Sample records for ethanol plants
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Surtos por Stomoxys calcitrans em gado de corte no Mato Grosso do Sul/ Stomoxys calcitrans outbreaks in pastured beef cattle in the State of Mato Grosso do Sul, Brazil

Barros, Antonio Thadeu M; Koller, Wilson W; Catto, João B; Soares, Cleber O
2010-11-01

Resumo em português A expansão da indústria sucroalcooleira tem levado à instalação de usinas de álcool em áreas tradicionalmente ocupadas pela pecuária de corte na região Centro-Oeste do País. Surtos pela mosca-dos-estábulos (Stomoxys calcitrans) em bovinos Nelore têm sido relatados nos últimos dois anos em Mato Grosso do Sul, associados a estas usinas. Visitas em propriedades pecuárias e usinas foram realizadas em meados de novembro 2009, ao final de surtos por S. calcitrans (mais) ocorridos nos municípios de Angélica e Ponta Porã, MS. Entrevistas, observações e coletas de imaturos de dípteros foram realizadas nos locais e o material entomológico coletado foi levado ao laboratório para posterior emergência. Elevadas infestações pela mosca-dos-estábulos e comportamento de agrupamento dos bovinos foram observados. Sítios de reprodução foram encontrados nos locais e a emergência de S. calcitrans foi constatada nas amostras coletadas tanto nas fazendas como nas usinas. O conjunto de informações, observações in loco e resultados das amostragens possibilitaram realizar uma abordagem epidemiológica preliminar sobre a dinâmica dos referidos surtos por S. calcitrans e discutir potenciais fatores de risco. Resumo em inglês The expansion of the alcohol industry has led to the installation of ethanol plants in areas traditionally occupied by beef cattle in the Brazilian Midwest. Stable fly (Stomoxys calcitrans) outbreaks associated with alcohol plants have been reported in Nelore cattle in Mato Grosso do Sul, Brazil, in the last two years. Visits to livestock ranches and alcohol plants were held in mid-November 2009 at the end of S. calcitrans outbreaks in the counties of Angélica and Ponta (mais) Porã, MS. Interviews, surveys and collections of immature stages of flies were conducted at the sites and the entomological material was taken to the laboratory for further emergency. High stable fly infestations and cattle bunching behavior were observed during visits. Stable fly breeding sites were found and emergence of adult flies occurred from material collected from both cattle ranches and alcohol plants. The set of information, onsite observation, and sampling results made possible a preliminary epidemiological approach on the dynamics of S. calcitrans outbreaks as well as a discussion of potential risk factors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Produções de ácido acético, etanol e dos isômeros óticos do ácido lático por linhagens de Lactobacillus isoladas de fermentações alcoólicas industriais/ Production of acetic acid, ethanol and optical isomers of lactic acid by Lactobacillus strains isolated from industrial ethanol fermentations

Costa, Vanessa Moreira; Basso, Thiago Olitta; Angeloni, Luis Henrique Poleto; Oetterer, Marilia; Basso, Luiz Carlos
2008-04-01

Resumo em português Avaliaram-se no presente trabalho, as produções de etanol e dos ácidos acético e lático, bem como das proporções dos isômeros óticos D(-) e L(+) desse último, por 17 linhagens de Lactobacillus isoladas de fermentações industriais de produção de etanol. As linhagens foram crescidas a 32ºC por 24 horas, em meio contendo 1% de glucose, 1% de frutose, 1% de extrato de levedura, sais nutrientes (K, Mg e Mn) e tampão fosfato. Foram estimados os teores de ácido (mais) lático, ácido acético e etanol mediante cromatografia líquida de alta eficiência, assim como dos isômeros óticos D(-) e L(+) do ácido lático mediante espectrofotometria ao ultra-violeta, empregando desidrogenases láticas estereoespecíficas. O crescimento bacteriano foi inferido pela absorvância a 600 nm. Os resultados obtidos mostraram, pelos perfis de excreção dos metabólitos, a presença de 8 linhagens homofermentativas obrigatórias (produzindo unicamente ácido lático), 8 linhagens heterofermentativas obrigatórias (com produções de ácidos lático, acético e etanol) e 1 linhagem supostamente heterofermentativa facultativa. Observou-se também, em relação à formação dos estereoisômeros, que 12 linhagens foram incluídas no grupo DL, 4 no grupo L e 1 no grupo D. Os resultados permitem concluir que os Lactobacillus que contaminam processos fermentativos industriais de produção de etanol, podem se apresentar nos 3 biotipos fermentativos e produzindo as mais variadas proporções dos dois estereoisômeros do ácido lático, com relevantes implicações biotecnológicas. Este é o primeiro relato sobre as produções dos isômeros óticos do ácido lático por bactérias do gênero Lactobacillus isoladas de fermentações industriais baseadas na cana-de-açúcar. Resumo em inglês The aim of the present work was to evaluate the metabolism type of 17 Lactobacillus strains isolated from industrial ethanol fermentation plants. The strains were grown at 32°C for 24 hours on a mixture of equal amounts of glucose and fructose as the carbon source, and supplemented with yeast extract, mineral nutrients and buffer. Bacterial growth was estimated by absorbance at 600nm and the main end products of bacterial metabolism (lactate, acetate and ethanol) were (mais) measured by high performance liquid chromatography, while the stereoisomers, D(-)- and L(+)-lactate, were assayed by an enzymatic methodology using stereospecific lactate-dehydrogenases. According to the results, all the three types of metabolism were found among the bacteria investigated: obligately homofermentative (8 strains), facultative heterofermentative (1 strain) and obligately heterofermentative (8 strains). The results have showed a predominance of DL strains regarding the stereoisomers production, but it was also found strains producing a single type of the isomeric form. These findings suggest the possibility to explore the lactobacilli biodiversity in fuel ethanol fermentation plants for lactate production of chemically pure optical isomers. This is the first report on lactic acid isomers formation by Lactobacillus strains isolated from sugar cane based-industrial fermentations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Potencial fitotóxico de extratos foliares de Aloe arborescens Miller (Asphodelaceae) produzidos em diferentes épocas do ano/ Analysis of the phytotoxic potential of Aloe arborescens Miller leaf extracts (Asphodelaceae) produced at different times of the year

Murakami, Cynthia; Cardoso, Fernando Leite; Mayworm, Marco Aurélio Sivero
2009-03-01

Resumo em português Este trabalho visou analisar o potencial fitotóxico de extratos foliares de Aloe arborescens Miller sobre a germinação e crescimento de plântulas de alface (Lactuca sativa L.). Amostras de folhas foram coletadas nas quatro estações climáticas e maceradas em etanol P.A. por 28 dias. Os extratos produzidos foram fracionados em extratos etanólico e clorofórmico e tiveram as concentrações reduzidas a 1%. Os bioensaios de ação fitotóxica foram desenvolvidos em tr (mais) iplicata, sob luz constante e temperatura ambiente. Apenas o extrato clorofórmico de primavera mostrou forte atividade fitotóxica sobre a germinação das sementes de alface (16,67%). Todos os extratos reduziram significativamente a primeira contagem, índice de velocidade germinação (IVG) e o crescimento do eixo hipocótiloradicular (EHR) das plântulas de alface, porém os extratos clorofórmicos mostraram maior atividade fitotóxica, gerando alterações morfológicas mais intensas sobre as plântulas de alface e apresentaram maiores teores de compostos fenólicos. Apesar de todos os extratos clorofórmicos inibirem fortemente o crescimento das folhas cotiledonares das plântulas de alface, não se observaram neste último efeito, variações em função dos períodos de coleta. Resumo em inglês This study aimed to analyze seasonal variation in the phytotoxic potential of Aloe arborescens Miller leaf extract on lettuce (Lactuca sativa L.) germination and growth. Leaf samples were collected in the four seasons and were macerated in ethanol P.A. for 28 days. The extracts were fractionated into solutions made with ethanol and chloroform, and concentrations were reduced to 1%. Phytotoxic activity bioassays were carried out in triplicate, under constant light and ambi (mais) ent temperature. Only the spring chloroform extract showed strong phytotoxic activity on lettuce seed germination (16.67%). All extracts significantly reduced the first count, germination velocity index (GVI) and growth of the hipocotyl-root axis (HRA) of the lettuce plants. However, the chloroform extracts showed greater phytotoxic activity, producing more intense morphology alterations on lettuce plants and showed greater content of phenolic compounds.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Otimização da micropropagação de Pfaffia tuberosa (Spreng.) Hicken/ Optimization of the micropropagation of Pfaffia tuberosa (Spreng.) Hicken

