Sample records for electrophysiology
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 16 shown.



1

Cognição e eletrofisiologia: uma revisão crítica das perspectivas nacionais/ Cognition and electrophysiology: a critical review on the national perspectives

Jaeger, Antonio; Parente, Maria Alice de Mattos Pimenta
2010-08-01

Resumo em português A técnica eletrofisiológica Potenciais Relacionados ao Evento (PRE) vem sendo amplamente utilizada para o estudo da atividade cerebral correspondente a processos cognitivos específicos. O presente artigo apresenta uma revisão crítica dos estudos empregando PRE desenvolvidos em universidades brasileiras, enfatizando especialmente seus objetivos principais e abordagens metodológicas. Os estudos examinados investigaram efeitos eletrofisiológicos tradicionalmente repor (mais) tados na literatura em PRE, como os efeitos denominados P300, N400 e MMN, proporcionando resultados relevantes teoricamente, bem como demonstrando a utilidade do PRE para a investigação de diversos temas de pesquisa. Possibilidades referentes a abordagens metodológicas alternativas para a análise dos PREs, assim como o emprego desta técnica no estudo de diversos processos psicológicos, são examinados e discutidos. Resumo em inglês The electrophysiological technique Event-related potentials (ERP) has been widely employed in the study of brain activity reflecting specific cognitive processes. This current article presents a critical review of the ERP studies conducted in Brazilian universities, with special emphasis on their main goals and methodological approaches. The examined studies investigated electrophysiological effects traditionally reported in the ERP literature, as the P300, N400 and MMN e (mais) ffects, providing theoretically relevant results and demonstrating the usefulness of this technique for the investigation of several research topics. Possibilities concerning alternative methodological approaches on ERP analysis and the employment of this technique in the study of a variety of psychological processes are examined and discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Aplicações do ecocardiograma intracardíaco no laboratório de eletrofisiologia/ Use of intracardiac echocardiography in the electrophysiology laboratory/ Aplicaciones del ecocardiograma intracardíaco en el laboratorio de electrofisiología

Saad, Eduardo B.; Costa, Ieda Prata; Camanho, Luiz Eduardo M.
2011-01-01

Resumo em português O ecocardiograma intracardíaco (EIC) proporciona uma visualização detalhada das estruturas cardíacas, combinada a informações hemodinâmicas, permitindo posicionamento acurado e em tempo real do posicionamento dos cateteres, redução do tempo de exposição à fluoroscopia, e a monitorização de complicações agudas durante o procedimento eletrofisiológico (ex. formação de trombos, derrame pericárdico, tamponamento cardíaco). Por isso, a sua utilização tem (mais) sido crescente, principalmente na ablação da fibrilação atrial e das arritmias ventriculares. Na ablação de fibrilação atrial demonstra grande utilidade por fornecer dados anatômicos do átrio esquerdo e veias pulmonares, auxiliar nas punções transeptais, localizar o óstio e antro das veias pulmonares, monitorizar a lesão tecidual durante a aplicação de radiofrequência (RF), prevenir injúria esofágica através da monitorização das lesões por RF na parede posterior do átrio esquerdo e avaliar o fluxo das veias pulmonares. Resumo em espanhol El ecocardiograma intracardíaco (EIC) proporciona una visualización detallada de las estructuras cardíacas, combinada a informaciones hemodinámicas, permitiendo posicionamiento preciso y en tiempo real del posicionamiento de los catéteres, reducción del tiempo de exposición a la fluoroscopia, y el monitoreo de complicaciones agudas durante el procedimiento electrofisiológico (ex. formación de trombos, derrame pericárdico, taponamiento cardíaco). Por eso, su uti (mais) lización ha sido creciente, principalmente en la ablación de la fibrilación atrial y de las arritmias ventriculares. En la ablación de fibrilación atrial demuestra gran utilidad por proveer datos anatómicos del atrio izquierdo y venas pulmonares, auxiliar en las punciones transeptales, localizar el ostio y antro de las venas pulmonares, monitorear la lesión tisular durante la aplicación de radiofrecuencia (RF), prevenir injuria esofágica a través del monitoreo de las lesiones por RF en la pared posterior del atrio izquierdo y evaluar el flujo de las venas pulmonares. Resumo em inglês The intracardiac echocardiography (ICE) offers a detailed visualization of the cardiac structures, in association with hemodynamic information, allowing the precise and real-time positioning of the catheters, decreasing the time of exposure to fluoroscopy and the monitoring of acute complications during the electrophysiological procedure (i.e., formation of thrombi, pericardial effusion, cardiac tamponade), Consequently, its use has progressively increased, mainly in the (mais) ablation of atrial fibrillation and ventricular arrhythmias. It has shown to be very useful in the ablation of atrial fibrillation by providing anatomic data on the left atrium and pulmonary veins, helping in transseptal punctures, locating the ostium and antrum of the pulmonary veins, monitoring tissue injury during radiofrequency (RF) use, preventing esophageal injury by monitoring the injuries caused by RF on the left atrial posterior wall and assessing the pulmonary vein flow.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Anatomia angiográfica do sistema venoso coronário. Aplicações em eletrofisiologia clínica/ Angiography of the coronary venous system. Usefulness in clinical cardiac electrophysiology

Melo, Wesley Duílio S.; Prudencio, Luis A. Renjel; Kusnir, Cássia E.; Pereira, Ana Lucia N.; Marques, Vera; Vieira, Magno C.; Paola, Angelo Amato V. de
1998-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar as possibilidades diagnósticas e terapêuticas, através de microcateteres introduzidos nas veias do coração, em estudo angiográfico da circulação venosa coronária. MÉTODOS: Foram realizadas venografias superseletivas do coração em 30 portadores de taquicardia ventricular sustentada, utilizando-se cateter específico que providenciava a oclusão temporária do óstio do seio coronário. A idade média foi de 52,7 (variação de 24 a 76) anos, s (mais) endo 25 do sexo masculino e cinco do feminino. As veias foram analisadas de acordo com o número, calibre e distribuição nas paredes anterior e posterior do ventrículo esquerdo (VE). RESULTADOS: O seio coronário foi cateterizado em todos os pacientes, não havendo desconforto adicional ou complicações em nenhum caso. O número de veias da parede posterior do ventrículo esquerdo foi 3,1 e na parede anterior, 1,9 p Resumo em inglês PURPOSE: To study the angiographic anatomy of human coronary veins and the possibility of epicardial venous mapping through microelectrode catheters. METHODS: We evaluated 30 patients with sustained ventricular tachycardia using a catheter which provided occlusion of the coronary sinus ostium during venous angiography. They were 25 males, 5 females, ages ranging from 24 to 76 years (mean=52.7). The veins were studied according to their number, caliber and distribution in (mais) the anterior and posterior wall of the left ventricle. RESULTS: Coronary sinus was catheterized in all patients. No discomfort or complications were observed. The number of veins from posterior wall of the left ventricle was 3.1 and anterior wall, 1.9, p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Síndrome de Rett/ Rett syndrome

