Sample records for dopamine
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 20 shown. Select sample records:



1

Dopamina e o rim na sepse: uma revisão sistemática/ Dopamine and kidney in sepsis: a systematic review

Katz, Denise Varella; Troster, Eduardo Juan; Vaz, Flavio Adolfo Costa
2003-09-01

Resumo em português A insuficiência renal aguda (IRA) tem uma alta morbi-mortalidade em pacientes de terapia intensiva. A sepse grave e choque séptico são fatores de risco importantes para o desenvolvimento de IRA. A dopamina em dose baixa (0,5 a 3 mg/kg/min) vem sendo empregada durante várias décadas como opção terapêutica para a proteção da função renal nestes pacientes, ainda que na ausência de estudos bem controlados. OBJETIVOS: Verificar evidências na literatura que justif (mais) iquem o uso rotineiro da dopamina em dose baixa nos pacientes com sepse grave e choque séptico. MÉTODOS: Busca sistemática da literatura, abrangendo bancos de dados eletrônicos (MEDLINE, EMBASE, LILACS) e a busca manual de artigos. RESULTADOS: Dos cinco estudos clínicos randomizados encontrados, nenhum se enquadrou nos critérios de inclusão, pois não avaliavam a função renal. Dentre os estudos do tipo séries de casos, apenas oito foram passíveis de avaliação qualitativa. Foram descritos alguns efeitos adversos associados à dopamina, tais como aumento do shunt pulmonar, taquiarritmias, aumento na pressão de artéria pulmonar, que não foram estatisticamente significantes. A mortalidade também não se alterou com o uso da dopamina. CONCLUSÕES: Não existem evidências suficientes na literatura que suportem o uso rotineiro da dopamina em dose baixa como opção terapêutica para proteção da função renal na sepse grave e choque séptico. Resumo em inglês Acute renal failure has a high morbidity and mortality in critically ill patients. Severe sepsis and septic shock are important risk factors for the development of acute renal failure. Low-dose dopamine (0.5 to 3 mg/kg/min) has been used for decades as a renal-protective therapy in such patients, even in the absence of any controlled study to support this concept. BACKGROUND: To Check the literature for evidences supporting the routine use of low-dose dopamine in severe s (mais) epsis and septic shock. METHODS: Systematic review of the literature, on electronic databasis (MEDLINE, EMBASE and LILACS), and handsearching. RESULTS: Only five randomized clinical trials were found, but none of them studied renal outcomes. Eight cases series studies were included on a qualitative review. Dopamine was associated with some adverse effects, such as increase in pulmonary shunting, tachyarrhythmias, and increase in pulmonary artery pressure, that were not statistically significant. Mortality also did not change with the use of dopamine. CONCLUSIONS: There are no sufficient evidences in the literature to support the routine use of low-dose dopamine as a renal protective agent in severe sepsis and septic shock.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Dopamina, óxido nítrico e suas interações em modelos para o estudo da esquizofrenia/ Dopamine, nitric oxide and their interactions in models for the study of schizophrenia

Salum, Cristiane; Pereira, Ana Carolina de Castro Issy; Guimarães, Elaine Aparecida Del Bel Belluz
2008-01-01

Resumo em português Modelos experimentais baseados no aumento da neurotransmissão dopaminérgica mimetizam aspectos comportamentais e neuroquímicos característicos da esquizofrenia. Psicoestimulantes, como a anfetamina, são utilizados com esta finalidade, pois aumentam os níveis de dopamina extracelular nas vias mesocorticolímbica e mesoestriatal. As limitações da manipulação direta do sistema dopaminérgico nos modelos animais incentivam abordagens complementares. O óxido nítric (mais) o (NO), um neurotransmissor atípico que inibe a recaptação de dopamina e estimula sua liberação, parece modular comportamentos controlados pelo sistema dopaminérgico. O teste de inibição pré-pulso revela uma deficiência no filtro sensório-motor, verificada em esquizofrênicos ou após tratamentos com psicotomiméticos, podendo ser prevenida pela inibição do NO. Esta revisão apresenta evidências da interação do NO com o sistema dopaminérgico em modelos para o estudo da esquizofrenia como uma nova ferramenta de investigação desta patologia. Resumo em inglês Experimental models based on the increase of dopaminergic neurotransmission mimic behavioral and neurochemical schizophrenia-like aspects. Psychostimulants, as amphetamine, are used with this purpose because they increase extracellular dopamine levels in mesocorticolimbic and mesostriatal pathways. The limitations of direct manipulation uniquely based on the dopamine system in animal models have encouraged the use of new approaches. Nitric oxide (NO), an atypical neurotra (mais) nsmitter which inhibits dopamine reuptake and stimulates its release, seems to modulate dopamine-controlled behaviors. The prepulse inhibition test reveals deficits on the sensorimotor filter found in schizophrenics or after psichotomimetic treatments. This review presents evidences for the interaction between NO and DA systems on schizophrenia models as a new tool for the investigation of this pathology.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Efeitos de dopamina e noradrenalina no fluxo sangüíneo regional no tratamento do choque séptico/ Dopamine and noradrenaline effects in the blood flux regional on therapeutic in the septic shock

Miranda, Milena Penteado Ferraro; Soriano, Francisco Garcia; Secoli, Silvia Regina
2008-03-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A noradrenalina e a dopamina são utilizadas, no estado de choque, com o intuito de oferecer suporte hemodinâmico e restabelecer a perfusão tecidual. As ações farmacológicas desses vasopressores podem ser variadas, deste modo, o uso necessita, por parte do clinico, interpretação dos efeitos hemodinâmicos, com observação das variáveis sistêmica e regional. O objetivo deste estudo foi analisar as publicações acerca dos efeitos da nor (mais) adrenalina e dopamina em baixas doses na perfusão hepatoesplâncnica e renal no tratamento do choque séptico. MÉTODO: Foram selecionados artigos (n = 27) sobre o uso de noradrenalina e dopamina em choque séptico, publicados no período de 1997 a setembro de 2007 revisados na PubMed, base de dados da National Library of Medicine (NLM). Utilizou-se o recurso MESH com os descritores noradrenaline, dopamine e sepsis. RESULTADOS: Os efeitos de dopamina e noradrenalina na perfusão renal demonstraram ser semelhantes em relação ao aumento da diurese e não alteração na depuração de creatinina. A noradrenalina não afetou a perfusão tissular renal, apesar de elevar o tônus vascular. Quanto aos efeitos esplâncnicos, os dois fármacos demonstraram aumentar o fluxo sangüíneo, porém redistribuem o sangue nesse compartimento. CONCLUSÕES: Os estudos analisados foram controversos não demonstrando consenso acerca do fármaco mais oportuno para o restabelecimento hemodinâmico e manutenção de perfusão regional adequada. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Norepinephrine and dopamine are used, in the state of shock, with the intention of offering hemodynamic support and to reestablish tissue perfusion. The pharmacological effects of these vasopressors can be diverse, for this reason, their use requires, through the clinician, an interpretation of the hemodynamic effects with observation of the systemic variations and region. With this in mind, the objective of this study was to analyze the publica (mais) tions regarding the effects of norepinephrine and low-dose dopamine in hepatosplenic perfusion and renal in treatment of septic shock. METHODS: Articles were selected (n = 27) concerning the use of norepinephrine and dopamine in septic shock, published during the period of 1997 to September 2007, revised in PubMed, data base of the National Library of Medicine (NLM). The MESH method was utilized with the descriptors norepinephrine, dopamine and sepsis. RESULTS: The effects of dopamine and norepinephrine in kidney perfusion are similar; there is an increase in diuresis and no change in creatinine clearance. Norepinephrine did not affect kidney tissue perfusion in spite of the increase of vascular tone. Regarding the splancnic effects, these drugs showed an increase in blood flow, though redistributing the blood in this compartment. CONCLUSIONS: The best agent for the hemodynamic reestablishment that keeps the adequate regional perfusion remains inconclusive.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Determinação enzimática de dopamina em formulações farmacêuticas utilizando sistema de análise por injeção em fluxo com extrato bruto de abacate (Persea americana)/ Enzimatic determination of dopamine in pharmaceutical formulations using a flow injection analysis system with avocado (Persea americana) crude extract

Lupetti, Karina Omuro; Ramos, Luiz Antônio; Fatibello-Filho, Orlando
2003-03-01

Resumo em inglês In this work, a spectrophotometric flow injection analysis system using a crude extract of avocado (Persea americana) as a source of polyphenol oxidase to dopamine determination was developed. The substrates and enzyme concentrations from 2.4x10-7 to 5.3x10-4 mol L-1 and 28 to 332 units mL-1 were evaluated, respectively. In addition, the FIA parameters such as sample loop (50 to 500 µL), flow rate (1.4 to 4.3 mL min-1) and reactor length (100 to 500 cm) were also ev (mais) aluated in a 0.1 mol L-1 phosphate buffer solution (pH 7.0). Dopamine solution concentrations were determined using 277 units mL-1 enzyme solution, 400 mL enzyme loop, 375 µL sample loop, 2.2 mL min-1 flow rate and a reactor of 350 cm. The analytical curve showed a linearity from 5.3x10-5 to 5.3x10-4 mol L-1 dopamine with a detection limit of 1.3x10-5 mol L-1. The analytical frequency was 46 h-1 and the RSD lower than 0.5% for 5.3x10-4 mol L-1 dopamine solution (n=10). A paired t-test showed that all results obtained for dopamine in commercial formulations using the proposed flow injection procedure and a spectrophotometric procedure agree at the 95% confidence level.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Efeitos renais e cardiovasculares da infusão de dopamina e da solução de cloreto de sódio a 7,5%: estudo experimental em cães com restrição hídrica/ Renal and cardiovascular effects of dopamine and 7.5% sodium chloride infusion: experimental study in dogs with water restriction/ Efectos renales y cardiovasculares de la infusión de dopamina y de la solución de clorato de sodio 7,5%: estudio experimental en canes con restricción hídrica

Verderese, Marisa Aparecida Lima; Vianna, Pedro Thadeu Galvão; Ganem, Eliana Marisa; Vane, Luiz Antonio
2003-09-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: É controvertido o uso da infusão de dopamina na proteção renal. O objetivo desta pesquisa foi estudar o efeito da dopamina, da solução hipertônica e da associação de ambas em cães com restrição hídrica, simulando o jejum pré-operatório. MÉTODO: Foram estudados, em 32 cães anestesiados com tiopental sódico e fentanil, os seguintes parâmetros da função renal: fluxo plasmático efetivo renal (depuração de para-aminohipurato d (mais) e sódio), ritmo de filtração glomerular (depuração de creatinina) e as depurações de sódio, de potássio e osmolar, excreção fracionária de sódio e potássio, excreção de sódio e potássio e a resistência vascular renal. Os parâmetros cardiovasculares foram: pressão arterial média, freqüência cardíaca, pressão da veia cava inferior, índice cardíaco, hematócrito e índice de resistência vascular periférica. Os animais foram subdivididos, através de sorteio, em 4 grupos experimentais: Grupo 1 - G1 (n = 8) - grupo controle; Grupo 2 - G2 (n = 8) infusão de dopamina (2 µg.kg-1.min-1), Grupo 3 - G3 (n = 8) solução de cloreto de sódio a 7,5% (2 ml.kg-1) e Grupo 4 - G4 (n = 8) - associação de dopamina (2 µg.kg-1.min-1) e cloreto de sódio a 7,5% (2 ml.kg-1). Os grupos tiveram quatro fases experimentais e cada momento com duração de 30 minutos, compreendendo os momentos M1, M2, M3 e M4. RESULTADOS: O grupo da dopamina (G2) apresentou diminuição da pressão arterial média, da resistência vascular renal e da excreção de potássio. O grupo da solução hipertônica de cloreto de sódio (G3) apresentou aumento do índice cardíaco, do volume urinário, da depuração de sódio e de potássio, da excreção urinária de sódio e potássio e da excreção fracionária de sódio. No grupo da solução hipertônica de cloreto de sódio associada à dopamina (G4), ocorreu elevação da freqüência cardíaca, do índice cardíaco, do fluxo plasmático efetivo renal e da excreção urinária de sódio; ocorreu também diminuição do índice de resistência vascular sistêmica e do potássio plasmático. CONCLUSÕES: Deste estudo conclui-se que a solução hipertônica de cloreto de sódio foi capaz de melhorar as condições hemodinâmicas e, conseqüentemente, a função renal de cães sob restrição hídrica de 12 horas. O mesmo não aconteceu com a infusão de 2 µg.kg-1.min-1 de dopamina que, em situação similar, não causou aumento da diurese e da excreção de sódio. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Es controvertido el uso de la infusión de dopamina en la protección renal. El objetivo de esta pesquisa fue estudiar el efecto de la dopamina, de la solución hipertónica y de la asociación de ambas en canes con restricción hídrica, simulando el ayuno pre-operatorio. MÉTODO: Fueron estudiados, en 32 canes anestesiados con tiopental sódico y fentanil, los siguientes parámetros de la función renal: flujo plasmático efectivo renal (depur (mais) ación de para-aminohipurato de sodio), ritmo de filtración glomerular (depuración de creatinina) y las depuraciones de sodio, de potasio y osmolar, excreción fraccionaria de sodio y potasio, excreción de sodio y potasio y la resistencia vascular renal. Los parámetros cardiovasculares fueron: presión arterial media, frecuencia cardíaca, presión de la vena cava inferior, índice cardíaco, hematócrito e índice de resistencia vascular periférica. Los animales fueron subdivididos, a través de sorteo, en 4 grupos experimentales: Grupo 1 - G1 (n = 8) - grupo control; Grupo 2 - G2 (n = 8) infusión de dopamina (2 µg.kg-1.min-1), Grupo 3 - G3 (n = 8) solución de clorato de sodio a 7,5% (2 ml.kg-1) y Grupo 4 - G4 (n = 8) - asociación de dopamina (2 µg.kg-1.min-1) y clorato de sodio a 7,5% (2 ml.kg-1). Los grupos tuvieron cuatro partes experimentales y cada momento con duración de 30 minutos, comprendiendo los momentos M1, M2, M3 y M4. RESULTADOS: El grupo de la dopamina (G2) presentó diminución de la presión arterial media, de la resistencia vascular renal y de la excreción de potasio. El grupo de la solución hipertónica de clorato de sodio (G3) presentó aumento del índice cardíaco, del volumen urinario, de la depuración de sodio y de potasio, de la excreción urinaria de sodio y potasio y de la excreción fraccionaria de sodio. En el grupo de la solución hipertónica de clorato de sodio asociada a la dopamina (G4), ocurrió elevación de la frecuencia cardíaca, del índice cardíaco, del flujo plasmático efectivo renal y de la excreción urinaria de sodio; ocurrió también diminución del índice de resistencia vascular sistémica y del potasio plasmático. CONCLUSIONES: De este estudio se concluye que la solución hipertónica de clorato de sodio fue capaz de mejorar las condiciones hemodinámicas y, consecuentemente, la función renal de canes bajo restricción hídrica de 12 horas. Lo mismo no aconteció con la infusión de 2 µg.kg-1.min-1 de dopamina que, en situación similar, no causó aumento de la diuresis y de la excreción de sodio. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Dopamine infusion for renal protection is controversial. This study aimed at observing the effects of dopamine, hypertonic solution and the association of both in dogs with water restriction, emulating preoperative fast. METHODS: The following renal function parameters were studied in 32 dogs anesthetized with sodium pentobarbital and fentanyl: effective renal plasma flow (sodium para-aminohippurate clearance), glomerular filtration rate (creati (mais) nine clearance), sodium, potassium and osmolar clearance, sodium and potassium fractional excretion and renal vascular resistance. Cardiovascular parameters were: mean blood pressure, heart rate, inferior vena cava pressure, cardiac index, hematocrit and peripheral vascular resistance index. Animals were randomly distributed in four experimental groups: Group 1 - G1 (n = 8) - control group; Group 2 - G2 (n = 8) - dopamine infusion (2 µg.kg-1.min-1); Group 3 - G3 (n = 8) - 7.5% sodium chloride (2 ml.kg-1) and Group 4 - G4 (n = 8) - association of dopamine (2 µg.kg-1.min-1) and 7.5% sodium chloride (2 ml.kg-1). Groups underwent four experimental stages lasting 30 minutes each, and involving moments M1, M2, M3 and M4. RESULTS: Dopamine group (G2) had mean blood pressure, renal vascular resistance and potassium excretion decrease. Hypertonic sodium chloride group (G3) had cardiac index, urinary volume, sodium and potassium clearance, sodium and potassium urinary excretion and sodium fractional excretion increase. Group receiving the association of hypertonic solution and dopamine (G4) had heart rate, cardiac index, effective renal plasma flow and sodium urinary excretion increase; there has also been systemic vascular resistance and plasma potassium index decrease. CONCLUSIONS: Our conclusion was that hypertonic sodium chloride solution was able to improve hemodynamic conditions and, as a consequence, renal function of dogs under 12-hour water restriction. The same was not true for 2 µg.kg-1.min-1 dopamine which, in a similar situation, has not increased diuresis and sodium excretion.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Neuroimagem do transportador de dopamina na doença de Parkinson: primeiro estudo com [99mTc]-TRODAT-1 e SPECT no Brasil/ Neuroimaging of the dopamine transporter in Parkinson’s disease: first study using [99mTc]-TRODAT-1 and SPECT in Brazil

Shih, Ming Chi; Amaro Jr, Edson; Ferraz, Henrique Ballalai; Hoexter, Marcelo Queiroz; Goulart, Fabricio Oliveira; Wagner, Jairo; Lin, Li Fu; Fu, Ying Kai; Mari, Jair Jesus; Lacerda, Acioly Luiz Tavares de; Tufik, Sergio; Bressan, Rodrigo Affonseca
2006-09-01

Resumo em português INTRODUÇÃO: Radiotraçadores para neuroimagem de transportador de dopamina (TDA) foram desenvolvidos para estimar a perda de neurônios dopaminérgicos in vivo na doença de Parkinson (DP). OBJETIVO: Avaliar a densidade de TDA in vivo utilizando [99mTc]-TRODAT-1 (INER-Taiwan) e SPECT em uma população de pacientes brasileiros com DP. MÉTODO: Quinze pacientes com DP e 15 controles saudáveis pareados realizaram exames de SPECT com [99mTc]-TRODAT-1 (INER-Taiwan). Estima (mais) tivas da densidade de TDA estriatal foram calculadas usando potencial de ligação (PL). Pacientes foram avaliados com escalas para PD. RESULTADOS: Pacientes com DP apresentaram redução significativa do PL-TDA (0,38±0,12) comparado aos controles (0,84±0,16, p Resumo em inglês BACKGROUND: Dopamine transporter (DAT) neuroimaging radiotracers were developed to estimate dopamine neuronal loss in vivo in Parkinson’s disease (PD). OBJECTIVE: To evaluate DAT density in vivo using [99mTc]-TRODAT-1 and single photon computerized tomography (SPECT) in a population of Brazilian PD. METHOD: Fifteen PD patients and 15 matched healthy controls scanned with [99mTc]-TRODAT-1 (INER-Taiwan) and SPECT. Estimates of striatum DAT density were calculated using bin (mais) ding potential (BP). Patients were assessed with PD scales. RESULTS: PD patients had significantly lower striatal DAT-BP (mean±SD) (0.38±0.12) compared to controls (BP=0.84±0.16; p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Uso precoce e tardio de dopamina após isquemia miocárdica/ Early and late use of dopamine after myocardial ischemia

Souza, Ademar R.; Silva, Marcos A. M.; Andrade, Rubens R.; Oliveira, Reinaldo A.; Martins, Antônio S.
2004-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Avaliar os efeitos na função ventricular esquerda do uso precoce e tardio de dopamina, em modelo experimental de coração isolado. MÉTODO: Foram utilizados 60 coelhos em modelo de coração isolado mantido por animal suporte. Um balão intraventricular foi locado no ventrículo esquerdo. Três grupos foram constituídos: grupo controle (GC); grupo que recebeu dopamina precoce (Dopa P) e grupo que recebeu dopamina tardia (após 20 minutos) (Dopa T). Foram rea (mais) lizadas leituras hemodinâmicas diretas e indiretas. RESULTADOS: Fluxo sangüíneo coronariano: GC(7,196 ± 1,275ml/min); Dopa P (9,477 ± 1,160ml/min); Dopa T (14,316 ± 2,308ml/min), com GC=Dopa P, GC ¹Dopa T e Dopa P¹Dopa T. Primeira derivada temporal da pressão intraventricular (dp/dt+): GC (719,61 ± 127,53ml/min); Dopa P (719,61 ± 127,53ml/min); Dopa T (1431,60 ± 230,87ml/min), p0,05, Dopa P=Dopa T=GC. Estresse sistólico desenvolvido: GC (27,273 ± 10,276g/cm²); Dopa P (55,219 ± 24,625g/cm²); Dopa T (79,152 ± 12,166g/cm²), Dopa P=Dopa T, Dopa P=GC e GC ¹ Dopa T.Dialdeído Malônico (MDA): GC (4,5 ± 0,527mmol/L); Dopa P (4,7 ± 1,16mmol/L); Dopa T (4,1 ± 0,7379mmol/L), p>0,05, Dopa P=Dopa T=GC. CONCLUSÕES: Concluiu-se que, no modelo experimental delineado, o uso precoce da dopamina foi deletério, segundo algumas variáveis hemodinâmicas. Resumo em inglês OBJECTIVE: To evaluate the effect on the left ventricular function of the early and late use of dopamine in an experimental model of an isolated heart. METHOD: Were used 60 rabbits in an isolated heart model sustained by animal support. An intraventricular balloon was placed in the left ventricle. Three groups were constituted: a control group (CG); a group that received dopamine precociously (Dopa P) and a group that received dopamine after 20 minutes (Dopa T). Direct an (mais) d indirect hemodynamic readings were taken. RESULTS: Coronary artery flow: CG (7.196 ± 1.275 mL/min); Dopa P (9.477 ± 1.160 mL/min); Dopa T (14.316 ± 2.308 mL/min), with CG = Dopa P, CG ¹ Dopa T and Dopa P ¹ Dopa T. First intraventricular positive derivative of the pressure (dp/dt+): CG (719.61 ± 127.53 mmHg/s); Dopa P (719.61 ± 127.53 mmHg/s); Dopa T (1431.60 ± 230.87 mmHg/s), p0.05, Dopa P = Dopa T = CG. Developed systolic stress: CG (27.273 ± 10.276 g/cm²); Dopa P (55.219 ± 24.625 g/cm²); Dopa T (79.152 ± 12.166 g/cm²), Dopa P=Dopa T, Dopa P = CG and CG ¹ Dopa T. Malonic Dialdehyde (MDA): CG (4.5 ± 0.527 mmol/L); Dopa P (4.7 ± 1.16 mmol/L); Dopa T (4.1 ± 0.7379 mmol/L), p>0.05, Dopa P=Dopa T=CG. CONCLUSION: We concluded that, in the delineated experimental model, the early use of the dopamine was deleterious as shown by some hemodynamic variables.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Efeitos do propofol na resposta contrátil do miocárdio à dopamina e dobutamina: estudo experimental em corações isolados de ratos/ Effects of the propofol in the myocardial contractile response to dopamine and dobutamine in isolated rat's heart

