Sample records for dose reduction factor
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 12 shown.



1

Efeito do NaCI sobre o crecimento ea multiplicação in vitro de bananeira/ The effect of NaCl on the growth and multiplication of bananeira (MUSA SP) in vitro

Macêdo, Cristiane Elizabeth Costa de; Barroso, Paulo Augusto Vianna; Moura, Gioconda Emanuella Diniz de Dantas; Alloufa, Magdy Ahmed Ibrahim
2005-08-01

Resumo em português A salinidade dos solos é um importante fator de estresse, ocorrendo em regiões semi-áridas e áridas do Nordeste brasileiro, onde a bananeira é cultivada. O efeito de diferentes concentrações de cloreto de sódio (NaCl) foi estudado sobre a multiplicação e o crescimento in vitro de brotos de bananeira da variedade "Grand Naine", visando a uma posterior seleção in vitro. Brotos de bananeira foram inoculados em meio de cultura MS (Murashige & SKoog) na ausência d (mais) e T0=0 (controle) e na presença de três tratamentos contendo NaCl: T1= 50mM; T2=75mM e T3=100mM e subcultivados cinco vezes nos seus respectivos tratamentos. Os subcultivos foram realizados a cada 30 dias e observado o número de brotos multiplicados por broto inoculado em cada tratamento, a altura e o número de folhas dos brotos inoculados e a produção de matéria fresca aos 0; 30; 60; 90; 120 e 150 dias após a exposição ao sal. Os resultados mostraram que a adição de NaCl ao meio de cultura afetou a multiplicação in vitro, e que o aumento da concentração do sal é proporcional à diminuição do número de brotos produzidos. A multiplicação in vitro de brotos de bananeira foi reduzida em cerca de 80% na dose de 50mM e em cerca de 90% nas doses de 75 e 100mM. Nos tratamentos submetidos a 75 e 100 mM de NaCl, houve redução do número de folhas e também no crescimento dos brotos iniciais e na produção de matéria fresca. A melhor dose de NaCl entre as testadas e sob as condições experimentais utilizadas, para a realização de uma posterior seleção, foi 50mM por ter apresentado efeitos intermediários nos caracteres avaliados. Resumo em inglês Soil salinity is an important factor of stress that occurs in many semi-arid and arid regions of Brazil where the bananeira is cultivated. The effect of different sodium chloride (NaCl) concentrations, in vitro, on the growth and shoot multiplication derived from explants of "Grand Naine" variety was studied. The shoot-tips of the bananeira were inoculated in MS media in the absence: T0=0 (control) and in the presence of three NaCl treatments: T1=50mM, T2=75mM e T3=100mM (mais) and sub cultured five times in the respective treatments. The subcultures were carried out every 30 days and the number of shoots multiplicated on each inoculated shoot, length and total number leaves of inoculated shoot and production of fresh weight were observed at 0; 30; 60; 90; 120 e 150 days after salt exposition. The results showed that the presence of NaCl in the media affects the shoot's production in vitro. The increase of NaCl concentration in the media is proportional to the decrease in the number of shoots produced. The multiplication of bananeira's shoot reduced about 80% in the treatment T1, while the treatments T2 and T3 achieved 90% of reduction. On the other hand the two saline treatments 75 and 100 mM interfered at the same form in the growth of shoots, production of fresh weight, length and total number of leaves. Under experimental conditions the best dose among the different sodium chloride was 50 mM because this dose showed intermediary effects on the characters evaluated.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Utilização do ethephon para a produção de sementes de híbrido de abóbora tipo tetsukabuto/ Utilization of ethephon on hybrid seed production of tetsukabuto type squash

Nascimento, Warley Marcos; Pinheiro, Fernanda; Freitas, Raquel Alves de
2007-08-01

Resumo em português No presente trabalho foi estudado o efeito da aplicação de ethephon na expressão do sexo em plantas de abóbora tipo tetsukabuto. O experimento foi conduzido no delineamento em blocos ao acaso e analisado num esquema fatorial 3 x 4, mais a testemunha, sendo o primeiro fator constituído pelas doses de ethephon (100, 200 e 300mg.L-1) e o segundo pelo número de aplicações semanais (1, 2, 3 e 4). O ethephon promoveu um ginoicismo temporário nas plantas de abóbora. H� (mais) � redução na relação entre o número de flores masculinas e femininas com o aumento da dose de ethephon. A dose de 300mgL-1 de ethephon aplicada três ou quatro vezes é a mais indicada para o tratamento das plantas de abóbora. Resumo em inglês This work aimed to study the effect of ethephon in the sex expression in tetsukabuto type squash plants. The experiment was conducted using a randomized complete block design, in a factorial analysis (3 x 4). The first factor was the ethephon doses (100, 200 and 300 mgL-1) and the second the number of weekly applications (1, 2, 3 and 4). Ethephon promoted a temporary ginoicism, reducing considerably the labor of male flower elimination in female parents. A reduction was o (mais) bserved in the ratio between male and female flowers and the increasing doses. In addition, female flowers tended to increase in the early nodes. Doses of 300 mgL-1 of ethephon applied three or four times was the best treatment and might be used for squash hybrid seed production.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Efeito do protetor dietholate na seletividade de clomazone em cultivares de arroz irrigado/ The effect of crop safener dietholate on clomazone selectivity in irrigated rice cultivars

