Sample records for fischer assay
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Soroprevalência de anticorpos antivírus da hepatite C em doadores de sangue, Brasil/ Seroprevalence of anti-hepatitis C virus antibodies among blood donors, Brazil

Paltanin, Lindamyr Fornazieri; Reiche, Edna Maria Vissoci
2002-08-01

Resumo em português OBJETIVOS: Determinar a soroprevalência de anticorpos antivírus da hepatite C (VHC) em doadores de sangue e correlacionar os resultados obtidos nos testes sorológicos de triagem e no teste confirmatório. MÉTODOS: Foram analisados os registros epidemiológicos e laboratoriais de 10.090 doadores de sangue do Hemonúcleo de Apucarana, Paraná, Brasil, do período de janeiro de 1997 a dezembro de 1999. Utilizou-se o método enzimaimunoensaio (ELISA) para detecção de an (mais) ticorpos anti-VHC no soro. As amostras de soro com reatividade no ELISA foram avaliadas pelo teste confirmatório RIBA (recombinant immunoblot assay). Para análise estatística, utilizaram-se os testes qui-quadrado, teste exato de Fisher e índice de Kappa. RESULTADOS: Os resultados mostraram que 2.461 (24,4%) pessoas da amostra eram do sexo feminino e 7.629 (75,6%), do sexo masculino, com idade variando de 18 a 65 anos. Das 10.090 amostras de soro analisadas pelo ELISA, 88 apresentaram positividade, revelando soroprevalência de 0,9%, não demonstrando associação com as diferentes faixas etárias (p=0,197) e com o sexo (p=0,323). Avaliadas pelo teste confirmatório RIBA, 11 amostras (12,5%) apresentaram resultado positivo; 14 (15,9%), resultado indeterminado; e 38 (43,2%), resultado negativo. A análise estatística revelou alta concordância (índice Kappa de 0,939) entre os resultados obtidos no teste de ELISA e os obtidos no teste confirmatório. Amostras que forneceram resultado fracamente reagente no teste de ELISA apresentaram alta concordância com resultado negativo no RIBA immunoblot, e amostras que forneceram resultado fortemente reagente no teste de ELISA apresentaram alta concordância com o resultado positivo no RIBA. CONCLUSÕES: Os resultados reforçam a necessidade de confirmação de todos os resultados reagentes nos testes de triagem sorológica para pesquisa de anticorpo anti-VHC, uma vez que a confirmação da infecção pelo VHC é de extrema importância para o acompanhamento clínico, laboratorial e histológico dos doadores de sangue. Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine the seroprevalence of anti-hepatitis C virus antibodies (anti-HCV) in blood donors, and to describe the correlation between screening serological test results and confirmatory test. METHODS: Epidemiological and laboratorial records of 10,090 blood donors of the blood unit in the city of Apucarana, Brazil, from January 1997 to December 1999 were assessed. Anti-HCV serum antibodies were detected using enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). Serum (mais) reactive samples were tested using RIBA (recombinant immunoblot assay). Statistical analysis was performed using Chi-square test, Fischer's test and Kappa index of agreement. RESULTS: The results showed that of all the donors, 2,461 (24.4%) were females, 7,629 (75.6%) were males, with ages ranging from 18 to 65 years old. Of 10,090 serum samples tested using ELISA, 88 were reactive to anti-HCV, a seroprevalence of 0.9% that showed no association with either age groups (p=0.197) or sex (p=0.323). When the samples were tested using RIBA, 11 (12.5%) were positive, 14 (15.9%) were indeterminate, and 38 (43.2%) were negative. Statistical analysis revealed a high correlation (kappa index 0.939) between ELISA and RIBA test results. Poorly reactive samples in ELISA showed a high correlation with negative results in RIBA, and samples highly reactive in ELISA showed a high correlation with positive results in RIBA. CONCLUSIONS: The results stress the need of confirmatory tests for all anti-HCV reactive samples in screening tests. HVC infection confirmation is paramount for clinical, laboratorial, and histological evaluation of blood donors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Soroprevalência de anticorpos antivírus da hepatite C em doadores de sangue, Brasil/ Seroprevalence of anti-hepatitis C virus antibodies among blood donors, Brazil

