Sample records for excretion analysis
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Casca de café em dietas para vacas em lactação: balanço de compostos nitrogenados e síntese de proteína microbiana/ Coffee hulls in diet of lactating dairy cows: nitrogen balance and microbial protein synthesis

Souza, Alexandre Lima de; Garcia, Rasmo; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Pereira, Mara Lúcia Albuquerque; Cabral, Luciano da Silva; Valadares Filho, Sebastião de Campos
2006-08-01

Resumo em português Avaliaram-se o balanço de compostos nitrogenados e a síntese de proteína microbiana (PBmic) de vacas alimentadas com dietas contendo diferentes níveis de casca de café (0,0; 8,75; 17,5 e 26,25% da MS, correspondentes a 0,0; 3,5; 7,0 e 10,5% de casca de café na MS total da dieta) em substituição ao milho na ração concentrada. Foram utilizadas 12 vacas da raça Holandesa com produção média de leite de 23,4 kg. A síntese de PBmic foi estimada utilizando-se os d (mais) erivados de purinas na urina e no leite. Amostras de urina spot dos animais foram coletadas aproximadamente 4 horas após a alimentação da manhã. A análise de regressão não detectou efeito dos níveis de casca de café sobre o consumo de nitrogênio total (441,3 g.dia) e a excreção de N na urina (190,8 g/dia) e no leite (114,7 g/dia). A casca de café aumentou a excreção de N nas fezes e promoveu balanço de N negativo. As excreções de alantoína na urina (294,6 mmol/dia), alantoína no leite (21,3 mmol/dia), ácido úrico na urina (42,3 mmol/dia) e de derivados de purinas totais (358,2 mmol/dia) e a síntese de proteína microbiana (266,3 g/dia) não foram influenciadas pela adição de casca de café. Todavia, a casca de café não alterou a eficiência de síntese de PBmic, estimada em 136,8 g de PBmic/kg de nutrientes digestíveis totais. Resumo em inglês The effects of replacing ground corn with coffee hulls on N balance and microbial protein synthesis of lactating dairy cows were evaluated in this trial. Twelve crossbred Holstein-Zebu cows yielding on average 23.4 kg/day of milk were used. The microbial protein synthesis was estimated by excretion of purine derivatives in urine and milk. Animas were fed diets containing the following coffee hulls levels (% DM): 0.0, 3.5, 7.0 or 10.5%. Spot urine samples were collected ap (mais) proximately 4 hours post-feeding. Regression analysis showed no effects of dietary coffee hulls levels on total nitrogen intake (441.3 g/day) and excretion of urine N (190.8 g/day) and milk N (114.7 g/day). However, feeding coffee hulls to lactating dairy cows increased fecal N excretion resulting in negative N balance. The increased dietary levels of coffee hulls did not affect excretions of milk allantoin (294.6 mmol/day), urinary allantoin (21.3 mmol/day), uric acid (42.3 mmol/day), and purine derivatives (358.2 mmol/day). Microbial protein synthesis estimated by urinary excretion of purine derivatives averaged 266.3 g/day and did not differ across diets. In addition, efficiency of microbial protein synthesis averaged 136.8 g of microbial N per kg/TDN and also did not differ among diets.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Variações diárias nas excreções de creatinina e derivados de purinas em novilhas/ Daily variation in the urinary excretion of creatinine and purine derivatives in heifers

Leal, Thalita Lázaro; Valadares, Rilene Ferreira Diniz; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Campos, José Maurício de Souza; Detmann, Edenio; Barbosa, Analívia Martins; Teixeira, Rafael Monteiro Araújo; Marcondes, Marcos Inácio
2007-08-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar as variações nas excreções diárias de creatinina e de uréia na urina utilizando coletas durante seis dias consecutivos em novilhas de origem leiteira; avaliou-se também o efeito da duração do período de coleta sobre a estimativa da produção microbiana obtida a partir dos derivados de purinas na urina. Utilizaram-se onze novilhas de grau de sangue predominantemente Holandês, com 287 ± 49 kg, considerando o grupo de animais como amos (mais) tra aleatória simples da população. Para comparação entre dias de coletas, empregou-se análise de variância como ferramenta para isolamento do erro puro, adotando-se modelo constituído pelo efeito aleatório de animal e pelo efeito fixo de dia de avaliação. O volumoso foi constituído de silagem de milho fornecida à vontade. Diariamente, foram fornecidos 2,0 kg de concentrado por animal. O período experimental teve duração de seis dias, pois os animais já estavam adaptados à dieta. As coletas de urina foram realizadas utilizando-se sondas de Folley nº 22 ou 26, sendo determinado o volume urinário diário. As excreções urinárias de creatinina, uréia, alantoína, ácido úrico e derivados de purinas totais não foram afetadas pelos dias de coleta de urina. Do mesmo modo, a quantidade estimada de proteína microbiana não diferiu entre os dias de coleta de urina. O valor médio para a excreção de creatinina foi de 30,5 mg/kgPV, 124,84 mg/kg0,75 ou 1,1 mmol/kg0,75. A ausência de efeito de número de dias sobre a excreção de creatinina tem grande aplicação prática, pois, além de reduzir o trabalho com tempos longos de coleta, permite a redução dos custos da pesquisa, podendo ser recomendadas coletas de urina com duração de 24 horas. Resumo em inglês The objective of this trial was to investigate the daily variation in the urinary excretions of creatinine and nitrogen compounds in dairy heifers. It was also of particular interest to determine whether or not estimation of microbial protein synthesis is affected by the number of urinary sampling days. Eleven dairy Holstein heifers averaging 287 ± 49 kg of body weight (BW) in the beginning of the trial were used. Samples of urine were collected during six consecut (mais) ive days using N. 22 or 26 Folley catheters. Number of sampling days was compared by analysis of variance. The model included animal as random and sampling day as fixed effects. Animals were fed corn silage "ad libitum" plus 2 kg of concentrate. Urinary excretions of creatinine, urea, allantoin, uric acid, and total purine derivatives and estimation of microbial protein synthesis were not affected by the number of urinary sampling days. Excretion of creatinine in urine averaged 30.5 mg/kg BW, 124.84 mg/kg0.75 or 1.1 mmol/kg0.75. It can be concluded that no more than 24 h (one sampling day) of urine collection was required to accurate determine excretion of nitrogenous compounds, which has important practical applications due to labor and costs reductions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Perda endógena e exigência de fósforo para mantença de cabritos Saanen/ Endogenous loss and phosphorus requirements to maintenance for Saanen kids

Carvalho, Francisco Fernando Ramos de; Resende, Kleber Tomas de; Vitti, Dorinha Mirian Smith S.; Ferreira, Ângela Cristina Dias; Abdala, Adib Luiz
2003-04-01

Resumo em português O trabalho foi conduzido com o objetivo de avaliar os efeitos da ingestão de rações com diferentes níveis de fósforo, por cabritos em crescimento, sobre a perda endógena fósforo. Dezoito animais da raça Saanen, machos, castrados, com 4 a 5 meses de idade, peso vivo médio de 25 ± 1,2 kg, foram alojados, por 45 dias, em gaiolas de metabolismo. Os animais receberam rações com três níveis de P (0,08; 0,15; e 0,38% na matéria seca) e semelhantes níveis de prote (mais) ína bruta, energia metabolizável e relação Ca:P. Após 38 dias de fase pré-experimental, os animais receberam injeção (0,5 mL) com 7,4 Mbq de 32P (Na2HPO4 - livre de carregador), via jugular esquerda. Foram coletados sangue, fezes, urina e sobras das rações. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, fazendo-se a análise de regressão para o P ingerido. A ingestão média de P variou de 20,9 a 132,3 mg P/kg PV/dia e influenciou a excreção de P fecal. A quantidade de P endógeno variou de 7,6 a 45,4 mg/kg PV/dia e foi também influenciado pela ingestão de matéria seca e P inorgânico no plasma. A exigência líquida de mantença para os caprinos estudados foi de 6,87 mg/kg PV/dia. Resumo em inglês The objective of this research was to evaluate the effects of ingestion rations with different phosphorus levels, by goats in growth, on metabolism and endogenous losses of phosphorus. Eighteen Saanen animals, males, castrated, from 4 to 5 months of age, body weight average of 25 ± 1.2 kg, were housed, for 45 days, in metabolism cages. The animals received rations with three levels of P (0.08, 0.15 and 0.38% in dry matter) and similar levels of crude protein, metabolizab (mais) le energy and Ca:P ratio. After 38 days of experiment, animals received injection of radiophosphorus (7,4 Mbq of 32P). They were sampled blood, feces, urine. It was used a randomized design, being made the regression analysis for ingested P. The average P intake ranged from 20.9 to 132.3mg kg-1 BW and it influenced the fecal excretion P. The amount of fecal endogenous P ranged from 7.6 to 45.4 mg kg-1 BW and it was influenced by dry matter and plasma inorganic P too. The net P requirements for maintenance was 6.87 mg/kg- BW.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Hipertensão arterial e consumo de sal em população urbana/ Hypertension and salt intake in an urban population

Bisi Molina, Maria del Carmen; Cunha, Roberto de Sá; Herkenhoff, Luis Fernando; Mill, José Geraldo
2003-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o consumo de sal e a relação sódio/potássio urinário em amostra randomizada de população urbana etnicamente miscigenada. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra randômica de 2.268 residentes de Vitória, ES, entre 25 e 64 anos de idade. Os indivíduos foram escolhidos por amostragem domiciliar realizada em 1999/2000, dos quais 1.663 (73,3%) compareceram ao hospital para a realização de exames padronizados. O consumo estimado de sal, Na+ e K+ foi (mais) determinado por meio da coleta de urina de 12h no período noturno (19h às 7h) e do gasto mensal de sal domiciliar referido durante a entrevista. A pressão arterial clínica foi medida duas vezes por diferentes pesquisadores treinados em condições padronizadas, usando esfignomamômetro de mercúrio. Para análise estatística foram utilizados o teste de Student e o teste de Tukey. RESULTADOS: A excreção urinária de Na+ foi mais alta em homens e em indivíduos de menores condições socioeconômicas (P Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the salt intake and urinary Na+/K+ ratio in a randomized sample from an ethnically mixed urban population. METHODS: A randomized residential sample of 2,268 individuals aged 25-64 in Vitória, ES, was selected, of whom 1,663 (73.3%) reported to the hospital for standardized tests. Salt, Na+ and K+ intake was estimated from 12-hour urine excretion (7 p.m. to 7 a.m.) and from the monthly salt consumption at home reported in the interview. Clinic arter (mais) ial pressure was measured twice under standard conditions by two trained investigators, using mercury sphygmomanometry. The Student t and Tukey tests were utilized for statistical analysis. RESULTS: Urinary Na+ excretion was higher in men and individuals of lower socioeconomic level (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Hipertensão arterial e consumo de sal em população urbana/ Hypertension and salt intake in an urban population