Sanchotene, D.M.; Kruse, N.D.; Avila, L.A.; Machado, S.L.O.; Nicolodi, G.A.; Dornelles, S.H.B.
2010-06-01

Resumo em português No arroz irrigado, o herbicida clomazone tem sua seletividade variável de acordo com o cultivar, o tipo de solo e a dose aplicada. O uso do protetor dietholate permite seletividade em diferentes ambientes, sendo necessário o estudo da relação entre esses fatores. Em vista do exposto, objetivou-se com este experimento quantificar a seletividade do herbicida clomazone em função de cultivares de arroz irrigado, tipos de solos, doses de clomazone e tratamento de semente (mais) s com dietholate. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, em delineamento de blocos ao acaso, em esquema fatorial com quatro repetições. O fator A foi composto por tipos de solo (arenoso e argiloso); o fator B, por cultivares de arroz irrigado (IRGA 409 e IRGA 417); o fator C, pela ausência do protetor dietholate; e o fator D, por doses de clomazone (0, 156, 312, 625, 1.250, 2.500, 5.000 e 10.000 g ha-1) aplicadas em pré-emergência do arroz irrigado. Dezoito dias após a semeadura do arroz, foram avaliados a fitotoxicidade e o percentual de redução de massa fresca e seca da parte aérea das plantas de arroz. Os cultivares de arroz toleram maiores doses de clomazone quando tratados com dietholate e semeados em solos com maior teor de argila e matéria orgânica. Em solo arenoso, a toxicidade do herbicida nas plantas de arroz foi maior, na ordem de 50%, quando se comparou com a mesma dose em solo argiloso. Resumo em inglês The selectivity of the herbicide Clomazone varies according to cultivar, soil type and rate applied, while the crop safener dietholate allows selectivity to occur under different conditions, making it necessary to study the relation between these factors. Thus, an experiment was conducted aiming to quantify Clomazone selectivity to rice cultivar, in two types of soil and with seeds treated and untreated with dietholate. The experiment was conducted under greenhouse condit (mais) ions, and arranged in a randomized block design with four replications in a factorial scheme. Factor A included two rice cultivars, Factor B included seeds treated and untreated with dietholate, Factor C included two types of soil, and Factor D, eight rates of Clomazone (0, 156, 312, 625, 1,250, 2,500, 5,000 and 10,000 g ha-1). Plant injury and reduction percentage of fresh and dry mass weight of the aerial part of the rice plants were evaluated 18 days after sowing. The data were submitted to variance analysis. A difference (P d"0.05) was observed between the two types of soil and between the seeds treated with and without dietholate. The rice cultivars tolerate higher clomazone rates when treated with dietholate and sown in soil with higher clay and organic matter contents. In sandy soil, herbicide injury to the rice plants was 50% higher than in the clayey soil, when the same doses were compared.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Correlação entre o índice de massa corporal (IMC) de gestantes e hipotensão após raquianestesia para cesarianas/ Correlation between the body mass index (BMI) of pregnant women and the development of hypotension after spinal anesthesia for cesarean section/ Correlación entre el índice de masa corporal (IMC) de embarazadas e hipotensión después de la raquianestesia para cesáreas