Pontes, José Carlos Dorsa; Medeiros, Carlos Geraldo Sobral; Gomes, Otoni M
1996-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Estudo experimental das ações farmacodinâmicas do propofol e sua interação com a dopamina e dobutamina em corações isolados de ratos. MÉTODO: Foram estudadas as variações da contratilidade miocárdica (dT/dt), em 30 corações isolados de ratos. Em todos os animais, após anestesia por inalação de éter, os corações foram excisados e perfundidos em sistema de Langendorff com solução de Krebs - Hensleit enriquecida com 95% O2 e 5% CO2, (pressão d (mais) e 90 cm de H2O, temperatura constante de 37,0ºC ± 0,5ºC). Foram estudados 30 animais divididos em: Grupo I (controle) - 10 corações perfundidos durante 11 minutos com solução de Krebs - Hensleit; Grupo II (dopamina-propofol-dopamina) -10 corações onde foram administrados dopamina (50 mcg/ml) e analisados os resultados nos 1º, 3º e 5º minutos e, posteriormente, propofol, (25 mcg/ml) infundindo-se 1 minuto após, dopamina (50 mcg/ml) e analisando-se os 1º, 3º e 5º minutos. Grupo III (dobutamina-propofol-dobutamina) - diferiu do Grupo II pela substituição da dopamina por dobutamina (50 mcg/ml). RESULTADOS: No Grupo I observou-se que a dT/dt variou de 39,57 ± 3,97 (g.seg-1) a 39,37 ± 3,44 (g.seg-1) (p>0,05) no período estudado. No Grupo II observou-se que, após a administração de propofol e dopamina, a dT/dt em (g.seg-1) apresentou queda de 17,61% (p Resumo em inglês PURPOSE: Experimental investigation of the pharmacodynamic effects of propofol with and without simultaneous injections of dopamine or dobutamine in isolated hearts of rats. METHODS: In all animals under anaesthesia the hearts were removed and irrigated by a Krebs-Hensleit solution containing O2 (95%) and CO2 (5%), under constant pressure of 90 cm H2O and at 37ºC. After stabilization of the heart activity during 15 minutes, the control values were obtained. The following (mais) groups were considered: Group I (control) - 10 hearts perfused only with the Krebs-Hensleit solution during 11 minutes after the control values registration. Group II (dopamine-propofol-dopamine) -10 hearts with the following sequency of drug injections and results values registration: dopamine (50 mcg/ml), 1.3 and 5 minutes registration; propofol (25 mcg/ml), 1 minute period registration; dopamine again in the same dosis, 1.3 and 5 minutes values registration. Group III (dobutamine-propofol-dobutamine) -10 hearts with the following sequency of drug injections and results values registration: dobutamine (50 mcg/ml), 1.3 and 5 minutes registration: propofol (25 mcg/ml), 1 minute period registration; dobutamine again in the same dose and 1.3 and 5 minutes of registration. RESULTS: In Group I hearts, the dT/dt mean values changed only from 39.57 ± 3.97 to 39.37 ± 3.44 g.seg-1 (p>0.05). In Group II after propofol and dopamine the dT/dt fell 17.61 % (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Comparação entre a lidocaína e a acupuntura no tratamento da taquicardia ventricular induzida com dopamina em equinos anestesiados com halotano/ Comparative study between lidocaine and acupunture in the treatment of ventricular tachycardia induced by dopamine in horses anesthetized with halothane

Cárdenas, J.J.; Luna, S.P.L.; Teixeira Neto, F.; Beier, S.L.
2009-08-01

Resumo em português Os efeitos da lidocaina e da acupuntura nos pontos bilaterais associados ao pericárdio 6 (Pc6-Neiguan) e ao coração 7 (C7-Shenmen), no tratamento da taquicardia ventricular (TV) induzida por dopamina em equinos anestesiados com halotano, foram avaliados e comparados. Seis equinos, distribuídos em três grupos: grupo-controle (GC), grupo tratado com acupuntura (GA) e grupo tratado com lidocaína (GL), foram anestesiados três vezes cada, com intervalo de uma semana ent (mais) re cada anestesia. Avaliaram-se os parâmetros cardiovasculares (frequência cardíaca, pressão arterial e eletrocardiografia), os respiratórios (frequência respiratória, capnografía, saturação de hemoglobina e hemogasometria) e o escore de recuperação. A dose arritmogênica da dopamina (DAD) foi determinada a partir da infusão de 70µg/kg/min IV durante 10 minutos, sem interrupção, preenchendo o critério arritmogênico: quatro ou mais complexos ventriculares prematuros seguidos, com duração de pelo menos 15 segundos ou TV sustentada. O tempo médio de aparecimento da DAD ou da TV foi de 6,05±0,45 minutos nos animais não tratados, e a TV se reverteu espontaneamente aos 2,7±0,2 minutos. O grupo tratado com acupuntura reverteu a TV no tempo médio de 1,8±0,2 (P Resumo em inglês The effects of lidocaine and acupuncture in the associated bilateral points, i.e. pericardium 6 (Pc 6- Neiguan) and heart 7 (H7 - Shenmen), on the ventricular tachycardia (VT) induced by dopamine were evaluated in horses anesthetized with halothane. Six horses were distributed in three groups: control group (CG), acupuncture treated group (AG), and lidocaine treated group (LG). They were anesthetized three times each one using halothane with one week interval between each (mais) anesthesic procedure. Cardiovascular (heart rate, arterial pressure, and ECG) and respiratory (respiratory rate, capnometry, hemoglobin saturation, and blood gas analysis) parameters and recovery score were evaluated. The arrhythmogenic dose of dopamine (ADD) was determined by the infusion of 70mg/kg/min during 10 minutes without interruption fulfilling the arrhythmogenic criterion by the presence of four or more ectopic ventricular contractions during at least 15 seconds or maintained VT. The mean time for the occurrence of ADD or VT was 6.05 ± 0.45 minutes in no treated animals and the VT reverted spontaneously in 2.7 ± 0.2 minutes. The group treated with acupuncture reverted the VT in a mean time of 1.8 ± 0.2 (P

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

O papel do sistema dopaminérgico na fobia social/ The role of the dopaminergic system in social phobia

Kauer-SantAnna, Márcia; Lavinsky, Michelle; Aguiar, Rogério Wolf de; Kapczinski, Flávio
2002-03-01

Resumo em português Os autores descrevem o papel do sistema dopaminérgico na fobia social. Evidências que indicam disfunção dopaminérgica são descritas, e o papel da dopamina como um regulador da atividade social é discutido. Resumo em inglês The role of the dopaminergic system on social phobia is described. Evidence indicating dopaminergic dysfunction and the role of dopamine as a regulator of social activity are discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Excreção renal de fósforo em cães nefropatas sob estimulação dopaminérgica/ Renal excretion of phosphorus in nephropathy dogs under dopaminergic stimulation

Brum, Alexandre Martini de; Carvalho, Marileda Bonafim
2010-06-01

Resumo em português A dopamina possui um amplo espectro de ação no sistema urinário. Aumento da taxa de filtração glomerular, do fluxo sanguíneo renal e da excreção fracionada de sódio e fósforo é um efeito renal esperado em indivíduos normais. Este estudo foi realizado com o propósito de testar a hipótese de que a dopamina é capaz de aumentar a excreção fracionada de fósforo em cães nefropatas. Cinco cães sadios e quatro cães nefropatas, com doença predominantemente t� (mais) �bulo-intersticial, foram submetidos à infusão de solução controle (NaCl 0,9%) e solução de dopamina em duas taxas de infusão diferentes (1µg kg-1 min-1 e 3µg kg-1 min-1), sendo realizadas avaliações antes, durante e 30 minutos após a infusão. Os cães sadios apresentaram aumento significativo (P≤0,05) na excreção fracionada e excreção renal de fósforo durante a infusão de 3µg kg-1 min-1, porém a concentração sérica permaneceu sem alterações durante o tratamento. Já os cães nefropatas apresentaram aumento significativo (P≤0,05) na excreção fracionada e excreção renal de fósforo, tanto na dose de 1µg kg-1 min-1, como na de 3µg kg-1 min-1. Além disso, após a infusão de 1µg kg-1min-1, a concentração sérica de fósforo apresentou redução significativa. Os resultados são indicativos de que a dopamina nas doses de 1µg kg-1 min-1 e 3µg kg-1 min-1 podem ser incluídas na terapia de cães nefropatas para melhorar a homeostase de fosfato. Resumo em inglês The dopamine has a wide spectrum of action on the urinary system. Increases in glomerular filtration rate, renal blood flow, sodium and phosphate fractioned excretion are renal effects expected in healthy people. Thus, this study was conducted in order to test the hypothesis that the dopamine is efficient to increase the fractioned excretion of phosphorus in nephropathic dogs. Five healthy dogs and four dogs nephropathic, predominantly with tubule-interstitial illness wer (mais) e submitted to a solution control infusion (NaCl 0.9%) and to a dopamine solution in two different rates of infusion (1µg kg-1min-1 and 3µg kg-1min-1) and were assessed before, during, and 30 minutes after the infusion. The healthy dogs presented a significant increase (P≤0.05) in the fractioned excretion and renal excretion of phosphate during the infusion of 3µg kg-1min-1, however, the seric concentration remained without alterations during the treatment. The nephropathic dogs presented a significant increase (P≤0,05) in the fractioned excretion and renal excretion of phosphate, in the 1µg kg-1 min-1, and in the 3µg kg-1 min-1 doses. Moreover, after the infusion of 1µg kg-1 min-1, the seric concentration of phosphate presented a significant reduction. The results indicate that the dopamine in the doses of 1µg kg-1 min-1 and 3µg kg-1 min-1 can be included in the intensive therapy of nephropathic dogs to improve the phosphate homeostasis.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Paraganglioma funcionante do pescoço

Pimenta, Tania A.; Victoria, Ivana M.N.; Bambirra, Eduardo A.; Villela, José R.; Darwich, Rogério Z.; Souza, Atos A.; Purisch, Saulo; Pardini, Victor C.
1998-12-01

Resumo em português Paragangliomas funcionantes são tumores raros, produtores de catecolaminas que se originam da crista neural. Apresentamos o caso de um paciente de 11 anos com quadro de hipertensão arterial grave e massa em região cervical direita. Apresentou aumento das catecolaminas e metabólitos urinários: epinefrina, 97,8 mg/24hs (Valor de Referência (VR)= 0,5 a 20); norepinefrina, 184,8 mg/24hs (VR= 15 a 80); dopamina, 513,5 mg/24hs (VR= 65 a 400); metanefrina, 0,08 mg/g de cre (mais) atinina (VR Resumo em inglês Functioning paragangliomas are rare tumors originated from the neural crest cells that produce catecholamines. We present the case of an 11 year-old boy with severe arterial hypertension and a mass in the right cervical region. He presented increased levels of catecholamine and urinary fractions of epinephrine, 97.8 mg/24hs (Reference Values (RV)= 0.5 to 20); norepinephrine, 184.8 mg/24hs (RV= 15 to 80); dopamine, 513.5 mg/24hs (RV= 65 to 400); metanephrine, 0.08 mg/g cre (mais) atinine (RV

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Estados hiperprolactinêmicos: inter-relações com o psiquismo/ Hyperprolactinemic conditions: relationships with psychiatric disorders

Nahas, Eliana Aguiar Petri; Nahás-Neto, Jorge; Pontes, Anaglória; Dias, Rogério; Fernandes, César Eduardo
2006-01-01

Resumo em português A hiperprolactinemia é o distúrbio endócrino mais freqüente do eixo hipotálamo-hipofisário, observado em mulheres na idade reprodutiva. Caracteriza-se pela elevação consistente dos valores plasmáticos de prolactina. A regulação da produção da prolactina dá-se por meio da ação inibitória de um neurotransmissor, a dopamina. As manifestações clínicas são distúrbios do ciclo menstrual, amenorréia, galactorréia, infertilidade e diminuição da libido. E (mais) ntretanto, sintomas psicológicos, especialmente ansiedade e depressão, têm sido associados à hiperprolactinemia. Contudo, há poucos estudos clínicos publicados sobre o tema. O papel da prolactina na patogênese dos distúrbios psiquiátricos pode refletir ação direta sobre o sistema nervoso central, efeito indireto por meio dos hormônios gonadais ou constituir fatores independentes, resultantes da depleção de dopamina. Assim, detectada a prevalência de distúrbios psiquiátricos em pacientes com hiperprolactinemia, conclui-se pela necessidade de maior número de pesquisas que investiguem as bases da possível inter-relação entre os estados hiperprolactinêmicos e o psiquismo. Resumo em inglês Hyperprolactinemia is the most frequent endocrine disorder of the hypothalamus-hypophysis axis observed in women of reproductive age. It is characterized by elevated serum prolactin levels. Prolactin production is regulated by the inhibitory action of a neurotransmitter, dopamine. Clinical manifestations include irregular menstrual cycle, amenorrhea, galactorrhea, infertility and libido decrease, but psychological symptoms, especially anxiety and depression, have also bee (mais) n associated with hyperprolactinemia. Nonetheless, few studies about this condition are available. In the pathogenesis of psychiatric disorders, prolactin may have either a direct action on the central nerve system or an indirect effect via gonadal hormones or function as independent factors as a result of dopamine depletion. Thus, since the prevalence of psychiatric disorders in patients with hyperprolactinemia was detected, it was concluded that further studies are necessary to investigate the basis of a potential relationship between both hyperprolactinemic and psychiatric conditions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Uso do azul de metileno no tratamento de choque anafilático durante anestesia: relato de caso/ Methylene blue to treat anaphylaxis during anesthesia: case report/ Uso del azul de metileno en el tratamiento de choque anafiláctico durante anestesia: relato de caso

Stocche, Renato Mestriner; Garcia, Luís Vicente; Reis, Marlene Paulino dos; Klamt, Jyrson Guilherme; Évora, Paulo Roberto B.
2004-12-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: No período peri-operatório, o risco de anafilaxia deve sempre ser considerado. A incidência de reações alérgicas em anestesia é controversa, variando entre 1/3000 a 1/20.000, com mortalidade entre 3% e 9 %. Neste caso, relata-se o uso do azul de metileno como coadjuvante ao tratamento do choque anafilático refratário à terapêutica tradicional. RELATO DO CASO: Paciente do sexo masculino, 53 anos, submetido a herniorrafia inguinal sob r (mais) aquianestesia. No final do procedimento, ao receber dipirona (1,5 g), por via venosa, o paciente imediatamente apresentou broncoespasmo, cianose, diminuição da SpO2 e da PAS, culminando com parada cardiorrespiratória. Foi iniciada reanimação cardiorrespiratória com massagem cardíaca externa, seguida de IOT e injeção de adrenalina (1 mg), atropina (1 mg), restabelecendo-se FC de 150 bpm, porém sem pulso palpável. Administrou-se mais 1 mg de adrenalina além de 1 g de hidrocortisona, com restabelecimento de pulso central (8 minutos). Apesar de receber dopamina (20 µg.kg-1.min-1), o paciente manteve-se hipotenso (60 mmHg) até 80 minutos. Administraram-se 100 mg de azul de metileno por via venosa, quando houve aumento da PAS para 85 e 105 mmHg, após a segunda dose. Seguiu-se da diminuição da dose de dopamina de 20 para 10, 7, 5 e, finalmente, 2 µg.kg-1.min-1. CONCLUSÕES: A anafilaxia tem como principal mediador a liberação de histamina, que induz a produção de óxido nítrico (NO), com conseqüente aumento da guanilato ciclase que promove vasodilatação arteriolar por aumento do GMP cíclico. O azul de metileno pode ser útil nestas situações, pois inibe a guanilato ciclase e conseqüentemente a vasodilatação, o que resulta em melhora hemodinâmica. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: En el período peri-operatorio, el riesgo de anafilaxis siempre debe ser considerado. La incidencia de reacciones alérgicas en anestesia es polémica, variando entre 1/3000 a 1/20.000, con mortalidad entre 3% y 9%. En este caso, se relata el uso del azul de metileno como coadyuvante al tratamiento del choque anafiláctico refractario a la terapéutica tradicional. RELATO DEL CASO: Paciente del sexo masculino, 53 años, sometido a herniorrafia i (mais) nguinal bajo raquianestesia. Al final del procedimiento, al recibir dipirona (1,5 g), por vía venosa, el paciente inmediatamente presentó broncoespasmo, cianosis, disminución de la SpO2 y de la PS, culminando con parada cardiorrespiratoria. Fue iniciada la reanimación cardiorrespiratoria con masaje cardíaco externo, seguida de IOT e inyección de adrenalina (1 mg), atropina (1 mg), restableciéndose FC de 150 lpm, sin embargo sin pulso palpable. Se administró más 1 mg de adrenalina además de 1 g de hidrocortisona, con restablecimiento de pulso central (8 minutos). A pesar de recibir dopamina (20 µg.kg-1.min-1), el paciente se mantuvo hipotenso (60 mmHg) hasta 80 minutos. Se administraron 100 mg de azul de metileno por vía venosa, cuando hubo aumento de la PS para 85 y 105 mmHg, después de la segunda dosis. Se siguió a la disminución de la dosis de dopamina de 20 para 10, 7, 5 y, finalmente, 2 µg.kg-1.min-1. CONCLUSIONES: La anafilaxis tiene como principal mediador la liberación de histamina, que induce la producción de óxido nítrico (NO), con consecuente aumento de guanilato ciclase que promueve vasodilatación arteriolar por aumento del GMP cíclico. El azul de metileno puede ser útil en estas situaciones, pues inhibe la guanilato ciclase y consecuentemente la vasodilatación, lo que resulta en una mejoría hemodinámica. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: The risk of perioperative anaphylaxis should always be considered. The incidence of anesthetic allergic reactions is controversial, varying from 1/3,000 to 1/20,000, with mortality range between 3 and 9%. This report describes the use of methylene blue as coadjuvant drug to treat anaphylaxis refractory to conventional therapy. CASE REPORT: A 53-year-old male patient was submitted to inguinal hernia correction under spinal anesthesia. After recei (mais) ving 1.5 g intravenous dipirone at surgery completion, he immediately developed bronchospasm, cyanosis, decreased SpO2 and SBP, culminating with cardiac arrest. Resuscitation was started with external cardiac massage followed by tracheal intubation, as well as 1 mg epinephrine and 1 mg atropine injections. Heart rate returned (150 bpm) with no palpable pulse though. Additional 1 mg epinephrine and 1 g hydrocortisone were administered with central pulse recovery (8 minutes). Although receiving dopamine (20 µg.kg-1.min-1), patient remained hypotensive (60 mmHg) until 80 minutes. Intravenous 100 mg methylene blue was then administered with increased SBP to 85 and 105 mmHg after the second dose. Dopamine dose was tapered from 10 to 7, 5 and finally 2 µg.kg-1.min-1. CONCLUSIONS: Histamine is the major anaphylaxis mediator. Inducing nitric oxide (NO) production, it consequently increases guanylate cyclase, which promotes arteriolar vasodilation by increasing cyclic GMP. Methylene blue may be helpful in such situations because it inhibits guanylate cyclase and consequently vasodilation, resulting in hemodynamic improvement.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Hipotensão arterial em cirurgia de revascularização do miocárdio: influência dos inibidores da enzima conversora de angiotensina/ Arterial hypotension in myocardial revascularization surgery: influence of angiotensin-converting enzyme inhibitors/ Hipotensión arterial en cirugía de revascularización del miocardio: influencia de los inhibidores de la enzima conversora de angiotensina

