Sample records for defrosting
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 3 shown.



1

Crescimento microbiano em produtos à base de peito de frango durante simulação da cadeia de abastecimento/ Microbial growth in chicken breast products during supply chain simulation

Galarz, Liane Aldrighi; Fonseca, Gustavo Graciano; Prentice-Hernández, Carlos
2010-12-01

Resumo em português A presença de microrganismos em produtos alimentícios durante produção, armazenamento, transporte e embalagem é inevitável. Sendo assim, conhecer o comportamento do crescimento microbiano é muito importante para a segurança alimentar e estimativa da vida útil. Neste trabalho foi simulada a cadeia de abastecimento de peitos de frangos cru, salgado e cozido durante 20 dias a -18 ± 0,5 ºC (simulação da expedição industrial no Brasil e transporte por navio até (mais) a Europa) e, após o descongelamento, 21 dias a 4 ± 0,5 ºC (simulação da vida útil em supermercado). Os produtos foram analisados quanto a Pseudomonas spp., Salmonella spp., Listeria monocytogenes, Staphylococcus spp. e microrganismos viáveis totais (mesófilos e psicrotróficos). As análises de contagem em placas foram seguidas por testes bioquímicos clássicos para a confirmação de colônias típicas. Em nenhuma das amostras foi detectada a presença de Salmonella spp. ou de Listeria monocytogenes. Em termos de contagem de colônias viáveis totais, durante os primeiros 20 dias (a -18 ºC) a presença de microrganismos se manteve estável em baixos níveis de detecção. Depois do descongelamento, curvas de crescimento microbiano foram observadas. De acordo com os parâmetros microbiológicos de segurança, tempos entre 9 e 11 dias a 4 ºC mostraram-se como os limites para garantir a qualidade destes produtos Resumo em inglês The presence of the microbial organisms in food products during the production, storage, transport, and packaging is unavoidable. Therefore, the knowledge of the microbial growth behavior is very important for the food safety and shelf life assessment. In this work, a chicken supply chain was simulated for raw, salted, and cooked chicken breasts for 20 days at -18 ± 0.5 ºC (simulation of industry expedition in Brazil and transport by ship to Europe) and for defrosted ch (mais) icken breasts for 21 days at 4 ± 0.5 ºC (simulation of the shelf life in supermarket). The products were analyzed for Pseudomonas spp., Salmonella spp., Lysteria monocytogenes, Staphylococcus spp. and total viable counts (mesophilic and psicrotrophic microorganisms). The counting plate analyses were followed by classical biochemical tests for typical colonies confirmation. None of the samples was positive for Salmonella spp. and Lysteria monocytogenes. In terms of total viable colonies counting, during the first 20 days (-18 ºC), the presence of microorganisms was kept stable at low levels of detection. After defrosting, microbial growth curves were observed. According to the safety parameters, 9 to 11 days at 4 ºC proved the best time limit to guarantee the quality of those products

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Efeito do genótipo halotano e de diferentes sistemas de produção na qualidade da carne suína/ Effect of the halothane genes and rearing systems on meat quality of pork

Bridi, Ana Maria; Rübensam, Jane Maria; Nicolaiewsky, Sergio; Lopes, Rui Fernando Felix; Lobato, José Fernando Piva
2003-12-01

Resumo em português Verificou-se o efeito dos genótipos halotano homozigoto dominante e heterozigoto e dos sistemas de criação confinado sobre piso de cimento, confinado sobre cama de maravalha e ao ar livre sobre a qualidade da carne suína. Foram utilizados 96 suínos machos castrados selecionados através do exame de DNA genômico, utilizando-se a técnica de reação em cadeia de polimerase (PCR) para amplificar a região do receptor rianodina. A região amplificada foi clivada pela t (mais) écnica polimorfismo do comprimento dos fragmentos de restrição (RFLP). Mediu-se o pH nos músculos Longissimus dorsi e Semimembranosus aos quarenta e cinco minutos e vinte e quatro horas após o abate. A capacidade de retenção de água foi avaliada em amostras do músculo Longissimus dorsi através das técnicas de perda de líquido por gotejamento, de cocção e de descongelamento. Escores para a cor e o grau de marmorização da carne foram atribuídos com auxílio de padrões fotográficos. A maciez da carne foi medida pela força de cisalhamento em equipamento Warner-Bratzler Shear. Suínos com gene halotano heterozigotos apresentaram valores inferiores de pH, menor capacidade de retenção de água e uma freqüência de carcaças com carne PSE três vezes maior. O sistema de criação não afetou os valores de pH inicial e final ou a capacidade de retenção de água da carne suína. A maior incidência de carne PSE foi observada nas carcaças dos suínos criados em sistema confinado sobre piso de concreto. Não houve efeito significativo da interação genótipo halotano e sistema de criação para as características avaliadas. Resumo em inglês The effect of halothane genotypes (heterozygous and dominant homozygous) and intensive rearing systems (indoor, wood shavings bedding and outdoor) on pork quality were determinated. Ninety six castrated male pigs were used for the trial. Identification of the halothane genotype was determined in blood samples using the DNA-test, based on the polymerase chain reaction (PCR) amplification of the critical region of the ryanodine receptor and subsequent restricion of the ampl (mais) ifield fragment by the restriction fragment lengh polymorfism (RFLP) technique. The pH at 45 minutes and 24 hours after slaughter was measured on the Longissimus dorsi and Semimembranosus muscles. At the laboratory, the Longissimus dorsi muscle was used for the evaluation of the color, marbling, drip loss, defrosting loss and cooking loss and shear force. The muscle of heterozygous pigs for the halothane gene had lower pH and higher drip loss and the incidence of the PSE condition in this genotype was three times higher. The rearing system did not affect the initial and ultimate pH or water holding capacity. Indoor reared pigs had greater frequency of PSE carcass. The interaction between halothane genotypes and rearing systems had no significant effect on any trait studied.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Pele de Rana Catesbeiana como curativo biológico oclusivo no tratamento de feridas cutâneas produzidas em cães: Alterações macroscópicas e microscópicas resultantes da interação desses tecidos. Estudo preliminar