Nani, Fernando Souza; Torres, Marcelo Luis Abramides
2011-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Existem poucas publicações correlacionando hipotensão em gestantes obesas, principalmente em obesas mórbidas, após raquianestesia para cesárea. Objetivamos avaliar a incidência de hipotensão correlacionada ao IMC. MÉTODO: No grupo Eutrofia foram incluídas 49 pacientes com IMC pré-gestacional abaixo de 25 kg.m-2 e no grupo Sobrepeso, 51 pacientes com IMC igual ou acima de 25 kg.m-2. Após raquianestesia, foram anotadas as medidas de pr (mais) essão arterial, volume de cristaloides infundidos e dose de vasopressores utilizada até o nascimento. Redução da pressão arterial sistólica abaixo de 100 mmHg ou 10% da pressão arterial sistólica (PAS) inicial foi classificada como hipotensão e corrigida com vasopressor. RESULTADOS: Os episódios de hipotensão foram menores no grupo Eutrofia (5,89 ± 0,53 vs. 7,80 ± 0,66; p = 0,027), assim como a quantidade de cristaloides (1.298 ± 413,6 mL vs. 1.539 ± 460,0 mL; p = 0,007) e o uso de vasopressores (5,87 ± 3,45 bolus vs. 7,70 ± 4,46 bolus; p = 0,023). Quanto às doenças associadas, observamos maior incidência de diabetes entre as gestantes obesas (29,41% vs. 9,76%, RR 1,60; IC 95%: 1,15-2,22; p = 0,036), porém não houve diferença entre os grupos em relação à incidência de doença hipertensiva específica da gestação (DHEG) (sobrepeso: 21,57%, peso normal: 12,20%, RR 1,30; IC 95%: 0,88-1,94; p = 0,28). CONCLUSÕES: Na amostra estudada, IMC pré-gestacional maior ou igual a 25 kg.m-2 apresentou-se como fator de risco para hipotensão após raquianestesia em pacientes submetidas a cesáreas. O mesmo grupo de pacientes necessitou de um número de doses maior de vasopressores. A valorização desses achados implica aprimorar as técnicas anestésicas nessas pacientes a fim de diminuir as consequências da hipotensão pós-raquianestesia, tanto na gestante como no feto. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Existen pocas publicaciones correlacionando la hipotensión en embarazadas obesas y principalmente obesas mórbidas, después de la raquianestesia para cesárea. Deseamos aquí evaluar la incidencia de la hipotensión correlacionada con el IMC. MÉTODO: En el grupo Eutrofia fueron incluidas 49 pacientes con IMC pregestacional por debajo de 25 kg.m-2 y en el grupo Sobrepeso 51 pacientes con IMC igual o por encima de 25 kg.m-2. Después de la raqu (mais) ianestesia fueron anotadas las medidas de presión arterial, volumen de cristaloides infundidos y dosis de vasopresores utilizadas hasta el nacimiento. La reducción de la presión arterial sistólica por debajo de 100 mmHg o 10% de la presión arterial sistólica (PAS) inicial, fue considerado como hipotensión y corregida con vasopresor. RESULTADOS: Los episodios de hipotensión fueron menores en el grupo Eutrofia (5,89 ± 0,53 vs 7,80 ± 0,66; p 0,027); como también la cantidad de cristaloides (1298 ± 413,6 mL vs. 1539 ± 460,0 mL; p 0,007) y el uso de vasopresores (5,87 ± 3,45 bolo vs. 7,70 ± 4,46 bolo; p 0,023). En lo concerniente a las enfermedades asociadas, observamos una mayor incidencia de diabetes entre las embarazadas obesas (29,41% vs. 9,76%, RR 1,60, IC 95%: 1,15-2,22, p 0,036), pero no hubo una diferencia entre los grupos con relación a la incidencia de enfermedad hipertensiva específica de la gestación (DHEG) (sobrepeso: 21,57%, peso normal: 12,20%, RR 1,30, IC 95%: 0,88-1,94, p 0,28). CONCLUSIONES: En la muestra en estudio, el IMC pregestacional mayor o igual a 25 kg.m-2 se presentó como un factor de riesgo para la hipotensión después de la raquianestesia en pacientes sometidas a la cesárea. El mismo grupo de pacientes necesitó un número de dosis mayor de vasopresores. La valoración de esos hallazgos nos hace perfeccionar las técnicas anestésicas en esas pacientes para reducir las consecuencias de la hipotensión postraquianestesia, tanto en la embarazada como en el feto. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Very few publications correlate hypotension in obese pregnant women, and especially morbidly obese, after spinal anesthesia for cesarean section. The objective of the present study was to evaluate the incidence of hypotension according to the BMI. METHODS: Forty-nine patients with pregestational BMI below 25 kg.m-2 were included in the Eutrophia group, and 51 patients with BMI > 25 kg.m-2 were included in the Overweight group. After spinal anest (mais) hesia, blood pressure, volume of crystalloid infused, and dose of vasopressors used until delivery were recorded. A fall in systolic blood pressure below 100 mmHg or 10% reduction of the initial systolic blood pressure (SBP) was considered as hypotension and it was corrected by the administration of vasopressors. RESULTS: Episodes of hypotension were fewer in the Eutrophia group (5.89 ± 0.53 vs. 7.80 ± 0.66, p = 0.027), as well as the amount of crystalloid administered (1,298 ± 413.6 mL vs. 1,539 ± 460.0 mL; p = 0.007), and use of vasopressors (5.87 ± 3.45 bolus vs. 7.70 ± 4.46 bolus; p = 0.023). As for associated diseases, we observed higher incidence of diabetes among obese pregnant women (29.41% vs. 9.76%, RR 1.60, 95%CI: 1.15-2.22, p = 0.036), however, differences in the incidence of pregnancy-induced hypertension (PIH) were not observe between both groups (overweight: 21.57%, normal weight: 12.20%, RR 1.30, 95%CI: 0.88-1.94, p = 0.28). CONCLUSIONS: In the study sample, pregestational BMI > 25 kg.m-2 was a risk factor for hypotension after spinal anesthesia in patients undergoing cesarean section. The same group of patients required higher doses of vasopressors. Those results indicate that the anesthetic techniques in those patients should be improved to reduce the consequences of post-spinal anesthesia hypotension, both in pregnant women and fetuses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Toxicidade da mistura formulada de imazethapyr e imazapic sobre o azevém em função do teor de umidade do solo/ Injury caused by the formulated mixture of the herbicide imazethapyr and imazapic in raygrass as affected by soil moisture