Jordão, Míriam Gomes; Santos, Ari Tadeu Lírio dos
2002-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os inibidores da enzima conversora da angiotensina (IECA) são drogas muito utilizadas em estados hipertensivos e insuficiência cardíaca. Seu uso prolongado pode acarretar instabilidade hemodinâmica com episódios hipotensivos durante a indução anestésica. O objetivo deste estudo é comparar a incidência de hipotensão arterial em pacientes cronicamente tratados com IECA com pacientes não tratados com IECA, quando submetidos à anestesia (mais) para cirurgia de revascularização do miocárdio. MÉTODO: Participaram do estudo 50 pacientes, estado físico ASA II, III e IV, divididos em dois grupos: Grupo 1 - pacientes tratados com IECA por mais de dois meses e Grupo 2 - pacientes que não fazem uso de IECA. Os parâmetros avaliados foram pressão arterial média (PAM), freqüência cardíaca (FC), sendo anotados os menores valores da PAM e FC verificados em diferentes períodos da anestesia, e análise do segmento ST em D II e V5. Durante a CEC, foi determinada a resistência vascular sistêmica. RESULTADOS: A incidência de hipotensão arterial em pacientes anestesiados em uso de IECA foi maior do que no grupo controle em vários períodos da anestesia, mas principalmente na indução anestésica. Neste grupo foi necessário o uso de dopamina por tempo mais prolongado. Dos 26 pacientes tratados previamente com IECA, 23% necessitaram de drogas para correção da hipotensão desde a indução até a CEC e 19,1% em outros períodos da anestesia, perfazendo um total de 42,3%. No grupo controle nenhum paciente necessitou infusão contínua de drogas para aumentar a pressão arterial sistêmica, da indução até a CEC. Porém, 21% dos pacientes deste grupo necessitaram dopamina ou araminol em um ou mais períodos da anestesia. CONCLUSÕES: Neste estudo, os pacientes tratados com IECA, por tempo prolongado, apresentam maior incidência de hipotensão arterial na indução anestésica, necessitando, com maior freqüência, de drogas para manter a pressão arterial sistêmica em níveis adequados. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Los inhibidores de la enzima conversora de la angiotensina (IECA) son drogas muy utilizadas en estados hipertensivos e insuficiencia cardíaca. Su uso prolongado puede ocasionar instabilidad hemodinámica con episodios hipotensivos durante la inducción anestésica. El objetivo de este estudio es comparar la incidencia de hipotensión arterial en pacientes crónicamente tratados con IECA con pacientes no tratados con IECA, cuando sometidos a ane (mais) stesia para cirugía de revascularización del miocardio. MÉTODO: Participaron del estudio 50 pacientes, estado físico ASA II, III y IV, divididos en dos grupos: Grupo 1 - pacientes tratados con IECA por mas de dos meses y Grupo 2 - pacientes que no hacen uso de IECA. Los parámetros evaluados fueron presión arterial media (PAM), frecuencia cardíaca (FC), siendo anotados los menores valores de la PAM y FC verificados en diferentes períodos de la anestesia, y análisis del segmento ST en D II y V5. Durante la CEC, fue determinada la resistencia vascular sistémica. RESULTADOS: La incidencia de hipotensión arterial en pacientes anestesiados en uso de IECA fue mayor de que en el grupo control en varios períodos de la anestesia, mas principalmente en la inducción anestésica. En este grupo fue necesario el uso de dopamina por tiempo más prolongado. De los 26 pacientes tratados previamente con IECA, 23% necesitaron de drogas para corrección de la hipotensión desde la inducción hasta la CEC y 19,1% en otros períodos de la anestesia, haciendo un total de 42,3%. En el grupo control ningún paciente necesitó infusión continua de drogas para aumentar la presión arterial sistémica, de la inducción hasta la CEC. Más, 21% de los pacientes de este grupo necesitaron dopamina o araminol en un o mas períodos de la anestesia. CONCLUSIONES: En este estudio, los pacientes tratados con IECA, por tiempo prolongado, presentaron mayor incidencia de hipotensión arterial en la inducción anestésica, necesitando, con mayor frecuencia, de drogas para mantener la presión arterial sistémica en niveles adecuados. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Angiotensin-converting enzyme inhibitors (ACEI) are widely used in hypertension and heart failure. Their prolonged use may lead to hemodynamic instability and hypotension during anesthetic induction. This study aimed at comparing the incidence of hypotension in patients chronically treated and non treated with ACEI, submitted to anesthesia for myocardial revascularization. METHODS: Participated in this study 50 patients, physical status ASA II, (mais) III and IV, who were distributed in two groups: Group 1 - patients treated with ACEI for more than two months. Group 2 - patients not treated with ACEI. Parameters evaluated were mean blood pressure (MBP), heart rate (HR), and analysis of the ST segment in D II and V5. Systemic vascular resistance was determined during CPB. RESULTS: The incidence of arterial hypotension in anesthetized patients under ACEI was higher than in the control group in several anesthetic moments, but was predominant during anesthetic induction. This group needed dopamine for longer periods. From the 26 patients previously treated with ACEI, 23% needed drugs to correct hypotension from induction to CPB, and 19.1% in other anesthetic periods, totaling 42.3%. No control group patient needed drug infusion to increase systemic blood pressure, from induction to CPB. However, 21% of patients in this group needed dopamine or araminol in one or more anesthetic moments. CONCLUSIONS: In our study, patients treated whit ACEI for prolonged periods had a higher incidence of hypotension on anesthetic induction, requiring more drugs to maintain systemic pressure in adequate levels.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Ação da levodopa e sua influência na voz e na fala de indivíduos com doença de Parkinson/ The action of levodopa and its influence on voice and speech of patients with Parkinson desease

Azevedo, Luciana Lemos de; Cardoso, Francisco
2009-01-01

Resumo em português A doença de Parkinson, doença degenerativa progressiva decorrente da morte de células da substância negra compacta e outros núcleos pigmentados do tronco encefálico, é caracterizada por um esgotamento seletivo do neurotransmissor dopamina. Desta forma, acomete principalmente o sistema motor e acaba por se refletir em alterações comunicativas. A levodopa, que é convertida em dopamina, é o recurso farmacológico mais eficaz para o seu tratamento. A literatura mos (mais) tra, através de alguns estudos, que a levodopa é capaz de proporcionar melhora em alguns parâmetros vocais, tais como aumento da frequência fundamental, da variação melódica, da intensidade vocal, da velocidade de fala, do tempo máximo de fonação e dos valores de pressão respiratória; melhora na inteligibilidade da fala, no tipo de voz; redução do grau do tremor vocal ou mesmo sua eliminação em alguns casos. No entanto, estudos mais recentes têm relatado que o efeito desta droga nos aspectos prosódicos da fala de parkinsonianos é bastante modesto, já que poucas variáveis prosódicas são modificadas após seu uso. Tem sido observado que a levodopa promove melhora nos parâmetros de duração e o tratamento fonoaudiológico e a associação dos tratamentos (fonoaudiológico e medicamentoso) promove a melhora de todos os parâmetros prosódicos: frequência, duração e intensidade, o que evidencia a importância da associação desses tratamentos, visando ao melhor desempenho comunicativo e benefícios motores globais que a levodopa proporciona. Resumo em inglês Parkinson's disease (PD), a progressive degenerative disease characterized by death of neurons of pars compacta of substantia nigra and other pigmented nucleii of the brainstem, is associated with dopamine depletion. Clinically, it is characterized primarily by motor deficits which may interfere with communication. Levodopa, which is converted into dopamine, is the most effective drug for the treatment of PD. A myriad of studies show that levodopa improves several vocal p (mais) aremeters, resulting in increase of fundamental frequency, melodic variation, vocal intensity, speed of the speech, maximum speech time and values of respiratory pressure. Moreover, it improves speech intelligibility and type of voice, as well as reduces or even suppresses vocal tremor. However, more recent data have shown that the effect of this drug on prosodic aspects of parkinsonian speech is quite modest, since few prosodic variables are modified after its use. It has been observed that levodopa improves the duration parameters of speech, whereas speech therapy, alone and combined with the use of levodopa, results in improvements on all prosodic parameters: frequency, duration and intensity. This highlights the importance of the association of these treatments for better communication and global motor benefits.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Modelagem neurocomputacional do circuito tálamo-cortical: implicações para compreensão do transtorno de défi cit de atenção e hiperatividade/ A neurocomputational model for the thalamocortical loop: towards a better understanding of attention deficit hyperactivity disorder

Madureira, Daniele Q.M.; Carvalho, Luis Alfredo V. de; Cheniaux, Elie
2007-12-01

Resumo em português CONTEXTO: A desatenção no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) é principalmente associada à hipoatividade dopaminérgica mesocortical. Contudo, variações dopaminérgicas mesotalâmicas também afetam o controle da atenção e, possivelmente, originam alterações atencionais no TDAH. OBJETIVO: Elaboração de um modelo neurocomputacional a partir do conhecimento do funcionamento bioquímico dos sistemas dopaminérgicos mesocortical e mesotalâ (mais) mico, a fim de investigar a influência dos níveis de dopamina na via mesotalâmica sobre o circuito tálamo-cortical e suas implicações nos sintomas de desatenção do TDAH. MÉTODO: Através de um conjunto de equações modelamos propriedades fisiológicas de neurônios talâmicos. A seguir, simulamos computacionalmente o comportamento do circuito tálamo-cortical variando os níveis de dopamina nas vias mesotalâmica e mesocortical. RESULTADOS: Em relação à via mesotalâmica, a hipoatividade dopaminérgica dificulta o deslocamento do foco de atenção, e a hiperatividade dopaminérgica acarreta desfocalização atencional. Quando tais situações são acompanhadas de hipoatividade dopaminérgica mesocortical, surge uma incapacidade em perceber estímulos, devido à competição sem vencedores entre regiões talâmicas pouco ativadas. A desatenção no TDAH também se origina em desequilíbrios dopaminérgicos na via mesotalâmica, que levam à focalização excessiva ou à desfocalização da atenção. CONCLUSÃO: O nosso experimento in silico sugere que no TDAH a desatenção relaciona-se com alterações dopaminérgicas, que não se restringem à via mesocortical. Resumo em inglês BAKGROUND: Inattention symptoms observed in patients with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD) are mostly related to a hipoactivity in the mesocortical dopaminergic pathway. However, mesothalamic dopaminergic variations also affect the attentional control, and possibly lead to attention alterations in ADHD. PURPOSE: Elaborating a neurocomputational model from biochemical knowledge of mesocortical and mesotalamic dopamine systems, to investigate how different le (mais) vels of mesothalamic dopamine influence the thalamocortical loop, leading to some attention deficits observed in ADHD. METHOD: First, we model physiological properties of thalamic neurons with a set of mathematical equations. Next, we simulate computationally the modeled thalamocortical loop under different levels of mesothalamic dopamine, and also the mesocortical dopaminergic decrease. RESULTS: Low levels of mesothalamic dopamine hinders the attentional shift and, high levels of such neuromodulator lead to distraction. When such alterations occur together with a decrease in the mesocortical dopamine level, the attention deficit turns into incapacity of perceiving environmental stimuli, due to a no winner competition between low activated thalamic areas. Inattention in ADHD also has its origins in dopaminergic disturbs throughout the mesothalamic pathway, which enhance a high focusing or do not allow the attention focus consolidation. CONCLUSION: In ADHD, the inattention is related to dopaminergic alterations that are not restricted to the mesocortical system.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Síndrome neuroléptica maligna: relato de caso com recorrência associada ao uso de olanzapina/ Neuroleptic malignant syndrome: case report of a recurrence related to olanzapine

HANEL, RICARDO A.; SANDMANN, MARCOS C.; KRANICH, MARTINA; BITTENCOURT, PAULO R. M. DE
1998-12-01

Resumo em português A síndrome neuroléptica maligna (SNM) consiste em reação idiossincrática a neurolépticos, provavelmente relacionada a bloqueio dos receptores dopaminérgicos nos gânglios da base, sendo por isso também conhecida como síndrome da deficiência aguda de dopamina.A SNM é caracterizada por hiperpirexia, alteração do nível de consciência, hipertonia, disfunção autonômica e insuficiência respiratória, podendo ainda ser encontrados rabdomiólise e leucocitose. (mais) O haloperidol é a droga mais frequentemente associada à síndrome. Relatamos o caso de um paciente de 30 anos que apresentou SNM em duas ocasiões diferentes, a primeira delas relacionada ao uso de haloperidol e clorpromazina e a segunda relacionada ao uso de olanzapina, fato este sem menção anterior na literatura indexada. Resumo em inglês The neuroleptic malignant syndrome (NMS) consists in an idiosyncratic reaction to neuroleptic drugs, probably related to a blockage of dopamine receptors in basal ganglia. Research criteria for diagnosing NMS from DSM-IV require severe rigidity and fever accompanied by 2 of 10 minor features including diaphoresis, dysphagia, tremor, incontinence, altered mentation, mutism, tachycardia, elevated or labile blood pressure, leukocytosis and elevation of creatine phosphokinase (mais) . From a clinical point of view, the NMS may range a large spectrum of presentations. Haloperidol is the most frequent drug associated with this syndrome. We report the case of a 30 year-old man who developed NMS at two different occasions, the first related to haloperidol and chlorpromazine and the second related to olanzapine, to our knowledge without previous mention in the indexed literature.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

19

Níveis dos neurotransmissores estriatais durante o estado epiléptico/ Striatal monoamines levels during status epilepticus

Freitas, Rivelilson Mendes de; Viana, Glauce Socorro Barros; Fonteles, Marta Maria de França
2003-01-01

Resumo em português O objetivo desse estudo foi verificar os níveis dos neurotransmissores estriatais de ratas adultas durante o estado epiléptico induzido pela pilocarpina. Ratas wistar foram tratadas com uma única dose de pilocarpina (400 mg/kg por via subcutânea (S.C.); P400) e os controles receberam salina. A concentração dos neurotransmissores foi determinada através do HPLC eletroquímico, no corpo estriado de ratas que no período de observação de 1 hora desencadearam estado (mais) epiléptico e que sobreviveram à fase aguda do quadro convulsivo. Foi observada redução nos níveis de dopamina, serotonina, ácido diidroxifenilacético e aumento na concentração do ácido 5-hidroxiindolacético. Nenhuma alteração foi observada no 4-hidroxi-3-metoxi-fenilacético. Os resultados sugerem que a ativação do sistema colinérgico pode interagir com os sistemas dopaminérgico e serotonérgico nos mecanismos referentes à fase aguda do processo convulsivo no corpo estriado de ratos desenvolvidos. Resumo em inglês The purpose of the present work to investigate the striatal neurotransmissors level in adult rats after status epilepticus induced by pilocarpine. Wistar rats were treated with a single dose of pilocarpine (400 mg/kg; s.c.; P400) and the controls received saline. Adult animals were closed observed for behavioural changes during 1h. In this period, the animals that developed status epilepticus and survive this acute phase of seizures had the brains removed and striatal neu (mais) rotransmissors level determiden by HPLC. The concentration of dopamine, serotonine, dihydroxyphenylacetic acid was reduced and an concentration increase in 5-hydroxyindolacetic acid. Didn't observed alteration in 4-hydroxy-3-methoxy-phenylacetic acid. These results suggest that cholinergic activation can interage with dopaminergic and serotonergic systems in acute phase of the convulsive process in rat mature striatum.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

20

Tratamento farmacológico da impulsividade e do comportamento agressivo/ Pharmacological treatment of impulsivity and aggressive behavior

Prado-Lima, Pedro Antônio Schmidt do
2009-10-01

Resumo em português A impulsividade aumentada e o comportamento agressivo ocorrem frequentemente em uma série de transtornos psiquiátricos e de doenças neurológicas. Duas abordagens de tratamento podem ser empregadas: o tratamento do transtorno ou da doença em que esses sintomas ocorrem ou o tratamento da impulsividade e do comportamento agressivo. Este segundo enfoque considera que há similaridades neurobiológicas subjacentes independentemente dos diagnósticos "primários" a que ela (mais) s estejam associadas. O desequilíbrio entre os impulsos límbicos ascendentes, exercidos por estruturas como a amígdala, e os mecanismos de controle pré-frontais descendentes poderiam ser a razão última de um comportamento agressivo-impulsivo. Os papéis da serotonina, da noradrenalina e da dopamina foram amplamente investigados com relação ao comportamento impulsivo e agressivo e esses dados neuroquímicos foram ainda integrados ao modelo neuroanatômico, fornecendo as bases para a intervenção farmacológica sobre esses comportamentos. Resumo em inglês Impulsivity and aggressive behavior occur frequently in a variety of psychiatric disorders and neurological diseases. Two lines of treatment could be employed, the treatment of the disorder or disease in which these symptoms occur or the treatment of the impulsivity and aggressive behavior itself. This second approach considers that there are neurobiological similarities underlying these behaviors regardless of the "primary" diagnoses with which they are associated. Imbal (mais) ance between limbic bottom-up drives, exerted by structures like the amygdala, and prefrontal top-down control mechanisms could be the ultimate reason for an aggressive-impulsive behavior. The role of serotonin, noradrenalin and dopamine were comprehensively investigated with regards to impulsive and aggressive behavior and these neurochemical data were further integrated with the neuroanatomical model, providing the bases to the rational pharmacological approach of these behaviors.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

21

Regulação da síntese e secreção de tireotrofina/ Regulation of thyrotropin synthesis and secretion

Moura, Egberto G. de; Moura, Carmen C. Pazos de
2004-02-01

Resumo em português A secreção de tireotrofina (TSH) é determinada pelo efeito estimulatório do hormônio hipotalâmico estimulador de tireotrofina (TRH) e pela retroalimentação negativa exercida pelos hormônios tireóideos (HT). Superpostos, atuam outros reguladores e aferências do sistema nervoso central. Somatostatina e dopamina inibem a secreção de TSH, já as vias alfa-adrenérgicas centrais são predominantemente estimuladoras e participariam no estímulo da secreção de TSH (mais) pelo frio. O estado nutricional modula o eixo através da leptina, por vias diretas e indiretas. O estresse induz redução da secreção de TSH, e discute-se a participação dos glicocorticóides, citocinas e opiáceos. Recentemente, evidenciou-se que fatores locais produzidos na adenohipófise podem atuar de forma autócrina/parácrina, modulando a secreção de TSH. Dentre estes, destacam-se a neuromedina B e o peptídeo liberador de gastrina, que atuam como inibidores locais da secreção de TSH. Discute-se ainda, as alterações do TSH decorrentes da programação neonatal, por hormônios ou desnutrição. Resumo em inglês The set point of thyrotropin (TSH) secretion is determined by the balance of a positive regulation of thyrotropin releasing hormone (TRH) and the strong negative regulation exerted by thyroid hormones. In addition, there are other regulators superimposed on this main axis such as somatostatin and dopamine, which act as inhibitors of TSH secretion, and central alpha-adrenergic pathways that are predominantly stimulatory and involved in the cold-induced thyroid activation. (mais) Nutritional status and leptin also regulate TSH by stimulating TRH neurons through direct and indirect mechanisms. Stress is also involved in lowering TRH/TSH secretion possibly through glucocorticoids, cytokines and opioids. Recently, a new regulatory pathway has been proposed, via peptides produced in pituitary, acting in an autocrine/paracrine manner. Among those, more consistent data are available on neuromedin B, gastrin-releasing peptide and pituitary leptin, which act as local inhibitors of TSH release. Neonatal programming of TSH secretion set point is also discussed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

22

Distonias: aspectos terapêuticos/ Dystonias: therapeutic aspects

Limongi, João Carlos Papaterra
1996-03-01

Resumo em português Diversas abordagens terapêuticas são utilizadas em pacientes com distonias. Sempre que possível, causas específicas devem ser identificadas e tratadas. As modalidades de tratamento sintomático podem ser agrupadas em três categorias: tratamento farmacológico, cirúrgico e injeções locais de toxina botulínica. Cada uma dessas modalidades apresenta algumas vantagens e limitações. Formas generalizadas, particularmente as de ocorrência na infância, podem se benef (mais) iciar com drogas anticolinérgicas ou, em alguns casos, com a levodopa ou outros agentes tais como antagonistas da dopamina, baclofeno e benzodiazepínicos. As formas focais não respondem adequadamente ao tratamento farmacológico sistêmico mas beneficiam-se significativamente com injeções de toxina botulínica nos grupos musculares acometidos. Cerca de 90% dos pacientes com blefarospasmo e 70% daqueles com distonia cervical apresentam resposta satisfatória a esse tipo de terapia. O tratamento cirúrgico tem sido utilizado em algumas formas de distonias generalizadas (lesões estereotáxicas), axiais (rizotomias) ou focais (miectomias e neurectomias) com resultados variáveis. Resumo em inglês Several approaches have been employed for the treatment of dystonias. Possible specific causes should be searched for and specific treatment should be instituted. Different types of symptomatic treatment are grouped according to the following categories: pharmacological systemic therapy, surgical therapy and botulinum toxin injections in the affected muscles. Each of these approaches has its advantages and limitations. Generalized dystonias should be treated with antichol (mais) inergic agents. In some cases, levodopa or other drugs such as dopamine antagonists, baclofen and benzodiazepines should be preferred. Focal dystonias respond dramatically to local injections of botulinum toxin. Over 90% of patients with blepharospasm and 70% of patients with cervical dystonia present a satisfactory response to this procedure. Surgical approaches have been utilized in some cases of generalized (stereotaxic lesions), axial (rhizotomies) and focal dystonias (myectomies and neurectomies) with variable results.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

23

Surto psicótico pela possível interação medicamentosa de sibutramina com finasterida/ Psychotic episode induced by potential drug interaction of sibutramine and finasteride

Sucar, Douglas Dogol; Sougey, Everton Botelho; Brandão Neto, José
2002-03-01

Resumo em português É descrito um caso de interação medicamentosa em um paciente de 30 anos, que fazia com sucesso um tratamento antiobesidade com sibutramina. Esse medicamento é um saciogênico que inibe a recaptação da serotonina e da noradrenalina. Logo após a introdução da finasterida para tratamento da alopécia androgênica, o paciente passou a apresentar surto psicótico. Esse medicamento é um potente inibidor da 5-alfa-redutase do tipo II. A interação medicamentosa demons (mais) tra-se por meio de um rigoroso acompanhamento clínico e de uma aplicação do algoritmo de Naranjo. Também descrevem-se as condições clínicas gerais do paciente e sua evolução. Discutem-se os mecanismos prováveis que levaram à interação medicamentosa, com a conclusão de que a finasterida inibiu o metabolismo hepático da sibutramina. Esta deslocou a finasterida de seus pontos de ligações com as proteínas, aumentando sua fração livre plasmática e inibindo ainda mais o metabolismo da sibutramina. Com aumento de serotonina, noradrenalina e dopamina na fenda sináptica, desencadeia-se o surto psicótico. Resumo em inglês A case of drug interaction is here described in a 30-year patient undergoing a successful anti-obesity treatment with sibutramine. Sibutramine is a drug that inhibits serotonine and noradrenaline reuptake. Soon after the introduction of finasteride to treat his alopecia, a paranoid-psychotic behavior developed. Finasteride is a powerful 5-alpha-reductase type 2 inhibitor. Drug interaction is shown through a careful clinical follow-up and the application of Naranjo algorit (mais) hm. The patient's general condition and clinical progression are also described. In addition, the most likely mechanisms of drug interaction are discussed. It seems that finasteride inhibited the hepatic metabolism of sibutramine that, by its turn, displaced finasteride from its plasma protein binding. This phenomenon resulted in higher plasma levels of finasteride and lower metabolism of sibutramine, which probably increased the levels of serotonine, noradrenaline and dopamine in the synaptic gap, triggering the psychotic manifestation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