Bisi Molina, Maria del Carmen; Cunha, Roberto de Sá; Herkenhoff, Luis Fernando; Mill, José Geraldo
2003-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o consumo de sal e a relação sódio/potássio urinário em amostra randomizada de população urbana etnicamente miscigenada. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra randômica de 2.268 residentes de Vitória, ES, entre 25 e 64 anos de idade. Os indivíduos foram escolhidos por amostragem domiciliar realizada em 1999/2000, dos quais 1.663 (73,3%) compareceram ao hospital para a realização de exames padronizados. O consumo estimado de sal, Na+ e K+ foi (mais) determinado por meio da coleta de urina de 12h no período noturno (19h às 7h) e do gasto mensal de sal domiciliar referido durante a entrevista. A pressão arterial clínica foi medida duas vezes por diferentes pesquisadores treinados em condições padronizadas, usando esfignomamômetro de mercúrio. Para análise estatística foram utilizados o teste de Student e o teste de Tukey. RESULTADOS: A excreção urinária de Na+ foi mais alta em homens e em indivíduos de menores condições socioeconômicas (P Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the salt intake and urinary Na+/K+ ratio in a randomized sample from an ethnically mixed urban population. METHODS: A randomized residential sample of 2,268 individuals aged 25-64 in Vitória, ES, was selected, of whom 1,663 (73.3%) reported to the hospital for standardized tests. Salt, Na+ and K+ intake was estimated from 12-hour urine excretion (7 p.m. to 7 a.m.) and from the monthly salt consumption at home reported in the interview. Clinic arter (mais) ial pressure was measured twice under standard conditions by two trained investigators, using mercury sphygmomanometry. The Student t and Tukey tests were utilized for statistical analysis. RESULTS: Urinary Na+ excretion was higher in men and individuals of lower socioeconomic level (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Estimação de parâmetros da cinética de trânsito de partículas em bovinos sob pastejo por diferentes seqüências amostrais/ Estimation of solid transit kinetics parameters in cattle under grazing by different sample series

Detmann, Edenio; Cecon, Paulo Roberto; Paulino, Mário Fonseca; Zervoudakis, Joanis Tilemahos; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Araújo, Cláudio Vieira de
2001-02-01

Resumo em português Objetivou-se, neste estudo, avaliar a capacidade de ajustamento de um modelo não-linear no processo de estimação dos parâmetros da cinética de trânsito de partículas de bovinos em pastejo, empregando-se diferentes seqüências de amostragem fecal. Foram utilizados cinco novilhos F1 Limousin x Nelore, fistulados no esôfago e rúmen, sob pastejo de Brachiaria decumbens, com suplementação concentrada, durante o período das águas. O experimento constituiu de três (mais) períodos experimentais, conduzido em delineamento em blocos casualizados. Empregou-se como indicador o cromo mordante, produzido a partir de amostras de extrusa. Ajustou-se às curvas de excreção fecal do indicador o modelo duplo exponencial tempo-dependente, empregando-se as seguintes seqüências amostrais: SEQ 1 - 22 coletas (seqüência amostral completa); SEQ 2 e SEQ 3 - 17 coletas (redução de pontos de coleta nas fases ascendente e descendente da curva, respectivamente); e SEQ 4 e SEQ 5 - 13 e 10 coletas fecais (redução do número de coletas em todo o perfil da curva). As seqüências reduzidas foram produzidas a partir da omissão de pontos específicos da seqüência amostral completa (SEQ 1). A comparação entre as estimativas dos parâmetros cinéticos e da excreção fecal; a análise descritiva do número de iterações necessário à convergência do modelo e do coeficiente de determinação; e a avaliação de falta de ajustamento não apontaram diferenças entre as seqüências. A análise residual apontou, contudo, melhorias quanto ao comportamento gráfico e perfil de corridas de sinal dos resíduos com a redução do número de coletas para SEQ 4 e SEQ 5. Em função de pequena perda de eficiência, avaliada frente à variância residual, observada em SEQ 5, recomenda-se o emprego de 13 coletas fecais (SEQ 4) para avaliação da curva de excreção fecal do indicador em estudos desta natureza. Resumo em inglês The objective of this study was to evaluate the fitness capacity of a non-linear model in the process parameter estimation of the solid transit kinetics of bovine at pasture, using different sequences of fecal sampling. Five F1 Limousin X Nellore steers, fistulated in esophagus and rumen on Brachiaria decumbens grazing and concentrate supplemented during the rainy season period were used. The experiment was developed in three experimental periods; in a randomized complete (mais) ly blocks design. Chromium mordant, produced from extrusa samples, was used as marker. The double exponential time-dependent model was adjusted to the curves of fecal excretion of marker, and the following sample sequences were used: SEQ 1 - 22 samples (complete sample sequence); SEQ 2 and SEQ 3 - 17 samples (reduction of collection points in the ascendant and descendent phases of the curve, respectively); and SEQ 4 and SEQ 5 - 13 and 10 fecal samples (reduction of the number of samples in the whole profile of the curve). The reduced sequences were produced starting from the omission of specific points of the complete sample sequence (SEQ 1). The comparison among the estimates of the kinetic parameters and fecal excretion; the descriptive analysis of the necessary number of iterations to the convergence of the model and of the determination coefficient; and the evaluation of lack of fitness showed no differences among the sequences. However, the residual analysis pointed improvements in the graphic behavior and runs of signal profile of the residues with the reduction of the number of collections in SEQ 4 and SEQ 5. In function of small efficiency loss, evaluated from the residual variance, observed in SEQ 5, the employment of 13 fecal collections (SEQ 4) for evaluation of the fecal excretion curve of the marker in similar studies was recommended.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Utilização da relação albumina/creatinina no diagnóstico de microalbuminúria/ Diagnostic value of the albumin/creatinine ratio in detecting microalbuminuria

Bottini, Paula Virgínia; Afaz, Suzy Helena; Silveira, Sidnei; Garlipp, Célia Regina
2005-04-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: A análise de diversos componentes urinários apresenta ampla variação biológica. A fim de se reduzir o impacto desta variabilidade na determinação de microalbuminúria, têm-se utilizado amostras de urina de 24 horas ou de repouso, o que acarreta uma série de inconvenientes e dificuldades para o paciente. OBJETIVO: Avaliar o desempenho da relação albumina/creatinina em amostras isoladas de urina (MALBCREA) e compará-la com a excreção urinária de (mais) albumina (EUA). MATERIAL E MÉTODOS: Foram analisadas amostras de urina (repouso e isolada) de 97 pacientes. A determinação da albumina urinária foi realizada por nefelometria (BNII - Dade). Creatinina urinária foi dosada através da reação de Jaffé modificada (Hitachi 917 - Roche). A análise da regressão foi utilizada para avaliar a correlação entre os resultados obtidos. O desempenho da relação MALBCREA no diagnóstico de microalbuminúria foi calculado considerando-se o nível de decisão de 30mg/g. RESULTADOS: Entre os pacientes estudados, 33 apresentavam EUA alterada (> 20µg/min). A relação MALBCREA em amostras de urina apresentou correlação altamente significativa com a EUA em amostras de repouso (r = 0,902; p Resumo em inglês INTRODUCTION: Urine analysis is affected by the great biological variability for most analytes. Microalbuminuria determination usually requires an overnight or 24-hour urine collection, which can be inconvenient because of its heavy dependence on patient compliance and is frequently unreliable because of errors in collecting the required urine sample. OBJECTIVE: In this study, we compared the albumin urinary excretion in overnight urine collection and random samples. MATE (mais) RIALS AND METHODS: Ninety-seven patients were evaluated; overnight and second morning samples were analyzed. Urinary albumin and creatinine concentrations were determined by nephelometry (BNII - Dade) and by modified Jaffé method (Hitachi 917 - Roche), respectively. Simple linear regression (least square method) was used to evaluate the correlation between both methods. The accuracy of the albumin to creatinine ratio (ACR) was assessed considering the decision level of 30mg/g. RESULTS: 33 patients had abnormal urinary albumin excretion (UAE > 20µg/min). There was a significant correlation between UAE and ACR (r = 0.902, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Dosagem de microalbuminúria em hipertensos e em pacientes portadores de doença coronariana/ Determination of microalbuminuria in hypertensive patients and in patients with coronary artery disease

Silva, Ricardo Pereira; Cisne, Karinne; Oliveira, Jerusa Mara de; Kubrusly, Marcos; Rodrigues Sobrinho, Carlos Roberto Martins; Andrade, Pedro José Negreiros de
2008-02-01

Resumo em português FUNDAMENTO: A taxa normal de excreção de albumina em 24 horas é de 20 mg. A taxa persistente de 30 a 300 mg/dia é chamada de microalbuminúria (MA) e está relacionada com maior prevalência de doença cardiovascular. OBJETIVO: Determinar a prevalência de microalbuminúria em um grupo de hipertensos e em um grupo de portadores de doença coronariana; e determinar a relação da presença de microalbuminúria com hipertensão arterial, diabete melitus, dislipidemia, t (mais) abagismo e obesidade. MÉTODOS:: Determinamos a presença de microalbuminúria num grupo de hipertensos (73 indivíduos) e num grupo de coronariopatas (39 indivíduos), e comparamos com um grupo-controle (43 indivíduos). Considerou-se como microalbuminúria a relação albumina/creatinina maior que 30 e menor que 300 em amostra isolada de urina matinal. Na análise estatística, foram utilizados os testes do qui-quadrado e o teste exato de Fisher. RESULTADOS: A microalbuminúria esteve presente em 9,5% dos hipertensos, em 33% dos coronariopatas e não esteve presente em nenhum indivíduo do grupo-controle. Ao analisar a ocorrência de microalbuminúria segundo os diversos parâmetros clínicos, independentemente do grupo a que pertenciam, verificamos correlação estatisticamente significativa com idade, diabete e dislipidemia. CONCLUSÃO: 1) A prevalência de microalbuminúria em indivíduos hipertensos é elevada, sendo ainda mais elevada em portadores de doença coronariana; 2) existe correlação da presença de microalbuminúria com idade, diabete e dislipidemia. Resumo em inglês BACKGROUND: The normal 24-hour albumin excretion rate is of 20 mg. A persistent rate of 30 to 300 mg/day is called microalbuminuria and is related to a higher prevalence of cardiovascular disease. OBJECTIVE: 1) To determine the prevalence of microalbuminuria in a group of hypertensive patients and in a group of patients with coronary artery disease; 2) To determine the relationship between the presence of microalbuminuria and hypertension, diabetes mellitus, dyslipidemia, (mais) smoking and obesity. METHODS: The presence of microalbuminuria in a group of hypertensive patients (73 individuals) and in a group of patients with coronary artery disease (39 individuals) was determined and compared with a control group (43 individuals). Microalbuminuria was defined as an albumin/creatinine ratio higher than 30 and lower than 300 in a spot morning urine sample. The chi-square test and the Fisher’s exact test were used in the statistical analysis. RESULTS: Microalbuminuria was present in 9.5% of the hypertensive individuals and in 33% of the patients with coronary artery disease, and was absent in individuals of the control group. When the occurrence of microalbuminuria was analyzed according to the different clinical parameters, regardless of the group involved, a statistically significant correlation was found with age, diabetes and dyslipidemia. CONCLUSION: 1) The prevalence of microalbuminuria in hypertensive individuals is high, and is even higher in patients with coronary artery disease; 2) There is a correlation of the presence of microalbuminuria with age, diabetes and dyslipidemia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Avanços metodológicos na avaliação de alimentos e de exigências nutricionais para aves e suínos/ Methodological improvements in feedstuffs evaluation and nutritional requirements for poultry and swine