Flores, Rejane; Maldaner, Joseila; Nicoloso, Fernando Teixeira
2006-06-01

Resumo em português Este trabalho objetivou otimizar o protocolo de micropropagação de Pfaffia tuberosa, uma espécie medicinal encontrada em várias regiões do Brasil. O tratamento da planta matriz com benomyl (0,1%) e o uso sucessivo de soluções com detergente comercial (duas gotas/100mL de água, durante dois minutos), etanol (70%, por 10 segundos), hipoclorito de sódio (1%) + detergente comercial (duas gotas/100mL de água, por 10 minutos) e HgCl2 (0,1%, por 5 minutos) na etapa de (mais) desinfestação dos explantes foram eficazes para a limpeza e regeneração de plantas. As plantas devem ser subcultivadas para um novo meio MS a cada 30 dias de cultivo. Explantes provenientes de segmentos nodais apresentaram uma maior taxa de multiplicação quando comparados com os apicais. Não foi observado declínio na taxa de propagação no decorrer de cinco subcultivos in vitro. As mudas apresentaram um índice elevado de sobrevivência durante a fase de aclimatização. Resumo em inglês This work aimed at optimizing the micropropagation protocol of Pfaffia tuberosa, a medicinal species found in several regions of Brazil. The treatment of donor plants with benomyl (1%), successively followed with solutions of commercial bleach (2 drops/100mL water; for 2 min), ethanol (70%; for 10 seconds), sodium hypochloride (1%) + commercial bleach (2 drops/100mL water; for 10 minutes) and HgCl2 (0.1%; for 5 min) on the disinfection step of explants were suitable for d (mais) isinfection and plant regeneration. in vitro plantlets must be subcultivated to a new MS medium at 30 days intervals. Explants from nodal segments showed a higher multiplication rate when compared to apical segments. A decline was not observed on the propagation rate during five successive subcultives in vitro. Plantlets showed an elevated index of survival in the acclimatization step.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Organogênese do caquizeiro a partir de segmentos radiculares/ Organogenesis of japanese persimmon from root segments

Carvalho, Dayse Cristina de; Biasi, Luiz Antonio
2004-10-01

Resumo em português A produção de mudas de caquizeiro (Diospyros kaki) pelo processo da enxertia sobre porta-enxertos provenientes de sementes, ocasiona problemas de desuniformidade vegetativa. O objetivo do trabalho foi contribuir para o desenvolvimento de um protocolo para a regeneração de brotações de caquizeiro do tipo café, a partir de raízes por organogênese indireta. Segmentos radiculares obtidos de embriões germinados in vitro foram isolados de sementes de frutos maduros em (mais) meio MS½NO3. As sementes receberam assepsia pela imersão em etanol 70% por um minuto, em solução de hipoclorito de sódio 2,5% por 20 minutos e quatro lavagens em água esterilizada. No primeiro experimento, os segmentos radiculares de 2cm foram isolados em meio de cultura MS½NO3 acrescido de 0,01µM de ácido indolacético e quatro tipos de citocininas nas concentrações 1 e 10µM: zeatina, 6-benzilaminopurina, 2-isopenteniladenina e thidiazuron. No segundo experimento, para o enraizamento das brotações, foram testados quatro períodos de permanência em meio com 10µM de ácido indolbutírico: 0, 5 10 e 15 dias. A maior regeneração de brotos (1,2 brotos por explante) ocorreu na combinação 1µM de zeatina com 0,01µM de ácido indolacético. As brotações juvenis obtidas possuem potencial natural para o enraizamento, sendo necessário novos estudos para confirmar o efeito da aplicação de auxinas. Resumo em inglês The production of japanese persimmon (Diospyros kaki) plants by grafting on seedling rootstocks results on vegetative variability problems. The goal of this work was to develop a protocol for bud regeneration using buds obtained by indirect root organogenesis. Explants were obtained by root segments of embryos germinated from mature seeds. The breeds were isolated in vitro on MS½NO3 medium. Seeds were sterilized by immersion in 70% ethanol for 1 min following immer (mais) sion in 2.5% sodium hypochlorite for 20 min. They were then washed four times with autoclaved water. In the first experimento, root segments of 2cm were isolated in MS½NO3 culture medium supplemented with 0.01µM indoleacetic acid and four cytokinins (zeatin, 6-benzylaminopurine, 2-isopentenyladenine and thidiazuron) at concentrations of 1 and 10µM each. The second experiment evaluated four periods in media contaning 10µM indolebutyric acid (0, 5, 10 and 15 days) for shoot rooting. The highest bud regeneration (1.2 buds/explant) was observed when a combination of 1µM zeatin and 0.01µM indoleacetic acid was used. The juvenile buds obtained showed natural potential for rooting, but additional experiments are needed to confirm the auxin effects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Número de cromossomos em populações de Achyrocline satureioides Lam. (marcela) do Estado do Rio Grande do Sul, Brasil/ Chromosome number in Achyrocline satureioides Lam. populations from Rio Grande do Sul State, Brazil

Pereira, Liana Pereira de; Luz, Laura Patrícia da; Tedesco, Solange Bosio; Silva, Antonio Carlos Ferreira da
2006-04-01

Resumo em português A caracterização citogenética das plantas medicinais de um país amplia as perspectivas da conservação da diversidade vegetal de espécies comumente utilizadas na medicina popular. Das espécies utilizadas medicinalmente no Brasil, algumas são nativas, dentre as quais se destaca, Achyrocline satureioides Lam. (marcela) da Família Asteraceae. Neste estudo, pela primeira vez, foi realizada a contagem do número cromossômico de populações de marcela, nativas do est (mais) ado do Rio Grande do Sul. Foram coletadas sementes de cinco populações de marcela em seus locais de origem, as quais foram colocadas para germinar em ambiente controlado. Após a germinação, as pontas de raízes foram coletadas e pré-tratadas com paradiclorobenzeno durante cinco horas, fixadas em álcool absoluto:ácido acético glacial (3:1) por 24h a temperatura ambiente e, posteriormente, conservadas em álcool 70%, até o seu uso. A análise do número cromossômico foi feita a partir da confecção de lâminas das pontas das raízes, sendo que para o preparo das lâminas utilizou-se a técnica do esmagamento, hidrólise em HCl 5N por 10min, aplicação de ácido acético 45% durante 1min, esmagamento das pontas das raízes e coloração com orceína acética a 2%. Todas as populações estudadas apresentaram 2n=24 cromossomos, o que sugere ser esse o número diplóide da espécie. Resumo em inglês The cytogenetics of medicinal plants in a country enlarges the perspectives of conservation of the vegetal diversity of species generally used in popular medicine. Some of the species used medicinally in Brazil are native, and Achyrocline satureioides Lam. (marcela), from Asteraceae Family, is highlighted among them. In this study the first counting of the chromosomal number in marcela populations, which are native from Rio Grande do Sul State, was performed. Seeds of fiv (mais) e populations of marcela were collected in their native local. Such seeds were put at room temperature to germinate. After germinating, the root-tips were collected and pre-treated with saturated solution of paradichlorobenzene for five hours, fixed in absolute ethanol glacial acetic acid (3:1) for 24 hours at room temperature and, after that, maintained in alcohol 70% until they were used. The analysis of the chromosomal number was performed with slides of root-tips by using the squashing technique, hydrolysis in HCI 5N for 10min, acetic acid application 45% for 1min, squashing of the root-tips and staining in orcein acetic 2%. All populations presented 2n=24 chromosomes, suggesting it as the probable diploid number of the species.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Métodos de extração e concentrações no efeito inseticida de Ruta graveolens L., Artemisia verlotorum Lamotte e Petiveria alliacea L. a Diabrotica speciosa Germar/ Extraction methods and concentrations for the insecticidal effect of Ruta graveolens L., Artemisia verlotorum Lamotte, and Petiveria alliacea L. against Diabrotica speciosa Germar

Barbosa, F.S.; Leite, G.L.D.; Martins, E.R.; Guanabens, R.E.M.; Silva, F.W.S.
2009-01-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi determinar o melhor método de extração e concentração para Ruta graveolens L. (Rutaceae), Artemisia verlotorum Lamotte (Asteraceae) e Petiveria alliacea L. (Phytolaccaceae) quanto ao efeito inseticida a Diabrotica speciosa Germar (Coleoptera: Chrysomelidae). Os extratos que utilizaram óleo de soja comercial, pelo menos como um dos solventes, apresentaram maior mortalidade de D. speciosa em suas testemunhas (solvente = óleo), nas três (mais) plantas estudadas, em relação às suas concentrações. O extrato aquoso de R. graveolens, a 5% de concentração, apresentou maior mortalidade corrigida de D. speciosa (32,5%) que os extratos de A. verlotorum em água (10% de concentração) (20,3%) e P. alliacea em álcool etílico (2% de concentração) (12,5%). O método de extração com água é simples, sendo passível de utilização por pequenos agricultores. A R. graveolens é planta facilmente cultivada, sendo, portanto, boa alternativa de controle dessa praga. Resumo em inglês The aim of this work was to determine the best extraction method and concentration for Ruta graveolens L. (Rutaceae), Artemisia verlotorum Lamotte (Asteraceae) and Petiveria alliacea L. (Phytolaccaceae) concerning their insecticidal effect against Diabrotica speciosa Germar (Coleoptera: Chrysomelidae). Extracts using commercial soybean oil as at least one of the solvents resulted in higher D. speciosa mortality in controls (solvent = oil) of the three studied plants, rela (mais) tive to their treatment concentrations. R. graveolens extract in water, at 5% concentration, showed higher D. speciosa corrected mortality (32.5%) than A. verlotiorum extracts in water (10% concentration) (20.3%) and P. alliacea in ethanol (2% concentration) (12.5%). The extraction method with water is simple and can be used by small farmers. R. graveolens is an easily cultivated plant and constitutes, therefore, a good alternative to control this plague.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Isolamento e seleção de microrganismos pectinolíticos a partir de resíduos provenientes de agroindústrias para produção de aromas frutais/ Screening of fruit flavors producing pectinolitic microorganisms isolated from agroindustrial residues

