Sample records for cortisone
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 9 shown.



1

Dosagem de cortisol e cortisona livres urinários empregando cromatografia líquida associada a espectrometria de massa em tandem (LC-MS/MS)/ Measurement of free urinary cortisol and cortisone using liquid chromatography associated with tandem mass spectrometry method

Vieira, José Gilberto H.; Nakamura, Odete H.; Carvalho, Valdemir M.
2005-04-01

Resumo em português A dosagem de cortisol livre na urina (CLU) é um método útil na triagem de pacientes suspeitos de síndrome de Cushing. Os imunoensaios atuais apresentam limitações que dificultam sua aplicação e a comparação de resultados por diferentes ensaios. No presente método para dosagem de cortisol e cortisona livres urinários, baseado em cromatografia líquida com detecção por espectrômetro de massa em tandem (LC-MS/MS), uma alíquota de urina 24h (200µL) é mistura (mais) da com solução contendo quantidade conhecida de cortisol deuterado e extraída on-line em fase sólida (C18). O eluato é transferido para uma segunda coluna C18 (Phenomenex Luna, 3µ, de 50 x 2mm), e o eluato obtido em modo isocrático é aplicado diretamente no MS/MS modelo Quattro Micro, operando no modo positivo de ionização química a pressão atmosférica (APCI). Todo o processo é automatizado e a quantificação é feita por diluição isotópica com base nas razões das áreas dos picos dos analitos e do padrão interno deuterado. O estudo de especificidade mostrou que nenhum esteróide testado apresenta reatividade cruzada superior a 1% com cortisol ou cortisona. A sensibilidade funcional é Resumo em inglês Free urinary cortisol (UFF) measurement is one of the most useful screening tests for Cushing's syndrome. Immunoassays employed today by most clinical laboratories present limitations, specially concerning specificity. These limitations restrain a widespread application of the method, as well as the comparison of results obtained by the use of different methods. We present the development and characterization of a UFF and cortisone method based on liquid chromatography an (mais) d tandem mass spectrometry (LC-MS/MS). A 200µL aliquot from a 24h urine sample is mixed with a solution containing a known quantity of deuterated cortisol and on-line extracted in solid phase (C18). The eluate is transferred to a second C18 column (Phenomenex Luna, 3µ, 50x2 mm) and the isocratic mode elution profile is directly applied to a tandem mass spectrometer model Quattro Micro operating in positive mode atmospheric pressure chemical ionization (APCI). All process is automated and the quantification is performed by isotopic dilution, based on the analyte and the deuterated internal standard peak area ratios. The specificity study showed that all the steroids tested presented cross reactivity of

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Impacto do tratamento com GH sobre as funções tireoidiana e adrenal/ hGH treatment impact on adrenal and thyroid functions

Martins, Manoel R. A.; Abucham, Julio
2008-07-01

Resumo em português O estado somatotrófico é modulador importante dos eixos tirotrófico e corticotrófico. Enquanto a reposição somatotrófica em pacientes com deficiência de GH aumenta a conversão do hormônio inativo (T4) na sua forma ativa (T3), aumentando dessa forma a ação biológica do hormônio tireoidiano, a mesma reposição induz no eixo corticotrófico a conversão de cortisol, hormonalmente ativo, em cortisona, que é biologicamente inativa. Nessa revisão, foram discuti (mais) dos os efeitos do GH nesses dois eixos hormonais, os possíveis mecanismos e as implicações clínicas no manejo dos pacientes com hipopituitarismo. Resumo em inglês Somatotrophic status is a major determinant of both thyrotrophic and corticotrophic axis. In growth hormone deficient patients, somatotrophic replacement increases the conversion rate of the inactive form of the thyroid hormone (T4) to its active form (T3), whereas the same replacement induces the conversion of cortisol, which is hormonally active, in cortisone, its inactive form. This review details the effects of GH on these two hormonal axis, possible mechanisms and clinical implications for the management of hypopituitary patients.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Tratamento da hiperplasia supra-renal congênita por deficiência da 21-hidroxilase

Bachega, Tânia A.S.S.; Madureira, Guiomar; Brenlha, Enecy M.L.; Ueti, Rosy C.; Inácio, Marlene; Dènis, Francisco T.; Silva, Frederico A. Queiroz; Arnhold, Ivo J.P.; Mendonça, Berenice B.
2001-02-01