Rostagno, Horacio S.; Bünzen, Silvano; Sakomura, Nilva K.; Albino, Luiz F.T.
2007-07-01

Resumo em português A produção industrial de aves e suínos mostrou enormes avanços nos últimos anos, principalmente devido ao aumento dos conhecimentos na área de genética e de nutrição. Na área de avaliação dos alimentos e das exigências nutricionais de animais monogástricos, as melhoras se dão a passos largos, devido á seriedade com que os profissionais encaram a responsabilidade de fazer pesquisa de qualidade dentro e fora do país. Neste trabalho serão abordadas as metod (mais) ologias que permitem melhorar a utilização dos alimentos de maneira mais eficiente e econômica. Serão citados alguns cuidados e procedimentos essenciais para executar adequadamente experimentos de desempenho com aves e suínos. Na atualidade, para a realização de experimentos com monogástricos, é necessário: definir claramente os objetivos, utilizar animais com peso inicial uniforme, usar número adequado de repetições e de animais por unidade experimental. Testes de médias devem ser usados para as variáveis qualitativas e quando a variável independente for quantitativa aplicar análise de regressão. O nível de significância utilizado (5, 7, 10%) pode variar conforme a importância econômica da característica estudada. A adequada condução dos ensaios, sejam de crescimento ou de digestibilidade, é fundamental para que as ferramentas apresentadas possam ter efetividade, resultando na melhora da produtividade e na redução dos custos e da excreção de nutrientes. Resumo em inglês Swine and Poultry production showed enormous progress in the last few years, mainly due to the increased knowledge in genetics and nutrition. In the area of feedstuffs evaluation and nutritional requirements the improvement also was big due to the seriousness of the professionals to make high quality research in Brazil and abroad. This paper shows methodologies that can improve feedstuffs utilization more efficiently with lower costs. Procedures are described for adequate (mais) execution of growth experiments with poultry and swine. Actually, to run experiments with monogastric animals it is important to: define clearly the objectives, utilize animals with uniform starting weight, to use adequate number of replicates and animals per experimental unit. Mean test comparation should be used for qualitative variable and regression analysis when the independent variable is quantitative. The level of significance applied may vary (5, 7, 10%) depending upon the economic importance of the parameter evaluated. Adequate execution of growth or digestibility trials is of fundamental importance for the recommendations made in this paper to be effective and result in increased productivity and reduction of costs and nutrient excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Dinâmica de nitrogênio em um sistema de lagoas de estabilização na região do Vale do Ribeira (São Paulo - Brasil)/ Nitrogen dynamic in waste stabilization ponds systems in the Ribeira's Valley region (São Paulo - Brasil)

Miwa, Adriana Cristina Poli; Freire, Rogério Herlon Furtado; Calijuri, Maria do Carmo
2007-06-01

Resumo em português Esta pesquisa teve como principal objetivo investigar os pro-cessos envolvidos nas transformações do nitrogênio em um sistema de lagoas de estabilização. Em amostragem nictemeral (24 horas) observou-se forte estratificação térmica durante a maior parte do ciclo amostrado a qual condicionou a compartimentalização vertical e a estratificação química nas duas lagoas, possibilitando a análise dos processos de forma segmentada pela ACP (análise de componentes pr (mais) incipais), que mostrou-se ferramenta estatística muito útil na caracterização dos processos. A degradação de proteína, com subseqüente geração e acúmulo de nitrogênio amoniacal, foi observada, além da possível excreção de proteína ou aminoácidos por organismos fitoplanctônicos na superfície das lagoas. A provável ocorrência de nitrificação na superfície da lagoa anaeróbia evidenciou a necessidade de otimização de operação do sistema a fim de viabilizar a remoção de nitrogênio através da desnitrificação, processo provavelmente inibido pelas elevadas concentrações de oxigênio dissolvido registradas durante o dia. Resumo em inglês This research had as main objective to investigate the involved processes in the transformations of nitrogen in a system of waste stabilization ponds. In nictemeral sampling (24 hours) strong thermal stratification was observed during most of the showed cycle which conditioned two vertical compartments and the chemical stratification in the two lagoons, making possible the analysis of the processes of segmented form for PCA (Principal Components Analysis) that was a very (mais) useful statistics tool in the characterization of the processes. The protein degradation was observed with subsequent generation and accumulation of ammoniacal nitrogen, beyond the possible excretion of protein or amino acids for phytoplanktonic organisms in the surface of the ponds. The probable occurrence of nitrification in the surface layer of the anaerobic pond evidenced the necessity of improving the operation parameters of the system in order to reach a greater nitrogen removal through the denitrification, process probably inhibited by significant high concentrations of oxygen dissolved registered in superficial layers, particularly during the day.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Relação entre excreção de creatinina e dieta, atividade física e volume urinário, em crianças de 5 -| 12 anos de idade/ Relationship between creatinine excretion, diet, physical activity and urinary volume in children 5 to 12 years of age

Martins, Ignez Salas
1975-09-01

Resumo em português Foi feito um estudo da excreção da creatinina e sua relação com a dieta, atividade física e volume urinário em indivíduos entre 5 -| 12 anos de idade, mantendo suas condições habituais de vida. A análise qualitativa da dieta mostrou que a possibilidade de ingestão de creatina e creatinina ocorreu na hora do almoço. No que se refere à atividade física, o período da manhã e o noturno foram de relativo repouso, concentrando-se as atividades físicas no perío (mais) do da tarde. Não houve diferença, estatisticamente, significante entre a excreção média de creatinina dos períodos da manhã e da tarde e também entre a excreção média dos períodos diurno e noturno, sugerindo, conseqüentemente, uma não relação entre dieta, atividade física e excreção de creatinina. Houve uma diferença estatisticamente significante entre o volume médio urinário do período diurno e o do período noturno, sugerindo com isso uma independência entre ele e a creatinina excretada. Encontrou-se, entretanto, uma correlação significante entre ambos que, possivelmente esteja ligada ao fato das amostras terem sido colhidas em épocas de frio intenso, em que os indivíduos ingerem pouco líquido, e conseqüentemente a urina estivesse com uma concentração elevada de seus diferentes constituintes. Resumo em inglês A study on the relationship between creatinine excretion and diet, physical activity and urinary volume was carried out on children from 5 to 12 years of age, observing usual life conditions. Qualitative analysis of diet revealed that possibly ingestion of creatine and creatinine ocurred with the noon meal. Regarding physical activity the data showed that the peak of activity occurred in the afternoon. The differences between average excretion of creatine corresponding to (mais) morning and afternoon periods were not statistically significant, the same being observed when diurnal and nocturnal averages of excretion were considered. On the other hand, the average volumes corresponding to diurnal and nocturnal periods revealed a significant difference, which suggests independence between creatinine excretion and urinary volume. However data show a positive significant correlation between creatinine excretion and urinary volume when individual results were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Relação entre excreção de creatinina e dieta, atividade física e volume urinário, em crianças de 5 -| 12 anos de idade/ Relationship between creatinine excretion, diet, physical activity and urinary volume in children 5 to 12 years of age

Martins, Ignez Salas
1975-09-01

Resumo em português Foi feito um estudo da excreção da creatinina e sua relação com a dieta, atividade física e volume urinário em indivíduos entre 5 -| 12 anos de idade, mantendo suas condições habituais de vida. A análise qualitativa da dieta mostrou que a possibilidade de ingestão de creatina e creatinina ocorreu na hora do almoço. No que se refere à atividade física, o período da manhã e o noturno foram de relativo repouso, concentrando-se as atividades físicas no perío (mais) do da tarde. Não houve diferença, estatisticamente, significante entre a excreção média de creatinina dos períodos da manhã e da tarde e também entre a excreção média dos períodos diurno e noturno, sugerindo, conseqüentemente, uma não relação entre dieta, atividade física e excreção de creatinina. Houve uma diferença estatisticamente significante entre o volume médio urinário do período diurno e o do período noturno, sugerindo com isso uma independência entre ele e a creatinina excretada. Encontrou-se, entretanto, uma correlação significante entre ambos que, possivelmente esteja ligada ao fato das amostras terem sido colhidas em épocas de frio intenso, em que os indivíduos ingerem pouco líquido, e conseqüentemente a urina estivesse com uma concentração elevada de seus diferentes constituintes. Resumo em inglês A study on the relationship between creatinine excretion and diet, physical activity and urinary volume was carried out on children from 5 to 12 years of age, observing usual life conditions. Qualitative analysis of diet revealed that possibly ingestion of creatine and creatinine ocurred with the noon meal. Regarding physical activity the data showed that the peak of activity occurred in the afternoon. The differences between average excretion of creatine corresponding to (mais) morning and afternoon periods were not statistically significant, the same being observed when diurnal and nocturnal averages of excretion were considered. On the other hand, the average volumes corresponding to diurnal and nocturnal periods revealed a significant difference, which suggests independence between creatinine excretion and urinary volume. However data show a positive significant correlation between creatinine excretion and urinary volume when individual results were considered.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

A resposta metabólica ao trauma cranioencefálico é autolimitada? Análise das proteínas de fase aguda e glicemia/ Is the metabolic response self-limited in head trauma? Analysis of acute phase proteins and glycemia