24

Alterações agudas dos níveis de neurotransmissores em corpo estriado de ratos jovens após estado epiléptico induzido por pilocarpina/ Acute alterations of neurotransmitters levels in striatum of young rat after pilocarpine-induced status epilepticus

Freitas, Rivelilson Mendes de; Sousa, Francisca Cléa Florenço de; Vasconcelos, Silvânia Maria Mendes; Viana, Glauce Socorro Barros; Fonteles, Marta Maria de França
2003-06-01

Resumo em português Altas doses de agonista colinérgico muscarínico, pilocarpina, produzem alterações comportamentais, convulsões e estado epiléptico em ratos. O objetivo desse estudo foi verificar as alterações nas concentrações dos neurotransmissores em corpo estriado de ratos em desenvolvimento após estado epiléptico induzido pela pilocarpina. Ratas Wistar foram tratadas com uma única dose de pilocarpina (400mg/Kg; s.c.). Controles receberam salina. A concentração dos neuro (mais) transmissores foi determinada através do HPLC, no corpo estriado de ratos que no período de observação de 1 e 24h desencadearam estado epiléptico e não sobreviveram à fase aguda do quadro convulsivo. Foi observada redução nos níveis de dopamina, serotonina, ácido dihidroxifenilacético, ácido 5-hidroxiindolacético, e aumento no ácido 4-hidroxi-3-metoxi-fenilacético. Os resultados mostraram que a ativação do sistema colinérgico pode interagir com os sistemas dopaminérgico e serotonérgico nos mecanismos referentes à fase aguda do processo convulsivo. Resumo em inglês High doses of the muscarinic cholinergic agonist, pilocarpine, result in behavioural changes, seizures and status epilepticus in rats. The purpose of the present work is to invetigate the striatal neurotransmissors level in young rats after status epilepticus induced by pilocarpine. Wistar rats were treated with a single dose of pilocarpine (400mg/Kg; s.c.). Controls received saline. Young animals were closed observed for behavioural changes during 1 and 24h. In these per (mais) iods, the animals that developed status epilepticus and didn't survive this acute phase of seizures had the brains removed and striatal neurotransmissors level determined by HPLC. The concentration of dopamine, serotonine, dihydroxyphenylacetic acid, 5-hydroxyindolacetic acid was reduced and an increase in 4-hydroxy-3-methoxy-phenylacetic acid was observed. These results suggest that cholinergic activation can interage with dopaminergic and serotonergic systems in acute phase of the convulsive process in immature striatum.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

25

Efeito do carvedilol a curto prazo na atividade simpática cardíaca pela cintilografia com 123I-MIBG/ Effects of short-term carvedilol on the cardiac sympathetic activity assessed by 123I-MIBG scintigraphy

Miranda, Sandra Marina Ribeiro de; Mesquita, Evandro Tinoco; Dohmann, Hans Fernando da Rocha; Azevedo, Jader Cunha; Barbirato, Gustavo Borges; Freire, Fabiano de Lima; Ribeiro, Mário Luiz; Nóbrega, Antonio Cláudio Lucas da; Coimbra, Alexandro; Mesquita, Cláudio Tinoco
2010-03-01

Resumo em português FUNDAMENTO: Alterações autonômicas na insuficiência cardíaca estão associadas a um aumento da morbimortalidade. Vários métodos não invasivos têm sido empregados para avaliar a função simpática, incluindo a imagem cardíaca com 123I-MIBG. OBJETIVO: Avaliar a atividade simpática cardíaca, por meio da cintilografia com 123I-MIBG, antes e após três meses de terapia com carvedilol em pacientes com insuficiência cardíaca com fração de ejeção do VE (mais) EVE). MÉTODOS: Foram recrutados para o estudo 16 pacientes, com idade média de 56,3 ± 12,6 anos (11 do sexo masculino), fração de ejeção média de 28% ± 8% e sem uso prévio de betabloqueadores. Realizaram-se imagens da inervação cardíaca com 123I-MIBG, determinando os níveis séricos de catecolaminas (epinefrina, dopamina e norepinefrina), e empreendeu-se a ventriculografia radionuclídica antes e após o uso de carvedilol por três meses. RESULTADOS: Houve melhora da classe funcional dos pacientes: antes do tratamento, metade se encontrava em CF II (50%) e metade em CF III. Após 3 meses, 7 pacientes encontravam-se em CF I (43,8%) e 9 em CF II (56,2%), (p = 0,0001). A FEVE média avaliada pela ventriculografia radionuclídica aumentou de 29% para 33% (p = 0,017). Não houve variação significativa da atividade adrenérgica cardíaca avaliada pelo 123I-MIBG (imagem precoce, tardia e taxa de washout). Não foi observada variação significativa nas dosagens das catecolaminas. CONCLUSÃO: O tratamento em curto prazo com carvedilol promoveu a melhora clínica e da FEVE. Entretanto, não foi associado à melhora da atividade adrenérgica cardíaca pela cintilografia com 123I-MIBG, bem como da dosagem das catecolaminas circulantes. Resumo em inglês BACKGROUND: Autonomic alterations in heart failure are associated with an increase in morbimortality. Several noninvasive methods have been employed to evaluate the sympathetic function, including the Meta-Iodobenzylguanidine (123I-MIBG) scintigraphy imaging of the heart. OBJECTIVE: to evaluate the cardiac sympathetic activity through 123I-MIBG scintigraphy, before and after three months of carvedilol therapy in patients with heart failure and left ventricular ejection fr (mais) action (LVEF)

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

26

Mecanismos fisiopatológicos do delirium/ Pathophysiological mechanisms of delirium

Santos, Franklin Santana
2005-06-01

Resumo em português O delirium é uma das síndromes mais fascinantes na medicina, apesar de pobremente compreendida. Apesar de sua ocorrência freqüente e de haver crescente informação sobre o diagnóstico, fenomenologia, epidemiologia e etiologias, estudos sobre os mecanismos que mediam a fisiopatologia são, freqüentemente, ausentes. O desenvolvimento de sofisticadas metodologias de imagem cerebral tem permitido ir além das considerações diagnósticas e investigar a neurobiologia d (mais) os sintomas específicos observados no delirium. Esses avanços na neuropsiquiatria e na neuroimagem têm revelado diferenças entre as regiões cerebrais, incluindo os hemisférios. O delirium é uma síndrome que pode ocorrer como o resultado de múltipla e complexa interação entre sistemas de neurotransmissores e processos patológicos. Os neurotransmissores, acetilcolina e serotonina, podem ter participação importante no delirium devido a condições clínicas comuns, bem como no delirium pós-cirúrgico. Outros neurotransmissores (dopamina e GABA) e fatores neurobiológicos tais como citocinas, hormônios e radicais livres precisarão de mais estudos para definir as suas participações na gênese do delirium. Futuros estudos, centralizados na fisiopatologia do delirium, poderão levar a melhores estratégias de prevenção e tratamento. Resumo em inglês Delirium is one of the most fascinating and poorly understood syndromes in medicine. Despite its frequent occurrence and growing information on diagnosis, phenomenology, epidemiology, and aetiologies, studies on mediating pathophysiological mechanisms in delirium are largely lacking. The emergence of sophisticated brain imaging methodologies has made it possible to move beyond diagnostic consideration and investigate the neurobiology of specific symptom clusters observed (mais) in delirium. Advances in neuropsychiatry and neuroimaging have revealed differences between brain regions, including the hemispheres. Delirium is a syndrome that may occur as the result of multiple complex interacting neurotransmitter systems and pathologic processes. The neurotransmitters acetylcholine and serotonin may play particularly important roles in common medical and surgical delirium. Others neurotransmitters such as dopamine and GABA and neurobiologic factors such as cytokines, cortisol abnormalities, and oxygen free radicals will require further study to define their role in delirium. Distinct neuropathologic processes leading to delirium are beginning to be defined. Further situation-specific studies of delirium pathophysiology should lead more effective prevention and treatment strategies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

27

Prolactinomas resistentes a agonistas dopaminérgicos: diagnóstico e manejo/ Dopamine-agonists-resistant prolactinomas: diagnosis and management

Musolino, Nina R.C.; Passos, Vanessa Q.
2005-10-01

Resumo em português Prolactinomas são os tumores hipofisários funcionantes mais freqüentes, sendo as drogas agonistas dopaminérgicas (AD) a principal opção para seu tratamento. Resistência à bromocriptina (BRC), primeiro AD a ser utilizado, definida como ausência de normalização da prolactina (PRL) ou de redução tumoral durante o tratamento, é relatada em 5 a 18% dos pacientes tratados. Novos AD, como a cabergolina (CBG), são alternativa eficaz já que podem normalizar a PRL e (mais) reduzir tumores em até 86% e 92% dos casos, respectivamente. Mesmo assim, uma porcentagem dos pacientes pode ser chamada de resistente aos AD. Os mecanismos para a resistência ainda não são completamente elucidados e, embora pouco freqüentes, os prolactinomas resistentes aos AD representam um desafio para o tratamento. As alternativas como cirurgia e radioterapia podem não alcançar a normalização da PRL e, portanto, não resolver os sintomas ligados à hiperprolactinemia. Tratamento do hipogonadismo com reposição de esteróides sexuais, assim como estimulação ovulatória quando o desejo for a gravidez, podem ser alternativas para casos com crescimento tumoral controlado. Novas drogas como anti-estrógenos, novos AD, análogos específicos de subtipos do receptor da somatostatina, drogas quiméricas com ação no receptor da somatostatina e da dopamina e antagonistas da PRL estão sendo estudados e podem representar alternativas futuras ao tratamento deste grupo de pacientes. Resumo em inglês Prolactinomas are the more prevalent functioning pituitary tumors, and dopamine agonist drugs (DA) are the main therapeutic option for patients harboring such tumors. Bromocriptine (BRC) resistance, defined as failure to normalize prolactin (PRL) and/or to shrink the tumor is reported in 5 to 18% of the patients treated with this drug, the first DA widely used. Cabergoline (CBG) can bring PRL to normalization and reduce tumor size in up to 86% and 92% of the patients, res (mais) pectively. Even with this newer DA, a subset of patients does not respond to therapy and are truly resistant. The mechanisms for resistance are not yet fully clarified, so the treatment for the resistant prolactinoma is still a challenge. Transsphenoidal surgery associated or not to radiotherapy is an important tool, but PRL may not normalize, mainly in macroprolactinomas. Treatment with sex steroids or ovulation induction can solve the hypogonadism or infertility, when the tumor growth is under control. New drugs as anti-estrogens, new DA, specific analogs for somatostatin receptor subtypes, chimeric molecules associating dopamine and somatostatin effect, and PRL antagonists are under investigation and can be future alternatives for DA resistance.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

28

Reatividade vascular da artéria mamária interna: estudos farmacológicos comparativos entre artérias caninas direita e esquerda/ Vascular reactivity of the internal mammary artery: comparative pharmacological studies between canine right and left arteries

EVORA, Paulo Roberto B.; PEARSON, Paul J.; OELTJEN, Marilyn; DISCIGIL, Berent; SCHAFF, Hartzell V.
1999-10-01

Resumo em português Para estudos comparativos da reatividade vascular entre artéria mamária interna (AMI) canina direita e esquerda, realizaram-se experimentos "in vitro" utilizando-se banhos orgânicos ("organ chambers") e ensaios biológicos: 1) os produtos plaquetários ADP e 5-HT induziram, respectivamente, vasodilatação dependente e independente do endotélio; 2) os autacóides, bradicinina e histamina, também induziram vasodilatação, respectivamente, dependente e independente do (mais) endotélio; 3) o A23187, vasodilatador independente de receptor, induziu relaxamentos dependentes do endotélio; 4) dopamina, dobutamina, papaverina e a poli-L-arginina induziram vasodilatações independentes do endotélio; 5) a NOR induziu intensa vasoconstrição comparável à causada pelo KCI e pela endotelina; 6) em 83% de 24 ensaios, a liberação basal de NO foi maior na AMI esquerda, em comparação com a AMI direita; 7) ensaios biológicos de AMIs demonstraram a importância da PGI2 nas condições de hipóxia, uma vez que a indometacina aboliu vasodilatação adicional em resposta à hipóxia em condições de vasodilatação induzida pela liberação basal de NO; 8) não ocorreram diferenças significantes de resposta, comparando-se estudos realizados em AMIs direita e esquerda. Resumo em inglês To study factors which modulate the tone of internal mammary artery (IMA) bypass grafts, right and left canine IMAs were studied in vitro in organ chambers: 1) increasing concentrations of the platelet-derived products adenosine diphosphate (ADP) or serotonin (5-HT) induced vasodilation of contracted right and left IMAs. The vasodilation caused by ADP was endothelium-dependent while serotonin acted directly on the vascular smooth muscle; 2) the autacoids histamine and bra (mais) dykinin also induced IMA vasodilation, histamine via a direct action on the smooth muscle, and bradykinin through the release of nitric oxide; 3) in canine IMAs, the calcium ionophore A23187, which acts independently of receptors produced endothelium-dependent vasodilation of contracted blood vessels; 4) dopamine, dobutamine, and papaverine induced vasodilation of the IMA, regardless of the presence or absence of an intact intima; 5) norepinephrine induced profound IMA vasoconstriction which was comparable to contraction to potassium ions or the constrictor peptide endothelin; 6) in 83% of 20 biological assays the basal release of nitric oxide was bigger in left IMAs than right IMAs; 7) biological assays of IMAs confirmed the importance of prostacyclin (PGI2) in response to hypoxia; 8) no differences between right and left IMAs were observed studying the different drugs.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

29

Uso de milrinona no tratamento da hipertensão pulmonar persistente do recém-nascido/ Milrinone for persistent pulmonary hypertension of the newborn treatment

Eugênio, Gisela de Rezende; Georgetti, Flávia Carolina D.
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever uma série de casos de recém-nascidos com hipertensão pulmonar persistente grave, que receberam milrinona para promover a vasodilatação pulmonar. MÉTODOS: Análise retrospectiva de prontuários de 28 pacientes com diagnóstico de hipertensão pulmonar persistente do recém-nascido (HPPRN). Após o diagnóstico, todos os pacientes receberam uma dose de ataque de 50mcg/kg de milrinona, seguida por 0,75mcg/kg/min. O índice de oxigenação (IO) foi c (mais) alculado no início da infusão e 72 horas após o início da medicação. RESULTADOS: Todos os neonatos receberam milrinona e o sildenafil foi associado em 54%. O uso de dopamina assegurou a manutenção da pressão arterial em nível adequado em todos os casos. Sedação contínua, alcalinização e surfactante foram medidas coadjuvantes no tratamento. Durante a internação, sete pacientes (25%) evoluíram a óbito e todos eles apresentaram aumento do IO, com elevação da média de 25 para 38 com a milrinona. Os sobreviventes, com exceção de um neonato, apresentaram redução do IO em uso de milrinona, com queda da média de 19 para 7. CONCLUSÕES: O uso da milrinona parece ser uma alternativa para o tratamento da HPPRN, na ausência do óxido nítrico. A redução do IO com a medicação foi fator determinante da boa evolução dos pacientes. O índice de falha no tratamento com a milrinona nesta casuística foi semelhante ao encontrado na literatura para o uso de óxido nítrico. Resumo em inglês OBJECTIVE: To describe a series of neonates with severe persistent pulmonary hypertension, who received milrinone as the main treatment for pulmonary vasodilatation. METHODS: Retrospective analysis by chart review of 28 neonates with persistent pulmonary hypertension. A dose of 0.75µg/kg/min of milrinone was given, after a loading dose of 50µg/kg. The oxygenation index (OI) was calculated before and 72 hours after the medication. RESULTS: All infants received milrinone (mais) and sildenafil was associated to milrinone in 54%. The use of dopamine assured normal blood pressure during milrinone treatment in all patients. Continuous sedation, alcalinization and surfactant were additional measures in the treatment. During the hospitalization period, seven (25%) patients died and all of them presented an OI increase after milrinone (the average OI rose from 25 to 38). All but one of the 21 surviving patients presented improvement of the OI with milrinone, with a reduction of the mean index from 19 to 7. CONCLUSIONS: Milrinone can be used to treat persistent pulmonary hypertension of the newborn, in the absence of nitric oxide. The reduction of the OI during treatment was associated with clinical improvement. The failure rate for milrinone treatment in this series of cases was similar to that found in the literature regarding nitric oxide.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

30

Avaliação auditiva central com BERA e P300 na Doença de Parkinson/ Auditory central avaliation in Parkinson Disease with BERA and P300

Pineroli, José C.A.; Campos, Danielle S. de; Wiemes, Gislaine R.; Meneses, Murilo S.; Mocellin, Marcos
2002-08-01

Resumo em português Introdução: A Doença de Parkinson (DP) é um dos distúrbios do movimento mais encontrados na população idosa. Cursa com perda progressiva e irreversível de células da substância negra (locus niger) do mesencéfalo, o que resultará numa diminuição da produção de dopamina, levando à sintomatologia da DP. Objetivo: Averiguar a relevância de testes eletrofisiológicos, capazes de monitorar a integridade funcional das vias cerebrais, no diagnóstico e/ou progn� (mais) �stico de pacientes com DP, uma vez que tais testes não-invasivos são de fácil aplicabilidade, rápidos e facilmente compreendidos por quem participa de sua aplicação. Forma de estudo: Prospectivo clínico randomizado. Material e Método: Grupo de 32 pacientes com diagnóstico prévio de DP, submetidos aos testes de potencial evocado BERA e P300. Pacientes de ambos os sexos, entre 44 e 85 anos, com tempo de doença variando de 8 meses a 21 anos de evolução. Resultados: os valores do BERA e do P300 encontrados em pacientes com DP não se mostraram diferentes dos limites de normalidade para a idade. Conclusão: Observou-se integridade das vias auditivas em pacientes portadores de DP. Uma vez que a latência do P300 aumenta de forma linear com a idade, a partir dos 45 anos, aceitando-se um aumento de 1 a 1,5ms por ano¹; observou-se integridade nas vias cerebrais que refletem a habilidade de performance cognitiva em pacientes portadores de DP sem comprometimento demencial exuberante. Resumo em inglês Introduction: The Parkinson Disease (PD) is one of the disturbance of movement, that attain elderly people. It promotes the progressive and irreversible loss of cells of black substance (locus niger) from the mesencephalon, as a result it will have a reduction of dopamine production leading the syntomatology of PD. Aim: Analyzing the electrophysiologic tests, able to control the functional integrity of the cerebral ways, in the diagnosis and/or prognosis of patients with (mais) PD, once these not-invasive tests of easy management, fast and simple understanding, whom have participation in the management. Study form: Random clinical prospective. Material and method: group of 32 patients with previous diagnosis of PD, undertaken to the evoked potential Bera and P300. Male and female patients, among 44 and 85 years old, time of disease variation from 8 to 21 years old of evolution. Results: The Bera and P 300 values found in the patients with PD will not indicate different limits of normality to the age. Conclusion: it was noticed integrity of auditive ways in patients with PD. Once the latency of P300 rises in a linear form with the age after 45 years, accepting a rise of 1-1,5ms a year¹; it was observed integrity in the cerebral ways to reflect the ability of cognitive performance in patients with PD without important dementing compromise.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

31

Métodos para abandono do tabagismo e tratamento da dependência da nicotina/ Methods for smoking cessation and treatment of nicotine dependence

Balbani, Aracy Pereira Silveira; Montovani, Jair Cortez
2005-12-01

Resumo em português O tabagismo está relacionado a 30% das mortes por câncer. É fator de risco para desenvolver carcinomas do aparelho respiratório, esôfago, estômago, pâncreas, cérvix uterina, rim e bexiga. A nicotina induz tolerância e dependência pela ação nas vias dopaminérgicas centrais, levando às sensações de prazer e recompensa mediadas pelo sistema límbico. É estimulante do sistema nervoso central (SNC), aumenta o estado de alerta e reduz o apetite. A diminuição (mais) de 50% no consumo da nicotina pode desencadear sintomas de abstinência nos indivíduos dependentes: ansiedade, irritabilidade, distúrbios do sono, aumento do apetite, alterações cognitivas e fissura pelo cigarro. O aconselhamento médico é fundamental para o sucesso no abandono do fumo. A farmacoterapia da dependência de nicotina divide-se em: primeira linha (bupropiona e terapia de reposição da nicotina), e segunda linha (clonidina e nortriptilina). A bupropiona é um antidepressivo não-tricíclico que age inibindo a recaptação de dopamina, cujas contra-indicações são: epilepsia, distúrbios alimentares, hipertensão arterial não-controlada, abstinência recente do álcool e uso de inibidores da monoaminoxidase (MAO). A terapia de reposição de nicotina pode ser feita com adesivos e gomas de mascar. Os efeitos da acupuntura no abandono do fumo ainda não estão completamente esclarecidos. As estratégias de interrupção abrupta ou redução gradual do fumo têm a mesma probabilidade de sucesso. Resumo em inglês Smoking is related to 30% of cancer deaths. It is a risk factor for respiratory tract, esophagus, stomach, pancreas, uterine cervix, kidney and bladder carcinomas. Nicotine induces tolerance and addiction by acting on the central dopaminergic pathways, thus leading to pleasure and reward sensations within the limbic system. It stimulates the central nervous system (CNS), enhances alertness and reduces the appetite. A 50% reduction of nicotine consumption may trigger withd (mais) rawal symptoms in addicted individuals: anxiety, anger, sleep disorders, hunger, cognitive dysfunction and cigarette craving. Medical advice is the cornerstone of smoking cessation. Pharmacotherapy of nicotine addiction comprises first-line (bupropion and nicotine replacement therapy) and second-line (clonidine and nortriptyline) drugs. Bupropion is a non-tricyclic antidepressant that inhibits dopamine uptake, whose contraindications are: epilepsy, eating disorders, uncontrolled hypertension, recent alcohol abstinence and current therapy with MAO inhibitors. Nicotine replacement therapy can be done with patches or gums. Counseling groups and behavioral interventions are efficacious. The effects of acupuncture on smoking cessation are not fully elucidated. Prompt smoking cessation or gradual reduction strategies have similar success rates.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