Resumo em português O tratamento da hiperplasia supra-renal congênita por deficiência da 21-hidroxilase (HSRC-21OH) tem como objetivos repor glico e mineralocorticóides, evitar a virilização dos genitais externos, prevenir a desidratação por perda de sal, controlar o hiperandrogenismo sem afetar a velocidade de crescimento, preservar a função gonadal, fertilidade e estatura final. Relatamos a nossa experiência no acompanhamento de 96 pacientes com HSRC-21OH. Nas crianças utilizamo (mais) s como glicocorticóide o acetato de cortisona (18-20 mg/m²/dia) e nos adultos a dexametasona (0,25-0,75 mg/dia). Quando necessário, a reposição do mineralocorticóide foi feita com 9alfa-fluor-hidrocortisona 50-250 µg/dia dependendo da faixa etária. Apesar da substituição adequada com glico e/ou mineralocorticóides o resultado final do tratamento da HSRC-21OH ainda deixa a desejar, principalmente em relação ao crescimento, já que a estatura final na maior parte das casuísticas está entre -1 e -2 DP em relação a estatura alvo. Novas terapêuticas da HSRC-21OH, como a associação de hidrocortisona, fludrocortisona, flutamida e testolactona ou a suprarrenalectomia cirúrgica ainda estão em fase experimental e a evolução a longo prazo é necessária para avaliar seu real efeito. Resumo em inglês The purpose of the treatment for congenital adrenal hyperplasia due to 21-hydroxylase deficiency (CAH-21OH) is to replace gluco and mineralocorticoids, prevent virilization of the external genitalia, salt loss and hyperandrogenism and preserve gonadal function, fertility and final height. Our experience in the treatment of 96 patients with CAH-21OH is presented. Children have been treated with cortisone acetate (18-20 mg/m2/day) and adults with dexamethasone (0.25-0.75 mg (mais) /day). If necessary, mineralocorticoid replacement was accomplished with 9alpha-fludrocortisone, 50-250 µg/day, according to chronological age. Despite therapy with gluco and mineralocorticoids the end results for CAH-21OH is still inadequate, especially when growth is concerned; in most reports final height reaches between 1 to 2 SD bellow target height. New therapeutic approaches for CAH-21OH, such as the association of flutamide and testolactone to hydrocortisone and fludrocortisone, and even surgical or chemical adrenalectomy, are still experimental and long-term follow-up is necessary to evaluate their validity.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Desenvolvimento de um método analítico rápido e eficiente para a determinação de corticosteróides plasmáticos por injeção direta em coluna cromatográfica ISRP-C18 por CLAE

Toledo-Pinto, E.A.; Menezes, M.L.; Pereira, O.C.M.
2010-01-01

Resumo em português O presente trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de um método analítico simples, rápido e eficiente para a determinação de corticosteróides (cortisona, corticosterona, acetato de hidrocortisona e acetato de dexametasona) em amostras sangüíneas de ratos empregando um sistema isocrático de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) com detecção ultravioleta. O método envolveu a injeção direta da amostra sangüínea em uma coluna cromatográfica (mais) com superfície interna de fase reversa (ISRP-C18), empregando a fase móvel composta por tampão fosfato pH 4,0: acetonitrila (65:35 v/v). A detecção dos analitos foi obtida, através de um detector de ultravioleta de comprimento de onda variável (Varian Modelo 2550) ajustado em 240 nm e um integrador SP 4400 Chromaject (Varian Associates, Inc, Sunnyvale, CA, USA). A extração do analito resultou em valores de recuperação entre 90% e 108%, e coeficiente de variação entre 1,1% a 2,5%. Os limites de detecção e quantificação do método foram de 0,02 e 0,04 µg mL-1, respectivamente. Assim, o método analítico proposto possibilitou a injeção direta (on-line) da amostra sem tratamento prévio apresentando também várias vantagens, tais como: rapidez, exatidão, precisão e especificidade. Resumo em inglês The present work had as aim the development of simple an analytical method, fast efficient and the determination of corticosteroids (cortisone, corticosterone, acetate of hidrocortisone and acetate of dexametasone) in sanguine samples of rats using an isocratic system of liquid chromatography of high efficiency (CLAE) with ultraviolet detention. The method involved direct injection of sanguine sample in a chromatographic column with internal surface of phase reverse (ISRP (mais) -C18), using the composed mobile phase for drain plug phosphate pH 4,0: acetonitrile (65:35 v/v). The detention the analytes was obtained using an ultraviolet detector of changeable wave length (Varian Model 2550) adjusted in 240 nm and a 4400 integrator SP Chromaject (Varian Associates, Inc., Sunnyvale, CA, USA). The extraction of the analyte resulted in recovery values between 90% and 108%, and variation coefficient enter 1,1% and 2.5%. The detention and quantification limits of the method were 0,02 and 0,04 µg mL-1, respectively. In conclusion, the analytical method possible the direct injection (on-line) of the sample without previous treatment also presenting some advantages, such as: fast, exactness, precision and specific.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Fatores que interferem no crescimento e na altura final de pacientes com hiperplasia congênita das supra-renais por deficiência da 21-hidroxilase