Falcão, Suyiene Cordeiro; Lopes, Silvia Limongi; Coelho, Antônio Roberto de Barros; Almeida, Edvaldo Lopes de
2002-05-01

Resumo em português Objetivo: Investigar o efeito da pele de rã como curativo oclusivo em feridas cutâneas. Métodos: Quinze cães mestiços, de ambos os sexos, pesando 9,45 ± 2,62kg, sob anestesia geral, foram submetidos a 34 lesões cutâneas quadradas, com 400mm² de área, localizadas nas regiões toracodorsal direita e esquerda. Nas 17 lesões da região toracodorsal direita, após descongelamento, peles de Rana catesbeiana preservadas em solução de NaCl e glicerol sob temperatura (mais) de --4ºC foram empregadas como curativo oclusivo (Grupo Teste). As 17 lesões da região toracodorsal esquerda foram tratadas com gaze umedecida em solução de NaCl a 0,9% (Grupo Controle). As freqüências de feridas cicatrizadas (FC) e não cicatrizadas (FNC) e a incidência de destruição de peles de rã foram analisadas. Cinco séries de amostras de peles de rã foram examinadas histologicamente até o aparecimento de destruição. Características histológicas do processo inflamatório das feridas foram avaliadas através dos percentuais de intensidade de Polimorfonucleares (PPMN), Mononucleares (PM) e Infiltrado Linforreticular (PIL). O testes t de Student bicaudal e qui-quadrado (chi²) foram aplicados quando indicados. Resultados: 1) Não houve diferenças significativas nas freqüências de FC e FNC entre os Grupos estudados; 2) Houve incidência de destruição de peles de 31,00%, limitada à área de contato com a ferida; tendência para aumento da incidência de destruição durante o período de estudo foi sugerida; 3) As alterações histológicas das peles de rã, caracterizadas por infiltrado constituído sobretudo por mononucleares, bem como por destruição das camadas de Malpighi e subjacentes, foram observadas na área de contato com a ferida canina; 4) Os valores do PPMN não foram estatisticamente diferentes entre os grupos. Prevalência do PM e exclusividade do PIL no Grupo Teste foram verificadas. Conclusão: A pele de rã não é efetiva no tratamento de feridas caninas e a rejeição foi sugerida como um fator causal. Resumo em inglês Objective: To study the effect of frog skin as occlusive dressing on cutaneous wounds. Methods: Fifteen mongrel dogs, of both sexes, weighing 9.45 ± 2.62 kg, under general anesthesia, were submitted to 34 square shaped skin lesions, with 400 mm² of area, on both right and left thoracodorsal surfaces. After defrosting, Rana catesbeiana skins preserved in a ClNa and glycerol solution at --4ºC were used as biological occlusive dressing on 17 lesion located in the right th (mais) oracodorsal region (Test Group). The 17 lesions on the left thoracodorsal side were treated with gauze moistened in a 0.9% ClNa solution (Control Group). The frequency of healed (HW) and non-healed wounds (NHW), and the incidence of frog skin destruction, were analyzed. Five sequences of frog skin samples were histologically examined till tissue destruction started to appear. Inflammatory histological findings were evaluated by percentage of intensity of Polymorphonuclear cells (PPMNC), Mononuclear cells (PMC), and lymphoreticular infiltration (PLI). Two tailed Student's t test and chi square test (chi²) were used as indicated. Results: 1) There was no significant difference in HW and NHW between Groups; 2) There was a 31.00% incidence of frog skin destruction limited to the surface in contact with dog wounds. An increased tendency of destruction was perceived during the studied period; 3) Histological changes of frog skin, characterized by tissue infiltration mainly from mononuclear cells, and by destruction of Malpighi and subjacent layers, were observed at the surface, limited to the wound contact area; 4) PPMNC values attained were not statistically different between groups. In the Test Group PM prevailed and PLI was exclusively seen. Conclusion: Frog skin is ineffective in treatment of canine cutaneous wounds and rejection was suggested as a causative factor.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)