32

Possíveis interfaces entre TDAH e epilepsia/ Possible interfaces between attention deficit hyperactivity disorder and epilepsy

Loutfi, Karina Soares; Carvalho, Alysson Massote
2010-01-01

Resumo em português OBJETIVO: Identificar na literatura elementos para explicar uma possível associação entre o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e a epilepsia e orientar quanto ao manejo clínico dos pacientes que compartilham esses transtornos. MÉTODOS: Realizou-se revisão da literatura dos últimos 10 anos nas bases de dados MedLine e Lilacs com a combinação dos descritores "attention deficit hyperactivity disorder", "ADHD" e "epilepsy". RESULTADOS: Sintom (mais) as de TDAH são frequentes em síndromes epilépticas idiopáticas. Vários fatores podem contribuir para a coexistência desses transtornos: 1) possibilidade de uma mesma propensão genética; 2) participação dos neurotransmissores noradrenalina e dopamina no TDAH e na modulação da excitabilidade neuronal; 3) anormalidades estruturais do cérebro evidenciadas em epilépticos portadores de TDAH; 4) influência dos efeitos crônicos das crises e das descargas epileptiformes interictais sob a atenção; 5) efeitos adversos das drogas antiepilépticas sob a cognição. CONCLUSÕES: As evidências atuais apontam que crises epilépticas e TDAH podem apresentar bases neurobiológicas comuns. Estudos que avaliam disfunções nas vias de sinalização das catecolaminas cerebrais e o papel das descargas epileptiformes interictais na geração dos sintomas são fundamentais na investigação desses mecanismos. Drogas psicoestimulantes são seguras e eficazes para o tratamento do TDAH na maioria dos portadores de epilepsia. Resumo em inglês OBJECTIVE: To investigate in the literature elements that explain the association between the attention deficit hyperactivity disorder (ADHD) and epilepsy and to provide clinical guidelines for the management of patients that share these disorders. METHODS:Review of literature of the last 10 years in MedLine and Lilacs databases. The keywords used were "attention deficit hyperactivity disorder", "ADHD" and "epilepsy. RESULTS: Symptoms of ADHD are more frequent in idiopath (mais) ic epilepsies. Several factors may contribute to this comorbidity: 1) common genetic environment; 2) participation of neurotransmitters norepinephrine and dopamine in ADHD and in neuronal excitability modulation; 3) the underlying brain structural abnormalities found in epileptic patients with ADHD; 4)the chronic effects of seizures and of the epileptiform interictal EEG discharges in attention; 5) the cognitive side effects of antiepileptic drugs. CONCLUSIONS: Recents evidences suggest that seizures and ADHD may have common neurobiological bases. Researches that investigate dysfunctions in cerebral cathecholamines pathways and the role of the interictal epileptiform discharges in the generation of the sintoms are essencial to understand these mechanisms. Treatment for ADHD with stimulant drugs are safe and effective in most epileptic patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

33

Anestesia para o recém-nascido submetido a cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea/ Anesthesia for the newborn submitted to cardiac surgery with cardiopulmonary bypass/ Anestesia para el recién nacido sometido a cirugía cardiaca con circulación extracorpórea

Tenório, Sérgio Bernardo; Cumino, Débora O; Gomes, Daniela B G
2005-02-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: As doenças congênitas do coração atingem 0,8% dos recém-nascidos (RN) vivos, sendo que muitos necessitam de correção cirúrgica ainda no período neonatal. A cirurgia cardíaca com circulação extracorpórea (CEC), nesta faixa etária, associa-se a maior incidência de complicações, devido à imaturidade funcional da criança, à falta de equipamentos de CEC que sejam totalmente compatíveis com as dimensões do RN e às dificuldades t (mais) écnicas para correção da lesão cardíaca. Este artigo tem o propósito de apresentar os aspectos relacionados à técnica anestésica, a CEC e seus efeitos em RN. CONTEÚDO: Elevadas doses de fentanil ou sufentanil provêm adequada anestesia sem interferir na estabilidade cardiocirculatória. A depressão respiratória residual dos opióides não é problema neste grupo de pacientes porque a maioria necessita assistência respiratória no pós-operatório imediato. A entrada em CEC pode ser acompanhada de hipotensão arterial por manipulação do coração e/ou sangramento. O posicionamento inadequado das cânulas venosas e aórtica pode causar sérias complicações, como insuficiente fluxo encefálico ou dificuldade na drenagem venosa. São comuns a utilização de hipotermia profunda e a parada circulatória total durante a CEC. A hipotermia modifica a viscosidade do sangue que é tratada com hemodiluição e traz implicações para a correção do pH (alfa-stat versus pH stat). No desmame da CEC é freqüente ocorrer baixo débito cardíaco e ajustes em um ou em todos os seus componentes ( pré-carga, contratilidade, pós-carga e freqüência cardíaca) podem ser necessários. Além das drogas clássicas, como a adrenalina e a dopamina, pode ser necessário o emprego de outras substâncias como a aprotinina, o óxido nítrico ou os inibidores da fosfodiesterase. CONCLUSÕES: O anestesiologista tem papel preponderante no ajuste da homeostasia durante o período peri-operatório. Conhecimentos sobre o tipo de lesão cardíaca, a correção a ser realizada, a resposta do organismo a CEC podem ser úteis no manuseio destas crianças. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: Las enfermedades congénitas del corazón alcanzan 0,8% de los recién nacidos (RN) vivos, siendo que muchos necesitan corrección quirúrgica aún en el período neonatal. La cirugía cardiaca con circulación extracorpórea (CEC), en esta faja de edad, se asocia la mayor incidencia de complicaciones, debido a la inmadurez funcional del niño, a la falta de equipos de CEC que sean totalmente compatibles con las dimensiones del RN y a las dificu (mais) ltades técnicas para corrección de la lesión cardiaca. Este artículo tiene el propósito de presentar los aspectos relacionados a la técnica anestésica, la CEC y sus efectos en RN. CONTENIDO: Elevadas dosis de fentanil o sufentanil abastecen de adecuada anestesia sin interferir en la estabilidad cardiocirculatoria. La depresión respiratoria residual de los opioides no es problema en este grupo de pacientes porque la mayoría necesita asistencia respiratoria en el post-operatorio inmediato. La entrada en CEC puede ser acompañada de hipotensión arterial por manipulación del corazón y/o sangramiento. El posicionamiento inadecuado de las cánulas venosas y aórtica pueden causar serias complicaciones, como insuficiente flujo encefálico o dificultad en el drenaje venoso. Son comunes la utilización de hipotermia profunda y la parada circulatoria total durante la CEC. La hipotermia modifica la viscosidad de la sangre que es tratada con hemodiluición y trae implicaciones para la corrección del pH (alfa-stat x pH stat). En el desmame de la CEC es frecuente ocurrir bajo debito cardíaco y ajustes en uno o en todos sus componentes (pre-carga, contratilidad, post-carga y frecuencia cardiaca) pueden ser necesarios. Además de las drogas clásicas, como la adrenalina y la dopamina, puede ser necesario el empleo de otras substancias como la aprotinina, el óxido nítrico o los inhibidores de la fosfodiesterasa. CONCLUSIONES: El anestesista tiene papel preponderante en el ajuste de la homeostasia durante el período peri-operatorio. Conocimientos sobre el tipo de lesión cardiaca, la corrección a ser realizada, la respuesta del organismo a la CEC pueden ser útiles en el manoseo de estos niños. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Congenital heart diseases affect 0.8% of liveborn infants and many need neonatal surgical correction. Cardiac surgery with cardiopulmonary bypass (CPB) in this age is associated to higher risk of complications related to child's functional immaturity, lack of CPB equipment fully compatible with neonate (NN) size and technical difficulties to correct cardiac defects. This article aimed at describing aspects related to anesthetic technique, CPB an (mais) d their effects on NN. CONTENTS: High fentanyl or sufentanil doses promote adequate anesthesia without interfering with cardiocirculatory stability. Opioids residual respiratory depression is not a problem for these patients because most of them will need immediate postoperative respiratory assistance. CPB may be followed by heart manipulation-induced hypotension and/or bleeding. Inadequate venous and aortic cannula position may lead to severe complications, such as insufficient brain flow or difficult venous drainage. Deep hypothermia and total circulatory arrest are common during CPB. Hypothermia changes blood viscosity, which is treated with hemodilution and has implications on pH correction (alpha-stat versus pH stat). Low cardiac output is common during CPB weaning and adjustments in one or all its components (preload, contractility, afterload and heart rate) may be necessary. In addition to classic drugs, such as epinephrine and dopamine, other substances may be needed, such as aprotinin, nitric oxide or phosphodiesterase inhibitors. CONCLUSIONS: Anesthesiologists play a major role in adjusting perioperative homeostasis. Understanding the type of cardiac disease, the correction to be performed and body response to CPB may be useful for the management of those children.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

34

Estudo de revisão dos fatores biológicos, sociais e ambientais associados com o comportamento agressivo/ Study review of biological, social and environmental factors associated with aggressive behavior

Mendes, Deise Daniela; Mari, Jair de Jesus; Singer, Marina; Barros, Gustavo Machado; Mello, Andréa F.
2009-10-01

Resumo em português OBJETIVOS: Estudar os fatores de risco relacionados ao desenvolvimento do comportamento agressivo. MÉTODO: Foi realizada uma busca em duas bases de dados eletrônicas, Medline e SciElo, por estudos retrospectivos, longitudinais e de revisão que avaliaram fatores de risco para o desenvolvimento do comportamento agressivo. RESULTADOS: Foram selecionados 11 estudos longitudinais (8 prospectivos e 3 de casos-controle) e um transversal que avaliaram os fatores de risco biol� (mais) �gicos e socioambientais relacionados ao comportamento agressivo. Cinco estudos avaliaram a expressão gênica, cinco a exposição ao tabaco, ao álcool e a cocaína no período pré-natal, um avaliou as implicações da desnutrição precoce no desenvolvimento do comportamento agressivo e um avaliou o impacto dos maus tratos na infância. CONCLUSÃO: os principais fatores biológicos encontrados foram: genéticos (baixa expressão do gene monoaminaoxidase e do gene transportador de serotonina, variações nos genes transportador e receptor de dopamina), exposição a substâncias durante o desenvolvimento intrauterino (tabaco, álcool e cocaína) e nutricionais (desnutrição infantil). os principais fatores socioambientais encontrados foram: maus tratos na infância, pobreza, criminalidade e comportamento antissocial na infância, sendo que o maior nível de evidência esteve relacionado à negligência precoce. A interação entre fatores biológicos e ambientais pode ser catalisada por um ambiente hostil aumentando os riscos para o desenvolvimento de comportamentos agressivos. Resumo em inglês OBJECTIVES: To study the risk factors related to the development of aggressive behavior. METHOD: A search was carried out in two electronic databases, Medline and SciElo by retrospective studies, longitudinal and review that assessed risk factors for the development of aggressive behavior. RESULTS: There were selected 11 longitudinal studies (8 prospective and 3 case-control studies) and a cross sectional study that evaluated the risk factors and socio-biological related (mais) to aggressive behavior. Five studies have evaluated gene expression, five evaluated exposure to tobacco, alcohol and cocaine in the prenatal period, one evaluated the effect of early malnutrition on the development of aggressive behavior and one assessed the impact of child maltreatment. CONCLUSION: The main biological factors were: genetic (low expression of the monoamine oxidase gene and serotonin transporter gene, variations in transporter and dopamine receptor genes), exposure to substances during intrauterine development (tobacco, alcohol and cocaine) and nutrition (malnutrition). The main environmental factors were: child abuse, poverty, crime and antisocial behavior in childhood, while the highest level of evidence was related to early neglect. The interaction between biological and environmental factors can be catalyzed by a hostile environment, increasing the risk for the development of aggressive behavior.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

35

Tabagismo e variação ponderal: a fisiopatologia e genética podem explicar esta associação?/ Smoking and changes in body weight: can physiopathology and genetics explain this association?

Chatkin, Raquel; Chatkin, José Miguel
2007-12-01

Resumo em português O tabagismo é a principal causa de morte prevenível na maioria dos países, inclusive no Brasil. Parar de fumar é uma estratégia importante para reduzir a morbidade e mortalidade associada às doenças tabaco-relacionadas. Sabe-se da relação inversa entre uso de nicotina e peso corporal, onde o índice de massa corporal tende a ser menor em fumantes quando comparados aos não fumantes. Além disso, abstinência tabágica resulta em aumento de peso, sendo que ex-fuma (mais) ntes geralmente aumentam de 5 a 6 kg, mas cerca de 10% adquirem mais de 10 kg. O tratamento farmacológico para a cessação do tabagismo pode atenuar este ganho de peso. O aumento de peso na cessação do tabagismo como contributório à epidemia de obesidade é pouco estudado. Nos EUA, calcula-se que a fração do problema atribuível à cessação do tabagismo seja de 6% para homens e 3,2% para mulheres. Os mecanismos não são claros, mas há evidências mostrando que a dopamina e serotonina diminuem a ingestão alimentar. A administração de nicotina por qualquer via eleva agudamente os níveis destes neurotransmissores no cérebro, causando menor necessidade de ingestão energética e diminuindo o apetite. Além disso, a nicotina tem efeito direto no metabolismo do tecido adiposo, influenciando a taxa de ganho ponderal após a cessação do tabagismo. A leptina, grelina e neuropeptídio Y são peptídeos que podem contribuir para esta relação inversa entre nicotina e índice de massa corporal, em um papel ainda não determinado como conseqüente ou causador das variações ponderais. Resumo em inglês Tobacco use is the leading preventable cause of death in most countries, including Brazil. Smoking cessation is an important strategy for reducing the morbidity and mortality associated with tobacco-related diseases. An inverse relationship between nicotine use and body weight has been reported, in which body weight tends to be lower among smokers than among nonsmokers. Smoking abstinence results in an increase in body weight for both males and females. On average, sustai (mais) ned quitters gain from 5 to 6 kg, although approximately 10% gain more than 10 kg. Pharmacological treatment for smoking cessation attenuates weight gain. The importance of smoking cessation as a contributing cause of the current obesity epidemic has been little studied. In the USA, the rate of obesity attributable to smoking cessation has been estimated at approximately 6.0 and 3.2% for males and females, respectively. Although the mechanisms are unclear, there is evidence that dopamine and serotonin are appetite suppressants. The administration of nicotine, regardless of the delivery system, acutely raises the levels of these neurotransmitters in the brain, reducing the need for energy intake and consequently suppressing appetite. In addition, nicotine has a direct effect on adipose tissue metabolism, influencing the rate of weight gain following smoking cessation. Leptin, ghrelin and neuropeptide Y are substances that might constitute factors involved in the inverse relationship between nicotine and body mass index, although their roles as determinants or consequences of this relationship have yet to be determined.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

36

Anestesia em paciente obstétrica portadora de anemia falciforme e traço talassêmico após plasmaféresis: relato de caso/ Anesthesia in obstetric patient with sickle cell anemia and thalassemic trait after plasmapheresis: case report/ Anestesia en paciente obstétrica portadora de anemia falciforme y trazo talasémico después de plasmaféresis: relato de caso

Leão, Eduardo Barbosa; Barros, Guilherme A M de; Navarro, Laís H C; Castiglia, Yara Marcondes Machado
2005-06-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A plasmaféresis é a técnica de tratamento de escolha para pacientes com anemia hemolítica grave. Uma de suas conseqüências é a depleção de colinesterase plasmática, o que interfere na metabolização de alguns bloqueadores neuromusculares de uso corrente na prática anestesiológica. RELATO DO CASO: Paciente com 26 anos, estado físico ASA IV, gestação de 30 semanas e 3 dias, portadora de anemia falciforme, traço talassêmico e alo- (mais) imunização para antígenos de alta freqüência. Apresentou crise de falcização, sendo transfundida com derivado sangüíneo incompatível. Evoluiu com hemólise maciça, sendo admitida com hemoglobina de 3 g/dL e hematócrito de 10%, icterícia intensa, taquicardia, apatia e descoramento. Na avaliação hematológica concluiu-se ser situação de inexistência de sangue compatível para transfusão. Foi tratada com corticoterapia, imunoglobulinas e plasmaféresis. No segundo dia de internação, evoluiu com insuficiência renal aguda e edema pulmonar agudo, piora do estado geral e instabilidade hemodinâmica. Indicada a resolução da gestação em decorrência do quadro clínico da paciente e do sofrimento fetal agudo que se sobrepôs. A paciente foi admitida na sala de operações consciente, dispnéica, pálida, ictérica, SpO2 de 91% em ar ambiente, freqüência cardíaca de 110 bpm e pressão arterial de 110 x 70 mmHg, em uso de dopamina (1 µg.kg-1.min-1) e dobutamina (10 µg.kg-1.min-1). Optou-se por anestesia geral balanceada, com alfentanil (2,5 mg), etomidato (14 mg) e atracúrio (35 mg) e isoflurano. Não se observou intercorrências anestésico-cirúrgicas. Ao final, a paciente foi encaminhada à UTI, sob intubação orotraqueal, e em uso de drogas vasoativas, tendo sido extubada após 3 horas. CONCLUSÕES: Este caso mostrou-se um desafio para a equipe, visto que a paciente apresentava instabilidade hemodinâmica e alteração do coagulograma, condições que contra-indicam a anestesia regional; além disto, a plasmaféresis potencialmente depleta os estoques de colinesterases plasmáticas, o que interfere na anestesia. Entretanto, o arsenal medicamentoso disponível permitiu o manuseio seguro desta situação. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: La plasmaféresis es una técnica de tratamiento de elección para pacientes con anemia hemolítica grave. Una de sus consecuencias es la depleción de colinesterasa plasmática, lo que interfiere en la metabolización de algunos bloqueadores neuromusculares de uso corriente en la práctica anestesiológica. RELATO DEL CASO: Paciente con 26 años, estado físico ASA IV, gestación de 30 semanas y 3 días, portadora de anemia falciforme, trazo ta (mais) lasémico y alo-inmunización para antígenos de alta frecuencia. Presentó crisis de falcización, siendo transfundida con derivado sanguíneo incompatible. Evolucionó con hemólisis maciza, siendo admitida con hemoglobina de 3 g/dL y hematócrito del 10%, ictericia intensa, taquicardia, apatía y con pérdida de color. En la evaluación hematológica se concluyó ser una situación de inexistencia de sangre compatible para transfusión. Fue tratada con corticoterapia, inmunoglobulinas y plasmaféresis. En el segundo día de internación, evolucionó con insuficiencia renal aguda y edema pulmonar agudo, empeoramiento del estado general e inestabilidad hemodinámica. Indicada la resolución de la gestación como resultado del cuadro clínico de la paciente y del sufrimiento fetal agudo que se sobrepuso. La paciente fue admitida en la sala de operaciones consciente, disneica, pálida, ictérica, SpO2 del 91% en aire ambiente, frecuencia cardiaca de 110 lpm y presión arterial de 110 x 70 mmHg, en uso de dopamina (1 µg.kg-1 min-1) y dobutamina (10 µg.kg-1.min-1). Se optó por anestesia general balanceada, con alfentanil (2,5 mg), etomidato (14 mg) y atracúrio (35 mg) e isoflurano. No se observó interocurrencias anestésico- quirúrgicas. Al final, la paciente fue encaminada a la UTI, bajo intubación orotraqueal, y en uso de drogas vasoactivas, habiendo sido extubada después de 3 horas. CONCLUSIONES: Este caso se mostró un desafío para el equipo, ya que la paciente presentaba inestabilidad hemodinámica y alteración del coagulograma, condiciones que contraindican la anestesia regional, además de esto, la plasmaféresis potencialmente depleta las existencias de colinesterasas plasmáticas, lo que interfiere en la anestesia. Mientras, el arsenal medicamentoso disponible, permitió el manoseo seguro de esta situación. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Plasmapheresis is the technique of choice for severe hemolytic anemia patients. A consequence is plasma cholinesterase depletion, which interferes with metabolism of some neuromuscular blockers currently used in anesthesiology. CASE REPORT: Pregnant patient, 26 years old, physical status ASA IV, 30 weeks and 3 days gestational age, with sickle cell anemia, thalassemic trait and allo-immunization for high frequency antigens. Patient presented sic (mais) kling crisis being transfused with incompatible blood. Patient evolved with massive hemolysis being admitted with 3 g/dL hemoglobin and 10% hematocrit, severe jaundice, tachycardia, apathic and pale. Hematological evaluation has concluded for the inexistence of compatible blood for transfusion. Patient was treated with steroids, immunoglobulins and plasmapheresis. In the second admission day patient evolved with acute renal failure and pulmonary edema, general state worsening and hemodynamic instability. Gestation resolution was indicated due to patient's clinical conditions and consequent acute fetal suffering. Patient was admitted to the operating room conscious, pale, with dyspnea, jaundice, 91% SpO2 in room air, heart rate of 110 bpm and blood pressure of 110 x 70 mmHg, under dopamine (1 µg.kg-1.min-1) and dobutamine (10 µg.kg-1.min-1). We decided for balanced general anesthesia with alfentanil (2.5 mg), etomidate (14 mg), atracurium (35 mg) and isoflurane. There were no anesthetic-surgical intercurrences. Patient was referred to ICU after surgery completion under tracheal intubation and vasoactive drugs, being extubated 3 hours later. CONCLUSIONS: This case was a challenge for the team since patient was hemodynamically instable with coagulogram abnormalities counterindicating regional anesthesia. In addition, plasmapheresis potentially depletes plasma cholinesterase reserves, interfering with anesthesia. However, available drug armamentarium has allowed for the safe management of this situation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

