Sample records for excretion
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Excreção renal de fósforo em cães nefropatas sob estimulação dopaminérgica/ Renal excretion of phosphorus in nephropathy dogs under dopaminergic stimulation

Brum, Alexandre Martini de; Carvalho, Marileda Bonafim
2010-06-01

Resumo em português A dopamina possui um amplo espectro de ação no sistema urinário. Aumento da taxa de filtração glomerular, do fluxo sanguíneo renal e da excreção fracionada de sódio e fósforo é um efeito renal esperado em indivíduos normais. Este estudo foi realizado com o propósito de testar a hipótese de que a dopamina é capaz de aumentar a excreção fracionada de fósforo em cães nefropatas. Cinco cães sadios e quatro cães nefropatas, com doença predominantemente t� (mais) �bulo-intersticial, foram submetidos à infusão de solução controle (NaCl 0,9%) e solução de dopamina em duas taxas de infusão diferentes (1µg kg-1 min-1 e 3µg kg-1 min-1), sendo realizadas avaliações antes, durante e 30 minutos após a infusão. Os cães sadios apresentaram aumento significativo (P≤0,05) na excreção fracionada e excreção renal de fósforo durante a infusão de 3µg kg-1 min-1, porém a concentração sérica permaneceu sem alterações durante o tratamento. Já os cães nefropatas apresentaram aumento significativo (P≤0,05) na excreção fracionada e excreção renal de fósforo, tanto na dose de 1µg kg-1 min-1, como na de 3µg kg-1 min-1. Além disso, após a infusão de 1µg kg-1min-1, a concentração sérica de fósforo apresentou redução significativa. Os resultados são indicativos de que a dopamina nas doses de 1µg kg-1 min-1 e 3µg kg-1 min-1 podem ser incluídas na terapia de cães nefropatas para melhorar a homeostase de fosfato. Resumo em inglês The dopamine has a wide spectrum of action on the urinary system. Increases in glomerular filtration rate, renal blood flow, sodium and phosphate fractioned excretion are renal effects expected in healthy people. Thus, this study was conducted in order to test the hypothesis that the dopamine is efficient to increase the fractioned excretion of phosphorus in nephropathic dogs. Five healthy dogs and four dogs nephropathic, predominantly with tubule-interstitial illness wer (mais) e submitted to a solution control infusion (NaCl 0.9%) and to a dopamine solution in two different rates of infusion (1µg kg-1min-1 and 3µg kg-1min-1) and were assessed before, during, and 30 minutes after the infusion. The healthy dogs presented a significant increase (P≤0.05) in the fractioned excretion and renal excretion of phosphate during the infusion of 3µg kg-1min-1, however, the seric concentration remained without alterations during the treatment. The nephropathic dogs presented a significant increase (P≤0,05) in the fractioned excretion and renal excretion of phosphate, in the 1µg kg-1 min-1, and in the 3µg kg-1 min-1 doses. Moreover, after the infusion of 1µg kg-1 min-1, the seric concentration of phosphate presented a significant reduction. The results indicate that the dopamine in the doses of 1µg kg-1 min-1 and 3µg kg-1 min-1 can be included in the intensive therapy of nephropathic dogs to improve the phosphate homeostasis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Excreção fracionada do cálcio e fósforo em novilhas nelore antes e durante a gestação/ Calcium and phosphorus fractional excretion in nellore before and during pregnancy

BORGES, ALEXANDRE SECORUN; BARROS, BRENO PELOSO DE; ALVES, ANA LIZ GARCIA; CIARLINE, PAULO CÉSAR; BICUDO, PEDRO LUIZ; KOHAYAGAWA, AGUEMI
2000-05-01

Resumo em português A avaliação do cálcio e do fósforo nutricional é difícil quando se usam concentrações séricas desses elementos, pois estas permanecem dentro de valores normais apesar de variações do conteúdo desses minerais na dieta, pela alta eficiência do processo de homeostasia corporal. Alterações significativas serão observadas em processos carenciais crônicos, quando então as perdas econômicas já terão significado relevante. A técnica da excreção fracionada (mais) permite avaliação quantitativa sem a necessidade de determinação do volume urinário produzido. Com o objetivo de analisar a excreção fracionada de Ca e P, foram utilizadas 22 novilhas criadas extensivamente. As amostras de soro e urina foram colhidas a cada 45 dias, antes (duas coletas) e durante a gestação (seis coletas). A excreção fracionada do Ca e do P apresentou medianas variando entre 1,06% e 3,72% e 1,09% e 2,70%, respectivamente. Houve tendência na diminuição dos valores da mediana da excreção fracionada do Ca, comparando-se os momentos em que os animais ainda não estavam gestantes com os valores obtidos durante a gestação. Este experimento demonstrou que existem amplas variações na excreção fracionada de Ca e P em diferentes animais em um mesmo momento, dificultando a utilização deste método na avaliação do estado nutricional desses elementos em bovinos criados extensivamente. Resumo em inglês The assessment of calcium and phosphorus nutrition is difficult when using serum concentrations of these elements, because they remain within normal ranges despite a wide variation in Ca and P contents in different diets due to the high efficiency of body homeostasis process. Significant alterations are observed in chronic deficiencies when economic losses have a relevant importance. The use of fractional excretion of Ca and P allow quantitative evaluation without need of (mais) timed urine volumetric determinations. Fractional excretion ratios for Ca and P were determined using eight consecutive 45-day urine and serum sample collections performed on 22 heifers before (two samplings) and during pregnancy (six samplings). The values presented by fractional excretion of Ca and P ranged from 1.06% to 3.72% and 1.09% to 2.70%, respectively. There was a tendency to diminishing fractional excretion median values of Ca when comparing before pregnancy with values observed during pregnancy. This experiment showed that there is wide variation in Ca and P fractional excretion in different animals at the same moment and this results in difficulties to access nutritional status of these elements in cattle raised on pasture using this method.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Excreção urinária de cálcio, ácido úrico e citrato em crianças e adolescentes sadios/ Urinary excretion of calcium, uric acid and citrate in healthy children and adolescents

Penido, Maria Goretti Moreira Guimarães; Diniz, José Silvério Santos; Guimarães, Milena Maria Moreira; Cardoso, Rodrigo Barbosa; Souto, Marcelo Ferraz de Oliveira; Penido, Mariana Guimarães
2002-04-01

Resumo em português Objetivo: determinar valores de referência regionais para a excreção urinária de cálcio, ácido úrico e citrato e estabelecer correlação entre essas excreções em urina em 24h e amostras únicas, para uso na prática clínica. Material e métodos: 125 crianças e adolescentes saudáveis, selecionados aleatoriamente, foram submetidos ao protocolo: exame clínico, bioquímica de sangue, hemograma, paratormônio, urina em 24h, urina em amostra única colhida com jej (mais) um, e exame parasitológico de fezes.Resultados: o valor máximo para a excreção de cálcio em urina em 24h foi 3,75mg/kg, em mg/dl do ritmo de filtração glomerular - RFG foi 0,10, e, para a relação cálcio/creatinina(mg/dl) na urina, em amostra única em jejum, foi de 0,25. Observou-se correlação positiva entre a excreção de cálcio em urina em 24h, e urina em amostra única em jejum (mg/dl e mg/dl do RFG). Os valores máximos para a excreção de ácido úrico em urina em 24h foram 600, 450 e 320mg e 13, 15 e 18 mg/kg para adolescentes, escolares e pré-escolares, respectivamente; em mg/dl do RFG em amostra única de urina foi 0,47. Observou-se correlação positiva para a excreção de ácido úrico em urina em 24h e urina em amostra única em jejum. Os valores médios para a excreção de citrato em urina em 24h foram 1,6, 1,1 e 0,5mmol para adolescentes, escolares e pré-escolares, respectivamente; para a relação citrato/creatinina em urina, em amostra única, com jejum, foi 0,3. Conclusões: as excreções de cálcio e ácido úrico em urina em 24h se correlacionaram com aquelas das amostras urinárias simplificadas, permitindo o uso destas para diagnósticos metabólicos, estudos populacionais e controle de pacientes hipercalciúricos e hiperuricosúricos sem controle de esfíncter vesical; o quociente citrato/creatinina em urina, em amostra única, pode ser utilizado para controle de pacientes com hipocitratúria. Resumo em inglês Objective: to obtain regional reference values for calcium, uric acid and citrate urinary excretion and establish a correlation between those excretions in 24-hour urine sample and single urine sample for their use in clinical practice. Methods: a hundred and twenty-five healthy children and adolescents were randomly chosen and submitted to the following protocol: clinical examination, biochemical analysis of blood, blood cell count, parathormone, 24-hour urine, fasting u (mais) rine sample and stool test.Results: the maximum value of calcium excretion in 24-hour urine was 3.75mg/kg; in mg/dl of the glomerular filtration rate, it was 0.10; and for the calcium/creatinine (mg/dl) ratio in the fasting urine sample was 0.25. Positive correlation was observed between calcium excretion in the 24-hour urine and the fasting sample (mg/dl and mg/dl of glomerular filtration rate). The maximum values of uric acid excretion in 24-hour urine were 600, 450, and 320mg and 13, 15 and 18mg/kg for adolescents, school and preschool children, respectively; in mg/dl of glomerular filtration rate, in the fasting urine sample, it was 0.47. Positive correlation was observed for the uric acid excretion in 24-hour urine and fasting urine samples. The mean values for the citrate excretion in 24-hour urine were 1.6, 1.1 and 0.5mmol for adolescents, school and preschool children, respectively; for citrate/creatinine ratio, in the fasting urine sample the mean value was 0.3.Conclusions: the calcium and uric acid excretion in 24-hour urine showed correlation with those in the fasting urine sample, which allows their use for metabolic diagnosis, population studies and follow-up of patients with hypercalciuria and hyperuricosuria without voiding control; the citrate/creatinine ratio in the fasting urine sample can be used for controlling patients with hypocitraturia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Excreção de creatinina no período de vinte e quatro horas, em crianças de cinco a onze anos de idade/ Creatinin excretion during the period of twenty-four hours in children from five to eleven years old

Martins, Ignez Salas
1974-03-01

Resumo em português Estudou-se o modo de excreção da creatinina em um período de 24 horas em crianças de 5 a 11 anos. Dentro desse período a excreção de creatinina foi constante, não apresentando rítmo circadiano. Resumo em inglês It was studied the creatinine excretion over a period of twenty four hours in children from five to eleven years of age. During this period the creatinine excretion was constant and without circadian rhythm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Excreção de creatinina no período de vinte e quatro horas, em crianças de cinco a onze anos de idade/ Creatinin excretion during the period of twenty-four hours in children from five to eleven years old

Martins, Ignez Salas
1974-03-01

Resumo em português Estudou-se o modo de excreção da creatinina em um período de 24 horas em crianças de 5 a 11 anos. Dentro desse período a excreção de creatinina foi constante, não apresentando rítmo circadiano. Resumo em inglês It was studied the creatinine excretion over a period of twenty four hours in children from five to eleven years of age. During this period the creatinine excretion was constant and without circadian rhythm.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Excreção de amônia por tambaqui (Colossoma macropomum) de acordo com variações na temperatura da água e massa do peixe/ Ammonia excretion by tambaqui (Colossoma macropomum) related to water temperature and fish mass

Ismiño-Orbe, Rosa Angélica; Araujo-Lima, Carlos Alberto Rego Monteiro; Gomes, Levy de Carvalho
2003-10-01

Resumo em português A amônia, produto de excreção dos peixes, é tóxica para organismos aquáticos. O objetivo deste trabalho foi quantificar taxas de excreção diária de amônia em tambaqui (Colossoma macropomum), principal espécie criada na Amazônia, que podem variar de acordo com a temperatura da água e a massa dos peixes. As taxas de excreção foram determinadas a cada 2 horas por um período de 24 horas e os resultados analisados por uma regressão linear múltipla. O tambaqui (mais) apresentou de dois a cinco picos de atividade de excreção durante 24 horas, caracterizados por rápidos aumentos de até dez vezes na taxa horária de excreção. O modelo desenvolvido pela regressão linear múltipla explicou 95,2% da taxa diária de excreção de amônia, que aumentou com a massa do peixe, mas diminuiu com o aumento da temperatura da água. Resumo em inglês Ammonia, an excretion product of fish, is toxic to aquatic organisms. The objective of this study was to account daily ammonia excretion rates of tambaqui (Colossoma macropomum), the main fish species of the Amazonia related to water temperature and fish mass. Ammonia excretion rates were measured every two hours during a 24-hour period and results were evaluated by a multiple linear regression. Tambaqui presented two to five excretion peaks during the 24-hour period, rea (mais) ching up to ten times the mean excretion rates. The model developed by the multiple linear regression explained 95.2% of the daily ammonia excretion rates, which increased according to fish mass and decreased when water temperature increased.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Excreção de oocistos de Cryptosporidium parvum em cães saudáveis das cidades de Lavras e Viçosa, Estado de Minas Gerais, Brasil/ Cryptosporidium parvum oocyst excretion in healthy dogs from the cities of Lavras and Viçosa, Minas Gerais State, Brazil

Figueiredo, Henrique César Pereira; Pereira Júnior, Delton José; Nogueira, Rodrigo Bernardes; Costa, Paulo Renato dos Santos
2004-10-01

Resumo em português Com o objetivo de determinar a freqüência de excreção de Cryptosporidium parvum foram coletadas 269 amostras de fezes de cães saudáveis, de áreas urbanas e rurais, dos municípios de Lavras e Viçosa, Estado de Minas Gerais. A detecção de oocistos foi realizada por um kit de ELISA direto (Alexon - Trend, USA). Do total de amostras analisadas, cinco (1.85%) foram positivas para a excreção de C. parvum. Não houve diferença entre a freqüência de excreção para cães da área urbana e rural. Resumo em inglês The frequency of Cryptosporidium parvum oocyst excretion in healthy dogs was determined. Fecal samples of 269 animals were collected, from urban and rural areas, in two cities, Lavras and Viçosa, from Minas Gerais state, Brazil. The detection of C. parvum oocysts was carried out by a ELISA direct kit (Alexon - Trend, USA). From all samples analyzed, five (1.85%) were positive. Differences between oocyst excretion frequency in dogs from rural and urban areas were not observed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Excreção de gordura fecal de ratos (Rattus norvegicus, Wistar), submetidos a dietas hiperlipídicas e hipercolesterolêmicas suplementadas com quitosana/ Faecal fat excretion of mice (Rattus norvegicus, Wistar), submitted to hypercholesterolemic and hyperlipidic diets supplemented with chitosan

Cherem, Adriana da Rosa; Bramosrki, Adriana
2008-12-01

Resumo em português Investigou-se o efeito de duas marcas comerciais de quitosana na excreção de gordura fecal, em ratos submetidos a dietas hipercolesterolêmicas e hiperlipídicas. Utilizou-se 32 ratos Wistar, distribuídos aleatoriamente em quatro grupos (n=8): grupo controle (GC), recebeu dieta AIN-93G, grupo hiperlipídico (GH): dieta AIN-93G modificada no teor de lipídios (12%) e suplementada com colesterol (1%), e os grupos hiperlipídico quitosana 1 (GHQ1) e hiperlipídico quitosa (mais) na 2 (GHQ2), que receberam a mesma dieta do GH, suplementados com suas respectivas quitosanas (5%). Realizou-se coleta de fezes nos dias 0, 14º e 28º do experimento. A determinação da gordura fecal (g) foi realizada através do método de Soxhlet. Não foram observadas diferenças estatísticas significativas (p>0,05) entre os 4 grupos quanto ao teor de gordura fecal no início do experimento. No 14º dia, o grupo GHQ1 teve aumento significativo na excreção de gordura fecal quando comparado aos outros três grupos (p Resumo em inglês The effect of two comercial brands of chitosan in the faecal fat excretion was investigated in mice submitted to hypercholesterolemic and hyperlipidic diets. 32 rats Wistar, recently weaned, distributed randomly in four groups (n=8): control group (CG), received diet of AIN93G; hyperlipidic group (HG): diet of AIN-93G modified in the lipids content (12%) and supplemented with cholesterol (1%); and the chitosan hyperlipidic groups 1 (QHG1) and chitosan hyperlipidic 2 (QHG2 (mais) ), that received the same diet of the HG, supplemented with their respective chitosan (5%). The faecal collection was conducted on the days 0, 14th and 28th of the experiment. The faecal fat determination (g) was conducted through the Soxhlet method. No significant statistical differences (p>0.05) were observed among the 4 groups as to the fat content in the beginning of the experiment. On the 14th day, the GHQ1 group had a significant increase of faecal fat when compared to the other three groups (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Estudo da excreção urinária de cálcio, potássio e sódio com o emprego de citrato de potássio na hipercalciúria idiopática na criança/ Study of urinary excretion of calcium, potassium and sodium using potassium citrate in children with idiopathic hypercalciuria

Trindade, Amélia Arcângela T.; Macedo, Célia Sperandeo; Riyuzo, Márcia Camegaçava; Padovani, Carlos Roberto; Bastos, Herculano Dias
2007-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudar as relações entre a excreção urinária de cálcio, sódio e potássio e a associação sódio/potássio urinários em crianças com hipercalciúria idiopática em dieta habitual, antes e depois da administração de citrato de potássio na dose de 1mEq/kg/dia. MÉTODOS: Foram estudadas prospectivamente 26 crianças: 19 (73%) meninos e sete (27%) meninas com idade entre dois e 13 anos, portadores de hipercalciúria idiopática recém-diagnosticada por (mais) dosagem de cálcio em urina de 24 horas >4mg/kg/dia. O citrato de potássio foi administrado na dose de 1mEq/kg/dia. Foram realizadas dosagens séricas e em urina de 24 horas de cálcio (Ca), potássio(K), sódio (Na) e creatinina (Cr), antes e 15 dias depois da administração diária do citrato de potássio. Para comparar os resultados de cálcio/creatinina (Ca/Cr), potássio/creatinina (K/Cr) e sódio/potássio (Na/K) urinários nos dois momentos, aplicou-se o teste não-paramétrico de Wilcoxon. Para a análise das associações entre Ca/Cr e K/Cr e entre Ca/Cr e Na/Cr foi utilizado o coeficiente de correlação de Pearson. Considerou-se significante p Resumo em inglês OBJECTIVE: Evaluate the relationships among the urinary excretion of calcium (UCa), potassium (UK), sodium (UNa) and the ratio between UNa/UK in children with idiopathic hypercalciuria and a regular diet, before and after 1mEq/kg/day potassium citrate administration. METHODS: 26 children with idiopathic hypercalciuria (UCa>4mg/kg/day) were prospectively studied: 19 (73%) boys and seven (27%) girls between two and 13 years old. Potassium citrate was administered: 1mEq/Kg/d (mais) ay twice a day for 15 days. Blood and 24-hour urinary determinations of calcium, potassium, sodium and creatinine were done in two periods: before and after the 15-day administration of potassium citrate. The following urinary ratios were analyzed before and after potassium citrate use by Wilcoxon test: calcium/creatinine (UCa/UCr), potassium/creatinine (UK/UCr) and sodium/creatinine (UNa/UCr). The association between UCa/UCr, UK/UCr and Ca/Cr, UCa/UCr and UNa/UK were analyzed by Pearson’s correlation. Significance was considered for p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Fração de excreção de sódio, osmolaridade e densidade urinária em recém-nascidos prematuros alimentados com leite humano de banco adicionado de suplemento/ Fractional sodium excretion, urinary osmolality and specific gravity in preterm infants fed with fortified donor human milk

Tanaka, Atsuko; Rugolo, Ligia M. S. S.; Miranda, Antero F. M.; Trindade, Cleide E. P.
2006-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Esta pesquisa teve como objetivo investigar, em recém-nascidos prematuros, os efeitos renais da adição de suplemento ao leite humano de banco. MÉTODO: Ensaio clínico de intervenção, tipo antes e após, envolvendo 28 recém-nascidos prematuros distribuídos em dois grupos conforme a idade pós-concepção no início do estudo: GI 34 semanas (n = 14), avaliados em três momentos: M1 = uso do leite humano de banco sem suplemento (mais) ; M2 = após 3 dias e; M3 = 10-13 dias de uso do leite com suplemento. Foram comparadas oferta alimentar, evolução ponderal, fração de excreção de sódio, osmolaridade e densidade urinária pela análise estatística two-way ANOVA para medidas repetidas. RESULTADOS: A oferta hídrica, energética e de sódio foi similar nos dois grupos, e a evolução ponderal foi satisfatória. Nos prematuros Resumo em inglês OBJECTIVE: This research was performed with the objective of investigating the renal effects on premature newborn infants of fortifying banked donor human milk. METHODS: Clinical intervention trial, of the before-and-after type, involving 28 premature newborn infants split into two groups by postconceptional age at the start of the study: GI 34 weeks (n = 14), and assessed at three sample points: S1, on unfortified donor human milk, S2, after (mais) 3 days, and S3, after 10-13 days on fortified donor human milk. Nutrient intake, weight gain, fractional sodium excretion, urinary osmolality and specific density were compared with two-way ANOVA for repeated measures. RESULTS: Fluids, energy and sodium intakes were similar for both groups, and weight gain was satisfactory. Among the preterms with

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Desempenho e excreção de nitrogênio de leitões dos 9 aos 25 kg alimentados com dietas com diferentes níveis de lisina digestível e proteína bruta/ Performance and nitrogen excretion for pigs from 9 to 25 kg submitted to the diets with different levels of digestible lysine and crude protein

Zangeronimo, Márcio Gilberto; Fialho, Elias Tadeu; Murgas, Luis David Solis; Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de; Rodrigues, Paulo Borges
2007-10-01

Resumo em português Dois experimentos foram conduzidos para avaliar níveis de PB e lisina digestível (LISD) na dieta sobre o desempenho e a excreção de nitrogênio (N) de leitões na fase inicial. No experimento 1, 80 suínos machos castrados e fêmeas (peso inicial de 9,1 ± 1,2 kg e final de 21,5 ± 4,8 kg), mestiços Landrace × Large White, foram distribuídos em blocos casualizados em esquema fatorial 2 × 4, composto de dois níveis de PB (16 e 18%) e quatro n (mais) íveis de LISD (0,7; 0,9; 1,1 e 1,3%) com cinco repetições e dois animais por unidade experimental durante 35 dias. Foram avaliados o ganho de peso médio diário (GPMD), o consumo médio diário de ração (CMDR) e a conversão alimentar (CA). No experimento 2, 32 suínos machos castrados (25,0 ± 1,3 kg), provenientes do experimento 1 foram alojados individualmente em gaiolas próprias para estudos de metabolismo (unidade experimental) durante 11 dias para determinação dos teores de N ingerido (NI), N nas fezes e N na urina. As rações foram formuladas com milho, farelo de soja e leite em pó modificado e suplementadas com vitaminas e minerais. Os aminoácidos metionina e treonina foram corrigidos de acordo com os níveis de lisina, segundo o conceito de proteína ideal. Não houve efeito da interação LISD × PB sobre nenhuma variável estudada. Os níveis de LISD tiveram efeito quadrático sobre o GMDR e a CA, que foram melhores nos animais alimentados com as dietas com níveis de 1,04 e 1,09% de PB. Os níveis de N nas fezes sofreram efeito linear crescente dos níveis de LISD e PB, enquanto os níveis de N na urina foram afetados de forma quadrática pelos níveis de LISD, com melhor resultado no nível de 1,03% LISD na ração. O CMDR e o nível de N nas fezes não foram influenciados pelos níveis de LISD e PB. O nível de 1,05% LISD em dietas com 16 e 18% PB proporciona melhor desempenho e menor excreção de N nos dejetos de suínos. Resumo em inglês Two experiments were conducted to evaluate dietary levels of crude protein (CP) and digestible lysine (LYSD) on the performance and nitrogen (N) excretion of piglets in the initial phase. In experiment 1, 80 barrows and females (initial weight of the 9.1 kg ± 1.2 kg and final weight of the 21.5 ± 4.8 kg), crossbred (Landrace x Large White), were distributed to a randomized blocks in factorial scheme 2 x 4 (two levels of CP 16 and 18% - and four levels of LYS (mais) D (0.7; 0.9; 1.1 and 1.3%) with five replications and two animals per experimental unit, during 35 days. The average daily weight gain (ADG), average daily feed intake (ADFI) and feed:gain ratio (F:G) were evaluated. In experiment 2, 32 barrows (25.0 ± 1.3 kg), from experiment I, were individually allotted in metabolic cages (experimental unit), during 11 days, to evaluate the ingested N, N in feces and N in urine . The diets were formulated with corn, soybean meal and modified powder milk, supplemented with vitamins and minerals. The amino acids methionine and threonine were corrected in function of the lysine levels, following the ideal protein concept. No interaction LYSD x CP was observed for neither studied variable. Average daily gain and F:G showed a quadratic effect for the LYSD levels and were better in the animals fed diets with levels of 1.04 and 1.09%, respectively. The levels of N in the fezes showed crescent linear effect with the LYSD and CP levels, while the N levels in the urine showed quadratic effect with LYSD levels, with lower excretion for the level of 1.03% in the ration. No influence was observed for LYSD and CP level on ADFI and N in fezes. The level of 1.05% LYSD in diets with 16 and 18% CP provide best performance and lower excretion of de N in dejects of the swine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Relação entre excreção de creatinina e dieta, atividade física e volume urinário, em crianças de 5 -| 12 anos de idade/ Relationship between creatinine excretion, diet, physical activity and urinary volume in children 5 to 12 years of age

Martins, Ignez Salas
1975-09-01

Resumo em português Foi feito um estudo da excreção da creatinina e sua relação com a dieta, atividade física e volume urinário em indivíduos entre 5 -| 12 anos de idade, mantendo suas condições habituais de vida. A análise qualitativa da dieta mostrou que a possibilidade de ingestão de creatina e creatinina ocorreu na hora do almoço. No que se refere à atividade física, o período da manhã e o noturno foram de relativo repouso, concentrando-se as atividades físicas no perío (mais) do da tarde. Não houve diferença, estatisticamente, significante entre a excreção média de creatinina dos períodos da manhã e da tarde e também entre a excreção média dos períodos diurno e noturno, sugerindo, conseqüentemente, uma não relação entre dieta, atividade física e excreção de creatinina. Houve uma diferença estatisticamente significante entre o volume médio urinário do período diurno e o do período noturno, sugerindo com isso uma independência entre ele e a creatinina excretada. Encontrou-se, entretanto, uma correlação significante entre ambos que, possivelmente esteja ligada ao fato das amostras terem sido colhidas em épocas de frio intenso, em que os indivíduos ingerem pouco líquido, e conseqüentemente a urina estivesse com uma concentração elevada de seus diferentes constituintes. Resumo em inglês A study on the relationship between creatinine excretion and diet, physical activity and urinary volume was carried out on children from 5 to 12 years of age, observing usual life conditions. Qualitative analysis of diet revealed that possibly ingestion of creatine and creatinine ocurred with the noon meal. Regarding physical activity the data showed that the peak of activity occurred in the afternoon. The differences between average excretion of creatine corresponding to (mais) morning and afternoon periods were not statistically significant, the same being observed when diurnal and nocturnal averages of excretion were considered. On the other hand, the average volumes corresponding to diurnal and nocturnal periods revealed a significant difference, which suggests independence between creatinine excretion and urinary volume. However data show a positive significant correlation between creatinine excretion and urinary volume when individual results were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Relação entre excreção de creatinina e dieta, atividade física e volume urinário, em crianças de 5 -| 12 anos de idade/ Relationship between creatinine excretion, diet, physical activity and urinary volume in children 5 to 12 years of age

Martins, Ignez Salas
1975-09-01

Resumo em português Foi feito um estudo da excreção da creatinina e sua relação com a dieta, atividade física e volume urinário em indivíduos entre 5 -| 12 anos de idade, mantendo suas condições habituais de vida. A análise qualitativa da dieta mostrou que a possibilidade de ingestão de creatina e creatinina ocorreu na hora do almoço. No que se refere à atividade física, o período da manhã e o noturno foram de relativo repouso, concentrando-se as atividades físicas no perío (mais) do da tarde. Não houve diferença, estatisticamente, significante entre a excreção média de creatinina dos períodos da manhã e da tarde e também entre a excreção média dos períodos diurno e noturno, sugerindo, conseqüentemente, uma não relação entre dieta, atividade física e excreção de creatinina. Houve uma diferença estatisticamente significante entre o volume médio urinário do período diurno e o do período noturno, sugerindo com isso uma independência entre ele e a creatinina excretada. Encontrou-se, entretanto, uma correlação significante entre ambos que, possivelmente esteja ligada ao fato das amostras terem sido colhidas em épocas de frio intenso, em que os indivíduos ingerem pouco líquido, e conseqüentemente a urina estivesse com uma concentração elevada de seus diferentes constituintes. Resumo em inglês A study on the relationship between creatinine excretion and diet, physical activity and urinary volume was carried out on children from 5 to 12 years of age, observing usual life conditions. Qualitative analysis of diet revealed that possibly ingestion of creatine and creatinine ocurred with the noon meal. Regarding physical activity the data showed that the peak of activity occurred in the afternoon. The differences between average excretion of creatine corresponding to (mais) morning and afternoon periods were not statistically significant, the same being observed when diurnal and nocturnal averages of excretion were considered. On the other hand, the average volumes corresponding to diurnal and nocturnal periods revealed a significant difference, which suggests independence between creatinine excretion and urinary volume. However data show a positive significant correlation between creatinine excretion and urinary volume when individual results were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Participação da excreção renal de cálcio, fósforo, sódio e potássio na homeostase em cães sadios e cães com doença renal crônica/ Participation of renal excretion of calcium, phosphorus, sodium and potassium on the homeostasis in healthy dogs and in dogs with chronic kidney disease

Martínez, Pedro P; Carvalho, Marileda B
2010-10-01

Resumo em português Na doença renal crônica (DRC) a manutenção da homeostase de água e sódio é o primeiro problema a ser contornado pelo organismo e com o agravamento das lesões renais surgem outros problemas graves relacionados à homeostase de cálcio e fósforo. O presente estudo tem por escopo avaliar a excreção renal de cálcio, fósforo, sódio e potássio, e o perfil sérico destes eletrólitos em cães normais e em cães com DRC naturalmente adquirida. Foram avaliados três (mais) grupos de cães adultos, machos ou fêmeas, de raças variadas. Animais normais compuseram o grupo controle (G1) e os cães com DRC foram distribuídos em dois grupos de acordo com os estágios de comprometimento da função renal (G2 e G3, respectivamente, estágios 1-2 e estágios 3-4, descritos pela IRIS 2006 staging CKD). Os cães do G3 apresentaram aumento das concentrações séricas de cálcio ionizado e fósforo, além de diminuição da concentração sérica de sódio. Quanto à excreção renal dos eletrólitos analisados, os animais dos grupos G1 e G2 apresentaram diminuição de carga filtrada e aumento de excreção fracionada, mas as excreções urinárias não variaram significativamente. Os resultados são indicativos de que os rins de cães com DRC podem manter a excreção urinária dos eletrólitos em valores se melhantes aos dos normais. O mecanismo envolve aumento da excreção fracionada na medida em que haja diminuição da filtração glomerular. Esse processo de compensação, entretanto, pode perder a eficiência nos estágios mais avançados da enfermidade no que se refere à manutenção das concentrações séricas de fósforo e sódio. Resumo em inglês In chronic kidney disease (CKD), the first problem to be solved by the organism is to maintain water and sodium homeostasis and, with the worsening of the renal injuries, other severe problems related to the calcium and phosphorus homeostasis emerge. The present study has the purpose to evaluate the renal excretion and serum profile of calcium, phosphorus, sodium and potassium in healthy dogs and in dogs with naturally acquired CKD. Three groups of adult male and female d (mais) ogs of varied breeds were evaluated. Normal dogs were in the control group (G1) and the CKD dogs were distributed into two groups in accordance with the stage of renal function impairment (G2 e G3, respectively, stages 1-2 and stages 3-4, proposed by IRIS 2006 staging CKD). The G3 dogs showed increased serum levels of ionized calcium and phosphorus, in addition to the reduction of sodium levels. Regarding the renal excretion of the analyzed electrolytes, the G1 and G2 groups showed a decrease of filtered load and increase of fractional excretion, yet there were no significant variations on the urinary excretions. The results suggest that the kidneys of the CKD dogs can maintain similar values of electrolytes urinary excretion as the kidneys of normal dogs. The mechanism involves an increase of fractional excretion while glomerular filtration decreases. This compensation process, however, can lose its efficiency in the later stages of the disease, in relation to the maintenance of phosphorus and sodium serum levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Variação diária na excreção de indicadores interno (FDAi) e externo (Cr2O3), digestibilidade e parâmetros ruminais em bovinos alimentados com dietas contendo uréia ou farelo de soja/ Daily variation in the excretion of internal (iADF) and external (Cr2O3) markers, digestibility and ruminal metabolism in cattle fed diets containing urea or soybean meal

Paixão, Mônica Lopes; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Leão, Maria Ignez; Cecon, Paulo Roberto; Marcondes, Marcos Inácio; Silva, Polyana Albino; Pina, Douglas dos Santos; Souza, Marcos Gonçalves de
2007-06-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar a variação na excreção diária de indicadores interno (FDAi) e externo (óxido crômico) e determinar o efeito de dois níveis de substituição da proteína do farelo de soja pelo nitrogênio não-protéico da uréia (0 e 100%) em dois níveis de oferta de concentrado (0,75 e 1,25% PV) sobre os consumos e as digestibilidades totais e parciais dos nutrientes. Foram avaliadas ainda as concentrações de N-NH3 no líquido ruminal e o pH. Utilizaram- (mais) se quatro novilhos holandeses com peso vivo médio inicial de 445 kg, fistulados no rúmen e abomaso. No estudo dos indicadores, adotou-se o delineamento em blocos casualizados, em esquema de parcelas subdivididas, tendo nas parcelas os tratamentos, nas subparcelas os indicadores e nas subsubparcelas os cinco dias de coleta de fezes. Na avaliação das digestibilidades, utilizou-se o delineamento em quadrado latino 4 x 4, com quatro animais, quatro períodos experimentais e quatro tratamentos. O volumoso foi constituído de silagem de capim-elefante e silagem de sorgo na proporção de 80:20, respectivamente. Não houve interação para nenhuma das variáveis estudadas e não houve efeito do dia de coleta nem do tratamento no estudo dos indicadores. A FDAi subestimou os valores de digestibilidade e o Cr2O3 não diferiu estatisticamente da coleta total de fezes. Os consumos de todos os ingredientes, à exceção da FDN, aumentaram com a elevação dos níveis de concentrado e das digestibilidades de todos os nutrientes, exceto do EE. Apenas a digestão ruminal dos CNF foi alterada pelo aumento do nível de concentrado na dieta. O pH e o NH3 foram positivamente afetados quando a uréia esteve presente no concentrado. Não é necessário fazer coleta total de fezes durante cinco dias; os indicadores testados possibilitaram estimar satisfatoriamente as digestibilidade dos nutrientes. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate the effect of replacing (0 and 100%, DM basis) soybean meal with urea, in diets with two levels of concentrate (0.75 and 1.25% of BW), on intake, nutrient digestibility, and ruminal metabolism in cattle. It was also of particular interest to investigate the variation in the daily excretion of internal (iADF) and external (Cr2O3) markers. Four Holstein steers averaging 445 kg of BW and fitted with ruminal and abomasal cannulas we (mais) re used in this trial. Markers excretion data were analyzed as a completely randomized block design in a split plot. The split plot model included the effects of treatment in the whole plot, markers in the subplot and the five days of total fecal collection as the sub-subplot. A 4 x 4 Latin square design was used to evaluate nutrient digestibility. The forage portion of the diet contained elephant grass silage and sorghum silage in an 80:20 ratio. No significant interaction was detected for any of the studied variables. Markers excretion was not affected by day of fecal collection and diets. Indigestible ADF underestimated nutrient digestibility while digestibility estimated by Cr2O3 did not differ from that measured by total collection of feces. Except for NDF, intake of all remaining nutrients increased when the dietary concentrate level increased from 0.75 to 1.25% of BW. The same was observed for nutrient digestibility with the exception of ether extract. Only ruminal digestibility of NFC was changed by the concentrate level in the diet. Ruminal NH3 and pH were both affected by inclusion of urea in the diet. It was concluded that there is no need of 5 days of total fecal collection because the markers used were able to satisfactorily estimate nutrient digestibility.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Vícios na estimação da excreção fecal utilizando indicadores internos e óxido crômico em ensaios de digestão com ruminantes/ Biases in fecal excretion estimation by using internal markers and chromic oxide in digestion trials with ruminants

