Sample records for cortex adrenal
from WorldWideScience.org

Sample records 1 - 18 shown.



1

Tumores do córtex adrenal na infância/ Childhood adrenocortical tumors

Pereira, Rosana Marques; Michalkiewicz, Edson; Sandrini, Fabiano; Figueiredo, Bonald C.; Pianovski, Mara; França, Susana Nesi; Boguszewski, Margaret C.S.; Costa, Orival; Cat, Izrail; Lacerda Filho, Luiz de; Sandrini, Romolo
2004-10-01

Resumo em português O tumor do córtex adrenal (TCA) na infância é raro. Entretanto, no Paraná sua incidência é 15 vezes maior do que a observada em outros países. Descrevemos as características clínicas, laboratoriais, tratamento e evolução de 125 pacientes atendidos em uma única instituição no Paraná. A média de idade ao diagnóstico foi de 4,3 anos, com uma relação feminino:masculino de 2,6:1. As formas clínicas mais comuns foram virilização isolada (51,2%) e viriliza� (mais) �ão e síndrome de Cushing (42%). Em 4,8% dos casos, os tumores foram não-funcionantes. Dois pacientes (1,6%) apresentaram síndrome de Cushing isolado e 1 (0,8%) síndrome de Conn. Hipertensão arterial ocorreu em 56% dos pacientes. O único tratamento curativo é a cirurgia. Os dados da nossa casuística mostram que estádio clínico 1 do TCA, ausência de trombo intra-venoso e ausência de spillage durante a cirurgia estão associados a uma maior sobrevida. Resumo em inglês Adrenocortical tumors (ACT) in children are uncommon. However, the incidence of these tumors in Paraná, Brazil, is 15 times higher than that worldwide. We describe the clinical, laboratory and treatment characteristics and outcome of 125 patients treated in a single institution in the State of Paraná. The median age at diagnosis was 4.3 years, with a female:male ratio of 2.6:1. The most common forms of presentation were isolated virilization (51.2%) and virilization and (mais) Cushing's syndrome (42%). Nonfunctioning tumors comprised 4.8% of the cases. Two patients (1.6%) had isolated Cushing's syndrome and 1 (0.8%) had Conn's syndrome. Fifty-six percent presented hypertension. Surgery is the only curative treatment. Our data show that disease stage 1, absence of spillage during surgery and absence of intravenous thrombus were associated with better survival rates.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

2

Silenciamento de genes com RNA interferência: um novo instrumento para investigação da fisiologia e fisiopatologia do córtex adrenal/ Gene silencing with RNA interference: a novel tool for the study of physiology and pathophysiology of adrenal cortex

Barbosa, Angela Silva; Lin, Chin Jia
2004-10-01

Resumo em português A inativação de genes por knock-out ou por bloqueio da tradução de seus transcritos (silenciamento) constitui uma estratégia extremamente poderosa tanto para atribuir função aos genes como para mapear a inter-relação dos diferentes componentes das vias regulatórias intracelulares. Um dos meios para se obter o silenciamento pós-transcricional consiste na ativação de um mecanismo mediado por RNAs fita-dupla (dsRNA) conhecido como RNA interferência (RNAi). O RN (mais) Ai se mostrou um instrumento extremamente versátil em pesquisa biomédica, podendo ser utilizado em experimentos de silenciamento pontual de genes ou ser adaptado para estudos em larga escala de genômica funcional, podendo, inclusive, ser utilizado como meio de terapia gênica. Neste trabalho, os autores discutem as vias intracelulares envolvidas no RNAi, bem como as principais estratégias e limitações técnicas para se obter o silenciamento em células de mamíferos. Fazem, também, uma revisão das principais aplicações do RNAi na terapêutica de doenças humanas e na investigação de fenômenos fisiológicos e fisiopatológicos do córtex adrenal. Resumo em inglês Loss-of-function approaches such as gene knock-out or gene silencing are extremely powerful strategies for assigning function to a gene and for mapping the interconnections of intracellular regulatory pathways. Post-transcriptional gene silencing can be obtained via activation of a double-stranded RNA (dsRNA) mediated mechanism termed RNA interference (RNAi). RNAi has revealed an extremely versatile tool in Biomedical research that can be used in both single silencing gen (mais) e experiments and in large-scale Functional Genomics studies and has been used as a tool for gene therapy. In the present paper the authors discuss the intracellular mechanisms underlying the RNAi phenomenon, as well the different strategies and their limitations for RNAi gene silencing in mammalian cells. The use of RNAi in the treatment of human diseases and in the investigation of both physiology and pathophysiology of adrenal cortex has also been reviewed.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

3

Tratamento do tumor do córtex adrenal na infância/ Treatment of childhood adrenocortical tumor

Pereira, Rosana Marques; Michalkiewicz, Edson; Pianovski, Mara Albonei; França, Susana Nesi; Boguszewski, Margaret C.S.; Cat, Izrail; Lacerda Filho, Luiz de; Sandrini, Romolo
2005-10-01