SCHELP, ARTHUR O.; ANGELELI, APARECIDA Y.O.; ZANINI, MARCO A.; TSUJI, HISACHI; BURINI, ROBERTO C.
1998-12-01

Resumo em português Nos últimos anos tem havido referências à limitação da resposta metabólica nas duas primeiras semanas após trauma cranioencefálico (TCE). Foi feita proposta de estudo a partir de experimento clínico em pacientes com trauma encefálico grave, que foram avaliados por volta de 7 dias após a lesão (M1). A segunda avaliação ocorreu 4 dias após (M2), e a terceira 3 a 4 dias após (M3). Em um período de 2 anos, foram selecionados 28 pacientes do sexo masculino, co (mais) m trauma encefálico grave, escala de gravidade de Glasgow entre 4 e 6. Dentre os 28 pacientes, 6 completaram o estudo proposto. Os pacientes foram acompanhados clinicamente durante toda a fase do experimento. Em cada um dos momentos de análise, foram feitas análises da excreção nitrogenada e proteínas de fase aguda. Da mesma forma foram feitas determinações da glicemia plasmática, N-amínico e triglicerídeos. Os resultados do estudo demonstraram não haver modificações no balanço nitrogenado, normalização da proteína-C-reativa e redução relativa da glicemia ao final do experimento. Os autores tecem considerações sobre os possíveis mecanismos envolvidos na modulação da resposta metabólica e concluem que o hipermetabolismo, a basear-se na análise da glicemia e das proteínas de fase aguda, não persiste além do 13° dia do período de recuperação pós-trauma. São feitas sugestões de estudos futuros que possam elucidar os mecanismos envolvidos na normalização do hipercatabolismo e hipermetabolismo observados nas duas primeiras semanas após TCE. Resumo em inglês There are many reports supporting a self-limitation mechanism involved with hypermetabolic response after severe cranial injury. It was proposed a study with severe head injury patients, in three stages of the evolution. The first 7 days after admission (moment 1- M1), the second three days latter (M2) and the last 7 days after the first (M3). Among male patients with severe head injury, attended between January 1992 and December 1993 in University Hospital of Botucatu, U (mais) NESP, were selected 28 male patients, with Glasgow severity scale between 4 and 6, with pO2

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Porfirias agudas: aspectos laboratoriais/ Acute porphyrias: biochemical findings

Prauchner, Carlos André; Emanuelli, Tatiana
2002-09-01

Resumo em português As porfirias são causadas por deficiência parcial de uma das enzimas da via de biossíntese do heme, caracterizando-se por disfunções neuroviscerais bastante semelhantes. As porfirias agudas são decorrentes da deficiência das enzimas delta-aminolevulinato desidratase (ALAD), porfobilinogênio desaminase, coproporfirinogênio oxidase ou protoporfirinogênio oxidase, que provocam, respectivamente, porfiria por deficiência da ALAD, porfiria aguda intermitente, copropo (mais) rfiria hereditária e porfiria variegada. Todas as porfirias agudas caracterizam-se por um aumento na concentração de ácido 5-aminolevulínico no plasma e no líquor, acompanhado de um aumento na excreção urinária deste composto. Dependendo do tipo de porfiria aguda que acomete o paciente, podem ser observados ainda aumentos na excreção urinária de outros precursores porfirínicos e mesmo de porfirinas. Os casos de porfirias agudas podem ser detectados pela dosagem de porfirinas e seus precursores na urina, sangue e fezes. A triagem das famílias portadoras é importante para detectar casos latentes, pois a expressão clínica da doença geralmente está ligada a fatores ambientais ou adquiridos que provocam os ataques agudos. A identificação de portadores pode ser realizada através da determinação da atividade das enzimas da via de biossíntese do heme no sangue e mais recentemente através da análise do DNA. Resumo em inglês Porphyrias are disorders characterized by identical neurological disfunctions arising from an enzymatic defect in the heme biosynthetic pathway. The acute porphyrias, namely 5-aminolevulinic acid dehydratase porphyria, acute intermittent porphyria, hereditary coproporphyria and variegate porphyria are caused respectively by deficiencies in the enzymes 5aminolevulinic acid dehydratase, porphobilinogen deaminase, coproporphyrinogen decarboxilase and protoporphyrinogen oxida (mais) se. Acute porphyrias are characterized by an increase of plasma and liquor 5aminolevulinic acid levels, followed by increased urinary excretion of this compound. Increases in the urinary excretion of porphyrins or other porphyrin precursors may be observed depending on the type of acute porphyria. Diagnosis of acute porphyria cases rests on the measurement of porphyrins or porphyrin precursors in urine, blood and faeces. Since the clinical manifestations are generally triggered by ambiental or acquired factors, screenings for gene carriers among relatives of AIP are important to identify latent cases. The diagnosis of gene carriers was usually based on the determination of the activity of blood heme biosynthetic enzymes and more recently on DNA analysis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Função renal de pacientes de unidade de terapia intensiva: creatinina plasmática e proteína carreadora do retinol urinário/ Renal function of intensive care unit patients: plasma creatinine and urinary retinol-binding protein

Mizoi, Cristina Satoko; Dezoti, Cassiane; Vattimo, Maria de Fátima Fernandes
2008-12-01

Resumo em português OBJETIVOS: A avaliação precoce da disfunção renal usando marcadores usuais não supre uma indicação quer da sensitividade e da especificidade da disfunção renal de pacientes críticos. Seriam desejáveis marcadores mais específicos e sensíveis para a detecção precoce de um processo fisiopatológico renal em fase inicial. A proteína carreadora do retinol urinário poderia ser um método alternativo para avaliação precoce da função renal destes pacientes. M (mais) ÉTODOS: O estudo acompanhou 100 pacientes em terapia intensiva e avaliou suas variáveis clinicas e laboratoriais, incluindo a dosagem de creatinina plasmática e proteina carreadora do retinol urinário e as variáveis demográficas. RESULTADOS: A amostra foi caracterizada por pacientes geriátricos (63,4±15,6 anos), homens (68%), sendo 53% cirúrgicos. Análise estatística mostrou associação entre creatinina plasmática e as seguintes variáveis: gênero (p=0,026), idade (p=0,038), uso de medicação vasoativa (p=0,003), proteinúria (p=0,025), escore Acute Physiological Chronic Health Evaluation (APACHE) II (p=0,000), uréia (p=0,000), potássio (p=0,003) clearance de creatinina estimado (p=0,000). A proteína carreadora do retinol urinário correlacionava-se com outras variáveis: peso usa de ventilação invasiva (p=0,000), uso de medicamentos antinfamatórios não-esteróides (p=0,018), uso de medicação vasoativa (p=0,021), temperatura alta (>37,5ºC) (p=0,005), proteinúria (p=0,000), bilirubinúria (p=0,004), fluxo urinário (p=0,019), pressão diastólica mínima (p=0,032), pressão sistólica mínima (p=0,029), APACHE II (p=0.000), creatinina (p=0,001), uréia (p=0,001) e clearance de creatinina estimado (p=0,000). A proteína carreadora do retinol urinário também tende a ser associada com doença renal anterior, vasculopatias e neoplasias. Na análise univariada, a fração de excreção de sódio se correlacionou com creatinina plasmática e proteina carreadora do retinol urinário. CONCLUSÃO: A proteina carreadora do retinol urinário, na prática clínica, pode ser considerada um marcador mais apropriado para o diagnóstico em pacientes com risco de desenvolver uma insuficiência renal aguda, quando comparada com outros marcadores usados rotineiramente. Ademais, a proteina carreadora do retinol urinário apresenta outros aspectos de um bom teste diagnóstico - é um método prático e não-invasivo. Resumo em inglês OBJECTIVES: The early assessment of renal dysfunction using common markers does not provide either a sensitive or specific indication of renal dysfunction in critically ill patients. More specific and sensitive markers are desirable for the early detection of an initial renal pathophysiological process. Urinary retinol-binding protein could be an alternative method to early evaluation of renal function in these patients. METHODS: This study followed-up 100 critical care p (mais) atients and assessed their clinical and laboratory variables, including plasma creatinine and urinary retinol-binding ratio, and demographic variables. RESULTS: The sample was characterized by geriatric (63.4±15.6 years), male (68%), being 53% surgical patients. Statistical analysis showed association between plasma creatinine and the following variables: gender (p-0.026), age (p-0.038), use of vasoactive drugs (p-0.003), proteinuria (p-0.025), Acute Physiological Chronic Health Evaluation (APACHE) II score (p-0.000), urea (p-0.000), potassium (p-0.003) and estimated creatinine clearance (p-0.000). Urinary retinol-binding protein was correlated with more variables: weight, use of invasive ventilation (p-0.000), use of nonsteroidal antiinflammatory drugs (p-0.018), use of vasoactive drugs (p-0.021), high temperature (>37.5ºC) (p-0.005), proteinuria (p-0.000), bilirubinuria (p-0.004), urinary flow (p-0.019), minimal diastolic pressure (p-0.032), minimal systolic pressure (p-0.029), APACHE II (p-0.000), creatinine (p-0.001), urea (p-0.001), estimated creatinine clearance (p-0.000). Urinary retinol-binding protein also tended to associate with previous renal disease, vasculopathy and neoplasm. Sodium excretion fraction correlated with plasma creatinine and urinary retinol-binding protein in univariate analysis. CONCLUSIONS: Urinary retinol-binding protein might be considered in clinical practice as a better marker regarding diagnostic performance in patients at risk of developing acute kidney injury, when compared with other markers routinely used. Moreover, urinary retinol-binding protein has other features of a good diagnostic test - it is a practical and non-invasive method.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Metabolismo de cálcio em ovinos em crescimento sob suplementação com diferentes fontes de cálcio: aplicação e comparação de dois modelos matemáticos/ Calcium metabolism in growing sheep supplemented with different calcium sources: application and comparison of two mathematical models

Vitti, Dorinha Miriam Silber Schmidt; Roque, Ana Paula; Dias, Raquel Souza; Lopes, João Batista; Bueno, Ives Cláudio da Silva; Bueno, Mauro Sartori; Nozella, Eduardo Fernando
2006-12-01