Schwartzman, José Salomão
2003-06-01

Resumo em português A partir do que já se conhece sobre a síndrome de Rett, este artigo focaliza as informações mais recentes da literatura internacional sobre os aspectos genéticos e etiológicos desta condição, bem como sobre a sua identificação clínica e laboratorial, neuropatologia, eletrofisiologia, e evolução clínica (epilepsia, distúrbios respiratórios, distúrbios autonômicos e aspectos nutricionais), enfatizando, ainda, que, embora até recentemente tida como condiç (mais) ão que afetava apenas o sexo feminino, também pode estar presente no sexo masculino, ainda que com fenótipo diverso. Resumo em inglês This article is focus on the currently knowledge about Rett syndrome, based on the more recent information in the international literature on genetic and epidemiological aspects of this condition, as well as on its clinical and laboratory diagnosis, neuropathology, electrophysiology. and clinical outcome (epilepsy, respiratory disorders, autonomic disturbances and nutritional aspects). Although it has been known as a female condition, nowadays it is described the possibility of affected males with a different phenotype.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Medidas psicofísicas e eletrofisiológicas da função visual do recém nascido: uma revisão/ Psychophysical and electrophysiological visual function measurements in infants: a review/ Mésures psychophysiques et electrophysiologiques de la fonction visuelle de l'enfant en bas âge: une revue

Costa, Marcelo Fernandes da; Oliveira, André Gustavo Fernandes; Bergamasco, Niélsy Helena Puglia; Ventura, Dora Fix
2006-01-01

Resumo em português O sistema visual apresenta muitas funções ao nascimento. O processo de amadurecimento destas funções demanda um tempo variado. Neste trabalho, inicialmente descreveremos como a psicofísica e a eletrofisiologia visual tem colaborado para a medida e o estudo do desenvolvimento de três funções visuais: acuidade visual, sensibilidade ao contraste e visão de cores. Num segundo momento, discutimos sobre como a medida e o desenvolvimento destas funções podem estar prejudicados em patologias que afetam o sistema visual, como a prematuridade e a paralisia cerebral. Resumo em inglês Many functions are present in the visual system at the birth. The time required for maturation varies among these functions. In this paper, we first show how visual psychophysics and electrophysiology have been collaborating to the measurement and to the study of the development of three visual functions: visual acuity, contrast sensitivity and color vision. In a second part, we discuss how the measurements and the development of these functions could be impaired in pathologies that affect the visual system as prematurity and cerebral palsy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Estudo normativo do eletrorretinograma de campo total em adultos jovens/ Normative values for full-field electroretinogram in healthy young adults

Pereira, Josenilson Martins; Mendieta, Luana; Sacai, Paula Yuri; Salomão, Solange Rios; Berezovsky, Adriana
2003-01-01

Resumo em português OBJETIVOS: A proposta deste estudo é estabelecer valores normativos para o eletrorretinograma (ERG) de campo total, em um grupo de voluntários adultos jovens segundo o protocolo padrão recomendado pela Sociedade Internacional de Eletrofisiologia Visual Clínica (ISCEV). MÉTODOS: Participaram deste estudo 42 voluntários normais com idades variando de 15 a 26 anos, sendo 20 homens e 22 mulheres. Os eletrorretinogramas de campo total foram obtidos com eletrodos de lente (mais) de contato bipolares e seguiram as 5 etapas do protocolo da Sociedade Internacional de Eletrofisiologia Visual Clinica: a) resposta de bastonetes; b) reposta máxima; c) potenciais oscilatórios; d) resposta máxima de cones; e) resposta de cones ao flicker 30 Hz. Os parâmetros analisados foram a amplitude de resposta do pico da onda-a até o pico da onda-b (pico a pico em miV) e o tempo de culminação da onda-b (ms). RESULTADOS: As médias (± 1 desvio padrão) da amplitude pico a pico foram: resposta de bastonetes - 241,1 ± 66,9 µV; resposta máxima - 385,4 ± 71,8 µV; potenciais oscilatórios - 180,6 ± 48,6 µV; resposta de cones -102,8 ± 36,3 µV e flicker 30 Hz - 69,2 ± 26,6 µV. Para o tempo implícito da onda-b os valores foram: resposta de bastonetes - 85,2 ± 7,6 ms; resposta máxima -45,6 ± 2,0ms; resposta de cones - 27,8 ± 1,2ms e flicker 30 Hz - 27,9 ± 1,2 ms. Os resultados foram comparáveis entre os grupos masculino e feminino, exceto para a resposta máxima em que as mulheres obtiveram amplitudes estatisticamente maiores (t=2,06; P=0,046). CONCLUSÃO: Os valores encontrados estão de acordo com dados normativos da literatura e são fundamentais para o diagnóstico correto de disfunções retinianas em pacientes na mesma faixa etária. Inclusão de outras faixas etárias e o aumento no número de sujeitos testados são necessários para estender valores normativos para o eletrorretinograma. Resumo em inglês PURPOSE: To determine normative data for full-field electroretinogram (ERG) in a healthy young adult group, according to the guidelines of a standard protocol recommended by the International Society for Clinical Electrophysiology of Vision (ISCEV). METHODS: A group of 42 healthy normal volunteers aged from 15 to 26 years (mean=20.8 ± 2.9 years) was recruited. Full-field electroretinogram (ERG) was recorded using a bipolar contact lens electrode according to the In (mais) ternational Society for Clinical Electrophysiology of Vision standard protocol, including the following responses: a) scotopic rod response; b) scotopic maximal response; c) scotopic response for oscillatory potentials; d) photopic single-flash cone response and e) photopic 30 Hz flicker for cone response. RESULTS: Mean (± 1 SD) peak-to-peak amplitude was 241.1 ± 66.9 µV for rod response; 385.4 ± 71.8 µV for maximal response; 180.6 ± 48.6 µV for oscillatory potentials; 102.6 ± 36.3 µV for single-flash cone response and 69.2 ± 26.6 µV for light adapted 30 Hz flicker response. Mean b-wave implicit time was 85.2 ± 7.6 ms for rod response; 45.6 ± 2.0 ms for maximal response; 27.8 ± 1.2 ms for single-flash cone response and 27.9 ± 1.2 ms for 30 Hz flicker response. Comparable values were obtained from males and females, but the scotopic maximal response of females showed statistically larger amplitudes (t=2.06; P=0.04). CONCLUSIONS: The results obtained in this study are comparable to those previously reported in the literature and will be helpful to evaluate patients with several retinal disorders. Inclusion of other age groups will provide extended normative data.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Eletrorretinograma: considerações a respeito dos limites de normalidade e comparação entre valores normais de dois diferentes laboratórios/ Electroretinogram: comparison of normal values between two laboratories