Avila, L.A.; Marchezan, M.; François, T.; Cezimbra, D.M.; Souto, K.M.; Refatti, J.P.
2010-01-01

Resumo em português Herbicidas do grupo das imidazolinonas têm, em geral, fraca adsorção ao solo e alta solubilidade em água, e, por isso, os níveis de umidade do solo podem alterar a disponibilidade desses herbicidas e seu efeito sobre culturas suscetíveis. Com o objetivo de comparar o efeito de doses da mistura formulada de imazethapyr + imazapic (75 + 25 g i.a. L-1) sobre plantas de azevém, cultivadas em solo com três níveis de umidade, foi realizado um experimento em casa de veg (mais) etação, no delineamento em blocos ao acaso com quatro repetições. Os tratamentos foram constituídos pela combinação de sete níveis do fator dose (0, 100, 200, 300, 400, 600 e 800 mL ha-1 do produto formulado), combinados com três níveis do fator umidade do solo (0, -10 e -100 kPa). Houve aumento na toxicidade e na taxa de redução da massa da matéria seca das plantas com o aumento nas doses do herbicida, sendo esses efeitos menores em solo com teor de água de -100 kPa. O teor de água no solo altera a toxicidade da mistura formulada de imazethapyr + imazapic sobre o azevém, sendo a cultura mais afetada em solos com maiores níveis de umidade. Resumo em inglês The imidazolinone herbicides have, in general, low soil sorption and high water solubility, and for this reason, the levels of soil moisture can affect the availability of these herbicides and their effect on susceptible crops. Aiming at comparing the effect of rates of the formulated mixture of imazethapyr + imazapic (75 + 25 g a.i. L-1) on the growth of ryegrass plants in soil with three levels of moisture, an experiment was performed in greenhouse, in a randomized bloc (mais) k design with four replications. The treatments were a combination of seven levels of the factor rate (0, 100, 200, 300, 400, 600 and 800 mL ha-1 of formulated product) combined with three levels of soil moisture factor (0, -10 and -100 kPa). There was an increase in injury and reduction of shoot dry weight with increasing rates of the herbicide, with lower effects in soil with -100 kPa moisture content. The water content in soil alters the injury caused by the formulated mixture imazethapyr + imazapic on ryegrass, with this crop being the most affected in soils with higher moisture levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Retorno da produção de arroz irrigado com cultivares convencionais após o uso do sistema Clearfield®/ Non-tolerant rice production after using the ClearfieldTM rice system

Avila, L.A.; Teló, G.M.; Ferreira, R.B.; Marchesan, E.; Machado, S.L.O.; Rossato, T.L.; Cezimbra, D.M.; Rigão Jr., G.
2010-01-01