Uenojo, Mariana; Pastore, Glaucia Maria
2006-09-01

Resumo em português As pectinases são enzimas produzidas naturalmente por plantas, fungos, leveduras e bactérias. Estes microrganismos podem ser inoculados em meios contendo resíduos agroindustriais utilizados como fonte de carbono para a produção de compostos de maior valor agregado, como enzimas, etanol, proteínas, aminoácidos e compostos de aroma. Vários microrganismos foram isolados e selecionados quanto à produção de enzimas pectinolíticas pelo método da placa, através de (mais) zonas claras de degradação de pectina ao redor da colônia. De 104 linhagens testadas, 18 foram selecionadas para fermentarem em meio líquido, contendo pectina para a determinação de atividade de poligalacturonase (PG) e de pectina liase (PMGL), e em meio frutose/extrato de levedura para produção de aromas. As linhagens 2, 9, 20, 39, 70, 74 e 99 apresentaram unidades de atividade de PG superiores a 80 µmol de ácido galacturônico/mL/min, as linhagens 17, 18, 31, 37, 73, 74 e 125 apresentaram unidades de atividade de PMGL superiores a 1000 etamol de produtos insaturados/mL/min e as linhagens 13, 70, 73, 74, 125 e 144 apresentaram os melhores descritores e as maiores intensidades de aromas percebidos por um painel não treinado de provadores. Resumo em inglês Pectinases are enzymes used in food industries, produced by plants, fungi, yeasts and bacteria. These microorganisms can be inoculated in a medium containing agro-industrial residues from processing agricultural products, used as a carbon source to produce value-added products such as enzymes, ethanol, proteins, amino acids and flavor compounds. Several microorganisms were isolated and selected due to their capacity to produce pectinolytic enzymes in clear halos around co (mais) lonies by plate assay. From 104 strains, 18 were inoculated in a medium containing pectin as a carbon source and the pectinolytic activities of polygalacturonase (PG) and pectin lyase (PMGL) were determined. Strains 2, 9, 20, 39, 70, 74, and 99 showed activity units of PG higher than 80 µmol galacturonic acid/mL/minute. Strains 17, 18, 31, 37, 73, 74 and 125 showed activity units of PMGL higher than 1000 etamol unsaturated products/mL/minute. Strains 13, 70, 73, 74, 125 and 144 showed good signs of flavor noticed in the fructose and yeast extract medium and the most intense flavor according to a non-trained board of tasters.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Isolamento e avaliação da atividade biológica dos alcalóides majoritários de Tabernaemontana angulata Mart. ex Müll. Arg., Apocynaceae/ Isolation and evaluation of the biological activity related to the major alkaloids in Tabernaemontana angulata Mart. ex Müll. Arg., Apocynaceae

Assis, Camila M. de; Moreno, Paulo R. H.; Young, Maria Claudia Marx; Campos, Ivan P. de Arruda; Suffredini, Ivana B.
2009-06-01

Resumo em português A necessidade da introdução de novos agentes quimioterápicos é uma realidade no controle de doenças infecciosas. O Brasil é o país mais rico em biodiversidade, e o Laboratório de Extração da Universidade Paulista tem coletado plantas na Amazônia e Mata Atlântica com a finalidade de identificar extratos vegetais antibacterianos e antitumorais. Estudos prévios demonstraram que a fração etanólica obtida do extrato bruto orgânico do caule de Tabernaemontana a (mais) ngulata Mart. ex Müll. Arg. apresentou atividade antimicrobiana significante contra Staphylococcus aureus ATCC6538, no ensaio de diluição em caldo. Verificou-se por cromatografia em camada delgada que os compostos majoritários presentes na fração ativa eram alcalóides. No presente trabalho, foi obtida a fração de alcalóides totais a partir do extrato bruto, da qual os compostos majoritários foram isolados por sucessivas cromatografias e, posteriormente, identificados por CG-EM e ¹H-RMN como os alcalóides indólicos coronaridina e voacangina. As frações obtidas do isolamento foram testadas no ensaio biológico, porém não demonstraram atividade antimicrobiana. Resumo em inglês Introducing new chemotherapeutic agents is a great demand in the control of infectious diseases. Brazil is one of the richest countries in biodiversity and the Laboratório de Extração at UNIP has been collecting plants from the Amazon and Atlantic Rain Forests with the aim of screening for new antibacterial and antitumor plant extracts. Previous studies demonstrated that the ethanol fraction obtained from the crude extract of Tabernaemontana angulata stems showed an an (mais) tibacterial activity against Staphylococcus aureus (ATCC 6538) in the microdilution broth assay. Two alkaloids were the major compounds in the active fraction, verified by thin layer chromatography analysis. In the present study, the total alkaloids were obtained from the crude extract and were fractionated by preparative thin layer chromatography for the isolation of the main components. The isolated compounds were identified by GC/MS and ¹H-NMR as coronaridine and voacangine. The alkaloid fractions obtained from the isolation procedure were tested for antibacterial activity, but no activity was detected.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Intoxicações por plantas em ruminantes e equídeos no Sertão Paraibano/ Plant poisonings in ruminants and equidae in the Sertão of Paraiba, Brazil

Assis, Tales S.; Medeiros, Rosane M.T.; Araújo, José Allan S. de; Dantas, Antônio F.M.; Riet-Correa, Franklin
2009-11-01

Resumo em português Foi realizado um levantamento das intoxicações por plantas em 20 municípios do Sertão Paraibano, onde foram entrevistados 50 produtores e 11 médicos veterinários. De acordo com o levantamento realizado, Ipomoea asarifolia e Mascagnia rigida são as intoxicações mais importantes. Indigofera suffruticosa, as plantas cianogênicas (Sorghum vulgare, Piptadenia macrocarpa e Manihot spp.), Mimosa tenuiflora, Aspidosperma pyrifolium e Crotalaria retusa são plantas impor (mais) tantes como causa de intoxicações na região. Os entrevistados relataram casos esporádicos de intoxicação por Ricinus communis, Enterolobium contortisiliquum, Prosopis juliflorae Brachiaria decumbens. Ziziphus joazeiro, Passiflora sp., Caesalpina ferrea e Crescentia cujete foram mencionadas como causa de abortos em ruminantes. Frutos de Crescentia cujete foram administrados a duas cabras prenhes causando mortalidade perinatal e abortos. As cascas de feijão (Phaseolus vulgaris e Vigna unguiculata) e as folhas de Licania rigida (oiticica) são associadas à sobrecarga ruminal em bovinos. As frutas de Mangifera indica (manga)e Anacardium occidentale (cajú) são responsabilizadas por causarem intoxicação etílica. Dalechampia sp. e Croton sp. foram citadas pelos entrevistados como possíveis plantas tóxicas, que ainda não tiveram sua toxicidade comprovada. Resumo em inglês A survey of plant poisoning in ruminants and equidae was conducted in 20 municipalities of the semiarid region of the Sertão Paraibano. Fifty farmers and 11 veterinary practitioners were interviewed. Ipomoea asarifolia and Mascagnia rigida are the most important poisonous plants in the region. Indigofera suffruticosa, the cianogenic plants (Sorghum vulgare, Piptadenia macrocarpa, and Manihot spp.), Mimosa tenuiflora, Aspidosperma pyrifolium and Crotalaria retusa cause al (mais) so important intoxications in the area. Sporadic outbreaks of poisonings by Ricinus communis, Enterolobium contortisiliquum, Prosopis juliflora and Brachiaria decumbens were also mentioned. Some farmers mentioned that Ziziphus joazeiro, Passiflora foetida, Caesalpina ferrea and Crescentia cujete cause abortion. The fruits of Crescentia cujete were administered to two pregnant goats causing perinatal mortality and abortion. The peels of the beans Phaseolus vulgaris and Vigna unguiculata, and the leaves of Licania rigida are associated with ruminal impactation in cattle. The fruits of Mangifera indica (mango) and Anacardium occidentale (cashew) are associated with ethanol poisoning in cattle. Dalechampia sp. and Croton sp. were also mentioned as possible toxic plants in the region.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Inibidores de amilase em híbridos de milho como fator de resistência a Sitophilus zeamais (Coleoptera: Curculionidae)/ Amylase inhibitors in corn hybrids as a resistance factor to Sitophilus zeamais (Coleoptera: Curculionidae)

Marsaro Júnior, Alberto L.; Lazzari, Sonia M.N.; Figueira, Edson L.Z.; Hirooka, Elisa Y.
2005-06-01