Paranhos, Flávio Rocha Lima; Paranhos Jr., Augusto; Nehemy, Márcio Bittar
2002-03-01

Resumo em português Objetivo: Comparar os valores dos limites de normalidade da amplitude e tempo de culminação do eletrorretinograma (ERG) de 2 laboratórios diferentes. Métodos: Dados normativos do ERG disponibilizados pelo fabricante de aparelhos de eletrofisiologia com o programa UTAS (LKC Technologies), que incluíam 110 indivíduos normais de 22 a 79 anos de idade, foram comparados com valores normais de nosso laboratório publicados anteriormente, referentes a 42 indivíduos normai (mais) s com idades variando de 6 a 72 anos, cujo exame foi realizado em um dos modelos LKC (EPIC 2000). O método de registro do ERG foi o de estimulação simples ("single flash") e seguiu as recomendações da ISCEV (International Society of Clinical Electrophysiology of Vision). Resultados: Todos os parâmetros do ERG, tanto de amplitude quanto de tempo de culminação, com exceção da amplitude dos potenciais oscilatórios (p = 0,0779) e do tempo de culminação da onda-b da resposta máxima combinada (p = 0,7771), foram significativamente (p Resumo em inglês Purpose: To compare the limits of normality of the electroretinogram (ERG) amplitude and implicit time of two different laboratories. Methods: Normative ERG data from LKC Technologies, which uses UTAS software were compared to normative data from our laboratory using LKC equipment (EPIC 2000). The former included 110 normal subjects with ages ranging from 22 to 79 years and the latter included 42 normal subjects ranging from 6 to 72 years of age. Single flash ERG using IS (mais) CEV (International Society of Clinical Electrophysiology of Vision) recommended routine with ERG-jet contact lens electrodes were performed in both laboratories. Results: All ERG amplitude parameters, as well as all implicit times were significantly different (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Estudo eletrofisiológico do sistema auditivo periférico e central em indivíduos afásicos/ Electrophysiological study of the central and peripheral hearing system of aphasic individuals

Alvarenga, Kátia de Freitas; Lamônica, Dionisia Cusim; Costa Filho, Orozimbo Alves; Banhara, Marcus Roberto; Oliveira, Danielle Tavares; Campo, Michelle Alves
2005-03-01

Resumo em português TEMA: Eletrofisiologia do sistema auditivo. OBJETIVO: Avaliação eletrofisiológica do sistema auditivo periférico e central de pacientes lesionados cerebrais. MÉTODO: Grupo experimental: onze lesionados cerebrais com quadros afásicos, de ambos os gêneros e idade variando de 43 a 75 anos; grupo controle: onze sujeitos sem queixa auditiva, equiparados quanto ao gênero e idade. Os indivíduos foram avaliados por meio de potenciais evocados auditivos de tronco encefál (mais) ico (PEATE); de média latência (PEAML) e potencial cognitivo (P300). RESULTADOS: Aumento das latências da onda V e do interpico I-V nos PEATE em ambos os grupos decorrente do fator idade. Presença de diferença hemisférica estatisticamente significante ao comparar o componente Pa na pesquisa dos PEAML registrado em C3 (hemisfério esquerdo) e C4 (hemisfério direito) no grupo experimental. Ausência ou aumento da latência e diminuição da amplitude do P300 na presença do componente N2, na pesquisa do potencial cognitivo P300. CONCLUSÃO: Os PEAML e P300 demonstraram ser instrumentos para avaliação de indivíduos afásicos. Resumo em inglês SUBJECT: Electrophysiology of the auditory system. OBJECTIVE: Electrophysiological evaluation of the peripheral and central auditory system of brain injured patients. METHOD: Experimental group: eleven brain injured and aphasic subjects, both genders and with ages ranging from 43 to 75; control group: eleven individuals without hearing complaints, equalized as to gender and age. The subjects were evaluated through auditory brainstem response (ABR); auditory middle latency (mais) response (AMLR) and auditory P300 response. RESULTS: An increase in the V wave latency and I-V interpeak in both groups, due to the age factor. The presence of statistically significant hemispheric differences when compared to the Pa component in MLAEP research, registered in the C3 (left hemisphere) and the C4 (right hemisphere). In researching the P300 Cognitive Potential, there was an absence or increase in P300 latency and a decrease in P300 amplitude in the presence of the N2 component. CONCLUSION: The AMLR and auditory P300 response have proven to be effective instruments for evaluating aphasic individuals.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Avaliação da função visual em pacientes com distrofia de cones/ Visual function assessment in patients with cone dystrophy