Resumo em português Este trabalho foi realizado com o objetivo de estudar, por meio de dois modelos matemáticos, o metabolismo do cálcio (Ca) em ovinos recebendo dietas suplementadas com diferentes fontes de Ca. Foram utilizados 20 cordeiros mestiços Santa Inês (6 a 8 meses de idade) alimentados com uma dieta basal composta de milho, farelo de soja, bagaço de cana hidrolisado, uréia, fosfato monoamônio (MAP) e mistura mineral suplementada com cinco fontes de cálcio: polpa cítrica (P (mais) C), feno de alfafa (FA), calcário calcítico (CC), farinha de conchas de ostras (FC) e fosfato bicálcico (FB). Os animais receberam, via jugular, solução contendo 7,7 MBq de 45Ca. Durante sete dias, realizaram-se coletas de fezes, sangue e urina. Após o período de coleta, os animais foram sacrificados para retirada de amostras de tecidos (fígado, rins, coração, músculo e 12ª costela) para análises. O metabolismo de Ca foi avaliado pelos modelos de Vitti et al. (2000) e Fernandez (1995). O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado e as médias foram comparadas pelo teste Duncan. Não houve diferença significativa para o consumo de Ca entre os tratamentos. A excreção fecal foi menor para o CC. O balanço de Ca foi negativo para FA e PC. A absorção de Ca pode ter sido prejudicada pela presença de pectina e oxalato na polpa cítrica e no feno de alfafa, respectivamente. Os fluxos entre o compartimento central e o trato digestivo indicaram maior absorção de Ca para o CC. As fontes CC, FB e FC apresentaram maior disponibilidade cálcio, com valores respectivos de 65,38; 34,12 e 32,43%. A comparação entre os modelos comprovou diferenças nos fluxos entre o sangue e os tecidos e ossos, todavia, o balanço entre esses compartimentos foi similar. As diferenças entre os modelos possivelmente foram ocasionadas pela sua estrutura. Resumo em inglês This research was conducted to compare the accuracy of two mathematical models to predict calcium (Ca) metabolism in sheep supplemented with different Ca sources. Twenty Brazilian male sheep averaging 7 to 8 months of age were fed a basal diet containing corn, soybean meal, hydrolyzed sugarcane bagasse, urea, mono-ammonium phosphate, mineral mixture and one of the following Ca sources: limestone (LM), alfalfa hay (AH), dicalcium phosphate (DP), oyster shell meal (SM), and (mais) citrus pulp (CP). On day 22 each animal received an intravenous injection of 7.7 MBq of radio-calcium (45Ca) followed by collection of blood, feces, and urine every 24 h for 7 days. Total Ca and radioactivity were measured in all samples. At the end of the collection period, animals were slaughtered and samples of liver, heart, kidney, muscles and 12th rib were taken for analysis. Calcium metabolism was evaluated by the models proposed by Vitti et al. (2000) and Fernandez (1995). A completely randomized design was used and means were compared by the Duncan test. No significant differences were observed for Ca intake among treatments. However, total fecal excretion of Ca differed and was lowest in animals fed LM. Calcium balance was negative in sheep receiving AH and CP because Ca absorption might have been compromised by the high contents of pectin and oxalate in these two supplements, respectively. Flows of Ca between the central pool and the digestive tract showed the greatest absorption of Ca on animals fed LM. Diets supplemented with LM, DP, and SM had highest Ca availability with values of 65.38, 34.12 and 32.43%, respectively. The models differed in the predictions of Ca flows among blood, bone and soft tissues but showed similar values for Ca balance in the different compartments. These discrepant results may be explained by structural difference between models.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Sistemas primários de transporte de prótons integram os mecanismos de desintoxicação do mesotrione em plantas de milho/ Proton transport primary systems used as mechanisms of mesotrione detoxification in corn plants

Ogliari, J.; Freitas, S.P.; Ramos, A.C.; Bressan Smith, R.E.; Façanha, A.R.
2009-01-01

Resumo em português O mesotrione é um dos mais efetivos herbicidas desenvolvidos para o controle de uma ampla gama de plantas daninhas que infestam campos de milho (Zea mays). Todavia, as bases bioquímicas e moleculares da tolerância das plantas de milho a esse herbicida ainda não foram estabelecidas. Para compreender os mecanismos de desintoxicação do mesotrione em plantas de milho, foram analisadas as atividades dos principais sistemas primários de transporte de prótons (íons H+) (mais) das membranas plasmática e vacuolar (H+-ATPases do tipo P e V e H+-PPases) de células de diferentes tecidos de plantas tratadas após aplicação do herbicida em pós-emergência. Para isso, foram realizados procedimentos de fracionamento celular, de tecidos radiculares, foliares e do caule, por centrifugação diferencial e purificação de vesículas membranares em gradiente de densidade de sacarose. Os ensaios enzimáticos das atividades hidrolíticas das três bombas de H+ foram realizados aplicando-se um método colorimétrico para medir o fosfato liberado das hidrólises dos substratos: adenosina-5'-trifosfato (ATP) e pirofosfato (PPi). Parâmetros fotossintéticos foram analisados como marcadores fisiológicos dos diferentes estádios da desintoxicação das plantas. Essa análise demonstrou que o tratamento com mesotrione promoveu uma redução na taxa fotossintética e na relação Fv/Fm no terceiro dia após aplicação (DAA), mas não afetou significativamente a fotossíntese a partir do quinto DAA. Nos três tecidos analisados, raiz, folha e caule, aos 3 DAA, foi observado forte estímulo da atividade da H+-PPase vacuolar, a qual variou de cerca de 100 a 600%. Essa forte ativação foi reduzida significativamente aos 7 DAA, mas permaneceu pelo menos duas vezes maior com relação ao controle. Por sua vez, as H+-ATPases das membranas plasmática e vacuolar foram bem menos moduladas pelo tratamento com o herbicida, apresentando estimulações e inibições que não variaram mais do que 20 a 60% das atividades obtidas em vesículas de membranas oriundas de plantas não tratadas (controle). Os resultados demonstraram que o mesotrione promove uma ativação diferencial dos principais sistemas primários de transporte de H+, indicando que essas bombas iônicas são enzimas transportadoras essenciais aos mecanismos relacionados com o processo de desintoxicação das plantas de milho, possivelmente ao energizar a compartimentalização das moléculas do herbicida mesotrione no vacúolo ou a exceção celular através das membranas plasmáticas. Resumo em inglês The herbicide Mesotrione herbicides are very effective in the control of a wide range of weeds that infest corn (Zea mays) fields. However, the biochemical and molecular bases of corn seedling tolerance to this herbicide have not been established so far. To understand the mechanisms of mesotrione detoxification in corn plants, the activities of the main primary proton (H+ ion) transport systems of the vacuolar and plasma membranes (H+-ATPases V- and P-types, and H+-PPase) (mais) of the cells from different tissues were analyzed, after post-emergence herbicide application. Thus, cell fractionation procedures on root, leaf and mesocotyl tissues were performed using differential membrane vesicle centrifugation and purification in sucrose density gradient. Hydrolytic activities of the proton pumps were measured by using a colorimetric method for phosphate released through enzymatic hydrolysis of the substrates adenosine-5'-triphosphate (ATP) and pyrophosphate (PPi). Photosynthetic parameters were analyzed as physiological markers of the different stages of plant detoxification. Such analysis demonstrated that, three days after herbicide application (DAA), mesotrione induced a reduction in the photosynthetic rate and Fv/Fm ratio, but no significant effect could be found after the fifth DAA. These data suggest that the treatment with mesotrione promoted a spatial and temporal regulation of the H+ pump activities. In all the root, leaf and mesocotyl tisues analyzed, at three DAA, a strong stimulation of the vacuolar H+-PPase activity was observed, varying from 100% to 600%. This activation was significantly reduced at the seventh DAA, but remained at least twice higher than the controls. On the other hand, the vacuolar and plasma membranes H+-ATPases were much less modulated by the herbicide treatment, exhibiting stimulations and inhibitions which did not change by more than 20 to 60% in relation to the activities found in membrane vesicles derived from untreated plants (controls). The results demonstrate that mesotrione can promote a differential activation of the main primary proton transport systems, suggesting that these ion-pumps are transporting enzymes essential for the detoxification-related processes in corn plants, likely by energizing compartmentalization of the herbicide molecules into the vacuoles or cellular excretion through the plasma membrane.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Parâmetros ruminal, sangüíneo e urinário e digestibilidade de nutrientes em novilhas leiteiras recebendo diferentes níveis de monensina/ Effects of different dietary levels of monensin on nutrient digestibility and on ruminal, blood and urinary metabolites in dairy heifers

Oliveira, Marcus Vinicius Morais de; Lana, Rogério de Paula; Freitas, Acyr Wanderley de Paula; Eifert, Eduardo da Costa; Pereira, José Carlos; Valadares Filho, Sebastião de Campos; Pérez, Juan Ramon Olaquiaga
2005-12-01

Resumo em português Objetivou-se verificar a influência da inclusão de diferentes níveis do ionóforo monensina sódica na dieta sobre os parâmetros ruminal, sangüíneo e urinário e a digestibilidade aparente em novilhas leiteiras. Foram coletadas amostras de líquido ruminal (imediatamente antes e duas horas após a alimentação), sangue, urina e fezes de 28 novilhas da raça Holandesa mantidas em regime de confinamento por 84 dias. As dietas possuíam 32,84% de concentrado (grão de (mais) milho, farelo de soja, uréia e mistura mineral), 33,58% de silagem de milho e 33,58% de cana-de-açúcar na matéria seca. Os níveis de ionóforo avaliados foram 0, 14, 28 e 42 mg de monensina/kg de matéria seca da dieta. O experimento foi instalado conforme delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos e sete repetições, realizando-se estudos de regressão e contrastes ortogonais. Antes da alimentação, a monensina não influenciou o pH ruminal e a concentração de amônia e dos ácidos acético, propiônico e butírico, mas promoveu redução da relação acetato:propionato. Duas horas após a alimentação, verificou-se redução do pH e da relação acetato:propionato; e aumento da concentração de ácido propiônico. O estudo de contrastes revelou que ocorreu diminuição da concentração de amônia antes da alimentação. Não foram verificadas mudanças significativas nas concentrações de glicose e uréia sangüínea. A monensina também não influenciou os consumos de matéria seca (MS), matéria orgânica, proteína bruta, extrato etéreo (EE), carboidratos totais (CHOT) e fibra em detergente neutro. As digestibilidades da MS, EE e CHOT e a perda de nitrogênio urinário apresentaram respostas quadráticas. Resumo em inglês The objective of this trial was to study the effects of different dietary levels of the ionophore monensin on apparent digestibility of nutrients and on ruminal, blood, and urinary metabolites in dairy heifers. Samples of ruminal fluid (pre-feeding and 2 hours post-feeding), blood, urine, and feces all were collected from 28 confined Holstein heifers. Diets contained (dry matter basis): 32.84% of concentrate (corn grain, soybean meal, urea, and mineral salt mixture), 33.5 (mais) 8% of corn silage, and 33.58% of sugarcane. The following amounts of monensin were included in the diets: 0, 14, 28 or 42 mg/kg of diet dry matter. The experiment was analyzed as a complete randomized design with four treatments and seven replications. Both regression analysis and orthogonal contrasts were part of the statistical model. No significant differences before feeding were observed for ruminal pH and for the ruminal concentrations of ammonia, acetate, propionate, and butyrate by adding monensin to the diets. However, a significant reduction in the acetate:propionate ratio was detected. Conversely, ruminal pH decreased and ruminal propionate increased when samples were taken at two hours after feeding. As before, the acetate:propionate ratio was reduced when monesin was increased from 0 to 42 mg/kg of diet dry matter. In addition, orthogonal contrasts showed a decrease in the concentration of ruminal ammonia before feeding. Including monesin in diet of dairy heifers did not alter the concentrations of glucose and blood urea. Similarly, intakes of dry matter (DM), organic matter, crude protein, ether extract (EE), total carbohydrates (TC), and neutral detergent fiber were all unchanged by dietary supplementation with monensin. Significant quadratic effects were observed for apparent digestibilities of DM, EE, and TC and also for the excretion of urinary nitrogen.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Microalbuminúria em pacientes diabéticos tipo 1: prevalência e fatores associados/ Microalbuminuria in type 1 diabetes: prevalence and associated factors

Piccirillo, Laura J.; Cunha, Edna F.; Gonçalves, Maria de F.R.; Clemente, Eliete L.S.; Neves, Ricardo; Gomes, Marília de B.
2002-12-01