Resumo em português Sitophilus zeamais Motschulsky é uma das principais pragas do milho armazenado, sendo controlado, principalmente, com inseticidas. Porém, devido às conseqüências indesejáveis desses químicos sobre o meio ambiente e a saúde humana, outras táticas de controle têm sido investigadas, especialmente o desenvolvimento de plantas resistentes. A presença de inibidores de amilase nos grãos de milho pode interferir na digestão do inseto. Esta pesquisa foi desenvolvida c (mais) om o objetivo de avaliar a resistência de híbridos de milho ao ataque de S. zeamais, correlacionada com a presença de inibidores de amilase e com a composição nutricional dos grãos. Adultos do gorgulho-do-milho foram expostos a amostras de grãos de diferentes híbridos a 27 ± 1ºC e 75 ± 5% de UR. Avaliou-se o ciclo biológico, peso dos adultos, índice de suscetibilidade e consumo dos grãos. Os resultados foram correlacionados com a composição dos grãos (teores de umidade, cinzas, lipídios, proteínas e carboidratos) e com a atividade de inibidores de amilase. A atividade inibidora de amilase foi determinada incubando-se o inibidor com 0,2 unidades de amilase durante 30 min. a 25°C, medindo-se posteriormente a atividade amilásica residual pelo método iodométrico. Dos parâmetros nutricionais avaliados, somente o conteúdo de lipídios correlacionou-se significativamente com o índice de suscetibilidade (r = 0,46). Os inibidores de amilase obtidos pela extração com etanol ou tampão correlacionaram-se negativa e significativamente com o índice de suscetibilidade (r = -0,58), sugerindo que esses inibidores contribuem para a resistência de híbridos de milho ao ataque de S. zeamais. Resumo em inglês Sitophilus zeamais Motschulsky is one of the major pests of stored corn and it is mainly controlled by insecticides. However, due to the undesirable consequences of chemicals on the environment and human health other control measures have been investigated, especially the development of resistant plants. The presence of amylase inhibitors in corn kernels may interfere with the insect digestive process. This research was developed in order to evaluate resistance of corn hy (mais) brids to the attack of S. zeamais correlated with amylase inhibitors and nutritional composition of corn kernels. Adults of the maize weevil were exposed to grain samples of different corn hybrids at 27 ± 1°C and 75 ± 5% R.H. Biology, susceptibility index and grain consumption were evaluated. The results were correlated to the grain components (moisture content, ashes, lipids, proteins and carbohydrates) and with the amylase inhibitor activity. The amylase inhibitor activity was determined by incubating the amylase inhibitor with 0.2 units of amylase for 30 min at 25°C, and measuring the residual amylase activity determined by the iodine method. From the nutritional parameters evaluated, only the lipid content correlated significantly with the susceptibility index (r = 0.46). The amylase inhibitors obtained by the extraction with either ethanol or buffer were significantly and negatively correlated with the susceptibility index (r = -0.58), indicating that the inhibitors contribute to the resistance of corn hybrids to the attack of S. zeamais.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Gerenciamento de resíduos químicos e águas servidas no laboratório de isótopos estáveis do CENA/USP/ Chemistry waste and residues waters management at the stable isotope laboratory of the CENA/USP

Bendassolli, José Albertino; Máximo, Everaldo; Tavares, Glauco Arnold; Ignoto, Raquel de Fátima
2003-08-01

Resumo em inglês A system for disposal and recovery of the main effluents and chemical waist from isotope separation plants and enriched compounds-15N and 34S production has been carried out at the Stable Isotope Laboratory (LIE) of the CENA/USP. Around four hundred thousand liters of effluents has been recovered yearly. Among the recovered chemical wastes, the more relevant are: ammonia; brome; ammonium and sodium sulfate; sodium hydroxide; sulfur dioxide; and hydrochloric acid. Chemical (mais) wastes containg recoverable heavy metals (Ag, Cr and Cu) and solvents (methanol, ethanol and acetone) are processed and recovered. Gaseous emissions, mainly H2S are used for recovery of heavy metals solutions. The minimization of the residues waters, as well the reduction of electric energy consume was established using a water deionization system. A cost/effect balance of the process is reported.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Fungos endofíticos associados a acículas de Pinus taeda/ Endophytic fungi associated to Pinus taeda needles

Pimentel, Ida Chapaval; Figura, Gisele; Auer, Celso Garcia
2010-03-01

Resumo em português O presente trabalho objetivou estudar os fungos endofíticos em acículas de árvores jovens de Pinus taeda L. e avaliar o efeito da posição de coleta na árvore. As amostras foram coletadas em duas alturas (30-50 cm e 100-130 cm acima do solo) e nas quatro posições cardeais (norte, sul, leste e oeste), em plantas com 18 meses de idade, localizadas em Colombo, PR, Brasil. As acículas foram submetidas a assepsia e fragmentos com 10 mm de comprimento foram plaqueados e (mais) m meio BDA e incubados a 28 °C, sob fotofase de 12 h, por 15 dias. Para a identificação, as estruturas reprodutivas dos fungos foram produzidas pelo método do microcultivo. Foram isolados e identificados dezessete gêneros: Alternaria, Aspergillus, Cladosporium, Colletotrichum, Coniothyrium, Diplodia, Drechslera, Hansfordia, Monocillium, Nodulisporium, Panidio, Papulaspora, Pestalotiopsis, Phialophora, Pithomyces, Rhizoctonia e Xylaria Alguns morfotipos sem identificação foram Mycelia sterilia e fungos demaciáceos. O número de isolados da altura 30-50 cm foi significativamente maior que na outra altura. Não foi observada diferença significativa no número de isolados entre as posições cardeais de uma mesma altura. Diferenças significativas foram observadas entre os gêneros isolados e Xylaria foi o gênero mais frequente. Resumo em inglês The present work aimed to study the endophytic fungi in Pinus taeda needles and to evaluate the effect of sample points in the tree. Samples were collectd in two different heights (30-50 cm and 100-130 cm over ground) and cardinal positions (North, South, East and West) in plants with 18 months old, located at Colombo, PR, Brazil. The needles were sucessively washed in sterile destilled water, 70 % ethanol, NaHClO 3 %, 70 % ethanol and sterile destilled water. Needle frag (mais) ments of 10 mm of lenth were plated in PDA medium, incubated at 28 °C, fotophase 12h to 15 days. The reproductive structures of fungi were produced by microculture technique. Seventeen genera were identified: Alternaria, Aspergillus, Cladosporium, Colletotrichum, Coniothyrium, Diplodia, Drechslera, Hansfordia, Monocillium, Nodulisporium, Panidio, Papulaspora, Pestalotiopsis, Phialophora, Pithomyces, Rhizoctonia and Xylaria. Some non identified morphotypes were Mycelia sterilia and dematiaceous fungi. The number of isolates from the 30-50 cm height was significantly higher than the other. No differences were observed on number of isolates among cardinal positions at the same height. It was observed significant differences were observed among the isolated genera and Xylaria was the most frequent genus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Extratos de alho e alecrim na indução de faseolina em feijoeiro e fungitoxicidade sobre Colletotrichum lindemuthianum/ Garlic and rosemary extracts in the induction of phaseollin in beans and fungitoxicity on Colletotrichum lindemuthianum

Brand, Simone Cristiane; Blume, Elena; Muniz, Marlove Fátima Brião; Milanesi, Paola Mendes; Scheren, Marina Bergoli; Antonello, Leonardo Magalhães
2010-09-01

Resumo em português Extratos vegetais podem auxiliar no controle de doenças de plantas, por sua atividade antimicrobiana ou pela ativação de mecanismos de defesa. Neste trabalho, objetivou-se avaliar o efeito dos extratos aquosos de alho e alecrim autoclavados e não autoclavados sobre o crescimento micelial de Colletotrichum lindemuthianum, a produção de faseolina em feijoeiro e a severidade de antracnose em campo. O fungo foi incubado em meio de cultura contendo os extratos, e o cresc (mais) imento foi mensurado por 18 dias. Para avaliação de faseolina, os extratos foram aplicados sobre hipocótilos de feijão, a extração foi feita em etanol e a leitura foi realizada em espectrofotômetro. A severidade da antracnose foi avaliada em plantas de feijão pulverizadas com os extratos e inoculadas com o fungo. Para o extrato de alho, a maior redução (57,6%) no crescimento micelial foi com a dose de 3,0% do extrato não autoclavado. Já para o extrato de alecrim, a maior redução (18,6%) foi com o extrato autoclavado. A autoclavagem não teve efeito sobre a indução de faseolina. À campo, os extratos não reduziram significativamente a severidade de antracnose. O extrato de alho não autoclavado mostrou-se mais eficiente na redução do crescimento de C. lindemuthianum, enquanto que o de alecrim, autoclavado ou não, foi mais efetivo na indução de faseolina. Resumo em inglês Plant extracts may assist in controlling plants diseases due to its antimicrobial activity and activation of defense mechanisms. This study aimed to evaluate the effect of aqueous extracts of garlic and rosemary, autoclaved or non autoclaved, on the mycelial growth of Colletotrichum lindemuthianum, production of phaseollin by beans and severity of anthracnose in the field. The fungus was incubated in medium containing the extracts and its growth measured for 18 days. For (mais) phaseollin evaluation the extracts were applied on bean hypocotyls, the phytoalexin extracted in ethanol and read in spectrophotometer. The severity of anthracnose was evaluated in bean plants sprayed with the extracts and inoculated with the fungus. For the garlic extract, the greater reduction (57,6%) in micelial growth was at 3% in the non autoclaved extract, as for the rosemary extract, the greater reduction (18,6%) was in the autoclaved extract. Autoclaving had no effect on the induction of phaseollin. At field conditions, the extracts did not reduce significantly the severity of anthracnose. The non autoclaved garlic extract showed to be more efficient in reducing the mycelial growth of C. lindemuthianum, while rosemary, autoclaved or not, proved to be more effective in the induction of phaseollin.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Estudo morfométrico comparativo de populações de Rotylenchulus reniformis (Nemata: Rotylenchulinae) do Brasil/ Comparative morphometric study of populations of Rotylenchulus reniformis (Nemata: Rotylenchulinae) from Brazil