Barros, Emanoel Elzo Leal de; Fontes, Carlos Augusto de Alencar; Detmann, Edenio; Vieira, Ricardo Augusto Mendonça; Henriques, Lara Toledo; Fernandes, Alberto Magno
2009-10-01

Resumo em português Objetivou-se determinar os vícios de estimação da excreção fecal com base nos indicadores internos matéria seca indigestível (MSi), fibra em detergente neutro indigestível (FDNi), fibra em detergente ácido indigestível (FDAi) e do indicador externo óxido crômico (Cr2O3) em ensaio de digestão com ruminantes. Foram utilizados cinco bovinos mestiços Holandês × Zebu com peso médio de 240 kg. O experimento constituiu de três períodos experimentais de 12 (mais) dias, os seis primeiros destinados à adaptação dos animais. Os animais foram alimentados à vontade com silagem de sorgo e mantidos em baias individuais. Foram adotados seis esquemas de amostragem: 16 coletas diárias, em intervalos de 1 hora e 30 minutos; oito coletas no período diurno a partir das 7 h, em intervalos de 1 hora e 30 minutos; oito coletas no período noturno, a partir das 19 h, em intervalos de 1 hora e 30 minutos; quatro coletas no período diurno, de 3 em 3 horas; quatro coletas no período noturno, de 3 em 3 horas; duas coletas, às 7 h e às 16 h. O óxido crômico foi o indicador com o menor vício de longo prazo, mas superestimou a produção fecal. Os indicadores internos subestimaram esta variável e a FDNi foi o que apresentou menor vício. Para os vícios de curto prazo, todos os indicadores superestimaram a produção fecal: o menor vício de curto prazo foi registrado para a MSi. Dos indicadores testados, a FDNi apresenta o menor vício total, mesmo subestimando a produção fecal. Resumo em inglês The objective of this study was to determine the biases in estimating fecal excretion from the internal markers indigestible dry matter (DMi), indigestible neutral detergent fiber (NDFi) and indigestible acid detergent fiber (ADFi) and the external marker chromic oxide (Cr2O3) in a digestion trial with ruminants. Five crossbred Holstein-Zebu castrated males with 240 kg average weight were used. The research consisted of three twelve-day experimental periods, from which th (mais) e first six days were assigned to animal adaptation. The animals were fed sorghum silage ad libitum in individual pens. Six sampling schedules were adopted: 16 daily collections, at 1.5 hourly intervals; eight collections made during daylight starting at 7 a.m. at 1.5 hourly intervals; eight collections made at night starting at 7 p.m. at 1.5 hourley intervals; four collections made in the day every three hours; four collections at night every three hours and two collections, at 7 a.m. and 4 p.m. The chromic oxide was the indicator with the smallest bias in the long term, but underestimated fecal production. The internal markers overestimated this variable and the NDFi presented the smallest bias. For the short term biases, all the indicators over estimated fecal production: the smallest short term bias was registered for MSi. The NDFi was the indicator that presented the smallest total bias, even though it underestimated fecal production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Consumo, digestibilidade e excreção de uréia e derivados de purinas em vacas de diferentes níveis de produção de leite/ Intake, digestibility and nitrogen metabolism in Holstein cows with different milk production levels

Chizzotti, Mário Luiz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Chizzotti, Fernanda Helena Martins; Marcondes, Marcos Inácio; Fonseca, Mozart Alves
2007-02-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar o efeito do nível de produção de leite sobre o consumo e a digestibilidade dos nutrientes (MS, MO, EE, PB, FDNcp e CNF corrigidos), o consumo de NDT, a produção de proteína microbiana e a excreção de compostos nitrogenados na urina. Foram avaliadas as concentrações de N uréico no soro (NUS) e no leite (NUL) de animais de diferentes níveis de produção de leite. Foram comparadas as metodologias de coletas de urina spot e total para quantif (mais) icação do fluxo de N microbiano. Quinze vacas holandesas foram alocadas em delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos, de acordo com a produção de leite: 5,88 (baixa); 18,54 (média) e 32,6 kg de leite/dia (alta). A dieta foi constituída de silagem de milho fornecida à vontade e 1 kg de concentrado para cada 3 kg de leite produzido. Os consumos de todos os nutrientes, exceto FDNcp, foram maiores nos animais mais produtivos. As digestibilidades de MS e MO e o teor de NDT não diferiram entre os tratamentos, mas as digestibilidades da PB e da FDNcp foram influenciadas pelo nível de produção, sendo maior e menor, respectivamente, nos animais de alta produção. Os teores de NUS e NUL e a excreção de compostos nitrogenados na urina foram altamente correlacionados e superiores nos animais mais produtivos, indicando que a concentração ótima varia com o nível de produção de leite. A produção microbiana não diferiu entre as metodologias de coleta spot e total de urina, sendo inferior nos animais menos produtivos. Assim, a coleta de urina spot pode ser utilizada para estimar a excreção de compostos nitrogenados na urina e a produção de proteína microbiana no rúmen. Resumo em inglês The objective of this trial was to evaluate the effect of milk production level on intake, digestibility of nutrients, microbial protein synthesis, and nitrogen (N) metabolism in Holstein cows. It was also of particular interest to compare spot urine sampling and total urine collection as methodologies to quantify yield of microbial N using purine derivatives (PD) as indirect microbial markers. Fifteen Holstein cows were grouped by milk yield (5.88 kg/day: LOW treatment; (mais) 18.54 kg/day: MEDIUM treatment; and 32.6 kg/day: HIGH treatment) and data analyzed as a completely randomized design. Animals were fed ad libitum corn silage plus one kg of concentrate per each three kg of milk produced. Except for NDF corrected for ash and protein (NDFap), intake of all remaining nutrients was increased by milk yield. Digestibilities of DM and OM and dietary TDN content did not differ among treatments. However, digestibility of CP was higher and that of NDFap was lower on the greatest milk yielding cows (HIGH treatment). Concentrations of milk urea N and serum urea N as well as urinary N excretion were all greatest in the HIGH treatment and were also highly correlated with milk yield. Microbial protein synthesis estimated by PD was lowest on cows in the LOW treatment and did not differ when either spot urine sampling or total urine collection was used. Therefore, spot urine sampling can be used to estimate urinary excretion of nitrogenous compounds and microbial protein synthesis in Holstein cows with different production levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Consumo, digestibilidade e excreção de uréia e derivados de purinas em novilhas de diferentes pesos/ Intake, digestibility and urinary excretion of urea and purine derivatives in heifers with different body weights

Chizzotti, Mario Luiz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Chizzotti, Fernanda Helena Martins; Campos, José Maurício de Souza; Marcondes, Marcos Inácio; Fonseca, Mozart Alves
2006-08-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar a influência do peso vivo de novilhas sobre o consumo e a digestibilidade da MS, MO, EE, PB, fibra em detergente neutro corrigida para cinzas e proteína (FDNcp) e carboidratos não-fibrosos corrigidos (CNFcp), os consumos de NDT e de proteína degradada no rúmen (PDR), a produção de proteína microbiana e a excreção de compostos nitrogenados na urina e comparar as metodologias de coleta spot e de coleta total de urina. Foram utilizadas 22 novil (mais) has com cinco diferentes pesos (523, 453, 315, 235 e 118 kg), distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos (P523, P453, P315, P235 e P118). A alimentação foi constituída de silagem de milho e concentrado, fornecido na proporção de 1,5 kg/dia (tratamentos P523, P453, P315 e P235) ou 2 kg/dia (tratamento P118). Os consumos dos nutrientes em kg/dia e em %PV aumentaram e diminuíram linearmente, respectivamente, com o aumento do peso dos animais. As digestibilidades da MS, MO e o teor de NDT não diferiram entre os tratamentos, enquanto as de PB e FDNcp foram distintas entre os tratamentos, sendo maior e menor, respectivamente, no tratamento P118. A excreção de uréia na urina (em mg/kgPV) foi maior no tratamento P118, variando com o peso vivo e com o consumo de PB e PDR. A produção microbiana, estimada pela excreção urinária de derivados de purinas, não diferiu entre as metodologias de coleta spot e coleta total de urina, sendo menor no tratamento P118. A coleta de urina spot pode ser utilizada para estimativa da excreção de compostos nitrogenados na urina, independentemente do peso vivo. A quantidade de nutrientes ingeridos diariamente aumenta com o peso vivo, entretanto, o consumo desses nutrientes, expresso em %PV, diminui à medida que o peso vivo aumenta. Resumo em inglês The objective of this trial was to evaluate the effect of body weight (BW) of heifers on intake, apparent digestibility of nutrients, microbial protein synthesis, ruminal metabolism, and urinary excretion of nitrogenous compounds. The spot urine sampling and the total collection of urine techniques were used to estimate microbial N flow. Twenty-two heifers with different body weights (523, 453, 315, 235 and 118 kg) were used in a completely randomized design and assigned (mais) to the following treatments: BW523, BW453, BW315, BW235 or BW118. Animals were fed corn silage ad libitum plus 1.5 kg/day of concentrate on treatments BW523, BW453, BW315 and BW235 and 2 kg/day on BW118 treatment. Intake of nutrients increased linearly from treatment BW118 to BW523. However, the opposite was observed when DMI was expressed as percentage of BW. Digestibilities of DM and OM and dietary TDN did not differ among treatments but digestibilities of CP and NDF corrected for ash and protein (NDFap) were greatest and lowest on BW118 treatment, respectively. The urinary excretion of urea (mg/kgBW) was higher on BW118 heifers and varied with BW and dietary contents of CP and RDP. Microbial protein synthesis was not affected by sampling methodology and was lowest on treatment BW118. Therefore, spot urine sampling can be used to estimate urinary excretion of nitrogenous compounds and microbial protein synthesis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Avaliação do perfil nictemeral de excreção de indicadores internos e de óxido crômico em ensaios de digestão com ruminantes/ Evaluation of excretion patterns of internal markers and chromium oxide in digestion assays with ruminants

Barros, Emanoel Elzo Leal de; Fontes, Carlos Augusto de Alencar; Detmann, Edenio; Vieira, Ricardo Augusto Mendonça; Henriques, Lara Toledo; Ribeiro, Enilson Geraldo
2007-12-01

Resumo em português Objetivou-se com este trabalho avaliar a dinâmica de excreção fecal dos indicadores internos matéria seca indigestível (MSi), fibra em detergente neutro indigestível (FDNi), fibra em detergente ácido indigestível (FDAi) e do indicador externo óxido crômico (Cr2O3). Foram utilizados cinco bovinos mestiços Holandês × Zebu, com peso médio de 240 kg, em três períodos experimentais de 12 dias (os sete primeiros destinados à adaptação dos animais). Antes (mais) do início do período experimental, os animais passaram por um período de adaptação à dieta e ao manejo, com duração dez dias, no qual foram mantidos em baias individuais e alimentados à vontade com silagem de sorgo. O Cr2O3 foi fornecido diariamente em duas porções de 5 g, às 8h e 17h, durante todo o período experimental. Procedeu-se à caracterização do padrão diurno de excreção fecal dos indicadores, por meio do algoritmo de Gauss-Newton, em um modelo em série de Fourier. A avaliação descritiva das funções ajustadas evidenciou que a amplitude total dos ciclos foi menor para FDAi que para outros indicadores, com valores de 4,71; 1,83; 2,42 e 1,74% para Cr2O3, MSi, FDNi e FDAi, respectivamente, em relação à concentração média estimada para cada um desses indicadores. Por sua vez, o período fundamental de excreção dos indicadores em estudo foi significativo e evidenciou duração do ciclo de 3,25; 3,47; 3,46 e 3,74 horas para o Cr2O3, MSi, FDNi e FDAi, respectivamente. A concentração média fecal dos indicadores pode ser obtida por meio de duas coletas diárias de fezes, mantendo-se o espaço de tempo entre duas coletas consecutivas de 3, 9, 15 ou 21 horas. Resumo em inglês The goal of the present study was to evaluate the dynamics of fecal excretion of the following digestion markers: indigestible dry matter (DMi), indigestible neutral detergent fiber (NDFi), and indigestible acid detergent fiber (ADFi) as internal markers and the external marker chromic oxide (Cr2O3). Five Holstein-zebu steers with 240 kg average weight were used in three 12-day experimental periods, being the first seven days for animal adaptation. Previously to the begin (mais) ning of the experimental period, the animals were submitted to a 10-day period of adaptation to facilities and experimental management. They were fed ad libitum with sorghum silage and maintained in individual pens. The Cr2O3 was offered twice daily at 08:00 and 17:00 h, 5 g each, during the whole experimental period. Then, the daily marker fecal excretion pattern was characterized by means of the Gauss-Newton algorithm to fit a Fourier series model. A descriptive graphic evaluation of the fitted function showed that the total amplitude of cycles was lower for ADFi than the other markers, with values of 4.71%, 1.83%, 2.42% and 1.74% for Cr2O3, DMi, NDFi and ADFi, respectively, in relation to the estimated mean concentration of each. In turn, the fundamental period of the markers excretion patterns were significant showing cycle lengths of 3.25, 3.47, 3.46 and 3.74 hours for Cr2O3, DMi, NDFi and ADFi, respectively. As a conclusion, the mean fecal concentration of all markers might be obtained through two daily samplings at intervals from each other of 3, 9, 15 or 21 hours.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Modelagem da ingestão, retenção e excreção de nitrogênio e fósforo pela suinocultura gaúcha/ Modelling of ingestion, retention and excretion of nitrogen and phosphorus of the Rio Grande do Sul Brazil pig production

Lovatto, Paulo Alberto; Hauschild, Luciano; Lehnem, Cheila Roberta; Carvalho, Amanda d’Ávila
2005-08-01

Resumo em português Um modelo estático, empírico e determinista da ingestão, retenção e excreção de Nitrogênio (N) e Fósforo (P) pela suinocultura gaúcha (MSUINP/RS) foi desenvolvido. Os princípios gerais foram baseados nos sistemas tecnológicos (ST), nas categorias animais, nas concentrações de N e P das dietas, nas eficiências digestiva e metabólica do N e P. O modelo integra três níveis de agregação, sendo constituído por dez compartimentos (N e P ingeridos, N e P do (mais) sistema gastrintestinal, N e P retidos, N e P fecais, N e P urinários), 300 sub-compartimentos (50 relacionados aos ST e 250 às categorias animais). Os ST foram definidos pelo número determinados por porca por ano. Os fluxos de N e P entre os compartimentos e as relações temporais de cada fase dentro das categorias animais seguiram modelos publicados. A ingestão e retenção total anual de N simuladas foram de 34 e 8 mil t, respectivamente. Enquanto as excreções fecal e urinária de N simuladas foram de 6 e 18 mil t, respectivamente. Aproximadamente 90% da ingestão, 98% da retenção e 85% da excreção do N estão nos sistemas de alta e média-alta tecnologias. A ingestão e retenção total anual de P simuladas foram de 8 e 2 mil t, respectivamente. Enquanto as excreções fecal e urinária de P simuladas foram de 5 e 1 mil t, respectivamente. O modelo desenvolvido é capaz de simular adequadamente os fluxos de N e P nos sistemas de tecnologias alta e média de produção suína no Rio Grande do Sul. Resumo em inglês A static, empirical and determinist model of ingestion, retention and excretion of Nitrogen (N) and Phosphorus (P) was developed for the pig production at Rio Grande do Sul state, Brazil. The general principles were: technological systems (ST), animal categories, N and P in diets, and digestive and metabolic efficiencies of N and P. The model integrates three aggregation levels, being constituted by ten compartments (ingestion, gut fill, retention, and excretions of P and (mais) N), 300 sub-compartments (50 related to ST and 250 to animal categories). The ST was defined by number of slaughter animals per sow per year. The flows of N and P between compartments and temporary relationships followed literature data. Simulated N ingestion and retention was 34 and 8 thousand tons, respectively. Simulated N excretion by fecal and urinary ways was 6 and 18 thousand tons, respectively. Approximately 90% of N ingestion, 98% of N retention and 85% of N excretion were observed in the medium and high ST. Simulated ingestion and retention of P was 8 and 2 thousand tons, respectively. Simulate P excretion by fecal and urinary ways was 5 and 1 thousand tons, respectively. This model is able to simulate N and P flows in high and medium technological systems of pig production at Rio Grande do Sul state, Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Modelagem da ingestão, retenção e excreção de nitrogênio e fósforo pela suinocultura brasileira/ Modelling of ingestion, retention and excretion of nitrogen and phosphorus of the Brazilian pig production

Lovatto, Paulo Alberto; Hauschild, Luciano; Hauptli, Lucélia; Lehnen, Cheila Roberta; Carvalho, Amanda d'Ávila
2005-12-01

Resumo em português Um modelo estático, empírico e determinista da ingestão, retenção e excreção de N e P pela suinocultura brasileira (MSUINP) foi desenvolvido. Os princípios gerais foram baseados nos sistemas tecnológicos (ST), nas categorias animais, nas concentrações de N e P das dietas e nas eficiências digestiva e metabólica de N e P. O modelo integra três níveis de agregação e é constituído de dez compartimentos (N e P ingeridos, N e P do sistema gastrintestinal, N (mais) e P retidos, N e P fecais, N e P urinários), 300 subcompartimentos (50 relacionados aos ST e 250 às categorias animais). Os ST foram definidos pelo número de leitões terminados/matriz/ano. Os fluxos de N e P entre os compartimentos e as relações temporais de cada fase dentro das categorias animais seguiram modelos publicados. A ingestão e retenção total anual de N simuladas foram de 193 e 46 mil t, respectivamente e as excreções fecal e urinária de N simuladas foram de 37 e 110 mil t, respectivamente. Aproximadamente 58% da ingestão, 77% da retenção e 52% da excreção do N estão no sistema de alta tecnologia. A ingestão e retenção total anual de P simuladas foram de 46 e 11 mil t, respectivamente. As excreções fecal e urinária de P simuladas foram de 29 e 6 mil t, respectivamente. O modelo desenvolvido é capaz de simular adequadamente os fluxos de N e P nos sistemas de alta e média tecnologias de produção suína no Brasil. Resumo em inglês A static, empirical and determinist model of ingestion, retention and excretion of N and P was developed for the Brazilian pig production. The general principles were: technological systems (ST), animal categories, N and P in the diets, and digestive and metabolic efficiencies of N and P. The model integrates three aggregation levels, being constituted by ten compartments (ingestion, gastrointestinal contents, retention, and excretions of P and N), 300 sub-compartments (5 (mais) 0 related to ST and 250 to animal categories). The ST was defined by the number of slaughter animals/sow/year. The flows of N and P among compartments and temporary relations were the same as literature data. The simulated N ingestion and retention were of 193 and 46 thousand t, respectively. The simulated N excretion by fecal and urinary was 37 and 110 thousand t, respectively. Approximately 58% of N ingestion, 77% of N retention and 52% of N excretion were observed in the high ST. The simulated P ingestion and retention were of 46 and 11 thousand t, respectively. The simulated P fecal and urinary excretion was of 29 and 6 thousand t, respectively. This model is adequate to simulate N and P flows for systems of high and medium technologies of the Brazilian pig production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Influência do hábito de fumar na excreção urinária do ácido trans, trans-mucônico/ Influence of tobacco smoking on urinary excretion of trans,trans-muconic acid

Menezes, Maico de; Balbão, Marina Salviato; Siqueira, Maria Elisa Pereira Bastos de; Martins, Isarita
2008-09-01

Resumo em português O hábito de fumar é considerado a maior fonte individual de benzeno para indivíduos não expostos ocupacionalmente e, em vista de sua comprovada carcinogenicidade, este solvente representa sério risco, tanto para a população em geral quanto para os trabalhadores. Um dos bioindicadores mais utilizados para avaliar a exposição benzênica é o ácido trans,trans-mucônico (AttM) em urina, o qual apresenta sensibilidade suficiente para a monitorização biológica da (mais) exposição a baixos níveis de benzeno. O objetivo deste trabalho foi verificar a influência do hábito de fumar na excreção urinária do AttM. A identificação e quantificação do analito foram realizadas por meio de cromatografia líquida de alta eficiência, utilizando-se coluna de fase reversa e detecção a 264 nm, após prévia extração em fase sólida. O método foi previamente validado demonstrando linearidade, no intervalo de 0,006 a 10,0 µg mL-1 (r= 0,996), limites de detecção e de quantificação de, respectivamente, 1,41 x 10-3 µg mL-1 e 6,0 x 10-3 µg mL-1 e coeficientes de variação de 1,79 a 2,91% (precisão intracorridas) e, de 3,53 a 18,37% (precisão intercorridas). Foi observada correlação positiva entre a excreção do AttM e o hábito de fumar, comparando o grupo de fumantes e o de não-fumantes (p= 0,005388). Contudo, o número de cigarros fumados por dia não influenciou significativamente a excreção deste produto de biotransformação do benzeno. Resumo em inglês Tobacco smoking is the major individual benzene source for no occupationally exposed subjects. This solvent is a volatile carcinogen and can induce serious health problems. Several biomarkers for benzene have been proposed, the most used is its metabolite trans,trans-muconic acid (ttMA) in urine, a suitable indicator since it reflects the internal dose of low benzene exposure. The present study aimed to evaluate the influence of smoking on urinary ttMA excretion. The anal (mais) ysis was performed by High Pressure Liquid Chromatography in a reversed-phase column and UV detection, after extraction of ttAM from urine using SAX cartridges. The method was validated, showing linearity between 0.006 to 10 µg mL-1 (r= 0.996), detection and quantification limits of 1.41 x 10-3 µg mL-1 and 6.0 x 10-3 µg mL-1 respectively, CVs from 1.79 to 2.91% (intra assay precision) and 3.53 to 18.37% (interassay precision). A significant positive correlation was observed between ttMA excretion and smoking (p= 0.005388). However, the cigarette number smoked by day seems have no influence on the urinary ttMA excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Uso da creatinina como indicador da excreção urinária em ovinos/ Creatinine use as an indicator of urinary excretion in ovines

Kozloski, Gilberto Vilmar; Fiorentini, Giovani; Härter, Carla Joice; Sanchez, Luis Maria Bonnecarrère
2005-02-01

Resumo em português Este estudo foi conduzido para determinar a excreção diária de creatinina e verificar o potencial de seu uso como indicador da produção urinária em ovinos. A medida da excreção urinária total de creatinina foi feita com base em dados e em amostras obtidas de quatro experimentos de digestibilidade conduzidos previamente com ovinos mantidos em gaiolas metabólicas. Em todos os experimentos, foi feita a coleta diária total de urina durante cinco dias em cada perío (mais) do experimental. Adicionalmente, em um dos experimentos, foram coletadas amostras de urina dos animais de duas em duas horas durante um período de 24 horas. A excreção total de creatinina (média de 660mg dia-1) foi diferente entre experimentos (P0,05). Por sua vez, a concentração de creatinina na urina foi diferente entre os experimentos (P Resumo em inglês This study was carried out to evaluate the use of creatinine as an indicator of urinary production in sheep. Total creatinine urinary excretion was determined based on data and samples collected from four digestibility experiments previously conducted with lambs maintained in metabolic cages. In all experiments total urinary production was collected during five days in each animal and experimental period. Additionally, in one experiment, urine samples were taken at interv (mais) als of two hours during a 24 hours period. Total excretion of creatinine (mean of 660mg day-1) was different among experiments (P0.05). In the other hand, the urinary concentration of creatinine was different among experiments (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Questões atuais relativas à dosagem e à descrição da excreção urinária de albumina/ Current issues in measurement and report of urinary albumin excretion

Miller, W. Greg; Bruns, David E.; Hortin, Glen L.; Sandberg, Sverre; Aakre, Kristin M.; McQueen, Matthew J.; Itoh, Yoshihisa; Lieske, John C.; Seccombe, David W.; Jones, Graham; Bunk, David M.; Curhan, Gary C.; Narva, Andrew S.
2010-06-01

Resumo em português ANTECEDENTES: A excreção urinária de albumina indica lesão nos rins e é reconhecida como fator de risco para a progressão das doenças renal e cardiovascular. A dosagem da albumina urinária chama a atenção sobre a necessidade clínica de relatos de resultados precisos e claramente descritos. O National Kidney Disease Education Program e a Federação Internacional de Química Clínica e Medicina Laboratorial (IFCC) reuniram-se para avaliar o estado atual das ques (mais) tões pré-analíticas, analíticas e pós-analíticas que afetam as dosagens da albumina na urina e para identificar as áreas que necessitam de melhorias. CONTEÚDO: A química da albumina na urina não é completamente compreendida. Diretrizes atuais recomendam a utilização da relação albumina/creatinina (RAC) como substituta para a coleta de amostras cronometradas de urina, frequentemente inadequadas. Os resultados da RAC são afetados pela preparação do paciente, pela hora do dia da coleta das amostras e não é padronizada. Foram relatadas consideráveis diferenças intermétodos para a dosagem tanto de albumina quanto de creatinina, mas a verdade é desconhecida, porque não existem procedimentos de referência para a dosagem de albumina e não há materiais de referência para qualquer um desses analitos na urina. Os intervalos de referência recomendados para a RAC não consideram as grandes diferenças intergrupos na excreção da creatinina (por exemplo, relacionadas com diferenças em idade, sexo e etnia), nem o aumento contínuo no risco relacionado com a excreção de albumina. DISCUSSÃO: Necessidades clínicas foram identificadas para a padronização de (a) métodos de coleta da urina, (b) dosagens de albumina e de creatinina na urina com base em um sistema de referência completo, (c) relatórios dos resultados dos testes e (d) intervalos de referência para a RAC. Resumo em inglês BACKGROUND: Urinary excretion of albumin indicates kidney damage and is recognized as a risk factor for progression of kidney disease and cardiovascular disease. The role of urinary albumin measurements has focused attention on the clinical need for accurate and clearly reported results. The National Kidney Disease Education Program and the IFCC convened a conference to assess the current state of preanalytical, analytical, and postanalytical issues affecting urine albumi (mais) n measurements and to identify areas needing improvement. CONTENT: The chemistry of albumin in urine is incompletely understood. Current guidelines recommend the use of the albumin/creatinine ratio (ACR) as a surrogate for the error-prone collection of timed urine samples. Although ACR results are affected by patient preparation and time of day of sample collection, neither is standardized. Considerable intermethod differences have been reported for both albumin and creatinine measurement, but trueness is unknown because there are no reference measurement procedures for albumin and no reference materials for either analyte in urine. The recommended reference intervals for the ACR do not take into account the large intergroup differences in creatinine excretion (e.g., related to differences in age, sex, and ethnicity) nor the continuous increase in risk related to albumin excretion. DISCUSSION: Clinical needs have been identified for standardization of (a) urine collection methods, (b) urine albumin and creatinine measurements based on a complete reference system, (c) reporting of test results, and (d) reference intervals for the ACR.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Substituição do milho e do feno de capim-tifton por palma forrageira. Produção de proteína microbiana e excreção de uréia e de derivados de purina em vacas lactantes/ Effects of replacing of corn and Tifton hay with forage cactus on microbial protein synthesis and nitrogen metabolism in lactating dairy cows

Oliveira, Veronaldo Souza de; Ferreira, Marcelo de Andrade; Guim, Adriana; Modesto, Elisa Cristina; Lima, Luiz Evandro; Silva, Fabiana Maria da
2007-08-01

Resumo em português O experimento foi conduzido com os objetivos de estimar a produção e a eficiência de síntese de proteína microbiana utilizando-se a excreção total de derivados de purinas (DP) e avaliar as concentrações de uréia na urina, de uréia e N-uréia no plasma e no leite de vacas holandesas em lactação alimentadas com dietas formuladas com diferentes níveis (0; 12,0; 25,0; 38,0 e 51,0%) de palma forrageira (Opuntia ficus indica Mill) em substituição total ao milho (mais) (Zea mays L.) e parcial ao feno de capim-tifton (Cynodon spp). Foram utilizadas cinco vacas holandesas distribuídas em um quadrado latino 5 x 5. Cada período experimental teve duração de 17 dias, dez para adaptação dos animais à dieta e sete para coleta de dados. O volume urinário foi estimado em amostras spot de urina obtidas 4 horas após a alimentação. O volume urinário (27,62 L), a excreção urinária de ácido úrico (35,78 mmol/dia), alantoína na urina (288,42 mmol/dia), alantoína no leite (18,11 mmol/dia) e alantoína total (306,54 mmol/dia), a excreção de derivados de purina total (342,33 mmol/dia) e de purinas absorvidas (350,03 mmol/dia), a síntese de proteína microbiana (1.376,07g/dia) e a eficiência da síntese de proteína microbiana (115,38 g/kgNDTconsumido) não foram afetados pela substituição do milho e do feno de tifton por palma na dieta. A excreção de uréia na urina (mg/kg PV) e as concentrações de uréia e N-uréia no plasma (mg/dL) decresceram de forma linear, enquanto a excreção e as concentrações de uréia e N-uréia no leite e de glicose plasmática não foram influenciadas pelos níveis de palma na dieta. O milho pode ser substituído integralmente e o feno, parcialmente, por palma forrageira em dietas para vacas holandesas em lactação, pois a substituição não afetou a produção de proteína microbiana ou as perdas do nitrogênio dietético pela excreção de uréia. Resumo em inglês The objective of this trial was to evaluate the effect of replacing Tifton hay and corn with forage cactus (Opuntia ficus indica Mill ) on microbial protein synthesis and efficiency and N metabolism in lactating Holstein cows. Diets contained (% of DM): 0, 12.0, 25.0, 38.0, or 51.0%) of forage cactus. Five Holstein cows were randomly assigned to treatments in a 5 x 5 Latin square design. Each experimental period lasted 17 days with 10 days for diet adaptation and seven da (mais) ys for data and sample collection. Urinary volume was estimated based on creatinine excretion in spot urine samples obtained four hours after feeding. Urinary volume (27.62 L), urinary excretion of uric acid (35.78 mmol/day) and allantoin (288.42 mmol/day), allantoin in milk (18.11 mmol/day), total allantoin (306.54 mmol/day), total excretion of purine derivatives (342.33 mmol/day), absorbed purines (350.03 mmol/day), microbial protein synthesis (1376.07g/day) and efficiency (115.38 g/kgNDT) were not affected by increasing the levels of forage cactus in the diet. The urinary excretion of urea (mg/kg BW) and the concentrations of urea and urea-N in plasma (mg/dL) decreased linearly while the concentrations of urea and urea-N in milk were not affected when the levels of forage cactus were increased in the diet. Corn can be completely replaced with forage cactus because microbial protein synthesis was not changed and urinary excretion of urea decreased linearly. However, Tifton hay was necessary in the diet to maintain microbial production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Níveis de proteína bruta e de aminoácidos sulfurados totais sobre o desempenho, a qualidade dos ovos e a excreção de nitrogênio de poedeiras de ovos marrons/ Levels of protein and sulfur amino acids on performance, egg quality and nitrogen excretion of brown egg laying hens

Pavan, Ana Cláudia; Móri, Cleusa; Garcia, Edivaldo Antônio; Scherer, Miriani Rosa; Pizzolante, Carla Cachoni
2005-04-01

Resumo em português O experimento foi conduzido com o objetivo de maximizar a produção e a qualidade dos ovos e minimizar a excreção de nitrogênio nas excretas de poedeiras no final do primeiro ciclo de produção, por meio do fornecimento de aporte adequado de proteína bruta (PB) e aminoácidos sulfurados totais (AAST) na dieta. Foram utilizadas 432 poedeiras Isa Brown, com 52 semanas de idade, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3 x 3 (PB e AAS (mais) T) e nove tratamentos (14 e 0,57; 14 e 0,64; 14 e 0,71; 15,5 e 0,57; 15,5 e 0,64; 15,5 e 0,71; 17 e 0,57; 17 e 0,64; 17 e 0,71 % de PB e AAST, respectivamente), com seis repetições de oito aves cada. A duração do experimento foi de 140 dias. Foram avaliadas as características de desempenho, qualidade dos ovos e excreção de nitrogênio nas excretas. A única característica de desempenho influenciada pelos tratamentos foi o peso dos ovos, que apresentou os maiores valores para as combinações de 15,5 e 0,71; 17 e 0,71; 15,5 e 0,64; 14 e 0,71 e 17 e 0,64% de PB e AAST, respectivamente. Não foram observadas diferenças significativas para consumo de ração, porcentagem de postura e de ovos quebrados, massa de ovos, conversão alimentar por dúzia e por massa de ovos e mortalidade. Para os parâmetros de qualidade dos ovos, foram observadas diferenças significativas apenas para as porcentagens de gema e de albúmem. A excreção de nitrogênio foi maior nas aves alimentadas com as rações contendo 17% de PB. Pode-se sugerir que a ração contendo 14% de PB e 0,57% de AAST pode ser utilizada, sem prejuízos no desempenho e na qualidade dos ovos, e ainda contribui para a redução da excreção de nitrogênio no ambiente e do custo da ração. Resumo em inglês The aim of the study was to maximize the egg production and quality and minimize nitrogen excretion of laying hens in the end of the first production cycle through the supply of adequate levels of crude protein (CP) and total sulfur amino acids (TSAA) in the diet. Four hundred and thirty two Isa Brown hens 52-w old were assigned to a completely randomized experiment design in a 3 x 3 factorial arrangement (CP and TSAA), with nine treatments (14 and 0.57; 14 and 0.64; 14 a (mais) nd 0.71; 15.5 and 0.57; 15.5 and 0.64; 15.5 and 0.71; 17 and 0.57; 17 and 0.64; 17 and 0.71% of CP and TSAA, respectively) and six replicates of eight birds each. The experiment lasted 140 days. Characteristics of performance, egg quality and nitrogen excretion in excreta was evaluated. There was significant difference just for egg weight with the combinations of 15.5 and 0.71; 17 and 0.71; 15.5 and 0.64; 14 and 0.71 e 17 and 0.64% of CP and TSAA, respectively, showing the highest values. There was no differences for feed consumption, percentage of egg production, percentage of broken eggs, egg mass, feed efficiency per mass and dozen of eggs and mortality. Concerning egg quality, significant differences were observed just for the percentages of yolk and albumen. Nitrogen excretion was higher for the layers fed with a 17% CP diet. The results obtained in this work suggest that the diet containing 14% of CP and 0.57% of TSAA can be used without causing a decrease on performance and egg quality, besides contributing to the reduction of nitrogen excretion on the environment and reducing the costs with the diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Casca de algodão em substituição parcial à silagem de capim-elefante para novilhos. 2. Parâmetros ruminais e séricos, produção microbiana e excreção urinária de compostos nitrogenados/ Partial replacement of elephantgrass silage with cottonseed hulls. 2. Ruminal and serum metabolites, microbial protein synthesis, and urinary excretion of nitrogenous compounds in steers

Chizzotti, Mario Luiz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Leão, Maria Ignês; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Chizzotti, Fernanda Helena Martins; Magalhães, Karla Alves; Marcondes, Marcos Inácio
2005-12-01

