Sample records for external receivers
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 1 shown.



1

Processamento tecidual para análise imunoistoquímica de receptores hormonais em carcinoma mamário: dois momentos em um laboratório de anatomia patológica; correlação dos resultados com método bioquímico/ Tissue processing for hormone receptor immunohistochemistry in breast cancer: two moments in a pathology laboratory; correlation of results with a biochemical assay

Arias, Victor; Mazza, Pedro Luiz; Funke, Marcelo Antonio Aranha
2003-09-01

Resumo em português A reação imunoistoquímica é altamente dependente da fixação e da preparação histológica do tecido. Nós comparamos os resultados da pesquisa de receptores de estrógeno e de progesterona no câncer mamário utilizando um método bioquímico e um método imunoistoquímico em relação ao tipo de processamento histológico, no forno de microondas ou na estufa. O grupo de casos cujos tecidos foram processados no forno de microondas não apresentou correlação entre (mais) os dois métodos (p = 0,098 para o receptor de estrógeno; p = 0,5 para o receptor de progesterona). Houve boa correlação entre os métodos nos tecidos processados na estufa (p = 0,0447 e Q = 0,76 para o receptor de estrógeno; p = 0,0472 e Q = 0,764 para o receptor de progesterona). Concluímos que a pesquisa de receptores hormonais por reação imunoistoquímica no câncer mamário é uma realidade, apresentando bons resultados desde que sejam tomados cuidados na fixação e no processamento e que sempre sejam utilizados controles externos adequados à realidade de cada laboratório. Resumo em inglês Immunohistochemistry is highly dependent on tissue fixation and histologic processing. We compared the results of estrogen and progesterone receptor quantitation determined by using both a biochemical method and an immunohistochemical method related with tissue preparation, either in the microwave oven or in the stove. The group of cases whose tissues were processed in the microwave oven did not present statistical correlation between the methods (p = 0,098 to estrogen re (mais) ceptor; p = 0,5 to progesterone receptor). There was good correlation between the methods in tissues which were processed in the stove (p = 0,0447 and Q = 0,76 for estrogen receptor; p = 0,0472 and Q = 0,764 for progesterone receptor). We conclude that immunohistochemistry for hormone receptors in breast cancer is a reality. It is feasible since some cautions are taken in the fixation and processing. External controls appropriated to the reality of a given laboratory should always be used.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)