Resumo em português Para avaliar a freqüência da microalbuminúria e fatores clínicos e metabólicos associados, estudamos 72 pacientes com diabetes tipo 1 [DM1, 38F/34M, sendo 6 crianças, 17 adolescentes e 49 adultos, com 22,7±9,5 anos e 7 anos (0,1-37,5) de duração da doença]. A taxa de excreção de albumina (EUA) foi determinada em amostra noturna de urina de 10h. Microalbuminúria foi definida como EUA > ou = 20 e (mais) am-se microalbuminúricos (16 adultos e 2 adolescentes) e tinham maiores médias de idade (27,3±5,8 vs 20,9±10,1 anos, p Resumo em inglês To evaluate the frequency of microalbuminuria and associated clinical and metabolic features, we studied 72 type 1 diabetic subjects [DM1, 38F/34M; 6 children, 17 adolescents and 49 adults; aged 22.7±9.5 years and with DM duration of 7 years (0.1-37.5)]. Urinary albumin excretion rate (AER) was determined in timed overnight urine samples by RIA. Microalbuminuria was defined when 2 out of 3 urine samples had AER in the range of 20-200mug/min. Microalbuminuria was present (mais) in 25% of our patients (16 adults and 2 adolescents), who were older (27.3±5.8 vs 20.9±10.1 years, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Marcadores de inflamação em pacientes com Diabetes Mellitus tipo 1/ Markers of inflammation in type 1 diabetic patients

Piccirillo, Laura J.; Gonçalves, Maria de F.R.; Clemente, Eliete L.S.; Gomes, Marília de B.
2004-04-01

Resumo em português Para avaliar a resposta inflamatória, representada pelas proteínas de fase aguda, estudamos 48 pacientes com diabetes tipo 1 (DM1) sem complicações [23F:25M; 19,9±9,8 anos e 5 (1-21) anos de duração da doença& e 66 indivíduos sem DM, pareados quanto ao sexo, idade e estadiamento puberal (critérios de Tanner). Foram dosadas proteína C reativa (PCR), alfa1-glicoproteína ácida (alfa-1GPA) e fibrinogênio, por imuno-turbidimetria. A taxa de excreção de albumina (mais) (EUA) foi determinada por RIE, em amostra de urina de 10h, definindo-se normoalbuminúria como duas taxas de EUA Resumo em inglês To evaluate markers of inflammation, we studied 48 patients with type 1 diabetes [DM1, 23F:25M, 19.9±9.8 years and duration of DM of 5 (1-21) years& and 66 non-DM subjects, matched for sex, age, and stages of puberty according to Tanner. C-reactive protein (CRP), alpha1-acid glycoprotein (AGP) and fibrinogen were measured by turbidimetric immunoassay and urinary albumin excretion rate (AER) was determined in timed overnight urine samples by RIA. Microalbuminuria was defi (mais) ned when two out of three urine samples had AER ranging 20-200µg/min. Retinopathy was evaluated by indirect ophthalmoscopic in DM patients. The CRP and AGP levels were higher in DM1 patients as compared to controls, respectively [0.23 (0.01-2.90) vs. 0.14 (0.01-2.41) mg/dl, p= 0.0172& and [53.5 (37-115) vs. 40 (19-78) mg/dl, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Influência do hábito de fumar na excreção urinária do ácido trans, trans-mucônico/ Influence of tobacco smoking on urinary excretion of trans,trans-muconic acid

Menezes, Maico de; Balbão, Marina Salviato; Siqueira, Maria Elisa Pereira Bastos de; Martins, Isarita
2008-09-01

Resumo em português O hábito de fumar é considerado a maior fonte individual de benzeno para indivíduos não expostos ocupacionalmente e, em vista de sua comprovada carcinogenicidade, este solvente representa sério risco, tanto para a população em geral quanto para os trabalhadores. Um dos bioindicadores mais utilizados para avaliar a exposição benzênica é o ácido trans,trans-mucônico (AttM) em urina, o qual apresenta sensibilidade suficiente para a monitorização biológica da (mais) exposição a baixos níveis de benzeno. O objetivo deste trabalho foi verificar a influência do hábito de fumar na excreção urinária do AttM. A identificação e quantificação do analito foram realizadas por meio de cromatografia líquida de alta eficiência, utilizando-se coluna de fase reversa e detecção a 264 nm, após prévia extração em fase sólida. O método foi previamente validado demonstrando linearidade, no intervalo de 0,006 a 10,0 µg mL-1 (r= 0,996), limites de detecção e de quantificação de, respectivamente, 1,41 x 10-3 µg mL-1 e 6,0 x 10-3 µg mL-1 e coeficientes de variação de 1,79 a 2,91% (precisão intracorridas) e, de 3,53 a 18,37% (precisão intercorridas). Foi observada correlação positiva entre a excreção do AttM e o hábito de fumar, comparando o grupo de fumantes e o de não-fumantes (p= 0,005388). Contudo, o número de cigarros fumados por dia não influenciou significativamente a excreção deste produto de biotransformação do benzeno. Resumo em inglês Tobacco smoking is the major individual benzene source for no occupationally exposed subjects. This solvent is a volatile carcinogen and can induce serious health problems. Several biomarkers for benzene have been proposed, the most used is its metabolite trans,trans-muconic acid (ttMA) in urine, a suitable indicator since it reflects the internal dose of low benzene exposure. The present study aimed to evaluate the influence of smoking on urinary ttMA excretion. The anal (mais) ysis was performed by High Pressure Liquid Chromatography in a reversed-phase column and UV detection, after extraction of ttAM from urine using SAX cartridges. The method was validated, showing linearity between 0.006 to 10 µg mL-1 (r= 0.996), detection and quantification limits of 1.41 x 10-3 µg mL-1 and 6.0 x 10-3 µg mL-1 respectively, CVs from 1.79 to 2.91% (intra assay precision) and 3.53 to 18.37% (interassay precision). A significant positive correlation was observed between ttMA excretion and smoking (p= 0.005388). However, the cigarette number smoked by day seems have no influence on the urinary ttMA excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Hiperbilirrubinemia neonatal prolongada devido à associação entre síndrome de Gilbert e doença hemolítica por incompatibilidade RhD/ Persistent neonatal hyperbilirubinemia resulting from Gilbert's syndrome in association with RhD hemolytic disease

Facchini, Fernando P.; Assis, Angela Maria de
2005-10-01

Resumo em português OBJETIVO: Relatar associação infreqüente de patologia que cause aumento considerável de produção de bilirrubina e outra diminuição importante na sua excreção. DESCRIÇÃO: Mãe tercigesta, Rh negativo. Na primeira gestação, gerou recém-nascido normal, de termo, não tendo recebido imunoglobulina humana anti-RhD. A segunda gestação complicou-se por isoimunização Rh, dando à luz neonato de termo, o qual necessitou três exsanguinotransfusões e faleceu com (mais) 8 dias de vida. Na gestação atual, conseguiu dar à luz a termo recém-nascido tipo ORh positivo, Coombs direto positivo, bilirrubina de cordão 6,5 mg/dl e hematócrito 44%. Com 5 horas de vida, estava ictérico, tendo sido iniciados fenobarbital (por 3 dias) e fototerapia intensiva. A hiperbilirrubinemia foi logo controlada, porém ascendia rapidamente sempre que a fototerapia era suspensa. No 10° dia de vida, a criança foi transfundida por anemia importante. Em vista da persistência da icterícia, no 13° dia de vida pensou-se em associação com síndrome de Gilbert, e o seqüenciamento de DNA foi solicitado. O resultado mostrou genótipo mutante homozigoto UDPT1A1[TA]7TAA. Permaneceu em fototerapia até o 17° dia de vida. Recebeu alta no dia seguinte, após controle de bilirrubinemia. Voltou para acompanhamento ambulatorial e apresentou desenvolvimentos pondo-estatural e neurológico normais. COMENTÁRIOS: O caso ressalta a importância da associação do aumento de produção/diminuição de excreção de bilirrubina na gênese de hiperbilirrubinemias prolongadas, intensas e passíveis de causar kernicterus, se não tratadas vigorosamente. Demonstra, ainda, a eficácia da fototerapia intensiva, reduzindo os riscos de tratamentos mais agressivos. Ressalta, também, a importância do acompanhamento das icterícias neonatais até a completa remissão dos sintomas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To report on an infrequent association of pathologies causing considerable increase in bilirubin production and a signifiant decrease in its excretion. DESCRIPTION: The third pregnancy of an RhD negative woman. Her first child was normal and delivered to term and did not receive Rhogam. The second pregnancy was problematic due to Rh isoimmunization. She delivered a child to term, who required three exchange transfusions, but died on the 8th day of life. The thi (mais) rd child was delivered at term, ORh positive, direct Coombs positive and had stump bilirubin of 6.5 mg/dl and hematocrit at 44%. Five hours after birth the child was jaundiced. Phenobarbital and intensive phototherapy were introduced. Hyperbilirubinemia was soon controlled, but relapsed whenever phototherapy was discontinued. On the 10th day of life the child received a transfusion for significant anemia. As jaundice persisted to the 13th day, associated Gilbert syndrome was considered and DNA sequence analysis was requested. The test demonstrated a mutant homozygote genotype UDPT1A1[TA]7TAA. Phototherapy remained necessary until the 17th day of life and she was discharged from hospital the following day, after bilirubinemia had been controlled. She returned for follow-up and exhibited normal growth and neurological development. COMMENTS: This case demonstrates the significance of increased bilirubin production/decreased bilirubin excretion causing intense hyperbilirubinemias and, in the abnsence of vigorous treatment, kernicterus. The effectiveness of intense phototherapy has also been demonstrated, reducing the risks of more aggressive treatments such as exchange transfusion. It also provides evidence of the importance of bilirubinemia follow-up until complete resolution.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Fontes de óleo vegetal na dieta de cordeiros em confinamento/ Vegetable oil sources in feedlot lambs

Yamamoto, Sandra Mari; Macedo, Francisco de Assis Fonseca de; Zundt, Marilice; Mexia, Alexandre Agostinho; Sakaguti, Eduardo Shiguero; Rocha, Guilherme Bareia Liberato; Regaçoni, Kelly Cristina Telles; Macedo, Rosa Maria Gomes de
2005-04-01

