. Penachi Bosco; Costa, Lincoln Henrique; Pansanni, João Alberto; Leite, Adélio Ferreira
2005-03-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar os resultados iniciais da utilização do enxerto tubular orgânico, utilizados para anastomoses sistêmico-pulmonares. MÉTODOS: De março/2002 a abril/2003, 10 pacientes foram submetidos à realização de shunt sistêmico pulmonar tipo Blalock-Taussig modificado utilizando um novo tipo de enxerto biológico originado da artéria mesentérica bovina tratada com poliglicol denominado L-D-Hydro. A idade variou de 3 dias a 7 anos e 60% dos pacientes eram (mais) do sexo masculino. O diagnóstico das cardiopatias foi determinado pela ecocardiografia, todos apresentando sinais clínicos de hipóxia severa (cianose). As cardiopatias foram: tetralogia de Fallot (40%), atresia tricúspide (50%), defeito do septo atrioventricular (10%). RESULTADOS: Em 10 pacientes, ocorreu um óbito por sepse e em nove houve melhora imediata na saturação de O2 ao oxímetro de pulso e da pressão parcial de oxigênio à gasometria arterial. Nenhum paciente apresentou obstrução do shunt no pós-operatório imediato ou qualquer outra complicação. Todos os pacientes mostraram shunt pérvio ao exame ecocardiográfico no pós-operatório imediato e tardio, realizado no 3º mês de pós-operatório. Nenhum paciente apresentou sangramento no intra e pós-operatório. CONCLUSÃO: O enxerto tubular L-D-HYDRO demonstrou ser promissor para a realização de shunt sistêmico pulmonar, como alternativa para produtos inorgânicos existentes no mercado, entretanto, temos de ter maior número de implantes e acompanhamento tardio para uma avaliação definitiva. Resumo em inglês OBJECTIVE: To analyze the initial results of the use of an organic tubular graft for systemic-pulmonary anastomoses. METHODS: From March 2002 to April 2003, 10 patients underwent systemic-pulmonary shunt of the modified Blalock-Taussig type, using a new type of biological graft originating from the bovine mesenteric artery treated with polyglycol, the so-called L-D-Hydro. The patients' ages ranged from 3 days to 7 years, and 60% of them were of the male sex. The diagnoses (mais) of heart disease were determined on echocardiography. All patients had clinical signs of severe hypoxia (cyanosis). The heart diseases were as follows: tetralogy of Fallot (40%), tricuspid atresia (50%), and atrioventricular septal defect (10%). RESULTS: One patient died due to sepsis and 9 had an immediate improvement in O2 saturation on pulse oximetry and in the partial oxygen pressure on arterial blood gas analysis. The intensive care unit length of stay ranged from 2 to 6 days. No patient had obstruction of the shunt on the immediate postoperative period or any other complication. All patients had a patent shunt on the echocardiographic studies performed in the immediate postoperative period and later, in the third postoperative month. No bleeding occurred during surgery or in the postoperative period. CONCLUSION: The tubular L-D-Hydro graft proved to be promising for performing systemic-pulmonary shunt as an alternative for the inorganic products available in the market, however, we need a greater number of implantations and late follow-up for definitive assessment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Anestesia para implante de marca-passo em paciente adulto com ventrículo único não-operado: relato de caso/ Anesthesia for pacemaker implant in an adult patient with unoperated univentricular heart: case report/ Anestesia para implante de marcapaso en paciente adulto con ventrículo único no operado: relato de caso

Hobaika, Adriano Bechara de Souza; Procópio, André Luís Pontes; Pereira, Marcelo Luiz Souza; Coimbra, Aristóteles Pereira; Fernandes, Magda Lourenço; Pires, Kleber Costa de Castro
2007-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Ventrículo único é anormalidade rara encontrada em cerca de 1% dos pacientes com cardiopatia congênita. Somente 11 casos de pacientes com ventrículo único não-operado e idade acima de 50 anos foram relatados na literatura. Este trabalho teve como objetivo descrever a conduta anestésica em paciente com ventrículo único para implante de marca-passo. RELATO DO CASO: Paciente do sexo feminino, 47 anos, com presença de dupla via de entrada (mais) do ventrículo esquerdo, L-transposição de grandes artérias e estenose subpulmonar, sem correção cirúrgica prévia, foi agendada para implante de marca-passo cardíaco definitivo seqüencial de duas câmaras. Ao MAPA apresentava bloqueio atrioventricular de segundo grau e uma freqüência cardíaca média de 45 bpm. Os exames pré-operatórios mostravam hematócrito de 57%, coagulograma