Sample records for erythropoiesis
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 13 shown.



1

Avaliação do estado nutricional de ferro e anemia em crianças menores de 5 anos de creches públicas/ Nutritional assessment of iron status and anemia in children under 5 years old at public daycare centers

Vieira, Ana Cláudia F.; Diniz, Alcides S.; Cabral, Poliana C.; Oliveira, Rejane S.; Lóla, Margarida M. F.; Silva, Solange M. M.; Kolsteren, Patrick
2007-08-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar o estado nutricional de ferro e a prevalência de anemia em crianças menores de 5 anos de creches públicas da cidade do Recife (PE). MÉTODOS: Estudo transversal, com amostra aleatória sistemática de 162 crianças, de 6 a 59 meses. O estado nutricional de ferro foi avaliado em termos de reservas corporais (ferritina sérica), transferrinemia (ferro sérico, capacidade total de ligação do ferro e % de saturação da transferrina), eritropoiese (prot (mais) oporfirina eritrocitária livre) e hemoglobinogênese (hemoglobina). RESULTADOS: A prevalência de anemia (hemoglobina 40 µmol/mol heme) em 69,6% (IC95% 61,0-77,1) das crianças. Os parâmetros de ferro não apresentaram correlação com o gênero (p > 0,05). No entanto, crianças 24 meses. A significante correlação observada entre reserva, transferrinemia e eritropoiese representa achado compatível com o esperado ciclo de vida do ferro no organismo. CONCLUSÕES: A deficiência de ferro e a anemia parecem ser um importante problema de saúde pública entre as crianças menores de 5 anos de creches públicas do Recife. Logo, ações efetivas direcionadas à prevenção e ao controle dessa deficiência são fortemente recomendadas nesse contexto ecológico. Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess nutritional iron status and anemia prevalence in children less than 5 years old at public daycare centers in the city of Recife, PE, Brazil. METHODS: A cross-sectional study, with a systematic random sampling of 162 children aged 6 to 59 months. Nutritional iron status was assessed in terms of body iron reserves (serum ferritin), transferrinemia (serum iron, total iron binding capacity, and transferrin saturation %), erythropoiesis (free erythrocyte p (mais) rotoporphyrin) and hemoglobin production (hemoglobin). RESULTS: The prevalence of anemia (hemoglobin 40 µmol/mol heme) in 69.6% (95%CI 61.0-77.1) of the children. Iron parameters were not correlated with sex (p > 0.05). However, children 24 months. The significant correlation observed between reserves, transferrinemia and erythropoiesis is a finding that is compatible with the expected lifecycle of iron in the body. CONCLUSIONS: Iron deficiency and anemia appear to be an important public health problem among children less than 5 years old at public daycare centers in Recife. Therefore, effective actions aimed at the prevention and control of this deficiency are strongly recommended in this ecological context.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Lipídeo e vitamina C em dietas preparatórias de inverno para tilápias-do-nilo/ Lipid and vitamin C in practical diets preparatory for winter for Nile tilapia

Falcon, Dario Rocha; Barros, Margarida Maria; Pezzato, Luiz Edivaldo; Valle, Juliana de Barros
2007-10-01

Resumo em português Foram avaliados o desempenho produtivo e os parâmetros fisiológicos de tilápias-do-nilo alimentadas, durante 112 dias, com dietas preparatórias para o inverno, formuladas com diferentes níveis de lipídeo e vitamina C. Utilizaram-se 192 alevinos (5,57 ± 0,50 g) distribuídos em 32 tanques-rede. O experimento foi conduzido em esquema fatorial 2 ´ 3, composto de dois níveis (8,0 e 12,0%) de lipídeo e três níveis (300,0; 600,0 e 1.200 (mais) ,0 mg/kg de ração) de vitamina C, em comparação a duas dietas (uma isenta dos nutrientes-teste e outra com 6,0% de lipídeo e 125,0 mg de vitamina C), totalizando oito dietas isoprotéicas (32,0% de proteína digestível). A energia adicional proveniente do lipídeo é depositada na cavidade abdominal em forma de gordura visceral; a deposição desta gordura como reserva de energia foi obtida nos níveis de suplementação de lipídeo testados; a concentração hepática de vitamina C é proporcional à sua concentração na dieta; a ausência desta vitamina na dieta prejudica a eritropoiese e a síntese de colágeno. Resumo em inglês In order to prepare tilapia for winter, it were evaluated the effect of two levels of lipid (8.0 and 12.0%) and three levels of vitamin C (300.0; 600.0 and 1,200.0 mg of vitamin C/kg diet), with four replicates each treatment, plus two treatments, absent of test nutrients supplementation and supplemented with 6.0% of lipid and 125.0 mg of vitamin C/kg diet on growth performance and physiologic parameters during 112 days. It was utilized 192 fingerlings, with average weigh (mais) t of 5.57 ± 0.50g. Based on the results it was concluded that the additional energy coming from lipid is accumulated in abdominal cavity; fat deposition as a energy reserve for winter time was obtained in all lipid supplementation, however 8.0% supplementation seems to be more appropriate; the concentration of 600.0 mg of vitamin C/kg diet appears to be more economically appropriate and that vitamin C absence impairs erythropoiesis and collagen syntheses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Parâmetros eritrocitários do jundiá (Rhamdia quelen) submetido à dieta com diferentes níveis de proteína/ Erythrocytic parameters of silver catfish (Rhamdia quelen) as affected by different protein level diets