Sato, Marta; Sacai, Paula Yuri; Berezovsky, Adriana; Salomão, Solange Rios
2003-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a função visual pela eletrorretinografia de campo total e pela acuidade visual em pacientes com distrofia de cones. MÉTODOS: Um grupo de 23 pacientes (16 do sexo feminino e 7 do sexo masculino) com distrofia de cones foi avaliado no Laboratório de Eletrofisiologia Visual Clínica do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo. A avaliação constou de: sinais e sintomas, acuidade visual medida pela tabela ETDRS ou de Snellen e (mais) função retiniana pela eletrorretinografia de campo total. As amplitudes pico-a-pico (µV) e o tempo de culminação da onda-b (ms) foram comparadas com normas descritas na literatura. RESULTADOS: A acuidade visual no melhor olho variou de 0,07 a 3,00 logMAR (20/25-MM a 10 cm), com média de 0,85±0,64 logMAR (20/140). A média da amplitude pico-a-pico das respostas escotópicas de bastonetes foi de 144,29±80,05 µV com média do tempo de culminação da onda-b de 92,85±9,02 ms (normal para a idade). A média da amplitude pico-a-pico para respostas fotópicas de cones foi de 5,06±8,59 µV (reduzida para a idade) com média do tempo de culminação da onda-b de 43,4±14,5 ms (atrasado para a idade) nos pacientes com resposta detectável e para as respostas do flicker, a amplitude foi de 5,00±9,00 µV (reduzida para a idade) com média do tempo de culminação da onda-b de 32,90±12,87 ms (atrasado para a idade). CONCLUSÃO: A acuidade visual média encontrada neste grupo de pacientes com distrofia de cones foi de 0,85 logMAR (20/140). A fotofobia foi o sintoma mais freqüente juntamente com a baixa de visão e deficiência de visão de cores. Em 10/23 pacientes o diagnóstico foi feito pela eletrorretinografia, devido à ausência de alterações fundoscópicas. Resumo em inglês PURPOSE: To evaluate visual function by full-field electroretinography (ERG) and visual acuity in patients with cone dystrophy. METHODS: 23 (7 male and 16 female) patients with suspicion of cone dystrophy were evaluated at the Clinical Electrophysiology of Vision Laboratory of the Universidade Federal de São Paulo. Inclusion criteria were: clinical history, visual acuity measured by ETDRS or Snellen charts and retinal function assessed by full-field electroretinography. (mais) The peak-to-peak amplitude and b-wave implicit time values were compared with previously published age norms. RESULTS: Visual acuity measurement in the best eye ranged from 0.07 to 3.00 logMAR (HM to 20/25) with mean VA of 0.85±0.64 logMAR (20/140). Mean peak-to-peak amplitude for scotopic rod-response was 144.29±80.05 µV (normal for age) and mean of implicit time was 92.85±9.02 ms (normal for age). Mean peak-to-peak amplitude for single-flash cone response was 5.06±8.59 µV (reduced for age) and mean implicit time was 43.4±14.4ms (reduced for age) for detectable responses; for 30 Hz-flicker mean amplitude was 5.00±9.00 µV (reduced for age) and the mean of implicit time was 34.9±10.9 ms (reduced for age). CONCLUSION: Mean visual acuity was 0.85 logMAR (20/140) in this group of patients with cone dystrophy. Photophobia was the main complaint, followed by decreased vision and defective colour vision. Ten of 23 (10/23) patients had their final diagnosis only after full-field electroretinography recording, since the fundus examination was normal.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Eletrorretinografia focal em adultos jovens normais/ Focal electroretinography in normal young adults

Punaro, Elizabete; Berezovsky, Adriana; Salomão, Solange Rios
2005-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estabelecer valores normativos para o exame de eletrorretinograma focal em adultos jovens normais, segundo protocolo recomendado pela sociedade Internacional de Eletrofisiologia Visual Clínica (IsCEV). MÉTODOS: Participaram 33 indivíduos de idades variando entre 14 a 38 anos (média 22,96±5,73), 14 homens e 19 mulheres. O eletrorretinograma focal foi registrado a partir de um eletrodo corneano bipolar, e oftalmoscópio estimulador com luz branca intermitente (mais) em freqüências temporais de 42 Hz e 31,25 Hz na mácula. Os parâmetros, amplitude (em nanovolts) e latência (em milissegundos), foram analisados pela transformada de Fourier. Para análise estatística de ambas as freqüências, foram calculados a mediana, mínimo, máximo, percentis e teste t entre as amplitudes e as latências. RESULTADOS: Para 42 Hz. Amplitude: mediana 614nV; 1º quartil 529nV; 3º quartil 650nV; mínimo 370nV; máximo 794nV; percentil 2,5 378,8nV; percentil 97,5 779,6nV. Latência: mediana 26,4ms; 1º quartil 25,4ms; 3º quartil 26,8ms; mínimo 23,4ms; máximo 28,2ms; percentil 2,5 23,8ms; percentil 97,5 27,88ms. Para 31,25Hz. Amplitude: mediana 632nV; 1º quartil 429nV; 3º quartil 750nV; mínimo 364nV; máximo 1036nV; percentil2,5 364,8nV; percentil 97,5 1018,4nV. Latência: mediana 30,1ms; 1º quartil 29,3ms; 3º quartil 31,2ms; mínimo 25,9ms; máximo 33,9ms; percentil 2,5 27,18ms; percentil 97,5 27,88ms. CONCLUSÃO: O presente estudo estabelece limites de normalidade para o exame de eletrorretinografia focal em adultos jovens para freqüências temporais de 42Hz e 31,25 Hz. Os resultados encontrados mostram valores similares de amplitude para ambas as freqüências temporais e latência significantemente mais rápida para a freqüência de 42 Hz. Resumo em inglês PURPOSE: To determine normative values for focal electroretinography in normal young adults, according to the standard protocol recommended by the International Society for Clinical Electrophysiology of Vision - IsCEV. METHODS: 33 normal volunteers aged from 14 to 38 years (mean 22.96±5.73) were included in this study. Focal electroretinography was recorded by corneal electrode after white flicker light stimulation in the macula at high temporal frequencies -42Hz and 31. (mais) 25Hz. Focal electroretinography parameters as amplitude (nanovolts) and latency (milliseconds) were extracted and analyzed after discrete Fourier transformation. Median, values below 95% and above 95%; maximum; minimum and percentiles were calculated for both parameters; a t test was calculated between amplitudes and latencies for both frequencies. RESULTS: For 42Hz. Amplitude: median 614nV; below 95% 529nV; above 95% 650nV; minimum 370 nV; maximum 794 nV; 2.5th percentile 378.8nV; 97.5th percentile 779.6nV. Latency: median 26.4ms; below 95% 25.4ms; above 95% 26.8ms; minimum 23.4ms; maximum 28.2ms; 2.5th percentile 23.8ms; 97.5th percentile 27.88ms. For 31.25Hz. Amplitude: median 632nV; below 95% 429nV; above 95% 750nV; minimum 364nV; maximum 1036nV; 2.5th percentile 364.8nV; 97.5th percentile 1018.4nV. Latency: median 30.1ms; below 95% 29.3ms; above 95% 31.2ms; minimum 25.9ms; maximum 33.9ms; 2.5th percentile 27.18ms; 97.5th percentile 33.34ms. CONCLUSIONS: Normal limits for focal electroretinography according to the International Society for Clinical Electrophysiology of Vision, guidelines were established in a cohort of young adults. Comparable amplitude values were found for both 42 Hz and 31.25 Hz temporal frequencies. However, latencies was significantly faster for 42 Hz stimuli.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Nova abordagem técnica e eletrofisiológica para tratamento da fibrilação atrial/ New technical and eletrophysiological approach for atrial fibrillation treatment

