Sample records for flanges
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 5 shown.



1

A influência da ferrita delta em aços inoxidáveis austeníticos forjados/ The influence of delta ferrite on forged austenitic stainless steel

Passos, Douglas de Oliveira; Otubo, Jorge
2010-03-01

Resumo em português Entre os aços inoxidáveis, os austeníticos podem ser considerados os de melhor soldabilidade e de maior aplicação na indústria. No entanto, as propriedades desses aços podem ser facilmente degradadas em operações de soldagem ou em serviço. As trincas de solidificação podem ser controladas através da presença comedida de ferrita delta no depósito, fato que é amplamente discutido na literatura. No entanto, raramente se discute a presença da ferrita δ n (mais) os metais de base, uma vez que os aços inoxidáveis austeníticos solubilizados e temperados deveriam apresentar apenas traços dessa fase. Componentes forjados em inoxidáveis austeníticos têm apresentado quantidades elevadas de ferrita δ, chegando mesmo, em alguns casos, a apresentar precipitados de fases intermetálicas, trazendo sérias implicações na fabricação de equipamentos e tubulações. Nesse trabalho, é apresentado um estudo de caso onde a presença de ferrita δ e precipitados intermetálicos, particularmente a fase σ, tornaram impraticável a aplicação de flanges forjados de aço ASTM A182 F 317L em plantas de processo. Resumo em inglês Within the stainless steel family, austenitic steel can be considered as the one with the best weldability and greatest application in the processing industry. However, the properties of this type of steel can be easily degraded during welding operations or plant service. The solidification cracks can be avoided when there is a moderate presence of δ ferrite in the welded metal, as described in technical literature. On the other hand, δ ferrite is seldom discuss (mais) ed when applied to base metals, since austenitic stainless steel, annealed and quenched, probably presents only traces of it at this phase. Forged austenitic stainless steel components have presented high amounts of δ ferrite, sometimes appearing in the intermetallic phases, creating serious concerns for equipment and pipe manufacturers. Herein, a case study is presented where δ ferrite and intermetallic precipitates, especially the σ phase, hindered the application of ASTM A182 F 317L forged flanges in processing plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Organização estrutural da folha de Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) L.R. Landrum, Myrtaceae/ Leaf structural organization of Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) L.R. Landrum, Myrtaceae

Farias, Vanessa de; Rocha, Ledyane Dalgallo; Preussler, Karla Heloise; Maranho, Leila Teresinha
2009-06-01

Resumo em português Com grande distribuição no Brasil e ocorrência principalmente no cerrado, caatinga e floresta atlântica, Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) L.R. Landrum, que está inclusa em um dos menores gêneros de Myrtaceae, é popularmente conhecida como craveiro-do-mato, louro-cravo ou chá-de-bugre. Trata-se de uma espécie nativa e suas folhas são usadas na culinária substituindo o cravo-da-índia (Syzygium aromaticum) devido ao aroma semelhante. O estudo tem o objetivo de (mais) caracterizar anatomicamente a folha dessa espécie. Para a confecção do laminário, amostras da região mediana da folha e do pecíolo foram seccionadas em micrótomo de rotação e coradas com azul de toluidina a 1%. Em vista frontal, a epiderme é glabra na face adaxial e pilosa na face abaxial, com tricomas unicelulares. A folha é hipoestomática e os complexos estomáticos são anomocíticos. Em secção transversal, a epiderme é uniestratificada revestida por cutícula espessa e camada subepidérmica formada por 1-2 estratos celulares. O mesofilo é dorsiventral e bainha esclerenquimática envolve o feixe vascular bicolateral. Na folha e no pecíolo observam-se colênquima lacunar, flanges cuticulares, canais secretores e idioblastos contendo drusas e monocristais. Concluise que a espécie possui características freqüentes para Myrtaceae, com exceção da camada subepidérmica e flanges cuticulares, e que os resultados obtidos contribuem com novas informações que podem subsidiar estudos futuros no que se refere à identificação e delimitação do táxon. Resumo em inglês Pimenta pseudocaryophyllus (Gomes) L.R. Landrum is a native species from Brazil and occurs mainly in cerrado, caatinga and Atlantic rainforest vegetation. It is commonly known as "craveiro-do-mato", "louro-cravo" or "chá-de-bugre". It is a tree species whose leaves are used for cooking; they smell and taste like cloves (Syzygium aromaticum). This study describes the leaf anatomy of the species. The leaves were sliced with a microtome, stained with 1% toluidine blue and p (mais) repared on slides. The histological sections were from the medium section, between the edge and the midrib of the leaves The lower leaf epidermis has anomocytic stomata complexes and non-glandular coats. The epidermis is unicellular; its cells are covered by a thick cuticle. The mesophyll is dorsiventral. The bicollateral vascular bundles are sheathed. Idioblasts with druses, monocrystals and lisigenous secretory canals were found along the entire leaf blade. We conclude that leaf anatomy provides new information on the species, with structures common in leaves of Myrtaceae.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Análise teórico-experimental de ligações parafusadas com enrijecedores de alma em perfis de aço formados a frio/ Theoretical-experimental analyses of bolted connection with web stiffeners in cold-formed steel profile

