Sample records for extracellular space
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 2 shown.



1

Avaliação da composição corporal em gestantes de termo/ Assessment of body composition in pregnant women at term

Morais, A.A.C.; Tavares, G.M.; Pezzin, A.C.; Moana, A.A.; Galvão, H.P.; Faintuch, J.
1997-06-01

Resumo em português A gravidez acompanha-se de modificações fisiológicas bem conhecidas nos compartimentos hídricos e energéticos maternos, que se somam a hipertrofias orgânicas e ao aparecimento de um bloco feto-placentário. Conseqüentemente, a composição corporal sofre alterações, porém poucos estudos têm documentado tal fenômeno. O advento da bioimpedância favoreceu a obtenção das informações desejadas de forma prática e segura. OBJETIVOS. Foram os propósitos deste t (mais) rabalho: registrar as principais variáveis antropométricas numa população de gestantes de termo; determinar as medidas de composição corpórea pela bioimpedância; comparar esses achados com os primeiros, assim como com outras metodologias relatadas na literatura. PACIENTES E MÉTODO. A população consistiu de 30 gestantes de termo admitidas no período pré-parto, sem complicações, sofrimento fetal ou gravidez múltipla, e submetidas às seguintes mensurações: Antropometria - Peso, altura, índice de massa corporal, prega cutânea do tríceps, circunferência muscular do braço; Bioimpedância - Gordura corporal, massa magra, água total, água intra e extracelular, terceiro espaço e relação sódio/potássio permutável. RESULTADOS. Observaram-se valores de peso corporal e índice de massa corporal aumentados, porém inteiramente compatíveis com a situação fisiológica das gestantes. A água corpórea total situava-se na mesma faixa percentual de mulheres não-grávidas, tal como já suspeitado por outros autores, porém com indícios de expansão do extracelular e formação de terceiro espaço. A massa gorda elevou-se, porém, também em proporções não muito diferentes do relatado anteriormente em levantamentos antropométricos. CONCLUSÕES. Nas condições do presente trabalho, em que uma equação de bioimpedância para uso geral foi aplicada, o método demonstrou resultados compatíveis com as informações clínicas disponíveis, as verificações antropométricas e os registros de outros investigadores. Conclui-se que a impedância bioelétrica é um procedimento de avaliação promissor na gravidez, justificando estudos ulteriores com esta metodologia. Resumo em inglês BACKGROUND. Pregnancy is associated with well-known physiologic changes of maternal fluid and energy compartments, along with organ hypertrophies and the appearance of fetal and placental tissues. As a consequence, body composition is modified, but this phenomenon has not been well documented. The advent of bioimpedance has contributed to the documentation of the desired information in a safe and practical way. AIMS. The aims of this study were: To register the principal (mais) anthropometric variables in a population of pregnant women at term; To determine body composition by bioimpedance analysis; To compare these findings with the former results, as well as with other assessment procedures reported in the literature. PATIENTS AND MATHODS. The population consisted of 30 pregnant women at term admitted for delivery, without complications, fetal distress or multiple pregnancy, and submitted to the following measurements: Anthropometry - Weight, height, body mass index, triceps skinfold, arm muscle circumference; Bioimpedance analysis - Body fat, lean body mass, total water, intra and extracellular water, third space, and exchangeable Na/K ratio. RESULTS. Body weight and body mass index were increased but within the expected values for these patients. Total body water was similar to results in non-pregnant women when expressed as percentage, in accordance with other studies, but with a trend toward increase in the extracellular compartment and presence of third space fluid. Body fat was elevated, but the proportions were not much different from previous anthropometric surveys. CONCLUSIONS. In the conditions of this investigation, in which a bioimpedance equation for general use was employed, the method indicated results that were consistent with the clinical course, anthropometric documentation, and the findings of other groups. It is concluded that bioimpedance analysis compares favorably with other assessment procedures in pregnancy, and further studies with this method should be undertaken.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Síndrome de lise tumoral: uma revisão abrangente da literatura/ Acute tumor lysis syndrome: a comprehensive review