Gomes, Otoni Moreira; Gomes, Eros Silva
2004-06-01

Resumo em português A cirurgia do "Labirinto" para tratamento da fibrilação atrial primária, inicialmente proposta por Cox, é relativamente complexa e aumenta o risco de morbidade próprio da cirurgia da valva mitral isoladamente. OBJETIVO: Apresentar o detalhamento técnico, os conceitos de eletrofisiologia adotados e os resultados iniciais de nova abordagem cirúrgica e eletrofisiológica, incluindo o bloqueio de macrocircuitos atriais específicos definidos por Frame, e otimizando a t (mais) ática cirúrgica de tratamento da fibrilação atrial. MÉTODO: Foram operados oito pacientes portadores de fibrilação atrial crônica e disfunção de valva mitral, associada à disfunção de valva tricúspide em um paciente, empregando-se as seguintes modificações principais da cirurgia de Cox: 1- Exclusão da aurícula esquerda por sutura interna, na junção com o átrio esquerdo; 2- Exclusão de aurícula direita por sutura em bolsa de fixação da cânula de drenagem venosa para a veia cava superior; 3- Incisão biatrial única; 4- Eletrocauterização transendocárdica no tecido atrial esquerdo circunjacente aos óstios das veias pulmonares; 5- Substituição das incisões e suturas no átrio esquerdo por eletrocauterização transendocárdica. RESULTADOS: O tempo de circulação extracorpórea variou de 64 a 133 min (média de 107,5 min) e o tempo de cardioplegia de 40 a 105 min (média de 76,7 min). Ao final da cirurgia, todos os pacientes estavam em ritmo atrial regular. O pós-operatório transcorreu sem complicações cirúrgicas e todos os pacientes receberam alta hospitalar em ritmo atrial regular. Em nenhum paciente foi necessário o implante de marcapasso definitivo. No seguimento ambulatorial, seis meses após a cirurgia, seis (75%) pacientes mantiveram o ritmo atrial com as contrações atriais regulares, e dois apresentaram fibrilação atrial, clinicamente controlada (NYHA II). Também não ocorreram complicações embólicas nem evidência de trombose no controle ecocardiográfico. CONCLUSÃO: Pode-se concluir, como experiência inicial, que a abordagem eletrofisiológica e a técnica empregada otimizaram o tratamento cirúrgico da fibrilação atrial, possibilitando a correção de lesões valvares mitrais e tricúspide sem morbidade adicional. Resumo em inglês INTRODUCTION: The maze procedure for primary atrial fibrillation treatment, initially proposed by Cox, is somewhat complex and increases the morbidity risk originating from the isolated mitral valve surgery itself. OBJECTIVE: To describe the surgical technique, the concepts of electrophysiology considered and the initial results of a new surgical and electrophysiological approach. Also the blocking of main atrial circuits as defined by Frame and optimization of the surgic (mais) al tactic for atrial fibrillation treatment are considered. METHOD: Eight patients with chronic atrial fibrillation and mitral valve dysfunction and with tricuspid valve regurgitation in one case were operated on. The following modifications of the classic Cox procedure were employed: 1. - Exclusion of the left atrium appendage by internal suturing to close its left atrial ostium; 2. - Exclusion of the right atrium appendage by one purse string suture used for the fixation of the superior vena cava draining cannula; 3. - Single atrial incision; 4. - Transendocardial electrocauterization of the left atrium wall around all the pulmonary vein ostia; 5. - Substitution of the incisions and sutures in the left atrium by transendocardial electrocauterization. RESULTS: The cardiopulmonary bypass time varied from 64 to 133 min (mean 107.5 min) and the cardioplegia time was from 40 to 105 min. (mean 76.7 min). At the end of the surgery all patients were in regular atrial rhythm. The postoperative period was uneventful with all patients discharged from hospital showing regular atrial rhythm, without definitive pacemaker implantation. Six months after surgery, six patients were in regular atrial rhythm (75%) with preserved atrial contractions, and two (25%) with atrial fibrillation, clinically controlled (NYHA II). There was no evidence of embolic complications or thrombosis seen by Doppler echocardiography. CONCLUSION: It is concluded that in this initial series of cases, the electrophysiolgical approach and the surgical technique employed improved the surgical treatment of atrial fibrillation enabling the correction of mitral and tricuspid valve lesions without additional morbidity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Contribuição diagnóstica da avaliação eletrofisiológica visual em pacientes atendidos em hospital universitário/ Diagnostic contribution of visual electrophysiologic assessment in patients from a university hospital

Sacai, Paula Yuri; Berezovsky, Adriana; Fantini, Sérgio Costa; Salomão, Solange Rios
2003-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Determinar a freqüência de diferentes categorias diagnósticas em um laboratório de eletrofisiologia visual clínica de um hospital universitário. MÉTODOS: Os pacientes participaram de um estudo transversal sendo submetidos a testes eletrodiagnósticos visuais entre outubro de 1998 e outubro de 2000 (N=570). Os exames de eletrorretinografia (ERG) foram realizados em 385 pacientes (68%) e de potenciais visuais evocados (PVE) por reversão de padrão e/ou fla (mais) shes e varredura em 185 pacientes (32%). RESULTADOS: Após avaliação da eletrorretinografia, as categorias diagnósticas mais freqüentes foram identificadas na seguinte ordem: retinose pigmentária, doença de Stargardt, distrofia de cones, degeneração do tipo cone-bastonete, retinotoxicidade devido a vários agentes (cloroquina, tamoxifeno, etc) e trauma ocular, além de perdas visuais de causas idiopáticas. Em 23% dos casos, não foi possível obter o diagnóstico final ao primeiro exame. O grupo mais freqüente referido para o eletrorretinografia foi para documentar ou excluir as degenerações tapeto-retinianas (42%). Neste grupo, 110 casos de retinose pigmentária foram identificados: 91 casos isolados e 19 sindrômicos. Para o exame de potenciais visuais evocados, as categorias diagnósticas mais freqüentes foram: doenças que afetam somente o nervo óptico (atrofia de nervo óptico, neurites ópticas, edema de disco óptico, etc.); condições neurológicas afetando a via visual (esclerose múltipla, paralisia cerebral, trauma crânio-encefálico, tumores, etc.), condições neurológicas e/ou doenças oculares pediátricas (catarata congênita, deficiência visual cortical, glaucoma congênito, etc.), e opacidade de meios (leucoma, trauma ocular, etc.). CONCLUSÕES: A análise deste amplo grupo de pacientes, mostra as indicações mais freqüentes e significativas para registros eletrofisiológicos visuais e decisões diagnósticas. Vários diagnósticos podem ser de difícil conclusão sem os testes eletrofisiológicos visuais. Dentre essas doenças incluem-se estágios iniciais da retinose pigmentária, distrofia progressiva de cones, retinopatia tóxica sem alterações fundoscópicas, função de nervo óptico ou retiniana em opacidades de meios, envolvimento de nervo óptico em esclerose múltipla e avaliação da acuidade visual em doenças oculares infantis com ou sem alterações neurológicas. Resumo em inglês PURPOSE: To determine the frequency of diagnostic categories obtained in a clinical vision electrophysiology laboratory at a university hospital. METHODS: Patients who underwent visual electrodiagnostic testing from October 1998 to October 2000 (N=570) were cross-sectionally studied. Electroretinogram (ERG) was performed in 385 (68%) patients and pattern and/or flash visually evoked potentials were performed in 185 (32%) patients. RESULTS: After electroretinogram assessme (mais) nt, the most frequently identified diagnostic categories were (in this order): retinitis pigmentosa, Stargardt's disease, cone dystrophy, cone-rod degeneration, retinotoxic effects due to several agents (chloroquine, tamoxifen, methanol, etc) and ocular trauma, besides unclear visual loss. In 23% of the cases, it was impossible to obtain a final diagnosis on the first examination. The largest group referred to electroretinogram testing was for documentation or exclusion of tapetoretinal degenerations (42%). In this group, 110 cases of RP were identified: 91 isolated and 19 syndromic cases. Visually evoked potential testing helped to identify the following diagnostic categories: diseases affecting only the optic nerve (optic nerve atrophy, optic neuritis, optic disk edema, etc); neurological conditions affecting the visual pathway (multiple sclerosis, cerebral palsy, blunt head trauma, tumors, etc): pediatric eye and/or neurological conditions (congenital cataract, cortical visual impairment, congenital glaucoma, etc) and opaque media (leucoma, ocular trauma, etc). CONCLUSIONS: Frequent and meaningful indications for visual electrophysiologic recording and diagnostic decisions arise from this relatively large group of studied patients. A number of diagnoses can hardly, if not all, be established without visual electrophysiologic testing. These include early stages of retinitis pigmentosa, progressive cone dystrophy, toxic retinopathy without fundus changes, optic nerve or retinal dysfunction in opaque media, optic nerve involvement in multiple sclerosis and pediatric eye disease with or without neurological damage.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Estudo prospectivo das repercussões de baixas doses de remifentanil na função sinoatrial e na condução e refratariedade cardíaca/ Prospective study on the repercussions of low doses of remifentanil on sinoatrial function and in cardiac conduction and refractory period/ Estudio prospectivo de las repercusiones de bajas dosis de remifentanil en la función sinoatrial en la conducción y refractariedad cardiaca