Resumo em português O tumor do córtex adrenal (TCA) na infância é raro. Entretanto, no Paraná sua incidência é 15 vezes maior do que a observada em outros países. A mutação germinativa R337H TP53, presente em mais de 95% dos nossos pacientes, provavelmente está relacionada à maior incidência. Cento e vinte e cinco pacientes foram tratados no período de 1966 a 2003. A cirurgia é o único tratamento curativo. Em nossa experiência, tumores no estádio I, ausência de spillage dur (mais) ante a cirurgia e ausência de trombo são parâmetros relacionados à maior sobrevida. Dados preliminares mostram que a associação de etoposídeo, doxorrubicina, cisplatina e mitotano produziu remissão completa do tumor e/ou das metástases em alguns pacientes. Os efeitos colaterais destas drogas são comuns e pode ocorrer insuficiência adrenocortical. As doses de reposição de glicocorticóides e mineralocorticóides devem ser 2 a 3 vezes maiores que as doses fisiológicas. Resumo em inglês Adrenocortical tumors (ACT) in children are uncommon. However, the incidence of these tumors in Paraná is 15 times higher than that worldwide. A germline mutation, R337H TP53, present in more than 95% of our patients, is probably the reason for the higher incidence in our state. A hundred twenty-five patients were treated in the period of 1966 to 2003. Surgery is the only curative treatment. In our experience, disease stage I, absence of spillage during surgery and absen (mais) ce of intravenous thrombus are associated with better survival rates. Preliminary data with the combination of etoposide, doxorubicin, cisplatin, and mitotane have shown that in some patients a complete remission is observed both of the tumor and metastasis. Side effects due to these drugs are common and adrenal insufficiency may occur. Glucocorticoid and mineralocorticoid reposition should be done with 2 to 3 times the physiological doses.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

4

Ação da melatonina sobre a apoptose e fator de crescimento endotelial vascular no córtex da adrenal de ratas pinealectomizadas/ Melatonin action in apoptosis and vascular endothelial growth factor in adrenal cortex of pinealectomized female rats

Fuchs, Luiz Fernando Portugal; Guimarães, Camila Rennó; Maganhin, Carla Cristina; Simões, Ricardo Santos; Baracat, Maria Candida Pinheiro; Soares Júnior, José Maria; Baracat, Edmund Chada
2010-08-01

Resumo em português OBJETIVO: avaliar os efeitos da melatonina na apoptose e atividade celular no córtex da adrenal de ratas pinealectomizadas. MÉTODOS: foram utilizadas 40 ratas adultas, divididas randomicamente em 4 grupos com 10 animais cada: GCont - sem intervenção cirúrgica e com ministração do veículo; GSham - sem retirar a pineal com ministração do veículo; GExpV - pinealectomizado e tratado com veículo; GExpM - pinealectomizado e tratado com melatonina (10 µg/animal, por (mais) dia) durante a noite. Após 60 dias de tratamento, todos os animais foram submetidos à eutanásia, as adrenais retiradas, fixadas em formol a 10% e processadas para inclusão em parafina. Nos cortes histológicos com 5 µm de espessura, foram realizados métodos imunoistoquímicos para detecção da apoptose (Caspase-3-clivada) e da atividade celular (fator de crescimento endotelial vascular, VEGF-A). Para avaliar a percentagem de apoptose foram contadas as células reativas em 1.000 células de cada zona da região cortical da adrenal em cada animal; já o VEGF-A foi expresso em escores. Os dados quantitativos foram analisados pela análise de variância (ANOVA) e pelo teste de comparações múltiplas de Tukey-Kramer (p Resumo em inglês PURPOSE: to evaluate the reactivity of VEGF-A and cleaved caspase-3 in the adrenal gland cortex of female pinealectomized rats treated with melatonin. METHODS: forty adult female rats were divided into 4 groups (G) of 10 animals: GI - no surgical intervention, with vehicle administration; GII - sham pinealectomized with vehicle administration; GIII - pinealectomized with vehicle administration; GIV - pinealectomized with melatonin administration (10 µg/animal) during the (mais) night. After 60 days of treatment, all animals were anesthetized, and the adrenal glands were removed and fixed in 10% formaldehyde (phosphate buffered) for histological processing and paraffin embedding. Sections (5 µm thick) were collected on silanized slides and submitted to imunnohistochemical methods for the detection of cleaved caspase-3 (apoptosis) and of vascular endothelial growth factor (VEGF-A) in the adrenal cortex. The data obtained were submitted to analysis of variance (ANOVA) complemented by the Tukey-Kramer test (p

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

5

Psiconeuroendocrinologia do transtorno de estresse pós-traumático/ Psychoneuroendocrinology of posttraumatic stress disorder

Ruiz, Juliana Elena; Barbosa Neto, Jair; Schoedl, Aline Ferri; Mello, Marcelo Feijo
2007-05-01