Resumo em português Quatro novilhos holandeses fistulados no rúmen, com peso médio de 259 kg, foram distribuídos em um quadrado latino 4 x 4 para se avaliar o efeito dos níveis de casca de algodão na dieta de novilhos sobre a concentração de nitrogênio uréico no soro (NUS) e de amônia no rúmen, o pH ruminal, a excreção urinária de uréia e derivados de purinas e a produção de proteína microbiana estimada pelo método das bases purinas omasais e da excreção de derivados de (mais) purinas na urina. As dietas experimentais continham na base da matéria seca: 0, 10, 20 e 30% de casca de algodão peletizada, em substituição à silagem de capim-elefante, sendo a dieta total constituída de 60% de volumoso. Não houve efeito dos diferentes tratamentos sobre o pH e as concentrações de amônia no rúmen. A concentração de NUS e a excreção de uréia (em mg/kgPV) diminuíram, enquanto a excreção de derivados de purinas na urina e a síntese de proteína microbiana no rúmen aumentaram linearmente com a inclusão da casca de algodão nas dietas. A estimativa da síntese de proteína microbiana não diferiu entre as metodologias das bases purínicas omasais e dos derivados de purina na urina. A casca de algodão mostrou-se um bom volumoso alternativo, podendo ser fornecida até o nível de 30% na MS total na dieta de novilhos de origem leiteira. Resumo em inglês Four ruminally cannulated Holstein steers averaging 259 kg of body weight were assigned to a 4x4 Latin square to study the effects of replacing elephantgrass silage with cottonseed hulls on serum urea nitrogen (SUN), ruminal metabolism, urinary excretion of nitrogenous compounds, and microbial protein synthesis measured by omasal purine bases or by urinary excretion of purine derivatives. Treatments (60% of forage) contained on DM basis: 0, 10, 20 or 30% of cottonseed hul (mais) ls that partially replaced elephantgrass silage in the diet. No significant differences in ruminal pH and concentration of ruminal ammonia were observed by increasing cottonseed hulls from 0 to 30% of the diet DM. However, concentration of both SUN and urinary excretion of urea (mg/kg of BW) decreased linearly whereas the opposite was observed for urinary excretion of purine derivatives and microbial protein synthesis when elephantgrass silage was partially replaced with cottonseed hulls in the diet. Microbial protein synthesis did not differ significantly either measured by omasal purine bases or estimated by urinary excretion of purine derivatives. It can be concluded that cottonseed hulls is a good forage alternative to elephantgrass silage and may supply up to 30% of the total DM in diets of dairy steers.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Efeito de sedimentos contaminados sobre a excreção de nitrogênio do camarão Penaeus paulensis

Moraes, Rosane B.C.; Pfeiffer, Wolfgang C.; Guimarães, Jean R.; Borges, Alexandre Luiz N.; Campos, Alexandre N.
1999-01-01

Resumo em inglês Physiological response (ammonia excretion) of the shrimp Penaeus paulensis exposed to contaminated sediments of Guanabara Bay and Sepetiba Bay (Rio de Janeiro - Brazil), was monitored for 52 days. The toxicity tests were conducted in aquarium with a water feedback system and a sediment layer of 2 cm. The sediment from Saco do Engenho (Sepetiba Bay) was the most toxic, affecting the excretion of P. paulensis. In sediment from Sepetiba Bay the ammonia excretion was significantly enhanced after 10 days (S. Engenho) and 52 days (I. Madeira) of exposition.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Uréia para Vacas em Lactação: 2. Estimativas do Volume Urinário, da Produção Microbiana e da Excreção de Uréia/ Urea for Dairy Cows: 2. Estimates of Urinary Volume, Microbial Production and Urea Excretion

Silva, Rosângela Maria Nunes da; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Cecon, Paulo Roberto; Rennó, Luciana Navajas; Silva, Juliana Munique da
2001-12-01

Resumo em português Esta pesquisa foi desenvolvida, utilizando 15 vacas lactantes (Holandês x Gir) alimentadas à vontade com rações isoprotéicas constituídas de 60% de silagem e 40% de concentrado na matéria seca (MS) e 0; 0,7; 1,4; e 2,1% de uréia, correspondentes aos teores de 2,08; 4,01; 5,76; e 8,07% de proteína bruta na forma de compostos nitrogenados não-protéicos (NNP), com os objetivos de desenvolver metodologia não-invasiva, para estimar a produção de proteína microbi (mais) ana, utilizando-se a excreção total de derivados de purinas (DP); avaliar as concentrações de creatinina, uréia e N-uréia no plasma e no leite; e comparar as excreções de DP e uréia obtidas a partir de coletas de urina total e spot. Os animais tinham peso vivo médio inicial de 511,8 kg e foram distribuídos ao acaso entre tratamentos. O período experimental teve duração de 90 dias para cada vaca, iniciando-se imediatamente após o parto. Os resultados obtidos foram avaliados estatisticamente por análises de variância e de regressão. As amostras de urina foram obtidas a partir de coletas com 24 horas de duração ou a partir de amostra de urina obtida aproximadamente 4 horas após a alimentação (urina spot), enquanto as de sangue foram obtidas 4 horas após o fornecimento do alimento. As concentrações de uréia e N-uréia no plasma e leite, assim como a excreção de creatinina, que apresentou valor médio de 23,60 mg/kg PV, não foram afetadas pela adição de quantidades crescentes de NNP à ração. As excreções urinárias de uréia, alantoína, ácido úrico e DP, as purinas absorvidas e a produção de N microbiano não foram influenciadas pela dieta. As excreções diárias estimadas de uréia, alantoína e ácido úrico seguiram o mesmo padrão obtido pela coleta de 24 horas de duração. Amostra spot de urina foi capaz de estimar satisfatoriamente a excreção de DP e, subseqüentemente, a produção de N microbiano. Resumo em inglês This research was carried out, using 15 dairy cows (Holstein x Gyr) full fed isoproteic diets with 60% silage and 40% concentrate in the dry matter (DM) basis and 0, 0.7, 1.4, and 2.1% urea correspondent to 2.08, 4.01, 5.76, and 8.07% of crude protein levels in the form of non protein nitrogen compounds (NNP), with the objectives to a non invasive methodology, to estimate the microbial protein production, using the total excretion of purine derivatives (PD); to evaluate t (mais) he concentrations of creatinine, urea and N-urea in the plasma and in the milk; and to compare the PD and urea excretions obtained from total urine and spot collections. The animals averaging initial live weight of 511.8 kg were randomized allotted to the treatments. The experimental period last 90 days for each cow, starting immediately after calving. The results were interpreted by variance and regression analyses. The urine samples were obtained from 24-h collections or from urine sample obtained, approximately, four hours post feeding (spot urine), while the blood samples were obtained four hours post feeding offer. The urea and N-urea concentrations in the plasma and in the milk, as well as the creatinine excretion, that showed average value of 23.60 mg/kg LW, were not affected by the addition of increasing NNP levels to the diet. The urinary excretions of urea, allantoin, uric acid and PD, the absorbed purines and the microbial N production were not influenced by dietary NNP levels. The daily estimated excretions of urea, allantoin and uric acid followed the same pattern obtained by the 24-h collection. Urine spot sample was satisfactory to estimate the PP excretion and, subsequently, the microbial N production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Concentração plasmática de uréia e excreções de uréia e creatinina em novilhos/ Plasma urea concentration and urea and creatinine excretions in steers

Rennó, Luciana Navajas; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Leão, Maria Ignez; Silva, José Fernando Coelho da; Cecon, Paulo Roberto; Gonçalves, Lúcio Carlos; Dias, Helder Luiz Chaves; Linhares, Ricardo Sampaio
2000-08-01

Resumo em português O trabalho foi conduzido com os objetivos de determinar a concentração plasmática de N-uréia (NUP), a excreção fracional de uréia (EFU) e as excreções de uréia (EU) e creatinina (EC), para várias condições experimentais; estabelecer a relação entre NUP, excreção fracional de uréia e excreção de uréia com a porcentagem de proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN) da dieta; e avaliar as perdas urinárias endógenas, por meio da determinaç (mais) ão da excreção de creatinina. Nos experimentos I e II, foram utilizadas rações constituídas de 25,0; 37,5; 50,0; 62,5; e 75,0% de concentrado formuladas para apresentarem níveis variados de proteína de acordo com a energia da dieta e níveis semelhantes de proteína (12% de PB), respectivamente. No experimento III, o nível de concentrado foi fixo (40%), sendo variável a idade de corte da gramínea. No experimento IV, as rações foram constituídas de 20,0; 32,5; 45,0; 57,5; e 70,0% de concentrado com, aproximadamente, 12% de PB. Utilizou-se o delineamento experimental em quadrado latino 5 x 5 para todos os experimentos, com exceção do III (4x4). Da urina total coletada em 24 horas, foram determinadas as excreções de uréia e creatinina. Para os experimentos I e III, a concentração de NUP variou linearmente com a porcentagem de PB e FDN da dieta; a excreção fracional de uréia e a excreção de uréia também variaram da mesma forma para todos os experimentos. A excreção de uréia aumentou linearmente com a concentração de NUP. A excreção de creatinina não foi influenciada pelo teor de PB dietético e foi proporcional ao peso corporal para todos os experimentos, com valor médio diário de 27,36 mg/kg PV, podendo ser usada para estimar as perdas endógenas de compostos nitrogenados. Resumo em inglês The work was carried out to evaluate the plasma N-urea concentration (NUP), the urea fractional excretion (UFE) and the creatinine (CE) and urea (EU) excretions for several experimental conditions; to establish the relation among NUP, the urea fractional excretion and the urea excretion with the dietary crude protein (CP) and NDF percentage; and to evaluate the urinary endogenous losses, by means of the creatinine excretion determination. In the experiments I and II, diet (mais) s with 25.0, 37.5, 50.0, 62.5, and 75.0% of concentrate formulated were used to have different protein levels according to the dietary energy, or similar protein levels (12%CP), respectively. In the experiment III, concentrate level was fixed (40%), and the forage cut age was variable. In the experiment IV, diets were constituted on 20.0, 32.5, 45.0, 57.5, and 70.0% of concentrate, with approximately 12% CP. An experimental 5 x 5 latin square design, except for the experiment III (4 x 4), was used. From the total urine collected in 24 hours, the urea and creatinine excretions were determined. For the experiments I and III, the NUP concentration linearly changed as the dietary CP and NDF percentage increased. The fractional urea excretion and the urine excretions varied the same way for all treatments. The creatinine excretion was not influenced by the dietary CP content being proportional to the body weight for all experiments, with an average value of 27.36 mg/day/LW, and it could be used to estimate the endogenous losses of nitrogenous compounds.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Níveis de uréia na ração de novilhos de quatro grupos genéticos: parâmetros ruminais, uréia plasmática e excreções de uréia e creatinina/ Urea levels in diet for steers of four genetic groups: ruminal parameters, plasma urea, urea and creatinine excretions

Rennó, Luciana Navajas; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Paulino, Mário Fonseca; Leão, Maria Ignez; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Rennó, Francisco Palma; Paixão, Mônica Lopes
2008-03-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar o efeito de quatro níveis de uréia na ração (0; 0,65; 1,3 e 1,95% na matéria seca - MS) sobre pH e amônia ruminais, concentração plasmática de uréia, excreção fracional de uréia e excreções de uréia e creatinina, bem como avaliar as perdas urinárias endógenas por meio da excreção de creatinina em novilhos de quatro grupos genéticos (Holandês, ½ sangue Holandês-Guzerá, ½ sangue Holandês-Gir e Zebu). Os animais for (mais) am distribuídos em quatro quadrados latinos (grupos genéticos) 4 ´ 4, sendo quatro animais, quatro períodos experimentais de 14 dias cada um e quatro tratamentos (rações). As coletas de líquido ruminal, para determinação do pH e das concentrações de nitrogênio amoniacal (N-NH3), foram realizadas antes do fornecimento da dieta e 2, 4, 6 e 8 horas após. Durante a coleta de urina realizada em 24 horas, foi coletado o sangue aproximadamente 4 horas após a alimentação e, após centrifugação, obtido o plasma. Nas amostras de urina e plasma, foram determinadas as concentrações de uréia e creatinina. O pH ruminal apresentou comportamento semelhante para os grupos genéticos e foi influenciado positivamente pela inclusão de uréia na dieta. As concentrações de N-NH3 foram influenciadas positivamente pelos níveis de uréia na ração para os animais holandeses e mestiços. A concentração plasmática de N-uréico aumentou linearmente em função da adição de uréia na ração. A excreção fracional de uréia apresentou comportamento linear decrescente em função dos níveis de uréia na dieta. A excreção urinária de uréia não diferiu entre os animais holandeses e mestiços, mas foi superior em relação aos zebuínos. A excreção de creatinina não foi influenciada pelos grupos genéticos, nem pela inclusão de uréia na dieta, apresentando valor médio de 27,76 mg/kg PV. Sugere-se que as perdas urinárias endógenas de compostos nitrogenados sejam estimadas a partir da excreção de creatinina. Resumo em inglês This work was carried out to evaluate the effect of four dietary urea levels (0, 0.65, 1.3, and 1.95% in dry matter - DM) on ruminal pH and ammonia-N, plasmatic urea nitrogen, urea fractional excretion, creatinine and urea excretions, as well as to evaluate endogenous urinary losses, by means of creatinine excretion, in steers of four genetic groups (Holstein, ½ Holstein-Guzera, ½ Holstein-Gir and Zebu). Animals were assigned to four 4 &acu (mais) te; 4 latin squares (genetic groups), with four animals, four experimental periods of 14 days each one and four treatments (rations). The ruminal fluid collections to determine pH and ammonia nitrogen (N-NH3) concentrations was performed before feeding and 2, 4, 6 and 8 hours post feeding. During the 24-h urine collection, 4 hours after feeding, blood was collected and, after centrifugation, plasma was obtained. In the urine and plasma samples, the urea and creatinine concentrations were determined. Ruminal pH showed the similar pattern for the genetic groups and was affected by the increasing urea levels in the diet. The ruminal ammonia concentration were affected by the increasing urea levels in the diet for the Holstein and crossbred. The concentration of plasmatic urea nitrogen linearly increased as urea level in the diet increased. Urea fractional excretion decreased linearly by the increasing urea level in the diet. Urea urinary excretion did not differ among Holstein, but showed higher values in relation to Zebu. Creatinine excretion was affected neither by the genetic group nor by the increasing dietary urea levels and showed average value of 27.76 mg/kg of LW. It is recommended that endogenous urinary losses of nitrogen compounds can be estimated from the creatinine excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Variações diárias nas excreções de creatinina e derivados de purinas em novilhos/ Daily variation in the excretion of creatinine and purine derivatives in steers

Leal, Thalita Lázaro; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Leão, Maria Ignês; Detmann, Edenio; Barbosa, Analívia Martins; Chizzotti, Mário Luiz; Paixão, Mônica Lopes
2007-08-01

Resumo em português Objetivou-se estimar as variações nas excreções diárias de creatinina, uréia e derivados de purinas (DP) na urina utilizando coletas durante seis dias consecutivos e avaliar as concentrações de nitrogênio uréico no plasma (NUP) em novilhos. Utilizaram-se quatro animais, machos castrados, de grau de sangue predominantemente Holandês, peso médio de 445 kg, distribuídos em quadrado latino 4 x 4, com os tratamentos definidos em esquema fatorial 2 x 2 (dois nívei (mais) s de uréia em substituição ao farelo de soja: 0 e 100%; e dois níveis de oferta de concentrado: 0,75 e 1,25% do PV) e a comparação entre dias de avaliação, em esquema de parcelas subdivididas. O volumoso, constituído de silagem de capim-elefante (80%) e silagem de sorgo (20%), foi fornecido à vontade. A síntese de compostos nitrogenados microbianos, estimada a partir da excreção de DP, foi maior quando houve maior oferta de concentrado e menor quando a proteína do farelo de soja foi substituída pela uréia. Não houve efeito da interação níveis de concentrado ´ níveis de uréia nem efeito de níveis de uréia sobre a concentração de NUP e a excreção de N-uréico na urina. As excreções urinárias de uréia, alantoína, ácido úrico e a quantidade estimada de proteína microbiana não foram afetadas pelos dias de coleta de urina. Não houve diferença na excreção de creatinina entre os dias de coleta, sendo obtido valor médio de 25,47 mg/kgPV, 117,92 mg/kg0,75 ou 1,04 mmol/kg0,75. A ausência de efeito de número de dias sobre a excreção de creatinina tem grande aplicação prática. Na estimativa da excreção de creatinina e de derivados de purinas, recomendam-se coletas de urina com duração de 24 horas. Resumo em inglês The objective of this trial was to investigate the daily variation in the urinary excretions of creatinine, urea and purine derivatives (PD) as well as the plasma concentration of urea-N (PUN) in steers. Four castrated Holstein steers averaging 445 kg of body weight (BW) in the beginning of the trial were used in a 4 x 4 Latin square design with a 2 x 2 factorial arrangement of treatments. Animals were fed two levels of urea (0 and 100%) and two levels of concentrate (0.7 (mais) 5 and 1.25% of BW). Comparisons between collection days were done by a split-plot design. The forage portion of the diet, which was composed by silages of elephant grass (80%) and sorghum (20%) was fed ad libitum. Microbial protein synthesis, estimated by urinary excretion of PD, was increased by feeding the high-concentrate diet while the opposite was observed when urea replaced soybean meal in the diet (high-urea diet). No significant interaction between concentrate versus urea levels was found for NUP and urinary excretion of urea-N. Different levels of dietary urea also had not effect on these same variables. Urinary excretions of urea, allantoin, and uric acid and microbial protein synthesis were not affected by the number of urinary collection days. The same was observed for creatinine excretion, which averaged 25.47 mg/kg BW, 117.92 mg/kg0.75 or 1.04 mmol/ kg0.75. It can be concluded that no more than 24 h (one sampling day) of urine collection was required to accurate determine excretion of nitrogenous compounds, which has important practical applications due to labor and costs reductions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Suplementação de metionina e/ou lisina em rações para juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum Cuvier, 1818)/ Reduction of protein levels and methionine and/or lysine supplementation in diets and their effects in total ammonia nitrogen excretion of tambaqui juveniles (Colossoma macropomum Cuvier, 1818)

Brandão, Lian V.; Pereira-Filho, Manoel; Guimarães, Sérgio Fonseca; Fonseca, Flávio A. L. da
2009-09-01

Resumo em português Foi avaliado o efeito da redução dos níveis de proteína e a suplementação de metionina e/ou lisina em rações sobre a excreção de amônia em juvenis de tambaqui (Colossoma macropomum). O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado com esquema fatorial de duas entradas: 2 níveis protéicos (25 e 20%) e 4 níveis de inclusão de aminoácidos: a) 0% de suplementação, b) DL-Metionina (3% da PB), c) L-lisina (5% da PB) e d) Dl-Metionina (3% d (mais) a PB) + L-lisina (5% da PB), com duração de 55 dias. A coleta de água das unidades experimentais ocorreu em três momentos (1º dia, 27º dia e 55º dia) durante o período experimental. Nestes dias, foram realizadas 3 coletas de amostras de água para análise de amônia de cada unidade experimental (08:00 , 14:00 e 20:00 horas). Os dados de excreção de amônia foram analisados por ANOVA com medidas repetidas no tempo a 5% do nível de significância. A redução em 5% do nível de proteína na dieta gerou uma diminuição de 28,4% na excreção de amônia. Contudo, a suplementação de lisina e metionina não influenciaram esta diminuição. Resumo em inglês It was evaluated the effect of the reduction of crude protein level (CP) and the lysine and/or methionine supplementation in total ammonia nitrogen excretion on tambaqui (Colossoma macropomum) juveniles. The experiment developed in a factorial and randomized design with two levels of protein contents (20% and 25% CP) and four levels of amino acid supplementation: a) Dl-methionine (0% of CP) and L-lysine (0% of CP), b) Dl-methionine (3% of CP), c) L-lysine (5% of CP), d) D (mais) l-methionine (3% of CP) + L-lysine (5% of CP), during 55 days. The water sampling from experimental units was done at 3 moments (1(0) day, 27(0) day e 55(0) day). In these days, 3 samples of each experimental unit were collected in elapsing of the time (08:00 a.m., 02:00 p.m. and 08:00 p.m.). The ammonia excretion data were analysed by repeated-measures ANOVA (p>0,05) with time as within effect. The reduction of 5% in diet protein, decreased in 28,4% total ammonia excretion decreased, however, the lysine and methionine supplementation did not influenced this factor.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Determinação da biodisponibilidade do fósforo de diferentes fontes pela técnica de diluição isotópica, em suínos em crescimento/ Bioavailability determination of phosphorus from different sources, using the isotopic dilution technique, for growing swine

Teixeira, Alexandre de Oliveira; Lopes, Darci Clementino; Lopes, João Batista; Vitti, Dorinha Miriam Silber S.; Gomes, Paulo Cezar; Hostagno, Horacio Santiago; Moreira, José Aparecido; Inácio, Félix
2004-10-01

Resumo em português Foram utilizados 28 leitões machos, com peso médio de 28,95 kg, para determinação das perdas endógenas fecais, da absorção verdadeira e da biodisponibilidade do fósforo de diferentes fontes. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados, com sete tratamentos e quatro repetições e um animal por unidade experimental. As rações foram à base de milho e de farelo de soja e o fósforo (P) foi suplementado com os fosfatos bicálcico (FBC), monobicálcico (MBC), (mais) superfosfato triplo (ST), superfosfato simples (SS), rocha catalão (ROCHA) e ácido fosfórico (AcF) e da ração-controle sem o P suplementar (CONT). Consumo, excreção por fezes e urina, retenção e absorção do fósforo foram inferiores na ração com menor nível de fósforo. O P inorgânico suplementar não influenciou o consumo, o P endógeno fecal e o P retido. Entretanto, a excreção de P nas fezes foi menor nos animais que consumiram SS e maior naqueles que consumiram ROCHA, enquanto a excreção de P na urina foi maior nos animais que consumiram AcF e menor naqueles que consumiram ROCHA. Concluiu-se que a disponibilidade biológica do P foi de 43,82; 89,44; 82,65; 76,90; 98,73; 90,03; e 63,26 para os tratamentos CONT, FBC, MBC, ST, SS, AcF e ROCHA, respectivamente. Resumo em inglês Twenty-eight male pigs averaging 28.95 kg were used to determine endogenous fecal losses, true absorption and phosphorus bioavailability in different phosphorus sources. The experiment was arranged in randomized blocks, with seven treatments and four repplicates and one pig/box. The diets were corn and soybean meal-based and the phosphorus (P) was supplemented through different phosphate sources: dicalcium (FBC), monodicalcium (MBC), triple superphosphate (ST), simple sup (mais) erphosphate (SS), Catalão rock (ROCHA) and phosphoric acid (AcF) and diet control without supplemental P (CONT). Phosphorus intake, excretion through feces and urine, retention and absorption were lower in the diet with smaller phosphorus level. Supplemental inorganic P did not affect intake, endogenous fecal P and retained P. However, the P excretion in the feces was smaller for the animals fed SS and greater for those fed ROCHA. P excretion in the urine was greater for the animals fed AcF and smaller for those fed ROCHA. It can be concluded P bioavailability was of 43.82, 89.44, 82.65, 76.90, 98.73, 90.03, and 63.26 for the treatments CONT, FBC, MBC, ST, SS, AcF and ROCHA, respectively.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Níveis de proteína e fósforo em rações com fitase para frangos de corte, na fase de 14 a 21 dias de idade: 2. valores energéticos e digestibilidade de nutrientes/ Protein and phosphorus levels in diets with phytase for broilers chicken from 14 to 21 days-old: energy values and nutrient digestibility

Silva, Yolanda Lopes da; Rodrigues, Paulo Borges; Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de; Zangeronimo, Márcio Gilberto; Fialho, Elias Tadeu
2008-03-01

Resumo em português Um ensaio de digestibilidade foi conduzido para determinar a energia metabolizável (EMAn), os coeficientes de digestibilidade da matéria seca - MS (CDMS), a excreção e os coeficientes de retenção aparente do fósforo (P), nitrogênio (N), cálcio (Ca), potássio (K), cobre (Cu) e zinco (Zn). Duzentos e cinqüenta pintos de corte, machos, foram distribuídos em um esquema fatorial 3 ´ 3 + 1 (três níveis de fósforo disponível - 0,25; (mais) 0,34 e 0,45%, três níveis de proteína bruta (PB) - 15,0; 17,0 e 19,0% e uma ração controle com níveis nutricionais normais), com cinco repetições de cinco aves cada. Às rações com níveis reduzidos de fósforo disponível (Pd) foram adicionadas 500 FTU de fitase, reduzindo-se o teor de Ca em 17%. Com exceção da ração controle, as demais foram formuladas com base em aminoácidos digestíveis. Os valores energéticos das rações com 15 e 17% de PB, independentemente dos níveis de Pd utilizados ou da suplementação com a fitase, apresentaram maior EMAn que a ração controle, possivelmente devido à adição de aminoácidos suplementares. Os CDMS das rações com teores de proteína reduzidos e diferentes níveis de Pd foram superiores ao da ração controle. A redução da proteína na ração, associada a baixos níveis de Pd e suplementação com a enzima fitase, permitiu reduzir a excreção de minerais, que tiveram os melhores coeficientes de retenção, com exceção do Zn, que apresentou coeficiente de retenção inferior ao da ração controle. Porém, a excreção de todos os minerais estudados, comparada relativamente ao tratamento controle, foi minimizada quando foram utilizados níveis baixos de PB e do Pd na ração, suplementada com fitase. A manipulação dos níveis de proteína e P em rações suplementadas com aminoácidos e fitase pode reduzir, principalmente, a excreção de P, N e Cu, minimizando a poluição ambiental causada por esses elementos. Resumo em inglês A digestibility assay was carried out to determine the apparent metabolizable energy values (AMEn), dry matter digestibility coefficients (DMDC), the excretion and apparent retention coefficient of phosphorus (P), nitrogen (N), calcium (Ca), potassium (K), copper (Cu) and zinc (Zn), using 250 Cobb male broiler chickens receiving the treatments distributed in a factorial schedule 3 ´ 3 + 1 (available phosphorus level - 0.25; 0.34 and 0.45% an (mais) d crude protein level [CP]- 15.0; 17.0 and 19.0% and a control diet, with normal nutritional levels), with five replicates of five birds each. In the diets with reduced levels of available phosphorus (aP), 500 FTU of phytase were added and calcium requirement was reduced in 17%. Except for control treatment, all the diets were formulated on digestible amino acids basis. The energetic values of the diets with 15.0 and 17.0% CP, independently of the aP levels used or the phytase supplementation, presented higher AMEn that the control diet possibility regarding to supplemental amino acids addition. The DMDC of the diets with reduced CP levels and different levels of aP were higher than the control diet. The CP reduction in the diet associated to lower aP levels and phytase enzyme supplementation allowed to reduce the minerals excretion, which showed better retention coefficients, except for Zinc that presented lower retention coefficient than the the control diet. However, all minerals excretion, as relatively compared to the control diet, was minimized when lower levels of CP and aP was used in the diet, supplemented with phytase. The manipulation of the protein and phosphorus levels in diets supplemented with amino acids and phytase could reduce mainly the excretion of nitrogen, P and Cu, minimizing the environment pollution caused by these elements.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Efeitos renais e cardiovasculares da infusão de dopamina e da solução de cloreto de sódio a 7,5%: estudo experimental em cães com restrição hídrica/ Renal and cardiovascular effects of dopamine and 7.5% sodium chloride infusion: experimental study in dogs with water restriction/ Efectos renales y cardiovasculares de la infusión de dopamina y de la solución de clorato de sodio 7,5%: estudio experimental en canes con restricción hídrica

Verderese, Marisa Aparecida Lima; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Ganem, Eliana Marisa; Vane, Luiz Antonio
2003-09-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: É controvertido o uso da infusão de dopamina na proteção renal. O objetivo desta pesquisa foi estudar o efeito da dopamina, da solução hipertônica e da associação de ambas em cães com restrição hídrica, simulando o jejum pré-operatório. MÉTODO: Foram estudados, em 32 cães anestesiados com tiopental sódico e fentanil, os seguintes parâmetros da função renal: fluxo plasmático efetivo renal (depuração de para-aminohipurato d (mais) e sódio), ritmo de filtração glomerular (depuração de creatinina) e as depurações de sódio, de potássio e osmolar, excreção fracionária de sódio e potássio, excreção de sódio e potássio e a resistência vascular renal. Os parâmetros cardiovasculares foram: pressão arterial média, freqüência cardíaca, pressão da veia cava inferior, índice cardíaco, hematócrito e índice de resistência vascular periférica. Os animais foram subdivididos, através de sorteio, em 4 grupos experimentais: Grupo 1 - G1 (n = 8) - grupo controle; Grupo 2 - G2 (n = 8) infusão de dopamina (2 µg.kg-1.min-1), Grupo 3 - G3 (n = 8) solução de cloreto de sódio a 7,5% (2 ml.kg-1) e Grupo 4 - G4 (n = 8) - associação de dopamina (2 µg.kg-1.min-1) e cloreto de sódio a 7,5% (2 ml.kg-1). Os grupos tiveram quatro fases experimentais e cada momento com duração de 30 minutos, compreendendo os momentos M1, M2, M3 e M4. RESULTADOS: O grupo da dopamina (G2) apresentou diminuição da pressão arterial média, da resistência vascular renal e da excreção de potássio. O grupo da solução hipertônica de cloreto de sódio (G3) apresentou aumento do índice cardíaco, do volume urinário, da depuração de sódio e de potássio, da excreção urinária de sódio e potássio e da excreção fracionária de sódio. No grupo da solução hipertônica de cloreto de sódio associada à dopamina (G4), ocorreu elevação da freqüência cardíaca, do índice cardíaco, do fluxo plasmático efetivo renal e da excreção urinária de sódio; ocorreu também diminuição do índice de resistência vascular sistêmica e do potássio plasmático. CONCLUSÕES: Deste estudo conclui-se que a solução hipertônica de cloreto de sódio foi capaz de melhorar as condições hemodinâmicas e, conseqüentemente, a função renal de cães sob restrição hídrica de 12 horas. O mesmo não aconteceu com a infusão de 2 µg.kg-1.min-1 de dopamina que, em situação similar, não causou aumento da diurese e da excreção de sódio. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Es controvertido el uso de la infusión de dopamina en la protección renal. El objetivo de esta pesquisa fue estudiar el efecto de la dopamina, de la solución hipertónica y de la asociación de ambas en canes con restricción hídrica, simulando el ayuno pre-operatorio. MÉTODO: Fueron estudiados, en 32 canes anestesiados con tiopental sódico y fentanil, los siguientes parámetros de la función renal: flujo plasmático efectivo renal (depur (mais) ación de para-aminohipurato de sodio), ritmo de filtración glomerular (depuración de creatinina) y las depuraciones de sodio, de potasio y osmolar, excreción fraccionaria de sodio y potasio, excreción de sodio y potasio y la resistencia vascular renal. Los parámetros cardiovasculares fueron: presión arterial media, frecuencia cardíaca, presión de la vena cava inferior, índice cardíaco, hematócrito e índice de resistencia vascular periférica. Los animales fueron subdivididos, a través de sorteo, en 4 grupos experimentales: Grupo 1 - G1 (n = 8) - grupo control; Grupo 2 - G2 (n = 8) infusión de dopamina (2 µg.kg-1.min-1), Grupo 3 - G3 (n = 8) solución de clorato de sodio a 7,5% (2 ml.kg-1) y Grupo 4 - G4 (n = 8) - asociación de dopamina (2 µg.kg-1.min-1) y clorato de sodio a 7,5% (2 ml.kg-1). Los grupos tuvieron cuatro partes experimentales y cada momento con duración de 30 minutos, comprendiendo los momentos M1, M2, M3 y M4. RESULTADOS: El grupo de la dopamina (G2) presentó diminución de la presión arterial media, de la resistencia vascular renal y de la excreción de potasio. El grupo de la solución hipertónica de clorato de sodio (G3) presentó aumento del índice cardíaco, del volumen urinario, de la depuración de sodio y de potasio, de la excreción urinaria de sodio y potasio y de la excreción fraccionaria de sodio. En el grupo de la solución hipertónica de clorato de sodio asociada a la dopamina (G4), ocurrió elevación de la frecuencia cardíaca, del índice cardíaco, del flujo plasmático efectivo renal y de la excreción urinaria de sodio; ocurrió también diminución del índice de resistencia vascular sistémica y del potasio plasmático. CONCLUSIONES: De este estudio se concluye que la solución hipertónica de clorato de sodio fue capaz de mejorar las condiciones hemodinámicas y, consecuentemente, la función renal de canes bajo restricción hídrica de 12 horas. Lo mismo no aconteció con la infusión de 2 µg.kg-1.min-1 de dopamina que, en situación similar, no causó aumento de la diuresis y de la excreción de sodio. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Dopamine infusion for renal protection is controversial. This study aimed at observing the effects of dopamine, hypertonic solution and the association of both in dogs with water restriction, emulating preoperative fast. METHODS: The following renal function parameters were studied in 32 dogs anesthetized with sodium pentobarbital and fentanyl: effective renal plasma flow (sodium para-aminohippurate clearance), glomerular filtration rate (creati (mais) nine clearance), sodium, potassium and osmolar clearance, sodium and potassium fractional excretion and renal vascular resistance. Cardiovascular parameters were: mean blood pressure, heart rate, inferior vena cava pressure, cardiac index, hematocrit and peripheral vascular resistance index. Animals were randomly distributed in four experimental groups: Group 1 - G1 (n = 8) - control group; Group 2 - G2 (n = 8) - dopamine infusion (2 µg.kg-1.min-1); Group 3 - G3 (n = 8) - 7.5% sodium chloride (2 ml.kg-1) and Group 4 - G4 (n = 8) - association of dopamine (2 µg.kg-1.min-1) and 7.5% sodium chloride (2 ml.kg-1). Groups underwent four experimental stages lasting 30 minutes each, and involving moments M1, M2, M3 and M4. RESULTS: Dopamine group (G2) had mean blood pressure, renal vascular resistance and potassium excretion decrease. Hypertonic sodium chloride group (G3) had cardiac index, urinary volume, sodium and potassium clearance, sodium and potassium urinary excretion and sodium fractional excretion increase. Group receiving the association of hypertonic solution and dopamine (G4) had heart rate, cardiac index, effective renal plasma flow and sodium urinary excretion increase; there has also been systemic vascular resistance and plasma potassium index decrease. CONCLUSIONS: Our conclusion was that hypertonic sodium chloride solution was able to improve hemodynamic conditions and, as a consequence, renal function of dogs under 12-hour water restriction. The same was not true for 2 µg.kg-1.min-1 dopamine which, in a similar situation, has not increased diuresis and sodium excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Uncária tomentosa e a lesão renal aguda isquêmica em ratos/ Uncaria tomentosa and acute ischemic kidney injury in rats/ Uncária tomentosa e a lesão renal aguda isquêmica em ratos

Vattimo, Maria de Fátima Fernandes; Silva, Natalia Oliveira da
2011-03-01

Resumo em português O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito renoprotetor do fitoterápico Uncaria tomentosa sobre a lesão renal aguda isquêmica induzida pelo clampeamento dos pedículos renais de ratos. A hipóxia e a hipoperfusão geradas com a isquemia intensificam a produção de espécies reativas já presentes no processo inflamatório. Os resultados mostraram que a função renal avaliada pelo clearance de creatinina, a excreção de peróxidos urinários (FOX) e a excreção ur (mais) inária de malondealdeído (TBARS) desses animais apresentou renoproteção induzida pela UT, provavelmente relacionada às suas atividades antioxidantes. Resumo em espanhol El objetivo de este estudio fue evaluar el efecto rinoprotector del fitoterápico Uncaria tormentosa sobre la lesión renal aguda isquémica inducida por el clampeo de los pedículos renales de ratones. La hipoxia y la hipoperfusión generadas con la isquemia intensifican la producción de especies reactivas ya presentes en el proceso inflamatorio. Los resultados mostraron que la función renal evaluada por el clearance de creatinina, la excreción de peróxidos urinarios (mais) (FOX) y la excreción urinaria de malondialdehido (TBARS) de esos animales demostró rinoprotección inducida por la UT, probablemente relacionada con sus propiedades antioxidantes. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate the renoprotective effects of Uncaria Tomentosa (cat's claw) on ischemic acute kidney injury induced by renal clamping in rats. The hypoxia and hypoperfusion increase the production of reactive species already present in the inflammatory process. Results showed that the renal function evaluated by creatinine clearance, the urinary excretion of peroxides and malondealdehyde indexes demonstrated that UT induced renoprotection, probably related to its antioxidant activities.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Consumo voluntário, digestibilidade e balanço de nitrogênio em ovinos recebendo palha de arroz amonizada em diferentes níveis de oferta/ Voluntary intake, digestibility and nitrogen balance in sheep fed ammoniated rice straw in different allowance levels