Camargo, Sabrina Ortiz; Pouey, Juvêncio Luís; Martins, Clarice
2005-12-01

Resumo em português O jundiá é espécie de interesse econômico para região sul do Rio Grande do Sul, pois adapta-se a diferentes ambientes e dietas artificiais, apresentando fácil manejo e boa aceitação comercial. O bom estado nutricional é fator determinante no desenvolvimento dos peixes. A formação das células sangüíneas é dependente da manipulação da dieta. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da dieta com diferentes níveis de proteína sobre os parâmetros erit (mais) rocitários do jundiá. Foram utilizados 90 peixes, com comprimento padrão médio de 20,0±1,2cm e peso médio de 131,4±25,9g. Os animais foram distribuídos em três caixas de 1.000L, contendo três cestos (80L) cada, com três níveis de proteína bruta (30, 40 e 50%). Os animais foram amostrados a cada duas semanas, durante 45 dias. Após serem anestesiados, foi realizada a coleta de sangue através de punção caudal, utilizando-se agulha e seringa que contêm EDTA a 10%. As análises sangüíneas correspondentes à série eritrocitária foram realizadas através de contador automatizado. O nível protéico da dieta influencia os parâmetros eritrocitários, em especial o número total de eritrócitos, a taxa de hemoglobina e o hematócrito, sendo que o nível de 50% de PB foi o que mais estimulou a eritropoiese. Resumo em inglês Silver catfish is a species of economic interest for the southern Rio Grande do Sul region, Brazil, being well adapted to different environments and artificial diets, showing easy management and good commercial acceptance. Good nutritional status is a determinant factor in fish development. Difference in formation of blood cells is dependent of diet manipulation. The objective of this study was to evaluate the effect of a diet with different protein levels on erythrocytic (mais) parameters of silver catfish. Ninety (90) fish were used with an average standard length of 20.01±1.28cm and average weight of 131.4±25.9g distributed in three 1,000L tanks, containing three baskets (80L) each, with three levels of crude protein (30, 40 and 50%). Animals were sampled every two weeks during 45 days. After anesthetization blood was collected through caudal puncture using needle and syringe containing EDTA at 10%. Blood analyses corresponding to the erythrocyte series were performed through automatic counter. Proteic level of diet influences erythrocytic parameters, especially the total number of erythrocytes, hemoglobin rate and hematocrit. The level of 50% CP showed best stimulation of erythropoiesis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Possíveis efeitos do cobre sanguíneo sobre parâmetros hematológicos em idosas/ Possible effects of blood copper on hematological parameters in elderly