Resumo em português OBJETIVO: Os autores realizaram uma revisão tradicional da literatura sobre os achados neurobiológicos das disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal associados ao transtorno de estresse pós-traumático. MÉTODO: Os achados científicos relevantes foram descritos de acordo com a ordem cronológica de publicação e as características dos estudos, se eram pré-clínicos, relacio-nados à violência precoce como fator de risco e, finalmente, achados clínicos (mais) em pacientes portadores de transtorno de estresse pós-traumático. RESULTADOS: Foi encontrada uma literatura rica de achados a respeito de disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal e transtorno de estresse pós-traumático. Os achados mostraram que o transtorno de estresse pós-traumático está associado a disfunções deste eixo e de estruturas cerebrais como o córtex pré-frontal, hipocampo e amídala. Os pacientes com transtorno de estresse pós-traumático apresentam um aumento da responsividade dos receptores de glicocorticóides, sugerindo que a inibição do feedback negativo tem um papel importante na fisiopatologia do quadro. Estudos pré-clínicos com modelos animais de deprivação maternal evidenciaram que, dependendo de quando o trauma ocorre, a disfunção do eixo será diferente. Os estudos clínicos mostram que o estresse precoce está relacionado ao desenvolvimento de psicopatologia durante a vida adulta. CONCLUSÕES: As disfunções do eixo hipotálamo-pituitária-adrenal relacionadas ao transtorno de estresse pós-traumático são evidências robustas e os mecanismos subjacentes a ele são cada vez mais compreendidos. Resumo em inglês OBJECTIVE: To review the literature on neurobiological findings related to hypothalamic-pituitary-adrenal axis dysfunctions associated with posttraumatic stress disorder. METHOD: The relevant scientific findings were described according to the date of publication and the characteristics of the studies: preclinical studies, studies on early life violence as a risk factor, and clinical findings related to patients diagnosed with posttraumatic stress disorder. RESULTS: A ric (mais) h literature on hypothalamic-pituitary-adrenal axis dysfunctions and posttraumatic stress disorder was found. Neurobiological findings showed that posttraumatic stress disorder is associated with hypothalamic-pituitary-adrenal axis dysfunctions and other brain-related structures: prefrontal cortex, hippocampus, and amygdala. Posttraumatic stress disorder patients have low plasma levels of cortisol and present increased responsivity of glucocorticoid receptors, suggesting that the inhibition of negative feedback plays a significant role in the disorder pathology. Preclinical studies using animal models of maternal deprivation showed that depending on the moment the trauma occurred during the development, different hypothalamic-pituitary-adrenal axis dysfunctions were produced. Clinical studies showed that early life stress is related to the development of psychopathologies during adulthood. CONCLUSIONS: There is robust evidence of hypothalamic-pituitary-adrenal axis dysfunctions related to posttraumatic stress disorder, and the mechanisms underlying this association are being better understood.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

6

Estimulação tátil-cinestésica: uma integração entre pele e sistema endócrino?/ Tactile-kinesthetic stimulation: integration between skin and endocrine system?

Fogaça, Monalisa C.; Carvalho, Werther B. de; Verreschi, Ieda T. N.
2006-09-01

Resumo em português Apresenta-se uma revisão da literatura sobre os aspectos neuroendócrinos da pele e as conseqüências da estimulação tátil-cinestésica sobre o córtex adrenal. Os artigos foram identificados a partir das bases de dados MEDLINE e LILACS, usando as palavras-chave "córtex supra-renal", "pele", "massagem", "lactentes", "glicocorticóide" e "ritmo circadiano". O período pesquisado foi de 1990 a 2003. Foram também consultados artigos de destaque publicados antes desse (mais) período. Estudos reconhecem o hipotálamo, a hipófise e a glândula adrenal como órgãos dinâmicos durante o desenvolvimento fetal e neonatal, e que respostas de estresse estão presentes ao nascer. A maioria dos estudos revisados, utilizando a estimulação tátil-cinestésica, seja em humanos ou animais, evidencia a capacidade da pele em metabolizar, coordenar e organizar estímulos externos, procurando manter a homeostase interna e externa, demonstrando a interação entre sistema neuroendócrino e a pele. A estimulação tátil-cinestésica parece ter um efeito sobre a reatividade hormonal, porém essa questão merece uma investigação mais aprofundada. Resumo em inglês A literature review on skin neuroendocrine aspects and the consequences of the tactile- kinesthetic stimulation on the adrenal cortex are presented. The articles were identified through MEDLINE and LILACS data bases, using the keywords "suprarenal cortex", "skin", "massage", "infants", "glucocorticoid" and "circadian rhythm". Single articles published between 1990 and 2003 were considered, as well as outstanding ones prior to this period. Studies recognize that the hypoth (mais) alamus, the pituitary and the adrenal gland are dynamic organs during fetal and neonatal development, and that stress responses are active at birth. Most of the studies reviewed, using tactile-kinesthetic stimulation, both in humans and animals, confirm skin's ability to metabolize, coordinate and organize external stimuli, attempting to maintain both external and internal homeostasis, demonstrating an interaction between the neuroendocrine system and tactile stimulation. Tactile-kinesthetic stimulation seems to have an effect on hormonal reactivity, although the issue demands further investigation.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