Menezes Filho, Hamilton C. de; Dichtchekenian, Vaê; Kuperman, Hilton; Della Manna, Thais; Damiani, Durval; Setian, Nuvarte
2001-12-01

Resumo em português A hiperplasia congênita das supra-renais (HCSR) representa um grupo de doenças genéticas que comprometem a síntese de cortisol devida à deficiência em uma das enzimas responsáveis pela esteroidogênese supra-renal. Na deficiência da 21-hidroxilase (D21OH), responsável por mais de 90% dos casos de HCSR, a secreção androgênica supra-renal está aumentada. A forma clássica de D21OH é tratada com glicocorticóide, repondo-se mineralocorticóide quando necessári (mais) o. O uso continuado de corticosteróides pode comprometer o crescimento através de diferentes mecanismos. Por outro lado, a excessiva secreção adrenocortical dos esteróides sexuais pode levar à redução do tempo de crescimento, tanto por aceleração da idade óssea quanto pela possibilidade de indução de puberdade precoce central. A combinação dos efeitos da corticoterapia e do excesso de esteróides sexuais sobre o crescimento faz com que as crianças com HCSR estejam sob risco de baixa estatura. Daí a importância da cuidadosa avaliação e monitorização do crescimento e da evolução puberal desses pacientes. Igualmente importante é o emprego de glicocorticóides com menor capacidade em suprimir o crescimento. Desse modo, acreditamos que a melhor opção terapêutica para crianças com HCSR é representada pela hidrocortisona ou acetato de cortisona, empregadas na dose fisiológica e administrando-se a maior dose pela manhã. Resumo em inglês Congenital adrenal hyperplasia (CAH) represents a group of genetic diseases where the synthesis of cortisol is compromised by deficiency in one of the enzymes involved in adrenal steroidogenesis. In CAH owing to 21-hydroxylase deficiency (21OHD), responsible for more than 90% of all cases, the adrenal androgen secretion is increased. The classic form of 21OHD is treated with glucocorticoids, and mineralocorticoid is replaced if necessary. The chronic use of corticosteroid (mais) s may compromise growth by different means. Otherwise, the excessive adrenocortical secretion of sex steroids reduces the duration of growth, by both accelerating bone age and the possible induction of central precocious puberty. The associated effects of prolonged glucocorticoid therapy and excessive amounts of sex steroids upon growth render children with CAH specially at risk for short stature. Therefore their growth and pubertal evolution must be carefully evaluated and monitored. It is also important to use glucocorticoids with less growth suppressive potential. Thus, we believe that the best therapeutic option for children with CAH is the use of hydrocortisone ou cortisone acetate in physiologic doses, the larger dose given in the morning.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

