Sample records for electroencephalography
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 11 shown.



1

Anestesia venosa total com infusão alvo-controlada de remifentanil e propofol para ablação de fibrilação atrial/ Total intravenous anesthesia with target-controlled infusion of remifetanil and propofol for ablation of atrial fibrillation/ Anestesia venosa total con infusión objeto-controlada de remifentanil y propofol para ablación de la fibrilación atrial

Nora, Fernando Squeff; Pimentel, Maurício; Zimerman, Leandro Ioschpe; Saad, Eduardo B
2009-12-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A ablação de fibrilação atrial (FA) é um procedimento novo em nosso meio, embora seja comum em outros centros. A escolha da anestesia, monitores e cuidados anestesiológicos para esse procedimento, realizado fora do bloco cirúrgico, não tem sido descrita. O objetivo deste relato foi descrever uma técnica de anestesia para a realização de ablação de FA. RELATO DO CASO: Paciente feminina, 49 anos, 73 kg, 155 cm, ASA II por hipertensão (mais) arterial sistêmica. A monitorização constou de eletrocardiograma com 12 derivações, oximetria de pulso, frequência cardíaca, eletroencefalografia bispectral para medidas de BIS, taxa de supressão (SR) e SEF95 e pressão arterial média (PAM). A indução anestésica foi realizada com propofol por via venosa, em infusão alvo-controlada (IAC), com alvo regulado em 4 µg.mL-1, remifentanil por via venosa, em IAC, com alvo de 3 ng.mL¹, e rocurônio por via venosa em bolus na dose de 0,2 mg.kg-1. O modelo farmacocinético de propofol utilizado foi o descrito por Marsh e incorporado à bomba de propofol PFS®. O modelo farmacocinético de remifentanil utilizado foi o descrito por Minto e incorporado à bomba de infusão Alaris PK®. As concentrações, no local efetor ou biofase, corresponderam às informações obtidas através das bombas de infusão e representaram medidas preditivas das concentrações de ambos os fármacos nos respectivos locais de ação. As concentrações de propofol e de remifentanil foram reguladas de acordo com o BIS e a PAM, respectivamente. CONCLUSÕES: A anestesia venosa total para ablação de FA pode ser uma opção segura, levando-se em conta que não há alteração da eletrofisiologia das vias acessórias. A literatura é escassa a este respeito e novas publicações poderão ou não justificar esta modalidade de anestesia durante ablação de FA. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La ablación de fibrilación atrial (FA) es un procedimiento nuevo en nuestro medio, aunque sea común en otros centros. No han sido descritos la elección de la anestesia, los monitores y los cuidados anestesiológicos para ese procedimiento realizado fuera del bloque quirúrgico. El objetivo de este relato fue describir una técnica de anestesia para la realización de la ablación de FA. RELATO DEL CASO: Paciente femenina, 49 años, 73 kg, 15 (mais) 5 cm, ASA II por hipertensión arterial sistémica. El monitoreo tuvo un electrocardiograma con 12 derivaciones, oximetría de pulso, frecuencia cardiaca, electroencefalografía bispectral para medidas de BIS, tasa de supresión (SR) y SEF95, y presión arterial promedio (PAM). La inducción anestésica fue realizada con propofol por vía venosa, en infusión objeto-controlada (IAC), con objeto regulado en 4 µg.mL-1, remifentanil por vía venosa, en IAC, con objeto de 3 ng.mL-1, y rocuronio por vía venosa en bolo con dosis de 0,2 mg.kg-1. El modelo farmacocinético de propofol utilizado fue el descrito por Marsh y fue incorporado a la bomba de propofol PFS®. El modelo farmacocinético de remifentanil utilizado fue el descrito por Minto y fue incorporado a la bomba de infusión Alaris PK®. Las concentraciones en el local efector o biofase, correspondieron a informaciones obtenidas a través de las bombas de infusión, y representaron medidas de predicción de las concentraciones de los dos fármacos en los respectivos locales de acción. Las concentraciones de propofol y de remifentanil se regularon a tono con el BIS y la PAM, respectivamente. CONCLUSIONES: La anestesia venosa total para la ablación de FA, puede ser una opción segura si tenemos en cuenta que no hay alteración de la electrofisiología de las vías accesorias. La literatura es escasa en ese sentido, y nuevas publicaciones podrán o no justificar esa modalidad de anestesia durante la ablación de FA. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Although ablation of atrial fibrillation (AF) is common in other centers, among us it is a new procedure. The choice of anesthesia, monitors, and anesthesiologic care for this procedure performed outside the surgical center has not been described. The objective of this report was to describe an anesthesia technique for ablation of AF. CASE REPORT: This is a 49-year old female weighing 73 kg, 155 cm, and ASA II due to hypertension. The patient wa (mais) s monitored with a 12-lead ECG, pulse oximetry, heart rate, bispectral electroencephalography for BIS measurement, suppression rate (SR), and SEF95, and mean arterial pressure (MAP). Intravenous target-controlled infusion (TCI) of propofol with a target of 4 µg.mL-1, intravenous TCI of remifentanil with a target of 3 ng.mL-1, and intravenous bolus of rocuronium 0.2 mg.kg-1 were used for induction of anesthesia. The pharmacokinetic model of propofol described by Marsh was used and incorporated into the propofol PFS pump®. The pharmacokinetic model of remifentanil described by Minto was incorporated into the Alaris PK® infusion pump. Local effector, or biophase, concentrations corresponded to the information obtained from the infusion pumps and represented predictive measurements of the concentrations of both drugs on their sites of action. The concentrations of propofol and remifentanil were regulated according to BIS and MAP, respectively. CONCLUSIONS: Total intravenous anesthesia for ablation of AF can be a safe option considering the lack of electrophysiological changes in accessory pathways. The literature on this subject is scarce and new publications could justify, or not, this type of anesthesia during ablation of AF.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Níveis de sedação determinados pela clonidina e midazolam na medicação pré-anestésica: avaliação clínica e eletroencefalográfica bispectral/ Sedation levels of oral preanesthetic clonidine and midazolam: clinical and electroencephalographic bispectral analysis/ Níveles de sedación determinados por la clonidina y midazolam en la medicación pré-anestésica: evaluación clínica y eletroencefalográfica bispectral