Damasceno, Júlio Cesar; Santos, Geraldo Tadeu dos; Cecato, Ulysses; Sakaguti, Eduardo Shiguero; Alcalde, Claudete Regina; Branco, Antonio Ferriani
2000-08-01

Resumo em português Foi realizado um experimento com o objetivo de estudar os efeitos de níveis de oferta de palha de arroz amonizada com uréia no consumo voluntário (CMS) e na digestibilidade da matéria seca (DMS) e no consumo, na excreção, na digestibilidade e no balanço de N. Foram utilizados 15 ovinos adultos, machos, castrados, com peso médio de 63,8 kg, mantidos individualmente em gaiolas metabólicas. Os níveis de oferta de palha utilizados foram: 1,5; 3,0; 4,5; 6,0; e 7,5% d (mais) o peso vivo (PV). Um suplemento (200 g/animal/dia de milho) foi utilizado para fornecer energia disponível aos microrganismos do rúmen. Não houve efeito do nível de oferta de palha sobre a DMS, a excreção de N na urina, a digestibilidade do N e o balanço de N, sendo os valores médios de 58,6%, 8,23 g/dia, 44,74% e 0,29 g/dia, respectivamente. Houve efeito linear do nível de oferta no consumo e excreção de N nas fezes. Os consumos de MS e MS digestível (MSD) aumentaram linearmente até os níveis de oferta de 3,0 e 4,3%, respectivamente. Estes níveis de oferta resultaram em 23,9 e 37,4% de sobras, respectivamente. Baseando-se no consumo de MSD acima das exigências de mantença (0,12 energia digestível Mcal/kgPV0,75), para maximizar o desempenho por unidade de palha ofertada, recomenda-se fornecer cerca de 123,05 g/kgPV0,75 de palha de arroz amonizada. Quando o objetivo for apenas atender a mantença dos animais, níveis inferiores a 123,1 g/kgPV0,75 são aceitos. Níveis superiores não são recomendados, pois haverá desperdício de palhas, sem haver incremento na resposta animal. Resumo em inglês An experiment was conducted to study the effects of allowance of ammoniated rice straw on the voluntary intake (VI) and digestibility of dry matter (DMD), and on the intake, excretion, digestibility and N balance. Fifteen adult sheep, males, castrated, with average weight of 63.8 kg, individually kept in metabolic cages, were used. The levels of straw fed to the animals were: 1.5; 3.0; 4.5; 6.0 and 7.5% of live weight. A supplement (200 g/animal/day of corn) was used to s (mais) upply available energy to the ruminal microorganisms. There was no effect of the level of straw offer on DMD, excretion of N in the urine, digestibility and balance of the N, and the average values were 58.6%, 8.23 g/day, 44.7% and 0.29 g/day, respectively. There was linear effect of the offer level on the intake and excretion of N in the feces. The DM and DMDs intake linearly increased up to 3.0 and 4.3%, respectively. These allowance levels produced 23.9 and 37.4% of orts, respectively. Based on the intake of DMD above the maintenance requirements (0.12 digestible energy Mcal/kgPV0.75), to maximize the animal performance per unit of straw fed is recommended to supply about 123.05 g/kgPV0.75 of ammoniated rice straw. When the objective is just to meet the maintenance requirement of the animals, levels lower than 123.05 g/kgPV0.75 are accepted. Higher levels are not recommended, therefore there would be waste of straws without increment in the animal response.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Produção de proteína microbiana e estimativas das excreções de derivados de purinas e de uréia em vacas lactantes alimentadas com rações isoprotéicas contendo diferentes níveis de compostos nitrogenados não-protéicos/ Microbial protein production, purine derivatives and urea excretion estimate in lactating dairy cows fed isoprotein diets with different non protein nitrogen compounds levels

Oliveira, Antonia Santos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Cecon, Paulo Roberto; Rennó, Luciana Navajas; Queiroz, Augusto César de; Chizzotti, Mário Luiz
2001-10-01

Resumo em português Foram objetivos do presente trabalho estimar a produção de proteína microbiana, utilizando-se a excreção total de derivados de purina (DP); comparar as excreções de DP e uréia obtidas a partir de coletas spot de urina com aquelas observadas em coletas de 24 horas; e avaliar as concentrações de N-uréia no plasma e no leite e as excreções de uréia. Utilizaram-se 16 vacas holandesas em quatro quadrados latinos balanceados 4 x 4, distribuídos de acordo com o pe (mais) ríodo de lactação. Cada período experimental teve duração de 21 dias, sendo sete dias de adaptação e 14 dias para as coletas de amostras. As quatro rações experimentais, isoprotéicas, foram formuladas para conter na base da MS 60% de silagem de milho e 40% de concentrado. Foram utilizados níveis crescentes de uréia no concentrado: 0; 0,7; 1,4; e 2,1%, correspondentes aos níveis de proteína bruta na forma de compostos nitrogenados não-protéicos (NNP) das rações de 2,22; 4,18; 5,96; e 8,09%, respectivamente. O volume urinário foi estimado utilizando amostras de urina obtidas quatro horas após a alimentação (spot), dividindo-se a excreção diária média de creatinina pela concentração de creatinina na urina spot. O volume urinário e as excreções de DP e de uréia, estimados por meio da urina spot, não diferiram daqueles obtidos pela coleta de urina por 24 horas. As produções de N-microbiano estimadas e obtidas apresentaram valores máximos de 198,05 e 196,96 g/dia, nos níveis de compostos nitrogenados não-protéicos de 5,33 e 4,44%, respectivamente. A concentração de alantoína no leite decresceu linearmente com o aumento dos níveis de NNP na dieta e representou 4,5% da excreção total de DP. A excreção de creatinina não foi afetada pelos níveis de NNP na dieta (23,41 mg/kg PV), enquanto as excreções estimada e obtida de uréia, as concentrações de uréia e N-uréia no plasma e no leite aumentaram linearmente com os níveis de NNP na ração. Concentrações plasmáticas e no leite de N-uréia de 19 a 20 mg% e 24 a 25 mg%, respectivamente, representariam valores limites a partir dos quais ocorreriam perdas de compostos nitrogenados. Resumo em inglês The objectives of the present work were to estimate the microbial protein production using the total purine derivatives (PD) excretion, to compare the PD and the urea excretions, obtained from spot urine collection with that observed in the 24 hours collection and to evaluate the plasma and milk N-urea and urea urinary excretion. Sixteen Holstein lactating cows were assigned to four 4X4 Latin Square with 3-wk periods in accordance with the lactation period. The four exper (mais) imental isoproteic diets were formulated to contain 60% of corn silage and 40% of corn meal, soybean meal, urea and mineral salt mixture as dry matter basis. Crescent levels of urea in the concentrate 0.0, 0.7, 1.4, and 2.1% corresponded to the crude protein of 2.22, 4.18, 5.96 and 8.09% of non protein nitrogen based compounds (NPN), respectively. The urine collection was also estimated with urine samples obtained four hours post fed (spot), by the relation of the daily mean creatinine excretion and the urine spot creatinine concentration. The urinary volume and PD excretion and urea estimated through the urine spot did not differ from that obtained from 24 h urine collection. The N-Microbial production estimated and obtained presenting maximum values of 198.05 and 196.96 g/day with the NPN levels of 5.33 and 4.44%, respectively. The milk allantoin concentration linearly decreased as the NPN increased in the diet and represented 4.5% of total PD excretion. The creatinine excretion was not influenced by the dietary NPN levels (23.41 mg/kg LW), while the estimated and obtained urea excretion, the plasma and milk urea and N-urea concentration linearly increased as the NPN increased in the diet. The plasma and milk N-urea concentration of 19-20 mg/dL and 24-25 mg/dL, respectively, represented the limit values from that would occur nitrogen compounds losses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

Efeitos do pneumoperitônio sobre a hemodinâmica e função renais de cães ventilados com volume e pressão controlados/ Effects of pneumoperitoneum on renal hemodynamics and function of dogs under volume and pressure-controlled ventilation/ Efectos del pneumoperitonio sobre la hemodinámica y función renal de perros ventilados con volumen y presión controlados

Almeida, Armando Vieira de; Ganem, Eliana Marisa
2004-06-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Não existem estudos que associem os efeitos determinados pelas modalidades ventilatórias às repercussões renais durante o pneumoperitônio. O objetivo deste trabalho foi avaliar as alterações na hemodinâmica e função renais determinadas pelo pneumoperitônio em cães com ventilação a volume e pressão controlados. MÉTODO: Dezesseis cães anestesiados com tiopental sódico e fentanil foram divididos em Grupo 1, volume controlado e Gru (mais) po 2, pressão controlada e submetidos a pneumoperitônio de 10 e 15 mmHg. Foram estudados fluxo sangüíneo renal, resistência vascular renal, depuração de para-aminohipurato de sódio, sódio plasmático, potássio plasmático, osmolalidade plasmática, depuração de creatinina, fração de filtração, volume urinário, osmolalidade urinária, depuração osmolar, depuração de água livre, depuração de sódio, excreção urinária de sódio, excreção fracionária de sódio, depuração de potássio, excreção urinária de potássio, excreção fracionária de potássio. Os dados foram coletados em 4 momentos. M1, antes do pneumoperitônio; M2, 30 minutos após pneumoperitônio com 10 mmHg; M3, 30 minutos após pneumoperitônio com 15 mmHg; M4, 30 minutos após a deflação do pneumoperitônio. RESULTADOS: As depurações de para-aminohipurato de sódio e creatinina permaneceram constantes em ambos os grupos durante o experimento. Os valores plasmáticos do sódio e do potássio não se alteraram. Ocorreu diminuição a partir de M2 da depuração e da excreção fracionária de potássio em ambos os grupos. CONCLUSÕES: As modalidades ventilatórias não determinaram diferenças na hemodinâmica renal entre os grupos estudados. O pneumoperitônio, ocasionando compressão do parênquima renal, pode ter determinado alterações na reabsorção e/ou secreção do potássio. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: No existen estudios que asocien los efectos determinados por las modalidades ventilatorias a las repercusiones renales durante el pneumoperitonio. El objetivo de este trabajo fue evaluar las alteraciones en la hemodinámica y función renal determinadas por el pneumoperitonio en perros con ventilación a volumen y presión controlados. MÉTODO: Dieciséis perros anestesiados con tiopental sódico y fentanil fueron divididos en Grupo 1, volumen c (mais) ontrolado y Grupo 2, presión controlada y sometidos a pneumoperitonio de 10 y 15 mmHg. Fueron estudiados flujo sanguíneo renal, resistencia vascular renal, depuración de para-aminohipurato de sodio, sodio plasmático, potasio plasmático, osmolalidad plasmática, depuración de creatinina, fracción de filtración, volumen urinario, osmolalidad urinaria, depuración osmolar, depuración de agua libre, depuración de sodio, excreción urinaria de sodio, excreción fraccionaria de sodio, depuración de potasio, excreción urinaria de potasio, excreción fraccionaria de potasio. Los datos fueron colectados en 4 momentos. M1, antes del pneumoperitonio; M2, 30 minutos después pneumoperitonio con 10 mmHg; M3, 30 minutos después pneumoperitonio con 15 mmHg; M4, 30 minutos después de la deflación del pneumoperitonio. RESULTADOS: Las depuraciones de para-aminohipurato de sodio y creatinina permanecieron constantes en ambos grupos durante el experimento. Los valores plasmáticos del sodio y del potasio no se alteraron. Ocurrió diminución a partir de M2 de la depuración y de la excreción fraccionaria de potasio en ambos grupos. CONCLUSIONES: Las modalidades ventilatórias no determinaron diferencias en la hemodinámica renal entre los grupos estudiados. El pneumoperitonio, ocasionando compresión del parenquima renal, puede tener determinado alteraciones en la reabsorción y/o secreción del potasio. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: There are no studies associating ventilatory mode effects on renal repercussions during pneumoperitoneum. This study aimed at evaluating pneumoperitoneum-induced renal hemodynamics and function changes in dogs under volume and pressure controlled ventilation. METHODS: This study involved 16 dogs anesthetized with sodium thiopental and fentanyl, which were divided in two groups: Group 1: volume controlled; and Group 2: pressure controlled, both s (mais) ubmitted to 10 and 15 mmHg pneumoperitoneum. The following parameters were evaluated: renal blood flow, renal vascular resistance, sodium para-aminohippurate clearance, plasma sodium, plasma potassium, plasma osmolality, creatinine clearance, filtration fraction, urinary volume, urinary clearance, osmolar clearance, free water clearance, sodium clearance, sodium urinary excretion, sodium fractional excretion, potassium clearance, potassium urinary excretion and potassium fractional excretion. Data were collected in 4 moments: M1 before pneumoperitoneum, M2, 30 minutes after 10 mmHg pneumoperitoneum, M3, 30 minutes after 15 mmHg pneumoperitoneum, M4, 30 minutes after pneumoperitoneum deflation. RESULTS: Sodium para-aminohippurate and creatinine clearance remained constant for both groups throughout the experiment. Plasma sodium and potassium were not changed. There has been potassium clearance and fractional excretion decrease as from M2 in both groups. CONCLUSIONS: Ventilatory modes have not promoted renal hemodynamic differences between groups. Pneumoperitoneum, by compressing renal parenchyma, may have determined changes in potassium reabsorption and/or secretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Técnicas para estimativa da digestibilidade e produção microbiana em bovinos/ Techniques for estimate of digestion and microbial production in bovine

Dias, Marcia; Leão, Maria Ignez; Detmann, Edenio; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Vasconcelos, Angela Maria de; Souza, Shirley Motta de; Paulino, Mário Fonseca; Murça, Tássio Bonomo
2008-03-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar estimativas de digestibilidade e de produção microbiana utilizando fibra em detergente neutro e ácido indigestível (FDNi e FDAi, respectivamente) e comparar a produção microbiana estimada pelos métodos das bases purinas e excreção urinária de derivados de purinas. Utilizaram-se quatro novilhas Holandês-Zebu com peso vivo médio inicial de 220 kg, fistuladas no rúmen e no íleo, mantidas em regime de confinamento com dieta à base de feno d (mais) e capim-Tifton (Cynodon spp.), oferecido ad libitum, e 1 kg de concentrado (27% PB). O experimento durou 60 dias: sete de adaptação à dieta (antes do primeiro período), três períodos experimentais de 15 dias cada e quatro dias de intervalo entre os períodos. Foram realizadas coleta total de fezes, coleta de digesta omasal e ileal, coleta de conteúdo ruminal para isolamento bacteriano e coleta de amostra spot de urina. Para determinação dos fluxos de digesta omasal e ileal, foram utilizados como indicadores a FDNi e a FDAi. As condições do rúmen foram favoráveis à produção microbiana, com valores de pH e N-NH3 de 6,7 a 6,9 e de 10,3 a 14,1 mg/dL, respectivamente. A recuperação da FDAi não diferiu de 100% e produziu estimativas similares à excreção fecal e à digestibilidade total, quando comparada à coleta total de fezes, diferentemente de FDNi. As estimativas da produção microbiana via quantificação de derivados de purinas em amostras spot de urina não foram similares às obtidas por procedimentos invasivos via fluxo de matéria microbiana omasal. Assim, recomenda-se utilização de FDAi para estimativas de digestibilidade total e parcial e, para a produção microbiana, a excreção urinária dos derivados de purinas. Resumo em inglês The objective was to evaluate the estimate of digestion and microbial production by using indigestible neutral and acid detergent fiber (iNDF and iADF respectively) and to compare microbial production estimated by purine bases in the omasum and urinary excretion of purine derivatives. Four rumen and ileum fistulated Holstein-Zebu heifers with average initial 220 kg LW was maintained in confined regime fed diet based on Tifton (Cynodon spp.) hay, offered ad libitum and 1kg (mais) of concentrate (27% CP). The experiment lasted 60 days: seven for adaptation to the diet (before the first period); three 15 day-experimental periods and four days of interval among periods. Total collection of feces, omasum and ileum digesta sampling, rumen contents sampling for bacterial isolation and sampling of urine spot were performed. For the determination of omasal and ileal flow, iNDF and iADF were used as markers. Rumen enviromment was favourable for microbial growth, showing pH values between 6.7 to 6.9 and NH3-N values from 10.3 to 14.1 mg/dL. Recovery of iADF did not differ from 100% and produced similar estimation for fecal excretion and total digestion, when compared to total fecal sampling, differently of iNDF. Estimation of microbial production through quantification of purine derivative in urine spot samples was not similar to the obtained by invasive procedure through omasal microbial matter. Thus, it is recommended to use iADF for partial and total digestion estimation and urinary excretion of purine derivative for microbial production estimation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Avaliação de alguns tratamentos na intoxicação por amônia em bovinos/ Evaluation of some treatments for ammonia poisoning in cattle

Kitamura, S.S; Antonelli, A.C; Maruta, C.A; Sucupira, M.C.A; Mori, C.S; Yonezawa, L.A; Michima, L.E.S; Soares, P.C; Ortolani, E.L
2010-12-01

Resumo em português Para avaliar tratamentos na intoxicação por amônia, 15 novilhos, infundidos com solução de cloreto de amônio, foram distribuídos em três grupos de cinco animais cada e tratados, como: 1 - grupo-controle (C), infundido com solução salina fisiológica (H); 2 - grupo O+H, medicado com aminoácidos do ciclo da ureia (O) e "H"; 3 - grupo O+F+H, o mesmo protocolo do grupo 2 acrescido de furosemida (F). Os animais foram monitorados, colhendo-se amostras sanguíneas e t (mais) odo volume urinário. Os tratamentos O+F+H e O+H promoveram melhora clínica pronunciada, em relação ao grupo H, isto é, permaneceram em estação, retornaram o movimento de rúmen e o apetite e recuperaram-se do edema pulmonar mais rapidamente. Observaram-se, nos grupos O+F+H e O+H, teores plasmáticos mais baixos de amônia e lactato-L, urina mais abundante, excreção pela urina de maior quantidade de amônio e ureia, depuração mais intensa de amônia do sangue e pH urinário mais baixo. Concluiu-se que os tratamentos propostos apresentaram ação efetiva principalmente por diminuírem a hiperamonemia, por meio da maior excreção renal de amônio e maior transformação hepática de amônia em ureia Resumo em inglês Fifteen yearling steers were used to evaluate treatments for ammonia intoxication. The animals subjected to ammonium chloride infusion were distributed into three groups of five animals each, and treated as following: 1 - control group (C), physiological saline solution (H) infusion; 2 - O+H group, urea cycle aminoacids (O) and "H" medication; and 3 - O+F+H group, the same protocol of group 2 plus furosemide (F). The animals were monitored by collection of blood samples a (mais) nd the whole urinary volume. O+F+H and O+H treatments promoted pronounced clinical improvement, in attention to H group, i.e., they remained in standing position, returned ruminal movement and appetite, and recovered more quickly from pulmonary edema. In O+F+H and O+H groups, minor plasmatic levels of ammonia and L-lactate, more abundant urine, major ammonium and urea amount excretion by urine, more intensive ammonia depuration from blood, and lower urinary pH were observed. It was concluded that the proposed treatments had effective action due to hyperammonemia decrease, by major renal ammonium excretion, and hepatic transformation of ammonia in urea

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Xantomatose cerebrotendínea: relato de dois casos/ Cerebrotendinous xanthomatosis: a two-case report

Torres, Pedro Paulo Teixeira e Silva; Vilela, Tiago Tavares; Costa, Fernando Henrique Abrão Alves da; Carneiro, Renato Duarte; Rocha, Luciana Garcia; Teixeira, Kim-Ir-Sen Santos
2010-04-01

Resumo em português Xantomatose cerebrotendínea é rara condição de natureza genética, na qual se observa redução na atividade da enzima hepática 27-hidroxilase, envolvida no metabolismo e excreção do colesterol. Consequentemente, depósitos de material lipídico (colesterol/colestanol) acumulam-se em diferentes regiões do organismo, principalmente tendões, sistema nervoso central e cristalino. Relatamos dois casos da doença em duas irmãs, mostrando os principais achados de imagem. Resumo em inglês Cerebrotendinous xanthomatosis is a rare genetic disorder characterized by a decrease in activity of the hepatic sterol 27-hydroxylase involved in the cholesterol metabolism and excretion. Consequently, lipid (cholesterol/cholestanol) deposition is observed in different regions of the body, especially tendons, central nervous system and eye lens. The present report describes the cases of two sisters affected by this disease, highlighting the main imaging findings.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Balanço de compostos nitrogenados e produção de proteína microbiana em novilhas leiteiras alimentadas com palma forrageira, bagaço de cana-de-açúcar e uréia associados a diferentes suplementos/ Nitrogenous compounds balance and microbial protein production in crossbred heifers fed forage cactus, sugar cane bagasse and urea associated to different supplements

Pessoa, Ricardo Alexandre Silva; Leão, Maria Ignez; Ferreira, Marcelo de Andrade; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Queiroz, Augusto César de
2009-05-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar o efeito da associação de palma forrageira ao bagaço de cana-de-açúcar e à uréia sobre o balanço de compostos nitrogenados e a produção de proteína microbiana em novilhas leiteiras recebendo ou não suplemento. Foram utilizadas 25 novilhas da raça Girolando, com peso vivo médio inicial de 227 kg, confinadas, distribuídas em delineamento experimental de blocos ao acaso, estabelecidos de acordo com o peso dos animais. A ração controle (s (mais) em suplemento) foi composta de 64,0% de palma forrageira, 30,0% de bagaço de cana-de-açúcar, 4,0% de mistura uréia:sulfato de amônio (9:1) e 2,0% de mistura mineral, com base na matéria seca (MS), e as rações experimentais, de 57,0% de palma forrageira, 26,0% de bagaço de cana-de-açúcar, 3,5% de mistura uréia:sulfato de amônio, 1,8% de mistura mineral e 11,7% de suplemento (0,5% do PV dos animais). Os suplementos testados foram: farelo de trigo, farelo de soja, farelo de algodão ou caroço de algodão. O balanço de nitrogênio não foi influenciado pelas dietas e apresentou valor médio de 49,3 g/dia. A suplementação com farelo de algodão ou com farelo de soja aumentou a excreção de nitrogênio na urina, a concentração de uréia e nitrogênio uréico no plasma e a excreção urinária de uréia e nitrogênio uréico. A associação da palma forrageira ao bagaço de cana-de-açúcar e à uréia, sem o uso de suplementos, permite eficiência de síntese microbiana de 105 gPBmic/kg de NDT consumido. A suplementação com caroço de algodão proporciona maior excreção urinária de alantoína e derivados de purina e melhor eficiência de síntese microbiana, portanto, é a mais indicada nestas condições. Resumo em inglês The objective of this work was to evaluate the effect of association of forage cactus to sugar cane bagasse and urea on nitrogenous compounds balance and microbial protein synthesis in milk heifers supplemented or not. Twenty-five Holstein-Gir crossbred heifers with average of 227 kg of LW were used, kept in feedlot system and assigned to a randomized block design, established in accordance with the weight of animals. The control ration was composed of 64.0% of forage cac (mais) tus, 30.0% of sugar cane bagasse, 4.0% of urea:ammonium sulphate mixture (9:1) and 2.0% of mineral mixture, in DM basis. The heifers were supplemented based on the live weight (0.5% of the LW). The supplements had characterized the treatments, together with the control treatment. The tested supplements were: wheat meal, soybean meal, cottonseed meal or whole cottonseed. The proportion of ingredients in experimental rations for supplemented animals was: 57.0% of forage cactus, 26.0% of sugar cane bagasse, 3.5% of urea:ammonium sulphate mixture, 1.8% of mineral mixture and 11.7% of supplement. The nitrogen balance was not influenced by treatments, presenting average value of 49.3 g/day. The cottonseed meal or soybean meal supplementation increased the nitrogen urinary excretion, the urea concentration and urea nitrogen in the serum and the urea urinary excretion and urea nitrogen. The association of forage cactus to sugar cane bagasse and urea, without the use of supplements allowed microbial synthesis efficiency of 105.0 gCPmic/kg of consumed TDN. The whole cottonseed supplementation provided greater alantoin and purine derivatives urinary excretion and better microbial synthesis efficiency, being, therefore, the most indicated in such conditions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Avaliação laboratorial do uso de solução salina hipertônica e isotônica e de furosemida no tratamento da intoxicação por amônia em bovinos/ Laboratorial evaluation of hypertonic and isotonic saline solution and furosemide use for the ammonia poisoning treatment in cattle

Kitamura, Sandra Satiko; Antonelli, Alexandre Coutinho; Maruta, Celso Akio; Sucupira, Maria Claudia Araripe; Mori, Clara Satsuki; Yonezawa, Letícia Andreza; Michima, Lilian Emy dos Santos; Soares, Pierre Castro; Ortolani, Enrico Lippi
2010-08-01

Resumo em português Para testar a eficiência de vários tratamentos de intoxicação por amônia em bovinos, foram utilizados 25 garrotes que receberam cloreto de amônio por infusão intravenosa (iv) até o surgimento de quadro convulsivo. Em seguida, os animais foram alocados em um dos cinco grupos experimentais e tratados da seguinte forma: 1) controle: infusão (iv) de 300mL de solução salina isotônica (SSI), no decorrer de 4h; 2) infusão (iv) de 30mL kg-1 PV de SSI no decorrer de 4 (mais) h e administração de 4L de água intraruminal por meio de sonda esofágica (ASE); 3) mesmo tratamento do grupo 2 e dose única (iv) de furosemida (2mg kg-1 PV) (F); 4) injeção (iv) de 5mL kg-1 PV de solução salina hipertônica (SSH) 7,2% nos primeiros 30min, seguida de 20mL kg-1 PV de SSI e 4L de ASE; 5) mesmo tratamento do grupo 4 e dose única de F. No decorrer de 4h após a convulsão, foram determinados os teores plasmáticos de amônia e glicose, ureia, creatinina, potássio e sódio séricos, volume e gravidade específica da urina, e excreção urinária de amônio e ureia. No momento da convulsão, os teores de amônia plasmáticos foram muito altos e idênticos em todos os tratamentos, mas no 120°min, nos grupos tratados com associação de SSH+SSI+ASE (grupos 4 e 5), houve diminuição desse metabólito. O uso de furosemida (grupos 3 e 5) não aumentou a excreção total de urina. A terapia com associação de SSH+SSI+ASE aumentou ainda o volume urinário e a excreção percentual urinária de ureia e amônia durante o período crítico da 1ª hora de tratamento, mas o uso de SSI+ASE (grupos 2 e 3) teve resultados intermediários. A eficiência do tratamento com SSH+SSI+ASE ou SSI+ASE foi superior ao grupo controle. Embora com efeito menor que o observado com SSH+SSI+ASE, a SSI+ASE promoveu melhora no quadro clínico geral e, ao término do experimento, promoveu também uma adequada desintoxicação da amônia. Resumo em inglês To test the efficiency of some treatments for ammonia poisoning in cattle, 25 steers were used. Ammonium chloride solution was infused intravenously (iv) in each steer until the onset of convulsive episode. Thereafter, the animals were distributed in one of the five different groups, as follows: 1) control: infusion (iv) of 300mL isotonic saline solution (ISS) throughout the following 4h; 2) infusion (iv) of ISS 30mL kg-1 BW throughout the following 4h and administration (mais) of 4L water (W) through stomach tube; 3) the same as group 2, plus a single dose (iv) 2g furosemide kg-1 BW (F); 4) injection of 5mL kg-1 BW hypertonic saline solution (HSS) (7.2%) (iv) throughout the first 30min, followed by 20mL kg-1 BW of ISS and 4L W.; 5) the same as group 4 and a single dose of F. For the next 4h after the convulsion, plasma concentration of ammonia and glucose, serum urea, creatinine, sodium and potassium, urine total volume and specific gravity, and urinary excretion of ammonium and urea were followed. At the convulsion, the ammonia blood levels were high and similar among the groups, but at the 120th min the animals treated with HSS+ISS+W (groups 4 and 5) had lower values than the control. Furosemide (groups 3 and 5) did not prevent an increase in the total excretion of urine. The therapy with HSS+ISS+W still increased the urinary volume and the total urinary excretion of urea and ammonium during the critical 1st h of treatment, while the use of ISS+W had intermediate results. The efficiency of the treatment with HSS+ISS+W or ISS+W was better than the control group. Although with lower efficiency as seen in the treatment with HSS+ISS+W, the ISS+W caused an improvement in the clinical picture and at the end of the experiment generated an adequate ammonia detoxification.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Estimação de parâmetros da cinética de trânsito de partículas em bovinos sob pastejo por diferentes seqüências amostrais/ Estimation of solid transit kinetics parameters in cattle under grazing by different sample series

Detmann, Edenio; Cecon, Paulo Roberto; Paulino, Mário Fonseca; Zervoudakis, Joanis Tilemahos; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Araújo, Cláudio Vieira de
2001-02-01

Resumo em português Objetivou-se, neste estudo, avaliar a capacidade de ajustamento de um modelo não-linear no processo de estimação dos parâmetros da cinética de trânsito de partículas de bovinos em pastejo, empregando-se diferentes seqüências de amostragem fecal. Foram utilizados cinco novilhos F1 Limousin x Nelore, fistulados no esôfago e rúmen, sob pastejo de Brachiaria decumbens, com suplementação concentrada, durante o período das águas. O experimento constituiu de três (mais) períodos experimentais, conduzido em delineamento em blocos casualizados. Empregou-se como indicador o cromo mordante, produzido a partir de amostras de extrusa. Ajustou-se às curvas de excreção fecal do indicador o modelo duplo exponencial tempo-dependente, empregando-se as seguintes seqüências amostrais: SEQ 1 - 22 coletas (seqüência amostral completa); SEQ 2 e SEQ 3 - 17 coletas (redução de pontos de coleta nas fases ascendente e descendente da curva, respectivamente); e SEQ 4 e SEQ 5 - 13 e 10 coletas fecais (redução do número de coletas em todo o perfil da curva). As seqüências reduzidas foram produzidas a partir da omissão de pontos específicos da seqüência amostral completa (SEQ 1). A comparação entre as estimativas dos parâmetros cinéticos e da excreção fecal; a análise descritiva do número de iterações necessário à convergência do modelo e do coeficiente de determinação; e a avaliação de falta de ajustamento não apontaram diferenças entre as seqüências. A análise residual apontou, contudo, melhorias quanto ao comportamento gráfico e perfil de corridas de sinal dos resíduos com a redução do número de coletas para SEQ 4 e SEQ 5. Em função de pequena perda de eficiência, avaliada frente à variância residual, observada em SEQ 5, recomenda-se o emprego de 13 coletas fecais (SEQ 4) para avaliação da curva de excreção fecal do indicador em estudos desta natureza. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate the fitness capacity of a non-linear model in the process parameter estimation of the solid transit kinetics of bovine at pasture, using different sequences of fecal sampling. Five F1 Limousin X Nellore steers, fistulated in esophagus and rumen on Brachiaria decumbens grazing and concentrate supplemented during the rainy season period were used. The experiment was developed in three experimental periods; in a randomized complete (mais) ly blocks design. Chromium mordant, produced from extrusa samples, was used as marker. The double exponential time-dependent model was adjusted to the curves of fecal excretion of marker, and the following sample sequences were used: SEQ 1 - 22 samples (complete sample sequence); SEQ 2 and SEQ 3 - 17 samples (reduction of collection points in the ascendant and descendent phases of the curve, respectively); and SEQ 4 and SEQ 5 - 13 and 10 fecal samples (reduction of the number of samples in the whole profile of the curve). The reduced sequences were produced starting from the omission of specific points of the complete sample sequence (SEQ 1). The comparison among the estimates of the kinetic parameters and fecal excretion; the descriptive analysis of the necessary number of iterations to the convergence of the model and of the determination coefficient; and the evaluation of lack of fitness showed no differences among the sequences. However, the residual analysis pointed improvements in the graphic behavior and runs of signal profile of the residues with the reduction of the number of collections in SEQ 4 and SEQ 5. In function of small efficiency loss, evaluated from the residual variance, observed in SEQ 5, the employment of 13 fecal collections (SEQ 4) for evaluation of the fecal excretion curve of the marker in similar studies was recommended.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Efeito da suplementação de L-arginina sobre a secreção de hormônio do crescimento e fator de crescimento semelhante à insulina em adultos/ Effect of L-arginine supplementation on secretion of human growth hormone and insuline-like growth factor in adults

Fayh, Ana Paula Trussardi; Friedman, Rogério; Sapata, Katiuce Borges; Oliveira, Alvaro Reischak de
2007-06-01

Resumo em português Baseado nos pressupostos de que a infusão de aminoácidos pode aumentar a secreção de hormônio de crescimento (GH), e que o metabolismo deste hormônio está relacionado com a secreção do fator de crescimento semelhante à insulina (IGF-I), o objetivo deste estudo foi verificar o efeito da suplementação de L-arginina sobre o GH e IGF-I em adultos. Participaram do estudo 17 indivíduos do sexo masculino, que foram randomizados para receber L-arginina (n= 10) ou pla (mais) cebo (n= 7), sete gramas ao dia, durante um período de sete dias. Antes e após o período de suplementação, os voluntários realizaram coleta de sangue em jejum para verificação dos níveis séricos de GH e IGF-I, bem como coleta de urina para verificação da excreção de uréia. Ao final do período experimental, verificamos que o grupo que recebeu L-arginina aumentou a excreção de uréia na urina (de 2684,1 ± 475,2 mg/dl para 2967,2 ± 409,7 mg/dl, p= 0,002), entretanto não modificou significativamente a secreção dos hormônios avaliados. O grupo que recebeu placebo não alterou significativamente nenhum parâmetro avaliado. A suplementação de L-arginina durante sete dias mostrou-se ineficaz para aumentar a secreção de GH e IGF-I em indivíduos adultos do sexo masculino. Resumo em inglês Based on presumptions that the infusion of amino acids can augment the release of human growth hormone (hGH) and that this metabolism is related with secretion of insulin-like growth factor I (IGF-I), the purpose of this study was to verify the effect of L-arginine supplementation on GH and IGF-I in adults. Seventeen male individuals participated on the study and were randomized to receive L-arginine (n= 10) or placebo (n= 7), seven grams per day for seven days. Before an (mais) d after the supplementation period, the volunteers realized blood collection in fasting to verify both GH and IGF-I levels, as well as urine collection to verify urea excretion. At the end of the experimental period, it was verified that the group that received L-arginine augmented the urea in urine excretion (to 2684.1 ± 475.2 mg/dl from 2967.2 ± 409.7 mg/dl, p= 0.002), therefore it did not alter significantly the release of hormones evaluated. The group which received placebo did not alter significantly any evaluated parameters. The L-arginine supplementation during seven days was ineffective to augment both GH and IGF-I release in individual male adults.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Metabolismo mineral em bubalinos com ingestões de diferentes níveis de fósforo/ Mineral metabolism in buffaloes fed different phosphorus levels