Baierle, Marília; Valentini, Juliana; Paniz, Clóvis; Moro, Angela; Barbosa Junior, Fernando; Garcia, Solange Cristina
2010-12-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: O cobre é um elemento traço essencial e sua homeostase é importante, principalmente em idosos, uma vez que seu metabolismo está associado a doenças neurodegenerativas e distúrbios na eritropoiese, entre outros. OBJETIVO: O presente estudo avaliou a associação entre cupremia, parâmetros hematológicos e estresse oxidativo. MATERIAIS E MÉTODOS: Amostras de sangue de 39 mulheres idosas (grupo de estudo) e de 20 indivíduos adultos saudáveis (grupo-co (mais) ntrole) foram coletadas. As concentrações de cobre sérico foram quantificadas por espectrometria de massa por plasma indutivamente acoplado (ICP-MS), a atividade e o índice de reativação da enzima δ-aminolevulinato desidratase (ALA-D) foram determinados por espectrofotometria e parâmetros sanguíneos foram analisados em sistema automatizado. Os resultados foram expressos em média ± desvio padrão (DP). RESULTADOS: As concentrações de cobre, parâmetros hematológicos e índice de reativação da ALA-D para ambos os grupos encontraram-se dentro dos valores de referência. Porém, a atividade da ALA-D (11,47 ± 2,81 U.L-1) foi significativamente inferior no grupo de estudo em comparação com o grupo-controle. Correlações de Spearman (observadas somente nas mulheres idosas) entre as concentrações de cobre versus hemoglobina, hematócrito e atividade da ALA-D foram -0,384; -0,408 e -0,395, respectivamente (p Resumo em inglês INTRODUCTION: Copper is an essential trace element, and its homeostasis is important, mainly among the elderly, since their metabolism is associated with neurodegenerative diseases and erythropoiesis disorders, among others. OBJECTIVE: This study evaluated the association among cupremia, hematological parameters and oxidative stress. MATERIAL AND METHODS: Blood samples from 39 elderly women (study group) and 20 health individuals (control group) were collected. The concen (mais) trations of serum copper were quantified by ICP-MS. The activity and enzyme ALA-D reactivation index were determined by spectrophotometry and blood parameters were analyzed in the automated system. The results were expressed as mean ± standard deviation. RESULTS: Concentrations of copper, hematological parameters and ALA-D reactivation were within the reference values in both groups. However, ALA-D activity (11.47 ± 2.81 UL-1) was significantly lower in the study group compared to the control group. Spearman correlations (observed only in elderly women) between copper concentration versus hemoglobin, hematocrit and ALA-D activity were -0.384, -0.408 and -0.395, respectively (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Resposta hemática de tilápias-do-nilo alimentadas com dietas suplementadas com colina e submetidas a estímulo por baixa temperatura/ Hematic response of Nile tilapia fed diets supplemented with choline and submitted to stimulus by low temperature

Fernandes Junior, Ademir Calvo; Pezzato, Luiz Edivaldo; Guimarães, Igo Gomes; Teixeira, Caroline Pelegrina; Koch, João Fernando Albers; Barros, Margarida Maria
2010-08-01

Resumo em português Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar a resposta hemática de tilápias-do-nilo (Oreochromis niloticus) arraçoadas com dietas suplementadas com colina e submetidas a estímulo por baixa temperatura. O período experimental foi realizado em duas etapas: a primeira, de 109 dias, e a segunda, de 7 dias. Durante a primeira etapa, foram utilizados 192 alevinos com peso médio inicial de 4 g, distribuídos em 32 tanques-rede de 200 L instalados em aquários de (mais) mil litros. As rações foram formuladas de modo a apresentar 28,0% de proteína digestível e 3.100,0 kcal ED/kg e mesma concentração de aminoácidos. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com oito tratamentos e quatro repetições. As rações foram suplementadas com colina (cloreto de colina 60,0%), de modo a apresentar 100,0; 200,0; 400,0; 600,0; 800,0; 1.000,0 e 1.200,0 mg/kg de ração, e avaliadas em comparação a uma ração sem suplementação. Após o período de 109 dias, foram efetuadas as análises hematológicas dos peixes. Após as análises, os peixes foram transferidos para a sala de desafio e distribuídos em 24 aquários, onde foram mantidos a 17ºC durante sete dias. Após esse período, foram feitas as mesmas análises do período anterior ao desafio. A suplementação de colina não influenciou a eritropoiese ao estímulo pelo frio. A suplementação dietética de colina não interfere na síntese de eritrócitos e leucócitos e a temperatura de 17,0ºC determina linfopenia e neutrofilia. Resumo em inglês The aim of this study was to evaluate the hematic response of Nile tilapia (Oreochromis niloticus) fed diets supplemented with choline and submitted to temperature stress. The experimental period was realized in two phases: the first, during 109 days, and the second, for seven days. During the first stage, 192 fingerlings with average initial weight of 4 g were distributed in 32 net cages (200 L) allocated in 1,000-L aquaria. The diets were formulated to present 28% of di (mais) gestible protein and 3,100 kcal DE/kg and the same concentration of amino acids. It was used a complete random experimental design with eight treatments and four replicates. The diets were choline supplemented (60% choline chloride) in order to present 100.0; 200.0; 400.0; 600.0; 800.0; 1,000.0 and 1,200.0 mg/kg of diet and evaluated by comparing to a non-supplemented diet. After the 109-day period, the hematological analyses of the fish were performed. After these analyzes, fish were transferred to the challenge room, distributed in 24 aquaria, and kept at 17ºC during seven days. After this period, the same analyzes of the period previous to the challenge were done. Choline supplementation did not affected erythropoiesis to stimulus by the cold temperature. Dietary choline supplementation does not affect erythrocyte and leukocyte synthesis and the 17ºC temperature determines lymphopenia and neutrophilia.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