37

Interrupção eletiva da gestação em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758)/ Elective interruption of pregnancy in dogs (Canis familiaris, Linnaeus, 1758)

BRUNCKHORST, Claudia Stoll; VUONO, Laudinor de; BARNABE, Renato Camparanut
2000-01-01

Resumo em português Analisou-se a problemática da escolha de um método confiável e seguro para a interrupção eletiva da gestação em cadelas, prática comum em clínica de pequenos animais para a prevenção do nascimento de ninhadas indesejadas e fator importante não só na solução de problemas pessoais de proprietários, mas também no controle populacional da espécie. Foram abordados os aspectos favoráveis e contra-indicações da interrupção cirúrgica e medicamentosa da pre (mais) nhez. A interrupção cirúrgica é considerada a melhor escolha para animais que não se pretenda utilizar para reprodução. A utilização de estrógenos, do citrato de tamoxifena e agentes embriotóxicos não-hormonais é restringida pelos seus graves efeitos colaterais. A epostana necessita maiores estudos para confirmar sua eficiência. Apesar de possível, o uso dos análogos de GnRH esbarra em limitações de fornecimento e custo, assim como o controle imunológico da gestação, na especificidade dos agentes utilizados e possíveis efeitos colaterais, enquanto o uso de glicocorticóides, na duração do tratamento e efeitos secundários inerentes aos corticosteróides. Mifepristona e aglepristona, indisponíveis no mercado, têm sido apontadas como drogas de futuro promissor em face de sua eficácia, segurança e utilização em qualquer fase da gestação. Apesar dos seus previsíveis efeitos colaterais e da necessidade de hospitalização dos animais tratados, as prostaglandinas são cada vez mais utilizadas como drogas abortivas. Dentre os agonistas de dopamina, a cabergolina mostra os melhores resultados, principalmente quando associada ao análogo da prostaglandina cloprostenol, podendo ser utilizada assim que o diagnóstico de gestação seja possível, com eficiência de 100% e poucos efeitos colaterais. Resumo em inglês The problem of the choice of a reliable and safe method of elective interruption of pregnancy in bitches was analysed. The methods are common in the small animal practice in preventing the birth of unwanted litters and are considered an important factor not only for the solution of owners personal problems, but also for this species population control. The favorable aspects and the counter indications of surgical and medicamental interruption of pregnancy were discussed. (mais) The surgical interruption is considered as the best choice for animals not intended to be utilized for reproduction. The serious side effects restricted the use of estrogens, tamoxifen citrate and non- hormonal embryotoxic agents. Epostane needs more studies to confirm its efficiency. Although possible, the utilization of analogues of GnRH still has supplying and cost limitations. The specificity of the used agents and their possible side effects limit immunological control of pregnancy. The use of glucocorticoids is limited through the length of the treatment and side effects. Mifepristone and aglepristone, commercially unavailable products, have been indicated as promising drugs in the future due to their efficiency, security and utilization during all stages of pregnancy. Despite the previsible side effects and the necessity of hospitalization for the treated animals, prostaglandins are more and more utilized as abortive drugs. Throughout dopamine agonists, cabergoline presents the best results, especially when associated with the analog of the prostaglandin cloprostenol. It can be used as soon as the diagnosis of pregnancy is possible, with 100% of efficiency and little side effects.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

38

Uso do óxido nítrico inalatório no tratamento da crise hipertensiva pulmonar no pós-operatório de transplante cardíaco

MEJIA, Juan Alberto Cosquillo; SOUZA NETO, João David de; CARVALHO JR, Waldemiro; PINTO JR., Valdester Cavalcante; MESQUITA, Fernando Antônio; BRASIL, Haroldo Barroso; NUNES, Rogean Rodrigues; OLIVEIRA, Ítalo Martins de; TORRES, João Martins de Souza
2002-09-01

Resumo em português OBJETIVO: Este trabalho relata a experiência no manuseio da crise hipertensiva pulmonar (CHP) refratária, com o uso do óxido nítrico inalatório (NOi) no pós-operatório imediato do transplante cardíaco (TC) ortotópico. MÉTODOS: De outubro/1997 a fevereiro/2002 foram realizados 31 TC em adultos, sendo incluídos pacientes com RVP (mais) de dobutamina, dopamina e milrinona; entretanto, frente à ausência de resposta adequada e CHP, administrou-se NOi em doses crescentes de 20 a 40ppm. Foram utilizados registros das pressões através de cateter no átrio esquerdo e no tronco da artéria pulmonar, gasometria arterial seriada e ecocardiograma transtorácico (ETT). O tempo médio de morte encefálica (ME) do doador foi de 16±5,1horas.RESULTADOS: Cinco pacientes (1 mulher), com idade média de 42 anos, fizeram uso de NOi por apresentarem critérios de CHP, todos com sinais de baixo débito cardíaco. O tempo médio de CEC foi de 150,8±34,3 minutos, a média sistólica arterial pulmonar foi de 87mmHg (75-115) e a PO2 média de 60mmHg (FiO2 100%), sendo evidenciada dilatação moderada a severa do ventrículo direito no ETT. Foi administrado NOi durante uma média 35h (6-96), iniciando-se desmame após estabilização hemodinâmica. O tempo médio de ME do doador foi de 27,6±5,5horas, a internação hospitalar média foi de 63 dias (17-145), uma morte ocorreu por sepse no 17º PO e os demais pacientes estão em CF I (NYHA). CONCLUSÕES: O tempo de CEC superior a 120 minutos e tempo de ME do doador superior a 20 horas sugerem fatores de risco para CHP no período pós-operatório imediato do TC. O NOi é uma ferramenta útil no manuseio desta complicação, refratária ao tratamento convencional no POI de pacientes submetidos ao TC. Resumo em inglês OBJECTIVE: This study reviews our experience with the use of nitric oxide inhalation (NOi) in the treatment of the refractory pulmonary hypertensive crisis (PHC) during the immediate post-operative period (IPOP) of heart transplantation (HT). METHOD: Between Oct/97 and Feb/02, 31 HT in adults were performed. Among them were patients with Pulmonary Vascular Resistance (PVR) greater than 6 uW, or patients with PVR greater than 2,5 uW during the pharmacological test. All pat (mais) ients were weaned from the CPB (M=101±21 minutes) in use of dobutamine, dopamine and milrinone. In the absence of an adequate response to these drugs and with the evidence of PHC, NOi was given, beginning with 20ppm and increasing, when necessary, up to 40ppm. The recording of the left atrium and pulmonary artery pressures, serial arterial blood gases samples and trans-thoracic echocardiograms (TTE) were performed. The donor's brain death (BD) time mean was 16±5,1 hours. RESULTS: In five patients (1 female) (mean age = 42 years) NOi was employed, due to low cardiac output signs and evidence of PHC and right ventricular dysfunction. The mean CPB time was 150,8±34,3 min. The pre-NOi mean PAP was 87 mmHg (range 75-115), and the mean arterial PO2 = 60mmHg (FiO2=100%). The TTE showed moderate-severe dilation of the right ventricle. NOi was given during a mean of 35h (range 6 to 96), being weaned only after hemodynamic stability was achieved. There was only one early death, at the 17th post op. day due to sepsis. All the remaining patients are in NYHA class I. CONCLUSIONS: The prolonged CPB time (> 120 min) and the time of brain death of the donor are factors that increase the risk of PHC. The NOi is a useful tool in dealing with this complication when there is an inadequate response to the conventional treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

39

Demência na doença de Parkinson: avaliação crítica da literatura/ Dementia in Parkinson's disease: a critical review of literature

Pamplona, Luciana de Abreu e Lima; Mattos, James Pitágoras de
1996-12-01

Resumo em português Nos últimos trinta anos, avançou-se muito nos conhecimentos sobre a doença de Parkinson. A maioria dos pacientes consegue ter uma vida com qualidade por maior período de tempo com a moderna terapêutica oferecida. No entanto, a demência que pode ocorrer no processo evolutivo ainda não tem os aspectos neuropatológicos totalmente definidos. Sabemos que há alterações nos núcleos da base, na área ventral do tegmento mesencefálico, no tálamo, na substância negra (mais) e no córtex frontal. A presença dos corpúsculos de Lewy corticais tem sido associada à demência, da mesma forma que as alterações neuropatológicas da doença de Alzheimer, em alguns casos. O mais provável é que sua base seja multifatorial. Neurotransmissores diferentes, como a serotonina, a acetilcolina e a dopamina ou, ainda, hormônios como o cortisol, estão alterados quantitativamente em grande número de parkinsonianos demenciados. Encontrada em até 40% dos pacientes, a depressão do parkinsoniano já foi relacionada como fator predisponente à demência, presente em aproximadamente 25% destes. Pesquisas nessa área continuam conflitantes, afirmando, alguns, que há relação entre depressão, atrofia cortical, hipercortisolemia e doença de Parkinson. Os estudos neuropsicológicos indicam que a demência na doença de Parkinson é do tipo subcortical ou fronto-límbica. Sabe-se, também, que parkinsonianos sem distúrbios cognitivos clinicamente expressivos apresentam deficiências quando submetidos a testagens neuropsicológicas mais rígidas. Admite-se que os distúrbios cognitivos fazem parte do quadro clínico dessa doença, variando sua expressão entre os pacientes. Para o diagnóstico da demência, recomendam-se os critérios estabelecidos pela Associação Americana de Psiquiatria, publicados no seu manual de estatística e doenças mentais, assim como os métodos de neuroimagem. No que se refere ao tratamento, o quadro demencial parkinsoniano, até o momento, não reconhece agentes eficazes. Resumo em inglês In the last 30 years, Parkinson's disease has been object of great progress. The majority of patients reaches a longer life with quality because of the modern therapeutic approach. However, dementia that can occur in the evolutive process, has its neuropathology not completelly defined until now. There are lesions in the basal ganglia, in the ventral area of the mesencephalic tegmentum, in the thalamus, in the substantia nigra and in the frontal cortex. The presence of Le (mais) wy bodies in the cortex is associated with dementia, in the same way that the anatomopathological features of Alzheimer's disease, in many cases. Dementia should have a multifactorial basis. Different types of neurotransmitters, like serotonin, acetylcholine and dopamine, or even hormones, like Cortisol, may be altered in a great number of demented parkinsonians. Depression, found in up to 40% of patients, have been related as a risk factor for dementia, present approximatelly in 25% of cases. Studies in this area are still conflicting, with some confirming the relation among depression, cortical atrophy, hypercortisolemia and Parkinson's disease. Neuropsychologic studies show that the dementia in Parkinson's disease is of subcortical type. It is also known that parkinsonians, even those without cognitive deficiencies clinically significant, present deficits if submitted to more detailed neuropsychological tests. It is assumed, so, that cognitive impairments are intrinsic to the disease, varying its expression among patients. Dementia shall be diagnosed based on the criteria established in the diagnostic and statistical manual of mental disorders of the American Psychiatry Association, as well as computed tomography and magnetic resonance. For treatment, parkinsonian dementia does not recognize efficacious agents until now.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

40

O Conhecimento de diferenças raciais pode evitar reações idiossincrásicas na anestesia?/ Could the understanding of racial differences prevent idiosyncratic anesthetic reactions?/ El conocimiento de diferencias raciales puede evitar reacciones idiosincrásicas en la anestesia?

Vale, Nilton Bezerra do; Delfino, José; Vale, Lúcio Flávio Bezerra do
2003-04-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: No campo da variabilidade inter-étnica da resposta de drogas anestésicas e adjuvantes existem várias questões sem resposta. Estamos na iminência de sermos capazes de identificar diferenças raciais herdadas que podem prever a resposta de cada paciente aos anestésicos pelo atual desenvolvimento farmacogenético. CONTEÚDO: O conhecimento de fatores inter-étnicos que alteram a resposta à droga permitirá ao anestesiologista evitar reaçõe (mais) s idiossincrásicas: (1) Branco caucasiano - aumento do efeito diurético da dopamina; apnéia prolongada após succinilcolina ou mivacúrio; arritmias cardíacas após uso de halotano e catecolaminas na síndrome de Riley-Day; ataques agudos de porfiria após tiopental. (2) Negro americano: diferentes abordagens terapêuticas, hipertensão arterial essencial advêm da pior resposta aos anti-hipertensivos de IECA, inibidores do AT1, bloqueadores beta e à clonidina, contrastando com a melhor resposta anti-hipertensiva dos diuréticos, antagonistas de canais de cálcio e clarvedilol; ação vasodilatadora atenuada do isoproterenol (beta2) e uma maior resposta vasodilatadora à nitroglicerina sublingual; menor ação fibrinolítica do t-PA; recuperação mais lenta da anestesia venosa pela associação de remifentanil e propofol; menor glicuronidação do paracetamol e menos analgesia da codeína nos fracos metabolizadores (CYP2D6); a melanina retarda o início da analgesia epidérmica do creme anestésico EMLA; menor midríase pela adrenalina; maior broncoespasmo à metacolina em crianças asmáticas; deficit da G-6-PD nas hemácias eleva o risco de hemólise a drogas oxidativas (10% da população negra). (3) Asiáticos: alterações cinéticas tóxicas da meperidina e codeína; maior duração da ansiólise do diazepam; espasmo coronariano pela injeção de metilergonovina no pós-parto; inter-relação do receptor GABA, das desidrogenases e do comportamento de beber nipônico, contribui para sua maior sensibilidade etanólica. Isoenzimas do citocromo P450 apresentam polimorfismo genético no metabolismo de neuropsicotrópicos e a lenta acetilação da N-acetiltransferase na população equatorial (95%) aumenta a toxicidade de isoniazida e hidralazina. CONCLUSÕES: A presente revisão pretende dar algumas respostas específicas na área da idiossincrasia anestésica relacionada ao efeito da etnicidade sobre a farmacocinética, a farmacodinâmica das drogas e a segurança do paciente cirúrgico, objetivando otimizar uma neuropsicofarmacologia mais individualizada. Resumo em espanhol JUSTIFICATIVA Y OBJETIVOS: En el campo de la variabilidad inter-étnica de la respuesta de drogas anestésicas y coadyuvantes existen varias cuestiones sin respuesta. Estamos en la inminencia de ser o no capaces de identificar diferencias raciales heredadas que pueden prever la respuesta de cada paciente a los anestésicos por el actual desenvolvimiento farmacogenético. CONTENIDO: El conocimiento de factores inter-étnicos que alteran la respuesta a la droga permitirá a (mais) l anestesiologista evitar reacciones idiosincrásicas: (1) Blanco caucasiano - aumento del efecto diurético de la dopamina; apnea prolongada después de succinilcolina o mivacúrio; arritmias cardíacas después del uso de halotano y catecolaminas en la síndrome de Riley-Day; ataques agudos de porfiria después de tiopental. (2) Negro americano: diferentes abordajes terapéuticas, hipertensión arterial esencial adviene de la peor respuesta a los anti-hipertensivos de IECA, inhibidores del AT1, bloqueadores beta y a la clonidina, contrastando con la mejor respuesta anti-hipertensiva de los diuréticos, antagonistas de canales de calcio y clarvedilol; acción vasodilatadora atenuada del isoproterenol (beta2) y una mayor respuesta vasodilatadora a la nitroglicerina sublingual; menor acción fibrinolítica del t-PA; recuperación mas lenta de la anestesia venosa por la asociación de remifentanil y propofol; menor glucuronidación del paracetamol y menos analgesia de la codeína en los flacos matabolizadores (CYP2D6); la melanina retarda el inicio de la analgesia epidérmica de la crema anestésica EMLA; menor midriasis por la adrenalina; mayor broncoespasmo a la metacolina en niños asmáticos; deficit de la G-6-PD en las hemácias eleva el riesgo de hemólisis a drogas oxidativas (10% de la población negra). (3) Asiáticos: alteraciones cinéticas tóxicas de la meperidina y codeína; mayor duración de la ansiólisis del diazepam; espasmo coronariano por la inyección de metilergonovina en el pós-parto; inter-relación del receptor GABA, de las desidrogenasis y del comportamiento de beber nipónico, contribuye para su mayor sensibilidad etanólica. Isoenzimas del citocromo P450 presentan polimorfismo genético en el metabolismo de neuropsicotrópicos y a lenta acetilación de la N-acetiltransferasis en la población ecuatorial (95%) aumenta a toxicidad de isoniazida e hidralazina. CONCLUSIONES: La presente revisión pretende dar algunas respuestas específicas en la área de la idiosincrasia anestésica relacionada al efecto de la etnicidad sobre la farmacocinética, la farmacodinámica de las drogas y a la seguridad del paciente quirúrgico, objetivando optimizar una neuropsicofarmacologia más individualizada. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: There are several unanswered questions about the interethnic variability in anesthetic and adjuvant drugs responses. Current pharmacogenetic developments are taking us to the verge of being able to identify inherited racial differences which could predict individual patient’s anesthetic response. CONTENTS: The understanding of interethnic factors affecting drug response will allow anesthesiologists to prevent idiosyncratic reactions: (1) Caucas (mais) ian: increased dopamine diuretic effect; prolonged apnea following succinylcholine or mivacurium; cardiac arrhythmias after halothane and catecholamines in Riley-Day syndrome; acute porphyria episodes after thiopental. (2) Afro-American: different therapeutic approaches, essential arterial hypertension caused by the poorert response to ACEI anti-hypertensives, AT1 blockers, beta-blockers and clonidine, contrasted with the best anti-hypertensive response of diuretics, calcium channel blockers, claverdilol; attenuated isoproterenol-mediated vasodilatation (beta2) and a better vasodilating response to sublingual nitroglycerine; lower t-PA-induced thrombolytic effect; slower recovery from intravenous anesthesia with propofol and remifentanil; less glycuronide conjugation of paracetamol and less pain relief by codeine in weak metabolizers (CYP2D6); melanin slows onset of epidermal analgesia with EMLA anesthetic cream; less epinephrine-induced mydriasis; major metacholine-induced bronchocospasm in asthmatic children; G-6-PD deficit in erythrocytes increases the risk for hemolysis to oxidative drugs in 10% of the Afro-American population. (3) Asians: toxic kinetic changes of meperidine and codeine; longer diazepam-induced anxiolysis; postpartum intravenous ergonovine-induced coronary artery spasm; inter-relationships of GABA receptor, dehydrogenases and Japanese drinking behavior contribute to their higher sensitivity to alcohol. Cytochrome P450 isoenzymes show genetic polymorphisms in neuropsychotropic drugs metabolism and the slow acetylation of N-acetyltransferase in equatorial populations (95%) increases isoniazid and hydrazine toxicity. CONCLUSIONS: This review aimed at answering specific questions in the area of anesthetic idiosyncrasy related to the effect of ethnicity on drugs’ pharmacokinetics and pharmacodynamics, in addition to surgical patients safety by optimizing a more individualized neuropsychopharmacotherapy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

41

Suporte farmacológico a lactentes e crianças com choque séptico/ Pharmacologic support of infants and children in septic shock

Irazuzta, José; Sullivan, Kevin J.; Garcia, Pedro Celiny R.; Piva, Jefferson Pedro
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVOS: O choque séptico (CS) é uma causa freqüente de internação na unidade de tratamento intensivo pediátrica e requer reconhecimento e intervenção imediatos para que haja um desfecho favorável. Nosso objetivo é revisar a literatura relacionada ao diagnóstico e manejo do CS e apresentar um manejo seqüencial para seu tratamento. FONTES DOS DADOS: Revisão não-sistemática da literatura médica através de pesquisa na base de dados MEDLINE. Os artigos fora (mais) m selecionados de acordo com sua relevância em termos do objetivo proposto e com base na opinião dos autores. SÍNTESE DOS DADOS: O desfecho da sepse e do CS depende do reconhecimento precoce e da implementação de tratamentos sensíveis ao tempo e guiados por objetivos. Esses tratamentos incluem reanimação agressiva com fluidos seguida de tratamento medicamentoso bem elaborado. Os objetivos da reanimação são a restauração da microcirculação e a melhora da perfusão tecidual. Os marcadores clínicos e laboratoriais são importantes para avaliar a adequação dos tratamentos. Respostas farmacocinéticas e farmacodinâmicas alteradas indicam que os agentes vasoativos devem ser ajustados a fim de atingirem o objetivo pré-estabelecido. Na reanimação inicial com soluções isotônicas (> 60 mL/kg), é possível usar infusão tanto de cristalóides (solução salina normal) como de colóides. Apesar da reanimação adequada com fluidos, se: (a) uma pressão de pulso com grande amplitude, pressão arterial baixa, ou pulso oscilante (débito cardíaco alto, baixa resistência vascular sistêmica - RVS) estiverem presentes, o uso de noradrenalina deve ser considerado; (b) reenchimento capilar prolongado, pulso fraco e filiforme, pressão arterial normal (baixo débito cardíaco, alta RVS), deve-se considerar o uso de dopamina, adrenalina ou dobutamina. O tratamento concomitante com dose de estresse de corticosteróides é indicado em populações selecionadas. CONCLUSÕES: A resposta hemodinâmica do CS é um processo variável que requer avaliação e ajustes terapêuticos freqüentes. Resumo em inglês OBJECTIVES: Septic shock (SS) is a frequent cause for admission to the pediatric intensive care unit, requiring prompt recognition and intervention to improve outcome. Our aim is to review the relevant literature related to the diagnosis and management of SS and present a sequential management for its treatment. SOURCES: Non-systematic review of medical literature using the MEDLINE database. Articles were selected according to their relevance to the objective and accordin (mais) g to the authors’ opinions. SUMMARY OF THE FINDINGS: The outcome of sepsis and SS is dependent on the early recognition and implementation of time-sensitive goal-directed therapies. These include rapid aggressive fluid resuscitation followed by a well-designed pharmacotherapy. The goals of the resuscitation are the restoration of microcirculation and improved organ tissue perfusion. Clinical and laboratory markers are needed to assess the adequacy of the treatments. Altered pharmacokinetic and pharmacodynamic responses dictate that vasoactive agents should be adjusted to achieve the predetermined goals. In initial resuscitation with isotonic solutions (> 60 mL/kg), either crystalloid (normal saline) or colloid infusion could be used. Despite adequate fluid resuscitation, if: (a) wide pulse pressure, low blood pressure, or bounding pulses (high cardiac output, low systemic vascular resistance - SVR) are present, norepinephrine should be considered; (b) prolonged capillary refill, weak pulses, narrow pulse pressure, normotensive (low cardiac output, high SVR), dopamine, epinephrine or dobutamine should be considered. Adjunctive therapy with stress dose of corticosteroid is indicated in selected populations. CONCLUSIONS: Septic shock hemodynamics is a changing process that requires frequent assessment and therapeutic adjustments.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