O espectro das síndromes de hipertensão esteróide na infância e adolescência

Kater, Claudio E.; Costa-Santos, Marivânia
2001-02-01

Resumo em português Hipertensão arterial não é privilégio de adultos. Além de causas renais e vasculares, doenças adrenocorticais ou correlatas devem ser consideradas na investigação da criança e adolescente hipertensos. O receptor mineralocortidóide (MC) pode ser ativado tanto por MC típicos como pelo cortisol, e mesmo funcionar de maneira autônoma, decorrente de distúrbio nos canais de sódio. Assim, hiperatividade MC (hipertensão, hipocalemia e supressão de renina) pode res (mais) ultar do excesso de: (1) aldosterona, (2) deoxicorticosterona (DOC) e (3) cortisol. O primeiro grupo, denominado hiperaldosteronismo primário (HAP), inclui o adenoma, o carcinoma e a hiperplasia produtora de aldosterona, além de causa familiares: HA supressível por dexametasona (ou tipo I) e o tipo II. O segundo grupo engloba os tumores produtores tanto de DOC, como de andrógenos ou estrógenos, e a produção de DOC secundária ao excesso de ACTH (síndrome de Cushing, hiperplasia adrenal congênita por deficiência de 11beta- e 17alfa-hidroxilases e síndrome de resistência periférica ao cortisol). Na síndrome do excesso aparente de MC, cortisol age como um MC graças à deficiência congênita ou à inibição (pelo alcaçuz) da enzima 11beta-hidroxisteróide desidrogenase, responsável pela oxidação do cortisol em cortisona. Sódio e fluidos podem ser absorvidos nos túbulos renais de forma inapropriada, tanto na síndrome de Liddle (mutações ativadoras do gene do canal epitelial de sódio) como na de Arnold-Healy-Gordon (onde a hiperreabsorção de cloretos e sódio no túbulo renal impede a excreção de H+ e K+, produzindo hipertensão com acidose e hipercalemia). Todo este espectro de doenças adrenais hipertensivas, apesar de pouco prevalentes, deve ser lembrado com possível causa da hipertensão que pode ocorrer na infância e adolescência. Resumo em inglês Arterial hypertension is not a privilege of adults. Besides renal and vascular causes, adrenocortical and correlated diseases must be considered when investigating a hypertensive child or adolescent. The mineralocorticoid (MC) receptor can be activated by typical MC as well as by cortisol, and even run autonomously, as a result of disturbances in the sodium channel. Thus, MC hyperactivity (hypertension, hypokalemia and renin suppression) may result from excess of: (1) ald (mais) osterone, (2) deoxycorticosterone (DOC), and (3) cortisol. The first group, called primary hyperaldosteronism (PHA), includes aldosterone-producing adenoma, carcinoma and hyperplasia, in addition to familial causes: dexamethasone suppressible HA (or type I) and type II familial PAH. The second group encompasses DOC-producing, as well as androgen- and estrogen-producing tumors, and ACTH-dependent DOC hypersecretion (Cushing’s syndrome, congenital adrenal hyperplasia due to 11beta- and 17alpha-hydroxylase deficiencies and the syndrome of peripheral cortisol resistance). In the syndrome of apparent MC excess, cortisol acts as the operating MC, due to congenital deficiency or licorice-induced enzymatic inhibition of 11beta-hydroxysteroid dehydrogenase, responsible for cortisol to cortisone oxidation. Sodium and fluids are inappropriately absorbed at the renal tubule, both in Liddle’s syndrome (activating mutations in the epithelial Na+ channel gene) and Arnold-Healy-Gordon’s syndrome (in which excess tubular chloride and sodium resorption impairs H+ and K+ excretion, producing hypertension with acidosis and hyperkalemia). Although not much prevalent, this wide spectrum of hypertensive adrenal diseases should be considered as the potential cause of childhood and adolescence hypertension.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Comportamento anti-inflamatório da IL-6 nos derrames pleurais pós-revascularização do miocárdio/ IL-6 anti-inflammatory activity in pleural effusion post-coronary artery bypass graft surgery