Resumo em português Os herbicidas imazethapyr + imazapic usados no sistema Clearfield® de produção de arroz irigado podem persistir no solo e afetar cultivares de arroz não tolerantes semeados em sucessão. O efeito sobre o arroz irrigado não tolerante pode variar de acordo com os genótipos e herbicidas utilizados no arroz cultivado em sucessão. Em vista disso, foi realizado um experimento com o objetivo de avaliar alternativas de cultivares e herbicidas para o retorno da produção d (mais) e arroz não tolerante após o uso do sistema Clearfield. O experimento foi instalado em área de várzea sistematizada da Universidade Federal de Santa Maria (Santa Maria, RS) e conduzido no ano agrícola 2006/07. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema trifatorial, com três repetições. O fator A foi composto por dois sistemas de sucessão de cultivo de arroz irrigado nos primeiros três anos de cultivo (2003/04, 2004/05 e 2005/06): sistema de sucessão 1 - duas safras agrícolas com o uso do sistema Clearfield e aplicação de imazethapyr + imazapic (75 e 25 g i.a. ha-1) e uma safra com cultivo de arroz não tolerante, com aplicação de quinclorac; e sistema de sucessão 2 - três safras agrícolas com o uso do sistema Clearfield e aplicação do herbicida na mesma dose especificada anteriormente. O fator B foi representado pelos cultivares de arroz irrigado usados no quarto ano de cultivo (BR IRGA 409, IRGA 417, IRGA 422 CL e BRS 7 "TAIM"). O fator C foi representado por diferentes herbicidas aplicados na safra 2006/07: bispyribac-sodium, clomazone + propanil, cyhalofop-butyl, quinclorac e penoxsulam. O cultivo de arroz irrigado após o uso do sistema Clearfield® por dois anos requer, pelo menos, uma safra agrícola sem a aplicação do herbicida (imazethapyr + imazapic), para evitar que o residual dos herbicidas afete a produtividade do arroz não tolerante. A redução de produtividade do arroz não tolerante causada pelo residual do herbicida (imazethapyr + imazapic) semeado após três anos de uso consecutivo do sistema Clearfield foi de 30%. Não houve diferença entre os cultivares não tolerantes testados neste experimento quanto à suscetibilidade ao residual de imazethapyr + imazapic. Não houve aumento de fitotoxicidade nas plantas do arroz irrigado pela aplicação dos herbicidas no arroz irrigado não tolerante semeado na sucessão, porém ressalta-se a necessidade do uso de herbicidas que não sejam inibidores da enzima ALS para reduzir a pressão de seleção de plantas daninhas resistentes ou tolerantes a esses herbicidas. Resumo em inglês The herbicides imazethapyr and imazapic used in the Clearfield rice system can persist in the soil and affect non-tolerant rice cultivars sown in rotation. The effect on rice plants can vary according to the cultivar and herbicide used in rotation. Thus, a field experiment was conducted to evaluate cultivar and herbicide options when growing non-tolerant rice after using Clearfield rice system. The experiment was installed in the 2006/07 growing season, in a lowland area (mais) located in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Southern Brazil. The experiment was in a randomized block design with three replications in a factorial scheme. Factor A included two succession systems of Clearfield rice and non-Clearfield rice in the first three growing seasons (2003/04, 2004/05 and 2005/06): Succession 1 - two agricultural growing seasons using the Clearfield system with application of the herbicide mixture imazethapyr and imazapic (75 and 25 g a.i.. ha-1) and one growing season with non-tolerant rice, without application of imidazolinones; and Succession 2 - three growing seasons using Clearfield system and herbicide application at the same rate specified previously. Factor B included rice cultivars used in the fourth year (BR IRGA 409, IRGA 417, IRGA 422 CL and BRS 7 "TAIM"). Factor C included different herbicides used during the fourth growing season (2006/07), bispyribac-sodium, clomazone + propanyl, cyhalofop-butyl, quinclorac, penoxsulam. Rice production after using the Clearfield system requires at least one year without herbicide application (imazethapyr and imazapic) to avoid carryover to non-tolerant rice and yield reduction. A 30% grain yield reduction is caused by herbicide carryover to non-tolerant rice cultivated in areas where the Clearfield system had been used for three years. No difference was found in the non-tolerant rice cultivars used in this experiment, as all were susceptible to herbicide carryover. No increased injury was observed in rice plants due to herbicide application on the non-tolerant rice cultivars cultivated in rotation. However, it must be emphasized that it is necessary to choose a non-ALS inhibiting herbicide to reduce the pressure of selecting weeds resistant or tolerant to these herbicides.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Phorate e dietholate protegem o arroz da fitotoxicidade do clomazone em doses elevadas/ Phorate and dietholate act as safeners for rice against clomazone at high doses

Sanchotene, D.M; Kruse, N.D; Avila, L.A; Machado, S.L.O; Nicolodi, G.A; Dornelles, S.H.B
2010-12-01

Resumo em português O herbicida clomazone tem sua seletividade às plantas de arroz aumentada quando as sementes recebem o protetor dietholate. Sabendo que o dietholate atua sobre a atividade da enzima citocromo P-450 mono-oxigenase e que esta é responsável pela ativação do clomazone, buscam-se outros produtos que possam ser utilizados como protetores. Em vista disso, o objetivo deste experimento foi avaliar o efeito protetor do dietholate e do phorate em função de doses de clomazone. (mais) O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com quatro repetições, em esquema fatorial. O fator A foi composto pelo tratamento de sementes com dietholate ou phorate, além de uma testemunha, que não recebeu protetor nas sementes. O fator B foi composto por oito doses de clomazone (0, 156, 312, 625, 1.250, 2.500, 5.000 e 10.000 g i.a. ha-1). Dezoito dias após a semeadura, foram avaliados a fitotoxicidade, o percentual de redução da estatura e a massa fresca e seca das plantas de arroz. Os dados foram submetidos à análise da variância, por meio da regressão não linear do tipo logístico. Houve diferença entre a testemunha sem protetor e os tratamentos de sementes com os protetores dietholate e phorate. Analisando as curvas de dose-resposta, verifica-se que, quando sementes do cultivar IRGA 417 foram tratadas com dietholate ou com phorate, ambos protegeram as plântulas de arroz do clomazone, ou seja, as plantas foram capazes de tolerar maiores doses de clomazone. Assim, há evidências de que os protetores de plantas dietholate e phorate atuam como inibidores da enzima citocromo P-450, impedindo que ela ative o clomazone nas plantas de arroz, proporcionando maior seletividade deste herbicida quando comparado à testemunha que não recebeu proteção. Resumo em inglês Selectivity of Clomazone for rice plants increases when seeds are treated with the safener dietholate. Considering that dietholate acts on the activity of the cytochrome P450 monooxigenase, and that this enzyme also activates the herbicide clomazone, other chemicals capable of acting as safeners should also be sought. Thus, a trial was conducted aiming to evaluate the protective effect of dietholate and phorate against increasing clomazone rates. The trial was carried out (mais) in a completely randomized block design, with four replicates in a factorial scheme. Factor A included seeds untreated and treated with dietholate or with phorate. Factor B included eight clomazone rates (0, 156, 312, 625, 1,250, 2,500, 5,000 and 10,000 g a.i. ha-1). Plant injury, plant height reduction percentage, fresh mass and dry mass weight were evaluated 18 days after sowing. Data were submitted to analysis of variance by non-linear regression of the logistic type. Significant differences were observed between the control without safener and the treatments with dietholate or phorate. The dose-response curves showed that when rice seeds were treated with either dietholate or phorate, the rice plants were able to tolerate higher rates of clomazone, compared to the untreated control. Thus, this study shows that dietholate and phorate inhibit the enzyme cytochrome P-450, blocking the activation of clomazone in the rice plants.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Efeitos da pentoxifilina na anemia resistente à eritropoetina em pacientes sob hemodiálise/ Pentoxifylline effects on the resistant anemia to erythropoietin in hemodialysis patients