42

Anestesia para correção de tetralogia de Fallot em paciente adulto: relato de caso/ Anesthesia for repair of tetralogy of Fallot in an adult patient: case report/ Anestesia para corrección de tetralogía de Fallot en paciente adulto: relato de caso

Lorentz, Michelle Nacur; Gontijo Filho, Bayard
2007-10-01

Resumo em português JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cardiopatia congênita é um dos problemas mais comuns ao nascimento acometendo 1 a 1,5 em cada 10.000 nascidos vivos. Atualmente mais de 85% das crianças com cardiopatias congênitas chegam à idade adulta em parte devido aos novos tratamentos, mas sobretudo em virtude da tendência de se realizarem correções cirúrgicas mais precoces. Por outro lado, é raro encontrar um adulto com tetralogia de Fallot (T4F) não-corrigida. O objetivo do (mais) presente relato foi descrever um caso de T4F submetido à correção cirúrgica na idade adulta. RELATO DO CASO: Paciente de 45 anos, sexo feminino, portadora de T4F internada para realização de correção cirúrgica. Ao exame físico apresentava-se cianótica nas extremidades e com saturação de oxigênio (SpO2) de 73%. Foi realizada anestesia geral balanceada com etomidato, fentanil, pancurônio e sevoflurano. A correção cirúrgica realizada foi o fechamento da comunicação ventricular e interposição de conduto valvado pulmonar n° 24, posteriormente foi fenestrado o septo ventricular. À saída de circulação extracorpórea (CEC) foram administradas milrinona e dopamina. A SpO2 ao fim da operação era 97%. Após o procedimento cirúrgico a paciente foi encaminhada ao CTI, onde permaneceu por 72 horas e teve alta hospitalar no oitavo dia pós-operatório em boas condições. CONCLUSÕES: O caso ilustrou sucesso de intervenção cirúrgica em paciente de alto risco com grande interação entre cirurgião, anestesista e terapia intensiva. Resumo em espanhol JUSIFICATIVA Y OBJETIVOS: El síndrome de la infusión del propofol ha sido descrito como un síndrome raro y frecuentemente fatal que ocurre después de la infusión prolongada de ese fármaco. Puede resultar en acidez metabólica grave, rabdomiólisis, colapso cardiovascular y deceso. El objetivo de este artículo fue mostrar aspectos relacionados al síndrome de la infusión del propofol a través de la revisión de la literatura. CONTENIDO: Están definidas las caract (mais) erísticas del síndrome de la infusión del propofol en cuanto a la fisiopatología, características clínicas, tratamiento y recomendaciones de dosis para pacientes gravemente enfermos. CONCLUSIONES: El propofol debe ser usado con cautela cuando se planea su uso bajo el régimen de infusión continua por períodos prolongados. El aparecimiento de señales sugestivas del síndrome de la infusión del propofol indica la suspensión inmediata del fármaco y el inicio de medidas de soporte. Resumo em inglês BACKGROUND AND OBJECTIVES: Congenital cardiopathy is one of the most common problems at birth, with an incidence of 1 to 1.5 in 10,000 live births. Currently, more than 85% of children with congenital cardiopathy survive to adulthood, partly due to the development of new therapies, but especially because of the tendency for earlier surgical corrections. On the other hand, adult patients with non-corrected tetralogy of Fallot (TOF) are hard to find. The objective of the pr (mais) esent report was to describe a case of repair of TOF in an adult patient. CASE REPORT: A female patient, 45 years old, with TOF, was admitted for surgical repair of her condition. Physical exam revealed extremities with cyanosis and oxygen saturation (SpO2) of 73%. General balanced anesthesia consisted of ethomidate, fentanyl, pancuronium and sevoflurane. During the surgery, the ventricular communication was closed, placement of a 24 French prosthetic conduit with valve and, posteriorly, the ventricular septum was fenestrated. Milrinone and dopamine were administrated when extracorporeal circulation (ECC) was removed. At the end of the surgery SpO2 was 97%. After the procedure the patient was admitted to the ICU where she remained for 72 hours, being discharged from the hospital on the eighth postoperative day in good condition. CONCLUSIONS: This case illustrated the successful surgical repair in a high-risk patient, with a very good interaction among the surgeon, anesthetist, and intensive care.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

43

Indução do crescimento ovariano em Aegla uruguayana (Crustacea, Anomura, Aeglidae) mediante a incorporação de neuroreguladores ao alimento/ Induction of ovarian growth in Aegla uruguayana (Anomura, Aeglidae) by means of neuroregulators incorporated to food

Castiglioni, Daniela da S.; Cahansky, Alejandra Valeria; Rodríguez, Enrique; Dutra, Bibiana K.; Oliveira, Guendalina T.; Bond-Buckup, Georgina
2009-09-01

Resumo em português O efeito estimulante da spiperona e da naloxana sob a maturação ovariana foram avaliados em fêmeas de Aegla uruguayana Schmitt, 1942 e, para isto, tais neuroreguladores foram incorporados ao alimento e administrados a uma dose de 10-8 mol/animal a cada sessão de alimentação. Fêmeas adultas foram coletadas com puçá em um arroio próximo à cidade de Salto, Província de Buenos Aires, Argentina. Dez fêmeas foram sacrificadas, medidas, pesadas e os seus ovários fo (mais) ram retirados e pesados para a determinação do índice gonadossomático (IG). As demais fêmeas (30) foram divididas em três grupos experimentais - (a) controle: alimentadas com pellets controle composto por ração para peixe - 34% de proteína e 43% de proteína; (b) spiperona: alimentadas com pellets controle enriquecidos com spiperona; (c) naloxana: alimentadas com pellets controle enriquecidos com naloxana. Após 7 semanas as fêmeas foram sacrificadas e avaliado o IG. Os ovários e o hepatopâncreas foram quantificados quanto aos níveis de lipídeos totais e colesterol. A naloxana produziu um aumento significativo nos níveis de lipídeos tanto nas gônadas como no hepatopâncreas em relação ao grupo controle. A spiperona produziu aumento significativo nos níveis de lipídeos nas gônadas e no hepatopâncreas e de colesterol no hepatopâncreas quando comparados ao controle. Os níveis de lipídeos foram significativamente menores na hemolinfa das fêmeas que foram alimentadas com pellets com spiperona e maiores nas fêmeas tratadas com naloxana quando comparadas as fêmeas que foram alimentadas apenas com ração. A spiperona e a naloxana, ao inibir os efeitos da dopamina e dos opióides endógenos, provavelmente causaram a secreção do hormônio estimulante das gônadas e a inibição do hormônio inibidor das gônadas, causando, portanto indução do desenvolvimento ovariano. Tal hipótese é reforçada pelos aumentos do índice gonadossomático verificado nestes grupos experimentais. Resumo em inglês The stimulatory effect of the spiperone and naloxone on the ovarian growth was evaluated in females of Aegla uruguayana Schmitt, 1942, being that these neuroregulators were incorporated to food and administrated at a dose of 10-8 mol/animal to each session food. Adult females were sampled with nets in a stream near the municipality of Salto, Province of Buenos Aires, Argentina. At the beginning of the experiment, 10 females were randomly selected, sacrificed, weighed and (mais) their ovaries were quickly dissected and weighed to serve as the initial control for evaluating the degree of ovarian growth (gonadosomatic index -GI). Others females (30) were divided in three experimental groups - (a) control: females fed on control pellets composed by fish food - 34% protein and 43% protein; (b) spiperone: females fed on pellets enriched with the dopaminegic antagonist spiperone; (c) naloxone: females fed on pellets enriched with the enkephalinergic antagonist naloxone. After seven week of experiment the females were sacrificed and evaluated the GI. The lipids and cholesterol levels of ovaries and hepatopancreas were quantified. Naloxone produced a significant increase of lipids levels in both ovaries and hepatopancreas in relation to control group. Spiperone caused significant increase of lipids levels at the gonads and hepatopancreas and cholesterol in hepatopancreas when compared with the control. The lipids levels were significantly lower in hemolymph of the females that were fed with pellets with spiperone and higher at the females treated with naloxone when compared to females that were fed only fish food. The spiperone and naloxone when inhibited the effect of the dopamine and endogenous opioids, probably caused the secretion of the gonad stimulating hormone and the inhibition of the gonad inhibiting hormone, therefore induction of the ovarian development. Such hypothesis can be strengthened for the increases of gonadosomatic indices in these experimental groups.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

44

Tratamento medicamentoso dos tumores hipofisários. parte II: adenomas secretores de ACTH, TSH e adenomas clinicamente não-funcionantes

Vilar, Lucio; Naves, Luciana; Freitas, Maria da C.; Oliveira Jr., Sebastião; Leite, Verônica; Canadas, Viviane
2000-12-01

Resumo em português Este artigo revisa o potencial papel do tratamento medicamentoso para os adenomas hipofisários secretores de ACTH, TSH e aqueles clinicamente não-funcionantes (ACNF), Metirapona, mitotano e cetoconazol (preferível por causar menos efeitos colaterais) são as drogas mais eficazes no controle do hipercortisolismo, mas nenhuma delas supera a eficácia da cirurgia transesfenoidal (TSA). O tratamento medicamentoso da doença de Cushing está, portanto, melhor indicado para (mais) pacientes aguardando o efeito pleno da radioterapia ou, como alternativa para esta última, em casos de hipercortisolismo persistente após TSA, e para pacientes com rejeição ou limitações clínicas para a cirurgia. Outra indicação potencial seria em idosos com microadenomas ou pequenos macroadenomas, ou em casos associados a sela vazia. No que se refere aos adenomas secretores de TSH, os análogos somatostatínicos (SRIFa) proporcionam normalização dos hormônios tiroideanos em até 95% dos casos. Assim, eles podem se mostrar úteis em casos de insucesso da cirurgia ou como terapia primária de casos selecionados. Ocasionalmente, agonistas dopaminérgicos (DA), sobretudo a cabergolina, também podem ser eficazes. Em contraste, DA e SRIFa raramente induzem uma significante redução das dimensões dos ACNFs. Por isso, em pacientes com tais tumores, essas drogas devem ser principalmente consideradas diante de contra-indicações ou limitações clínicas para a cirurgia ou quando a cirurgia e a radioterapia tenham sido mal-sucedidas. Resumo em inglês This article reviews the potencial role of medical treatment for both ACTH and TSH secreting pituitary adenomas, as well as for clinically non-functionning pituitary adenomas (CNFPA). Metyrapone, mitotane and ketoconazole (preferable for causing less side-effects) are the most effective drugs for the control of hypercortisolism but none of them surpasses the efficacy of transsphenoidal surgery (TSA). Drug therapy in Cushing's disease is therefore better indicated for pati (mais) ents waiting for the full effect of radiotherapy or, as an alternative to radiotherapy, for cases of TSA failure as well as patients that refuse or have clinical limitations to surgery. Other potential indications for medical treatment in Cushing's disease include elderly patients with microadenomas or small macroadenomas, as well as cases associated to an empty sella. Concerning TSH-secreting adenomas, somatostatin analogues (SRIFa) lead to normalization of thyroid hormones in up to 95% of treated patients. Therefore they may represent an useful tool for long-term treatment of such rare tumors in case of surgery failure or as primary therapy for selected cases. Occasionaly, dopamine agonists (DA), especially cabergoline, may also be efficacious in normalizing hormone levels. In contrast, DA and SRIFa rarely induce significant tumor shrinkage in patients with CNFPA. Thus, these drugs should be considered particularly for patients who are poor candidates for surgery or in whom surgery and radiotherapy have failed to control the disease.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

45

Tratamento medicamentoso dos tumores hipofisários. Parte I: prolactinomas e adenomas secretores de GH

Vilar, Lucio; Naves, Luciana; Freitas, Maria da Conceição; Oliveira Jr, Sebastião; Leite, Verônica; Canadas, Viviane
2000-10-01

Resumo em português O recente desenvolvimento de novas drogas, particularmente os análogos da somatotastina (SRIFa), representou um grande progresso na terapia dos tumores hipofisários. Os SRIFa mostram-se bastante eficazes na normalização dos níveis de GH e IGF-1 em acromegálicos e podem ser uma alternativa para a cirurgia transesfenoidal, mas seu uso como terapia primária da acromegalia fica limitado pelo pequeno efeito dessas drogas na redução das dimensões do tumor. Os resultad (mais) os preliminares com os antagonistas do receptor de GH, como o pegvisomant, são bastante animadores. Tais drogas permitem a normalização do IGF-1 e melhora clínica em mais de 80% dos casos; entretanto, não causam redução tumoral. Agonistas dopaminérgicos (DA) representam a terapia de escolha para microprolactinomas sintomáticos e macroprolactinomas, permitindo normalização dos níveis da prolactina e redução do volume do adenoma na maioria dos pacientes. Podem também ser eventualmente eficazes em acromegálicos, sobretudo naqueles com adenomas co-secretores de prolactina e níveis não muito elevados de GH e IGF-1. Devido a sua maior eficácia e melhor tolerabilidade, a cabergolina representa o DA de escolha para o manuseio dos prolactinomas e da acromegalia. Resumo em inglês The recent development of new drugs, particularly the somatostatin analogues (SRIFa), represents a great advance in the therapy of pituitary tumours. SRIFas are very effective in normalizing GH and IGF-1 levels in acromegaly and may be an effective alternative to transsphenoidal surgery. However, their usefulness as primary therapy for acromegaly is limited due to the small effect on tumour size. According to early data from clinical trials, pegvisomant, a GH receptor ant (mais) agonist, seems to be a promising therapeutic tool in the management of acromegalic patients. This drug induces significant clinical improvement and normalization of IGF-1 levels in nearly all patients. However, it does not induce tumor shrinkage. Dopamine agonists (DA) are the preferred therapy for both symptomatic microprolactinomas and macroprolactinomas; their use result in normalization of prolactin levels and tumor shrinkage in most treated patients. They also may be useful in acromegaly, mainly in patients whose adenoma co-secrete prolactin and those with mild elevation of GH and IGF-1 levels. Due to its greater effectiveness and better tolerability, cabergoline represents the DA of choice for the management of prolactinomas and acromegaly.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

46

Tratamento da doença de Parkinson/ Treatment of Parkinson's disease

Cardoso, Francisco
1995-03-01

Resumo em português Doença de Parkinson (DP) é a causa mais freqüente de parkinsonismo em nosso meio, responsável por 58% dos casos. Devem-se excluir outras causas, como uso de drogas antidopaminérgicas (20% dos casos). Levodopa é o agente mais importante para o tratamento de DP. Há controvérsia sobre quando se introduzir esta droga mas deve-se reservá-la para quando surgir substancial comprometimento funcional. Drogas acessórias são anticolinérgicos, úteis para o tremor; amanta (mais) dina, para bradicinesia e rigidez; e agonistas dopaminérgicos que ajudam no manuseio de complicações da levodopa. A selegelina tem discreta ação sintomática e possível ação neuroprotetora. O tratamento de DP pode ser complicado por falha primária, falha secundária e problemas do uso da levodopa. A falha primária pode ser causada por uso de agentes antidopaminérgicos, presença de tremor de repouso severo ou erro diagnóstico. A causa mais comum de falha secundária é progressão da DP. As principais complicações do uso da levodopa são flutuações e discinesias. Outros problemas comuns são disautonomia, depressão, psicose e demência. Fenomenologia e manuseio destas complicações são discutidos. Perspectivas futuras incluem cirurgias para reversão de patologia. Resumo em inglês Parkinson's disease (PD) accounts for 58% of patients with Parkinsonism. The second most common cause is drug-induced Parkinsonism, diagnosed in 20% of patients. Levodopa remains as the mainstay of PD treatment. Although there is controversy regarding the timing for beginning levodopa, it should be used when the patient develops significant disability. Other drugs that may be used are anticholinergic agents, useful for tremor; amantadine, for rigidity and bradykinesia; do (mais) pamine agonists, for the management of levedopa complications; and selegeline which may be a neuroprotector agent. Problems in the management of PD include primary failure, secondary failure and levodopa complications. Antidopaminergic drugs, severe rest tremor and diagnosis error may lead to primary failure. Progression of PD is the most common explanation for secondary failure.The most important levodopa therapy complications are dyskinesias and fluctuations. Other common problems are dysautonomia, depression, psychosis and dementia. The author discusses the phenomenology and management of these complications. Future perspectives include brain repair sugeries.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

47

Síntese e reatividade de azaindóis: aplicações na preparação de moléculas de interesse biológico/ Synthesis and reactivity of azaindoles: applications in the preparation of bioactive molecules

Le Hyaric, Mireille; Almeida, Mauro Vieira de; Souza, Marcus Vinicius Nora de
2002-12-01

Resumo em inglês Synthetic methods used for the preparation of azaindoles are described in this article. Applications in the preparation of bioactive molecules are given: synthesis of substituted 6-azaindoles as benzodiazepines receptor ligands, substituted 7-azaindoles as dopamine D4 ligands and preparation of an olivacine analogue.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

48

Síndrome das pernas inquietas: diagnóstico e tratamento. Opinião de especialistas brasileiros/ Restless legs syndrome: diagnosis and treatment. Opinion of Brazilian experts

Grupo Brasileiro de Estudos
2007-09-01

Resumo em português Este artigo contém as conclusões de reunião de 17-18 de novembro de 2006 do Grupo Brasileiro de Estudo em Síndrome das Pernas Inquietas (GBE-SPI) sobre diagnóstico e tratamento de SPI. Reiterou-se que se trata de condição de diagnóstico exclusivamente clínico, caracterizada por sensação anormal localizada, sobretudo, mas não exclusivamente, em membros inferiores, com piora noturna e alívio por movimentação da parte envolvida. Agentes terapêuticos com efic� (mais) �cia comprovada por estudos classe I são agonistas dopaminérgicos, levodopa e gabapentina enquanto que ácido valpróico de liberação lenta, clonazepam, oxicodona e reposição de ferro têm eficácia sugerida por estudos classe II. As recomendações do GBE-SPI para manejo de SPI primária são medidas de higiene do sono, suspensão de agentes agravantes de SPI, tratamento de comorbidades e agentes farmacológicos. Para estes as drogas de primeira escolha são agentes dopaminérgicos; segunda escolha são gabapentina ou oxicodona; e terceira escolha são clonazepam ou ácido valpróico de liberação lenta. Resumo em inglês This article contains the conclusions of the November 17-18, 2006 meeting of the Brazilian Study Group of Restless Legs Syndrome (GBE-SPI) about diagnosis and management of restless legs syndrome (RLS). RLS is characterized by abnormal sensations mostly but not exclusively in the legs which worsen in the evening and are improved by motion of the affected body part. Its diagnosis is solely based on clinical findings. Therapeutic agents with efficacy supported by Class I st (mais) udies are dopamine agonists, levodopa and gabapentine. Class II studies support the use of slow release valproic acid, clonazepan and oxycodone. The GBE-SPI recommendations for management of SPI are sleep hygiene, withdrawal of medications capable of worsening the condition, treatment of comorbidities and pharmacological agents. The first choice agents are dopaminergic drugs, second choice are gabapentine or oxycodone, and the third choice are clonazepan or slow release valproic acid.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

49

Radiocirurgia nos adenomas hipofisários/ Radiosurgery for pituitary adenomas

Castro, Douglas Guedes de; Salvajoli, João Victor; Canteras, Miguel Montes; Cecílio, Soraya A. Jorge
2006-12-01

Resumo em português Os adenomas hipofisários correspondem a aproximadamente 15% dos tumores intracraniais. As modalidades de tratamento incluem microcirurgia, terapia medicamentosa e radioterapia. A microcirurgia é o tratamento primário realizado nos pacientes com adenomas não-funcionantes e na maioria dos adenomas funcionantes. Dentre estes, a exceção são os prolactinomas, cujo tratamento primário é baseado no uso de agonistas dopaminérgicos. Entretanto, cerca de 30% dos pacientes (mais) requerem tratamento adicional após a microcirurgia devido à recorrência ou persistência tumoral. Nesses casos, a radioterapia fracionada convencional tem sido tradicionalmente empregada. Mais recentemente, a radiocirurgia tem se estabelecido com uma alternativa terapêutica. A radiocirurgia permite que a dose prescrita seja precisamente conformada ao volume-alvo, e que se poupe os tecidos adjacentes. Portanto, os riscos de hipopituitarismo, alteração visual e vasculopatia são significativamente menores. Além disso, a latência da resposta à radiocirurgia é substancialmente menor do que na radioterapia fracionada convencional. Nesta revisão, procuramos definir a eficácia, segurança e o papel da radiocirurgia no tratamento dos adenomas hipofisários, bem como apresentar os dados preliminares de nossa instituição. Resumo em inglês Pituitary adenomas represent nearly 15% of all intracanial tumors. Multimodal treatment includes microsurgery, medical management and radiotherapy. Microsurgery is the primary recommendation for nonfunctioning and most of functioning adenomas, except for prolactinomas that are usually managed with dopamine agonist drugs. However, about 30% of patients require additional treatment after microsurgery for recurrent or residual tumors. In these cases, fractionated radiation t (mais) herapy has been the traditional treatment. More recently, radiosurgery has been established as a treatment option. Radiosurgery allows the delivery of prescribed dose with high precision strictly to the target and spares the surrounding tissues. Therefore, the risks of hypopituitarism, visual damage and vasculopathy are significantly lower. Furthermore, the latency of the radiation response after radiosurgery is substantially shorter than that of fractionated radiotherapy. The goal of this review is to define the efficacy, safety and role of radiosurgery for treatment of pituitary adenomas and to present the preliminar results of our institution.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

50

No evidence of association or linkage disequilibrium between polymorphisms in the 5prime upstream and coding regions of the dopamine D4 receptor gene and schizophrenia in a Portuguese population

Ambrósio, Alda M.; Kennedy, James L.; Macciardi, Fabio; Barr, Cathy; Soares, Maria J.; Oliveira, Catarina R.; Pato, Carlos N.