Souza, Nedilse Helena de; Franzolin, Raul; Soares, Weber Vilas Bôas
2009-06-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar os efeitos da ingestão diária de quatro níveis de fósforo (8, 12, 15 e 18 g) sobre o metabolismo de macrominerais (P, Ca, Mg, Na, K e S), incluindo a ingestão, a concentração no rúmen, a taxa de passagem do líquido ruminal, a excreção nas fezes e a disponibilidade aparente. Utilizaram-se quatro bubalinos adultos com fístulas ruminais em delineamento quadrado latino (4 × 4) com dieta total constituída de cana-de-açúcar como volumoso (85 (mais) %) e concentrado formulado com um dos níveis de fósforo. Os níveis de fósforo não ocasionaram diferença significativa na concentração mineral no rúmen de nenhum mineral estudado. A concentração média de fósforo no conteúdo ruminal foi de 0,98% na matéria seca, enquanto o teor de fósforo nas rações variou de 0,12 a 0,34%, comprovando alta reciclagem de fósforo pela saliva. Níveis crescentes de fósforo na dieta, variando de 8 a 18 g/animal/dia, não influenciam as disponibilidades de cálcio e magnésio. Com o nível de fósforo de 15 g/dia, houve melhor utilização do fósforo da dieta. A ingestão de níveis crescentes de fósforo em g/kg0,75 (X) promoveu aumento linear na excreção fecal desse mineral em g/kg0,75 (Y) e baixos valores de disponibilidade do fósforo, que pode ser estimado pela equação Y = 0,03 + 0,610X, o que indica deficiência desse elemento mineral na dieta para o metabolismo animal. Resumo em inglês The objective was to evaluate the effects of daily intake of four levels of phosphorus (8, 12, 15 and 18 g) on the metabolism of macro minerals (Ca, P, Mg, Na, K and S), including the intake, concentration in rumen, ruminal fluid passage rate, excretion in feces and apparent availability. Four rumen-fistulated buffaloes were allotted to a 4 × 4 Latin Square, with total diet composed by sugar cane as forage (85%) and concentrate formulated for each different phosphorus le (mais) vels. Phosphorus levels did not caused difference in mineral concentration in the rumen of any mineral studied. Mean phosphorus concentration in the rumen content was 0.98% in the dry matter basis, whereas phosphorus content in diet ranged from 0.12 to 0.34%, demonstrating high recycling of phosphorus by saliva. Increasing phosphorus levels in the diet ranging from 8 to 18 g/anim/day did not affect the calcium and magnesium availability. Better use of phosphorus of the diet was observed at the level 15 g/day of phosphorus. The intake of increasing phosphorus levels in g/kg0.75 (X) promoted a linear increase in fecal excretion of this mineral in g/kg0.75 (Y), and low phosphorus availability values, which could be estimated using the regression equation Y = 0.03 + 0.610X, that indicate deficiency of this mineral in the diet for animal metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Porfirias agudas: aspectos laboratoriais/ Acute porphyrias: biochemical findings

Prauchner, Carlos André; Emanuelli, Tatiana
2002-09-01

Resumo em português As porfirias são causadas por deficiência parcial de uma das enzimas da via de biossíntese do heme, caracterizando-se por disfunções neuroviscerais bastante semelhantes. As porfirias agudas são decorrentes da deficiência das enzimas delta-aminolevulinato desidratase (ALAD), porfobilinogênio desaminase, coproporfirinogênio oxidase ou protoporfirinogênio oxidase, que provocam, respectivamente, porfiria por deficiência da ALAD, porfiria aguda intermitente, copropo (mais) rfiria hereditária e porfiria variegada. Todas as porfirias agudas caracterizam-se por um aumento na concentração de ácido 5-aminolevulínico no plasma e no líquor, acompanhado de um aumento na excreção urinária deste composto. Dependendo do tipo de porfiria aguda que acomete o paciente, podem ser observados ainda aumentos na excreção urinária de outros precursores porfirínicos e mesmo de porfirinas. Os casos de porfirias agudas podem ser detectados pela dosagem de porfirinas e seus precursores na urina, sangue e fezes. A triagem das famílias portadoras é importante para detectar casos latentes, pois a expressão clínica da doença geralmente está ligada a fatores ambientais ou adquiridos que provocam os ataques agudos. A identificação de portadores pode ser realizada através da determinação da atividade das enzimas da via de biossíntese do heme no sangue e mais recentemente através da análise do DNA. Resumo em inglês Porphyrias are disorders characterized by identical neurological disfunctions arising from an enzymatic defect in the heme biosynthetic pathway. The acute porphyrias, namely 5-aminolevulinic acid dehydratase porphyria, acute intermittent porphyria, hereditary coproporphyria and variegate porphyria are caused respectively by deficiencies in the enzymes 5aminolevulinic acid dehydratase, porphobilinogen deaminase, coproporphyrinogen decarboxilase and protoporphyrinogen oxida (mais) se. Acute porphyrias are characterized by an increase of plasma and liquor 5aminolevulinic acid levels, followed by increased urinary excretion of this compound. Increases in the urinary excretion of porphyrins or other porphyrin precursors may be observed depending on the type of acute porphyria. Diagnosis of acute porphyria cases rests on the measurement of porphyrins or porphyrin precursors in urine, blood and faeces. Since the clinical manifestations are generally triggered by ambiental or acquired factors, screenings for gene carriers among relatives of AIP are important to identify latent cases. The diagnosis of gene carriers was usually based on the determination of the activity of blood heme biosynthetic enzymes and more recently on DNA analysis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

Casca de café em dietas para vacas em lactação: balanço de compostos nitrogenados e síntese de proteína microbiana/ Coffee hulls in diet of lactating dairy cows: nitrogen balance and microbial protein synthesis

Souza, Alexandre Lima de; Garcia, Rasmo; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Pereira, Mara Lúcia Albuquerque; Cabral, Luciano da Silva; Valadares Filho, Sebastião de Campos
2006-08-01

Resumo em português Avaliaram-se o balanço de compostos nitrogenados e a síntese de proteína microbiana (PBmic) de vacas alimentadas com dietas contendo diferentes níveis de casca de café (0,0; 8,75; 17,5 e 26,25% da MS, correspondentes a 0,0; 3,5; 7,0 e 10,5% de casca de café na MS total da dieta) em substituição ao milho na ração concentrada. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandesa com produção média de leite de 23,4 kg. A síntese de PBmic foi estimada utilizando-se os d (mais) erivados de purinas na urina e no leite. Amostras de urina spot dos animais foram coletadas aproximadamente 4 horas após a alimentação da manhã. A análise de regressão não detectou efeito dos níveis de casca de café sobre o consumo de nitrogênio total (441,3 g.dia) e a excreção de N na urina (190,8 g/dia) e no leite (114,7 g/dia). A casca de café aumentou a excreção de N nas fezes e promoveu balanço de N negativo. As excreções de alantoína na urina (294,6 mmol/dia), alantoína no leite (21,3 mmol/dia), ácido úrico na urina (42,3 mmol/dia) e de derivados de purinas totais (358,2 mmol/dia) e a síntese de proteína microbiana (266,3 g/dia) não foram influenciadas pela adição de casca de café. Todavia, a casca de café não alterou a eficiência de síntese de PBmic, estimada em 136,8 g de PBmic/kg de nutrientes digestíveis totais. Resumo em inglês The effects of replacing ground corn with coffee hulls on N balance and microbial protein synthesis of lactating dairy cows were evaluated in this trial. Twelve crossbred Holstein-Zebu cows yielding on average 23.4 kg/day of milk were used. The microbial protein synthesis was estimated by excretion of purine derivatives in urine and milk. Animas were fed diets containing the following coffee hulls levels (% DM): 0.0, 3.5, 7.0 or 10.5%. Spot urine samples were collected ap (mais) proximately 4 hours post-feeding. Regression analysis showed no effects of dietary coffee hulls levels on total nitrogen intake (441.3 g/day) and excretion of urine N (190.8 g/day) and milk N (114.7 g/day). However, feeding coffee hulls to lactating dairy cows increased fecal N excretion resulting in negative N balance. The increased dietary levels of coffee hulls did not affect excretions of milk allantoin (294.6 mmol/day), urinary allantoin (21.3 mmol/day), uric acid (42.3 mmol/day), and purine derivatives (358.2 mmol/day). Microbial protein synthesis estimated by urinary excretion of purine derivatives averaged 266.3 g/day and did not differ across diets. In addition, efficiency of microbial protein synthesis averaged 136.8 g of microbial N per kg/TDN and also did not differ among diets.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

51

Farelo da vagem de algaroba em dietas para cabras lactantes: parâmetros ruminais e síntese de proteína microbiana/ Mesquite pod meal in diets of lactating goats: ruminal parameters and microbial efficiency synthesis

Argôlo, Lizziane da Silva; Pereira, Mara Lúcia Albuquerque; Dias, João Carlos Teixeira; Cruz, Jurandir Ferreira da; Del Rei, Antonio Jorge; Oliveira, Carlos Alberto Santana de
2010-03-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar os efeitos da adição de farelo da vagem de algaroba (0; 33,3; 66,7 e 100%) em substituição ao fubá de milho sobre a excreção de derivados de purina, estimada com coleta total de urina, e sobre os parâmetros ruminais (pH, amônia e ácidos graxos voláteis) de cabras em lactação. Utilizaram-se oito cabras adultas lactantes distribuídas em dois quadrados latinos 4 × 4 e alimentadas com dietas isoproteicas, compostas de 40% de silagem de capi (mais) m-elefante e 60% de concentrado. Não houve efeito significativo da adição de farelo da vagem de algaroba sobre os parâmetros ruminais. O pH manteve-se em faixa adequada, entre 6,85 e 7,03, e a concentração média de nitrogênio amoniacal ruminal foi de 6,97 mg de N/100 mL de fluido ruminal. As concentrações de acetato e propionato variaram de 9,47 a 10,54 e de 4,79 a 6,58 mM, respectivamente. As excreções (mmol/dia) de alantoína, ácido úrico, xantinahipoxantina, a quantidade (mmol/dia) de purinas absorvidas, o fluxo intestinal (g/dia) de nitrogênio microbiano e a eficiência de síntese microbiana (PM/kg NDT) apresentaram resposta linear negativa à substituição do fubá de milho pelo farelo da vagem de algaroba. A estimativa da síntese de proteína microbiana em cabras deve ser calculada pela excreção de derivados de purinas a partir de equações obtidas com caprinos. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate the effect of adding mesquite pod meal (0, 33.3, 66.7 and 100%) to substitute corn meal on purin derivative the excretion, estimated by total urine collection, and on the ruminal parameters (pH, ammonia and volatile fatty acids). Eight lactating goats were used and distributed in a 4 × 4 Latin square and fed iso-protein diets consisting of 40% elephant grass silage and 60% concentrate. There was no significant effect from addin (mais) g mesquite pod meal on the ruminal parameters. The pH ranged from 6.85 to 7.03 and the ruminal ammonia concentration averaged 6.97 mg/100 mL. The acetate and propionate concentrations ranged from 9.47 to 10.54 and 4.79 to 6.58 mM, respectively. The excretion (mmol/day) of allantoin, uric acid and xanthine-hypoxanthine, the quantity of absorbed purines, the nitrogen microbial intestinal flow (g/day), microbial nitrogen synthesis (g/day) and efficiency of microbial protein synthesis efficiency, expressed in g of microbial crude protein/kg of the total digestible nutrients, presented linear negative response to corn replacement with mesquite pod meal. Microbial synthesis in goats must be estimated by the purine derivatives excretion using equations obtained from goats.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

52

Mucopolissacaridose tipo VI (síndrome de Maroteaux-Lamy): avaliação da mobilidade articular e das forças de garra e de pinça/ Mucopolysaccharidosis type VI (Maroteaux-Lamy syndrome): assessment of joint mobility and grip and pinch strength

Cardoso-Santos, Antonio; Azevedo, Ana C. M. M.; Fagondes, Simone; Burin, Maira G.; Giugliani, Roberto; Schwartz, Ida V. D.
2008-04-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever o perfil de mobilidade articular e das forças de garra e de pinça de indivíduos com MPS VI, além de sua correlação com a excreção urinária de glicosaminoglicanos, atividade da ARSB e distância percorrida no teste de caminhada de 6 minutos. MÉTODOS: Estudo observacional de 28 pacientes com MPS VI, não submetidos a tratamento específico. Todos os pacientes foram avaliados em relação à amplitude da mobilidade articular, forças de garra e (mais) de pinça, excreção urinária de glicosaminoglicanos, atividade da ARSB e teste de caminhada de 6 minutos. RESULTADOS: Demonstrou-se maior comprometimento de flexão de ombro, sem correlação com a idade, e da extensão de joelho e flexão de cotovelo, estas últimas correlacionadas negativamente com a idade. A força de garra mostrou-se comprometida em todos os pacientes, e a força de pinça apresentou correlação positiva com idade. CONCLUSÕES: A restrição da flexão de ombro, sem correlação com a idade, sugere que este achado esteja presente precocemente na MPS VI e se constitua em sinal clínico importante para suspeita diagnóstica desta doença. A amplitude da extensão de joelho e da flexão de cotovelo, por sua vez, por apresentarem correlação negativa com a idade, são possíveis marcadores da evolução da doença. Estudos adicionais são necessários para confirmação dessas hipóteses. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe the profile of joint mobility and grip and pinch strength of MPS VI patients and to correlate this with urinary excretion of glycosaminoglycans (GAGs), ARSB activity, and the distance covered in a 6-minute walking test (6MWT). METHODS: This was an observational study of 28 patients with MPS VI, who had not undergone specific treatment. All patients were assessed for amplitude of joint mobility (shoulder, elbow, and knee), grip and pinch strength and (mais) urinary GAG excretion and also performed the 6MWT. RESULTS: Shoulder flexion exhibited the greatest limitation, with no correlation with age, followed by knee extension and elbow flexion, both of which were correlated inversely with age. Hand grip strength was compromised in all patients, and pinch strength exhibited a positive correlation with age. CONCLUSIONS: The fact that restricted shoulder flexion was not correlated with age suggests that this finding is present early on in MPS VI and that it constitutes an important clinical sign that should arouse diagnostic suspicion of this disease. The amplitude of knee extension and elbow flexion, in turn, are possible markers of disease progression since they have a negative correlation with age. Further studies are needed to confirm these hypotheses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Farinha de penas hidrolisada em dietas de ovinos/ Hydrolyzed feather meal in sheep diets

Branco, Antonio Ferriani; Coneglian, Sabrina Marcantonio; Mouro, Gisele Fernanda; Santos, Geraldo Tadeu dos; Zeoula, Lúcia Maria; Bumbieris, Valter Harry
2003-12-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi avaliar a digestibilidade aparente dos nutrientes, o balanço de nitrogênio e a concentração plasmática da uréia em dietas para ovinos com diferentes níveis de inclusão de farinha de penas hidrolisada. Foram utilizados cinco ovinos machos, castrados, com 50 kg de peso vivo. O delineamento utilizado foi o quadrado latino 5 x 5, em que os tratamentos consistiram em níveis de 0, 25, 50 , 75 e 100% de substituição do farelo de soja mais (mais) uréia pela farinha de penas. O método utilizado para a determinação da digestibilidade e do balanço de nitrogênio foi a colheita total de fezes e urina. A ingestão da proteína bruta sofreu efeito quadrático, enquanto sua digestão sofreu efeito linear negativo, com a substituição do farelo de soja mais uréia pela farinha de penas hidrolisada. Houve efeito linear positivo na excreção fecal e negativo na digestibilidade de matéria seca (MS), matéria orgânica (MO), proteína bruta (PB) e fibra em detergente neutro (FDN), com a inclusão da farinha de penas. Essa inclusão também influenciou de forma linear decrescente a ingestão de nutrientes digestíveis totais (NDT) e seu valor para as dietas. A inclusão da farinha de penas influenciou todas as variáveis estudadas no balanço de nitrogênio. Houve efeito linear crescente na excreção de nitrogênio nas fezes e na urina e decrescente na digestibilidade da matéria seca e na concentração de uréia plasmática. Quanto ao nitrogênio consumido e retido houve efeito quadrático dos níveis de substituição. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate apparent digestibility of nutrients, nitrogen balance and plasma urea nitrogen in diets with different levels of hydrolyzed feather meal inclusion. Five wethers with 50 kg of live weight were used. A 5 x 5 Latin square experimental design was used and the treatments were as following: 0, 25, 50, 75 and 100% replacement of soybean meal plus urea by hydrolyzed feather meal. Total feces and urine collection was used for apparent di (mais) gestibility of nutrients and nitrogen balance. Hydrolyzed feather meal inclusion produced a quadratic response for protein intake and a negative linear response for protein digestion. Fecal excretion increased linearly and digestibility decreased linearly for dry matter (DM), organic matter (OM), crude protein (CP) and neutral detergent fiber (NDF) with hydrolyzed feather meal inclusion. Hydrolyzed feather meal inclusion decreased linearly total digestible intake and produced a linear effect for all variables evaluated in nitrogen balance. There was a positive response for feces and urine nitrogen excretion and a negative response for dry matter digestibility and plasma urea nitrogen. There was a quadratic effect for intake nitrogen and nitrogen retention.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Avaliação da matriz nutricional da enzima fitase em rações contendo sorgo para poedeiras comerciais/ Evaluation of the nutritional matrix values for phytase enzyme in laying hens diets with sorghum

Ligeiro, Elaine Cristina; Junqueira, Otto Mack; Filardi, Rosemeire da Silva; Laurentiz, Antonio Carlos de; Duarte, Karina Ferreira; Marchizeli, Patricia de Cassia Andrade
2009-10-01

Resumo em português Avaliaram-se os efeitos da inclusão de fitase e de sua matriz nutricional em rações contendo sorgo sobre o desempenho das aves, a qualidade dos ovos, a ingestão e a excreção e retenção de fósforo e nitrogênio em poedeiras comerciais. Utilizaram-se 180 poedeiras comerciais, distribuídas em delineamento inteiramente ao acaso em esquema fatorial 2 × 2 + 1, com dois níveis de fitase (0 e 500 FTU/kg de ração) e dois níveis de substituição do milho pelo so (mais) rgo (50 e 100%) e uma ração testemunha (isenta de sorgo e fitase), constituindo cinco tratamentos com seis repetições de seis aves. As rações foram à base de milho e farelo de soja, sem fitase e sorgo, considerando a matriz nutricional da fitase. O desempenho e a qualidade dos ovos foram avaliados em quatro períodos de 28 dias. Ao final do experimento, um ensaio de metabolismo foi realizado para quantificar a ingestão, excreção e retenção aparente de fósforo e nitrogênio e avaliar a viabilidade econômica das rações. Ao considerar a matriz nutricional da fitase, as exigências em energia, cálcio, fósforo, proteína e aminoácidos foram atendidas, mesmo com a redução dos níveis nutricionais da dieta, e o desempenho e a qualidade dos ovos não foram comprometidos. A adição de fitase nas rações possibilitou reduzir todos os parâmetros econômicos avaliados. O sorgo pode substituir totalmente o milho e ser o único grão energético da dieta. Resumo em inglês The effects were assessed of including phytase and its nutritional matrix in diets containing sorghum on the performance of the birds, egg quality, intake and phosphorus excretion and retention in laying hens. One hundred and eighty laying hens were arranged in a randomized complete design in a 2 × 2 + 1 factorial arrangement with two phytase levels (0 and 500 FTU/kg diet), two levels of corn replacement for sorghum (50 and 100%) and a control diet (without phytase a (mais) nd sorghum) forming five treatments and six replications of six birds. The diets were based on corn and soybean meal, without phytase and sorghum, considering the phytase nutritional matrix. Performance and egg quality were determined in four 28-day periods. At the end of the experiment, a metabolism trial was carried out to quantify intake, excretion and apparent retention of phosphorus and nitrogen and to assess the economic viability of the diets. When the phytase nutritional matrix was considered, the energy, calcium phosphorus, protein and amino acid requirements were met, even with a reduction in the nutritional levels of the diet, and performance and egg quality were not affected. Adding phytase to the diets decreased all the economic parameters. Sorghum can be used to totally replace corn, and can be the only energy grain in the diet.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Modelagem comparativa da cinética da fase sólida do capim-elefante picado, suplementado ou não com concentrados, e fornecido a vacas Holandês x Zebu em lactação/ Comparative modeling of chopped elephantgrass particulate kinectics in crossbred lactating cows receiving or not concentrate supplement

Lopes, F.C.F.; Oliveira, J.S.; Paciullo, D.S.C.; Aroeira, L.J.M.; Deresz, F.; Morenz, M.J.F.; Duque, A.C.A.; Elyas, A.C.W.
2008-06-01

Resumo em português Foram comparadas as estimativas da cinética da fase sólida do capim-elefante (Pennisetum purpureum, Schum.) picado, mordentado com cromo (Cr), obtidas do ajuste de dois modelos não-lineares (bicompartimental tempo-independente e multicompartimental tempo-dependente) a resultados de excreção fecal de vacas Holandês x Zebu em lactação. Utilizaram-se dados de dois experimentos realizados em anos diferentes com capim-elefante cortado aos 60 e 45 dias, e suplementado, (mais) 3,3kg/vaca/dia, base matéria natural, ou não com concentrados. Foram utilizadas quatro e três vacas, respectivamente, no primeiro e no segundo ano de experimentação, havendo sempre duas fases de coleta de dados, necessárias para permitir que cada vaca pudesse ser avaliada em cada tratamento. As taxas de passagem ruminal estimadas variaram de 3,0 a 3,2%/h no modelo bicompartimental tempo-independente, e de 2,6 a 3,0%/h no modelo multicompartimental tempo-dependente, enquanto as respectivas taxas de passagem pós-ruminal variaram de 4,9 a 7,4%/h e de 7,4 a 10,9%/h. Os tempos médios de retenção do capim-elefante no trato gastrintestinal das vacas variaram de 66,0 a 76,2h no modelo bicompartimental tempo-independente, e de 48,1 a 57,8h no modelo multicompartimental tempo-dependente. O processo de dependência de tempo imposto pelo modelo multicompartimental permitiu melhor ajuste aos dados de excreção fecal do Cr, em relação ao modelo bicompartimental. Resumo em inglês Particulate kinetics estimates of chopped elephantgrass (Pennisetum purpureum, Schum.) mordanted with Chromium (Cr) were obtained and compared by the adjustment of two nonlinear models - age-independent double-compartmental model and age-dependent multicompartmental model - to a Cr faecal excretion dates of lactating crossbred Holstein x Zebu cows. Results from two trials carried out in different years with elephantgrass cut at 60 and 45 days of growth and supplemented, 3 (mais) ,3 kg/cow/day, wet basis, or not with concentrates were used. Four cows in the first and three cows in the second year were used and in each year there were two phases of collection of data, necessary to allow that each cow could be evaluated in each treatment. The ruminal particulate passage rates of chopped elephantgrass ranged from 3.0 to 3.2%/h in age-independent double-compartmental model, and from 2.6 to 3.0%/h in age-dependent-multicompartmental model, while that the respective post-ruminal passage rates ranged from 4.9 to 7.4%/h and from 7.4 to 10.9%/h. The total mean retention time of the elephantgrass in the gastrointestinal tract ranged from 66.0 to 76.2 h in age-independent double-compartmental model, and from 48.1 to 57.8 h in age-dependent-multicompartmental model. The implicit assumption of age-dependence for the multicompartimental model allowed better fit to the data of faecal excretion Cr than that one of the double-compartmental model.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Ezetimiba: farmacocinética e terapêutica/ Ezetimibe: pharmacokinetics and therapeutics

Araújo, Renata G.; Casella Filho, Antonio; Chagas, Antonio Carlos P.
2005-10-01

Resumo em português Ezetimiba é um inibidor da absorção do colesterol que é glucuronidado no fígado após sua rápida absorção nos enterócitos, onde juntamente com os seus metabólitos, exerce as suas ações hipolipidêmicas, reduzindo a absorção do colesterol através da inibição do transporte do colesterol por enzimas transportadoras específicas. Esta droga pode ser utilizada uma vez ao dia, em função de sua meia-vida plasmática prolongada e normalmente é muito bem tolera (mais) da. A eliminação da ezetimiba e de seus metabólitos é feita principalmente pela excreção fecal. Em geral, o uso da ezetimiba isolada promove modestos efeitos no LDL plasmático, entretanto, quando combinada às estatinas, importantes mudanças no perfil lipídico podem ser observadas. Resumo em inglês Ezetimibe is an inhibitor of cholesterol absorption that is liver glucuronized after its rapid absorption, and is mobilized to the enterocytes, where together with its metabolites it exerts hypolipidemic effects, avoiding the absorption of cholesterol, through the reduction of specific cholesterol-transporter enzymes in the gut. This drug can be given once daily due to its prolonged plasma half-life, and is usually very well-tolerated. Elimination of ezetimibe and its met (mais) abolites is mainly via fecal excretion. In general, the use of ezetimibe alone promotes modest effects on plasma LDL-c, however, when combined with statins, a remarkable change in the lipid profile can be observed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Doença de Wilson: diagnóstico clínico e sinais das "faces do panda" à ressonância magnética. Relato de caso/ Wilson's disease: clinical diagnosis and "faces of panda" signs in magnetic resonance imaging. Case report

Brito, José Correia de Farias; Coutinho, Mário de Almeida Pereira; Almeida, Hermano José Falcone de; Nóbrega, Paulo Virgolino da
2005-03-01

Resumo em português Homem de 25 anos de idade foi internado com sintomatologia polimorfa típica das afecções dos gânglios da base, associada a manifestações psiquiátricas. Fez uso de periciazina; no entanto, a suspensão do medicamento não melhorou a sintomatologia. Foi estabelecido o diagnóstico de doença de Wilson pela visualização do anel de Kayser-Fleischer através de exame com lâmpada de fenda e pelos exames laboratoriais que mostraram diminuição da ceruloplasmina plasm� (mais) �tica e aumento de excreção de cobre urinário. A ressonância magnética, ponderada em T2, em cortes axiais do mesencéfalo e ponte, evidenciou imagens das "faces do panda". Resumo em inglês A 25 year-old man was admitted with polimorph symptomatology resembling basal ganglia disease associated with psychiatric manifestations. The patient had been treated with pericyazine. The drug was stopped but the symptomatology did not improve. The diagnosis of Wilson's disease was established through ophthalmologic examination with slit-lamp that revealed the Kayser-Fleischer ring and laboratory abnomalities showing a low serum ceruloplasmin level and increased urinary (mais) copper excretion. T2-weighted axial magnetic resonance imaging demonstrated the " face of panda signs" in the midbrain and pons.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Variações diárias nas excreções de creatinina e derivados de purinas em novilhas/ Daily variation in the urinary excretion of creatinine and purine derivatives in heifers

Leal, Thalita Lázaro; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Campos, José Maurício de Souza; Detmann, Edenio; Barbosa, Analívia Martins; Teixeira, Rafael Monteiro Araújo; Marcondes, Marcos Inácio
2007-08-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar as variações nas excreções diárias de creatinina e de uréia na urina utilizando coletas durante seis dias consecutivos em novilhas de origem leiteira; avaliou-se também o efeito da duração do período de coleta sobre a estimativa da produção microbiana obtida a partir dos derivados de purinas na urina. Utilizaram-se onze novilhas de grau de sangue predominantemente Holandês, com 287 ± 49 kg, considerando o grupo de animais como amos (mais) tra aleatória simples da população. Para comparação entre dias de coletas, empregou-se análise de variância como ferramenta para isolamento do erro puro, adotando-se modelo constituído pelo efeito aleatório de animal e pelo efeito fixo de dia de avaliação. O volumoso foi constituído de silagem de milho fornecida à vontade. Diariamente, foram fornecidos 2,0 kg de concentrado por animal. O período experimental teve duração de seis dias, pois os animais já estavam adaptados à dieta. As coletas de urina foram realizadas utilizando-se sondas de Folley nº 22 ou 26, sendo determinado o volume urinário diário. As excreções urinárias de creatinina, uréia, alantoína, ácido úrico e derivados de purinas totais não foram afetadas pelos dias de coleta de urina. Do mesmo modo, a quantidade estimada de proteína microbiana não diferiu entre os dias de coleta de urina. O valor médio para a excreção de creatinina foi de 30,5 mg/kgPV, 124,84 mg/kg0,75 ou 1,1 mmol/kg0,75. A ausência de efeito de número de dias sobre a excreção de creatinina tem grande aplicação prática, pois, além de reduzir o trabalho com tempos longos de coleta, permite a redução dos custos da pesquisa, podendo ser recomendadas coletas de urina com duração de 24 horas. Resumo em inglês The objective of this trial was to investigate the daily variation in the urinary excretions of creatinine and nitrogen compounds in dairy heifers. It was also of particular interest to determine whether or not estimation of microbial protein synthesis is affected by the number of urinary sampling days. Eleven dairy Holstein heifers averaging 287 ± 49 kg of body weight (BW) in the beginning of the trial were used. Samples of urine were collected during six consecut (mais) ive days using N. 22 or 26 Folley catheters. Number of sampling days was compared by analysis of variance. The model included animal as random and sampling day as fixed effects. Animals were fed corn silage "ad libitum" plus 2 kg of concentrate. Urinary excretions of creatinine, urea, allantoin, uric acid, and total purine derivatives and estimation of microbial protein synthesis were not affected by the number of urinary sampling days. Excretion of creatinine in urine averaged 30.5 mg/kg BW, 124.84 mg/kg0.75 or 1.1 mmol/kg0.75. It can be concluded that no more than 24 h (one sampling day) of urine collection was required to accurate determine excretion of nitrogenous compounds, which has important practical applications due to labor and costs reductions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Produção de proteína microbiana e parâmetros ruminais em vacas leiteiras alimentadas com farelo de trigo/ Microbial protein production and ruminal parameters in dairy cows fed wheat middlings

Soares, Carla Aparecida; Campos, José Maurício de Souza; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Mendonça, Sandro de Souza; Queiroz, Augusto César de; Lana, Rogério de Paula; Véras, Robson Magno Liberal; Saraiva, Edilson Paes
2005-02-01

Resumo em português Doze vacas Holandesas foram distribuídas em três quadrados latinos 4 x 4, balanceados de acordo com o período de lactação, com o objetivo de estimar a produção de proteína microbiana, utilizando-se a excreção total de derivados de purinas (DP) a partir de coletas spot de urina, as concentrações de nitrogênio (N)-uréia no plasma, no leite e na urina, o pH e a concentração de amônia ruminal. As quatro rações experimentais foram formuladas para conter na b (mais) ase da matéria seca 70% de silagem de milho e 30% de concentrado. Foram utilizados níveis crescentes de farelo de trigo no concentrado (0, 33, 67 e 100%) em substituição ao fubá de milho. As concentrações de uréia (38,8 mg/dL) e N-uréia (18,1 mg/dL) no leite não foram afetados pelos níveis de farelo de trigo, assim como as concentrações plasmáticas de uréia (51,1 mg/dL) e N-uréia (23,8 mg/dL). As excreções urinárias de uréia, N-uréia, alantoína, DP, purinas absorvidas, N-microbiano e concentração de alantoína no leite não foram alteradas. Entretanto, a excreção de ácido úrico apresentou comportamento quadrático, com valor máximo de 40,03 mmol/dia no nível de 36% de farelo de trigo. O pH e a concentração de amônia ruminal antes e após a alimentação também não foram afetados pelos níveis de farelo de trigo. O fubá de milho pode ser substituído integralmente pelo farelo de trigo no concentrado de vacas leiteiras, com produção de leite média de 20 kg/dia, alimentadas com dietas à base de silagem de milho, sem que ocorra alteração na produção de proteína microbiana e no pH e concentração de amônia ruminal. Resumo em inglês Twelve Holstein cows were allotted to four 4 x 4 Latin square balanced in accordance with the lactation period, with the objective of evaluating the protein production, using the total purine derivatives (PD) excretion, obtained from spot urine collection, the plasma and milk urea and nitrogen(N)-urea, pH and ruminal ammonia concentration. The four experimental diets were formulated to contain 70% of corn silage and 30% of concentrate. Increasing levels of wheat middlings (mais) in the concentrate (0, 33, 67 and 100%) in substitution to the corn meal. The milk urea (38.8 mg/dL) and N-urea (18.1 mg/dL) concentrations were not influenced by wheat middlings levels, such as plasma urea (51.1 mg/dL) e N-urea (23.8 mg/dL) concentration. The urinary urea, N-urea, allantoin, PD, absorbed purine, N-microbial urinary excretion and milk allantoin concentration were not altered. However, uric acid excretion presented a quadratic response, with maximum value of 40.03 mmol/day in the wheat middlings level of 36%. The pH and ruminal ammonia concentration before and after feeding were also not influenced by wheat middlings levels. The corn meal can be substituted integrally by the wheat middlings in the concentrate of dairy cows, with 20 kg/day average milk production, fed corn silage based diets, with no alteration on microbial protein production and ruminal pH and ammonia concentration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Estimativa da produção microbiana em cabras lactantes alimentadas com diferentes teores de proteína na dieta/ Microbial protein synthesis in lactating goats fed diets with increasing levels of dietary protein

Fonseca, Carlos Elysio Moreira da; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Leão, Maria Ignez; Cecon, Paulo Roberto; Rodrigues, Marcelo Teixeira; Pina, Douglas dos Santos; Marcondes, Marcos Inácio; Paixão, Mônica Lopes; Araújo, Alexandre Magno
2006-06-01

Resumo em português Este trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar a produção microbiana em cabras alimentadas com diferentes teores de PB na dieta. Utilizaram-se 16 cabras lactantes distribuídas em quatro quadrados latinos 4 x 4, sendo um deles composto por cabras fistuladas alimentadas com diferentes teores de PB (11,5, 13,5, 15,5 e 17,5% PB na matéria seca) na dieta. Nas cabras fistuladas, realizaram-se coletas de digesta no rúmen e no omaso. Não foi constatada diferença ent (mais) re as técnicas de estimativa da produção microbiana. Assim, 12 cabras não fistuladas foram utilizadas para avaliação do efeito do teor de PB na dieta sobre a excreção de derivados de purinas, o fluxo de nitrogênio microbiano e a eficiência de síntese microbiana, obtidos a partir de coleta total e de amostras spot de urina. Para estimativa do volume urinário em amostras spot, utilizou-se a excreção média de creatinina na urina, que foi de 26,05 mg por kg de PV e não diferiu entre tratamentos. O volume urinário estimado com o uso de amostras spot foi similar ao observado com a coleta total. Em ambos os casos, houve aumento da quantidade de purinas absorvidas e do fluxo intestinal de nitrogênio microbiano com a elevação do teor de PB na dieta. Concluiu-se que a técnica dos derivados de purinas pode ser usada para estimativa da produção microbiana em caprinos e que o uso de amostras spot pode ser uma boa alternativa para se avaliar a produção microbiana em condições de campo. Resumo em inglês The objective of this trial was to study the effects of increasing dietary levels of crude protein (CP) on microbial protein synthesis of lactating dairy goats. The microbial markers purines bases and purine derivatives (PD), measured in spot urine samples or in urine samples from total collection, were used to estimate microbial protein synthesis. Sixteen lactating goats (four fitted with ruminal cannula) were randomly assigned to four replicated 4 x 4 Latin squares and (mais) were fed the following dietary CP levels [dry matter (DM) basis]: 11.5, 13.5, 15.5 or 17.5%. No significant differences were observed between techniques for estimating microbial protein synthesis. Therefore, 12 non-cannulated goats were used to evaluate the effect of dietary CP level on PD excretion, microbial nitrogen flow and microbial efficiency using either total or spot collection of urine. Because creatinine excretion did not differ among treatments, the average value 26.05 mg of urinary creatinine excreted per kg of body weight was used for estimating the volume of urine using spot samples. Urinary volume estimated using spot samples was similar to that measured with total urine collection. In both cases, an increase on the amount of absorbed purines was observed when the dietary CP level increased in the diet. In brief, PD can be used for estimating microbial protein synthesis in lactating goats and spot samples were a good alternative for total collection of urine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Relação lisina digestível: proteína bruta em dietas para frangos de corte no período de 1 a 21 dias de idade. Desempenho e metabolismo/ Digestible lysine: crude protein ratios on initial broiler diets - performance and metabolism

Rodrigues, Kênia Ferreira; Rodrigues, Paulo Borges; Freitas, Rilke Tadeu Fonseca de; Bertechini, Antonio Gilberto; Albino, Luiz Fernando Teixeira; Fassani, Édison José
2008-03-01

