Sample records for deferoxamine
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 5 shown.



2

ASPECTO FUNCIONAL DO REMANESCENTE HEPÁTICO EM CONDIÇÕES DE ISQUEMIA E REPERFUSÃO APÓS HEPATECTOMIA PARCIAL/ FUNCTIONAL ASPECTS OF HEPATIC REMMANESCENT AFTER PARCIAL HEPATECTOMY IN ISCHEMIA AND REPERFUSION CONDICTION

Brisotti, J. L.; Centurion, S.; Lima, A. A. L. de A.; Pacheco, E. G.; Sankanrankutty, A. K.; Mente, E. D.; Oliveira, G. R. de; Silva Jr., O. de C.
2001-01-01

Resumo em português O efeito da hipotermia, precondicionamento isquêmico e drogas protetoras das lesões de isquemia e reperfusão têm sido amplamente estudado. O objetivo do presente estudo é avaliar os efeitos da deferoxamina na isquemia e reperfusão sobre o fígado remanescente após ressecção hepática parcial a 70%, avaliando-se a função mitocondrial hepática. Estudou-se 34 ratos divididos em grupos: Grupo HP (n = 8) - submetidos a hepatectomia parcial (HP) a 70%; Grupo HPD (n (mais) = 4) - submetidos a administração de deferoxamina (40 mg/kg) e HP a 70%; Grupo HPI (n = 7) - hepatectomizados (HP a 70%) e submetidos a isquemia (40 minutos); Grupo HPID (n = 7) - semelhante ao anterior, porém recebendo previamente deferoxamina; Grupo C (n = 8) - controle, submetido a operação simulada para HP a 70%. A análise estatística entre os diversos grupos foi feita pelos testes de Kruskal - Wallis e de Mann - Whitney, com nível de significância de 5%. Dessa maneira, o estado III foi semelhante em todos os procedimentos; o estado IV: C Resumo em inglês Hepatic ischemics and the effect of the hypothermia, ischemia and protecting drugs of the ischemic lesions and reperfusion have been studied. The use of several types of drugs that reduce the deleterious effects of the binomial ischemia-reperfusion, have been turning focus of several experimental studies seeking possible clinical applications. The objective of the present study is partially to evaluate the effects of the deferoxamine on ischemia and reperfusion on the rem (mais) aining liver after parenchyma ressection of 70%, being evaluated by mitochondrial function Mice was divided in groups: Group HP (n = 8)-submitted the partial hepatectomy (HP) to 70%; Group HPD (n = 4)-submitted the deferoxamine administration (40 mg/kg) and HP to 70%; Group HPI (n = 7)-hepatectomizeted (HP to 70%) and submitted by ischemia (40 minutes); Group HPID (n = 7)-similar to the previous, however previously receiving deferoxamine; Group C (n = 8)- controls, submitted to the simulate operation for HP to 70%. The statistical analysis among the several groups was made by the tests of Kruskal - Wallis and of Mann - Whitney, with level of significância of 5%. Of that it sorts things out, the state III was similar in all the procedures; the state IV: C

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Tratamento de suporte e quelação de ferro em pacientes com síndromes mielodisplásicas/ Supportive care, tranfusion and chelation therapy for patients with myelodysplastic syndromes

Souto, Elizabeth X.
2006-09-01

Resumo em português As síndromes mielodisplásicas (SMD) são um grupo heterogêneo de distúrbios hematológicos que ocorrem mais freqüentemente em pacientes idosos e que cursa, na maioria dos casos, com anemia crônica dependente de transfusão de hemoderivados. Conseqüentemente, muitos destes pacientes passam a apresentar sobrecarga de ferro, que pode levar a danos teciduais graves. Ambas as terapias, transfusional e de quelação de ferro, quando indicadas, são importantes para mante (mais) r a sobrevida e a qualidade de vida destes pacientes. A terapia de quelação de ferro está indicada especialmente nos subtipos de SMD com melhor prognóstico e sobrevida longa o suficiente para o desenvolvimento de sobrecarga de ferro com relevância clínica. A terapia de quelação de ferro apresenta algumas limitações relacionadas à necessidade de longo tempo de infusão da deferoxamina, da dificuldade de adesão pelo paciente, bem como da aquisição da bomba de infusão. O uso da deferiprona, que é um quelante oral de ferro, está contra-indicado neste grupo de pacientes, pelo risco de neutropenia e agranulocitose. O deferasirox é um novo quelante oral de ferro em estudo e que poderá, no futuro, ser uma opção adequada para os pacientes com SMD e sobrecarga de ferro. Novos estudos em pacientes com síndromes mielodisplásicas são necessários para melhor estabelecer critérios de diagnóstico da sobrecarga de ferro, bem com da terapia de quelação neste grupo. Resumo em inglês Myelodysplastic syndromes (MDSs) are a heterogeneous group of hematological disorders which are more common in the elderly and related to chronic anemia dependent on blood transfusions. Consequently, many of these patients develop iron overload which may lead to severe injury to tissues. Transfusions and chelation therapy, when indicated, are important for survival and to maintain the quality of life. Chelation therapy is indicated especially for MDS subtypes with a bette (mais) r prognosis and a sufficiently long survival to develop clinically relevant iron overload. Chelation therapy presents with some limitations in particular the long time required for deferoxamine infusion and the difficulties of patients to comply with treatment and to acquire an infusion pump. The clinical use of deferiprone, an oral chelator, is not indicated for MDS patients because of the risk of neutropenia and agranulocytosis. Deferasirox is a new oral chelator currently under clinical development that will probably be, in the future, an adequate option for MDS patients with iron overload. Additional studies in MDS patients are necessary to establish better diagnostic and chelation therapy criteria.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Sobrecarga e quelação de ferro na anemia falciforme/ Iron overload and iron chelation in sickle cell disease

