Sample records for fused cells animal
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 1 shown.



1

Conhecimento da anatomia da orelha de cobaias e ratos e sua aplicação na pesquisa otológica básica/ Understanding the anatomy of ears from guinea pigs and rats and its use in basic otologic research

Albuquerque, Agnes Afrodite Sumarelli; Rossato, Maria; Oliveira, José Antonio Apparecido de; Hyppolito, Miguel Angelo
2009-02-01

Resumo em português O uso de mostras animais é importante na pesquisa otológica e o conhecimento da anatomia de sua orelha permite sua utilização adequada. OBJETIVO: Estudar a anatomia da orelha da cobaia e do rato por microscopia óptica de luz (MOL) e microscopia eletrônica de varredura (MEV) e suas vantagens anatômicas na pesquisa otológica básica. MATERIAL E MÉTODO: Os ossos temporais, as bulas timpânicas e cócleas de três cobaias e ratos albinos foram fotografados e analisad (mais) os ao MOL e MEV. RESULTADOS: O rato não é tão simples de manipular como a cobaia, e freqüentemente apresenta otite média. O rato apresenta uma junção frágil da bula timpânica, duas e meia espiras na cóclea e a membrana timpânica não veda todo o conduto auditivo externo. A cobaia possui uma bula inteiriça, martelo e bigorna fundidos e três e meia espiras na cóclea. Pela MEV a cobaia e o rato possuem Membrana Tectória, Membrana de Raissner e o Órgão de Corti. As Células de Hensen estão presentes somente na cobaia. CONCLUSÃO: A cobaia foi considerada de fácil manipulação para a microdissecção, pelo tamanho e rigidez do osso temporal, e para experimentos cirúrgicos envolvendo o estribo, janela oval e a membrana timpânica. Pela MEV nota-se semelhança entre cobaia e rato, podendo ambos serem utilizados em estudos da orelha interna. Resumo em inglês The use of animal samples is important in otologic research and understanding the anatomy of their ears help make proper use of them in research projects. AIM: to study guinea pig's and rat's ears under light microscopy(LM) and scanning electron microscopy(SEM) and understand their anatomical advantages in basic otologic research. MATERIALS AND METHODS: The temporal bones, tympanic bullas and cochleas from three albino guinea pigs and rats were photographed and analyzed u (mais) nder LM and SEM. RESULTS: Rats aren't as simple to handle as guinea pigs, and often present with otitis media. Rats have a fragile junction of the tympanic bulla, two and half turns in the cochlea, and their tympanic membranes do not seal off the entire external auditory canal. Guinea pigs have full bullas, their incus and malleus are fused and they have three and half cochlear turns. Under SEM, guinea pigs and rats have Tectori Membrane, Raissner's Membrane and the Organ of Corti. Only guinea pigs have Hensen's Cells. CONCLUSION: Guinea pigs were considered easy to handle for microdissection purposes because of the size and robustness of their temporal bones, and for surgical experiments involving the stapes, the oval window and the tympanic membrane. Under SEM there are similarities guinea pigs and rats, and both can be used in inner ear studies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)