Chibante, António M S; Vaz, Marcelo C; Vargas, Francisco Suzo
2007-05-01

Resumo em português Introdução: O comportamento pleural pós-cirurgia de revascularização do miocárdio (PCRM) não está devidamente esclarecido em relação à resposta inflamatória local e requer maior interesse por ser uma observação constante e ainda pouco estudada. Objectivo: Avaliar o comportamento de algumas citocinas, em especial o possível papel anti-inflamatório da IL-6 ( proteína envolvida na síntese da cortisona), no líquido pleural PCRM, uma vez que a sua actividade (mais) pró-inflamatória é constantemente referida, assim como o seu papel de citocina de fase de resposta aguda ao lado do TNF-á e da IL-1â nos processos inflamatórios agudos. Casuística e método: foram estudadas e analisadas pelo método ELISA as citocinas TNF-á, IL-1â, IL-2, IL-6, IL-8, VEGF e TGF-â em 16 transudatos e 43 exsudatos de líquido pleural em três tempos da fase aguda (2, 24 e 48 horas) PCRM no Instituto do Coração e Serviço de Pneumologia da USP - Brasil. Resultados: Tanto o TNF-á como IL-2 não sofreram qualquer tipo de elevação dos seus níveis enquanto os da IL-1â só se elevaram a partir das 24 horas, o que coincidiu com a queda da curva da citocina anti-inflamatória TGF-â, que desde o início foi caindo flagrantemente até aos valores dos transudatos. A IL-8 permaneceu elevada nas três fases e o VEGF foi ascendendo os seus níveis, que permaneceram estáveis nas 24 e 48 horas seguintes. A IL-6 mostrou-se em concentrações elevadas desde o início, apresentando-se como a única citocina com potencial anti-inflamatório durante as três fases de avaliação. Conclusões: Concluímos que a citocina IL-6 parece ter papel anti-inflamatório de destaque e superior ao TGF-â nos derrames pleurais PCRM e que o seu comportamento desarticula, pelo menos neste tipo de derrame, a ideia de citocina pró-inflamatória de resposta de fase aguda. Ao que parece, este é o primeiro estudo que procura demonstrar um papel favorável da IL-6 no processo inflamatório da pleura na fase aguda PCRM. Resumo em inglês Introduction: The local inflammatory reaction aspects of pleural behaviour post-coronary artery bypass graft surgery (PCABG) are not completely evident, demanding further study and observation. Aim: To evaluate the behaviour of some cytokines and the possible anti-inflammatory activity of IL-6 (a protein involved in cortisone synthesis) on acute PCABG pleural fluid, since this cytokine is usually considered as an acute phase reaction protein associated to high concentrati (mais) ons of TNF-alpha and IL-1beta in immediate inflammatory reactions. Material and methods:The concentrations of the TNFalpha, IL-1beta, IL-2, IL-6, IL-8, VEGF and TGF-beta cytokines in 16 transudates and 43 exudates in acute PCABS pleural fluid of patients were analysed by the ELISA method 2, 24 and 48 hours after surgery at the Instituto do Coração and Serviço de Pneumologia da USP, Brazil. Results: While no increase was seen in either TNFalpha or IL-2 in any of the three tests, IL-1beta increased after 24 until 48 hours, coinciding with the TGFbeta curve decline which fell from the beginning to reach the transudates levels. IL-8 reminded higher from the beginning and through the two subsequent tests while VEGF levels were elevated from the first test and continued high for the following 24 and 48 hours. IL-6 had high concentrations from the beginning, suggesting an anti-inflammatory activity at the three times of testing. Conclusions: We conclude that IL-6 seems to play an important anti-inflammatory part which is superior to the anti-inflammatory activity of TGF-beta in PCABG pleural effusions. This performance of IL-6 breaks with the traditional idea of it being a pro-inflammatory acute phase reaction cytokine, at least in this type of pleural effusion. This seems to be the first study involving the favourable behaviour of IL-6 in the inflammatory reaction of pleura in the acute phase of PCABG surgery.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Doença de Addison e gravidez/ Addison disease and pregnancy

