Sample records for diamonds
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 6 shown.



1

Diamantes do médio rio Jequitinhonha, Minas Gerais: qualificação gemológica e análise granulométrica

Chaves, Mario Luiz de Sá C.; Chambel, Luís
2004-12-01

Resumo em português Os depósitos aluvionares da bacia do Rio Jequitinhonha, em Minas Gerais, constituíram a fonte da maior parte dos diamantes produzidos no Brasil desde 1714 até meados da década de 1980. Essa importância histórica e econômica motivou a apresentação dos dados quanto à granulometria e qualificação gemológica dos diamantes nas áreas de concessão das mineradoras Tejucana e Rio Novo. Em adição, a amostragem adquirida em 14 pontos ao longo do rio é instrumental (mais) para a composição de um banco de dados, tendo em vista a identificação da origem de populações de diamantes. No mega-lote estudado, constituído por 186.052 pedras (17.689 ct), merece ser destacada a grande proporção (82,2%) de diamantes gemológicos. Resumo em inglês The Jequitinhonha River basin alluvial deposits, in Minas Gerais, were the source of most of the Brazilian diamond production since 1714 until the last middle eighties. This historical and economical importance is in itself a reason to publish grain-size and gemological quality data concerning the diamonds of the Tejucana and Rio Novo mining companies concession areas. In addition, extensive sampling (186,052 stones or 17,689 ct) on 14 locations along the river can contri (mais) bute to create an important database to identify the origin of different diamond populations. Among other observations, the high proportion (82,2%) of gem diamonds should be stressed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Uma contribuição ao estudo da sinterização de estado sólido do diamante/ A contribution to the study of the diamond solid state sintering

Osipov, O.; Bobrovnitchii, G.; Filgueira, M.
2003-09-01

Resumo em português Os micropós de diamante de granulometria 40/28 mm foram sinterizados nas condições de alta pressão, de 6,0 a 8,0 GPa, e temperaturas de 1600 ºC a 1800 ºC. Com o objetivo da obtenção de policristais compactos de resistência mecânica determinada. Os experimentos foram realizados nos dispositivos de alta pressão do tipo bigorna com concavidade toroidal, em tempos variáveis de até 80 s. Foram obtidos compactos com diâmetro de 4,5 mm e altura de 5,0 mm. Foram det (mais) erminadas as dependências entre a densidade dos policristais e tempo de duração do processo de sinterização sob três temperaturas. Estudou-se a cinética de grafitização dos grãos dos compactos sob a ação das altas pressões e temperaturas. Foi concluído que além de mecanismos de consolidação já estabelecidos, atua também o mecanismo de cisalhamento parcial. Resumo em inglês Diamond micro-powders of 28/20 mm mean particle size were sintered under conditions of high pressure of 6.0 and 7.0 GPa at temperatures from 1600 to 1800 ºC during various sintering times until 80 s, aiming to obtain polycrystalline compacts with required strength. The experiments were carried out by using an anvil type high pressure device with toroidal concavity. It was obtained samples with 4.5 mm diameter and 5.0 mm height. It was plotted the polycrystalline diamonds (mais) density dependency as a function of the process duration under the above mentioned sintering conditions. Another objective was the study of the graphitization kinetics of diamonds under the action of the sintering parameters. It was concluded that over the established consolidation mechanisms, also acts the partial shear mechanism.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Modos de objectificação da dominação colonial : o caso do Museu do Dundo, 1940-1970

Porto, Nuno Manuel de Azevedo Andrade

O presente texto constitui uma análise etnográfica do Museu do Dundo, propriedade da Diamang – Companhia de Diamantes de Angola, durante as últimas décadas do Terceiro Império Português. O Museu do Dundo, desenvolvido a partir de 1936 pela empresa, constitui o objecto generativo de um inquérito à a...

DRIVER (Portuguese)