7

Tumores da córtex da supra-renal: o uso do p53 na diferenciação entre carcinomas e adenomas/ Adrenocortical tumors: use of p53 protein to discriminate carcinomas from adenomas

Falconi, Rodrigo A. R.; Martins, Antonio C. P.; Velludo, Maria A. L.; Tucci Jr, Silvio; Cologna, Adauto J.; Suaid, Haylton J.; Carlotti Jr, Carlos G.
2000-01-01

Resumo em português A marcação imunohistoquímica da proteina p53 foi estudada em tumores da adrenal conservados em formol ou em blocos de parafina, pelo método da avidina-biotina-peroxidase com recuperação antigênica. Foram estudados 24 carcinomas e 26 adenomas com o objetivo de verificar se o marcador mostrava capacidade de distinção entre eles. Em 62,5% dos carcinomas a marcação foi positiva enquanto que nos adenomas foi de 15,4%, diferença essa estatisticamente significante (p (mais) =0,0003). A sensibilidade, especificidade e valor preditivo positivo desse marcador para o diagnóstico do câncer foram, respectivamente: 83,3%, 71,8% e 62,5%. Não houve relação entre o índice de marcação e outros parâmetros clínicos, como peso do tumor, estádio local, recidiva e metástases. Os autores concluem que o marcador é útil no diagnóstico diferencial de massas da adrenal, mas não tem relação com a agressividade biológica da neoplasia maligna.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

8

Papel do MIB-1 no prognóstico dos carcinomas da córtex de supra-renal/ Role of MIB-1 on the prognosis of adrenocortical carcinomas

Martins, Antonio C. P.; Falconi, Rodrigo A. R.; Maggioni Jr, Gilberto S.; Suaid, Haylton J.; Cologna, Adauto J.; Tucci Jr, Silvio
2000-01-01

Resumo em português Estudou-se a marcação imunohistoquímica para o MIB-1 (Ki-67) em 24 carcinomas da córtex adrenal. A idade dos pacientes variou de 1 a 53 anos, com mediana de 7,5. Excetuando 1 paciente com doença avançada, todos foram submetidos à adrenalectomia. O tempo de seguimento variou de 1 a 13 anos. No momento do diagnóstico 7/24 pacientes já apresentavam metástases e no decorrer do seguimento 3 pacientes adicionais as desenvolveram. A média do peso tumoral dos sobrevive (mais) ntes livres da doença foi de 400± 687 g enquanto que nos falecidos ou com neoplasia após a cirurgia foi de 508± 335 g, diferença essa sem significado estatístico. Tumores maiores que 200 g mostraram pior prognóstico do que aqueles com peso menor (p = 0,01). Os valores médios do índice mitótico (IM) para tumores em estádio I, II, III e IV foram respectivamente: 17,4± 10,0, 12,4± 11,2, 18,3± 14,0 e 28,3± 21,0. A comparação das médias revelou p>0,2. Os valores médios do índice de proliferação(IP) determinado pelo MIB-1 nos estádios I, II, III e IV foram respectivamente: 201,4± 131,0, 179,6± 98,7, 129,1± 170,2 e 124,0± 99,4. A comparação estatística dessas médias mostrou p>0,3. Valores do IP maiores que 20 estão associados a pior prognóstico. O IP não mostrou relação com o prognóstico.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

9

Esteróides anabolizantes no esporte/ Anabolic steroids in sports

Silva, Paulo Rodrigo Pedroso da; Danielski, Ricardo; Czepielewski, Mauro Antônio
2002-12-01

Resumo em português Os hormônios esteróides anabólicos androgênicos (EAA) compreendem a testosterona e seus derivados. Eles são produzidos nos testículos e no córtex adrenal, e promovem as características sexuais secundárias associadas à masculinidade. Na medicina, os EAA são utilizados geralmente no tratamento de sarcopenias, do hipogonadismo, do câncer de mama e da osteoporose. Nos esportes, são utilizados para o aumento da força física e da massa muscular; entretanto, os ef (mais) eitos sobre o desempenho atlético permanecem, ainda, controversos. Os EAA podem causar diversos efeitos colaterais, como psicopatologias, câncer de próstata, doença coronariana e esterilidade. Estudos epidemiológicos apontam a problemática acerca do uso de EAA, nos esportes; todavia, no Brasil não existem publicações substanciais sobre esse tema. Esta revisão analisa esse assunto, procurando despertar a curiosidade e o interesse dos leitores para a produção científica de novos trabalhos relacionados ao tema. Resumo em inglês Anabolic androgenic steroids (AAS) are hormones that include or are derivatives of testosterone. They are produced in the testicles and in the adrenal cortex. AAS promote development of sexual characteristics associated with the male sex. They are applied as a general rule in the treatment of sarcopenia, hypogonadism, breast cancer, and osteoporosis. In relation to sports, they are used to increase strength and muscle mass. Their effects on athletics performance are still (mais) controversial. AAS can cause several side-effects, such as mental disease, prostate cancer, coronary disease, and sterility. There are no epidemiologic studies regarding the use of AAS in Brazil . This review intends to deal with this matter widely and aims at stimulating curiosity and interest in order to provide new publications about this issue.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