Resumo em português Objetivou-se neste experimento testar diferentes relações lisina digestível:proteína bruta (PB) em dietas para frangos de corte na fase inicial de criação. Utilizou-se um lote misto de 1.800 aves da linhagem Cobb, com um dia de idade. O delineamento foi inteiramente casualizado com um modelo de classificação hierárquica com três níveis de PB e quatro relações lisina digestível:PB. No ensaio de desempenho, as rações foram fornecidas a 30 aves em cada uma da (mais) s cinco repetições. Aos 21 dias de idade, avaliaram-se consumo de ração, ganho de peso e conversão alimentar. Não houve efeito significativo das diferentes relações dentro dos três níveis de PB. Observou-se comportamento linear do ganho de peso nas relações de lisina dentro dos níveis de 18,5 e 21,5% de PB. A conversão alimentar melhorou linearmente segundo as relações de lisina dentro dos três níveis de PB estudados. O rendimento de carcaça elevou-se linearmente com o aumento das relações no nível de 15,5% de PB, não sendo significativo nos demais níveis. No ensaio de metabolismo, as relações lisina digestível:proteína bruta apresentaram efeito linear sobre a EMAn (21,5% de PB) e excreção de nitrogênio (18,5% de PB) e efeito quadrático sobre a EMAn (15,5 e 18,5% de PB) e o coeficiente de retenção de N (15,5% de PB). Considerando os resultados de ganho de peso, a relação ideal de lisina digestível:proteína bruta na fase inicial foi de 6,8% (18,5% de PB) e 5,9% (21,5% de PB) ou 1,26 e 1,27% de lisina digestível. Os teores de PB das rações para frangos de corte na fase inicial podem ser reduzidos para 18,5%, sem afetar o desempenho das aves, mas reduzindo a excreção de nitrogênio em 24%, desde que as rações sejam suplementadas com aminoácidos sintéticos. Resumo em inglês The experiment aimed to test different ratios digestible lysine:crude protein (CP) in diets for broiler until 21 days. One thousand and eight hundred 1-d birds of Cobb strain were allotted to a completely randomized design with a hierarchical rank model with three levels of CP and four ratios digestible lysine:CP was used. In the performance trial, the diets were fed to 30 birds in each of the five replicates. At 21 days of age, feed intake, weight gain and feed conversio (mais) n were evaluated. A linear increase on weight gain was observed in the 18.5 and 21.5% of CP levels. Feed conversion improved linearly according to the ratios of lysine within the three levels of CP studied. Carcass yield increased linearly with increasing rations at the level of 15.5% of CP, it not being significant at the other levels of CP studied. In the metabolism trial, the ratios digestible lysine:CP showed linear effect on EMAn (21.5% of CP) and nitrogen excretion (18.5% of CP), quadratic effect on EMAn (15.5 and 18.5% of CP) and N retention coefficient (15.5% of CP). Based on the results of weight gain, the ideal digestible lysine:CP ratio in the initial phase was of 6.8% (18.5% of CP) and 5.9% (21.5% of CP), or 1.26 and 1.27% of digestible lysine. The dietary CP contents fed to broilers in the initial phase can be reduced to 18.5%, with no effect on bird performance, but by decreasing nitrogen excretion to 24%, since the diets are supplemented with synthetic aminoacids.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

O papel da enfermagem na administração do ferro por via parenteral/ The role of nurses in parenteral iron administration

Figueiredo, Ana Elizabeth P. L.
2010-06-01

Resumo em português Este artigo tem como objetivo descrever os cuidados de enfermagem na administração de ferro parenteral intramuscular e endovenoso. A escolha da apresentação de ferro a ser usada depende da tolerabilidade do paciente. A administração de um medicamento por via intramuscular ou endovenosa envolve mais do que a injeção de uma solução no interior da massa muscular ou veia, mas também uma avaliação sobre a melhor região e músculo a ser selecionado. Tal procedimen (mais) to deve ser realizado por pessoas que possuam conhecimentos sobre os aspectos fundamentais de sua execução, ou seja, a equipe de enfermagem. Isso requer conhecimentos de farmacologia relacionados ao tipo da droga, mecanismos de ação, excreção, atuação nos sistemas orgânicos, além de conhecimentos de semiologia e semiotécnica, e avaliação clínica do estado de saúde do paciente. Resumo em inglês This article aims at describing nursing care with the intramuscular and intravenous administration of parenteral iron. The choice of the type of iron to be used depends on the tolerability of the patient. The intramuscular or intravenous administration of a medicine involves more than just the injection of a solution inside the muscle mass or vein, an evaluation of the best site for the injection must also be considered. This procedure must be carried out by a professiona (mais) l with knowledge on the basic aspects of administration, that is, the nursing team. It requires knowledge of the pharmacology of the drug type, mechanisms of action, excretion and performance in organic systems, as well as knowledge of the clinical evaluation of the patient's state of health.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

63

Acidose metabólica na doença renal crônica: abordagem nutricional/ Metabolic acidosis in chronic kidney disease: the nutritional approach

Leal, Viviane de Oliveira; Leite Júnior, Maurilo; Mafra, Denise
2008-02-01

Resumo em português A acidose metabólica é uma das complicações da doença renal crônica e está associada ao aumento do catabolismo protéico, à diminuição da síntese de proteínas e ao balanço nitrogenado negativo. A dieta tem forte influência sobre a geração de ácidos, podendo contribuir, portanto, para determinar a gravidade da acidose no paciente com doença renal crônica. Alguns pesquisadores têm observado que é possível estimar a excreção ácida renal, e que o cál (mais) culo dessa carga ácida a partir de alguns componentes da dieta, permitiria uma predição apropriada dos efeitos da dieta na acidose metabólica. Este artigo é uma comunicação sobre as bases fisiológicas, bem como as implicações clínicas da acidose em pacientes com doença renal crônica e a influência da dieta no balanço ácido-básico desses pacientes. Resumo em inglês Metabolic acidosis is a common manifestation of chronic kidney disease and is associated with increased protein catabolism, decreased protein synthesis and negative nitrogen balance. Diet strongly influences acid generation, determining the level of acidosis in chronic kidney disease patients. Some researchers have observed that it is possible to estimate renal net acid excretion, and the analysis of the renal acid load of selected, frequently consumed foods may allow an (mais) appropriate prediction of the effects of diet on metabolic acidosis. This article discusses the physiological bases as well as the clinical implications of acidosis in patients with chronic kidney disease and the influence of the diet on the acid-base balance of these patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

64

Hipertensão arterial e consumo de sal em população urbana/ Hypertension and salt intake in an urban population

Bisi Molina, Maria del Carmen; Cunha, Roberto de Sá; Herkenhoff, Luis Fernando; Mill, José Geraldo
2003-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o consumo de sal e a relação sódio/potássio urinário em amostra randomizada de população urbana etnicamente miscigenada. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra randômica de 2.268 residentes de Vitória, ES, entre 25 e 64 anos de idade. Os indivíduos foram escolhidos por amostragem domiciliar realizada em 1999/2000, dos quais 1.663 (73,3%) compareceram ao hospital para a realização de exames padronizados. O consumo estimado de sal, Na+ e K+ foi (mais) determinado por meio da coleta de urina de 12h no período noturno (19h às 7h) e do gasto mensal de sal domiciliar referido durante a entrevista. A pressão arterial clínica foi medida duas vezes por diferentes pesquisadores treinados em condições padronizadas, usando esfignomamômetro de mercúrio. Para análise estatística foram utilizados o teste de Student e o teste de Tukey. RESULTADOS: A excreção urinária de Na+ foi mais alta em homens e em indivíduos de menores condições socioeconômicas (P Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the salt intake and urinary Na+/K+ ratio in a randomized sample from an ethnically mixed urban population. METHODS: A randomized residential sample of 2,268 individuals aged 25-64 in Vitória, ES, was selected, of whom 1,663 (73.3%) reported to the hospital for standardized tests. Salt, Na+ and K+ intake was estimated from 12-hour urine excretion (7 p.m. to 7 a.m.) and from the monthly salt consumption at home reported in the interview. Clinic arter (mais) ial pressure was measured twice under standard conditions by two trained investigators, using mercury sphygmomanometry. The Student t and Tukey tests were utilized for statistical analysis. RESULTS: Urinary Na+ excretion was higher in men and individuals of lower socioeconomic level (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

65

Hipertensão arterial e consumo de sal em população urbana/ Hypertension and salt intake in an urban population

Bisi Molina, Maria del Carmen; Cunha, Roberto de Sá; Herkenhoff, Luis Fernando; Mill, José Geraldo
2003-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o consumo de sal e a relação sódio/potássio urinário em amostra randomizada de população urbana etnicamente miscigenada. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra randômica de 2.268 residentes de Vitória, ES, entre 25 e 64 anos de idade. Os indivíduos foram escolhidos por amostragem domiciliar realizada em 1999/2000, dos quais 1.663 (73,3%) compareceram ao hospital para a realização de exames padronizados. O consumo estimado de sal, Na+ e K+ foi (mais) determinado por meio da coleta de urina de 12h no período noturno (19h às 7h) e do gasto mensal de sal domiciliar referido durante a entrevista. A pressão arterial clínica foi medida duas vezes por diferentes pesquisadores treinados em condições padronizadas, usando esfignomamômetro de mercúrio. Para análise estatística foram utilizados o teste de Student e o teste de Tukey. RESULTADOS: A excreção urinária de Na+ foi mais alta em homens e em indivíduos de menores condições socioeconômicas (P Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the salt intake and urinary Na+/K+ ratio in a randomized sample from an ethnically mixed urban population. METHODS: A randomized residential sample of 2,268 individuals aged 25-64 in Vitória, ES, was selected, of whom 1,663 (73.3%) reported to the hospital for standardized tests. Salt, Na+ and K+ intake was estimated from 12-hour urine excretion (7 p.m. to 7 a.m.) and from the monthly salt consumption at home reported in the interview. Clinic arter (mais) ial pressure was measured twice under standard conditions by two trained investigators, using mercury sphygmomanometry. The Student t and Tukey tests were utilized for statistical analysis. RESULTS: Urinary Na+ excretion was higher in men and individuals of lower socioeconomic level (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

66

Balanço de compostos nitrogenados, produção de proteína microbiana e concentração plasmática de uréia em vacas leiteiras alimentadas com dietas à base de cana-de-açúcar/ Nitrogenous compounds balance, microbial protein production and plasma urea concentration in dairy cows fed sugar cane based diets

Mendonça, Sandro de Souza; Campos, José Maurício de Souza; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Soares, Carla Aparecida; Lana, Rogério de Paula; Queiroz, Augusto César de; Assis, Anderson Jorge de; Pereira, Mara Lúcia Albuquerque
2004-04-01

Resumo em português Doze vacas da raça Holandesa, puras e mestiças, foram distribuídas em três quadrados latinos 4 x 4, com o objetivo de avaliar o balanço de nitrogênio (N), a produção de proteína microbiana, a concentração de uréia no plasma e no leite e diferentes tempos de coleta de urina. As dietas foram constituídas à base de silagem de milho (SM) (AG 1051) com relação volumoso:concentrado (V:C) de 60:40, com base na matéria seca (MS), ou à base de cana-de-açúcar (C (mais) A) (RB 855536) com relação V:C de 60:40, com 0,35 ou 1% de uréia+sulfato de amônio (SA) ou V:C de 50:50 com 1% de uréia+SA. O balanço de N, para a dieta à base de SM, foi maior, 88 g N/dia, do que para as dietas com CA com 40% de concentrado, 67 ou 69 g N/dia. Entre as dietas contendo CA, não houve diferença no balanço de N. A excreção média diária total de derivados de purinas (DP), as purinas absorvidas (PA) e a estimativa de N microbiano, 221 g/dia, foram maiores para dieta à base de SM, quando comparada com as dietas à base de CA com 40% de concentrado, 180 ou 178 g N microbiano/dia. Entretanto, quando comparada à dieta contendo CA com 50% de concentrado, não houve diferença para as variáveis balanço de N, DP, PA e N microbiano. Não houve diferença na excreção média diária total de DP, PA e produção de N microbiano, entre as dietas contendo CA. Em relação aos tempos de coleta de urina de 24 ou 8 horas, ou seja, coleta total ou parcial, não houve diferença nas excreções médias diárias de creatinina (24 x 22 mg/kg de PV), uréia, alantoína (245 x 228 mmol/dia) e ácido úrico. A dieta contendo CA, corrigida com 1% de uréia+SA, com 50% de concentrado proporcionou produção de proteína microbiana semelhante à dieta à base de SM com relação V:C de 60:40, com base na MS. O N-uréia plasmático parece ser melhor indicador do metabolismo protéico em vacas leiteiras do que o N-uréia no leite. Resumo em inglês Twelve purebred and crossbred Holstein cows were allotted to three 4 x 4 Latin Squares to evaluate the nitrogen (N) balance, microbial protein production, plasma and milk urea concentration and different urine collections times. The experimental diets were based on corn silage (CS) (AG 1051) with forage:concentrate ratio (F:C) of 60:40, in dry matter (DM) basis, or in sugar cane basis (SC) (RB 855536) with F:C of 60:40 with .35 or 1% of urea+ammonium sulfate (AS) mixture (mais) or FC of 50:50 with 1% of urea+AS. Nitrogen balance (N) was higher for CS based diet, 88 g N/day, in relation to SC based diets with 40% concentrate, 67 or 69 g N/day. Among the SC diet based, difference on N balance was observed. Average total daily excretion of purine derivatives (DP), absorbed purine (AP) and estimated microbial N, 221 g/day, were higher for CS based diet, when compared to SC based diets with 40% concentrate, 180 ou 178 g microbial N/day. However, when compared to SC based diet with 50% concentrate, there was no difference for N balance, PD, AP and microbial N variables. There was no difference in the average total daily excretion of PD, AP and microbial N production among the diets containing SC. There was no difference on the daily mean urine excretion of creatinine (24 x 22 mg/ of kgLW), urea, allantoin (245 x 228 mmol/day) and uric acid relative to the urine collection of 24 or 8 hours, or else, total or partial urine collection. SC based diet, corrected for 1% of urea+AS, with 50% concentrate provided microbial protein production similar to that of CS based diet with F:C ratio of 60:40, in DM basis. N-urea plasma seems to be better indicator of the protein metabolism in dairy cows than N-urea in milk.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

67

Níveis de uréia na ração de novilhos de quatro grupos genéticos: estimativa da produção de proteína microbiana por meio dos derivados de purinas na urina utilizando duas metodologias de coleta/ Urea levels in diet for steers of four genetic groups: microbial protein production by the urinary purine derivatives, using two collection methodologies

Rennó, Luciana Navajas; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Paulino, Mário Fonseca; Rennó, Francisco Palma; Silva, Polyana Albino
2008-03-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar o efeito de quatro níveis de uréia na ração: 0; 0,65; 1,3 e 1,95% na matéria seca (MS), sobre a estimativa da produção de proteína microbiana por meio dos derivados de purinas na urina, em duas metodologias de coleta em novilhos de quatro grupos genéticos: Holandês, ½ sangue Holandês-Guzerá, ½ sangue Holandês-Gir e Zebu. Os animais foram alimentados com 50% de feno de capim tifton-85 e 50% de concentrado e distribuídos em q (mais) uatro quadrados latinos (grupos genéticos) 4 ´ 4, sendo quatro animais, quatro períodos experimentais e quatro tratamentos (rações). As dietas continham aproximadamente 12% PB. As amostras de urina, em cada período experimental, foram obtidas a partir de coletas em 24 horas e por meio da coleta spot de urina, quando os animais urinaram espontaneamente. Na urina foram realizadas as análises dos derivados de purinas, alantoína e ácido úrico. Foram feitas comparações entre a produção microbiana usando as bases purinas no abomaso com os derivados de purinas na urina; entre as determinações da produção microbiana pelos derivados de purinas com duas equações distintas ou com as bases purinas no abomaso; e entre a estimativa da produção urinária, dos derivados de purinas e da produção microbiana através da coleta spot de urina com a coleta total de urina em 24 horas. A produção e as eficiências microbianas mostraram-se superiores para os animais holandeses, intermediárias para os mestiços e inferiores para os zebuínos. A estimativa da produção de compostos nitrogenados microbianos pode ser feita a partir da excreção dos derivados de purinas na urina. A coleta spot de urina consiste em metodologia rápida e eficaz na estimativa da excreção urinária dos derivados de purinas e da produção de compostos nitrogenados microbianos. Resumo em inglês The effect of four dietary urea levels: 0, 0.65, 1.3 and 1.95% in dry matter (DM), on the microbial protein production by means of the urinary purine derivatives was evaluated by using two collection methodologies in steers of four genetic groups: Holstein in, ½ Holstein-Guzera, ½ Holstein-Gir and Zebu. Animals were fed diets with 50:50 tifton-85 bermudagrass hay to concentrate ratio and assigned to four 4 ´ 4 latin squares (ge (mais) netic groups): four animals, four experimental periods and four treatments (diets) and were. Diets approximately contained 12% CP. The urine samples, from each experimental period, were obtained from 24-h collection and spot urine collection, when the animals spontaneously urinated. Analyses of purine derivatives, allantoin and uric acid were performed in the urine. A comparison among the microbial production using the purine bases in the abomasum and urinary purine derivatives; determination of microbial production by purine derivatives using two different equations or purine bases method in the abomasum; and estimate of urinary of purine derivatives and microbial production by means of spot urine collection and by 24-h total urine collection, were performed. Production and microbial efficiency showed higher values for Holstein animals, intermediary values for crossbred and smaller values for Zebu. The estimation of microbial nitrogen compounds production could be performed from the excretion of urinary purine derivatives. The spot urine collection is a fast and efficient methodology to estimate the excretion of urinary purine derivatives and the microbial nitrogen compounds production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

68

Influência da diferença cátion-aniônica da dieta sobre o balanço de cálcio, fósforo e magnésio em ovinos/ Influence of the dietary cation-anion difference on calcium, phosphorus and magnesium balance in sheep

Gomide, C.A.; Zanetti, M.A.; Penteado, M.V.C.; Carrer, C.R.O.; Del Claro, G.R.; Netto, A.S.
2004-06-01

Resumo em português O efeito do balanço cátion-aniônico da dieta (BCAD) no balanço macromineral (cálcio, fósforo e magnésio), no pH urinário e fecal, na concentração sérica de cálcio, fósforo e magnésio foi estudado utilizando-se 16 carneiros machos, da raça Santa Inês, por um período de 26 dias, sendo sete de adaptação. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com quatro tratamentos. Para a manipulação do BCAD foram adicionados cloreto de cálcio e bicarbonat (mais) o de sódio, obtendo-se os seguintes tratamentos: -12; +30; +76 e +133mEq/kg MS da ração. Não foram encontradas diferenças (P>0,10) no pH fecal, pH urinário, balanço de fósforo e magnésio. Com o aumento do BCAD houve decréscimo da absorção e retenção de cálcio, e aumento da excreção fecal. A manipulação do BCAD interferiu no metabolismo de macrominerais, principalmente no de cálcio. Resumo em inglês The dietary cation-anion balance (DCAB) effect on the macromineral (calcium, phosphorus and magnesium) balance, urinary and faecal pH, serum concentration of calcium, phosphorus and magnesium was studied in 16 Santa Inês adult sheep, during 26 days, being a seven-day-period of adaptation. The experiment consisted in a completely randomized block design with four treatments. Calcium chloride and sodium bicarbonate were added to DCAB manipulations to achieve the values: -1 (mais) 2; + 30; +76 and +133mEq/kg DM. There was no effect of DCAB (P>0.10) on fecal and urinary pH, and on phosphorus and magnesium balance. The increase in the DCAB corresponded to a decrease in calcium absorption and calcium retention, and an increase in calcium fecal excretion values. The manipulation of the DCAB affected the macromineral metabolism, mainly the calcium metabolism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

69

Efeitos cardiovasculares e renais da injeção intra-arterial de contraste radiológico iônico em cães com restrição hídrica/ Cardiovascular and renal effects of intra-arterial injection of ionic radiological contrast in dogs under fluid restriction/ Efectos cardiovasculares y renales de la inyección intra-arterial de contraste radiológico iónico en perros con restricción hídrica

Verderese, Marisa Aparecida Lima; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Castiglia, Yara Marcondes Machado; Vane, Luiz Antonio
2005-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O objetivo desta pesquisa foi estudar os efeitos agudos do contraste radiológico em situações de restrição de volume, avaliando-se os efeitos renais e cardiovasculares após a injeção intra-arterial de contraste radiológico de alta osmolaridade. MÉTODO: Participaram do estudo 16 cães anestesiados com tiopental sódico (15 mg.kg-1) e fentanil (15 µg.kg-1) em bolus, seguido de infusão contínua nas doses de 40 µg.kg-1.min-1 (tiopental (mais) sódico) e 0,1 µg.kg-1.min-1 (fentanil). Foi feita hidratação com solução de glicose a 5% (0,03 mL.kg-1.min-1) e a ventilação pulmonar foi controlada mecanicamente com ar comprimido. Foram verificados os seguintes atributos: freqüência cardíaca (FC); pressão arterial média (PAM); pressão da veia cava inferior (PVI); débito cardíaco (DC); hematócrito (Ht); fluxo plasmático efetivo renal (FPER); fluxo sangüíneo renal (FSR); ritmo de filtração glomerular (RFG); fração de filtração; resistência vascular renal (RVR); volume urinário (VU); osmolaridade plasmática e urinária; depuração osmolar, depuração de água livre e depuração de sódio e de potássio; sódio e potássio plasmáticos; excreção urinária e fracionária de sódio e potássio e temperatura retal. Estes atributos foram avaliados em quatro momentos: 30 (M1), 60 (M2), 90 (M3) e 120 (M4) minutos após o início da infusão de para-aminohipurato de sódio e creatinina (início da experiência). No momento 2, no grupo G1 foi feita injeção intra-arterial de solução fisiológica a 0,9% (1,24 mL.kg-1), e no grupo G2 foi injetado contraste radiológico (1,24 mL.kg-1) pela mesma via. RESULTADOS: O grupo G1 apresentou aumento da FC, do FPER, do FSR, da osmolaridade plasmática, da depuração de sódio e da excreção urinária de sódio; apresentou ainda diminuição da osmolaridade urinária, do potássio plasmático, da depuração de potássio e da temperatura retal. No grupo G2 ocorreu aumento da FC, da RVR, do VU, da depuração osmolar, da depuração de sódio e da excreção urinária e fracionária de sódio; ocorreu também redução do (a): hematócrito, ritmo de filtração glomerular, fração de filtração, osmolaridade urinária, depuração de água livre, sódio e potássio urinários, potássio plasmático e temperatura retal. CONCLUSÕES: Neste estudo, conclui-se que a injeção intra-arterial do contraste radiológico causou efeito bifásico na função renal. Inicialmente, provocou aumento da diurese e da excreção de sódio, mas, posteriormente, houve piora das condições hemodinâmicas e, conseqüentemente, da função renal, com aumento da resistência vascular renal e diminuição do ritmo de filtração glomerular. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El objetivo de esta pesquisa fue estudiar los efectos agudos del contraste radiológico en situaciones de restricción de volumen, evaluándose los efectos renales y cardiovasculares después de inyección intra-arterial de contraste radiológico de alta osmolaridad. MÉTODO: Participaron del estudio 16 perros anestesiadas con tiopental sódico (15 mg.kg-1) y fentanil (15 µg.kg-1) en bolus, seguido de infusión continuada en las dosis de 40 µg (mais) .kg-1.min-1 (tiopental sódico) y 0,1 µg.kg-1.min-1 (fentanil). Fue hecha hidratación con solución de glucosa a 5% (0,03 mL.kg-1.min-1) y la ventilación pulmonar fue controlada mecánicamente con aire comprimido. Fueron verificados los siguientes atributos: frecuencia cardiaca (FC); presión arterial media (PAM); presión de la vena cava inferior (PVI); débito cardíaco (DC); hematocrito (Ht); flujo plasmático efectivo renal (FPER); flujo sanguíneo renal (FSR); ritmo de filtración glomerular (RFG); fracción de filtración; resistencia vascular renal (RVR); volumen urinario (VU); osmolaridad plasmática y urinaria; depuración osmolar, depuración de agua libre y depuración de sodio y de potasio; sodio y potasio plasmáticos; excreción urinaria y fraccionaria de sodio y potasio y temperatura rectal. Estos atributos fueron evaluados en cuatro momentos: 30 (M1), 60 (M2), 90 (M3) y 120 (M4) minutos después del inicio de la infusión de para-aminohipurato de sodio y creatinina (inicio de la experiencia). En el momento 2, en el grupo G1 fue dada una inyección intra-arterial de solución fisiológica a 0,9% (1,24 mL.kg-1), y en el grupo G2 fue inyectado contraste radiológico (1,24 mL.kg-1) por la misma vía. RESULTADOS: El grupo G1 presentó aumento de la FC, del FPER, del FSR, de la osmolaridad plasmática, de la depuración de sodio y de la excreción urinaria de sodio; presentó aún disminución de la osmolaridad urinaria, del potasio plasmático, de la depuración de potasio y de la temperatura rectal. En el grupo G2 ocurrió aumento de la FC, de la RVR, del VU, de la depuración osmolar, de la depuración de sodio y de la excreción urinaria y fraccionaria de sodio; ocurrió también reducción del (a): hematócrito ritmo de filtración glomerular, fracción de filtración, osmolaridad urinaria, depuración de agua libre, sodio y potasio urinarios, potasio plasmático y temperatura rectal. CONCLUSIONES: En este estudio, se concluye que, la inyección intra-arterial del contraste radiológico causó efecto bifásico en la función renal. Inicialmente, provocó aumento de la diuresis y de la excreción de sodio, pero, posteriormente, hubo empeoramiento de las condiciones hemodinámicas y, consecuentemente, de la función renal, con aumento de la resistencia vascular renal y disminución del ritmo de filtración glomerular. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: This study aimed at evaluating acute radiological contrast effects in fluid restriction situations, observing renal and cardiovascular effects after intra-arterial injection of high osmolarity radiological contrast. METHODS: Participated in this study 16 dogs anesthetized with sodium thiopental (15 mg.kg-1) and fentanyl (0.03 mL.kg-1), followed by continuous infusion of 40 µg.kg-1.min-1 (sodium thiopental) and 0.1 µg.kg-1.min-1 (fentanyl). Hyd (mais) ration was achieved with 5% glucose solution (0.03 mL.kg-1.min-1) and ventilation was mechanically controlled with compressed air. The following attributes were evaluated: heart rate (HR); mean blood pressure (MBP); inferior vena cava pressure (IVP); cardiac output (CO); hematocrit (Ht); effective renal plasma flow (ERPF); renal blood flow (RBF); glomerular filtration rate (GFR); filtration fraction; renal vascular resistance (RVR), urinary volume (UV); plasma and urinary osmolarity; osmolar clearance; free water clearance; sodium and potassium clearance; plasma sodium and potassium; sodium and potassium urinary fractional excretion and rectal temperature. These attributes were evaluated in four moments: 30 (M1), 60 (M2), 90 (M3) and 120 (M4) minutes after sodium para-aminohipurate and creatinine administration (beginning of experiment). In moment 2, G1 received intra-arterial 0.9% saline (1.24 mL.kg-1) and G2 received intra-arterial radiological contrast (1.4 mL.kg-1). RESULTS: Group G1 has presented increased HR, ERPF, RBF, plasma osmolarity, sodium clearance and sodium urinary excretion, in addition to decreased urinary osmolarity, plasma sodium, potassium clearance and rectal temperature. Group G2 has presented increased HR, RVR, UV, osmolar clearance, sodium clearance and sodium urinary and fractional excretion; there has also been decrease in hematocrit, glomerular filtration rate, filtration fraction, urinary osmolarity, free water clearance, urinary sodium and potassium, plasma potassium and rectal temperature. CONCLUSIONS: This study has concluded that intra-arterial radiological contrast has promoted a two-phase effect on renal function. Initially it has promoted increased diuresis and sodium excretion but then the hemodynamic conditions impaired, and consequently renal function impaired, with increased renal vascular resistance and decreased glomerular filtration rate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

70

Balanço de cálcio e fósforo e estudo dos níveis desses minerais em dietas para codornas japonesas (45 a 57 semanas de idade)/ Balance of calcium and phosphorus and study of these minerals in diets for Japanese quails (from 45 to 57 weeks of age)

Costa, Carlos Henrique Rocha; Barreto, Sergio Luiz de Toledo; Umigi, Regina Tie; Lima, Heder José D'Avila; Araujo, Marcelle Santana de; Medina, Paola
2010-08-01

Resumo em português Objetivou-se verificar o efeito de quatro níveis de cálcio (Ca) e de fósforo disponível (Pd) na dieta sobre o desempenho, a qualidade dos ovos e a excreção mineral em codornas japonesas durante o terço final do ciclo de produção. Utilizaram-se 384 codornas, com 313 dias de idade, distribuídas em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 4 × 2, composto de quatro níveis de cálcio (2,0; 2,5; 3,0 e 3,5%) e dois de fósforo disponível (0,15 e 0,3 (mais) 5%), de modo que cada combinação foi avaliada em seis repetições de oito aves. As dietas experimentais foram isoproteicas (19,31% de PB), isocalóricas (2.800 kcal de EM/kg) e isoaminoacídicas. Foram avaliados a produção, o peso, a massa, a altura e o diâmetro dos ovos, o consumo de ração, a conversão alimentar, a viabilidade, o peso específico, os componentes dos ovos (peso e porcentagem de casca, albúmem e gema), o balanço de cálcio e fósforo total e a excreção de matéria mineral. Não houve interação dos níveis de cálcio e fósforo disponível utilizados. O aumento do nível de cálcio na dieta melhorou linearmente a conversão por dúzia e reduziu o consumo. Promoveu também aumento no peso específico, no peso e na porcentagem de casca e redução linear no peso da gema e aumentou o teor de cálcio nas excretas. A viabilidade e o teor de fósforo nas excretas aumentaram com o acréscimo de fósforo disponível, enquanto as demais variáveis não foram influenciadas pelos níveis de cálcio e fósforo disponível da dieta. Os níveis de 3,5% de cálcio e o de 0,15% de fósforo disponível são suficientes para proporcionar bom desempenho produtivo e manutenção satisfatória da qualidade dos ovos de codornas japonesas no terço final de postura (45 a 57 semanas de idade), e correspondem a consumos diários de 899 mg de cálcio e 40 mg de fósforo disponível por ave. Resumo em inglês This experiment was conducted aiming to verify the effect of four levels of calcium (Ca) and available phosphorus (aP) in the diet on the performance, quality of eggs and the mineral excretion in Japanese quails during the final third of the production cycle. A total of 384 quails at 313 days of age was used. They were distributed in a complete random design in a 4 × 2 factorial scheme composed of four levels of calcium (2.0, 2.5, 3.0, and 3.5%) and two levels of availab (mais) le phosphorus (0.15 and 0.35%), so each combination was evaluated in six replicates of eight birds. The experimental diets were isoprotein (19.31% CP), isocaloric (2,800 kcal/kg) and isoaminoacids. It was evaluated the production, weight, mass, height and diameter of the eggs, ration consumption, feed conversion, viability, specific weight, the components of eggs (weight and percentage of shell, albumen and yolk), the balance of calcium and total phosphorus and excretion of mineral matter. There was no interaction between the used levels of calcium and available phosphorus. The increase in the level of calcium in the diet linearly improved the conversion by dozen and it reduced the consumption. It also promoted an increase on the specific weight, on the weight and on the percentage of shell and linear reduction on the weight of yolk and it increased the calcium content in the excreta. The viability and content of phosphorus in the excreta increased as the available phosphorus increased, whereas the other variables were not influenced by the levels of calcium and available phosphorus in the diet. The levels of 3.5% of calcium and 0.15% of available phosphorus are sufficient to provide good productive performance and satisfactory maintenance of the quality of eggs of Japanese quails in the final third of laying (45 to 57 weeks of age), and they correspond to a daily consumption of 899 mg of calcium and 40 mg of available phosphorus per bird.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

71

Modelos matemáticos para o estudo do fluxo biológico do fósforo em suínos alimentados com dietas suplementadas com níveis crescentes de fitase/ Mathematical models for the study of the biological flow of phosphorus in pigs fed with diets containing increasing levels of phytase

Moreira, J.A.; Lopes, J.B.; Vitti, D.M.S.S.; Teixeira, A.O.
2009-04-01

Resumo em português A pesquisa foi realizada para avaliar o fluxo biológico do fósforo entre os compartimentos, fisiológicos ou anatômicos, de suínos mantidos em dietas que continham níveis crescentes de fitase, usando o P-32 como traçador. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso, sendo os tratamentos constituídos por níveis de enzima fitase, 253, 759, 1265 e 1748 UF/kg, nas dietas. As variáveis avaliadas foram: ingestão, excreção, atividades específicas e fluxo d (mais) e P nos compartimentos (trato digestivo, corrente sanguínea, tecidos moles e ossos). A enzima fitase não interferiu nas excreções fecais e urinárias, nas atividades específicas, na incorporação e na reabsorção de P nos ossos e nos tecidos moles e no fluxo bidirecional do trato digestivo e na corrente sanguínea, mas afetou linearmente a absorção e a retenção nos ossos. As respostas mais evidentes dos efeitos da adição da fitase são observadas nos níveis mais baixos. Resumo em inglês The biological flow of P was evaluated among the physiologic or the anatomical compartments of pigs fed diets with increasing phytase levels, using P-32 as tracer. The experimental design was completely randomized. Treatments consisted of phytase levels in diets (253, 759, 1265, and 1748UF/kg). The evaluated variables were: feed intake, excretion, specific activities and flow of P in the compartments (gut, blood, bone, and soft tissus). Phytase level did not interfere wit (mais) h fecal and urinary excretion, specific activities, incorporation and resorption of bone, and soft tissue P and in the bidirectional flow of gut and blood, but linearly affected P absorption and bone P retention. The best response was observed with the lowest phytase levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

72

Drogas antituberculose: interações medicamentosas, efeitos adversos e utilização em situações especiais - parte 2: fármacos de segunda linha/ Antituberculosis drugs: drug interactions, adverse effects, and use in special situations - part 2: second line drugs

Arbex, Marcos Abdo; Varella, Marília de Castro Lima; Siqueira, Hélio Ribeiro de; Mello, Fernando Augusto Fiúza de
2010-10-01

Resumo em português Os objetivos principais do tratamento da tuberculose são curar o paciente e minimizar a possibilidade de transmissão do bacilo para indivíduos saudáveis. Reações adversas ou interações das drogas antituberculose entre si e com outros fármacos podem causar modificação ou descontinuação da terapêutica. Descrevemos os mecanismos gerais de ação, absorção, metabolização e excreção dos medicamentos utilizados no tratamento da tuberculose multidroga resiste (mais) nte (aminoglicosídeos, fluoroquinolonas, cicloserina/terizidona, etionamida, capreomicina e ácido para-aminossalicílico). Descrevemos as reações adversas e as interações (com medicamentos, alimentos e antiácidos) assim como a abordagem mais adequada para situações especiais, como gravidez, amamentação, insuficiência hepática e renal. Resumo em inglês The main objectives of tuberculosis therapy are to cure the patients and to minimize the possibility of transmission of the bacillus to healthy subjects. Adverse effects of antituberculosis drugs or drug interactions (among antituberculosis drugs or between antituberculosis drugs and other drugs) can make it necessary to modify or discontinue treatment. We describe the general mechanism of action, absorption, metabolization, and excretion of the drugs used to treat multid (mais) rug resistant tuberculosis (aminoglycosides, fluoroquinolones, cycloserine/terizidone, ethionamide, capreomycin, and para-aminosalicylic acid). We describe adverse drug reactions and interactions (with other drugs, food, and antacids), as well as the most appropriate approach to special situations, such as pregnancy, breastfeeding, liver failure, and kidney failure.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

73

Avaliação quanto à presença de microalbuminúria e hiperfiltração glomerular no estágio de tolerância à glicose diminuída/ Microalbuminuria, glomerular hyperfiltration, and impaired glucose tolerance

Cruz, Ney de Souza; Sartori, Maria Salete; Santos, Maria Luiza dos; Aragon, Flávio Ferrari; Padovani, Carlos Roberto; Pimenta, Walkyria de Paula
2003-04-01