Cançado, Rodolfo D.
2007-09-01

Resumo em português Pacientes cronicamente transfundidos desenvolvem sobrecarga de ferro que ocasiona lesão orgânica e morte. Nos últimos trinta anos, pacientes com sobrecarga de ferro transfusional dependem de infusões noturnas de desferroxamina para quelação de ferro. Apesar da dramática melhora da expectativa de vida na era da desferroxamina para pacientes com anemias dependentes de transfusão, 50% dos pacientes com talassemia maior morrem antes dos 30 anos de idade, predominantem (mais) ente devido à insuficiência cardíaca induzida pelo ferro. A difícil natureza desse tratamento com infusão subcutânea prolongada por meio de aparelho infusor portátil motivou o desenvolvimento de formas alternativas de tratamento que facilitasse a aderência do paciente. Estratégias para reduzir a sobrecarga de ferro e suas conseqüências, através da melhora dos regimes de quelação, foram as prioridades mais importantes nos últimos anos. Nesta revisão, descrevemos os avanços mais importantes da terapia quelante de ferro. Em particular, analisamos os dois quelantes de ferro ativos por via oral: deferiprona e o novo quelante de ferro oral deferasirox. Resumo em inglês Patients who are chronically dependent on transfusions will develop iron overload that leads to organ damage and eventually to death. For nearly 30 years, patients with transfusional iron overload have been subject to overnight deferoxamine infusions for iron chelation. Despite dramatic gains in terms of life expectancy in the deferoxamine era for patients with transfusion-dependent anemias, 50% of patients with thalassemia major die before the age of 35 years, predominan (mais) tly due to iron-induced heart failure. The very demanding nature of this treatment with prolonged subcutaneous infusion via portable pump infusions has been the motivation for attempts to develop alternative forms of treatment that would facilitate the patients' compliance. Strategies to reduce iron overload and its consequences by improving chelation regimens have been of the highest priority in the last years.In this review, the most important advances in iron-chelating therapy are described, particularly the analysis of the two orally active iron chelators: deferiprone and the novel oral chelator deferasirox.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Choque refratário e óbito após intoxicação por sulfato ferroso/ Refractory shock and death by iron poisoning

Berber, Marith Graciano; Araújo, Lívia Meirelles de; Oliveira, Cláudio Flauzino; Troster, Eduardo Juan; Vaz, Flávio Adolfo C.
2007-12-01

Resumo em português OBJETIVO: Descrever um caso de intoxicação por ferro em uma criança após ingestão acidental de sulfato ferroso. DESCRIÇÃO DO CASO: Lactente de 11 meses de idade admitida após ingestão acidental de sulfato ferroso (dose desconhecida); apresentava diarréia, desidratação grave e torpor. Inicialmente, foram adotadas medidas para estabilização hemodinâmica, suporte ventilatório e terapia vasopressora. A dosagem de ferro sérico era de 259μmol/L, sendo inic (mais) iado desferoxamina. Apesar do tratamento, manteve quadro de instabilidade hemodinâmica, sem melhora após associação de adrenalina. Evoluiu para óbito 50 horas após admissão no hospital por choque refratário. COMENTÁRIOS: O sulfato ferroso é uma medicação amplamente utilizada em nosso meio e de fácil acesso às crianças nos domicílios. No caso descrito, apesar do diagnóstico precoce e dos cuidados prestados prontamente, não foi possível evitar grave evolução para choque refratário e óbito. Portanto, é importante prevenir a intoxicação e conhecer a evolução de uma intoxicação por ferro, uma vez que o tratamento nem sempre evita a má evolução. Resumo em inglês OBJECTIVE: To present a case of a child with iron intoxication due to an accidental ingestion of ferrous sulfate. CASE DESCRIPTION: An eleven-month-old child was admitted to the hospital after an accidental ingestion of ferrous sulfate, presenting diarrhea, severe dehydration and drowsiness. Initially, therapies for hemodynamic stabilization, ventilatory support and vasopressor drugs were adopted. Laboratory test revealed high serum iron level (259μmol/L) and deferox (mais) amine administration was started. Despite treatment, the child persisted with hemodynamic instability, without improvement after epinephrine infusion and died 50 hours after admission, due to refractory shock. COMMENTS: The ferrous sulfate is widely used and easily accessible for children in their homes. In this case report, despite prompt diagnosis and early institution of adequate treatment, it was not possible to avoid the development of refractory shock and death. Therefore, it is important to avoid intoxication as well as to improve medical knowledge about the pathophysiology of iron intoxication, acknowledging that treatment not always avoids a poor outcome.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)