O efeito da eritropoetina humana recombinante no tratamento da anemia da prematuridade/ The effect of recombinant human erythropoietin on the treatment of anemia of prematurity

Rocha, Vera Lúcia L.; Benjamin, Ana Cláudia W.; Procianoy, Renato S.
2001-04-01

Resumo em português OBJETIVOS: a proposta do presente estudo foi avaliar a eficácia da eritropoetina na prevenção e tratamento da anemia da prematuridade, correlacionar o uso desta medicação com o ganho de peso, comprimento e perímetro cefálico dos pacientes. Foi realizada também uma comparação entre o uso de eritropoetina diariamente e o uso duas vezes por semana, na mesma dose semanal. MÉTODOS: ensaio clínico que avaliou 42 recém-nascidos prematuros, com até 33 semanas de ida (mais) de gestacional, peso de nascimento até 1550g e idade pós-natal entre 10 e 35 dias de vida. Os recém-nascidos foram randomizados em três grupos. Os pacientes do grupo 1 receberam 7 doses diárias, de 100U/kg cada, de eritropoetina, por semana, enquanto nos pacientes do grupo 2 foram administradas duas doses, na semana, de 350U/kg cada, e os pacientes do grupo 3 não receberam a medicação. Durante o tratamento foram quantificados índices hematológicos, as transfusões sangüíneas realizadas e o crescimento das crianças. RESULTADOS: os bebês dos grupos tratados e os do grupo controle não apresentaram diferença quanto ao peso, ao comprimento, ao perímetro cefálico e ao tempo de internação. Ao término do estudo não foi observada nenhuma diferença estatisticamente significativa quanto às médias dos valores das plaquetas, leucócitos totais e ferritina entre os três grupos estudados. Já a média final do hematócrito e da hemoglobina dos pacientes que não receberam a eritropoetina foi significativamente menor em relação àqueles que receberam a medicação. A média da contagem absoluta de reticulócitos, no final da segunda semana de tratamento, foi significativamente maior nos pacientes que receberam a medicação, quando comparada à dos que não utilizaram a eritropoetina. Os grupos 1 e 2 foram significativamente menos transfundidos excessivamente (2 ou mais ) que o grupo 3. A administração de eritropoetina, na dose de 700/kg/semana diminuiu de forma significativa o número de transfusões excessivas. Não houve diferença significativa quanto à quantidade de sangue transfundido entre os pacientes que recebem a eritropoetina diariamente quando comparados aos que recebem a droga duas vezes por semana. CONCLUSÕES: o uso da eritropoetina não influenciou o ganho de peso e o crescimento. A eritropoetina administrada na dose semanal de 700UI/kg em prematuros com peso até 1550g e idade gestacional de até 33 semanas estimula a eritropoese e reduz de forma significativa o número de transfusões sanguíneas excessivas. Esta medicação mostrou ser segura, bem tolerada e sem paraefeitos a curto prazo. Resumo em inglês OBJECTIVE: to assess the efficacy of erythropoietin in the prevention and treatment of anemia of prematurity, correlating the use of this drug with weight gain, length, and head circumference and comparing two administration schemes of he same weekly dose: daily use and twice a week. METHODS: the study comprised 42 premature newborns with gestational age up to 33 weeks, birthweight up to 1550 g, and postnatal age between 10 and 35 days. The newborns were randomized into t (mais) hree groups: patients in group 1 received seven daily doses of 100 U/kg erythropoietin per week; patients in group 2 received two 350 U/kg erythropoietin doses per week; and patients in group 3 did not receive the drug. Hematologic measurements, blood transfusion requirements, and growth rates were followed during therapy. RESULTS: cases and controls did not differ with respect to weight, length, head circumference, and total time of hospital stay. At the end of the study, no significant difference was observed in the platelet count measurement means, white blood cell count, and ferritin levels in the three groups. However, the final hematocrit and hemoglobin values of patients who did not receive erythropoietin were significantly lower than those of patients who received the drug. The absolute reticulocyte count mean was significantly higher in patients who received erythropoietin after two weeks of treatment when compared with those patients who did not receive the drug. Patients in group 1 e 2 received fewer excessive transfusions (2 or more) than patients in group 3. The administration of 700 U/kg/week erythropoietin significantly reduced the number of excessive blood transfusions. There is no significant difference in blood transfusion volume between patients who received erythropoietin on a daily basis and those who received the drug twice weekly. CONCLUSIONS: the use of erythropoietin did not influence weight gain and growth. The administration of 700 U/kg/week erythropoietin in premature infants with gestational age up to 33 weeks and birthweight up to 1550 g stimulates erythropoiesis and significantly reduces excessive blood transfusion requirements. Erythropoietin showed to be a safe and well tolerated medication, with no short-term side effects in the study population.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Mieloma Múltiplo e anemia/ Multiple Myeloma and anemia