Silva, Alexandre Camillo da; Freitas, Arlene Maria Sarmanho
2008-06-01

Resumo em português Nesse trabalho, são apresentados estudos teórico-experimentais para avaliação do comportamento de uma tipologia, não padronizada, de ligação viga-coluna parafusada, utilizando seções transversais em perfis de aço formados a frio. O programa experimental consistiu na realização de quatro ensaios em quatro diferentes configurações de ligações viga-coluna e, para efeito de comparação, agrupadas em dois grupos: sem enrijecedores (SE) e com enrijecedores (CE) (mais) de alma soldados nos flanges da coluna. Os resultados experimentais permitiram determinar as curvas momento-rotação e rigidezes, bem como os momentos últimos e seus respectivos mecanismos de colapso. Verificou-se, também, que ao considerar a semicontinuidade - através dos enrijecedores de alma - entre as vigas separadas por uma coluna, o mecanismo de colapso muda e as ligações ficam mais resistentes e rígidas. Resumo em inglês This paper presents a theoretical-experimental study to evaluate the behavior of a non standard bolted beam-column connection in cold-formed steel profiles. The experimental program had four tests in four different beam-column connection configurations, grouped in two types in order to compare the differences: with (CE) and without (SE) column web stiffeners. The experimental results showed the moment-rotation curves, stiffnesses, ultimate moment and its respective collap (mais) se mechanism. It was observed that the beam-column connection with column web stiffeners have their collapse mode modified and their stiffness and strength increased.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Avaliação da colocação de protetores auriculares em grupos com e sem treinamento/ Evaluation of hearing-protector insertion in groups with and without training

Gonçalves, Cláudia Giglio de Oliveira; Couto, Christiane Marques do; Carraro, Juliana Malteze; Leonelli, Bianca Santos
2009-06-01