Mesquita, Maria Manuel; Silva, Clara; Ferreira, Abílio
2005-01-01

Resumo em português A doença de Addison é uma entidade rara, afectando cerca de uma em cada 12.000 gestações. Com o advento da corticoterapia, a gravidez tornou-se mais frequente neste grupo de pacientes, já que a insuficiência da supra-renal, quando não tratada, reduz a fertilidade. Este trabalho tem como objectivo avaliar a evolução da gravidez decorrente em mulheres com diagnóstico de doença de Addison prévio à gravidez. Foi efectuado um estudo retrospectivo num grupo de 4 gr (mais) ávidas admitidas no Serviço de Obstetrícia e Medicina Materno-Fetal do Hospital de Geral de Santo António, no período compreendido entre 1993 a 2005, com diagnóstico de doença de Addison prévio à gravidez. Os autores retratam os 4 casos clínicos detalhadamente, com base na consulta dos respectivos processos clínicos. As gestações decorreram sem intercorrências relevantes, excepto num dos casos em que foi registado um nado-morto. A nossa série, à semelhança daquelas descritas na literatura, demonstra como a doença de Addison e gravidez não são incompatíveis, desde que fornecida uma terapia de substituição adequada. Resumo em inglês Addison disease is a rare disease, affecting about 1 in 12.000 pregnancies. With the advent of cortisone, pregnancy has become more common in women with Addison disease, because adrenal cortex hypofunction reduces fertility. The authors evaluate the pregnancies occurring in women with Addison disease previously diagnosed to pregnancy. A retrospective study was performed between 1993 and 2005, in a group of 4 pregnant women admitted to our department, with Addison disease (mais) previously diagnosed to pregnancy. Four cases are described in detail, based on their written clinical data. The pregnancies were uneventful, except for one case. Our series shows us that if adequate steroid replacement therapy is provided, there is little risk during pregnancy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Catarata subcapsular posterior em pacientes com pênfigo e penfigóide tratados com corticoterapia oral/ Posterior subcapsular cataract in patients with pemphigus and pemphigoid using oral corticosteroid

Reggiani, Viviane; Porro, Adriana Maria; Alonso, Cristiane Ramos; Dias, Adriana; Almeida, Fernando Augusto de
2004-10-01

Resumo em português FUNDAMENTO: O tratamento mais utilizado para pacientes com dermatoses bolhosas crônicas é a corticoterapia oral, muitas vezes em altas doses e por períodos prolongados. Como efeitos colaterais dessa terapêutica, freqüentemente ocorrem: hipertensão arterial, diabete, osteoporose, infecções e distúrbios hidroeletrolíticos. A catarata subcapsular posterior é raramente citada na literatura como efeito colateral da corticoterapia em pacientes com doenças bolhosas. (mais) OBJETIVO: Avaliar a prevalência de catarata subcapsular posterior como efeito colateral da corticoterapia oral. MÉTODOS: Trata-se de um estudo retrospectivo incluindo 49 pacientes com dermatoses bolhosas crônicas em uso de corticoterapia acompanhados entre janeiro de 1987 e dezembro de 1997 no ambulatório de Dermatoses Bolhosas do Departamento de Dermatologia da Unifesp/EPM e regularmente submetidos à avaliação oftalmológica em busca de catarata cortisônica. RESULTADOS: No período de 1987 a 1997, 49 pacientes foram avaliados, tendo apresentado prevalência de catarata subcapsular posterior como efeito colateral da corticoterapia oral de 28,57%. CONCLUSÕES: 1) a prevalência de catarata foi de 28,57%; 2) o tempo médio de tratamento até o surgimento de catarata foi de 45,71 meses; 3) a média da dose máxima de corticosteróide utilizada pelos pacientes foi de 78,57mg/dia. Resumo em inglês BACKGROUND: Oral corticosteroid is the treatment most used for patients with chronic bullous dermatosis, often at high dosages and over long periods of time. Arterial hypertension, diabetes, osteoporosis, infections and hydro-electrolytic disturbances frequently occur as side effects of this therapy. Posterior subcapsular cataract is rarely mentioned in the literature as a side effect of corticosteroid in patients with bullous diseases. OBJECTIVES: To evaluate the inciden (mais) ce of posterior subcapsular cataract as a side effect of oral corticosteroid. METHODS: A retrospective study: 49 patients with chronic bullous diseases using a corticosteroid were followed-up from 1987 to 1997 at the Bullous Dermatosis Outpatient Care Unit of the Department of Dermatology, UNIFESP - EPM. The patients were regularly submitted to ophthalmologic evaluation in search for cortisone cataract. This evaluation was carried out at the beginning of the treatment and regularly during the use of the corticosteroid. RESULTS: From 1987 to 1997, the incidence of posterior subcapsular cataract as a side effect of oral corticosteroid was 28.57% in these patients. CONCLUSIONS: 1) among 49 patients, 14 (28.57%) presented with cortisone cataract. 2) the period of time of prednisone use up to the appearance of cataract varied from eight months to nine years and three months (average 45.71 months). 3) the maximum dose of oral corticosteroid required for the management of the clinical picture ranged from 60 to 120 mg daily (average of 78.57 mg daily).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)