Soares, Pedro L. M.; Santos, Jaime M. dos; Lehman, Paul S.
2003-06-01

Resumo em português Quarenta e oito populações de Rotylenchulus reniformis foram recuperadas de amostras de solo e raízes de diferentes culturas e inoculadas em diferentes plantas hospedeiras, mantidas em microparcelas no Departamento de Fitossanidade da UNESP/FCAV, Campus de Jaboticabal, São Paulo. Os sintomas da doença causada pelo nematóide em algodoeiro (Gossypium hirsutum), no campo, foram documentados, bem como o hábito de parasitismo do nematóide em raízes de algodão e de ma (mais) moeiro (Carica papaya), utilizando-se de coloração in situ do nematóide com fuccina ácida. Efetuou-se a comparação morfológica de todas as populações, ao microscópio óptico composto, em montagens temporárias e, de algumas, ao microscópio eletrônico de varredura. Para as observações ao microscópio eletrônico de varredura, fêmeas adultas presas às raízes foram fixadas em glutaraldeído e pós-fixadas em tetróxido de ósmio, desidratadas em álcool etílico, secas em secador de ponto crítico, montadas, recobertas com 35 nm de ouro, observadas e elétromicrografadas em 15 kV. Os dados obtidos confirmam que R. reniformis é a única espécie do gênero distribuída nos agroecossistemas brasileiros e que a amplitude de variação de caracteres morfométricos em populações brasileiras desse nematóide, tais como comprimento do estilete, V % e forma da cauda, é maior que em populações da mesma espécie de outras regiões do mundo. Foram ilustradas fêmeas jovens de R. reniformis com a cauda bifurcada, e esse detalhe da morfologia do nematóide ainda não havia sido relatado. Resumo em inglês Forty-eight populations of Rotylenchulus reniformis were obtained from soil and root samples of different crops and inoculated into various host plants grown in microplots at the Departamento de Fitossanidade of the Universidade Estadual Paulista, Campus de Jaboticabal, São Paulo, Brazil. The symptoms of the disease caused by the nematode in cotton (Gossypium hirsutum) plants were documented in field and the parasitic behavior of the nematode in roots of cotton and papay (mais) a (Carica papaya) plants were investigated by in situ staining of the nematode with acid fuchsin. All populations were studied with light microscopy in temporary mounts and some were also examined using scanning electron microscopy (SEM). For SEM, mature females attached to roots were fixed in buffered glutaraldehyde and post-fixed in osmium tetroxide. The samples were then dehydrated in ethanol, dried in a critical point dessicator, mounted, coated with a 35-nm layer of gold, examined and electronmicrographed at 15 kV. The data confirm that R. reniformis is the only species of the genus distributed in Brazil and based on data from the literature, the variations of the morphometric characteristics among R. reniformis Brazilian populations, such as stylet length, V % and tail shape are greater than in populations of the same species from other parts of the world. Young females with bifurcated tails were documented in R. reniformis, a morphological feature that had not been previously reported.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Estudo in vitro da ação antimicrobiana de extratos de plantas contra Enterococcus faecalis/ In vitro antimicrobial activity of plant extracts against Enterococcus faecalis

Costa, Edja Maria Melo de Brito; Barbosa, Ariel Siqueira; Arruda, Thulio Antunes de; Oliveira, Patrícia Teixeira de; Dametto, Fábio Roberto; Carvalho, Rejane Andrade de; Melo, Maria das Dores
2010-06-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Muitos estudos têm sido realizados para avaliar o potencial terapêutico das plantas. OBJETIVO: Este estudo teve como objetivo avaliar a ação antimicrobiana dos extratos etanólicos da aroeira-da-praia (Schinus terebinthifolius Raddi), da aroeira-do-sertão (Astronium urundeuva [Fr. All.] Engl.), da ameixa-do-mato (Ximenia americana L.), da quixabeira (Syderoxylum obtusifolium [Roem et Schult.]) e do hipoclorito de sódio (NaOCl a 2,5%), contra o Enteroco (mais) ccus faecalis (ATCC 29212). METODOLOGIA: Foi realizado teste de difusão em ágar, pelo método do poço, utilizando-se como controle positivo a clorexidina a 0,12%. Os microrganismos foram semeados em caldo BHI e incubados a 37ºC por 24 horas. Posteriormente, as suspensões microbianas foram semeadas em placas Petri, com ágar Mueller Hinton, sendo confeccionados seis poços equidistantes. As placas foram mantidas à temperatura ambiente por 2 horas, para ocorrer a pré-difusão das substâncias, e incubadas a 37ºC por 48 horas. Foram feitas as análises e medições dos halos de inibição em triplicata e os resultados foram analisados estatisticamente (teste de análise de variância [ANOVA]). RESULTADOS: A quixabeira apresentou os menores halos de inibição (teste t, p Resumo em inglês INTRODUCTION: Several studies have evaluated the therapeutic benefits of plants. OBJECTIVE: The aim of this study was to evaluate the antimicrobial activity of ethanol extracts of pepper tree (Schinus terebinthifolius Raddi), aroeira (Astronium urundeuva [Fr. All.] Engl.), Olacaceae (Ximenia americana L.), quixaba (Syderoxylum obtusifolium [Roem et Schult.]), and sodium hypochlorite (NaOCl 2.5%) against Enterococcus faecalis (ATCC 29212). METHODS: The agar diffusion test (mais) was performed and 0.12% chlorhexidine was applied as positive control. The microorganisms were allowed to grow in a brain-heart infusion broth (BHI) and incubated at 37ºC for 24 hours. Subsequently, the microbial suspensions were seeded on Petri dishes containing Mueller Hinton agar, and six equidistant wells were made. The plates were kept at room temperature for 2 hours for the pre-diffusion of substances, and incubated at 37ºC for 48 hours. The analysis and measurement of inhibition zones were performed in triplicate, and the results were statistically analyzed (ANOVA test). RESULTS: Quixaba produced the smallest inhibition zones (t test, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Desenvolvimento de Oidium neolycopersici em genótipos do gênero Lycopersicon/ Development of Oidium neolycopersici on Lycopersicon genotypes

Balbi-Peña, María Isabel; Schwan-Estrada, Kátia Regina Freitas; Stangarlin, José Renato; Tolentino Júnior, João Batista
2010-03-01

Resumo em português O oídio, causado pelo fungo Oidium neolycopersici, é uma doença comum do tomateiro, sobretudo em condições de cultivo protegido. Para esclarecer a natureza da resistência a oídio avaliou-se o processo de infecção, através da histopatologia em diferentes genótipos de tomateiro: CNPH 416, CNPH 423, CNPH 1287 (Lycopersicon hirsutum), CNPH 0081 (L. esculentum var. cerasiforme), cv. Santa Cruz Kada e cv. Santa Clara (L. esculentum). Para isso, três discos foliares (mais) (da 3ª, 4ª e 5ª folha "verdadeira") de cada planta com 5 -7 folhas verdadeiras foram cortados e colocados em placas de Petri contendo ágar-água. Os discos foram inoculados a partir de micélio esporulante fresco desenvolvido em tomateiro suscetível e incubados a 19-22ºC, 4000 lx e fotoperíodo de 12 h. Os discos foram clareados em etanol aquecido e examinados microscopicamente 19 h, 8 e 9 dias após-inoculação para avaliar desenvolvimento de tubo germinativo, esporulação e severidade da doença, respectivamente. A germinação dos conídios sobre o tecido foliar não apresentou diferenças entre genótipos. A formação de hifa secundária, apressórios e haustórios por conídio germinado foram menores nos genótipos CNPH 1287 e 423, que também apresentaram menor esporulação e severidade da doença. Os genótipos de L. esculentum e L. esculentum var. cerasiforme apresentaram maior suscetibilidade ao oídio e CNPH 416 apresentou suscetibilidade intermediária. Assim, observou-se que a resistência a oídio de CNPH 1287 e 423 ficou evidenciada já desde as 19 horas após a inoculação, principalmente pela menor porcentagem de hifa secundária e número de apressórios e haustórios formados quando comparados com os genótipos suscetíveis. Resumo em inglês Tomato powdery mildew, caused by Oidium neolycopersici, is a common disease of tomato, especially in greenhouse conditions. To investigate the nature of powdery mildew resistance, we studied the histopathology of the infection process in six different tomato genotypes: CNPH 416, CNPH 423, CNPH 1287 (Lycopersicon hirsutum), CNPH 0081 (L. esculentum var. cerasiforme), cv. Santa Cruz Kada e cv. Santa Clara (L. esculentum). Leaf discs of the 3rd, 4th e 5th leaves from plants (mais) with 5-7 true leaves were placed on water agar in Petri dishes, inoculated using fresh sporulating mycelium of tomato powdery mildew and incubated at 19-22ºC, 4000 lx and 12h photoperiod. After clearing with boiling ethanol, the discs were microscopically examined at 19 h, 8 and 9 days post inoculation to evaluate germ tube development, sporulation and disease severity. Conidial germination on foliar tissue was similar in all genotypes. Secondary hypha, appresoria and haustoria per germinated conidia were lowest in CNPH 1287 and 423, which also exhibited the lowest sporulation and disease severity. L. esculentum and L.esculentum var. cerasiforme genotypes showed the highest mildew susceptibility and CNPH 416 showed intermediate susceptibility. Powdery mildew resistance of CNPH 1287 and CNPH 423 was already evident at 19 hours after inoculation based upon the lower percentage of secondary hypha, appresoria and haustoria observed than in the susceptible ones.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Crescimento e morfoanatomia foliar de eucalipto sob efeito de deriva do glyphosate/ Leaf growth and morphoanatomy of eucalypt under the effect of glyphosate drift

Tuffi Santos, L.D.; Ferreira, F.A.; Meira, R.M.S.A.; Barros, N.F.; Ferreira, L.R.; Machado, A.F.L.
2005-03-01