Resumo em português OBJETIVO: analisar a eficácia da colocação de diferentes protetores auriculares em sujeitos treinados e não-treinados e verificar a importância e a necessidade da realização de um treinamento para a colocação adequada do Equipamento de Proteção Individual auricular. MÉTODOS: investigou-se a atenuação de quatro modelos diferentes de protetores auriculares (inserção de espuma, inserção de silicone três flanges, inserção oliva e tipo concha) por meio de (mais) duas estratégias: audiometria em campo livre e medidas com microfone sonda, com e sem protetor auricular para comparação e determinação da vedação de ruído. Avaliou-se dois grupos, Grupo 1, sujeitos que receberam treinamento e orientação em relação ao uso e colocação do EPI auricular (23) e o Grupo 2, sujeitos não-treinados (8) universitários que nunca utilizaram o EPI auricular. RESULTADOS: no grupo 1, as diferenças dos limiares auditivos sem e com protetor auricular avaliadas pelos dois métodos apresentaram, em geral, valores de atenuação superiores ao do grupo 2. O protetor auricular concha apresentou valores médios de atenuação superiores aos demais tipos; e o protetor auricular oliva apresentou valores menores. CONCLUSÃO: o treinamento quanto ao uso dos protetores auriculares é necessário e deve ser incluído nos Programa de Conservação Auditiva (PCA). Resumo em inglês PURPOSE: to analyze the effectiveness for inserting different hearing protectors in trained and non-trained subjects. METHODS: we investigated the attenuation for four models of hearing protectors (foam earplugs, three-flange silicone earplugs, olive end earplugs and shell earplugs) by means of two strategies, namely, free-field audiometry and microphone probe measurements, with and without h. p. for comparison and determination of noise elimination. Two groups were evalu (mais) ated: Group 1, with workers trained (23) in the use of hearing protectors, and Group 2, with non-trained ones (8). RESULTS: in group 1, the differences of hearing thresholds with and with no hearing protectors evaluated by the aforementioned methods, in general values, are greater than those of group 2. Shell earplugs submitted average values higher then those of the other types; and olive-end earplugs submitted the minor values. CONCLUSION: training for using hearing protectors is necessary and must be included in Hearing Conservation Programs (HCP).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Penetração e colonização de Acidovorax avenae subsp. citrulli em folhas, frutos e sementes de melão amarelo/ Penetration and colonization of Acidovorax avenae subsp. citrulli in leaves, seeds and fruits of melon type yellow

Silva Neto, Edson B.; Silveira, Elineide B.; Mariano, Rosa L. R.; Nogueira, Neusa L.; Rossi, Mônica L.; Santos, Liliana A.
2006-02-01

Resumo em português Folhas, frutos e sementes de melão (Cucumis melo) Amarelo foram inoculados com Acidovorax avenae subsp. citrulli (Aac1) com o objetivo de estudar a colonização e penetração desse patógeno, utilizando microscopia eletrônica de varredura. Nas folhas coletadas 24, 48, 72, 96 e 120 h após a inoculação foram observadas células bacterianas agregadas e interligadas por fibrilas e muito raramente isoladas. Células bacterianas foram localizadas predominantemente nos fl (mais) anges cuticulares da epiderme abaxial, na base dos tricomas tectores, próximas aos estômatos diacíticos e no interior dos poros estomáticos. Nos frutos com 37 dias de idade, 24 h após a inoculação, bactérias foram observadas na superfície e concentradas ao redor de estômatos e lenticelas, e nas amostras com 48 h, na polpa do fruto. Nas demais amostras (72 e 96 h) foram encontradas poucas ou até mesmo nenhuma bactéria na superfície dos frutos. Nos frutos com 51 dias de idade foi constatada uma expressiva colonização da superfície, estômatos e lenticelas até 72 h após a inoculação. Na polpa, a bactéria só foi encontrada nas amostras com 96 h. Os resultados sugerem que A. avenae subsp. citrulli penetrou nos frutos através de estômatos e lenticelas. Nas sementes a bactéria colonizou tegumentos interno e externo, embrião e endosperma. Resumo em inglês Leaves, fruits and seeds of melon (Cucumis melo) type Yellow were inoculated with Acidovorax avenae subsp. citrulli (Aac1) in order to study the penetration and colonization of this pathogen using scanning electron microscopy. Leaves sampled at 24, 48, 72, 96 and 120 h after inoculation showed clusters of bacterial cells interconnected by fibrils, and very rarely isolated. Bacterial cells were located mainly on the cuticular flange of the abaxial epidermis, on the base of (mais) tector trichomes, near the diacytic stomata, and inside the stomat pores. Twenty-four hours after inoculation bacteria were observed mainly on the surface of 37 day-old fruits concentrated around stomata and lenticels; after 48 h bacteria were detected in the fruit pulp as well. In the other samples (72 and 96 h) few or no bacteria were found on fruit surfaces. Fruits 51 days old showed expressive colonization of the surface, stomata and lenticels until 72 h after inoculation. The pathogen was only found in the pulp of the 96-hour samples. These results suggest that A. avenae subsp. citrulli penetrated the fruits through the stomata and lenticels. In seeds, the bacteria colonized the internal and external teguments, embryo and endosperm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)