Braz, Leandro Gobbo; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Braz, José Reinaldo Cerqueira; Mello, Maria Zoé Turchiari de; Carvalho, Lídia Raquel de
2002-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Verificar o efeito sedativo da clonidina, um a2-agonista, e do midazolam, um benzodiazepínico, quando utilizados na medicação pré-anestésica, empregando-se avaliação clínica e eletroencefalográfica bispectral. MÉTODO: Após aprovação institucional e consentimento escrito fornecido, 45 pacientes de 18 a 65 anos, estado físico ASA I, foram aleatoriamente distribuídos nos grupos placebo (P), clonidina (C) ou midazolam (M), em que rece (mais) beram, respectivamente placebo, 150 µg de clonidina ou 15 mg de midazolam por via oral, 60 minutos antes da indução da anestesia (n = 15 por grupo). A monitorização constituiu-se de eletrocardiograma (D II), pressão arterial não invasiva, freqüência cardíaca, saturação de pulso de oxigênio, freqüência respiratória, temperatura axilar e da sala de cirurgia e eletroencefalograma bispectral para determinação do índice bispectral (BIS). Esses atributos e a escala de sedações (1 - ansioso, 2 - calmo, 3 - sonolento, 4 - dormindo com reflexo, 5 - dormindo sem reflexo) foram obtidos aos 0 (M0), 15 (M15), 30 (M30), 40 (M40), 50 (M50) e 60 (M60) minutos após a medicação. RESULTADOS: Nos grupos não houve alteração significante dos parâmetros respiratórios, hemodinâmicos e de temperatura. Houve diferença significante entre os grupos na ES (M60: M=C>P) e no BIS (M50 e M60: M=C>P). CONCLUSÕES: Nas condições utilizadas, a clonidina e o midazolam determinaram níveis de sedação adequados e semelhantes na medicação pré-anestésica de pacientes estado físico ASA I, quando avaliados pela escala de sedação e pelo índice bispectral, sem determinarem alterações hemodinâmicas e respiratórias. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Verificar el efecto sedativo de la clonidina, un a2-agonista, y del midazolam, un benzodiazepínico, cuando utilizados en la medicación pré-anestésica, empleandose evaluación clínica y eletroencefalográfica bispectral. MÉTODO: Después de la aprobación institucional y consentimiento escrito dado, 45 pacientes de 18 a 65 años, estado físico ASA I, fueron aleatoriamente distribuidos en los grupos placebo (P), clonidina (C) o midazolam (M (mais) ), y que recibieron, respectivamente placebo, 150 µg de clonidina o 15 mg de midazolam por vía oral, 60 minutos antes de la inducción de la anestesia (n = 15 por grupo). La monitorización se constituyó de eletrocardiograma (D II), presión arterial no invasiva, frecuencia cardíaca, saturación de pulso de oxígeno, frecuencia respiratoria, temperatura axilar y de la sala de cirugía y eletroencefalograma bispectral para determinación del índice bispectral (BIS). Eses atributos y la escala de sedación (1-ansioso, 2-calmo, 3-soñoliento, 4-durmiendo con reflejo, 5-durmiendo sin reflejo) fueron obtenidos a los 0 (M0), 15 (M15), 30 (M30), 40 (M40), 50 (M50) y 60 (M60) minutos después de la medicación. RESULTADOS: En los grupos no hubo alteración significante de los parámetros respiratorios, hemodinámicos y de temperatura. Hubo diferencia significante entre los grupos en la escala de sedación (M60: M=C>P) y en el BIS (M50 y M60: M=C>P). CONCLUSIONES: En las condiciones utilizadas, la clonidina y el midazolam determinan niveles de sedación adecuados y semejantes en la medicación pré-anestésica de pacientes de estado físico ASA I, cuando evaluados por la escala de sedación y por el índice bispectral, sin determinar alteraciones hemodinámicas y respiratorias. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: This study aimed at evaluating clonidine - an a2-agonist - and midazolam - a benzodiazepine - sedative effects in preanesthetic medication by clinical and electroencephalographic analysis. METHODS: After institutional approval and their informed written consent, participated in this study 45 patients aged 18 to 65 years, physical status ASA I, who were randomly distributed in placebo (P), clonidine (C) or midazolam (M) groups. Patients were prem (mais) edicated with oral placebo, 150 µg clonidine or 15 mg midazolam 60 minutes before anesthetic induction (n = 15 per group). Monitoring consisted of electrocardiogram (D II), non-invasive blood pressure, heart rate, oxygen saturation, respiratory rate, axillary and operating room temperature and bispectral electroencephalography to determine bispectral index (BIS). These attributes and sedation scale (1-anxious, 2-calm, 3-sleepy, 4-sleeping with reflex, 5-sleeping without reflex) were obtained at 0 (M0), 15 (M15), 30 (M30), 40 (M40), 50 (M50) and 60 (M60) minutes after medication. RESULTS: There were no significant differences in respiratory, hemodynamic and temperature parameters. There has been a significant difference among groups in sedation scale (M60: M=C>P) and BIS (M50 and M60: M=C>P). CONCLUSIONS: In our conditions, clonidine and midazolam have determined similar sedation levels in patients ASA I when evaluated by sedation scale and BIS. No hemodynamic and respiratory changes were observed with both drugs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Medidas eletrencefalográficas durante a aprendizagem de tarefa motora sob efeito do bromazepam/ Electroencephalography measures in motor skill learning and effects of bromazepam