10

Morfologia do ovário da ema (Rhea americana)/ Morphology of the ovary in rhea (Rhea americana)

Parizzi, Rogério C.; Miglino, Maria A.; Maia, Marina O.; Souza, Joel A.; Santos, José M.; Oliveira, Moacir F.; Santos, Tatiana C.
2007-03-01

Resumo em português A morfologia do ovário de emas adultas (Rhea americana) sexualmente maduras foi descrita neste trabalho. Os ovários de 24 fêmeas em fase reprodutiva foram colhidos em abatedouro, tomados dados métricos do diâmetro dos folículos (n = 18) e colhidos fragmentos para microscopia de luz (n = 6) fixados em formol 10%, PBS 0,1M, pH 7,4 para microscopia de luz. Nas emas o ovário esquerdo está desenvolvido, ocupando a porção dorsal da cavidade celomática em contato com (mais) a porção cranial do rim esquerdo e a glândula adrenal esquerda, sustentado na cavidade pelo mesovário. Na superfície livre do ovário foram observados em média 72,4±17,09 folículos em desenvolvimento e 30,4±3,65 folículos atrésicos. Os folículos estão unidos à superfície ovariana pelo pedúnculo folicular e os em desenvolvimento apresentam uma cinta na superfície, o estigma folicular, rompida nos folículos atrésicos. Histologicamente, o ovário possui uma medula, com tecido conjuntivo frouxo e vasos sangüíneos e um córtex repleto de oócitos e folículos, cuja parede está constituída pelas tecas externa e interna, estrato granuloso e zona radia-da. No córtex observam-se folículos primordiais, pré-vitelogêni-cos e vitelogênicos. A superfície do ovário está revestida por epitélio cúbico baixo, o epitélio germinativo, o qual está sobre o tecido conjuntivo da túnica albugínea. As características morfológicas do ovário da ema são resultado do tamanho do ovo produzido e em geral semelhante ao de outras espécies de aves. Resumo em inglês The ovarian morphology of the sexually mature rhea (Rhea Americana) is described. Ovaries from 24 adult rheas in their reproductive age were collected in the slaughterhouse. Follicular diameters (n = 18) were measured and samples (n = 6) were fixed in 10% formaldehyde with 0.1M phosphate buffer at pH 7.4 for light microscopy. Results showed that the left ovary occupied the dorsal portion of the celomatic cavity in contact with the cranial portion of the left kidney and th (mais) e suprarenal gland, being supported in the cavity through the mesovary. On the free surface of the ovary 72.4±17.09 follicles in different phases of development and 30.4±3.65 atretic follicles were observed. The follicles were linked to the ovarian surface by the follicular stalk and had a wide band surrounding its surface, the Stigma folliculare. Histologically, the ovary is constituted by a medulla, composed by connective tissue and vessels, and by a cortex with oocytes and follicles. The follicular wall is composed by the Theca externa and Theca interna, Stratum granulosum and the Zona radiata. The ovary surface is covered by a cubic epithelium, the germinal epithelium, on the connective tissue of the Tunica albuginea. The morphologic characteristics of the ovary of the rhea are due to the egg size in this species and generally similar to other birds.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

11

Doença granulomatosa sistêmica em bovinos no Rio Grande do Sul associada ao pastoreio de ervilhaca (Vicia spp)/ Systemic granulomatous disease in cattle in Rio Grande do Sul, Brazil, associated with grazing vetch (Vicia spp)

Barros, Claudio S. L.; Fighera, Rafael A.; Rozza, Daniela B.; Rech, Raquel R.; Sallis, Simone V.; Langohr, Ingeborg M.
2001-12-01