Leite, Simone Soares; Firme, Elizabeth Bessadas Penna; Bevilaqua, Márcia Santana; Pereira, Leonel dos Santos; Atié, Jacob
2007-10-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: O remifentanil é um opióide com início e término de ação rápidos, cujo uso em procedimentos de curta duração vem se propagando nos últimos anos. Entre os efeitos colaterais descritos, há relatos de bradicardia e assistolia. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos desse fármaco na condução e refratariedade cardíaca, em humanos. MÉTODO: Estudo prospectivo de 16 pacientes, entre 18 e 65 anos, de ambos os sexos, ASA I a III, s (mais) ubmetidos a estudo eletrofisiológico intracardíaco eletivo. Foram excluídos os pacientes com doença do nódulo sinoatrial e os portadores de bloqueios cardíacos graves. No laboratório de eletrofisiologia, os pacientes foram inicialmente sedados com midazolam (0,03 mg.kg-1), após 5 minutos (M0) avaliou-se o grau de sedação de intensidade de dor, pressões arteriais sistólica e diastólica, freqüências cardíaca e respiratória e saturação de oxigênio. O eletrofisiologista avaliou as variáveis de condução cardíaca (duração do QRS, intervalos AA, AH, HV e PA), o tempo de recuperação do nódulo sinoatrial e as variáveis de refratariedade cardíaca (período refratário do átrio direito, período refratário do ventrículo direito e período refratário do nódulo atrioventricular). Após as medidas iniciais o remifentanil foi introduzido (bolus de 0,5 µg.kg-1 + infusão de 0,05 µg.kg-1.min-1) e após 20 minutos as mesmas variáveis foram reavaliadas (M1). RESULTADOS: Observou-se diminuição das pressões sistólica e diastólica (p = 0,0001) entre M0 e M1, sem diferença estatística significativa da freqüência respiratória ou da saturação de oxigênio. Houve aumento do intervalo átrio-His (p = 0,006) e do tempo de recuperação do nódulo sinoatrial (p = 0,0004), do período refratário do átrio direito (p = 0,001) e do período refratário do nódulo atrioventricular (p = 0,0001), porém não houve diminuição da freqüência cardíaca basal entre M0 e M1. CONCLUSÕES: O remifentanil alterou as variáveis eletrofisiológicas cardíacas, o que em doses maiores que as estudadas poderiam causar bradicardia sinusal, assistolia e distúrbios de condução. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El remifentanil es un opioide con inicio y fin de acción rápidos, cuyo uso en procedimientos de corta duración se ha venido propagando en los últimos años. Entre los efectos colaterales descritos, hay relatos de bradicardia y asistolia. El objetivo de este estudio fue evaluar los efectos de este fármaco en la conducción y refractariedad cardíaca, en humanos. MÉTODO: Estudio prospectivo de 16 pacientes, entre 18 y 65 años, de ambos sexo (mais) s, ASA I a III, que se sometieron a estudio electrofisiológico intra cardiaco electivo. Se excluyeron pacientes con enfermedades del nódulo sino-atrial y los portadores de bloqueos cardíacos graves. En el laboratorio de electrofisiologia, los pacientes fueron inicialmente sedados con midazolam (0,03 mg.kg-1), 5 minutos después (M0) se evaluó el grado de sedación e intensidad de dolor, presiones arteriales sistólica y diastólica, frecuencias cardíaca y respiratoria y saturación de oxígeno. El electrofisiologista evaluó las variables de conducción cardíaca (duración del QRS, intervalos AA, AH, HV y PA), el tiempo de recuperación del nódulo sino-atrial y las variables de refractariedad cardíaca (período refractario del atrio derecho, período refractario del ventrículo derecho y período refractario del nódulo atrio ventricular). Después de las medidas iniciales el remifentanil fue introducido (bolo de 0,5 µg.kg-1 + infusión de 0,05 µg.kg-1.min-1) y después de 20 minutos las mismas variables fueron evaluadas nuevamente (M1). RESULTADOS: Se observó disminución de las presiones sistólica y diastólica (p = 0.0001) entre M0 y M1, sin diferencia estadística significativa de la frecuencia respiratoria o de la saturación de oxígeno. Hubo aumento del intervalo atrio-His (p = 0,006) y del tiempo de recuperación del nódulo sino-atrial (p = 0,0004), del período refractario del atrio derecho (p = 0,001) y del período refractario del nódulo atrio ventricular (p = 0,0001), pero no hubo disminución de la frecuencia cardíaca basal entre M0 e M1. CONCLUSIONES: El remifentanil altero las variables electrofisiológicas cardíacas, lo que en dosis mayores que las estudiadas podría causar bradicardia sinusal, asistolia y disturbios de conducción. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Remifentanil is an opiod with fast onset of action and short acting, and its use in short-duration procedures has increased in the last few years. Bradycardia and asystole are among the side effects reported. The objective of this study was to evaluate the effects of this drug in cardiac conduction and refractory period in human beings. METHODS: A prospective study with 16 patients, ages 18 to 65, both genders, ASA I to III, undergoing elective (mais) intracardiac electrophysiological study, was undertaken. Patients with disorders of the sinoatrial node and those with severe cardiac blocks were excluded. In the laboratory of electrophysiology, patients were sedated with midazolam (0.03 mg.kg-1) after 5 minutes the degree of sedation and degree of pain, systolic and diastolic blood pressure, heart rate and respiratory rate, and oxygen saturation were evaluated. The electrophysiologist evaluated cardiac conduction (duration of the QRS complex, and AA, AH, HV, and PA intervals), duration of sinoatrial node recovery, and cardiac refractory period (refractory period of the right atrium, right ventricle, and atrioventricular node). After the initial measurements, remifentanil was administered (bolus of 0.5 µg.kg-1 + infusion of 0.05 µg.kg-1.min-1) and, after 20 minutes, the same parameters were evaluated. RESULTS: There was a reduction in systolic and diastolic blood pressure (p = 0.0001) between M0 and M1, and significant differences in respiratory rate and oxygen saturation, which were not statistically significant. The atrium-His interval (p = 0.006), recovery time of the sinoatrial node (p = 0.0004), refractory period of the right atrium (p = 0.001), and refractory period of the sinoatrial node (p = 0.0001) were all increased; however, there were no differences in heart rate between M0 and M1. CONCLUSIONS: Remifentanil changes cardiac electrophysiological parameters and, in doses higher than the ones used in this study, can cause sinus bradycardia, asystole, and conduction defects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Padronização do eletrorretinograma de campo total em cães/ Full field electrorretinogram standartization in dogs