Bastos, Victor Hugo; Machado, Dionis; Cunha, Marlo; Portella, Claudio Elidio; Cagy, Maurício; Furtado, Vernon; Piedade, Roberto; Ribeiro, Pedro
2005-06-01

Resumo em português Neuromoduladores alteram constantemente as relações neurais pré-existentes no sistema nervoso. O bromazepam é utilizado com freqüência na prática clínica para diminuir padrões de ansiedade. Poucos são os experimentos correlacionando este ansiolítico às tarefas motoras. Neste contexto, o presente experimento visa analisar as alterações motoras e eletrocorticais decorrentes da administração de diferentes doses de bromazepam mediante a prática motora, e rela (mais) cionar o efeito da droga a performance motora mão-dominante versus não dominante. Sujeitos saudáveis (39), de ambos os sexos, entre 20 a 30 anos compuseram a amostra. Os grupos controle (placebo) e experimental (bromazepam de 3mg e 6mg) foram treinados na tarefa de datilografia num modelo duplo-cego randomizado. Resultados do teste Stroop (atenção) não demonstraram diferenças no escore bruto e no tempo de execução do mesmo. Em contrapartida, nos resultados comportamentais foram observados um efeito principal entre blocos nas variáveis tempo de execução e erros cometidos durante a pratica motora. Os dados eletrofisiológicos evidenciaram interações significantes para: lateralidade/condição/momento; lateralidade/condição; lateralidade/momento; condição/momento; condição/setor. Resumo em inglês Neuromodulators change brain's neural circuitry. Bromazepam is often been used in the pharmacological treatment of anxiety disorders. Few papers links this anxiolytic to motor tasks. The purpose of this study was to examine motor and electrophysiological changes produced by administration of bromazepam in differents doses (3 and 6 mg). The sample consisted of 39 healthy individuals, of both sexes, between 20 and 30 years of age. The control (placebo) and experimental (bro (mais) mazepam 3mg and bromazepam 6 mg) groups were submitted to a typewriting task, in a randomized, double-blind design. The results did not reveal differences on score and time of the attention test. In the comportamental analysis was noticed blocks as main effect to behavioral variables (time and mistakes in the task). Electrophysiological data showed significants interactions to: laterally/condition/moment; laterally/condition; laterally/moment; condition/moment; condition/site.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Epilepsia do lobo temporal: tratamento cirúrgico/ Temporal lobe epilepsy: surgical treatment