Antunes, Sandra A.; Teixeira, Maria do Carmo B.; Gabriel Júnior, Alexandre
2008-08-01

Resumo em português A anemia na insuficiência renal crônica deve-se à redução da produção de eritropoetina, devido à diminuição da massa renal funcionante. A eritropoetina tem sido preconizada para o tratamento da anemia, no entanto, cerca de 5% dos pacientes são resistentes à mesma. A resistência à eritropoetina é definida como a necessidade do uso de uma dose maior que 12.000U/kg por semana, sem atingir o hematócrito alvo de 33% a 36%. As citocinas pró-inflamatórias têm (mais) uma associação importante com a anemia resistente ao tratamento com eritropoetina (EPO). A pentoxifilina tem sido usada para inibir a produção dessas citocinas pró-inflamatórias. Este estudo foi realizado com os pacientes sob hemodiálise no Instituto de Nefrologia Ribamar Vaz, do Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Maceió-Al. Os pacientes com diagnóstico de resistência à eritropoetina receberam pentoxifilina na dose de 400 mg VO, após hemodiálise por seis meses. Avaliamos o hematócrito e a proteína C reativa (PCR) em dois momentos: ao final de três meses com 12 pacientes e, ao final de seis meses, com sete pacientes. A média de PCR dos 12 pacientes, no primeiro mês, foi de 5,65 mg/l. No terceiro mês, de 2,58 mg/l. Porém, no sexto mês, considerando apenas os sete que terminaram o projeto, foi de 4,55 mg/l. Não foi observada diferença significativa. A média final dos hematócritos(Htc) observada nos pacientes foi de 28,74 %. A média dos Htc na avaliação de seis meses que precederam o início do projeto, foi de 26,22%. Não foi observada diferença estatisticamente significante, quer nos 12 pacientes acompanhados por três meses ou nos sete que conseguiram concluir o estudo. Não observamos correlação entre os níveis de PCR e os de hematócrito. No entanto, em nossa amostragem, a média de PCR basal não estava elevada e este pode ter sido um fator importante nos resultados díspares em relação aos dados da literatura. Sendo assim, concluímos que, em nossa amostra, não obtivemos benefícios com o uso da pentoxifilina. Porém, certamente se fazem necessários estudos mais amplos e controlados para que se possa chegar a conclusões que norteiem a indicação clínica desta droga como coadjuvante da EPO. Resumo em inglês Anemia in end stage renal disease occurs due to the reduction in the production of erythropoietin caused by the decrease in functional renal mass. Erythropoietin has been indicated in the treatment of anemia however, about 5% of patients are resistant to this treatment. In erythropoietin resistance, it is necessary to increase the dosage to more than 12000 U/Kg/weekly, but even so the hematocrit target, which should remain between 33 and 36%, is not reached. Pro-inflammat (mais) ory cytokines are significantly associated to resistance to erythropoietin treatment and so pentoxifylline is used to inhibit the production of these pro-inflammatory cytokines. This study was carried out with hemodialysis patients at the Ribamar Vaz Institute of Nephrology - in the Santa Casa de Misericórdia Hospital of Maceió. Patients with diagnoses of resistance to erythropoietin received 400mg VO pentoxifylline after hemodialysis over a period of six months. The hematocrit and C-reactive protein (CRP) concentrations were analyzed three times: in the first month, at the end of three months (12 patients) and at the end of six months (7 patients). The mean CRP of the 12 patients in the first month was 5.65 and in the third month it was 2.58. However, in the sixth month, with the 7 patients remaining in the protocol, it was 4.55. No significant differences were observed. The final average hematocrit concentration of the patients was 28.74%. The average hematocrit concentration, in the six-month evaluation that preceded the project, was 26.22%. Statistically-relevant differences were not observed in the 12 patients followed up for 3 months or in the 7 that concluded the study. No correlations between the levels of CRP and hematocrit concentration were observed. However, in our sampling, the mean basal CRP was not high and this might have been an important factor to explain the difference between our results and other published reports. Thus, we conclude that there are no benefits with the use of pentoxifylline. However, further, more comprehensive studies are necessary in order to investigate the use of this drug as support in erythropoietin resistanc.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Postura materna durante a gestação e sua influência sobre o peso ao nascer/ Maternal posture and its influence on birthweight