Safatle, Angélica M.V.; Hvenegaard, Ana Paula; Kahvegian, Márcia; Martins, Teresinha L.; Shimamura, Graziele M.; Fantoni, Denise T.; Barros, Paulo S.M.
2010-09-01

Resumo em português Eletrorretinograma (ERG) é o meio diagnóstico objetivo e não-invasivo para avaliar a função retiniana e detectar precocemente, em várias espécies, lesões nas suas camadas mais externas. As indicações mais comuns para ERG em cães são: avaliação pré-cirúrgica de pacientes com catarata, caracterização de distúrbios que causam cegueira, além de servir como importante modelo para o estudo da distrofia retiniana que acomete o homem. Vários são os fatores q (mais) ue podem alterar o ERG tais como: eletrorretinógrafo, fonte de estimulação luminosa, tipo do eletrodo, tempo de adaptação ao escuro, tamanho pupilar, opacidade de meios e protocolo de sedação ou anestesia; além da espécie, raça e idade. Objetivou-se com este estudo padronizar o ERG para cães submetidos à sedação, seguindo o protocolo da International Society for Clinical Electrophysiology of Vision (ISCEV), utilizando Ganzfeld e eletrodos Burian Allen. Foram realizados 233 eletrorretinogramas em cães, 147 fêmeas e 86 machos, com idades entre um e 14 anos. Dos 233 cães examinados, 100 apresentavam catarata em diferentes estágios de maturação, 72 eram diabéticos e apresentavam catarata madura ou hipermadura, 26 apresentaram eletrorretinograma compatível com degeneração retiniana progressiva, três apresentaram eletrorretinograma compatível com síndrome da degeneração retiniana adquirida subitamente e 32 não apresentaram lesão retiniana capaz de atenuar as respostas do ERG, sendo considerados normais quanto à função retiniana. A sedação foi capaz de produzir boa imobilização do paciente sem rotacionar o bulbo ocular, permitindo adequada estimulação retiniana bilateralmente, com auxílio do Ganzfeld. O sistema eletrodiagnóstico Veris registrou com sucesso e simultaneamente de ambos os olhos, as cinco respostas preconizadas pela ISCEV. Como o ERG de campo total tornou-se exame fundamental na rotina oftalmológica, sua padronização é indispensável quando se objetiva comparar resultados de laboratórios distintos. A confiabilidade e reprodutibilidade deste protocolo foi demonstrada com a obtenção de registros de ótima qualidade utilizando protocolo padrão da ISCEV, eletrorretinógrafo Veris, Ganzfeld e eletrodos Burian Allen nos cães submetidos à sedação. Resumo em inglês Electroretinogram (ERG) is an objective non invasive diagnostic method to evaluate retinal function which permits the early detection of lesions at retinal external layers, even before the appearance of clinical signs. In dogs, ERG is mostly utilized for preoperative evaluation in patients presenting cataracts; characterization of disturbances causing blindness, among the utilization of dogs as animal models in scientific research. Several factors interfere in ERG respons (mais) es, such as the ERG machine, light stimulation, electrode, time spent on dark adaptation, pupil size, means opacity, sedation or anesthetization, species, breed and age. The purpose of this study was to standardize the full field ERG in sedated dogs, according to the International Society for Clinical Electrophysiology of Vision (ISCEV) protocol, using Ganzfeld and bipolar electrodes. Two hundred thirty threes ERGs were performed in 147 female and 86 male with ages from 1 to 14 years old. Among those 233 dogs, 100 presented cataracts in different stages of maturation, 72 were diabetic and presented mature or hypermature cataracts, 26 presented ERG compatible to progressive retinal degeneration, 3 presented ERG compatible to sudden acquired retinal degeneration syndrome; for 32 dogs no abnormal ERG was registered and they were considered as having normal retinal function. Sedation was capable to induce a good immobilization with no bulb rotation, resulting uniform retinal stimulation, using Ganzfeld. Veris system successfully registered all 5 ISCEV responses, simultaneously from both eyes, at the same time. Full field ERG became a fundamental ophthalmic exam, then, its standardization is mandatory to allow comparison between ERGs from different laboratories. The reliability and reproducibility of this protocol has shown very good responses, using ISCEV protocol, Veris system, Ganzfeld and Burian Allen electrodes in sedated dogs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Estudo normativo do eletrorretinograma por padrões (PERG) em adultos/ Pattern-reversal electroretinogram (PERG): a normative study in adults

Alves, Letícia Dourado; Berezovsky, Adriana; Sacai, Paula Yuri; Pereira, Josenilson Martins; Salomão, Solange Rios
2010-06-01