Resumo em português Os efeitos da deriva do glyphosate durante aplicação são prejudiciais à cultura do eucalipto. Neste trabalho, avaliou-se o efeito da deriva simulada do glyphosate no crescimento e na morfoanatomia foliar do eucalipto. Utilizou-se delineamento em blocos casualizados com quatro repetições, sendo a parcela experimental constituída de uma planta cultivada em vaso com 10 litros de solo. Os tratamentos foram 0; 43,2; 86,4; 172,8; e 345,6 g e.a. ha-1 de glyphosate, aplica (mais) dos aos 40 dias após o plantio das mudas com pulverizador de precisão, de modo a não atingir o terço superior das plantas. Foram descritas as alterações morfológicas na parte aérea e avaliada a porcentagem de intoxicação em relação à testemunha. Aos 7 e 15 dias após aplicação (DAA), folhas coletadas no terceiro nó do primeiro ramo basal das plantas foram fixadas em FAA50 e estocadas em etanol 70%. Cortes transversais da região mediana foram corados com azul de astra e fucsina básica e montados em lâminas permanentes. No laminário preparado foram mensuradas as espessuras do limbo, do parênquima paliçádico (PPA) e lacunoso (PLA), da epiderme das faces adaxial (EAD) e abaxial (EAB), bem como a proporção percentual da área de cada tecido, utilizando-se o software Image-Pro Plus. A partir de 5 DAA observou-se murcha, clorose e enrolamento das folhas nos ápices das plantas pulverizadas com 172,8 e 345,6 g ha¹ de glyphosate. As plantas submetidas a 345,6 g e.a. ha¹ de glyphosate alcançaram 58,75% de toxidez aos 30 DAA, apresentando brotações anormais, o que não foi verificado nas concentrações menores. Aos 7 e 15 DAA, com 172,8 e 345,6 g e.a. ha¹ de glyphosate observaram-se áreas necrosadas e hiperplasia das células do parênquima clorofiliano e da epiderme. Em resposta à injúria, verificou-se a proliferação celular, formando tecido de cicatrização homogêneo, além de acúmulo de compostos fenólicos nas áreas afetadas. Aos 7 DAA verificou-se aumento na espessura do limbo e do PPA submetidos a 345,6 g e.a. ha¹ de glyphosate, enquanto o PLA e a EAD demonstraram acréscimo na espessura somente aos 15 DAA sob a mesma dosagem. As doses de 172,8 e 345,6 g e.a. ha-1 de glyphosate promoveram aumento na espessura do limbo e do PPA aos 15 DAA. O aumento na espessura do limbo é resultante da expansão das células do parênquima paliçádico, podendo estar relacionado à resposta das plantas à perda de área foliar específica, bem como à síntese de compostos secundários, como celulases, provocados pela ação do glyphosate. Resumo em inglês The effects of glyphosate drift during application are harmful to the eucalypt culture. This work evaluated the effects of simulated glyphosate drift on leaf growth and morphoanatomy of the clone 15-CENIBRA (Eucalyptus urophylla X E. grandis). A randomized block design was used with four replications. Each experimental plot was represented by one plant cultivated in a 10 liter pot with soil. The treatments were 0; 43.2; 86.4; 172.8 and 34.6 g a.e. ha-1 of glyphosate, appl (mais) ied 40 days after seedling planting with a precision sprayer, so that the upper third of the plants was unaffected. The morphological alterations in the plant shoot were described .Intoxication percentage in relation to the control was evaluated 7, 15, and 30 days after application (DAA). Leaves were collected from the third node of the first basal branch of the plants, fixed in FAA50 and stored in 70% ethanol 7 and 15 DAA. Cross section of the intermediate region was stained with astra blue and basic fuchsia and installed on permanent slides to measure thickness, of the palisade (PPA) and spongy (PLA) parenchyma, epidermis of the adaxial (EAD) and abaxial (EAB) sides, as well as the proportion of each tissue area using software "Image-Pro Plus". From the 5th DAA, leaf wilt, chlorosis and curling were observed in the plant apices sprayed with 17.8 and 345.6 g a.e. ha¹ of glyphosate. The plants subjected to 24% of the rate attained 58.75% toxicity 30 DAA, presenting abnormal branch, which was not observed under lower concentrations. Twelve and 345.6 g i.a. ha¹ of glyphosate caused necrotic area, hyperplasia of the chlorophyllic parenchyma and epidermis cells, 7 and 15 DAA. In response to the injuries, cell proliferation forming a homogeneous scar tissue and accumulation of phenolic compounds in the affected areas was verified. Blade thickness and PPA subjected to 345.6 g a.e. ha-1 of glyphosate increased 7 DAA, while PLA and EAD showed increased thickness only 15 DAA at the same rate. The sub doses of 172.8 and 345.6 g a.e. ha-1 of glyphosate led to an increase in blade thickness and PPA 15 DAA. The increase in blade thickness is a result of expansion of the palisade parenchyma cell, which may be related to a specific response of the plants to leaf area loss, as well as to synthesis of secondary compounds such as cellulases, due to glyphosate action.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Controles físico, físico-químico, químico e microbiológico dos frutos de Dimorphandra mollis Benth., Fabaceae/ Physic, physic-chemical, chemical and microbiological control of fruits of Dimorphandra mollis Benth., Fabaceae

Hubinger, Silviane Z.; Salgado, Hérida R. N.; Moreira, Raquel R. D.
2009-09-01

Resumo em português Considerando-se a qualidade dos fitoterápicos, é importante salientar que a preocupação com esta questão inclui rigoroso acompanhamento das diferentes etapas de desenvolvimento e produção, desde a coleta do vegetal até o produto final. O controle de qualidade de drogas vegetais e seus extratos é essencial quando utilizados como matéria-prima para o desenvolvimento de fitoterápicos. Neste trabalho foram utilizadas diversas técnicas (farmacopeicas e não farmaco (mais) peicas) visando estabelecer parâmetros de qualidade dos frutos de Dimorphandra mollis Benth. (Leguminosae), popularmente conhecida como faveiro. Os resultados obtidos determinaram as características físico-químicas da droga vegetal e mostraram que o pó dos frutos e o extrato etanólico 70% de D. mollis apresentam um teor de flavonóides de 10,25% e 17,21%, respectivamente. A análise fitoquímica preliminar dos frutos caracterizou a presença de taninos, saponinas e flavonóides. Na análise microbiológica do extrato não houve crescimento de patógenos entre os testes realizados. Resumo em inglês Considering the quality of phytotherapic agents, it is important to point out that the concern with this subject includes rigorous attendance the different steps of development and production of these products, from the collection of the vegetable to the availability of the final product. The quality control for the plants and their extracts is essential when they are used in the development of phytotherapics. In this work, methodologies (pharmacopoeic and no pharmacopoei (mais) c) were employed to establish norms for the quality control of Dimorphandra mollis Benth. (Leguminosae) fruit, popularly known as faveira. Pharmacopoeic and no pharmacopoeic methodologies were employed to physic, physic-chemical, chemical and microbiological quality control. The results obtained established the physic-chemical characters of the drug and showed that the fruits and the ethanol 70% extract present a content of flavonoids of 10.25% and 17.21%, respectively. The preliminary phytochemical analysis of the D. mollis fruits evidenced tannins, saponnins and flavonoids. The microbiological analysis did not present pathogenic growth among the accomplished tests.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Caracterização anatômica de folha, colmo e rizoma de Digitaria insularis/ Anatomical characterization of the leaf, stem and rhizome of Digitaria insularis

Machado, A.F.L.; Meira, R.M.S.; Ferreira, L.R.; Ferreira, F.A.; Tuffi Santos, L.D.; Fialho, C.M.T.; Machado, M.S.
2008-03-01

Resumo em português A anatomia da folha, de colmo e do rizoma de Digitaria insularis foi investigada, visando identificar características que possam estar relacionadas à sua tolerância ao glyphosate. Sementes e rizomas de plantas adultas foram coletadas em campo, em área de plantio direto, onde o herbicida glyphosate vem sendo utilizado repetidamente há vários anos. As plantas provenientes dessas sementes e desses rizomas foram cultivadas em vasos com capacidade de 3 L, contendo solo d (mais) e textura média, em casa de vegetação. Quando as plantas atingiram o estádio fenológico de pré-florescimento, foram coletadas três folhas totalmente expandidas por planta, entre o terceiro e o quinto nó. Simultaneamente, coletaram-se fragmentos dos rizomas e os entrenós recobertos pelas bainhas das folhas amostradas. As amostras foram fixadas em FAA50 e estocadas em etanol, para obtenção de cortes histológicos e montagem das lâminas, conforme metodologia usual. Para obtenção do índice estomático e da densidade estomática nas superfícies da epiderme, amostras das folhas foram diafanizadas, conforme método utilizado usualmente. Verificou-se que plantas provenientes de rizomas apresentavam maior índice estomático e maior número de estômatos por mm², maior espessura na epiderme das faces adaxial e abaxial e maior espessura da lâmina foliar. Foi observada coloração intensa nos rizomas submetidos ao Lugol, indicando presença de grande quantidade de amido, independentemente da origem do material. Resumo em inglês The anatomy of the leaf, stem and rhizome of Digitaria insularis was studied, evaluating characteristics that could be related to its tolerance to glyphosate. Seeds and rhizomes of adult plants were collected in the field, area of no-till system, where the herbicide glyphosate had been repeatedly used for several years. The plants derived from these seeds and rhizomes were cultivated in 0.003 m³ vases, containing soil, under a greenhouse conditions. When the plants reach (mais) ed the preflowering stage, three totally expanded leaves were collected per plant, between the third and fifth nodes. Fragments of the internodes covered by the sheaths of the sampled leaves were collected together with the rhizomes. The samples were fixed in FAA50 and embedded in ethanol to obtain histological sections and mount the slider, according to the methodology. Leaf samples were diaphanized, following the usual methodology, to obtain the stomatal index and stomatal density at the epidermal surfaces. Plants derived from rhizomes had higher stomatal index and larger number of stomata per mm², thicker adaxial and abaxial epidermis faces and thicker leaf lamina. The intense coloration in the rhizomes treated with lugol indicated the presence of a great amount of starch, regardless of the origin of the material.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Bioprospecção de macroalgas marinhas e plantas aquáticas para o controle da antracnose do feijoeiro/ Bioprospecting of marine seaweeds and aquatic plants for controlling the bean anthracnose

