Sample records for deoxyribonucleic acid
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 5 shown.



1

Os radicais livres de oxigênio e as doenças pulmonares/ Oxygen free radicals and pulmonary disease

Andrade Júnior, Dahir Ramos de; Souza, Rodrigo Becco de; Santos, Sânia Alves dos; Andrade, Dahir Ramos de
2005-02-01

Resumo em português Os radicais livres de oxigênio são moléculas que apresentam elétrons não pareados em sua órbita externa, capazes de transformar outras moléculas com as quais se encontram, como proteínas, carbohidratos, lípides e o ácido desoxirribonucleico. Essas moléculas são geradas em situações clínicas onde microambientes de hipóxia são seguidos por microambientes de reoxigenação. Nesse grupo estão o choque hemodinâmico, a septicemia, a resposta inflamatória sis (mais) têmica, as hepatites fulminantes, o transplante de órgãos, e a insuficiência respiratória, entre outras condições. Neste trabalho discutimos os principais conceitos sobre os radicais livres de oxigênio: os principais tipos, sua formação e a forma como atuam sobre todas as estruturas celulares provocando lesão tecidual significativa. Os principais sistemas de defesa antioxidante existentes para combater o estresse oxidativo são comentados, com destaque para a glutationa, superóxido dismutase, catalase, glutationa peroxidase e N-acetilcisteína. A influência dos radicais livres de oxigênio sobre as principais doenças pulmonares também é discutida, com ênfase nos produtos do cigarro, doença pulmonar obstrutiva crônica, asma, apnéia obstrutiva do sono e síndrome do desconforto respiratório agudo. Resumo em inglês Oxygen free radicals are molecules that present unpaired electrons in their outer orbit and can transform other molecules such as proteins, carbohydrates, lipids and deoxyribonucleic acid. Oxygen free radicals are produced in various clinical conditions in which hypoxic microenvironments are generated and reoxygenation follows. Such situations include clinical shock, septicemia, systemic inflammatory response, fulminant hepatitis, organ transplant and respiratory failure. (mais) In this review, we discuss the main concepts related to oxygen free radicals: the principal types and their formation, as well as the way in which they affect cellular structures and cause significant tissue damage. We present also the main antioxidants that guard against oxidative stress, including glutathione, glutathione peroxidase, superoxide dismutase, catalase, and N-acetylcysteine. The influence of oxygen free radicals on the principal pulmonary diseases are also discussed, with special emphasis given to oxygen free radicals in cigarette smoke, chronic obstructive pulmonary disease, asthma, sleep apnea syndrome and acute respiratory distress syndrome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Diagnóstico de HPV anal em mulheres com NIC: prevenção de câncer do ânus?/ Anal HPV diagnosis in women with NIC: anal cancer prevention?

Capobiango, Alice; Silva Filho, Agnaldo Lopes da; Tarcizo Afonso, Nunes
2009-12-01

Resumo em português Os objetivos deste estudo foram avaliar a frequência de HPV anal em pacientes com neoplasia intraepitelial cervical (NIC), verificar a concordância entre os subtipos encontrados nos dois locais e investigar os fatores que influenciaram a ocorrência de HPV anal em mulheres com NIC sem evidências clínicas de imunodepressão. Foram avaliadas 52 mulheres com idades entre 16 e 72 anos e diagnóstico de neoplasia intraepitelial cervical graus I, II e III. A identificação (mais) do DNA (ácido desoxirribonucleico) do HPV e de sete subtipos dos vírus foi realizada por meio da reação em cadeia da polimerase (PCR) em material colhido no ânus e colo uterino. Foram pesquisados fatores que poderiam contribuir para a infecção anal, como paridade, número de parceiros, tabagismo, manipulação e coito anal e o tipo de doença ginecológica. Das 52 mulheres, foi diagnosticado HPV na região anal em 25 (48%), das quais 23 (44%) também apresentavam HPV no colo uterino - resultado significativo para existência do HPV em portadoras de NIC. Em 16 (31%) o HPV foi diagnosticado somente no colo uterino e em 11 (21%) não foi identificado em colo ou ânus. Houve associação significativa nas variáveis paridade (p=0,02) e número de parceiros (p=0,04). Concluiu-se que: as mulheres com HPV genital têm mais probabilidade de serem acometidas por HPV anal; não há concordância unânime entre os subtipos do HPV do colo do útero e do ânus e a paridade e o número de parceiros contribuem para aumentar a incidência de HPV anal nas mulheres sem imunodeficiência e com HPV cervical. Resumo em inglês This study aims were to assess the frequency of HPV anal infection in patients with cervical intra-epithelial neoplasia (CIN), to find out the relation between the found subtypes, when present in both regions, and investigate factors that influenced the occurrence of anal HPV in women with CIN. Fifty two women with age between 16 and 72 years and cervical intra-epithelial neoplasia (CIN) diagnosis, grades I, II and III were studied. Material from anus and uterine cervix w (mais) ere obtained to identify the virus deoxyribonucleic acid (DNA) and seven virus subtypes through polymerase chain reaction (PCR). Factors that could contribute to anal infection like number of children, number of sexual partners, smoking practice, anal manipulation and intercourse, and grade of gynecologic disease were investigate. From the fifty two women, anal HPV diagnoses happened in 25 (48%), and 23 (44%) of them had HPV in uterine cervix as well; this result was significant to the presence of anal HPV in patients with CIN. In 16 (31%) the HPV diagnosis occurred only in uterine cervix and in 11 (21%) no HPV was detected in anus and uterine cervix. In conclusion, women with cervical intra-epihelial neoplasia have more probability to be infected with anal HPV; there is no unanimous concordance among HPV sub-types in uterine cervix and anus and the number of children and sexual partners contribute to increase the anal infection incidence in women without immuno-deficiency, with cervical HPV infection.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Etude préliminaire de l'acide désoxyribonucléique (ADN) d'huîtres du littoral atlantique français Preliminary study of the deoxyribonucleic acid (ADN) of oysters of the French Atlantic shoreline