Cançado, Rodolfo D.
2007-03-01

Resumo em português Anemia é uma complicação comum em pacientes com mieloma múltiplo (MM) e ocorre em mais de 2/3 dos pacientes. Anemia de doença crônica, deficiência de eritropoetina (EPO) devido à insuficiência renal e efeito mielossupressivo da quimioterapia são os principais mecanismos patofisiológicos que contribuem para o desenvolvimento de anemia no MM. Nos pacientes que obtêm remissão completa com tratamento quimioterápico, anemia usualmente se normaliza. Nos pacientes (mais) que não respondem ou apresentam recaída do mieloma, anemia freqüentemente persiste. As opções de tratamento dos pacientes anêmicos com MM incluem transfusões de hemácias e EPO recombinante humana. Essa proteína é biologicamente equivalente à EPO endógena e sua administração promove aumento dos valores de hemoglobina por tempo mais prolongado sem os riscos das transfusões de sangue. Vários estudos têm relatado melhora significante da eritropoese, redução da necessidade transfusional e melhora da qualidade de vida com o uso da EPO como tratamento a longo prazo da anemia associada ao mieloma. Nesse artigo, propomos o tratamento da anemia do MM baseado nas recomendações propostas pela Sociedade Americana de Hematologia (ASH) em conjunto com a Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO), pela Organização Européia para Pesquisa e Tratamento do Câncer (EORTC), pelo IMF (Internacional Myeloma Foundation) e pelo NCCN (National Comprehensive Cancer Network). Resumo em inglês Anemia is a common complication in patients with multiple myeloma (MM) occurring in more than two thirds of all patients. Anemia of chronic diseases, erythropoietin (EPO) deficiency due to renal impairment and the myelosuppressive effect of chemotherapy are the most important pathophysiological mechanisms contributing to the development of anemia in MM. In patients who achieve complete remission after chemotherapy, anemia usually normalizes. Non-responders and relapsing m (mais) yeloma patients often continue to suffer from anemia. Treatment options for anemic myeloma patients include red blood cell transfusions and recombinant human EPO. This protein is biologically equivalent to the human endogenous hormone EPO, and its application leads to an increase in hemoglobin levels over an extended time without the risks presented by blood transfusions. Several studies reported a significant improvement of erythropoiesis, reduction in transfusion need, and improved quality of life by using EPO as long-term treatment of myeloma-associated anemia. In this article we propose the treatment of myeloma-associated anemia based on recommendations by the American Society of Hematology (ASH) and American Society of Clinical Oncology (ASCO); European Organisation for Research and Treatment of Cancer (EORTC); International Myeloma Foundation (IMF) and the National Comprehensive Cancer Network (NCCN).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Interação entre vitamina A e ferro em diferentes grupos populacionais/ Vitamin A and Iron interaction in different populations

Netto, Michele Pereira; Priore, Silvia Eloiza; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro
2007-03-01