Resumo em português Objetivou-se avaliar a ingestão de matéria seca, o ganho de peso diário, a conversão alimentar, o peso vivo ao abate e o período de confinamento em cordeiros Santa Inês puros e ½Dorset ½Santa Inês, alimentados com dietas isoenergéticas (76,59% de NDT) e isoprotéicas (17,48% de PB) contendo diferentes fontes de óleo vegetal (óleos de soja, canola e linhaça) e uma dieta controle (sem inclusão de óleo vegetal). A relação volumoso:concentrado foi (mais) de 30:70 e utilizou-se feno de aveia como volumoso. Realizou-se também um ensaio de digestibilidade, utilizando quatro cordeiros não-castrados, distribuídos em delineamento quadrado latino, avaliando-se ingestão, excreção fecal e digestibilidade total dos nutrientes das rações. A ingestão de matéria seca, expressa em porcentagem do peso vivo, foi menor nos cordeiros que receberam dieta contendo óleo de canola que naqueles que receberam dieta controle. Porém, todas as rações proporcionaram ganhos de peso e conversão alimentar satisfatórios. Os valores de digestibilidade total da matéria seca (76,02%) e matéria orgânica (76,82%) da dieta controle foram superiores aos da dieta contendo óleo de linhaça (72,11% e 72,97%, respectivamente), embora não tenham diferido das dietas contendo óleos de soja (72,94 e 73,71%) e canola (73,45 e 74,25%). A digestibilidade do extrato etéreo foi menor na dieta controle (84,02%), enquanto as demais dietas apresentaram valor médio de 91,98%. Os óleos vegetais reduziram a digestibilidade da matéria seca e da matéria orgânica, não afetando a ingestão e digestão dos demais nutrientes. Resumo em inglês This experiment was carried out to evaluate the dry matter ingestion, average daily gain, feed:gain ratio, live weight at slaughter and days in trial in pure Santa Inês and ½Dorset ½Santa Inês lambs, submitted to isoenergetic (76.59% TDN) and isoprotein (17.48% crude protein) diets with different sources of vegetable oil (soybean oil, canola and linseed) and a control diet (without vegetable oil inclusion). The forage:concentrate ratio was 30:70, and oat h (mais) ay was used as forage. Digestibility analysis was performed, using four no castrated lambs distributed in latin square design, for evaluating ingestion, fecal excretion and total digestibility of the nutrients. The dry matter intake, expresses in percentage of the live weight, was smaller in the lambs that received diet with canola oil in relation to those that received control diet. However, all the diets provided satisfactory average weight gain and feed:gain ratio. The dry matter (76.02%) and organic matter (76.82%) total digestibility values of the control diet were higher than diet with linseed oil (72.11% and 72.97%, respectively), although they have not difference of the diets with soybean (72.94 and 73.71%) and canola oils (73.45 and 74.25%) and these did not differ of the diet with linseed oil. Digestibility of ether extract was smaller in the control diet (84.02%), while the other diets showed average value of 91.98%. The vegetable oils reduced the digestibility of dry and organic matter, not affecting the digestion of the other nutrients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Dosagem do fator natriurético atrial em pacientes pediátricos submetidos à ventilação pulmonar mecânica/ Dosage of atrial natriuretic peptide in pediatric patients submitted to mechanical ventilation

Costa, K.N.; Carvalho, W.B.; Kopelman, B.I.; Didio, R.
2000-10-01

Resumo em português OBJETIVOS: Os objetivos deste trabalho foram verificar se existe alteração na secreção do fator natriurético atrial (FNA) em crianças submetidas à ventilação pulmonar mecânica e se essas possíveis alterações levariam à modificações no débito urinário e na excreção urinária de sódio. METODOLOGIA: Estudo prospectivo, realizado em uma Unidade de Cuidados Intensivos Pediátricos Terciária, em nove crianças submetidas à ventilação pulmonar mecânica (mais) para recuperação anestésica, exceto em uma que sofreu traumatismo cranioencefálico não-cirúrgico. O período de estudo foi de Setembro de 1995 a Março de 1996. Aguardava-se pelo menos três horas do início da ventilação pulmonar mecânica e então colhia-se amostra de sangue para dosagem de fator natriurético atrial, gasometria arterial, glicemia, creatinina e eletrólitos. Coletava-se ainda urina durante 6 horas para a verificação do débito urinário e da concentração de sódio. Depois da extubação, aguardava-se por um período de 15 a 30 minutos e colhia-se sangue e urina para as mesmas dosagens realizadas anteriormente. A comparação estatística foi feita pelo teste não-paramétrico de Wilcoxon Signed Rank, sendo o nível de significância de 0,05. RESULTADOS: O fator natriurético atrial mostrou uma tendência ao aumento quando a ventilação pulmonar mecânica foi retirada (p= 0,0547). O débito urinário e a natriurese não se alteraram com a ventilação pulmonar mecânica. CONCLUSÕES: A tendência ao aumento do fator natriuretico atrial ocorreu provavelmente por diminuição da pressão intratorácica. A reposição volêmica no trans-operatório pode ter influenciado no débito urinário e na natriurese. Em pacientes submetidos à ventilação pulmonar mecânica por períodos prolongados, com altos parâmetros de pressão inspiratória e pressão expiratória final positiva, seria interessante a dosagem do fator natriurético atrial e se esse se encontrasse diminuído, seria uma indicação para o seu uso. Resumo em inglês OBJECTIVE: The aims of this article are to verify if there is any alteration in the secretion of natriuretic atrial factor (NAF) in children submitted to mechanical pulmonary ventilation and if these possible alterations would lead to modification in the urinary volume and in the urinary sodium excretion. METHODOLOGY: A prospective study in a tertiary pediatric intensive care unit, nine children submitted to mechanical pulmonary ventilation for recuperation from anestheti (mais) cs, except one who suffered a not surgical cranioencephalic trauma. The period of the study was from September 1995 to March 1996. Patients with renal pathology, pulmonary pathology, in use of diuretics until 24 hours before the collection of laboratory dosages, hemodynamic instability in need of vasoactive and inothropic agents, and patients with alterations of sodium blood levels were excluded from this work. In order to have an adequate alveolar recruitment at least 3 hours were taken. After this period a blood sample was collected for dosage of natriuretic atrial factor, arterial gas analysis, glucose analysis, creatinine and electrolytes dosage. Urine was collected in a 6 hours interval during the patient's period under mechanical pulmonary ventilation in order to verify the urinary volume and urinary sodium excretion. Fifteen to thirty minutes after extubation, blood an urine were collected for the same dosages done before. Urine was collected in a 6 hour period. A statistical comparison was done by the non parametric test of Wilcoxon signed rank, with a significance level of 0,05. RESULTS: The natriuretic atrial factor showed tendency to increase when mechanical pulmonary ventilation was taken away (p=0,0547). The urinary volume and natriuresis were not altered by mechanical pulmonary ventilation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Digestibilidade, balanços do nitrogênio e fósforo de dietas para suínos contendo diferentes níveis de triguilho em substituição ao milho com ou sem adição de enzimas/ Digestibility, nitrogen and phosphorus balance of the pig diets with different levels of wheat middling in substitution to the corn with or without addition of enzymes

Hauschild, Luciano; Lovatto, Paulo Alberto; Garcia, Gerson Guarez; Souza Junior, Berilo Brum de; Alebrante, Leandro; Sartor, Claudio
2004-10-01

Resumo em português Um experimento foi realizado com o objetivo de avaliar o efeito da substituição de até 30% do milho da dieta por triguilho adicionando ou não enzimas sobre a utilização digestiva da energia e balanços do nitrogênio e fósforo. Foram utilizados 24 suínos machos castrados, meio irmãos, com PV médio inicial de 51,62kg e final de 62,95kg, alojados em gaiolas metabólicas mantidas em ambiente semi-climatizado. Foi utilizado um fatorial 3 x 2 (3 níveis de inclusão (mais) do triguilho - 0, 15 e 30%, com ou sem adição de enzimas), com quatro repetições cada, sendo o animal a unidade experimental. A inclusão de níveis crescentes de triguilho até 30% da dieta e a adição de enzimas não influenciou (P > 0,05) a digestibilidade da MS, da EB, da ED, a metabolizibilidade da energia, a retenção e as excreções fecais e urinária de nitrogênio. No entanto, a adição de 30% de triguilho reduziu (P Resumo em inglês An experiment was carried out to evaluate the effect of the substitution until 30% of the diet corn for wheat middling with or without addition of enzymes on the digestive utilization of the energy and nitrogen and phosphorus balances. Twenty-four barrows were used, half brothers, with 51.62 kg initial BW, housed in metabolic cages maintained in semi-acclimatized atmosphere. A 3 x 2 factorial design was used (3 wheat middling levels - 0, 15 and 30%, with or without additi (mais) on of enzymes), with four replications each, being the animal the experimental unit. The increased levels of wheat middling until 30% and the addition of enzymes did not influence (P > 0.05) the digestibility of the dry matter, crude energy, digestible energy and metabolized energy and energy metabolizibility, N retention, fecal and urinary N losses. However, the addition of 30% of wheat middling reduced (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Avaliação da microalbuminúria em indivíduos não diabéticos/ Evaluation of microalbuminuria in non-diabetic individuals

Corrêa, Fernanda H.S.; Nogueira, Verônica G.; Clemente, Eliete L.S.; Bevilácqua, Maria de F.; Gomes, Marília de Brito
2006-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a presença de microalbuminúria em indivíduos não diabéticos, associando-a à presença de fatores de risco cardiovasculares como hipertensão arterial, tabagismo, dislipidemia e obesidade. A taxa de excreção urinária de albumina (EUA) foi avaliada em relação aos índices de secreção e resistência insulínica (RI). PACIENTES E MÉTODOS: 105 indivíduos com idade de 33,4 ± 1,4 anos (57,1% mulheres) foram submetidos ao TOTG com 75 g de d (mais) extrose, sendo avaliadas as curvas de glicose e insulina: valores basais e em 2h, valores de pico e áreas sob a curva (ASC). Para a avaliação da secreção e RI, utilizamos os índices: insulinogênico, delta, HOMA, QUICKI, relação glicose/insulina e relação entre os índices insulinogênico e HOMA. As amostras para avaliação da albuminúria foram colhidas overnight. Os indivíduos foram divididos em dois grupos: 1) tolerância normal à glicose e 2) alteração do metabolismo glicídico. RESULTADOS: Houve diferença entre os 2 grupos para idade, IMC, PA, cintura, RCQ, colesterol, triglicerídeos (TG), glicemias (GJ e G2h), ASCg, índices HOMA e QUICKI, e relação entre os índices insulinogênico e HOMA. A EUA foi de 4,28 ± 2,73 µg/mL, apresentando correlação com PAD, GJ, G2h, ASCg, VPG, HOMA, I2h, VPI e ASCi. Após regressão em stepwise, apenas ASCg foi preditora de EUA. Na comparação da amostra estratificada em quartis de EUA, o 1º e o 4º quartis foram estatisticamente diferentes para IMC, PAS, PAD, cintura, quadril, G2h, TG, LDL, ASCg, ASCi, VPG e índices HOMA e QUICKI. CONCLUSÃO: Embora não houvesse nenhum indivíduo com microalbuminúria, encontramos diferença entre a EUA em indivíduos com diferentes graus de tolerância à glicose e diferenças entre as variáveis clínicas e laboratoriais entre o 1º e o 4º quartis de EUA. Nossos achados sugerem que em indivíduos não diabéticos o aumento da EUA está relacionado a algumas características da síndrome metabólica, o que pode conferir uma maior suscetibilidade aterogênica. Resumo em inglês AIM: To evaluate the presence of microalbuminuria in non-diabetic subjects, associating it to the presence of cardiovascular risk factors like hypertension, smoking, dislipidemia and obesity. The urinary albumin excretion rate (UAE) was also evaluated regarding to insulin secretion and resistance indices. DESIGN AND METHODS: 105 subjects aged 33.4 ± 1.4 years (57.1% women), received 75 g dextrose for an OGTT, and the following variables were evaluated for glucose a (mais) nd insulin curves: basal and 2 hours values, peak values (PV) and area under the curves (AUC). To evaluate insulin secretion and resistance, we used the insulinogenic, delta, HOMA, QUICKI, glucose to insulin ratio and the relation between insulinogenic and HOMA indices. A urine sample was collected overnight for albuminuria. Individuals were allocated in two groups: 1) normal, and 2) altered glucose metabolism. RESULTS: The two groups differed in age, BMI, BP, abdominal circumference (AC), WHR, cholesterol, triglycerides (TG), glycemias (basal and 2h), AUCg, HOMA and QUICKI indices and the relation between insulinogenic and HOMA. Mean UAE was 4.28 ± 2.73 µg/mL, correlating to DBP, glycemias, AUCg, GPV, HOMA, 2h insulin, IPV e AUCi. By stepwise multiple-regression analysis, only AUCg was predictive of UAE. By comparing interquartile intervals of UAE, we found statistical significance between the 1st and 4th quartile for: BMI, SBP, DBP, AC, waist, 2h glucose, TG, LDL, AUCg, AUCi, GPV and HOMA and QUICKI indices. CONCLUSION: Although in the absence of microalbuminuric individuals, we found differences among UAE in individuals across a range of glucose tolerance and differences between clinical and laboratorial variables in the interquartile analysis. Our findings suggest that in non-diabetic individuals, UAE is associated to some characteristics of the metabolic syndrome, probably predisposing to greater atherogenic susceptibility.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Aminoácidos livres e uréia durante a fermentação do mosto de Cabernet Sauvignon com diferentes leveduras/ Free aminoacids and urea during fermentation of Cabernet Sauvignon musts with different yeasts

