Sample records for exhalation
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 4 shown.



1

Ventilação mecânica convencional em pediatria/ Conventional mechanical ventilation in pediatrics

Rotta, Alexandre T.; Steinhorn, David M.
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Revisar os vários desafios existentes na ventilação mecânica de pacientes pediátricos com doenças de resistência elevada das vias aéreas, complacência pulmonar anormal ou pulmões normais. FONTES DOS DADOS: Dados originais coletados em nossa unidade de tratamento intensivo pediátrico e em nosso laboratório de pesquisa animal. Artigos pertinentes incluídos na base de dados MEDLINE durante os últimos 10 anos. Também foram incluídos capítulos de liv (mais) ros e estudos definitivos, a critério dos autores, sobre asma, síndrome do desconforto respiratório agudo, ventilação mecânica, lesão pulmonar induzida pelo ventilador e hipercapnia permissiva. SÍNTESE DOS DADOS: O foco da ventilação mecânica de pacientes com doenças que resultam em resistência elevada das vias aéreas deve centrar-se na hipercapnia permissiva e prevenção de hiperinsuflação dinâmica, permitindo exalação total antes do início da inspiração subseqüente. A pressão expiratória final positiva deve ser usada comedidamente para evitar atelectasia e facilitar a sincronia em pacientes com respiração espontânea. A ventilação mecânica de pacientes com doenças de complacência pulmonar anormal deve levar em consideração a distribuição heterogênea da lesão pulmonar. O enfoque deve ser na prevenção de volutrauma e atelectrauma, que podem resultar em lesão pulmonar associada ao ventilador. CONCLUSÕES: A última década foi marcada por significativos avanços no manejo de insuficiência respiratória em pacientes pediátricos. A escolha da estratégia de ventilação mecânica pode influenciar significativamente o curso subseqüente da lesão pulmonar. A ventilação mecânica não pode ser vista apenas como uma mera modalidade de suporte usada para manter os pacientes vivos enquanto que tratamentos específicos à doença são empregados para melhorar a patologia de base. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the various challenges of providing mechanical ventilation to pediatric patients with diseases of increased airway resistance, diseases of abnormal lung compliance or normal lungs. SOURCES: Original data from our pediatric intensive care unit and animal research laboratory. Relevant articles included in the MEDLINE electronic database during the last 10 years. Also included were book chapters and definitive studies, as judged by the authors, in the fi (mais) elds of asthma, acute respiratory distress syndrome, mechanical ventilation, ventilator-induced lung injury and permissive hypercapnia. SUMMARY OF THE FINDINGS: Mechanical ventilation of patients with diseases of increased airway resistance should center on avoidance of dynamic hyperinflation, allowing complete exhalation prior to the initiation of a subsequent breath and permissive hypercapnia. Positive end-expiratory pressure should be used sparingly to prevent atelectasis and facilitate synchrony in spontaneously breathing patients. Mechanical ventilation of patients with diseases of abnormal lung compliance should take into consideration the inhomogeneous distribution of lung disease. Focus should be on avoidance of volutrauma and atelectrauma that could result in ventilator-associated lung injury. CONCLUSIONS: The last decade was marked by significant advances in the management of pediatric respiratory failure. The choice of mechanical ventilation strategy can significantly influence the subsequent course of lung injury. Mechanical ventilation can no longer be viewed simply as a harmless support modality that is employed to keep patients alive while disease-specific treatments are used to ameliorate the underlying pathology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Uma nova abordagem na determinação da resistência das vias aéreas: técnica do interruptor vs. pletismografia/ A new approach to the determination of airway resistance: interrupter technique vs. plethysmography