Resumo em português A interação entre ferro e vitamina A tem sido alvo de pesquisas científicas, visto que existem questões ainda pouco esclarecidas. Através de um levantamento bibliográfico, mediante consulta à base de dados Medline da National Library of Medicine, Estados Unidos da America, foram selecionadas publicações que tratavam sobre a interação entre ferro e vitamina A em seres humanos, a partir da década de 80 até o ano de 2003. As palavras chave utilizadas no levantam (mais) ento bibliográfico foram "ferro", "vitamina A" e "anemia" e seus correspondentes em língua inglesa. Os resultados indicam que existe correlação entre os indicadores do estado nutricional de vitamina A e ferro em crianças, adolescentes e gestantes e que a fortificação e suplementação com vitamina A têm efeito favorável no metabolismo do ferro nesses grupos. Entretanto, ainda são necessários mais estudos para se conseguir estabelecer quais as doses e o período necessário de suplementação de vitamina A para beneficiar significantemente o estado nutricional de ferro. Os mecanismos que explicam a associação entre vitamina A e ferro ainda são desconhecidos, entretanto alguns autores atribuem essa interação ao fato de a vitamina A beneficiar a eritropoese, prevenir infecções ou melhorar a absorção de ferro. Resumo em inglês Interaction between iron and vitamin A has been the focus of scientific research for the reason that some of the issues still remain unknown. A literature review through Medline of the National Library of Medicine, United States of America, database selected scientific publications addressing interaction of iron and vitamin A in humans beginning in the 80's and proceeding to the year of 2003. The key words used in the literature review were "iron", "vitamin A" and "anemia (mais) " and corresponding terminology in Portuguese. Results indicates a correlation between vitamin A and iron nutritional indicators in children, adolescents, and pregnant women establishing also that vitamin A fortification and supplementation has a favorable effect on the iron metabolism of these populations. Further studies are required to establish dosages and time of vitamin A supplementation necessary to significantly benefit the iron nutritional status. Mechanisms explaining the association of vitamin A and iron are still ignored, however it is the understanding of some authors that this interaction results from the fact that vitamin A benefits erythropoiesis, prevents infections and improves iron absorption.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Impacto da inflamação na regulação do ferro e deficiência funcional de ferro/ Importance of inflammation on iron homeostasis and functional iron deficiency

Figueiredo, Maria Stella
2010-06-01

Resumo em português Deficiência funcional de ferro (Fe) pode ser definida como o desbalanço entre a quantidade necessária de Fe para a síntese de hemoglobina e o seu suprimento. Ela ocorre na ausência de estoque de Fe, característica da anemia ferropênica (AF), e na presença de bloqueio da homeostasia do Fe, como na anemia da inflamação (AI). Na AI, citocinas e células do sistema retículo-endotelial induzem alterações que interferem em diferentes vias da eritropoese levando à (mais) anemia. O bloqueio na mobilização do Fe de estoque pela hepcidina, embora não único, é o mecanismo etiológico mais evidente da AI. A hepcidina, regulador negativo da entrada de Fe no plasma, atua ligando-se à ferroportina, induzindo sua internalização e degradação. Embora a diferenciação entre AF e AI seja relativamente tranquila, pacientes com AI podem cursar com deficiência de Fe associada. O diagnóstico diferencial entre AI e AI com deficiência de Fe tem evidente importância clínica, e novas técnicas laboratoriais têm sido sugeridas para auxiliar neste diagnóstico. Resumo em inglês Functional iron deficiency can be defined as an imbalance between the iron needs of the erythroid marrow and iron supply. Iron deficiency occurs in the absence of iron deposits, as in the case of iron deficiency anemia (IDA), or when there is an impaired iron mobilization, such as in anemia of inflammation (AI). Cytokines and cells of the reticuloendothelial system can induce changes in several pathways, interfering in erythropoiesis and causing anemia. The retention of i (mais) ron within cells of the reticuloendothelial system is due to hepcidin. Although this is not the only mechanism evolved in AI, it is the most important. Hepcidin is a negative regulator of iron entry into the plasma. Hepcidin binds to ferroportin, inducing its internalization and degradation. Differentiation between IDA and AI is relatively easy, but patients with AI can have the association of true iron deficiency. The differential diagnosis of AI and AI with iron deficiency is clinically important and new laboratorial markers can be used to help this differentiation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Impacto da doação de sangue nos depósitos de ferro do organismo de doadores/ Impact of blood donation on donor iron reserves