Rassi Neto, Aziz; Campos, Carlos J. Reis de; Muszkat, Mauro; Ferraz, Fernando P.
1996-12-01

Resumo em português Os autores apresentam 32 pacientes com crises epilépticas não controladas ou intratáveis mesmo fazendo uso de medicamentos em doses adequadas. O eletrencefalograma mostrou descargas paroxísticas focais na região temporal em todos os casos. O material foi dividido em dois grupos. O primeiro é composto de 18 pacientes em que os exames por neuroimagem (ressonância magnética e tomografia computadorizada craniana) mostraram imagens compatíveis com lesões expansivas c (mais) erebrais (como gliomas, malformações artério-venosas, tumor epidermóide); foi realizada exérese da lesão em todos os casos, associada à área irritativa adjacente que foi identificada pela eletrocorticografia intraoperatória, em seis casos; só foi possível a exérese dessas áreas irritativas nos casos em que elas se localizavam em zonas não eloquentes. O segundo é composto de 14 pacientes nos quais a ressonância magnética não mostrou imagem compatível com processo expansivo cerebral; o exame histopatológico mostrou esclerose mesial temporal em nove casos e cérebro normal em cinco; todos os casos deste grupo foram submetidos a lobectomia temporal. Observamos que os casos com lesões expansivas cerebrais apresentaram melhor evolução em relação ao controle das crises epilépticas do que os casos sem estas lesões, pois 15 (83,4%) dos 18 casos do primeiro grupo evoluíram sem crises e 10 (71,4%) dos 14 casos do segundo grupo também evoluíram sem crises após a cirurgia. Resumo em inglês The authors report the surgical management of 32 patients with medically intractable seizures. In all cases the epileptiform focus present in the temporal region was demonstrated by electroencephalography. Our report was made up of 14 male patients and 18 female patients. Their ages ranged from 9 to 62 years. The material was divided into two groups. The first, with eighteen patients with cerebral lesion (like gliomas, arteriovenous malformation, epidermoid tumor) demonst (mais) rated on the CT scan and MR imaging underwent to lesion resection: in some cases with adjacent irritative area (guided by electrocorticography) out of eloquent zone, the removal of this irritative area was done. The second, with fourteen patients without cerebral expansive lesion; the MR imaging showed mesial temporal sclerosis in eight cases; all the patients of this group underwent to temporal lobectomy; the histopatologic exam showed temporal sclerosis in nine cases and normal brain in five. The postoperative follow-up showed better results in the cases with expansive cerebral lesion (83.4% seizure free) than the cases without that lesion (71.4% seizure free).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Eletrencefalograma quatitativo em crianças com epilepsia benigna da infância com pontas centrotemporais: análise de freqüências/ Quantitative electroencephalography in children with bening childhood epilepsy with centrotemporal spikes: analysis of band power

Fonseca, Lineu C.; Tedrus, Glória M.A.S.; Chiodi, Marcelo G.; Cerqueira, Jaciara Näf; Duran, Marcos Henrique Coelho
2004-06-01

Resumo em português Abordaram-se parâmetros quantitativos do eletrencefalograma em crianças com epilepsia benigna da infância com pontas centrotemporais (EBICT). Foram estudadas 27 crianças com diagnósticos de EBICT. Foi realizado o eletrecenfalograma durante vigília, em repouso, e selecionadas cerca de 20 janelas com 2,56 s. Foram calculados os valores de potência absoluta e relativa nas faixas delta, teta, alfa e beta. Os resultados foram comparados aos de 27 crianças sadias paread (mais) as quanto a idade e escolaridade materna. A potência absoluta foi significativamente maior no grupo EBICT nas nas bandas delta e teta para a quase totalidade dos eletrodos e para alguns eletrodos nas faixas alfa e beta. A potência relativa teta foi também maior no grupo EBICT na maioria dos eletrodos. Esses achados sugerem que na EBICT, embora a atividade epileptiforme seja focal. Ocorrem modificações funcionais difusas que incluem alterações do perfil da distribuição das faixas de frequência, com maior potência relativa teta. Resumo em inglês Quantitative EEG aspects are studied in children with benign childhood epilepsy with centrotempral spikes (BCET). A total of 27 children, from 7 to 11 years neurologically and intellectually normal was studied and compared to a control group of normal children. They were submitted to anamnesis, neurological examination, Raven test, digital electroencephalogram and quantitative eletroencephalogram analysis. There was a higher delta, theta, alpha and beta absolute power in (mais) most of the electrodes and of alpha and beta for some electrodes in the BCET group. Relative theta power was also higher for the BECT group in most of the electrodes. These findings suggest that in BECT there are diffuse differences form age-matched normal children including a difference in relative spectrum of electrical cerebral activity and that this may be related to a functional immaturity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Eletrencefalograma quantitativo em escolares sadios: análise de frequências/ Quantitative electroencephalography in healthy school-age children: analysis of band power