Resumo em português Objetivo: Determinar valores para o eletrorretinograma por padrões (PERG) em voluntários adultos saudáveis seguindo o protocolo padrão recomendado pela International Society for Clinical Electrophysiology of Vision-ISCEV. Métodos: Os participantes foram 30 voluntários saudáveis (15 homens), com idade variando de 18 a 61 anos (média= 30,8 ± 8,7 anos, mediana= 29,6 anos). Os critérios de inclusão foram: acuidade visual 0,0 logMAR (20/20 Snellen) em cada olho sepa (mais) radamente, ausência de queixas visuais, ausência de opacidades de meio, ausência de história pregressa de doenças oculares ou neurológicas, história familiar negativa para doenças oculares e assinatura de termo de consentimento livre e esclarecido para participação em pesquisa. O PERG foi registrado em sala escura a 1 metro de distância de um monitor de alta resolução. Os estímulos foram padrões monocromáticos em forma de tabuleiro de xadrez subtendendo 60, 15 e 7,5 minutos de arco revertendo a 1,9 Hz. As respostas foram obtidas com variante de eletrodo descartável de filamento desenvolvido pela UNIFESP. Latência (milissegundos) para os componentes N35, P50 e N95 bem como a amplitude (microvolts) pico a pico para o N35-P50 e P50-N95 foram determinadas. Para estudo normativo apenas um olho escolhido ao acaso foi incluído. Os limites normais foram calculados pelo percentil 97,5% para latência e 2,5% para amplitude em cada tamanho de estímulo. Resultados: Valores normativos para latência de N35, P50 e N95 para os estímulos de 60', 15' e 7,5' foram respectivamente: N35 - 40,1; 39,9 e 41,3 ms; P50 - 60,5; 64,4 e 65,6 ms; N95 - 103,4; 104,6 e 104,6 ms. Para amplitude os valores normativos para os estímulos 60', 15' e 7,5' foram respectivamente: N35-P50 - 1,7; 1,6 e 0,9 µV; P50-N95 - 3,8; 2,8 e 1,5 µV. Não houve diferenças entre os sexos para os três estímulos empregados tanto para latência como para amplitude. Não encontramos correlação entre os parâmetros estudados (latência e amplitude) do PERG com relação à idade, exceto para a amplitude P50 amplitude para o estímulo de 15' de arco (r=0,39; P=0,035). Conclusão: Valores normativos do PERG foram determinados para amplitude e latência. Estes limites normativos são essenciais para diagnóstico preciso da função normal das células ganglionares e da mácula. Os valores normativos obtidos neste estudo são comparáveis com outros estudos da literatura. Resumo em inglês Purpose: To determine normative values for pattern-reversal electroretinogram (PERG) in healthy adult volunteers according to the standard protocol recommended by the International Society for Clinical Electrophysiology of Vision-ISCEV. Methods: Participants were 30 healthy volunteers (15 males) with ages from 18 to 61 years (mean= 30.8 ± 8.7 yrs.; median= 29.5 yrs). Inclusion criteria were: visual acuity of 0.0 logMAR (20/20 Snellen) in each eye, absence of visual compl (mais) aints, absence of media opacities, negative history for ocular or neurological diseases, negative family history for ocular and informed consent. PERG was recorded from each eye in a darkened room at 1 m from a high resolution display monitor. Stimuli were monochromatic checkerboards subtending 60, 15 e 7.5 minutes of visual angle reversing at 1.9 Hz. Responses were obtained from modified disposable fiber electrodes developed at UNIFESP. Latency (ms) for N35, P50 and N95 components as well as peak-to-peak amplitudes (µV) for N35-P50 and P50-N95 were determined. For normative values only one randomly chosen eye was included. Normal limits were calculated as 97.5% percentiles for latency and 2.5% percentile for amplitudes for each stimulus size. Results: Normal limits for N35, P50 and N95 latencies for 60', 15' and 7.5' stimuli were respectively: N35 - 40.1; 39.9 and 41.3 ms; P50 - 60.5; 64.4 and 65.6 ms and N95 - 103.4; 104.6 and 104.6 ms. For amplitude the normative values for N35-P50 and P50-N95 for 60', 15' and 7.5' were respectively: N35-P50 - 1.7; 1.6 and 0.9 µV; P50-N95 - 3.8; 2.8 and 1.5 µV. No gender differences were found either for latency or for amplitude in the three stimulus sizes. There was no correlation between PERG latency and amplitude with age, except for P50 amplitude for stimulus 15'(r=0.39; P=0.035). Conclusions: Normative values were determined for PERG parameters of amplitude and latency for three stimulus sizes. These parameters are important for evaluating the normal functioning of retinal ganglion cells and the macula. The normative values obtained in this study are comparable to previous studies in the literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Dificuldades diagnósticas na atrofia muscular espinhal/ Spinal muscular atrophy diagnostic difficulties

Araújo, Alexandra Prufer de Q-C.; Ramos, Vivianne Galante; Cabello, Pedro Hernán
2005-03-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever o perfil clínico e laboratorial de pacientes com atrofia muscular espinhal (AME) com deleção no gene da proteína sobrevivência do neurônio motor (SMN). MÉTODO: Estudo descritivo de uma série de casos confirmados pela presença da deleção no gene SMN. Determinação da freqüência da positividade dos critérios clínicos e laboratoriais revisados. RESULTADOS: Foram incluídos no estudo 22 casos. Em todos havia paresia simétrica, sendo a loca (mais) lização difusa predominante nos casos de início antes de 6 meses (75 %), enquanto nos demais havia predominância de localização proximal e/ou em membros inferiores (67 %). Fasciculações e atrofia foram freqüentes (82 %). Os exames complementares tiveram resultados variáveis, sendo a positividade da eletroneuromiografia (ENMG) de 57 % e da biopsia muscular de 58 %. CONCLUSÃO: A presença de deleção no gene SMN pode ajudar a confirmar o diagnóstico de casos indefinidos . Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe the clinical findings of patients with spinal muscular atrophy (SMA) with survival motor neuron (SMN) gene deletion. METHOD: Descriptive study of SMA cases confirmed with the deletion of the SMN gene. Frequency determination of positive clinical and laboratory revised diagnostic criteria. RESULTS: All of the 22 included patients had symmetrical muscle weakness, which was diffuse in those with onset of symptoms up to 6 months of age (75 %), and eithe (mais) r proximal or predominant in lower limbs in the remaining group (67 %). Fasciculations and atrophy were both frequent findings (82 %). Laboratory tests findings were variable, with a positivity of 57 % for electrophysiology and of 58 % for muscle biopsy. CONCLUSION: The presence of a deletion in the SMN gene can help to confirm this diagnosis in unclear presentations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)