Mousinho-Ribeiro, Rita C.; Sousa, Gabriella P.; Nunes, Thiago M.; Neves, Marcelo C.
2008-02-01

Resumo em inglês Iron is a vital element in the human metabolism. It plays a central role in erythropoiesis and is also involved in many other intracellular processes in all the tissues of the body. Blood donation results in a substantial (200 to 250 ng) loss of iron at each donation (425 to 475 ml) with subsequent mobilization of iron from body deposits. Repetitive donations of blood my cause the depletion of iron reserves in blood donors and thus cause health disorders. Recent reports h (mais) ave shown that iron reserves are generally small and iron depletion is more common in blood donors than in non-donors. The high frequency of iron deficiency in blood donors reported by these studies suggests a need for more accurate studies, as measurement of hemoglobin and hematicrit alone is insufficient to identify and exclude prospective blood donors with iron deficiency but without anemia. It is important, therefore, that blood banks evaluate the risk-benefit of implanting tests to analyze organism iron reserves such as the measurement of serum ferritin of all individuals who donate more than three times per year in order to make the blood donation process safer for both donors and transfused patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Efeitos da eritropoetina recombinante humana em recém-nascidos pré-termo com doenças infecciosas/ Effects of recombinant human erythropoietin in preterm newborns with infectious diseases

Aguiar, Iara Flávia de Vasconcelos P.; Krebs, Vera Lúcia Jornada; Gualandro, Sandra F. M.; Silveira, Paulo A. A.; Vaz, Flávio Adolfo Costa
2007-02-01

Resumo em português OBJETIVO: Analisar os efeitos da eritropoetina recombinante humana (rHuEpo) em recém-nascidos pré-termo com doenças infecciosas graves. MÉTODOS: Foi realizado um estudo controlado, não randomizado, em 34 recém-nascidos com diagnóstico de patologias infecciosas graves, peso de nascimento igual ou inferior a 1500 g, idade gestacional inferior a 35 semanas e estabilidade clínica. Os recém-nascidos designados para o tratamento com rHuEpo receberam a eritropoetina ß (mais) na dose de 400 UI/kg, duas vezes por semana, por via subcutânea. A suplementação oral com ferro foi iniciada quando os níveis de ferritina sérica foram inferiores a 60 mcg/L. O estudo foi realizado durante seis semanas ou até a alta hospitalar do paciente. Foram avaliados a eritropoese, o número de transfusões, o número de neutrófilos, a contagem de plaquetas e os episódios de novas infecções durante o tratamento com o hormônio. RESULTADOS: Houve aumento significativo do número de reticulócitos no grupo tratado; entretanto, não houve impacto sobre o número ou volume de transfusões. Não foram observadas alterações no número de neutrófilos ou plaquetas. CONCLUSÃO: O uso de rHuEpo em RNPT com doenças infecciosas, na dose de 800 UI/Kg/semana, foi efetivo para induzir eritropoese, sem ocorrerem alterações significativas sobre o número de neutrófilos ou plaquetas. Essa estratégia, associada ao controle rigoroso do volume de sangue retirado para exames, poderá ser benéfica na prevenção da anemia em RNPT com infecção grave. Resumo em inglês OBJECTIVE: To study the effects of recombinant human erythropoietin (rHuEpo) in preterm newborns (PTNs) with serious infectious diseases. METHODS: A not randomized case-control study was carried out in 34 preterm newborns with diagnosis of serious infectious pathologies, gestational age up to 35 weeks, birth weight less than 1500 g and clinical stability. Newborns selected for treatment with rHuEpo received 400 U/kg erythropoietin ß, subcutaneously twice a week. Oral iro (mais) n supplementation was initiated when the levels of serum ferritin were lower than 60 mcg/l. The study was continued for six weeks or until the patient was discharged from the hospital. Erythropoiesis, granulopoiesis, thrombocytopoiesis, the need for transfusions and the occurrence of new episodes of infectious disease were analyzed. RESULTS: In the treated group there was a significant increase in the number of reticulocytes, although there was no statistically significant difference between the groups with regard to the number or volume of transfusions. There was no significant difference in neutrophils and platelet values. CONCLUSION: The use of rHuEpo, 800 U/kg/week, in PTNs with infectious diseases was effective in inducing erythropoiesis, without significant changes in the number of neutrophils or platelets. This strategy, and the accurate control of the blood collected for laboratory exams, may be beneficial for prevention of the anemia in PTNs with serious infectious diseases.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Doenças hematológicas associadas ao eritrovírus/ Hematologic diseases associated with eritrovírus