Paltanin, Lindamyr Fornazieri; Reiche, Edna Maria Vissoci
2002-08-01

Resumo em português OBJETIVOS: Determinar a soroprevalência de anticorpos antivírus da hepatite C (VHC) em doadores de sangue e correlacionar os resultados obtidos nos testes sorológicos de triagem e no teste confirmatório. MÉTODOS: Foram analisados os registros epidemiológicos e laboratoriais de 10.090 doadores de sangue do Hemonúcleo de Apucarana, Paraná, Brasil, do período de janeiro de 1997 a dezembro de 1999. Utilizou-se o método enzimaimunoensaio (ELISA) para detecção de an (mais) ticorpos anti-VHC no soro. As amostras de soro com reatividade no ELISA foram avaliadas pelo teste confirmatório RIBA (recombinant immunoblot assay). Para análise estatística, utilizaram-se os testes qui-quadrado, teste exato de Fisher e índice de Kappa. RESULTADOS: Os resultados mostraram que 2.461 (24,4%) pessoas da amostra eram do sexo feminino e 7.629 (75,6%), do sexo masculino, com idade variando de 18 a 65 anos. Das 10.090 amostras de soro analisadas pelo ELISA, 88 apresentaram positividade, revelando soroprevalência de 0,9%, não demonstrando associação com as diferentes faixas etárias (p=0,197) e com o sexo (p=0,323). Avaliadas pelo teste confirmatório RIBA, 11 amostras (12,5%) apresentaram resultado positivo; 14 (15,9%), resultado indeterminado; e 38 (43,2%), resultado negativo. A análise estatística revelou alta concordância (índice Kappa de 0,939) entre os resultados obtidos no teste de ELISA e os obtidos no teste confirmatório. Amostras que forneceram resultado fracamente reagente no teste de ELISA apresentaram alta concordância com resultado negativo no RIBA immunoblot, e amostras que forneceram resultado fortemente reagente no teste de ELISA apresentaram alta concordância com o resultado positivo no RIBA. CONCLUSÕES: Os resultados reforçam a necessidade de confirmação de todos os resultados reagentes nos testes de triagem sorológica para pesquisa de anticorpo anti-VHC, uma vez que a confirmação da infecção pelo VHC é de extrema importância para o acompanhamento clínico, laboratorial e histológico dos doadores de sangue. Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine the seroprevalence of anti-hepatitis C virus antibodies (anti-HCV) in blood donors, and to describe the correlation between screening serological test results and confirmatory test. METHODS: Epidemiological and laboratorial records of 10,090 blood donors of the blood unit in the city of Apucarana, Brazil, from January 1997 to December 1999 were assessed. Anti-HCV serum antibodies were detected using enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). Serum (mais) reactive samples were tested using RIBA (recombinant immunoblot assay). Statistical analysis was performed using Chi-square test, Fischer's test and Kappa index of agreement. RESULTS: The results showed that of all the donors, 2,461 (24.4%) were females, 7,629 (75.6%) were males, with ages ranging from 18 to 65 years old. Of 10,090 serum samples tested using ELISA, 88 were reactive to anti-HCV, a seroprevalence of 0.9% that showed no association with either age groups (p=0.197) or sex (p=0.323). When the samples were tested using RIBA, 11 (12.5%) were positive, 14 (15.9%) were indeterminate, and 38 (43.2%) were negative. Statistical analysis revealed a high correlation (kappa index 0.939) between ELISA and RIBA test results. Poorly reactive samples in ELISA showed a high correlation with negative results in RIBA, and samples highly reactive in ELISA showed a high correlation with positive results in RIBA. CONCLUSIONS: The results stress the need of confirmatory tests for all anti-HCV reactive samples in screening tests. HVC infection confirmation is paramount for clinical, laboratorial, and histological evaluation of blood donors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)