Takito, Monica Yuri; Benício, Maria Helena D'Aquino; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a relação entre postura/atividade física materna e o peso inadequado ao nascer. MÉTODOS: Coorte prospectiva com 152 gestantes de serviço de assistência pré-natal de baixo risco de um hospital especializado, localizado no Município de São Paulo. Para cada gestante foram realizadas três entrevistas ao longo da gestação, quando foi avaliada a freqüência de atividades físicas diárias. O peso ao nascer (inadequado 3.000 g) (mais) foi a variável dependente e as variáveis de freqüência de atividades físicas foram as variáveis independentes. Foi realizada análise estatística de regressão logística univariada e múltipla, tendo como variáveis de controle a escolaridade, tabagismo, morar com o companheiro e estado nutricional inicial. RESULTADOS: Foi identificado como fator de proteção para o peso inadequado ao nascer a realização de caminhada no primeiro período da gestação por menos de 50 min (OR ajustado =0,44; IC 95%: 0,20-0,98). A permanência em pé parada por mais de 2,5 horas mostrou acentuado risco no segundo trimestre (OR ajustado =3,23; IC 95%: 1,30-7,99). Dentre as atividades que requerem a postura ereta, identificou-se relação do tipo dose-resposta para lavar roupa e cozinhar (p de tendência linear Resumo em inglês OBJETIVE: To analyze the relationship between maternal posture/physical activity and inadequate birthweight. METHODS: Prospective cohort study involving 152 pregnant women from a public low-risk antenatal care facility. Three interviews evaluating the frequency of physical activity were administered to each pregnant woman during gestation. Birthweight (inadequate when 3,000 g) was the dependent variable and the frequency of physical activity th (mais) e independent variable. Statistical analysis was performed using logistic univariate analysis and multiple regression controlling for schooling, smoking, living with spouse, and baseline nutritional status. RESULTS: The practice of walking for at least 50 minutes during the first period of pregnancy was identified as a protective factor against inadequate birthweight (adjusted OR=0.44; 95% CI: 0.20-0.98). Standing for 2.5 hours or longer during the second semester of pregnancy was associated with increased risk (adjusted OR=3.23; 95% CI: 1.30-7.99). Dose-response relationships were identified for washing clothing by hand and cooking (p-value for linear trend

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Postura materna durante a gestação e sua influência sobre o peso ao nascer/ Maternal posture and its influence on birthweight

Takito, Monica Yuri; Benício, Maria Helena D'Aquino; Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
2005-06-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar a relação entre postura/atividade física materna e o peso inadequado ao nascer. MÉTODOS: Coorte prospectiva com 152 gestantes de serviço de assistência pré-natal de baixo risco de um hospital especializado, localizado no Município de São Paulo. Para cada gestante foram realizadas três entrevistas ao longo da gestação, quando foi avaliada a freqüência de atividades físicas diárias. O peso ao nascer (inadequado 3.000 g) (mais) foi a variável dependente e as variáveis de freqüência de atividades físicas foram as variáveis independentes. Foi realizada análise estatística de regressão logística univariada e múltipla, tendo como variáveis de controle a escolaridade, tabagismo, morar com o companheiro e estado nutricional inicial. RESULTADOS: Foi identificado como fator de proteção para o peso inadequado ao nascer a realização de caminhada no primeiro período da gestação por menos de 50 min (OR ajustado =0,44; IC 95%: 0,20-0,98). A permanência em pé parada por mais de 2,5 horas mostrou acentuado risco no segundo trimestre (OR ajustado =3,23; IC 95%: 1,30-7,99). Dentre as atividades que requerem a postura ereta, identificou-se relação do tipo dose-resposta para lavar roupa e cozinhar (p de tendência linear Resumo em inglês OBJETIVE: To analyze the relationship between maternal posture/physical activity and inadequate birthweight. METHODS: Prospective cohort study involving 152 pregnant women from a public low-risk antenatal care facility. Three interviews evaluating the frequency of physical activity were administered to each pregnant woman during gestation. Birthweight (inadequate when 3,000 g) was the dependent variable and the frequency of physical activity th (mais) e independent variable. Statistical analysis was performed using logistic univariate analysis and multiple regression controlling for schooling, smoking, living with spouse, and baseline nutritional status. RESULTS: The practice of walking for at least 50 minutes during the first period of pregnancy was identified as a protective factor against inadequate birthweight (adjusted OR=0.44; 95% CI: 0.20-0.98). Standing for 2.5 hours or longer during the second semester of pregnancy was associated with increased risk (adjusted OR=3.23; 95% CI: 1.30-7.99). Dose-response relationships were identified for washing clothing by hand and cooking (p-value for linear trend