Resumo em português Na fase de tolerância à glicose diminuída (TGD) já estão presentes vários distúrbios metabólicos característicos do diabetes mellitus tipo 2 e fatores de risco que predispõem à vasculopatia. Nosso objetivo foi o de verificar se indivíduos de nossa população, com TGD e normotensos, apresentam elevação da excreção urinária de albumina (EUA) e da depuração de creatinina (D Cr). Teste oral de tolerância à glicose padrão com dosagem de insulina foi real (mais) izado, classificando os participantes em dois grupos: com TGD e com tolerância à glicose normal (TGN). Urina do período noturno foi utilizada para a determinação da EUA (imunoturbidimetria) e da D Cr. Os dois grupos não diferiram quanto à EUA e à D Cr. A freqüência de microalbuminúria foi de 21,1 e 3,3%, respectivamente, para os grupos com TGD e TGN (NS). Concluímos que, nesta amostra da população brasileira, indivíduos com TGD, normotensos e com resistência à insulina não apresentaram microalbuminúria e hiperfiltração glomerular. Resumo em inglês In the impaired glucose tolerance (IGT) phase, there are already several characteristic metabolic abnormalities and risk factors in type 2 diabetes mellitus, which predispose them to develop vasculopathy. We looked for increased urinary albumin excretion (UAE) and creatinine clearance (C Cr) in Brazilians with IGT and normal blood pressure. The standard oral glucose tolerance test with plasma insulin was performed to classify participants into two groups: IGT and normal g (mais) lucose tolerance (NGT). Overnight urine collection was used to assess the UAE (immunoturbidimetry) and C Cr. No differences were observed between the groups in regarding UAE and C Cr. The frequency of microalbuminuria was 21.1 and 3.3% for the IGT and NGT groups, respectively (NS). In conclusion, Brazilians with IGT, normal blood pressure and insulin resistance did not present microalbuminuria or glomerular hyperfiltration.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

74

Impacto ambiental provocado pelo P em dietas suplementadas com enzima fitase e proteína ideal para suínos em crescimento: estudo do fluxo do P no metabolismo animal/ Environmental impact provoked by P in diets supplemented with phytase enzyme and ideal protein for growing pigs: study of the P flow in the animal metabolism

Moreira, J.A.; Vitti, D.M.S.S.; Patino, R.M.; Silva, T.S.; Bueno, I.C.; Berenchtein, B.
2010-10-01

Resumo em português Avaliou-se a possibilidade de redução da concentração do fósforo inorgânico em dietas formuladas para suínos de acordo com o conceito de proteína ideal, utilizando-se um modelo experimental para o estudo do fluxo do P no metabolismo animal. Utilizaram-se 20 suínos machos castrados em delineamento em blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos corresponderam à adição de 0, 250, 500, 750 e 1000UF/kg de dieta. No primeiro dia da f (mais) ase experimental, os animais receberam, por via endovenosa, uma solução radioativa com 7,4MBq de 32P. No final do período experimental, os animais foram sacrificados e coletaram-se amostras de tecidos do músculo Longissimus dorsi, coração, fígado, rins e ossos. Pode-se reduzir em 50% a suplementação de P em dietas para suínos em crescimento adicionando-se 750UF/kg de dieta, em rações à base de milho e farelo de soja, balanceadas de acordo com o conceito de proteína ideal, diminuindo-se significativamente a excreção de P nas fezes. Resumo em inglês The study was developed to evaluate a possible of reduction of the inorganic P concentration in diets formulated for pigs in agreement with the concept of ideal protein, using Lopes et al. model. Twenty male pigs were used in a randomized blocks design, with five treatments and four replicates. The animals were housed in metabolic cages for 17 days, being 10 days for adaptation and seven days for collection of feces and urine. Samples of blood were collected for five days (mais) . On the first day of the experimental phase, each animal was intravenously injected with 7.4 MBq 32P. At the end of the experiment, the animals were slaughtered and samples of muscle (loin), heart, liver, kidney, and bones were collected. The supplementation in growing pigs can be reduced in 50% by adding 750UF/kg of diet in rations based in corn and soybean meal, balanced in agreement with concept of ideal protein, decreasing the P fecal excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

75

Hiperuricemia em obesas sob dieta altamente restritiva/ Hyperuricemia on obese women receiving a very low calorie diet

Maduro, Isolda P.N.N.; Albuquerque, Fabianne M.; Nonino, Carla Barbosa; Borges, Ricardo Martins; Marchini, Julio Sérgio
2003-06-01

Resumo em português O trabalho verifica e analisa hiperuricemia em nove mulheres obesas, com índice de massa corporal (IMC) >35kg/m², sob dieta altamente restritiva (DAR, 400-600kcal/dia) durante 6 semanas. As primeiras duas semanas foram para o diagnóstico clínico e adaptação dietética. Semanalmente foram medidas cetonúria e uricemia e na 4ª. semana foi também determinada a excreção urinária de ácido úrico. A média (±dp) do IMC foi de 54±12 e 49±11kg/m², respectivamente (mais) na admissão e alta hospitalar, correspondendo a uma perda de peso de 14±2kg (p5,7mg/dl, atingindo, durante o estudo, o valor máximo de 12mg/dl. Duas pacientes, com níveis de uricemia >10mg/dl, receberam alopurinol. A uricosúria, na 4ª. semana, foi de 770±262mg/24 hs. 33% das pacientes excretaram entre 300-700mg, considerados valores normais, e 67% excretaram mais do que 700mg. Nenhuma foi considerada hipoexcretora. Sugere-se que pacientes obesos submetidos à DAR tenham, além de uricemia, os valores de uricosúria monitorizados. Quando ocorrer hiperuricemia, a introdução de fármacos que inibem a síntese de ácido úrico estaria indicada. Resumo em inglês In the present paper, hyperuricemia was analyzed in nine obese women with body mass index (BMI) >35kg/m², while receiving a very low calorie diet (400/600kcal/day) for 6 weeks. The first two weeks were for clinical diagnosis and diet adaptation. Serum uric acid and ketonuria were measured weekly, and on the 4th week total uric acid urinary excretion was also determined. The mean (±SD) BMI were 54±12 and 49±11kg/m², respectively at admission and discharge, correspondi (mais) ng to a body weight loss of 14±2kg (p5.7mg/dL; during the follow-up the highest value was 12mg/dL. Two patients had values >10mg/dL and received hallopurinol. At the 4th week, the urinary excretion of uric acid was 770±262mg. 33% of the patients excreted between 300-700mg, considered normal, and 67% excreted >700mg; therefore, none was considered hypoexcretor. It is suggested that besides serum uric acid control, total urinary uric acid excretion must be controlled in obese people during restrictive diet therapy. If hyperuricemia is detected introduction of an uric acid inhibitor is recommended.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

76

Tratamento hipolipemiante em situações especiais: pós-transplante e/ou terapia imunossupressora/ Hypolipidemic treatment under special conditions: posttransplant and/or immunosupressive therapy

Izar, Maria Cristina de Oliveira
2005-10-01

Resumo em português Existem dados limitados sobre o uso concomitante de agentes hipolipemiantes e drogas imunosupressoras. As melhores evidências provêm do uso de estatinas e ciclosporina. Em termos farmacodinâmicos, estas duas drogas têm substratos diferentes. No tocante a farmacocinética, as estatinas não modificam as concentrações plasmáticas de ciclosporina. Entretanto, quando combinada a qualquer estatina, um controle rigoroso dos níveis de ciclosporina é recomendado, levando (mais) -se em conta o seu estreito intervalo terapêutico. Ciclosporina afeta a área sob a curva de muitas estatinas, pela inibição do CYP450 3A4, aumentando a exposição sistêmica dessas drogas. Pravastatina se apresenta como o composto de maior segurança, uma vez que é glucuronidado. A área sob a curva para as outras estatinas (sinvastatina, lovastatina, atorvastatina, cerivastatina e rosuvastatina) pode aumentar em graus variáveis de acordo com o seu sítio de metabolização, extração hepática pelo OATP-transportador, secreção biliar, excreção renal, e extrusão da droga pelo sistema MDR. Resumo em inglês There are limited data regarding the use of hypolipidemic agents concomitantly with immunosuppressive drugs. Best evidence is provided for the use of statins and cyclosporine. In terms of pharmacodynamics, these two drugs have different substrates. In respect to pharmacokinetics, statins usually do not modify serum concentrations of cyclosporine, however when combined with any statin a careful monitoring of cyclosporine levels is recommended, due to a narrow therapeutic w (mais) indow of the immunosupressive agent. Conversely, cyclosporine does affect the area under the curve for many statins, by inhibiting the CYP450 3A4, thus increasing systemic exposure to statins. Pravastatin appears to be the safest compound, once it is glucuronized. The area under the curve for the other statins (simvastatin, lovastatin, atorvastatin, cerivastatin, and rosuvastatin) can be increased in variable degrees according to the site of metabolization, liver extraction by OATP-C transporter, biliary secretion, renal excretion, and drug extrusion by the MDR system.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

77

Síntese de proteína microbiana e concentrações de uréia em vacas alimentadas com dietas à base de palma forrageira e diferentes volumosos/ Microbial protein synthesis and urea nitrogen concentrations in lactating dairy cows fed spineless cactus and different forages based diets

Ferreira, Marcelo de Andrade; Silva, Renata Rodrigues da; Ramos, Alenice Ozino; Véras, Antonia Sherlânea Chaves; Melo, Airon Aparecido Silva de; Guimarães, Amanda Vasconcelos
2009-01-01

Resumo em português Cinco vacas da raça Holandesa foram distribuídas em um quadrado latino 5 × 5 com o objetivo de estimar a produção de proteína microbiana utilizando-se a excreção total de derivados de purinas (DP), por meio de coletas spot de urina, e as concentrações de nitrogênio (N)-uréia no plasma, no leite e na urina. As cinco dietas foram formuladas com diversos volumosos (bagaço de cana-de-açúcar; feno de capim-tifton; feno de capim-elefante; silagem de sorgo; e (mais) uma mistura de silagem de sorgo + bagaço de cana) associados à palma forrageira. As concentrações de uréia (10,98 mg/dL) e N-uréia (5,11 mg/dL) no leite não foram afetadas pelos volumosos, assim como as concentrações plasmáticas de uréia (28,10 mg/dL) e N-uréia (13,09 mg/dL). As excreções urinárias de uréia, N-uréia, alantoína e derivados de purina, purinas absorvidas, a síntese de N-microbiano e as concentrações de alantoína no leite não foram alteradas. Os volumosos utilizados podem ser associados a palma forrageira na alimentação de vacas Holandesas, pois não alteram a produção de proteína microbiana. Resumo em inglês Five Holstein cows were allotted to a 5 × 5 Latin square design with the objective of evaluating the microbial protein production, using the total excretion of purine derivatives (PD), obtained from spot urine collection, plasma and milk urea and nitrogen (N)-urea. The five treatments contained different forage sources: sugar cane bagasse (CB), tifton hay (TH), elephant grass hay (EH), sorghum silage (SS) and a mixture of sugar cane bagasse + sorghum silage (CBSS). T (mais) he milk urea (10.98 mg/dL) and N-urea (5.11 mg/dL) concentrations were not influenced by the forage sources, such as plasma urea (28.10 mg/dL) and N-urea (13.09 mg/dL) concentrations. The urinary urea, N-urea, allantoin and PD excretions, the absorbed purine, N-microbial synthesis and milk allantoin concentration remained unchanged. The different forage sources in association with forage cactus did not change the microbial protein production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

78

Avaliação do vício de "tempo longo" de indicadores internos em ensaio de digestão com ruminantes/ Evaluation of internal markers long term bias in a digestion assay with ruminants

Detmann, E.; Souza, A.L.; Garcia, R.; Valadares Filho, S.C.; Cabral, L.S.; Zervoudakis, J.T.
2007-02-01

Resumo em português Realizou-se um ensaio de digestão com 20 ovinos machos, castrados, para avaliar o viés de "tempo longo" (VTL) dos indicadores internos: matéria seca indigestível (MSi) e fibra em detergente neutro (FDNi) e ácido (FDAi) indigestíveis. O experimento, com duração de 19 dias, foi implementado em delineamento em blocos completos casualizados, com cinco tratamentos (rações concentradas) e quatro blocos. As dietas utilizadas, formuladas para serem isoprotéicas (10% de (mais) proteína bruta), apresentaram 60% de feno de capim-coastcross e 40% de concentrado, constituído por milho grão, farelo de soja e casca de café, em diferentes proporções: 0; 6,25; 12,5; 18,75; e 25%. A concentração dos indicadores foi estimada em amostras de alimentos, sobras e fezes, por procedimento de incubação ruminal in situ, durante 144 horas. A relação entre consumo e excreção dos indicadores foi realizada pelo ajustamento de modelo de regressão linear simples, de forma independente dos efeitos fixos de tratamentos e blocos. Verificou-se recuperação completa dos indicadores MSi e FDNi (P>0,30), o que indica ausência de VTL. Observou-se VTL de +25,45 g/dia para a FDAi (P Resumo em inglês Long term bias (LTB) of internal markers indigestible dry matter (iDM), and indigestible neutral (iNDF) and acid (iADF) detergent fiber in a digestion assay with ruminants was evaluated. Twenty castrated male ovines were managed in metabolic crates. A completely randomized block design with five treatments (concentrate rations) and four blocks was used. Diets were isonitrogenous diets (10% of crude protein) were formulated to containing 60% of coastcross hay and 40% of co (mais) ncentrate, in dry matter basis. The concentrates were based on corn grain, soybean meal and coffee hulls, in different levels (0, 6.25, 12.5, 18.75, and 25%), as fed-basis. The markers contents in feeds, orts, and feces were estimated by a 144 hours in situ rumen incubation procedure. The relationship between markers intake and fecal excretion was accomplished by a simple linear regression model adjustment, independently of the effects of block and treatment. The total iDM and iNDF recovery (P>.30), with LTB free, was observed. The iADF had +25.45 g/day LTB (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

79

Avaliação de métodos laboratoriais para estimar a digestibilidade e o valor energético de dietas para ruminantes/ Evaluation of laboratorial methods to estimate the digestibility and energetic value of ruminant diets

Silveira, M.F.; Kozloski, G.V.; Mesquita, F.R.; Farenzena, R.; Senger, C.C.D.; Brondani, I.L.
2009-04-01

Resumo em português Foi avaliada a acurácia dos métodos laboratoriais para estimar a digestibilidade e o valor energético de dietas para bovinos de corte. As dietas experimentais foram isonitrogenadas e compostas por silagem de milho e 25, 40, 55 ou 70% de concentrado. Os valores de digestibilidade medidos in vivo foram comparados com os obtidos nos ensaios in situ, in vitro e in vitro/gases, e com valores estimados a partir de equações matemáticas baseadas na composição química das (mais) dietas. O ensaio in vivo foi realizado com quatro bovinos em delineamento em quadrado latino 4×4. Quatro animais foram usados para o ensaio in situ e quatro corridas foram realizadas para os ensaios in vitro. Não houve interação significativa de dietas versus métodos. As taxas de degradação calculadas a partir dos ensaios in situ e in vitro/gases não foram acuradas para estimar o valor nutritivo dos alimentos, e o método in vitro foi o que melhor estimou a digestibilidade das dietas. A equação de Weiss superestimou o valor nutricional das dietas por superestimar a digestibilidade da fibra e por subestimar a excreção endógena fecal, mas essa equação foi mais acurada que as equações de McDowell. Resumo em inglês The accuracy of laboratorial methods to estimate the digestibility and energetic value of beef cattle diets was evaluated. Experimental diets were isonitrogenous and composed by corn silage, and 25, 40, 55, or 70% of concentrate. Digestibility values measured in vivo were compared to those obtained in situ, in vitro, and in vitro/gases assays, as well to values estimated from mathematical equations based on the chemical composition of diets. The in vivo assay was carried (mais) out using four cattle in a Latin Square experimental design. Four animals were used for in situ assay and four runs were carried out for in vitro assays. Significant interaction of method vs. diet was not observed. As single indicators, degradation rates calculated from in situ and in vitro/gas assays were not accurate to estimate the nutritive value of feeds. Among all tested methods, the in vitro assay was the most accurate to estimate the digestibility of diets. Weiss equation overestimated the nutritional value of diets by overestimated fiber digestibility and by underestimated fecal endogenous excretion. However, it was more accurate than McDowell equations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

80

Fisiologia digestiva de suínos alimentados com rações contendo diferentes fontes de fósforo/ Digestive physiology of swine fed diets with different phosphorus sources

Moreira, José Aparecido; Vitti, Dorinha Miriam Silber Schmidt; Teixeira, Alexandre de Oliveira; Lopes, João Batista
2009-04-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar a fonte de fósforo de melhor qualidade para uso na alimentação de suínos e que provoque menor impacto ambiental pela excreção de fósforo no ambiente. Foram utilizados 21 suínos machos castrados com peso inicial de 31,94 ± 2,88 kg mantidos com dietas à base de milho, farelo de soja e óleo vegetal (controle) suplementadas com fosfato bicálcico (FBC), fosfato monobicálcico (MBC), superfosfato triplo (ST), superfosfato simples (SS), ácido fo (mais) sfórico (AcF) ou fosfato de rocha catalão. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com sete fontes de fósforo e três repetições e um animal por unidade experimental. O modelo usado foi determinístico e compartimental, de modo que o trato gastrintestinal (C1), o plasma (C2), os ossos (C3) e os tecidos moles (coração, fígado, rins e músculos) estudados em conjunto (C4) representaram os compartimentos. Foram utilizados dados de metabolismo e cinética do fósforo em tecidos, obtidos pela técnica de diluição isotópica. O superfosfato simples destacou-se entre as fontes estudadas como a fonte com menor capacidade de poluir o meio ambiente, melhor biodisponibilidade e metabolismo mais eficiente em suínos em crescimento. Resumo em inglês The source of phosphorus of better quality for use in the pig feeding and that cause less environment impact by the excretion of phosphorus in the enviroment was evaluated. Twenty-one male pigs weighting 34.94 ± 2.88 were fed corn-soybean meal based diets supplemented with different P sources: control without P supplementation P (Cont), dicalcium (FBC), monodicalcium (MBC), triple superphosphate (ST), simple superphosphate (SS), Catalão rock (Rocha) and phosphoric acid (mais) (AcF). The experiment was designed to evaluate the P availability and P excretion to environment. The experiment was arranged in randomized blocks, with seven treatments and three replicates and one pig/box. The model was deterministic and compartimental, in which the gastrointestinal tract (GIT) (C1), plasma C2, bones (C3) and soft tissues (liver, heart, kidney and muscle) (C4) represented the compartments. Metabolism data and kinetics of P in tissues were obtained by the isotopic dilution technique. The simple superphosphate is the phosphorus source with the smallest capacity for polluting the environment, best bioavailability and most efficient use for the metabolism of growing swine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

81

Correlação entre dose/concentração plasmática e avaliação de alterações hepáticas e renais em ratos Wistar tratados com o esquema ROM/ Correlation between dose/plasma concentration and assessment of hepatic and renal changes in Wistar rats treated with the ROM scheme

Malfará, Wilson Roberto; Uyemura, Sérgio Akira; Queiroz, Regina Helena Costa
2005-04-01

Resumo em português A hanseníase, doença crônica, granulomatosa, infecto-contagiosa, transmitida pelo Mycobacterium leprae, ainda se mantém prevalente nos dias atuais, principalmente em países subdesenvolvidos e a sua forma paucibacilar com lesão única, vem sendo tratada através da administração de rifampicina (600mg), ofloxacina (400mg) e minociclina (100mg), em dose única (esquema ROM). Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar a correlação dose/concentração plasmátic (mais) a versus alterações bioquímicas na administração da rifampicina, ofloxacina e minociclina a ratos machos Wistar, em regime de dose única em mono e politerapia. Concluímos que a rifampicina e a ofloxacina sofreram um aumento na concentração plasmática quando administrados em politerapia, enquanto que a minociclina sofreu uma redução, provavelmente por interferências na biotransformação e excreção. Constatamos através das análises bioquímicas que a rifampicina provavelmente é a responsável por alterações hepáticas e renais, e que as interações medicamentosas envolvendo o fármaco exigem estudos individualizados principalmente quando o fármaco é usado associado a ofloxacina e minociclina. Resumo em inglês Leprosy, a chronic granulomatous infectocontagious disease transmitted by Mycobacterium leprae, continues to be prevalent today, especially in underdeveloped countries and its paucibacillary form with a single lesion is being treated with rifampicin (600mg), ofloxacin (400mg) and minocycline (100mg) administered as a single dose (ROM scheme). Thus, the objective of the present study was to investigate the dose/plasma concentration correlation versus biochemical changes oc (mais) curring in male Wistar rats receiving a single dose of rifampicin, ofloxacin and minocycline in mono- and polytherapy. Rifampicin and ofloxacin showed an increased concentration in plasma when administered in polytherapy, whereas minocycline was reduced, probably due to interference with its biotransformation and excretion. Biochemical analyses showed that rifampicin is probably responsible for hepatic and renal changes and that the medicamentous interactions involving the drug require individualized studies, especially when the drug is associated with ofloxacin and minocycline therapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

82

Nefropatia diabética e doença cardíaca/ Diabetic nephropathy and cardiac disease

Gross, Jorge Luiz; Silveiro, Sandra Pinho; Canani, Luís Henrique; Friedman, Rogério; Leitão, Cristiane Bauermann; Azevedo, Mirela Jobim de
2007-03-01

Resumo em português Pacientes em diferentes estágios de nefropatia diabética (ND) apresentam freqüentemente comprometimento cardíaco expresso por isquemia miocárdica e/ou cardiomiopatia diabética. Estas alterações já estão presentes em estágios iniciais da ND e provavelmente mesmo antes de a excreção urinária de albumina (EUA) atingir níveis tradicionalmente diagnósticos de microalbuminúria. As alterações cardíacas são responsáveis por uma proporção significativa de m (mais) ortes nos pacientes com ND e podem ser reduzidas através de intervenção nos múltiplos fatores de risco cardiovascular encontrados nesses pacientes. A avaliação de doença cardíaca deve idealmente ser realizada em todos os pacientes com qualquer grau de ND através de métodos específicos para detectar isquemia e disfunção miocárdica, além do emprego rotineiro da monitorização ambulatorial da pressão arterial em 24 h. Em pacientes com aterosclerose avançada também devem ser avaliadas outras artérias (carótidas, aorta, renais). O tratamento rigoroso da hipertensão arterial, o uso de fármacos cardioprotetores, o tratamento da dislipidemia e da anemia, assim como o emprego de medicamentos anti-plaquetários, poderão reduzir a elevada mortalidade cardiovascular na ND. Resumo em inglês Patients in different stages of diabetic nephropathy (DN) frequently present cardiac disease expressed by myocardial ischemia and/or diabetic cardiomyopathy. These changes are already present at early stages of DN, probably even before urinary albumin excretion (UAE) reaches the traditionally diagnostic levels of microalbuminuria. The cardiac changes are responsible for a significant proportion of the increased death rates in patients with DN and can be reduced through mu (mais) ltiple intervention on the several risk factors present in these patients. Cardiac disease assessment should ideally be performed in every patient, irrespective of renal status, through specific methods to detect ischemia and myocardial dysfunction, besides routinely performing 24-h ambulatory blood pressure monitoring. In patients with advanced atherosclerosis, other arteries (aorta, carotid, renal) should be evaluated as well. Intensive treatment of arterial hypertension, and use of cardioprotective drugs, correction of the associated dyslipidemia and anemia, and use of antiplatelet agents can reduce the elevated cardiovascular mortality in patients with DN.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

83

Efeito da suplementação com zinco sobre a zincúria de pacientes com diabetes tipo 1/ Effect of zinc supplementation on urinary zinc excretion of patients with type 1 diabetes

Sena, Karine C.M. de; Arrais, Ricardo F.; Brito, Tereza N.S.; Almeida, Maria das Graças; Pedrosa, Lucia F.C.
2003-10-01

Resumo em português Neste estudo foi investigado o efeito da suplementação oral de zinco (Zn) em crianças e adolescentes com diabetes (DM), avaliando o controle metabólico da doença e concentrações de Zn na urina. A amostra foi constituída por 20 pacientes com DM tipo 1, os quais foram comparados com um grupo controle (n=17). O controle metabólico foi avaliado pela glicemia de jejum, glicosúria 24h e HbA1c. As concentrações de Zn foram investigadas na urina de 24h antes (T1) e ap (mais) ós a suplementação (T2). Após a 1a coleta de dados dos pacientes com DM1 (T1), teve início a suplementação oral com Zn bis-glicina quelato sem sabor, por um período de 4 meses. As doses foram estabelecidas baseadas nas Dietary Reference Intakes. Os resultados evidenciaram um controle metabólico insatisfatório da doença, devido ao aumento da HbA1c de alguns pacientes, após a suplementação. A excreção urinária de Zn foi maior nos pacientes com DM1 e esteve correlacionado positivamente com o tempo de doença e HbA1c. A suplementação com Zn não corrigiu a heterogeneidade na variação circadiana da zincúria nos pacientes estudados, sugerindo que o controle metabólico inadequado no DM predispõe a distúrbios no metabolismo do Zn, independente da fonte, alimentar ou medicamentosa. Resumo em inglês The effect of oral zinc (Zn) supplementation was investigated in children and adolescents with type 1 diabetes (DM1), evaluating their metabolic control and urinary Zn concentrations. Twenty DM1 patients were compared with a control group (n=17); the metabolic control included fasting glucose levels, 24h urinary glucose levels and HbA1c. Zn concentrations were measured in 24h urine before (T1) and after (T2) supplementation. DM1 patients were given oral supplements of tas (mais) teless bis-glycine chelated Zn during a 4 month period after the initial collection of baseline data. Doses were established based on the Dietary Reference Intakes. The results demonstrated unsatisfactory metabolic control due to higher HbA1c levels in some patients, after Zn supplementation. Urinary Zn excretion was higher in DM1 patients and disclosed a positive correlation with disease duration and HbA1c levels. Zn supplementation did not correct the heterogeneity of circadian variation in the studied patients, suggesting that inadequate metabolic control in DM may cause disturbances in Zn metabolism, regardless of the dietary or supplemental source.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

84

Avaliação técnica e econômica da matriz nutricional da enzima fitase em rações contendo farelo de girassol para poedeiras comerciais/ Technical and economical evaluation of the nutritional matrix of phytase enzyme diets with sunflower meal for laying hens

Junqueira, Otto Mack; Filardi, Rosemeire da Silva; Ligeiro, Elaine Cristina; Casartelli, Elenice Maria; Sgavioli, Sarah; Assuena, Vinícius; Duarte, Karina Ferreira; Laurentiz, Antonio Carlos de
2010-10-01

Resumo em português Cento e oitenta poedeiras comerciais Isa Brown, com 60 semanas de idade, foram distribuídas em delineamento inteiramente ao acaso, em esquema fatorial 2 õ 2, com dois níveis de fitase (0 e 500 ftu/kg de ração) e dois de farelo de girassol (4 e 8%), totalizando cinco dietas, avaliadas com seis repetições de seis aves. As dietas foram formuladas a partir de uma ração controle, à base de milho e farelo de soja, isenta de fitase e farelo de girassol, valorizando (mais) na formulação das dietas a matriz nutricional da fitase. O período experimental foi dividido em quatro ciclos de 28 dias cada. A matriz nutricional preconizada para fitase permitiu o atendimento pleno das exigências das aves, mesmo quando as dietas foram formuladas com níveis nutricionais reduzidos, isso quando desconsiderados os nutrientes presentes na matriz nutricional da enzima, de acordo com recomendação da empresa produtora. A adição de fitase na dieta reduz a excreção de fósforo pelas aves e melhora os parâmetros econômicos. A inclusão de farelo de girassol no nível de 8% prejudica a produção de ovos, mas não afeta os demais parâmetros de desempenho e qualidade dos ovos. Resumo em inglês One hundred and eighty Isa Brown laying hens at 60 weeks of age were arranged in a completely randomized design in a 2 õ 2 factorial scheme, with two levels of phytase (0 and 500 ftu/kg ration) and two levels of sunflower meal (4 and 8%) totalizing five diets, evaluated with six replicates with six birds. Diets were formulated from a control ration based on corn and soybean meal free from phytase and sunflower meal, valuing the nutritional phytase matrix in diets for (mais) mulation. The experimental period was divided in four 28-day cycles. The nutritional matrix suggested for phytase completely met the requirement by hens, even when diets were formulated with reduced nutritional levels when the nutrients present in the enzyme nutritional matrix were not considered accordingly to recommendations by the manufacturer. Addition of phytase in the diet reduces excretion of phosphorus by the birds and it improves the economical parameters. Inclusion of sunflower meal at 8% level negatively affects egg production, but it does not affect the other performance parameters and egg quality.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

85

Avaliação do efeito da clorpromazina sobre a função renal de cães submetidos à isquemia e reperfusão

de Menezes, Liliana B.; Fioravanti, Maria Clorinda S.; de Brito e Silva, Marcelo S.; Franco, Leandro G.; Sales, Tatyane Penha; Andrascko, Mariana M.; Veado, Julio César C.; de Araújo, Eugênio G.
2010-02-01

Resumo em português A isquemia renal está presente em diferentes situações como em cirurgias renais, vasculares e no transplante renal. O objetivo deste trabalho foi avaliar a integridade e a função renal de cães submetidos à isquemia e reperfusão com ou sem aplicação de clorpromazina. Para tanto foram utilizados 12 cães distribuídos aleatoriamente em dois grupos de seis indivíduos: grupo A com isquemia e reperfusão sem tratamento por clorpromazina e o grupo B com isquemia e re (mais) perfusão tratados previamente com clorpromazina. De cada cão foi coletado sangue e urina antes da isquemia, no inicio da reperfusão, após 120 minutos de reperfusão e semanalmente até 28º dia pós-cirúrgico para verificar possíveis efeitos tardios da isquemia/reperfusão. Avaliações da integridade e função renal foram feitas por exame físico, concentração sérica de ureia e creatinina e determinação da GGT urinária. A avaliação da relação proteína urinária/creatinina urinária (PU/CU) e atividade da GGT urinária são exames mais sensíveis para detectar lesão tubular aguda que o exame de urina de rotina, uma vez que estas variáveis apresentaram alteração mais precocemente. Não houve ação protetora da clorpromazina conforme constatado por meio da urinálise, dosagens séricas de ureia e creatinina, excreção urinária de GGT e PU/CU. Resumo em inglês Renal ischemia may occur in different situations such as vascular or renal surgery and also in renal transplantation. This study evaluates renal function in dogs submitted to ischemia and reperfusion after chlorpromazine application. Twelve adult mongrel dogs were distributed into two groups with six animals each. Group A was composed of dogs submitted to renal ischemia and reperfusion without previous administration of chlorpromazine. Group B was composed of dogs with re (mais) nal ischemia and reperfusion previously treated with chlorpromazine. In order to evaluate the possible ischemia/reperfusion late effects, blood and urine samples were sampled in four different times: Before ischemia, early stages of reperfusion, 120 minutes after reperfusion, and every week until 28th day postsurgery. Renal function was evaluated by clinical examination, serum urea and creatinine levels and urinary GGT activity. PU/CU and GGT urinary activity were more sensitive in detecting acute tubular injury than routine urine examination because these variables showed earlier changes. Based on urinalysis, urea and creatinine serum levels plus urinary excretion of GGT and PU/CU, no evidences of protective action of chlorpromazine were observed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

86

Avanços metodológicos na avaliação de alimentos e de exigências nutricionais para aves e suínos/ Methodological improvements in feedstuffs evaluation and nutritional requirements for poultry and swine

Rostagno, Horacio S.; Bünzen, Silvano; Sakomura, Nilva K.; Albino, Luiz F.T.
2007-07-01

Resumo em português A produção industrial de aves e suínos mostrou enormes avanços nos últimos anos, principalmente devido ao aumento dos conhecimentos na área de genética e de nutrição. Na área de avaliação dos alimentos e das exigências nutricionais de animais monogástricos, as melhoras se dão a passos largos, devido á seriedade com que os profissionais encaram a responsabilidade de fazer pesquisa de qualidade dentro e fora do país. Neste trabalho serão abordadas as metod (mais) ologias que permitem melhorar a utilização dos alimentos de maneira mais eficiente e econômica. Serão citados alguns cuidados e procedimentos essenciais para executar adequadamente experimentos de desempenho com aves e suínos. Na atualidade, para a realização de experimentos com monogástricos, é necessário: definir claramente os objetivos, utilizar animais com peso inicial uniforme, usar número adequado de repetições e de animais por unidade experimental. Testes de médias devem ser usados para as variáveis qualitativas e quando a variável independente for quantitativa aplicar análise de regressão. O nível de significância utilizado (5, 7, 10%) pode variar conforme a importância econômica da característica estudada. A adequada condução dos ensaios, sejam de crescimento ou de digestibilidade, é fundamental para que as ferramentas apresentadas possam ter efetividade, resultando na melhora da produtividade e na redução dos custos e da excreção de nutrientes. Resumo em inglês Swine and Poultry production showed enormous progress in the last few years, mainly due to the increased knowledge in genetics and nutrition. In the area of feedstuffs evaluation and nutritional requirements the improvement also was big due to the seriousness of the professionals to make high quality research in Brazil and abroad. This paper shows methodologies that can improve feedstuffs utilization more efficiently with lower costs. Procedures are described for adequate (mais) execution of growth experiments with poultry and swine. Actually, to run experiments with monogastric animals it is important to: define clearly the objectives, utilize animals with uniform starting weight, to use adequate number of replicates and animals per experimental unit. Mean test comparation should be used for qualitative variable and regression analysis when the independent variable is quantitative. The level of significance applied may vary (5, 7, 10%) depending upon the economic importance of the parameter evaluated. Adequate execution of growth or digestibility trials is of fundamental importance for the recommendations made in this paper to be effective and result in increased productivity and reduction of costs and nutrient excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

87

Estudos in vitro e in vivo de análogo da timidina marcada com complexo organometálico de tecnécio-99m para potencial uso em diagnóstico tumoral/ Studies in vitro and in vivo of thymidine analog labeled with organometalic complex of technetium-99m for potential use in tumor diagnosis

Santos, Rodrigo Luis Silva Ribeiro; Faintuch, Bluma Linkowski; Teodoro, Rodrigo
2008-03-01

Resumo em português Análogos da timidina têm sido marcados com diferentes radioisótopos devido ao seu potencial em monitorar a proliferação incontrolável de células. Considerando que o radioisótopo tecnécio-99m ainda mantém uma posição privilegiada devido às suas propriedades químicas e nucleares, este trabalho constituiu-se no desenvolvimento da marcação da timidina com o 99mTc, mediante o emprego de compostos organometálicos. Os objetivos principais foram a síntese do pre (mais) cursor carbonil-tecnécio-99m, marcação da timidina com este precursor, estudo da estabilidade, e avaliações radioquímicas e biológicas com animais sadios e portadores de tumor. A síntese do precursor organometálico e a marcação da timidina com este precursor foi realizada com > 97% e > 94% de pureza radioquímica, respectivamente, obtendo-se também uma boa estabilidade em até 6 h em temperatura ambiente. A transquelação frente aos aminoácidos cisteína e histidina apresentou perdas entre 8 e 11% para concentrações de até 300 mM. Os ensaios de biodistribuição em camundongos sadios indicaram que o complexo radiomarcado apresentou um rápido depuramento sangüíneo e baixa captação nos demais órgãos, com predominância de excreção da droga pelo sistema urinário e hepatobiliar. A captação tumoral foi de 0,28 e 0,18 %DI/g para tumor de pulmão e mama, respectivamente. Os resultados obtidos sugerem maiores investigações em outros análogos da timidina. Resumo em inglês Thymidine analogs have been labeled with different radioisotopes due to their potential in monitoring the uncontrollable cell proliferation. Considering that the radioisotope technetium-99m still keeps a privileged position as a marker due to its chemical and nuclear properties, this work was designed to develop a new technique of labeling of thymidine analog with 99mTc, by means of the organometallic compounds. The aims of this research were: synthesis of the organometal (mais) lic precursor technetium-99m-carbonyl, thymidine labeling with this precursor, study of stability, and radiochemical e biological evaluation with healthy and tumor-bearing animals. The organometallic precursor and the labeling of thymidine with this precursor were resulted with a radiochemical pureness of > 97% and > 94%, respectively, with good radiochemical stability up to 6 h in room temperature. The cysteine and histidine challenge indicated losses between 8 and 11% for concentrations until 300 mM. The biodistribution assay in healthy mice revealed rapid blood clearance and low uptake by general organs with renal and hepatobiliary excretion. The tumor concentration was of 0.28 and 0.18 %ID/g for lung and breast cancer, respectively. The results imply more studies in other thymidine analogs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