Gritti, Leandro Antônio; Barreto, Sérgio Saldanha Menna
2011-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a concordância da medida da resistência das vias aéreas (RVA) pela técnica interrupter resistance (Rint, resistência do interruptor) com a do método pletismográfico para fins de aplicabilidade clínica. MÉTODOS: A técnica Rint foi realizada com os pacientes em posição sentada, em expiração, utilizando clipe nasal e com suporte das bochechas. O exame pletismográfico foi realizado de acordo com protocolos padronizados. As medidas foram rea (mais) lizadas antes e após a administração inalatória de um broncodilatador via spray dosimetrado com espaçador. RESULTADOS: Avaliamos 99 pacientes consecutivos encaminhados para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre (RS), para a realização de testes de função pulmonar, com idades entre 18 e 82 anos. Desses, 52 eram mulheres. Houve boa concordância entre os métodos (r = 0,8; coeficiente de correlação intraclasse = 0,8) nos pacientes com VEF1 > 60% do previsto. Os valores de Rint foram menores que os da RVA por pletismografia em indivíduos mais graves. Entretanto, houve boa concordância entre Rint > 4 cmH2O • L-1 • s-1 e RVA por pletismografia > 2,5 cmH2O • L-1 • s-1 (razão de verossimilhança > 8 e coeficiente kappa = 0,73). CONCLUSÕES: A concordância entre o Rint e a RVA por pletismografia foi boa nos indivíduos menos graves. A concordância para um diagnóstico de aumento da RVA entre os dois métodos também foi forte. A técnica Rint é um método potencialmente útil na prática assistencial em adultos. Resumo em inglês OBJECTIVE: To determine the agreement between interrupter resistance (Rint) and airway resistance (Raw) by plethysmography in order to verify the clinical applicability of the interrupter technique. METHODS: The Rint technique was performed with the patients in a sitting position, during exhalation, with a nose clip and cheek support. Plethysmography was carried out in accordance with standard protocols. All measurements were taken prior to and after the administration of (mais) an inhaled bronchodilator via a metered dose inhaler with a spacer. RESULTS: The study comprised 99 consecutive patients referred to the Porto Alegre Hospital de Clínicas, located in the city of Porto Alegre, Brazil, for pulmonary function testing. Patient ages ranged from 18 to 82 years, and 52 of the patients were women. In the patients with FEV1 > 60% of predicted, there was good agreement between the methods (r = 0.8; intraclass correlation coefficient = 0.8). The Rint values were lower than were those of Raw by plethysmography in the patients with more severe disease. However, there was good agreement between Rint > 4 cmH2O • L-1• s-1 and Raw by plethysmography > 2.5 cmH2O • L-1 • s-1 (likelihood ratio > 8; kappa coefficient = 0.73). CONCLUSIONS: In the patients with less severe disease, there was good agreement between Rint and Raw by plethysmography. The agreement between the two methods was also strong regarding the detection of an increase in Raw. The Rint technique is a potentially useful method for the evaluation of adult patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Tempos máximos de fonação de vogais em mulheres adultas com nódulos vocais/ Maximum phonation time of vowels in adult women with vocal nodules