Garcia, Sheila O.; Pereira, Juliana; Godoy, Carla R. T.; Sanabani, Sabri; Kleine Neto, Walter; Sabino, Ester C.
2009-08-01

Resumo em português O eritrovírus infecta células precursoras eritroides, determinando a interrupção temporária da eritropoese. Neste contexto, é importante o conhecimento das principais doenças hematológicas que podem estar associadas à presença do vírus, principalmente quando estão presentes em condições mórbidas, tais como nas anemias hemolíticas hereditárias. Este trabalho tem como objetivo relatar as principais doenças hematológicas que cursam com a infecção pelo eritrovírus B19. Resumo em inglês Erythroviruses infect precursor erythroid cells, determining a temporary disruption of erythropoiesis. Thus, knowledge of the main hematological diseases that may be associated with the virus is important, especially when they are present in morbid conditions, such as in hereditary hemolytic anemia. This paper aims at reporting the main hematological diseases that are associated with erythrovirus infections.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Alterações hematológicas na leptospirose/ Hematologic disorders in leptospirosis

Nicodemo, A. C.; Medeiros, N.; Del Negro, G.; Amato Neto, V.
1989-04-01

Resumo em português Foram estudadas as alterações hematológicas de 30 pacientes com diagnóstico de leptospirose internados na Clínica de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de Sáo Paulo. Verificou-se que mais da metade dos pacientes 16 (53,3%) apresentavam contagem normal de leucócitos no momento da internação; 12 (40%) apresentavam leucócitos e 2 (6,6%) leucopenia. Vinte e cinco doentes (83,3%) apresentavam desvio (mais) à esquerda e 29 (96,6%) neutrofilia relativa. Vinte e quatro pacientes tiveram o diagnóstico de anemia. A plaquetopenia ocorreu em 26 (86,6%) dos doentes. Como alterações mais características no mielograma, ressaltamos a alteração da relação G/E (série Granulocítica/série Eritroblástica), às custas de hipercelula-ridade relativa e/ou absoluta da série granulocítica, e/ou hipocelularidade relativa e/ou absoluta da série vermelha; a eritropoese predominantemente microeritroblástica em vários doentes; o encontro de plasmocitose discreta ou moderada e, na série intersticial, o aumento da atividade macrofágica. A análise estatística da série megacariocitária do mielograma dos 30 pacientes revelou não existir relação de dependência significativa entre a celularidade da série megacariocitária e o número de plaquetas no sangue periférico; porém, verificou-se existência da relação de dependência entre a plaquetogênese medular e a contagem de plaquetas no sangue periférico. A possibilidade de haver inibição da plaquetogênese medular por algum produto bacteriano náo pode ser totalmente afastada, porém acreditamos que o exame estático da medula óssea não pode dar-nos uma idéia precisa do mecanismo dinâmico da formação de plaquetas na presença de "consumo periférico". Resumo em inglês 30 cases of leptospirosis admitted to the Clinica de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo were studied for blood count alterations. 16 patients (53,3%) had a normal white blood cell count at the moment of admission. 12 patients (40%) presented a high white blood cell count and 2 (6,6%) had a low count. 29 patients (96,6%) had a high proportion of neutrophils and 25 patients (83,3%) presented (mais) a high number of immature forms. 24 patients had anemia. Thrombocytopenia was present in 26 patients (86.6%). The most characteristic changes found in bone marrow aspirate were the alterations of M: E ratio (myeloid - erythroid ratio) due to relative and/or absolute hyperplasia of the myeloid series, and/or relative and/or absolute hypoplasia of the erythroid series; erythropoiesis was predominantly microerythroblastic in many patients; mild to moderate plasmocytosis was found; and, regarding the intersticial series, increased macrophagic activity was noted. There was no direct correlation between the number of megakaryocytes and the blood platelet count, but there was a direct correlation between the bone marrow platelet production and blood platelet count. We believe that it is very difficult to have a good idea of the dynamic mechanisms that lead to medular platelet production in the presence of platelet consumption, through a random test of the bone marrow.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)