88

Detecção precoce da nefropatia diabética/ Early detection of diabetic nephropathy

Murussi, Marcia; Murussi, Nádia; Campagnolo, Nicole; Silveiro, Sandra Pinho
2008-04-01

Resumo em português Em virtude do prognóstico desfavorável das fases avançadas da nefropatia diabética (ND), o ideal é identificar o envolvimento renal de maneira precoce. A recomendação é a medida anual da excreção urinária de albumina (EUA), em amostras de urina casual, para detectar os estágios da ND [microalbuminúria (EUA 17-174 mg/l ou 30 a 300 mg albumina/g de creatinina) e macroalbuminúria (> 174 mg/l ou > 300 mg/g)]. No entanto, tem sido sugerido que níveis de EUA abai (mais) xo dos de consenso já seriam indicativos de risco de progressão renal e de mortalidade aumentada, devendo ser revisados esses pontos de corte. Uma quantidade expressiva da EUA, a fração não imunorreativa, não é detectada pelos métodos convencionais, e HPLC poderá ser mais sensível para identificar dano renal, medindo EUA total (imuno + não-imunorreativa). Outra observação recente é a presença de diminuição da taxa de filtração glomerular (TFG) mesmo em normoalbuminúricos. Portanto, além da EUA, recomenda-se estimar a TFG com equação empregando creatinina, como a do estudo Modification of Diet in Renal Disease (MDRD), disponível em www.mdrd.com. Em razão das conhecidas limitações da creatinina, marcadores endógenos alternativos estão em investigação, sendo a cistatina C um marcador promissor. Finalmente, novas estratégias que poderão ser ainda mais precoces para detecção da ND incluem biomarcadores, como proteoma, definindo um perfil de proteínas urinárias que identifiquem risco subseqüente de doença renal. Resumo em inglês Due to the unfavorable prognosis of advanced stages of diabetic nephropathy (DN), the ideal approach is to identify renal involvement as early as possible. It is recommended to measure urinary albumin excretion (UAE) annually, in random urine samples, in order to detect the stages of DN [microalbuminuria (UAE 17-174 mg/l or 30-300 mg albumin/g of creatinine) and macroalbuminuria (> 174 mg/l or > 300 mg/g)]. However, it has been suggested that UAE levels below the threshol (mais) d of consensus could already signal the risk for DN progression and increased mortality, indicating the need to revise cutoff values. As a substantial amount of UAE (the immunounreactive fraction), is not detected by conventional methods, HPLC would be more sensitive to identify the presence of damage by measuring total UAE (immunoreactive + immunounreactive). Another recent observation is that diminished glomerular filtration rates (GFR) occurs in the presence of normoalbuminuria. Therefore, besides evaluating UAE, it is recommended to estimate GFR with equations employing creatinine; such as the Modification of Diet in Renal Disease (MDRD) study, available at www.mdrd.com. Owing to the known limitations of creatinine, alternative endogenous markers are being studied, and cystatin-C is a promising marker under investigation. Finally, new strategies that could detect DN even earlier, include biomarkers such as proteomics, defining a profile of urinary protein excretion able to identify the subsequent risk of renal disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

89

Parâmetros fermentativos, produção de proteína microbiana, concentrações de ureia no leite e no plasma e balanço de nitrogênio de vacas alimentadas com silagem de milho ou cana-de-açúcar com caroço de algodão/ Fermentative parameters, microbial protein production, plasma and milk urea concentration and nitrogen balance of milking cows fed maize silage or sugarcane with whole cottonseed

Sousa, Daniel de Paula; Campos, José Maurício de Souza; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Sediyama, Camilla Atsumi Zanuncio; Cruz, Júlio César Cardoso
2009-10-01

Resumo em português Doze vacas da raça Holandesa foram distribuídas em três quadrados latinos 4 × 4 com o objetivo de avaliar o pH, o N-amoniacal, a produção de proteína microbiana, o número de protozoários no rúmen, a concentração de N-ureia no plasma e no leite e balanço de nitrogênio. Os tratamentos consistiram de silagem de milho ou cana-de-açúcar contendo 0, 7 ou 14% de caroço de algodão. Não houve diferença no pH quando fornecida cana-de-açúcar, apesar da dimi (mais) nuição dos valores após o início da alimentação. Os valores de N-amoniacal mantiveram-se acima de 15 mg/dL, após 6 horas de alimentação, apenas quando fornecida silagem de milho e cana-de-açúcar com 7% de caroço de algodão. O maior consumo de MS e nutrientes obtido com a silagem de milho implicou em menor eficiência de uso do nitrogênio e maiores excreções de N-ureia na urina em relação às demais dietas (150,6 vs 96,0 mg/kg PV). O fornecimento de cana-de-açúcar com 7% de caroço de algodão promoveu maiores quantidades de purinas totais (PT), purinas absorvidas (PA), nitrogênio microbiano (207, 6 vs 185,2 g/dia) e melhor balanço de compostos nitrogenados (31,5 vs 15,5) em relação às demais dietas com cana-de-açúcar. O menor consumo de MS e extrato etéreo quando fornecida cana-de-açúcar sem caroço de algodão resultou em maior número de protozoários (129,4 vs 34,0 × 10³/mL), maior excreção urinária de nitrogênio e menor síntese de proteína microbiana em relação às demais dietas, o que indica falta de sincronização na degradação da energia e proteína na relação volumoso:concentrado proposta neste experimento. Resumo em inglês Twelve cows were allotted to three 4 × 4 Latin Squares to evaluate pH, ammonium nitrogen, microbial protein production, number of protozoa in the rumen, plasma and milk urea concentration and balance of nitrogen compounds. Treatments consisted of maize silage or sugarcane with whole cottonseed, at 0, 7 or 14%. There were no differences on pH between sugarcane treatments, despite the reduction of values after the beginning of feeding. Ammonium nitrogen values were kep (mais) t above 15 mg/dL after 6 hours of the beginning of feeding by maize silage and sugarcane with 7% whole cottonseed treatment. The higher DM and nutrients intake by maize silage treatment implied in less efficient use of nitrogen with higher urine N-urea excretion compared to other treatments (150.6 vs 96.0 mg/kg BW). Sugarcane with 7% whole cottonseed treatment obtained greater amounts of total purines (PT), absorbed purines (PA), microbial nitrogen (207,6 vs 185,2 g/d) and better balance of nitrogen compounds (31,5 vs 15,5) in relation to other sugarcane treatments. The lower DM and EE intake when supplied sugarcane without whole cottonseed resulted on high protozoa counts (129.4 vs 34.0 × 10³/mL), higher urine nitrogen excretion and lower microbial protein synthesis compared to other treatments, which indicates lack of energy and protein degradation synchronism, on forage:concentrate ratio proposed by this experiment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

90

Produção de proteína microbiana, concentração plasmática de uréia e excreções de uréia em novilhos alimentados com diferentes níveis de uréia ou casca de algodão/ Effects of feeding different levels of urea or cottonseed hulls on microbial protein synthesis, plasma urea concentration and urea excretion in steers

Magalhães, Karla Alves; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Paixão, Mônica Lopes; Pina, Douglas dos Santos; Paulino, Pedro Veiga Rodrigues; Chizzotti, Mário Luiz; Marcondes, Marcos Inácio; Araújo, Alexandre Magno; Porto, Marlos Oliveira
2005-08-01

Resumo em português Com o objetivo de avaliar os efeitos dos níveis de uréia ou casca de algodão sobre a produção de proteína microbiana, estimada por meio dos derivados de purinas na urina, a concentração de uréia plasmática (NUP) e as excreções de uréia em novilhos, foram realizados dois experimentos. No primeiro, 24 novilhos mestiços castrados, com peso vivo médio inicial de 300 kg, foram alocados em delineamento inteiramente casualizado, nos quatro tratamentos: 0; 0,65; 1, (mais) 30 e 1,95% de uréia na base da MS total, em substituição à proteína do farelo de soja. No segundo, 16 novilhos mestiços, com peso vivo médio inicial de 230 kg, foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, nos quatro tratamentos: 0, 10, 20 e 30% de casca de algodão na base da MS total, em substituição à silagem de capim-elefante. As amostras de urina foram obtidas por meio da coleta de urina spot, na qual foram determinados os derivados de purinas (alantoína e ácido úrico). No soro sanguíneo e na urina, foram analisadas as concentrações de uréia e creatinina. Não houve efeito dos níveis de uréia, tampouco dos de casca de algodão, sobre os derivados de purinas e sobre a eficiência de síntese microbiana. A concentração de NUP e a excreção de uréia não foram influenciadas pelos níveis de uréia das rações. A concentração de NUP decresceu linearmente com a inclusão da casca de algodão na dieta. Tanto a uréia quanto a casca de algodão podem ser utilizadas, até os níveis de 1,95% e 30%, respectivamente, na MS total da dieta de novilhos de origem leiteira, sem afetar a eficiência de síntese microbiana. Resumo em inglês Two trials were conducted to study the effects of different levels of urea or cottonseed hulls on yield of microbial protein, estimated by the urinary excretion of purine derivatives, concentration of plasma urea, and excretion of urea in steers. In the first trial, 24 crossbred castrated steers averaging 300 kg of initial live weight (LW) were uniformly assigned to four treatments in a complete randomized design as follows: 0, 0.65, 1.30, or 1.95% of urea (% of dry matte (mais) r) that replaced soybean meal in the diet. In the second study, 16 crossbred steers averaging 230 kg of initial LW were uniformly assigned to four treatments in a complete randomized design as follows: 0, 10, 20, or 30% of cottonseed hulls (% of dry matter) that replaced elephant grass silage in the diet. Spot urine samples were obtained and the concentration of purine derivatives (allantoin plus uric acid) determined. Concentrations of creatinine and urea were analyzed in both blood plasma and urine. No significant differences in the urinary concentration of purine derivatives and in the estimation of microbial protein yield were observed by feeding different levels of urea or cottonseed hulls to steers. Similarly, no significant differences in the concentration of plasma urea and in the urinary excretion of urea were found by increasing the proportions of urea in the diet. However, concentration of plasma urea decreased linearly by replacing elephantgrass silage with cottonseed hulls in the second trial. It can be concluded that urea as well as cottonseed hulls can be included up to 1.95 and 30% of the diet dry matter, respectively, with no significant change in the efficiency of microbial protein synthesis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

91

Efeito do uso de enzimas sobre o desempenho e metabolismo de poedeiras/ Effect of the use of enzymes on the performance and metabolism of laying hens

Viana, Maurício Tárcio dos Santos; Albino, Luiz Fernando Teixeira; Rostagno, Horacio Santiago; Silva, Eliane Aparecida da; Messias, Rodrigo Knop Guazzi; Pereira, João Paulo Leles
2009-06-01

Resumo em português Objetivou-se verificar o efeito da adição do complexo enzimático (CE) sobre o desempenho e o metabolismo de poedeiras. Foram utilizadas 216 poedeiras da linhagem Bovans Goldline, distribuídas em delineamento experimental inteiramente casualizado, com 12 repetições de seis aves por unidade experimental e 3 tratamentos: controle positivo; controle negativo; e controle negativo + Rovábio® Max (100 g/t). A dieta controle positivo foi formulada segundo recomendações (mais) das tabelas brasileiras e a dieta controle negativo foi calculada reduzindo os nutrientes presentes na matriz nutricional da enzima de acordo com a empresa produtora. Avaliaram-se o consumo de ração, a produção de ovos, o peso dos ovos, a massa de ovo, a conversão por massa de ovo, a conversão alimentar por dúzia (CAD) e os componentes do ovo no período de 24 a 36 semanas de idade. No ensaio de metabolismo, calcularam-se os valores do coeficiente de digestibilidade da matéria seca, da energia metabolizável aparente (EMA) e da energia metabolizável corrigida (EMAn), bem como seus coeficientes de metabolizabilidade e a retenção de nitrogênio e do balanço de P e Ca das dietas. Nas aves mantidas com a dieta controle negativo, a adição de complexo enzimático na dieta melhorou o percentual de postura e a conversão alimentar por dúzia. A redução dos níveis nutricionais das dietas resultou em menores valores de EMA e EMAn. A suplementação de complexo enzimático às dietas com menores níveis nutricionais melhorou os valores de EMA, resultando em valores similares aos obtidos nas aves alimentadas com a ração controle positivo. Poedeiras alimentadas com a ração controle positivo apresentam maior ingestão, excreção e retenção de fósforo (mg/ave/dia), entretanto, quando a ração é suplementada com complexo enzimático, ocorre maior retenção de fósforo pelas aves. Resumo em inglês The effect of the addition of multienzymatic complex on performance and metabolism of laying hens was estimated. Two hundred and sixteen Bovans Goldline hens were assigned to a completely randomized design, with 12 replicates of 6 birds per unit and three experimental treatments arranged as follows: positive control (PC), negative control (NC), NC + Rovábio® Max (100 g/t). The positive control diets were formulated to contain adequate levels of nutrients according to th (mais) e recommendations of the Brazilian tables. Diets of NC and NC + Rovábio® Max were calculated with reduced contents of nutrients present in the nutritional contribution of the enzyme complex evaluated according to the recommendations from the manufacturer. The parameters evaluated were: feed intake, egg production, egg weight, egg mass, feed:gain ratio (per g of egg mass and per dozen of egg) in the period from 24 to 36 weeks of age. In the metabolism trial, feed intake and total excreta production per replicate were measured to determine the metabolizable energy values (apparent ME and apparent Nitrogen Corrected MEn), metabolizability coefficients of gross energy and nitrogen retention and P and Ca balance. When compared to hens fed both negative and positive control diets, the addition of Rovábio® Max to the NC diet improved the hen day egg production an the feed:gain ratio (kg/dz). The reduction in the levels of nutritional diets resulted in lower ME and MEn values. The supplementation of the enzyme complex to diets with lower nutritional levels improved the ME values, resulting in values similar to those presented by hens fed PC diet. The addition of the enzyme complex to the NC diet increase P retention and resulte in lower P excretion when compared to the hens fed NC diet. Layers fed PC diet show higher P intake, excretion and retention.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

92

Influência de frações da parede celular de levedura (Saccharomyces cerevisiae) sobre alguns parâmetros nutricionais de ratos em crescimento/ Influence of yeast (Saccharomyces cerevisiae) cell wall fractions on some nutritional parameters of growing rats

Chaud, Saula Goulart; Sgarbieri, Valdemiro Carlos; Vicente, Eduardo
2008-04-01

Resumo em português OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência das frações de parede celular de levedura (Saccharomyces cerevisiae) sobre alguns parâmetros nutricionais de ratos Wistar em crescimento. MÉTODOS: A biomassa de levedura (Saccharomyces cerevisiae), coletada sem sofrer o processo de termólise, foi recebida da usina São José, Zillo Lorenzetti (Macatuba, SP), em suspensão de, aproximadamente, (20% p/v) de células. O fracionamento da parede celular da leve (mais) dura foi realizado por extração diferencial, centrifugação e secagem em spray dryer. A importância como fibra da dieta foi determinada em ratos da linhagem Wistar, recém desmamados, por meio das seguintes avaliações: ganho de peso corporal, consumo de dieta (28 dias), quociente de eficiência da dieta, digestibilidade aparente da proteína, quantidade total de fezes, lipídeos e colesterol excretados nas fezes. RESULTADOS: Os animais que receberam a dieta contendo a fração glicana mais manana ganharam menos peso em relação aos demais tratamentos. A dieta com a fração manana foi a que proporcionou maior ganho de peso, seguida pela dieta padrão (AIN-P) e a dieta com 10% de glicana insolúvel. Quanto ao quociente de eficiência da dieta, observou-se, ao longo dos 28 dias, que a dieta com a fração glicana mais manana foi a que apresentou os menores valores. As maiores porcentagens de digestibilidade aparente da proteína foram observadas nas dietas: padrão modificada (AIN-M), padrão (AIN-P) e (M) com 10% da fração manana. As quantidades de lipídeos totais e colesterol excretados nas fezes variaram bastante entre as dietas, sendo que a dieta formulada com 10% de fração manana foi a que promoveu maior excreção do colesterol. CONCLUSÃO: Ao final de 28 dias, os animais que receberam a dieta contendo 10,0% da fração glicana mais manana apresentaram o menor consumo de dieta e ganharam menos peso em relação às demais dietas. A digestibilidade aparente de todas as dietas foi elevada, em média 98,6%, contudo, as quantidades de lipídeos totais e colesterol excretados nas fezes variaram consideravelmente, sendo que a dieta contendo manana excretou, proporcionalmente, maior quantidade de colesterol. Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective of the present work was to assess the nutritional impact of Saccharomyces cerevisiae cell wall fractions on some nutritional parameters in growing Wistar rats. METHODS: Yeast (Saccharomyces cerevisiae) biomass collected without undergoing thermolysis came from the mill São José, Zillo Lorenzetti (Macatuba, SP) in a suspension of approximately 20% p/v of cells. Fractionation of the cell wall material was done by differential extraction, centrifug (mais) ation, and drying in "spray dryer". The importance of the yeast cell components as dietary fibers was assessed in recently weaned Wistar rats by measuring weight gain, diet consumption (28 days), diet efficiency ratio, apparent protein digestibility, total amount of feces and lipids and cholesterol excreted in feces. RESULTS: Rats which were submitted to diets containing glycan plus mannan gained less weight when compared with the other diets. The mannan-containing diet yielded the highest weight gain, followed by the standard AIN diet (S-AIN) and the insoluble glycan diet. Regarding diet efficiency ratio, the diet containing glycan plus mannan produced the lowest values throughout the 28 days. The highest apparent protein digestibility was obtained for the modified standard diet, for the standard AIN diet, as well as for the 10% mannan-containing diet (M). Total lipids and cholesterol excreted in the feces varied substantially among the diets. The diet containing 10% mannan was the one that promoted the greatest excretion of cholesterol. CONCLUSION: At the end of 28 days, the rats submitted to the glycan plus mannan-containing diets consumed less food and gained less body weight than those submitted to the other diets. Apparent digestibility of all diets was high, 98.6% on average. The amounts of total lipids and cholesterol excreted in the feces varied considerably; however, the mannan-containing diet promoted proportionally more cholesterol excretion than the other diets.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

93

Variáveis ruminais, concentração de uréia plasmática e excreções urinárias de nitrogênio em vacas leiteiras alimentadas com concentrado processado de diferentes formas/ Ruminal metabolism, plasma urea concentration, and urinary excretion of nitrogen of dairy cows fed concentrate processed in different forms

Wernersbach Filho, Humberto Luiz; Campos, José Maurício de Souza; Assis, Anderson Jorge de; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Queiroz, Augusto César de; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Lana, Rogério de Paula
2006-06-01

Resumo em português O objetivo neste estudo foi avaliar a influência do tipo de processamento do concentrado sobre o pH e a amônia ruminal, a concentração de uréia no plasma e as excreções urinárias de vacas leiteiras alimentadas com dietas contendo diferentes relações volumoso:concentrado. Foram utilizadas 16 vacas da raça Holandesa, puras e mestiças, em dois níveis de produção de leite (30 e 20 kg/dia), distribuídas em quatro quadrados latinos (dois para cada nível de prod (mais) ução), com quatro períodos de 15 dias. As dietas experimentais, isoprotéicas, foram constituídas à base de silagem de milho com relações volumoso:concentrado 50:50 e 60:40 na MS, visando produções de 30 e 20 kg de leite/dia, respectivamente. Imediatamente antes e 3 horas após a alimentação matinal, não houve diferenças nos valores de pH e amônia ruminal nos diferentes níveis de produção. Contudo, nas vacas alimentadas com a dieta com concentrado extrusado, a concentração de amônia ruminal foi menor 3 horas após a alimentação. Não houve diferença nas concentrações de uréia plasmática entre os tratamentos e as excreções urinárias de nitrogênio diferiram somente com o concentrado contendo alto teor de energia parcialmente processado. Resumo em inglês The objective of this trial was to study the effects of different forms of concentrate processing on ruminal pH and ammonia as well as on plasma concentration of urea. Sixteen dairy cows, pure Holstein and crossbred, were blocked by production level (30.0 and 20.0 kg/day) and randomly assigned to two Latin squares with four periods of 15 days each. Diets were isonitrogenous and contained the following forage (corn silage):concentrate ratios: 50:50 and 60:40 (% of DM) for (mais) cows yielding 30.0 and 20.0 kg of milk/day, respectively. Ruminal pH and ammonia (N-NH3) did not differ at 0 h (pre-feeding) and at 3 h after the morning feeding in the different production levels. However, it was observed lower ruminal ammonia concentration at 3 h post-feeding on cows fed diets contained extruded concentrate. Plasma urea did not differ across diets while for urinary excretion of nitrogen a significant difference was observed only for the diet containing the partially processed high-energy concentrate.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

94

Substituição de milho por sorgo baixo tanino em dietas para suínos: digestibilidade e metabolismo/ Replacement of corn by low tannin sorghum in pig diets: digestibility and metabolism

Marques, B.M.F.P.P.; Rosa, G.B.; Hauschild, L.; Carvalho, A.d'A.; Lovatto, P.A.
2007-06-01

Resumo em português Um experimento foi realizado para avaliar os efeitos digestivos e metabólicos da substituição de milho por sorgo em dietas para suínos. Foram utilizados 12 suínos machos castrados, meio-irmãos paternos, com peso vivo médio inicial de 40,8kg, mantidos em gaiolas metabólicas. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com três tratamentos (T1 = dieta controle; T2 = substituição de 50% do milho por sorgo e T3 = substituição de 100%) e quatro repeti (mais) ções. As digestibilidades da proteína e da energia brutas foram 5 e 4% superiores (P Resumo em inglês An experiment was carried out to evaluate metabolic and digestive effects replacement of corn by sorghum in pig diets. Twelve half brothers barrows weighing 40.8kg and housed in metabolic cages in a completely randomized design with three treatments (T1 = control diet; T2 = replacement of 50% corn by sorghum and T3 = replacement of 100%) with four replicates. Crude protein and gross energy the digestibilities were 5% and 4% higher (P(mais) of corn replacement diet, in comparison with the diet where corn was totally replaced by sorghum. Total replacement of corn by sorghum diets decreased (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

95

O recordatório de 24 horas como instrumento na avaliação do consumo alimentar de cálcio, fósforo e vitamina D em crianças e adolescentes de baixa estatura/ The 24-hour recall for the assessment of dietary calcium, phosphorus and vitamin D intakes in stunted children and adolescents

Bueno, Aline Lopes; Czepielewski, Mauro Antônio
2010-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Verificar em que medida o Recordatório Alimentar de 24 horas como instrumento de avaliação do consumo alimentar contribui para a avaliação de parâmetros biológicos envolvidos no metabolismo de cálcio, fósforo e vitamina D em crianças e adolescentes de baixa estatura. MÉTODOS: Foram avaliados 59 crianças e adolescentes com baixa estatura do Ambulatório de Baixa Estatura do Serviço de Endocrinologia do Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Causas o (mais) rgânicas, genéticas e endócrinas de baixa estatura foram excluídas da avaliação. Foram dosados cálcio, fósforo, creatinina, vitamina D, paratormônio fosfatase alcalina no soro e cálcio, fósforo, creatinina e sódio em urina de Recordatório Alimentar de 24h foi empregado para estimar o consumo dietético. RESULTADOS: Foi constatada ingestão reduzida de cálcio e vitamina D, em relação ao recomendado para idade e sexo. Verificou-se correlação negativa entre paratormônio e vitamina D dietética (r= -0,46; p Resumo em inglês OBJECTIVE: The objective of this study was to verify the extent to which the 24 hour recall, used as a tool to assess dietary intake, contributes to the assessment of biological parameters involved in the metabolism of calcium, phosphorus and vitamin D in stunted children and adolescents. METHODS: A total of 59 stunted children and adolescents seen at the outpatient clinic that specializes in stunting of the Endocrinology Service of Hospital das Clínicas in Porto Alegre, (mais) were assessed. Organic, genetic and endocrine causes of stunting were excluded from the assessment. Serum calcium, phosphorus, creatinine, vitamin D, parathormone and alkaline phosphatase and urine calcium, phosphorus, creatinine and sodium were measured. The 24 hour recall was used to determine dietary intake of these nutrients. RESULTS: Calcium and vitamin D intakes were low according to the values recommended for the two genders and studied age groups. There was a negative correlation between parathormone and dietary vitamin D (r= -0.46; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

96

Níveis de proteína e de vitamina E para matrizes de frango de corte. 2. Efeito sobre a concentração de alfa-tocoferol na gema e nos tecidos e balanço de nitrogênio/ Protein and vitamin E levels for broiler breed hens. 2. Effects on yolk and tissue alpha-tocopherol concentration and nitrogen balance

Barreto, S.L.T.; Ferreira, W.M.; Gonçalves, T.M.
1999-04-01

Resumo em português Foram utilizadas 16 matrizes de frangos de corte com o objetivo de avaliar o efeito de dois níveis de proteína bruta (NPB), 14 e 16%, e dois níveis de vitamina E (NVE), 25 e 250mg/kg, na dieta sobre a concentração de alfa-tocoferol (AT) na gema, no fígado, no soro sangüíneo e na excreta, e sobre a retenção de AT e de nitrogênio (N). O período experimental foi de 25 dias, sendo 15 dias para a adaptação das aves à dieta e 10 dias para a coleta de ovos e da ex (mais) creta para análise de vitamina E (VE) e N. O delineamento experimental foi o inteiramente ao acaso, formado por quatro tratamentos em esquema fatorial 2 × 2 (NVE × NPB), constituído cada um por quatro repetições, e cada unidade experimental representada por uma ave. Houve aumento linear (P Resumo em inglês Sixteen broiler breed hens were used with the objective of evaluating the effects of supplementation of two crude protein (14 and 16% CP) and two vitamin E levels (25 and 250mg VE/kg) in the diet on the alpha-tocopherol (AT) concentration in the egg yolk, liver, blood serum and feces, and on the AT and nitrogen (N) retentions. The experiment lasted 25 days, in which 15 days were used for hens adaptation and 10 days for egg and fecal collection for AT and N analyses. The e (mais) xperimental design was a complete randomized design with a 2 × 2 factorial arrangement (CP × VE levels) with four repetitions per treatment. The increasing of VE in the diet resulted in increase (P0.05). Thus, it could be concluded that the increasing of VE levels in the diet increased the AT concentrations in the egg yolk and body tissues, and decreased the AT and increased the N retention in broiler breed hens during the laying peak period.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

97

Infecção natural de Triatoma vitticeps (Stal, 1859) por flagelados morfologicamente semelhantes a Trypanosoma cruzi (Chagas, 1909) no Estado do Espírito Santo/ Natural infection of Triatoma vitticeps (Stal, 1859) with flagellates morphologically similar to Trypanosoma cruzi (Chagas, 1909) in Espírito Santo State

Santos, Claudiney Biral dos; Leite, Gustavo Rocha; Ferreira, Gabriel Eduardo Melim; Ferreira, Adelson Luiz
2006-02-01

Resumo em português Espécimes adultos de Triatoma vitticeps são capturados freqüentemente por moradores em áreas rurais do Estado do Espírito Santo, Brasil. Com o objetivo de determinar o índice de infecção natural desta espécie, examinamos os dejetos de 116 espécimes silvestres, capturados em 27 municípios do estado, após repasto sanguíneo em ave e dejeção espontânea. Destes, 100 (86,2%) estavam infectados por flagelados morfologicamente semelhantes a Trypanosoma cruzi. Dete (mais) ctamos índices de infecção natural de Tritoma vitticeps superiores ao de estudos anteriores. A baixa incidência da doença de Chagas no estado se deve provavelmente a dejeção tardia deste vetor visto que trabalhos sobre especificidade alimentar demonstraram presença marcante de Tritoma vitticeps no intradomicilio e contato freqüente com o homem. O elevado índice de infecção natural observado reforça a necessidade de se manter a vigilância entomológica sobre este triatomíneo. Resumo em inglês Adult specimens of Triatoma vitticeps are frequently captured by residents in rural areas of the State of Espírito Santo, Brazil. With aim of determining the natural infection rate of this species, we examined the excrement of 116 wild specimens, captured in 27 municipal districts of the state, after blood meal in chicken and spontaneous excretion. Of these, 100 (86,2%) were infected with flagellates morphologically similar to Trypanosoma cruzi. Our results showed natura (mais) l infection rates of Tritoma vitticeps superior to previous studies. The low incidence of Chagas disease in the state is probably due to late excretion in this vector, given that works of alimentary specificity demonstrated the presence of Tritoma vitticeps in intradomiciliary and frequent contact with humans. The high rate of natural infection observed reinforces the need for sustained entomologic surveillance on this triatomine.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

98

HDL: o yin-yang da doença cardiovascular/ HDL: the yin-yang of cardiovascular disease

Leança, Camila Canteiro; Passarelli, Marisa; Nakandakare, Edna R.; Quintão, Eder C. R.
2010-12-01

Resumo em português Estudos epidemiológicos mostram relação inversa entre níveis plasmáticos de HDL-colesterol (HDL-C) e incidência de doença cardiovascular (DCV). O papel antiaterogênico da HDL é atribuído às suas atividades anti-inflamatória, antitrombótica e antioxidante, além de sua participação no transporte reverso de colesterol (TRC), processo pelo qual a HDL remove colesterol dos tecidos periféricos, incluindo macrófagos da íntima arterial, e o transporta para o f� (mais) �gado para ser excretado pela bile. Com base nesses fatos, o HDL-C tornou-se alvo atrativo para a prevenção da DCV. No entanto, o fracasso do torcetrapib, droga que aumenta substancialmente os níveis de HDL-C, em prevenir DCV, além do conhecimento gerado por estudos de modelos animais e doenças monogênicas que afetam a concentração de HDL-C, tem suscitado questionamentos sobre o papel antiaterogênico da HDL. Esta revisão tem como objetivo abordar aspectos atuais do conhecimento da HDL, baseando-se nessas recentes controvérsias. Resumo em inglês Epidemiological studies demonstrate an inverse correlation between plasma HDL-cholesterol (HDL-C) concentration and incidence of cardiovascular disease (CVD). The antiatherogenic role of HDL has been attributed to its anti-inflammatory, antithrombotic and antioxidant properties, besides its participation in the reverse cholesterol transport (RCT), whereby cholesterol from peripheral tissues (including macrophages of the arterial intima) is delivered to the liver for excre (mais) tion in bile. Due to these actions, HDL-C has evolved as an attractive target for prevention of CVD. However, the failure of torcetrapib, drug that substantially increases HDL-C levels, in preventing CVD and data from studies with animal models and with carriers of monogenic disorders affecting HDL-C levels in humans provide conflicting data about HDL being antiatherogenic. This review addresses the current state of knowledge regarding HDL based on these recent controversies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

99

Digestibilidade e balanço de nitrogênio de rações com diferentes teores de proteína degradável no rúmen e milho moído como fonte de amido em ovinos/ Digestibility and nitrogen balance of sheep diets containing different levels of ruminal degradable protein and ground corn

Zeoula, Lúcia Maria; Fereli, Fernanda; Prado, Ivanor Nunes do; Geron, Luiz Juliano Valério; Caldas Neto, Saul Ferreira; Prado, Odimari Pricila Pires do; Maeda, Emilyn Midori
2006-10-01

Resumo em português O objetivo neste trabalho foi avaliar a digestibilidade aparente de rações com diferentes teores de proteína degradável no rúmen (PDR) e fonte de amido de baixa degradabilidade ruminal (milho moído) em ovinos. Utilizaram-se quatro ovinos castrados, sem raça definida (SRD), com peso vivo médio de 38,5 kg, em um delineamento experimental quadrado latino 4 x 4. As quatro rações experimentais utilizadas foram compostas de 75% de volumoso (feno de aveia) e 25% de con (mais) centrado à base de milho moído (MM), farelo de soja (FS), farelo de algodão (FA), farinha de peixe (FP), uréia e sal mineral, compostas com quatro teores de PDR (46, 50, 54 e 58% de PDR nas rações). Determinaram-se a digestibilidade aparente total dos nutrientes e o balanço de nitrogênio nos animais alimentados com as rações experimentais. Os consumos de MS, MO, PB, amido, FDN e FDA não diferiram entre as rações testadas. Da mesma forma, o nitrogênio ingerido (NI), o N excretado nas fezes e na urina, em g/dia, o balanço de nitrogênio (%NI) e os coeficientes de digestibilidade da MS, MO, PB, FDN e FDA não diferiram entre as rações experimentais, sendo estimados valores médios de 31,68; 6,34; 11,31 g/dia e 44,27% NI, respectivamente, e de 71,90; 73,00; 79,70; 61,10; e 52,00%, respectivamente. Independentemente dos teores de PDR em rações contendo milho como fonte de amido de baixa degradabilidade ruminal, não houve efeitos sobre a digestibilidade aparente dos nutrientes e o balanço de nitrogênio em ovinos. Resumo em inglês Four castrated sheep averaging 38.5 kg of body weight were randomly assigned to a 4 x 4 Latin square to evaluate the apparent digestibility of nutrients and nitrogen balance (NB) on diets containing different levels of rumen degradable protein (RDP): 46, 50, 54, and 58% and ground corn. The four experimental diets were composed by 75% of forage (oat hay) and 25% of concentrate containing ground corn (GC), soybean meal (SM), cottonseed meal (CM), fish meal (FM), urea, and (mais) mineral salt. No significant differences were observed on the intakes of DM, OM, CP, starch, NDF, and ADF by increasing the dietary RDP levels. Nitrogen intake (NI), urinary N excretion, fecal N excretion, and NB expressed as % NI averaged, respectively, 31.68 g/d, 6.34 g/d, 11.31 g/d, and 47.27% and did not differ across diets. Similarly, apparent total tract digestibilities of DM, OM CP, NDF, and ADF averaged, respectively, 71.90, 73.00, 79.70, 61.10, and 52.00% and did not differ when the RDP level was increased in the diet. It can be concluded that both digestibility of nutrients and NB were not affected by different dietary RDP levels under the conditions of this trial.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

100

Aminoácidos para frangos de corte/ Amino acids for broilers

Oliveira Neto, Adhemar Rodrigues de; Oliveira, Will P. de
2009-07-01

Resumo em português A utilização de aminoácidos digestíveis e da proteína ideal auxiliou a reduzir as excreções de nitrogênio para o ambiente e o custo da ração formulada, sem afetar negativamente o desempenho dos frangos de corte. Entretanto, apesar de ser reconhecido como a melhor ferramenta atual para se formular rações, alguns fatores ainda devem ser elucidados para a melhor utilização do conceito de proteína ideal e para se alcançar o melhor desempenho das aves. Estes fa (mais) tores são: o conhecimento das exigências dos aminoácidos não essenciais; a utilização do bom senso nas metodologias empregadas para se definir as exigências de aminoácidos; o conhecimento das exigências dos aminoácidos e a definição da proteína ideal para aves criadas em diferentes condições ambientais e sanitárias. Resumo em inglês Utilization of digestible amino acid and ideal protein concepts helped to reduce environmental nitrogen excretion and the feed formulation cost without to cause bad performance in broilers. Nevertheless, besides to be recognized that is the best tool at the moment, some factors still should be elucidate to obtain the best utilization of the ideal protein and to reach the best broiler performance. These factors are: knowing about non essential amino acids requirement; util (mais) ization good sense to use methodologies to reach amino acid requirement; knowing about amino acid requirement and ideal protein definition for broiler raised in environment and health different.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)