Kurtz, Laura Oliveira; Cielo, Carla Aparecida
2010-12-01

Resumo em português TEMA: tempos máximos de fonação (TMF) de vogais em mulheres adultas com presença de nódulos vocais. OBJETIVO: verificar e correlacionar os valores de TMF de vogais em mulheres adultas jovens e de meia-idade com presença de nódulos vocais. MÉTODO: utilizaram-se os registros do Banco de dados de uma clínica-escola de Fonoaudiologia, totalizando um grupo de 38 sujeitos. Critérios de inclusão: adultos do sexo feminino com idades entre 20 e 53 anos e diagnóstico ot (mais) orrinolaringológico de nódulos vocais. Critérios de exclusão: apresentar outra patologia laríngea além dos nódulos vocais; comprometimento auditivo; respiração oral; histórico de doenças neurológicas, psiquiátricas, endocrinológicas ou gástricas; gripe ou quadros de alergias; hábitos de etilismo e/ou tabagismo; tratamento fonoaudiológico e/ou otorrinolaringológico prévios. Foram coletados os dados de anamnese, o diagnóstico otorrinolaringológico, e as medidas de TMF das vogais /a, i, u/ de cada sujeito da amostra. A avaliação dos TMF se deu pela medida da duração de três emissões de cada vogal em estudo, em tom e intensidade habituais, até o final da expiração, com o paciente em pé, considerando-se o maior valor de cada vogal. Os resultados foram analisados estatisticamente ao nível de significância de 5%. RESULTADOS: faixa de idade representativa; TMF e média menos representativos, abaixo da normalidade e com forte correlação positiva e significativa entre si; correlação moderada, positiva e significativa entre os TMF entre si e sua média. CONCLUSÃO: na presença de nódulos vocais em um grupo de mulheres adultas, os TMF encontraram-se reduzidos e positivamente correlacionados, o TMF da vogal /a/ apresentou menor valor quando comparado às demais vogais. Resumo em inglês BACKGROUND: maximum phonation times (MPT) of vowels in adult women with vocal nodules. AIM: to verify and to correlate the values of MPT of vowels in young and middle-aged adult women with vocal nodules. METHOD: database records from a speech therapy school-clinic were used, making up a total of 38 subjects. Inclusion criteria: female adults, aged between 20 and 53 years, with otorhinolaryngology diagnosis of vocal nodules. Exclusion criteria: to present a laryngeal patho (mais) logy other than vocal nodules; hearing loss ; oral breathing; history of neurological, psychiatric, endocrine or gastric disorders; flu or allergy history; drinking and/or smoking habits; previous speech therapy and/or otorhinolaryngology treatments. Anamnesis data, the otorhinolaryngology diagnosis, and the MPT measurements of vowels /a, i, u/ were verified for each subject. MPT evaluation consisted of the duration measurement of three emissions of the vowels, using habitual tone and intensity, until the end of exhalation, with the patient in a standing position, considering the highest value of each vowel. The results were statistically analyzed with a significance level of 5%. RESULTS: representative age range; less representative MPT and mean, below normality and with a strong positive and meaningful correlation; moderate, positive and significant correlation between MPTs and their means. CONCLUSION: for the group of adult women with vocal nodules, the MPT values were reduced and positively correlated; the MPT of vowel /a/ presented a lower value when compared to the other investigated vowels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Limitação ao fluxo aéreo em brasileiros da raça branca: VEF1/VEF6 vs. VEF1/CVF/ Airflow limitation in brazilian caucasians: FEV1/FEV6 vs. FEV1/FVC

Soares, André Luis Pinto; Rodrigues, Sílvia Carla Sousa; Pereira, Carlos Alberto de Castro
2008-07-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a utilidade da relação volume expiratório forçado no primeiro segundo/volume expiratório forçado nos primeiros seis segundos (VEF1/VEF6) na detecção de obstrução leve ao fluxo aéreo como alternativa à relação VEF1/capacidade vital forçada (CVF). MÉTODOS: As equações sugeridas para a população brasileira em 2006 foram utilizadas para determinar os limites inferiores normais para as relações entre VEF1/VEF6 e VEF1/CVF. Foram avaliadas (mais) as espirometrias de 155 pacientes com diferença entre a relação VEF1/CVF prevista-observada abaixo de 15% e VEF1 > 60% do previsto, com idades entre 20 e 84 anos e com tempo expiratório de 6 s no mínimo. Os critérios de aceitabilidade e reprodutibilidade para a espirometria sugeridos pela Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia foram preenchidos. RESULTADOS: Os valores médios (± dp) para VEF1/CVF e VEF1/VEF6 foram, respectivamente, 73 ± 4% e 75 ± 3%. A obstrução ao fluxo aéreo foi detectada pela relação VEF1/CVF em 61 pacientes, mas foi detectada pela relação VEF1/VEF6 em apenas 46 deles, mostrando uma sensibilidade de 75% (p Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the use of the forced expiratory volume in one second/forced expiratory volume in six seconds (FEV1/FEV6) ratio as an alternative to the FEV1/forced vital capacity (FVC) ratio in the detection of mild airway obstruction. METHODS: Reference equations for the Brazilian population in 2006 were used in order to determine the lower limits of normality for the FEV1/FEV6 and FEV1/FVC ratios. The spirometry findings of 155 patients from 20 to 84 years of ag (mais) e were analyzed. All of the patients presented the following: a 60% of predicted; and an exhalation time of at least 6 s. The Brazilian Thoracic Society criteria for acceptability and reproducibility in spirometry were met. RESULTS: Mean values (± SD) for FEV1/FEV6 and FEV1/FVC were 73 ± 4% and 75 ± 3%, respectively. Using the FEV1/FVC ratio, we identified airflow obstruction in 61 patients, compared with only 46 patients when we used the FEV1/FEV6 ratio, showing a sensitivity of 75% (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)