Darmon, Michael; Malak, Sandra; Guichard, Isabelle; Schlemmer, Benoit
2008-09-01

Resumo em português A síndrome de lise tumoral é caracterizada pela destruição maciça de células malignas e conseqüente liberação do seu conteúdo no espaço extracelular. Embora possa ocorrer de modo espontâneo, a síndrome de lise tumoral aparece em geral, logo após o início do tratamento com agentes quimioterápicos citotóxicos. Uma vez liberados, estes metabólitos podem subjugar os mecanismos homeostáticos resultando em hiperuricemia, hipercalemia, hiperfosfatemia, e hipoc (mais) alcemia. Estas alterações biológicas podem levar à ocorrência de diversas manifestações clínicas, incluindo lesão renal aguda, convulsões e morte súbita, que podem requerer cuidados intensivos. Como a síndrome de lise tumoral está associada a um prognóstico reservado, prevenção de sua ocorrência per se e também de suas conseqüências é obrigatória. O objetivo desta revisão foi descrever os mecanismos fisiopatológicos, e as manifestações clínicas e biológicas da síndrome de lise tumoral aguda, e fornecer recomendações atualizadas para sua prevenção. Foram selecionados artigos sobre síndrome de lise tumoral publicados nos últimos 20 anos no PubMed www.pubmed.gov. Estudos referenciados nos artigos selecionados na busca, também foram utilizados. Resultados: A síndrome de lise tumoral é uma complicação grave e freqüente em pacientes com neoplasias de diagnóstico recente. Estratégias de prevenção incluem hidratação vigorosa, agentes uricolíticos, identificação dos fatores que predispõem à lesão renal aguda e, nos pacientes críticos, a indicação profilática de métodos de substituição da função renal necessários para prevenir ou limitar suas conseqüências. Entretanto, o momento adequado assim como as modalidades de prevenção a serem oferecidas ainda são desconhecidos e podem ser inclusive modificadas por alterações no espectro de pacientes em risco de desenvolvê-la. O desenvolvimento e a validação de estratégias baseadas no risco dos pacientes são necessários para limitar a alta morbidade e mortalidade desta complicação. Resumo em inglês Tumor lysis syndrome is characterized by the massive destruction of malignant cells and the release in the extra-cellular space of their content. While Tumor lysis syndrome may occur spontaneously before treatment, it usually develops shortly after the initiation of cytotoxic chemotherapy. These metabolites can overwhelm the homeostatic mechanisms with development of hyperuricaemia, hyperkalaemia, hyperphosphataemia, and hypocalcaemia. These biological manifestations may (mais) lead to clinical manifestations including, acute kidney injury, seizure, or sudden death that require intensive care. Since clinical tumor lysis syndrome is associated with a poor prognosis both prevention of tumor lysis syndrome and prevention of clinical consequences of tumor lysis syndrome are mandatory. The objective of this review is to describe pathophysiological mechanisms, biological and clinical manifestations of tumor Lysis syndrome, and to provide upto-date guidelines to ensure prevention of tumor lysis syndrome. Review of selected studies on tumor lysis syndrome published at the PubMed database www.pubmed.gov during the last 20 years. Additional references were retrieved from the studies initially selected. Tumor lysis syndrome is a frequent and life-threatening complication of the newly diagnosed malignancies. Preventive measures, including hydration, uricolytic agents, eviction of factors predisposing to acute kidney injury and, in the more severe patients, on prophylactic renal replacement therapy, are required to prevent or limit clinical consequences of Tumor lysis syndrome. However optimal timing and modalities of prevention remains unknown and may be modified by the changing spectrum of patients at risk of tumor lysis syndrome. Development and validation of risk based strategies is required to limit the high morbidity and mortality of this complication.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)