Sample records for embezzlement
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 1 shown.



1

Análise comparativa dos efeitos da base socioeconômica, dos tipos de crime e das condições de prisão na reincidência criminal/ Comparative analysis of the effects of socioeconomic status, crime type and prison conditions on criminal recidivism

Fandiño Mariño, Juan Mario
2002-12-01

Resumo em português O objetivo central do trabalho é identificar e mensurar o poder explicativo relativo das seguintes três dimensões causais hipotéticas da reincidência criminal: a) variáveis biográficas ou socioeconômicas, a saber: estado civil, filhos, naturalidade, idade, religião, raça, instrução formal e nível de qualificação da ocupação; b) tipo de delito, segundo os seguintes oito tipos simplificados: homicídios, lesões corporais, roubos, furtos, estelionatos, poss (mais) e e uso de entorpecentes e estupros); e c) condições de prisão, incluindo a disponibilidade e qualificação dos funcionários - tanto de segurança quanto administrativos -, trabalho prisional dos apenados, treinamento profissionalizante e instrução em geral, espaços disponíveis e superlotação, e programas de assistência social ao apenado. O trabalho resume e avalia a literatura internacional relativa à reincidência criminal, tanto em termos metodológicos quanto teóricos, e apresenta um panorama histórico recente da criminalidade no estado do Rio Grande do Sul, como pano de fundo da análise da reincidência propriamente dita. Utilizando dados longitudinais oficiais das prisões para os anos de 1989 a 1997, e o cadastro geral oficial de apenados do estado, uma série de regressões é calculada pelo método step-wise, relacionando as três dimensões em questão com a variável reincidência, dicotomizada. A dimensão biográfica explica 32% da reincidência, o tipo de crime explica outros 9%, e as condições de prisão explicam ainda 16%, sugerindo uma ampla influência da política prisional na redução da reincidência. Resumo em inglês This work is primarily aimed at identifying and measuring the relative explicatory ability of the following three hypothetical causal dimensions of criminal recidivism: a) socioeconomic variables, namely: marital status, children, place of birth, age, religion, race, educational level and qualification level of the occupation; b) type of offense, according to eight simplified types: homicide, assault and battery, larceny, robbery, embezzlement, possession and use of illeg (mais) al drugs, and rape); and c) prison conditions, including the availability and qualification of prison personnel - both in security and management - prison work by inmates, professional training and general educational level, available spaces and overpopulation, and social programs for inmates. The work summarizes and evaluates international literature on criminal recidivism, both in methodological and in theoretical terms, presenting a recent historical overview on crime in the southern Brazilian state of Rio Grande do Sul, as the background for analyzing recidivism itself. Based on official longitudinal data from 1989 to 1997, and the state's general inmates registry, a series of regressions are calculated by the step-wise method, relating the three dimensions in question with the variable of recidivism, dichotomizing it. The socio-economic dimension explains 32% of recidivism, crime type explains other 9% of recidivism, and prison conditions explain an additional 16%, suggesting a wide margin of recidivism reduction by prison policies. Some closing considerations are presented in relation to the "new penology" and prisonal philosophy in Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)