Fonseca, Lineu C.; Tedrus, Glória M. A. S.; Martins, Samanta M. Visigalli; Gibert, Maria Agnes Perez; Antunes, Thais de Assis; Laloni, Diana T.
2003-09-01

Resumo em português Abordaram-se, quantitativamente, parâmetros do eletrencefalograma e suas relações com idade, sexo e fatores sócio-educacionais. Foram estudadas 162 crianças de 7 a 11 anos de idade sem problemas neurológicos, psiquiátricos ou déficit cognitivo em testes psicométricos. Foram submetidas a entrevista, exame clínico-neurológico, teste de Matrizes Progressivas de Raven, Teste de Desempenho Escolar e eletrencefalograma quantitativo durante a vigília, em repouso. Obs (mais) ervou-se, com a idade, diminuição das potências absoluta e relativa das faixas delta e teta assim como aumento da potência relativa alfa 2. Tais achados são semelhantes aos de outras populações da Europa, Ásia e América do Norte. Observou-se, ainda, que as potências absolutas delta e, especialmente, alfa foram maiores nas crianças com melhor desempenho no Teste de Desempenho Escolar, de modo independente da idade e do sexo da criança e da escolaridade materna. Não houve diferenças significativas da atividade elétrica cerebral segundo o sexo da criança e a escolaridade das mães. Resumo em inglês Quantitative EEG aspects are studied with respect to age, sex and sociocultural parameters. A total of 162 children, from 7 to 11 years, neurologically and intellectually normal was studied. They were submitted to anamnesis, neurological examination, Raven test, school performance test, digital electroencephalogram and quantitative electroencephalogram analysis. There was a decrease in absolute and relative delta and theta power and an increase in alpha 2 relative power w (mais) ith the increase of age. These findings are similar to those observed in studies from Europe, Asia and North America. Absolute delta and alpha power were higher in children with better scores in school performance test. There were no significant differences in quantitative electroencephalographic parameters according to sex and the mother's educational level.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Eletrencefalografia quantitativa no transtorno obsessivo-compulsivo: resultados preliminares/ Quantitative electroencephalography in obsessive-compulsive disorder: preliminary results

FONTENELLE, LEONARDO; PIEDADE, ROBERTO AIRTHON M.; MARQUES, CARLA; MENEZES, GABRIELA B. DE; VERSIANI, MARCIO
2000-09-01

Resumo em português Investigamos o valor preditivo de variáveis da eletrencefalografia quantitativa (EEGq) sobre a resposta ao tratamento farmacológico do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Foram estudados 10 pacientes com TOC, segundo critérios da DSM-IV, inicialmente não medicados. As seguintes variáveis eletrencefalográficas foram selecionadas: potência relativa bipolar na faixa alfa para os eletrodos Cz-C3, Cz-C4, T3-T5, T4-T6, T3-F7 e T4-F8, potência relativa bipolar na faix (mais) a teta para os eletrodos Cz-C3, Cz-C4, T3-T5, T4-T6, T3-F7 e T4-F8 e potência relativa monopolar na faixa teta para os eletrodos Fp1, Fp2, F7, F3, Fz, F4 e F8. Dos 10 pacientes examinados, 5 apresentaram desvios estatisticamente significativos da potência relativa bipolar na faixa alfa em regiões centrais, quando comparados com o banco normativo de dados (grupo controle). Os demais não apresentaram desvios com significado estatístico. O grupo de pacientes com alterações eletrencefalográficas se caracterizou por idade de início do TOC significativamente mais precoce e pior resposta ao tratamento com inibidores da recaptação da serotonina. Resumo em inglês The predictive value of quantitative electroencephalography (EEGq) was investigated with regard to the pharmacological treatment of 10 non-medicated obsessive-compulsive disorder (OCD) patients diagnosed according to DSM-IV criteria. The following variables were selected: bipolar relative power in alpha band for Cz-C3, Cz-C4, T3-T5, T4-T6, T3-F7 and T4-F8; bipolar relative power in theta band for Cz-C3, Cz-C4, T3-T5, T4-T6, T3-F7 and T4-F8; and monopolar relative power in (mais) theta band for Fp1, Fp2, F7, F3, Fz, F4 and F8. There was statistically significant deviations in five patients with regard to bipolar relative power in alpha band for central regions when compared to normative data bank (control group). This group of patients had a significantly lower age of OCD onset and worse response to pharmacotherapy with serotonin reuptake inhibitors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Efeitos neuromoduladores do bromazepam quando indivíduos são expostos a uma tarefa de aprendizagem motora: eletrencefalografia quantitativa (EEGq)/ Neuromodulatory effects of bromazepam when individuals were exposed to a motor learning task: quantitative electroencephalography (qEEG)