Gras Marie-paule

The mortality that decimated Portuguese oysters, C. angulata, in 1970-1971, up to 80% in most sectors, required the introduction of C. gigas oysters resistant to disease and whose reproduction proved itself to be excellent (GRAS and assoc. 1971). Artificial beds of Pacific oysters were created. None...

DRIVER (Portuguese)

4

Caracterização do gene do estresse suíno/ Characterization of the swine stress gene

Bastos, Reginaldo Gaspar; Deschamps, João Carlos; Dellagostin, Odir Antônio
1998-06-01

Resumo em português O gene do estresse suíno foi caracterizado em 59 animais das raças Landrace, Large White, Duroc e cruzas destas raças com a Pietran, através da análise do ácido desoxirribonucléico (DNA) amplificado por reação em cadeia da polimerase (PCR) e clivado com endonuclease de restrição. Como fonte de DNA foi utilizado sangue, sêmen e folículo piloso, sendo que, este último revelou-se um modo rápido e não-invasivo de obtenção de amostra que viabiliza a execuçã (mais) o da técnica a qualquer animal dentro do sistema de produção. A freqüência genotípica foi de 0,73 para NN, 0,26 para Nn e 0,01 para nn. Resumo em inglês The porcine stress gene was characterized from 59 animals (Landrace, Large White, Duroc and Pietran) through analysis of deoxyribonucleic acid (DNA) amplified by polymerase chain reaction (PCR) and digested with a restriction endonuclease. Blood, semen and plucked hair were used as source of DNA. The use of plucked hair is fast and non-invasive method that can be used for any animal within the production system. The genotype frequency was 0.73 to NN, 0.26 to Nn and 0.01 to nn.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Caracterização do dna ribossômico do isolado de Scleroderma UFSMSc1 de Eucalyptus grandis W. Hill ex-maiden/ Ribosomal dna characterization of Scleroderma UFSMSc1 of Eucalyptus grandis W. Hill ex-maiden

Lupatini, Manoeli; Mello, Andrea Hentz de; Antoniolli, Zaida Inês
2008-12-01

Resumo em português O ácido desoxiribunocléico ribossomal (rDNA) é utilizado como uma ferramenta importante para caracterizar o polimorfismo entre os fungos. Existem muitas cópias de rDNA as quais são arranjadas por espaços não codificados. Essas cópias são altamente conservadas entre espécies de fungos. O objetivo deste trabalho foi estudar a região do Espaço Interno Transcrito (ITS) e analisar as diferenças no polimorfismo da seqüência dessa região no fungo Scleroderma UFSM (mais) Sc1 com seqüências dos isolados de Scleroderma e Pisolithus do banco de dados GenBank. O DNA do isolado de Scleroderma UFSMSc1 foi extraído por meio da solução de extração à base de CTAB. A partir do DNA, foram feitas reações de PCR com os oligonucleotídeos iniciadores universais ITS1 e ITS4, cujo produto amplificado foi purificado e seqüenciado. A região do ITS do fungo mostrou uma banda simples de aproximadamente 650 pares de base. Na análise da seqüência dessa região em comparação com algumas depositadas no GenBank, observou-se a formação de agrupamento com espécies de Scleroderma. Os resultados mostraram que essa técnica favorece a identificação de espécies de Scleroderma, visto que tais fungos são difíceis de ser identificados apenas por seus caracteres morfológicos. Resumo em inglês The ribossomal deoxyribonucleic acid (rDNA) represents an important tool in the characterization of fungi polymorphism. There are many copies of rDNA arranged in non encoded spaces. These copies are highly preserved in fungus species. The purpose of this study was to investigate the Internal Transcribed Spacer (ITS) region and to analyze the differences in the sequence polymorphism of the ITS region in the fungus Scleroderma UFSMSc1 with sequences of Scleroderma and Pisol (mais) ithus isolates from the GenBank database. The DNA of the Scleroderma UFSMSc1 isolate was extracted with CTAB solution. PCR reactions were carried out with the universal primers ITS1 and ITS4. The amplified products were purified and sequenced. A simple band with a fragment of approximately 650 base pairs was observed in the ITS region of the fungus. The formation of grouping with Scleroderma species was observed in the sequence analysis of this region in comparison with entries of the GenBank database. The results confirmed this technique for Scleroderma species identification, since these fungi are not easily identified by morphological characters.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)