Resumo em português Dois surtos de uma doença associada ao pastoreio de duas espécies de ervilhaca (predominantemente Vicia villosa e, em menor grau, V. sativa) foram observados em agosto-setembro de 2001, em vacas Holandesas adultas de duas propriedades rurais do Rio Grande do Sul. Foram afetadas, em uma das propriedades, quatro de 42 vacas (9,5%) e, na outra, uma de oito vacas (12,5%). Os sinais clínicos incluíam, embora não em todos os casos, febre, prurido, espessamento e enrugament (mais) o da pele com placas multifocais de alopecia, conjuntivite, corrimento nasal seroso, perda de peso, acentuada queda na produção de leite e diarréia. O curso clínico foi de aproximadamente duas semanas. Todas as vacas afetadas clinicamente morreram, uma foi sacrificada; três foram necropsiadas. Em cada um desses animais havia um padrão de lesões sistêmicas que consistiam de nódulos multifocais ou coalescentes, macios ou moderadamente firmes e branco-acinzentados, que infiltravam vários órgãos, mas eram particularmente proeminentes no miocárdio, nos linfonodos, no baço, na glândula adrenal e no córtex renal. Essas lesões resultavam em aumento de volume e alteração na arquitetura do órgão invadido. Microscopicamente, as lesões consis-tiam de extensa infiltração celular composta de proporções variáveis de macrófagos epitelióides, linfócitos, plasmócitos, células gigantes multinucleadas e eosinófilos. Os números de eosinófilos eram geralmente altos. Essa infiltração granulomatosa causava degeneração e perda de células parenquimatosas no órgão afetado. A intensidade das lesões variou entre as três vacas e entre os vários órgãos de cada animal. Essa é a primeira documentação no Brasil de doença granulomatosa sistêmica em bovinos associada ao pastoreio de ervilhaca. Resumo em inglês Two outbreaks of a disease associated with grazing vetch species (predominantly Vicia villosa and to a lesser extent V. sativa) were observed during August-September 2001, in adult Holstein cows from two farms in southern Brazil. In one of the farms four out of 42 cows (9.5%) and in the other one out of eight cows (12.5%) were affected. Clinical signs included, although not consistently, fever, pruritus, thickening and wrinkling of the skin with multifocal plaques of alop (mais) ecia, conjunctivitis, nasal serous discharge, loss of weight, dramatic drop in milk yield, and diarrhea. The duration of the clinical disease was approximately two weeks. All clinically affected cows died, one was euthanatized; three were necropsied. In each of these animals there was a pattern of systemic lesions consisting of multifocal to coalescing grey-white soft to moderately firm nodules which infiltrated several organs but were particularly prominent in the myocardium, lymph nodes, spleen, adrenal gland and renal cortex. These lesions resulted in enlargement and disruption of the architecture of the invaded organ. Microscopically the lesions consisted of extensive cellular infiltration composed of variabe proportions of epithelioid macrophages, lymphocytes, plasma cells, multinucleated giant cells and eosinophils. Eosinophils numbers were usually large. This granulomatous infiltration caused degeneration and loss of parenchymal cells of affected organs. Intensity of lesions varied among the three cows and among individual organs. This is the first documented report on a systemic granulomatous disease in cattle associated with grazing vetch in Brazil.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

12

Estresse, ciclo reprodutivo e sensibilidade cardíaca às catecolaminas/ Stress, reproductive cycle and cardiac sensitivity to cathecolamines

Tanno, Ana Paula; Marcondes, Fernanda Klein
2002-09-01

Resumo em português O estresse representa a resposta do organismo a estímulos aversivos ou a situações desconhecidas, cuja finalidade é a adaptação do indivíduo à nova condição. O agente estressante pode ser físico, químico, emocional e social. Diferentes estressores estão presentes no cotidiano dos seres humanos e podem favorecer o desenvolvimento de doenças degenerativas e acelerar o processo de envelhecimento, afetando o funcionamento de todo o organismo. Os principais media (mais) dores da reação de estresse são as catecolaminas (norepinefrina e a epinefrina) liberadas pelo sistema nervoso simpático e pela medula da glândula supra-renal, e os glicocorticóides liberados pelo córtex da supra-renal. As catecolaminas e os glicocorticóides iniciam eventos celulares que promovem mudanças adaptativas em células e tecidos, com a função de proteger o organismo e garantir a sua sobrevivência. Essa resposta a agentes estressores pode ser modificada pelas características do estímulo estressor e do indivíduo. Entre estas merecem destaque a idade, o sexo e, em fêmeas, a fase do ciclo reprodutivo. As variações nos níveis dos esteróides sexuais estradiol e progesterona, características do ciclo reprodutivo, modulam a secreção de CRH, ACTH e glicocorticóides que ocorrem na reação de estresse e estão envolvidos nas diferenças de resposta entre homens e mulheres. Vários estudos demonstraram que a exposição a estímulos estressores pode induzir alterações de sensibilidade às catecolaminas no tecido cardíaco, as quais têm sido relacionadas com processos adaptativos. Estas alterações incluem mudanças na atividade dos sistemas de metabolização das catecolaminas, na afinidade ou no número dos adrenoceptores, no acoplamento entre o receptor e a proteína G e em processos enzimáticos, que medeiam etapas intracelulares após a ativação do receptor. O estudo de tais alterações pode auxiliar na compreensão das alterações cardíacas observadas na espécie humana após exposição à água e à natação. Resumo em inglês Stress is an organic answer to aversive stimulus or unknown situations to provide the adaptation of host to the new condition. The stressor can be a physical, chemical, emotional and social agent. Different stressors are present in human daily life and can be involved in degenerative diseases and lead to a fast aging process disturbing the body physiology. The main mediators of the stress reaction are the catecholamines (norepinephrine and epinephrine) released by the sym (mais) pathetic nervous system and by the adrenal medulla, and the glucocorticoids released by the adrenal cortex. The catecholamines and glucocorticoids act in the cells and tissues inducing adaptive changes in order to protect the organism and allow its survival. This response to stressors can be modified by the host and stressor characteristics. Among the host ones, age, gender, and in females, the reproductive cycle are relevant. The variations in the levels of sexual steroids estradiol and progesterone, related to the reproductive cycle, modulate the secretion of CRH, ACTH and glucocorticoids during the stress reaction and are involved in the different responses between men and women. Many studies have shown that the exposure to stressors may induce alterations in the sensitivity to catecholamines in the heart, which are related to adaptive processes. These alterations include changes in the activity of the metabolizing system of catecholamines, in the affinity or number of adrenoceptors, in the coupling between the receptor and G protein, and in enzymes mediating intracellular processes after the receptor activation. The study of these alterations may be helpful to the understanding of the cardiac effects of the water activities and swimming in humans.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