Salles, José Inácio; Bastos, Victor Hugo; Cunha, Marlo; Machado, Dionis; Cagy, Maurício; Furtado, Vernon; Basile, Luis Fernando; Piedade, Roberto; Ribeiro, Pedro
2006-03-01

Resumo em português Os efeitos sedativos do bromazepam no desempenho cognitivo têm sido amplamente investigados. Várias abordagens têm sido implementadas no intuito de avaliar a influência do bromazepam em sujeitos submetidos à tarefa motora. Neste contexto, o presente estudo objetiva avaliar as alterações eletrofisiológicas em sujeitos expostos à tarefa de datilografia e tratados com bromazepam (6 mg). Os dados do EEGq foram gravados simultaneamente à tarefa. Em particular, a pot� (mais) �ncia relativa na banda delta (0,5-3,5 Hz) foi analizada. O tempo de execução e erros durante a tarefa foram considerados variáveis comportamentais. O grupo experimental (bromazepam 6 mg) demonstrou melhor desempenho e valores de potência relativa mais elevados que o grupo controle (placebo). Estes resultados sugerem que menor nível de ansiedade favorece o desempenho motor. Resumo em inglês The sedative effects of bromazepam on cognitive and performance have been widely investigated. A number of different approaches have assessed the influence of bromazepam when individuals are engaged to a motor task. In this context, the present study aimed to investigate electrophysiological changes when individuals were exposed to a typewriting task after taking 6 mg of bromazepam. qEEG data were simultaneously recorded during the task. In particular, relative power in d (mais) elta band (0.5-3.5 Hz) was analyzed. Time of execution and errors during the task were registered as behavioral variables. The experimental group, bromazepam 6mg, showed a better motor performance and higher relative power than control individuals (placebo). These results suggest that the use of bromazepam reduces anxiety levels as expected and thus, produces an increment in motor performance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Avaliação dos parâmetros derivados do eletroencefalograma durante administração de diferentes concentrações de óxido nitroso/ Evaluation of electroencephalographic parameters during the administration of different nitrous oxide concentrations/ Evaluación de los parámetros derivados del electroencefalograma durante administración de diferentes concentraciones de óxido nitroso