Abreu, Guilherme Fernandes de; Talamini, Viviane; Stadnik, Marciel João
2008-02-01

Resumo em português O objetivo deste trabalho foi testar o efeito local, residual e sistêmico, de extratos de 17 espécies de macroalgas marinhas e de duas plantas aquáticas, sobre a antracnose do feijoeiro. Para tanto, os espécimes foram coletados, identificados, secos em estufa (50ºC/ 48 h), moídos e seus compostos extraídos com etanol. Plantas de feijoeiro (Phaseolus vulgaris cv. Uirapuru) foram cultivadas em vasos, em casa-de-vegetação. Os 19 extratos foram subdivididos e testado (mais) s em duas etapas de seleção e comparação independentes, utilizando-se o delineamento inteiramente ao acaso, com cinco repetições (vasos com três plantas). As plantas foram pulverizadas com extratos na concentração de 50 mg de peso seco/mL quando apresentavam o primeiro trifólio expandido. Para verificar o efeito local, as plantas foram inoculadas com uma suspensão de 1,2 x 10(6) conídios/mL 4 horas após o tratamento, enquanto que para o estudo do efeito residual e sistêmico, as plantas foram inoculadas 7 dias após o tratamento. A severidade da antracnose foi avaliada 7 dias após a inoculação (dai) na planta inteira e no trifólio não tratado (efeito sistêmico), utilizando-se uma escala de 1 a 9. As algas e plantas que reduziram significativamente a severidade da doença foram comparadas em experimento avaliado aos 7 e aos 12 dai. O extrato de Bryothamnion seaforthii apresentou efeito local, reduzindo em 35% a severidade da antracnose, enquanto o extrato de Ulva fasciata demonstrou efeito residual com redução de 22% na doença aos 12 dai. Somente os extratos de Lemna sp. e U. fasciata reduziram sistemicamente a severidade de doença aos 7 dai na ordem de 55 e 44%, respectivamente, em relação à testemunha. O possível modo de ação desses extratos é discutido. Resumo em inglês The goal of this work was to test the local, residual as well as systemic effect of extracts from 17 marine seaweeds and two aquatic plant species against the bean anthracnose. For that, specimens were collected, identified, dried into an oven at 50ºC for 48 h, ground to powder and their compounds extracted with ethanol. Bean plants (Phaseolus vulgaris cv. Uirapuru) were grown in pots under greenhouse conditions. The 19 extracts were shared into two independent groups fo (mais) r screening and comparison in a completely randomized design, with five replications (pot with 3 plants). Plants at the first trifoliolate leaf stage were sprayed with extracts at concentration of 50 mg dry weight/mL. To assess the local effect, plants were inoculated with a suspension of 1.2 x 10(6) conidia/mL 4 h after the treatment, whereas to study the residual and systemic effects, inoculation was performed after 7 days. Disease severity was evaluated 7 days after inoculation (dai) on either whole plants or the non-treated leaf (systemic effect), using a scale from 1 to 9. Seaweeds and plants which significantly reduced anthracnose were compared in a follow-up experiment evaluated at both 7 and 12 dai. The extract of Bryothamnion seaforthii revealed local effect reducing the anthracnose severity by 35%. Ulva fasciata extract showed residual effect reducing the anthracnose at 12 dai by 22%. Compared to control, only extracts of Lemna sp. and U. fasciata systemically reduced the disease severity at 7 dai by 55 e 44%, respectively. The possible mode of action of these extracts is discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Avaliação de produtos alternativos para controle da requeima do tomateiro/ Quantification of the efficacy of alternative products for tomato late blight control

Diniz, Lylian P.; Maffia, Luiz A.; Dhingra, Onkar D.; Casali, Vicente W. D.; Santos, Ricardo H. S.; Mizubuti, Eduardo S. G.
2006-04-01

Resumo em português Em condições de campo, avaliaram-se produtos alternativos no manejo da requeima do tomateiro (Lycopersicon esculentum), causada por Phytophthora infestans, em três experimentos (E). Compararam-se, em E1, extratos de: [pimenta (Capsicum chinense) + pimenta-do-reino (Piper nigrum) + cravo (Syzygium aromaticum) + açafrão-da-índia (Curcuma longa) + alho (Allium sativum)]; (pimenta-do-reino + cravo + alho); e (cravo + açafrão-da-índia + alho); em E2, óleo de nim (Aza (mais) dirachta indica) (0,5%); leite (20%); e calda bordalesa; e em E3, preparado homeopático obtido de tecido de tomateiro com requeima (dinamização C30); mistura água-etanol; e calda bordalesa. Em E1, os extratos e a testemunha não diferiram quanto à severidade na metade da epidemia (Y50), severidade final (Ymáx), área abaixo da curva de progresso (AACPD) e taxa de progresso da doença (r). Em E2, Y50 com óleo de nim (3%) e calda bordalesa (1%) não diferiram; Ymáx foi maior com óleo de nim (44%) que com calda bordalesa (14%); leite não reduziu Ymáx; r e AACPD foram menores com óleo de nim (0,161 e 533, respectivamente) que na testemunha (0,211 e 1186, respectivamente) e semelhantes àqueles com calda bordalesa (0,156 e 130, respectivamente); r e AACPD foram similares nos tratamentos leite e testemunha. Em E3, Y50, Ymáx, AACPD e r com a mistura água-etanol e preparado homeopático foram similares aos da testemunha. A calda bordalesa foi o tratamento mais eficiente no controle da requeima, e o óleo de nim foi promissor. No manejo da doença em sistemas alternativos de produção, é necessário integrar práticas, para se potencializarem os efeitos individualizados. Resumo em inglês The efficacy of alternative products to manage tomato (Lycopersicon esculentum) late blight, caused by Phytophthora infestans, was evaluated in three field trials (E) that compared: E1- [chili pepper (Capsicum chinense) + black pepper (Piper nigrum) + clove (Syzygium aromaticum) + turmeric (Curcuma longa) + garlic (Allium sativum) extracts]; (black pepper + clove + garlic extracts); and (clove + turmeric + garlic extracts); E2 - neem (Azadirachta indica) oil (0.5%), crude (mais) cow milk diluted in water (20% v/v), and Bordeaux mixture; E3 - homeopathic preparation (from tomato tissue infected with P. infestans - C30), the water-ethanol mixture, and Bordeaux mixture. All experiments had two controls: no sprays and metalaxyl. Severity at halfway through the epidemic (Y50); at the end of the epidemic (Ymax); area under disease progress curve (AUDPC); and disease progress rate (r) were estimated. None of the extracts reduced Y50, Ymax, AUDPC, or r values. Neem oil and Bordeaux mixture resulted in similar Y50 values (3% and 1%, respectively). Ymax (44%) in plots treated with neem was higher than in those treated with Bordeaux mixture (14%). Milk at 20% did not reduce Ymax. Values of r (0.161) and AUDPC (533) were lower with neem oil than in control (r = 0.211 and AUDPC = 1186) and similar to the Bordeaux mixture plots (r = 0.156 and AUDPC = 130). Values of r and AUDPC on plots treated with milk were similar to those in the control plots. There was no significant reduction of Y50, Ymax, AUDPC, or r values when plants were treated with homeopathic product. Bordeaux mixture was the most efficient treatment in controlling late blight. Neem oil is potentially useful. Integrated management must be implemented to keep late blight at acceptable levels on alternative tomato production systems.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Atividade antimicrobiana de Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae)/ Antimicrobial activity of Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae)

Aguiar, Jaciana S.; Costa, Maria C. C. D.; Nascimento, Silene C.; Sena, Kêsia X. F. R.
2008-09-01