13

Tratamento cirúrgico da hipertensão arterial secundária com origem na glândula supra-renal/ Surgical treatment of secondary arterial hypertension originated from adrenal gland

Marques, Ruy Garcia; Sanjuliani, Antonio Felipe
2006-12-01

Resumo em inglês Among the main etiologies of secondary arterial hypertension figure out the tumorous affections of adrenal gland, located on cortex - primary aldosteronism (Conn’s syndrome) and Cushing’s syndrome - or at glandular medulla - pheocromocytoma. Although these tumors are at most benign the surgical resection is needed in order to eliminate the disturbances provided by them and to limit the mass growth, being curative in about 80-90% of the cases. In this paper som (mais) e particularities above surgical treatment of these diseases will be focused emphasizing the pre-operative prepare of the patients and the currently preconized approach.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

14

Insuficiência adrenal primária no adulto: 150 anos depois de Addison/ Primary adrenal insufficiency in adults: 150 years after Addison

Silva, Regina do Carmo; Castro, Margaret de; Kater, Claudio E.; Cunha, Andréa Aparecida; Moraes, Andréia M. de; Alvarenga, Daniela B. de; Moreira, Ayrton C.; Elias, Lucila L.K.
2004-10-01

Resumo em português Thomas Addison descreveu pela primeira vez, há 150 anos, uma síndrome clínica de perda de sal em indivíduos com hiperpigmentação cutânea, associada à destruição da glândula adrenal. Atualmente, a insuficiência adrenal ainda representa uma condição de risco, pois seu diagnóstico é freqüentemente não reconhecido nas fases iniciais da doença. A adrenalite tuberculosa era a causa mais freqüente na maioria dos casos descritos inicialmente, mas, na atualidad (mais) e, a doença de Addison auto-imune está presente em uma grande porcentagem de pacientes com insuficiência adrenal primária. No presente trabalho, apresentamos a prevalência das diferentes causas, manifestações clínicas e achados laboratoriais, incluindo a determinação de anticorpos anticórtex adrenal e anti-21-hidroxilase em pacientes acompanhados com insuficiência adrenal primária seguidos nos Ambulatórios das Divisões de Endocrinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP (FMRP-USP). Resumo em inglês Thomas Addison first described, 150 years ago, a clinical syndrome characterized by salt-wasting and skin hyperpigmentation, associated with a destruction of the adrenal gland. Even today, over a century after Addison's report, primary adrenal insufficiency can present as a life-threatening condition, since it frequently goes unrecognized in its early stages. In the 1850’s, tuberculous adrenalitis was present in the majority of patients, but nowadays, autoimmune Addison' (mais) s disease is the most common cause of primary adrenal insufficiency. In the present report, we show the prevalence of different etiologies, clinical manifestations and laboratorial findings, including the adrenal cortex autoantibody, and 21-hydroxylase antibody in a Brazilian series of patients with primary adrenal insufficiency followed at Divisão de Endocrinologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) and at Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - USP (FMRP-USP).

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

15

Hiperaldosteronismo primário: relato de dois casos/ Primary hyperaldosteronism: report of two cases

Accetta, Pietro; Accetta, Italo; Accetta, Renato; Campos, Keila Borba; Accetta, Antônio Carlos
2010-08-01

Resumo em inglês The authors present two cases of Primary Hiperaldosteronism, caused by functioning adenoma of the adrenal's cortex. The two females patients presented classic symptoms of the Conn's disease, especially hypocalemia and hypertension. Both were operated and unilateral adrenalectomy was done, with excelent outcome in one and satisfactory in the other one. It is discussed many aspects related to the incidence, the problems with the diagnosis, indication and surgery treatment.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