Cavalcante, Sara Lúcia; Nunes, Rogean Rodrigues
2003-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A análise espectral do eletroencefalograma vem sendo usada como medida da profundidade anestésica, nível de hipnose e sedação de diversos agentes anestésicos. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do N2O sobre os parâmetros derivados do eletroencefalograma, nível de sedação pela Escala Analógica de Alerta e Sedação (EAS), variáveis hemodinâmicas e ventilatórias. MÉTODO: Participaram do estudo 30 pacientes adultos, de am (mais) bos os sexos, estado físico ASA I, com idades entre 20 e 40 anos, que se submeteram ao seguinte protocolo: respirar espontaneamente e relaxar de olhos fechados durante dez minutos, sendo coletados dados em três momentos: M1 - antes da oferta de N2O; M2 - N2O a 30% em O2; M3 - N2O a 50% em O2. A coleta dos dados de M2 e M3 foi realizada após quinze minutos da estabilização das frações expiradas de N2O (FeN2O) em 30% e 50% respectivamente, com o tempo de 5 minutos entre as frações. Os parâmetros estudados foram os seguintes: eletroencefalográficos: BIS, SEF1, SEF2, potência total (PT) e taxa de supressão (TS); hemodinâmicos: freqüência cardíaca (FC), pressão arterial sistólica (PAS), pressão arterial diastólica (PAD); ventilatórios: SpO2, P ET CO2, ventilação minuto e freqüência respiratória; clínicos: os pacientes foram classificados numericamente em ordem decrescente (5, 4, 3, 2 e 1) quanto ao seu estado de alerta, pela EAS. RESULTADOS: O N2O a 30% e a 50% modificou estatisticamente o BIS, SEF1, SEF2, PT e o grau de sedação pela EAS, ao longo dos momentos estudados. Não foram observadas modificações clinicamente importantes, pois todos os pacientes mostraram-se cooperativos e levemente sedados, apesar das variações do SEF1 e SEF2 indicarem valores compatíveis com estágio de hipnose profunda. As variações estatísticas nos parâmetros hemodinâmicos e ventilatórios não foram clinicamente significativas. CONCLUSÕES: O N2O a 30% e a 50%, em pacientes sem medicação pré-anestésica, induzem a um leve estado de sedação avaliado pela EAS, havendo correspondência com o BIS, o mesmo não ocorrendo com SEF1 e SEF2. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: El análisis espectral del electroencefalograma viene siendo usado como medida de la profundidad anestésica, nivel de hipnosis y sedación de diversos agentes anestésicos. El objetivo de este estudio fue evaluar los efectos del N2O sobre los parámetros derivados del electroencefalograma, nivel de sedación por la Escala Analógica de Alerta y Sedación (EAS), variables hemodinámicas y ventilatorias. MÉTODO: Participaron del estudio 30 pacie (mais) ntes adultos, de ambos sexos, estado físico ASA I, con edades entre 20 y 40 años, que se sometieron al siguiente protocolo: respirar espontáneamente y relajar de ojos cerrados durante diez minutos, siendo colectados datos en tres momentos: M1 - antes de la oferta de N2O; M2 - N2O a 30% en O2; M3 - N2O a 50% en O2. La colecta de los datos de M2 y M3 fue realizada después de quince minutos de la estabilización de las fracciones expiradas de N2O (FeN2O) en 30% y 50% respectivamente, con el tiempo de 5 minutos entre las fracciones. Los parámetros estudiados fueron los siguientes: electroencefalográficos: BIS, SEF1, SEF2, potencia total (PT) y tasa de supresión (TS); hemodinámicos: frecuencia cardíaca (FC), presión arterial sistólica (PAS), presión arterial diastólica (PAD); ventilatorios: SpO2, P ET CO2, ventilación minuto y frecuencia respiratoria; clínicos: los pacientes fueron clasificados numéricamente en orden decreciente (5, 4, 3, 2 y 1) cuanto a su estado de alerta, por la EAS. RESULTADOS: El N2O a 30% y a 50% modificó estadísticamente el BIS, SEF1, SEF2, PT y el grado de sedación por la EAS, al largo de los momentos estudiados. No fueron observadas modificaciones clínicamente importantes, pues todos los pacientes se mostraron cooperativos y levemente sedados, a pesar de las variaciones del SEF1 y SEF2 indicaren valores compatibles con práctica de hipnosis profunda. Las variaciones estadísticas en los parámetros hemodinámicos y ventilatorios no fueron clínicamente significativas. CONCLUSIONES: El N2O a 30% y a 50%, en pacientes sin medicación pré-anestésica, inducen a un leve estado de sedación evaluado por la EAS, habiendo correspondencia con el BIS, el mismo no ocurriendo con SEF1 y SEF2. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Spectral electroencephalography has been used to measure anesthetic depth, hypnosis and sedation levels induced by different anesthetic agents. This study aimed at evaluating the effects of N2O on electroencephalographic (EEG) variables and sedation levels according to Observer Assessment of Alertness/Sedation (OAA/S) scale, as well as on hemodynamic and respiratory parameters. METHODS: Thirty adult patients from both genders, physical status AS (mais) A I, aged 20 and 40 years, were submitted to the following protocol: after 10 minutes of relaxation, spontaneously breathing with eyes close, patients were given 30% and 50% N2O concentrations under face mask. Data were collected in three moments: M1- before N2O administration; M2 - 30% N2O in O2; M3 - 50% N2O in O2. Data for M2 and M3 were collected 15 minutes after stabilization of 30% and 50% N2O expired fractions (FeN2O), respectively, with a 5-minute interval between fractions. The following parameters were evaluated: electroencephalographic: BIS, SEF1, SEF2, power energy (PE) and burst suppression (BS); hemodynamic: heart rate (HR), systolic blood pressure (SBP), diastolic blood pressure (DBP); respiratory: oxygen hemoglobin saturation (SpO2), carbon dioxide expired pressure (P ET CO2), minute ventilation and respiratory rate; clinical: patients were rated in a descending order (5, 4, 3, 2 and 1) according to OAA/S scale. RESULTS: N2O administrated at 30% and 50% concentrations has statistically changed BIS, SEF1, SEF2, PE and OAA/S level of sedation in the studied moments. No clinically important changes were observed, as all patients were cooperative and slightly sedated, though SEF1 and SEF2 indications of deep hypnosis. Hemodynamic and respiratory parameters changes were not statistically significant. CONCLUSIONS: N2O at 30% and 50% concentrations in non-premedicated patients has induced mild sedation according to OAA/S scale. There has been correspondence with BIS, but not with SEF1 and SEF2.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Alterações na coerência cortical inter-hemisférica produzidas pela estimulação elétrica funcional (FES)/ Changes in cortical interhemispheric coherence produced by functional electrical stimulation (FES)