DUTRA, Sandra Valduga; DAUDT, Carlos Eugenio; SOUZA, Marcelo
1999-05-01

Resumo em português A análise de aminoácidos e uréia em mosto de Cabernet Sauvignon fermentado com diferentes leveduras, foram os principais objetivos desse trabalho. Cabernet Sauvignon foi utilizada por ser teoricamente uma cultivar com alto teor de prolina e baixo teor de arginina, em comparação com cultivares com alto teor e predominância de arginina. Os mostos foram coletados em Santana do Livramento, RS e transportados para a UFSM; lá foram dividos em dois lotes aos quais foram a (mais) dicionados diferentes leveduras: Saccharomyces cerevisiae Fermol Bouquet e Saccharomyces cerevisiae 2056. A análise dos aminoácidos foi realizada utilizando um analizador de aminoácidos marca Hitachi L-8500 conforme SANDERS e OUGH (21). Uréia foi determinada de acordo com ALMY e OUGH (1) modificado por PEREIRA e DAUDT (19). O aminoácido encontrado no mosto, em maior quantidade foi a prolina (847mg/l) seguido por arginina (235mg/l) e alanina (87mg/l). A maioria dos aminoácidos (exceção de prolina) foram consumidos pelas leveduras logo após o início da fermentação. A liberação máxima de uréia no meio coincidiu com o consumo máximo de arginina, que na fermentação com a levedura 2056 ocorreu à 19° Brix (2,7mg/l) e com a levedura Fermol Bouquet ocorreu com o mosto a 15° Brix (4,1mg/l). O teor de prolina permaneceu elevado durante todo o processo fermentativo, confirmando a pouca preferência das leveduras por este aminoácido. Os aminoácidos arginina, treonina, serina, aspartato e isoleucina, podem ser considerados melhores fontes de nitrogênio para as leveduras. Resumo em inglês The main aim of the fermentation of Cabernet Sauvignon Musts with different yeasts was the analysis of aminoacids and urea. The grape was chosen because its high proline and low arginine content.The grapes were harvested and crushed at the Almadén vineyard located in Santana do Livramento, RS, Brasil; the musts were transported to the Federal University of Santa Maria, Department of Food Science, where they were divided in two lots to which were added Saccharomyces cerev (mais) isiae Fermol Bouquet and Saccharomyces cerevisiae 2056. The analysis of the aminoacids was done using a Hitachi L-8500 aminoacid analyzer according to SANDERS and OUGH (21) and urea according ALMY and OUGH (1) modified by PEREIRA and DAUDT (19). Proline was found in the highest amount (847mg/l) followed by arginine (235mg/l) and alanine (87mg/l). The majority of the aminoacids fraction was used at the beginning of the fermentation with the exception of proline; this fact enfasized the low preference, by these yeasts, for this aminoacid. The aminoacids arginine, threonine, serine, aspartate and isoleucine can be considered better sources of nitrogen to the yeasts. The maximum excretion of urea in the must ocurred, with both yeasts, at the maximum arginine consumption, 2.7mg/l with the yeast 2056 at 19°Brix and 4.1mg/l with the yeast Fermol Bouquet at 15°Brix.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Acidose metabólica na doença renal crônica: abordagem nutricional/ Metabolic acidosis in chronic kidney disease: the nutritional approach

Leal, Viviane de Oliveira; Leite Júnior, Maurilo; Mafra, Denise
2008-02-01

Resumo em português A acidose metabólica é uma das complicações da doença renal crônica e está associada ao aumento do catabolismo protéico, à diminuição da síntese de proteínas e ao balanço nitrogenado negativo. A dieta tem forte influência sobre a geração de ácidos, podendo contribuir, portanto, para determinar a gravidade da acidose no paciente com doença renal crônica. Alguns pesquisadores têm observado que é possível estimar a excreção ácida renal, e que o cál (mais) culo dessa carga ácida a partir de alguns componentes da dieta, permitiria uma predição apropriada dos efeitos da dieta na acidose metabólica. Este artigo é uma comunicação sobre as bases fisiológicas, bem como as implicações clínicas da acidose em pacientes com doença renal crônica e a influência da dieta no balanço ácido-básico desses pacientes. Resumo em inglês Metabolic acidosis is a common manifestation of chronic kidney disease and is associated with increased protein catabolism, decreased protein synthesis and negative nitrogen balance. Diet strongly influences acid generation, determining the level of acidosis in chronic kidney disease patients. Some researchers have observed that it is possible to estimate renal net acid excretion, and the analysis of the renal acid load of selected, frequently consumed foods may allow an (mais) appropriate prediction of the effects of diet on metabolic acidosis. This article discusses the physiological bases as well as the clinical implications of acidosis in patients with chronic kidney disease and the influence of the diet on the acid-base balance of these patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Excreção urinária de cálcio, ácido úrico e citrato em crianças e adolescentes sadios/ Urinary excretion of calcium, uric acid and citrate in healthy children and adolescents

Penido, Maria Goretti Moreira Guimarães; Diniz, José Silvério Santos; Guimarães, Milena Maria Moreira; Cardoso, Rodrigo Barbosa; Souto, Marcelo Ferraz de Oliveira; Penido, Mariana Guimarães
2002-04-01

Resumo em português Objetivo: determinar valores de referência regionais para a excreção urinária de cálcio, ácido úrico e citrato e estabelecer correlação entre essas excreções em urina em 24h e amostras únicas, para uso na prática clínica. Material e métodos: 125 crianças e adolescentes saudáveis, selecionados aleatoriamente, foram submetidos ao protocolo: exame clínico, bioquímica de sangue, hemograma, paratormônio, urina em 24h, urina em amostra única colhida com jej (mais) um, e exame parasitológico de fezes.Resultados: o valor máximo para a excreção de cálcio em urina em 24h foi 3,75mg/kg, em mg/dl do ritmo de filtração glomerular - RFG foi 0,10, e, para a relação cálcio/creatinina(mg/dl) na urina, em amostra única em jejum, foi de 0,25. Observou-se correlação positiva entre a excreção de cálcio em urina em 24h, e urina em amostra única em jejum (mg/dl e mg/dl do RFG). Os valores máximos para a excreção de ácido úrico em urina em 24h foram 600, 450 e 320mg e 13, 15 e 18 mg/kg para adolescentes, escolares e pré-escolares, respectivamente; em mg/dl do RFG em amostra única de urina foi 0,47. Observou-se correlação positiva para a excreção de ácido úrico em urina em 24h e urina em amostra única em jejum. Os valores médios para a excreção de citrato em urina em 24h foram 1,6, 1,1 e 0,5mmol para adolescentes, escolares e pré-escolares, respectivamente; para a relação citrato/creatinina em urina, em amostra única, com jejum, foi 0,3. Conclusões: as excreções de cálcio e ácido úrico em urina em 24h se correlacionaram com aquelas das amostras urinárias simplificadas, permitindo o uso destas para diagnósticos metabólicos, estudos populacionais e controle de pacientes hipercalciúricos e hiperuricosúricos sem controle de esfíncter vesical; o quociente citrato/creatinina em urina, em amostra única, pode ser utilizado para controle de pacientes com hipocitratúria. Resumo em inglês Objective: to obtain regional reference values for calcium, uric acid and citrate urinary excretion and establish a correlation between those excretions in 24-hour urine sample and single urine sample for their use in clinical practice. Methods: a hundred and twenty-five healthy children and adolescents were randomly chosen and submitted to the following protocol: clinical examination, biochemical analysis of blood, blood cell count, parathormone, 24-hour urine, fasting u (mais) rine sample and stool test.Results: the maximum value of calcium excretion in 24-hour urine was 3.75mg/kg; in mg/dl of the glomerular filtration rate, it was 0.10; and for the calcium/creatinine (mg/dl) ratio in the fasting urine sample was 0.25. Positive correlation was observed between calcium excretion in the 24-hour urine and the fasting sample (mg/dl and mg/dl of glomerular filtration rate). The maximum values of uric acid excretion in 24-hour urine were 600, 450, and 320mg and 13, 15 and 18mg/kg for adolescents, school and preschool children, respectively; in mg/dl of glomerular filtration rate, in the fasting urine sample, it was 0.47. Positive correlation was observed for the uric acid excretion in 24-hour urine and fasting urine samples. The mean values for the citrate excretion in 24-hour urine were 1.6, 1.1 and 0.5mmol for adolescents, school and preschool children, respectively; for citrate/creatinine ratio, in the fasting urine sample the mean value was 0.3.Conclusions: the calcium and uric acid excretion in 24-hour urine showed correlation with those in the fasting urine sample, which allows their use for metabolic diagnosis, population studies and follow-up of patients with hypercalciuria and hyperuricosuria without voiding control; the citrate/creatinine ratio in the fasting urine sample can be used for controlling patients with hypocitraturia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)