16

Estudos sobre a atividade dos extratos da suprarenal

Mello, Maria Isabel
1947-03-01

Resumo em inglês Studies have been carried out on the method of Britton and Silvette modified by Reinecke and Kendall, for the evaluation of cortico-adrenal extracts, based on the deposition of glycogen in the liver of adrenaletomized rats. The test was performed in a total of 180 normal and adrenalectomized rats. The extracts tested were: a) an aqueous extract of cortico-adrenal cortex prepared by the Swingle and Pfiffner technique; b) the same extract added with ascorbic acid (Supracort (mais) in Labor); c) desoxycorticosterone acetate (Percortol Ciba and Syncortyl Roussell). Male rats were used, ranging from 40-200g, fed since the 18 th days old with a special diet, in which they were maintained until the day before the injection. Adrenalectomy was performed under urethane anesthesia. The fourth day after operation, food was removed and they were fasted for 24 hours. In the morning of the fifth day, injections of the material to be assayed were given at hourly and two hours intervals, during four to eight hours. One or two hours after the last injection, the animals were sacrified, the livers removed and dropped into a hot 30% solution of potassium hydroxide, and worked by Good, Kramer and Somogyi method. The glycogen was calculated as milligrams per lOOg of body and liver weight. The results obtained are shown in the tables I, II, and III. When several dosages of the same sample of extract were made (5 animals each dose), the amount of glycogen deposited in the liver per lOOg of body and liver weight, was found to be a positive function of the dose injected. The graph 2, shows these results. The synthetic compounds were ineffective. Our results are in agreement with those of Reinecke and Kendall and of Olson et al.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

17

Doença de addison de etiologia auto-imune

Silva, Regina C.; Kater, Claudio E.
1998-12-01

Resumo em português A doença de Addison de etiologia auto-imune é uma endocrinopatia rara e potencialmente fatal, que pode ocorrer de forma isolada ou como parte das síndromes poliglandulares auto-imunes (SPA) dos tipo I e II. Auto-anticorpos anti-cortex adrenal são considerados marcadores imunológicos sensíveis do processo auto-imune destrutivo, podendo identificar indivíduos na fase pré-clínica da doença. A enzima 21-hidroxilase (citocromo P450c21) representa o principal antígen (mais) o adrenocortical, embora outros citocromos P450 (17a-hidroxílase e colesterol desmolase) possam, também, desencadear a resposta auto-imune, principalmente na SPA do tipo I e na doença de Addison associada à falência ovariana precoce. O papel dos auto-anticorpos anti-P450c21 na patogênse da falência adrenal ainda não está bem estabelecido, assim como aquele dos anticorpos anti-receptor do ACTH. Resumo em inglês Autoimmune Addison's disease is a rare and potentially, fatal endocrinopathy, that can occur either isolated or as part of the types I and II polyglandular autoimmune syndromes (PAS). Adrenocortical autoantibodies are considered sensitive immunological markers of the destructive autoimmune process, and can identify individuals in the pre-clinical stage of the disease. The steroidogenic enzyme 21-hydroxylase (P450c21) represents the major adrenal autoantigen, although othe (mais) r P450 cytochromes (17a-hydroxylase and side chain cleavage) can also trigger an autoimmune response, mainly in the PAS type I and in Addison's disease with associated premature ovarian failure. The role of P45021 autoantibodies in the pathogenesis of the adrenal failure is not yet well established, and the same happens with the anti-ACTH receptor antibodies.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)

18

Doença de Addison e gravidez/ Addison disease and pregnancy

Mesquita, Maria Manuel; Silva, Clara; Ferreira, Abílio
2005-01-01

Resumo em português A doença de Addison é uma entidade rara, afectando cerca de uma em cada 12.000 gestações. Com o advento da corticoterapia, a gravidez tornou-se mais frequente neste grupo de pacientes, já que a insuficiência da supra-renal, quando não tratada, reduz a fertilidade. Este trabalho tem como objectivo avaliar a evolução da gravidez decorrente em mulheres com diagnóstico de doença de Addison prévio à gravidez. Foi efectuado um estudo retrospectivo num grupo de 4 gr (mais) ávidas admitidas no Serviço de Obstetrícia e Medicina Materno-Fetal do Hospital de Geral de Santo António, no período compreendido entre 1993 a 2005, com diagnóstico de doença de Addison prévio à gravidez. Os autores retratam os 4 casos clínicos detalhadamente, com base na consulta dos respectivos processos clínicos. As gestações decorreram sem intercorrências relevantes, excepto num dos casos em que foi registado um nado-morto. A nossa série, à semelhança daquelas descritas na literatura, demonstra como a doença de Addison e gravidez não são incompatíveis, desde que fornecida uma terapia de substituição adequada. Resumo em inglês Addison disease is a rare disease, affecting about 1 in 12.000 pregnancies. With the advent of cortisone, pregnancy has become more common in women with Addison disease, because adrenal cortex hypofunction reduces fertility. The authors evaluate the pregnancies occurring in women with Addison disease previously diagnosed to pregnancy. A retrospective study was performed between 1993 and 2005, in a group of 4 pregnant women admitted to our department, with Addison disease (mais) previously diagnosed to pregnancy. Four cases are described in detail, based on their written clinical data. The pregnancies were uneventful, except for one case. Our series shows us that if adequate steroid replacement therapy is provided, there is little risk during pregnancy.

Scientific Electronic Library Online (Portuguese)