Ecard, Letícia; Silva, Andressa Pitanga S. da; Peçanha Neto, Marijose; Cagy, Maurício; Piedade, Roberto; Ribeiro, Pedro
2007-06-01

Resumo em português O presente estudo teve como objetivo observar alterações corticais produzidas pela estimulação elétrica funcional (FES), através da eletrencefalografia quantitativa (EEGq). Simultaneamente à captação do sinal eletrencefalográfico, realizou-se uma eletroestimulação no antebraço direito para estimulação da extensão do indicador. A amostra consistiu de 45 sujeitos randomizados em 3 grupos de 15. O grupo controle foi submetido a 24 blocos de estimulação com (mais) intensidade de corrente zero. O grupo 1 foi submetido a 24 blocos e o grupo 2 a 36 blocos. A coerência entre os pares de eletrodos F3-F4, C3-C4 e P3-P4 foi analisada ao longo dos grupos através de avaliação estatística. Os resultados apontaram para um aumento da coerência inter-hemisférica após a eletroestimulação. Resumo em inglês The aim of the present study was to observe cortical alterations produced by functional electrical stimulation (FES), through quantitative electroencephalography (qEEG). Electrostimulation was performed on the right forearm to stimulate the extension of the index finger. EEG activity was recorded simultaneously. The sample consisted of 45 subjects randomly divided into 3 groups of 15 subjects each. The control group was submitted to 24 blocks of stimulation at a current i (mais) ntensity of zero. Group 1 was submitted to 24 blocks and group 2 to 36 blocks. Interhemispheric coherence between F3-F4, C3-C4 and P3-P4 was assessed through a statistical analysis. Results pointed out to increased coherence values after stimulation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Alterações eletrencefalográficas em pacientes com hiperplasia supra-renal congênita secundária à deficiência da 21- hidroxilase/ Electrocnceplialographic changes in patients with congetinal adrenal hyperplasia due to 21-hydroxylase deficiency

Oliveira, Miriam Da Costa; Gonzáles, Paulo Henrique; Fernandes, Maria Helena; Wolff, Henry
1996-06-01

Resumo em português Alterações eletrencefalográficas têm sido detectadas em crianças com pubarca precoce. Esse achado poderia ser o reflexo da presença atual ou passada de patologia do sistema nervoso central ou conseqüência do nível aumentado de esteróides sexuais. Com o objetivo de testar essa última hipótese, submetemos à avaliação eletrencefalográfica 10 pacientes (7F, 3M) com hyperplasia supra-renal congênita (HSRC) por deficiência da 21-hidroxilase, 4 deles com a form (mais) a clássica e 6 com a forma não-clássica da doença. O exame neurológico tradicional foi realizado em 7 pacientes, sendo normal em todos, enquanto o exame neurológico evolutivo diagnosticou distúrbio de hiperatividade e déficit de atenção em dois. Em outro paciente, dados de história foram compatíveis com retardo do desenvolvimento neuropsicomotor. A avaliação eletrencefalográfica, quantitativa com mapeamento cerebral nos pacientes com idade superior a 3 anos (n= 9), e tradicional no restante, foi considerada anormal para a idade em 8 pacientes (80%), sendo o traçado em 7 casos caracterizado como lento. A alta freqüência de alterações eletrencefalográficas nessa amostra, bem como na pubarca precoce, sugere que esses achados sejam secundários à presença de níveis androgênicos elevados em faixa etária inapropriada e alerta para a importância da avaliação c acompanhamento neurológico de crianças portadoras de HSRC. Resumo em inglês Electrocncephalographic changes have been delected in children with premature pubarche. These findings might be the result from past or current central nervous system dysfunction, or from increased sex steroids. In order to test the last assertion we have performed clcctroencephalographic studies in 10 patients (7F, 3M) with congenital adrenal hyperplasia (CAH) due to 21-hydroxylase deficiency, of whom 4 classic and 6 nonclassic forms of the syndrome. Traditional neurolog (mais) ic examination was performed in 7 patients, the result being considered normal in everyone, while evolutional neurologic examination detected hyperactive disturbance and attention deficit in two patients. In another patient, the clinical findings were compatible with delay of neuropsychomotor development. Quantitative electroencephalography with brain mapping in patients over three years-old (n= 9), and conventional EEO in lhe remaining patient, were considered abnormal for age in 8 patients (80%), the record being characterized as slow in 7 patients. The high rate of electroencephalographic changes in this sample, as well as in premature pubarche, suggests that these findings might result from high inappropriate for age androgenic levels, and warns about the importance of neurologic examination and follow-up in children with CAH.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)