Alterations in dopaminergic system have been implicated in the pathophysiology of this disease for many years, and this study was performed to assess the possible involvement of the dopamine D4 receptor (DRD4) gene polymorphisms either in the 5prime upstream or in the coding regions, in the etiology...

DRIVER (Portuguese)

51

NR4A2 and schizophrenia : lack of association in a portuguese/brazilian study

Ruano, Dina; Macedo, António; Dourado, Ana; Soares, Maria João; Valente, José; Coelho, Isabel; Santos, Vítor; Azevedo, Maria Helena

The present study investigates the association of mutations in the nuclear receptor NR4A2 in schizophrenic patients. The human Nur-related receptor 1, NR4A2, is an orphan nuclear receptor that can be constitutively active as a transcriptionfactor and for which no natural ligand has yetbeen identif...

DRIVER (Portuguese)

52

Macroprolactinoma resistente aos agonistas dopaminérgicos: relato de caso/ Macroprolactinoma resistant to dopamine agonists: a case report

Reis, Rosana Maria dos; Ribeiro, Camila Toffoli; Sá, Marcos Felipe de Silva; Carrara, Hélio Humberto Angotti; Machado, Hélio Rubens; Santos, Antônio Carlos dos
2004-09-01

Resumo em português Os macroprolactinomas são tumores benignos hipofisários, secretores de prolactina, manifestando-se com amenorréia, galactorréia e disfunção gonadal. O tratamento de primeira escolha é clínico, com agonistas dopaminérgicos. O tratamento cirúrgico é reservado para os raros casos que não respondem ao tratamento clínico, intolerância à medicação ou nos casos agudos quando ocorre a hemorragia intra-tumoral. Descrevemos o caso de uma paciente portadora de macro (mais) prolactinoma submetida a duas ressecções cirúrgicas e resistente ao tratamento clínico, com evolução não usual. Resumo em inglês Macroprolactinomas are benign prolactin-secreting pituitary tumors, causing amenorrhea, galactorrhea and gonadal dysfunction. Clinical treatment with dopamine agonists is the first-choice therapy. Surgery is indicated for the rare cases that are resistant to clinical treatment, when there is intolerance to the medication, or intratumoral hemorrhage is detected. We describe the case of a female patient with macroprolactinoma submitted to two surgical procedures and resistant to clinical treatment, with unusual evolution.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

53

Incidentalomas hipofisários/ Pituitary incidentalomas

Vilar, Lucio; Azevedo, Monalisa F.; Barisic, Gilka; Naves, Luciana A.
2005-10-01

Resumo em português Lesões hipofisárias clinicamente inaparentes são demonstradas através da ressonância magnética em aproximadamente 10% da população geral adulta, caracterizando os chamados incidentalomas hipofisários. A história natural dessas lesões ainda não está completamente estabelecida. Embora sejam tipicamente pequenos ((mais) compressão sobre estruturas vizinhas. Além disso, uma minoria dessas lesões, principalmente aquelas com mais de 10mm (macroincidentalomas) podem crescer com o tempo; assim, o seguimento a longo prazo se faz necessário. Intervenções terapêuticas estão indicadas para os incidentalomas funcionantes (uso de agonistas dopaminérgicos ou ressecção transesfenoidal) ou para aqueles que causem efeitos de massa ou aumentem de tamanho durante o seguimento (ressecção transesfenoidal). Significante extensão supra-selar ou hipopituitarismo podem ser indicações adicionais para o tratamento cirúrgico, mesmo na ausência de compressão quiasmática. Resumo em inglês Clinically unsuspected pituitary lesions are demonstrated by magnetic resonance imaging in approximately 10% of the general adult population, characterizing the so-called pituitary incidentalomas. Their natural history is not yet completely established. Despite being typically small ((mais) ity of these lesions, particularly those greater than 10mm (macroincidentalomas) may grow over time; hence, longterm follow-up is necessary. Therapeutic interventions are indicated for lesions that are hormonally active (use of dopamine agonists or transsphenoidal resection) or for those that cause mass effects or increase in size during the follow-up (transsphenoidal resection). Significant suprasellar extension or hypopituitarism may be additional indications for surgical treatment even in the absence of chiasm compression.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

54

Hipótese glutamatérgica da esquizofrenia/ Glutamatergic hypothesis of schizophrenia

Bressan, Rodrigo A; Pilowsky, Lyn S
2003-09-01

Resumo em português A esquizofrenia é um transtorno psiquiátrico devastador cuja fisiopatologia ainda está para ser esclarecida. Apesar de uma disfunção dopaminérgica estar bem estabelecida na esquizofrenia, há uma série de evidências sugerindo o envolvimento do sistema glutamatérgico na fisiopatologia do transtorno. Este artigo faz uma breve revisão de alguns aspectos básicos do funcionamento dos receptores glutamatérgicos com ênfase nos receptores N-metil-D-aspartato (NMDA). (mais) Apresenta evidências científicas sugerindo uma disfunção do sistema glutamatérgico na esquizofrenia (hipofunção de receptores NMDA). E discute as interações entre os sistemas dopaminérgico e glutamatérgico; mais especificamente como os estados hiperdopaminérgicos encontrados na esquizofrenia podem estar associados a uma alteração glutamatérgica. Resumo em inglês Schizophrenia is a devastating psychiatric disorder whose pathophysiology has not been fully clarified yet. Although dopamine dysfunction in schizophrenia is unequivocal, there are many evidences suggesting the involvement of the glutamatergic system. This paper briefly describes some basic knowledge regarding the functioning of the glutamatergic receptors with emphasis on the N-methyl-D-aspartate (NMDA) receptors. Presents evidence for glutamatergic dysfunction in schizo (mais) phrenia, more specifically NMDA receptor hypofunction. Finaly the paper discusses the interaction between the dopaminergic and the glutamatergic systems; in special how hyperdopaminergic state found in schizophrenia can be associated to glutamatergic dysfunctions.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

55

Filmes de nanodiamantes para aplicações em sistemas eletroquímicos e tecnologia aeroespacial/ Nanodiamond films for applications in electrochemical systems and aeronautics and space technology

Azevedo, Adriana Faria; Ferreira, Neidenêi Gomes
2006-02-01

Resumo em inglês The goal of this work is to show the use of undoped nanodiamond films as a new material for electrochemical and aerospace applications. Correlation between the applications and physico-chemical features of nano and conventional CVD polycrystalline diamond films are presented. An important and innovative application of these nanodiamonds is organic electrosynthesis, including pharmaceutical and water disinfection products, as well as electroanalytical applications, for exa (mais) mple, development of biosensors for detection of glucose, glutamate and dopamine. In aeronautics and space developments, these nanodiamonds could be used as electrodes in rechargable batteries and in tribological investigations.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

56

Estudo de associação entre o polimorfismo serina-9-glicina do receptor dopaminérgico D3 e esquizofrenia/ Study of association between the ser-9-gly polymorphism of the D3 dopaminergic receptor and schizophrenia

Cordeiro Júnior, Quirino; Junqueira, Ricardo; Vallada, Homero
2001-06-01

Resumo em português Duas abordagens genético-moleculares foram realizadas para investigar a possível associação entre o polimorfismo serina-9-glicina no receptor dopaminérgico D3 e esquizofrenia. Na primeira análise, um grupo de 141 pacientes com esquizofrenia foi comparado a um grupo-controle de 189 indivíduos pareado para sexo e origem étnica. No outro estudo, foi realizada análise de 35 trios (pai e mãe não afetados e paciente com esquizofrenia). Os resultados desses estudos n� (mais) �o apresentaram associação alélica ou genotípica estatisticamente significante com esquizofrenia. Pode-se concluir que o polimorfismo serina-9-glicina no receptor dopaminérgico D3 não é um fator de risco para desenvolver esquizofrenia na população estudada. Resumo em inglês Two molecular genetic studies were undertaken to investigate the association between a ser-9-gly polymorphism in the dopamine D3 receptor gene and schizophrenia. The first study analysed 141 schizophrenic patients and 189 matched controls. In addition, an haplotype relative risk study was performed using 35 trios (mother, father, affected offspring). No allelic or genotype association was found in both studies. We conclude that this D3 polymorphism is not a risk factor for schizophrenia in our sample.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

57

Eletromiografia laríngea e análise vocal em pacientes com Mal de Parkinson: estudo comparativo/ Laryngeal electromyography and acoustic voice analysis in Parkinson's disease: a comparative study

Zarzur, Ana Paula; Duarte, Isabella Sebusiani; Gonçalves, Gabrielle do Nascimento Holanda; Martins, Maria Angela Ueda Russo
2010-02-01

Resumo em português A doença ou Mal de Parkinson se deve à deficiência dopaminérgica nos núcleos da base que geram alterações motoras. Comprometimento da comunicação verbal ocorre em 70 a 90% dos doentes. Existem poucas referências da aplicação da eletromiografia no estudo dos músculos laríngeos em pacientes com a doença de Parkinson. OBJETIVOS: Definir o padrão contrátil da musculatura intrínseca da laringe e sua correlação com a análise acústica vocal nos parkinsonian (mais) os. CASUÍSTICA E MÉTODO: Estudo prospectivo onde 26 adultos com o diagnóstico de Mal de Parkinson foram submetidos à eletromiografia laríngea e análise acústica vocal. Foram coletados potenciais de ação, tanto em repouso vocal quanto em fonação. Para a análise acústica da voz foram utilizados os programas VOXMETRIA® e GRAM 5.1.6®. RESULTADOS: O padrão eletromiográfico predominante no grupo estudo foi o de hipercontratibilidade (ou recrutamento aumentado) durante repouso vocal que ocorreu em 73% dos indivíduos, sem que houvesse registro eletromiográfico de tremor. Quanto às características vocais, detectou-se a presença de tremor vocal no traçado do espectrograma (VOXMETRIA E GRAM) e na avaliação perceptivo-auditiva em 69,5 % e 61 % dos sujeitos, respectivamente. CONCLUSÃO: O tremor vocal foi a característica acústica predominante no grupo estudado, sem que houvesse correlação eletromiográfica. Resumo em inglês Parkinson's disease (PD) involves a progressive depletion of dopamine in the basal ganglia leading to motor alterations. Oral communication impairment occurs in 75% to 90% of patients and has been poorly studied. AIM: to asses laryngeal electromyography (LEMG) patterns and correlate them to vocal analysis in patients with Parkinson's disease. MATERIALS AND METHODS: This is a prospective study. Twenty six adults with PD underwent laryngeal electromyography. Rest and phonat (mais) ion potentials were analyzed. VOXMETRIA® and GRAM 5.1.6. ® were used in acoustic analysis. RESULTS: The main electromyographic pattern observed in the PD group was rest hypertonicity meaning that patients with PD presented with spontaneous intrinsic laryngeal muscle activity during voice rest, which occurred in 73% of the individuals. Not a case of laryngeal tremor was detected by electromyography, although vocal tremor was detected by VOXMETRIA in 69.5% of the individuals and in 61% of them by perceptive-auditive analysis. CONCLUSION: Vocal tremor was the main acoustic change in the PD group, with no correlation to LEMG findings.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

58

Demência com corpúsculos de Lewy: uma entidade distinta com tratamento específico?/ Dementia with Lewy bodies: a distinct entity with specific treatment?

Tatsch, Mariana Franciosi; Nitrini, Ricardo; Louzã Neto, Mario Rodrigues
2002-09-01

Resumo em português A demência com corpúsculos de Lewy (DCL), síndrome com curso flutuante, alucinações visuais, sinais parkinsonianos e hipersensibilidade a antipsicóticos, tem recebido crescente atenção nos últimos anos. Possui, desde 1995, critérios clínicos e neuropatológicos que permitem diagnosticá-la desde o início. A combinação de déficits colinérgico e dopaminérgico requer tratamentos cautelosos. Uso excessivo de medicações dopaminérgicas (L-dopa), antidopamin� (mais) �rgicas (antipsicóticos) ou anticolinérgicas (antipsicóticos ou anti-parkinsonianos) pode complicar o quadro, piorando sintomas cognitivos, psicóticos e extrapiramidais. Resumo em inglês Dementia with Lewy bodies (DLB), a syndrome characterized by a fluctuating course, visual hallucinations, Parkinsonian features and hypersensitivity to antipsychotics, has been of growing interest in recent years. Since 1995 there are clinical and neuropathological criteria which allow diagnosing DLB from its onset. The combination of cholinergic and dopaminergic deficits requires careful cholinergic and dopaminergic treatment. Excessive dopamine (L-dopa), antidopaminergi (mais) c (antipsychotics) or anticholinergic therapy (anti-Parkinsonian or antipsychotic medications) may further complicate this condition, and worsen extrapyramidal, psychotic and cognitive symptoms.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

59

Bases neurofisiológicas da dependência do tabaco/ Neurophysiological basis of tobacco dependence

Planeta, Cleopatra S.; Cruz, Fábio C.
2005-10-01

Resumo em português A maioria dos estudos pré-clínicos e clínicos aponta a nicotina como o principal agente responsável pelo desenvolvimento da dependência ao tabaco. Muitos trabalhos têm demonstrado que as bases neurais da dependência à nicotina são semelhantes àquelas das outras drogas de abuso. A nicotina induz preferência condicionada por lugar e auto-administração e, portanto, atua como reforçador positivo, esse efeito parece ser mediado pelo sistema dopaminérgico mesolí (mais) mbico. A nicotina também induz à sensibilização comportamental que é provavelmente resultante de alterações da expressão gênica do núcleo acumbens induzidas pela exposição prolongada a essa substância. A suspensão do uso de nicotina resulta em síndrome de abstinência. As evidências indicam que esses sinais e sintomas sejam mediados por receptores colinérgicos nicotínicos centrais e periféricos. Outros neurotransmissores, como por exemplo a serotonina e os peptídeos opióides, também podem estar envolvidos na mediação da dependência e síndrome de abstinência à nicotina. A revisão da literatura mostra a complexidade dos efeitos da nicotina no organismo. A integração entre as abordagens comportamental, neuroquímica e molecular possibilitará a compreensão dos mecanismos neurais da dependência ao tabaco e fornecerá as bases para o desenvolvimento racional de agentes terapêuticos que possam ser utilizados para o tratamento da dependência e síndrome de abstinência ao tabaco. Resumo em inglês It is generally accepted that nicotine is the major component in tobacco smoke responsible for addiction. Several studies have demonstrated that the neural mechanisms underlying nicotine addiction have much in common with those underlying the mechanisms of addiction to other drugs. Thus, it has been shown that nicotine induces conditioning place preference and self-administration across many species. Repeated treatment with nicotine also induces behavioral sensitization i (mais) n rodents. These behavioral effects of nicotine seem to mediate through the meso limbic dopamine system. Smoke cessation results in an abstinence syndrome that seems to be mediated by both peripheral and central nicotinic acetylcholine receptors. In addition, other neurotransmitters systems are involved in the mediation of nicotine addiction and withdrawal. The review of the literature evidences the complexity of the behavioral, neurochemical and molecular effects of nicotine. The integration of nicotine studies across all levels will lead to a better understanding of the neurobiological mechanisms underlying the addictive actions of nicotine. The understanding of such mechanisms is crucial to the development of pharmacological agents for the treatment of tobacco addiction and withdrawal.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

60

Aspectos clínicos e terapêuticos de prolactinomas em homens/ Clinical and therapeutic aspects of prolactinoma in men

Braucks, Gisele Rieffel; Naliato, Erika Cesar de Oliveira; Tabet, Ana Lúcia Osorio; Gadelha, Monica Roberto; Violante, Alice Helena Dutra
2003-12-01

Resumo em português Em homens, macroprolactinomas predominam em relação aos microprolactinomas e têm maior invasividade que nas mulheres. O tratamento clínico é a primeira opção tanto em macro como em microadenomas, independente do sexo. Comparamos apresentação clínica, níveis de prolactina, invasividade neurorradiológica e resposta da prolactinemia em 42 homens com prolactinomas, 23 com terapia clínica (grupo 1) e 19 que também utilizaram tratamento cirúrgico e/ou radioteráp (mais) ico (grupo 2). Os dados obtidos foram submetidos a análise estatística utilizando-se os testes de qui-quadrado ou exato de Fisher para comparações de proporções. Para comparar médias foi aplicado o teste t de Student ou, na ausência de distribuição normal ou com número pequeno de eventos, o não paramétrico de Mann-Whitney. O nível de significância adotado foi de 5% (p Resumo em inglês Macroprolactinomas predominate in males in comparison to microprolactinomas, with greater trend to invasiveness than in females. The clinical treatment has been the first option to prolactinomas, in both macro and microadenomas, irrespective the sex. We compared clinical presentation, prolactin levels, neuroradiologic invasiveness and prolactinemia response of 23 men with prolactinomas subjected to clinical therapy (group 1) with 19 who went also through surgical and/or r (mais) adiotherapic treatment (group 2). The statistical analysis was done by the tests of chi-square or exact of Fisher, in order to compare proportions, and by t of Student or Mann-Whitney, in order to compare means. The level of significance adopted was 5% (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

61

Apomorfina: uma alternativa no controle das flutuações motoras na doença de Parkinson/ Apomorphine: an alternative in the management of motor fluctuations of Parkinson's disease

Ferraz, Henrique B.; Azevedo-silva, Sônia M. C.; Borges, Vanderci; Rocha, Maria Sheila G.; Andrade, Luiz Augusto F.
1995-06-01

Resumo em português As flutuações motoras (FM) decorrentes do uso prolongado de levodopa são uma das principais complicações do tratamento da doença de Parkinson (DP). A utilização da apomorfina, um potente agonista de receptores dopaminérgicos, associada ao domperidone para bloquear seus efeitos eméticos, surge como uma alternativa para contornar as FM dos parkinsonianos. Para adquirirmos experiência inicial com essa droga, decidimos estudar a ação e os efeitos adversos da apom (mais) orfina em um grupo de quatro pacientes do nosso ambulatório com o diagnóstico de DP e com flutuaçãoes de rendimento da levodopa. A apomorfina foi administrada por via subcutânea, sendo obtido o estado "on" em todos os pacientes com doses entre 1,5 e 3 mg por aplicação. A latência para o início do efeito variou de 7 a 30 minutos e a duração da ação de 60 a 85 minutos. O estado "on" produzido com a apomorfina foi indistinguível do observado com a levodopa, inclusive com a ocorrência de discinesias. Não foram observados efeitos colaterais significativos. Nossa experiência inicial mostra que a apomorfina, em doses relativamente baixas, é uma alternativa eficaz para as FM da DP, com poucos efeitos colaterais. Resumo em inglês Levodopa-induced motor fluctuations (MF) is a disabling complication of Parkinson's disease (PD) and is usually refractory to conventional treatment. Apomorphine, a dopamine agonist with affinity for both Dl and D2 receptors, has been emerged as an useful alternative in the management of MF of PD. The frequency of nausea and vomiting prevented its use in the past, but the simultaneous administration of domperidone has proved to be able to control these side effects. Altho (mais) ugh apomorphine has been successfully used to control levodopa-induced MF in other countries, it has not been considered in the management of PD in Brazil. We report here our initial experience with subcutaneous injections of apomorphine combined to oral domperidone. We administered apomorphine in doses ranging from 1.5 to 3 mg in four PD patients with MF of our outpatient clinic. All the doses administered switched the "off state to a motor response qualitatively similar to what is seen in the "on" phase induced by levodopa, including the occurence of dyskinesia. The latency to turn "on" after apomorphine ranged from 7 to 30 minutes and the duration of the response ranged from 60 to 85 minutes. We observed yawning in all four patients, labial paresthesia in one patient and an inespecific unpleasent sensation in another patient. These side effects were not significant in our four patients. Our data show that the use of apomorphine adds a reliable and effective strategy in the management of MF of PD patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

62

Agentes dopaminérgicos e o tratamento da disfunção erétil/ Dopaminergic agents and erectile dysfunction treatment

Neves, Gilda; Rates, Stela M. K.; Fraga, Carlos A. M.; Barreiro, Eliezer J.
2004-12-01

Resumo em inglês The understanding of the scientific basis of the erectile function expanded rapidly the range of therapies for treating erectile dysfunction in recent years. This article reviews the role of dopamine on the erection mechanisms and its importance for new pro-erectile drug design. The ability of dopaminergic agents to elicit penile erection has been described since 1975 and successively confirmed by numerous studies. The development of apomorphine SL (dopaminergic non selec (mais) tive agonist) to enhance erectile function represents a new pharmacological approach to the management of erectile dysfunction using CNS drugs. The search for selective D4 dopaminergic agents is being explored by some research groups and pharmaceutical companies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)