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Efeitos do paclobutrazol em diferentes concentrações e períodos de imersão na cultura do alho/ Effects of paclobutrazol concentrations and periods of immersion on garlic crop

Resende, Geraldo Milanez de; Costa, Nivaldo Duarte; Melo, Natoniel Franklin de; Souza, Rovilson José de
1999-04-01

Resumo em português O presente trabalho foi conduzido no período de abril a setembro de 1989 no Campo Experimental do Setor de Olericultura da UFLA, Lavras, MG, com o objetivo de avaliar a influência de concentrações e períodos de imersão em paclobutrazol sobre o controle do pseudoperfilhamento e características comerciais do alho (Allium sativum L.). Utilizou-se o delineamento experimental de blocos ao acaso em esquema fatorial 4 x 5, compreendendo quatro doses de paclobutrazol (0, 5 (mais) 00, 1.000 e 1.500 mg L-1 de i.a.) e cinco períodos de imersão (30, 60, 90, 120 e 150 minutos) e quatro repetições. Observou-se, com o incremento das concentrações de paclobutrazol, uma redução na altura e no número de folhas por planta aos 60 e 90 dias após o plantio. A concentração de 976 mg L-1 de paclobutrazol proporcionou o maior peso médio de bulbo, e a dose de 451 mg L-1 foi a que promoveu a maior porcentagem de bulbos graúdos. Quanto a produtividade total e comercial, porcentagem de bulbos pseudoperfilhados e número de bulbilhos por bulbo, não se verificaram diferenças significativas entre os tratamentos. Resumo em inglês This study was carried out from April to September of 1989, in the experimental field of UFLA, Lavras, MG, Brazil, with the objective of evaluating the influence of concentrations and periods of immersion of paclobutrazol on secondary growth control and marketable traits in garlic (Allium sativum L.). The experimental design was a randomized complete block in a 4 x 5 factorial scheme, with four replications. The first factor consisted of paclobutrazol concentrations (0, 5 (mais) 00, 1,000 and 1,500 mg L-1 of a.i.), and the second one of periods of immersion (30, 60, 90, 120 and 150 minutes). Reduction in plant height and in number of leaves per plant from 60 to 90 days after planting with paclobutrazol applications was observed. Mean bulb weight increased up to the concentration of 976 mg L-1 of paclobutrazol, and 451 mg L-1 gave the greatest percentage of bulbs of large size. There was no significant difference among treatments for total and commercial yields, percentage of secondary growth bulbs and number of cloves per bulb.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Avaliação da aprotinina na redução da resposta inflamatória sistêmica em crianças operadas com circulação extracorpórea/ Assessment of aprotinin in the reduction of inflammatory systemic response in children undergoing surgery with cardiopulmonary bypass

Ferreira, Cesar Augusto; Vicente, Walter Villela de Andrade; Evora, Paulo Roberto Barbosa; Rodrigues, Alfredo José; Klamt, Jyrson Guilherme; Carlotti, Ana Paula de Carvalho Panzeli; Carmona, Fábio; Manso, Paulo Henrique
2010-03-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar se a aprotinina em altas doses hemostáticas pode reduzir o processo inflamatório após circulação extracorpórea (CEC) em crianças. MÉTODOS: Estudo prospectivo randomizado em crianças de 30 dias a 4 anos de idade, submetidas à correção de cardiopatia congênita acianogênica, com CEC e divididas em dois grupos, um denominado Controle (n=9) e o outro, Aprotinina (n=10). Neste, o fármaco foi administrado antes e durante a CEC. A resposta inflama (mais) tória sistêmica e disfunções hemostática e multiorgânicas foram analisadas por marcadores clínicos e bioquímicos. Foram consideradas significantes as diferenças com P Resumo em inglês OBJECTIVE: To assess if the hemostatic high-dose aprotinin is able to reduce the inflammatory process after cardiopulmonary bypass (CPB) in children. METHODS: A prospective randomized study was performed on children aged 30 days to 4 years who underwent correction of acyanogenic congenital heart disease with CPB and were divided into two groups: Control (n=9) and Aprotinin (n=10). In the Aprotinin Group the drug was administered before and during CPB and the systemic infl (mais) ammatory response and hemostatic and multiorgan dysfunctions were assessed through clinical and biochemical markers. Differences were considered to be significant when P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)