normal, função ventricular preservada. A monitorização constou de oxímetro de pulso, ECG nas derivações D II e V5, PIA, capnógrafo e analisador de gases. Um marca-passo temporário transcutâneo foi disponibilizado no caso de bradicardia intensa. A anestesia foi induzida com fentanil (0,25 mg), etomidato (20 mg) e atracúrio (35 mg). Quatro minutos após a indução, a freqüência cardíaca diminuiu para 30 bpm, sendo administrado 1 mg de atropina, com reversão da bradicardia. A anestesia foi mantida com sevoflurano a 2,5%, ar 60% e oxigênio 40%. O estado hemodinâmico e a saturação de oxigênio permaneceram estáveis. A paciente foi encaminhada à unidade de terapia intensiva estável e extubada ao final do procedimento. CONCLUSÕES: A conduta anestésica para implante de marca-passo em paciente de 47 anos com dupla via de entrada do ventrículo esquerdo e estenose subpulmonar não-operada foi adequada, haja vista que permitiu a realização do procedimento indicado. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Ventrículo único es una anormalidad rara encontrada en aproximadamente 1% de los pacientes con cardiopatía congénita. Solamente 11 casos de pacientes con ventrículo único no operado y edad por encima de los 50 años, fueron relatados en la literatura. Este trabajo tiene el objetivo de describir la conducta anestésica en paciente con ventrículo único para implante de marcapaso. RELATO DEL CASO: Paciente del sexo femenino, 47 años, con d (mais) oble vía de entrada del ventrículo izquierdo, L-transposición de grandes arterias y estenosis subpulmonar, sin corrección quirúrgica previa, se marcó consulta para implante de marcapaso cardíaco definitivo secuencial de dos cámaras. En el MAPA presentaba bloqueo atrioventricular de segundo grado y una frecuencia cardiaca promedio de 45bpm. Los exámenes preoperatorios mostraban hematócrito de 57%, coagulograma normal, función ventricular preservada. La monitorización constó de oxímetro de pulso, ECG en las derivaciones D II y V5, PIA, capnógrafo y analizador de gases. Un marcapaso temporal transcutáneo quedó a disposición para el caso de bradicardia intensa. La anestesia se indujo con fentanil (0.25 mg), etomidato (20 mg) y atracurio (35 mg). Cuatro minutos después de la inducción, la frecuencia cardiaca disminuyó para 30bpm siendo administrado 1 mg de atropina, con reversión de la bradicardia. La anestesia se mantuvo con sevoflurano a 2.5%, aire 60% y oxígeno 40%. El estado hemodinámico y la saturación de oxígeno permanecieron estables. La paciente fue llevada a la unidad de terapia intensiva estable y extubada al final del procedimiento. CONCLUSIONES: La conducta anestésica para implante de marcapaso en paciente de 47 años con doble vía de entrada del ventrículo izquierdo y estenosis subpulmonar no operada, fue adecuada, ya que permitió la realización del procedimiento indicado. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Single ventricle is a rare abnormality, affecting 1% of the patients with congenital cardiopathy. Only 11 cases of patients with unoperated univentricular heart older than 50 years were reported in the literature. The aim of this report was to describe the anesthetic conduct in a patient with univentricular heart undergoing pacemaker implant. CASE REPORT: A female patient, 47 years old, with double outlet left ventricle, L-transposition of the g (mais) reat vessels, and pulmonary stenosis, without prior surgical correction, was scheduled for definitive implant of a sequential dual-chamber pacemaker. The ABPM demonstrated second degree atrioventricular block and a mean heart rate of 45 bpm. Preoperative exams showed a hematocrit of 57%, normal coagulation studies, and preserved ventricular function. Monitoring consisted of pulse oxymeter, ECG on D II and V5, IBP, capnograph, and gas analyzer. A temporary transcutaneous pacemaker was available in case of severe bradycardia. Anesthesia was induced with fentanyl (0.25 mg), etomidate (20 mg), and atracurium (35 mg). Four minutes after anesthetic induction, the heart rate decreased to 30 bmp and 1 mg of atropine was administered with reversal of the bradycardia. Anesthesia was maintained with 2.5% sevoflurane, 60% room air, and 40% oxygen. Hemodynamic parameters and oxygen saturation remained stable. The patient was transferred to the intensive care unit in stable condition and extubated at the end of the procedure. CONCLUSIONS: The anesthetic conduct for pacemaker implant in a 47-year old patient with non-operated double outlet left ventricle and pulmonary stenosis was appropriate, since it allowed the procedure to be performed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)