Resumo em português Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae), amplamente distribuída em todo o território brasileiro, é conhecida popularmente como erva cidreira e utilizada na medicina popular como analgésica, febrífuga, antiinflamatória, antigripal e nas afecções hepáticas. Extratos brutos foram preparados a partir de plantas cultivadas, de modo padronizado, em horta medicinal do Laboratório de Fitoterapia da Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária (IPA) para a verifi (mais) cação da atividade antimicrobiana, in vitro, pelo método de difusão em disco de papel. A concentração inibitória mínima (CIM) foi determinada para os extratos que exibiram melhores atividades. Os resultados obtidos mostraram que os extratos clorofórmico, acetônico e etanólico da raiz foram ativos frente a Staphylococcus aureus, Micrococcus luteus, Bacillus subtilis, Mycobacterium smegmatis, Candida albicans e Monilia sitophila e os extratos hexânicos, etanólicos e metanólicos das folhas inibiram S. aureus, M. luteus, B. subtilis, M. smegmatis e M. sitophila. A menor concentração inibitória (CIM = 31,2 µg/mL), foi obtida para o extrato clorofórmico da raiz frente a B. subtilis e M. luteus. Resumo em inglês Lippia alba (Mill.) N. E. Brown (Verbenaceae), commonly known as "erva cidreira", is widely distributed throughout Brazil and is used in folk medicine as an analgesic, anti-inflammatory, cold remedy, as well as to reduce fevers and treat hepatic afflictions. Crude extracts of L. alba were prepared from plants cultivated in the medicinal garden of the Laboratório de Fitoterapia of the Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária (IPA), State of Pernambuco, Brazil, using (mais) standard techniques to test their in vitro antibacterial activity using the paper disk-diffusion method. The minimum inhibitory concentration (MIC) was determined for those extracts demonstrating the highest activity. The results demonstrated that the chloroform, acetone and ethanol extracts of root material were active against the growth of Staphylococcus aureus, Micrococcus luteus, Bacillus subtilis, Mycobacterium smegmatis, Candida albicans and Monilia sitophila, while the hexane, ethanol and methanol extracts of leaves inhibited the growth of S. aureus, M. luteus, B. subtilis, M. smegmatis and M. sitophila. The lowest inhibitory concentration (MIC = 31.2 µg/mL) was obtained with the chloroform root extract against B. subtilis and M. luteus.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Atividade antibacteriana e antifúngica de extratos etanólicos de Aster lanceolatus Willd., Asteraceae/ Antibacterial and antifungal activity of ethanolics extracts from Aster lanceolatus Willd., Asteraceae

Dias, Josiane F. Gaspari; Virtuoso, Suzane; Davet, Aline; Cunico, Miriam M.; Miguel, Marilis D.; Miguel, Obdúlio G.; Auer, Celso G.; Grigoletti-Júnior, Albino; Oliveira, Andressa B.; Ferronato, Marlene L.
2006-03-01

Resumo em português Conhecida popularmente como áster-arbustiva, margarida-de-são-miguel e monte-cassino, Aster lanceolatus é uma planta ornamental de corte. Sabendo-se que não existem estudos que atestem a atividade biológica desta espécie, procurou-se neste trabalho atividades antibacteriana e antifúngica. Para tanto se utilizaram extratos brutos etanólicos de duas porções distintas, das flores e dos caules com folhas. Para a atividade antibacteriana, oito bactérias patogênicas (mais) foram submetidas a ensaio de difusão em gel e concentração inibitória mínima. Demonstrou-se atividade do extrato bruto etanólico de flores contra Streptococcus pyogenes, em difusão em gel e atividade de extrato bruto etanólico de caules e folhas contra Salmonella typhimurium e Streptococcus pyogenes em concentração inibitória mínima. Para a atividade antifúngica, utilizaram-se três fungos patogênicos em ensaios de crescimento micelial em placas e bioautografia direta. No ensaio de crescimento micelial em placas verificou-se a inibição de Fusarium oxysporum e na bioautografia direta, inibição do Cylindrocladium spathulatum. Os resultados delinearam uma nova fonte de pesquisa, as plantas ornamentais. Estas podem ser fonte de constituintes químicos capazes de servirem como protótipos para novos agentes terapêuticos e para tratamento sanitário de plantas medicinais. Resumo em inglês Popularly known as aster-arbustiva, margarida-de-são-miguel and monte-cassino, Aster lanceolatus is an ornamental plant. Having the knowledge that there is no studies on the biological activity of this species, this work aimed to check the antibacterial and antifungal activities. The ethanol extracts of the flowers and of the stems with leaves were used. For the antibacterial activity eight pathogenic bacteria were submitted to the diffusion test in gel and minimal inhib (mais) itory concentration. The activity of the ethanolic extract of the flowers has been demonstrated against Streptococcus pyogenes in diffusion in gel and the activity of the ethanol extract of the stems and leaves against Salmonella typhimurium and Streptococcus pyogenes in minimal inhibitory concentration. For the antifungal activity, three pathogenic yeasts have been used in the micelial growth tests in plates and direct bioautography. In the micelial growth tests in plates the inhibition of Fusarium oxysporum has been verified and in the direct bioautography, inhibition of the Cylindrocladium spathulatum. The results indicated a new research source, the ornamental plants. These can be the source of chemicals capable of serving as prototypes for new therapeutic agents and for sanitary treatment of medicinal plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Atividade antibacteriana de plantas úteis e constituintes químicos da raiz de Copernicia prunifera/ Antibacterial activity of useful plants and chemical constituents of the roots of Copernicia prunifera

Ayres, Mariane C. C.; Brandão, Marcela S.; Vieira-Júnior, Gerardo M.; Menor, Júlio César A. S.; Silva, Hildessandra B.; Soares, Maria José S.; Chaves, Mariana H.
2008-03-01

Resumo em português Extratos etanólicos de Qualea grandiflora e Copernicia prunifera e extrato hexânico de Dipteryx lacunifera foram avaliados quanto a atividade antibacteriana, utilizando ensaios de difusão a partir de orifício e concentração inibitória mínima (CIM), frente a cepas Gram positivas e Gram-negativas, incluindo espécies multidroga resistentes. O extrato de Q. grandiflora apresentou atividade moderada para as cepas de Staphylococcus epidermidis (CIM = 500 µg/mL) e ativ (mais) idade fraca sobre as demais bactérias Gram-positivas testadas e inativo sobre bactérias Gram-negativas. Os resultados obtidos com S. epidermidis apesar de moderados são importantes, uma vez que este microorganismo é o principal causador de bacteremias e sepse associada com dispositivos médicos implantados. gama-Tocoferol e a mistura de sitosterol e estigmasterol foram isolados do extrato etanólico de raiz de C. prunifera e as estruturas destes compostos foram identificadas com base na análise dos dados espectrais de RMN e comparação com a literatura. Resumo em inglês Ethanol extracts of Qualea grandiflora and Copernicia prunifera and hexane extract of Dipteryx lacunifera were evaluated by diffusion in agar and minimum inhibitory concentration (MIC) against Gram-positive and Gram-negative bacteria including multiresistant drug strains. The extract of Q. grandiflora presented moderate activity for Staphylococcus epidermidis (MIC = 500 µg/mL) and weak activity against other Gram-positive strains and inactive for Gram-negative species. T (mais) he results obtained for S. epidermidis despite being moderate are important because this pathogen is often recovered from bacteremia and sepsis from infections of implanted devices. gamma-Tocopherol and the mixture of sitosterol and stigmasterol were isolated from the ethanol extract of the roots of C. prunifera. The structures of these compounds were identified by NMR spectroscopy and comparison with literature data.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Atividade antibacteriana de extrato hidro-alcoólico de folhas de jambolão (Syzygium cumini (L.) Skells)/ Antibacterial activity of hydro-alcoholic extract leaves of jambolan (Syzygium cumini (L.) Skells)

Loguercio, Andrea Pinto; Battistin, Alice; Vargas, Agueda Castagna de; Henzel, Andréia; Witt, Niura Mazzini
2005-04-01

Resumo em português A atividade antimicrobiana de plantas medicinais tem sido pesquisada em diversas espécies, tanto no Brasil quanto em outros países. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar a existência de efeito antibacteriano de extrato hidro-alcoólico a 10% (m/v) de folhas de jambolão. Utilizaram-se 17 isolados bacterianos, Gram positivos e Gram negativos. A ação antibacteriana foi avaliada através da inoculação de placas de ágar Mueller Hinton, com um inóculo bacteriano (mais) de 1x10(6) ufc mL-1, onde se colocaram quatro discos de papel; o primeiro de antimicrobiano comercial e os demais embebidos em 25mL do extrato, de solução salina ou de etanol. As placas foram incubadas a 37°C por 24 horas, sendo posteriormente realizada a leitura do diâmetro dos halos de inibição. O extrato inibiu o crescimento de 100% das bactérias testadas e os isolados Gram positivos apresentaram um halo médio de 19,5mm, enquanto o dos Gram negativos foi de 18,8mm. Não houve inibição significativa de crescimento nos tratamentos com salina e etanol. Conforme os resultados deste estudo, o extrato testado apresenta atividade antibacteriana frente às amostras testadas, sem diferença de sensibilidade entre microrganismos Gram positivos e Gram negativos. Resumo em inglês The antimicrobial activity of medicinal plants has been searched in diverse species, as much in Brazil as in other countries. The aim of this study was to evaluate the existence of hydro-alcoholic extract jambolan leaves 10% (w/v) antibacterial effect. Seventeen Gram positive and Gram negative isolated bacterial were used. The antibacterial action was evaluated through the inoculation of Mueller Hinton agar plates, with a bacterial inoculate of 3x10(8) cell/ mL, with four (mais) paper discs, being the first of commercial antimicrobial and the others embedded with 25mL of the extract, saline or ethanol. The plates were incubated at 37°C for 24 hours, and their reading of inhibition hales diameter was done. The extract inhibited the growth of 100% of the tested bacteria; the Gram positive isolates had presented an average hale of 19.5mm, while of the Gram negative was of 18.8mm. There was not significant inhibition of growth in treatments with saline and ethanol. As verified in this study, the tested extract presents antibacterial activity against all the isolates, without sensitivity difference among Gram positive and Gram negative microorganisms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)