4

Placeres marinhos/ Marine placers

Silva, Cleverson G.
2000-01-01

Resumo em português Os principais placeres marinhos situam-se nas praias atuais, ou foram formados em decorrência dos eventos de oscilação do nível do mar que caracterizaram o período Quaternário, ora expondo grandes áreas da plataforma continental, ora afogando porções das planícies costeiras. Em razão destes eventos, os depósitos aluviais e coluviais, que contém importantes concentrações de minerais pesados, são afogados e permanecem preservados na plataforma continental, o (mais) nde são retrabalhados pelas correntes costeiras e ondas, promovendo a re-concentração dos minerais mais densos, como a ilmenita, zircão, cassiterita, ouro e diamantes. As principais atividades de mineração de placeres marinhos concentram-se hoje na plataforma continental da Namíbia e África do Sul, onde se extrai o diamante e no sudeste da Ásia, onde é explotada a cassiterita. Importantes extrações dos minerais ilmenita, zircão, rutilo e monazita, ocorrem na Austrália, Sri Lanka, Índia e também no Brasil, no litoral norte do Rio de Janeiro. Atividades importantes de extração de ouro ocorreram nas praias e plataforma continental do Alaska, encerrando-se na década de 90. A tecnologia envolvida na exploração de recursos minerais marinhos chega a ser altamente sofisticada, como observa-se na Namíbia e África do Sul, onde são empregados volumosos navios, com sondas rotativas especialmente desenvolvidas, robôs e tratores submarinos com possantes bombas de sucção, remotamente controlados, para extração do substrato cascalhoso onde ocorrem os diamantes, em lâminas d'água que atualmente já atingem 200 m de profundidade. O impacto ambiental decorrente das atividades de dragagem para explotação dos placeres marinhos é substancial na área de operação e deve ser constantemente monitorado e controlado por legislação eficaz e por órgãos ambientais e de fiscalização eficientes. Neste trabalho, apresentamos uma revisão dos principais conceitos sobre a gênese dos placeres marinhos, sobre as principais áreas de ocorrência e técnicas exploratórias mundiais e no Brasil e sobre os impactos ambientais decorrentes de sua extração. Resumo em inglês Marine placers are located on present beaches or are related to the Quaternary sea level oscillatory events, which exposed large areas of the continental shelf or covered portions of the coastal plains. The transgressive sea level events drowned alluvial and colluvial deposits including important heavy minerals concentrations further reworked by current and wave action. This mechanism promoted the re-concentration of the denser minerals such as ilmenite, zircon, tin, gold (mais) and diamonds. The main exploration activities of marine placers are located on Namibian and South African continental shelves, for diamonds, and on the Southeast Asia, for tin. Important extraction of ilmenite, zircon, rutile and monazite sands occurs in Australia, Sri Lanka and India, as well as on the northern Rio de Janeiro State, Brazil. Gold extraction on beaches and on the continental shelf offshore Alaska ceased during the nineties. The technology involved on the exploitation of marine minerals can be highly sophisticated, as observed in Namibia and South Africa, employing massive ships, with specially designed rotation drills, submarine robots and track-mounted vehicles, equipped with powerful suction pumps, remotely controlled. These equipment are used to extract the gravel substrate containing the diamonds in water depths approaching 200 m. The associated environmental impact in dredged areas is substantial and must be constantly monitored and controlled by an efficient legislation and by the local environmental agencies and controlling organisms. This paper presents a review of the current knowledge about the origin of the marine placers, the main world's and Brazilian occurrences and exploration techniques and the principal environmental impacts associated with its exploitation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Kimberlito Canastra-1 (São Roque de Minas, MG): geologia, mineralogia e reservas diamantíferas/ The Canastra-1 kimberlite (Sao Roque de Minas town, MG): geology, mineralogy and diamond reserves

Chaves, Mario Luiz de Sá C.; Brandão, Paulo Roberto Gomes; Girodo, Antonio Carlos; Benitez, Leila
2008-09-01

Resumo em português A pesquisa de fontes diamantíferas primárias no Brasil iniciou-se na década de 1960, culminando com a descoberta da mineralização no kimberlito Canastra-1, que representa a primeira fonte primária com teores economicamente viáveis do país. O kimberlito aflora na região da Serra da Canastra, nas cabeceiras do rio São Francisco. A intrusão é constituída de dois blows alinhados segundo NW-SE, o trend estrutural da região definido em metassedimentos do Grupo Can (mais) astra. O blow menor (NW), quase circular e com ±0,8 ha de área, possui teores desprezíveis em diamantes. O outro (SE), com quase 1 ha, é mineralizado a um teor médio de 12-18 ct/100 t de rocha. Variações significativas também são verificadas em relação às fácies petrográficas do kimberlito, homogênea no blow NW, enquanto a SE é heterogênea, ocorrendo a mistura de várias fácies. A curta distância entre os blows ( Resumo em inglês The research on the primary diamond sources in Brazil started in the 1960 years and had its highest achievement with the discovery of the mineralized Canastra-1 kimberlite which is the first Brazilian primary deposit having economic contents. This pipe surfaces in the Serra da Canastra (Canastra Range) near the sources of the São Francisco River. The intrusion is made up of two blows lined along NE-SE, which is the region's structural trend defined in the metasedimentary (mais) rocks of the Canastra Group. The smaller blow is nearly circular with an area of approximately 0.8 ha and has only negligible diamond content. The SE blow has almost 1.0 ha and is mineralized with an average content of 12 to 18 ct/100 tonnes of rock. There are also significant differences in the petrographic facies of the two bodies, which is homogeneous in the NW blow while the SE blow is heterogeneous, with the occurrence of a mixture of several facies. The short distance between the blows justifies the assumption that they join in depth, therefore being apophyses of the same intrusion. The mineral chemistry of the indicators showed a strong resemblance with some diamondiferous African kimberlites. Data from experimental mining indicated an excellent quality for this kimberlite's diamonds, with US$180-200/ct estimated average value.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

The land of gold, diamonds and ivory : being a comprehensive handbook and guide to the colonies, states and republics of South and East Africa

Ingram, J. Forsyth (Jospeh Forsyth), b. 1858

At head of cover title: Union Steam Ship Company, Limited. 3rd ed. Short account of the discovery and colonisation of the Cape Colony by the Portuguese, Dutch and English -- Cape Colony of today -- Physical geography, geology and minerals of the Cape Colony -- Griqualand West and the diamond fields --...

DRIVER (Portuguese)